Projeto de pesquisa da UFCA desenvolve embalagens ecológicas a partir de resíduos de cascas de cebola

Diminuir o impacto de sacolas plásticas no meio ambiente a partir do uso de embalagens biodegradáveis é a proposta do projeto de pesquisa da Universidade Federal do Cariri (UFCA), que está produzindo bioplásticos para embalagens sustentáveis a partir de resíduos vegetais.

A iniciativa do projeto é das professoras do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT/UFCA), Allana Lima e Ledjane Sobrinho, além da participação dos bolsistas Fagner Rodrigues, Magno Silva e Anderson Zhong Fan. 

Os resíduos vegetais utilizados nos experimentos são de cascas de cebola. A ideia de adotar esse item para desenvolver o bioplástico surgiu pelo fato das cascas de cebola, além de geralmente serem descartadas após o preparo das refeições, possuem características antioxidante e anti-inflamatória. A casca da cebola também possui quercetina, um composto que normalmente se acumula em plantas com peles e cascas, funcionando como uma “armadura” contra agressões ambientais. As propriedades naturais favoráveis das cascas de cebola trazem benefícios socioeconômicos ao agregar funcionalidade ao bioplástico, como o aumento da conservação, que, protegendo os alimentos por embalagens ecológicas, resulta na diminuição da produção de lixo orgânico.

A professora e pesquisadora Allana Lima acredita na importância de investigar soluções sustentáveis para o uso de recursos naturais na contemporaneidade. Ela afirma que uma forma de combater o problema do impacto do uso de plásticos é desenvolvendo bioplásticos que agridam menos o meio ambiente. O bioplástico produzido pelo projeto é feito a partir de fontes renováveis e são biodegradáveis.

Riscos dos plásticos ao meio ambiente
Segundo a WWF Brasil, o Brasil produz cerca de 87,6 milhões de toneladas de lixo por ano. Delas, 11,4 milhões de toneladas representam apenas o descarte de plástico, que pode levar até 400 anos para se decompor. Para se ter uma ideia da dimensão do problema, a pesquisa mostra que, até 2030, serão lançados ao mar o equivalente a 26 mil garrafas de plástico para cada quilômetro quadrado (km2).

Somada a isso, a emissão de gases provenientes desses detritos trazem problemas ambientais sérios que, com o passar dos anos, dificultam ainda mais a possibilidade de reversão.

(Com informações da Agência Brasil)

Curta nossa página no Facebook

Eleições 2020: Justiça determina que coligações se abstenham de realizar atos com aglomerações em Aurora

Após Ação do Ministério Público Eleitoral (MPE), a Justiça determinou, nessa terça-feira (27/10), que as coligações “O povo pediu, ele voltou”, “Por uma Aurora de todos com mudança e trabalho” e “A força vem do servir”, bem como os candidatos Adailton de Macedo, Reginaldo Gonçalves, Marcone Tavares e Antônio Landim abstenham-se da realização de atos de propaganda eleitoral, como comícios, reuniões, carreatas, “motocadas”, passeatas, adesivaços ou quaisquer outros que resultem em aglomerações. Na decisão, a Justiça também instituiu uma multa, no valor de R$ 50 mil, em caso de descumprimento da determinação, com o montante sendo destinado ao Fundo Partidário.

Segundo o Ministério Público Eleitoral, no dia 29 de setembro de 2020, em reunião que contou com representantes da Promotoria, da Justiça Eleitoral e das coligações, ficou acordado, em virtude da pandemia, que os candidatos do Município de Aurora não iriam realizar quaisquer atos que pudessem promover aglomerações. No entanto, segundo o promotor eleitoral Luiz Cogan, titular da Promotoria da 69ª Zona, o que se viu nas ruas de Aurora foi a participação ativa de candidatos em eventos eleitorais, os quais foram convocados, inclusive, por meio das redes sociais dos postulantes ao Poder Executivo da cidade.

Assim, em até 24 horas após serem comunicados da determinação judicial, os candidatos também devem informar aos simpatizantes acerca da decisão da Justiça, sobretudo por meio de mídias sociais, com o intuito de impedir que os respectivos apoiadores insistam em descumprir as normas sanitárias vigentes no Estado.

