Livro de educação sexual citado em redes sociais não foi enviado pelo MEC


O Ministério da Educação (MEC) informou, por meio de nota, que não produziu, adquiriu ou distribuiu o livro Aparelho Sexual e Cia, que, segundo vídeo que circula em redes sociais, seria inadequado para as crianças e jovens brasileiros. O MEC afirmou que não há qualquer vinculação entre o ministério e o livro, já que a obra tampouco consta dos programas de distribuição de materiais didáticos como Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) ou Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE).

Circula nas redes sociais um vídeo que afirma que o governo distribuiu a obra e, assim, estaria "estimulando precocemente as crianças a se interessarem por sexo". Em um dos vídeos, a acusação é feita pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) que afirma que "livros distribuídos pelo PT ensinam sexo para criancinhas".

O livro em questão é uma publicação da editora Cia das Letras e a empresa informa, em seu catálogo, que a obra já vendeu 1,5 milhão de exemplares em todo o mundo e foi publicada em 10 idiomas.

Segundo o MEC, as informações presentes no vídeo já tinham sido repetidas em 2013. À época, o ministério já havia respondido oficialmente à imprensa que "a informação sobre a suposta recomendação é equivocada e que o livro não consta no Programa Nacional do Livro Didático/PNLD e no Programa Nacional Biblioteca da Escola/PNBE".

Fonte: UOL (Com informações do Portal Brasil)

Curta nossa página no Facebook



Alerta! A sua toalha de banho ter bactérias de intestino

Com qual frequência você troca sua toalha de banho? Ou melhor, existe uma frequência ideal para lavá-la? Bom, o primeiro passo é pensar o que compõe a "sujeira" da toalha. Ela é composta de pele morta e bactérias do nosso próprio corpo, dizem especialistas ouvidos pelo UOL. Em alguns casos, se ficar perto de um vaso sanitário potente, que forma aerossóis na hora da descarga, pode ter algumas bactérias do intestino, diz o infectologista Gustavo Johanson, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

No caso das pessoas saudáveis, essas bactérias não são um problema. Se tudo vem do nosso próprio corpo, já estamos acostumados com esses micro-organismos e, até hoje, parecem não haver registros de mortes por usar sua própria toalha. "A grande maioria das bactérias da pele não são patogênicas e estamos adaptados", diz Johanson. Entra aí o bom senso para a limpeza da toalha. "Não existe na literatura médica uma recomendação para lavagem da toalha de pessoas saudáveis. Se o ambiente está quente e úmido, precisa lavar mais rápido do que num ambiente frio e seco, vai do bom senso", diz Johanson.

A microbiologista Maria Teresa Destro, professora aposentada da Universidade de São Paulo (USP), avalia que o bom senso é uma vez por semana. O mais importante, ressaltam os dois, é o cuidado com a toalha no dia-a-dia e na hora da lavagem. "Colocar a toalha em local arejado e mantê-la seca evita a proliferação de bactérias e fungos", diz Maria Teresa.

Como cada um tem sua microbiota, o ideal é não ficar trocando de toalha durante o uso. "E para crianças até 3 anos, que são mais sensíveis, é importante que elas tenham sua própria toalha e que ela fique separada", diz a microbiologista.

Recentemente, em matéria do Tech Insider, o médico Philip Tierno, da Escola de Medicina da Universidade de Nova York, recomendou uma lavagem da toalha a cada três usos para conter a proliferação das bactérias. Maria Teresa lembra que nós, brasileiros, temos mais hábito de tomar banho do que os americanos, portanto, aqui estamos mais limpos a cada uso.

Pessoas imunodeprimidas ou doentes
Se alguém está doente, a situação muda de figura. Pessoas que estejam com doenças transmitidas por fezes e urina, como salmonella, shiguella e até hepatite A, precisam lavar suas toalhas a cada uso, como é feito nos hospitais, lembra Johanson.

No caso de machucados na pele, Maria Teresa recomenda que se tenha uma toalha para enxugar apenas o machucado e não levar a infecção para outros lados do corpo, principalmente para as mucosas dos órgãos genitais, que são mais sensíveis do que a pele.

Como lavar
Para Maria Teresa, o sabão e o sol são as opções mais práticas para limpar a toalha. No caso das crianças até 3 anos, ela recomenda passar. Johanson explica que as bactérias morrem a 60 graus Celsius, portanto ele recomenda que as toalhas e roupas íntimas sejam ou lavadas nesta temperatura (o que não é muito prático), secas na secadora com essa temperatura ou simplesmente, passadas com ferro a essa temperatura.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Pobres precisam de banheiro, não de celular, diz Banco Mundial

As famílias mais pobres do mundo estão mais propensas a terem telefones celulares do que banheiros ou água limpa.

Isso não necessariamente melhorou a situação delas, segundo um novo relatório do Banco Mundial.

O número de usuários de internet mais que triplicou em uma década, para 3,2 bilhões no final do ano passado, representando mais de 40 por cento da população mundial, disse o banco de desenvolvimento com sede em Washington em um relatório divulgado na quarta-feira intitulado “Dividendos digitais”.

Embora a expansão da internet e de outras tecnologias digitais tenha facilitado a comunicação e promovido um senso de comunidade global, ela não ofereceu o enorme aumento de produtividade que muitos esperavam, disse o banco. Ela também não melhorou as oportunidades para as pessoas mais pobres do mundo, nem ajudou a propagar a “governança responsável”.

“Os benefícios totais da transformação da informação e comunicação somente se tornarão realidade se os países continuarem a melhorar seu clima de negócios, investirem na educação e saúde de sua população e proverem a boa governança”, disse o relatório.

“Nos países em que esses fundamentos são fracos, as tecnologias digitais não impulsionam a produtividade nem reduzem a desigualdade”.

A visão do Banco Mundial contrasta com o otimismo dos empreendedores da tecnologia, como Mark Zuckerberg e Bill Gates, que têm argumentado que o acesso universal à internet é essencial para eliminar a pobreza extrema.

“Quando as pessoas têm acesso às ferramentas e ao conhecimento da internet, elas têm acesso a oportunidades que tornam a vida melhor para todos nós”, diz uma declaração do ano passado assinada por Zuckerberg, Gates e outras pessoas, como Richard Branson e Bono.

Insuficiente
Segundo o Banco Mundial, conectar o mundo “é essencial, mas está longe de ser suficiente” para eliminar a pobreza.

O banco de desenvolvimento visa a reduzir a pobreza extrema -- definição dada a quem vive com uma renda de menos de US$ 1,90 por dia -- a 3 por cento globalmente até 2030.

Em mercados sem concorrência suficiente, as tecnologias digitais podem originar monopólios, limitando a inovação, disse o banco. Embora a internet permita que muitas tarefas sejam automatizadas, ela pode criar uma desigualdade maior se os trabalhadores não têm a habilidade de tirar vantagem dos avanços tecnológicos.

E quando os governos não são responsáveis, a propagação da internet pode permitir que eles exerçam um controle maior.

