Siga o Blog Cariri nas redes sociais e fique por dentro de tudo em primeira mão


Já curtiu a página do Blog Cariri no Facebook?

Então clique aqui: www.fb.com/BlogCariri

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/BlogCariri

Sugestões, elogios e críticas: blogcariri@gmail.com

Sua participação é muito importante para nós. Ajude-nos a fazer um site cada vez melhor para você.

Anuncie no Blog Cariri. O site que mais cresce. A vitrine do Ceará


Anuncie no Blog Cariri e veja sua empresa crescer a olhos vistos. Temos planos ideais para o seu negócio.

O Blog Cariri conta hoje com mais de 150.000 acessos/mês. Completamos 7 anos no ar com credibilidade, imparcialidade e independência.

Confira as vantagens de anunciar conosco:

- Anúncio no ar 24 horas por dia, 7 dias por semana.

- Maior facilidade de ser encontrado por possíveis clientes.

- Alto alcance e baixo custo.

- Público altamente qualificado.

- Descrição de Produtos e Serviços realizados (grande quantidade de textos).

- Fotos de seus produtos e serviços para facilitar suas vendas.

- Seus dados: Endereço, Telefone, E-mail, Site, Rede Social (Orkut, Twitter, Facebook), etc.

- Divulgação gratuita semanal de sua propaganda através de nosso Twitter e Facebook.

- Várias Tags (Palavras que lhe ajudam a ser encontrado pelo Google).

Entre em contato conosco pelo e-mail: blogcariri@gmail.com ou pelo nosso Whatsapp: (88) 99632-5959 e agende uma visita. Nós iremos até você!

Anuncie onde sua empresa seja vista. Anuncie no Blog Cariri.

Seduc iniciará monitoramento das escolas para definir data de retorno às atividades presenciais

De acordo com o decreto governamental Nº 33.742, de 20 de setembro de 2020, fica autorizada uma nova fase de transição para a retomada da educação apenas para os 44 municípios da Região de Saúde de Fortaleza, a partir de 1º de outubro. Na rede pública estadual, poderão retornar ao presencial as turmas da 3ª série do Ensino Médio e educação profissional, com 35% de capacidade. A Secretaria da Educação (Seduc) fará visitas de monitoramento, na próxima semana, às escolas que estão aptas às atividades presenciais, para definir a possível data de retorno.

Na última quarta-feira (23), houve uma reunião da Seduc com a direção do Sindicato Apeoc e representações de entidades estudantis e de professores para debater o retorno às atividades presenciais das escolas estaduais. Durante a reunião, ficou deliberada a formação de um comitê com as entidades representativas de professores e estudantes para realizar, em conjunto com a Seduc, essas visitas de monitoramento às escolas que estão aptas ao retorno presencial. Haverá ainda a realização de consulta pública com estudantes para avaliar o interesse pelo retorno.

Retornarão às atividades presenciais as escolas que se encaixem nos seguintes critérios: apresentem infraestrutura adequada, possuam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para alunos e funcionários e estejam aptas quanto ao cumprimento das normas de segurança sanitária estabelecidas no Procolo 18 – Atividades Educacionais divulgado pelo Governo do Ceará e todos os profissionais tenham feito o exame para Covid-19.

O planejamento para a reabertura das unidades de ensino seguirá as diretrizes pedagógicas da Seduc e ações que deverão respeitar os distanciamentos, os limites de ocupação, além de todas as demais medidas previstas no protocolo geral e no protocolo setorial nº 18, constantes do decreto governamental e em consonância com a segurança sanitária do Governo do Ceará.

Curta nossa página no Facebook
 

Juazeiro do Norte ultrapassa marca dos 15 mil casos da Covid-19; tendência agora é de queda

O município de Juazeiro do Norte ultrapassou a marca de 15 mil casos confirmados da Covid-19, mais especificamente 15.133, o segundo maior número do Estado, atrás apenas da capital Fortaleza (48.788). Apesar do grande número, a média diária de novos infectados nos últimos sete dias é de 25,14, enquanto em julho chegou a 435/dia, no intervalo entre os dias 05 e 11 daquele mês, que foi o de maior incidência desde o início da pandemia.  

17 a 24 de setembro 
Casos confirmados total: 15.133 
Acréscimo de casos neste intervalo: 176 
Média diária de casos: 25,14 
Óbitos total: 286 
Acréscimo de óbitos neste intervalo: 9 
Média diária de óbitos: 1,28 
 
10 a 17 de setembro 
Casos confirmados total: 14.957
Acréscimo de casos neste intervalo: 173 
Média diária de casos: 24,71 
Óbitos total: 277 
Acréscimo de óbitos neste intervalo: 4 
Média diária de óbitos: 0,57 
 
3 a 10 de setembro 
Casos confirmados total: 14.784 
Acréscimo de casos neste intervalo: 172 
Média diária de casos: 24,57 
Óbitos total: 273 
Acréscimo de óbitos neste intervalo: 3 
Média diária de óbitos: 0,42 
 
27 de agosto e 3 de setembro 
Casos confirmados total: 14.612 
Acréscimo de casos neste intervalo: 523 
Média diária de casos: 24,57 
Óbitos total: 267 
Acréscimo de óbitos neste intervalo: 7 
Média diária de óbitos: 1

A diretora Vigilância em Saúde de Juazeiro do Norte, Evanusia de Lima, aponta que estes números ainda não demonstram uma estabilidade.

“Precisamos continuar esta análise por mais uma semana para ter certeza desta estabilização”, ressalta.  

Por outro lado, se olhar isoladamente o número de óbitos, as mortes apresentam um crescimento na última semana. No entanto, Evanusia explica que isso se dá pela forma que acontece o registro dos dados.

“Os boletins são divulgados na medida que os óbitos são confirmados. Eu posso confirmar hoje, mas aconteceu há dois, três dias. Depende do resultado do exame. Quando se faz a média móvel, faz o cálculo em cima da data dos óbitos e, neste intervalo, temos uma média de um por dia, que é o que vinha acontecendo”, pontua.  

O registro também aponta variações de informações, pois, tem óbitos de Juazeiro do Norte confirmados em outros municípios ou, até mesmo, pessoas de outras cidades que morreram na terra do Padre Cícero e sua residência é apontada ali. “Às vezes acontece correções de óbitos. Isso depende de cada cidade. Algumas, como Barbalha, o processo é mais rápido”, explica Evanusia.

A diretora rechaça que há um “controle” da doença, hoje, no Município. “Não tem como fazer um controle de uma doença que ainda não tem uma medida preventiva eficaz como uma vacina, mas a gente trabalha de uma forma mais tranquila. A tendência é de queda e isso vai favorecer o avanço de fases (no plano de retomada econômica)”.  

“As pessoas tem que lembrar que a queda não significa o fim da pandemia. Enquanto tiver um caso, a Vigilância precisa ser ativa para que novos casos venham a acontecer a gente volte a ter um grande número, já que não tem informações científicas precisas para saber a imunidade que o paciente tem realmente após contrair o vírus”, completa Evanusia.  

Até agora, 41.837 pessoas foram testadas em Juazeiro do Norte, que representa 15,26% de sua população. Dos 15.133 casos confirmados, 14.148 já estão recuperados, 685 estão em isolamento domiciliar e 14 pessoas estão hospitalizadas. 

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Governo do Estado libera operação de parques infantis em shoppings, circos e ginásios a partir de segunda (28)

 

A partir da próxima segunda-feira, quadras e ginásios cobertos; apresentações de circo; eventos automobilísticos; atividades de veleiros; e parques infantis em shoppings centers estarão liberados a operar mediante autorização sanitária. 

A informação foi confirmada pelo governador Camilo Santana em uma postagem nas redes sociais nesta sexta-feira (26).

Contudo, o governador afirmou que o Estado irá intensificar a fiscalização em estabelecimentos comerciais. O objetivo é garantir que as empresas mantenham o rigor no seguimento das recomendações de saúde durante o plano de retomada para a pandemia do novo coronavírus. 

