Ela foi vítima de bullying, mas sua reação surpreendeu a todos

Caitlin Haacke é uma menina do Canadá, que recebeu uma mensagem muito negativa de alguém que queria lhe ferir. Nós vamos contar como foi sua reação tão bem-sucedida.

Tudo começou quando um dia na escola alguém pegou o tablet de Caitlin de seu armário e entrou em sua conta do Facebook. Ali essa pessoa postou uma mensagem em seu nome, que a instigava a cometer o suicídio e a ofendia. Ao ver isso, a mãe de Caitlin não conseguia acreditar como alguém podia sentir tanto ódio de sua filha, que é uma boa menina.

Mas Caitlin foi mais forte do que o seu agressor e, em vez de ficar com raiva, escolheu dar a volta por cima nesta experiência negativa. Assim, respondeu ao ódio com algo muito mais poderoso, permanecendo positiva e forte.

Caitlin não só não procurou se vingar de seu adversário, mas poucos dias depois levou seu porta sanduíche cheio de mensagens em post-its para cada um de seus colegas. Nas notas escreveu mensagens de amor para todos, como: “Eu te admiro demais“, ”Hoje você está incrível“, “Você é linda”, ”Você está ótima“, ”Você é um grande amigo." Cada mensagem foi colada nos armários da escola.

A campanha que esta garota começou em sua escola se difundiu em algumas redes sociais e escritórios, que a adotaram tornar o dia de trabalho mais agradável e criar uma melhor atmosfera entre todos.

Aqui deixamos o vídeo com esta história (em inglês).


Fonte: Incrível

Curta nossa página no Facebook



Refrigerante dietético triplica risco de AVC e demência, segundo estudo

Estudo da Universidade de Medicina de Boston, nos Estados Unidos, relacionou o consumo de uma lata de refrigerante dietético por dia a quase três vezes mais chance de sofrer um acidente vascular cerebral. A bebida também foi associada a 2,6 vezes mais chance de ter Alzheimer e outros tipos de demência, em comparação com quem bebe uma vez por semana ou nem bebe.

Segundo o site da “CNN”, o estudo analisou 2.888 adultos com mais de 45 anos (para analisar a incidência de derrame) e 1.484 com mais de 60 anos (para avaliar os casos demência), ao longo de dez anos.

Os dados, coletados por meio de questionários, foram cedido pelo Framingham Heart Study, projeto da Universidade de Boston.

Os pesquisadores analisaram a quantidade de bebidas e refrigerantes diet e normal ingerida por cada participante, em diferentes momentos, entre 1991 e 2001.

Em seguida, compararam com o número de pessoas que foram vítimas de derrame ou demência em um prazo de dez anos . No período, foram observados 97 casos de acidente vascular cerebral (82 isquêmicos, causado por vasos sanguíneos bloqueados) e 81 de demência (63 compatíveis com Alzheimer).

Além do consumo do refrigerante, foram considerados na análise idade, sexo, educação (para análise de demência), ingestão calórica, qualidade da dieta, atividade física e tabagismo.

Em resposta ao estudo, Lauren Kane, porta-voz da Associação Americana de Bebidas, soltou uma nota dizendo que os adoçantes encontrados nas bebidas adoçadas artificialmente foram considerados seguros por entidades governamentais do mundo todo.
Adoçantes polêmicos

Bebidas dietéticas conseguem baixar e até zerar calorias graças ao uso de adoçantes artificiais, que são centenas, algumas vezes milhares, de vezes mais doces do que o próprio açúcar.

Cientistas ao redor do mundo têm se preocupado com o consumo de adoçantes e relacionados ao surgimento de doenças, como diabetes do tipo dois.

O adoçante aspartame é o mais usado nos refrigerantes dietéticos e o que é mais controverso, quando se teme efeitos negativos. A substância é 200 vezes mais doce do que o açúcar.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Saiba por que a dor de dente piora à noite

A dor de dente é considerada umas das piores dores que existe. O incômodo não deixa a pessoa comer, pode desencadear uma dor de cabeça e também afeta o sono. No último caso, ocorre que a dor costuma piorar à noite, principalmente na hora de deitar.

Para entender porque isso acontece, primeiro é preciso saber que a dor de dente é uma inflamação. Ela ocorre na polpa ou nas estruturas adjacentes do dente e é causada por cárie, trauma, problema gengival ou contato prematuro – quando, por conta de uma mordida errada, há choques inadequados entre os dentes.

Uma vez com a dor, o ato de deitar intensifica esse mal. “Quando deitamos o fluxo sanguíneo na cabeça aumenta, aumentando a pressão na polpa”, explica a dentista Renata Camargo. Ou seja, o aumento da dor não tem nada a ver com o fato de ser noite, mas sim por conta de que é nesse período do dia que a maioria das pessoas deita para descansar, o que ocasiona essa associação.

Para dormir bem
Para fugir dessa sensação horrível nas horas de descanso, a especialista reforça que as práticas conhecidas para manter a saúde bucal nunca devem ser deixadas de lado. “Uma boa escovação, o uso de fio dental, ir ao dentista a cada seis meses para fazer a limpeza dos dentes e ficar atento à necessidade de aparelho são bons hábitos que ajudam a espantar a dor de dente”.

Mas, se mesmo assim, a temida dor de dente atacar à noite, Renata prefere fugir de truques populares como colocar gelo no local ou fazer bochecho com água quente e sal. “Em casos de dor leve ou moderada um bom analgésico pode resolver o problema. Mas se forem mais agudas só a intervenção do dentista resolverá”, finaliza.

Fonte: Terra

Curta nossa página no Facebook



Obras da transposição devem ser retomadas

Em meio à crise hídrica que se agrava no Ceará após seis anos seguidos de perda das reservas nos principais reservatórios do Estado, finalmente, as obras da primeira etapa do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco podem ser retomadas já na próxima semana. O Ministério da Integração Nacional (MI) assinou, nesta quinta-feira (20), contrato com o Consórcio Emsa-Siton, que apresentou a melhor proposta no processo de licitação na modalidade Regime Diferenciado de Contratações (RDC).

A previsão é que as águas do Rio São Francisco corram pelas estruturas físicas de todo o Eixo Norte e cheguem ao Ceará até o fim de 2017. Esse trecho foi projetado para beneficiar mais de sete milhões de pessoas no Estado e também no Rio Grande do Norte, parte de Pernambuco e Paraíba. O passo seguinte do processo será a publicação do Extrato de Contrato entre o Ministério e o Consórcio, no Diário Oficial da União (DOU).

Após a publicação, será assinada a Ordem de Serviço para início das obras remanescentes, já na próxima semana. O valor pactuado é de R$ 516,84 milhões. Os pagamentos dos recursos federais às construtoras são realizados conforme o andamento da obra, após apresentação das medições e apurações mensais de serviços pela equipe técnica do Ministério.

Prioridade
"O Projeto São Francisco é uma prioridade do Governo Federal, tendo em vista a crise hídrica no Nordeste", explicou Antônio Luitgards Moura, diretor de Projetos Estratégicos do MI. "O Eixo Norte não estava parado, pois as obras desse segmento são divididas em três etapas. A meta 1N estava em licitação. As metas 2N e 3N estão em fase de conclusão". Moura coordena a equipe técnica de engenheiros e fiscais responsáveis pela execução do empreendimento.

Por meio de nota, o Ministério da Integração Nacional informou que, em respeito ao compromisso de cumprir a legislação e desempenhar o processo com toda a transparência, a pasta analisou, escolheu e desenvolveu o modelo de licitação em parceria constante com o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Advocacia-Geral da União (AGU). A seleção das construtoras foi realizada por meio do Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) - de acordo com a Lei Nº 12.462, de agosto de 2011.

Nesta quarta-feira (19), a Justiça Federal concedeu decisão, em caráter liminar, favorável à licitação, por verificar que foram seguidos todos os procedimentos legais. Os esclarecimentos apresentados pelo Ministério da Integração Nacional foram analisados e acolhidos.