Curta nossa página no Facebook

28 de outubro

1636 – É fundada a Universidade Harvard.
1856 – Inauguração da primeira linha de caminho-de-ferro em Portugal entre Lisboa e o Carregado.
1886 – O presidente norte-americano Grover Cleveland inaugura a Estátua da Liberdade.

Nasceram neste dia…
1692 – José Fernando da Baviera, Príncipe das Astúrias (m. 1699).
1909 – Francis Bacon, pintor britânico (m. 1992).
1955 – Bill Gates (foto), empresário norte-americano.

Morreram neste dia…
1520 – Pier Gerlofs Donia, pirata frísio (n. 1480).
1704 – John Locke, filósofo britânico (n. 1632).
1841 – Johan August Arfwedson, químico sueco (n. 1792).

Fonte: Wikipédia

IFCE Crato abre inscrições para curso técnico em Agropecuária

Estarão abertas de 27 de outubro a 04 de novembro as inscrições para o processo seletivo 2020.2 do curso técnico subsequente em Agropecuária, para quem já concluiu o ensino médio. São 40 vagas no total, e as inscrições são completamente online.

Os interessados deverão acessar o site qselecao.ifce.edu.br para conferir o edital e fazer a inscrição no processo seletivo. Com a inscrição realizada, é necessário entrar no site esolis.ifce.edu.br para enviar toda a documentação solicitada no edital. A inscrição só é considerada efetiva com o envio da documentação completa. Candidatos que optarem pelo sistema de cotas devem ficar atentos para o envio da documentação comprobatória.

O curso tem duração de um ano e meio e é matutino, com aulas de segunda a sexta-feira. A seleção é feita por meio da análise do histórico escolar do candidato e não é necessário fazer prova.

Técnico em Agropecuária
O profissional técnico em Agropecuária planeja, executa, acompanha e fiscaliza todas as fases dos projetos agropecuários. Administra propriedades rurais. Elabora, aplica e monitora programas preventivos de sanitização na produção animal, vegetal e agroindustrial. Fiscaliza produtos de origem vegetal, animal e agroindustrial. Realiza medição, demarcação e levantamentos topográficos rurais. Atua em programas de assistência técnica, extensão rural e pesquisa, entre outras atividades.

Curta nossa página no Facebook

52 candidatos no Ceará com mais de R$ 500 mil em bens declarados receberam auxílio emergencial

Das 16,1 mil candidatos nas eleições municipais deste ano no Ceará, 52 receberam o auxílio emergencial do governo federal mesmo tendo declarado patrimônio superior a R$ 500 mil à Justiça Eleitoral. Desse número, 14 são declaradamente milionários. Pelo menos uma parcela do benefício foi paga em nome dos candidatos entre os meses de abril e agosto, segundo dados do Portal da Transparência da Controladoria-Geral da União (CGU).

O levantamento foi feito pelo G1, com base nas informações disponibilizadas pelos postulantes ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e cruzadas com os dados do site da CGU. Os candidatos que devolveram o benefício ou que tiveram o valor bloqueado foram excluídos da pesquisa.

Na lista do beneficiários, estão concorrentes a todos os cargos eletivos em disputa: prefeito, vice-prefeito e vereador. Entre os bens declarados por eles, há carros de luxos, apartamentos, casas de praia, lojas e até um posto de combustíveis.

O superintendente da CGU no Ceará, Giovanni Pacelli, explicou que o acúmulo de bens não, necessariamente, tornas as pessoas inaptas a receber o benefício, já que o critério levado em consideração é de renda, e não de patrimônio.

“No auxílio emergencial, o foco é realmente a renda. Essa questão de ter bens e, mesmo assim, pedir (o auxílio) foi uma fragilidade porque se procurou ter como critério a renda. Ter um bem e estar empregado é uma coisa, ter um bem e estar desempregado é outra, (porque sem renda) daqui a pouco você vai vender (o bem material)”, explica Pacelli.