"Vamos intensificar a fiscalização dos estabelecimentos comerciais que estiverem descumprindo as normas sanitárias que constam no decreto. Alerto que estabelecimentos  reincidentes serão fechados pelas equipes de fiscalização", disse Camilo.

Camilo ainda confirmou que todas as macrorregiões do Ceará (Fortaleza, Cariri, Sobral, Sertão Central, Litoral Leste/Vale do Jaguaribe) seguirão na quarta fase do plano de retomada. 

"Os relatórios elaborados por nossas equipes de saúde apontam queda contínua de casos e óbitos no Ceará, mas não podemos relaxar, para que não haja aumento dos indicadores. O alerta continua", completou Camilo.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

26 de setembro

1969 - A banda The Beatles lança o álbum Abbey Road.
1993 - Entra em órbita o PoSAT-1, o primeiro satélite português.
1994 - Tem início o julgamento do ator norte-americano O. J. Simpson.

Nasceram neste dia…
1888 - T. S. Eliot, poeta modernista, dramaturgo e crítico literário anglo-norte-americano (m. 1965).
1897 - Papa Paulo VI (m. 1978).
1945 - Gal Costa (foto), cantora brasileira.

Morreram neste dia…
1904 - Lafcádio Hearn, escritor japonês de origem grega (n. 1850).
1944 - Aimee Semple McPherson, evangelista estadunidense (n. 1890)
1976 - Lavoslav Ružička, químico suíço (n. 1887).

Fonte: Wikipédia

Para evitar possível contaminação em açude, MP pede que Prefeitura de Caririaçu fiscalize uso da água

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) ajuizou uma Ação Civil Pública pedindo que a Prefeitura de Caririaçu se responsabilize pela fiscalização do uso da água do Açude Bitusão, na localidade do Sítio Bom Jesus. O Ministério Público pede, na ação, que o poder público municipal construa uma lavanderia comunitária fora da área da bacia hidráulica.

A bacia hidráulica corresponde à área que concentra a captação de água para um rio principal e seus afluentes. O objetivo da medida proposta pelo MP é fazer com que a água utilizada pelos moradores do entorno vá para um sistema séptico ou de tratamento, onde possa ser reutilizada, posteriormente.

O procurador de Caririaçu, Jhonatan Morais Rodrigues, informou ao Sistema Verdes Mares, nesta quarta-feira (16), que o Município ainda não foi comunicado oficialmente. “O município de Caririaçu entende que aquele reservatório não pertence ao perímetro urbano ou rural do Município, não sendo de responsabilidade deste. Além disso, o reservatório encontra-se em propriedade privada”, destacou.

“Não foi identificado ou localizada qualquer documentação que atribuísse ou remanejasse a responsabilidade de fiscalização nos cuidados daquele reservatório para o município de Caririaçu”.

O procurador informou, ainda, que os técnicos estão realizando o levantamento da documentação para saber se há alguma sessão que enseje ao Município a responsabilidade de fiscalização.

Também está sendo feito, segundo o procurador, o georreferenciamento da área para saber se o açude faz parte do Município. Questionado sobre quando este processo será finalizado, no entanto, o representante apontou que o poder municipal só poderá se manifestar após citação do processo e conhecimento da ação judicial proposta pelo Ministério Público. 

Entenda o caso
O imbróglio envolvendo o açude Bitusão caminha desde 2018, quando a Promotoria de Justiça de Caririaçu recebeu denúncia de que uma pessoa estaria impedindo o acesso da comunidade ao reservatório.

Após averiguação, o Ministério Público apurou que os moradores estavam contaminando o corpo hídrico. Na ocasião, o promotor de Justiça de Caririaçu Rafael Couto solicitou parecer da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Esta, por sua vez, alegou que os moradores do entorno não possuem autorização para utilizar o recurso do açude. 

Segundo o MP, a Cogerh recomendou, então, que os moradores solicitassem outorga para uso do açude e que a Prefeitura construísse uma lavanderia comunitária fora da bacia hidráulica do reservatório.

Em novembro de 2019, a Prefeitura de Caririaçu informou ao MP que a barragem não faria parte da área municipal, mas da cidade de Farias Brito - o corpo hídrico está no limite entre os dois municípios. Mesmo se comprometendo a revisar o perímetro em até 10 dias, a gestão municipal ainda não conseguiu provar que o açude não está nos domínios da gestão de Caririaçu, segundo o Ministério Público.

Por Rodrigo Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Mais Nutrição ultrapassa a marca de 500 toneladas de alimentos doados

O Governo do Ceará, por meio do Programa Mais Nutrição, ultrapassa a marca de mais de 500 toneladas de alimentos doados para cerca de 27 mil cearenses. Já são 507.917 quilos de frutas, legumes e verduras, além de polpas e mix de preparo de alimentos, promovendo a segurança alimentar e nutricional de crianças e adolescentes e combate o desperdício de alimentos.

“Fico muito feliz de acompanhar o crescimento do Mais Nutrição e ver o envolvimento de todos os profissionais e parceiros da ação. O consumo de frutas e verduras, ricos em vitaminas e proteínas, é necessário para o desenvolvimento infantil. O Estado vem garantindo que famílias beneficiadas com o programa continuem alimentando seus filhos, pois muitos dependem dessa doação de frutas, verduras e legumes", destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará e do Mais Nutrição.

Atualmente, a iniciativa beneficia cerca de 16 mil crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de 91 entidades de Fortaleza, Caucaia e Maracanaú, além de já ter ofertado doações para 31 municípios do Estado com necesidades diversas: vítimas de enchentes, entidades artesanais, artistas circenses, instituições que atendem pessoas em situação de rua, crianças com câncer e fissura lábio-palatal e famílias atendidas pelo Mais Infância.

O permissionário das Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE) Erberson Rodrigues, que contribui há oito meses com o repasse de alimentos, entende o benefício da ação. “Diariamente, estamos realizando doações programa porque entendemos que as crianças serão as principais beneficiadas. Nós selecionamos a mercadoria que vai para loja e a que não conseguimos fornecer, que cedemos ao Mais Nutrição, pois serve para nosso consumo”, salienta.

Um rigoroso trabalho de prevenção e higienização é feito diariamente para garantir alimentação saudável aos beneficiados, com os profissionais do projeto reforçando a atenção na manipulação dos alimentos. As entidades recebem as doações mediante marcação prévia, em horários diferentes, a fim de evitar aglomeração, além de serem orientadas a agendar o repasse para as famílias.

A Associação dos Remanescentes de Quilombos da Comunidade Povoado Boqueirão da Arara (ARQCPBA), em Caucaia, na Grande Fortaleza, realiza atividades diárias com as crianças da localidade. Para a presidente da entidade, Madalena Prata, o programa é fundamental no desenvolvimento das crianças. “Somos uma comunidade muito carente e essa ajuda do Mais Nutrição só vem dar mais dignidade para nossas famílias, pois ajuda na questão do desenvolvimento infantil porque se não fossem esses alimentos nós não teríamos condições de atender as crianças”, reforça.

A dona de casa Cristiane Freitas possui três filhas beneficiadas com a entidade de Caucaia. Segundo ela, os alimentos distribuídos nesse período de pandemia têm suprido as necessidades da família. “Meu esposo está impossibilitado de trabalhar, por questões de saúde, e minhas filhas dependiam da alimentação da associação. Com essa doença, todos estamos em casa. Mas, graças a doação desses alimentos, que está suprindo essa falta, podemos nos alimentar diariamente”, ressalta.

Inserção na Lei do Fecop
A Assembleia Legislativa aprovou em maio deste ano, em sessão remota, a mensagem do Governo do Ceará que inclui o Programa Mais Nutrição na Lei do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Dessa forma, será possível utilizar recursos do Fundo e adequar a Composição do Conselho Consultivo de Políticas de Inclusão Social (CCPIS) à estrutura administrativa do Estado, que desde 2019 conta com as secretarias de Proteção Social (SPS) e de Esportes e Juventude (Sejuv).