A Comissão de Licitação da Pasta realizou a seleção de acordo com regras claras de qualificação técnica sobre bombas e capacidade de vazão exigidas no edital de licitação e não apenas pelo critério de maior desconto. "Para executar uma obra relevante como o Projeto de Transposição das água do São Francisco é necessário atender exigência de experiência técnica, como: instalação, montagem e testes de estações de bombeamento com pelo menos um conjunto de motobomba com vazão unitária maior ou igual a 7,0 m³/ s", disse o diretor, Moura.

Até junho de 2016, a empresa Mendes Júnior era responsável por execução de obras do trecho. A construtora comunicou ao Governo Federal a incapacidade técnica e financeira de concluir os serviços. A primeira meta do Eixo Norte (1N), trecho licitado, é responsável por dar funcionalidade a todo esse eixo da obra, sendo fundamental para garantir a chegada da água do Rio São Francisco aos quatro estados: Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A estimativa é de que mais de 5,2 milhões de pessoas sejam beneficiadas somente pela meta 1N.

Colapso em Fortaleza
O esforço do Governo Federal é para que a água do "Velho Chico" chegue à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) até o fim deste ano, por meio do Riacho dos Porcos, em Jati. Depois segue pelo leito do Rio Salgado até o Rio Jaguaribe em Icó, indo para o Açude Castanhão, onde tomará o caminho do Eixão das Águas. A RMF possui uma população estimada em quatro milhões de habitantes. Segundo as previsões da Agência Nacional de Águas (ANA), mantidas as precipitações abaixo da média histórica, a capital cearense deverá ter suas reservas hídricas esgotadas ainda no fim de 2017. "Iremos agilizar o Eixo Norte, como fizemos com o Leste, para que possamos atender a região até o fim deste ano", assegurou o ministro Hélder Barbalho.

Agora, a partir da contratação do consórcio vencedor, a previsão é que cerca de quatro mil novos empregos sejam gerados. Com 260Km de extensão, as obras nesse trecho apresentam 94,63% de execução. A expectativa é de que a água do Velho Chico chegue ao reservatório de Jati (CE) e à RMF após a entrega das obras, no fim de 2017.

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE) disse que vinha cobrando e realizando articulações para a retomada dos serviços. "Mostramos que a questão da seca é grave, principalmente a crise que se avizinha para o abastecimento da Região Metropolitana", frisou.

Chuvas insuficientes
As chuvas da atual quadra não foram suficientes para a melhoria dos níveis dos reservatórios médios e grandes, como Banabuiú, Orós e Castanhão. Nos vales do Salgado, Jaguaribe e Banabuiú aumenta a pressão e a reclamação de retirada de água para atender à demanda da RMF. O conflito é sempre expresso nas reuniões de alocação de água, em que os integrantes das bacias hidrográficas reclamam contra o governo, que está deixando o sertão seco e os moradores de áreas ribeirinhas dos açudes, desabastecidos.

A retomada das obras do Eixo Norte enfrentou processo de reclamação judicial, por meio de empresa vencedora da licitação, no modelo RDC, desclassificada por questões técnicas. Se não houver nova demanda judicial e decisão contrária ao MI, os serviços de engenharia serão retomados já na próxima semana.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco possui 477Km de extensão, divididos em eixos Norte e Leste, e beneficiará 12 milhões de pessoas no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba. Hoje, a região de Campina Grande e a cidade de Monteiro (PB), além de Sertânia (PE) já recebem as águas.

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Baleia Azul: Bala envenenada é boato

Boato que circula nas redes sociais.
O mesmo texto circulou em mensagens
diferentes, apenas com a troca dos nomes
das cidades e das escolas
A multiplicação de suspeitas de vítimas do desafio da Baleia Azul durante essa semana foi acompanhada da divulgação e compartilhamento nas redes sociais de uma série de mensagens com falsos alarmes relacionados ao jogo.

Em uma delas, que circulou por grupos de WhatsApp provocando pânico entre pais, um suposto menino chamado Lucas dizia ser participante do jogo e que o desafio de agora era dar balas envenenadas a 30 crianças de três escolas diferentes.

O mesmo texto circulou em mensagens diferentes, apenas com a troca dos nomes das cidades e das escolas: em uma eram escolas de Barbalha (CE) e em outra, de Ipanema (MG), por exemplo. Na cidade mineira, o boato exigiu até a intervenção da polícia, com o reforço da segurança nas escolas. Mas tudo não passa de boato.  

O secretário estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, recomenda: "Não busquem nas ferramentas de comunicação eletrônica, por celulares ou internet, a fonte das suas orientações. Nós temos um conselho tutelar que está atuando de maneira muito correta".

O ideal é não dar imediata credibilidade e não repassar essas informações em mídias sociais sem que tenha certeza da origem dessa informação para justamente não criar uma cadeia de pânico.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Eric Carmen - Hungry Eyes



Juazeiro do Norte (CE): Mais de 12% dos habitantes são analfabetos

Mais de 12% dos quase 239 mil habitantes deste município não conseguirão ler esta reportagem. Isso porque 29 mil juazeirenses com 15 anos ou mais são analfabetos, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad).

"É um dado preocupante e que nos entristece", pontua a secretária de Educação de Juazeiro, Maria Loureto de Lima. Além de alto, o índice apresenta significativa crescente nos últimos anos. "Em 2010, a cidade tinha 23 mil analfabetos", acrescenta a titular, ao detalhar o aumento superior a 20%.

Contramão
Essa elevação na quantidade de pessoas que não sabem ler ou escrever em Juazeiro do Norte vai na contramão da taxa geral de analfabetismo observada entre brasileiros com a mesma faixa etária. Pelo quarto ano consecutivo, o Pnad identificou queda na porcentagem. Em 2012, 8,7% da população era considerada analfabeta. No ano seguinte, esse índice caiu para 8,5%; em 2014 para 8,3% e, em 2015, ano da última pesquisa, a taxa foi estimada em 8% da população, o que representa 12,9 milhões de brasileiros.

"É preciso ressaltar que a análise em Juazeiro é complexa. Milhares de romeiros que visitam a cidade durante as romarias acabam ficando e passam a integrar essa estatística", justificou.

Contudo, para reverter esse quadro na maior cidade do interior cearense, Maria Loureto aposta na reformulação da programação pedagógica, valorização dos professores, seleções para contratos temporários e efetivos e reestruturação física das escolas.

"Há uma necessidade premente de se modificar a Educação do Município. Vamos promover a formação para professores junto àqueles que estão chegando por meio da seleção feita em março, e iremos trabalhar a motivação e conteúdos específicos para que haja uma compreensão maior na modalidade de ensino e, a partir dessas formações, intercalando-as, nós iremos fazer um acompanhamento com os professores formadores e da Educação de Jovens e Adultos, detalhou. E disse, ainda: "Esse processo vai subsidiar o sistema de avaliação que será feito de forma continua e frequente, para que a gente vá vencendo as etapas das deficiências de aprendizagem desse público".

Na residência do agricultor José Oliveira Custódio, morador do bairro Mutirão, uma das áreas mais pobres da cidade, o mundo parece ter outra ótica. Ele e sua esposa, ambos de 51 anos, não sabem ler ou escrever. "Quando chega alguma correspondência, a gente pede pra vizinha ler ou então meu filho mais novo", diz Seu Candim, como é conhecido.

Trabalhadores rurais desde os nove anos, eles contam que tiveram que deixar a escola para ajudar no sustento de casa. Dois dos quatro filhos do casal, apesar de estarem matriculados na escola, apresentam dificuldade na interpretação de textos e escrevem com certa limitação.

"Eles vão (para a escola), mas às vezes têm que faltar e acaba atrapalhando o aprendizado, né?", resigna-se o agricultor. O filho mais novo, de 15 anos, é o "mais avançado nos estudos", conforme avalia o pai.

Já o mais velho, seguiu os rumos dos pais e também está dentro da larga estatísticas do analfabetismo. Essa realidade de analfabetos e alunos com déficit de aprendizado, segundo a titular da pasta, é mais comum do que se imagina.

Atraso
"Há muito atraso em Juazeiro do Norte. A cidade sofreu com inúmeras paralisações e isso, inevitavelmente, acaba prejudicando o aprendizado dos alunos. E acaba incentivando a evasão da sala de aula", avaliou, constatando que uma fração dos 90% da população que não se inseriram dentro do quadro de analfabetos apresentam algum tipo de atraso ou são considerados analfabetos funcionais, isto é, aqueles que têm 15 anos ou mais de idade, mas tiveram menos de quatro anos de estudo formal.