Nos casos em que há indícios de fraude, o superintendente explica que os beneficiários já tiveram bens bloqueados. "No caso das pessoas com indícios de recebimento indevido, fizemos a notificação, lembrando que não é uma punição, mas o aviso da suspensão do benefício devido aos bens que a pessoa possui. Ela pode ir justificar e, se comprovada a legalidade, passa a receber novamente”, esclarece.

Para os candidatos que alegam desconhecer a solicitação do benefício, a CGU orienta que eles abram boletim de ocorrência em uma delegacia da Polícia Civil para que o caso possa ser investigado e o infrator identificado.

Candidatos afirmam atender a critérios
Os candidatos a vereador de Fortaleza, Renner Lima (MDB), e a prefeito de Paracuru, Bitem (Psol), estão na lista de beneficiários e destacam que atendem aos critérios estabelecidos para receber o auxílio, apesar do alto valor patrimonial.

Com R$ 1,08 milhão em bens declarados à Justiça Eleitoral, correspondentes a cinco residências, Renner Lima recebeu R$ 2,4 mil do auxílio emergencial, em quatro parcelas. “Sou microempreendedor individual, tenho direito ao auxílio”, justificou.

Já Bitem afirmou que é trabalhador informal, e o valor de R$ 1,2 milhão declarado se refere a uma herança. “Recebi ‘recente’ do meu pai, tão recente que nem declarei ainda (no Imposto de Renda), mas declarei (ao TSE) como precaução, porque futuramente vou receber”, disse. O psolista alegou que é agricultor e, como os negócios ficaram prejudicados durante a pandemia, foi em busca do auxílio e recebeu R$ 2,4 mil.

Vítimas de golpe, alegam beneficiados
No Ceará, dois candidatos negaram a solicitação do auxílio e disseram que foram vítimas de golpes. É o caso do postulante a vereador de Fortaleza, Naugusto Freire (PSDB), que é cabeleireiro e declarou R$ 3,6 milhões em bens. Beneficiado com R$ 1,8 mil do auxílio, disse que ignorou o montante.

“Não sei por que veio, não fui informado, não liguei, possivelmente foi devolvido”, disse. No entanto, ele consta na lista da CGU dos que receberam o valor pago pelo governo.

Também candidato a vereador na capital cearense, Márcio Barros (PMB) declarou ter R$ 1 milhão em posses. Mesmo assim, a CGU aponta que ele recebeu R$ 2,4 mil do auxílio. Ele rebate: “Não recebi, não estou sabendo e não solicitei”.

O caso é semelhante ao do candidato a vereador em Trairi, Valmir Pinto (PT). Com R$ 1,1 milhão em bens, ele aparece como beneficiado com R$ 1,2 mil do governo federal. “Não recebi e não estava sabendo. Sou autônomo, nem sei qual o critério (para receber)”, informou.

Candidato a vice-prefeito de Pereiro, Ernando Estevan (DEM) – que declara R$ 1 milhão em bens – garante não ter recebido nenhuma parcela, mas disse que irá apurar a informação. “Isso aí eu tenho que ver, não tenho nada a dizer. Só se alguém usou meu nome, mas não recebi e não solicitei”, disse. Na lista da CGU, o nome dele consta entre os beneficiário de quatro parcelas do auxílio, totalizando R$ 2,4 mil.

Todos os 14 candidatos milionários citados na reportagem foram procurados por meio dos contatos informados no Requerimento de Registro de Candidatura (RRC), disponível na plataforma DivulgaCand, do TSE.

Evangelista da Cerâmica (PSB), candidato a vereador em Canindé, não respondeu aos questionamentos sobre o recebimento dos recursos. Ouvido pelo G1, Francisco Ivoneudo (PSL), candidato a vereador em Pindoretama, também não quis se manifestar.

Ademar Mota (Psol), candidato a vereador em Juazeiro do Norte, optou por não se posicionar sobre o caso após ser procurado pelo G1. Os outros postulantes milionários não atenderam às ligações.

