Funcionários de Flávio Bolsonaro repassaram até 99% dos salários

Uma análise na movimentação financeira de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, mostra indícios de que pelo menos uma funcionária pode ter depositado em sua conta o equivalente a quase tudo que recebeu na Casa no período agora sob investigação. Foi esse o caso de Nathalia Melo de Queiroz, filha do ex-servidor que, no período investigado, repassou a ele R$ 97.641,20, hipotético crédito mensal médio de R$ 7.510,86.

A quantia equivale a 99% do pagamento líquido da Alerj a Nathalia em janeiro de 2016, segundo a folha salarial do Legislativo fluminense. Como não há dados sobre a movimentação financeira total de Nathalia, não é possível dizer com certeza que o dinheiro teve como origem exclusivamente os pagamentos da Alerj.

Os cálculos são por aproximação. Para fazê-los, o jornal O Estado de S. Paulo usou o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da Operação Furna da Onça e consultou a folha salarial da Casa.

O órgão federal mostrou que no período investigado Nathalia transferiu os R$ 97.641,20 para a conta do assessor de Flávio. A cifra foi dividida pelos treze meses investigados para obter a média mensal, que foi comparada com três valores. Um foi o pagamento líquido recebido em janeiro de 2016 por Nathalia na Alerj: R$ 7.586,31. No confronto com o bruto, R$ 9.835,45, chegou-se a um repasse de 77,14%. Cotejada com a renda usada pelo Coaf, R$ 10.502,00, o porcentual foi de 72,23%.

A renda considerada pelo Coaf, possivelmente, incorpora valores que não constam da folha de janeiro da Alerj ou rendimentos obtidos por Nathalia de outras fontes. Todos as cifras, porém, mostram porcentuais altos de repasse.

Nathalia trabalhou na Alerj de setembro de 2007 a dezembro de 2016. Depois foi trabalhar como assessora no gabinete parlamentar do hoje presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), na Câmara dos Deputados. Foi exonerada em 15 de outubro, mesmo dia em que seu pai foi desligado do gabinete de Flávio. Oficialmente, o motivo foi a aposentadoria de Queiroz como PM. Reportagem publicada ontem pela Folha de S. Paulo mostrou que Nathalia, enquanto era funcionária, trabalhava como personal trainer no Rio.

O deputado tem se defendido, afirmando não ter cometido nenhuma irregularidade. O presidente eleito já disse que caberá a Queiroz explicar sua movimentação financeira – de mais de R$ 1,2 milhão no período.

Outros
Outra servidora que repassou a Queiroz grande parte do que recebeu foi Márcia Oliveira de Aguiar, mulher do ex-assessor. Os valores somam R$ 52.124,00 – uma média (total dividido por treze meses) de R$ 4.009,23. Isso não quer dizer que tenham sido feitos rigorosamente repasses mensais – o documento do Coaf não traz esse detalhe -, mas permite afirmar que Márcia transferiu porcentuais que equivalem de 31% a 46% do que recebeu por mês no período.

Outra servidora, Luiza Souza Paes, fez transferências equivalentes a porcentuais que variam de 24,8% a 33,5% do salário no período. Sua renda, segundo o Coaf, era de R$ 3.479 mensais e a transferência média era de R$ 863,53. Já Jorge Luís de Souza, que tinha salário bruto de R$ 5.486,76, fez depósito mensal médio de R$ 1.573,46 – porcentuais respectivos de 7,69%, 28,67% e 32,46%.

O jornal O Estado de S. Paulo mostrou que 57% dos depósitos feitos na conta de Fabrício Queiroz investigada pelo Coaf ocorreram no dia do pagamento dos salários na Alerj no período, ou até três dias úteis depois.

A reportagem não conseguiu falar com Queiroz nem com os demais servidores para que comentassem as cifras. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Istoé

Curta nossa página no Facebook

ONG de futura ministra de Bolsonaro é acusada de incitar ódio a indígenas e tirar criança de mãe

A ONG Atini, fundada por Damares Alves, futura ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos, é alvo de indigenistas e Ministério Público, que falam em tráfico e sequestro de crianças e incitação ao ódio contra indígenas.

A Atini é acusada de, sob um falso selo humanitário, explorar um assunto de grande comoção pública —o infanticídio de crianças indígenas— para legitimar sua agenda.

A Polícia Federal pediu, em 2016, informações à Funai (Fundação Nacional do Índio) sobre supostos "tráfico e exploração sexual" de indígenas —despacho da fundação cita a Atini e outras duas ONGs. 

A Funai, a partir de 2019, ficará sob guarda da pasta chefiada por Damares, que prometeu pôr em sua presidência alguém que "ame desesperadamente os índios". O processo sobre as organizações ainda tramita no órgão.

A Atini - Voz Pela Vida, entidade sediada em Brasília e que teve a futura ministra entre os fundadores, em 2006, diz que, com seu trabalho, já salvou ao menos 50 crianças em situação de risco, algumas delas enterradas vivas. 

Segundo a advogada da entidade, Maíra de Paula Barreto Miranda, o problema da matança de crianças é real e não deve ser justificado pelo relativismo cultural nem desmerecido por ativistas.

Damares se afastou da Atini em 2015. Hoje funcionária no gabinete do senador Magno Malta (PR-ES), ela prestava assessoria jurídica à bancada evangélica no Congresso.

Há atualmente ao menos três ações judiciais contra a Atini. Uma delas corre em segredo de Justiça numa vara federal em Volta Redonda (RJ). 

No documento, ao qual a Folha teve acesso, a peça central é uma indígena de 16 anos da etnia sateré-mawé que foi levada para uma chácara da Atini em 2010, pelo tio materno (que a registrou como filha) e sua esposa. Ali engravidou de um rapaz de outra tribo.

Segundo os procuradores, o casal que depois adotaria seu bebê diz que a adolescente "portava transtornos mentais e possuía histórico de maus-tratos pelos pais, o que teria motivado a ONG a retirá-la do convívio com os índios". 

Afirma ainda que a a jovem teria "atentado contra a vida da filha por duas vezes".

O Ministério Público pede o retorno da criança para a mãe, que já retornou à sua tribo, no Amazonas. A criança está hoje sob tutela provisória do irmão de uma das donas da Atini, Márcia Suzuki. 

Para os procuradores, a história "foi retorcida e distorcida até fazer parecer uma adoção comum de uma criança vulnerável de mãe incapaz por um casal de classe média de Volta Redonda". Seria, no entanto, "mais um exemplo da atuação sistemática desses grupos missionários contra os povos indígenas e seus modos de vida, com o fim de fazer valer unilateralmente a concepção daqueles sobre a destes". 

Adotar menores alegadamente em situação de risco é algo comum entre pessoas ligadas à Atini. Damares Alves é mãe de uma criança indígena. 

A filha adotiva de Márcia Suzuki se chama Hakani, mesmo nome de um filme que enfureceu indigenistas e motivou outras duas ações do Ministério Público, em Brasília e Rondônia. É um docudrama (misto de ficção e documentário) sobre uma menina suruwahá que teria sido resgatada por missionários após ter sido enterrada viva pelo irmão mais velho, numa cova rasa.

O site da Atini resume sua saga assim: "Nos primeiros dois anos, ela não se desenvolveu como as outras crianças, não aprendeu a andar, a falar. Seu povo começou a pressionar seus pais para matá-la". Eles, incapazes de sacrificá-la, teriam preferido se suicidar.

Uma liminar proibiu a veiculação de "Hakani" após pedido do Ministério Público. A produção é classificada como "mais um elemento da campanha difamatória em face dos índios brasileiros, bem como uma justificativa para a atuação religiosa e missionária das organizações em aldeias".

Já a ação em Rondônia se deve ao fato de a produção ter escalado como atores crianças do povo karitiana, que nem sequer tem o infanticídio como hábito cultural. 

Segundo a tradição desse povo, o corpo não pode entrar em contato direto com a terra. Portanto, a criança enterrada viva para a encenação teria perdido sua alma. Desde então, os karitianas acreditam que a comunidade está em desgraça, segundo o MPF.

Miranda, advogada da Atini, diz que até crianças que nascem com defeitos congênitos, como um dedinho grudado, são assassinadas em algumas etnias. Segundo ela, mortes de gêmeos ou por suspeita de mãe adúltera ou estuprada também acontecem. 

Em audiência pública de 2017, Damares já chegou a estimar esse número em mil mortes por ano, sem dar a fonte da informação. Em dois anos, foram registradas 96 mortes de indígenas de até seis dias de idade em Roraima e Amazonas, numa área com tribos que mantém a prática, segundo o Mapa da Violência 2015.

"Quando falo que a mãe indígena ama o filho, não quer mais que o seu filho seja morto porque tem uma deficiência, acusam-me de incitar o ódio e o racismo. Imaginem até onde isso vai", disse a futura ministra naquela audiência.

Vem daí o lobby da Atini pela Lei Muwaji, aprovada na Câmara em 2015 e que depende de aval do Senado. A proposta visa combater práticas tradicionais nocivas em comunidades indígenas, como infanticídio, estupro individual ou coletivo e escravidão.

O nome vem de uma mãe suruwahá que, segundo a Atini, procurou missionários evangélicos para impedir a sentença tribal de morte por envenenamento para a filha nascida com paralisia cerebral. 

Indigenistas e procuradores concordam num ponto: a matança de crianças em aldeias é hoje raro.

"Exagerar os relatos de práticas nocivas é uma técnica usada há muito tempo para minar os direitos dos povos indígenas e justificar o roubo de suas terras", diz à Folha Fiona Watson, diretora da ONG Survival International.

Para Felipe Milanez, professor de Humanidades na Universidade Federal da Bahia, criar tamanha celeuma seria "como dizer hoje que 'o cristão queima mulher'" porque, no passado, a Igreja Católica promoveu a Inquisição. 

A advogada da Atini rebate: o que a ONG combate é "condicionar a titularidade dos direitos humanos ao local de nascimento da pessoa", ou seja, o menor não pode ser morto só porque sua cultura permite. Sobre o filme "Hakani", afirma que proibi-lo é censura. 

A Folha tentou falar com a futura ministra Damares Alves, mas não foi atendida.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

15 de dezembro

1640 – D. João IV é coroado rei de Portugal na restauração do trono contra o domínio espanhol.
1896 – Machado de Assis é proclamado 1° presidente da Academia Brasileira de Letras.
1965 – Inicia-se a missão Gemini VI.

Nasceram neste dia…
    37 – Nero, imperador romano (m. 68).
1852 – Antoine Henri Becquerel, físico francês (m. 1908).
1907 – Oscar Niemeyer (foto), arquiteto brasileiro (m. 2012).

Morreram neste dia…
1675 – Johannes Vermeer, pintor neerlandês (n. 1632).
1885 – Fernando de Saxe-Coburgo-Gota, rei consorte de Portugal (n. 1819).
1966 – Walt Disney, cineasta americano (n. 1901).

Fonte: Wikipédia

Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha é reconhecida como Patrimônio Cultural do Ceará

Em reunião ordinária do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural do Ceará (Coepa), no dia 13 de dezembro, na sede da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em Fortaleza, foram aprovados dois pareceres conclusivos de Registro da Festa do Pau da Bandeira de Barbalha como Patrimônio Cultural Cearense, na categoria Celebrações.

A celebração já é bem cultural reconhecido institucionalmente no âmbito nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que iniciou o processo de registro em 22/04/2010.

Saiba mais
Em 25 de setembro de 2018, o Centro Pró-memória de Barbalha Josafá Magalhães, de Barbalha, Ceará, requereu à Secretaria de Estado da Cultura do Ceará o registro da Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha, como Patrimônio Cultural do Estado do Ceará, procedimento regido pela Lei Estadual do Ceará Nº 13.427, de 30 de dezembro de 2003.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Saiba como funciona e como se proteger do golpe que clona o WhatsApp

Está na moda, infelizmente, um novo golpe contra você. Ele toma conta do seu WhatsApp e passa a dar golpes nos seus contatos e ainda poderá acessar seu e-mail e até sua conta de banco via aplicativo. E como isso funciona? Como podemos nos defender? Para saber mais sobre isso conversamos com Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersy Lab. Vamos ficar por dentro? Vamos lá!

Segundo Assolini, esse ataque não está relacionado com phishing ou smartphone conectado, mas sim SIM Swap – que tem se proliferado no Brasil. Nesse caso, o golpista cancela a linha da vítima, ativa em outro chip e com isso tem acesso aos contatos no WhatsApp (não as mensagens anteriores). A partir disso, o cibercriminoso se passa pela vítima e começa a enviar mensagens pedindo dinheiro para os contatos – em muitos casos, os amigos que recebem a mensagem acreditam que seja realmente a pessoa e envia dinheiro.

Além disso, os serviços bancários e outros que existem pela internet utilizam SMS para envios de código de autenticação. Ao ativar o número em um novo chip, eles passam a receber os SMSs com esses códigos, possibilitando e facilitando que eles “hackeiem” contas de e-mail, contas bancárias, etc.

Como acontece a clonagem do WhatsApp

Para que aconteçam, segundo Assolini, o criminoso precisa:

1) Aliciar empregados das operadoras, que têm acesso aos sistemas e com isso conseguem ativar o número em outro chip.

2) O criminoso, em posse dos dados pessoais da vítima, visita uma das lojas, se passando pelo dono da linha e solicita a ativação em um novo chip.

3) Não seria surpresa descobrir que alguns criminosos, em posse das senhas dos funcionários, acessem eles mesmos o sistema das operadoras para concretizar o golpe.

Saiba como se proteger do golpe que clona o WhatsApp

1) Se você ficar muito tempo sem sinal, em um lugar que geralmente e comumente há sinal de celular, isso pode significar que seu número foi desativado pelos golpistas. Nesse caso é recomendado um contato urgente com a operadora para reativar o número.

2) É altamente recomendável que o usuário tenha um número secundário, sem WhatsApp instalado, sem outros programas de mensagem e que esse número seja usado única e exclusivamente para o recebimento de códigos de autenticação via SMS, e nada mais. É importante que esse número não seja divulgado e muito menos usado para outro fim.

3) Sempre quando possível, escolha a autenticação em duas etapas feita por aplicativos no seu celular (usando o Google Authenticator, por exemplo). Autenticação via SMS pode ser um problema nesse cenário, é bom evita-la ao máximo.

4) Fale com seus familiares e parentes acerca desse ataque para que estejam cientes, pois na maioria dos casos ocorre um pedido de dinheiro aos familiares e amigos. Informe-os que em situações assim é recomendável perguntar coisas bastante pessoais para tentar entender que se trata de um golpista e não do verdadeiro dono do número.

5) Se for vítima de um ataque assim, não deixe de formalizar um Boletim de Ocorrências. Quanto mais vítimas o fizerem, maior será a pressão para que as operadoras de telefonia melhores os sistemas para impedir esse tipo de ataque.

6) Ativar a dupla autenticação no WhatsApp também. Dessa forma, mesmo que haja o SIM swap, o cibercriminoso não conseguirá ativar o WhatsApp em outro aparelho.

Polícia não esclarece o golpe do WhatsApp
Procuramos a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para saber como andam as investigações sobre os casos já noticiados de clonagem ou possível clonagem do WhatsApp. E sabe se é um caso comum no Estado. Em nota, a secretaria no respondeu. A SSPDS informa que os inquéritos que envolvem a investigação do golpe de clonagem do Whatsapp são sigilosos. “As informações, portanto, não podem ser repassadas para não atrapalhar o andamento das diligências policiais. Com relação a índices estatísticos desse tipo de ocorrência, não é possível responder a demanda, uma vez que o Sistema de Informação Policial (SIP), ferramenta utilizada pela Polícia Civil para o registro das ocorrências, não tem um campo específico para alimentação dessa modalidade de golpe”.

O que nos resta é termos o máximo de cuidado e ficarmos sempre alerta para evitar que criminosos nos passem a perna.

Operadoras e sindicato em silêncio
Entramos em contato com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) e com as operadoras Claro, Oi, Vivo e TIM. A TIM respondeu que o SindiTelebrasil iria responder por eles. As demais não responderam até agora.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Tragédia em Milagres: Ainda sob clima de comoção, cidade realiza missa campal

Cerca de 500 pessoas, em sua maioria vestidas de branco, participaram de uma Missa campal de 7º Dia, na noite de ontem (13), para celebrar a paz e a memória das vítimas da “tragédia de Milagres”, ocorrida na madrugada da última sexta-feira (7). A celebração aconteceu em frente às agências bancárias, onde ocorreu o confronto entre os assaltantes e a Polícia Militar. 

Com velas nas mãos. Foi a forma utilizada por cada milagrense para homenagear as vidas perdidas na operação que impediu o assalto às unidades do Banco do Brasil (BB) e Bradesco, no Município. Ao todo, 14 pessoas morreram. Oito suspeitos e seis reféns. Além disso, oito pessoas foram presas.

Ao longo da semana, a agência do BB já havia sido alvo de homenagens espontâneas. Grupos de diversas religiões se encontram no local para orar pelas vidas perdidas. 

Famílias
Ontem, a Paróquia de Nossa Senhora dos Milagres celebrou a Missa de 7º Dia na Rua Presidente Vargas, palco de 20 minutos de tiroteio. No lugar dos estampidos, desta vez, emoção. “Pensamos em realizar essa Missa onde saiu o derramamento de sangue. Vamos rezar por todas as vítimas, e também por todas as suas famílias”, disse o padre Ronaldo Oliveira ao abrir a celebração.

Sacerdote da Paróquia de Nossa Senhora dos Milagres, padre Ronaldo acredita que o episódio desta proporção, numa cidade pacata do interior, deixou todos em choque. “A gente se refugia na oração em Deus. Precisamos mostrar aos familiares das vítimas que a Igreja Católica está unida pela oração. Queremos acalmar os nossos paroquianos”. 

“Entristecida”. Foi assim que o sacerdote definiu o Município do Cariri cearense, de pouco mais de 28 mil habitantes. Paralelamente a Milagres, Serra Talhada, em Pernambuco, cidade onde dois de cinco membros da mesma família foram mortos, também celebrava uma Missa no mesmo horário. “Isso nos interliga. Deus é um só, e a gente pede que essas almas encontrem a luz”, completa padre Ronaldo.

“A Missa é em sentimento do povo da cidade”, garante o aposentado Manoel Belém, que percorreu cerca de 15 km do Sítio Boa Vista até o Centro de Milagres para participar do momento de fé. “Ninguém esperava uma notícia dessas. Quando soube que morreram inocentes, a tristeza chegou” .

Desde o episódio, moradores de Milagres convivem com notícias falsas que vêm amedrontando a todos, como assaltos e tiroteios que não aconteceram de fato.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Ministério da Saúde libera R$ 7 milhões e garante habilitação do SAMU para mais de 40 municípios cearenses

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, assinou nesta quinta-feira (13), em Brasília, a portaria que libera o investimento federal de mais de R$ 7 milhões para habilitar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) no Estado do Ceará. Estiveram presentes na ocasião o governador Camilo Santana, o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira, e o líder do governo no Congresso, deputado federal André Moura.

O incentivo financeiro beneficiará, ao todo, 44 municípios cearenses: Juazeiro do Norte, São Benedito, Aracati, Aracoiaba, Canindé, São Gonçalo do Amarante, Eusébio, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Quixadá, Quixeramobim, Russas, Alto Santo, Aquiraz, Baturité, Beberibe, Boa Viagem, Capistrano, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, General Sampaio, Guaiúba, Horizonte, Icapuí, Itapajé, Jaguaribe, Jaguaruana, Morada Nova, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Paraipaba, Pedra Branca, Paracuru, Pentecoste, Pindoretama, Redenção, Senador Pompeu, Solonópole, Tabuleiro do Norte e Trairi.

Para o governador Camilo Santana, este é mais um importante passo dado para garantir às famílias cearenses o atendimento de urgência com qualidade e rapidez. “A nossa meta é universalizar o SAMU em todo o Estado. Em nome do povo cearense, agradecemos toda equipe do Ministério da Saúde e ao presidente do Congresso, Eunício Oliveira, pela articulação feita aqui em Brasília para garantir os recursos necessários para atender o nosso Estado."

Gilberto Occhi reforçou o compromisso do Ministério da Saúde em dar assistência às solicitações da gestão estadual cearense para que não falte condições na oferta dos serviços de Saúde por todo o território cearense. “Nos reunimos para assinar essa habilitação do Serviço do SAMU para o Estado do Ceará, no valor de mais de R$ 7 milhões, para garantir que o SAMU funcione em diversos municípios”, disse.

O senador Eunício Oliveira destacou que as agendas do Governo do Ceará em Brasília também estão garantindo mais apoio da União na liberação de verba para obras fundamentais ao desenvolvimento do Estado. “Hoje nós assinamos, além desse convênio com o Ministério da Saúde, outros convênios de outros valores, para o Cinturão das Águas, para a conclusão da Transposição do São Francisco, o Açude de Lontras (Ibiapaba), adutoras, outras obras importantes para o Ceará”, complementou.

Portaria
O documento assinado pelo ministro da Saúde habilita que sejam custeadas a Unidade Móvel Aérea (Aeromédico), em Juazeiro do Norte, e a Unidade de Suporte Básico (USB), em São Benedito, além de qualificar as USBs e a Unidade de Suporte Avançado (USA) e Molâncias destinadas ao SAMU na Central de Regulação das Urgências Estadual do Ceará, com sede no Eusébio. A portaria também especifica cada recurso do Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde a ser destinado aos municípios listados.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo

Qual a porcentagem de brasileiros com acesso à internet? As famílias mais ricas concentram quanto da renda total do país? A cada 100 pessoas no Brasil, quantas vivem na zona rural? O instituto de pesquisas britânico Ipsos Mori fez esse tipo de perguntas para brasileiros. Os palpites passaram tão longe das respostas corretas que renderam ao Brasil o título de terceiro país mais ignorante sobre si mesmo.

O estudo intitulado Perils of Perception (Perigos da Percepção) foi feito com 33 nações, de todos os continentes. O país que menos sabe sobre sua própria situação é o México, seguido pela Índia e sobrando para nós a medalha de bronze. Na outra ponta, o mais consciente do ranking foi a Coreia do Sul, em segundo ficou a Irlanda, com a Polônia em terceiro para fechar o pódio.

Para fazer o cálculo, o estudo produziu 12 questões, e comparou as suposições da população com dados reais. Os brasileiros se mostraram especialmente ruins em falar sobre idade. O país teve a maior margem de erro quando perguntaram a idade média de seus habitantes (o palpite foi 56 — 25 a mais do que os corretos 31 anos). Mas nós também lideramos os erros na questão “A cada 100 pessoas, quantas você acha que têm 14 anos ou menos?”: a média dos chutes foi 39, a resposta correta seria 24.

O povo brasileiro também tem menos mulheres no poder do que imagina. Enquanto a população acreditava que 31% dos políticos fossem mulheres, o número de verdade é menos que a metade disso: 14%. Outro erro de destaque foi na pergunta “Qual a porcentagem de imigrantes no seu país?”. As respostas do Brasil apontavam que 25% dos habitantes vieram de fora. Erramos feio. Na verdade, só 0,3% da população é estrangeira.

A pesquisa foi feita entre os dias 1 e 16 de outubro de 2015, conversando com cerca de 1000 brasileiros. Se você tem certeza que tiraria uma pontuação melhor do que nossos conterrâneos entrevistados, pode tentar provar isso. Os organizadores da pesquisa disponibilizaram um quiz online, para todo mundo testar os conhecimentos sobre próprio país. Você pode acessá-lo aqui — só não vale ver as respostas antes.

Fonte: Superinteressante

Curta nossa página no Facebook

Colisão entre ônibus com romeiros e caminhão deixa mortos e feridos em Campos Sales

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas em um grave acidente envolvendo um ônibus com romeiros e um caminhão na rodovia CE- 371, a 12 km de Campos Sales, na tarde desta quinta-feira (13).

Entre os mortos, estão o motorista do ônibus, identificado apenas como Raimundinho e quatro romeiros da cidade de Campos Sales. 

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o ônibus vinha da cidade de Canindé após os fiéis terem participado de uma missa na última terça-feira (11). 

No retorno para Campos Sales, o ônibus colidiu com um caminhão que trazia um carregamento de gesso, na localidade de Varzinha, a 12 quilômetros do município. 

De acordo com o coordenador do Samu, 25 pessoas foram atendidas no local, sendo seis com ferimentos graves. Uma vítima foi levada em um helicóptero para o IJF, em Fortaleza.

As demais vítimas foram levadas para o Hospital Geral de Campos Sales e transferidas para outras unidades hospitalares da região.

O médico plantonista do hospital do município, Hugo Napoleão, informou que foi feita uma força-tarefa para atender as vítimas do acidente. "Eu era o único plantonista do dia e o que a gente viu foi um desastre. Um acidente com muitas vítimas, cerca de 20 vítimas mais ou menos chegaram ao hospital. Foi formado uma força-tarefa para ajudar toda essa população, por que vieram vários plantonistas que não estavam no dia para dar um suporte. Os pacientes mais graves tiveram Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) e foram tranferidos para o Cariri através da Ciopaer e ambulâncias do SAMU", disse o médico. 

Aproximadamente 10 pessoas continuam internadas e o estado de saúde é considerado estável. Os pacientes com escoriações leves foram medicados e liberados. 

Participaram do socorro às vítimas equipes do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), com um médico e uma enfermeira a bordo.

PAULO MARTINS
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

14 de dezembro

1758 - Processo dos Távora: Teresa Leonor de Távora e o seu marido são presos, acusados de serem os mandantes do atentado ao rei D. José I.
1939 - Guerra de Inverno: União Soviética é expulsa da Liga das Nações.
1950 - É criado o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Nasceram neste dia…
1503 - Nostradamus, astrólogo e matemático (m. 1566).
1546 - Tycho Brahe, astrónomo dinamarquês (m. 1601).
1947 - Dilma Rousseff (foto), política brasileira.

Morreram neste dia…
  872 - Papa Adriano II.
1799 - George Washington, primeiro presidente dos EUA (n. 1732).
1918 - Sidónio Pais, político português (n. 1872).

Fonte: Wikipédia

IFCE abre 3 mil vagas em cursos de nível superior através no Sisu

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) vai oferecer 3.052 vagas em cursos de nível superior através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), no primeiro semestre de 2019. Das vagas, 1.509 são de ampla concorrência e outras 1.543 para reserva.

As inscrições vão de 22 a 25 de janeiro do próximo ano, no site do sistema. São 89 cursos do IFCE, nos campi de: Acopiara, Aracati, Boa Viagem, Canindé, Caucaia, Cedro, Crateús, Crato, Fortaleza, Horizonte, Iguatu, Itapipoca, Jaguaribe, Juazeiro, Limoeiro, Maracanaú, Maranguape, Morada Nova, Paracuru, Quixadá, Sobral, Tauá, Tianguá, Ubajara e Umirim.

Os cursos em Acopiara (Licenciatura em Ciências Biológicas) e Horizonte (Licenciatura em Física), têm cada um 35 vagas. É a primeira vez que as unidades, recém-inauguradas, participam do Sisu.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Seguro DPVAT 2019 tem redução média de 63,3%; veja os valores

O seguro obrigatório, o DPVAT, terá redução média de 63,3% em 2019, anunciou o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), que é vinculado ao Ministério da Fazenda, nesta quinta-feira (13).
  • Automóveis particulares: de R$ 41,40 (2018) para R$ 12,00 (2019), redução de 71%;
  • Táxis e carros de aluguel: de R$ 41,40 (2018) para R$ 12,00 (2019), redução de 71%;
  • Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete: de R$ 160,05 (2018) para R$ 33,61, redução de 79%;
  • Micro-ônibus com cobrança de frete, mas com lotação não superior a dez passageiros, e ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete: R$ 99,24 (2018) para R$ 20,84, redução de 79%;
  • Ciclomotores (cinquentinhas): R$ 53,24 (2018) para R$ 15,43 ( 2019), redução de 71%;
  • Motocicletas e motonetas: R$ 180,65 (2018) para R$ 80,11, redução de 56%;
  • Máquinas de terraplanagem, tratores de pneus com reboques acoplados, caminhões ou veículos "pick-up", reboques e semirreboques: de R$ 43,33 (2018) para R$ 12,56 (2019), redução de 71%.
De acordo com a entidade, a redução dos prêmios tarifários foi possível devido ao valor de recursos acumulado em reservas superior às necessidades de atuação do Seguro DPVAT.

O excesso de recursos vindos do pagamento do Seguro DPVAT é consequência das ações de combate a fraude, que levaram à uma redução significativa dos acidentes que geraram indenizações, somadas à "rentabilidade dos recursos acumulados", afirma o CNSP.

O Ministério da Fazenda informa que o total de R$ 2 bilhões de indenizações são pagas pelo Seguro DPVAT por ano no Brasil.

Motos
Como as motos representam 74% das indenizações, a redução do valor foi menor para este tipo de veículo, que corresponde à 27% da frota nacional. Essa foi uma maneira de diminuir o subsídio às motos no DPVAT, disse o CNSP.

O valor do DPVAT para motos caiu 56%, chegando ao valor de R$ 80,11 para 2019, enquanto a cobrança em 2018 era de R$ 180,65.

O que é o DPVAT
O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), instituído por lei desde 1974, cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país.

O recolhimento do seguro é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos.

A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo.

Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de 3 anos após o acidente para dar entrada no seguro. Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.

Do total arrecadado pelo DPVAT:

  • 45% são destinados para para o Sistema Único de Saúde (SUS);
  • 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran);
  • 50% vão para o pagamento de sinistros e despesas administrativas.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Governo Temer atinge recorde de reprovação em fim de mandato

O governo do presidente Michel Temer (MDB) atingiu recorde de reprovação perante a população brasileira quando analisadas as avaliações de governos anteriores no fim de seus mandatos, mostra pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quinta-feira (13).

Para 74% dos entrevistados, o governo Temer é ruim ou péssimo, enquanto 5% o consideram ótimo ou bom. Para 18%, o governo é regular e 3% não souberam ou não responderam. A constatação leva em conta a série história CNI/Ibope desde a redemocratização, com início no governo de José Sarney (MDB).