Frequência
Segundo o Plano Nacional de Educação (PNE), que determina diretrizes, metas e estratégias para a política educacional dos próximos dez anos, os estados e municípios deveriam garantir, até o fim do ano passado, que 100% das crianças e adolescentes das faixas etárias de 4 a 5 anos e 15 a 17 anos estivessem matriculadas na escola. Em Juazeiro do Norte, o índice ainda está distante do preconizado pelo PNE.

"Nossa frequência escolar é boa. Cerca de 90% das crianças e adolescentes estão assíduos nas escolas. Nossa proposta de melhorar o planejamento educacional também engloba aumentar essa taxa da frequência escolar", disse. A quantidade de alunos matriculados na rede pública do Município subiu, conforme dados da Secretaria de Educação. Passou de 32 mil, no passado, para 34 mil neste ano. "O número tende a crescer ainda neste ano letivo, pois as matrículas permanecem abertas", destacou Loureto. Para atender a demanda educacional, Juazeiro do Norte dispõe de 1.232 professores efetivos e 862 temporários.

Gestão para a Aprendizagem
Conforme projeta Maria Loureto, a meta do Município para os próximos quatro anos é reduzir o atual número de analfabetos entre 40% e 50%. Para alcançar o objetivo, ainda segundo a secretária, importantes parcerias estão sendo firmadas.

Um dos destaques foi a integração com o programa Gestão para a Aprendizagem, da Fundação Lemann, organização brasileira sem fins lucrativos, criada em 2002 pelo empresário Jorge Paulo Lemann e que atua na área da Educação no Brasil, realizando ações voltadas à inovação, gestão, políticas educacionais e à formação de uma rede de jovens talentos.

A secretária explica que o Município passou por duas etapas de seleção para participar do projeto. A primeira englobou uma série de entrevistas envolvendo ela própria, por meio da internet, e um corpo técnico da Seduc em São Paulo. "Esse projeto chega num momento importante. O nosso rendimento escolar nos preocupa muito", pontua, ao enfatizar que a Secretaria vem incentivando os professores a terem também um aprofundamento maior em leituras que venham a somar no conhecimento compartilhado em sala de aula com os alunos.

A segunda etapa foi uma visita técnica, que ocorreu na semana passada. Membros da Fundação estiveram em Juazeiro do Norte para apresentar as propostas pedagógicas que deverão nortear a capacitação que será ministrada aos professores, mediante convênio com a Secretaria de Educação. O Programa Gestão para Aprendizagem, explica Maria Loureto, terá até três anos de duração, ajudando no desenho de estratégias integradas, com assessoria personalizada, formações para diretores e coordenadores escolares.

Formação
O programa contempla também formações didáticas específicas de Português e Matemática para professores, no sentido de auxiliá-los a melhorarem suas práticas pedagógicas dentro da sala de aula. Ainda neste semestre, a Fundação dá início à assessoria personalizada para a Secretaria de Educação.

Segundo Carlos Henrique Uehara, técnico da Fundação Lemann, serão desenvolvidas atividades de capacitação para que todas as ações a elas relacionadas tenham impacto direto na sala de aula. "O principal objetivo desse programa Gestão para a Aprendizagem é a melhoria da qualidade da Educação aqui em Juazeiro do Norte", disse.

Para a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte, Carmem Lúcia Tomaz Bezerra, essa parceria deverá fortalecer e apoiar os processos pedagógicos da Seduc. "Esperamos que, com essas formações e encontros voltados para práticas e políticas públicas, possamos garantir a excelência na qualidade de ensino e a aprendizagem dos nossos alunos", ressaltou.

Taxas
8% da população brasileira com 15 anos ou mais são analfabetos. Já a porcentagem de analfabetos funcionais, cujo estudo formal não ultrapassa os quatro anos, é 17,1%

12,13 por cento da população juazeirense não sabem ler ou escrever, ou seja 29 mil pessoas. O número é 20% maior que o registrado em 2010, quando a cidade tinha 23 mil analfabetos

Metas do Plano Nacional de Educação
O Plano Nacional de Educação (PNE), em vigor desde 2014, possui 20 metas que visam melhorar a Educação no Brasil. A meta nove, que trata sobre o analfabetismo, possui duas submetas. A primeira, que não foi alcançada, pretendia atingir 93,5% na taxa de alfabetização da população de 15 anos ou mais até o ano passado. A segunda submeta, pretende erradicar o analfabetismo absoluto no Brasil até 2024.

Apesar de não ter alcançado a primeira submeta, os índices apresentam melhoria nos últimos anos. No ano passado, 8% da população brasileira com 15 anos ou mais não sabiam ler ou escrever. Em 2014, ele ficou em 8,3%; em 2013, a taxa era de 8,5% e, em 2012, era de 8,7%. Já a taxa de brasileiros considerados analfabetos funcionais, isto é, aqueles que tiveram menos de quatro anos de estudo formal, caiu de 17,6% em 2014 para 17,1% em 2015.

Mais informações
Secretaria Municipal de Educação (Seduc)
Rua Quinze de Novembro, S/N, Bairro São Miguel
Telefone: (88) 3511-5407

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Baleia Azul: chantagem de administradores é "blefe", dizem especialistas

Investigações policiais em curso em mais de nove Estados indicam que participantes do Baleia Azul, que propõe desafios via Facebook ou WhatsApp que incluem automutilação e até o suicídio, estariam sendo chantageados pelos coordenadores (chamados de "curadores" ou "administradores") quando tentam abandonar o desafio.

A chantagem incluiria ameaças de agressões físicas a parentes, como pai e mãe. A intimidação tem sido apontada como uma das razões para que jovens prossigam no jogo mesmo à revelia, segundo a polícia.

Mas essas ameaças seriam mesmo para valer?

O UOL conversou com policiais e especialistas em crimes cibernéticos. Eles foram unânimes em afirmar que as ameaças são recursos de intimidação e persuasão, como nos golpes de suposto sequestro aplicados por telefone, e não se transformaram, nem vão se transformar, em casos concretos.

Quanto às mensagens que circulam velozmente pela internet com avisos alarmantes de possíveis ameaças relacionadas ao jogo, o melhor é avisar as autoridades antes de repassar, porque a chance de alimentar apenas boatos e disseminar o pânico é grande, dizem os especialistas.

Automutilações e suicídios suspeitos de ligação com o jogo foram notificados em diversos Estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Goiás, Pernambuco e Paraíba).

Investigação complexa
Ainda não se sabe quantos casos realmente estão ligados ao Baleia-azul, mas a Polícia Civil tem feito diligências nos Estados para descobrir a identidade dos responsáveis pelo recrutamento e administração dos jogos. Há suspeitas de que alguns estejam até em outros países, como os Estados Unidos, tornando-se um crime de natureza internacional. Computadores e telefones celulares de vítimas foram apreendidos e estão sendo examinados.

No caso da menina de 16 anos morta por afogamento em Vila Rica (MT), os pais relataram a possibilidade de a morte estar relacionada com o jogo. De acordo com as investigações iniciais, haveria adultos atuando na incitação ao suicídio e os envolvidos seriam da própria região da cidade, que fica a cerca de 1,2 mil km de Cuiabá, já perto da divisa com o Pará. Segundo o delegado responsável, eles podem ser acusados de homicídio.

O tenente-coronel da PM Arnaldo Sobrinho de Morais Neto, especialista em crimes cibernéticos, ressalta que a dinâmica de ambientes digitais é superior à da investigação, que precisa de autorização judicial para a quebra de sigilo de perfis no Facebook, por exemplo. "Na internet, a produção de provas se dissipa muito velozmente e não se chega a uma punição efetiva", identifica.

Em nome de investigações mais eficientes, defende um caminho entre a livre coleta e a interceptação de mensagens online pela polícia e o sigilo absoluto, garantido pela Constituição Federal.

Aqui entra a colaboração das ferramentas de comunicação online como Facebook e WhatsApp. Segundo Pablo Cerdeira, da FGV Direito Rio, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente, lei 8.069) no artigo 4º e um artigo semelhante da Constituição Federal, o 227, responsabilizam também as empresas de tecnologia diretamente ligadas ao jogo. "Essas empresas precisam colaborar", defende.

A Polícia Civil anunciou que vai pedir a quebra de sigilos de dados para avançar no rastreamento de aliciadores.

Número alto de suicídio entre jovens vem de antes da Baleia Azul
A advogada Ana Paula Siqueira Lazzareschi de Mesquita diz que o Baleia Azul não é o primeiro jogo de desafio na internet a incentivar o suicídio, identificando outros casos desde pelo menos a rede social Orkut, agora extinta. A ONG Safernet, que combate crimes online, destaca que fóruns online e grupos em aplicativos de troca de mensagens que incentivam formas de automutilação e suicídio sempre existiram na internet. 

"Isso não é de hoje. Agora é Baleia Azul, amanhã vai ser Golfinho Dourado, ou outro nome. Todo mundo precisa estar preparado porque existem outros jogos que incitam ao suicídio"

Ana Paula Siqueira Lazzareschi de Mesquita

“O número de suicídios de jovens no Brasil não é pequeno e não se sabe quanto desses suicídios é [relacionado ao] Baleia Azul”, diz Cerdeira. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), “o número de suicídios frequentemente é subestimado” no mundo por estigmas, fatores políticos e sociais.

Mesmo assim, o Brasil é o oitavo país com mais número de suicídios. Em nota, o Conselho Federal de Medicina disse que há anos o suicídio é a segunda causa de morte em jovens dos 15 aos 29 anos de idade. Em mulheres, é a principal causa de mortalidade entre 15 e 19 anos.

Mortes na Rússia eram notícia falsa
Analistas acreditam que o desafio da Baleia Azul (Blue Whale, no inglês) tenha se originado de uma notícia falsa na Rússia, em 2016, de jovens que teriam se suicidado por incentivo de um jogo difundido via Vkontakte, o Facebook de lá.

"Tudo indica que nasceu de um 'hoax' [boato na internet, em inglês], que, por causa da excessiva divulgação, virou um caso real"

Pablo Cerdeira, coordenador do Centro de Tecnologia e Sociedade, da FGV Direito Rio

No Brasil, o Baleia Azul se difundiu recentemente entre adolescentes e jovens por meio de páginas e grupos em redes sociais, como o Facebook e o WhatsApp.

Seriam desafios com 50 etapas a ser cumpridas sequencialmente. Segundo os investigadores, os passos incluem cortes na palma da mão e no braço com navalha, para formar o desenho de uma baleia-azul, por exemplo, ou subir o mais alto possível em um telhado às 4h20. Por fim, a última etapa seria cometer o suicídio.

Chantagem é blefe
Segundo relatos, o curador/administrador fiscaliza o cumprimento de cada etapa, exigindo provas do jogador. O curador também intervém para dissuadir, no caso de tentativas de desistência, valendo-se de ameaças violentas à integridade física de pessoas próximas ao jogador. Com medo das represálias, jovens aceitam continuar, diz a polícia.

"Mas essas ameaças são, via de regra, blefes para que as pessoas permaneçam no jogo", pondera Arnaldo Sobrinho de Morais Neto, tenente-coronel do Centro Integrado de Operações da Polícia Militar da Paraíba, vinculado à secretaria estadual da Segurança e Defesa Social, e chefe do escritório brasileiro da Associação Internacional de Prevenção e Combate ao Cibercrime. "Essas ameaças nunca se concretizaram de fato, nem vão."

"Não existe o menor risco físico para os pais, familiares ou professores no caso de eles [os participantes do jogo] virem a contar essa experiência ou a desistir da participação nesse jogo" 

Wagner Mesquita

O secretário estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, Wagner Mesquita, conta que estão investigando menores que estão com medo. "Sendo ameaçados e com medo de desistir desse jogo."

Vítimas dão detalhes para os criminosos
É que os curadores do Baleia Azul se aproveitam da suscetibilidade de adolescentes e jovens para intimidar e induzir ao suicídio, explica Lazzareschi de Mesquita, que orienta escolas a lidar e se posicionar diante de questões digitais envolvendo os alunos.

"'Eles sabem quem é meu pai, minha mãe, sabem onde eu moro, podem fazer mesmo algum mal', pensam os adolescentes", diz a advogada. "O que amedronta a vítima é a precisão da informação. E quem participa desse jogo já está sofrendo de alguma fragilidade emocional", avalia.

De acordo com a advogada, o adolescente não consegue distinguir a pura chantagem do fato e tenta resolver sozinho a questão. "A chantagem não tem limite. As palavras têm poder e o chantagista sabe usá-las muito bem."

A advogada frisa, porém, que as informações que os curadores utilizam na hora de chantagear foram na verdade compartilhadas pelo próprio participante e pelos pais dele na internet. "Estão dando informações gratuitas para sequestradores, pedófilos, assaltantes", alerta, recomendando mais cuidado.

Crimes de incitação ao suicídio, constrangimento, ameaça e até homicídio
Do ponto de vista do Direito, explica Pablo Cerdeira, da FGV Direito Rio, os curadores do Baleia Azul, no caso de maiores de idade, podem ser responsabilizados pelo crime de incitação ao suicídio, inscrito no artigo 122 do Código Penal. A pena de reclusão é de dois a seis anos, no caso de o suicídio ser de fato consumado. Ou reclusão de um a três anos, se da tentativa resultou lesão grave. Se a vítima for menor de idade, as penas são duplicadas.

Os curadores que chantageiam os jogadores poderão ser condenados também por constrangimento ilegal ou ameaça, descritos nos artigos 146 e 147 do Código Penal, diz o professor da FGV. Por constrangimento ilegal, a pena vai de três meses a um ano de detenção ou multa. Por ameaça, a detenção é de um a seis meses ou multa.

Mas, no entendimento do delegado de Vila Rica (MT), Gutemberg de Lucena Almeida, responsável pelas investigações da morte da jovem de 16 anos na cidade, a acusação poderá ser de homicídio a depender do que as investigações apontarem, mas é um possível agravante.

Pais podem ser punidos
Os pais e a sociedade como um todo também podem ser responsabilizados pelos casos ligados ao Baleia Azul. Cerdeira lembra que o ECA, que "dispõe sobre a proteção integral à criança e ao adolescente", determina, em seu artigo 4º, que "é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”. Segundo o professor, trata-se de “responsabilidade compartilhada".

Os pais de filhos que participam do jogo também podem sofrer sanção financeira, de 3 a 20 salários de referência, baseada no artigo 249 do ECA. Isso se aplica, diz o professor, no caso de ficar patente que os pais não cuidam adequadamente de seus filhos, não cumprindo sua obrigação.

Os pais de uma criança que induziu uma outra a participar do jogo ainda poderão ser obrigados a indenizar moral e materialmente os pais da outra criança. Isso se apoia em artigos do Código Civil que dizem respeito às obrigações de reparar delito (o artigo 932 trata especificamente da responsabilidade dos pais pelos atos dos filhos).

Ainda, numa situação extrema, os pais podem perder o poder familiar, isto é, a guarda dos filhos. "Mas, na prática, isso não acontece, porque afastar a criança do convívio familiar poderá ser ainda mais danoso", relativiza Pablo Cerdeira.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Mutirão Todos Contra o Aedes Aegypti reúne centenas de pessoas na Vila Lobo

Nesta quinta-feira (20), o bairro Vila Lobo parou para combater o mosquito Aedes Aegypti.

A Prefeitura Municipal do Crato, através da secretaria de Saúde, realizou um grande mutirão com a presença de mais de 200 pessoas entre alunos do ensino fundamental, agentes de endemias, técnicos da saúde, Tiro de Guerra, Hemoce e Demutran.

O prefeito Zé Ailton Brasil e o secretário de Saúde, André Barreto também estiveram presentes participando ativamente da ação auxiliando nas orientações a comunidade sobre os cuidados que cada morador deve ter quanto ao combate ao mosquito causador da dengue, da zika e da chikungunya.

Durante o ato foi realizado fixação de cartazes, capinação, coleta de lixo, visitas domiciliares e grande caminhada pelo bairro. Do início do ano até o final do mês de março, foram confirmados no município do Crato 12 casos de dengue, 32 casos notificados ainda aguardam confirmação de resultado. Quanto a chikungunya, há 115 exames em análise, foram somente 4 casos confirmados desde o início do ano, o número de pacientes constatados com zika no Crato é zero.

Trabalhando em parceria com a população é possível manter o município longe da ameaça do mosquito.                      

Com informações da PMC

Curta nossa página no Facebook



Você sabia que muitas pessoas se aposentam aos 30 anos? Descubra como

Você é do tipo que sente inveja de seus avós quando lembra que eles são pessoas aposentadas? Pois saiba que tem gente por aí desfrutando dos benefícios da aposentadoria aos 30 anos. Parece mentira, a gente sabe, mas é a mais pura verdade.

A BBC contou as histórias de alguns jovens aposentados e revelou o que eles fizeram para conseguir essa proeza em diversos países do mundo, incluindo o Brasil. Primeiro, conheça a história de Pete, um canadense que prefere não ter seu nome completo divulgado.

Ele e a esposa começaram a pensar em seus dias de aposentados já aos 20 anos. Hoje Pete mantém um blog com dicas para quem quer pendurar as chuteiras mais cedo. Em sua página, o jovem aposentado dá dicas financeiras e, inclusive, ensina como ganhar dinheiro de maneira “fácil”. Segundo Pete, alguns de seus leitores estão aposentados desde os 30 anos. São pessoas de países como Espanha, Portugal, México, Porto Rico e Brasil.

Você também quer parar?
Mas se você acha que a coisa é simples, saiba que simplicidade nada tem a ver com o que precisa ser feito para se aposentar cedo. Pete e sua esposa fizeram economia financeira por pelo menos dez anos. Hoje, aos 39 anos, ele vive com o dinheiro que poupou desde cedo.

Economizar, de fato, não é tarefa fácil. É preciso diminuir todo tipo de gasto. Pete recomenda, por exemplo, pedalar em vez de dirigir, e preferir cozinhar a própria comida a almoçar fora. Ele e a esposa diminuíram o consumo de carne e costumavam fazer compras no atacado. Se você acha que esses passos são pequenos demais para grandes resultados, saiba que Pete acredita ter economizado US$ 300 mil por não ter usado carro e US$ 75 mil por não ter almoçado fora durante dez anos.

Em vez de manter pequenos “luxos” como os citados acima, o casal preferiu poupar uma boa grana, comprar uma casa no Colorado, nos EUA, e fazer investimentos em ações. Hoje eles vivem com o dinheiro que deixaram de gastar e com os lucros que essas economias renderam.

Sabático
Há também quem queira se aposentar apenas por pouco tempo e tirar uma espécie de férias longas ou, quem sabe, um descanso sabático. O jornalista esportivo Ed Hawkins decidiu deixar o emprego aos 33 anos, argumentando que não gostaria de passar os melhores anos de sua vida trabalhando em um escritório.

Hawkins resolveu deixar o trabalho para o futuro e, acompanhado da esposa, mudou-se para o sul da França. A receita? Simples: "Eu trabalhei duro desde os 18 anos e consegui comprar um imóvel. Aluguei meu apartamento em Londres e vivo disso", disse o jornalista à BBC. Ele só pretende voltar a trabalhar quando tiver 50 anos.

O negócio é poupar
Será que esse povo está errado por pensar em aposentadoria desde cedo? Provavelmente não. De acordo com a consultora Helen Hogan, “quanto mais cedo você começar [a pensar em aposentadoria], melhor, por causa dos ganhos com os juros”. É tudo uma questão de matemática simples: quanto menos você gasta, mais você tem. Isso vale para muita coisa: de calorias a moedas no cofrinho.

É importante considerar também que Pete não deixou de trabalhar. Ele mantém o blog, o que é um trabalho, mas sem a preocupação com horários, salários e afins. Esse é um privilégio mais possível a pessoas que vivem em países ricos, porém, em lugares onde os impostos não são tão altos e os salários são maiores (cof, cof). Assim, de fato, a coisa parece ser mais fácil. Mas mesmo no Brasil, onde a realidade econômica não é das melhores, é possível se aposentar cedo, sim, com trabalho duro e economia.

Pete afirma que não propõe uma vida de folga, mas uma vida mais feliz e natural. A esposa dele, por exemplo, voltou a estudar e se dedica ao trabalho voluntário – o que pode ser feito mesmo que você não esteja aposentado, obviamente. E aí, o que você acha desse conceito de aposentadoria precoce?

Fonte: Mega Curioso (via BBC)

Curta nossa página no Facebook



Fiscalização do Ibama vem sendo desmontada no Interior

O escritório do Ibama em Crato foi o primeiro
do interior a fechar
O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) combate o tráfico de animais silvestres, faz a recuperação das aves, devolvendo-as à natureza, ao habitat natural, em áreas cadastradas para soltura e nas unidades conservacionistas, fiscaliza a degradação ambiental, a pesca predatória, a destruição da fauna e da flora e promove educação ambiental e manejo florestal.

Todo esse trabalho corre risco de ser interrompido no Estado do Ceará, pois há uma portaria do Ibama que prevê fechamento de unidades regionais no Nordeste. No Ceará, em dezembro de 2015 foi desativado o escritório da cidade de Crato e agora a ameaça persiste em Aracati, Iguatu e Sobral.

Decisão administrativa
A chefe de Administração e Finanças do Ibama, no Ceará, Inês Espíndola, confirmou a decisão administrativa de fechamento das unidades regionais. "A portaria prevê a extinção dos escritórios regionais até o fim deste ano, mas há um esforço, estamos tentando reverter essa medida", explicou. "A situação é difícil e precisamos aguardar".

No Nordeste, cargos de chefia foram suspensos em fevereiro passado. Na região, seriam fechadas várias unidades e somente ficariam ativas nas cidades de Juazeiro (BA), Mossoró (RN), Parnaíba (PI) e Santa Inês e Imperatriz (MA).

Área ampliada
O escritório regional do Ibama em Iguatu ganhou um analista ambiental após o fechamento da unidade do Crato, no Cariri. O número de servidores passou de três para quatro.

Apesar das dificuldades, a unidade, agora com quatro fiscais, mantém as ações de combate ao tráfico de animais silvestre e de proteção da fauna em uma extensa área que ampliou de 28 para 55 municípios das regiões Centro-Sul, Cariri, Inhamuns, Sertão Central, Vale do Jaguaribe e Sertões de Crateús.

Neste ano, mesmo em menor escala, ocorre apreensão de aves, de equipamentos de caça e pesca, além de prisão de caçadores e aplicação de multas por prática de crime ambiental.

"No início do ano, entre Brejo Santo e Jati, no Cariri, foram apreendidos mais de 1.500 canários da terra, oriundos do Centro-Oeste brasileiro", frisou o analista ambiental Raimundo Rubi Bezerra. "O trabalho foi feito pela Polícia Militar que desconfiou da carga".

Dificuldades
O escritório tem dificuldades para atuar em uma área muito abrangente. "O trabalho de apreensão tem sido mais efetivo por policiais militares regulares e integrantes da Polícia Ambiental", frisou Bezerra. De um lado, está a necessidade da proteção ambiental, do outro, agem os caçadores e criadores ilegais. A luta é desigual.

A quantidade de traficantes parece ser crescente, numa proporção bem maior, e presente em todos os municípios. Por uma questão financeira e cultural, há pessoas que fazem tráfico de animais silvestres e há aqueles que criam em cativeiro bichos da fauna nordestina. Outros, ainda, caçam por puro esporte e prazer.

Mais ameaçadas
As aves mais ameaçadas são o canário-da-terra, papagaio, arara, golinha, bigodeiro, caboclinho-do-sertão, galo-de-campina (cabeça-vermelha), papa-capim e periquito-do-sertão. A Onça vermelha, tamanduá, macaco, jacaré e tatu integram a lista dos que mais sofrem com a ação predadora humana.

Na zona rural do município de Cedro, havia uma rinha e até campeonato. Após intervenção do Ibama, há cerca de três anos, as aves apreendidas foram levadas para um período de quarentena no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, localizado no bairro de Messejana, Fortaleza.

Na região dos Inhamuns e nos Sertões de Crateús, o tráfico de aves é mais intenso. "Depois de caçados, os passarinhos são levados para comercialização nas cidades do Interior e grande parte é vendida nas feiras de pássaros e também são levados para São Paulo e Rio de Janeiro, por meio de ônibus clandestino para satisfazer o desejo de criação de nordestinos que migraram para a região Sudeste", observa Fábio Lima Bandeira, do escritório do Ibama em Iguatu.

Desaparecimento
Apesar dos esforços dos fiscais do Ibama, o resultado é evidente: as aves, que há até bem pouco tempo eram vistas no sertão cearense, estão desaparecendo ante a ação predadora do homem.

O canário-da-terra é um exemplo. Existia em quantidade nas matas e nas roças do Interior. "Hoje é caçado e apreendido no Peru e na Bolívia e trazido para cá", observa o fiscal do Ibama Alberto Castro, que está em trabalho reforçando equipes de fiscalização na região Norte do Brasil. "O canarinho não tem mais na nossa região".

Nova técnica
Nos últimos anos houve uma intensificação no tráfico de papagaios. Os traficantes mudaram a sistemática, deixando de apreender as aves. "O papagaio é um pássaro que só reproduz no mesmo lugar", disse Alberto Castro. "Os comerciantes ilegais retiram os ovos dos ninhos, deixando apenas um, e os chocam em casa para comercialização dos filhotes". O valor de comercialização da espécie varia entre R$ 400 e R$ 800. O preço de uma ave silvestre, nativa do sertão, em feira livre oscila entre R$ 10 e R$ 50. "Quanto mais tempo de gaiola, mais manso for o pássaro, mais valor terá", explica Castro. "A ave que canta é mais valorizada", completa.

Transporte
Araras, tucanos e macacos costumam vir dos Estados do Piauí e Maranhão e da região Norte. Há suspeita de que o transporte ilegal dessas aves se dá por meio de caminhões que transportam madeira para o Ceará. "São vendidas nas estradas e algumas são originárias de reservas indígenas", observou Bandeira. "Os caminhoneiros recebem encomendas ou trazem esses animais para revenda em pontos certos".

Os fiscais do Ibama agem geralmente mediante denúncias de moradores preocupados com a questão ecológica. O órgão mantém parceria com a Polícia Militar Ambiental e, nos últimos anos, cresceu o envolvimento ecológico de delegados e agentes da Polícia Civil, que contribuem com o combate ao tráfico de animais silvestres.

Áreas de soltura
O escritório regional do Ibama dispõe de nove áreas cadastradas para soltura de animais silvestres, nos municípios de Acopiara, Cariús, Iguatu, Parambu e Tauá. Entre as exigências, as propriedades devem ser protegidas da ação de caçadores, distantes dos centros urbanos, ter fonte de água, alimentação e dispor de uma reserva legal.

As pessoas interessadas em cadastrar uma área de soltura de animais silvestres devem procurar o escritório do Ibama. Os técnicos da instituição fazem a vistoria do local e fornecem toda a orientação necessária. "Os jovens, estudantes, que recebem educação ambiental, estão conscientes e não agem igualmente como os da geração passada", observou Bandeira. "Há uma nova consciência".

Centro de Triagem
Os animais aprendidos pela fiscalização, devolvidos, resgatados e capturados em feiras e em cativeiros são levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), localizado na Capital. Implantada em 2008, a unidade recebe uma média de 400 animais por mês. A maioria, cerca de 80%, é de pássaros.

O Cetas funciona como um verdadeiro hospital de animais. Dispõe de instalações para recuperação das aves, ambulatório e assistência de veterinários e de uma equipe de biólogos. Recebem alimentação adequada e tratamento.

Mais informações
Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama
Telefone: (85) 3474.0001 
Escritório Regional do Ibama em Iguatu - Telefone: (88) 3581.2349

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Rejeição a Lula cai 14 pontos e é menor que a de tucanos


Pesquisa inédita do Ibope mostra que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto. Pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam nele com certeza (30%) ou que poderiam votar (17%) se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum (51%), considerada a margem de erro. Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos (leia análise sobre as causas).

A pesquisa foi feita antes de vir a público a lista do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, com as delações de executivos da Odebrecht que acusaram o ex-presidente de corrupção, junto com dezenas de outros políticos. Se a divulgação das denúncias prejudicou a imagem de Lula (e de outros denunciados), não houve tempo de isso ser captado pelo Ibope.

Os três principais nomes do PSDB, por sua vez, viram seu potencial de voto diminuir ao longo do último ano e meio. Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar em Aécio Neves despencou de 41% para 22%. O potencial de José Serra caiu de 32% para 25%, e o de Geraldo Alckmin foi de 29% para 22%. Os três tucanos têm aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente.

O Ibope testou pela primeira vez o potencial do prefeito de São Paulo, João Doria, em uma eleição para presidente. Embora seja muito menos conhecido do que seus colegas de PSDB (44% de desconhecimento, contra 24% de Alckmin e 16% de Serra e Aécio), Doria tem 16% de eleitores potenciais (6% votariam com certeza). Mas sua vantagem é ter uma rejeição muito menor que a dos concorrentes dentro do partido: 36%.

Principal adversário de Dilma na última disputa presidencial, Aécio sofre desgaste até nos segmentos em que foi vitorioso. Desde outubro de 2015, seu potencial de voto no eleitorado de renda mais alta (acima de cinco salários mínimos) caiu de 44% para 26%. Na região Sudeste, um de seus redutos, a taxa caiu de 42% para 23%.

Assim como os nomes tradicionais do PSDB, a presidenciável Marina Silva sofreu redução de potencial de voto e aumento da rejeição. Agora, um terço dos eleitores a indicam como possível opção – eram 39% em 2015 e há um ano.

Apesar de ter não contar mais com a projeção e a visibilidade inerente ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa ainda é considerado um candidato viável à Presidência da República por uma parcela considerável dos eleitores. Na pesquisa Ibope, ele aparece com 24% de potencial de voto (soma das respostas “votaria com certeza” e “poderia votar”).

Barbosa, que se celebrizou ao conduzir o julgamento do Mensalão e que se aposentou do STF em 2014, também não sofre os mesmos níveis de rejeição atribuídos aos políticos. Apenas 32% dizem que não votariam nele de jeito nenhum – uma das taxas mais baixas entre as dos nove nomes testados pelo Ibope. O ex-ministro do STF, porém, não manifestou intenção de se candidatar e nem sequer é filiado a um partido.

Jair Bolsonaro, que tenta se beneficiar da onda de rejeição a políticos – apesar de ser deputado desde o começo dos anos 90 –, aparece com 17% de potencial de voto na pesquisa. Seu possível contingente de eleitores cresceu seis pontos porcentuais desde o ano passado, mas a parcela que o rejeita aumentou ainda mais, de 34% para 42%.

Entre os dias 7 e 11 de abril, o Ibope realizou 2002 entrevistas face a face, em 143 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. As perguntas eleitorais fizeram parte da pesquisa mensal que o instituto conduz mensalmente com questionário variável, o chamado BUS.

Na pesquisa de potencial de voto, o entrevistador apresenta um nome de cada vez e pede ao eleitor que escolha qual frase descreve melhor sua opinião sobre aquela pessoa: se votaria nela com certeza, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum, ou se não a conhece o suficiente para opinar. É diferente da intenção de voto. Se aplica especialmente quando falta muito tempo até a eleição e as candidaturas ainda estão incertas.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook



Novas regras do cartão de crédito: fique por dentro do que mudou!

Quem nunca lançou mão do cartão de crédito em um mês mais apertado ou parcelou uma comprinha mais substancial, uma viagem de férias ou aquele smartphone novo? O problema é que muita gente acaba se perdendo um pouco nas contas, acumulando parcelas e mais parcelas — e caindo no tal do crédito rotativo. Então, em pouco tempo, esse pessoal se vê com uma dívida nas mãos que, além de parecer não ter fim, não para de crescer.