O Mais Nutrição tem a parceria permanente da Associação dos Permissionários da Ceasa (Assucece) e do Grupo M. Dias Branco, além dos parceiros espontâneos da iniciativa privada. A ação é realizada pelas secretarias de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) e Desenvolvimento Agrário (SDA) e Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE) e apoio do Instituto Agropolos do Ceará. Em breve, 38 instituições do Cariri serão atendidas pelo programa.

Curta nossa página no Facebook

Forte ventania derruba parte de telhado do antigo Hotel Municipal de Brejo Santo

Uma ventania forte atingiu, na tarde de ontem (16), o prédio do antigo Hotel Municipal de Brejo Santo, no Cariri cearense, arrastando parte do telhado do prédio, que está em obras. O episódio assustou pedestres e motoristas, já que a estrutura foi parar próxima da BR-116, rodovia vizinha ao local. A empresa responsável pela reforma do prédio garantiu, em nota, que já está recuperando o teto e que foi “redobrada a atenção a todos os cuidados na fixação".  

“Graças a Deus não matou ninguém. Poderia matar, porque um pedaço do telhado foi parar longe. Um telhado desse pra cima de uma pessoa? É como uma lâmina. Não sei como não pegou em ninguém”, afirmou um motorista que passava no local no momento do episódio e registrou a situação.  

O prédio passa por reforma onde será instalado a segunda etapa do Centro de Apoio e Monitoramento para Enfrentamento à Covid-19, unidade anexo que realizará testes rápido e de swab, além de atendimento médico e psicológico.  

A empresa D.M da Silva Serviços e Construções ME, responsável pela obra, admitiu que a ventania “desarranjou” a estrutura do telhado, que ainda não estava fixada.

"Trata-se de etapa ainda em construção, não entregue a população, onde já foi determinada a imediata reestruturação do telhado e redobrada a atenção no que toca a todos os cuidados atinentes a fixação do teto para que, quando da entrega, tenha totais condições de segurança”, garantiu.  

A construtora ressaltou que não há acesso público ao canteiro de obras, “fruto de rígidos protocolos seguidos pela empresa com vistas a garantir a saúde e a segurança física de seus colaboradores”, completou. A secretária de Saúde de Brejo Santo, Glaise Feijó, disse que o Município está acompanhando a obra e que o episódio não atrapalhará os serviços do Centro. 

Temporada
Os meses de agosto e setembro são de ventos fortes no Ceará, sobretudo no litoral. Porém, no último mês de agosto, o Interior teve os maiores registros: 58,32 km/h em Tauá e 57,24 km/h em Sobral. Segundo a gerente de meteorologia da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Meiry Sakamoto, com o fim do período chuvoso, alguns fatores influenciam na elevação da intensidade dos ventos.  

“O mais importante é o deslocamento do Sistema de Alta Pressão Atmosférica do Oceano Atlântico Sul em direção ao Nordeste do Brasil e o outro é a redução na nebulosidade. Nesta época do ano, o Ceará fica ‘no meio do caminho’ entre a Alta Pressão do Atlântico Sul e a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), fazendo com que os ventos alísios fiquem mais intensos e constantes”, explica. 

A previsão do tempo para hoje (17) permanece de céu claro em todas as regiões do Estado, que favorece a intensidade dos ventos. Já amanhã (18), a expectativa é de Nebulosidade variável na faixa litorânea, no Sertão Central e Inhamúns e na região Jaguaribana. Nas demais regiões, predomínio de céu claro. No sábado (19), o céu aparece parcialmente nublado nestas mesmas regiões, enquanto no restante do Estado predomina o céu claro.  

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Ministério Público pede fechamento de instituições de ensino irregulares em Farias Brito

Nessa terça-feira (15), o Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Farias Brito, ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) contra os responsáveis pelo Instituto Educacional Muniz e o Centro de Educação Polo. O órgão solicita o encerramento das atividades educacionais das instituições de ensino, além da reparação dos danos morais e materiais causados aos alunos prejudicados na cidade de Farias Brito. 

De acordo com a ACP, a alegação é de que os Institutos ofereceram curso de técnico em enfermagem de forma irregular, pois não têm autorização e credenciamento junto ao Conselho de Educação do Estado do Ceará. Conforme as apurações, 56 pessoas de Farias Brito foram prejudicadas com o curso irregular, e o prejuízo passa de R$ 130.000,00. A ACP foi protocolada sob o nº 0280019-35.2020.8.06.0076 e está em tramitação na Vara Única de Farias Brito. 

Curta nossa página no Facebook

IBGE: Sob Bolsonaro, fome volta a crescer no Brasil e atinge mais de 10 milhões de pessoas

Depois de recuar em mais da metade em uma década, a fome voltou a se alastrar pelo Brasil. Em cinco anos, aumentou em cerca de 3 milhões o número de pessoas sem acesso regular à alimentação básica, chegando a, pelo menos, cerca de 10,3 milhões o contingente nesta situação. É o que apontam os dados divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento foi feito entre junho de 2017 e julho de 2018 e apontou piora na alimentação das famílias brasileiras. Entram na conta somente os moradores em domicílios permanentes, ou seja, estão excluídas do levantamento as pessoas em situação de rua, o que poderia aumentar ainda mais o rastro da fome pelo país.

Além do aumento da população que passa fome no país, a pesquisa mostrou também que:

• O Brasil atingiu o menor patamar de pessoas com alimentação plena e regular
• A fome é mais prevalente nas áreas rurais
• Quase metade dos famintos vive na Região Nordeste do país
• Metade das crianças com até 5 anos tem restrição no acesso à alimentação de qualidade
• Mais da metade dos domicílios onde há fome é chefiada por mulheres
• Quanto maior o número de moradores no domicílio, menor é o acesso à alimentação plena
• Arroz pesa mais no orçamento de famílias com insegurança alimentar, aponta IBGE
• Brasileiros gastam mais com jogos e apostas que com arroz, aponta IBGE

Classificado pelo IBGE como segurança alimentar, o acesso pleno e regular aos alimentos de qualidade - em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais - atingiu o menor patamar em 15 anos.

"Ao olhar para a série histórica, a gente observa que houve diminuição da segurança alimentar e o consequente aumento dos índices de insegurança alimentar entre a população brasileira", enfatizou o gerente da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE, André Luiz Martins Costa.
O pesquisador destacou que a fome está mais presente nas áreas rurais do país, porque "as pessoas que estão em meio urbano conseguem mais alternativas [de alimentação] que aquelas que vivem nas áreas rurais", afirmou.

De acordo com a pesquisa, 63,3% dos domicílios no Brasil tinham a chamada segurança alimentar, abaixo dos 65,1% apurados em 2004, quando tem início a série histórica do levantamento. O IBGE destacou que este percentual cresceu, consecutivamente, nas duas pesquisas seguintes, realizadas em 2009 e 2013, mas retrocedeu ao mínimo histórico em 2018.

A maior cobertura da segurança alimentar foi registrada em 2013, quando chegou a 77,4% o total de domicílios em que a alimentação podia ser considerada como plena e regular.

Na comparação com 2013, o número de domicílios com segurança alimentar teve queda de 13,7%. Em contrapartida, aumentou em 71,5% o número de domicílios com insegurança alimentar.

O IBGE classifica a insegurança alimentar em três níveis - leve, moderada e grave – da seguinte maneira:

• Insegurança alimentar leve: há preocupação ou incerteza quanto acesso aos alimentos no futuro, além de queda na qualidade adequada dos alimentos resultante de estratégias que visam não comprometer a quantidade de alimentação consumida.
• Insegurança alimentar moderada: há redução quantitativa no consumo de alimentos entre os adultos e/ou ruptura nos padrões de alimentação.
• Insegurança alimentar grave: há redução quantitativa de alimentos também entre as crianças, ou seja, ruptura nos padrões de alimentação resultante da falta de alimentos entre todos os moradores do domicílio. Nessa situação, a fome passa a ser uma experiência vivida no lar.

Foi a insegurança alimentar moderada a que mais cresceu percentualmente entre os domicílios brasileiros entre 2013 e 2018 - uma alta de 87,53%. A insegurança alimentar leve teve alta de 71,5% no mesmo período, enquanto a grave, que caracteriza a fome, aumentou em 48,8%.