Em muitos países em desenvolvimento, o acesso à internet e ao telefone celular responde por uma grande parcela da renda. Além disso, alguns países não têm sistemas educacionais que capacitem as pessoas para utilizarem a internet.

Em Mali e Uganda, cerca de três quartos das crianças da 3a série não sabem ler, disse o Banco Mundial.

“Como não é de surpreender, os mais instruídos, bem conectados e mais capazes têm recebido a maior parte dos benefícios” da expansão digital, disse o relatório.

Fonte: Bloomberg

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Homem mantém barbearia há mais de 70 anos no Centro



Reportagem exibida no Bom Dia Ceará (TV Verdes Mares)


Consumo excessivo de açúcar aumenta o risco de câncer, diz estudo

Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmar que o café e a carne causam câncer, um estudo da Universidade do Texas relacionou a doença ao consumo excessivo de açúcar.

Segundo os pesquisadores do Anderson Cancer Center, publicado pela revista "Cancer Research", o elevado consumo de açúcar aumenta o risco de tumores nos seios e as metástases no pulmão.

Estudos epidemiológicos anteriores já haviam demonstrado que a sacarose proveniente dos alimentos tem um impacto significativo sobre o desenvolvimento de um carcinoma mamário porque favorece mecanismos inflamatórios ou picos de insulina que ajudam no aparecimento da doença.

Depois de investigar o impacto do açúcar sobre as glândulas mamárias de diversos ratos de laboratório, os especialistas norte-americanos comprovaram o efeito do consumo alimentar de açúcares sobre a ativação de um processo metabólico chamado de 12-LOX (12-lipoxigenase), que facilitaria o crescimento de um tumor e a metástase.

O estudo afirmou que, aos seis meses de idade, 30% dos ratinhos submetidos a uma dieta com controle de açúcar tinham tumores ao passo que entre 58% e 60% dos ratos com dieta enriquecida em sacarose ou frutose desenvolveu tumores mamários.

"É sobretudo a frutose que está sob acusação, mais do que a glicose. Mas, em geral, sabemos que um excessivo consumo de açúcares, amidos e carboidratos determina o aumento de peso até chegar à obesidade, o estresse oxidativo e aos danos microvasculares e cardiovasculares", afirmou Lorenzo Cohen, coautor da pesquisa e professor de Medicina Integrada da Universidade do Texas.

Para o especialista, "agora, se juntam a eles as já numerosas confirmações sobre a relação entre o excesso de açúcares e tumores".

Fonte: UOL (Com ANSA)

Curta nossa página no Facebook



Chuvas da pré-estação já recarregam açudes do Ceará

As chuvas de pré-estação chegaram com intensidade que não se esperava em algumas regiões do Ceará. Há registros acima de 100mm nos últimos dias na região dos Inhamuns; houve recarga, ainda que mínima, em 23 açudes, e quatro saíram da categoria de seco. O nível médio dos 153 reservatórios monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) é de 11,9%, índice é o mais baixo em 20 anos.

As previsões meteorológicas indicam possibilidade de ocorrência de chuvas localizadas em todas as regiões do Estado durante este fim de semana.

A recarga registrada em pequenos reservatórios do Interior do Estado ainda é mínima, mas o suficiente para renovar esperança de que, na quadra chuvosa que se inicia no próximo mês, haverá aumento no volume, deixando para trás a sombra da seca que se estende desde 2012 em todo o Semiárido Brasileiro.

"Para começo de inverno está melhor do que se esperava", disse o agricultor Luís Souza, que, na manhã de ontem, acompanhava a chegada da água no Rio Jaguaribe, na cidade de Saboeiro, onde foram registrados 125mm na quinta-feira passada. "A barragem que estava seca agora está enchendo".

O assessor da Presidência da Cogerh, Gianni Lima, disse que os aportes verificados em vários açudes não foram expressivos em relação às suas capacidades, mas são importantes para abastecimento local. "As recargas registradas contribuíram para estabilizar a queda diária do nível dos reservatórios no Estado, evitando o rebaixamento esperado", explicou. "Essas chuvas que têm relação com a pré-estação são mais imprevisíveis".

A Cogerh, registrou, ontem, aportes em 23 açudes. Quatro deixaram de estar secos: Colina (Quiterianópolis), Flor do Campo (Novo Oriente), Parambu (Parambu) e Trici (Tauá). Outros que receberam recarga são: Angicos (Quixelô), Arneiroz II, Figueiredo (Alto Santo), Orós e Pedras Brancas (Quixadá).

O açude Colina, em Quiterianópolis, desde 2012 que estava seco e recebeu um aporte de 334 mil de m³. O Arneiroz II registrou recarga de 1,5 milhão de m³. O aporte no momento mais favorável, de 1,072 milhão de m³, verificou-se no Flor do Campo, em Novo Oriente, porque havia risco de colapso no abastecimento da cidade.

O Trici, em Tauá, que abastece a cidade e estava seco, recebeu quase um milhão de metros cúbicos. Esse mesmo volume de recarga chegou ontem ao Pedras Brancas e Banabuiú.

Ainda segundo a Cogerh, no momento, nenhum açude tem volume acima de 90%, mas 136 estão com volume inferior a 30%. Os dados mostram que 39 reservatórios estão com volume morto e 40 permanecem secos. Nos últimos sete dias, houve recarga no Orós, Banabuiú, Trici, Lima Campos, Figueiredo, Flor do Campo e Tucunduba.

A Funceme previu chuvas abaixo da média histórica para o trimestre novembro e dezembro (2015) e janeiro (2016). Nos últimos dois meses do ano passado, a pluviometria média ficou 61,6% a menos do esperado para o período. Neste mês de janeiro, até ontem, havia um déficit de 31,9%, mas agora que se chegou à metade do mês em curso.

No próximo dia 20, a Funceme divulga o primeiro prognóstico para a quadra chuvosa (fevereiro a maio). As precipitações nesse período têm relação com a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Esta pode ser desviada pelo fenômeno El Niño, que permanece intenso. "O modelo atual sugere um percentual para a ocorrência de uma quadra desfavorável", observou Gianni Lima.

Precipitações
As chuvas continuam banhando as regiões Centro-Sul, Inhamus, Sul (Cariri) e Vale do Jaguaribe. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações em 60 municípios, entre as 7h de quinta e às 7h dessa sexta-feira. Para este fim de semana, prevê ocorrência de chuvas isoladas em todas as regiões do Ceará.

As cinco maiores precipitações ocorreram nos seguintes municípios: Iracema (60mm); Quixelô (55mm); Jardim (42mm); Jati (39mm); e Iracema (38mm).

Segundo a Funceme, a nebulosidade sobre o Estado decorre de um sistema meteorológico denominado Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), que está próximo à região Nordeste e é típico de época de pré-estação chuvosa.

Mais informações
Funceme
Fone: (85) 3101-1117

Cogerh
Fone: (85) 3218-7024

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Aprovar CPMF é fundamental para o país sair da crise, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff defendeu agilidade na aprovação da proposta de emenda à Constituição que recria a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), imposto sobre movimentações bancárias.

"Acho que é fundamental para o país sair mais rápido da crise aprovar a CPMF", disse, durante café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (15), no Palácio do Planalto.

"Reequilibrar o Brasil em um quadro em que há queda da produtividade implica necessariamente, a não ser que nós façamos uma fala demagógica, em ampliar impostos. Estou me referindo à CPMF", afirmou, ao ser perguntada sobre as dificuldades que o governo terá este ano na relação com o Congresso Nacional.

Dilma argumentou que a CPMF é a solução mais viável do ponto de vista da arrecadação do governo, pois é de "baixa intensidade" e ao mesmo tempo "permite controle de evasão fiscal". De acordo com a presidente, o imposto também é o que menos impacta na inflação.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Menino de 10 anos cria museu para contar a história de Luiz Gonzaga


A história acontece no distrito de Dom Quintino, a 26 km do centro do Crato, onde Pedro Lucas, de 10 anos, montou um museu para contar a história de Luiz Gonzaga. O garoto teve inspiração de outros lugares artísticos. "Eu vi muita gente que queria conhecer a história dele, e como a aqui não tinha nenhum ponto turístico, eu criei o museu".

Segundo o avô, Antônio Feitosa, aos 5 anos o menino começou a ouvir as músicas de Gonzaga e se inspirou.

A maior parte dos artigos do museu veio de doações de terceiros. "Eu postava na internet, o pessoal foi vendo e doando", diz o idealizador do museu.

Apesar de uma homanegam ao músico, nenhuma peça pertenceu realmente ao rei do baião. É tudo apenas uma representação dos momentos da vida do sertanejo.

O lugar escolhido para o funcionamento do museu é a casa da falecida bisavó do garoto. "Acho que onde ela estiver, ela está muito feliz com isto", conta o avô.

Ronuery Rodrigues, um amigo da família, se comoveu com a dedicação de Pedro Lucas e resolveu ajudar com a divulgação do museu. "É um projeto audacioso, e que pode ajudar a comunidade, então a gente resolveu abraçar a ideia e trazer a imprensa para divulgar", diz o 'assessor'.

E o sonho do garoto pode ficar maior. A família já pensa em uma ampliação do espaço, caso continuem a receber doações de artigos.



Reportagem exibida no Diário Regional (TV Diário)

Fonte: TV Diário

Curta nossa página no Facebook



Ler é viver mais e melhor

Como o ano está novinho em folha, muitas promessas de ano novo é ler mais. Pensando nisso, quero compartilhar com vocês os benefícios da leitura. Além do conhecimento, ler é um bom hábito. Para quem já está na melhor idade e possui tempo livre, ocupa-lo com um bom livro é uma boa chance de fazer um exercício mental, reduzir a ansiedade e, ainda, se divertir.

Estudos mostram que pessoas que mantêm o cérebro ativo durante toda a vida com atividades cognitivas como a leitura possuem menores níveis da proteína beta amiloide, que está ligada ao Alzheimer. Essa proteína forma placas no cérebro e afeta a transmissão entre as células nervosas.

É sabido também que a leitura contribui para a memória já que ao ler um livro é preciso lembrar dos personagens, das histórias e dos nomes para acompanhar o enredo até o final. Uma das formas de ajudar nesse processo é participar de um grupo ou de um clube da leitura. Além de ser um ótimo exercício para o cérebro, participar desses grupos tem um importante componente social, já que você compartilha suas experiências com outras pessoas e ainda faz novos amigos.

Você pode ainda fazer parte de grupos de troca de livros o que também ajuda na questão financeira e ajuda a tornar o mundo melhor, contribuindo para o consumo consciente. Visite também bibliotecas, sebos e, se está familiarizado com a tecnologia, baixe no seu e-book alguns livros grátis.

Veja alguns benefícios da leitura:

• Exercita o cérebro
• Traz tranquilidade e reduz a ansiedade
• Dá conhecimento
• Amplia o vocabulário
• Boa memória
• Melhora seu pensamento crítico
• Ajuda na concentração e atenção
• Diverte e possibilita que você tenha novos amigos

Seja qual for a história da sua preferência, leia, compartilhe com seus amigos e familiares e use o livro também para se divertir. Viva mais e melhor.

Por: Marcelo Levites

Fonte: Blog Viva Mais e Melhor/Estadão

Curta nossa página no Facebook



Hemoce lança campanha de doação de sangue para 2016

Lançada a campanha de doação de sangue para o carnaval 2016 do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce). Com o tema “Neste carnaval faça Alguém rir à toa, doe sangue. A gente doa sorrisos, você doa vida.”. A campanha foi aberta nesta quinta-feira (14) no Hemocentro em Crato, no Bairro Pimenta e em Juazeiro do Norte, no hemonúcleo, onde houve um momento festivo com os doadores de sangue do Cariri.

A campanha é para reforçar o estoque de sangue para o período de carnaval que é considerado crítico pelos profissionais da instituição. De acordo com a coordenadora técnica do hemonúcleo-Juazeiro e Hemocentro-Crato, Aldilene Sobreira, o momento é de atenção por dois fatores.

O primeiro é que as pessoas deixam de doar por estarem envolvidos com o clima festivo ou viajando. O segundo problema é que o índice de ocorrências que demandam sangue sobe nesse período.

Até o final da campanha que se estende até 29 de janeiro, expectativa é que sejam arrecadadas 9.000 (nove Mil) bolsas de sangue em todo o estado. Na segunda e terça-feira de carnaval será realizada uma campanha especial no Shalon no Bairro Salesiano.

Para ser um doador de sangue é preciso: Estar saudável, bem alimentado, ter mais de 50 kg, ter entre 16 a 69 anos de idade e apresentar um documento oficial e original com foto. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento para menores, disponível para download em www.hemoce.ce.gov.br.

Adriano Duarte 

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Ex-vendedor de cocadas conquista cinco diplomas e vira servidor público

Ele é graduado em filosofia, tradução, biblioteconomia, teologia e letras (Língua e Literatura Francesas) pela UnB (Universidade de Brasília). Sua dissertação de mestrado foi premiada no Concurso Latino-americano "Fernando Báez" do Centro Argentino de Informação Cientifica e Tecnológica. A tese doutoral virou um livro e foi indicado para o prêmio Jabuti deste ano. Todas essas conquistas não foram em vão. O brasiliense Cristian Santos, 38, vendeu cocada dos nove aos 19 anos para comprar livros, materiais escolares, passe de ônibus e ainda ajudar em casa.

O pai de Cristian era carpinteiro e a mãe dona de casa. Era ela que preparava os doces para que ele pudesse vender no centro de Brazlândia, região localizada a 32 quilômetros de Brasília. "Sempre estudei em escola pública e mesmo assim sofria preconceito por vender cocadas. Fazer isso explicitava minha condição de mais pobre, acrescido ao fato de nem sempre possuir o material didático exigido pelos professores".

Santos conta que sempre foi um leitor precoce. Adorava frequentar a biblioteca comunitária de onde morava. O que mais lhe chamava atenção não era apenas a coleção de livros – ele adorava consultar verbetes na Barsa e Larousse –, mas o pequeno jardim de inverno, o mobiliário confortável e as canecas de alumínio areadas. "Tornou-se uma espécie de refúgio frente à pobreza em que vivia", desabafa.

De vendedor de cocadas até servidor público
Segundo Cristian, a necessidade de se dedicar mais intensamente aos estudos foi despertada no ensino médio, quando era estudante do colégio público Elefante Branco, na Asa sul. "As diferenças sociais entre os colegas de sala eram mais explícitas e isso me impactou enormemente".

Ele acordava diariamente às 4h da manhã, preparava o café e limpava a casa para facilitar o dia de sua mãe, na época diabética e hipertensa. Depois pegava o ônibus lotado (linha 413) às 5h10, rumo ao Elefante Branco.

"Levava na mochila um pão francês amanhecido besuntado em margarina. Às 7h o devorava sentado no banco gélido de concreto, em frente à biblioteca da escola. Era a única refeição até o almoço das 15h. No caminho, lia literatura brasileira. Consumia as tardes na Biblioteca Érico Veríssimo".

Aos 17 anos ele foi aprovado no curso de biblioteconomia da UnB. A escolha do curso veio devido a uma palestra que assistiu no colégio. "Notei que a formação de um bibliotecário envolvia uma multiplicidade de conhecimentos, uma verdadeira síntese de tudo o que adorava: biblioteca, línguas, artes, literatura, filosofia".

Nos dois primeiros anos de UnB, Cristian continuou vendendo cocadas na vizinhança, especialmente para pagar os passes escolares, o bandejão da UnB (R$ 0,50 por refeição) e as cópias dos textos obrigatórios. Mesmo alcançando a primeira graduação ele não parou de estudar.

Hoje, Cristian é bibliotecário da Câmara dos Deputados. Atuou em diversos setores no Parlamento, todos vinculados à cultura e aos direitos humanos. Academicamente se dedica a pesquisar as relações entre literatura e sagrado, em particular os fenômenos da mística e do anticlericalismo.

"No ano passado iniciei o pós-doutorado em história pela Casa de Rui Barbosa, onde tenho analisado as charges anticlericais publicadas na imprensa brasileira. Nos últimos anos tenho sido convidado a ministrar palestras em diversas regiões, abordando os desafios e perspectivas das instituições de cultura em nosso país, em particular as bibliotecas, museus e arquivos".

Questionado sobre qual o segredo de alcançar o sucesso, Cristian não hesita. Diz que o mais importante é sonhar. "Nem tudo o que desejamos se concretizará, mas os fracassos podem nos ajudar a reconfigurar estes mesmos projetos, tornando-os mais plausíveis".

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Justiça manda prender em Juazeiro quadrilha acusada de assaltos em Barbalha

“Vaqueiro”, “Bitinha”, o menor de iniciais G. R dos S e Daniel foram presos em Juazeiro. (Foto: Ag. Miséria)
Cumprindo mandados expedidos pela justiça, policiais civis de Barbalha e Juazeiro do Norte prenderam quatro pessoas acusadas da formação de quadrilha e assaltos a mão armada. Os mandados de prisões e de buscas e apreensões foram todos expedidos pela Comarca de Barbalha, porém cumpridos nas residências dos acusados no bairro Frei Damião em Juazeiro do Norte.

O momento inicial foi na Rua Manoel Tavares Lopes, 3199/B onde estavam Paulo Henrique dos Santos de Melo, apelidado por Bitinha e apontado pela polícia como homem de alta periculosidade, e Francisco Daniel da Silva. Ambos tem 19 anos e se encontravam com um revolver calibre 38 tendo seis cartuchos intactos. Os policiais já monitoravam o imóvel e fizeram um cerco para impedir a fuga dos procurados.

O passo seguinte foi na Rua Zacarias de Góis, 16 no mesmo bairro Frei Damião. Ali mora Erialdo Lourenço da Silva, de 47 anos e apelidado como “Vaqueiro” e estava ainda o adolescente de iniciais G. R dos S., de 16 anos. Nesta casa a polícia encontrou 13 aparelhos celulares, sete relógios, duas câmeras digitais e dois notebooks com um deles avaliado em R$ 8 mil por ser de última geração.

Além disso, uma espingarda, várias facas e facões e outros objetos de procedências não explicadas por “Vaqueiro”. Os policiais não tem dúvidas de que são produtos de roubos e muitas vítimas deverão comparecer à Delegacia de Barbalha. O quarteto foi ouvido pelos Delegados Julio Agrelli e Lorna Aguiar e, depois, recambiado para a cadeia pública de Barbalha onde aguardará um pronunciamento da justiça.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Governo elevará crédito por meio de bancos públicos, diz Nelson Barbosa

Na busca para recuperar o crescimento, o ministro Nelson Barbosa (Fazenda), 46, disse esperar anunciar até fevereiro medidas que incluem o uso de bancos públicos e do FGTS em linhas de crédito para construção civil e pequenas e médias empresas.

Ressalvando que não haverá subsídios nesses financiamentos, diferentemente do que ocorreu no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, afirmou que o governo vai usar recursos disponíveis no Banco do Brasil, no BNDES, na Caixa e no FGTS para "expandir crédito em atividades prioritárias, como habitação, saneamento e capital de giro de pequena e média empresa".

Barbosa, questionado pelo mercado por sua posição mais favorável a um ajuste fiscal mais gradual, disse que fará o que "for preciso" para cumprir a meta de superavit primário de 0,5% do PIB.

Folha - A presidente encomendou um pacote de medidas para ser apresentado logo no início deste ano?
Nelson Barbosa - A presidente encomendou diretrizes e estratégias de política econômica para este e os próximos anos. Envolve uma definição de prioridades, das medidas já enviadas ao Congresso e de novas medidas. Não é um pacote, é um programa de governo.

O que está para ser lançado?
Está em andamento o programa de concessões. Colocamos quatro aeroportos para concessão. Recebemos estudos sobre três ferrovias e estamos também concluindo negociações para novos investimentos em concessões existentes, como na Via Dutra. Há uma agenda de melhoria do ambiente de negócio e medidas para simplificar e desburocratizar a vida das empresas e das famílias.

No curto prazo, para estabilizar a economia, o que será feito de imediato?
Trabalhar para melhorar o foco e a eficiência dos programas de crédito direcionado.

Fizemos uma ampla revisão nos subsídios do governo. Feita a revisão, continua havendo crédito direcionado, com taxas abaixo de mercado, mas custo fiscal menor.

E há uma liquidez nos agentes financeiros públicos e no FGTS que pode ser utilizada para expandir o crédito em atividades prioritárias, como infraestrutura, habitação, saneamento e capital de giro de pequena e média empresa. É o que vamos fazer.