No entanto, como você deve ter ouvido, as regras do rotativo foram alteradas e entraram em vigor agora no início de abril. Assim, a partir do mês de maio, as faturas já vão começar a apresentar as alterações propostas pelo Governo — e muitas pessoas não conseguiram entender direito como as modificações vão afetar suas contas. Se você é uma delas, não se preocupe, pois nós vamos explicar direitinho a razão de as regras terem sido mudadas e o que passa a valer a partir de agora. Confira:

O que é o crédito rotativo?
Para quem já ouviu falar sobre o termo crédito rotativo, mas não sabe muito bem o que ele significa, basicamente, ele é o bom e velho “pagamento mínimo da fatura”, aquela opção utilizada por clientes que não têm condições de quitar o valor total da fatura do cartão em determinado mês. Até o início de abril, o saldo que não havia sido liquidado ficava para a fatura do mês seguinte, sendo acrescentado à soma das demais compras e juros — e assim sucessivamente.

Com isso, se criava uma verdadeira bola de neve, pois, se o cliente já tinha tido dificuldades para pagar a conta anterior, a dívida se tornava gradualmente maior. E você já deve ter ouvido muitos casos de pessoas que acabaram utilizando o crédito rotativo indiscriminadamente e tiveram que dar um jeito de negociar seus débitos, certo?

Por que as mudanças foram propostas?
As alterações nas regras do crédito rotativo foram propostas justamente para ajudar a sanar a situação que explicamos acima, isto é, para evitar o superendividamento e reduzir a inadimplência. Para isso, a partir de agora, as normas para o pagamento mínimo da fatura são outras, e esse papo de acumular os saldos remanescentes de contas anteriores também acabou.

O que mudou?
A partir do início de maio, os clientes só poderão utilizar o crédito rotativo por um ciclo da fatura e terão que quitar no mês seguinte o saldo remanescente da fatura anterior. O pagamento mínimo passa ser composto pelo valor restante do mês anterior — caso ele exista —, mais os encargos do crédito rotativo, mais 15% sobre os gastos do mês, mais o montante de parcelas de financiamento de faturas anteriores, se houver algum.

No caso em que o cliente não consiga realizar ao menos o pagamento mínimo da fatura, os bancos ofertarão as soluções de parcelamento mais adequadas às condições de cada um.

E na prática?
Para você ter uma ideia melhor de como as coisas passarão a funcionar a partir de agora, de acordo com uma pesquisa mensal da Anefac — Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade —, as taxas de juros em fevereiro chegaram a 15,16%, o que equivale a cerca de 444% ao ano. Ademais, tem ainda a taxa média do crédito parcelado, que é de 8,3% ao mês.

Assim, alguém com uma fatura de R$1.000,00 que não conseguisse quitar o saldo veria o montante saltar para R$ 1.527,23 depois de três meses e para R$ 5.440,26 após 12 — isso considerando que a pessoa não tivesse novos gastos e não acumulasse nenhuma parcela de financiamento!

No entanto, seguindo as novas regras, considerando a mesma taxa de juros de 15,16% ao mês, ela incidirá sobre os primeiros 30 dias, enquanto os 8,3% continuarão incidindo sobre os meses restantes. Com isso, a mesma dívida de R$ 1.000,00 subiria para R$ 1.350,70 no primeiro trimestre e para R$ 2.768,31 em 12 meses — o que representa uma diferença de 11,6% nos três meses e 49,1% ao longo do ano.

Como fugir de possíveis dívidas?
Ninguém está dizendo que os cartões de crédito são supervilões, nem que eles devem ser aposentados. Mas não custa nada ser um pouco mais controlado e aprender a programar os gastos de acordo com a sua renda.

Nesse sentido, as instituições bancárias do nosso país oferecem várias ferramentas que podem ajudar bastante nessas horas. 

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook



Veja como colocar senha nos apps do seu celular e fotografar invasores

Conversas, redes sociais, fotos, informações bancárias... Carregamos cada vez mais informações importantes no celular. Então, vale o esforço de mantê-las protegidas.

Já existem aplicativos gratuitos que permitem criar uma senha para abrir os apps do seu aparelho, mesmo se o celular estiver desbloqueado. Com isso dados sensíveis ficam a salvo de filhos, amigos ou pessoas mal-intencionadas que possam querer invadir sua privacidade.

Uma das opções mais seguras é o AppLock (12,94 MB, Fotoable Inc). Veja como funciona: 

1. Logo ao abri-lo, ele já recomenda uma seleção de apps que podem conter informações sensíveis (como WhatsApp, Facebook, Instagram, Gmail, Contatos...). Basta escolher e tocar em Iniciar.

2. O segundo passo é definir uma senha de acesso para os apps selecionados. O AppLock exibe um diagrama com 9 círculos --desenhe com os dedos um padrão e repita para confirmar.

3. Por fim, ele pede que você configure seu Android para que o AppLock possa acessar outros apps. Por segurança, o Android nativo só permite que o Google Play Store e o Google Play Services façam isso. Neste passo, há um atalho que facilita essa inclusão: basta tocar em Aplicativos com acesso à utilização > Configurações, escolher o AppLock e ativar a opção Permitir acesso de uso.

Pronto, agora toda vez que você (ou alguém) tentar acessar um aplicativo protegido, a tela do diagrama aparecerá e a senha será requisitada.

O AppLock permite também personalizar a tela de bloqueio, com fundos divertidos e temáticos, além de possuir recursos para ocultar fotos e habilitar automaticamente o gravador de chamadas para contatos específicos.

Importante: habilite a proteção do App Lock também para a Google Play Store e para as Configurações. Sem isso, um usuário mal-intencionado pode desinstalar o AppLock e acessar seus dados.

Uma opção mais leve é o Bloqueio AppLock (5,24 MB, Ivymobile). Ele vai direto ao ponto: primeiro você seleciona os apps que deseja proteger, depois cria uma senha ou desenho (padrão) de desbloqueio, escolhe um tema e, por fim, dá permissão para que o Bloqueio AppLock acesse a utilização de outros apps.

Um recurso legal do Bloqueio AppLock é o Intruso —caso alguém tente digitar a senha ou desenhar o padrão e errar mais de duas vezes, o app automaticamente tira uma foto do invasor, registra o aplicativo que ele tentou acessar, a data e a hora.

Nos iPhones, o recurso vem com o aparelho a partir das versões 6 e 6S. As configurações ficam em Ajustes > Geral > Restrições. 

Quem usa versões mais antigas pode usar apps como o iProtect e o Lockdown Pro, disponíveis na AppStore em versões pagas.

Alguns aparelhos Android também têm recursos nativos, como o ZenFone, da Asus. Para acessar a função, basta tocar no menu de aplicativos, depois no menu em forma de três pontinhos no canto superior direito da tela e em Bloquear aplicativos.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Oito Estados têm suicídios e mutilações sob suspeita de ligação com Baleia-Azul

No Brasil, 1 em cada 10 adolescentes de 11 a 17 anos acessa conteúdo na internet sobre formas de se ferir - e 1 em cada 20, de se suicidar, segundo o Centro de Estudos Sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (Cetic). Depois de postar em sua página no Facebook a frase "a culpa é da baleia", um adolescente de 17 anos tentou se jogar ontem do viaduto sobre a Rodovia Marechal Rondon, em Bauru, interior paulista. Trata-se de mais um caso que envolveria o jogo viral de internet Baleia-Azul, que incita a suicídio e mutilações e já causou alertas policiais e de saúde em oito Estados (SP, PR, MG, MT, PE, PB, RJ e SC).

Pesquisa do Cetic que analisou 19 milhões de internautas brasileiros mostra o avanço das buscas desse público por mutilações (11%) e mortes (6%) no universo online. Os casos mais recentes envolvem o Baleia-Azul. O maior número de registros até agora é na Paraíba, onde a Polícia Militar diz ter identificado 20 adolescentes envolvidos no jogo. O coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Escritório Brasileiro da Associação Internacional de Prevenção ao Crime Cibernético, relatou tentativas de suicídio e mutilação de adolescentes em João Pessoa e nas cidades de Campina Grande e Guarabira.

A origem e até a existência do suposto jogo, com 50 níveis de dificuldade, tendo o suicídio como resultado final, é polêmica. Seu nome deriva da espécie presente nos Oceanos Atlântico, Pacífico, Antártico e Índico que chega a procurar as praias, por vontade própria, para morrer.

