Crato registra chuva de 120 milímetros nesta madrugada; Canal do rio Granjeiro quase transborda

Canal do rio Granjeiro, em Crato
O município de Quiterianópolis, no Sertão Central e Inhamuns, registrou a maior chuva de 2019. Entre as 7h de sexta-feira (15) e 7h deste sábado (16), a cidade recebeu 180,0 milímetros, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Outras três cidades registraram chuvas acima de 100 milímetros. Ibiapina, Crato e Camocim computaram 120,5 mm, 120 mm e 105 mm, respectivamente.

Em Crato, o Canal do rio Granjeiro faltou poucos centímetros para transbordar (veja o vídeo).


Até as 12h23, choveu em pelo menos 112 municípios, de acordo com dados parciais da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Em Fortaleza choveu 38,8 milímetros no Posto Pluviométrico da Água Fria.

As regiões do Cariri, Vale do Jaguaribe, da Serra da Ibiapaba e Sertão Central e Inhamuns receberam boas chuvas.

A principal causa das precipitações mais intensas foi a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que apresenta-se próximo à costa norte do Ceará, assim como a atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), que está posicionado sobre o sul do Estado do Maranhão.

Diante do atual cenário, a previsão do tempo atualizada indica céu nublado com eventos de chuva em todas as regiões do Estado. Já para este domingo (17), o Ceará terá nebulosidade variável (momentos ora de céu mais aberto, ora com cobertura de nuvens) com eventos de chuva principalmente no Centro-Sul.

Temperatura
As chuvas recentes provocaram ainda redução das temperaturas em determinados municípios. Em Jaguaruana, que costuma registrar as temperaturas mais elevadas do Estado, apresentou mínima de 18,8ºC, seguido de Tauá, com 19,7ºC. Em Fortaleza, a menor temperatura registrada entre ontem e hoje foi de 24,2ºC.

As máxima entre esta sexta e a manhã deste sábado ficaram com Tauá (34,5ºC) e Campos Sales (34,4ºC).

Previsão para domingo (17):
  • Nebulosidade variável com possibilidade de chuvas em todas as regiões do Ceará.
Previsão para segunda-feira (18):
  • Há possibilidade de chuvas no centro-norte do estado. Nas demais regioes, nebulosidade variável com chuvas isoladas.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

16 de fevereiro

1267 - É assinado por Afonso III de Portugal e Afonso X de Leão e Castela o Tratado de Badajoz, que define a fronteira entre Portugal e Castela, garantindo a soberania portuguesa do Algarve.
1959 - Fidel Castro (foto), torna-se primeiro-ministro de Cuba.
2005 - O Protocolo de Quioto entra em vigor nos países signatários.

Nasceram neste dia…
1848 - Octave Mirbeau, escritor e jornalista francês (m. 1917).
1925 - Carlos Paredes, guitarrista e compositor português (m. 2004).
1944 - António Mascarenhas Monteiro, político cabo-verdense.

Morreram neste dia…
1279 - D. Afonso III de Portugal (n. 1210).
1837 - Gottfried Reinhold Treviranus, biólogo alemão (n. 1776).
1992 - Jânio Quadros, político, vigésimo-segundo presidente brasileiro (n. 1917).

Fonte: Wikipédia

PF prende mulher que portava R$ 1 mil em cédulas falsas em Juazeiro do Norte

A Polícia Federal prendeu uma mulher em flagrante, na tarde desta quinta-feira (14), em Juazeiro do Norte, que portava 80 cédulas falsas de real e uma cédula falsa de 100 dólares. A investigação aponta que ela comprou o dinheiro falso, totalizando R$ 1 mil, que foi enviado de São Paulo. A quantia foi entregue pelos Correios.

De acordo com a delegada da Polícia Federal de Juazeiro do Norte, Josefa Lourenço, há muitas denúncias sobre a venda de cédulas nas redes sociais, sobretudo no WhatsApp e no Facebook, e que todas as unidades estão desenvolvendo investigações. No caso de ontem, foi a própria Central de Distribuição dos Correios que alertou os agentes sobre a possibilidade de encontrar o dinheiro falso. “Aí começamos a monitorar”, conta.

Os policiais conseguiram identificar o local e horário de entrega da encomenda, que foi enviada de São Paulo. “É possível que o remetente tenha usado endereço e identificação falsa”, acredita a delegada. A mulher vai responder por crime de aquisição e guarda de cédula falsa. “Tanto comete quem porta, quem exporta, quem produz e quem vende”, pondera Josefa. A pena vai de 3 a 12 anos de prisão.

A Polícia Federal tem monitorado as mensagens de compra e venda cédulas falsas nas redes sociais. Nelas, há propagandas que atestam sobre a qualidade do material ressaltando características como a aprovação no teste da luz negra, serem ásperas, possuir alto relevo, marca d’água e selo holográfico. “São cédulas com qualidade excepcional. Qualquer pessoa poderia ser enganada”, admite a delegada.

Vídeos também são gravados para mostrar a qualidade das notas. “Estas mensagens ajudam para identificar de onde originaram, o endereço do IP (Internet Protocol)”, adverte Josefa.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Em reunião, Onyx diz a Bebianno que ele fica no cargo

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno , permanecerá no cargo. A decisão foi comunicada a ele nesta sexta-feira, durante reunião a portas fechadas no Palácio do Planalto com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz. A informação foi confirmada ao Globo por fontes do Palácio.

Na conversa, Onyx disse a Bebianno que ele se manterá no cargo com suas atribuições integrais.  O chefe da Casa Civil classificou a crise como "um acidente do percurso".

Alvo de uma crise amplificada pela filho do presidente, o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PSC), Bebianno recebeu o apoio de ministros palacianos, militares do governo e parlamentares, incluindo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Eles consideraram que o envolvimento familiar do governo grave e atuaram para segurar Bebianno no cargo e, consequentemente, evitar a imagem de que o rumo do Palácio é ditado pelos filhos do presidente. O trio que possuim cargos eletivo é apontado como um gerador de crise para Bolsonaro.

Bebianno recebeu o apoio dos colegas do Palácio e foi aconselhado, nesta sexta-feira, a se recolher nos próximos dias e evitar declarações à imprensa. O grupo que atuou para contornar o entrevero avalia que a apresentação do texto da reforma da Previdência ajudará a tirar os holofotes da crise.

O secretário-geral da Presidência esperava ser recebido pelo presidente, de quem foi coordenador da campanha. Por ora, não há previsão de que o encontro acontecerá.

Envolto numa crise provocada pelo filho do presidente, Carlos Bolsonaro, que trabalha pela demissão do desafeto no governo, o ministro passou os últimos dias tentando se segurar no cargo. Bebianno enfrenta um processo de desgaste provocado por denúncias envolvendo irregularidades na sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL, partido dele e de Bolsonaro. Segundo reportagem da "Folha de S.Paulo", durante as eleições, então coordenador da campanha de Bolsonaro, Bebianno liberou R$ 400 mil do fundo partidário a uma candidata que teve apenas 274 votos. A suspeita é de que ela tenha sido usada como laranja pela legenda do presidente da República.

Para afastar os rumores de que estaria fragilizado no cargo, o ministro disse ao Globo, na terça-feira, que mantinha contato frequente com o presidente, por WhatsApp. Filho mais próximo do presidente, o vereador carioca Carlos postou nas redes sociais, na quarta-feira, um áudio do presidente para tentar desmentir o ministro da Secretaria-Geral.

O filho do presidente, que não tem função formal no governo, postou a gravação no começo da tarde, enquanto o pai voava de São Paulo a Brasília, para mostrar a seus seguidores que o ministro teria mentido, ao dizer que teria conversado com Bolsonaro. Anda na quarta, o próprio Bolsonaro replicou a mensagem do filho, que chamava Bebianno de mentiroso.

O presidente concedeu uma entrevista em que também acusou o ministro de faltar com a verdade. Bolsonaro anunciou que pediu a Sergio Moro a entrada da Polícia Federal no caso e chegou a dizer que se o ministro estiver envolvido no uso de candidatos do PSL como laranjas na campanha eleitoral de 2018, ele deverá sair do governo.

- Se tiver envolvido (Bebianno), logicamente, e responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens.

A decisão do presidente da República de defenestrar um de seus principais ministros, com gabinete no próprio Palácio do Planalto, desagradou a ala do governo mais conservadora, que preferia discutir desavenças internamente. O fato de Bolsonaro ter chamado o ministro de mentiroso e sinalizado sua possível exoneração na TV, sem sequer ter tratado com o auxiliar do caso, também mostrou aos aliados que o presidente não teria reservas em abandonar companheiros, caso se sinta ameaçado.

Recebida por Bolsonaro nesta sexta-feira, a deputada Joice Hasselmann disse ontem que a crise envolvendo o ministro e o filho do presidente deixou "todo mundo dentro de uma saia muito justa".

-  É preciso que se decida por alguma coisa, seja para um lado, para o outro. O que não dá é para ficar nessa instabilidade, respirando esse ar que é tão denso, tão pesado, que parece que você consegue cortar o ar com a tesoura - afirmou Joice.

'Não sou moleque'
Nesta quinta-feira, porém, depois de ser chamado de mentiroso pelo próprio presidente, Bebianno deu uma entrevista à revista Crusoé em que transmitiu recados diretos ao presidente. Além de dizer que Carlos Bolsonaro “não é nada no governo” e indiretamente chamá-lo de “moleque”, Bebianno fez questão de dizer ao presidente que não era um ministro qualquer.

“Não sou moleque, e o presidente sabe. O presidente está com medo de receber algum respingo. Ele foi um mero candidato. Ele não participou de Executiva, ele não tinha mando no partido. Ele não tem responsabilidade nenhuma”, disse Bebianno.

O ministro passou a quinta-feira recluso em seu flat num hotel a menos de 500 metros do Palácio da Alvorada, mas não foi convocado por Bolsonaro para ter uma conversa e acabar com a crise. Coube ao ministro da Casa Civil e aos ministros militares o papel de mediação na crise.

O ministro, depois de conquistar apoio político no Congresso, inclusive com declarações em sua defesa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, segue no cargo, mas os desgastes na relação com Bolsonaro permanecem, avaliavam ontem auxiliares palacianos.

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook

No Cariri, projeto desenvolve cisternas com menor impacto ambiental

"Hoje é uma maravilha! Quanto mais eu trabalhar, mais eu ganho. Dá mais que o aposento", conta alegre a agricultora Ana da Silva, de 65 anos, moradora do Assentamento 10 de Abril, no Crato. A mudança de vida no Semiárido passa por uma coisa fundamental: acesso à água. Com ela, a vegetação seca se torna verde rapidamente, os legumes brotam do chão, e os trajetos longos a pé atrás do recurso hídrico ficam no passado. No caso de dona Ana, mais que isso. Como uma das fundadoras da Feira Agroecológica do Município, a água virou sinônimo de autonomia. Se a vida dela se transformou a partir de 2003, quando começou a comercializar seus produtos orgânicos no Centro do Crato, a renda melhorou mais ainda com a chegada da Cisterna Chapéu do Padre Cícero, 12 anos depois, com capacidade para armazenar até 52 mil litros. Apesar de ser certificada pela Fundação Banco do Brasil, em 2013, esta tecnologia ainda é pouco difundida no Nordeste e se restringe à região do Cariri, onde foi criada, pela Associação Cristã de Base (ACB).

No início dos anos 2000, a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) desenvolveu o programa Um Milhão de Cisternas, a ser implantado em todo o Nordeste. Na época, a ideia era atender a uma necessidade básica da população: água para o consumo humano. Com isso, foi criada a cisterna de 16 mil litros para captar água da chuva pelo telhado. Em 2007, surge o Programa Uma Terra, Duas Águas, com objetivo de implementar a cisterna maior, com capacidade para armazenar 52 mil litros, voltada para produção. Os modelos mais instalados são de calçadão retangular e de enxurrada, que ainda hoje são construídos.

A ACB, organização não-governamental fundada há quase 37 anos por agricultores de diversos municípios do Cariri, foi uma das primeiras a implementar as cisternas na Região pelos dois programas. Porém, seus técnicos enxergavam um problema, sobretudo, na cisterna de calçadão: a tecnologia consumia muito espaço do terreno dos pequenos agricultores, aproximadamente 200 metros quadrados de cimento, onde a água da chuva é jorrada. Foi aí que seus membros se debruçaram em procurar uma solução.

Em 2007, teve início as primeiras experiências para criar uma cisterna com calçadão circular em que a água que atingisse seu teto também fosse captada, possuindo a mesma capacidade de estocamento: 52 mil litros. Com 80 m² de área, que escorre para as fendas nas bordas, surge a tecnologia batizada de Chapéu do Padre Cícero, pelo seu formato. "Até para homenagear o Padre que incentivava a construção de uma cisterna em cada casa", conta Socorro Silva, coordenadora da ACB.

A primeira cisterna foi construída no Sítio Catolé, em Nova Olinda, em 2010, para atender à Casa de Farinha Dona Soledade, da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Sítio Serra do Catolé, que fica no topo da Chapada do Araripe. O reservatório teve bom resultado e, ainda hoje, permanece em pleno funcionamento, auxiliando a produção de farinha e goma dos agricultores familiares.

"Nas duas primeiras semanas, percebemos a eficiência da cisterna", lembra o agricultor José Valdo Gonçalves. "Ela economiza chão e recebe mais água por causa do telhado. Para quem tem uma tarefa, faz uma diferença medonha", completa.

A Cisterna Chapéu do Padre Cícero também causa um impacto ambiental menor no terreno em que é instalado, já que a de calçadão retangular demanda a retirada de árvores de grande e médio portes do seu entorno. Essa medida é necessária para que as raízes não danifiquem a estrutura, podendo causar rachaduras e afundamentos.

Além disso, o custo da tecnologia criada no Cariri é cerca de 40% menor que a convencional, custando cerca de R$ 6 mil, pois utiliza menos material. "A mão de obra também é mais barata, pois gasta menos dias de construção", diz o técnico agrícola Ery Cláudio.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Três suspeitos são presos na operação “Combustível Podre”, em Nova Olinda

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) realizou, na última quinta-feira (14/02), a operação “Combustível Podre”, em Nova Olinda. Na ação, foram cumpridos três mandados de prisão temporária contra dois secretários municipais e um empresário local, suspeitos de envolvimento com aquisição irregular de combustível pelo Município. Também foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, sendo apreendidos mais de R$ 40 mil em espécie, três armas de fogo, computadores e celulares. As investigações seguem em sigilo.

A operação decorre de investigação que apura o superfaturamento peculatário nos contratos de abastecimento de combustíveis no município entre 2016 e 2019. Os custos chegam a mais de R$ 1 milhão por ano. Segundo informam as medidas cautelares, a frota de veículos de Nova Olinda não chega a 30 veículos. Porém, em 2017, foi gasto o valor de R$ 1.225.236,14 com combustível. Em 2018, a despesa foi de R$ 1.332,117,97.

No aparente esquema, os motoristas da prefeitura de Nova Olinda abasteciam diariamente no posto do empresário, com ordens já preenchidas e assinadas. As notas avulsas ficavam retidas pela gerência e administração do posto sendo inseridas no sistema como “abastecimentos a prazo”. No fim de cada mês, era emitida uma nota fiscal mensal não com base nos abastecimentos efetivamente realizados, mas a partir de um mapa manuscrito pelo secretário municipal, que era fraudulentamente superfaturado.

O acréscimo no sistema de emissão da nota fiscal da Prefeitura era feita pelo empresário a partir de outros abastecimentos particulares de terceiros, sem nota já emitida ou pedida pelo cliente, e, assim, a emissão tornava-se aparentemente legal, aceita pelo sistema da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz). Desse modo, o Município fazia o empenho e o pagamento. A propina correspondia ao excesso emitido na nota mensal e indevidamente recebido e era retirada do caixa ou do cofre do posto. Os valores transitavam entre R$ 5 mil e 8 mil por mês e eram resgatados pelo secretário.

Assessoria de Imprensa/MPCE

Curta nossa página no Facebook

Presidente do partido de Bolsonaro contratou empresa de filho na eleição

O deputado federal Luciano Bivar (PE), presidente nacional do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, gastou R$ 250 mil provenientes do fundo eleitoral para contratar a empresa de um dos seus filhos durante a eleição de 2018. Sediada em Jaboatão dos Guararapes (PE), cidade a cerca de 20 quilômetros do Recife, a Nox Entretenimentos está registrada em nome de Cristiano de Petribu Bivar. Foi o segundo maior gasto da campanha dele.

A contratação está na mira da Procuradoria Eleitoral de Pernambuco. Em parecer sobre a prestação de contas de Bivar, o procurador Francisco Machado Teixeira se posicionou pela aprovação com ressalvas das contas e citou a necessidade de se investigar o possível “desvio de finalidade” no gasto destinado à empresa do filho do deputado.

“Foram realizadas despesas com fornecedores de campanha que possuem relação de parentesco com o prestador de contas, o que pode indicar desvio de finalidade. O Ministério Público Eleitoral informa que extrairá cópia dos autos para investigação dos fatos”, afirma o documento da Procuradoria Eleitoral sobre a prestação de contas de Bivar ao qual o Estado teve acesso.

À época da contratação, a distribuição dos valores recebidos via fundo eleitoral para os candidatos do PSL, conforme ata do partido registrada na Justiça Eleitoral, era de responsabilidade do atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Ele presidiu o PSL durante a campanha eleitoral.

O Estado tentou contato com a Nox Entretenimentos. De acordo com as notas fiscais, a empresa teria prestado serviços de produção de vídeo para a campanha de Bivar. O telefone registrado pela empresa na Receita Federal é o mesmo do escritório de advocacia Rueda e Rueda, no Recife, que não explicou se divide o espaço com a Nox nem qual sua ligação com a família Bivar. Um dos sócios do escritório de advocacia é Antonio Rueda, presidente do diretório do PSL de Pernambuco no período eleitoral. Outra empresa em que Cristiano Bivar é sócio, a Mitra Participações, aluga salas para o diretório do PSL no Recife.

Campanha
Bivar é presidente do PSL desde 1998 e, atualmente, ocupa o cargo de segundo-vice-presidente da Câmara. O parlamentar deixou o comando da sigla apenas durante a eleição a pedido de Bolsonaro para dar lugar a Bebianno. Ele foi um dos parlamentares que mais receberam valores do fundo eleitoral. Dos R$ 9,2 milhões recebidos pelo PSL, a campanha do deputado amealhou R$ 1,8 milhão, o que representa 19,5% do total.

Na prestação de contas de campanha, a empresa do filho de Bivar aparece na segunda colocação entre as empresas que mais receberam. Em primeiro lugar está a Vidal Assessoria e Gráfica Ltda., de Luis Alfredo Vidal Nunes da Silva, que é vogal (dirigente com direito a voto) do PSL de Pernambuco, como revelou o Estado nesta quinta-feira, 14.

Advogados ouvidos pela reportagem disseram não haver proibição legal na contratação de empresas de familiares com dinheiro do Fundo Partidário, mas afirmaram que a citação a um possível “desvio de finalidade” significa que a Procuradoria Eleitoral vai investigar se os serviços foram efetivamente prestados e a preços de acordo com o mercado.

Com a palavra, Luciano Bivar
Bivar afirmou, via assessoria, que a contratação da Nox Entretenimentos se “deveu ao fato de ela ter oferecido o menor preço para produzir os vídeos da campanha” e que “há contrato, notas fiscais, tudo perfeitamente legalizado”. Sobre as salas em que fica a sede do PSL em Pernambuco, o deputado disse que “o aluguel é em forma de comodato e que, na verdade, ele empresta a sala para o partido, sem custo”.

Com a palavra, Cristiano Bivar
O filho do presidente do PSL, também por meio da assessoria do deputado, declarou que sua empresa foi contratada por vários candidatos e que, no caso de seu pai, prestou serviços de produção de vídeos, jingles e decoração do comitê. Cristiano Bivar afirmou ainda que, para desempenhar essa função, também pagou “o projeto arquitetônico, som, palco, projetor, gerador de energia, diesel, mobiliário e as gravações para o programa gratuito de TV”.

Com a palavra, a Nox Entretenimentos
A Nox Entretenimentos, por e-mail, disse que o serviço foi efetivamente prestado e a preço de mercado. “Inexiste impeditivo legal na contratação. Tendo inclusive as contas do candidato sido aprovadas sem ressalva pelos órgãos competentes”, afirmou a empresa.

Com a palavra, a Procuradoria Eleitoral de Pernambuco
O Estado questionou a Procuradoria Eleitoral de Pernambuco sobre o andamento da investigação relativa à contratação da Nox Entretenimentos pela campanha de Luciano Bivar na eleição do ano passado, mas não obteve resposta.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Águas do São Francisco serão bombeadas para o Ceará em maio

O governador Camilo Santana recebeu na manhã desta sexta-feira (15) o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. Em reunião no Palácio da Abolição o ministro anunciou que as águas do eixo Norte da transposição do Rio São Francisco começam a ser bombeadas para o Ceará em maio próximo. Canuto informou ter havido um problema estrutural em um trecho da obra, próximo ao reservatório de Negreiros, em Salgueiro, no sertão de Pernambuco.

“A obra está em execução e a previsão dada pela empresa responsável é que acaba em maio deste ano. A partir de então, a gente começa a bombear água de novo para o eixo Norte, para a água seguir seu curso até chegar ao reservatório de Jati e comunicar com o CAC (Cinturão das Águas do Ceará)”, relatou Gustavo Canuto.

De acordo com o ministro, se tudo correr de acordo com o previsto, sem novos problemas em reservatórios e canais, a água deve chegar a Jati, no Ceará, no segundo semestre deste ano. “É uma previsão. Evidentemente que tudo vai depender de qualquer imprevisto ao longo do caminho da água”, ressaltou o ministro do Desenvolvimento Regional.

Durante a reunião, Camilo Santana assegurou ao Ministério total apoio do Governo do Ceará nesse processo para que seja garantida a operação. O governador também falou do esforço por parte do Estado ao longo dos últimos quatro anos, com ações emergenciais, buscando alternativas para garantir que haja abastecimento da população. “Através de nossas secretarias e nossos órgãos estamos monitorando e acompanhando. Portanto é fundamental que esse problema seja corrigido para não trazer danos à operação. Nessa perspectiva de que o Ministério tem uma previsão, estamos nos readequando, mas consideramos que é fundamental a sua conclusão. Disse isso ao ministro”, argumentou o governador Camilo Santana.

Camilo afirmou que o Governo do Ceará vai continuar tomando todas as medidas e providências necessárias para garantir que haja abastecimento em todos os municípios até a chegada das águas do Rio São Francisco. “Vamos trabalhar nesse calendário, com todas as ações que sejam necessárias para garantir o abastecimento de água para os cearenses”.

No Eixo Norte, as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco passam pelos municípios cearenses de Penaforte, Jati, Brejo Santo, Mauriti e Barro. Também passa por Cabrobó, Salgueiro, Terranova e Verdejante, em Pernambuco; São José de Piranhas, Monte Horebe e Cajazeiras, na Paraíba.

Cinturão das Águas (CAC)
O Cinturão de Águas do Ceará (CAC) é uma estratégia de abastecimento de comunidades, a partir do aproveitamento da água que chegará ao Ceará por meio do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF).

Sobre o CAC, o governador Camilo Santana informou que o primeiro trecho, com cerca de 53 quilômetros, está pronto. É o trecho que vai pegar água do Jati e percorrer até o Riacho Seco, em Missão Velha. A partir de lá a água segue pelo leito do rio até o Castanhão. “Esse trecho está pronto. Vamos agora aguardar a conclusão desse dique que fica pouco depois da estação de bombeamento em Salgueiro, para que possa liberar”. Para a execução desse trecho foi feito um investimento de quase R$ 800 milhões.

Além da transposição das águas do Rio São Francisco, o governador também tratou com o ministro sobre outros assuntos de infraestrutura hídrica, saneamento e habitação, principalmente obras do Programa Minha Casa Minha Vida que estão em andamento no Ceará.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Bebianno fala sobre laranjas na eleição e diz que Bolsonaro “está com medo de respingo”

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, disse que seu chefe Jair Bolsonaro (PSL) lhe tem dirigido ataques públicos porque está com "medo de receber algum respingo" da denúncia de que o partido de ambos, o PSL, desviou R$ 400 mil do fundo partidário para a campanha de uma "candidata laranja" em Pernambuco. Mais cedo, como este site mostrou, Bolsonaro desmentiu Bebianno e disse que não conversou com o auxiliar na última terça-feira (12), reiterando o que seu filho Carlos Bolsonaro postou ontem (quarta, 14) no Twitter.

Em entrevista à revista digital Crusoé, Bebianno resolveu se defender e aumentou o tom da discussão. Presidente interino do PSL durante as eleições, o agora ministro foi o responsável pelo caixa da campanha nacional e, nesta condição, partiu para o contra-ataque. "Não sou moleque, e o presidente sabe. O presidente está com medo de receber algum respingo", fustigou.

Segundo a reportagem-entrevista assinada por Igor Gadelha, as declarações de Bebianno foram dadas na tarde desta quinta-feira (14) no caminho entre o hotel em que o ministro mora em Brasília e o Palácio do Planalto, onde despacha diariamente. Rumores sobre sua demissão crescem e, diante da crise crescente, Bolsonaro se limita a dizer que determinou investigação à Polícia Federal. "Se estiver envolvido, logicamente, e responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens", disse o presidente, em entrevista à TV Record.

"Em nenhum momento conversei com ele", reforçou Bolsonaro.

Na entrevista à Crusoé, Bebianno não abaixa a guarda e dirige provocação ao presidente. "Imagino que ele esteja com esse medo, com essa preocupação infundada. Alguém botou minhocas na cabeça dele em relação a esse assunto. Por que ele não tem essa preocupação em relação a Minas Gerais?", questionou, referindo-se a outra acusação de fraude eleitoral – ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL) é suspeito de ter usado candidatas laranjas em benefício próprio em Minas Gerais, onde quatro candidatas do PSL em Minas receberam R$ 279 mil do comando nacional do partido por indicação do próprio Marcelo.

Ex-homem de confiança do presidente e, agora, protagonista da primeira grande crise no núcleo do governo, Bebianno diz ainda que não pode ser responsabilidade por possíveis fraudes eleitorais envolvendo uso de candidaturas laranjas. "Se tem alguma fraude, alguma coisa de errado, a primeira coisa que se pergunta é o seguinte: quem foi o beneficiado?", indaga.

