100 mil usuários do WhatsApp foram infectados pelo 'WhatsEspião'

A PSafe descobriu um novo golpe que está rolando no WhatsApp e que também já infectou mais de 100 mil usuários do mensageiro. O ataque descoberto engana os usuários fingindo ser uma extensão "espiã" do app, mostrando com quem os seus contatos estão conversando no WhatsApp — obviamente, algo que não existe.

Além de conseguirem os dados sensíveis de quem clicar no link do "WhatsEspião", os cibercriminosos também cadastram os números em serviços de SMS pago; isso significa que o usuário começará a pagar uma taxa mensal no cartão de crédito.

"O golpe consiste em receber uma mensagem de um contato conhecido ou de algum grupo do WhatsApp, convidando as pessoas a ativarem a nova funcionalidade e, com isso, visualizarem as conversas de seus contatos", explica o processo a PSafe. "Para ativar o recurso, o falso comunicado induz o usuário a, primeiramente, compartilhar o link com dez amigos ou grupos para depois fazer o download do app com a função 'WhatsEspião'".

O CEO da PSafe, Marco DeMello, comentou o seguinte: “Um ‘cérebro biológico’ não é capaz de se defender de um ‘cérebro eletrônico’ (ataque cibernético). O usuário que utiliza um aplicativo de antivírus que possua bloqueio de antiphishing (páginas maliciosas) é alertado sobre a ameaça assim que ele clica na URL, podendo evitar o dano".

Fonte: Tecmundo

Curta nossa página no Facebook



Eurythmics - Here Comes the Rain Again




EUA classificam 7 novas substâncias e vírus como cancerígenos

Na nova edição do Relatório sobre Carcinogênicos, o Instituto Nacional de Saúde do Estados Unidos acrescentou sete novas substâncias à lista de cancerígenos, totalizando 248 itens. Destas, seis foram classificadas como “com certeza causam câncer” e uma como um ” carcinógeno humano razoavelmente previsto”.

Entre as novas substâncias estão cinco vírus – HIV tipo 1, vírus linfotrópico da célula humana tipo 1(HTLV ), vírus Epstein-Barr (EBV), herpesvirus associado ao Sarcoma de Kaposi
(KSHV) e poliomavírus de células de Merkel (MCV) -, o solvente industrial tricloroetileno e o elemento metálico cobalto. Segundo o relatório, os vírus foram associados a mais de 20 tipos de tumor, incluindo câncer de pele não-melanoma, câncer de olho, de pulmão, de estômago e vários tipos de linfoma.

“Dado que aproximadamente 12% dos cânceres humanos em todo o mundo são atribuídos a vírus, e não há vacinas atualmente disponíveis para estes cinco vírus, as estratégias de prevenção para reduzir as infecções que podem levar ao câncer são ainda mais críticas”, disse Linda Birnbaum, diretora do Instituto Nacional de Ciências de Saúde Ambiental e do Programa Nacional de Toxicologia.

O tricloroetileno ou TCE é um solvente industrial usado principalmente para fazer produtos químicos do hidrofluorocarbono. “Há muitas maneiras pelas quais as pessoas podem ser expostas ao TCE. Ele pode ser liberado no ar, na água e no solo em locais onde é produzido ou usado, se decompõe lentamente e pode se mover facilmente no solo em direção a fontes subterrâneas de água potável.”, afirma o relatório.

A única substância que foi incluída no relatório mas que os cientistas ainda não têm certeza se ela certamente causa câncer é o cobalto e seus derivados. “O cobalto é um elemento de ocorrência natural usado para fazer ligas metálicas e outros compostos metálicos, como equipamentos militares e baterias recarregáveis. A maior exposição ocorre no local de trabalho e de implantes cirúrgicos fracassados.”, afirmou o relatório.

Embora também seja encontrado na vitamina B12, os pesquisadores afirmaram que essa forma do elemento não libera íons e, por isso, não é considerada cancerígena.

No entanto, os autores ressaltaram que mesmo se você estiver exposto a algum elemento cancerígeno – seja um vírus, um produto químico ou radiação – isso não significa necessariamente que você vai desenvolver câncer. “A maioria das pessoas agora sabe que fumar causa câncer de pulmão, mas apenas 11% dos fumantes têm câncer de pulmão. Algumas pessoas são mais suscetíveis por causa de genética, estilo de vida, nutrição ou idade quando a exposição ocorre.”, disse Birnbaum.

Os pesquisadores recomendam que as pessoas conversem com seus profissionais de saúde sobre como minimizar seus riscos comportamentais. Em relações aos itens virais adicionados, a principal forma de prevenção é o sexo seguro e o não compartilhamento de agulhas. “Vovó disse, ‘é melhor prevenir do que remediar’ e eu realmente acredito nisso”, disse Birnbaum.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook



Prepare a grana: iPhone 7 e iPhone 7 Plus já estão em pré-venda no Brasil

Estava esperando o momento de adquirir o iPhone 7 ou o iPhone 7 Plus no Brasil? Então eis a oportunidade, pois algumas lojas online brasileiras (como a Ponto Frio, Submarino e Fast Shop) anunciaram que já estão aceitando pedidos daqueles que desejam adquirir o novo modelo do smartphone da Apple com antecedência.

Conforme anunciamos no último dia 28, esses modelos variam entre R$ 3.499 a R$ 4.299, enquanto o iPhone 7 Plus pode ir de R$ 4.099 a R$ 4.899. Os valores de cada um dos modelos disponibilizados no mercado estão a seguir:
  • iPhone 7 de 32 GB - R$ 3.499
  • iPhone 7 de 128 GB - R$ 3.899
  • iPhone 7 de 256 GB - R$ 4.299
  • iPhone 7 Plus de 32 GB - R$ 4.099
  • iPhone 7 Plus de 128 GB - R$ 4.499
  • iPhone 7 Plus de 256 GB - R$ 4.899
Fonte: Tecmundo

Curta nossa página no Facebook



Obras de transposição soam como promessas distantes

Devido aos cinco anos consecutivos de estiagem no Estado, a maioria dos reservatórios está com capacidade abaixo dos 30%, conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). O Cinturão das Águas (CAC), cujo objetivo, segundo Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), é "aumentar a garantia do abastecimento humano da segunda região mais populosa do Estado", o sertão do Ceará, com cerca de 720 mil habitantes, é um dos investimentos do Governo para enfrentar essa crise. A obra prevê a construção de 1,3 mil Km de canais, sifões e túneis que levarão água, de forma gravitária, isto é, sem necessidade de utilização de estações de bombeamento, para 12 bacias hidrográficas.

Andamento
O principal e mais adiantado canteiro de obras do CAC no momento é o lote I, com 49% já executado. Ele se concentra na área que receberá as águas da transposição, a partir de Jati. O lote II tem 23% dos serviços executados; o lote III, 19%; lote IV, 4,26%; e o quinto lote (que corresponde aos túneis), com 51% executados. Apesar da magnitude da intervenção e dos benefícios que ela promete gerar ao sertanejo, muitos estão preocupados com a celeridade de alguns trechos.

Serviços suspensos
O agricultor Manoel Justino da Silva, 65, tem uma pequena propriedade na zona rural de Missão Velha, em Jamacaru. A poucos metros de onde ele planta milho, feijão e cria algumas cabeças de gado, passará o canal do CAC, do lote 2. Seu Manoel conta que, quando recebeu a notícia da obra, a esperança por tempos melhores tomou conta da região, onde residem mais de 20 famílias. Hoje, porém, a realidade é outra. As obras no local estão paradas há mais de um ano.

"Sei lá quando vão recomeçar. Pensamos que íamos ter pelo menos um pouco de água para agricultura e para alimentar os gado, independentemente da chuva, mas a realidade é outra. Todo mundo aqui está rezando para em 2017 o inverno ser melhor, pois não teremos água do canal nem tão cedo", lamentou.

O prazo de conclusão, segundo a SRH, "dependerá do sistemático repasse de recursos pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Integração Nacional". Esse repasse, ainda conforme a pasta, encontra-se normalizado atualmente. No entanto, apesar de a SRH não estimar uma data, a expectativa, segundo o governador do Estado, Camilo Santana (PT), é de que o primeiro trecho de 32Km seja entregue junto ao PISF, em dezembro deste ano. Até o momento foram investidos R$ 654 mi.

A Transposição do Rio São Francisco é maior obra hídrica do País. Ela beneficiará 12 milhões de pessoas em quatro Estados. Com as águas do Velho Chico, será possível dar aporte aos reservatórios cearenses, incluindo o Castanhão, maior açude do Estado e responsável por abastecer boa parte da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O projeto é executado por etapas, priorizando as captações até os Estados que serão beneficiados, no chamado "caminho das águas", e atua em duas frentes. O eixo Norte, que levará água para áreas do Pernambuco, e o eixo Leste, cujo destino das águas será o Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Segundo o Ministério da Integração Nacional (MI), os dois eixos estão 90,5% finalizados.

Além do trecho linear, a obra prevê a construção de quatro túneis - o maior dele de 15Km -, 14 aquedutos, 27 reservatórios e nove estações de bombeamentos. Caso o prazo estabelecido seja cumprido, a expectativa é de que as águas corram pelos canais até o primeiro trimestre de 2017. Diante o quadro crítico, potencializado pelo quinto ano consecutivo de estiagem, o governador do Estado, Camilo Santana (PT) afirmou que a obra da Transposição "é a grande segurança para o Ceará em relação ao abastecimento de água, principalmente em 2017".

Interrupção
No fim do primeiro semestre deste ano, a empresa Mendes Júnior Trading S.A., até então responsável pela construção das estruturas de engenharia da primeira etapa (Meta 1N) do Eixo Norte da Transposição, anunciou que estava enfrentando dificuldades de financiamento e, por esta razão, pediu a transferência de contrato firmado para outra empresa.

Para garantir o andamento das obras daquele trecho, o Governo Federal vai abrir licitação e o resultado deve sair até o início próximo ano, conforme o ministro Helder Barbalho. "A nossa previsão é abrir o edital até o fim de janeiro. Se o cronograma for respeitado, no segundo semestre de 2017 nós cumpriremos com a nossa responsabilidade de assegurar que a água do Eixo Norte chegue aos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte", explicou.

Helder Barbalho ressaltou, porém, que os serviços dos outros trechos do Eixo Norte estão avançados. "Todos os outros lotes desse eixo estão com índice de execução próximos a 97%. Inclusive, em São José de Piranhas (PB), que faz fronteira com o Rio Grande do Norte, está com 99% e pronto para receber a água do São Francisco", explica. O Eixo Leste permanece com o calendário de conclusão para dezembro deste ano e as águas do Velho Chico chegarão a Monteiro (PB) até fevereiro de 2017. A previsão é atender a cidade de Campina Grande (PB) até abril de 2017.

Com a conclusão de ambas as obras (CAC e Transposição), espera-se que os principais reservatórios cearenses ganhem aporte.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Bebida do tipo zero traz mesmo risco de diabetes do que a normal

Consumir menos de meio litro de bebidas açucaradas por dia é o suficiente para dobrar o risco de se desenvolver diabetes, mostra um estudo publicado pela European Society of Endocrinology. E, ao contrário do que pode parecer, quem opta pelas versões diet ou zero não sai ileso a esse risco.

Os resultados foram obtidos após a análise dos hábitos alimentares de mais de 2.800 pessoas.  A pesquisa mostra que a ingestão diária de 400 ml de produtos como refrigerantes ou néctares (refresco que não é composto exclusivamente por suco integral) aumenta em duas vezes o risco de diabetes.

As versões adoçadas artificialmente, conhecidas como zero ou diet, apresentaram resultados semelhantes às convencionais. Segundo o estudo, tal relação pode ser explicada, entre outros fatores, por um efeito estimulante ao apetite provocado por elas.

Além da diabetes tipo 2, a pesquisa analisou também uma variedade mais rara da doença, a LADA – que é autoimune, assim como a tipo 1, e geralmente ocorre em adultos. Nos dois casos, constatou-se o risco em dobro como consequência do consumo de duas doses diárias, cada uma de 200 ml.

Também foi analisado o consumo de mais de um litro das bebidas por dia; nesse caso, o risco de desenvolver a diabetes tipo 2 chegou a ser dez vezes maior do que entre os que não consomem nenhuma quantidade. Por conta da baixa frequência com que esse hábito foi relatado, o estudo destaca que esse resultado é menos expressivo.

A relação da diabetes tipo 2 com as bebidas açucaradas já tem sido evidenciada em pesquisas anteriores. Os riscos em relação à LADA, por outro lado, não são tão evidentes e foram o principal foco do estudo.

Segundo os pesquisadores, ainda são necessárias novas pesquisas para investigar a relação das bebidas com a LADA e, também, para esclarecer os efeitos das bebidas adoçadas artificialmente.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook



05 de novembro

1605 - Guy Fawkes planeia o mal-sucedido Atentado da Pólvora em Londres.
1982 - Inaugurada a Usina hidrelétrica de Itaipu, na fronteira entre Brasil e Paraguai.
2008 - Barack Obama (foto), é eleito o 44° presidente dos Estados Unidos.

Nasceram neste dia…
1846 - Joaquim Pimenta de Castro, oficial militar e político português (m. 1918).
1898 - Frei Damião, frade italiano (m. 1997).
1854 - Paul Sabatier, químico francês (m. 1941).

Morreram neste dia…
1879 - James Clerk Maxwell, físico britânico (n. 1831).
1985 - Humberto Mauro, cineasta brasileiro (n. 1897).
1995 - Ernest Gellner, antropólogo, sociólogo e filósofo francês (n. 1925).

Fonte: Wikipédia



Para 57% dos brasileiros, 'bandido bom é bandido morto', segundo Datafolha

A maioria dos brasileiros (57%) defende a afirmação “bandido bom é bandido morto”. O índice de concordância sobe para 62% em municípios com menos de 50 mil habitantes, segundo levantamento feito pelo Datafolha a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Os dados fazem parte do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que será divulgado no dia 3 de novembro. No comparativo com 2015, quando a mesma pesquisa foi feita, a aceitação da frase aumentou. No ano passado, 50% da população se dizia a favor da morte de criminosos.

A diferença aumenta ou cai um pouco quando separada por sexo. Este ano, entre os homens, 60% concordam e 32% discordam. Já entre as mulheres, 55% concordam e 36% discordam. Separado por idade, quanto mais velho, mais a expressão é aprovada. Na faixa de 16 a 24 anos, 54% concordam. Já para os que têm 60 anos ou mais, 61% estão de acordo.

O Datafolha também revela que 64% dos brasileiros acreditam que os policiais são caçados pelos criminosos. A percepção é ainda maior nas regiões Norte (67%), Centro-Oeste (69%) e Sudeste (66%).

O índice aumenta entre as famílias com renda mensal superior a dez salários mínimos. Nesse grupo, a concordância é de 72%.

A pesquisa ainda aponta relativa satisfação da população com as forças de segurança pública: 52% afirmam que a Polícia Civil faz um bom trabalho esclarecendo crimes e 50%, que a Polícia Militar garante a segurança da população. A maioria dos brasileiros defende a falta de infraestrutura na área: 63% dos brasileiros acreditam que as polícias não têm boas condições de trabalho.

A forma como as policiais atuam, entretanto, não é bem avaliada. De acordo com o levantamento, 70% da população sente que as polícias cometem excessos de violência no exercício da função. Entre os jovens de 16 a 24 anos de idade, a sensação é ainda mais nítida, sendo que 75% deles acreditam que os policiais abusam.

Além disso, 53% dos brasileiros (60% dos jovens de 16 a 24 anos de idade) têm medo de ser vítima de violência por parte da polícia civil e 59% (67% dos jovens de 16 a 24 anos) temem ser agredidos por policiais militares.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Passagens de ônibus intermunicipais terão aumento a partir desta quinta-feira (3)

Passageiros que precisam se deslocar em ônibus intermunipais sofrerão um impacto no bolso com o aumento das passagens que começa a valer a partir da meia-noite desta quinta-feira (3).

Segundo o Detran-CE, o reajuste afetará as linhas do serviço regular interurbano de passageiros operado por concessionárias de ônibus intermunicipais.

O aumento médio será de 13,62%. Entretanto, as linhas de ônibus que operam na Região Metropolitana de Fortaleza não serão afetadas, ainda segundo o órgão.

A medida foi autorizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) e está prevista nos contratos entre as empresas de ônibus o Governo do Estado, que preveem a correção anual das tarifas.

Usuário do transporte intermunicipla nas regiões Norte, Cariri, Centro-Sul, Inhamuns, Sertão Central, Litoral Oeste, Maciço de Baturité, Jaguaribana e Litoral Leste serão afetados. Operam nestes locias as empresas Expresso Guanabara, Via Metro, Princesa dos Inhamuns, Fretcar e São Benedito.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Ministério Público Federal no Ceará pede suspensão do Enem

O procurador da República Oscar Costa Filho pediu nesta quarta-feira (2) a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), programado para ocorrer no sábado e domingo (5 e 6). O pedido tem como base o adiamento da prova para mais de 190 mil candidatos devido a ocupações de locais onde a avaliação é aplicada. Para o procurador do Ministério Público Federal no Ceará, as provas em diferentes datas, com temas diferentes da redação, fere a isonomia da seleção.

A ação será julgada pela 8ª Vara da Justiça Federal no Ceará. Caso a Justiça aceite a ação, a suspensão do Enem é válida para todo o Brasil. Devido à urgência, o pedido deve ser julgado até sexta-feira (4), de acordo com a Justiça Federal. Ação será avaliada pelo juiz Ricardo Cunha Porto.

"O MEC aplica a teoria da resposta ao item (TRI) na prova objetiva, o que equilibra o nível de dificuldade da prova para todos os candidatos, mesmo os que fazem uma segunda prova. Mas eles mesmos dizem que essa teoria não se aplica à redação", argumenta o procurador Oscar Costa Filho.

Como opção para evitar a suspensão do Enem, o procurador sugere na ação que o Inep adie a redação para todo os candidatos, e não só os 190 mil que farão exame onde há ocupações.

“Peço que o juiz determine que o Inep adote as providências. Aí ele pode adotar o que ele quiser. Ele pode fazer a prova objetiva e deixar só a redação para fazer depois, todo mundo junto, ou pode levar todo mundo para os dias 3 e 4 (de dezembro)”, finaliza.

Na terça-feira (1º), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou o adiamento do Enem 2016 para 191 mil alunos. Eles fariam a prova em 304 escolas ou universidades que foram alvo de ocupações estudantis e ainda seguiam ocupadas na manhã de terça. No dia 19 de outubro, o ministro da Educação, Mendonça Filho, havia dado um prazo para a desocupação das escolas até as 23h59 de segunda-feira (31).

Os estudantes que tiveram o Enem adiado já começaram a ser avisados por SMS e e-mail. Eles deverão fazer a prova do Enem nos dias 3 e 4 de dezembro.

Outras ações contra o Enem
O mesmo procurador já havia pedido o cancelamento do Exame em 2011, quando houve vazamento de um pré-teste com mais de 20 questões aplicadas na prova.

Em 2012, Oscar Costa Filho pediu para cancelar os efeitos da nota de redação do Enem no Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Para o procurador “o desequilíbrio matemático decorrente da associação entre avaliações submetidas a tratamento estatístico (provas objetivas), e avaliações desprovidas dessa qualidade, as quais assumem valores absolutos (provas de redação) frustra o dever de tratamento isonômico que deve ser dispensado aos candidatos”. O pedido foi negado pela Justiça.

Alunos afetados pela mudança
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou na terça-feira os mais de 300 locais onde não haverá o exame. A medida afeta 191.494 dos 8,7 milhões de inscritos para o Enem. Confira os locais que serão afetados pela mudança no calendário do Enem.

As provas adiadas serão realizadas nos dias 3 e 4 de dezembro, segundo o Inep. Participantes serão avisados por SMS sobre o adiamento. Entretanto, não foi informado quando os novos locais de prova serão divulgados.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



Segunda parcela do 13º do INSS começa a ser paga no dia 24 de novembro

A segunda parcela do 13º de aposentados, pensionistas e demais beneficiários do INSS será depositada entre os dias 24 de novembro e 7 de dezembro, conforme decreto publicado no "Diário Oficial da União" em 25 de julho. A primeira parcela da gratificação já caiu na conta dos segurados entre agosto e setembro.

As datas foram confirmadas na segunda (31) pelo Ministério da Previdência. O dinheiro extra começa a ser depositado antes para os segurados que recebem um benefício de até um salário mínimo (R$ 880, neste ano).

As parcelas cairão na conta do segurado com o benefício mensal, acompanhando o calendário de pagamentos deste mês. O dia exato do depósito varia com o último número do cartão, sem considerar o dígito.

O valor da primeira parcela paga em agosto correspondia exatamente à metade do benefício mensal. Mas o dinheiro a ser recebido a partir do dia 24 será um pouco menor para segurados com renda acima de R$ 1.903,98.

Na segunda parcela há o desconto do Imposto de Renda - ele é calculado sobre o valor total do 13º. Aposentados e pensionistas com 65 anos ou mais que recebem até R$ 3.807,96 são isentos.

Tem direito ao abono quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade.

No caso de auxílio doença e salário-maternidade, o valor será proporcional ao período recebido. Quem recebe o BPC/Loas (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social) e a RMV (Renda Mensal Vitalícia) não tem direito.

Mais de 29 milhões de benefícios terão a gratificação do INSS.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Justiça determina retirada de pessoas que ocupam Câmara Municipal

A Justiça determinou, por meio de termo de reintegração de posse, a retirada dos manifestantes que ocupam a Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Um grupo de cerca de 20 pessoas acampa no plenário da Câmara há uma semana em protesto contra a PEC 241 e contra a aprovação do aumento do salário do prefeito, secretários e vereadores do município.

Apesar da decisão, o termo ainda não foi cumprido, e os manifestantes seguem no local. Nesta quarta-feira (2), o efetivo policial se concentra nos serviços de segurança da Romaria de Finados, evento que atrai cerca de meio milhão de pessoas a Juazeiro do Norte. De acordo com a Justiça, por causa do feriado e do evento, o termo deve ser cumprido na quinta-feira (3).

A ocupação do plenário da Câmara de Juazeiro do Norte teve início da manhã de quinta-feira (27), quando moradores da cidade fizeram um protesto conta a PEC 241, que prevê um limite anual de despesas para os três poderes ao longo das próximas duas décadas.

A polícia foi chamada ao local para retirar parte dos manifestantes; a sessão chegou a ser cancelada, mas foi retomada à tarde, e os vereadores aprovaram o reajuste.

