Crise está próxima e será muito pior que a de 2008, diz economista

A nova crise econômica está próxima, deve ser provocada pelo elevado endividamento das empresas em um cenário de juros subindo no mundo, e os bancos centrais terão poucos instrumentos para conter danos nas economias, afirma Tim Lee, economista e fundador da consultoria pi Economics.

Lee foi um dos poucos nomes que previram a crise iniciada em 2007 e também um dos que alertavam para os problemas que a Turquia enfrentou neste ano.

“É mais uma crise no mercado de crédito corporativo e no mercado de ações”, diz. “Há sinais de alertas. Vamos ter uma crise, e não deve estar muito longe agora.”

A crise pode ser pior que a anterior, pelos poucos instrumentos que os bancos centrais têm à disposição após dez anos de tentativa de estabilização econômica, diz.

Na semana que passou, os prognósticos de Lee ganharam força. O ambiente foi turbulento para as Bolsas globais, em especial para os principais indicadores americanos, que zeraram os ganhos no ano.

Dúvidas sobre a trégua comercial entre Estados Unidos e China amplificaram preocupações de investidores, enquanto a desaceleração econômica global no próximo ano já é dada como certa e a hipótese de uma recessão americana começa a tomar forma no mercado.

Leia a entrevista completa AQUI

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis