Crato (CE): Vigilância Sanitária inicia a “Operação Carnaval”

Com o intuito em minimizar os riscos sanitários no período carnavalesco, o Governo do Crato, por meio do setor da Vigilância Sanitária, realiza a “Operação Carnaval”, uma das ações que faz parte dos preparativos para esse período.

De acordo com Arlene Sampaio, coordenadora da Vigilância Sanitária do nosso município, a equipe fará inspeções sanitárias em clubes, hotéis, pousadas, e motéis localizados no Crato, já que a movimentação nestes lugares aumenta significativamente no período.

A coordenadora alerta também para a manipulação dos alimentos vendidos no carnaval. “Aproveitamos para intensificar a orientação à população  acerca dos vendedores ambulantes, pedindo aos foliões que se hidratem bastante, lembrando que ao comprar água mineral, evitem aquelas que estão armazenadas de forma expostas ao sol, e que tenham bastante cuidado ao adquirir um produto, especialmente alimentos, que observem a forma que os vendedores manipulam esses alimentos, olhem a data de validade, a rotulagem, as condições da embalagem, a forma de acondicionamento e a procedência deles”, enfatizou Arlene.

Para mais informações ou denúncia sobre qualquer irregularidade, pelo telefone (88) 3586-8000, no ramal 247. O setor da Vigilância Sanitária fica no Centro Administrativo, localizado na Rua 7 de setembro, 150, bairro São Miguel.

Foto meramente ilustrativa

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Você sabia? Infecção de zika gera imunidade para a vida inteira

Reconhecida pelo Ministério da Saúde como um vírus que é transmitido pela picada do mosquito da dengue, o Aedes aegypti, o zika vírus assusta boa parte das pessoas em Fortaleza. Tratada como uma doença viral aguda, o vírus foi identificado pela primeira vez no Brasil em abril de 2015.

Assim como o processo de transmissão, a doença possui muitos sintomas semelhantes aos da dengue. São eles: dor de cabeça, febre baixa e dores nas articulações, além de algumas outras.

Com casos da suposta relação do vírus com a microcefalia – má formação do cérebro em recém-nascidos -, especialistas e órgãos de saúde indicam cuidados especiais como forma de prevenção.

O Tribuna do Ceará preparou informações importante e maneiras de prevenção da doença.

Clique para ampliar

Fonte: Tribuna do Ceará

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): “Bloco das Virgens” atrai multidão e abre Carnaval no Cariri

A folia começou! Cerca de sete mil pessoas participaram do tradicional Bloco das Virgens na tarde desta sexta-feira (05). O bloco é um dos mais tradicionais do interior do Estado e, há mais de três décadas, abre o Carnaval na região do Cariri.

Pelo terceiro ano consecutivo a concentração do tradicional desfile das Virgens aconteceu no bairro Mirandão, em frente ao estádio que dá nome ao bairro. Os foliões que em sua maioria estavam vestidos de mulher, percorreram diversas ruas e avenidas da cidade até a chegada ao largo da Rffsa.

Bloco das Virges (12)A agremiação foi animada por dois trios elétricos, ao som do Dj Samuca e da banda Érika Diniz e Mocidade Forrozeira. Como de costume, o desfile foi marcado pela irreverência e humor dos participantes. “Há cinco anos participo do desfile. É uma festa maravilhosa, brilhante e que, de certa forma, serve para reforçar a igualdade entre todos, sem nenhum preconceito”, contou o estoquista Alisson Duarte.

Segurança
Foi montando um forte esquema de segurança no trânsito e nas ruas da cidade, no intuito de prevenir acidentes e conter a violência. Guardas Municipais, Agentes de trânsito e Policiais Militares acompanharam todo o trajeto, de quase 5 km. Uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também esteve presente durante o desfile.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Sara Bareilles - Love Song




Você pode ter zika sem saber: só 1 em cada 5 pessoas manifesta sintomas

A confirmação de que o vírus zika está relacionado com a microcefalia (má-formação do cérebro) em bebês e pode aumentar as chances de doenças neurológicas em adultos vem causando preocupação na população. O UOL consultou os infectologistas Ana Freitas Ribeiro, do Hospital Emílio Ribas, Érico Arruda, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Artur Timerman, e a Fiocruz para responder as principais dúvidas sobre o assunto.

O zika é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite também os vírus da dengue e da febre chikungunya, e tem também sintomas parecidos com o da dengue, mas intensidades diferentes. No entanto, apenas 20% dos infectados apresentam os sintomas.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil já confirmou ao menos 404 casos de microcefalia em 9 Estados este ano, além de investigar outros 3.670 casos suspeitos.

Não há dados exatos do total de casos de zika no país, já que a doença não apresenta sintomas na maioria dos casos. Mas estima-se que ao menos 500 mil pessoas foram infectadas com o vírus no país em 2015.

"Apesar de ser transmitido pelo Aedes aegypti e ter reações parecidas com o vírus da dengue, o zika vírus é diferente na sua estrutura biológica e por isso é possível que haja comportamento diferente no organismo para que cause a má-formação", afirma Arruda.

Diagnóstico
Ainda não há kits de diagnóstico para o zika no sistema público. A Anvisa liberou no início de fevereiro o registro de dois testes de laboratório que possibilitam a detecção dos vírus da dengue, chikungunya e zika com apenas um exame, e um terceiro que pode verificar a presença do vírus em amostras biológicas em estudo.

O governo brasileiro pretende distribuir esses testes para 29 laboratórios credenciados a partir do final de fevereiro, conforme informou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Por enquanto, o diagnóstico é feito normalmente pelos sintomas (clínico). O método, no entanto, é impreciso visto que dengue, zika e chikungunya têm sintomas muito parecidos. Para confirmar, é possível realizar o exame que identifica o material genético do vírus no sangue dos pacientes. Contudo, esse exame é caro, demorado e restrito, pois só é capaz de detectar o vírus até o 5° dia de sintomas.

Saiba mais sobre zika e microcefalia

O que é o vírus da zika?
A zika é um vírus da família Flaviviridae, do gênero Flavivirus, transmitido pela picada no mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite os vírus da dengue e do chikungunya. Há duas linhagens da zika, uma de origem africana e outra de origem asiática, a última predominante no Brasil

Quais são os sintomas da zika?
Apenas um em cada cinco pessoas contaminadas apresentam sintomas, e quando eles surgem são praticamente os mesmos que os da dengue: febre, dores e manchas pelo corpo, olhos vermelhos e diminuição no número de plaquetas no sangue. Na zika, a vermelhidão e as manchas no corpo são mais acentuadas, na dengue as dores no corpo costumam ser mais fortes e no chikungunya há fortes dores articulares.

A zika é passada pelo sexo?
A transmissão principal do vírus é pela picada do mosquito Aedes aegypti. Mas, houve não só a identificação do vírus no sêmen como os EUA registraram um caso de uma possível transmissão por relação sexual por uma pessoa que contraiu o vírus em viagem à Venezuela. Estudos estão sendo feitos para comprovar esse tipo de transmissão, mas, enquanto não há provas cientificas os EUA pediram o uso de preservativos ou a abstinência sexual às pessoas que vivem ou tenham viajado recentemente para regiões com circulação do vírus.

Zika é transmitida pela urina e saliva?
Um estudo feito pela Fiocruz detectou a presença do vírus ativo, ou seja, com potencial de infecção, na saliva e urina em dois pacientes com sintomas compatíveis com a doença. A transmissão, no entanto, ainda não foi confirmada. A pesquisa sugere que outras formas de transmissão precisam ser investigadas.

Tem tratamento para a zika?
Não. Assim como na dengue, os sintomas são tratados com remédios para dor e para diminuir a febre, já que os sintomas somem em sete dias, em média.

Como prevenir a zika? 
Elimine focos de água parada em casa e no trabalho, onde as larvas do "Aedes aegypti" crescem e viram mosquitos. Use mosquiteiros, calças e mangas compridas em locais com muitos mosquitos e permita a entrada de agentes da vigilância sanitária para destruir focos com inseticidas e larvicidas

Já tive dengue. Tenho menos chance de ter zika?
Por serem vírus diferentes, há relatos de pessoas que contraíram tanto a dengue como a zika. Até o momento, os cientistas acreditam que o humano não fica imune à zika depois de contrair dengue. Ainda não se sabe se a pessoa se torna imune ao vírus após contrair a doença uma vez

Existe uma vacina contra a zika?
Por enquanto não. O processo para a criação de uma vacina é muito longo e pode levar anos. Brasil e Estados Unidos fecharam um acordo para acelerar a produção de uma vacina conjunta contra o vírus da zika. Mas, no cenário mais otimista, o produto estará no mercado somente em três anos.

Crianças e adultos com zika podem sofrer sequelas neurológicas? 
Ainda não se sabe. Já foi comprovada que a infecção pela zika em gestantes tem associação com casos de microcefalia. Cientistas suspeitam que o vírus possa atingir o sistema neurológico, aumentando o risco de doenças autoimunes como a síndrome de Guillain-Barré

Há exames que comprovam a zika? 
O exame mais utilizado para diagnosticar a zika é o PCR (Reação de cadeia de polimerase), usado para detectar dengue no material genético e que pode indicar zika por exclusão. Neste exame, a zika só é detectada em até cinco dias após a contaminação. O teste no entanto é caro e restrito. A Anvisa liberou em fevereiro o registro de dois exames que permitem detectar com apenas um teste os vírus dengue, chikungunya e zika

Os casos de microcefalia estão relacionados com vacinas? 
Boato. De acordo com a Sociedade de Pediatria de São Paulo, as vacinas de rubéola nunca são aplicadas em gestantes. Nenhuma vacina aplicada em gestantes contém vírus ou agentes vivos, segundo o Ministério da Saúde

O aumento de casos de microcefalia no Brasil é causado pelo vírus da zika?
O Ministério da Saúde confirmou a associação entre o vírus da zika e o surto de microcefalia na região Nordeste, após resultado de exame de um bebê cearense, que nasceu com microcefalia e outras más-formações congênitas, ter apresentado o vírus em amostras de sangue e tecidos. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez

O que é a microcefalia? 
A microcefalia é uma má-formação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Neste caso, os bebês nascem com o tamanho da cabeça menor que o normal, que habitualmente é superior a 32 cm. A doença pode acarretar problemas no desenvolvimento, com limitações para falar, andar, escutar, e ainda algum grau de deficiência mental

Quais as causas da microcefalia?
A má-formação congênita pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como uso de substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação durante a gravidez

Como as grávidas podem se prevenir contra a zika?
Use repelentes, roupas de manga comprida e evite acumular água parada em casa ou no trabalho. Não use remédios sem prescrição e faça um pré-natal qualificado, com todos os exames previstos. Procure um médico se sentir qualquer um dos sintomas apontados e se pretende viajar para áreas endêmicas

Qual período da gestação é mais suscetível à ação do vírus?
As gestantes cujos bebês desenvolveram a microcefalia tiveram sintomas do vírus da zika no primeiro trimestre da gravidez. Mas o cuidado para não entrar em contato com o mosquito Aedes aegypti é para todo o período da gestação

Qual o tratamento para a microcefalia?
Não há tratamento específico. Existem ações de suporte que podem auxiliar no desenvolvimento do bebê e da criança. Como cada criança desenvolve complicações diferentes --entre elas respiratórias, neurológicas e motoras-- o acompanhamento por diferentes especialistas vai depender de suas funções que ficarem comprometidas. No SUS (Sistema Único de Saúde) estão disponíveis serviços de atenção básica e de reabilitação, além de exames e colocação de órteses e próteses

É possível detectar a microcefalia apenas com ultrassonografia?
Sim. No entanto, somente o médico que está acompanhando a grávida poderá indicar o método de imagem mais adequado

Quantas pessoas que têm zika desenvolvem Guillain-Barré?
Segundo a Fiocruz, em áreas onde se tem documentado epidemia de zika (como na Polinésia Francesa e no Brasil), houve um aumento de pessoas com a Síndrome de Guillain-Barré. No entanto, ainda não foi estabelecida uma relação causal direta entre a infecção com o vírus e SGB. Há outros fatores, como a infecção prévia por dengue ou fatores genéticos, que poderiam contribuir ou influenciar o aumento de casos de Guillain-Barré

Como é feito o diagnóstico da microcefalia?
Após o nascimento do recém-nascido, o primeiro exame físico é rotina nos berçários e deve ser feito em até 24 horas do nascimento. Este período é um dos principais momentos para se realizar busca ativa de possíveis anomalias congênitas. Por isso, é importante que os profissionais de saúde fiquem sensíveis para notificar os casos de microcefalia no registro da doença no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc). A má-formação pode, ainda, ser confirmada com exame de tomografia

A microcefalia pode matar ou deixar sequelas no bebê?
Cerca de 90% das microcefalias estão associadas com retardo mental, exceto nas de origem familiar, que podem ter o desenvolvimento cognitivo normal. O tipo e o nível de gravidade da sequela vão variar caso a caso. Tratamentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e a qualidade de vida

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Prefeito Ronaldo decreta ponto facultativo durante o período de carnaval

O prefeito do Crato, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos, assinou decreto determinando ponto facultativo na administração e seus diversos órgãos durante o período de Carnaval.

Por conta da interrupção gerada nas atividades normais, em virtude do feriado nacional na terça-feira, o funcionalismo terá ponto facultativo na segunda-feira, dia 08. E, no dia 10, uma quarta-feira de Cinzas, as atividades administrativas voltarão ao normal a partir das 12 horas, seguindo o expediente até às 16h30

O ponto facultativo é excetuado aos servidores lotados em serviços essenciais, incluindo fornecimento regular de água e atendimento médico-hospitalar de urgência, além do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran).

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Especialista alerta: "Cuide da lancheira do seu filho"

Com o fim das férias, além da preocupação dos pais e mães com a adaptação ou readaptação dos pequenos na escola, surgem também as dúvidas sobre como montar uma lancheira saudável para as crianças. Embora venha crescendo o cuidado com o que se come no Brasil,  a maioria das crianças ainda ingere produtos industrializados, que não trazem, segundo especialistas, benefícios à saúde. Por isso, pedimos à médica Bruna Pitaluga Peret Ottani, mãe do Pedro e da Júlia, ambos em idade escolar, pós-graduada em Nutrologia e membro da IFM, dicas de como cuidar do lanche da garotada.

Eis a entrevista:

1) Qual a importância de uma alimentação saudável desde a primeira infância?

Bruna – A primeira infância funciona como uma reserva para a criança. Nos primeiros anos de vida, a criança que se alimenta bem tem mais chances de ser saudável e inteligente, porque a boa alimentação ajuda o sistema imunológico (que defende o nosso corpo de doenças) e ajuda no desenvolvimento do cérebro. O contrário também é verdadeiro: uma criança que se alimenta mal tem mais chances de ficar doente e ter problemas cognitivos.

2) Como preparar uma lancheira saudável?

Bruna – A lancheira ideal deve ter os três macronutrientes necessários: proteína, carboidrato e ácido graxo. Simplificando, proteína são as carnes (vermelhas e brancas, queijos), ácidos graxos são as gorduras (azeite, azeitona, abacate, óleo de côco, castanhas) e carboidratos são todos os outros nutrientes não listados. Frutas, verduras, legumes e farinhas, por exemplo, são considerados carboidratos.

3) Quais alimentos devem estar presentes nas lancheiras das crianças?

Bruna – Tente criar uma lancheira com os três nutrientes acima. Coloque uma fruta, castanhas e queijo, por exemplo. A melhor lancheira deve ser variada. Mude os alimentos durante a semana porque é importante que o seu filho coma da forma mais diversificada possível, assim ele começa a diferenciar os sabores e cria um paladar mais saudável.

4) Quais alimentos não devem ser consumidos pelas crianças?

Bruna – Salgadinhos e barras de cereal. Esses produtos são ricos em substâncias tóxicas para o desenvolvimento do cérebro da criança, afetam o humor e o desempenho cognitivo. Salgadinhos contém glutamato monossódico, que estimula o cérebro de maneira negativa. Trabalhos científicos mostram que crianças que consomem esses produtos estão propensas a ter hiperatividade e a ficarem desatentas em sala de aula.

5) Sabemos que o exemplo dos pais é fundamental para as crianças. Assim, pais que comem bem tendem a ter filhos que sigam seus hábitos. Mas o que fazer para que a criança prefira consumir brócolis, por exemplo, ao frango empanado das redes de fast food?

Bruna – Devemos lembrar que o instinto mais primitivo é o da sobrevivência. Nenhuma criança passa fome porque não come o brócolis que tem em casa. Se toda vez que a criança recusar um alimento os pais oferecerem comidas ditas fast food, ela aprende que se não comer o brócolis vai ganhar o frango empanado. Uma pessoa demora para desenvolver o paladar para um determinado alimento. É normal que, ao experimentar a primeira vez uma comida, a criança diga que não gostou. Esse mesmo alimento deve ser oferecido repetidas vezes até a criança desenvolver o paladar. Também não é recomendado disfarçar o sabor, como esconder o brócolis para a criança não sentir o gosto. Brócolis é brócolis e tem sabor próprio. Os pais são responsáveis por ensinar os filhos sobre a importância da alimentação. A criança que sabe que comer bem é importante para aprender, ser saudável ou desempenhar bem uma atividade física é mais receptiva a experimentar esses alimentos e vê essa experiência como uma oportunidade de ser melhor em alguma coisa. Qual menino não quer ser melhor no futebol, por exemplo?

6) Por mais que os pais não ofereçam certos alimentos e guloseimas aos seus filhos, em algum momento eles descobrem, geralmente em festas infantis ou na casa de amigos, doces e salgados que deveriam passar longe de um cardápio saudável. O que fazer nesses casos? Qual a freqüência que uma guloseima pode ser permitida? O chocolate, por exemplo, pode ser consumido uma vez por semana?

Bruna – Guloseimas fazem parte da sociedade, infelizmente. Se a criança não tem esse salgadinho em casa, será exposta a essa guloseima esporadicamente. A casa deve ser o maior exemplo. O ideal é mudar o cardápio das casas de festas e aniversários para mais saudáveis. Esses alimentos são fornecidos em grandes eventos porque são baratos. Apenas isso. É mais barato fazer batata frita do que servir espetos de tomatinho com queijo, por exemplo. O custo de produção é determinante na qualidade do alimento fornecido nessas festas. As crianças comem o que é de pior qualidade e mais barato em festas infantis.

7) É saudável criar “um dia livre” na alimentação das crianças?

Bruna – Não. O alimento consumido no ¨dia livre¨ é visto pela criança como uma recompensa. Ela passa a semana inteira esperando o momento de ir a uma lanchonete com os pais. Perceba a influência na mente dela que está em construção: uma vez por semana ela sai com os pais para ir na mesma lanchonete comer a mesma comida. Isso se transforma num hábito nocivo. São crianças propensas a obesidade e compulsão alimentar, porque usam a comida como conforto, compensação pelos problemas vividos.

8) O que fazer com crianças que se recusam a comer frutas, verduras e proteínas como a carne, o frango e o peixe?

Bruna – Primeiro, seguir a orientação anterior de oferecer o alimento e não substituí-lo por outro. Segundo, não esconder o alimento no meio da comida para disfarçar o sabor. De qualquer forma, todos temos um paladar único. É normal ter um alimento que não agrada ao paladar. O que os pais não podem é achar que a criança não gosta de nenhuma verdura, legume ou fruta. Substituir esses alimentos por industrializados a partir daí é um erro.

Fonte: Blog Vigilante da Causa Magra/Estadão

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Prefeitura continua realizando mutirões de limpeza

A Secretaria de Serviços Públicos vem realizando mutirão de limpeza nos bairros da cidade. Já foram concluídos os bairros Vila Alta, Vila Lobo, São Miguel e Conjunto Dr. Antenor.

“Estamos fazendo limpeza no Canal e priorizando os bairros, avenidas e centro da cidade”, disse o secretário Antonio de Mano.

Em relação às chuvas, o secretário destacou que o município está de alerta com equipe de plantão, com 60 homens, máquinas e caçambas, caso aumente o volume de água nos principais pontos da cidade ou mesmo no Canal do Rio Grangeiro. A Secretaria estará funcionando normalmente no período de carnaval, com coleta de lixo e mutirões de limpeza.

Foto meramente ilustrativa

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): "Pobre é pra andar de pau de arara", comenta homem no aeroporto


Um homem está sendo acusado, por internautas, de racismo e preconceito social contra nordestinos no Facebook. O usuário, Naldo (nome alterado), durante uma passagem pelo Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, fez uma publicação na rede social criticando os passageiros que estavam no mesmo voo com destino à São Paulo.

Vários internautas do Site Miséria fizeram a captura de tela da postagem do usuário que xinga o comportamento de outros passageiros, além de associar o voto dos nordestinos com o resultado da última eleição presidencial.

Incomodado com a ascensão da população de baixa renda, ele utiliza um emotion de tristeza, e dentro da aeronave escreve: “Lotado de diferenciados. Eleitores da Dilma. Menino chora, cachorro late, papagaio fala e por ai vai...”.

As publicações de Naldo* são liberadas apenas para amigos na rede social, mesmo assim, não demorou muito para que as palavras de intolerância repercutissem na internet. Mesmo chateando muitas pessoas, que se sentiram ofendidas com a postagem, ele não se esquivou e rebateu:

“Não preciso nascer em berço de ouro ou ter irmã rica para falar o quanto os eleitores da dona Dilma incomodam nas minhas viagens. Pobre é pra andar de pau de arara, no máximo de ônibus”, finalizou.

De acordo com o Código Penal Brasileiro praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional é crime. A pena prevista em lei pode ser uma reclusão de um a três anos e multa.

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Homem que visitou 198 países do mundo conta experiência em livro e diz aonde não voltaria

O norueguês Gunnar Garfors é um viciado em viagens. Seu trabalho, como consultor de mídia e correspondente em um canal de TV, ajuda um pouquinho.

Aos 37 anos, Garfors se tornou o homem mais jovem do mundo a visitar todos os países (ou 198, em sua conta). A façanha, alcançada em 2013, transformou-se no livro "198: How I Ran Out of Countries" (Como eu fiquei sem países para visitar), que deve ser lançado também em português em breve.

"Não conseguia viver sem essas histórias, cheiros, gostos e ambientes. Quem precisa de carros e apartamentos de luxo ou roupas de marca quando pode ter as lembranças que eu tive?", conta em entrevista ao "F5".

Não bastasse a viagem por 198 países, Garfors também tem outros feitos inusitados: conheceu 19 países europeus em um só dia, com uma minuciosa combinação de carros alugados e voos previamente agendados; ao lado de um amigo (Adrain Lutterworth), também fez uma viagem por cinco continentes em um espaço de 28 horas e 25 minutos. Confira entrevista abaixo.

F5 - Qual foi a experiência mais esquisita de todas?
Gunnar Garfors - Viajar para um país e perceber que as pessoas nunca ouviram falar da Europa e do meu país, a Noruega, foi bem esquisito. Mas eu diria que conhecer a cratera chamada de "Porta para o Inferno", no Turquemenistão, foi incrível. É uma cratera cujo interior de chamas queimam gás que escapam de dentro da Terra, no meio do deserto. Nunca vi algo parecido.

Para qual país você não retornaria ou não recomendaria a ninguém?
Não há países para os quais eu não voltaria na realidade. Mas eu não recomendaria, claro, que pessoas visitem países em guerra ou em área de desastres. Eu confesso também que não sou fã de países que utilizam religiões para descriminar e controlar seu povos.

Quais foram os principais problemas durante sua volta ao mundo?
Eu quase tive uma briga com um homem que tinha uma enorme faca na Somália, mas um amigo local me defendeu e conseguiu acalmá-lo. Também fui deportado pela polícia da Nigéria, fui intoxicado gravemente por comida na Índia e tive que negociar minha entrada por lugares onde claramente eu não era bem-vindo.

Quais são suas memórias do Brasil?
Principalmente das pessoas e das paisagens. Eu visitei Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Guaratuba, Ilha do Mel e Florianópolis.

O que você diria que aprendeu com a experiência?
Você compreende que somos todos parecidos, independentemente das nossas vidas. Interessante ver também que como há pessoas muito mais sorridentes em lugares mais pobres da África, Ásia, América do Sul e Caribe que em países desenvolvidos com mais segurança e riqueza. Talvez os pertences não nos façam felizes na realidade.

Fonte: F5/Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Fiocruz detecta potencial do vírus da zika ser transmitido por saliva e urina

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) disse nesta sexta-feira (5), véspera do Carnaval, que detectou a presença de zika vírus ativo, ou seja, com potencial de infecção, na saliva e urina. A transmissão, no entanto, ainda não foi confirmada.

A evidência, baseada na análise de amostras de dois pacientes com sintomas compatíveis com a doença, é inédita e pode ou não ser relevante –a forma de transmissão da zika até hoje comprovada é pela picada do mosquito Aedes aegypti. No entanto, o estudo sugere a necessidade de investigar mais outras vias de transmissão, disse a entidade, vinculada ao Ministério da Saúde e referência no assunto.

"Ainda não sabemos se ele faz o mesmo percurso até o conjunto do organismo. Teremos que fazer outras pesquisas para chegar a essa conclusão", disse o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha.

"Não podemos afirmar hoje que não há possibilidade de contaminação", ressaltou. "Sim, é possível que o vírus se replique nesses meios. A partir daí, todas as questões estão em aberto."

Por isso, a orientação é que as gestantes evitem locais de grande aglomeração, como o Carnaval, "por uma questão de cautela". "Mas apenas as gestantes. Além disso, seria uma situação infundada", disse.

As recomendações para as grávidas incluem evitar beijar qualquer pessoa e evitar compartilhar de copos e talheres até que as pesquisas avancem.

Com a possibilidade de contágio pela saliva, a zika se assemelharia a doenças como mononucleose, a chamada de "doença do beijo", herpes e candidíase (sapinho). Também está em análise uma suspeita de transmissão sexual da doença, que aconteceu nos Estados Unidos.

A zika costuma ter assintomática e 80% dos casos sequer manifesta sintomas. No entanto, os efeitos do vírus em bebês ainda intrigam cientistas. Evidências apontam que a microcefalia pode ser apenas um dos danos neurológicos da síndrome fetal associada a zika. Até o início da semana, eram 3.670 casos de microcefalia em investigação, além de 404 bebês com microcefalia ou síndromes neurológicas confirmadas.

Além disso, casos da síndrome neurológica de Guillain-Barré associada ao vírus estão sendo largamente notificados. A síndrome é uma condição na qual o sistema imunológico ataca o sistema nervoso e pode causar paralisia.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Aposentado recebe diferença do INSS neste mês de fevereiro

O Ministério da Previdência Social anunciou que os atrasados referentes à diferença do reajuste de 17,87% foram incluídos na folha de benefícios de fevereiro.

O reajuste vale apenas para os beneficiários que ganham um salário mínimo, de acordo com o calendário de pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Desta forma, os aposentados e pensionistas do INSS que ganham um salário mínimo vão receber a diferença acumulada do reajuste neste mês.

O valor corresponde à diferença entre os 6,14% que os aposentados vinham recebendo desde novembro de 2015 (referente ao pagamento de outubro) e os 17,87% sancionados pelo Poder Executivo em fevereiro.

A diferença entre os 8,48% de reajuste e o índice sancionado representará uma despesa adicional de R$ 2,7 bilhão em 2016.

Fonte: G1 (Com informações do Ministério da Previdência)

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Secretaria de Segurança intensifica fiscalizações para prevenir acidentes

A Secretaria de Segurança do Crato, por meio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) iniciou há cerca de um mês campanha de prevenção de acidentes, colocando na rua várias sucatas de veículos acidentados como forma de chamar a atenção da população. Com o tema “Bebida e Direção não Combinam com o Bloco da Vida”, o objetivo é impactar. Além disso, está intensificando por meio de blitze o trabalho nas ruas, autuado os motoristas infratores. Ontem à noite, diversos motoqueiros foram autuados e tiveram o seu veículo apreendido por irregularidade.

A fiscalização aconteceu na Avenida Maildes Soares de Siqueira, num trabalho de parceria da Polícia Militar, Demutran com apoio da Guarda Municipal. O objetivo é que haja na cidade um período de carnaval com mais segurança e tranquilidade para todos.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Paciente foi infectado com zika, dengue e chikungunya ao mesmo tempo

Um estudo publicado no "Journal of Infection and Public Health" revelou em janeiro o que se acredita ser o primeiro caso de tripla infecção simultânea por zika vírus, dengue e chikungunya em um ser humano. Um grupo de infectologistas colombianos liderou a pesquisa e relataram os resultados na publicação médica.

O paciente é um homem de 49 anos natural da cidade de Sincelejo, no norte da Colômbia, que procurou atendimento sentindo febre e com efeitos de conjuntivite em ambos os olhos, além de manchas vermelhas no corpo. Inicialmente, ele foi testado para dengue e chikungunya, tendo apresentado resultado positivo nos dois exames. A amostra foi posteriormente testada para zika, também sendo confirmada a infecção. Exames de outras doenças, como malária, retornaram negativas.

O homem relatou ter viajado recentemente a diferentes localidades do país, as quais tiveram casos confirmados de zika. "É o primeiro caso reportado na Colômbia e na América Latina dessa co-infecção entre dengue e chikungunya e provavelmente a primeira no mundo que também inclui zika", escreveram os pesquisadores Alvaro Faccini-Martinez, Carlos Botero-Garcia, Fabian Benitez-Baracaldo e Carlos Perez-Diaz, que assinam a pesquisa.

O paciente se recuperou bem das infecções e foi liberado. Os especialistas alertam para necessidade de pesquisas principalmente sobre o zika. "Apesar de casos de zika não terem sido descritos como severos, o espectro clínico da doença permanece incerto e, considerando o rápido desenvolvimento da epidemia na América Latina, o assunto merece uma futura análise", disseram.

"Médicos deveriam considerar chikungunya e zika em diferentes diagnósticos similares ao de dengue. Finalmente, mais pesquisas sobre essas doenças são necessárias, especialmente sobre o zika que tem informações limitadas em vários aspectos, incluindo formas potenciais de transmissão não-vetorial", acrescentaram os pesquisadores.

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



Recebeu a denúncia de que vacinas causam microcefalia? Ela está errada

Uma denúncia feita no MPF (Ministério Público Federal) de Pernambuco no final de janeiro aumentou os rumores de que vacinas administradas em mulheres, sejam elas grávidas ou em idade fértil, teriam sido as reais causadoras do surto de microcefalia vivenciado no Brasil e não a infecção pelo zika vírus.

O responsável pelo documento é Plínio Santos Filho, físico especialista em ressonância magnética e que se identifica como pesquisador independente. Ele afirma que as vacinas tríplice viral e dTpa foram as responsáveis pela má-formação em bebês.

A denúncia será analisada pelo procurador Alfredo Carlos Falcão Junior, que deve decidir pela investigação ou arquivamento dela depois do Carnaval.

Filho afirma ter analisado dados coletados desde outubro de 2015, "semana a semana", desde que Pernambuco começou a notificar os casos de microcefalia. Para ele, a relação entre o zika vírus e casos de má-formação no sistema nervoso central na Polinésia Francesa não tem a ver com o que acontece no Brasil.

O Ministério da Saúde criticou a associação feita entre vacinação e casos de microcefalia, afirmando que não há nenhuma evidência científica que comprove essa teoria, e rebateu as informações.

A vacina do sarampo foi dada junto com a da rubéola? Verdade
A vacinação contra sarampo é feita por meio da vacina dupla (contra sarampo e rubéola) ou tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), ou seja, também imunizam contra o Rubella vírus. Segundo Plínio, vacina tríplice teria sido administrada em larga escala em mulheres em idade fértil entre novembro e dezembro de 2014 por causa do aumento do número de casos de sarampo em Pernambuco e no Ceará (neste último a vacinação teria durado até meados de abril), após a Copa do Mundo.

"Se a mulher em período fértil engravidar em até três meses após a vacinação ou se estiver grávida, no início da gestação e não o souber, os efeitos do Rubella virus da vacina tríplice são devastadores ao feto e são conhecidos há décadas", afirma na denúncia.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, a vacinação contra o sarampo durou de 8 de novembro a 22 de dezembro, durante o calendário nacional de vacinação. A pasta informou ainda que mulheres em idade fértil que tomaram a vacina tríplice viral foram questionadas se estavam grávidas e advertidas a evitarem uma gestação por 30 dias.

Essa é uma recomendação do Ministério da Saúde, como medida adicional de segurança. Segundo a pasta, no entanto, estudos mostram que as vacinas são seguras, mesmo se aplicadas durante a gestação. "Esse procedimento tem o objetivo de evitar dúvidas no diagnóstico, caso o bebê tenha algum problema durante a gestação."

Tomar a vacina grávida causa microcefalia nos bebês? Falso
Mesmo que uma mulher grávida fosse vacinada com a tríplice viral, as chances de o vírus da rubéola presente na vacina infectar o bebê são mínimas. O infectologista e professor titular da UFAL (Universidade Federal de Alagoas), Fernando Maia, contou que nos anos 90 foram realizadas duas campanhas massivas contra o Rubella vírus - responsáveis pela erradicação da doença no Brasil, em 2009. As campanhas vacinaram mulheres entre 14 e 40 anos, algumas delas grávidas.

"Havia mulheres que não sabiam que estavam grávidas e mesmo assim foram vacinadas. Elas foram acompanhadas e a taxa de alterações nos bebês ficou em torno de 3%. Nas gestações, em geral, ou seja, naquelas que não há nenhum fator externo, essa taxa é de 6%", explica.

Maia afirma não acreditar na relação entre vacinas e microcefalia. "O vírus presente na vacina não está ativo (é um vírus vivo atenuado). Ele é fraco e não tem como atravessar a barreira placentária e afetar o feto", diz.

Além disso, o Ministério da Saúde esclarece que todas as crianças com suspeita de microcefalia no país passaram por testes para as principais causas de malformações: rubéola, toxoplasmose e citomegalovírus. Os casos deram negativos para essas doenças.

Vacina contra coqueluche administrada em grávidas causa microcefalia? Falso
Plínio Santos Filho também afirma que a inclusão da vacina dTpa (contra difteria, tétano e coqueluche) no calendário nacional de vacinação e a recomendação da aplicação em mulheres entre a 27ª e a 36ª semana de gestação estaria provocando o surto de microcefalia em todo o Brasil. A vacina foi incluída no calendário em novembro de 2014. "Se a pessoa pega a bula e ler com cuidado vai ver que ela diz claramente que não existem estudos da aplicação dessa vacina em gestantes."

O Ministério da Saúde informa que a vacina dTpa gera proteção da mãe para o filho. Além de se proteger, a mãe passa anticorpos para seu filho ainda no período de gestação, garantindo ao bebê imunidade nos primeiros meses de vida.

Segundo o infectologista Fernando Maia, não existe nenhuma evidência que a vacina administrada em gestantes cause má-formação em bebês. "Ao contrário, ela é usada para evitar que o bebê tenha problemas nos primeiros meses de vida. Por isso, eu não acredito nessa relação", diz.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Bloco das Virgens desfila nesta sexta-feira, com 11 mil pessoas nas ruas

Nesta sexta-feira acontece em Crato o desfile do tradicional Bloco das Virgens. A partir das 15 horas será iniciada a concentração do bloco, no bairro Mirandão, o seu lugar de origem, seguindo até o Largo da RFFSA, onde haverá o encerramento do desfile. São cerca de 11 mil pessoas participando dos festejos, conforme os organizadores. Trios elétricos animam os foliões ao longo do percurso.

Há uma grande preocupação do Município com a segurança dos foliões cratenses, e para isso será reforçado o apoio nas ruas para melhor organização do trajeto, da Guarda Municipal e Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), no intuito proporcionar um momento de contagiante alegria para os participantes.

Na programação do maior bloco do interior do Estado, que abre a programação do Carnaval no Cariri, estarão participando Erika Diniz e Dj Samuca, que comandarão a festa.

Todo o percurso do bloco será feito a pé e não é permitido o uso de veículos motorizados. As bebidas devem ser consumidas em copos descartáveis e qualquer tipo de atentado ao pudor será coibido, conforme a lei.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Homens abandonam mães de bebês com microcefalia em PE

Em Pernambuco, Estado com maior número de notificações de microcefalia, muitas mães têm sido abandonadas pelos companheiros após descobrir que o filho do casal é portador da má-formação. Médicos ouvidos pela reportagem relatam que os casos são cada vez mais frequentes e afetam principalmente jovens em relações instáveis.

Médicos que trabalham no atendimento de pacientes com microcefalia contam que os homens têm mais dificuldade do que as mães para aceitar a deficiência do filho. "Eu me surpreendi com a quantidade de mães que estão cuidando do filho sozinhas, porque o pai simplesmente resolveu largar a família", conta uma pediatra que não quis se identificar. O rompimento também atinge relações mais duradouras.

Após dois anos de namoro e nove de casamento, a promotora de eventos Carla Silva, de 32 anos, foi abandonada pelo pai dos seus três filhos quando ainda estava internada na maternidade. O motivo, conta, era a condição da caçula, Nivea Heloise, que nasceu com menos de 28 centímetros de perímetro cefálico.

O casal se conheceu após ele começar a frequentar a mesma igreja evangélica que ela, em uma periferia do Recife. Carla havia acabado de sair de um relacionamento longo e até resistiu às investidas dele por quatro meses.

Depois, começaram a namorar, se casaram e tiveram dois meninos, hoje com 3 e 5 anos. Durante a gravidez da caçula, porém, a relação já estava abalada.

Zika
A promotora de eventos contraiu o zika vírus no segundo mês de gestação. Pela TV, via os casos que associavam a doença à microcefalia e pensou que a filha, ainda no útero, poderia se tornar uma vítima. "Os exames não apontavam nada, mas eu fui me preparando", diz. Descobriu que a criança era portadora da má-formação logo depois do parto. "Não foi um choque. Eu vi e me tranquilizei." Mas o pai dela, não.

Nivea completa dois meses hoje, mas só foi registrada pelo pai 30 dias após o nascimento. "Pensei em fazer a certidão de nascimento como mãe solteira, mas minha sogra fez pressão até ele assumir", diz Carla. Desde dezembro, no entanto, o ex-marido não mora mais com a família. Também não responde a mensagens no celular e a bloqueou de um aplicativo de bate-papo, conta.

Com rotina de exames em hospitais, a filha tem demandado atenção integral de Carla durante o dia. Já as convulsões provocadas pela microcefalia não a deixam dormir de madrugada. "Ela chora muito, se treme inteira e contrai as mãos", afirma a mãe.

A contar do nascimento de Nivea, ela ainda não conseguiu trabalhar. "Quando eu voltar, vai ser ainda mais difícil."

Indesejada
Para a infectologista pediátrica Angela Rocha, coordenadora do setor do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, que recebe a maior parte dos pacientes com microcefalia em Pernambuco, o problema de abandono dos pais afeta principalmente mulheres jovens, com relacionamentos instáveis e que tiveram uma gravidez indesejada.

"Normalmente, o homem tem essa dificuldade de assumir", afirma Angela. Segundo a infectologista, alguns rompimentos acontecem ainda antes de o casal descobrir que o filho tem microcefalia. "Em muitos casos, o parceiro já tinha se afastado na hora que engravidou. Em outros, quando a criança nasce."

Foi assim para a pequena Layla Sophia, de dois meses, que ainda não conhece o pai. "Foi uma gravidez inesperada, logo no começo do namoro da minha filha. Quando estava com seis meses de barriga, ele deixou ela", conta Iranilda Silva, de 45 anos, avó da criança.

A filha de Iranilda também contraiu o zika vírus durante a gestação. Para a família, natural de Ouricuri, no sertão de Pernambuco, a microcefalia era totalmente desconhecida. Mas nem a má-formação da criança a reaproximou do pai. "Ele sabe de tudo, até porque mora do nosso lado, mas nunca foi lá (ver a criança)", contou a avó de Layla Sophia.

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



Senado permite ampliar licença-paternidade para 20 dias

O Senado aprovou nesta quarta-feira (3) o projeto que institui o marco legal da primeira infância, que, entre outros pontos, permite que as empresas ampliem de 5 para 20 dias a duração da licença-paternidade. O projeto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e, para entrar em vigor, depende de sanção da presidente Dilma Rousseff.

O texto estabelece que a licença paternidade pode ter mais 15 dias, além dos cinco já estabelecidos por lei, para os funcionários das empresas que fazem parte do Programa Empresa Cidadã.

A prorrogação da licença também valerá para os empregados que adotarem crianças.

O Programa Empresa Cidadã, regulamentado pelo governo em 2010, possibilita a ampliação do prazo da licença-maternidade das trabalhadoras do setor privado de quatro meses para até seis meses. Até aquele momento, a extensão do benefício só existia para funcionárias públicas.

O programa permite que a empresa deduza de impostos federais o total da remuneração integral da funcionária. A empresa que adere ao programa pode abater do Imposto de Renda devido valores dos dois salários extras. A regra só vale para as empresas que têm tributação sobre lucro real.

Segundo o projeto, no período da licença, os pais e as mães não podem exercer qualquer atividade remunerada e a criança tem de ser mantida sob os cuidados deles. Se essa regra for descumprida, os funcionários perdem o direito à prorrogação.

Marco legal
O texto aprovado pelo Senado trata de políticas públicas voltadas à primeira infância, que abrange as crianças de até seis anos de idade. O projeto estabelece que as gestantes têm de receber apoio da União dos estados e dos municípios durante todo o período da gravidez.

Além disso, as famílias devem receber orientação e formação sobre maternidade e paternidade responsável, alimentação saudável, prevenção de acidentes, entre outros.

“O projeto, ao apresentar uma série de iniciativas, vem com intuito de particularizar o olhar sobre as características etárias do desenvolvimento infantil”, afirmou a senadora Fatima Bezerra (PT-RN), relatora do projeto no Senado.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



'Aborto já é livre no Brasil. Proibir é punir quem não tem dinheiro', diz Drauzio Varella

Médico mais popular do Brasil, conhecido por quadros na televisão, vídeos em redes sociais e best-sellers como Estação Carandiru, Drauzio Varella é categórico quando o assunto é a interrupção de gestações. "O aborto já é livre no Brasil. É só ter dinheiro para fazer em condições até razoáveis. Todo o resto é falsidade. Todo o resto é hipocrisia."

Em entrevista por telefone, Varella critica qualquer enfoque religioso sobre o tema -- que voltou ao noticiário junto à epidemia de zika vírus e aos recordes em notificações de microcefalia -- e afirma que o cerne da discussão não está na moralidade, mas na desigualdade brasileira.

"Ninguém pode se considerar dono da palavra de Deus, intermediário entre deuses e seres humanos, para dizer o que todos devem fazer", diz. "Muitos religiosos pregam que o aborto não é certo. Se não está de acordo, não faça, mas não imponha sua vontade aos outros."

Como a BBC Brasil revelou na última quinta-feira, uma ação que pede a descriminalização do aborto em casos comprovados desta má-formação deve chegar ao Supremo Tribunal Federal, nos próximos dois meses. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma brasileira morre a cada dois dias por conta de procedimentos mal feitos e um milhão de abortos clandestinos seriam feitos no país todos os anos.

"A mulher rica faz normalmente e nunca acontece nada. Já viu alguma ser presa por isso? Agora, a mulher pobre, a mulher da favela, essa engrossa estatísticas. Essa morre."

Também segundo a OMS, cerca de 25 países já registram casos de zika. Apenas Brasil e Polinésia Francesa, entretanto, têm dados comprovando o aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos.

Varella diz não ter opinião formada sobre o aborto neste caso específico. "Na microcefalia, o diagnóstico definitivo é feito em geral próximo ao 3º trimestre. Você pega um feto aos sete meses e ele está quase nascendo", diz. "Mas é lógico que eu respeito (qualquer decisão)."

"O importante é dar liberdade aos que pensam diferente", afirma o médico. "Essa é a questão fundamental do aborto."

Varella então levanta a pergunta: se a doação de órgãos em caso de inatividade cerebral tem aceitação popular, por que a retirada de um feto igualmente sem atividade cerebral é criticada?

Ele dá o exemplo de uma menina que sofre um acidente de moto e tem morte cerebral. "Ela pode, por lei, ter fígado, coração e rins retirados para doação, porque seu sistema nervoso central não está mais funcionando. O sistema nervoso central é o que determina a vida. Mas até o 3º trimestre de gravidez, não há nenhuma possibilidade de arranjo do sistema nervoso que se possa qualificar como atividade cerebral em qualquer nível, a não ser neurônios tentando se conectar."

Drauzio continua: "Muitos consideram que a vida humana começa no instante da fecundação. Mas, por esse raciocínio, a então vida começa antes, porque o espermatozoide é vivo e o óvulo também."

Religiosos e políticos
O médico faz críticas duras a quem argumenta contra o aborto a partir de princípios religiosos.

"O poder das igrejas católicas e evangélicas é absurdo", diz. "Mas não está certo a maioria impor sua vontade. Respeitar opiniões das minorias é parte da democracia. Tem que respeitar os outros, o modo dos outros de ver a vida."

À reportagem, Varella diz que discorda dos que culpam exclusivamente o governo pela epidemia.

"O Estado brasileiro falha em muitos níveis. Mas não dá para colocar a culpa toda no Estado, essa é uma visão muito passiva. Larga-se o pneu com água armazenada, deixa-se a água acumular na calha... Esta culpa é compartilhada, a sociedade tem uma fração importante nessa luta."

Fonte: BBC Brasil

Curta nossa página no Facebook



Ônibus capota e deixa pelo menos dois mortos em Campos Sales, na CE-371

Um acidente grave envolvendo um ônibus da empresa Expresso Guanabara aconteceu na CE-371, região de Sítio Queimado, localizado a cerca de 7 km do município de Campos Sales, na região do Cariri, por volta das 5h da manhã desta quinta-feira (4). De acordo com informações da 4ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar, o motorista perdeu o controle do veículo e capotou. O ônibus fazia o trajeto Fortaleza - Campos Sales.

Conforme o relações públicas da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), tenente-coronel Marcos Costa, o acidente causou a morte de pelo menos dois passageiros. Entretanto, não se sabe ainda a quantidade de pessoas envolvidas na ocorrência. Uma mulher grávida e um homem de aproximadamente 50 anos foram resgatados e levados de helicóptero para o Hospital Regional de Juazeiro do Norte.

Outros passageiros que estavam presos nas ferragens do ônibus, com ferimentos de menor gravidade, também já foram retirados e socorridos pelas ambulâncias.

Atendem as vítimas viaturas da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Estadual, do Corpo de Bombeiros Militar, ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além de dois helicópteros da Ciopaer, um com aparatos de ambulância e outro com estruturas de UTI móvel.

Responsáveis pelas relações públicas tanto do Corpo de Bombeiros como da Polícia aguardam, ainda, mais informações sobre o caso. Falhas no sinal de telefonia dificultam a comunicação com as equipes que estão atendendo a ocorrência.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Conta de luz cairá mais a partir de 1º de março

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, anunciou nesta quarta-feira (3) que, a partir de 1º de março, a cobrança extra da bandeira tarifária, nas contas de luz, vai cair dos atuais R$ 3, da bandeira vermelha, para R$ 1,50, da bandeira amarela.

Essa é a primeira vez desde a entrada em vigor do sistema, em janeiro de 2015, que a bandeira sai do vermelho, que indica que o custo da produção da energia no país está muito alto, para amarelo, que indica melhora nessa situação.

Pela regra, a bandeira amarela entra em vigor quando as termelétricas em operação no país têm custo de produção de até R$ 422,56 para cada megawatt-hora (MWh) produzido.

O sistema ainda prevê a bandeira verde, que significa que a situação no setor elétrico está normal e não há necessidade de cobrança adicional nas contas de luz. Braga disse que existe a possiblidade de o rebaixamento para a bandeira verde acontecer em abril, o que implicaria em nova redução das tarifas de eletricidade.

De acordo com o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, a mudança na bandeira, de vermelha para amarela, deve levar a um barateamento médio de 3% nas contas de luz. Esse índice, porém, varia para os clientes de cada distribuidora.

Ao longo de fevereiro, continua valendo a bandeira vermelha patamar 1, com cobrança de R$ 3 para cada 100 kWh consumidos.


Regime de bandeiras
Os recursos arrecadados com a bandeira tarifária servem para cobrir o aumento de custos no setor provocado pelo uso das termelétricas, usinas movidas a combustíveis como óleo e gás natural e que geram energia mais cara.

As termelétricas substituem a geração de boa parte das hidrelétricas que, entre o final de 2012 e meados de 2015, por causa da falta de chuvas, sofreu com a queda no armazenamento de água em seus reservatórios.

Nos últimos meses as chuvas voltaram a cair com força, especialmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde estão hidrelétricas que respondem por cerca de 70% da capacidade do país de gerar eletricidade. Isso garantiu a recuperação dos reservatórios dessas usinas que, hoje, exibem armazenamento médio acima de 40%. Há um ano, estava abaixo de 20%.

A recuperação desses reservatórios permite o aumento do uso de energia das hidrelétricas e, consequentemente, o desligamento de parte das termelétricas. E é esse movimento que levou à decisão de rebaixar a bandeira tarifária de vermelha para amarela.

Conservador
Apesar de ser a primeira vez que a bandeira muda de cor, o valor cobrado dos consumidores já havia sido reduzido outras duas vezes. Em agosto de 2015, a bandeira vermelha caiu de R$ 5,50 para R$ 4,50 e, agora em fevereiro, para R$ 3 a cada 100 kWh.

Isso foi possível por conta do desligamento, desde agosto, de cerca de 4 mil megawatts (MW) em termelétricas. Apenas a partir de abril serão 2 mil MW a menos fornecidos por 7 dessas usinas mais caras, substituídos por eletricidade mais barata das hidrelétricas.

O ministro Eduardo Braga negou que o governo esteja se precipitando, colocando em risco a completa recuperação dos reservatórios de hidrelétricas em 2016. Segundo ele, a decisão de desligar novas térmicas – e de rebaixar a bandeira tarifária para amarela – se baseou em análises conservadoras sobre o comportamento das chuvas nos próximos meses.

“A decisão de desligar a partir de 1º de março as térmicas acima de R$ 420 [custo do megawatt-hora produzido] é conservadora”, disse o ministro. “Posso dizer com segurança que estamos tomando decisões que são prudentes”, completou ele.

De acordo com o ministro, manter essas 7 térmicas ligadas – e a bandeira na cor vermelha – significaria “impor ao consumidor um custo adicional desnecessário.”

O G1 apurou que, durante a reunião do Conselho de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) desta quarta, que definiu as mudanças, foi discutido o desligamento de um número maior de térmicas, com custo de geração acima de R$ 250 por megawatt-hora, bem abaixo do patamar de R$ 420 definido.

Segundo Braga, o desligamento dessas 7 termelétricas vai representar economia de R$ 7 bilhões ao setor elétrico em 2016.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Planalto entra na blindagem a Lula e avaliza CPIs para investigar tucanos

Diante do aumento da pressão da oposição sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT, com o aval do Palácio do Planalto, tenta blindá-lo no Congresso e evitar que as investigações da Operação Lava Jato afetem o governo da presidente Dilma Rousseff.

A estratégia para proteger Lula passa pela coleta de assinaturas para criação de duas CPIs na Câmara que têm governos tucanos como alvo, bem como a distribuição para deputados de uma cartilha editada em três línguas com a defesa do partido e também do ex-presidente petista e a utilização do plenário da Câmara e do Senado como tribuna de defesa dele.

Nesta terça-feira (2), o PT deu início a campanha, no rádio, na TV e na internet, para defender Lula. A partir de agora, o partido terá o reforça do Planalto e da base de Dilma, apesar de, em privado, ministros e assessores da presidente reconhecerem que as explicações dadas pelo ex-presidente para as suspeitas contra ele foram insuficientes até agora e deixaram muitas perguntas sem respostas.

As medidas da blindagem têm como primeiro objetivo responder ao plano da oposição de apresentar requerimentos para convocar Lula para depoimentos e de criar uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a Cooperativa Habitacional do Sindicato dos Bancários (Bancoop) e sua relação com o PT.

A mulher de Lula, Marisa Letícia, teve a opção de compra de uma unidade no condomínio Solaris, no Guarujá (SP), investigado pela Lava Jato e pelo Ministério Público paulista.

PSDB
Após o Carnaval, deputados petistas passarão a coletar assinaturas para criar as CPIs da máfia da merenda escolar, com foco no governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e da Mineração, com foco no senador e ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB).

A primeira pretende investigar denúncias de superfaturamento e pagamento de propina em contratos de merenda escolar em São Paulo, que envolvem secretários do governo tucano e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Fernando Capez (PSDB).

Já a outra CPI pretende se debruçar sobre apuração do Ministério Público de Minas Gerais que investiga como a mineradora Samarco conseguiu autorização do governo estadual para a construção da barragem de Fundão, que rompeu em novembro do ano passado.

Em reunião com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, para a condução de Afonso Florence (BA) à liderança do partido na Câmara, deputados receberam uma cartilha intitulada "Em defesa do PT, da verdade e da democracia", editada em português, inglês e espanhol. O material foi publicado no fim do ano passado.

O presidente do partido pediu que os deputados petistas saíssem em defesa de Lula em discursos e na internet.

A ordem foi obedecida de imediato e gerou mais discussão que as avaliações a respeito da visita da presidente Dilma Rousseff ao Congresso, no dia anterior, na tentativa de estabelecer diálogo para levar adiante propostas polêmicas como a reforma da Previdência e a recriação da CPMF.

"Respeitem a história do presidente Luiz Inácio Lula da Silva", bradou o ex-líder da bancada Sibá Machado (AC).

Oposição critica
A oposição criticou nesta quarta-feira (3) a estratégia do PT de defender o ex-presidente Lula no Congresso. O presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), disse que essa não deve ser a pauta do Legislativo.

"No que depender de mim, não vou trazer esse caso para o embate político. Lula é investigado pela área competente e ele vai poder se defender das acusações", afirmou. Segundo o senador, neste momento o Congresso deve ser um espaço de debate de propostas para sair da crise.

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), disse que "assuntos de polícia devem ficar com a polícia". Ele criticou o fato de senadores petistas terem anteontem feito a defesa de Lula logo após a presidente Dilma Rousseff ter discursado na Câmara.

"No outro plenário, a presidente veio com tom de apoio e conciliação. Minutos depois, no Senado, não fizeram uma referência à vinda da presidente ao Congresso e partiram para a agressão a senadores do PSDB e ao ex-presidente Fernando Henrique."

O Ministério Público paulista intimou Lula e sua mulher, Marisa Letícia, a depor, como investigados, sobre um tríplex no Guarujá (SP). As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



Mulher morre em motel após ter primeira relação sexual

A polícia investiga a morte de uma jovem após ela passar mal dentro de um motel, em Cambé, na Região Metropolitana de Londrina, no Paraná, na madrugada dessa terça-feira. A mulher morreu após ter uma crise convulsiva no local.

Segundo a Polícia Civil, Bianca Monteiro, de 18 anos, estava com o namorado, um homem de 34 anos, quando teve o mal-estar. Ela chegou a ser atendida pelo Samu, mas não resistiu. Segundo as primeiras informações, a jovem morreu logo após ter a sua primeira relação sexual.

De acordo com a polícia, o casal estava comemorando que a jovem havia feito a prova da segunda fase do vestibular em pedagogia na Universidade Estadual de Londrina (UEL), no domingo. Depois da morte da mulher, seu companheiro foi encaminhado para a delegacia de Cambé, onde prestou depoimento. Ele foi liberado após uma análise de legistas constatar que Bianca havia sofrido uma arritmia cardíaca, ou seja, havia morrido de causas naturais.

Fonte: O Dia

Curta nossa página no Facebook



Potengi (CE): Ciclovia na CE 292 é danificada em função das chuvas

Trechos da ciclovia entregue no mês de novembro do ano passado pelo Governo do Estado, na CE 292, na cidade de Potengi, estão sendo prejudicados com as chuvas. Em algumas áreas é possível ver os estragos provocados pelas precipitações. O local, atualmente, tem sido um dos pontos movimentados da cidade, principalmente para realização de atividades físicas pelos moradores.

As pessoas temem que o espaço fique prejudicado, com as partes já desmoronadas. No local, foi inserida toda a sinalização de uma via para bicicletas. O projeto inaugura praticamente o processo de construção de ciclovias no Cariri.

A área faz parte da obra inclusa no trecho da reforma da CE 292 e era um anseio de muitas pessoas da região. Antes, os moradores enfrentavam riscos para conseguir malhar. A única ciclovia é a principal alternativa para o esporte saudável no Município.

Alguns buracos foram abertos e há possibilidade da estrutura ficar totalmente prejudicada, com alerta para os ciclistas que trafegam no local. Para as pessoas que costumam caminhar na área, é preciso redobrarem os cuidados.

No Cariri, o Governo chegou a inaugurar a ciclofaixa, entre as cidades de Juazeiro do Norte e Barbalha, num percurso de 6 km. A perspectiva é iniciar uma ciclovia entre Crato e Juazeiro do Norte, mas a data para iniciar a obra ainda não foi anunciada.

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



ShareThis