Siga o Blog Cariri nas redes sociais e fique por dentro de tudo em primeira mão


Já curtiu a página do Blog Cariri no Facebook?

Então clique aqui: www.fb.com/BlogCariri

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/BlogCariri

Sugestões, elogios e críticas: blogcariri@gmail.com

Sua participação é muito importante para nós. Ajude-nos a fazer um site cada vez melhor para você.

Anuncie no Blog Cariri. O site que mais cresce. A vitrine do Ceará


Anuncie no Blog Cariri e veja sua empresa crescer a olhos vistos. Temos planos ideais para o seu negócio.

O Blog Cariri conta hoje com mais de 150.000 acessos/mês. Completamos 7 anos no ar com credibilidade, imparcialidade e independência.

Confira as vantagens de anunciar conosco:

- Anúncio no ar 24 horas por dia, 7 dias por semana.

- Maior facilidade de ser encontrado por possíveis clientes.

- Alto alcance e baixo custo.

- Público altamente qualificado.

- Descrição de Produtos e Serviços realizados (grande quantidade de textos).

- Fotos de seus produtos e serviços para facilitar suas vendas.

- Seus dados: Endereço, Telefone, E-mail, Site, Rede Social (Orkut, Twitter, Facebook), etc.

- Divulgação gratuita semanal de sua propaganda através de nosso Twitter e Facebook.

- Várias Tags (Palavras que lhe ajudam a ser encontrado pelo Google).

Entre em contato conosco pelo e-mail: blogcariri@gmail.com ou pelo nosso Whatsapp: (88) 99632-5959 e agende uma visita. Nós iremos até você!

Anuncie onde sua empresa seja vista. Anuncie no Blog Cariri.

Governo do Ceará vai antecipar primeira parcela do 13º dos servidores; veja a data

Mesmo diante da pandemia de coronavírus, havendo forte redução na arrecadação do Estado, a primeira parcela do 13º dos servidores estaduais do Ceará será antecipada, como tem ocorrido nos últimos anos. A informação foi dada pelo governador Camilo Santana em transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite desta terça-feira (7). “Isso foi uma decisão tomada com toda a equipe econômica do Estado. Vamos pagar a primeira parcela agora no mês de agosto. No dia 14 de agosto estará nas contas dos servidores públicos do Estado”.

A antecipação aos 157.904 servidores ativos, inativos, pensionistas e aposentados do Estado, de acordo com o governador, significa R$ 420 milhões injetados na economia. “Se eu somar isso à folha de pagamento, que é mais R$ 850 milhões, vamos injetar no mês de agosto, no estado, R$ 1.270.000.000. Isso é uma forma de estimular a economia. É um esforço que o Estado está fazendo mesmo diante de uma crise de pandemia”, afirmou Camilo Santana, acrescentando que pagar antecipada a primeira parcela é mais uma medida importante para reaquecer a economia do estado do Ceará.

Todo um conjunto de ações está sendo construído com constante diálogo com as empresas. O governador Camilo Santana antecipou que será apresentado no segundo semestre deste ano um pacote de investimentos do Estado. “O papel do poder público é fundamental para retomar o crescimento do Estado. Mais obras geram mais empregos, significa melhorias para a população e aquecimento da economia”.

Alívio para empresas
Ainda na área econômica o governador disse que enviou nesta terça-feira para a Assembleia Legislativa lei que suspende o pagamento do Fundo de Equilíbrio Fiscal das empresas no estado do Ceará. “Vamos suspender essa cobrança que será transferida para o ano que vem. Essa é uma das ações do pacote de medidas que lançamos para estimular o retorno da economia cearense e gerar mais empregos”, contou, informando, também, que oficializou junto ao Comitê Gestor do Simples Nacional solicitação da prorrogação por mais 90 dias da cobrança do ICMS para as micro e pequenas empresas no Ceará. “Durante a pandemia suspendemos por 90 dias, abril, maior e junho, e estamos pedindo que prorrogue por mais 90 dias. Isso representa cerca de 90% das empresas cearenses. É uma forma de estimular a retomada da economia nesse momento”.

Nessa segunda-feira (6) começou a vigorar em todo o estado o novo decreto com medidas que visam reduzir o número de contaminados pelo novo coronavírus. Na transmissão desta noite o governador também destacou o documento que, entre outras ações, inicia a retomada da atividade econômica de forma responsável, gradual e regionalizada. “Há uma preocupação muito forte do Comitê Científico que essa retomada se dê de forma muito sustentável, muito responsável, para não acontecer o que temos visto nos noticiários nacionais e internacionais que é o retorno do fechamento das atividades pelo avanço da covid”, alertou. “Temos feito tudo com muita responsabilidade e queremos cada vez mais avançarmos nesse plano que tem sido feito de forma regionalizada porque o tempo da pandemia em cada região tem sido diferenciado”.

Dessa forma, o Estado tem trabalhado para ampliar o número de leitos de UTIs em todas as regiões, principalmente naquelas que mais preocupam, como é o caso do Cariri. “Nas últimas horas colocamos mais 40 novos leitos de UTIs no Hospital Regional do Cariri. Já estamos com 136 novos leitos de UTIs só no Regional, exclusivos para Covid”. Da última carga de respiradores que chegou ao Ceará 109 foram enviados para 34 municípios da região do Cariri. “Recebi ontem imagens das UTIs que implantamos em Canindé. É um dos municípios onde não tinha e agora conta com UTI que ficará para atender a população”.

Máscara de proteção
Outra medida importante adotada pelo Governo do Ceará é a distribuição de máscaras de proteção individual, item que se tornou obrigatório diante da pandemia de coronavírus. “Continuamos distribuindo as 5 milhões agora no Interior do Estado. Precisamos sempre ressaltar a importância do uso de máscara para a prevenção da Covid-19. Apelo que as pessoas ao saírem de casa usem as máscaras”.

O Governo do Ceará, buscando garantir a máxima transparência nas ações contra a Covid-19 conta com o IntegraSUS, uma plataforma que integra sistemas de monitoramento e gerenciamento epidemiológico, hospitalar, ambulatorial, administrativo, financeiro e de testagem. Sobre esse último item, o governador destacou que quase 320 mil testes já foram realizados em todo o estado. “O Ceará é um dos estados que mais testa. Isso é importante para a gente ter diagnóstico real, mais transparente da situação da pandemia no estado”, apontou Camilo Santana.

Curta nossa página no Facebook

Imprensa internacional fala em negacionismo de Bolsonaro ao noticiar teste

Minutos após Jair Bolsonaro (sem partido) anunciar que foi diagnosticado com a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, a notícia começou a repercutir na imprensa internacional, que focou nas falas negacionistas do presidente.

O New York Times noticiou: "Depois de meses negando a seriedade da pandemia e descartando medidas de proteção, Bolsonaro sentiu os sintomas da Covid-19".

A notícia também virou manchete na BBC, que afirmou que o presidente se referiu à doença como uma "gripezinha" e que também já havia pedido aos governadores que "abrandassem os bloqueios que, segundo ele, prejudicam a economia".

O The Guardian relembrou que Bolsonaro "banalizou repetidamente a pandemia e desrespeitou o distanciamento social mesmo quando o Brasil se tornou o segundo país mais atingido" e também o "histórico de atleta" referido anteriormente pelo presidente.

O The Washington Post seguiu a mesma linha da publicação britânica ao dizer que Bolsonaro "procurou minimizar repetidamente o coronavírus".

A CNBC também reproduziu que o presidente "está tomando a hidroxicloroquina, um medicamento contra a malária apontado pelo presidente Donald Trump como um possível tratamento preventivo para a doença". "Nenhum dos medicamentos provou ser um profilático eficaz para a Covid-19", segue a nota.

Já o Le Monde, além de noticiar o diagnóstico positivo de Bolsonaro, também ressaltou que o Brasil ainda é um dos países mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. "O Brasil é o país mais afetado pela pandemia, atrás dos Estados Unidos, com até o momento 1,6 milhão de casos de Covid-19, com 65.487 mortes", diz a notícia do jornal francês.

