Ceará vai receber R$ 750 mi neste ano por perdas na safra

Agricultores do Ceará vão ter acesso a linhas de crédito totalizando R$ 750 milhões. O benefício integra chamado Plano Safra - Semiárido que foi apresentado, ontem, a prefeitos, gestores estaduais e associações ligadas à agropecuária no Estado. Os financiamentos vão ter juros anuais de 1% a 3% para custeio e de 1% a 1,5% em investimentos.

De acordo o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, "as ações são estruturais, para os locais onde a chuva já chegou ou vai chegar.

Com esses instrumentos nós queremos estimular sistemas de produção com reservas para ter água e alimentos no período seco, para o rebanho não sofrer, estimular recuperação de culturas que foram afetadas pela seca. São R$ 7 bilhões de crédito em todo o Brasil".

Financiamento
Para o ministro, a escolha do semiárido para receber um plano específico de financiamento à produção, deve-se ao fato da região contar com cerca de 1,5 milhões de agricultores familiares, cerca de 33% do total do País. Vargas também destacou que as linhas de crédito podem ser expandidas, caso o número de contratações supere as expectativas. "Antes mesmo do lançamento do plano foram destinados R$ 2,7 bilhões em crédito emergencial", destacou.

Além do financiamento, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), fez a entrega de duas retroescavadeiras e 115 motoniveladoras para 117 municípios cearenses.

No total, os equipamentos, que integram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), representaram investimento de R$ 53,2 milhões. No acumulado do ano, o governo federal destinou cerca de R$ 93,9 milhões em equipamentos, para 181 municípios, destinados ao enfrentamento da estiagem no semiárido do Ceará.

Para a presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Adriana Pinheiro, "essas máquinas vão ser de grande serventia. Vão cavar barreiras, fazer açudes, ajeitar estradas que já estão prejudicadas mesmo com a pouca chuva que está caindo", disse.

Importância
O município de Fortim, administrado pela gestora, foi um dos contemplados com as motoniveladoras. Já as duas retroescavadeiras foram entregues aos prefeitos de Itaitinga, Abel Rangel Júnior, e de Chaval, Pacheco Neto. Já o coordenador-geral da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar no Ceará (Fetraf-CE), Francisco Auri Júnior, avaliou que "o programa é importante para possibilitar a convivência sustentável com o semiárido. Nós temos defendido políticas emergenciais mais concretas e a desburocratização da distribuição do milho pela Conab e que a água dos caminhões-pipa seja tratada e seja certificada pela Anvisa. E na questão da renda, defendemos a extensão do seguro-desemprego aos agricultores familiares".

O presidente da Fetraece, Moisés Braz Ricardo, por sua vez, ressaltou a importância de paralelamente à entrega de equipamentos e linhas de crédito, de se desenvolver programas de assistência técnica. "Nós não vamos produzir no meio rural e desenvolver o campo sem pesquisa e assistência. Também é preciso avançar no desenvolvimento da reforma agrária. Sem esses itens vamos continuar tendo pessoas migrando para as cidades e inchando as favelas", analisou.

Enfrentamento
Já o secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, Nelson Martins, destacou outras ações estaduais e federais para o enfrentamento da seca, que já se prolonga por quase dois anos. Martins admite, no entanto, que mesmo com as iniciativas o ano de 2013 será negativo para a safra do Estado.

"O Cinturão das Águas, deve receber ordem de serviço da primeira etapa na próxima semana, pelo governador, e o Projeto São José está em pleno andamento, com 140 projetos de abastecimento. Para o Garantia Safra, nós estamos atendendo a 304 mil agricultores familiares e mais 200 mil agricultores com o Bolsa-Estiagem.

Mas a perda de safra para este ano ainda deve ser acima de 50%", calculou o secretário. Ele afirmou estar otimista com os novos investimentos. Além das máquinas entregues até o momento, outros equipamentos devem ser distribuídos até o início de agosto. "Vamos começar a fazer também a entrega de caçambas, pás-carregadeiras e caminhões-pipa para o Ceará e todo o semiárido, totalizando 1.440 municípios beneficiados. Essa distribuição de máquinas será feita até fevereiro do próximo ano", detalhou o ministro.

Mais informações
SDA
Avenda Bezerra de Menezes
São Gerardo
Telefone: 3101.8002

Fonte: Diário do Nordeste



Minas Mais Telecom culpa nordestinos pela má qualidade dos seus serviços em Sergipe

Um cliente da Minas Mais Telecom, cansado dos rotineiros problemas com a sua internet, resolveu usar o site Reclame Aqui na tentativa de ser melhor ouvido e ter seus problemas solucionados pela empresa. Porém, para sua desagradável surpresa, recebeu respostas extremamente preconceituosas sobre o povo nordestino. Frases como “o nordestino tem isto mesmo, de não gostar de trabalhar, são irresponsáveis, preguiçosos”, “ai não se arranja GENTE que preste para trabalhar”, “um bando de [editado pelo Reclame Aqui] e vagabundos”, “eles percebam que precisam trabalhar e não ser a escoria do país… quem sabe eles não viram gente de verdade” foram ditas de forma clara e contundente. CLIQUE NA IMAGEM!


Fonte: Sedentário


Fatec Cariri abre inscrições para o curso de Especialização em Automação Industrial

O Instituto Centec está com inscrições abertas para a 2ª turma do curso de Pós-Graduação em Automação Industrial que será realizado na Faculdade de Tecnologia do Cariri. As inscrições iniciaram-se nesta última terça-feira (09) e segue até o dia 09 de agosto, com carga horária de 600 horas/aula e 45 vagas.

O curso é realizado em parceria com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece). De acordo com o coordenador, Emerson Lacerda, o curso de Automação Industrial na área de tecnologia de nível superior  tem como objetivo o foco profissional e o embasamento teórico e prático a cerca dos processos de automação industrial.

As inscrições para o curso de especialização podem ser realizadas até o dia 09 de Agosto de 2013. Os interessados deverão comparecer a sede da Fatec, na Rua: Professor Francismar Roque, S/N – Triângulo, em Juazeiro do Norte, das 7h30 às 11h30 e das 14h00 às 20h00, portando os seguintes documentos: Currículo vitae; Diploma de nível superior ou declaração de concludente; Histórico Escolar; Cópia do CPF e RG;  Comprovante de residência e uma foto 3x4 (recente).

As aulas acontecerão às sextas-feiras das 18h00 às 22h00, aos sábados das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00. Dependendo da carga horária da disciplina, as aulas serão realizadas duas vezes por mês.

O investimento poderá ser facilitado em 18 parcelas iguais de R$ 260,00 (duzentos e sessenta reais). Inscrição R$ 50,00 (cinqüenta reais) e taxa de matricula no valor de R$ 230 reais.

O curso de Especialização em Automação Industrial é composto por quinze disciplinas de 2 (dois) créditos, cada, 40 h/aulas, perfazendo um total de 600 h/a. As disciplinas são modulares e seqüenciais.

Serviço:
Local: Fatec Cariri – Rua: Professor Francismar Roque, S/N – Triângulo
Contato: Coordenador do curso, Emerson Lacerda, (088) 3566 – 4054 / 9619. 3311 ou pelo e-mail: lacerdaemerson@centec.org.br ou centecicero@yahoo.com.br

Assessoria de Comunicação do Centec


Tiririca quer estender Minha Casa, Minha Vida para compra de trailers

A Câmara analisa o projeto de lei do deputado Tiririca (PR-SP) que estende os benefícios do programa Minha Casa Minha Vida para a aquisição de trailers e motor-homes usados por populações itinerantes.

"Contudo, apenas no que se refere aos artistas de circo, estima-se que haja 25 mil em atividade no País", destacou o deputado Foto: Divulgação

Esses grupos não conseguem se adequar às regras do programa pelo fato de não terem residência fixa. "Contudo, apenas no que se refere aos artistas de circo, estima-se que haja 25 mil em atividade no País", destacou o deputado. "Seria interessante encontrar uma forma de também beneficiar essas pessoas". O objetivo é permitir não só a compra, mas também a reforma dos veículos por meio do programa.

Resistência
A proposta já recebeu parecer favorável do relator na Comissão de Desenvolvimento Urbano, deputado Paulo Foletto (PSB-ES). O parlamentar lembra que o objetivo do Minha Casa, Minha Vida é garantir a todo cidadão uma moradia digna, e destaca que os artistas de circo, ciganos e comunidades de parques de diversões - que estão sempre se deslocando de uma cidade para outra - não podem morar em imóveis.

Pela proposta, o Executivo será o responsável por definir os critérios da medida, mas o texto já encontra resistência no Governo. O projeto chegou a entrar na pauta da comissão, mas foi retirado antes de ser votado: "O núcleo central do governo e a Caixa Econômica questionam a proposta. A Caixa alega que não poderia ser o agente financiador porque não se trata de construção imobiliária. Estamos conversando entre as assessorias para encontrar o caminho para o financiamento", explica Foletto.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; de Finanças e Tributação (inclusive em seu mérito); e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Diário do Nordeste



Crato (CE): Dr. Humberto Macário completa hoje 84 anos

Filho do agropecuarista Pedro Macário de Brito e de Tereza de Norões Brito. Nasceu em Campos Sales-CE, em 13 de julho de 1929.

Formou-se em 1958, pela Faculdade de Medicina da Bahia, obtendo o primeiro lugar, sendo agraciado pela Instituição baiana, com uma medalha, em ouro, de Honra ao Mérito.

Após formado, retorna ao Crato onde iniciou suas atividades médicas, como clínico e cirurgião do Hospital São Francisco de Assis, de forma plena e incansável, voltando-se, principalmente, ao atendimento das camadas mais carentes da população do município e adjacências. Por este trabalho aos mais necessitados, logo ganhou a fama de Médico Humanitário.

Foi professor da Faculdade de Filosofia do Crato, lecionado a cadeira de Biologia Educacional ,  tendo contribuindo para a formação de centenas de jovens cratenses, participando e ministrando, inclusive, vários seminários e eventos educativos na área.

Ainda como médico, em 1974, fundou o Hospital Regional Manuel de Abreu, dedicado à tisiologia. Com a evolução das políticas de saúde pública no País, incidentes sobre a tuberculose, o Hospital Manuel de Abreu direcionou seu atendimento à Clinica Geral , Cirurgia e obstetrícia.

Exímio operador da Próstata, em 1978, Dr. Humberto Macário operou  o Velho Januário, “com bem 90 anos”, ele que era o genitor do sanfoneiro Luiz Gonzaga. Cantada e decantada pelo Brasil afora, a música “Vovô do Baião”, foi e continuará sendo um agradecimento, uma homenagem do Rei do Baião ao “Famoso Cirurgião/Humberto Macário”, que ficou imortalizado pela voz de um dos maiores artistas do Brasil, em todos os tempos.

Levado para a Política por um grupo de amigos e incentivadores, entre eles, Filemom Fernandes Teles, José Horácio Pequeno, Ossian Araripe, entre outros, elegeu-se Prefeito Municipal do Crato, aos 36 anos de idade, exercendo seu mandato entre os anos de 1967 a 1970. Nas eleições de 1976, ao lado do Capitão Ariovaldo Carvalho, foi eleito vice-prefeito. Em 1978, foi convidado pelo Governador Virgílio Távora para ocupar a pasta de Secretário da Saúde do Estado do Ceará. Em 1983, assumiu a Superintendência do Desenvolvimento do Ceará –SUDEC. Em 1986, foi eleito Deputado Estadual, pelo PMDB, sendo o 6º mais votado no Ceará.

No Parlamento Cearense, deixou sua marca através da elaboração de projetos e de importantes intervenções, de pronunciamentos inteligentes e consistentes do alto da Tribuna. Sem dúvida, um trabalho que trouxe inúmeros benefícios para a Região Caririense. Enquanto atuou na política, Dr. Humberto manteve seu nome absolutamente limpo. Além do mais, jamais se omitiu diante de temas complexos e sempre defendeu suas idéias, na busca intransigente da garantia dos interesses legítimos do Povo Cearense, sobretudo, dos Cratenses.

Casou-se com Noemi Arraes e Silva Macário de Brito, com quem teve três filhos: Ana Carolina, Humberto Filho e George Macário. Avô de Luana Siebra Macário, Jéssica Siebra Macário e de Pedro Ernani S. Macário de Brito (Filhos de George).

Em 1998, retornou de finitivamente ao Crato, voltando à sua atividade de médico humanitário, até deixar seu consultório em 2006, com o sentimento pleno do DEVER CUMPRIDO.

Autor: George Macário

Fonte: O Democrato



Juazeiro do Norte (CE): Judiciário inaugura Vara no Cariri

Com maior capacidade de atendimentos, foi inaugurada neste município a 30ª Vara da Justiça Federal, ampliando os serviços de atendimento à população por meio do Fórum da Subseção Judiciária de Juazeiro do Norte. A solenidade de inauguração contou com a entrega do espaço, com sala de atendimentos para advogados, local apropriado para o público e a presença do presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, desembargador Federal Francisco Wildo Lacerda Dantas.

A demanda de atendimentos antes era concentrada nas 16ª e 17ª Varas da Justiça Federal, e agora com o juizado especial, a meta é encaminhar os processos de forma mais rápida e fortalecer os serviços de interiorização da Justiça.

Somente no primeiro semestre de 2013, a subseção realizou 3.283 audiências e possibilitou o pagamento de R$ 8,5 milhões por meio de requisições de pagamentos por Precatórios e RPVs.

A 30ª Vara Federal, cuja titular é a juíza Federal Maria Julia Tavares do Carmo Pinheiro Nunes, deu início às suas atividades em 28 de junho de 2012, funcionando em espaço provisório até então. A Vara é caracterizada como Juizado Especial Federal, ou seja, tem competência para conciliar, julgar e executar causas cíveis no valor de até 60 salários mínimos.

Municípios
A jurisdição da subseção judiciária de Juazeiro do Norte atende a 31 municípios: Abaiara, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Aurora, Baixio, Barbalha, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Ipaumirim, Jardim, Jati, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Nova Olinda, Penaforte, Porteiras, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Umari e Várzea Alegre.

O desembargador, Wildo Lacerda Dantas, disse que a instalação de uma Vara como essa é de suma importância para a população. Ele destacou o apoio para instalação e ampliação do novo local para atendimento da sociedade, principalmente para as camadas menos favorecidas da sociedade. "Para que o direito das pessoas seja reconhecido num menos prazo possível", disse.

Agilidade
Conforme o desembargador, o Juizado Especial, além de agilizar a Justiça, também buscou aproximar os serviços do povo mais carente e mais sofrido.

Conforme ele, a decisão proferida pelo juiz, não é necessário submeter ao pagamento de precatório. Com isso, o juiz determine que seja pago e já remete ao banco para que seja efetuado o pagamento. "É um direito que não depende de filiação partidária e é assegurado as pessoas", diz o magistrado.

Segundo o diretor do Fórum da Subseção de Juazeiro do Norte, Juiz Federal José Eduardo de Melo Vilar Filho, há quase um ano que a 30ª Vara vem atuando, mas somente agora pôde ser adequada de uma estrutura física adequada e necessária.

"Essa vara possibilita um atendimento principalmente para as pessoas que moram em localidades mais afastadas da Capital", afirma. Ele destaca o número significativos de sentenças proferidas neste ano, que ultrapassam 8 mil processos e que foram pagos em precatórios e requisições de pagamentos. "É algo que demonstra a importância efetiva da Justiça Federal na região", destaca o diretor.

Há dois meses em Juazeiro do Norte, a juíza destaca que a ampliação da 30ª Vara, com competência privativa do Juizado Especial, produzirá impactos diretor na consolidação da cidadania. "As novas instalações, permitirão que a população menos favorecida economicamente passe a ter acesso a uma Justiça célere e eficiente, com uma estrutura jurídica democrática", comenta.

Serviço
Com a ampliação, Juazeiro do Norte passa a contar com três Varas Federais funcionando. A solenidade de inauguração contou com as presenças do presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, desembargador Federal, Francisco Wildo Lacerda Dantas; do vice-diretor do Foro da Justiça Federal do Ceará, juiz Federal Bruno Leonardo Câmara Carrá; além do prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, entre outras autoridades municipal.

A juíza Maria Julia Tavares, ressalta que, com o físico finalizado, há uma facilitação maior para o acesso do público ao local, minimizando possíveis problemas em relação ao novo endereço da Vara.

Mais informações
Subseção Judiciária de Juazeiro do Norte
Rua Jonas de Souza, S/N
Bairro Lagoa Seca
Telefone: (88) 3571.1385

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER 

Fonte: Diário do Nordeste



Juazeiro do Norte (CE): Lei que restabelece salário de professores é aprovada pela Câmara

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, na região do Cariri, aprovou nesta quinta-feira (11), por unanimidade, projeto de lei que revoga as alterações no Plano de Cargos e Carreiras dos professores da rede municipal de ensino. Com a aprovação da nova lei, a redução de até 40% nas gratificações do magistério, prevista em projeto de lei do executivo, aprovado no dia 7 de junho pela Câmara, fica sem efeito. A lei aprovada vai agora para sanção do prefeito, Raimundo Macedo.

No dia 26 de junho, Raimundo Macedo voltou atrás da decisão depois de uma reunião com representantes dos professores e do Ministério Público do Estado (MP-CE). Com o recuo do prefeito de Juazeiro do Norte, além da manutenção da gratificação, outras reivindicações dos professores foram  inseridas conforme o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) e encaminhadas para nova votação na Câmara.

O recuo da Prefeitura de Juazeiro do Norte e da Câmara de Vereadores foi comemorado pelos professores do município. Com faixas e cartazes, os professores lembraram da importância da educação e pediram melhorias para as escolas. A expectativa agora é de que o prefeito Raimundo Macedo sancione a lei ainda nesta sexta-feira (12).

Fonte: G1



Caso Telexfree: Justiça barra inquérito que investigava divulgadores no Acre

O desembargador Francisco Djama, do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), suspendeu um inquérito policial que investigava ao menos cinco grandes divulgadores da Telexfree no Estado.  O pedido foi feito pelos advogados empresa.

A Telexfree é suspeita de ser um esquema de pirâmide financeira e está com as contas bloqueadas desde o dia 18 de junho . Os representantes negam irregularidades .

"Divulgador" é o nome dado a quem pagou uma taxa de adesão à Telexfre com a promessa de lucrar por meio da postagem de anúncios na internet, da venda de pacotes de telefonia por internet (VoIP, na sigla e inglês) e do recrutamento de mais pessoas para a rede. Os grandes divulgadores são chamados de Team Builders.

Os sócios Carlos Costa, Carlos Wanzeler, Lyvia Wanzer e James Merry já vinham sendo investigados criminalmente no Espírito Santo (ES), onde a empresa tem sua sede. Nas últimas semanas, uma segunda investigação foi aberta para apurar eventuais crimes cometidos no Acre, a pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado (MP-AC).

Em ambos os inquéritos, são investigados delitos como lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e crime contra a economia popular – esse último, o tipo usado para punir quem monta pirâmides financeiras.

Defesa questiona 2 inquéritos ao mesmo tempo 
Para a defesa da Telexfree, a lei impede que duas investigações semelhantes possam ser tocadas ao mesmo tempo. "No Espírito Santo, o inquérito já havia sido apreciado pelo juiz [ que negou um pedido de prisão dos sócios ]", diz Alexandro Teixeira Rodrigues, um dos advogados da empresa. Por isso, tem preferência em relação ao do Acre.

No Acre, porém, a polícia estava centrando suas investigações nos grandes divulgadores – responsáveis por angariar numerosos outros associados para a rede Telexfree. Ao menos cinco deles haviam sido ouvidos pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Decco) que, segundo um policial ouvido pela reportagem, "de fato tiveram enriquecimento ilícito."

"Em tese, eles também estariam cometendo crime contra a economia popular e formação de quadrilha", disse o policial, sob condição de anonimato.

Novo mandado de segurança 
Na esfera civil, defesa da Telexfree ainda tenta derrubar a decisão judicial que, desde o dia 18 de junho, bloqueia as contas da empresa e dos sócios e impede a entrada de novos divulgadores na rede.

Nesta quinta-feira (11), os advogados apresentaram um novo mandado de segurança contra a decisão da 2ª Câmara Cível do TJ-AC, que no último dia 8 manteve os bloqueios . Um primeiro mandado foi rejeitado pela desembargadora Eva Evangelista nesta quarta-feira (10).

Fonte: iG



R.G. leva até três meses para ser emitido no Ceará

Na ampla maioria dos municípios do Ceará, a espera por emissão de carteira de Identidade, ou Registro Geral (R.G), varia entre 45 a 60 dias, mas em alguns casos esse prazo pode ser de até 90 dias. Os postos de atendimento têm sistema manual e as folhas com dados e impressões digitais precisam ser encaminhadas para o Instituto de Identificação na Capital.

As cidades que dispõem de Casas do Cidadão e de um sistema digital e de transferência ´on line´ fornecem o documento em até 15 dias. É o caso das cidades de Limoeiro do Norte, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte, Quixadá e Sobral.

No município de Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe, a emissão de documentos de identidade é feita em um setor dentro da secretaria de Ação Social. A agilidade com que o documento é emitido atrai pessoas de várias cidades da região. "Hoje, por exemplo, recebemos de Russas um ônibus com 14 estudantes que necessitavam da identidade", afirma a secretaria de Assistência Social, Joana D´arc Costa.

De acordo com a secretária, a agilidade na entrega do documento se dá pela existência de um perito em criminalística, que trabalha na preparação e emissão da carteira.

"Dependendo do funcionamento do sistema a identidade pode ser emitida na hora, se houver lentidão, damos o prazo de até 7 dias", ressaltou. São atendidos diariamente 30 pessoas que necessitam do documento.

Senhas
As senhas começam a ser distribuídas às 7h, mas o movimento na fila começa a partir de 5h30. Já em Russas quem tiver necessidade de uma segunda via do documento ou o primeiro RG, tem que esperar, pelo menos, 45 dias. As fichas de cadastro são enviadas para o Instituto de Identificação em Fortaleza, onde são liberadas posteriormente.

Na cidade de Iguatu, diariamente, moradores de pelo menos dez municípios da região Centro-Sul procuram a Casa do Cidadão, nesta cidade, para obter a Carteira de Identidade. Atualmente, o prazo médio de espera para receber o documento é de 15 dias. A demanda permanece elevada e são liberadas 30 senhas diárias.

Houve um período em que o morador esperava até nove meses para a obtenção do documento, mas a partir de 2009, o serviço começou a melhorar.

A Casa do Cidadão Jornalista Antônio Alcântara Nogueira, em Iguatu, foi a primeira unidade a ser inaugurada no Interior do Brasil, em setembro de 1998. Na época, a reivindicação foi do então vereador Aderilo Alcântara, hoje, prefeito do município. Nesse período, milhares de pessoas já foram atendidas com expedição de documentos pessoais.

Pela manhã cedo, forma-se longa fila em frente à unidade. São moradores da região Centro-Sul que disputam as 30 senhas oferecidas diariamente. A maioria é formada por jovens que procuram obter a emissão da primeira vez do documento de identificação pessoal. "Essa é a terceira vez que venho aqui, mas hoje consegui e serei atendido", disse o estudante, Giovani Souza, de Lavras da Mangabeira.

A estudante Maria do Carmo Custódio, da cidade de Icó, chegou cedo e conseguiu a senha. "Vim para cá antes das 6 horas da manhã, para assegurar a minha vaga", contou. O ajudante de pedreiro, Manoel Carlos de Oliveira, perdeu o horário e terá de retornar outro dia. "Na semana passada, tentei duas vezes, mas não deu certo", contou. "Preciso do documento porque quero viajar a São Paulo".

O aposentado, Paulo Rodrigues, apresentou uma sugestão para melhoria do atendimento das pessoas que procuram a carteira de Identidade. "Deveria haver um agendamento prévio, pessoal ou por telefone, e o interessado só vinha no dia certo para encaminhar o documento", defendeu. "Dessa forma, evitaria fila ou a viagem perdida".

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, disse que pretende acolher a sugestão de agendamento dos interessados em obter a carteira de Identidade. "Vamos estudar a proposta e creio que é viável", disse. "O nosso esforço é para melhorar o atendimento, ampliando e facilitando a vida das pessoas".

A Casa do Cidadão funciona de segunda a sexta-feira, pela manhã e tarde, no horário comercial, em convênio entre a Prefeitura de Iguatu e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará. O município cedeu as instalações, e o Estado, uma servidora, que é perita criminal.