Ainda segundo a reportagem, ele chegou a estar praticamente decidido a pedir demissão na madrugada de ontem (quarta, 13) para hoje. Mas, durante todo o dia desta quinta-feira, foi demovido da ideia por aliados. "Meu foco agora é o trabalho, tentar reparar os possíveis estragos que possam ter existido", declarou o secretário-geral.

No encerramento da entrevista, Bebbiano comenta a possibilidade de Bolsonaro demiti-lo e, como o próprio presidente disse, obrigá-lo a "voltar às origens". "Todos nós voltaremos às nossas origens. As nossas origens estão no cemitério. Todos voltaremos às nossas origens. O presidente não morrerá presidente. Muitas pessoas que se elegeram agora – eu não quero citar nomes – também estão aí sob foco de investigações. Vamos ver, está certo? Eu sou homem. Não sou moleque", completou Bebianno.

Confiança perdida
Advogado do presidente, Bebianno assumiu a presidência nacional do PSL durante a campanha eleitoral por ser considerado homem de confiança de Bolsonaro. Ao deixar o comando do partido, após a eleição, ganhou a Secretaria-Geral da Presidência, considerada uma pasta importante no governo. Segundo reportagem publicada no último domingo (10) pela Folha de S.Paulo, ele liberou R$ 400 mil de dinheiro público, do fundo partidário, para uma candidata que concorreu a uma vaga de deputada federal e teve apenas 274 votos.

De acordo com a Folha, Maria de Lourdes Paixão recebeu o terceiro maior montante entre os candidatos do PSL – mais do que o próprio Bolsonaro e a deputada Joice Hasselmann (SP), eleita com mais de 1 milhão de votos.

Fonte: Congresso em Foco

Curta nossa página no Facebook

IFCE Crato recebe palestras de ex-engenheiro do Google

O campus de Crato do IFCE receberá, nestas segunda e terça-feira (18 e 19/02), uma série de palestras relacionadas à formação técnica e tecnológica e ao ambiente de nuvem. O convidado é Daniel Fireman, doutorando em Ciência da Computação e ex-engenheiro do Google. As palestras são gratuitas e abertas a todos os interessados. Não é necessário fazer inscrição prévia.

"As palestras vão permitir os participantes observarem oportunidades que muitas vezes passam despercebidas durante sua formação em um curso técnico ou superior na área tecnológica. Além disso, o palestrante irá apresentar uma série de novos conceitos relacionados tecnologia, mais especificamente a cloud computing", explica o organizador da iniciativa, professor Yuri Lacerda.

À noite, o transporte ofertado pelo campus sai da Praça da Prefeitura, no centro do Crato, às 18h10, 18h20 e 20h10. O retorno para o centro ocorre nos horários de 20h30 e 22h05. O campus está localizado no km 15 da CE-292, no percurso Crato/Nova Olinda.

Confira a programação:

18/02/2019 (segunda-feira)

19h00 - Chance agora, oportunidade em breve (Formas de transformar as incertezas inerentes a formação técnica/tecnológica em oportunidades)
20h30 - Sabe a nuvem? Para o alto, e avante! (Bem-vindo a era do desenvolvimento multi-dispositivo ágil de sistemas containerizados e com execução distribuída em ambiente de nuvem)

19/02/2019 (terça-feira)

13h30 - Chance agora, oportunidade em breve (Formas de transformar as incertezas inerentes a formação técnica/tecnológica em oportunidades)
14h30 - Roda de conversa com professores e aluno

Mini biografia do palestrante
Depois de um curso técnico em informática no IFAL, uma graduação em Ciência da computação na UFCG e MSc na mesma área na UFMG, Daniel Fireman começou a trabalhar na empresa Google Inc. Lá ele passou mais de 6 anos trabalhando em múltiplos escritórios (NYC, ZRH e BHZ) e em projetos importantes como o Google My Business e na melhoria de eficiência do principal framework para servidores Java HTTP/RPC.

Atualmente Daniel Fireman está de volta para onde tudo começou, o IFAL. Além disso, está cursando um doutorado em Ciência da Computação na UFCG, contribuindo com projetos open source e lendo sobre Go e Java, sistemas distribuídos, containers/microsserviços/serverless computing.

Curta nossa página no Facebook

Maia liga para Guedes e diz que queda de Bebianno ameaçaria reforma da Previdência

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ligou na manhã desta quinta-feira para o ministro da Economia, Paulo Guedes, para enviar um recado ao presidente Jair Bolsonaro: a possível queda da ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, pode atrapalhar a aprovação da reforma da Previdência. Segundo duas fontes ouvidas pelo Globo, Maia argumentou que, ao exonerar Bebianno, principal aliado durante a campanha, o presidente indicaria que não honrará compromissos com o Congresso.

A interlocutores, o presidente da Câmara avaliou que depois de entregar a aprovação da reforma da Previdência, Bolsonaro não hesitará em sufocá-lo politicamente, caso também entre em rota de colisão com os filhos.

Embora publicamente Maia tenha afirmado que não "se intrometerá em conflitos de parentes do presidente", ele argumentou com Guedes que tem bom relacionamento com Bebianno, elogiado por ele após ser reeleito para a Presidência da Câmara. O ministro, embora comandando uma pasta esvaziada, se aproximou do parlamentar e passou a ser visto como uma alternativa ao chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, cuja relação com Maia está estremecida desde que atuou nos bastidores para impedir a releição dele à presidência da Câmara.

A atuação de Maia em favor de Bebianno foi tratada na madrugada desta quinta-feira em conversas de WhatsApp e em um encontro de aliados do ministro que articulam para evitar a queda do ministro e conter a instabilidade no Palácio do Planalto.

Nesta quinta-feira, Bolsonaro recebe Onyx e Guedes no Palácio da Alvarada. Em entrevista à TV Rercord na noite de quarta-feira, o presidente prometeu para hoje "bater o martelo sobre a reforma." 

Mais cedo, o presidente recebeu os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Carlos Alberto Santos Cruz (Secretaria de Governo) e Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional), além do deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara. Todos saíram do local sem dar entrevistas.

O Palácio do Planalto tem nesta quinta-feira um clima de expectativa sobre o desfecho da crise. A aliados, Bebianno não tem demostrado a intenção de deixar o cargo voluntariamente, cedendo à pressão do vereador Carlos Bolsonaro, filho mais próximo do presidente. 

O ministro espera conversar pessoalmente com o presidente e se defender da acusação de que participou de um esquema de candidaturas laranjas, conforme reportagem publicada pela "Folha de S.Paulo" no último domingo. Segundo o texto, o PSL destinou R$ 400 mil de fundo partidário para Maria de Lourdes Paixão, de 68 anos, candidata a deputada federal de Pernambuco que recebeu apenas 274 votos . A Polícia Federal passou a investigar o caso.

Na época, Bebianno era presidente da legenda. Ele comandou o partido entre janeiro e outubro de 2018, mas alega que cabe ao deputado federal Luciano Bivar, atual presidente da legenda e responsável pelo diretório de Pernambuco, para explicar as acusações.

Nas conversas que vem mantendo com assessores e aliados, Bebianno afirmou que se manterá em silêncio sobre as declarações de Bolsonaro, "respeitando o cargo que ainda mantém como secretário-geral da Presidência." 

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook

Prefeito de Nova Olinda é afastado suspeito de compra irregular de combustível

Afonso Sampaio, prefeito afastado de Nova Olinda
(Foto: Reprodução)
O prefeito de Nova Olinda, na Região do Cariri cearense, foi afastado do cargo na noite desta quinta-feira (14). A Câmara Municipal da cidade investiga Afonso Sampaio (PSD) por uma suposta compra irregular de combustível. Foram 9 votos pelo afastamento e 2 contra.

As investigações serão apuradas para verificar se a compra do combustível para a frota de veículos da prefeitura no período 2017-2018 atendeu os trâmites legais.

Afonso Sampaio ficará afastado por 120 dias e, já a partir desta sexta-feira (15), o vice- prefeito Ítalo Alencar assume a prefeitura.

Sessão
Durante a votação, moradores estiveram presentes dentro e fora da Câmara Municipal, que ficou lotada. A sessão começou às 19h e teve fim próximo das 21h.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Ex-prefeito de Missão Velha se entrega à polícia após operação de combate à corrupção

O ex-prefeito de Missão Velha, a ex-secretária de Finanças, Relvia Livia Sobreira de Lucena Gonçalves e o empresário Francisco Bezerra Lima, os três alvo de investigações por suposto esquema de desvio de dinheiro público, se entregaram à polícia nesta quinta-feira (14), e estão presos temporariamente. O ex-prefeito Tardiny Pinheiro Roberto, e a ex-secretária eram considerados foragidos desde a terça-feira (12), quando foi deflagrada operação do Ministério Público do Ceará de combate à corrupção na cidade

Segundo o MPCE, os três vão prestar depoimentos ao Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco/MPCE), nesta sexta-feira (15). 

As investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) são relativas ao período da administração municipal anterior, quando mais de R$ 7 milhões foram transferidos da conta da prefeitura para uma empresa de assessoria e digitação, supostamente de forma irregular, configurando indício de desvio de dinheiro do erário. 

Segundo as investigações, Tardiny Roberto, a ex-secretária e outra mulher, sócia do ex-prefeito em um posto de combustível, teriam recebido irregularmente mais de R$ 60.000 do esquema. A sócia do ex-prefeito foi ouvida nesta quinta por membros do MPCE. 


Além dos mandados de prisão temporária, foram cumpridos ainda sete mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados e no prédio da Prefeitura do Município. O marido da sócia do ex-prefeito, que é irmão de Tardiny Roberto, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, mas pagou fiança e foi liberado.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro define idades mínimas na reforma da Previdência

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta quinta-feira (14) que a nova reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

Em reunião com a equipe econômica, ficou estabelecido que haverá um período de doze anos de transição para se chegar aos pisos para recebimento da aposentadoria.

A confirmação foi feita pelo secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Segundo ele, a equipe econômica defendeu uma única idade mínima para homens e mulheres de 65 anos, o que foi recusado pelo presidente.

A expectativa é de que na próxima quarta-feia (20) o presidente assine o texto e, no mesmo dia, ele seja divulgado publicamente e enviado à Câmara dos Deputados.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

15 de fevereiro

1786 - William Herschel descobre a nebulosa Olho de gato.
1989 - O exército soviético deixa Cabul, depois de nove anos de ocupação militar do Afeganistão.
1999 - A Austrália aceita pela primeira vez a projetada independência de Timor-Leste e admite colaborar no processo.

Nasceram neste dia…
1564 - Galileu Galilei, matemático, astrónomo e físico italiano (m. 1642).
1710 - Luís XV (foto) , rei francês (m. 1774).
1954 - Matt Groening, cartunista estadunidense.

Morreram neste dia…
1637 - Fernando II, Sacro Imperador Romano-Germânico (n. 1578).
1955 - Francisco Franco de Sousa, escultor português (n. 1885).
1959 - Owen Willans Richardson, físico britânico (n. 1879).

Fonte: Wikipédia

Cariri volta a registrar chuvas após cinco dias

Após cinco dias, a macrorregião do Cariri voltou a receber chuvas, segundo  a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Entre as 7h de ontem e às 7h desta quinta-feira (14), houve precipitações em 21 municípios. A maior delas aconteceu em Cedro, que registrou 56 milímetros. A segunda maior caiu em Aurora: 43,2 milímetros.

Também choveu com destaque em Milagres (41 mm), Lavras da Mangabeira (33 mm), Altaneira (30 mm), Barro (29 mm) e Jati (29 mm).

Importante ressaltar que a macrorregião do Cariri, monitorada pela Funceme, também inclui municípios que compõem a região Centro-Sul na divisão política, como Lavras da Mangabeira, Várzea Alegre, Cedro, Ipaumirim, Umari e Jucás. Isso acontece porque eles estão na Sub-Bacia do Salgado.

Assaré, por exemplo, que faz parte do chamado “Cariri Oeste”, registrou 36 milímetros de ontem para hoje, mas na divisão do órgão estadual compõe a macrorregião “Sertão Central e Inhamuns”. Campos Sales, naquela mesma região, registrou 25,4 milímetros. Salitre, Potengi e Araripe completam a lista de municípios que também tiveram precipitações. Estas localidades estão inseridas na Sub-Bacia do Alto Jaguaribe.

Apesar da água voltar a cair do céu, nenhum município do Cariri esteve entre as principais precipitações registradas nas últimas 24 horas no Ceará. Granja, na região Norte, registrou a maior chuva do ano no Estado com 176 milímetros. As ruas e avenidas ficaram alagas em diferentes pontos da cidade. 

Previsão
A previsão das Funceme para hoje e para os próximos dois dias é de céu nublado com chuvas em todas as regiões do Ceará. Há nuvens em todo Estado por causa da proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) que está presente sobre parte do oeste do Nordeste brasileiro.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

PF desarticula esquema de corrupção em que médicos do Hospital Regional do Cariri estariam envolvidos

A Polícia Federal (PF) desarticulou, nesta quinta-feira (14), um esquema de corrupção envolvendo médicos ortopedistas no Ceará. Na denúncia, estão envolvidos profissionais do Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital Geral de Fortaleza (HGF) e Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) e pela Organização Social Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) contratada pelo estado do Ceará para o gerenciamento do Hospital Regional do Cariri.  