As primeiras informações, de 2015, relatavam um jogo de incentivo ao suicídio propagado pelo Vkontakte (VK), o Facebook russo. Posteriormente, entidades denunciaram o caso como "fake news" (notícia falsa), mas o viral não para de avançar. Participantes surgem em grupos fechados, selecionados de madrugada. Na sequência, o administrador, ou "curador", lança desafios, que já provocaram problemas em diversos países, incluindo Espanha e França.

Polícia
O problema tem ganhado contornos reais e policiais. Em São Paulo, o caso de Bauru não é isolado. Na semana passada, um adolescente de 13 anos tentou se matar, em Jaú, cortando braços com lâmina de barbear. Uma irmã contou que o garoto andava depressivo e excluiu a família das redes sociais. A mãe conseguiu entrar no notebook do jovem apenas no dia seguinte e notou a associação com o baleia-azul.

E os casos se espalham pelo País. No Paraná, Priscila (nome fictício), de 25 anos, decidiu entrar no jogo para investigá-lo porque estava preocupada com a irmã, de 11 anos - e se assustou. "Não consegui chegar até o fim, são mensagens pesadas, que nos incitam a fazer mal para pessoas que amamos. É agressivo, intenso, mas precisei entrar para saber o perigo."

O Paraná registrou a entrada de oito adolescentes entre 13 e 17 anos (quatro meninos e quatro meninas), na madrugada de ontem, nas unidades de saúde de Curitiba - cinco por tentativa de suicídio por medicamentos e três por automutilação. O secretário estadual de Segurança, Wagner Mesquita, afirmou que um dos jovens relatou a participação no jogo.

"Nossa investigação vai em busca dos responsáveis para enquadrá-los por incitação ao suicídio", disse ele. O crime, previsto no artigo 122 do Código Penal, tem pena de 2 a 6 anos de reclusão. "Vamos trocar informações com outros Estados."

Em Pernambuco, a Polícia Federal lançou um vídeo na internet e montou equipes anteontem para ir a escolas fazer alertas. Em menos de uma semana, a polícia catarinense atendeu nove casos de mutilações, instigados pelo Baleia-Azul e lançará uma campanha de conscientização. Já a região nordeste de Mato Grosso está em alerta. Além de investigar a morte de Maria Oliveira de 16 anos, há 15 dias, a PM identificou uma suposta comunidade ligada ao jogo com cerca de 350 participantes.

Em Minas, a Polícia Civil investiga dois suicídios, o de um jovem de 19 anos, de Pará de Minas (região centro-oeste), e de um rapaz de 16 anos, de Belo Horizonte. No Rio, há dois casos de aliciamento do jogo sendo apurados pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. 

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



Semana de Dança Cariri apresenta 32 espetáculos em três cidades

Dia 29 de abril é o Dia Internacional da Dança, a categoria do mundo inteiro considera abril como o mês da Dança. Na região do Cariri este mês é celebrado, principalmente, através da Semana Dança Cariri, um festival nacional de Dança idealizado e realizado desde 2008 pela Associação Dança Cariri, uma Instituição sem fins lucrativos que promove a dança como meio de educação e arte num entrecruzamento de gerações, saberes e culturas.

Em 2017, a Associação Dança Cariri completa dez anos de atividades e uma das ações comemorativas é realizar o festival em um formato ampliado. A programação acontecerá entre os dias 21 a 29 de abril com artistas renomados da dança do país, nas cidades de Brejo Santo, Crato e Juazeiro do Norte com atividades distribuídas em diversos espaços. Na programação serão 32 espetáculos com 34 apresentações, além 11 oficinas, 01 palestra, 01 encontro-debate com artistas e outros profissionais de dança. Entre artistas, equipe e convidados devemos acolher cerca de 190 pessoas.

O público estimado é em torno de oito mil pessoas somando todas as ações. E a programação privilegia todas as faixas etárias, profissionais da dança e o público interessado em artes. Vale ressaltar que nesta edição teremos espetáculo de dança direcionado para a comunidade surda e para o público infantil. Como nos anos anteriores as atividades continuam sendo gratuitas e com estas especificidades o evento proporciona a acessibilidade e oportuniza um espaço de aprendizado, diálogo, valorização da dança e de formação de plateia para as artes cênicas.

A Semana Dança Cariri é evento cultural de médio/grande porte e traz à região do Cariri para o foco da dança nacional. Essa oitava edição acontece graças aos realizadores: Associação Dança Cariri-ADC, Serviço Social do Comércio-SESC e Centro Cultural Banco do Nordeste-CCBNB e apoio da FUNARTE e da Prefeitura de Brejo Santo (através da Secretária de Cultura).

Curta nossa página no Facebook



Lula é o presidenciável com maior potencial de votos, afirma Ibope

Pesquisa inédita do Ibope mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto. Pela primeira vez desde 2015, os eleitores que dizem que votariam nele com certeza (30%) ou que poderiam votar (17%) se equivalem aos que não votariam de jeito nenhum (51%), considerada a margem de erro. Desde o impeachment de Dilma Rousseff, há um ano, a rejeição a Lula caiu 14 pontos.

A pesquisa foi feita antes de vir a público a lista do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), com as delações de executivos da Odebrecht que acusaram o ex-presidente de corrupção, junto com dezenas de outros políticos. Se a divulgação das denúncias prejudicou a imagem de Lula (e de outros denunciados), não houve tempo de isso ser captado pelo Ibope.

Os três principais nomes do PSDB, por sua vez, viram seu potencial de voto diminuir ao longo do último ano e meio. Desde outubro de 2015, a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar no senador Aécio Neves (PSDB-MG) despencou de 41% para 22%. O potencial do senador José Serra (PSDB-SP) caiu de 32% para 25%, e o do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) foi de 29% para 22%. Os três tucanos aparecem na pesquisa com taxas de rejeição superiores à de Lula: 62%, 58% e 54%, respectivamente.

O Ibope testou pela primeira vez o potencial do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em uma eleição para presidente. Embora seja muito menos conhecido do que seus colegas de PSDB (44% de desconhecimento, contra 24% de Alckmin e 16% de Serra e Aécio), Doria já tem 24% de eleitores potenciais (metade votaria com certeza), ou seja, tanto quanto os outros tucanos, levando-se em conta a margem de erro. Mas sua vantagem é ter uma rejeição muito menor que a dos concorrentes dentro do partido: 32%.

Assim como os nomes tradicionais do PSDB, a ex-ministra Marina Silva (Rede) sofreu redução de potencial de voto e aumento da rejeição. Agora, um terço dos eleitores a indicam como possível opção - eram 39% há um ano.

Método
Entre os dias 7 e 11 de abril, o Ibope realizou 2.002 entrevistas face a face, em 143 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. As perguntas eleitorais fizeram parte da pesquisa que o instituto conduz mensalmente com questionário variável, o chamado BUS.

Na pesquisa de potencial de voto, o entrevistador apresenta um nome de cada vez e pede ao eleitor que escolha qual frase descreve melhor sua opinião sobre aquela pessoa: se votaria nela com certeza, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum, ou se não a conhece o suficiente para opinar. É diferente da intenção de voto.

Barbosa
Apesar de não contar mais com a projeção e a visibilidade inerente ao cargo de ministro do STF, Joaquim Barbosa ainda é considerado um candidato viável à Presidência da República por uma parcela considerável dos eleitores. Na pesquisa Ibope, Barbosa aparece com 24% de potencial de voto (soma das respostas "votaria com certeza" e "poderia votar").

O ex-ministro, que se celebrizou ao conduzir o julgamento do mensalão e que se aposentou do STF em 2014, também não sofre com os níveis de rejeição atribuídos aos políticos. Apenas 32% dizem que não votariam nele de jeito nenhum - uma das taxas mais baixas entre as dos nove nomes testados pelo Ibope.

Barbosa, porém, não manifestou a intenção de se candidatar em 2018 e nem sequer é filiado a um partido.

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que tenta se beneficiar da onda de rejeição a políticos - apesar de ser parlamentar desde o começo dos anos 1990 -, aparece com 17% de potencial de voto na pesquisa. Seu possível contingente de eleitores cresceu seis pontos porcentuais desde o ano passado, mas a parcela que o rejeita aumentou ainda mais, de 34% para 42%.

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



ShareThis