Outros veículos importantes de comunicação pelo mundo, como o The Wall Street Journal, a CNN norte-americana e o canal de notícias ABC News, também noticiaram o teste positivo de Bolsonaro.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Quatro cidades do Cariri lideram ranking de maiores taxas de transmissão de Covid-19 no Ceará

Em Altaneira, cada infectado pode transmitir a doença para
quase três outras pessoas (Foto: João Alves)
Quatro das dez cidades cearenses com maiores índices de Reprodução Efetiva (RT) de Covid-19 estão na Região do Cariri. Altaneira, a 484 km de Fortaleza, lidera a lista, com coeficiente de 2,87, considerado alto, embora a cidade tenha apenas dois casos confirmados da doença. Além da cidade, os municípios de Granjeiro, Tarrafas e Penaforte também registram transmissão acima de 2. Os dados foram calculados a partir da atualização mais recente do IntegraSUS, publicada às 8h57 desta terça-feira (7). 

O índice de Reprodução Efetiva de Casos (RT) avalia para quantas pessoas saudáveis um infectado transmite a doença. Ele é considerado baixo se o indicador estiver entre 0 e 0,5; médio quando está entre 0,5 e 1 e alto se a doença registra transmissão acima de 1. No caso da Covid-19, causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), a medida pauta, ainda, o plano de retomada das atividades econômicas. 

Granjeiro é o segundo município em índice transmissão, com taxa de 2,69. Em seguida, aparece a cidade de Tarrafas, com 2,59. Penaforte ocupa a sétima posição entre as maiores transmissão, com índice de 2,35. 

Ceará
Somente quatro dos 184 municípios cearenses estão com baixa Reprodução Efetiva de Casos (RT) de Covid-19. Em Baturité, Choró, Guaiúba e São Luís do Curu — cidades que marcaram esse índice — o fator de transmissão da doença é próximo de zero. No restante do Estado, contudo, a taxa varia entre baixa e alta.  

O Ceará está prestes a entrar na quarta semana seguida com queda no índice RT. Até a manhã desta terça, o Estado indicava reprodução de 0,68, o que é considerado como média. Desde o dia 13 de junho a taxa cearense não está acima de 1. De acordo com a Secretaria da Saúde (Sesa), o ápice da transmissão da doença no Estado ocorreu em março, quando o RT ultrapassou o índice 2. 

Fortaleza, atual epicentro da doença no Ceará, é o quinto município com menor coeficiente do Ceará. Na capital cearense a taxa de transmissão é de 0,88, considerada média. A cidade é a única da Região Metropolitana a registrar o fator médio: com exceção de Guaiúba, com índice baixo, os outros 17 municípios que compõem a região apontam transmissão acima de 1, o que é avaliado como alto.  

Transição
O governador Camilo Santana (PT) anunciou, neste sábado (4), a prorrogação do isolamento social mais rígido por mais uma semana em sete cidades do interior do Estado. Apesar do ‘lockdown’, Juazeiro, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Iguatu, Sobral e Tianguá permanecem em fase de transição econômica, mas a retomada do transporte intermunicipal de passageiros se dará a partir da próxima sexta-feira (10), seguindo protocolo sanitário.  

Até o momento, o Ceará registrou 124.845 casos de Covid-19. Na Capital, estão concentrados cerca de 37.253 ocorrências da doença. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Jair Bolsonaro diz que testou positivo para Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) testou positivo para Covid-19. A revelação foi feita hoje pelo próprio chefe do Executivo, em entrevista à TV Brasil. Ontem, ele sentiu alguns sintomas da doença e fez o exame em Brasília. O resultado foi divulgado no fim desta manhã.

"Começou domingo, com uma certa indisposição, se agravou na segunda-feira, com cansaço, indisposição e febre de 38 graus. O médico da presidência, apontando a contaminação por Covid-19, fui fazer uma tomografia no hospital. Equipe médica decidiu dar hidroxicloroquina e azitromicina. Como acordo muito durante a noite, depois da meia-noite senti uma melhora, às 5 da manhã tomei a segunda dose e estou me sentindo bem", disse Bolsonaro.

Bolsonaro afirmou que estaria bem se tivesse tomado hidroxicloroquina como uma forma de prevenir a doença. O remédio não tem eficácia comprovada.

"A população contaminada não sente absolutamente nada. Eu tive um mal-estar, se tivesse tomado a hidroxicloroquina de forma preventiva, eu estaria sem apresentar reação", disse.

Em nota oficial, a Secretaria Especial de Comunicação Social disse que o estado de saúde do presidente é "bom".

"O resultado do teste de Covid-19 feito pelo presidente Jair Bolsonaro na noite dessa segunda-feira, 6, e disponibilizado na manhã de hoje, 7, apresentou diagnóstico positivo. O presidente mantém bom estado de saúde e está, nesse momento, no Palácio da Alvorada", disse o comunicado.

Ministros fazem teste para Covid-19
Nomes do governo que tiveram contato com o presidente nos últimos dias também fizeram exames para detectar a doença. O ministro da defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, estão entre os que realizaram os testes.

No último sábado, Bolsonaro participou de um almoço ao lado do embaixador americano no Brasil, Todd Chapman, em Brasília. Ele foi acompanhado por ministros e posaram para fotos sem máscara. O governo dos EUA confirmou que Chapman passará por teste para verificar se está com Covid-19.

Resistência a divulgar resultados
Desde que retornou dos Estados Unidos, em março, o presidente e sua comitiva fizeram exames para Covid-19. O grupo que acompanhou o presidente aos EUA teve mais de 20 pessoas infectadas.

A Covid-19 atacou até mesmo o principal conselheiro político do presidente brasileiro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. O primeiro a ser detectado com a doença foi o secretário de Comunicação do Planalto, Fábio Wajngarten.

Bolsonaro chegou a fazer três exames para a doença na ocasião e, durante meses, resistiu a divulgar os resultados. Somente em maio, após uma ação movida pelo jornal O Estado de S.Paulo, Bolsonaro revelou que usou pseudônimos para realizar os exames, que teriam atestado negativo.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Conheça o caminho das águas do Rio São Francisco no Ceará

O Cinturão das Águas já está pronto para receber águas do São Francisco; As regiões hidrográficas do Salgado, Médio e Baixo Jaguaribe e Região Metropolitana de Fortaleza serão as primeiras a terem um incremento da garantia hídrica por conta da chegada das águas do São Francisco.

Após o acionamento da comporta do Eixo Norte do Projeto de Transposição, as águas do Rio São Francisco chegaram ao Ceará. Com a abertura, as águas, vieram do Reservatório Milagres, em Pernambuco, passaram pelo Túnel Milagres, na divisa dos dois estados e chegaram ao Reservatório Jati, no Ceará, onde seguindo o protocolo de segurança do Ministério do Desenvolvimento Regional terá o enchimento dividido em três etapas, para então conduzir as águas ao Cinturão das Águas – CAC. Esse processo deve ocorrer até o final do mês de julho.


A obra do CAC já está preparada para receber as águas, que devem percorrer os 53km do trecho emergencial até o Riacho Seco, no município de Missão Velha, depois fluirá para o Rio Salgado e Rio Jaguaribe, até, finalmente, alcançar o açude Castanhão. Esse trajeto é referente a 350km. Um vez chegada ao Castanhão, a transferência para a Região Metropolitana de Fortaleza será efetuada pelo Eixão das Águas.

Segundo o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, a água entregue na Barragem de Jati, terá que percorrer 550 km até chegar em Fortaleza. “O processo até chegar ao açude Pacoti, integrante do sistema hídrico metropolitano, deve demorar de 2 a 3 meses”, avalia o secretário.

Ainda segundo o secretário, as regiões hidrográficas do Salgado, Médio e Baixo Jaguaribe e Região Metropolitana de Fortaleza serão as primeiras a terem um incremento da garantia hídrica por conta da chegada das águas do São Francisco.

Curta nossa página no Facebook

Programa de Aquisição do Leite passa a atender 196 mil pessoas em 179 municípios cearenses

A partir desta terça-feira (7), o Programa de Aquisição do Leite inicia uma nova fase de coleta e distribuição do produto para 196.187 pessoas de baixa renda em 179 municípios cearenses. A ação de segurança alimentar e nutricional, uma parceria entre a Secretaria do Desenvolvimento Agrário e o Ministério da Cidadania, adquire parte da produção de 1.476 produtores de leite bovino e caprino do Estado e a redistribui para o público-alvo através de 2.489 entidades sociais já cadastradas.

O PAA Leite 2020/2021 prevê um investimento de R$ 25.059.380,60 milhões no Estado, incluindo aí a contrapartida estadual de R$ 4.750.677,25 milhões, até o final de junho do próximo ano. Além disso, segundo o secretário De Assis Diniz, ficou assegurada a ampliação do fornecimento de 29 mil litros de leite diários para 54 mil litros de leite bovino e mais de três mil litros de leite caprino voltados ao público em situação de vulnerabilidade social.

Na edição anterior, o PAA Leite atendeu 184.424 cearenses em 117 municípios do Estado. “Hoje, o Programa do Leite representa um enorme reforço no combate aos efeitos sociais e econômicos da pandemia da Covid-19. Estamos garantindo um alimento rico em nutrientes para quem mais precisa, num momento crucial do enfrentamento da pandemia no interior do Estado, e renda certa para o pequeno produtor rural”, avalia o secretário do Desenvolvimento Agrário.

Curta nossa página no Facebook

Águas de coco de caixinha não são "100% naturais" como afirmam uns rótulos

O coco e seus derivados voltaram com tudo para a rotina alimentar do brasileiro. Mas é sempre bom se atentar para os riscos dos produtos industrializados. Apesar de se tratar de um líquido com baixo teor de açúcar --a água de coco de caixinha geralmente é uma opção mais saudável do que outras bebidas adoçadas, como refrigerantes e sucos--, em uma análise recente, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) afirmou ter encontrado irregularidades nos rótulos de algumas marcas de água de coco comercializada em caixinha.

As marcas analisadas foram: Do Bem, Kero Coco, Obrigado, Coco do Vale, Sococo e Ducoco. Todas atenderam aos padrões de higiene e pH previstos em lei e apresentaram baixos teores de açúcar. Porém, a rotulagem de algumas marcas apresentou problemas. Alguns produtos não são 100% naturais como dizem e trazem mais sódio em sua composição do que anunciam em seus rótulos.

A marca Coco do Vale, por exemplo, apresentou 60% a mais de sódio e 31% de potássio na amostra do que o informado no rótulo; a Ducoco continha um teor de potássio 37% maior que o descrito em sua embalagem; e a Sococo, traz a maior variação de sódio entre todas as analisadas: 64% acima do valor indicado na caixinha. 

Além disso, algumas informações presentes nos rótulos são proibidas por lei. Alegações como "100% coco praiano", "Sem conservadores" e "Sem adição de açúcar" podem confundir o consumidor, uma vez que substâncias como sacarose e potássio estão presentes na lista de ingredientes. O modo de conservação, previsto em lei, também foi omitido. 

Procuradas pelo o UOL, as marcas disseram:

Ducoco
Ao declarar que a água de coco é um produto 0% gordura e colesterol temos a intenção de informar ao consumidor os benefícios desta bebida. Como manda a legislação, inclusive com o tamanho de fonte recomendado, afirmamos na embalagem que esta é uma característica inerente ao produto.

A água de coco Ducoco é um produto natural, não existe manipulação, ou seja: não adicionamos e nem retiramos sódio ou potássio. Apesar das variações do fruto, trabalhamos sempre de acordo com a legislação.

Acrescentamos ainda que a Ducoco preza pela alta qualidade, os produtos da empresa são aprovados pelo FDA (Food and Drugs Administration), possuem as certificações ISO 14001, ISO 9001, ISO 22.000, FSSC 22.000 e selo Kosher, além da certificação Rainforest Alliance, que visa através da promoção e incentivo do manejo florestal e agrícola, ambientalmente corretos e economicamente viáveis, contribuir para a preservação da biodiversidade e justiça social para que pessoas e meio ambiente prosperem juntos

Kero Coco
A PepsiCo segue todas as diretrizes e regulamentações exigidas pelos órgãos de fiscalização no Brasil, bem como assegura a qualidade dos processos adotados na produção de KERO COCO. KERO COCO é pioneira no envase de água de coco no Brasil e há mais de 20 anos utiliza 100% de coco verde brasileiro como principal insumo do produto.

Obrigado
A água de coco Obrigado informa que segue a legislação e todas as regras de segurança na fabricação de seus produtos. Quanto aos dados apontados pela Proteste, a marca afirma que a informação sobre a data de fabricação, apesar de não ser legalmente necessária, já está em análise para que seja implementada em seus produtos. Sobre as instruções do modo de conservação, a marca deixa claro no rótulo que após aberto, o produto deve ser consumido em até três dias, e deve ser conservado na temperatura de 1°C a 8°C, observando o prazo de validade impresso na embalagem. A informação será complementada com os possíveis riscos à saúde nos próximos lotes da água de coco.

Com apenas dois anos no mercado brasileiro, a Obrigado já é reconhecida pela proposta única de seus produtos. Uma água de coco extraída sem exposição à luz e ao oxigênio, sem adição de açúcares, conservantes e com o menor teor de sódio do mercado.

Do Bem
As caixinhas da água de coco da Do Bem™ já trazem informações sobre como armazenar o produto para aproveitá-lo com todo o seu sabor: basta proteger a bebida do sol e do calor, em local seco e arejado, além de consumir a água em até três dias após sua abertura. A do bem esclarece que o único quesito apontado pela Proteste – sobre a informação no rótulo sobre possíveis riscos do armazenamento inadequado – já está em processo de ajuste. A mensagem será complementada nos próximos lotes da água de coco.

Sococo
Quanto ao comentário “vendida como um produto natural”, a rigor não procede, a expressão impressa no rótulo da água de coco SOCOCO é “NATURALMENTE REFRESCANTE”, transmitindo a ideia de frescor da bebida. A água de coco SOCOCO é produzida exclusivamente a partir de água de coco “in natura”, sem qualquer uso de concentrado e sem adição de água potável, não fazendo, portanto, nenhum tipo de reconstituição. Assim sendo, apenas na lista de ingredientes, consta a procedência da matéria prima utilizada (água de coco natural).

A sacarose utilizada é exclusivamente para padronização do brix do produto e em quantidade inferior a 1%, conforme estabelecido na legislação vigente (IN nº 27/09- Art 4º, item I) e se encontra devidamente declarada na lista de ingredientes.

A variação no teor de sódio na água de coco é uma característica natural inerente ao fruto, reconhecida pelo próprio PIQ – Padrão de Identidade e Qualidade da água de coco, que admite uma variação de 2 a 30mg/100ml (IN nº 27, de 22 de julho de 2009). O valor de sódio encontrado pela PROTESTE foi de 5,3mg/100ml, muito abaixo do valor máximo legalmente estabelecido. Evidencia-se ainda que, tanto o valor de sódio apontado pela PROTESTE quanto o constante na tabela nutricional do rótulo da água de coco SOCOCO, encontram-se abaixo de 2% do Valor Diário de Referência que é de 2400 mg (RDC 360/03 do MS). Quanto à diferença apontada entre os valores referidos pela PROTESTE e os valores indicados na embalagem da água de coco SOCOCO, justifica-se pela grande variação apresentada nos teores de sódio do próprio fruto, tendo a SOCOCO, por segurança, optado por informar o valor mais alto detectado em suas análises.

A conservação da água de coco SOCOCO é assegurada por tratamento térmico em Sistema UHT (Ultra High Temperature). A quantidade de metabissulfito de sódio 50 ppm (partes por milhão) utilizada é mínima, servindo apenas como antioxidante, conforme estabelecido pela própria legislação de aditivos alimentares na categoria de água de coco (RDC nº 8, de 06/03/2013) e não como conservador. O antioxidante utilizado está devidamente declarado na lista de ingredientes.

No tocante aos demais tópicos elencados (falta de data de fabricação e falta de dados sobre conservação), a matéria veiculada pela PROTESTE não aponta qualquer não conformidade para o produto água de coco SOCOCO.

Por oportuno, a SOCOCO informa que está avaliando a necessidade de alterar os dizeres de rótulo dos próximos lotes de água de coco SOCOCO.

Agradecemos a oportunidade oferecida para prestar os devidos esclarecimentos, ao tempo em que parabenizamos as iniciativas em prol da melhoria continua da qualidade.

Coco do Vale
A marca ainda não se posicionou até o fechamento da reportagem.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Smartphones são 10 vezes mais sujos do que um vaso sanitário, confirma estudo

Você costuma fazer refeições enquanto mexe no celular? Alguns novos estudos provavelmente farão com que você mude de hábito. Pesquisadores da Universidade de Tartu, na Estônia, identificaram em dispositivos móveis de estudantes do ensino médio mais de de 17.000 cópias de genes bacterianos.

Outro estudo, realizado por pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, sugere que os aparelhos carregam dez vezes mais bactérias do que um vaso sanitário, já que esse ambiente é limpo com maior frequência.

Portador de micróbios
De acordo com uma nova pesquisa da Deloitte, empresa de consultoria, os americanos checam seus aparelhos cerca de 47 vezes por dia em diversas situações – a caminho de casa, no elevador, na mesa do trabalho, na mesa de jantar e até mesmo no banheiro, o que oferece muitas oportunidades para a proliferação de micro-organismos no celular.

Os cientistas ainda não sabem ao certo como esses micróbios chegam aos aparelhos celulares, mas uma pista pode estar na forma como os utilizamos. “As pessoas estão sempre transportando seus telefones, mesmo em situações onde eles normalmente lavariam as mãos antes de fazer qualquer coisa, então eles tendem a ficar bastante nojentos”, explicou Emily Martin, professora de epidemiologia na Escola de Saúde Pública da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, à versão on-line da revista americana Time.

Contaminação
A própria pele humana é naturalmente coberta de micro-organismos que, normalmente, não representam perigo à saúde. Esses micróbios, junto com a oleosidade da pele das mãos, são transferidos para o aparelho toda vez que mexemos nele. O estafilococos (Staphylococcus) pode estar presente, por exemplo, mas não é tipicamente o tipo de bactéria que causa infecção.

Por outro lado, outras bactérias podem apresentar risco. Alguns estudos indicaram patógenos mais graves presentes nos celulares, como estreptococos (Streptococcus), MRSA (Staphylococcus aureus resistente à meticilina) e o E. coli (Escherichia coli). Esses micro-organismos, segundo Susan Whittier, diretora de microbiologia clínica do Hospital Presbiteriano de Nova York, apesar de não serem capazes de deixar uma pessoa doente automaticamente, podem ser perigosos dentro do organismo.

Vírus também podem se espalhar pelo celular quando uma pessoa doente o utiliza, podendo infectar outros possíveis usuários. “Nós não vivemos em um ambiente estéril, então uma superfície contaminada pode representar risco”, disse Susan.

Como limpar seu celular
A melhor forma de evitar possíveis contágios é com a prevenção – lavar as mãos e manter o aparelho longe de locais contaminantes. O pior local para usar o celular, de fato, é o banheiro. Quando a descarga é acionada, os coliformes fecais se espalham para todos os lugares, inclusive o telefone. “Levar um telefone celular para o banheiro é como não lavar as mãos depois de fazer as necessidades”, disse Emily. “É o mesmo nível de preocupação.”

Para desinfetar o aparelho, existe uma técnica que pode ser feita uma vez por mês. Muitas pessoas utilizam tecido de microfibra para limpar as superfícies, o que pode ser o suficiente, mas para uma limpeza mais completa os especialistas recomendam uma combinação de 60% de água e 40% de álcool isopropílico, frequentemente utilizado na higienização de componentes eletrônicos. Basta molhar um pano com a solução e limpar o telefone suavemente.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook

Após adiamento, MEC abre período de inscrições para o Sisu do 2º semestre de 2020 e divulga vagas do Prouni

O Ministério da Educação (MEC) abre nesta terça-feira (7) o período de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O estudante interessado em concorrer a uma vaga nas universidades federais têm até sexta (10), às 23h59, para se candidatar.

O Sisu reúne milhares de vagas de graduação em universidades públicas brasileiras. A seleção é feita online, por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de anos anteriores – para isso, é preciso não ter tirado zero na prova de redação.

O cronograma inicial, divulgado pelo governo em maio, apontava que as inscrições começariam em 16 de junho. Mas, até aquela data, o edital sequer havia sido publicado. Estudantes foram às redes sociais cobrar um posicionamento do governo, que divulgou novas datas. O edital foi publicado no "Diário Oficial da União" no dia seguinte, com os prazos.

Cronograma do Sisu 2º semestre de 2020

• Abertura das inscrições: 7 de julho
• Encerramento das inscrições: 10 de julho (até 23h59)
• Divulgação dos resultados: 14 de julho
• Abertura das matrículas: 16 de julho
• Encerramento das matrículas: 21 de julho
• Período de manifestação para lista de espera: de 14 a 21 de julho (até 23h59)

Prouni abre consulta de vagas
Nesta terça, o MEC divulga as vagas do Programa Universidade Para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo parciais (que cobrem 50% da mensalidade) e integrais em universidades privadas em cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica.

O edital do Prouni também teve as datas alteradas (veja cronograma abaixo). O programa tem dois critérios de avaliação: o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a avaliação da renda familiar.

Cronograma do Prouni do 2° semestre de 2020

• Previsão de divulgação das vagas: 7 de julho
• Abertura das inscrições: 14 de julho
• Encerramento das inscrições: 17 de julho (até 23h59)
• Primeira chamada: 21 de julho
• Segunda chamada: 4 de agosto
• Lista de espera: 24 de agosto

Fies abre inscrições em 21 de julho
O Programa de Financiamento Estudantil (Fies) também teve o cronograma alterado – a abertura de inscrições será em 21 de julho.

O Fies oferece financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas e, atualmente, possui duas categorias: a primeira, oferece vagas com juros zero para os estudantes com renda mensal familiar de até três salários mínimos. Já a segunda, chamada P-Fies, é direcionada para os estudantes com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos.

Cronograma do Fies do 2° semestre de 2020

• Início das inscrições: 21 de junho
• Fim das inscrições: 24 de julho (até 23h59)
• Resultado: 28 de julho
• Contratação de financiamento: de 28 a 30 de julho (até 23h59)
• Pré-seleção da lista de espera: de 28 a 31 de julho (até 23h59)

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará inicia distribuição de 109 novos respiradores para Região do Cariri

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), iniciou a distribuição de 109 novos respiradores para a Região do Cariri. Os equipamentos são do modelo VG70, um dos mais modernos e robustos do mundo. O Hospital Regional do Cariri (HRC), da rede estadual, já recebeu 40 dos 50 aparelhos reservados. Os outros 59 respiradores serão distribuídos em breve entre outras unidades de saúde da Região.

A equipe de manutenção do HRC está trabalhando a todo vapor para montar os aparelhos,  essenciais para equipar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) . “Nossa corrida contra o tempo tem como principal propósito ter o máximo de leitos prontos para prestar a assistência devida à população”, destacou a diretora-geral do HRC, Demostênia Coelho.

Referência no atendimento a casos graves de Covid-19 para 45 municípios da Região do Cariri, o HRC reforçou a estrutura da unidade durante a pandemia. Cerca de 140 novos profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, foram contratados temporariamente. A equipe passou por diversos treinamento, que incluem higienização e paramentação e desparamentação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

As capacitações da equipe multiprofissional são realizadas pelo Centro de Estudo do HRC, em parceria com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) e o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da unidade. “Nós lidamos diariamente com vidas, inclusive a dos nossos profissionais. Por isso, eles precisam estar seguros para garantir a saúde dos pacientes. Receber as equipes, apresentar rotina e garantir treinamentos são essenciais para o bom funcionamento da unidade”, destacou o diretor de gestão e atendimento do HRC, Bergson de Brito.

Investimento
Para intensificar o combate à pandemia de Covid-19, o Governo do Ceará, por meio da Sesa, adquiriu na China 700 novos respiradores do modelo VG70. Até o momento, o Estado recebeu 500 aparelhos, sendo 200 em maio e 300 em junho.

Curta nossa página no Facebook

07 de julho

1456 - O Papa Calisto III absolve Joana d'Arc da acusação de heresia, 25 anos depois da sua morte.
2005 - Terroristas islâmicos realizam ataques ao sistema de transporte público de Londres, provocando explosões em três trens do Metropolitano de Londres e num ônibus.
2007 - Realizam-se espetáculos simultâneos do Live Earth nos sete continentes, visando a chamar a atenção da opinião pública para as alterações climáticas no planeta.

Nasceram neste dia…
1848 - Rodrigues Alves, político brasileiro (m. 1919).
1860 - Gustav Mahler, compositor austríaco (m. 1911).
1901 - Vittorio De Sica, ator, cineasta e roteirista italiano (m. 1974).

Morreram neste dia…
1923 - Guerra Junqueiro, político, jornalista e escritor português (n. 1850).
1930 - Sir Arthur Conan Doyle, escritor britânico, famoso pela criação do Sherlock Holmes (n. 1859).
1990 - Cazuza (foto), cantor e compositor brasileiro (n. 1958).

Fonte: Wikipédia

Ceará já realizou mais de 280 mil testes para Covid-19

A testagem em massa da população é uma das marcas do enfrentamento ao coronavírus no Ceará. Até esta quinta-feira (2), foram realizados 288.366 testes para Covid-19 no Estado, entre testes rápidos e exames de biologia molecular. O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), realizou 99% de testes rápidos e cerca de 68% dos exames de biologia molecular durante a pandemia.

A quantidade significativa de exames permitiu identificar com precisão a incidência da doença no território cearense e o planejamento de ações estratégicas para conter a transmissão do vírus. A secretária de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Magda Almeida, ressalta que a testagem é parte fundamental para fortalecer o combate à doença.

“O diagnóstico precoce do coronavírus é importante para todas as medidas de isolamento, tratamento e rastreamento de contatos. Isso mostra a capacidade do Ceará para responder à epidemia e dar um suporte mais adequado à população em relação ao tratamento da doença”, pontua.

Tipos de exames
Do quantitativo de testes feitos nas cinco Regiões de Saúde do Ceará, 78.030 são exames de biologia molecular (RT-PCR) e 203.018, testes rápidos. Foram confirmados 115.524 casos de coronavírus no Estado. O exame de biologia molecular é feito a partir de secreções coletadas nas vias respiratórias (nariz e garganta), por meio de sonda ou do swab, um tipo de haste de plástico com algodões nas pontas.

Pessoas que apresentam sintomas como febre, tosse, coriza, dor de garganta e cefaleia há pelo menos três dias devem realizar o teste, que é feito nos hospitais do Estado. O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce),ambos da rede estadual, são responsáveis por analisar as amostras coletadas nos exames de biologia molecular e, em seguida, realizar o diagnostico laboratorial de Covid-19. O Trabalho conta, ainda, com o apoio da Universidade de Fortaleza (Unifor) e o Laboratório Argos.

O teste rápido, por sua vez, detecta se a pessoa teve ou não contato com o coronavírus. Quando uma pessoa é infectada, o organismo inicia a produção de anticorpos IgG e IgM, produzidos pelo corpo humano para combater a doença. Estudos científicos demonstram que, a partir do sétimo dia de sintomas, é possível identificar os anticorpos em testes rápidos.

Prevenção
Pacientes com sintomas de Covid-19 e pessoas que tiveram contato com casos suspeitos da doença devem manter o isolamento domiciliar, seguindo todas as medidas de prevenção para reduzir a transmissão do vírus. O respeito ao distanciamento social é outra atitude importante para conter a disseminação da doença em Fortaleza e no interior do Estado.

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro veta uso obrigatório de máscara em comércio, escolas e templos

O presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que determina o uso obrigatório de máscaras em público enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. Bolsonaro, no entanto, vetou um trecho que obrigava a utilização da máscara em estabelecimentos comerciais, templos religiosos e instituições de ensino. O presidente também vetou a imposição de multas para quem descumprir as regras e a obrigação do governo de distribuir máscaras para os mais pobres. Esses vetos, no entanto, não anulam legislações locais que já estabelecem a obrigatoriedade do uso da máscara. O texto foi publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União (DOU).

A proposta, aprovada na Câmara e no Senado, determina que é obrigatório cobrir a boca e o nariz com máscaras em "espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos coletivos", incluindo ônibus e veículos de transporte por aplicativo. Empresas de transporte público podem impedir a entrada de passageiros que não estejam cumprindo as regras.

Foi vetado, contudo, o trecho que também incluía na lista "estabelecimentos comerciais e industriais, templos religiosos, estabelecimentos de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas".

Em transmissão em redes sociais realizada na quinta-feira, Bolsonaro já havia adiantado que vetaria o trecho, alegando que havia a possibilidade de alguém ser multado por estar sem máscara dentro de sua própria casa. No entanto, a Câmara havia informado que não há nada no texto que leve à interpretação de que a máscara seria obrigatória dentro de casa e que a lei permitiria invasão domiciliar para eventual fiscalização.

— Hoje foram vários vetos a um projeto de lei que falava sobre o uso obrigatório de máscaras, inclusive dentro de casa. Eu vetei, né? Ninguém vai entrar na tua casa pra te multar. Eu mesmo, aqui, poderia ser multado agora porque eu tô sem máscara — disse Bolsonaro na quinta-feira.

Na justificativa do veto enviada ao Congresso, Bolsonaro disse que a ação foi sugerida pelo Ministério da Justiça, que entendeu que "demais locais fechados" é termo muito abrangente e "incorre em possível violação de domicílio". O presidente também alegou não ser possível vetar apenas trechos de um dispositivo. Por isso, argumentou, todo o incisivo foi vetado, inclusive as partes que falam em comércios, templos religiosos e escolas.

Entretanto, a Secretaria-Geral da Mesa (SGM) da Câmara explicou que o dispositivo "demais locais fechados" se refere, como definido pelo projeto, a "espaços públicos e privados acessíveis ao público", e jamais domicílios.

Sem campanha publicitária
Em relação às multas, foram vetados diversos trechos. Um deles determinava que caberia aos governos estaduais estabelecerem de que forma ocorreria a punição para a não  utilização de máscara em ambiente fechado, e que esta seria considerada como circunstâncias agravantes a reincidência. A situação econômica do infrator também deveria ser levada em consideração. Outro trecho estabelecia que deveriam ser multados os estabelecimentos comerciais que deixassem de disponibilizar álcool gel.

Bolsonaro alegou que não foram estabelecidas balizas para a gradação das multas, o que criaria insegurança jurídica. O presidente também disse que já há uma lei, de 1977, que determina a possibilidade de imposição de multas para quem infringir determinações sanitárias.

Por outro lado, também foi vetado um trecho que determinava que as "populações vulneráveis economicamente" não poderiam ser multadas pela não utilização da máscara. A alegação é de que seria criada "uma autorização para a não utilização do equipamento de proteção, sendo que todos são capazes de contrair e transmitir o vírus, independentemente de sua condição social".

Outro trecho determina que o poder público deveria fornecer máscara para as mesmas "populações vulneráveis economicamente", dando preferência, na aquisição dos equipamentos, para produtores locais. Bolsonaro afirmou que isso cria uma obrigação a mais para os governo estaduais e que não foi indicado de onde viriam os recursos.

A mesma justificativa foi usada no veto a um trecho que estabelecia que o governo federal deveria veicular campanhas publicitárias sobre a necessidade do uso da máscara e a sua utilização correta.  

Os vetos de Bolsonaro serão analisados pelo Congresso, que pode mantê-los ou derrubá-los.

Especialistas criticam veto
O advogado Marcelo Chalréo, do Conselho Nacional de Direitos Humanos da Ordem de Advogados do Brasil (CNDH-OAB), criticou o que classificou como despreocupação com a saúde coletiva, principalmente em meio à pandemia da Covid-19:

— O Conselho expediu uma série de recomendações para as autoridades públicas sobre a Covid-19. Dentre elas, orientações político-técnicas para seguir protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) no enfrentamento à pandemia. Destacamos o isolamento social, a preservação dos cuidados sanitários da população, a testagem em massa e, sim, o uso de máscaras. (Com o veto) fica a impressão de que o presidente da República não tem afinidade pelas medidas de mitigação dos efeitos da crise causada pelo novo coronavírus —, destaca Chalréo.

O infectologista Roberto Medronho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), alertou para o risco que representa o veto de Bolsonaro no controle da pandemia:

— É um veto absolutamente inadequado. O uso da máscara tem um efeito muito importante no controle da infecção pelo vírus Sars-Cov-2. Quem não usa as máscaras não somente está sujeito a se infectar, mas, se estiver acometido pela Covid-19, pode contagiar outras pessoas, especialmente em locais fechados — afirma e complementa: — O uso de máscaras é essencial e deveria ter amparo legal para garantir a proteção universal da população brasileira, em especial os mais pobres, pois quando a lei não tem uma consequência prática, a penalização é essencial. Usar a máscara é um gesto de empatia, diria que hoje um bem essencial. Para mim, o veto fere o artigo 196 da Constituição Federal (trecho que diz que a saúde é direito de todos e é dever do Estado assegurá-la).

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook

Vacina testada no Brasil é a mais avançada em pesquisas, diz OMS

Sob testes no Brasil, a vacina contra a Covid-19 pesquisada pela Universidade de Oxford e pela empresa AstraZeneca é hoje a que mais está avançada no que se refere ao seu desenvolvimento.

Soumya Swaminathan, cientista da Organização Mundial da Saúde (OMS), revelou nesta quinta-feira que 17 vacinas estão hoje em fase de testes clínicos e acompanhadas pela agência de saúde.

O anúncio foi feito depois de dois dias de reuniões da agência com 1,3 mil cientistas de 93 países. Uma das participantes foi a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

O produto de Oxford entrou em sua terceira fase de testes clínicos, enquanto outras cinco vacinas estão na segunda etapa. Mas um resultado final ainda pode levar meses e a própria OMS evita dar um prazo. Algumas das pesquisas, por exemplo, deverão levar de doze a 18 meses apenas para examinar os resultados da terceira fase.

No Brasil, o acordo com os britânicos prevê a compra de lotes da vacina e da transferência de tecnologia. 100 milhões de doses seriam adquiridas, caso ela se mostre eficaz.

A fase 3 de desenvolvimento é última fase antes de o produto entrar no mercado. No Brasil, é a Unifesp quem lidera o processo.

Ana Maria Restrepo, da equipe da OMS, afirmou que a agência está "encorajada" pelos avanços. Mas evita antecipar qualquer data de conclusão ou resultado. Segundo ela, existem ainda outras 150 candidatas à vacina sendo pesquisadas, mas ainda não entraram na fase de testes clínicos.

Para Soumya, o centro do debate hoje ocorre no processo para acelerar o desenvolvimento dessas vacinas, sem perder o rigor científico. Segundo ela, desde o começo do ano, o mundo viu uma "explosão de conhecimento e pesquisa", com uma média de 500 a mil publicações por dia sendo submetidas para exame.

Número de casos pode ser dez vezes maior
Um dos elementos desconhecidos se refere à real taxa de mortalidade e de casos. Para Soumya, não se pode comparar os atuais números de mortes e de casos. Segundo ela, alguns estudos apontam que a comparação precisaria ocorrer com as taxas de casos de duas semanas antes.

Mas ela também revela que, entre os cientistas, pesquisas indicariam o número real de pessoas contaminadas pelo vírus poderia ser dez vezes maior que a taxa registrada. Isso, segundo ela, se da por conta do fato de que apenas aqueles com sintomas mais severos acabam sendo testados e, em alguns locais, muitos sequer têm acesso aos exames.

Ela, porém, não deu detalhes de onde essas pesquisas foram realizadas e nem quando. Mas explicou que tais conclusões apareceram quando exames foram feitos em populações para descobrir se tinham anti-corpos.

"O que sabemos é aqueles que são testados, ou aqueles que ficam muito doentes, ou que têm acesso", disse. "Em pesquisas realizadas sobre anti-corpos, é claro que o número de pessoas infectadas é dez vezes maior ao número de pessoas diagnosticadas como sendo "casos", que é o que é contada", disse.

Maria van Kerkhove, chefe técnica da OMS, também apontou que outro foco de pesquisa é a transmissão. Segundo ela, as mutações ocorridas até agora no vírus não mudaram sua severidade ou transmissão. Mas a agência acompanha o assunto de perto.

A especialista voltou a confirmar que pessoas sem sintomas - e infectadas - podem transmitir. Isso faz com que os controles sejam mais difíceis. Mas a entidade quer saber quando exatamente essa transmissão ocorre e com qual frequência os assintomáticos de fato transmitem a doença.

Carnes
Apesar dos avanços, a reunião entre os cientistas serviu ainda para mapear o que ainda não se sabe sobre o vírus. De acordo com a OMS, pesquisadores têm demonstrado preocupação com eventos com a capacidade de ser um "super disseminador" do vírus. Isso inclui eventos religiosos, asilos, reuniões ou locais de produção de carne. No Brasil, em maio, a JBS e BRF se transformaram em polos de contaminação. Em outras partes do mundo, isso também ocorreu em mercados de alimentos.

Uma das pesquisas neste momento é para saber se existe a possibilidade de que o vírus seja transmitido entre um humano e um animal, principalmente em fazendas que servem de base para indústria de carne. Isso, na avaliação da entidade, é importante para estabelecer quais medidas de higiene terão de ser tomadas.

Por Jamil Chade

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará inicia distribuição de 300 respiradores para 34 municípios

Para intensificar o combate à pandemia de Covid-19, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), adquiriu 300 novos respiradores do modelo VG70, um dos mais modernos e robustos do mundo. Essenciais para equipar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), os equipamentos serão destinados a 34 municípios. A distribuição dos aparelhos começou na última quarta-feira (1) em Sobral, onde o isolamento rígido continua vigente.

Ao todo, o município recebeu 30 respiradores, sendo 10 para o Hospital Regional Norte (HRN), unidade da rede estadual; 10 para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral; cinco para o Hospital do Coração e outros cinco para o Hospital de Campanha de Sobral. Nos próximos dias, outras municípios da Região Norte receberão respiradores, conforme o planejamento da Sesa.

O HRN conta com 206 leitos exclusivos para o tratamento de Covid-19, dos quais 125 são de UTI e 81, de enfermaria. O secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), destacou a importância do investimento em infraestrutura.

“Nós criamos 2.800 leitos aproximadamente, sendo 900 leitos de UTI, dos quais cerca de 400 estão no interior. Isso fez com que cidades que tradicionalmente não tinham UTIs, como Itapipoca, Tianguá, Crateús, Tauá, Iguatu, Limoeiro e Icó, tivessem leitos de terapia intensiva que vão servir para o pós-Covid”, avalia o secretário.

A superintendente da Região de Saúde Norte, Mônica Lima, avalia que os respiradores são importantes para fortalecer o atendimento à população. “Apesar de estarmos em uma curva descendente de casos confirmados em Sobral, os leitos de UTI serão fundamentais para a Região Norte. Ainda temos municípios nas demais áreas descentralizadas e na própria área de Sobral que ainda estão apresentando um grande número casos confirmados e também na área rural. Então, precisamos garantir os leitos de UTI para o atendimento da população”, afirma.

O agricultor Pedro Jairo Batista, 69, deu entrada na emergência do HRN, onde permaneceu internado por seis dias até receber alta. Morador de Sobral, o paciente ficou satisfeito com a assistência recebida. “O atendimento foi muito bom desde que eu cheguei ao hospital. Fui atendido por muitas pessoas capacitadas, que me acompanharam muito bem. Agradeço pelo atendimento e estou muito feliz por já estar bem e em casa”, disse.

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro convida Renato Feder para assumir Ministério da Educação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convidou o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, 41, para comandar o Ministério da Educação após a polêmica dupla com as saídas de Abraham Weintraub, que insultou o STF (Supremo Tribunal Federal), e de Carlos Decotelli, por causa de falsidades e seu currículo.

A informação foi confirmada por auxiliares diretos do presidente no Palácio do Planalto e também por aliados de Feder.

Bolsonaro chegou a dizer a assessores, ainda pela manhã, que anunciaria nesta sexta (3) o novo ministro. A escolha por Renato Feder, porém, veio acompanhada de críticas e pressão para uma mudança por parte de evangélicos, militares e membros da chamada ala ideológica, ligados aos seguidores de Olavo de Carvalho e aos filhos do presidente.

Com a reação, Bolsonaro disse a pessoas próximas que aguardará o tempo que julgar necessário antes de anunciá-lo oficialmente. O objetivo é observar a repercussão, uma vez que o presidente e assessores avaliam que não é mais possível errar na escolha do titular do MEC.

Olavistas acreditam que o anúncio pode ocorrer somente na segunda-feira (5). Segundo pessoas próximas a Feder, ele foi convidado para estar em Brasília nesse dia.

O MEC é alvo de disputas entre alas de influência do governo, e cada grupo insiste em emplacar um indicado que atenda sua agenda. Depois da saída de Weintraub e os desgastes acumulados, o governo tenta um nome de respaldo técnico que não desagrade a militância ideológica mais fiel a Bolsonaro.

Escolha com roupagem técnica, Feder ascendeu como cotado a partir de negociações políticas envolvendo o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD). O ministro das Comunicações, Fabio Faria, é da mesma legenda e apoia o secretário.

​Enquanto avalia a repercussão, o governo escalou aliados para tentar converter a oposição ao nome. A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi uma das principais defensoras da indicação de Feder nesta sexta pelas redes sociais. Como ela, Weintraub também publicou mensagem desejando sorte a ele.

"Desejo sorte e sucesso ao novo ministro da Educação, Renato Feder, e ao presidente Jair Bolsonaro. Estarei sempre torcendo pelo bem do Brasil", escreveu o ex-ministro, que está nos Estados Unidos.

As mensagens foram seguidas de críticas da militância, que espera um nome mais alinhado à chamada "guerra cultural" que marcou as gestões de Weintraub e Ricardo Vélez Rodríguez no MEC.

Olavistas têm ressaltado a proximidade de Feder com o PSDB e o financiamento dele para a candidatura de João Doria em São Paulo, o que pesou para que ele fosse preterido após a saída de Weintraub. Uma denúncia de crime fiscal relacionada à empresa Multilaser, da qual ele é sócio, também tem sido explorada contra sua ida para o MEC.

Olavo de Carvalho escreveu no Facebook que não conhece Feder. "Não escrevi nem disse uma palavra a favor ou contra ele. Se me atribuem alguma coisa, é mentira grossa", publicou o escritor.

Após a derrocada de Decotelli, Feder fez chegar ao Planalto a mensagem de que não guardava ressentimentos por não ter sido o escolhido na época e que estava à disposição para o cargo. O secretário telefonou para o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) para demonstrar seu interesse.

O empresário também buscou contato com Olavo de Carvalho por meio de alunos do escritor, mas não teve retorno, segundo aliados.

Paulista, Feder alcançou ainda jovem o sucesso profissional com a empresa de tecnologia Multilaser. Começou a se envolver com política na onda de mobilizações pós-junho de 2013.

Aproximou-se do núcleo tucano de São Paulo e, em 2018, atuou como assessor voluntário da Secretaria da Educação do Estado de São paulo no governo de Geraldo Alckmin (PSDB). Esteve por trás da criação de um site chamado Ranking de Políticos, que lista desempenho de parlamentares mas desconsidera políticos de partidos de esquerda.

Feder declara uma paixão sobre educação e o sonho de ser gestor na área, o que não escondia quando ainda estava em São Paulo. Conseguiu chegar ao posto no Paraná com o governador Ratinho Junior.

No estado, comandou um sistema bem estruturado para manter o ensino no período de fechamento de escolas. O Paraná elaborou um sistema com aulas transmitidas em quatro canais de TV aberta, com replicação de conteúdos no YouTube e em ambientes virtuais para as turmas.

A secretaria ainda fechou pacote de internet com operadoras para garantir acesso gratuito aos alunos. O MEC não tem até agora atuação relevante no enfrentamento da pandemia de coronavírus na educação básica.

As principais apostas de Feder como ministro incluem a intensificação do uso da tecnologia, sobretudo nesse período de pandemia e fechamento de escolas, e a melhoria do diálogo com secretários de Educação.

O empresário insiste em ressaltar seu perfil técnico, mas as negociações para a sucessão no MEC envolvem acenos ao chamado núcleo ideológico. A Feder foi pedido que os secretários de Alfabetização, Carlos Nadalim, e de Educação Básica, Ilona Becskeházy, continuem na equipe. Ambos são admirados pelos olavistas.

Também está na negociação a preservação do centrão no comando do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Feder já disse que vai procurar intensificar o papel do governo federal tanto na oferta digital de aulas quanto na formação de professores, também de forma online. Ele não defende o aumento do orçamento da Educação e é visto por especialistas como entusiasta da privatização na área.

Sua nomeação conta com apoio de parte dos secretários estaduais de Educação. Espera-se uma melhora no diálogo com as redes de ensino —sob Weintraub, essa articulação foi bastante enfraquecida. O otimismo vem do fato de que Feder se tornou um dos vice-presidentes do Consed, o órgão que agrega secretários estaduais de Educação.

Eleitor de Bolsonaro, deixava claro seu desejo de assumir o MEC quando era apontado como um dos cotados e minimizava o histórico turbulento do governo e da pasta. Fez forte campanha para ser escolhido, ainda antes da escolha de Decotelli, e concedeu entrevistas. A exposição exagerada, porém, desagradou o Planalto.

Feder mudou a estratégia depois da demissão de Decotelli. Passou a ser discreto com a imprensa, mas manteve a articulações para que Bolsonaro soubesse que estava disposto a assumir o cargo.

Além de Feder, Anderson Correia, atual reitor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), foi sondado por assessores de Bolsonaro e enviou o currículo para análise, mas não teve resposta positiva do governo.

Outros nomes também foram cotados. Entre eles, o ex-assessor do Ministério da Educação Sérgio Sant'Ana, que é olavista, e do conselheiro do CNE (Conselho Nacional de Educação) Antonio Freitas, pró-reitor na FGV e cujo nome aparecia como orientador do doutorado não realizado por Decotelli.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

IFCE Crato oferta 60 vagas no SiSU 2020.2

O campus de Crato do Instituto Federal do Ceará ofertará 60 vagas na edição 2020.2 do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). São 30 vagas para o Bacharelado em Sistemas de Informação e outras 30 para o Bacharelado em Zootecnia. As inscrições devem ser realizadas de 07 a 10 de julho, no site sisu.mec.gov.br. O termo de adesão da instituição está disponível no site ifce.edu.br/crato.

A graduação em Sistemas de Informação funciona no turno da noite e tem duração de oito semestres. O objetivo do Bacharelado é oferecer uma formação sólida em automação e gestão dos sistemas de informação das organizações, além de uma ênfase em aspectos de gestão. A grade do curso tem disciplinas como algoritmo e programação, contabilidade e finanças, computação gráfica e gerenciamento de projetos, entre outras.

Já o curso de Zootecnia é matutino e dura dez semestres. Os estudantes são preparados para assegurar a sustentabilidade dos sistemas de produção e segurança alimentar, em consonância com a preservação do ambiente e bem-estar animal. Além das disciplinas de produção animal, o curso oferta fisiologia vegetal, nutrição, bioquímica e farmacologia, entre outras.

No Crato, 30 das 60 vagas são destinadas a candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, divididas em cotas explicadas no termo de adesão. Os candidatos que comprovem residência em um dos municípios da Macrorregião Cariri-Centro Sul do Estado do Ceará, estabelecida pelo IPECE, podem optar pelo sistema de bônus na nota. Cada campus da instituição oferta o bônus para moradores da região em que estão inseridos.

Em todo o Ceará
Nesta edição do SiSU, o IFCE oferta 2.205 vagas em 65 cursos distribuídos por 18 campi da instituição no estado. São 1.087 vagas para ampla concorrência e 1.118 pelo sistema de reserva de vagas definido pela Lei nº 12.711/2012. Como a Universidade Federal do Ceará (UFC) não participa desta edição do SISU, o IFCE é o órgão que oferece a maior quantidade de vagas no estado.