A operação Fratura Exposta foi deflagrada nesta manhã. Entre 2013 e 2016, os investigados teriam recebido R$ R$ 1,8 milhão, segundo as investigações.

Os médicos eram responsáveis pela requisição de produtos fornecidos por empresa importadora de material médico-cirúrgico em troca de comissões indevidas, onerando assim os pagamentos dos procedimentos cirúrgicos feitos pelo SUS. 

Operação
De acordo com a PF, cerca de 80 agentes cumprem dois mandados de prisão temporária contra médicos em Fortaleza e 26 mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens de 14 envolvidos. Os mandados foram expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal.


A investigação começou em 2016 a partir de denúncia direcionada à Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará e abrange procedimentos cirúrgicos realizados entre os anos de 2013 e 2018. 

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de associação criminosa e corrupção ativa e passiva. As penas variam de 2 a 12 anos, de acordo com o nível de participação.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Agendamento online do Vapt Vupt deve ser realizado em novo site

O agendamento eletrônico, pela internet, para emissão de 1ª e 2ª vias do documento de identidade nas unidades do Vapt Vupt está em novo endereço, agora no site da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), através do link (site da SPS > Serviços > Vapt Vupt). O procedimento está disponível para as unidades de Fortaleza, nos bairros Antônio Bezerra e Messejana, e nos municípios de Sobral e Juazeiro do Norte.

Por meio do site, o cidadão pode, passo a passo, agendar um horário em qualquer um dos Vapt Vupt. Primeiro, o usuário escolhe a unidade em que deseja ser atendido e, em seguida, indica qual documento quer tirar. No momento do agendamento, o cidadão é informado sobre os documentos necessários para cada tipo de emissão. O acesso também é possível por meio do celular.

O Vapt Vupt é uma central de serviços que concentra, em único local, atendimentos de órgãos como Cagece, Detran, Pefoce, Sine/IDT, TRE, Secretaria da Saúde (Sesa) e Defensoria Pública. Além disso, os cidadãos têm acesso à consulta ao SPC (CDL); à inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), que permite a inclusão no programa federal Bolsa Família, por exemplo; emissão de carteira de estudante; solicitação de seguro-desemprego, entre outros.

Serviço:
Vapt Vupt Juazeiro do Norte
Endereço: Rua Interventor Francisco Erivano Cruz, 120, Centro
Mais informações: (88) 3572.4700

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Carga avaliada em mais de R$ 160 mil na Bahia é recuperada pela polícia no Crato; dupla é presa

A Polícia Militar recuperou, na noite desta quarta-feira (13), uma carga de produtos de cavalaria e selaria avaliada em mais de R$ 160 mil que havia sido roubada na Bahia. Todo material foi apreendido por policiais militares do município do Crato, Região do Cariri do Ceará.

Dois suspeitos foram abordados no centro da cidade e, após inspeção, foi verificado que a carga era roubada, de acordo com a polícia. A dupla foi presa por receptação, mas foi liberada após pagar fiança.

Roubo da carga
De acordo com o Boletim de Ocorrência feito na cidade de Paulo Afonso, na Bahia, o condutor do caminhão foi abordado em uma rodovia por dois suspeitos armados quando fazia a amarração da cinta de proteção da carga.

A vítima teve os olhos vendados e foi colocado dentro da cabine do caminhão. Em seguida, ele foi levado pelos homens por cerca de 10 km quando então foi colocado no porta malas de um veículo e liberado somente 19 horas depois, na cidade de Canhotinho, Pernambuco.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Fies 2019: termina hoje o prazo para inscrições no primeiro semestre

As inscrições para a seleção do primeiro semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terminam nesta quinta-feira (14). Segundo o Ministério da Educação, o resultado será divulgado em 25 de fevereiro.

As inscrições devem ser feitas no endereço http://fiesselecao.mec.gov.br.

Na página, o candidato poderá definir a preferência de curso, turno e instituição de ensino e, depois, indicar até três outras possibilidades de graduação para a qual deseja financiamento.

Modalidades do Fies
Desde 2018, o fundo tem duas modalidades: o Fies, destinado a alunos com renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês, com juro igual a zero, e com limite de cem mil vagas por ano; e o P-Fies, para alunos com renda que vai de três a cinco salários mínimos, com juros que variam de acordo com os bancos, e sem limite de vagas.

Nos dois casos, o pré-requisito é nota mínima de 450 pontos na prova do Enem, sem zerar a redação. Esses critérios continuam valendo em 2019. Mas a regra para ser chamado para o P-Fies mudou: a convocação será feita por ordem de inscrição e não a classificatória. Em 2018, apenas 0,34% das vagas do P-Fies foram preenchidas.

Além disso, os candidatos poderão conseguir financiamento de até 50% da mensalidade, "desde que o limite financiável não passe de R$ 42.983,70 por semestre", explicou o MEC.

Quem pode tentar o Fies?
Na modalidade principal, os candidatos serão classificados de acordo com a nota do Enem. Terão preferência aqueles que, na ordem:
  • não terminaram o ensino superior e não tiveram financiamento estudantil;
  • não terminaram o ensino superior, já tiveram financiamento estudantil e quitaram a dívida;
  • já tenham se formado no ensino superior, tenham recebido financiamento estudantil e já tenham quitado.
Caso haja empate, os candidatos serão classificados de acordo com:
  • a maior nota na redação;
  • a maior nota na prova de linguagens;
  • a maior nota na prova de matemática;
  • a maior nota na prova de ciências da natureza;
  • a maior nota na prova de ciências humanas.
Quem não pode participar?
A portaria veda a participação de candidatos que já tenham financiamento vigente ou que estejam inadimplentes com o Fies ou com o Programa de Crédito Educativo.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Com Bolsonaro, 92% dos beneficiados podem perder PIS extra de R$ 998

Mais de 23 milhões de trabalhadores devem perder o direito ao abono salarial do PIS/Pasep se forem aprovadas as mudanças previstas na versão preliminar da reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que vazou para a imprensa. O número corresponde a 91,5% do total de pessoas que hoje podem receber o benefício anual, que chega a R$ 998.

Segundo a proposta vazada, o abono do PIS deve ser pago somente para quem ganha até um salário mínimo mensal. Hoje, ele é pago para quem ganha até dois salários mínimos (veja todas as exigências abaixo).

Esse endurecimento das regras faria com que 23,4 milhões deixassem de atender os critérios de concessão do benefício. Outros 2,17 milhões continuariam aptos a recebê-lo. 

O número é baseado em dados de 2017 informados pelas empresas ao antigo Ministério do Trabalho, hoje incorporado ao Ministério da Economia, e levantados pelo site Trabalho Hoje. 

A versão da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que começou a circular ainda não é a proposta oficial do governo, mas é uma das versões em estudo, segundo o secretário da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.