Confira o nome dos 14 candidatos milionários que constam na lista de beneficiários:

Fortaleza

Naugusto Freire (PSDB), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 3,6 milhões
Benefício: 3 parcelas, totalizando R$ 1,8 mil

Michel Rayol (Rede), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1,2 milhão
Benefício: 3 parcelas, totalizando R$ 1,8 mil

Renner Lima (MDB), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1,08 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Márcio Barros (PMB), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Cascavel

Altaite Dias (PSDB), candidato a prefeito

Patrimônio: R$ 1,6 milhão
Benefício: 2 parcelas, totalizando R$ 1,2 mil

Paracuru

Bitem (Psol), candidato a prefeito

Patrimônio: R$ 1,2 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Pindoretama

Claudinho do Senhorzinho (PSL), candidato a prefeito

Patrimônio: R$ 1,2 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Francisco Ivoneudo (PSL), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1 milhão
Benefício: 5 parcelas, totalizando R$ 3 mil

Caucaia

Osvaldo Martins (Pros), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1,2 milhão
Benefício: 2 parcelas, totalizando R$ 1,2 mil

Trairi

Valmir Pinto (PT), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1,1 milhão
Benefício: 2 parcelas, totalizando R$ 1,2 mil

São Gonçalo do Amarante

Juninho DJ (Avante), candidato a vice-prefeito

Patrimônio: R$ 1,06 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Juazeiro do Norte

Ademar Mota (Psol), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1,03 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Pereiro

Ernando Estevan (DEM), candidato a vice-prefeito

Patrimônio: R$ 1 milhão
Benefício: 4 parcelas, totalizando R$ 2,4 mil

Canindé

Evangelista da Cerâmica (PSB), candidato a vereador

Patrimônio: R$ 1 milhão
Benefício: 3 parcelas, totalizando R$ 1,8 mil

Dataprev diz que segue regras do governo
Responsável por identificar os cidadãos que têm direito ao benefício, o Dataprev informou, em nota, que utiliza o cruzamento das informações autodeclaradas no portal e o aplicativo da Caixa Econômica Federal com os dados disponíveis, no momento da análise, nas bases oficiais.

“A empresa segue as regras de processamento definidas pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor do benefício – que também homologa os resultados alcançados, indica as bases e estabelece as situações passíveis de serem contestadas”, informa.

O órgão ressalta ainda que quem solicita o auxílio tem o dever legal de informar corretamente sua composição familiar, sob pena de crime de falsidade ideológica e multa, conforme previsto no Código Penal brasileiro.

“É importante destacar que não havia previsão legal para verificação do patrimônio dos requerentes”, aponta. “Devido às dificuldades do processamento de milhões de requerimentos em blocos, foram criadas formas de rever o resultado da análise”, conclui o órgão em nota.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

UFCA recebe o acervo dos memorialistas Renato Casimiro e Daniel Walker

O acervo histórico-cultural dos memorialistas Antônio Renato Soares de Casimiro e Daniel Walker Almeida Marques, falecido no ano de 2019, foi doado no dia 23 de outubro, para a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e ficará aos cuidados do Laboratório de Ciência da Informação e Memória (Lacim), do curso de Biblioteconomia da UFCA. 

A doação
O acervo, concedido por Casimiro e Walker, professores aposentados da UFC e da URCA, respectivamente, é composto por mais de 100 mil elementos da memória de Juazeiro do Norte. Frutos das pesquisas de ambos, o acervo sobre a vida de Juazeiro do Norte começou a ser composto em 1963.

A coleção é conta com peças de artesanato, xilogravura, literatura de cordel, imagens e sons característicos da região do Cariri, documentos históricos e contemporâneos, livros, dissertações, produções acadêmicas, fotografias, jornais, vídeos, e uma gama diversificada de outros elementos inerentes ao cotidiano da vida juazeirense e do Cariri como um todo. 

De acordo com Renato Casimiro, em carta remetida ao reitor da UFCA, “a doação tem o intuito de constituir, organicamente, um núcleo de documentação, de registro, de informação para embasar oportunidades de ensino, de pesquisas e de disponibilidade democrática de fontes importantes para o conhecimento de nossas realidades na vasta pluralidade de saberes e pensares”.