Curta nossa página no Facebook

Voo com mais 70 toneladas de EPIs chega nesta sexta-feira (3) ao Ceará

O Governo do Ceará recebe nesta sexta-feira (3) mais um carregamento com 70 toneladas de equipamentos de proteção individual (EPIs) adquiridos para dar mais segurança aos profissionais de saúde que estão atuando no combate à pandemia do novo coronavírus nas unidade do Estado. A informação foi repassada pelo governador Camilo Santana em pronunciamento em suas redes sociais, na noite desta quinta-feira (2).

“Amanhã estará chegando mais uma remessa com 70 toneladas de EPIs para o Ceará. Desde o início dessa pandemia não tem faltado equipamentos de proteção individual para os nossos profissionais do Estado. Aliás, temos distribuído para todos os municípios cearenses. É fundamental para o trabalho dos nossos profissionais de saúde”, destacou Camilo.

O governador declarou ainda que amanhã terá reuniões nas quais serão definidos os próximos passos do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais. “Amanhã me reúno com o Comitê Científico da Saúde e com o grupo de trabalho com representantes de várias instituições para definir o novo decreto, que será publicado ainda no sábado (4) e determinará as mudanças a partir de segunda-feira (6) no Ceará”, disse.

Pandemia no Ceará
O chefe do Executivo estadual aproveitou a oportunidade para apresentar a situação atual da pandemia do coronavírus no Ceará. “Os números continuam melhorando em Fortaleza e na macrorregião da Capital, e passam a se estabilizar em Sobral e na região Norte, que atingiu seu pico. As regiões do Jaguaribe e Litoral Leste continuam estáveis. A grande preocupação nesse momento é com as regiões Centro-Sul e Cariri, que continuam crescendo (o número de casos) e ainda não chegaram ao pico, por isso que os municípios (dessas regiões) estão nesse momento com isolamento mais rígido e com um controle maior”, comentou.

Camilo enfatizou que o Governo do Ceará continua atuando nessas áreas no reforço da estrutura hospitalar. “Estamos ampliando os leitos em todas as regiões do Ceará, principalmente nas regiões Norte, Cariri e Centro-Sul. Só no Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, serão mais 49 leitos de UTI”, informou. Ao todo, o Sul cearense vai ganhar mais 79 UTIs para garantir o atendimento à população.

Testes e pesquisa
O Ceará continua sendo um dos estados brasileiros que mais têm realizado testes para identificar pessoas com a Covid-19. A partir da próxima terça-feira (7), iniciará a segunda etapa da pesquisa de soroprevalência em Fortaleza. “É aquela pesquisa por amostragem, que as equipes de saúde visitam as famílias e fazem o teste rápido. Agora, vamos fazer também o teste PCR, que é o teste viral, mais positivo do ponto de vista de segurança do exame”, disse Camilo Santana. Nesta nova fase serão mais 3.300 amostras, que estão servindo como indicadores para as tomadas de decisão. Os municípios de Iguatu e Sobral também estão recebendo a pesquisa.

O governador também comunicou que um avião com os equipamentos da Central Analítica da Fiocruz, sediada no Eusébio, pousou ontem no Aeroporto de Fortaleza. De acordo com Camilo, quando a unidade estiver finalizada ela “vai possibilitar realizar 30 mil testes por dia – não só para o Ceará, mas para várias regiões do País”.

Curta nossa página no Facebook

03 de julho

1863 - Robert Edward Lee é derrotado na Batalha de Gettysburg, o combate mais sangrento da Guerra da Secessão e de toda a história dos Estados Unidos.
1962 - O Presidente da França, Charles de Gaulle, reconhece oficialmente a Argélia como Estado independente, após oito anos de conflitos.
1969 - O foguete espacial soviético N1, o maior já construído, explode e destrói a plataforma de lançamento.

Nasceram neste dia…
1850 - Alfredo Keil, compositor e pintor português (m. 1907).
1927 - Ken Russell, cineasta, roteirista, produtor e ator britânico.
1935 - Harrison Schmitt, astronauta norte-americano, um dos doze homens a pisar na Lua.

Morreram neste dia…
1642 - Maria de Médici, rainha consorte e regente de França (n. 1573).
1969 - Brian Jones, músico britânico, fundador dos Rolling Stones (n. 1942).
1971 - Jim Morrison (foto), poeta e músico norte-americano do The Doors (n. 1943).

Fonte: Wikipédia

02 de julho

1823 - Rendem-se as forças pró-lusitanas, dando fim ao processo de Independência da Bahia.
1966 - A França realiza o seu primeiro experimento com armamento nuclear no Atol Moruroa.
1976 - O Norte e o Sul do Vietname voltam a reunir-se depois da separação em 1956, formando a República Socialista do Vietname.

Nasceram neste dia…
1903 - Rei Olavo V da Noruega (m. 1991).
1906 - Hans Bethe, físico germano-norte-americano (m. 2005).
1914 - Mário Schenberg, físico brasileiro (m. 1990).

Morreram neste dia…
1566 - Nostradamus (foto), astrólogo francês (n. 1503).
1932 - D. Manuel II de Portugal (n. 1889).
1961 - Ernest Hemingway, escritor estado-unidense (n. 1899).

Fonte: Wikipédia

Projeto inovador, Cagece implanta leitura virtual do consumo

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) lançou mais um serviço inovador para atendimento aos clientes: a autoleitura do consumo mensal de água. O serviço está disponível no aplicativo Cagece App, para Android e iOS, e já pode ser utilizado pelos clientes da companhia. Para aderir à leitura remota, o cliente precisa realizar o cadastro no aplicativo, aceitar o termo de adesão e ficar atento aos avisos da Cagece sobre a data de envio da leitura e a foto da numeração do hidrômetro.

A implantação do novo serviço surgiu da necessidade de manter o distanciamento dos agentes comerciais que precisavam ir ao imóvel para realizar a leitura, resguardando a saúde do profissional e dos clientes, em função da pandemia do coronavírus. O serviço é mais um passo da companhia para a modernização dos canais de atendimento e praticidade no contato com a Cagece. A nova funcionalidade vale para os municípios em que o faturamento acontece de forma imediata, ou seja, com emissão e entrega instantânea da fatura após visita do leiturista. As cidades onde o faturamento é convencional, em que a leitura não é instantânea, permanece o mesmo.

Conforme Maurício Braga, gerente de Faturamento da companhia, a expectativa em relação projeto de autoleitura, é bastante positiva, “principalmente no momento atual que estamos passando, por conta da pandemia, acredito que essa nova ferramenta disponibilizada vai ser de fundamental importância para a própria empresa e os para prestadores de serviços, além de facilitar a vida do cliente. Em algumas situações, os agentes comerciais têm dificuldade em acessar os imóveis, assim, a leitura remota foi a solução encontrada pela Cagece. A expectativa é bem positiva acreditando que esse projeto será um sucesso e será muito bem-aceito pelos clientes da companhia”.

Maurício acrescentou que o cronograma de faturamento da companhia será o mesmo. O cliente vai fazer o cadastro no Cagece App e no ciclo seguinte, seguindo o mesmo cronograma normal, na data em que o cliente costuma receber a visita do agente da Cagece, ele será avisado pelo Cagece App sobre o período da leitura. Ele receberá um alerta um dia antes e um lembrete no dia da leitura. O monitoramento vai ser bem eficiente e após o fechamento do grupo de faturamento, ele receberá a conta no mesmo e-mail cadastrado.

Na data informada o cliente fará uma foto da numeração do hidrômetro e preencherá os campos solicitados. Caso a leitura não seja informada até a data programada, a conta da água será faturada com base na média de consumo do imóvel, conforme critérios de faturamento estabelecidos pela Cagece. Ou se a leitura registrada no hidrômetro estiver fora da faixa de consumo esperada, a conta de água ficará em estado de revisão para análise e verificação de consumo até que haja a validação do consumo a ser faturado.

Curta nossa página no Facebook