Valor não mudaria
A proposta não prevê mudanças na forma de pagamento do abono, estabelecida no final de 2014 pela ex-presidente Dilma Rousseff. O valor pago continuaria variando de acordo com o tempo de trabalho. Se trabalhou o ano todo, recebe o valor cheio, equivalente a um salário mínimo (R$ 998, em 2019). Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo, e assim por diante.

Antes da mudança proposta por Dilma por meio de medida provisória e convertida em lei, o abono era sempre de um salário mínimo, independentemente do tempo trabalhado. 

Governo Temer sugeriu acabar com abono
O ministério da Fazenda do governo de Michel Temer chegou a sugerir, em relatório, a extinção do abono "por representar um programa que beneficia população distante da pobreza extrema", já que quem recebe são pessoas que estão empregadas e com carteira assinada.

Porém, pela proposta vazada, o governo atual estuda continuar com o benefício, mas de forma mais restrita.

No Orçamento de 2019, a despesa prevista com o abono é de R$ 19,2 bilhões.

O que é o abono salarial
O abono salarial do PIS/Pasep atualmente é um pagamento anual para quem atende todos os seguintes critérios:
  • Trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano;
  • Ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês;
  • Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • A empresa onde trabalhava informou seus dados corretamente ao governo.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

14 de fevereiro

1793 - Revolução Francesa: a França anexa Mónaco ao seu território.
1963 - Estréia na Itália de 8½, filme de Federico Fellini com Marcello Mastroianni no elenco principal.
2003 - A ovelha Dolly é sacrificada aos seis anos de vida, por sofrer de uma doença pulmonar degenerativa incurável.

Nasceram neste dia…
1869 - Charles Thomson Rees Wilson, físico britânico (m. 1959).
1918 - Jacob do Bandolim (foto), bandolinista e compositor brasileiro (m. 1969).
1944 - Alan Parker, cineasta britânico.

Morreram neste dia…
1831 - Vicente Guerrero, segundo presidente do México (n. 1782).
1943 - David Hilbert, matemático alemão (n. 1862).
2004 - Marco Pantani, ciclista italiano (n. 1970).

Fonte: Wikipédia

Ceará recebeu lotes de frangos da Perdigão com risco de contaminação; saiba como identificar

A BRF, empresa proprietária da marca Perdigão, anunciou a retirada do mercado de toneladas de alimentos por risco de presença da bactéria "Salmonella enteritidis". Os lotes de alguns produtos de carne de frango que podem estar contaminados foram comercializados no Ceará e em mais 12 estados brasileiros, além de países do exterior. Segundo a empresa, caso não sejam preparados de forma adequada, alimentos contaminados representam risco à saúde, podendo causar infecção gastrointestinal. 

Os produtos envolvidos no recall são cortes congelados de frango, como coxas, coração, filezinho, filé de peito e sobrecoxas sem osso. Ao todo, 23 lotes tiveram risco de contaminação identificado. Neles, foi encontrado um dos tipos de Salmonella existentes, que é uma bactéria encontrada no sistema digestivo de animais e em vegetais plantados em solos contaminados.

A BRF informou que decidiu fazer o recall no mercado nacional de 164 toneladas de cortes e miúdos de frango in natura. Os testes de laboratório realizados de acordo com o plano de qualidade da própria companhia detectaram risco de presença da bactéria. 

O vice-presidente da Associação Cearense de Supermercados (Acesu), Antônio Nidovando Pereira, informou por telefone que até o momento não recebeu nenhum comunicado em relação ao produtos da Perdigão com risco de contaminação. 

Saiba mais sobre perigos da bactéria e como identificar lotes em risco*:

Quais as consequências para o consumidor final?
Caso os alimentos não sejam completamente fritos, cozidos ou assados e manuseados conforme instruções de uso nas embalagens, a Salmonella enteritidis representa risco à saúde, podendo causar infecção gastrointestinal, cujos sintomas mais comuns são: dores abdominais, diarreia, febre e vômito.

Como é possível identificar se o produto comprado pertence ao lote contaminado?
O consumidor deve checar nome, peso, marca, data de fabricação e origem dos produtos na embalagem (carimbo do SIF). No site da empresa é possível ver todos os lotes.

A BRF vai recolher os produtos? O que os consumidores devem fazer?
A BRF vai coletar os produtos de todos os lotes envolvidos no recall. Para isso, é importante que o consumidor siga a identificação das embalagens. Uma vez identificado o produto, o consumidor deve entrar em contato por meio do e- mail recolhimento.sac@brf-br.com ou ligar gratuitamente para o telefone 0800 031 1315.

Os produtos ainda estão sendo comercializados em pontos de venda?
Não. A BRF realizou um inventário dos estoques para que os produtos ainda não comercializadas fossem bloqueadas e recolhidas.  

O que será feito com os produtos que forem recolhidos?
Os lotes serão avaliados pelas autoridades sanitárias e a BRF fará o que for determinado.

Além do Brasil, esses produtos foram comercializados em outros países?
Sim. Há no mercado externo 299 toneladas que ainda estão sendo recolhidas, de um total de 744 distribuídas. A diferença, de 445 toneladas, já foi rastreada e bloqueada pela BRF.

*Informações divulgadas no site da BRF

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Mourão rebate ministro: "Chico Mendes faz parte da história do país"

Após polêmica envolvendo o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, defendeu a importância histórica do seringueiro e ativista Chico Mendes, morto em 1988. "O Chico Mendes faz parte da defesa do Brasil na defesa do meio ambiente. É história. Assim como outros vultos passaram por nossa história", afirmou Mourão ao ser questionado sobre o que achava de Mendes.

Indagado diretamente sobre a fala do ministro do Meio Ambiente, Mourão tentou evitar conflitos e pediu para que os jornalistas passassem para a próxima pergunta. "Não vamos polemizar isso aí que eu acho que não vale a pena, né? Próximo", declarou.

Nesta segunda-feira (11), durante participação no programa Roda Viva, Salles questionou a importância de Mendes. "Que diferença faz quem é Chico Mendes neste momento?", reagiu ao responder sobre qual era sua opinião em relação ao líder ambientalista.

O chefe da pasta do Meio Ambiente disse que, na verdade, desconhece a história de Chico Mendes e que tão somente ouve relatos díspares sobre sua vida. "Do lado dos ambientalistas, mais ligados à esquerda, há um enaltecimento do Chico Mendes. As pessoas que são do 'agro', que são da região dizem que o Chico Mendes não era isso que é contado", continuou Salles, acrescentando que já ouviu de ruralistas que o líder ambientalista "usava os seringueiros para se beneficiar, fazia uma manipulação".

Fonte: UOL (Com Estadão Conteúdo)

Curta nossa página no Facebook

ShareThis