Isso com BB, Caixa...
Nos bancos públicos e no FGTS há liquidez. Hoje o problema não é de oferta, é mais de demanda. Mas podemos melhorar o foco das nossas políticas de crédito direcionado para atender às demandas principais da economia, de setores que querem investir e não têm recursos.

São medidas para construção civil e pequena empresa?
É isso que estamos avaliando, medidas para melhorar o foco do crédito direcionado e expandi-lo, sem custo adicional para a União. Com os recursos existentes, sem necessidade de subsídio do Tesouro. Esses créditos já têm um custo de captação menor. São medidas compatíveis com o equilíbrio fiscal, de um lado, e com a melhora da economia, de outro.

Quando elas estarão prontas?
Esperamos ter algumas propostas definidas até o início de fevereiro.

Além dessas medidas de crédito, o que mais será feito?
Primeiro temos de aumentar a previsibilidade, sobretudo a fiscal. Hoje o maior desafio do Brasil é o fiscal, e ele só depende de nós mesmos. Em paralelo temos de estimular a recuperação do investimento privado, porque há muita oportunidade no Brasil.

Será possível cumprir a meta fiscal deste ano?
Sim. Vamos chegar à meta neste final de ano.

O próprio governo chegou a propor um abatimento da meta que praticamente a zerava. Vocês mudaram de avaliação?
É possível [atingir a meta] e isso envolve várias medidas.

Vai haver corte de despesas?
Inclui contingenciamento, que sairá até meados de fevereiro. Envolve sobretudo medidas legislativas. As principais são a CPMF e a DRU. Faremos o que for preciso para atingir a meta.

O sr. foi questionado ao ser nomeado ministro pela disputa com o ex-ministro Joaquim Levy sobre a intensidade do ajuste fiscal. Enquanto ele defendia algo mais forte, o sr. defendia algo mais suave. Como pretende mudar essa visão?
Somos todos a favor de um ajuste do tamanho necessário para equilibrar as contas públicas e estabilizar o nível de atividade econômica.

O que houve ao longo do ano do passado foi que as previsões sobre crescimento e arrecadação acabaram não acontecendo. Isso levou a uma necessidade de o governo fazer ajustes.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): SAAEC realiza primeira reunião de 2016

A SAAEC, realizou na manhã desta quarta-feira (13) a primeira reunião do ano de 2016. Na ocasião a presidente Janaína Fernandes, ressaltou a necessidade da conclusão dos Projetos Águas para Todos, visando atender as comunidades rurais que há décadas, sofrem com escassez do líquido.

Participaram da reunião representantes dos órgãos que compõem a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) do Estado representada por Edson Fontes, Abelardo Camurça e Olavo da Costa, a COGERH através dos representantes José Ronaldo e Mª das Dores e a AQUASIS, além de lideranças comunitárias rurais.

A SAAEC reafirmou a parceria já existente com os órgãos e comunidades. A presidente destacou que as parceiras tem proporcionado avanços nos sistemas de abastecimento rurais, foram inclusas na pauta às comunidades: Guaribas, Bebida Nova, Páscoa, 10 de Abril, Valentim, Engenho da Serra, e Baixa do Maracujá.

Os representantes da SDA informaram que os encaminhamentos e demandas dos municípios no que diz respeito às obras de Abastecimento, terão continuidade e que estão dispostos a intermediar com os órgãos do Estado.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



A alta na conta de luz pesou no bolso? Veja dicas para economizar energia

Você usou menos energia elétrica nos últimos meses e, mesmo assim, a conta de luz não diminuiu?

Além dos aumentos recentes nas tarifas de energia, a culpa é do sistema de bandeiras tarifárias, criado para repassar ao consumidor o custo mais alto com a geração de energia.

Como a maior parte da energia elétrica no Brasil é produzida por usinas hidrelétricas, quando há seca e os reservatórios estão com nível baixo, o governo precisa acionar outras fontes. A principal é a térmica, a partir de combustíveis como petróleo e carvão, mais cara que a energia de fonte hídrica.

Com o período de seca em 2014, que baixou o nível dos reservatórios, o governo implantou a bandeira vermelha no país (menos em Roraima, Amapá e Amazonas), em janeiro. O sistema funciona assim:
  • Bandeira verde - indica que o país está em um momento bom para a geração de energia. Por isso, não há acréscimo na conta.
  • Bandeira amarela - as condições exigem atenção. A conta aumenta R$ 2,50 a cada 100 quilowatt-hora.
  • Bandeira vermelha - no pior cenário para geração de energia, a conta sobe R$ 5,50 a cada 100 quilowatt-hora.
A bandeira está atrelada ao consumo, então vale a pena continuar economizando.

O UOL reuniu dicas que podem ajudar a reduzir o uso de energia em até 20%, segundo Rubens Leme, coordenador de usos finais de energia da Eletropaulo. As dicas são dele e da associação de consumidores Proteste.

Chuveiro
  • Tome banhos de, no máximo, 10 minutos.
  • Coloque a chave na posição verão para economizar até 30% da energia.
  • Limpe os buracos por onde a água sai, para aumentar a vazão.
  • Troque a resistência queimada; fazer remendos, além de ser perigoso, desperdiça energia.
Geladeira
  • Faça o degelo na época certa; o gelo acumulado faz o motor trabalhar mais.
  • Não seque roupas na grade traseira; o tecido também força mais o motor.
  • Cheque se a borracha da porta está boa. Faça o teste do papel: prenda uma folha na porta. Se, ao ser puxada, ela sair com facilidade, é sinal de que a borracha precisa ser trocada.
  • Evite guardar alimentos quentes.
  • Abra a geladeira o mínimo possível; abri-la faz com que o ar frio escape e o motor trabalhe mais para esfriá-la de novo.
  • Instale a geladeira em local ventilado, longe do fogão e de áreas expostas ao sol.
Iluminação
  • Pinte as paredes com cores claras.
  • Prefira lâmpadas fluorescentes ou de LED. Uma fluorescente de 40 watts ilumina mais que uma incandescente de 150 watts, e dura dez vezes mais.
  • Mantenha os lustres limpos, para evitar o uso de lâmpadas mais potentes.
  • Apague a luz sempre que sair de um cômodo.
  • Evite apagar e acender a luz o tempo todo. O consumo maior das lâmpadas fluorescentes está no ato de acender.
Ferro de passar
  • Junte a maior quantidade de roupas possível para passá-las de uma só vez.
  • Passe as roupas que precisam de menos calor por último, depois de desligar o ferro, aproveitando enquanto ele ainda está quente.
Outros eletrodomésticos
  • Compre eletrodomésticos com o selo Procel, que são mais eficientes.
  • Tire da tomada os eletrônicos em "stand by". São os que ficam com uma luzinha acesa mesmo quando desligados (microondas, laptop, DVD).
  • Evite usar extensões e benjamins, que desperdiçam energia.
  • Acumule roupas sujas para encher a máquina quando for lavá-las.
  • Não durma com a TV ligada. Programe-a para que desligue sozinha.
Fuga de energia
Se você desconfia que seu consumo é menor do que mostra a conta de luz, faça um teste para saber se há fuga de energia na sua casa.

Apague todas as luzes e desligue todos os aparelhos elétricos. Após alguns minutos, o medidor de luz deve ficar parado. Se ele continuar girando, procure um eletricista. Problemas na fiação podem estar causando fuga de energia.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Barbalha (CE): Servidores do município ironizam 9 meses de greve com bolo e bonecos


Servidores municipais da área da Saúde completaram, hoje (15), nove meses de paralisação. De acordo com a presidente do Sindicato, Jaqueline Ferreira, essa já é a paralisação mais longa do município. Em alusão à data, os servidores protestaram com bonecas no colo e até bolo decorado ironicamente com imagens de dois recém-nascidos.

Os profissionais reivindicam concurso público, melhores condições de trabalho e reajuste salarial. Ainda segundo Jaqueline, “a classe já acumula perda salarial de 130% ao longo do últimos dez anos”. A greve em Barbalha já atinge 120 profissionais, entre Médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O atendimento está comprometido em todos os 22 Postos de Saúde, nas unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Centro Materno Infantil e no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

Segundo a direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barbalha (Sindmub), apenas 17 médicos, todos do Programa Mais Médicos, continuam atendendo; já entre enfermeiros e dentistas apenas cinco, dos 34, continuam trabalhando. Para Jaqueline Ferreira, a população mais carente é a que mais sofre com “o descaso para com a saúde do município”. Ela ressaltou, ainda, que mesmo diante do apelo público o “prefeito não toma nenhuma postura, tampouco responde nossos pedidos de diálogo”.

A reportagem do Diário do Nordeste entrou em contato com a Secretaria de Saúde de Barbalha. Por telefone, funcionários disseram que a titular da pasta, Desirée de Sá Barreto Diaz Gino, não estava e somente ela tinha autorização para falar sobre o assunto. O prefeito também não foi localizado.

ANDRÉ COSTA
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Polícia mira no combate ao tráfico de drogas e prende mais dois jovens

Diogo e Wilker são suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas em Crato (Foto: Ag. Miséria)
A força tarefa da Polícia de Crato deflagrada na manhã do último dia 7 de janeiro que resultou na prisão de 30 acusados de envolvimento com o tráfico de drogas naquele município, ainda não terminou. Denominada de “Operação Medellin”, ainda restaram alguns mandados judiciais a serem cumpridos e isso está sendo feito paulatinamente ante o monitoramento dos passos de suspeitos do tráfico feito por inspetores da 19ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Nesta quinta-feira outros dois jovens foram presos no caso Diogo Alencar Ferreira, o qual estava completando 29 anos no dia da operação, e Wilker Genesis Anselmo de Souza, de 22 anos de idade. O primeiro mora na Rua Monsenhor Lima, 118 (Bairro Pinto Madeira) e o outro na Rua Nelson Alencar, 363 no centro da cidade. Segundo os investigadores, os dois foram capturados na Travessa José Honor de Brito, 157 no bairro Caixa D´água quando Diogo estava com quatro papelotes de cocaína.

Segundo a polícia, ambos já tinham sido presos no ano passado e a ordem é dar continuidade ao cumprimento dos mandados até que todos estejam presos e à disposição da justiça. Tudo começou no dia 7 de janeiro quando um comboio formado por 40 viaturas, o apoio do Helicóptero da CIOPAER e um total de 130 policiais percorreu diversos bairros para cumprir 42 mandados de prisões preventivas e mais 70 mandados de buscas e apreensões sob o comando do Delegado Regional Giuliano Vieira Sena.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Vendedores recebem capacitação para boas práticas de manipulação de alimentos

Barraqueiros que trabalham no entorno da estátua de Nossa Senhora de Fátima, no Crato, participam de capacitação na área de manipulação de alimentos no próximo domingo, no entorno do monumento. O evento será realizado por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Coordenação da Vigilância Sanitária, às 19 horas.

De acordo com a Coordenadora da Vigilância Sanitária do município do Crato, Arlene Sampaio, foram os próprios barraqueiros que solicitaram essa capacitação. Segundo eles, nem todos puderam participar da capacitação que ocorreu no ano passado.

Segundo Arlene, os barraqueiros não têm estrutura de box, mas que isso não impede que eles sigam as normativas relacionadas à manipulação de alimentos. Está previsto a participação de 40 barraqueiros, onde irão receber todas as orientações referentes às boas práticas de manipulação de alimentos, higienização, formas acondicionar os alimentos já preparados, além da matéria-prima, dentre outros requisitos mínimos da normativa.

“O principal objetivo dessa capacitação é que eles estarão preparados para oferecer produtos de melhor qualidade para o consumo, ao mesmo tempo que os turistas se sentirão confortáveis para consumir alimentos durante a visita ao local”, ressaltou Arlene Sampaio. O evento tem o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Exercitar o cérebro é tão importante quanto praticar atividade física

Estimular o cérebro com frequência é um ótimo hábito para desenvolver suas habilidades. Segundo neurologistas, o órgão melhora com a prática e exercitá-lo nos torna mais inteligentes.

"Estudos sugerem que a rede sináptica é dinâmica durante todo o curso da vida. As que são amplamente empregadas se hipertrofiam, ou seja, há novas conexões com outros neurônios e ligações mais robustas. Por isso, é importante usar o cérebro incansavelmente", explica a neurocientista Alessandra Gorgulho.

Assim como é preciso praticar atividades físicas para manter a saúde, é necessário exercitar o cérebro para manter a saúde mental, defendem alguns especialistas. "Podemos entender que uma pessoa que tem saúde alimenta bem o corpo e o cérebro da mesma forma. [Entendemos] Que é importante praticar exercícios físicos e é importante manter o cérebro ativo até o final do nossa vida", explica Leo Fraiman, psicoterapeuta e mestre em psicologia educacional e do desenvolvimento humano.

"Quando você desenvolve o raciocínio, existe uma série de áreas do cérebro que são ativadas [como memória, estruturação lógica, operações mentais]. Uma vez que você desenvolve essas regiões do cérebro ligadas às essas atividades, você precisa praticar senão fica enferrujado", acrescenta Claudio Franco, engenheiro e diretor de inovações da Mind lab, empresa focada em tecnologias educacionais.

Franco lembra que por muitos anos acreditou-se que as conexões cerebrais não podiam ser ampliadas depois da vida adulta. Porém, neurocientistas foram desconstruindo essa afirmação com o passar do tempo. "Mais importante do que a prática [de exercícios que mantenham o cérebro ativo], é fundamental explorar a capacidade de ampliar as conexões cerebrais."

Para isso, os entrevistados acreditam que o uso de recursos digitais podem ser benéficos dentro do processo. "Sem dúvida as tecnologias e aplicativos que hoje existem podem ajudar", diz Fraiman. "Tem alguns tipos de jogos [digitais] e atividades eletrônicas que promovem reflexão, estimulam a tomada de decisão e permitem desenvolver habilidades diversas. Por isso são importantes", acrescenta Franco.