Quase metade dos famintos vive no Nordeste
Dos cerca de 10,3 milhões de brasileiros que passaram fome em 2018, 4,3 milhões viviam na Região Nordeste, o que corresponde a 41,5% do total de famintos no país. Em seguida, aparece a Região Sudeste, com 2,5 milhões de habitantes com fome, e o Norte, com pouco mais de 2 milhões de pessoas nesta situação.

No entanto, se considerada a proporção de domicílios com restrição severa no acesso à alimentação adequada, a Região Norte é a que lidera o ranking. Lá, 10,2% dos domicílios estavam em situação de fome no período do levantamento. Essa proporção é cerca de cinco vezes maior que a observada no Sul, onde 2,2% dos domicílios foram classificados com insegurança alimentar grave.

O IBGE destacou que no Norte e Nordeste, menos da metade dos domicílios (43% e 49,7%, respectivamente) tiveram acesso pleno e regular à alimentação adequada. No Sul, esse percentual chegou a 79,3%. Sudeste e Centro-Oeste aparecem na sequência, com 68,8% 64,8%, respectivamente, dos domicílios com segurança alimentar.

Metade das crianças sob insegurança alimentar
Ao analisar a situação alimentar por faixa etária, o IBGE identificou que metade das crianças com até 4 anos de idade vivia em domicílios com algum tipo de insegurança alimentar – 34,2% delas em lares com insegurança alimentar leve, 10,6% com insegurança alimentar moderada, e outros 5,1% com insegurança grave, que caracteriza a fome.

Na faixa etária entre 5 e 17 anos, passou da metade (50,7%) o total destes jovens vivendo sob algum tipo de insegurança alimentar. Na faixa etária entre 18 e 49 anos, este percentual foi de 41,2%, enquanto no grupo de 50 a 64 anos este percentual caiu para 34,6%.

A menor proporção de pessoas vivendo sob algum tipo de insegurança alimentar estava na faixa etária acima de 65 anos – 21,3%. Ao todo, cerca de 2,7% dos idosos com mais de 65 anos tiveram insegurança alimentar grave no período da pesquisa, ou seja, passaram fome entre 2017 e 2018.

“À medida que a idade da pessoa aumenta, aumentam também as chances dela ter maior segurança alimentar”, apontou o pesquisador do IBGE, André Costa.

O estudo mostrou ainda que, nos domicílios em condição de segurança alimentar, predominam os homens como responsáveis pelo rendimento doméstico. Conforme o levantamento, 61,4% dos domicílios com acesso pleno e regular à alimentação de qualidade eram chefiados por homens. Já as mulheres eram responsáveis por 38,6% dos domicílios nessa situação.

“Domicílios cuja mulher é a pessoa de referência estão mais associados à insegurança, assim como domicílios com muitos moradores”, observou o gerente da pesquisa.

Entre os domicílios com insegurança alimentar grave, ou seja, em situação de fome, 51,9% eram chefiados por mulheres, de acordo com o levantamento.

Ao analisar a situação alimentar dos domicílios por cor ou raça, constatou-se que apenas 36,9% dos lares com segurança alimentar eram chefiados por pessoa autodeclarada preta ou parda. Este percentual passava de 50% para os três níveis de insegurança alimentar - 50,7% para insegurança leve, 56,6% para insegurança moderada e 58,1% para insegurança grave.

Onde comem três, não comem sete
Ao analisar a situação alimentar considerando a composição do domicílio, o IBGE identificou que quanto menor o número de moradores, maior a segurança alimentar.

De acordo com o levantamento, 72,5% dos domicílios com acesso pleno e regular à alimentação adequada de qualidade tinham até três moradores, enquanto 26,3% tinham entre quatro e seis moradores. Apenas 1,1% deles tinham mais de sete habitantes.

Já entre os domicílios com insegurança alimentar grave - com restrição severa de alimentos, que caracteriza a situação de fome – 61,2% tinham até três moradores, 32,4% entre quatro e seis, e 6,4% tinha mais de sete.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte continua apresentando queda na média móvel de casos confirmados da Covid-19

Conforme análise dos dados epidemiológicos da Covid-19 registrados até 16 de setembro, pela Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte, o município segue apresentando redução na média móvel de casos confirmados de coronavírus. 

Há 14 dias, a média era de 76 casos confirmados por dia. Já há 07 dias, a média caiu para 24 casos por dia, uma variação de menos 52 casos por dia. Quanto aos óbitos, há 14 dias foram registrados 06 óbitos, e há 07 dias foram 03. Logo, a média móvel de óbitos se mantém abaixo de 01 óbito por dia.

Curta nossa página no Facebook

Melhor educação do país: Ceará lidera ranking nacional do Ideb 2019

O Ceará consolidou sua posição como referência de educação pública de qualidade no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, divulgado nesta terça-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação. A rede pública estadual cearense superou a meta proposta para 2019 e alcançou o melhor resultado do país nos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano). Nesta etapa da educação básica, o estado obteve 5,2 pontos, ultrapassando a projeção para 2019 (4,6).

O resultado do Ideb da rede pública cearense foi apresentado pelo governador Camilo Santana durante live nas redes sociais nesta terça-feira (15). O evento contou, ainda, com as participações da vice-governadora Izolda Cela. Ainda de acordo com o principal indicador que avalia a qualidade da educação básica, o Ceará apresenta a melhor evolução nos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano) quando comparado às demais unidades da federação. A rede pública alcançou a nota 6,3 em 2019, superando em 1,5 ponto a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Ao longo dos últimos 14 anos, o Ceará segue avançando nesta etapa do Ensino Fundamental, conquistando a melhor evolução do Brasil no Ideb. Saiu de 2,8 em 2005 para 6,3 em 2019. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o ritmo de crescimento é quase duas vezes superior à média brasileira, que, no mesmo período, passou de 3,6 para 5,7.

O governador Camilo Santana ressalta o empenho dos profissionais da Educação para a consolidação dos avanços, de forma contínua, ao longo do tempo. “A cada ano temos melhorado os resultados, sendo referência para o Brasil e para instituições internacionais que avaliam as políticas públicas na área educacional. Isso significa que as nossas crianças e jovens terão um futuro melhor”, pontua.

Ainda com relação aos anos iniciais, o Ceará é o estado com a maior porcentagem de municípios que atingiram a meta projetada pelo MEC, com 98,9% do total. Ou seja, dos 184 municípios cearenses, 182 atingiram o objetivo estipulado.

Além disso, 131 municípios cearenses (71,2%) atingiram a média 6, valor que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável ao dos países desenvolvidos, conforme a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Dos 184 municípios cearenses, 154 obtiveram resultado acima do esperado nos anos finais do Ensino Fundamental, representando índice superior a 83,7% das redes públicas municipais.

De acordo com o Ideb, o Ceará obteve ainda os melhores resultados nas duas etapas do Ensino Fundamental entre os estados do Norte e do Nordeste.

No Ensino Médio, a rede pública estadual do Ceará saiu de 3,8, em 2017, para 4,4 em 2019. O resultado demonstra uma aproximação da meta estipulada, que era de 4,5, deixando o estado em 4º lugar nacional e em segundo do Nordeste após Pernambuco (4,5).

Continuidade
A vice-governadora Izolda Cela destaca o valor do trabalho desenvolvido desde as primeiras séries da educação básica para a superação constante. “É um crescimento notável, que mostra o vigor de um esforço. Mostra-se mais importante ainda porque faz frente às adversidades socioeconômicas que ainda enfrentamos. Esses municípios não aparecem em destaque do nada. Quando observamos a série histórica, vemos que eles já vêm ocupando os primeiros lugares, mostrando uma sustentabilidade da política educacional”, observa.

Ranking dos 100 melhores resultados
De acordo com o Ideb, 21 municípios cearenses e 79 escolas estão entre os 100 melhores resultados do Ideb dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Nos anos finais, 21 municípios e 73 escolas estão no ranking dos 100 melhores resultados do país. Já no Ensino Médio, são 21 escolas da rede estadual entre as 100 melhores do Brasil no Ideb.