Disponibilidade do acervo 
Segundo a coordenadora do Lacim, Ariluci Elliott, a UFCA montou um Grupo de Trabalho (GT) com pessoas das mais diversas áreas – Biblioteconomia, História, Museologia, Cultura, Tecnologia da Informação, Audiovisual – para elaborar um Plano Museológico para um futuro museu da UFCA. De acordo com ela, a ideia é que primeiro haja um museu virtual, com previsão para o ano de 2021, onde o material desta doação juntamente com o já existente acervo do Lacim, sejam disponibilizados para a comunidade acadêmica e externa. No futuro, será montado um museu físico. 

Curta nossa página no Facebook

Candidato a vereador é achado morto dentro de casa com golpes de faca

Um candidato a vereador de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi encontrado morto dentro da própria casa na noite desta segunda-feira (26), no Bairro Nova Metrópole. Evangelista de Sousa Jerônimo, 51 anos, conhecido como Batista da Banca, estava desaparecido desde a noite de domingo (25).

Segundo a polícia, o corpo do candidato apresentava perfurações de faca. Batista da Banca morava sozinho em frente ao comitê onde ele trabalhava a campanha de vereador pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). O homem era dono de uma banca de revistas, localizada no mesmo bairro onde ele morava.

Testemunhas informaram que viram Batista da Banca entrando na casa dele com um homem no domingo (25). Como a vítima não compareceu ao comitê e nem à banca de revistas, vizinhos foram até a residência dele, onde encontraram o homem já sem vida. A polícia investiga o caso.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Segunda etapa da campanha contra Febre Aftosa começará dia 03 de novembro

No próximo dia 03 de novembro a Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), órgão vinculado a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), iniciará mais uma etapa da Campanha contra Febre Aftosa no Ceará, que seguirá até o dia 02 de dezembro. É obrigatória a vacinação dos animais com até 24 meses de idade.

Depois do animal ser vacinado, o criador deverá declarar o até o dia 18 de dezembro. Devido a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de medidas de distanciamento social, é preferível que a declaração seja realizada através Portal do Produtor, no site da Adagri (www.adagri.ce.gov.br). “Essa medida evitará aglomerações nos escritórios, já que o Ceará continua em isolamento social”, explica a presidente do órgão, Vilma Freire. Na impossibilidade de acessar o endereço eletrônico, o criador pode procurar um dos núcleos locais da Adagri, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) ou Secretarias de Agricultura do município parceiras da Agência na Campanha.

Vale ressaltar que a pandemia não é motivo para a não realização da vacina. Ela é forma mais eficiente, prática e barata de prevenção. A Febre Aftosa é uma doença infecciosa aguda, causada por vírus, altamente contagiosa que atinge os bovinos, búfalos, ovinos, caprinos e suínos. Assim, basta apenas um foco desta doença (uma propriedade atingida) para haver restrição ao mercado tanto internacional como nacional, já que animais e produtos de origem animal ficam proibidos de serem comercializados para países livres ou áreas livres de febre aftosa. “Por isso é tão importante que os criadores cumpram com sua responsabilidade”, reforça o diretor de sanidade animal da Adagri, Amorim Sobreira.

Curta nossa página no Facebook

27 de outubro

1645 – Teodósio III de Bragança recebe o título de príncipe do Brasil do seu pai, D. João IV de Portugal.
1904 – É inaugurado o Metro de Nova Iorque.
2002 – Luís Inácio Lula da Silva (foto) é eleito presidente do Brasil, no dia do seu aniversário de 57 anos.

Nasceram neste dia…
1466 – Erasmo de Roterdã, humanista neerlandês (m. 1536).
1892 – Graciliano Ramos, escritor brasileiro (m. 1953).
1935 – Mauricio de Sousa, escritor, empresário, desenhista e cartunista brasileiro.

Morreram neste dia…
1968 – Lise Meitner, física austríaca (n. 1878).
1992 – David Bohm, físico quântico norte-americano (n. 1917).
2013 - Lou Reed, cantor, guitarrista e compositor norte-americano (n. 1942).

Fonte: Wikipédia