Apesar das vantagens, o psicoterapeuta faz um alerta: "A tecnologia deve ser usada com parcimônia. O uso exacerbado pode justamente impedir o ser humano de desenvolver outras habilidades, como o carisma, entusiasmo."

Inteligências múltiplas
Fraiman reforça que não há neurologicamente uma área do cérebro mais importante. Todas têm o seu devido valor. "É importante desenvolver o cérebro como um todo. O mais importante é deixar claro que não há uma fórmula, uma receita, um único modo para estimular o cérebro. Cada um tem que achar o quanto de exercício, alimentação, estímulos são necessários para si", afirma o especialista.

Franco destaca ainda que estimular o cérebro não é apenas treiná-lo em operações quantitativas, como ficar exercitando cálculos de matemática ou a memória.  Aprender novas línguas, conhecer outras culturas, estudar história, por exemplo, também são boas práticas para mantê-lo bem estimulado.

"Debater, discutir pontos de vistas e defender argumentos também são boas maneiras para exercitar o cérebro, pois você avalia o cenário, as consequências e toma uma decisão. É bem parecido com os jogos de estratégia", conclui.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Salário mínimo sobe R$ 2,24 a mais do que a inflação

O salário mínimo de 2016 ficou R$ 2,24 maior por causa da diferença entre a projeção do governo para o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e o resultado efetivo desse indicador de inflação, divulgado na sexta-feira (8), o que terá um impacto de cerca de R$ 700 milhões nos cofres públicos. O mínimo passou de R$ 788 em 2015 para R$ 880 neste ano.

A regra de reajuste do salário mínimo considera o crescimento do PIB dois anos antes –nesse caso, a variação de 0,1% em 2014– mais o INPC de 2015.

Como o mínimo é fixado em 30 de dezembro do ano anterior à sua vigência e o índice de inflação só sai na semana seguinte, a lei determina que o reajuste seja feito com base em uma estimativa do Executivo.

 O governo projetou um INPC de 11,57%, acima dos 11,28% verificados. Pela lei, o Executivo não é obrigado a rever o valor do mínimo por causa da diferença.

O erro na estimativa ficou muito acima do verificado um ano antes.

O INPC de 2014 ficou em 6,23%, mas o mínimo foi reajustado em 2015 considerando uma expectativa de 6,28%.

Pelas contas do ministério, serão beneficiados 48 milhões de trabalhadores e aposentados, sendo 21 milhões na Previdência federal.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): UTI é interditada após água invadir Hospital São Raimundo

A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital São Raimundo está interditada após o Hospital ter sido alagado com as chuvas de 48 milímetros que banharam a cidade nesta quinta-feira (14). De acordo com a secretária da unidade, Arineide Farias, o problema é antigo. “Todo ano é a mesma coisa. Basta chover um pouco mais forte que o Hospital fica inundado”, afirma. A funcionária acrescenta que a água que vem de esgotos e córregos da rua possui um forte cheiro.

Ainda conforme Arineide, a UTI deve ficar interditada até o início da próxima semana, quando encerra-se o trabalho de limpeza e desinfecção. “Ontem mesmo o trabalho foi inciado. Após ser concluído, iremos realizar testes bacteriológicos e depois reabri-lo para atendimento”. Neste ínterim, os pacientes estão sendo redirecionados para outros hospitais na região. Ontem, dois pacientes que estavam internados na UTI do São Raimundo foram transferidos para o Hospital São Francisco. Por mês, o São Raimundo recebe 40 pacientes na UTI.

Recorrente
Apesar da problemática recorrente, funcionários do Hospital afirmam que a prefeitura “até hoje não realizou nenhuma obra para evitar que as águas invadam o local”. A reportagem do Diário do Nordeste tentou contato com o secretário de Obras do Crato, Tácio Carvalho, no entanto, as ligações não foram atendidas.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Com o petróleo em baixa, por que o preço da gasolina não cai no Brasil?

Em queda desde 2014, os preços internacionais do petróleo vêm atingindo mínimas históricas nos últimos dias. O Brent, principal referência internacional, chegou a tocar os US$ 29,96 pela primeira vez desde 2004, antes de fechar a US$ 30,31 na quarta-feira (13). Para se ter uma ideia, em janeiro de 2013 o preço do mesmo barril era de US$ 113 – ou seja, um barril daquela época poderia comprar quase quatro barris hoje.

Mas mesmo com as notícias sobre as mínimas recordes, o preço da gasolina não cai no Brasil. Isso acontece porque, diferentemente do mercado internacional, a Petrobras fixa os preços dos combustíveis de acordo com critério próprio e também do governo, que é controlador da empresa. O argumento é que, assim, a empresa evita transmitir volatilidade ao consumidor – o preço não sobe e desce o tempo todo.

Preços interno e externo
Assim, apesar da queda lá fora, a Petrobras mantém os preços mais altos nas refinarias no Brasil, buscando compensar perdas ao longo de 2014 – quando manteve os preços abaixo dos internacionais, para evitar repasse à inflação.

No final de 2014, os preços no Brasil passaram a ficar maiores que os internacionais. Em novembro daquele ano, a diferença entre o custo aqui dentro e o lá fora era de 9,8%, de acordo com a Tendências Consultoria. Em maio de 2015, a gasolina no mercado interno voltou a ficar mais barata que no exterior, mas esse cenário só se manteve por três meses. Até dezembro de 2015, o custo brasileiro já era 21,3% superior aos do exterior.

Efeitos do dólar
A alta do dólar também pesa e dificulta a queda do preço da gasolina por aqui. Isso acontece porque, desde 2011, o país voltou a consumir mais do que produz e aumentou a quantidade de gasolina que importa do exterior, que é paga em dólares.

E se o dólar custa mais caro, a gasolina que vem de fora também fica. No primeiro dia de 2013, o dólar comercial era negociado a R$ 2,0460. Em 2015, a moeda dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,948 – uma alta de quase 93% nesse período.

Preços no caminho até a bomba
Desde 2013, a Petrobras aumentou o preço da gasolina 4 vezes nas refinarias: 6,6% de alta em janeiro de 2013, 4% em novembro de 2013, 3% em novembro de 2014 e 6% em setembro de 2015. Mas esse valor se refere ao preço que a empresa cobra para vender o combustível para as distribuidoras, ou seja, o aumento não é necessariamente o mesmo nas bombas.

Os postos de gasolina repassam ao consumidor os custos de toda a cadeia do combustível.

Tudo começa com o preço pelo qual a gasolina chega aos distribuidores vindo das refinarias – sejam da Petrobras ou privadas, já que desde janeiro de 2002 as importações de gasolina foram liberadas e o preço passou a ser definido pelo próprio mercado, como informa a própria estatal.

Além da gasolina pura comprada de refinarias, as distribuidoras também compram de usinas produtoras o etanol, que é misturado à gasolina que será vendida ao consumidor, em proporção determinada por legislação.

As distribuidoras, então, vendem a gasolina aos postos, que estabelecem o preço por litro que será cobrado do consumidor.