Os bons resultados obtidos no Ensino Fundamental são atribuídos ao regime de colaboração entre estado e municípios, que proporciona intervenções do 1º ao 9º ano, por meio do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), desenvolvido pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc). Há o acompanhamento das redes municipais com suporte às secretarias municipais por meio de formações, auxílio técnico-pedagógico e disponibilização de materiais pedagógicos.

A partir deste trabalho e das ações colocadas em prática na rede pública estadual, a expectativa é de que os avanços identificados se estendam ao Ensino Médio. Programas como as Escolas de Ensino Médio Regular em Tempo Integral (EEMTIs), as Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP) e a Política de Desenvolvimento Socioemocional são exemplos de iniciativas que contribuem para a melhoria da qualidade da educação.

Curta nossa página no Facebook

17 de setembro

1787 - É assinada a Constituição dos Estados Unidos da América.
1944 - Início da Operação Market Garden, considerada a maior operação aerotransportada feita pelos aliados durante a Segunda Guerra Mundial e o último êxito da Wehrmacht.
1978 - O presidente egípcio Anwar Sadat e o primeiro-ministro israelita Menachem Begin assinam o acordo de paz de Camp David.

Nasceram neste dia…
1850 - Guerra Junqueiro, alto funcionário administrativo, político, deputado, jornalista, escritor e poeta português (m. 1923).
1922 - Agostinho Neto, político e escritor angolano (m. 1979).
1928 - Roddy McDowall (foto), ator britânico (m. 1998).

Morreram neste dia…
1665 - Rei Filipe IV de Espanha, III de Portugal (n. 1605).
1897 - Manuel José Gonçalves Couto, missionário pedâneo, autor da Missão Abreviada (n. 1819).
1994 - Karl Popper, filósofo da ciência britânico de origem austríaca (n. 1902).

Fonte: Wikipédia

Pesquisa da Fatec Cariri sobre pequi é publicada em revista acadêmica

Um artigo científico do Grupo de Pesquisa em Biotecnologia de Produtos Naturais (BPN), do curso superior de Tecnologia em Alimentos da Fatec Cariri, foi publicado na edição de setembro da Agrotec, uma revista agropecuária técnica. Assinam a publicação, os professores Erlânio Oliveira, Cícera Gomes, Leyna Bezerra e Isana Brito, a laboratorista do Centec Karine Barreto e a aluna bolsista Cícera Vicente. O artigo foi publicado como matéria de capa da revista.

A divulgação científica propõe a elaboração de biscoitos “tipo cookies” enriquecidos com a torta da amêndoa do pequi. “Geralmente essas amêndoas são utilizadas para extração de óleos e gera uma torta residual que é descartada no meio ambiente. O nosso objetivo foi de dar um novo direcionamento para esses resíduos, criando produtos alimentícios com valor nutricional significativo e, assim, amenizar a perda de uma matéria prima que contém nutrientes que são fundamentais para nossa saúde”, explica o professor Erlânio.

Sobre o BPN
Em atividades desde 2018, o Grupo é liderado pelos Prof. Dr. Erlânio Oliveira e Drª. Cícera Gomes e agrega alunos, pesquisadores e colaboradores do Cariri que se interessam pelo estudo e divulgação de temas relacionados a caracterização nutricional de produtos vegetais in natura e processados e o reaproveitamento de subprodutos para uso em desenvolvimento de novos produtos alimentícios.

Sobre a Fatec
O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) mantém – por meio de contrato de gestão com a Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) – duas Faculdades de Tecnologia (Fatec): uma em Juazeiro do Norte (Fatec Cariri) e outra em Quixeramobim (Fatec Sertão Central). Elas são credenciadas no Ministério da Educação e oferecem cursos técnicos de nível médio, cursos superiores de tecnologia e pós-graduação Latu Sensu.

Curta nossa página no Facebook

WhatsApp vai mudar! Veja 5 novidades do aplicativo que entraram em testes

O WhatsApp está preparando mudanças importantes no aplicativo. Apenas neste mês de setembro já entraram em testes ao menos quatro novidades no aplicativo - a lista preparada por Tilt ainda traz uma extra aguardada no app e que apareceu no fim de agosto.

Entre as novidades que surgiram neste mês em testes no aplicativo estão a volta do mais que aguardado Modo Férias - que ajudará muita gente a esconder chats no app -, mudanças na edição de imagens e até novos fundos de tela divertidos do mensageiro.

Confira abaixo mais sobre esses recursos em teste, que ainda não têm previsão de chegada a todos os usuários:

"Modo férias"
A funcionalidade deixará que o usuário arquive conversas com contatos ou grupos sem que elas voltem a aparecer na lista geral de chats quando alguém manda uma nova mensagem —ou seja, permite ao usuário esconder conversas da janela principal do app.

A mudança havia aparecido pela primeira vez em testes em 2018. Em 2019, foi modificada em novos testes, mas nunca mais reapareceu, o que fez muitos usuários suspeitarem de que o recurso havia sido abandonado pelo aplicativo.

O novo teste do WhatsApp, notado pelo site WaBetaInfo, mostra que os chats arquivados vão aparecer diretamente no topo dos chats dos usuários no aplicativo, como mostra a imagem abaixo.

Ao clicar nesta seção, haverá um novo botão chamado "notificações". Lá você poderá escolher algumas configurações relativas às conversas e grupos arquivados.

Uma dessas escolhas é se você quer ou não receber notificação das conversas arquivadas. Atualmente, o usuário não tem escolha: ao arquivar uma conversa, ela voltará para a lista de chats principais sempre que houver novas mensagens —o arquivamento, na maioria das vezes, só serve para grupos que você não faz mais parte.

Outra função interessante das notificações é um recurso que arquivará uma conversa ou grupo automaticamente se não houver nenhuma interação nova no período de seis meses.

Edição de imagens
Também notada em testes pelo WaBetaInfo, uma mudança pode melhorar a edição de imagens diretamente no mensageiro. Novos recursos vão deixar a edição com elementos vistos nos Stories do Instagram - outra rede social do Facebook.

A novidade permitirá que você alinhe melhor elementos como texto, figurinhas e emojis ao editar, por exemplo, uma foto adicionando elementos visuais. Aparecerá na foto linhas mostrando onde está exatamente o alinhamento para você se guiar.

É um recurso bem parecido com o do Instagram - ao editar um story adicionando elementos, linhas coloridas aparecem na tela para você saber onde centralizar as edições.

WhatsApp mais colorido
Atualmente o WhatsApp já permite que você personalize o aplicativo com diversos temas. Dentro das configurações, existe uma opção em que você pode mexer na cor do fundo de tela das conversas com uma grande gama de variedade, mas isso está para mudar.

O novo recurso é chamado de "Doodle" do WhatsApp. Ao ativar esse recurso, o mensageiro projetará nesse fundo de tela pré-definido com cores vários rabiscos e desenhos discretos, deixando o fundo de tela menos sisudo.

Essa novidade já foi vista em testes pelo WaBetaInfo tanto na versão Android quanto na versão web do aplicativo.

Catálogo de negócios e ligação
Há ainda uma outra funcionalidade em testes, mas essa voltada para negócios. O WhatsApp planeja adicionar um botão de catálogo que leve para os itens vendidos por determinada conta comercial no mensageiro.

Esse ícone será colocado na barra superior do aplicativo, ao lado do botão de fazer ligações. Sendo assim, o WhatsApp passaria a se assemelhar cada vez mais com outros apps de vendas que mostram catálogos de produtos, como o iFood.

Dentro disso ainda rolará uma modificação do ícone de ligações. Ele passaria a ser único, representado por um desenho de telefone e um "+". Ao clicar nele, o usuário poderá escolher se gostaria de fazer uma ligação em vídeo ou áudio - não teria mais um ícone para a chamada em vídeo e outro para a de telefone

Inicialmente, essa mudança notada pelo WaBetaInfo foi vista somente na página de negócios, mas pode ser levada também para o aplicativo geral.