Sessão tumultuada
A sessão que aprovou o reajuste foi tumultuada e houve intervenção policial. Os vereadores aprovaram o aumento do próprio salário. Atualmente, eles recebem remuneração de R$ 10 mil; para o quadriênio 2017-2020, o salário será de mais de R$ 12 mil, com aumento de 20% aprovado nesta quinta.

O salário do vice-prefeito subiu de R$ 14 mil para R$ 21 mil, e o do prefeito passou de R$ 21 mil para R$ 33 mil. Os novos valores começam a valer em janeiro do ano que vem.

O projeto que propõe aumento de salário para prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores deu entrada na Câmara há quase 10 dias, e foi colocado em votação em uma sessão polêmica nesta quinta-feira. Dos 18 vereadores presentes, apenas 2 votaram contra.

Sobre a decisão, o vereador Cláudio Luz, do PT, disse que a votação foi ilegal e vai pedir a anulação da seção. “Há manobra do parecer jurídico, das comissões, não trouxeram para votar o projeto de julho de 2016, que tratava de igualar os salários dos vereadores ao de professor. Então, uma série de manobras, anteciparam a sessão...”, citou.

O líder do prefeito Raimundo Macedo (PMDB), Capitão Vieira, vereador do PEN, disse que o aumento é legal. “Isso é constitucional, a lei existe, foi votado pelos senadores e foi votado no Congresso Nacional, foi votado na assembleia e em outras câmaras, e aqui também teria que ser votado”, defendeu.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



Governo discute cobrar INSS de aposentados, mas protege ricos de taxação

Se a equipe responsável por desenhar a Reforma da Previdência confirmar que o governo federal deve propor a possibilidade de cobrança de contribuição ao INSS de todos os aposentados, teremos algumas comprovações – isso, é claro, se ainda restar um país depois dos protestos causados pela aprovação dessa medida.

Primeiro, ficará comprovado que o governo Michel Temer acha que desiguais, ricos e pobres, devem ser tratados de forma desigual. Não como deveria ser, com os trabalhadores sendo mais protegidos pelo Estado por sua condição de vulnerabilidade econômica e social. Mas com as pessoas que dependem do INSS mensalmente para sobreviver, ou seja, a camada mais pobre da sociedade, tendo que voltar a contribuir com a Previdência para ajudar nas contas do país.

Enquanto isso, o governo evita discutir a taxação de dividendos recebidos de empresas (como acontecia antigamente e como é feito em todo o mundo), a fazer uma alteração decente na tabela do Imposto de Renda (criando novas alíquotas para cobrar mais de quem ganha muito e isentando a maior parte da classe média), a regulamentar um imposto sobre grandes fortunas e aumentar a taxação de grandes heranças (seguindo o modelo norte-americano ou europeu).

Isso poderia ajudar o caixa da Previdência e serviria como política de redistribuição ao mesmo tempo, o que é sempre bem vindo em um país concentrador de riqueza como o Brasil. Mostraria também que somos uma democracia de verdade, com o chicote estalando no lombo de ricos e pobres.

Segundo, mostrará que o governo utiliza-se de malabarismos semânticos e lógicos para tentar justificar o injustificável. Segundo os estudos em curso, trazidos à tona em matéria da Folha de S.Paulo, deste sábado (29), o trabalhador que recebe bruto um salário mínimo quando está na ativa sofre o desconto do INSS. Então, pela lógica da equipe de Temer, ele deveria ser continuar sendo descontados e receber o mesmo valor quando aposentado e não o valor cheio.

Não importa que os gastos extras com saúde de uma pessoa idosa sejam maiores que de uma pessoa jovem e saudável. Não importa que a pessoa não receba mais FGTS ou tenha acesso a benefícios dos trabalhadores da ativa. O que importa é o cálculo nominal, frio e desumanizado. O valor de R$ 70,40 pode não representar nada para governantes e magistrados que discutem hoje a redução de direitos. Mas para quem recebe uma merreca de aposentadoria de R$ 880,00 pode ser a diferença em ter dignidade ou não.

Por fim, o governo Michel Temer, com esses estudos e balões de ensaio, segue mostrando que acha que o Brasil é um grande escritório com ar condicionado.

Um dos objetivos da Reforma da Previdência é manter os trabalhadores no mercado de trabalho. Usa para isso a justificativa que a expectativa de vida aumentou, a população mais jovem diminuiu e é necessário alterar as leis para garantir que aposentadorias continuem sendo pagas – o que não discordo de uma maneira geral.

Para isso, querem uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria. Aí reside o problema. Normalmente quem defende a imposição dessa idade somos nós, jornalistas, cientistas sociais, economistas, administradores públicos e privados, advogados, políticos. Pessoas que não costumam carregar sacos de cimento nas costas durante toda uma jornada de trabalho, cortar mais de 12 toneladas de cana de açúcar diariamente, queimar-se ao produzir carradas de carvão vegetal para abastecer siderúrgicas e limpar pastos ou colher frutas sob um sol escaldante. Afinal de contas, o que são 65 anos para nós, que trabalhamos em atividades que nos exigem muito mais intelectualmente?

Diante da incapacidade de se colocar no lugar do outro, do trabalhador e da trabalhadora que dependem de sua força física para ganhar o pão, no campo e na cidade, esquecemos que seus corpos se degradam a uma velocidade muito maior que a dos nossos. E a menos que tenham tirado a sorte grande na loteria da genética, eles tendem a ter uma vida mais curta (e sofrida) que a nossa. Aos 14 anos, muitos deles já estavam na luta e nem sempre apenas como aprendizes, como manda a lei. Às vezes, começaram no batente até antes, aos 12, dez ou menos.

O ideal seria, antes de fazer uma Reforma da Previdência Social, garantirmos a qualidade do trabalho, melhorando o salário e a formação de quem vende sua força física, proporcionando a eles e elas qualidade de vida – seja através do desenvolvimento da tecnologia, seja através da adoção de limites mais rigorosos para a exploração do trabalho. O que tende a aumentar, é claro, a produtividade.

Mas como isso está longe de acontecer, o governo deveria estar discutindo o estabelecimento de um regime diferenciado para determinadas categorias nessa reforma para proteger os trabalhadores que se esfolam fisicamente durante sua vida economicamente útil. O que não seria algo simples, claro, pois em algumas delas os profissionais são levados aos limites e aposentados não por danos físicos, mas psicológicos, chegando aos 60 sem condições de desfrutar o merecido descanso.

É claro que o Brasil precisa alterar os parâmetros de sua Previdência Social e mesmo atualizar a CLT. O país está mais velho e isso deve ser levado em consideração para os que, agora, ingresso no mercado de trabalho. Mas a reforma da Previdência que vem sendo desenhada por Michel Temer sob a benção de Henrique Meirelles ignora que há milhões de trabalhadores que começaram cedo na labuta e, exauridos de força, mal estão chegando vivos a essa idade.

Portanto, é um caso de delinquência política e social que vem sendo aplaudido por setores e grupos para os quais R$ 70,40 significa apenas o preço da caipiroska no almoço de sábado.

Por: Leonardo Sakamoto

Fonte: Blog do Sakamoto/UOL

Curta nossa página no Facebook



Eduardo Cunha chama Temer e Lula como testemunhas de defesa

O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) chamou o presidente Michel Temer (PMDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), além de outras figuras públicas, como testemunhas de defesa no processo que responde no âmbito da Operação Lava Jato em Curitiba.

Preso, em 19 de outubro, Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro. Os advogados de Cunha negaram as acusações e criticam o Ministério Público Fedederal (MPF), dizendo que os procuradores não explicaram qual seria a participação do ex-deputado no esquema descoberto na Petrobras.

A convocação das testemunhas faz parte da defesa prévia de Eduardo Cunha, protocolada no sistema da Justiça Federal na noite de terça-feira (1º).

A defesa pediu que a denúncia contra o ex-deputado seja rejeitada. Pediu também rejeição da acusação de corrupção passiva, a rejeição de parte da denúncia que acusa o ex-deputado de conduta criminosa em relação ao ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada (já condenado pela Lava Jato), a absolvição sumária do crime de evasão de divisas, a suspensão do processo até que sejam julgados embargos de declaração apresentados ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a nulidade das provas.

Ainda segundo os advogados, a defesa não teve acesso a provas. "A falta da disponibilização, nos presentes autos, da totalidade do material probatório leva ao cerceamento de defesa e à impossibilidade de início do processo".

A convocação das testemunhas é válida caso estes outros pedidos da defesa não sejam aceitos.

Veja a lista de testemunhas:
  • Michel Miguel Elias Temer Lulia: presidente da República
  • Felipe Bernardi Capistrano Diniz: economista filho de ex-deputado Fernando Diniz (morto em 2009)
  • Henrique Eduardo Lyra Alves: ex-ministro do Turismo nos governos Dilma Rousseff e Michel Temer
  • Antônio Eustáquio Andrade Ferreira: ex-deputado federal
  • Mauro Ribeiro Lopes: deputado federal
  • Leonardo Lemos Barros Quintão: deputado federal
  • José Saraiva Felipe: deputado federal
  • João Lúcio Magalhães Bifano: ex-deputado federal
  • Nelson Tadeu Filipelli: ex-deputado federal
  • Benício Schettini Frazão: Engenheiro ligado à Petrobras
  • Pedro Augusto Cortes Xavier Bastos: ex-gerente da Petrobras
  • Sócrates José Fernandes Marques da Silva: ex-engenheiro da Petrobras
  • Delcídio do Amaral Gómez: ex-senador cassado
  • Mary Kiyonaga: ligada ao Banco Merrill Lynch
  • Elisa Mailhos: ligada à empresa Posadas Y Vecino
  • Luis Maria Pineyrua: ligados à empresa Posadas Y Vecino
  • Nestor Cuñat Cerveró: ex-diretor Petrobras e colaborar da Lava Jato
  • João Paulo Cunha: ex-presidente da Câmara
  • Hamylton Pinheiro Padilha Júnior: ex-diretor da Petrobras e colaborador da Lava Jato
  • Luís Inácio Lula da Silva: ex-presidente
  • José Carlos da Costa Marques Bumlai: pecuarista e um dos réus da Lava Jato
  • José Tadeu de Chiara: advogado
A prisão
No despacho que determinou a prisão, juiz Sérgio Moro disse que o poder de Cunha para obstruir a Lava Jato "não se esvaziou".

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), em liberdade, Cunha representa risco à instrução do processo e à ordem pública.

Além disso, os procuradores argumentaram que "há possibilidade concreta de fuga em virtude da disponibilidade de recursos ocultos no exterior" e da dupla cidadania.

Cunha tem passaporte italiano e teria, segundo o MPF, patrimônio oculto de cerca de US$ 13 milhões que podem estar em contas no exterior.

Moro é responsável pelas ações da operação Lava Jato na 1ª instância. Após Cunha perder o foro privilegiado com a cassação do mandato, ocorrida em setembro, o juiz retomou no dia 13 de outubro o processo que corria no Supremo Tribunal Federal (STF).

Esfera civil
Na Justiça Federal do Paraná, Cunha responde também a uma ação civil de improbidade administrativa, movida no âmbito da Operação Lava Jato, que alega a formulação de um esquema entre os réus visando o recebimento de vantagem ilícita proveniente de contratos da Petrobras. A ação corre na 6ª Vara Cível.

Além de Cunha, são requeridos na ação civil a mulher dele, Claudia Cruz, o ex-diretor da estatal Jorge Luiz Zelada, o operador João Henriques e o empresário Idalécio Oliveira.

Fonte: G1 PR

Curta nossa página no Facebook



Governo Temer não divulga gastos com cartões corporativos há três meses

Há três meses, o Portal da Transparência não divulga os gastos com cartão corporativo do governo federal. Pela lei, a liberação dos dados deve ser feita em tempo real, até o primeiro dia útil depois que as informações chegam ao sistema. O último detalhamento é do mês de junho, pouco tempo depois de Michel Temer assumir interinamente a Presidência.

E, apesar da crise e do discurso de austeridade, o gasto seguiu o mesmo ritmo dos meses anteriores. Só no primeiro semestre deste ano, o governo gastou R$ 22,784 milhões. O consumo médio por mês é de R$ 4 milhões, o mesmo patamar de 2015.

Segundo o Ministério da Transparência, o atraso na publicação dos dados se deve a um erro do Banco do Brasil. A instituição enviou os dados de julho com inconsistências e isso prejudicou a divulgação dos meses seguintes. O Banco do Brasil confirmou que enviou os dados e disse que esse envio é feito mensalmente.

A coordenadora de pesquisa da ONG Transparência Brasil, Juliana Sakai, lembra que com os dados desatualizados, o portal perde a utilidade.

"Se o governo considera a prestação de contas e transparência algo importante, esses dados deviam estar atualizados no site. Três meses percorre todo o tempo do atual governo, e isso (a desatualização) impossibilita que haja uma checagem, que haja uma fiscalização desses gastos. E isso é muito preocupante", afirmou.

O cartão corporativo funciona como um cartão de crédito e permite, também, a realização de saques em dinheiro. Geralmente é usado para pagamento de bens, serviços e despesas em materiais, contratação de serviços e pagamento de viagens.

A presidência da República registra o maior gasto com cartões no primeiro semestre. A despesa chegou a R$ 6,657 milhões - o que representa quase 30% do total gasto até junho. A maior parte foi desembolsada pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência). O segundo órgão no topo do ranking é o Ministério da Justiça: que gastou R$ 5,5 milhões - a maior parte foi pelas superintendências da Polícia Federal de todo o país. Do total de despesas com o cartão no primeiro semestre, R$ 11 milhões não são públicos, ou seja, mais da metade dos valores é inacessível. Todos os gastos da ABIN, da Polícia Federal e a maioria dos da Presidência da República estão sob sigilo.

Só que a caixa preta vai além: outros R$ 3 milhões dos gastos com o cartão corporativo não podem ser acessados. Isso porque esses valores foram sacados e não há identificação de como o dinheiro foi usado. Com isso, sobe para 65% a parte da quantia que foi gasta sem discriminação pelo governo.

O presidente da ONG Contas Abertas, Gil Castelo Branco, critica a falta de transparência do próprio portal:

"Além desse problema da transparência, mesmo naqueles 35% em que você consegue saber o nome do estabelecimento onde foi feito o gasto, você não sabe exatamente o que foi comprado nesse estabelecimento".

O que chama a atenção são alguns gastos curiosos com o cartão corporativo. Um exemplo são as despesas com pet shops. Servidores da Receita Federal, do Ministério do Desenvolvimento Agrário e até da Agência Nacional do Petróleo gastaram nesse setor. Mas o portal não especifica o que foi comprado. Outros funcionários também tiveram despesas em drogarias e em lojas de produtos odontológicos. Segundo o Ministério da Transparência, são permitidas despesas que não podem ser feitas pelo regime normal, como em uma emergência, por exemplo. Entre elas, estão gastos com viagens ou aqueles sigilosos, em que não há licitação ou limite.

Fonte: CBN

Curta nossa página no Facebook



'For all' investiga 56 pessoas físicas e jurídicas

Trinta e duas pessoas físicas e 24 pessoas jurídicas estão sob investigação pela Polícia Federal no Ceará e Receita Federal por suspeita de participação em um esquema de fraude no Imposto de Renda. Os crimes podem ter lesado o país em mais de R$ 500 mil.

Durante a Operação "For All", realizada no dia 18 de outubro, foram apreendidos equipamentos e documentos na sede da empresa A3 Entretenimento que administra, entre outras, a banda Aviões do Forró, e nas casas e escritórios dos suspeitos de participação no esquema de sonegação.

De acordo com o delegado Delano Cerqueira Bunn, superintendente da Polícia Federal no Ceará, os envolvidos podem responder por crimes contra a ordem tributária, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e associação criminosa. Neste primeiro momento, apenas o grupo A3 Entretenimento é alvo de investigação, segundo Delano Cerqueira.

Além dos cantores Xand e Solange Almeida, o vocalista Zé Cantor, da banda Solteirões do Forró, e os empresários Isaías Duarte e Carlos Aristides também foram levados para prestar esclarecimentos. A Justiça Federal também decretou o bloqueio de imóveis e a apreensão de veículos pertencentes a pessoas ligadas ao grupo.

"Cada crime é autonômo e as penas são individualizadas, o que significa que elas são somadas de acordo com o crime cometido. Está sendo feito um levantamento da conduta de cada investigado para saber em quais está envolvido", explica Delano Cerqueira. Somadas as penalidades os investigados, se condenados, podem pegar de 10 a 29 anos de prisão.

Além das penas de privação de liberdade, os envolvidos no esquema podem ser condenados ao ressarcimento dos valores sonegados que, atualizados monetariamente, podem superar a quantia de R$ 1 milhão. Todos os documentos e equipamentos apreendidos foram encaminhados para Receita Federal para análise tributária.

'For All"
Realizada pela Polícia Federal em ação conjunta com a Receita Federal em 18 de outubro, a operação "For All'  investiga fraudes no imposto de renda cometidas pelo grupo empresarial A3 Entretenimento que administra a banda Aviões do Forró e é proprietária de bares, restaurantes, gravadoras e casas de shows. De acordo com a Polícia Federal, além dos proprietários da empresa, o esquema envolve empresários contratantes dos shows e pessoas ligadas aos outros segmentos do grupo no Cearáx e em outros estados do país.

Há indícios de que os integrantes da organização procuravam eximir-se da cobrança de tributos fornecendo dados falsos ou omitindo dados relevantes em suas declarações de imposto de renda pessoa física e jurídica.

O grupo ainda adquiria bens, como veículos e imóveis, sem declarar ao Fisco. Foram encontradas divergências sobre valores pagos a título de distribuição de lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto.

Ao G1, a banda Aviões do Forró informou "que está à disposição da Polícia Federal e da Justiça e que colaborará com todos os questionamentos em relação à operação".  Um dos advogados da banda, Rubens Martins, afirmou que irá se pronunciar nos autos. Ele nega os crimes apontados pela Polícia Federal.

Shows públicos investigados
O suposto esquema de sonegação de impostos é investigado pela Polícia Federal e pela Receita Federal desde 2012. A investigação foi aprofundada a partir de 2014, com a parceria do Ministério Público. A investigação apontou que bandas ligadas ao grupo A3 chegavam a realizar, em média, mais de 200 shows por mês. Dentre os contratantes estão prefeituras e órgãos públicos de governos estaduais.

A Polícia Federal não descarta a participação de entes públicos no esquema de sonegação de impostos na contratação dos shows. Contudo, a delegada da PF Dora Lúcia Oliveira apontou que as informações colhidas a partir das prestações de contas dos órgãos públicos auxiliaram a identificar irregularidades nos valores dos shows declarados por contratantes particulares das bandas da A3.

"As bandas foram contratadas para inúmeros festejos de cidades e inauguração de obras neste tempo. As prefeituras declaravam os valores reais dos shows, como R$ 1 milhão, por exemplo. Mas quando checamos os valores dos outros contratantes vimos preços bem abaixo, como R$ 200 mil. A partir daí tiramos uma média. Então, nesse sentido, as informações dos municípios foram muito importantes."

Esquema em outras bandas
A Polícia Federal acredita que o crescimento do mercado musical no país, em especial do forró, é uma das portas para as irregularidades referentes à sonegação de impostos. Deste modo, é possível, conforme a PF, que outras empresas do ramo possam estar ligadas a fraudes desta natureza.

"Essas pessoas que atuam nesse ramo estão na mídia e é muito fácil perceber a disparidade do que está sendo declarado e o padrão que elas demonstram. Há uma incongruência com o ramo. É um ramo que cresceu de forma desordenada e sem controle. São pessoas que trabalham com dinheiro vivo e que realizam muitos shows todo mês", apontou a delegada Dora Lúcia.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



Apresentadora da Globo News cai em pegadinha de telespectador e fica constrangida

A Globo lançou ontem uma operação para tirar do ar um vídeo em que a apresentadora Maria Beltrão, da GloboNews, cai em uma pegadinha de um internauta. Constrangedor, o vídeo viralizou na internet na última segunda-feira (31). Nele, Maria Beltrão lê um comentário de um telespectador que se apresenta como "Doutor Cuca Beludo".

Ontem, dezenas de usuários do Twitter tiveram o vídeo bloqueado. No lugar das imagens, havia uma mensagem, em inglês, de que o vídeo havia sido removido porque infringia uma lei norte-americana de proteção dos direitos autorais. O bloqueio do vídeo foi pedido por advogados da Globo. Uma equipe passou o dia procurando perfis no Twitter e canais no YouTube que tinham o vídeo.

A emissora confirma a ação, mas diz que faz isso com todas as imagens que lhe pertencem. No entanto, vídeos como o que a apresentadora Christiane Pelajo dá um piti ao ficar sem áudio e de uma repórter que fala "puta que o pariu" após a exibição de uma declaração de Donald Trump continuam circulando livremente na rede.

Na tarde de segunda-feira, Maria Beltrão discutia com convidados os resultados das eleições municipais do domingo, quando leu uma mensagem de um suposto telespectador no Twitter. "O doutor Cuca Beludo, participando pelas redes sociais, falou 'Ó, tô aí com a Flavia [Oliveira, jornalista que comenta sobre economia no Estúdio i]...".

A apresentadora da GloboNews caiu em uma pegadinha que já vitimou dezenas de jornalistas em programas ao vivo. Cuca Beludo faz parte da mesma "família" de Thomas Turbando e Paula Tejando, entre outros.

Apesar da ação da Globo, ainda há perfis no Twitter e canais no YouTube com o vídeo da Globo News no ar. Clique aqui e confira (antes que as imagens desapareçam).

Fonte: Notícias da TV

Curta nossa página no Facebook



Senado aprova projeto que torna vaquejada manifestação cultural

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) um projeto de lei que torna a vaquejada e o rodeio manifestação cultural nacional e patrimônio cultural imaterial. Como o texto já foi aprovado também pela Câmara, segue agora para sanção do presidente da República, Michel Temer.

Na vaquejada, um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentam derrubar o animal pelo rabo.

No mês passado, contudo, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu derrubar uma lei do Ceará que regulamentava a vaquejada. Por 6 votos a 5, os ministros consideraram que a atividade impõe sofrimento aos animais e, portanto, fere princípios constitucionais de preservação do meio ambiente.

Mesmo com a decisão do Senado desta terça, prevalecerá o entendimento da Suprema Corte. A proposta aprovada pelos parlamentares não regulamenta a prática, com parâmetros e regras.

A decisão da Corte em outubro provocou reações no Congresso Nacional. Além disso, na semana passada, manifestantes a favor da vaquejada chegaram a ocupar o gramado central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Sessão do Senado
Defensores da atividade afirmam que a vaquejada faz parte da cultura regional, que se trata de uma atividade econômica importante e movimenta cerca de R$ 14 milhões por ano.

"Os espetáculos do rodeio e da vaquejada, que abrangem uma série de manifestações esportivas, recreativas e culturais, consistem em manifestações já há muito cultivadas pela população de diversas regiões do país", argumenta o senador Otto Alencar (PSD-BA), por exemplo, relator da proposta.

O texto foi aprovado nesta terça pelo Senado em votação simbólica, embora tenham ocorrido discursos a favor e contra o projeto. Durante a sessão, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), por exemplo, argumentou que uma sociedade "avançada" não pode tratar os animais dessa forma.

"Por que que a humanidade precisa do sofrimento animal para se divertir? [...] Eu não posso achar que é cultural uma situação dessas, nem que ela é benévola. Porque foi cultural por muito tempo, no mundo romano, colocar os escravos para lutarem entre si. Isso era defendido. Foi cultural a escravidão no Brasil. Uma sociedade avançada não pode tratar seus animais assim", afirmou Gleisi.

Bastidores
Auxiliares de senadores que defenderam a proposta avaliam que o objetivo do projeto é "preparar o terreno" para que o Congresso aprove, futuramente, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que libera a vaquejada e o rodeio como modalidades esportivas, apresentada na Câmara na semana passada.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Barbalha (CE): Mais quatro detentos serram as grades e fogem da cadeia pública

Odair, Luciano, Diego e Thalver fugiram da cadeia de Barbalha (Foto: Reprodução)
A polícia de Barbalha ainda não descobriu o paradeiro dos quatro detentos que serraram as grades e fugiram da cadeia pública na madrugada de ontem. Já na última sexta-feira foi atirado para o interior da cadeia de Crato um pacote contendo drogas e um aparelho celular. Em Barbalha, fugiram do cárcere Odair Vidal Moreno, residente na Travessa João Cavalcante, 09 (Bairro Sagrada Família) em Jucás; e Luciano da Silva Pereira, de 25 anos, o “Lulu” que mora na Rua Padre João Moretti, 487 (Jardim Gonzaga) em Juazeiro.

Além destes, Diego Júnior Lourenço da Silva, residente na Rua Antonio Lira Cruz, 137 (João Cabral) em Juazeiro; e Thalver Oliveira Dantas, de 25 anos, que reside na Rua João Correia de Oliveira, 54 (Juvêncio Santana) também em Juazeiro. Dentre outros crimes, Odair assassinou a tiros Jonata Tomas Lima no dia I7 de abril de 2015 no município de Jucás.

Já Luciano é acusado de um crime de lesão corporal em janeiro de 2012 em Juazeiro e, no dia 19 de junho do mesmo ano, foi preso em sua casa sob a acusação de agredir sua companheira Márcia Cordeiro, de 20 anos o que voltou a acontecer no dia 13 de junho de 2013 quando foi preso na Rua Àrvore de Natal no bairro Frei Damião. Outro crime de violência doméstica a ele atribuído foi contra Elisiana do Nascimento Santos no dia 26 de agosto de 2013 em Juazeiro.

Enquanto isso, no dia 27 de novembro de 2014, Luciano foi preso em Barbalha após a prática de assalto a mão armada na Avenida João Evangelista Sampaio perto do Engenho Venha Ver no Sítio Lagoa. Além dele, os PMs prenderam José Wanderson Alves Gonçalves, o “Boicota”, residente na Rua Poeta José Bernardo (Triângulo), com um revólver calibre 38 tendo cinco cartuchos intactos, três aparelhos celulares roubados e a moto Honda Fan de cor preta e placa OSE-5336 na qual trafegavam

Diego responde por crimes de roubos e furtos em Juazeiro e Barbalha, enquanto Thalver é acusado de crimes de estupro e assaltos em Ipamirim. No dia 4 de agosto de 2014 ele foi preso em um casebre na Avenida Perimetral Leste no bairro Cirolândia em Barbalha. Ele estava com uma pistola de plástico, relógios, celulares, um capacete, uma bolsa feminina com cartão da Caixa Econômica e a moto que usava em assaltos.

No imóvel, estavam ainda Francisco Adailton Rocha da Silva, de 22, o "Dadinha", Antônio Geovanni Silva Santos, de 20, e o adolescente de iniciais G. S. S., de 15 anos. Já no dia 7 de setembro de 2015 Thalver foi preso em Várzea Alegre após se envolver num acidente com um Fiat Siena. A polícia descobriu que o carro era roubado e o mesmo estava com um revólver calibre 38.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Quixadá (CE): Camilo tentar reverter fechamento da usina de biodiesel

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se reuniu nesta terça-feira (1º) com diretores da Petrobras e pediu que estatal reveja a decisão de encerrar as operações da Usina de Biodiesel de Quixadá, no interior do estado. A usina do município produz biodiesel a partir da mamona.

A Petrobras Biocombustível, subsidiária da Petrobras, anunciou em 7 de outubro que o empreendimento seria fechado em novembro, "em linha com a estratégia da empresa de deixar integralmente a produção de biocombustíveis".

"Vamos fazer todos os esforços para que a usina não seja fechada, uma vez que ela emprega centenas de pessoas do Sertão Central", defende Camilo Santana.

De acordo com o governador, o diretor-executivo de Refino e Gás Natural da Petrobras, Jorge Celestino Ramos, e o presidente da Petrobras Biocombustíveis, Luiz Fernando Marinho, se comprometeram a levar a proposta à presidência da Petrobras.

"Propusemos aos diretores que a decisão possa ser revista até que seja encontrada uma alternativa para manter a usina aberta, seja via Petrobras Biocombustíveis ou por meio de algum outro investidor", disse o governador.

Redução nos investimentos
No novo plano, a companhia estatal reduziu em 25% os investimentos e prevê focar suas atividades na produção de petróleo, saindo de diversos setores, como de biocombustíveis.

"Considerando que de acordo com as projeções, não haveria uma solução para a usina em curto prazo e sem novos investimentos, o Conselho de Administração da Petrobras Biocombustível optou por encerrar a produção de biodiesel no Ceará e assim focar recursos em projetos com maior rentabilidade", afirmou a Petrobras em nota.

A desmobilização levará em torno de seis meses e será realizada por uma equipe multidisciplinar, explicou a empresa.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



Morre Plácido Cidade Nuvens, ex-reitor da URCA, aos 73 anos de idade

O professor e ex-reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Plácido Cidade Nuvens, morreu na manhã desta terça-feira, 1º de novembro, aos 73 anos de idade. Ele estava internado no Instituto do Câncer do Ceará, em Fortaleza, lutando contra câncer de rins.

Devido a sua morte, o reitor da Universidade, professor Patrício Melo, baixou portaria suspendendo todas as atividades letivas e administrativas durante esta terça. Em sua página do seu facebook, o governador do Estado, Camilo Santana (PT), lamentou a notícia ao lembrar que Plácido Nuvens prestou relevantes serviços ao Estado.

Mini-Biografia
Plácido Cidade Nuvens nasceu em 1943 na cidade de Santana do Cariri. Após concluir o Ensino Médio no Seminário São José, no Crato, mudou-se para Fortaleza, onde concluiu o curso em Licenciatura Plena em Filosofia. Sua preparação rendeu-lhe uma bolsa de estudos na Universidade Gregoriana em Roma, onde estudou Teologia e Sociologia. Em Roma também obteve o título de doutor em Ciências Sociais.

No retorno ao Brasil, desenvolveu trabalhos de promoção humana da Fundação Padre Ibiapina, braço social da Diocese do Crato. Obteve, ainda, títulos de especialista em português superior pela Universidade de Lisboa, e de doutor em ciências sociais pela Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino. Em 1995, ele escreveu o livro “Patativa e o universo fascinante do sertão”, editado pela Fundação Edson Queiroz. A obra tornou-se referência da biografia do poeta.

De 1983 a 1989 foi prefeito de Santana do Cariri, onde fundou o Museu de Paleontologia de Santana do Cariri, posteriormente doado à Universidade Regional do Cariri. A criação do museu lhe rendeu diversas homenagens, como o Troféu Sereia de Ouro do Sistema Verdes Mares, em 2001, e o nome de uma espécie de dinossauro descoberta na chapada do Araripe, o Santanaraptor placidus.

Plácido Nuvens foi coordenador do curso de Direito e vice-reitor entre os anos de 1996 e 2003. Entre 2007 e 2011, exerceu o cargo de reitor da URCA, sendo o primeiro eleito pela comunidade acadêmica.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Justiça afasta Raimundão da Prefeitura

O prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Antônio de Macêdo (PMDB) - conhecido como Raimundão -  foi afastado do cargo até o 'fim do mandato' pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). A decisão, desta segunda-feira (31), foi da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, seguindo o voto do desembargador Raimundo Nonato Silva Santos. Como o afastamento do prefeito, deve assumir o vice, Luiz Ivan de Bezerra (PTB).

O prefeito foi denunciado pelo Ministério Público do Estado (MPCE) pelos crimes de associação criminosa, concussão e lavagem ou ocultação de bens e valores. O filho do prefeito e um funcionário da prefeitura de Juazeiro do Norte, também foram denunciados pelo MPCE. O crime de concussão, descrito no Código Penal, consiste em um agente público exigir vantagem indevida, para si ou para outra pessoa, de forma direta ou indireta, mesmo fora da função pública ou até antes de assumi-la, em razão da função que exerce. O G1 contactou a assessoria de Raimundo Macêdo mas as ligações não foram atendidas.

Na decisão, os desembargadores proíbem Raimundo Macêdo de frequentar qualquer repartição pública do município. A Justiça também determinou o “bloqueio de todos os bens, direitos e valores existentes em contas bancárias (indisponibilidade), incluindo quaisquer tipo de investimento (até em bolsa de valores) no valor de até R$ 4 milhões em nome dos denunciados, inclusive de suas empresas”.  Cabe recurso às Câmaras Criminais Reunidas do TJCE

Afastamento
Em 22 de junho de 2015, Raimundo Macedo foi afastado da Prefeitura de Juazeiro do Norte por decisão do juiz Gucio Carvalho Coelho, atendendo pedido do Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião,  MP acusou o prefeito de ato de improbidade administrativa. A Ação Civil Pública foi ajuizada pelos promotores de Justiça Breno Rangel Nunes da Costa e José Silderlandio do Nascimento.

De acordo com a decisão, Raimundo Macedo deveria ser afastado durante, pelo menos, 180 dias. Os representantes do Ministério Público instauraram o Inquérito Civil Público em 22 de abril de 2015 para apurar supostas irregularidades em uma desapropriação realizada pelo município de Juazeiro do Norte, bem como a realização de permuta de imóvel do município com imóvel da mesma empresa.

A decisão foi mantida pelo desembargador Carlos Alberto Mendes Forte, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). Em 5 de  agosto, decisão do ministro Francisco Falcão, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, determinou o retorno do prefeito à função.

Renúncia da candidatura
Raimundo Macedo (PMDB) era candidato à reeleição no pleito de 2016, mas renunciou à candidatura em 27 de setembro, alegando perseguição política à sua pessoa e à sua família como motivos da desistência. O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) havia negado registro da candidatura de Macêdo com base na lei da ficha limpa.

De acordo com a coordenação da campanha, a decisão foi tomada em uma reunião na casa do prefeito na noite de quarta (21), com a presença de familiares, candidatos a vereadores e representantes dos partidos que apoiam o candidato.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



A desgraça de quem não gosta de política é ser governado pela elite, diz Lula

Em sua primeira aparição pública após o segundo turno das eleições municipais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta terça-feira (1º) que a "desgraça de quem não gosta de política é ser governado" pela elite. A declaração foi feita a uma plateia de estudantes na UFScar (Universidade Federal de São Carlos), no interior de São Paulo.

"Cada vez mais, em vez de negar a política, a gente tem que fazer política. Porque a desgraça de quem não gosta de política é que é governado por quem gosta. E quem gosta é sempre a minoria, é sempre a elite", disse Lula.

O resultado do segundo turno das eleições municipais deste ano consolidaram uma das maiores derrotas do PT desde sua fundação. O partido, que em 2012 havia conquistado 638 prefeituras municipais, neste ano vai comandar apenas 254.

Entre as principais derrotas do partido neste ano está a derrota em São Paulo, onde o prefeito Fernando Haddad (PT) não conseguiu se reeleger e perdeu, ainda no primeiro turno, para o tucano João Doria Júnior.

A crítica de Lula à "não-política" acontece em um momento em que diversas capitais elegeram prefeitos que se apresentaram como "não-políticos".

Entre eles, estão João Doria e os prefeitos eleitos de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), e de Porto Velho, Dr. Hildon (PSDB).

Além da derrota na capital paulista, o PT também foi derrotado no chamado "cinturão vermelho" na Grande São Paulo, formado por municípios como Santo André e Mauá, onde o partido mantinha certa hegemonia.

Em seu discurso na UFScar, Lula voltou a criticar o tratamento recebido por ele da imprensa e disse que os supostos ataques recebidos por ele são "mentiras".

Lula chegou a admitir que seu grupo político tem responsabilidade na crise econômica enfrentada pelo Brasil. "Estamos numa crise agora, estamos. Temos responsabilidades? Temos. Fizemos erros? Fizemos", afirmou Lula sem dizer, em detalhes, a quais erros ele se referia.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Reitoria da URCA segue ocupada

Há quase uma semana a Reitoria da Universidade Regional do Cariri (URCA), localizada no Campus Pimenta, neste município, está ocupada por estudantes contrários a aprovação do texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos pelas próximas duas décadas.

A preocupação da administração da Universidade é deixar o prédio totalmente a disposição dos alunos que, no próximo final de semana, nos dias 5 e 6, realizarão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Por meio de nota, no dia da ocupação, a reitoria afirmou que “nenhuma atividade administrativa, de ensino, de pesquisa e de extensão será interrompida em nenhum dos campi”.

Entretanto, conforme explicou a assessoria da URCA, para a realização do Enem, uma série de medidas de segurança devem ser adotadas. “Vamos sentar e conversar com os alunos para chegarmos a um acordo”, disse.

Ocupação
A principal pauta de reivindicação dos acadêmicos é justamente a PEC 241. De acordo com Leandro Medeiros, coordenador de comunicação do Movimento Fora Temer – Cariri, somente no ato da ocupação, em 26 de outubro, cerca de 80 estudantes estiveram presentes.

Os estudantes também são contrários a PEC 257; a alteração da LDB – que exclui as Leis 10.639/2003 e a Lei 11.645/2008; reforma no Ensino Médio; contra o descaso sofrido pelos residentes da URCA; contra os casos de racismo, machismo e LGBTfobia; e pedem o pagamento das bolsas em dias; a ampliação do Restaurante Universitário; e criação de uma política de assistência estudantil regulamentada e em consonância com o PNAES.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



ShareThis