O que o motorista está pagando?
Segundo a Petrobras, o preço da gasolina comum para os consumidores é formado pela seguinte proporção: 31% são os custos de operação da empresa para produzir o combustível, 10% são impostos da União (Cide, PIS/Cofins), 28% são impostos estaduais (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS), 15% é o custo do etanol adicionado à gasolina e 16% se refere à distribuição e revenda.

Já o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) aponta que a carga tributária da gasolina é de 56,09%, sendo 4,23% relativo a PIS, 19,53% Cofins e 25% ICMS. Esse cálculo já considera o aumento da alíquota do ICMS em 20 estados mais o Distrito Federal, segundo o presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike. “Antes desse último aumento de carga o percentual era de 53,03%. O aumento do ICMS já está repercutido nesse novo percentual”, diz.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Sede do Cadastro Único e Bolsa Família está em novo endereço

A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), comunica a mudança do endereço do Cadastro Único e Bolsa Família. A nova sede fica localizada na Rua Nossa Senhora de Fátima, no bairro Pimenta, próxima à igreja de Nossa Senhora de Fátima.

O prédio é amplo, com boa localização, o que oportunizará um melhor atendimento ao público. O Bolsa Família funciona de segunda a sexta, das 7h às 13h.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook 



Conheça as 10 profecias de Nostradamus para 2016

O médico e astrólogo francês Michel de Nôtre-Dame, conhecido historicamente como Nostradamus, talvez o mais famoso e certeiro dos profetas da história, escreveu em seu livro mais famoso algumas previsões que muitos estudiosos de sua obra acreditam que acontecerão em 2016 ou nos anos imediatamente após. Veja quais são:

A Terceira Guerra Mundial
Será iniciada uma guerra entre duas grandes potências e que durará 27 anos. Sua fase mais violenta coincidirá com o surgimento de um cometa visível no céu. “Uma guerra nuclear, assim como desastres naturais, acontecerão quando um planeta gigante se aproximar da Terra”.

Grande erupção do Vesúvio 
A pior erupção da história do vulcão Vesúvio virá acompanhada de terremotos que vão sacudir a terra a cada cinco minutos, causando a morte de 6 a 16 mil pessoas.

O maior terremoto
O maior terremoto da história dos EUA afetará especialmente sua parte ocidental e poderá ser sentido em outros países.

Permissão para a paternidade
Quem quiser ter filhos precisará de licenças e permissões, pois não poderá fazê-lo quando quiser.

O colapso da economia mundial
“Os ricos morrerão muitas vezes”, escreveu o profeta francês.

O fim dos impostos, festa mundial 
“As pessoas se negam a pagar impostos ao rei. Nesse dia, muitas pessoas vão comemorar a liberdade em um país que tributa sem piedade”.

A radiação queimará o planeta
“Os reis roubarão as florestas, o céu se abrirá, os campos serão queimados pelo calor”.

As pessoas vão viver mais de 200 anos
Os avanços da medicina estenderão a duração média da vida humana para 200 anos. Uma pessoa de 80 anos se verá como uma de 50, segundo Nostradamus.

Os humanos falarão com os animais 
“Os porcos virarão um irmão para o homem”, escreveu o profeta, em um texto que alguns relacionam aos avanços científicos que permitirão às pessoas falar com seus animais de estimação.

As diferenças de língua desaparecerão
“Depois da invenção de um novo motor, o mundo será como nos dias antes de Babel”. Segundo intérpretes, esse novo motor seria simplesmente um tradutor, como os computadores atuais. Para o francês, esse desenvolvimento causará o fim das nações.

Fonte: History

Curta nossa página no Facebook



Detox de 10 dias promete mudança na relação com alimentos

Verão e suco pode ser uma combinação perfeita. Melhor ainda se a receita ajudar a reeducar e a mudar a relação com a comida. Em “Detox de 10 dias”, JJ Smith, nutricionista graduada pelo Institute of Holistic Healing e membro da American Nutrition Association (ANA), oferece uma série de receitas saborosas e nutritivas, além de dicas importantes para quem procura uma alimentação mais clean.

No livro, ela apresenta um programa de dez dias de desintoxicação/limpeza à base de folhas, frutas e água. Segundo a autora, com o detox é possível “emagrecer, aumentar os níveis de energia e diminuir a vontade de comer determinados alimentos”.

Uma melhora na qualidade do sono, segundo JJ Smith, também pode ser alcançada com o programa.

Segundo ela, os sucos verdes são simples, fáceis de preparar e ricos em nutrientes.

Durante o programa de dez dias, é preciso deixar de comer açúcar refinado, carne, leite, queijo, bebidas destiladas, cerveja, café, refrigerante comum/diet, alimentos processados, frituras, carboidratos refinados (pão branco, massas, pães doces etc).

Confira abaixo a receita de Maça com morango, suco sugerido para o segundo dia do programa:

3 punhados de folhas mistas
2 xícaras de água
1 banana sem casca
2 maçãs cortadas em quatro, sem sementes
1 ½ xícara de morangos congelados
2 sachês de estévia (se precisar, pode usar mais)
2 colheres (sopa) de sementes de linhaça moídas

Por: Ana Paula Scinocca

Fonte: Vigilante da Causa Magra/Estadão

Curta nossa página no Facebook



Foi banido do WhatsApp? Veja como recuperar sua conta

A política de privacidade do WhatsApp permite que o aplicativo bloqueie ou cancele a conta de usuários sem aviso prévio. O tempo de impedimento de uso do serviço varia, mas as penas podem durar entre 72 horas ou até mesmo o cancelamento permanente.

Há diversos motivos que podem levar a punições e os termos de serviços especificam ações que levam o WhatsApp a limar usuários. O envio de propaganda ou promoções comerciais, emissão de spam, mensagens indesejadas ou compartilhamento de material ilegal, obsceno, de ofensa racial ou étnica são alguns exemplos de ações que podem causar bloqueio ou banimento de usuários.

Se a pessoa é pega pela política do WhatsApp, ela poderá ver as seguintes mensagens "Seu número não está mais autorizado a utilizar nossos serviços" ou  "Você foi temporariamente banido do WhatsApp".

Para reverter isso, caso o problema seja de comportamento agressivo ou indesejado com outros usuários, pode ser necessário enviar um e-mail para support@whatsapp.com e explicar sua situação. Em alguns casos, o próprio aplicativo pode informar um tempo para reativar a conta e então só restará ao usuário aguardar.

Outro comportamento que pode causar o bloqueio da conta é utilizar programas similares e compatíveis com o WhatsApp, mas que não são autorizados pela empresa oficial. É o caso do WhatsApp Plus e do APK ClearWhatsApp, que permitem mudar a cor do aplicativo e que tem uma série de outras personalizações.

Nesses casos, a solução do problema é mais simples. De acordo com o próprio WhatsApp, basta desinstalar o app modificado. Depois, baixe o WhatsApp oficial (https://www.whatsapp.com/download/) e reinstale-o. Por padrão, o usuário deve conseguir reaver sua conta sem muita demora.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



ShareThis