Extra: armazenamento
Essa função deixará bem mais fácil liberar espaço do WhatsApp no celular. Inicialmente, os testes apontavam que essa ferramenta contaria com filtros para você distinguir os arquivos baixados no WhatsApp como por tamanho, por itens encaminhados e por aí vai. No entanto, como mostra a imagem abaixo, o novo recurso vai além.

A primeira coisa que dá para notar é a barra que mostra o uso de armazenamento do app —e o quanto as mídias recebidas e enviadas tomam desse armazenamento. É um elemento visual bem parecido ao que iPhones e celulares Android já contam nas configurações.

Além disso, o próprio aplicativo passará a dar sugestões de limpeza para eliminar arquivos desnecessários e, assim, ganhar mais espaço no celular. É uma solução semelhante ao que o iOS, por exemplo, faz.

Um dos itens indicados é "arquivos encaminhados". Outro mostra diretamente os maiores arquivos baixados no WhatsApp e que o usuário pode optar por limpar. Mais abaixo, o usuário já poderá ver os chats em ordem dos que ocupam mais espaço no aplicativo, como já ocorre atualmente.

Tudo isso deve mudar radicalmente a interface para usuários eliminarem arquivos do celular —e, ainda, tornar o processo menos complicado.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Ceará registra saldo positivo de 38 mil novas empresas em 2020

O saldo de empresas registradas no Ceará, de janeiro a agosto deste ano, foi positivo segundo os dados da Junta Comercial do Estado do Ceará, Autarquia vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet). Ao todo, foram 56.528 novos negócios abertos no estado, enquanto que os fechamentos totalizaram 18.124 registros, o que corresponde ao saldo de 38.404 empresas.

O cenário também apresenta dados positivos se compararmos os meses de agosto deste ano e o de 2019, com aumento de 16,30% na abertura de empresas. No mês passado, foram constituídos 8.965 novos negócios, contra 7.708 empresas abertas em agosto de 2019.

O setor de Serviços tem se destacado com o maior número de novas empresas, tendo em vista que, de janeiro a agosto, somou 30.149 registros. Já o comércio obteve 20.877 aberturas no período, além de 5.502 novas indústrias.

De acordo com o Secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior, esse é mais um resultado do esforço da equipe do Governo em recuperar a economia cearense. “Fechamos a semana com mais esse resultado com saldo positivo na abertura de empresas no Ceará. Isso significa mais empregos gerados, que é o nosso principal desafio!”, ressaltou Maia Júnior.

Para a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, os dados nos mostram a retomada da economia no estado. “Ao analisarmos os números de abertura de empresas desde o início do ano até hoje, percebemos o crescimento do quantitativo de novos negócios o que é fruto do trabalho que vem sendo conduzido pelo Governo do Estado do Ceará e da Sedet, alinhada às ações de simplificação implementadas pela Junta Comercial que possibilitou celeridade e a digitalização do processo de abertura de empresas no estado”.

Curta nossa página no Facebook

INSS reabre agências na segunda com horário marcado; veja regras

Depois de meses fechadas por conta da pandemia, as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a reabrir para atendimento presencial na próxima segunda-feira (14). Para a reabertura, uma portaria publicada nesta sexta-feira (11) no Diário Oficial da União estabelece as medidas de prevenção que deverão ser adotadas.

Em um primeiro momento, o atendimento será retomado 'pouco mais de 500' das 1,5 mil agências do país. O instituto optou por reabrir as maiores agências, que respondem por cerca de 70% da demanda. O horário de funcionamento será das 7h às 13h.

Só será atendido quem agendar antes o atendimento. O objetivo é evitar aglomerações dentro e fora das agências. O agendamento deve ser feito pelo Meu INSS ou pelo telefone 135. O INSS também pede que os segurados não cheguem com muita antecipação ao horário marcado, para evitar aglomerações.

Ao realizar o agendamento, o segurado será orientado em relação à agência onde será atendido.

Quem for às agências deverá usar máscaras e será terá sua temperatura medida antes de entrar no local.

Se a temperatura estiver dentro da normalidade (menor que 37,5°C), o funcionário deverá orientar o segurado sobre:

• a necessidade do uso de álcool em gel para higienização das mãos;
• importância de manter o distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas; e
• a obrigatoriedade o uso de máscara durante todo o período em que permanecer nas dependências do INSS. Se o segurado estiver usando máscara úmida, suja ou rasgada, deverá receber uma máscara descartável.

Os servidores, empregados públicos, contratados temporários, estagiários, terceirizados e colaboradores deverão usar Equipamentos de Proteção Individual para realização das suas atividades.

Se a temperatura se mantiver indicativa de febre (mais que 37,5°C), o acesso do segurado será negado e ele será orientado a procurar uma unidade de saúde ou um médico. O funcionário deverá ainda orientar o cidadão a realizar o reagendamento do serviço pelos canais remotos.

Reabertura terá restrição de serviços
Segundo o INSS, estarão disponíveis para atendimento presencial os serviços de:

• perícia médica;
• avaliação social;
• cumprimento de exigência;
• justificação administrativa ou judicial; e
• reabilitação profissional.

Solicitações de aposentadoria, pensão, salário maternidade, continuarão sendo feitos remotamente.

De acordo com o INSS, o atendimento presencial está sendo retomado devido a uma forte demanda relativa a cumprimento de exigências por parte do segurado. Esses pedidos são aqueles em que é verificada a necessidade de outros documentos para concessão do benefício.

"A principal atividade nessa retomada é o cumprimento de exigências", disse o presidente do INSS Leonardo Rolim. Embora essa entrega possa ser feita pelo Meu INSS, "grande maioria das pessoas não conseguiu utilizar esses instrumentos. Vai conseguir entregar esses documentos na agência", explicou.

O INSS tem hoje 906 mil requerimentos em exigência, aqueles que dependem de informação complementar.

Protocolos de abertura
De acordo com o INSS, as agências que reabrirem atenderão todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. Os locais de perícia passarão ainda por verificações periódicas, o que pode fazer com que varie o número de locais com atendimento presencial.

"Somente abrirão as agências com 100% dos protocolos atendidos", afirmou o secretário especial da Previdência do Ministério da Economia, Bruno Bianco.

Ele informou ainda que o site do INSS deverá informar a cada dia as agências que estarão abertas.

"Ao longo dos dias estaremos passando à população quais agências estarão abertas ou não, quais terão perícia. A partir de segunda retomaremos as inspeções", disse Bianco.

Demora na reabertura
A reabertura estava prevista inicialmente para 13 de julho, e uma primeira prorrogação determinava a retomada gradual do atendimento presencial a partir de 3 de agosto. Depois, o governo passou para 24 de agosto. No último adiamento, a data para retomada foi estabelecida para 14 de setembro.

No país, existem 1.525 agências da Previdência Social. Segundo o INSS, antes da reabertura, cada unidade irá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

Segundo o INSS, as unidades que não reunirem as condições necessárias para atender ao cidadão de forma segura continuarão em regime de plantão reduzido e será disponibilizado um painel eletrônico contendo informações sobre o funcionamento das agências da Previdência Social, os serviços oferecidos e o horário de funcionamento.

Prova de vida segue suspensa
Segue suspensa, até 30 de setembro, a exigência de recadastramento anual de aposentados e pensionistas, a chamada prova de vida, de acordo com instrução normativa do Ministério da Economia. A partir de 1º de outubro, os segurados deverão buscar a agência onde recebem o benefício para atender à exigência. Veja mais no vídeo abaixo:

Central de atendimento
O INSS esclarece que os serviços que não estarão disponíveis de forma presencial neste primeiro momento continuam pelos canais remotos, o Meu INSS (pelo site e aplicativo) e telefone 135.