Para quem pretende tirar a primeira via da Carteira de Identidade é necessário levar original e cópia de certidão de nascimento ou de casamento. Em caso de perda do documento, há obrigatoriedade de apresentar também um Boletim de Ocorrência (BO). Iguatu atende moradores das cidades de Acopiara, Cariús, Cedro, Icó, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mombaça, Orós e Várzea Alegre.

Mais informações
Emissão da Carteira de identidade Casa do Cidadão
Município de Iguatu
Centro-Sul
Telefone: (88) 3581. 6833

HONÓRIO BARBOSA
REPÓRTER 

Fonte: Diário do Nordeste



Mega museu sobre Luiz Gonzaga está quase pronto

Colossal, assim como sua fonte inspiradora. Essa é uma boa palavra para descrever o projeto do Centro Cultural e Museu Cais do Sertão Luiz Gonzaga, equipamento a ser instalado em um dos armazéns do Porto do Recife, na capital pernambucana. A primeira etapa do complexo, referente ao museu, deve ser inaugurada em 13 de dezembro deste ano, quando o Rei do Baião completaria 101 anos.

O objetivo inicial era entregar o equipamento na data do centenário de Gonzaga, mas descobertas arqueológicas, imprevistos na fase de fundação geraram atrasos nas obras e, consequentemente, um novo cronograma. O empreendimento localiza-se no Recife Antigo, cujo subsolo abriga, por exemplo, resquícios de muralhas antigas da cidade. O outro prédio do Centro Cultural deve ser finalizado em 2014, com auditório, salas para oficinas, restaurante escola, café e espaços de ambientação e convivência. A área total é de 5.500m².

Já o museu Cais do Sertão conta com 7.500m² de área construída e recursos da ordem de R$ 97 milhões, para execução das instalações e produção de conteúdo e acervo. 85% desse valor são oriundos do Governo de Pernambuco; o restante vem do Governo Federal, via Ministério da Cultura (MinC). As obras do térreo do prédio estão adiantadas e o ritmo de trabalho parece intenso, para dar conta dos prazos.

Esses e outros detalhes foram anunciados em coletiva realizada nesta semana em Recife, com a presença do presidente do Porto do Recife, Rogério Leão; a curadora e diretora geral do projeto, Isa Grinspum Ferraz; o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Márcio Stefanni Monteiro; o coordenador geral do empreendimento, Gilberto Freyre Neto (Fundação Gilberto Freyre); e o Secretário Executivo de Políticas de Desenvolvimento de PE, Felipe Chagas.

Integração
Além das grandes dimensões, outro diferencial do museu é ter sido concebido a partir da integração entre expografia, arquitetura e tecnologia de ponta. Juntos, todos esses elementos contribuem para uma "experiência de imersão e de vivência, hora coletiva, hora individual, de ordem intelectual e também afetiva, que não pode ser reproduzida com a TV ou a internet, por exemplo", explicou a curadora e diretora de criação Isa Grinspum Ferraz.

Reconhecida por trabalhos como o Museu da Língua Portuguesa (SP), que também se destaca pelo uso de recursos tecnológicos multimídia, Ferraz ressalta que, no Cais do Sertão, ela funciona de maneira convergente ao resto do acervo.

"Combinamos tradição e tecnologia. O acervo terá objetos originais de Luiz Gonzaga e réplicas criadas por artistas ligados à sua carreira, relíquias e peças de arte contemporânea. Elementos como luzes, som e climatização serão controlados por um sistema muito refinado, como uma teia", adiantou Ferraz.

A concepção do museu, segundo a curadora, fundamentou-se em dois anos de pesquisa não apenas sobre Luiz Gonzaga, mas sobre o universo sertanejo, aspecto basilar em seu trabalho. "Para abordar a odisseia de sua vida e obra tínhamos que trazer também o sertão, daí o nome Cais do Sertão. A proposta era construir não apenas um museu, mas um centro de referência e pesquisa da cultura sertaneja", esclareceu Ferraz.

Decidida a proposta, foi reunida uma equipe multidisciplinar de colaboradores para gerar conteúdo para o museu, entre artistas, cineastas, pesquisadores, especialistas em arqueologia, ecologia da caatinga, no legado de Gonzaga e na cultura sertaneja. O time de criação envolveu nomes como Tom Zé, Miguel Wisnik, Antonio Risério (responsável pela ideia original) e Frederico Pernambuco de Mello, Paulo Vanderley Tomás, Leda Dias e Anselmo Alves.

O prédio do museu (módulo 1 do complexo) é dividido em seis espaços distintos. Em frente à entrada há uma praça batizada o Juazeiro e a Sombra, com nada menos que um juazeiro de 50 anos transplantado do interior de Pernambuco. O professor Daniel Duarte, da Universidade Federal da Paraíba (campus II, em Areia), especialista em plantas da caatinga, coordenou o processo.

Toda a ação foi registrada em vídeo que fará parte do acervo do museu. Atualmente a árvore recebe cuidados para crescer no novo ambiente. A chance é de 50%. "Nada aqui é decorativo, tudo tem significado. Depois de vários cortes ficou apenas a essência", enfatiza Ferraz.

A observação vale, por exemplo, para os combogós de parte do prédio, cujo desenho único foi elaborado a partir do traço das galhagens e do chão seco do sertão. Ao todo, foram utilizadas 2.200 peças, em uma "construção artesanal para fazer do museu um espaço único", ressaltou o secretário Márcio Stefanni.

Na entrada haverá uma vitrine com objetos pessoais de Gonzaga, como sanfonas e trajes (chapéus, perneiras, gibões). Logo após, uma sala redonda em aço, chamada Útero, onde os visitantes "mergulharão" em uma projeção de oito minutos, em 220°, que sintetiza e expressa poeticamente a paisagem física e cultural do sertão. "Quase como um rito de passagem", resume Ferraz.

A etapa seguinte, batizada Armazém: o Mundo do Sertão, divide-se em seis territórios distintos, cada um com cerca de 70m². Um riacho construído entre elas representa o Rio São Francisco e ajuda a delimitá-las.

No espaço Ocupar haverá uma grande maquete reproduzindo a caatinga, seu relevo e bioma. Telas, vitrine e estações interativas contam a história da ocupação do sertão, divididas entre aspectos de paleontologia, arqueologia, ecologia, colonização e urbanização. Projeções e animações revelam aspectos inusitados da geografia e história desse universo. No território Viver haverá um labirinto de texturas que evoca a vida no sertão, além de objetos de uso cotidiano e filme sobre as casas e comidas sertanejas. Em Trabalhar, estarão expostos cerca de 50 ferramentas de trabalho, acompanhados de instalação com imagens e sons da feira e outra multimídia sobre a relação do sertanejo com a água.

Territórios
No território Cantar serão resgatadas as maneiras como o sertão foi retratado na música e no cinema. Uma linha do tempo dinâmica conta, por meio de objetos raros e iconografia, a história da invenção do Baião por Luiz Gonzaga e seus parceiros.

Compõem ainda o espaço uma vitrine com roteiros originais do programa "No mundo do Baião", criado e estrelado por Gonzaga e Zé Dantas na Rádio Nacional. No Túnel das Origens, uma projeção audiovisual de cerca de dez tipos de artistas e personagens tradicionais nordestinos (banda de pífanos, repentistas, cantadores de feira, cordelistas, vaqueiros, cantadores, de abio, sanfoneiros etc) apresentam as sonoridades que inspiraram a invenção do gênero musical.

O território Criar é dedicado à cultura material sertaneja, popular e erudita, por meio de vitrines com objetos criados por artesãos - a exemplo de Mestre Vitalino. O visitante poderá navegar virtualmente por uma teia hipertextual composta por coleções de obras artísticas que retratam o sertão, relacionadas ao cangaço, amor, festas, paisagens, cotidiano, trabalho e crenças.

A fé, aliás, é o tema do território Crer, que, dividido em dois espaços (Deus e o Diabo na Terra do Sol), tematiza, o fervor religioso do sertão. Por fim, no território Migrar, estações multimídia trazem depoimentos de migrantes sertanejos, anônimos e famosos, inclusive do próprio Gonzaga. Dez monitores rodam filmes elaborados a partir de depoimentos e memória oral desses nordestinos que contam suas histórias de vida.

Encerra o circuito do museu a chamada Caixa, espaço em que se revezam três experiências audiovisuais: "Ói eu aqui de novo: vida e obra de Luiz Gonzaga em vídeo"; "A língua do sertão: espetáculo de luzes e sons sobre o falar e o escrever sertanejos"; e "Cordel: a literatura de cordel em versos e animação".

Acessibilidade
No mezanino do prédio haverá ainda um espaço com toda a discografia de Gonzaga e uma vitrine com capas de discos, além de tablets para os visitantes pesquisarem informações e ouvirem as músicas do Rei.Em um espaço chamado Imbalança, crianças e adolescentes poderão manipular e tocar instrumentos musicais. Completam o trajeto baias para caraoquê e para gravação de versões personalizadas de músicas de Gonzaga, a partir de samplers do Baião.

Computadores instalados no local garantem a conexão do museu com outras instituições em Pernambuco dedicadas à memória do artista (como o Parque Aza Branca, em Exu). Atualmente, a criação desses conteúdos encontra-se em diferentes fases. A previsão é de que em setembro parte dele comece a ser instalada no museu. Segundo Ferraz, já há em andamento um projeto de acessibilidade para o equipamento, elaborado por equipe especializada.

ADRIANA MARTINS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste



Bloqueio de bens da BBom inclui R$ 300 milhões e Ferraris, diz MP

A decisão da Justiça Federal de Goiás, que decretou a indisponibilidade dos bens da empresa de rastreador de veículos BBom e de seus sócios, inclui o bloqueio de R$ 300 milhões em contas bancárias do grupo, além de cerca de 100 veículos, incluindo motos e carros de luxo como Ferrari e Lamborghinis, segundo os Ministérios Públicos Federal e Estaduais.

A juíza federal substituta da 4ª Vara Federal de Goiânia, Luciana Laurenti Gheller, acolheu ação e decretou a indisponibilidade dos bens da empresa Embrasystem Tecnologia em Sistemas, conhecida pelos nomes fantasia BBom e Unepxmil, e da empresa BBrasil Organizações e Métodos. Segundo a decisão, há "robustos indícios" de que o modelo de negócios operado pela BBom "se trata, na verdade, de uma pirâmide financeira, prática proibida no Brasil e que se configura crime contra a economia popular.

"Somando as contas da empresa e dos sócios proprietários chega a passar de R$ 300 milhões", disse ao G1 o procurador da República Helio Telho, um dos autores da ação. "O bloqueio inclui um Maserati GranCabrio, duas Ferraris California, quatro Lamborghinis Gardo e um Rolls Royce Ghost que, sozinho, vale mais de US$ 1 milhão", enumera.

O procurador acredita que parte da frota em nome da empresa e de seus sócios seria usada como estratégia de marketing para premiar os associados com melhor desempenho no recrutamento de novas pessoas para a rede.

Segundo a força-tarefa formada por promotores e procuradores para investigar a BBom, até o fim do ano passado, antes do início das operações da “BBom", as empresas do grupo não movimentavam mais do que R$ 300 mil por ano. De acordo com o MP, em pouco mais de seis meses, o fluxo financeiro do grupo aumentou mais de 3.000%.

"O bloqueio de bens para transferência visa evitar que mais vítimas caiam nesta arapuca, e garantir que as pessoas que já cairam consigam recuperar ao menos uma parte do que colocaram", explica Telho.

O procurador informou que a força-tarefa aguarda agora o julgamento do pedido de suspensão da inclusão de novas associados à BBom, a exemplo do que ocorreu com a Telexfree.

Em comunicado, a BBom informou que irá apresentar sua defesa e "pedir a cassação da decisão de bloqueio das contas e bens da empresa".

Bloqueio visa ressarcimento
O processo se encontra sob segredo de Justiça. Segundo comunicado divulgado na página da Justiça Federal de Goiás, ao analisar a documentação, a juíza entendeu que há índicos de que as empresas atuam de forma ilegal, lesando os consumidores. Na decisão, ela explicou que o bloqueio dos bens se estende aos sócios e "busca evitar a dilapidação do patrimônio da empresa, de modo a possibilitar futuro ressarcimento aos consumidores lesados".

No esquema adotado pela BBom, conforme identificado pela juíza, o pagamento dos participantes depende exclusivamente do recrutamento por ele feito de novos associados. "A 'sustentabilidade' do negócio não advém da renda gerada pela venda do produto supostamente objeto da franquia, que se trata um rastreador", diz o comunicado.

Outra irregularidade apontada pela magistrada é a falta de licença expedida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a venda de rastreadores de veículos. "O rastreador utilizado em veículos é uma estação de telecomunicações que necessita ser licenciada pela agência, e não foi concedida pela Anatel autorização à empresa... para trabalhar com esse tipo de produto", informa a Justiça.

Empresa diz que rastreadores são homologados
Em comunicado divulgado nesta quinta, a BBom rebateu a decisão da Justiça e informou que os rastreadores são homologados pela Anatel.

Segundo a empresa, a licença "é fornecida para a empresa que produz o equipamento e não a BBom, que o distribui. "Acreditamos que a juíza da 4ª Vara Federal de Goiânia deve ter se equivocado no momento da busca por este registro", afirma a nota. "Cada equipamento MaxTrack MXT 140A comercializado pela BBom possui um código de registro válido e vigente perante a Anatel", acrescentou.

A empresa sustenta que é "uma empresa lícita, com sede própria, investimentos em marketing, propaganda, desenvolvimento de novos produtos e criação de estruturas executivas, industriais e comerciais".

Em entrevista no dia 5 de julho, o diretor de marketing da empresa, Ednaldo Bispo, negou a prática de pirâmide, argumentando que o modelo de negócio é sustentável e que o principal produto da BBom é a venda de rastreamento de veículos. Segundo ele, a empresa já reuniu em três meses mais de 200 mil associados.

"Também vendemos rastreador porta a porta. Nosso negócio não vem da entrada de pessoas, mas da prestação de serviço. O cliente final comodata, recebe o material e paga uma mensalidade. Ele pode ser só cliente, pode apenas vender o serviço, pode ser associado, ou fazer tudo isso", disse o porta-voz da BBom ao G1, argumentando ainda que o marketing multinível praticado pela empresa ainda é pouco compreendido.

No comunicado desta quinta, a empresa diz que "considera válida toda e qualquer forma de investigação, porém discorda de atitudes unilaterais que possam comprometer a saúde de companhias sem que haja a devida apuração ou conhecimento dos fatos envolvidos por parte das autoridades".

Rastreador seria apenas 'isca' para recrutar associados
Pelo modelo oferecido pela empresa, os interessados se associam mediante o pagamento de uma taxa de cadastro, no valor de R$ 60, mais uma taxa de adesão, que varia de R$ 600 a R$ 3 mil, de acordo com o plano escolhido. Depois disso, a pessoa se compromete a atrair novos associados e a pagar uma taxa mensal no valor de R$ 80, pelo prazo de 36 meses, segundo mostra a investigação. Quanto mais participantes o associado consegue trazer para a rede, maior é a premiação prometida.

No entendimento do Ministério Público, como em outros casos emblemáticos de pirâmide financeira, o rastreador seria apenas uma “isca” para recrutar novos associados, como foram os animais nos casos da “Avestruz Master” e do “Fazendas Reunidas Boi Gordo”.

Em comunicado conjunto, os promotores e procuradores da ação afirmam que o caso da Bbom soma-se a outras investigações de pirâmides financeiras em andamento pelo país como a da TelexFree.

A investigação do MP apontam também indícios de negócios da BBom com a Telexfree. "As duas pirâmides teriam realizado transações com pessoas em comum, o que fortalece os indícios da relação de continuidade entre as empresas", informou a força-tarefa.

"Não dá para dizer que há associação, o que identificamos foi a transferência de dinheiro de uma empresa para outra. O que isso significa ainda vai ser objeto de investigação", disse Telho.

Na decisão anunciada na quarta-feira, a juíza federal destacou também as diferenças entre o modelo de negócios denominado “marketing multinível” ou “marketing de rede”, e o golpe conhecido por “pirâmide financeira”.

No marketing multinível, o faturamento é calculado sobre as vendas dos produtos e a venda do produto é a base de sustentabilidade do negócio, destacou a juíza. Já no esquema de pirâmide, os participantes são remunerados somente pela indicação de outros indivíduos para o sistema, sem levar em consideração a real geração de vendas de produtos, o que acaba por tornar o negócio insustentável, uma vez que é matematicamente impossível atrair novos participantes para uma rede que se funda unicamente nos pagamentos realizados pelos associados.

"Este tipo de esquema é coisa antiga. Mas com as redes sociais ganhou um fermento potencial inimaginável. Hoje, estas empresas crescem de manera rápida demais e aprendemos que quanto antes se consegue intervir e bloquear menor o prejuizo para as vítimas", destaca o procurador.

Fonte: G1



Juazeiro do Norte (CE): Módulos do Aeroporto do Cariri serão entregues em agosto

Os Módulos Operacionais Provisórios (Mops), do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, localizado neste município, iniciados em maio deste ano, serão finalizados apenas no mês de agosto.

A previsão, segundo o prazo da licitação para a realização dos serviços pela empresa Life Construtora, de Salvador, é dos serviços estarem concluídos no dia 14, período de finalização dos cem dias de execução da obra, orçada em R$ 2,1 milhões.

Havia uma expectativa para que a obra fosse entregue, pelo menos em parte, no dia 22 de julho, data dos 102 anos da cidade de Juazeiro do Norte.

A ordem de serviço para a obra foi assinada no final de agosto, com a presença do superintendente regional Nordeste da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Fernando Nicácio.

Infraestrutura
Com as reformas para ampliação do terminal de passageiros, no local, o aeroporto de Juazeiro do Norte passa a atender a uma demanda de cerca de 800 mil passageiros por ano.

No primeiro quadrimestre deste ano, segundo a gerência do aeroporto, foi registrada uma queda no número de passageiros no local, em virtude da diminuição de uma das operações, em março deste ano, e também da inserção de voo com menor quantidade de passageiros, a exemplo dos operados pela Trip, para a capital pernambucana, Recife, todos os dias.

De acordo com o gerente Roberto Germano, atualmente estão operando diariamente oito voos. Ele afirma que houve uma redução no número de passageiros no aeroporto, em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o gerente, essa queda também se dá em todo o Brasil, pelo atual momento na economia, mas há também a redução dos voos contabilizadas.

Fluxo
No primeiro quadrimestre do ano passado, foram registrados 189 mil embarques e desembarques no local. Durante este ano, esse número foi reduzido em 47 mil passageiros, na comparação com igual período. A queda equivale, conforme Roberto Germano, a 22%.

Mas as novas iniciativas, agora por meio da administração da Infraero, inclusive com investimentos de R$ 11,8 milhões para desapropriação de área, para uma extensão territorial maior do aeroporto, por meio da Caixa Econômica Federal (CEF) estão em execução.

O projeto tem uma parceria da administração de Juazeiro do Norte e com isso há uma perspectiva maior de investimentos futuros para construção de um novo terminal.

O secretário de Desenvolvimento Econômico da cidade, José Roberto Celestino afirma que há uma expectativa positiva quanto ao cumprimento desse primeiro momento de melhorias no aeroporto.

Preço
De acordo com ele, os critérios para contratação de empresas têm sido voltados principalmente para os menores preços cotados, mas há questões técnicas que devem ser bem estudadas, principalmente quando se trata de uma obra desse porte.

O secretário afirma que recentemente esteve na Secretaria de Ação Civil para tratar de questões relacionadas à melhorias no local. Uma delas, além do pedido de construção de uma nova estação de passageiros, além da ampliação da atual pista de pouso, de 1.800 metros, e que em setembro deste ano, terá a homologação para 1.940 metros.

A meta é chegar aos 2.300 metros de extensão, para obter voos com até 300 passageiros, conforme prevê Celestino.

Histórico
A empresa começou os serviços dos Mops, investindo na mão-de-obra local e com um montante inferior à primeira licitação realizada, de R$ 2,8 milhões, com orçamento garantido pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), para iniciar a obra, que ficou em sua primeira fase, na montagem de uma estrutura metálica, das áreas de embarque e desembarque, correspondendo a cerca de 20% do total dos módulos operacionais no terminal.

A licitação da nova empresa ocorreu depois de oito delas fracassadas e com desistências, para escolha da nova responsável pela continuidade e conclusão dos serviços dos MOPs. Com a reforma, a capacidade diária do aeroporto, passará de 60 para 187 pessoas. A atual capacidade anual é de 150 mil por ano.

Para o superintendente do aeroporto, Roberto Germano, o local não apenas receberá uma nova área dos módulos, mas o salão do aeroporto será ampliado, além da melhoria de infraestrutura dos banheiros, restaurantes e lanchonete. O espaço será ampliado de 950m² para 1.040m² de área construída.

Mais informações
Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes
Avenida Virgílio Távora, 4000
Bairro Aeroporto
Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 3311.6524

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER 

Fonte: Diário do Nordeste



Organizados por sindicatos, mais de 100 mil protestam em 150 cidades

Pelo menos 156 cidades de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal tiveram protestos nesta quinta-feira (11), Dia Nacional de Lutas com Greves e Mobilizações organizado por centrais sindicais e movimentos sociais. Mais de 100 mil pessoas foram às ruas e estradas reivindicar melhorias nos transportes, saúde, educação, benefícios trabalhistas e reforma agrária, entre outras pautas. Durante todo o dia, mais de 80 trechos de rodovias em 18 estados foram parcial ou totalmente bloqueadas por manifestantes. Os atos foram pacíficos e houve poucos registros de tumultos. Em algumas estradas, manifestantes foram atropelados por motoristas.

Além de atos em rodovias, passeatas ocuparam ruas e avenidas de diversas cidades, fecharam o acesso a alguns portos e impediram o funcionamento de serviços de transporte público e de correio. Em ao menos cinco estados agências bancárias não abriram normalmente.

Manifestantes também defenderam pautas trabalhistas, como fim do fator previdenciário e das terceirizações, valorização da aposentadoria e redução da jornada de trabalho. Também houve pelo fim dos leilões de poços de petróleo, entre muitas outras pautas de diferentes setores.

A cidade com o maior número de manifestantes foi Campo Grande, com 35 mil participantes. Em São Paulo e Belo Horizonte, a estimativa de participantes foi de 7 mil, segundo autoridades. No Rio, pelo menos 5 mil pessoas saíram às ruas.

Os protestos desta quinta foram marcados por bloqueios nas estradas brasileiras. Embora os protestos nas rodovias tenham sido mais intensos durante a manhã, no início da noite várias delas ainda seguiam interditadas por manifestantes: a BR-324, na Bahia, a PA-275, no Pará, as rodovias ERS-126, ERS-265, RSC-153 e RSC-377, no Rio Grande do Sul, a SC-470, em Santa Catarina.

A BR-116, em São Paulo, também conhecida como Régis Bittencourt, foi liberada às 20h. O trecho do Rodoanel, obra do governo paulista, perto de Embu das Artes, foi liberado pelos manifestantes após as 18h.

Por volta das 11h30, quando os protestos já atingiam mais de 40 trechos de rodovias, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou por telefone ao G1 que o governo federal tentaria desbloquear rodovias federais interditadas. "O fechamento das estradas afeta o direito de ir e vir dos cidadãos, por esta razão, embora reconheçamos as manifestações, nós não concordamos com o fechamento das estradas", disse ele.

A Polícia Militar de São Paulo usou armas menos letais para tentar dispersar os manifestantes. Na BR-116, a Polícia Rodoviária Federal negociou com os manifestantes a liberação da via por causa de uma liminar judicial contra o fechamento de rodovias federais.

Em pelo menos três cidades - Bauru (SP), Porto Alegre e Rio Grande (RS) - os grupos de manifestantes decidiram ocupar prédios da prefeitura ou da câmara municipal. Em Porto Alegre, a Câmara Municipal está ocupada desde a quarta-feira (10). Em São Borja (RS), uma fazenda foi ocupada por integrantes do Movimento Sem Terra.

Feridos e detidos
Pelo menos três pessoas foram feridos em atropelamentos registrados em São Paulo e no Espírito Santo. Na Regis Bittencourt, dois manifestantes foram atropelados por um motorista em uma Brasília que tentou furar o protesto. Luciana da Silva, de 30 anos, e o sapateiro Isaías Manoel de Oliveira, de 50 anos, tiveram cortes na cabeça e no corpo, e afirmaram que não viram o automóvel. O motorista deixou o local depois que um grupo ameaçou agredi-lo.

No Espírito Santo, um idoso foi atingido por um skatista que participava de um protesto na 3ª Ponte, que liga Vitória a Vila Velha. Ele foi atendido por uma ambulância no local.

No Rio de Janeiro, pelo menos 12 pessoas foram detidas - duas delas menores de idade - pela polícia durante confronto no início da noite que incluiu o uso, por parte das autoridades, de bombas de gás lacrimogêneo e jatos d'água. Em nota, o governador Sérgio Cabral afirmou que não tolerará o vandalismo.

Em Mogi das Cruzes (SP), um grupo de manifestantes quebrou o portão e invadiu uma unidade da Gerdau, indústria que fica na Rodovia Ayrton Senna, para paralisar a produção. Cerca de 20 funcionários estavam no local e todos saíram. A ação durou cerca de 40 minutos.

Em Santos (SP), houve um pequeno tumulto envolvendo motociclistas e manifestantes no início da manhã. Em Natal (RN), um homem foi preso pela Polícia Militar por volta das 10h30. Ele estava dirigindo um ônibus alugado e transportando pneus usados que, segundo a polícia, seriam queimados no protesto. O suspeito foi levado para a delegacia de plantão da zona Sul da capital.

Fonte: G1



Programa Troca de Geladeiras da Coelce beneficiará 150 famílias na Região do Cariri durante a Expocrato

A partir desta segunda-feira (15), às 14h, o Programa Troca de Geladeiras, da Coelce, inicia mais uma ação na Região do Cariri. Serão sorteados 150 aparelhos novos para as famílias beneficiadas pela Tarifa Social de Energia Elétrica (Baixa Renda). As inscrições poderão ser feitas até as 17h do dia 20 de julho, no ponto da Coelce instalado no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti, onde acontecerá a 62ª Expocrato.

Os moradores da Região do Cariri interessados em participar do programa devem comparecer ao Parque de Exposições entre os dias 15 e 20 julho, levando a última conta de energia paga, documentos pessoais do titular da conta (RG e CPF) e um comprovante de que tem em casa uma geladeira velha para realizar a troca. Para confirmar o cadastro, os interessados também devem estar inscritos na Tarifa Social de Energia Elétrica (Baixa Renda).

O ponto da Coelce instalado no Parque de Exposições funcionará das 8h às 17h, com exceção desta segunda-feira (15), quando o funcionamento será das 14h às 17h. As 150 geladeiras serão sorteadas no dia 20, às 18h, no palco onde as principais atrações da Expocrato 2013 irão se apresentar. Os vencedores poderão trocar seus aparelhos velhos por novos na manhã do dia 21, das 8h às 10h.

O programa Troca Eficiente, também conhecido como Troca de Geladeiras, tem o objetivo de trocar geladeiras velhas, que consumem muita energia, por equipamentos modernos e de baixo consumo. Desde que criado, em maio de 2007, a iniciativa já entregou 67.850 aparelhos em todo o Ceará.

Somente na Região do Cariri, foram mais de 15 municípios beneficiados e 3.253 geladeiras trocadas. Somente neste mês de julho, o programa entregará 700 geladeiras novas.

Nave Coelce
Além do programa Troca de Geladeiras, a Coelce marcará presença na Expocrato com a Nave Coelce, equipamento moderno especialmente desenvolvido para promover a consciência ambiental. O projeto trabalha um conceito diferenciado, atrelando tecnologia à informação, abordando o meio ambiente de forma didática e inovadora.

A cada 30 minutos, 12 pessoas podem entrar na Nave. O primeiro momento acontece na Sala de Projeção, onde é exibido um vídeo sobre as catástrofes ambientais provocadas pelo homem como conseqüências do seu descuido com o nosso planeta. A tecnologia e os efeitos especiais empregados durante a exibição permitem aflorar ainda mais os sentidos dos visitantes, tornando a viagem ainda mais impactante e reflexiva.

Em seguida, os visitantes entram na Sala de Jogos. Lá, têm a oportunidade de “salvar o planeta”. Com jogos interativos em tecnologia touchscreen (sensível ao toque), aprendem sobre o uso eficiente de energia elétrica, o uso racional da água e a preservação ambiental com atitudes simples e plenamente aplicáveis ao nosso cotidiano, como a coleta seletiva do lixo.

De volta à Sala de Projeção, novas imagens do planeta Terra, em sua exuberância e beleza, reforçam a vontade de “somar esforços” e “fazer a diferença” para preservá-lo. Destaque para a fauna e a flora cearenses, com a exibição de imagens de seres em extinção lutando pela sobrevivência.

Serviço:
Troca de 150 geladeiras na Região do Cariri, na Expocrato
Onde: Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti, Crato
Cadastro: 15 de julho, das 14h às 17h; e 16, 17, 18, 19 e 20 de julho, das 8h às 17h
Sorteio: 20 de julho, às 18h
Troca das geladeiras: 21 de julho, das 8h às 10h

Assessoria de Imprensa / Coelce



Programa Mais Médicos: interessados já podem se inscrever

Os médicos brasileiros e estrangeiros interessados em participar do Programa Mais Médicos, lançado pelo governo federal na última terça-feira, já podem se inscrever por meio de um site específico do Ministério da Saúde. Para isso, os profissionais terão que preencher um cadastro informando, entre outros dados, sua nacionalidade, o país de formação e a instituição em que concluíram a graduação.

A quantidade de vagas disponíveis só será conhecida a partir da demanda apresentada pelos municípios, que têm até o dia 22 de julho para aderir ao programa, também por meio do mesmo site disponibilizado pela pasta. As prefeituras deverão indicar a quantidade de profissionais de que precisam e apontar as unidades de saúde que têm capacidade instalada para atuação dos médicos.

Ao participar nesta quarta-feira, 10, do Bom Dia, Ministro, programa produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou que, para a primeira chamada, os profissionais devem preencher o cadastro até o dia 25 de julho. A expectativa do governo é que os primeiros profissionais do programa comecem a atuar a partir de setembro.

De acordo com o ministério, qualquer médico formado no Brasil pode se inscrever no programa e terá prioridade no preenchimento das vagas. No caso dos graduados no exterior, só poderão participar aqueles egressos de faculdades de medicina com tempo de formação equivalente ao brasileiro, com conhecimentos em língua portuguesa e autorização para livre exercício da medicina em seu país de origem. Além disso, devem vir de nações onde a proporção de médicos para cada grupo de mil habitantes é superior à brasileira (1,8 médico para cada mil habitantes).

Segundo o governo, esses profissionais passarão por um processo de avaliação durante três semanas em universidades brasileiras, que são as mesmas instituições com atribuição e competência definidas pela Lei de Diretrizes e Bases para conduzir o processo de revalidação de diplomas de medicina obtidos no exterior. Eles receberão registros temporários para atuar exclusivamente nas unidades de saúde pública para onde forem designados.

Os médicos contratados por meio do programa receberão bolsa paga pelo Ministério da Saúde de R$ 10 mil para atuar, sob a supervisão de instituições públicas de ensino, na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) em municípios do interior e em regiões metropolitanas. Também está previsto o pagamento de auxílio-deslocamento, que pode chegar a R$ 30 mil.

O Ministério da Saúde destaca que todas as prefeituras podem se inscrever no programa, mas 1.582 áreas são consideradas prioritárias. Entre elas, há 1.290 municípios de alta vulnerabilidade social, 201 cidades de regiões metropolitanas, 66 cidades com mais de 80 mil habitantes de baixa receita pública per capita e 25 distritos de saúde indígena.

Na avaliação do governo federal, o Programa Mais Médicos é fundamental para levar médicos aos locais que têm mais dificuldade de fixar esses profissionais. Dados do Ministério da Saúde apontam que a oferta dessa mão de obra no Brasil (1,8 para cada grupo de mil habitantes) é menor que em países vizinhos, como Argentina (3,2) e Uruguai (3,7). Além disso, indicam que cerca de 700 municípios não têm nenhum médico permanente.

Mesmo os estados com média mais elevada, segundo o Ministério da Saúde, sofrem com desníveis regionais, marcados pela concentração de médicos nos centros urbanos e carência nas periferias e nos municípios mais distantes da capital.

Fonte: Agência Brasil



TRE-CE já fez o recadastramento biométrico de cem mil eleitores

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará já fez a revisão de mais de 100 mil títulos eleitorais nos sete municípios cearenses que realizam neste ano o recadastramento biométrico. Nas zonas eleitorais que abrangem os municípios de Aquiraz, Juazeiro do Norte, Sobral (Alcântaras e Forquilha), e Crateús (Ipaporanga) a movimentação de eleitores tem sido intensa.

Os 100 mil títulos revisados representam praticamente um quarto dos 436 mil eleitores que devem comparecer aos cartórios para fazer o recadastramento biométrico, até os meses de novembro/dezembro deste ano, de acordo com o calendário estabelecido pelo TRE-CE..

Nas zonas eleitorais de Aquiraz e Crateús, o agendamento para o atendimento de eleitores, que pode ser feito no telefone 148 ou no site do TRE, tem superado a média prevista pela Justiça Eleitoral. Nas demais zonas eleitorais, ainda é necessária uma mobilização maior do eleitorado.

Agendamento
Ao solicitar o agendamento, é recomendável que o eleitor tenha em mãos o número de seu título de eleitor, que pode ser consultado aqui.

O requerente deverá comparecer ao local de atendimento no dia e horário agendados portando documento de identificação original, comprovante de residência original, título eleitoral (se tiver) e CPF (se tiver). Para a operação de alistamento (primeira vez), o maior de dezoito anos e menor de 45 anos, do sexo masculino, deverá apresentar também o comprovante de quitação com o serviço militar.

Como documento de identificação serão aceitos:
- a carteira de identidade;
- a carteira de trabalho e previdência social;
- o passaporte modelo antigo (verde);
- o passaporte modelo novo (azul), acompanhado de outro documento oficial que informe os dados de filiação;
- a carteira nacional de habilitação (modelo atual), acompanhada, em caso de alistamento (primeira vez), de outro documento oficial que informe a nacionalidade.

Na falta de documento de identificação com foto, poderá ser apresentada certidão de nascimento ou de casamento, hipótese em que a entrega do título eleitoral só será realizada quando o eleitor apresentar, ao cartório eleitoral, um dos documentos acima mencionados.

São comprovantes de residência aceitos para o atendimento:
- Contas de luz, água ou telefone em nome do eleitor ou parente, emitidos no período entre 12 (doze) até 3 (três) meses anteriores ao comparecimento ao local de atendimento;
- Envelopes de correspondência ou nota fiscal de entrega de mercadoria em nome do eleitor ou parente, emitidos no período entre 12 (doze) até 3 (três) meses anteriores ao comparecimento ao local de atendimento;
- Contracheque ou cheque bancário em que constem endereço e nome do eleitor;
- Contrato de locação vigente, em nome do eleitor ou parente no respectivo município;
- Declaração da escola comprovando a matrícula, do eleitor ou de filho(s) do mesmo no respectivo município.

Os documentos comprobatórios de domicílio poderão ser utilizados pelo eleitor, seu cônjuge, filhos, tutelados ou sob guarda, e descendentes, desde que comprovem essa situação, sendo obrigatoriamente, originais.

O juiz presidente poderá, se julgar necessário, exigir o reforço, por outros meios de convencimento, da prova de residência.

Para as operações de alistamento (primeira vez) e transferência (mudança de um município para outro) será obrigatória a entrega de xerox de todos os documentos solicitados.

O TRE lembra aos eleitores que não deixem para se cadastrar na última hora. Assim, estarão contribuindo para a agilização dos trabalhos e do seu próprio atendimento, que poderá ser agendado, com mais conforto, a fim de que sejam evitadas as longas filas de espera.

Veja o calendário da Biometria no Ceará para 2013:
- Em Aquiraz, Crateús e Ipaporanga: até 29/11/2013
- Em Juazeiro do Norte, Sobral, Alcântaras e Forquilha: até 13/12/2013

Fonte: Diário do Nordeste



Justiça Federal bloqueia os bens da BBom

A Justiça Federal de Goiânia, através da juíza susbstituta da 4ª Vara, Luciana Laurenti Gheller, bloqueou as contas da BBom por suspeita de ser uma pirâmide financeira. A decisão atinge as contas da Embrasystem, que usa os nomes fantasias BBom e Unepxmil, e da BBrasil Organizações e Métodos LTDA.

No caso da BBom, a empresa tem cerca de 300 mil e tem como principal o de rastreamento de veículos. A organização se autodenomina um investimento por meio de marketing multinível – modelo de varejo que premia os vendedores que atraem outros vendedores para a rede.

A BBom cobra dos revendedores taxas de adesão que variam de R$ 600 a R$ 3 mil. Para tomar a decisão, a juíza considerou que os pagamentos feitos a cada participante da rede depende exclusivamente do recrutamento feito por ele de novos associados, o que configuraria o golpe conhecido por “pirâmide financeira”.

Fonte: NE10 / UOL



Senado volta atrás e aprova a proposta que acaba com 2º suplente e nepotismo

A repercussão negativa e a pressão das ruas fizeram o Senado ressuscitar e aprovar a emenda constitucional que acaba com a figura do segundo suplente de senador e proíbe parentes na chapa. A proposta tinha sido derrubada na noite de terça-feira, com amplo apoio dos atuais suplentes, por não ter o aval de 49 senadores (o mínimo necessário em caso de emenda constitucional). Já ontem, a proposta "ressuscitada" teve 64 votos a favor no primeiro turno e 60 no segundo turno.

Num cenário inusitado, os senadores fizeram a votação em dois turnos - o que é exigido quando se trata de emenda constitucional - com um intervalo de poucos minutos. A proposta, agora, terá de ser votada na Câmara. No primeiro turno, Jayme Campos (PDT-MT) foi o único a votar contra a proposta. Mas pediu logo em seguida para retificar o voto, alegando erro no procedimento. O mesmo ocorreu no segundo turno, quando o senador Pedro Simon (PMDB-RS) também registrou voto contra e depois retificou.

Com o a poio de líderes partidários e o aval do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), os senadores fizeram uma manobra regimental: decidiram que não tinham mandado para o arquivo a proposta derrotada na noite de terça-feira e preservaram o texto-base da emenda. Em seguida, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) apresentou em plenário um novo parecer no qual manteve a base do texto proposto anteriormente pelo senador Luiz Henrique (PMDB-SC), que teve 46 votos a favor, 17 contrários e uma abstenção.

Agrado
No texto repaginado e aprovado por ampla maioria ontem, Dornelles retirou a possibilidade de eleição de um novo senador nos casos de afastamento definitivo do titular, o que serviu para acalmar os suplentes que hoje exercem mandato. Ou seja, o primeiro suplente permanecerá no cargo até o final do mandato do titular.

A proposta manteve a restrição para se colocar na chapa cônjuge ou parentes consanguíneos até o segundo grau, inclusive familiares que tenham sido adotados.

O projeto, que seguirá agora para análise da Câmara, teve apenas o voto contrário do senador Pedro Simon (PMDB-RS), que votou "errado" e pediu para que fosse registrado, em seguida, seu voto a favor da proposta, e uma abstenção - de Lobão Filho (PMDB-MA), suplente do pai, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

Da água para o vinho
"A base está de parabéns por cumprir os anseios das ruas", afirmou o senador Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), primeiro suplente da ministra Marta Suplicy (Cultura) e que ontem foi um dos 17 votos contrários à PEC.

"O suplente de senador poderia substituir, e não suceder, o que nós consideramos um erro", ponderou o senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), suplente do ministro da Pesca, Marcelo Crivella, sobre a mudança feita pelos parlamentares. Lopes chegou a dizer que o suplente não deveria se chamar suplente, e sim "vice-senador".

"Essa foi uma importante resposta do Senado Federal e, na continuidade da matéria, deliberou como cobrado pelas manifestações pelas ruas", afirmou Renan Calheiros.

O presidente do Senado elegeu-a desde a semana passada como uma das pautas prioritárias da Casa em reação aos protestos. A presidente Dilma Rousseff propôs, na mensagem enviada ao Congresso sugerindo a realização de plebiscito sobre a reforma política, que o fim da suplência de senadores fosse um dos temas abordados.

Causa própria
Na terça-feira à noite, quando o Senado rejeitou a emenda que reduzia de dois para um o número de suplentes e proibia parentes de fazerem parte da chapa do candidato a senador, havia oito suplentes no plenário. Todos votaram pela derrota do projeto. Dos 81 senadores, 16 ocupam cadeiras de senador sem jamais terem recebido um voto. Calheiros admitiu que a atuação dos suplentes foi fundamental para o enterro da proposta.

Fonte: Estadão



ShareThis