Nas eleições de outubro deste ano, Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito presidente da República. Ele sucederá Michel Temer no Palácio do Planalto e tem posse marcada para 1º de janeiro de 2019.

Até o momento, o governo mais mal avaliado entre os presidentes em fim de mandato havia sido o de Dilma Rousseff (PT). A última pesquisa do segundo mandato da ex-presidente, datada de março de 2016, dois meses antes da aprovação do impeachment, aponta que seu governo era então reprovado por 69% da população e aprovado por 10%.

Antes dela, o índice pertencia ao ex-presidente José Sarney (MDB). Pesquisa da série CNI/Ibope realizada em novembro de 1989, última de seu governo, mostra que ele encerrou o mandato na Presidência com o governo sendo reprovado por 60% dos brasileiros e aprovado por 9%.

Veja a reprovação de cada governo quando do presidente ao fim de seu mandato (datas são relativas às últimas pesquisas de cada governo):
  • José Sarney (nov/89): 60%
  • Fernando Collor (ago/92): 59%
  • Itamar Franco (dez/94): 11%
  • Fernando Henrique Cardoso (1º mandato - nov/98): 21%
  • Fernando Henrique Cardoso (2º mandato - out/02): 36%
  • Luiz Inácio Lula da Silva (1º mandato - dez/06): 13%
  • Luiz Inácio Lula da Silva (2º mandato - dez/10): 4%
  • Dilma Rousseff (1º mandato - dez/14): 27%
  • Dilma Rousseff (2º mandato - mar/16): 69%
  • Michel Temer (dez/18): 74%
Maneira de governar e confiança
Segundo a pesquisa Ibope/CNI, os que aprovam a maneira de governar de Temer são 9% da população ante 85% dos que desaprovam. Os que não souberam responder ou não quiseram responder ficaram em 5%.

Temer também chega ao fim do mandato com 7% dos brasileiros confiando nele. O índice dos que não confiam ficou em 90%. Os que não souberam responder ou não quiseram responder são 3%.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Celulares, armas e drogas são apreendidos na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC)

A polícia apreendeu aparelhos celulares, armas artesanais e drogas na noite desta quarta-feira (12), dentro da Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), localizada no município de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri do Ceará.

Segundo a polícia, os agentes de segurança apreenderam um revólver, 17 trouxas de cocaína, além de carregadores. Ainda de acordo com a polícia, o material foi encontrado dentro das celas da penitenciária.

A ação contou com a participação da Polícia Civil e do Grupo de Operações Regional do Sertão Central (GORE).

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro acabará com a Infraero em até três anos

O governo de Jair Bolsonaro pretende conceder toda a rede de aeroportos do Brasil e, num prazo de aproximadamente três anos, acabar com a estatal que hoje administra a rede, a Infraero. O destino será a privatização ou a liquidação. “Vai acabar”, afirmou ao Estado o futuro ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Ele confirmou que o brigadeiro Hélio Paes de Barros será presidente da estatal e negou que o nome tenha sido imposição do grupo militar no entorno do futuro presidente. “Foi escolha minha”, disse. “Não teve pressão nenhuma.”

O futuro ministro acrescentou que Paes de Barros, atual diretor da Agência Nacional de Aviação (Anac), foi escolhido justamente por estar afinado com os planos do governo para acelerar as concessões. “É um grande nome, que tem profundo conhecimento técnico na área e vai alinhar conosco o programa de concessões dos aeroportos.”

O programa será reforçado com o deslocamento da economista Martha Seillier, hoje chefe da assessoria especial da Casa Civil da Presidência, para a diretoria da Infraero. Ela já foi diretora da área de regulação e concorrência da Secretaria de Aviação Civil e atuou na área de formulação de políticas para a aviação civil no Ministério da Defesa.

Segundo Freitas, a ideia é realizar, em março, o leilão dos 12 aeroportos no Norte, Nordeste e Centro-oeste, cujo edital já foi elaborado no atual governo. Logo após o leilão, ele pretende anunciar uma nova rodada, com mais três blocos de aeroportos. E, quando o leilão desse estiver concluído, anunciará o sétimo e supostamente último lote de aeroportos a ser concedido para a iniciativa privada.

Ainda há “joias da coroa” a serem leiloados. O aeroporto de Congonhas, em São Paulo, já chegou a figurar no programa de concessões, do qual foi retirado por pressões políticas e por uma indefinição sobre o que seria feito com a Infraero no futuro. No mesmo caso se encontra o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Ambos ainda estão sob administração da Infraero.

O futuro governo, porém, não parece ter dúvidas que a estatal não deve continuar em mãos do governo, tal como chegou a ser estudado no governo de Michel Temer. Segundo o futuro ministro da Infraestrutura, a dúvida é se ela será privatizada como uma empresa de administração de aeroportos ou se, ao final do processo, será liquidada.

A Infraero enfrenta problemas de caixa desde que se iniciou o programa de concessões de aeroportos, no governo de Dilma Rousseff (2011-2016). Terminais de grande movimento, como o de Guarulhos (SP), Brasília e Galeão (RJ) deixaram de integrar a base de aeroportos administrados pela estatal. Ela entrou como sócia em diversas dessas concessões, o que serviu para aprofundar seus problemas de caixa num primeiro momento. Essas participações da Infraero também deverão ser vendidas.

Segundo Freitas, parte dos funcionários da estatal deve ser transferida para uma nova empresa de controle aéreo. Parte já vem sendo desligada num programa de demissão volunária bancado com recursos obtidos com as concessões.

Na média, diz ele, perto de 1.000 funcionários têm sido desligados por ano. No início do processo, a Infraero tinha 12.000 empregados. Hoje tem 9.000.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará recebe Prêmio Transparência e Fiscalização Pública

O Governo do Ceará recebeu nesta quarta-feira (12), em Brasília, o Prêmio Transparência e Fiscalização Pública 2018 na categoria governamental. Concedido pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, a condecoração se dá pelo reconhecimento ao planejamento do Estado, que garante clareza e eficiência na gestão administrativa, patrimonial e financeira dos recursos públicos. Em cerimônia, o governador Camilo Santana recebeu o diploma de menção honrosa do presidente da Câmara, deputado federal Rodrigo Maia.

“Receber esse prêmio, que é referência há 15 anos, mostra que estamos no caminho certo e coloca nosso Estado como referência em transparência e gestão pública. Fico muito honrado pela homenagem que recebemos hoje na Câmara dos Deputados. Aproveito para agradecer aos parlamentares cearenses pelo apoio e pela parceria com o Governo do Estado”, afirmou Camilo.

O prêmio Transparência e Fiscalização Pública é dividido nas categorias Governo e Sociedade Civil. Na categoria governamental, são indicados entes da administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. Em 2018, os líderes e presidentes de comissão permanentes na Câmara dos Deputados indicaram os candidatos ao Prêmio.

“O prêmio Transparência e Fiscalização Pública atribuído pela Câmara Federal ao Governo do Estado do Ceará é um reconhecimento, que ao mesmo tempo em que nos enche de orgulho e dá convicção do correto direcionamento de nosso trabalho, também reforça nossa vontade e responsabilidade de oferecer sempre os melhores mecanismos de transparência e de incentivo ao controle social”, destacou o secretário da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado, Flávio Jucá, também presente na cerimônia.

O Estado do Ceará recebeu o reconhecimento da Casa Legislativa devido às estratégias e ferramentas desenvolvidas para prestar contas à sociedade, de forma a garantir livre acesso às informações públicas, por meio do Portal Transparência. A indicação do Governo do Ceará para o prêmio foi feita pelo deputado federal cearense André Figueiredo.

Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a gestão administrativa do Estado é uma referência importante e que deve ser reconhecida por todos os outros estados. “Estamos homenageando em nome da nossa bancada o Estado do Ceará, que nós sabemos que é um exemplo de transparência para todo o País”, disse.

Histórico de transparência
Antes da premiação, o Governo do Ceará já havia alcançado 1º lugar no índice de transparência das contas públicas em 2016, realizado pelo Ministério Público Federal. Além disso, o Estado recebeu, por duas vezes nos últimos quatro anos, nota 10 em transparência pública na Escala Brasil Transparente, promovida pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Ansiedade não é tudo igual: conheça 10 tipos que precisam de tratamento

De forma geral, a ansiedade, considerada um fenômeno biológico, é necessária para a sobrevivência dos seres humanos e alguns animais. Ela nos ajuda a reagir em situações de perigo, ficar vigilante e atingir metas. 

Quando ficamos com frio na barriga antes de uma apresentação no trabalho, por exemplo, e a situação é isolada, a ansiedade é considerada normal. Mas se o sentimento toma conta da mente de forma exagerada e começa a atrapalhar nas atividades diárias, devemos nos preocupar. São sinais que o quadro se tornou patológico, chamado de transtorno de ansiedade, e um aconselhamento profissional é necessário.

Mas se engana quem pensa que todos que sofrem de ansiedade têm o mesmo transtorno. De acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, feito pela Associação Americana de Psiquiatria, existem 9 subtipos da doença, cada um deles com diferentes sintomas. Confira abaixo:

1. Transtorno de ansiedade generalizada
Esse é o tipo o mais comum e frequente. É caracterizado por ansiedade e preocupação excessivas frequentes causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes por pelo menos seis meses. Para que ocorra o diagnóstico, o quadro precisa estar associado com três ou mais dos seguintes seis sintomas: inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele, cansaço, falta de concentração, irritabilidade, tensão muscular e dificuldade para adormecer. 

2. Mutismo seletivo
Ao se encontrarem com outros indivíduos em interações sociais, as pessoas com mutismo seletivo não iniciam a conversa ou respondem reciprocamente quando os outros falam com elas. O quadro é mais comum em crianças, mas pode persistir na vida adulta. As situações de relacionamento interpessoal são marcadas por forte sensação de ansiedade e os indivíduos costumam ser prejudicados em suas relações pessoais e desempenho acadêmico ou no trabalho. A dificuldade na fala também pode interferir na comunicação social, embora as crianças com esse transtorno ocasionalmente usem meios não verbais, como usar as mãos para se comunicar.

3. Transtorno de ansiedade de separação
Assim como o mutismo seletivo, este transtorno é mais comum em crianças, mas existem adultos com o problema também. Ele é caracterizado pelo medo ou ansiedade excessivo em relação à separação por apego, podendo ser com uma pessoa, animais com objetos e até lugares, como a mudança de casa. 

Quando separadas das figuras importantes de apego, as crianças diagnosticadas podem apresentar dificuldade em socializar, apatia, tristeza ou dificuldade de concentração. Dependendo da idade, elas também podem criar medos excessivos de animais monstros, escuro, ladrões, acidentes e outras situações que lhes dão a percepção de perigo. Os indivíduos com o quadro limitam suas atividades independentes longe de casa ou das figuras de apego --muitas vezes não querem realizar tarefas básicas como ir à escola ou supermercado sozinhos.

4. Transtorno de pânico
É caracterizado por episódios de ataques de pânico recorrentes, cuja característica principal é um surto abrupto de medo ou desconforto intenso que alcança um pico em minutos e costuma durar até meia hora. Os sintomas incluem taquicardia, sudoreses, tremores, falta de ar, sensação de asfixia, dores no peito, náusea, tontura, calafrios, parestesias (anestesia ou sensações de formigamento), desrealização (sensações de irrealidade) Medo de perder o controle ou "enlouquecer" e medo de morrer. 

Apesar de serem pontuais, os ataques podem se repetir sem gatilhos específicos, o que costuma gerar ansiedade e preocupação para sair de casa em pacientes que sofrem do quadro. Confira dicas para lidar com um ataque de pânico.

5. Fobias específicas
É o medo excessivo em situações específicas, como entrar em um elevador, encontrar um rato, estar próximo de janelas altas... A resposta de medo, ansiedade e estresse é automática nesses casos, que se repetem toda vez que o paciente não consegue evitar a situação. Mas o que diferencia esse quadro do medo comum é a intensidade exagerada dos sintomas. Por exemplo, se a pessoa tem fobia de injeções, ela não conseguirá nem deixar que outra pessoa aplique uma vacina ou medicamento nela dessa forma, e já apresentará sintomas de pânico. Uma pessoa que tem um medo não patológico de agulhas consegue lidar com isso de forma um pouco melhor.

6. Fobia social 
É o nome dado ao medo ou ansiedade exagerados de ser exposto a possível avaliação por outras pessoas em situações sociais. O desconforto vai além da fala em público: pessoas com o diagnósticos se sentem constrangidas e humilhadas simplesmente ao serem observadas em atividades comuns, como comer, beber e escrever. O grau e o tipo de ansiedade podem variar em diferentes ocasiões. 

7. Agorafobia 
É quando o indivíduo tem medo ou ansiedade de espaços que, em geral, não consideram seguros. Nesses casos, a insegurança é desproporcional ao perigo do que realmente pode acontecer. Pacientes com esse quadro sentem medo de serem atacados, não conseguirem sair do local em que estão ou não serem socorridos, e passam a evitar lugares ou pedirem companhia.

8. Transtorno de ansiedade induzido pelo uso de substâncias 
Acontece pelo uso excessivo de substâncias como drogas (maconha, ecstasy, cocaína...), excesso de cafeína, álcool, medicamentos como opioide e anfetamina. Os pacientes diagnosticados com este subtipo de ansiedade têm suas atividades diárias prejudicadas por preocupações excessivas e até ataques de pânico que acontecem junto ou separadamente do uso das substâncias. 

9. Transtorno de ansiedade devido a outra condição médica 
O transtorno é desenvolvido por causa da descoberta (comprovada clinicamente) de uma condição de médica, incluindo diferentes doenças e alterações físicas. Os sinais podem incluir sintomas proeminentes de ansiedade ou ataques de pânico, que compromete o funcionamento social do indivíduo. 

10. Especificado e não especificado
Esta categoria é destinada aos casos que, apesar do sofrimento persistente e avassalador, não entram nos critérios das especificações dos subtipos acima, ou não tem o acontecem a tempo suficiente para que ocorra o diagnóstico. 

Fontes consultadas: Higor  Caldato, psiquiatra pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e  Luiz Vicente Figueira de Mello, médico supervisor do Programa Ansiedade do Instituto de Psiquiatria FMUSP e médico assistente pela Fundação Faculdade de Medicina.

Fonte: Viva Bem/UOL

Curta nossa página no Facebook

Crato está fora da lista de cidades do Ceará com situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya

Quarenta cidades cearenses estão em situação de alerta ou com risco de surto de dengue, zika e chikungunya, conforme o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti, divulgado nesta quarta-feira (12) pelo Ministério da Saúde.

Conforme a pesquisa, 37 municípios estão em estado de alerta para as enfermidades, sendo eles Acarape, Acopiara, Alto Santo, Aracoiaba, Araripe, Assaré, Baturité, Boa Viagem, Campos Sales, Cariré, Caririaçu, Caucaia, Coreaú, Farias Brito, Horizonte, Ibicuitinga, Ipu, Itaitinga, Itapagé, Itapipoca, Itatira, Jaguaretama, Maranguape, Milhã, Mucambo, Nova Olinda, Pacatuba, Palmácia, Parambu, Quixadá, Quixeramobim, São Luís do Curu, Senador Pompeu, Senadro Sá, Tejuçuoca, Umari e Uruburetama.

Já as cidades de Canindé, Chorozinho e Viçosa do Ceará têm risco maior de surto das infecções. A maior parte dos criadouros do mosquito transmissor no Ceará foi encontrada em depósito de água (860), seguida de depósitos domiciliares (290) e lixo (37).

Fortaleza é uma das cinco capitais do Nordeste consideradas em situação satisfatória, ao lado de Maceió, Aracaju, Teresina e João Pessoa.

Já Salvador, Recife e São Luiz estão em estado de alerta para a manifestação das arboviroses. O levantamento em Natal foi feito por armadilha, metodologia utilizada quando a infestação do mosquito é muito baixa ou inexistente.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

13 de dezembro

1545 - Inicia-se o Concílio de Trento.
1865 - O Paraguai declara guerra ao Brasil, dando início à Guerra do Paraguai.
2003 - Saddam Hussein (foto) é capturado por tropas norte-americanas.

Nasceram neste dia…
1553 - Henrique IV de França (m. 1610).
1816 - Ernst Werner von Siemens, inventor e empresário alemão (m. 1892).
1839 - Pedro Luís Pereira de Sousa, poeta, escritor, advogado e político brasileiro (m. 1884).

Morreram neste dia…
1521 - D. Manuel I de Portugal (n. 1469).
1930 - Fritz Pregl, químico austríaco (n. 1869).
1944 - Wassily Kandinsky, pintor russo (n. 1866).

Fonte: Wikipédia

Em Fórum de Governadores, Camilo defende integração entre União e estados

O governador Camilo Santana participou nesta quarta-feira (12), em Brasília, da reunião do Fórum de Governadores do Brasil e defendeu a integração entre estados e União para tratar da questão da segurança pública. A reunião, que teve como pautas a criação do Fundo Nacional de Segurança e de mais investimentos do Governo Federal para a área, contou com a presença dos governadores eleitos e reeleitos, do vice-presidente eleito, General Mourão, dos presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli; e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha; do ministro Extraordinário de Segurança Pública, Raul Jungmann; e do futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro.

“Para o combate da insegurança no Brasil é necessária uma repactuação nacional porque o crime ultrapassou as fronteiras dos estados brasileiros. E, nesse sentido, defendemos que o Governo Federal possa ser o grande maestro. A conquista do Susp (Sistema Único de Segurança Pública) foi um passo importante porque atualmente toda a responsabilidade sobre a segurança recai sobre os governadores e sabemos que proteção de fronteiras não é tarefa dos estados”, afirmou.

Camilo destacou a criação do Fundo Nacional de Segurança Pública, implementado durante o evento e que será proveniente da arrecadação das loterias federais. Os recursos serão destinados para o financiamento de equipamentos, tecnologia, preparo e capacitação dos profissionais, veículos e armas. “Embora a verba para 2019 seja de apenas R$ 2 milhões, é uma vitória porque pela primeira vez teremos verba garantida. Atualmente 100% do custeio em segurança pública fica a cargo dos governadores. Nesta gestão, contratei 10 mil profissionais de segurança no Ceará e continuamos com graves desafios a serem superados”, acrescentou.

Governadores do Nordeste
Na ocasião foi entregue um Plano de Ação para a melhoria da segurança pública e do sistema penitenciário no país, construído na última reunião do Fórum dos Governadores do Nordeste, realizada no dia 4 de dezembro. Camilo Santana ressaltou a importância de juntar as pautas dos estados do Nordeste e do Norte, no intuito de evoluir na aprovação de mais benefícios para a população das regiões. “Nós compreendemos que são duas regiões com muitos temas em comum. Procuramos unificar as pautas e fazer propostas para o melhor para o país”, afirmou.

O governador do Piauí, Wellington Dias, representou os gestores das duas regiões na entrega do documento aos representantes da União. “O plano é uma contribuição dos governadores do Nordeste e do Norte brasileiro em que se propõe ações de enfrentamento à violência como a proteção das fronteiras, gerenciamento de riscos do sistema penitenciário, prevenção à criminalidade e sistema de ressocialização de presos. Embora provenientes de demandas do Norte e do Nordeste, a pauta é um clamor de todos os governados do Brasil”, disse.

“Pela delicadeza do tema, sugiro que o ministro Sérgio Moro faça encontros periódicos com os governadores para tratar do assunto”, completou o governador da Bahia, Rui Costa, defendendo também o papel do Governo Federal na atuação em favor da segurança pública nacional.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Audiência pública do MPCE discute supostas irregularidades de lava-jatos em Juazeiro do Norte

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça da 1ª Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal de Juazeiro do Norte, realizou, na terça-feira (11/12), no auditório do Núcleo de Prática Jurídica do Centro Universitário Dr. Leão Sampaio, uma audiência pública para discutir e verificar soluções, junto a especialistas, autoridades públicas e sociedade civil, sobre supostas irregularidades de ordem ambiental e consumerista praticadas pelos postos de lavagem de veículos automotores localizados no município.

Estiveram presentes mais de 40 proprietários de lava-jatos, além de representantes das Secretarias Municipais, da Autarquia Municipal de Meio Ambiente, da Superintendência Estadual de Meio Ambiente (Semace), da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (COGERH), da Procuradoria-Geral do Município, do Corpo de Bombeiros Militar e da Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece).

Como encaminhamentos da audiência, destaca-se requisitar da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Trabalho de Juazeiro do Norte (SEDEST) um levantamento acerca da quantidade de proprietários de lava-jatos em Juazeiro do Norte e os respectivos perfis sociais, além de um estudo sobre a possibilidade de criação de uma Associação ou Cooperativa para colaborar com os proprietários de lava-jatos que não têm estrutura financeira suficiente para adquirir as licenças e alvarás necessárias para o funcionamento de tais estabelecimentos.

Outros encaminhamentos de destaque foram promover a atuação conjunta com as Promotorias de Justiça de Juazeiro do Norte com atribuições na proteção à infância e juventude, bem como na área de defesa da cidadania, a fim de criar projetos para coibir o trabalho infantil e promover a tutela, dentro das atribuições do MP, de eventual criação de Associação ou Cooperativa; requisitar da Cagece o cadastramento dos proprietários de lava-jatos através da leitura mensal dos hidrômetros, para verificar quantos e quais estabelecimentos usam esgotamento sanitário.

Ainda na audiência, foram eleitos dois representantes dentre os proprietários de lava-jatos que ficarão responsáveis por representá-los nos próximos atos que serão promovidos pelo Ministério Público e pelo Município.

Assessoria de Imprensa/MPCE

Curta nossa página no Facebook

WhatsApp deixará de funcionar em diversos celulares; veja lista

O aplicativo WhatsApp não estará mais disponível em vários aparelhos celulares a partir do dia 1º de janeiro. A lista foi liberada pela própria empresa e caso você use o aplicativo em seu dia-a-dia é bom ficar atento e atualizar o Sistema Operacional do seu smartphone. Conheça essa lista em detalhes.

O aplicativo não irá funcionar nos seguintes cenários:

Android
– Versões 2.3.7 Gingerbread para trás;
– Versão 3.0 Honeycomb;
– Quem tem o aplicativo instalado e logado em versões que não vai funcionar, ainda receberá mensagens até 1º de fevereiro de 2020.

iPhone / Apple
– Versões que rodam o iOS 7.1.2 para trás;
– Quem tem o aplicativo instalado e logado em versões que não vai funcionar, ainda receberá mensagens até 1º de fevereiro de 2020.

Nokia
– Qualquer aparelho da empresa que rode o S40 perderão suporte;
– Modelos afetados: Nokia 206/208, Nokia 301, Nokia 515, Nokia Asha C3, X2 e X3.

Caso você esteja no grupo afetado por essas mudanças, atualize seu aparelho para a versão mais recente do sistema operacional. Caso você seja usuário de algum aparelho Nokia listado acima, a solução é adquirir um modelo mais novo e fugir dos citados na lista da própria empresa.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Polícia indicia 50 pessoas por esquema de fraudes em empréstimos em Iguatu

Foto meramente ilustrativa
A Polícia Civil do Ceará indiciou nesta terça-feira (11) 50 pessoas por um esquema fraudulento de empréstimos, por meio da internet, que utilizava contas bancárias do município de Iguatu, na Região Centro-Sul do Estado. De acardo com a polícia, o inquérito sobre o caso foi concluído na terça pelo delegado Marcos Sandro Lira, responsável pelas investigações e titular da delegacia do município. O prejuízo das vítimas pode chegar a R$ 500 mil.

Segundo Marcos Sandro Lira, as investigações tiveram início há um ano, quando a delegacia recebeu dezenas de ofícios de vários estados brasileiros, informando que contas de agências bancárias da cidade cearense estavam recebendo depósitos fraudulentos de vítimas de estelionato. O inquérito policial foi encaminhado para o Ministério Público para oferecimento de denúncia.

Indiciados por recepção
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 48 suspeitos foram indiciados por receptação, pelo empréstimo das contas para o recebimento do dinheiro, e dois foram indiciados como chefes do esquema criminoso. Os líderes da quadrilha, segundo a polícia, são Demutier Gonçalves de Oliveira Júnior, 30 anos, e Antônio Marcos Leôncio da Silva, 22 anos, ambos sem antecedentes criminais.

A dupla mantinha na internet 12 sites falsos que ofereciam empréstimos a pessoas de todo o país. “Quando as vítimas acessavam a página, eram direcionadas para realizar o preenchimento de formulários que geravam falsos empréstimos. Com isso, as vítimas eram induzidas a depositar taxas administrativas que seriam a comprovação para a liberação dos empréstimos”, explica Lira.

Em depoimentos, os suspeitos do estelionato contaram ao delegado que recebiam o pagamento de 10% dos valores que caiam em suas contas. A polícia apurou ainda que os valores arrecadados estavam relacionados a quantias recolhidas para pagamentos em sites de apostas esportivas online.

Taxas abaixo do mercado
Segundo a SSPDS, os criminosos ofereciam empréstimos com valores de R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 15 mil, com taxas bem abaixo dos valores de empresas no mercado, além da dispensa de comprovação de rendas e sem consulta aos serviços de proteção de crédito. Os depósitos das chamadas “taxas administrativas”, efetuados pelas pessoas lesadas pelo grupo criminoso, giravam entre R$ 300 e R$ 1.200.

As pessoas só tomavam conhecimento da fraude ao perceberem a demora na liberação do benefício solicitado ou quando os estelionatários faziam contato solicitando mais dinheiro. Todas as vítimas são de fora do Estado.

As denúncias foram registradas no Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Pará.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

12 de dezembro

1812 - O Exército de Napoleão Bonaparte é derrotado na campanha contra a Rússia.
1897 - É inaugurada a Cidade de Minas, que a partir de 1903, passa a se chamar Belo Horizonte.
1963 - É proclamada a independência do Quénia.

Nasceram neste dia…
1903 - Yasujiro Ozu , cineasta japonês (m. 1963).
1915 - Frank Sinatra, ator e cantor norte-americano (m. 1998).
1930 - Silvio Santos (foto), apresentador e empresário brasileiro.

Morreram neste dia…
1112 - Tancredo da Galileia, cavaleiro normando, regente do Principado de Antioquia e príncipe da Galileia (n. 1072).
1877 - José de Alencar, escritor brasileiro (n. 1829).
1999 - Joseph Heller, escritor estadunidense (n. 1923).

Fonte: Wikipédia

Mensagem de reestruturação administrativa do Estado chega à Assembleia

O Governo do Ceará encaminhou para a Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (11), mensagem propondo a alteração da estrutura administrativa do Estado com a redução de 27 para 21 secretarias estaduais. Com a reestruturação, o Estado visa à economia anual de cerca de R$ 27 milhões. O objetivo é garantir mais eficiência para entregar melhores resultados à população.

“A preocupação do Governo é priorizar o princípio constitucional da economicidade, além de investir em eficiência e na intersetorialidade entre as secretarias. Com a estruturação conseguiremos reduzir em 997 o número de cargos comissionados”, garantiu o secretário-chefe da Casa Civil, Nelson Martins.

A proposta enviada à Assembleia tem como pilares a redução de gastos com ganho de eficiência da administração pública, a melhoria da governança e da integração, o foco no cidadão e a uniformização das estruturas organizacionais das Secretarias do Estado.

Nelson Martins destaca ainda que algumas secretarias serão fortalecidas, em especial as sociais. “Com a economia gerada, o Estado conseguirá fortalecer as políticas públicas vigentes, priorizando ações nas áreas de educação, saúde e segurança pública”, completou.

O Governo do Estado prevê, ainda, a elaboração de um planejamento estratégico de longo prazo (2050), que permitirá conduzir o Estado a um crescimento acelerado, com geração de oportunidades e redução das desigualdades.

Com a mudança, o Governo do Ceará contará com as seguintes secretarias:

– Casa Civil;
– Procuradoria-Geral do Estado;
– Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado;
– Secretaria da Fazenda;
– Secretaria do Planejamento e Gestão;
– Secretaria da Educação;
– Secretaria da Proteção Social, Justiça e Direitos Humanos;
– Secretaria da Saúde;
– Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social;
– Secretaria da Administração Penitenciária;
– Secretaria da Cultura;
– Secretaria do Esporte e Juventude;
– Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior;
– Secretaria do Turismo;
– Secretaria do Desenvolvimento Agrário;
– Secretaria dos Recursos Hídricos;
– Secretaria da Infraestrutura;
– Secretaria das Cidades;
– Secretaria do Desenvolvimento Econômico;
– Secretaria do Meio Ambiente;
– Controladoria-Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Projeto "Escola sem Partido" é enterrado na Câmara

O projeto Escola sem Partido não será mais votado neste ano na Câmara. O presidente da comissão, Marcos Rogério (DEM), disse que não irá mais convocar reuniões.

Dessa forma, o tema só será debatido na próxima legislatura. A avaliação do presidente da comissão e do relator, deputado Flavinho (PSC), é de que não haveria mais tempo para votar neste ano.

O apoio ao Escola sem Partido como lei tem diminuído. Nomes como o presidente do DEM, ACM Neto, e Olavo de Carvalho, já declararam ser contra uma lei.

Marcos Rogério se queixou durante reunião da comissão nesta terça-feira (11) da ausência de parlamentares que apoiam a proposta nas reuniões.

A oposição classificou como vitória a obstrução da matéria na comissão.

O projeto busca restringir o que o professor pode falar na sala de aula como forma de combate a uma suposta doutrinação política por parte dos docentes. Veta ainda abordagens de gênero, educação e também prevê a afixação de um cartaz na sala com deveres dos professores.

O projeto está em discussão em comissão especial na Câmara desde julho. Após a eleição, os debates se intensificaram.

Nesta terça-feira (11) mais uma vez houve bate-boca entre apoiadores e críticos ao projeto. A sessão foi interrompida quando se iniciou a ordem do dia no Plenário. Ao fim, o presidente da comissão informou que não iria mais convocar reuniões.

Fonte: Folha.com 

Curta nossa página no Facebook

ShareThis