O INSS disponibiliza em seu site um guia para ajudar aqueles que têm alguma dúvida de como acessar o Meu INSS. Para saber como gerar sua senha, além de aprender a solicitar serviços e benefícios, acesse https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/meu-inss/.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Crato e Barbalha tem candidaturas definidas; cenário em Juazeiro é de indefinições

Um cenário tão movimentado quanto indefinido marca as articulações para a corrida eleitoral no maior município do interior do Estado e o terceiro maior colégio eleitoral do Ceará. Em Juazeiro do Norte, ao menos nove pré-candidaturas estão no jogo, e enquanto o prefeito Arnon Bezerra (PTB) não define a chapa para tentar a reeleição, opositores firmam alianças para tentar desbancá-lo nas urnas. 

Com convenção marcada para a noite de domingo (13), Arnon Bezerra tem conversado com aliados do senador Cid Gomes (PDT) e do governador Camilo Santana (PT), grupo que está compromissado com a reeleição do prefeito, e do qual deve sair a indicação do candidato a vice. 

Mesmo com resistência da Executiva Nacional do PTB, de Roberto Jefferson, um cenário provável é que a chapa seja composta com o PT, que tem como pré-candidato Gabriel Santana, filho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Manoel Santana. Jefferson não quer aliança com o PT, mas no cenário as lideranças políticas é que dão o tom da disputa. No entanto, a aliança com a legenda petista também enfrenta resistência entre membros do partido, que defendem um cabeça de chapa para consolidar candidatos a vereador.

Todavia, as duas agremiações marcaram convenções para o mesmo dia – amanhã (13) –, o que aumenta as especulações sobre a aliança. Nos bastidores, alguns dizem que foi o próprio prefeito Arnon que propôs o enlace.

Outra possibilidade de vice é Maricelle Macedo (MDB), esposa do ex-prefeito Raimundão. Caso a aliança de Arnon com o PT se confirme, o grupo emedebista deve se unir à candidatura do deputado estadual Nelinho de Freitas (PSDB), com quem Raimundo Macedo e aliados também têm conversado.

Fator importante dentro das negociações é o tempo de rádio e TV das legendas, em lista liderada pelo PT, com 10,7% do horário gratuito, e que tem, entre os partidos com pré-candidaturas anunciadas, o MDB e o PSD com 6,6%, o PSB com 6,2%, o PSDB, com 5,7%, o PDT com 5,5%, o Podemos, com 2,1%, o PTB e o Psol, com 1,9%, o PCdoB, com 1,7%. 

Nesse cenário, o vereador Glêdson Bezerra (Podemos) conseguiu apoio importante durante a semana. Rompido com Arnon durante mais da metade do mandato, o atual vice-prefeito, Giovanni Sampaio (PSD), teve carta branca do presidente estadual do seu partido, Domingos Filho, para ser vice na chapa encabeçada por Glêdson. 

Sampaio havia anunciado apoio à pré-candidatura do segundo colocado nas últimas eleições, Gilmar Bender (PDT), mas o empresário, mesmo com o aval do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, não teve a candidatura viabilizada pelo comando estadual pedetista, aliado de Arnon. Nos bastidores, é apontado que Cid Gomes já tinha dado a sua palavra sobre o apoio ao prefeito, o que inviabilizou o nome de Bender. 

Mesmo de maneira informal, Bender também sinaliza compor com a candidatura de Glêdson. Porém, ele pode até atuar em favor do nome do Podemos, mas a decisão para integrar a chapa cabe ao PDT, o que não deve se concretizar.

Outros pré-candidatos já anunciados são a ex-deputada estadual Ana Paula Cruz (PSB), aliada do governador Camilo Santana que deve compor chapa com Andrea Landim (Rede), o jornalista Demontieux Fernandes e o colega de partido Fanco Duarte como postulantes a prefeito e vice pelo Psol, o professor Aurélio Matias (PCdoB) e o médico Maurício Sampaio (PV).

Crato
No Crato, o cenário é menos nebuloso do que em Juazeiro. Lá, a aliança PT-PDT na disputa majoritária já é garantida. Isso porque o atual prefeito Zé Ailton Brasil deixou o PP, partido pelo qual foi eleito em 2016, para se filiar ao PT em março deste ano de olho no pleito. A mudança não foi à toa diante de proximidade dele com o governador e do interesse de lideranças da legenda pelo seu nome. 

A chapa de Zé Ailton deve ser a mesma de 2016, com o seu vice André Barreto (PDT), atraindo vários aliados. No município, um dos adversários já está confirmado: a professora da universitária Zuleide Queiroz (Psol). O nome dela foi oficializado ontem pelo partido junto com o do candidato a vice-prefeito, professor Juciel Lima (Psol).

Outros nomes que devem ser confirmados nos próximos dias como candidatos da oposição são o ex-prefeito José Adega (PSD) e do médico Aloísio Brasil (Pros).

Barbalha
Já no terceiro município que compõe o Crajubar, há menos pré-candidatos sendo apresentados. Em Barbalha, o prefeito Agemiro Sampaio Neto (PSDB) deve ter como adversário o médico Guilherme Saraiva (PDT), que tende a compor a chapa da sigla com o vereador Vevé Siqueira (PT). 

A disputa entre as chapas tucana e pedetista deve ser acirrada na região, aos moldes do que foi a competição no pleito de 2016 entre o atual prefeito e o deputado Fernando Santna (PT), que perdeu por uma diferença de apenas 0,53% dos votos na cidade.

Por Flávio Rovere e Luana Barros

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

53% da população ficou descontente com novo valor do auxílio emergencial, revela pesquisa

A maioria dos brasileiros ficou insatisfeita com a redução do auxílio emergencial de 600 para 300 reais. De acordo com pesquisa inédita Exame/Ideia, 53% das pessoas ouvidas tiveram uma reação negativa ao corte no benefício. Apenas 31% acharam a redução positiva.

Mas, apesar da diferença que o auxílio emergencial de 600 reais fez na vida de muita gente, a redução no valor do benefício não pegou de surpresa a maioria da população. Um terço dos brasileiros não esperava sequer a continuidade do pagamento e 23% tinham consciência que haveria alguma redução no valor.

“A maioria tinha uma visão realista sobre a questão, levando-se em conta a crise econômica provocada pelo coronavírus”, diz Mauricio Moura, fundador do Ideia. Isso não quer dizer, no entanto, que a população tenha ficado satisfeita com o corte pela metade no valor do benefício – 39% acreditavam que o auxílio de 600 reais seria prorrogado.

Mesmo assim, a aprovação do governo segue em alta, com 40% dos brasileiros apoiando a atual gestão, o maior índice desde fevereiro deste ano. “Os efeitos positivos do auxílio de 600 reais ajudaram a puxar a popularidade do presidente”, diz Moura.

A pesquisa foi realizada com 1.200 pessoas, por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A maioria das famílias (38%) utilizou o benefício para a compra de insumos básicos, como alimentos e produtos de higiene e limpeza, e o pagamento de contas. Outros 28% também conseguiram pagar dívidas e sair do vermelho.

O patamar relativamente alto do auxílio, que fez diferença inclusive para as famílias poderem colocar comida no prato e limpa a casa, tornou mais difícil uma aceitação de uma redução considerável do valor recebido, segundo Moura.

Quando perguntados sobre a hipótese de continuar a receber o auxílio em 2021, a maioria (72%) revelou uma percepção bastante pragmática, dizendo não acreditar que o benefício seria estendido até o ano que vem. Apenas 16% mantém a esperança de continuidade do auxílio, enquanto 12% não souberam responder.

Os pesquisadores também perguntaram qual foi o impacto da pandemia no trabalho e na renda dos brasileiros – 36% conseguiram manter o trabalho, mas enfrentaram uma queda nos rendimentos, seguidos por aqueles (35%) que foram capazes de manter sua atividade profissional e uma situação econômica estável.

“Nesse grupo, estão principalmente os funcionários públicos e trabalhadores de setores menos afetados pela crise, como o agronegócio, mercado financeiro, TI e varejo de alimentação”, diz Moura.

Para um quinto da população, no entanto, os efeitos da pandemia foram brutais. O levantamento mostra que 17% dos brasileiros perderam o trabalho e a renda. Apenas 3% conseguiram um trabalho novo durante a pandemia.

“As famílias mais afetadas ficaram tão vulneráveis que para elas faz muita diferença receber 50 ou 70 reais a mais em relação aos 300 reais do novo valor do auxílio ou do Renda Brasil”, afirma Moura. “No contexto socioeconômico brasileiro, aumentar o valor do benefício é o tipo da ação que pode render ganhos políticos para o presidente”. A tentação em furar o teto dos gastos e manter o Renda Brasil em 300 reais, ou mais, está posta. Resta saber o que o governo irá decidir.

Fonte: Exame

Curta nossa página no Facebook

Cariri entra na 4ª e última fase do Plano de Retomada Econômica

Praça Siqueira Campos, em Crato
(Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri)
O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou o novo decreto estadual, nesta sexta-feira (11) após reunião virtual com o comitê formado por profissionais de Saúde, presidentes do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, e Ministério Público Estadual e Federal.

Dentre as definições, a partir da próxima segunda-feira (14) fica autorizado a realização de eventos com até 100 pessoas, mas seguindo todos os protocolos sanitários; enquanto a Macrorregião do Cariri entra na 4ª Fase no Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais.

Camilo Santana informou que, com a entrada do Cariri, todas as regiões do Ceará estarão na 4ª e última fase do Plano de Retomada Econômica, e aproveitou para falar também sobre os setores que ainda não retomaram suas atividades.

“Quanto aos setores que ainda não retornaram, como as escolas com aulas presenciais, ficou definido que serão realizadas reuniões a partir do começo da semana para nova avaliação do cenário e protocolos, de forma a haver uma definição de quando deverá ocorrer esse retorno. Relatórios de nossas equipes de saúde apontam queda contínua de casos e óbitos no Ceará, mas não podemos relaxar, para que não haja aumento dos indicadores. O alerta continua”, finalizou o governador do Ceará.

Curta nossa página no Facebook

12 de setembro

1939 - Estréia o filme em Technicolor The Wizard of Oz, de Victor Fleming, pioneiro do cinema colorido.
1943 - Segunda Guerra Mundial: Benito Mussolini é resgatado por pára-quedistas alemães comandados pelo austríaco Otto Skorzeny.
2002 - Sérgio Vieira de Mello é nomeado alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Nasceram neste dia…
1902 - Juscelino Kubitschek, político brasileiro (m. 1976).
1913 - Jesse Owens, atleta norte-americano (m. 1980).
1972 - Jason Statham (foto), ator britânico.

Morreram neste dia…
1957 - José Lins do Rego, escritor brasileiro (n. 1901).
1996 - Ernesto Geisel, 32.º presidente do Brasil (n. 1908).
2003 - Johnny Cash, músico estadunidense (n.1932).

Fonte: Wikipédia

Ceará registra redução de 87,9% no número de casos da Covid-19

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulga o 41º boletim epidemiológico de Covid-19 nesta sexta-feira (4). A publicação destaca a redução de 87,9% no número de casos confirmados de coronavírus no Estado e na quantidade óbitos, que tiveram redução de 57,1% entre os dias 15 e 29 de agosto.

Ainda de acordo com o informativo, Fortaleza registrou diminuição de 24,4% dos casos e de 34,8% no número de óbitos. No interior do Estado, apesar de a incidência da doença variar nas Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS), também houve redução de 16,5% da quantidade de pessoas infectadas e de 17,2% dos óbitos.

“Lembrando que a pandemia ainda não acabou e é de fundamental importância que a população respeite as medidas de prevenção à Covid-19. O cumprimento das orientações da Sesa é necessário para evitar o surgimento de novos casos da doença e a sobrecarga das unidades de saúde”, reforça a coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Prevenção, Ricristhi Gonçalves.

A taxa de reprodução efetiva do vírus é outro ponto de destaque no boletim. Em 29 de agosto, o dado apresentado foi de 0,67, indicando que cada caso confirmado está transmitindo, em média, para menos de uma pessoa. O índice pode significar cadeias de transmissão interrompidas.

Notificação
Além do perfil epidemiológico no Estado, o boletim apresenta também orientações sobre a notificação de casos que não se enquadram nas definições de suspeita ou confirmação de síndrome gripal (SG) ou síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por Covid-19. O documento foi criado devido a ampliação de testes realizados no Estado.

“Devem ser registradas no novo formulário notificações de pessoas assintomáticas com teste rápido e RT-PCR negativos; que foram testadas como triagem; que estão realizando RT-PCR para coronavírus como requisito pré-operatório; pacientes que serão submetidos a transplante, doadores e receptores e profissionais da saúde, educação e segurança pública que estão sendo testados como triagem para continuidade de suas atividades laborais”, explica a coordenadora.

Curta nossa página no Facebook

7 mortes terríveis de pessoas que não desgrudavam de seus smartphones

1. Queda de penhasco
No Natal de 2015, Joshua Burwell foi ao penhasco Sunset, em San Diego (EUA), para ver o pôr do sol. Até aí, tudo normal, já que o local atrai muitos moradores e turistas em busca da selfie perfeita. Em determinado momento, entretanto, Burwell caminhava em direção ao abismo enquanto escrevia uma mensagem em seu smartphone, e não deu outra: ele ultrapassou o limite de segurança e, sem querer, caiu de uma altura de 18 metros, morrendo na hora.

2. Caçando o próprio assassinato
Em Birmingham (EUA), um jovem de 23 anos teve o seu iPhone roubado, em fevereiro deste ano, e se lembrou que era possível rastrear o aparelho através da internet. Ele descobriu que o celular estava em um subúrbio da cidade e resolveu ir sozinho procurá-lo. O GPS o mandou até o estacionamento de uma igreja, e o rapaz ligou para seu número até ouvi-lo dentro de um carro. Ao caminhar na direção do veículo, ele acabou dando de cara com o ladrão, que o matou a tiros.

3. Engavetamento escolar
Dirigir enquanto mexe no celular não é uma boa combinação. Nunca foi. Nunca será. Em 2012, um rapaz de 19 anos estava digitando mensagens em seu celular quando causou um engavetamento entre quatro veículos – sendo que dois deles eram ônibus escolares repletos de crianças. Um dos motoristas e um dos estudantes morreram na hora, e outras 38 pessoas ficaram gravemente feridas. O acidente aconteceu no estado norte-americano do Missouri.

4. Maçã da morte
A jovem chinesa Ma Ailun, de 23 anos, teve uma morte instantânea ao ser eletrocutada quando atendeu uma ligação em seu iPhone que estava conectado à tomada de energia. Sua irmã presenciou a cena e explicou às autoridades que tanto o aparelho quanto o cabo eram originais. A Apple enviou condolências e prometeu investigar o caso, que nunca foi resolvido. A tragédia aconteceu em 2013.

5. Pingue-pongue chinês
Trânsito e celular não combinam, nem mesmo se você for um pedestre. O que custa dar uma paradinha para responder a uma mensagem importante? Para uma chinesa, custou a vida. Em 2015, ela atravessava uma rua em Zhongshan mexendo no celular quando foi atingida por um caminhão que a arremessou até o outro lado da pista, onde foi esmagada por outro caminhão semelhante que não conseguiu parar ou desviar.

6. Sob pressão
Sabe quando você deixa seu celular cair no chão e quase tem um ataque do coração nos segundos intermináveis até descobrir se houve alguma rachadura? Em 2013, o norte-americano Roger Mirro passou por algo mais extremo ao derrubar o seu aparelho no compartimento de lixo de seu prédio. Ele conseguiu acesso ao local para tentar recuperar o seu smartphone, mas jamais retornou: tanto Mirro quanto o celular foram esmagados no compactador de resíduos.

7. Selfie chocante
A busca da selfie perfeita tem levado algumas pessoas a loucuras. Anna Ursu, de 18 anos, moradora de Bucareste, na Romênia, estava em um pátio ferroviário com uma colega fazendo registros de seus rostos quando teve a brilhante ideia de subir em um vagão. Lá em cima, ela se desequilibrou e tentou se segurar em um fio de alta-tensão. Anna levou um choque tão forte que seu corpo inteiro pegou fogo na hora.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook