‘Salmão é um dos cinco peixes cancerígenos’, afirma oncologista

‘Coma mais carne vermelha e cuidado com os peixes ricos em ômega 3’. A dieta do anticâncer do oncologista francês David Khayat derruba mitos e acrescenta mais um ingrediente ao cardápio de uma vida saudável: a romã, por sua alta capacidade antioxidante. Em Paris, o doutor Khayat recebeu o Espaço Aberto Saúde. Durante a entrevista, ele chamou a atenção para os cuidados com a preparação dos alimentos. Ele também reforçou máximas do senso comum, como a importância de se manter uma alimentação equilibrada e uma rotina de atividades físicas.

Entre os mitos derrubados está a lista de peixes considerados cancerígenos: o salmão, inclusive o selvagem, o atum vermelho, o siki, o halibute e o espada. Segundo o doutor Khayat, “eles contêm concentrações de metais pesados como arsênio, chumbo, mercúrio e cádmio que são incrivelmente altas.”

Fonte: Globo News

Curta nossa página no Facebook

Médicos protestam contra aumento de salários

Centenas de médicos estão protestando contra o aumento de seus salários. Os profissionais canadenses alegam que já são suficientemente pagos, e que não seria justo receber um pagamento maior enquanto outros profissionais da saúde trabalham em condições precárias. As informações são do jornal The New York Times.

Até a última quarta-feira (7), mais de 700 médicos de Quebec assinaram uma petição online em que pedem para que o aumento de seus salários seja cancelado. A petição é uma iniciativa da Médicos de Quebec pelo Regime Público (MQRP, em francês), grupo que representa os médicos de Quebec e defende o sistema de saúde público.

Na petição, a MQRP afirma que "a única coisa que parece imune aos cortes [de verbas para o sistema de saúde] são os nossos salários". O texto ainda diz que "ao contrário do que afirma o Primeiro Ministro, nós acreditamos que há uma maneira de redistribuir os recursos do sistema de saúde de Quebec a fim de promover a saúde da população sem explorar os trabalhadores".

A petição termina solicitando que o aumento de salário seja cancelado e que o dinheiro seja redistribuído no sistema de saúde de Quebec.

Condições precárias
As condições de trabalho dos enfeimeiros em Quebec tem sido alvo de protestos por parte dos profissionais. Nos últimos meses, a Associação de Enfermeiros de Quebec tem chamado a atenção do governo para a carência de profissionais da área, o que tem gerado o acúmulo de trabalho e, consequentemente, o crescimento do número de trabalhadores sobrecarregados.

Enquanto isso, em fevereiro, a Federação de Médicos Especialistas de Quebec obteve com o governo um acordo que estabelece para a categoria um aumento anual de 1,4%. O salário médio de um médico especialista em Quebec é de $ 403,537 anuais, cerca de R$ 1 milhão e 315 mil por ano.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Governado pelo PT, Ceará vira exemplo de controle fiscal

A Escola Estadual de Educação Profissional Jaime Alencar de Oliveira, localizada numa área carente e marcada pela violência no bairro de Luciano Cavalcante, na zona leste de Fortaleza, é uma espécie de cartão de visita do governo do Ceará. É para lá que são levados os forasteiros interessados em conhecer o modelo desenvolvido pelo Estado para ser implementado nas escolas públicas profissionalizantes de nível médio, que se multiplicaram pelo Ceará nos últimos anos.

Inaugurada em 2013, a escola atende 520 alunos em período integral, das 7h10 às 16h, e serve café da manhã, almoço e lanche para a turma. Além das disciplinas do currículo regular, oferece cursos técnicos, como eletromecânica, manutenção automotiva e multimídia, e tem laboratórios bem equipados de biologia, química, física e informática, no padrão dos melhores colégios privados do País.

Os estudantes também têm aulas de empreendedorismo, nas quais montam um negócio próprio, e recebem orientações sobre o mundo do trabalho e projeto de vida, para ajudá-los a escolher o que pretendem fazer depois. No último ano, têm de fazer um estágio de, no mínimo, 300 horas, pelo qual recebem cerca de R$ 400 por mês, em empresas que firmaram parcerias com a escola. Nesse período, as aulas vão até 11h30, para que eles possam se dedicar ao estágio depois do almoço.

"Minha mãe queria muito que eu estudasse aqui", diz Samara dos Santos Coutinho, de 17 anos, que está no terceiro ano do curso de multimídia, no qual aprende a usar os programas gráficos Photoshop e Illustrator, entre outras atividades. "O que aprendi aqui tenho certeza de que não aprenderia em outras escolas. É como se fosse outro mundo."

Embora a EEEP Jaime Alencar seja uma exceção entre as escolas públicas cearenses, mesmo considerando que a educação no Ceará se tornou uma referência nacional, ela simboliza os crescentes investimentos que o Estado tem realizado na área social e em projetos de infraestrutura, com as polpudas sobras de caixa acumuladas recentemente. Com o setor público enfrentando enormes dificuldades em todo o País, com gastos que, em muitos casos, superam de longe a arrecadação, o Ceará exibe um resultado invejável em suas contas, o que lhe confere uma capacidade de investimento inusitada no Brasil de hoje.

Segundo o Ranking de Competitividade dos Estados de 2017, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), com o apoio da Tendências Consultoria Integrada e da Economist Intelligence Unit (EIU), o Ceará ocupa o primeiro lugar no quesito "solidez fiscal", que leva em conta seis indicadores financeiros, entre as 27 unidades da Federação. Ocupa também a liderança no indicador "capacidade de investimento", um dos que influenciam a avaliação fiscal dos Estados. "O resultado obtido pelo Ceará não é algo ocasional", diz o economista Adriano Pitoli, diretor da área de análise setorial e inteligência de mercado da Tendências. "É um trabalho sério, que vem sendo construído ao longo dos anos."

'Equipe focada'
Em outro estudo sobre o cenário financeiro estadual, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) também em 2017, o Ceará aparece mais uma vez com a melhor situação fiscal, levando em conta os gastos com pessoal, a dívida pública, a disponibilidade de caixa e o volume de investimentos, em relação à receita corrente líquida. Ficou também em primeiro lugar na lista dos Estados com o maior volume de investimentos em relação à arrecadação, com índice de 11,1%, o dobro da média nacional.

"A gente tem uma equipe muito focada nessa coisa de controle e de eficiência do gasto", diz o governador Camilo Santana. "Agora, o mais importante é que, além de ter as contas controladas, o Ceará é o que mais investe, em especial nas áreas de educação, saúde, segurança e na melhoria dos serviços públicos, que é o que a população nos cobra."

Apesar do progresso recente, o Ceará ainda está bem distante dos polos mais desenvolvidos do país. O salto dado pelo Estado, porém, é notável e pode ser atribuído, em boa medida, à continuidade administrativa e à boa gestão fiscal realizada ao longo de vários governos, ligados a diferentes partidos. Desde o fim dos anos 1980, com o ex-governador Tasso Jereissati, do PSDB, até hoje, com Camilo Santana, do PT, passando pelos irmãos Ciro e Cid Gomes, atualmente no PDT, o Ceará tem mantido, com raros desvios pelo caminho, uma louvável política de gestão. Como, no Brasil, os governos que entram costumam desfazer tudo o que os governos que saem fizeram, independentemente do mérito dos projetos, trata-se de uma conquista e tanto.

Ironicamente, a boa gestão fiscal do Ceará desenrolou-se, quase toda, em governos de esquerda e manteve-se agora no governo do PT, que costuma fazer oposição cerrada à responsabilidade fiscal e defender o aumento sem lastro dos gastos públicos, para alavancar a economia. Não por acaso, Jereissati, hoje senador pelo PSDB, diz que o atual governador "é o mais tucano dos petistas". "A União, quando tem déficit, pode emitir moeda e títulos públicos, e aprovar uma lei no Congresso para avalizar o resultado negativo", diz Santana. "Aqui, isso não é possível."

De acordo com o secretário da Fazenda, Mauro Benevides Filho, que está no cargo desde 2007 e antes foi secretário de Administração e do Planejamento e chefe da Casa Civil em diferentes gestões, a fórmula do sucesso é simples, embora poucos a coloquem em prática no País: maximizar a receita, sem subir impostos, e controlar com rigor os gastos.

Previdência
Em 2016, o Ceará aprovou a sua PEC dos Gastos para limitar as despesas públicas, por um período de cinco anos, em vez dos 20 aprovados pelo governo federal. Além disso, a PEC do Ceará, embalada como Emenda Constitucional do Crescimento Sustentável, estabeleceu o controle das despesas de pessoal e de custeio da máquina administrativa, mas deixou de fora o investimento, a educação e a saúde. O governo do Estado ainda conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa a elevação da alíquota previdenciária dos servidores de 11% para 14%, além de ter reduzido os incentivos fiscais e não ter implementado o Refis (programa de refinanciamento de dívidas tributárias), como outros Estados.

Surpreendentemente, o Ceará fez tudo isso sem enfrentar greves de servidores. Na visão de alguns analistas, o governo do Estado, por ser ligado ao PT, conta com a complacência dos chamados "movimentos sociais". O governo cearense, porém, diz que a razão para a trégua está no "diálogo" mantido com as entidades. "Procuramos mostrar que o ajuste é bom e gera recursos para investimento", afirma Benevides Filho. Segundo ele, o ajuste fiscal não deve ser um fim em si mesmo. "É fácil parar o investimento, em vez de cortar gastos com pessoal e custeio, mas o investimento é a mola propulsora do crescimento econômico."

Pente fino
Uma das principais ferramentas usadas pelo governo do Ceará para controlar os gastos é um órgão chamado Comissão de Gestão Fazendária (Cogef), criado em 2005. O Cogef, composto por Benevides Filho e mais quatro secretários de Estado, é o responsável pela aprovação de todas as despesas de custeio da "máquina". No Ceará, de acordo com ele, os secretários não despacham com o governador para tratar de custeio, mas para definir políticas públicas e investimentos. Ainda assim, a Fazenda só libera os recursos para investimento depois de Santana informar que a ação é prioritária por meio de um sistema batizado de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (Mapp), que liga os gestores das diferentes áreas do governo em rede.

Para Benevides Filho, foi esse modelo de gestão que permitiu ao Ceará promover um corte significativo nas despesas correntes, que ele prefere chamar de "otimização de gastos", da ordem de R$ 400 milhões (12% do total) em 2015. Ele afirma que a redução atingiu gastos com energia, combustível, telefonia fixa e móvel e foram complementados pela renegociação de contratos com fornecedores.

Ao mesmo tempo, o Ceará conseguiu aumentar a arrecadação ao promover o corte de impostos, porque a sonegação diminuiu, em outra política que, como o ajuste fiscal, vai contra a pregação tradicional da esquerda no Brasil. O Estado reforçou também a fiscalização, por meio de um sistema que avalia 61 indicadores das empresas e aponta possíveis incongruências nas informações e pagamentos ao Fisco local.

Metas de crescimento
Benevides Filho conta que o Estado reduziu a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de vários setores, como alimentação e computadores, em troca da imposição de metas de crescimento nas contribuições das empresas. Aquelas que não cumprem a meta têm de pagar a alíquota original como penalização. Além disso, em setores como o de calçados, que tem 30 mil pontos de varejo, nos quais a fiscalização é mais complicada, a retenção do imposto passou a ser feita pelos grandes distribuidores, que não chegam a meia dúzia.

Com o ajuste feito nas contas públicas e o rigor fiscal praticado em vários governos e pela atual gestão, o Ceará conseguiu alcançar uma posição de destaque entre os Estados - muitos dos quais estão "quebrados" ou em situação pré-falimentar. Em meio à resistência a controlar os gastos, o Estado mostra que, independentemente da ideologia dos governantes, a responsabilidade fiscal traz benefícios palpáveis para a população. 

Fonte: UOL (Com informações do jornal O Estado de S. Paulo)

Curta nossa página no Facebook

DECON do Crato requer Selo de Inspeção Municipal

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (DECON) no Crato,  através do promotor de Justiça Thiago Marques Vieira, realizou uma audiência pública, no dia 6, com o objetivo de debater a implementação do Selo de Inspeção Municipal (SIM). Participaram da referida audiência os secretários municipais de Agricultura, Saúde, Meio Ambiente e Finanças, além de representantes da Vigilância Sanitária, da Procuradoria Geral do Município, da Câmara Municipal, do Programa de Agricultura Familiar (PAF) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O promotor de Justiça Thiago Vieira esclareceu que, atualmente, existem na Promotoria de Justiça dois procedimentos administrativos que abordam e tangenciam a matéria, um deles fiscalizando o cumprimento das normas sanitárias e de higiene na produção, transporte, armazenamento, venda e exposição de produtos de origem animal (PA 04/2017), e outro que apura de forma mais específica a movimentação de vários órgãos e setores do Município na implementação do SIM (PA 04/2018).

Foi esclarecido que, a partir de uma ação integrada do DECON regional, haverá, por parte da Promotoria de Justiça, um acompanhamento pormenorizado da matéria, desde a regulação legislativa até a execução das medidas necessárias para o funcionamento do selo, sendo dado um prazo de 30 dias para que os órgãos presentes informem que ações serão tomadas, dentro de suas esferas de competência, para efetivação do selo.

O presentante do MPCE destacou que a importância da existência do Selo de Inspeção Municipal, seja no aspecto da proteção à saúde pública, com reforço das ações de fiscalização sanitária, seja no fomento à atividade econômica, especialmente para os produtores de produtos locais de origem animal.

Assessoria de Imprensa/MPCE

Curta nossa página no Facebook

Pré-candidato, Bolsonaro usou missão oficial na Ásia para "se promover"

Em missão autorizada pela Câmara, o pré-candidato à Presidência e deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) esteve na semana passada na Ásia para, segundo ele, "trazer ensinamentos, olhar e ver como é que é" o sistema educacional de três países. Enquanto participava da viagem, o presidenciável usou suas redes sociais para divulgar vídeos e fotos em tom de campanha que relatavam as andanças pelo Japão, Coreia do Sul e Taiwan.

Questionado pela reportagem do UOL sobre se aproveitou a missão oficial para fazer campanha, Bolsonaro sorriu ironicamente e respondeu: "o parlamentar, em qualquer lugar que ele está, não deixa de estar se promovendo. Isso é automático. Assim como quando está num local inadequado, ele faz uma campanha contra ele. Nós, parlamentares, queremos ser reconhecidos pelo lado positivo".

Sentado ao lado de outros deputados que integraram a comitiva atrás de uma mesa coberta por bandeiras do Brasil em Taiwan, na última sexta-feira (2), ele discursou para membros da comunidade brasileira que vive no país sobre os planos de governo caso seja eleito. "Com exemplo, [a gente] chega lá. Ninguém governa sozinho. Não existe salvador da pátria", afirmou Bolsonaro. O encontro foi transmitido ao vivo pelo Facebook.

Em entrevista nesta quarta (7), em Brasília, o deputado declarou que não foi a passeio para a Ásia. "Se fosse passear, teria ido com minha esposa, com meus filhos, num hotel bacana", disse.

Os três filhos do presidenciável --Eduardo, deputado federal por SP; Flávio, deputado estadual do Rio de Janeiro; e Carlos, vereador da capital fluminense—integraram a comitiva. "Eu não fui para a Coreia do Norte, nem para Cuba, nem para a Venezuela, como a petralhada sempre faz", completou.

A viagem ocorreu entre os dias 22 de fevereiro e 3 de março. As ausências do deputado nas três votações em plenário nesse período foram consideradas "justificadas". Por isso, não houve desconto no salário dele, como acontece em caso de faltas sem justificativa.

Segundo a assessoria da Presidência da Câmara, que autorizou a ida dos deputados, a missão dos deputados transcorreu "sem ônus" para a Casa.

Os parlamentares, por sua vez, informaram que custearam toda a viagem, que foi organizada por Onyx Lorenzoni (DEM-RS), amigo de Bolsonaro e coordenador informal de seu programa de governo. Além dele, também participou o deputado Luiz Nishimori (PR-PR), presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Japão, da Câmara.

As missões oficiais devem ser autorizadas "para o cumprimento de deveres inerentes ao mandato que exercem na Câmara dos Deputados". Após as viagens, os parlamentares têm 15 dias para entregar um relatório comprovando "o interesse público inerente" a elas. O gabinete de Lorenzoni informou que o documento está sendo formulado e seria disponibilizado em breve no sistema da Casa.

Segundo apurou o UOL, a autorização de missões oficiais pela Câmara é bastante comum e, se não houver custos para a Casa, o procedimento é considerado mais simples, praticamente automático.

Ao ser indagado sobre se a missão se reverterá de alguma forma para o seu mandato, Bolsonaro afirmou ser "lógico", porque a viagem trouxe ensinamentos sobre o sistema educacional dos países que podem servir para que ele apresente eventuais emendas a projetos na área. Ele citou ainda viagens realizadas no ano passado a Israel e Estados Unidos para explicar que "isso tudo soma".

No Twitter, o presidenciável escreveu que suas idas ao exterior têm "deixado cada vez mais claro o norte que queremos para o nosso Brasil, algo bem diferente do que foram os governos anteriores, simpáticos a regimes comunistas, fiéis e adestrados pelo Foro de São Paulo [conferência internacional de partidos e organizações de esquerda]".

Os afazeres da comitiva na Ásia variaram de encontros com ministros da educação e jantares com embaixadores a visitas a escolas, faculdades, empresas de tecnologia e à zona desmilitarizada entre Coreia do Sul e Coreia do Norte.

"Fomos bem recebidos pelas autoridades, ministros. Foi uma viagem rápida. Fomos ver como funciona o ensino, a ciência e tecnologia deles. A gente lamenta, mas não dá para comparar com o nosso. A gente fica muito triste", declarou.

"Estive em várias escolas públicas. A palavra principal do próprio ministro da Educação da Coreia do Sul foi 'seriedade'. Fiz imagem com a garotada lá. O ensino é de qualidade e é público. O ensino superior é totalmente particular. Há uma competição enorme entre eles", explicou o deputado.

Para o presidenciável, não há outra maneira de se alcançar o sucesso de um país "se não for jogando pesado no ensino de qualidade, na base". "Aqui vai ser difícil, tem que mexer no currículo escolar. Parte dos professores são militantes", reclamou.

A entrevista para o UOL, ocorrida no plenário da Câmara dos Deputados, foi registrada em vídeo pelos celulares de dois assessores do deputado. "A princípio, a gente grava tudo", anunciou Bolsonaro.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Quatro cidades cearenses receberão cursos de Medicina

Quatro cidades do Ceará receberão cursos de graduação em Medicina por instituições de educação superior: Iguatu, Canindé, Itapipoca e Quixadá. As cidades foram escolhidas pelo Ministério da Educação (MEC) para receberem a implantação. O anúncio foi feito pelo presidente do Congresso Nacional Eunício Oliveira (MDB-CE).

As escolhas foram confirmadas ao senador Eunício Oliveira (MDB CE), pelo titular do Ministério da Educação, Mendonça Filho, no início da noite desta quinta-feira (08). Mendonça Filho garantiu que a portaria com a autorização será publicada até a próxima segunda-feira (12), no Diário Oficial da União.

O documento publicado pelo senador afirma que as instituições deverão firmar termo de compromisso com a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Seres, do MEC, a fim de efetivar sua inclusão no chamamento público. Além disso, os prefeitos dos municípios e o gestor local do Sistema Único de Saúde - SUS devem comparecer ao Ministério entre 13 e 22 de março. 

Segundo Eunício, “é uma grande vitória para a população do Interior do Estado, particularmente dos jovens que sonham com novas oportunidades para o futuro”. Além disso, o presidente do Senado também ressaltou que “além de melhorar a educação e o atendimento à saúde da população, a implantação dessas faculdades vai contagiar diversos setores da economia dessas cidades e da região, como o comércio, os serviços e até a construção civil”. De acordo com o senador, a proposta é continuar atuando para levar também às cidades de Russas e Crateús as faculdades de medina. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

11 benefícios que o riso traz para a sua saúde

Na correria do dia a dia, é muito comum nos estressarmos com os empecilhos da rotina ou ficarmos extremamente cansados no fim do dia, sem vontade de fazer nada. Embora pareçam não ter remédio, esses males podem ter uma solução muito simples: sorrir! É de graça e você não precisa de mais nada além de você mesmo para isso.

O riso, além de trazer aquela sensação de bem-estar que todo mundo conhece, pode ser um grande aliado da saúde, ajudando a prevenir doenças e auxiliando o organismo a cumprir as suas funções diárias. É benefício da cabeça aos pés! Veja aqui tudo o que uma boa gargalhada pode fazer por você:

Coração
Uma pesquisa na Universidade de Loma Linda, na Califórnia (EUA), afirma que o riso pode reduzir o risco de doenças cardíacas. A equipe separou dois grupos de pessoas que tinham sofrido um ataque cardíaco e estavam sob cuidados médicos. O primeiro grupo assistia a vídeos de humor durante 20 minutos, todos os dias.

Após um ano, esse grupo apresentou uma queda de 66% da proteína C-reativa, que é um marcador da inflamação e do risco de problemas cardiovasculares. A queda dessa substância no outro grupo foi de apenas 26%. Como conclusão, as pessoas que riram mais tiveram o risco de problemas cardíacos reduzido significativamente.

Colesterol e diabetes
Dar boas risadas pode aumentar os níveis de colesterol bom no sangue, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Loma Linda. Os pesquisadores acompanharam 20 pacientes diabéticos com altas taxas de colesterol ruim no sangue. Todos usavam remédios para controlar esses problemas.

Metade desses pacientes continuou com o tratamento padrão, enquanto a outra metade, além de tomar a medicação, assistia a filmes de comédia diariamente, durante 30 minutos. Após um ano, o grupo que foi estimulado a gargalhar elevou seus níveis de HDL, o bom colesterol, em até 26%. No grupo de controle o aumento foi de apenas 3%.

Pressão arterial
Um estudo realizado na escola de medicina da Universidade de Baltimore, nos Estados Unidos, descobriu que rir diminui a pressão arterial, enquanto o estressa a aumenta.

A equipe estudou 20 voluntários saudáveis, não fumantes, com idade média de 33 anos. Eles assistiam primeiro a um trecho de um filme que causasse estresse e, 48 horas depois, viam um filme de comédia.

Antes de assistir a cada filme, os voluntários ficavam em jejum e submetiam-se a testes para saber como vasos sanguíneos respondiam a súbitos aumentos no fluxo de sangue.

Ao final do estudo, foi revelado que o estresse reduz o fluxo de sangue em 35%. Já as risadas provocadas pela comédia fizeram com que o fluxo aumentasse 22%, reduzindo a pressão arterial. Paralelo a isso, ocorria uma limpeza dos vasos sanguíneos.

Pulmões
De acordo com a especialista em terapia do riso Conceição Trucom, dona do site Doce Limão, quando damos uma boa gargalhada, a absorção de oxigênio pelos pulmões aumenta. Inalamos mais ar e, com isso, a expiração também fica mais forte. "Com maior ventilação pulmonar, o excesso de dióxido de carbono e vapores residuais é rapidamente eliminado, promovendo uma limpeza ou desintoxicação". Ou seja, rir limpa os seus pulmões e ainda os deixa mais fortes!

Digestão
De acordo com a psicóloga Fátima Niemeyer, da Sociedade Brasileira de Psicologia, os músculos que são mais estimulados quando rimos são os abdominais. Esses movimentos fazem uma espécie de massagem em nosso sistema gastrointestinal, melhorando a digestão. "Essa massagem também revigora todo o trabalho hepático", diz Conceição.

Circulação do sangue
O ritmo cardíaco acelera quando começamos a rir. Os batimentos podem atingir até 120 pulsações por minuto, em comparação com as 70 pulsações por minuto quando estamos em repouso. "Quando a pulsação aumenta, o sangue circula mais intensamente no organismo, o que aumenta a oxigenação de todas as células, tecidos e órgãos", afirma Fátima. Isso faz com que nosso organismo funcione a todo vapor!

Estresse e sistema imunológico
"Durante uma sessão de gargalhadas, os níveis de cortisol e adrenalina - hormônios do estresse - baixam", diz Conceição. Além disso, nosso cérebro passa a produzir endorfina, hormônio que nos deixa relaxado.

Isso faz com que o corpo consiga produzir mais células de defesa, que ficam mais ativas, fortalecendo o sistema imunológico e blindando o organismo contra doenças.

Segundo Conceição, as células que ganham vantagem na produção - quando os níveis de estresse abaixam - são os linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos; os linfócitos T, que são verdadeiros rastreadores de vírus e bactérias; a imunoglobina A, um anticorpo essencial no combate às infecções respiratórias; e as células NK, que são destruidoras de células cancerígenas.

Combate as rugas
Ao dar boas risadas, nós movimentamos 12 músculos faciais e, ao dar gargalhadas, movimentamos 24 desses músculos. Quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, então, são 84 músculos. Todo esse exercício facial estica a pele, retardando o aparecimento de rugas.

Exercício físico para os idosos
De acordo com uma pesquisa feita pela equipe da Universidade de Loma Linda, uma gargalhada é tão saudável quanto a prática de exercícios físicos. Isso porque ela estimula a circulação, produz endorfina e também movimenta nossos músculos, não só do abdômen, mas das pernas, braços e pés.

Os pesquisadores afirmaram que o riso pode ser a chave para a saúde de idosos que não conseguem praticar atividades físicas.

Autoestima
"O sorriso melhora o bom humor, eleva a autoestima te deixa mais seguro", diz a psicóloga Melina Blanco Amarins, do Hospital Albert Einstein. Ela afirma que a Terapia do Riso nos hospitais é capaz levantar o alto astral do paciente e diminuir o sofrimento da internação, deixando-o mais confiante.

A psicóloga Fátima conta que o sorriso traz uma série de sensações agradáveis e ajuda a eliminar sensações negativas, como tristeza e, até mesmo, depressão.

Sorrir é contagioso!
A psicóloga Melina explica que o sorriso, além de trazer todos esses benefícios a nossa saúde, ainda é capaz de nos aproximar das pessoas conhecidas e aumentar as chances de fazer novas amizades. Afinal, ele não deixa de ser uma forma de comunicação. "Sorrir faz parte das relações sociais e compartilhá-lo faz bem a você a ao próximo!", diz Melina.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook

'Se Lula for preso, caminho será pedir habeas corpus no STJ', diz Sepúlveda

Ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, o advogado Sepúlveda Pertence, 80, diz que, no caso de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entrará imediatamente com pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Pertence recebeu a Folha em seu escritório em Brasília para falar da estratégia de defesa do petista.

Ele afirma que também ingressará com recursos para rever a sua condenação pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex.

A prisão pode ocorrer nas próximas semanas após o julgamento dos últimos recursos na segunda instância.

Pertence diz que está trabalhando de graça para o ex-presidente. 

*

Folha - Supondo que o ex-presidente seja preso nas próximas semanas, o que vai ser feito imediatamente a isso?
Sepúlveda Pertence - Ora, quando se é preso, o que você faz? O primeiro caminho constitucional é o habeas corpus. Se alguém for preso, o caminho, não é único, mas o mais expedito, é o HC, independentemente de recurso extraordinário ou recurso especial contra o acórdão do TRF-4. E vamos enfrentar os aspectos materiais da decisão do TRF: concurso material, corrupção passiva, lavagem de dinheiro.

Esse HC (pós-prisão) é no STJ?
É. Independentemente de recurso extraordinário ou recurso especial contra o próprio acórdão do TRF.

Que avaliação o sr. faz do julgamento do habeas corpus preventivo negado pelo STJ?
Poderia o STJ avançar e recuperar a força do princípio constitucional da presunção de inocência ou da não culpabilidade, mas optou por posição conservadora. O Supremo não tornou compulsória a execução provisória da pena, apenas possibilitou que fosse determinada. É notório que a matéria hoje divide o tribunal. Prisão de alguém antes do trânsito em julgado, a meu ver, só se justifica pelos motivos similares aos da prisão preventiva. O juiz Sergio Moro, que Deus o tenha, determinou a não execução. No final de sua sentença [sobre Lula], confere a possibilidade de apelar em liberdade. 

Como o ex-presidente está lidando com isso tudo?
Falei rapidamente com ele ao telefone. Estava tranquilo. Disposto a lutar, esgotar todos os meios jurídicos.

O sr. conversou com os ministros antes do julgamento no STJ ou sobre o habeas corpus preventivo que está no STF?
Não. Por ter assumido a causa, recebi agressões idiotas. Uma revista afirma que, valendo-me do que chamam de relações melífluas, tinha acampado no STF para influenciar por decisão favorável pelo HC. É mentira. Nem ministros do STJ, nem do STF; tenho amigos nos dois tribunais, mas não relações melífluas. No caso do STJ, meus companheiros, como é absolutamente normal, procuraram ministro por ministro para entregar memorial. Não pude ir porque estava em casa [ele sofreu uma queda].

Sua nora é chefe de gabinete do ministro Fux. Ele se declarou suspeito no caso de André Esteves [Pertence também é advogado do banqueiro e Fux não participou de julgamento em dezembro]. Mas ele não diz se vai se declarar impedido em eventual julgamento de habeas corpus de Lula.
Problema do ministro. No meu escritório, se o caso já está distribuído ao ministro Fux, não aceitamos a causa. Quanto à posição do ministro Fux, não posso declarar nada.

Qual sua relação com a presidente do STF, Cármen Lúcia?
Embora tenha uma relação de amizade, jamais conversei com ela [sobre Lula]. E, se conversar, será nos termos de uma advocacia decente, levando memoriais, apresentando as razões. Ela já disse que somos primos, mas é brincadeira. Eu a conheci já uma jurista respeitada.

Circulou a informação que seus honorários giravam em R$ 50 milhões no caso do Lula.
De graça [honorários]. Estamos advogando também para o José Serra e o ex-presidente José Sarney e na criação da Rede, com Marina Silva. Tudo de graça. Só não para o Aécio Neves porque havia conflito. Presidenciáveis e ex-presidentes [trabalho] de graça.

Cármen Lúcia está sendo pressionada a pautar alguma ação que leve à rediscussão da prisão após condenação em segunda instância. Uma solução seria algum ministro levar em mesa um habeas corpus e provocar a discussão?
Não sei, faz tempo que deixei o Supremo. No meu tempo, julgamento de HC não dependia de decisão do presidente. Era, simplesmente, no jargão do tribunal, “posto em mesa”.

Cármen disse que julgar o tema por causa de Lula iria apequenar o Supremo.
Não se trata de caso Lula. É tese com fundamento constitucional sobre presunção de inocência e que interessa a todos os condenados. Para evidenciar a necessidade de o Supremo decidir a questão com efeito vinculante, basta dizer que há vários cidadãos que obtiveram, em termos liminares, HC para sustar a execução provisória da pena. Quatro juízes da segunda turma, quase sistematicamente, têm deferido liminar. A divisão do STF é patente e não favorece o tribunal.

Como o sr. e Lula se conheceram?
Há quase 40 anos eu estava em casa, conhecia-o pelos jornais. Abro a porta e recebo o doutor Sigmaringa Seixas, meu amigo de longa data, com Lula, para instar-me a participar de sua defesa no dia seguinte. Tenho relações com Lula, seja antes, durante ou depois da sua passagem pela Presidência. Uma relação de amizade. Quero falar de uma angústia da qual participo, que é com ambiente de intolerância que se tem estabelecido nesses tempos de punitivismo. Seja nas assembleias, na imprensa, na conversa de botequim. Isso é o maior risco para a democracia. Passei 20 anos batalhando contra o regime autoritário. Acredito que nem nas fases mais agudas tenha havido tanta intolerância.

Há caminho para Lula participar da eleição de 2018?
Quem sou eu para achar? Conforme o desenvolvimento do caso tríplex haverá mais ou menos obstáculos à candidatura. Mas nesse aspecto não estamos constituídos.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Placas do Mercosul começam a valer em 1º de setembro no Brasil

O prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar em 1º de setembro de 2018, informa resolução publicada nesta quinta-feira (8), no Diário Oficial da União.

Na quarta-feira, o Ministério das Cidades havia divulgado que a nova placa brasileira teria 6 meses para entrar em vigor.

A placa com novo padrão jé é usada na Argentina e deveria ter começado a ser adotada no Brasil em janeiro de 2016, mas foi adiada duas vezes: primeiro para 2017 e, depois, sem prazo específico.


Veja perguntas e respostas sobre a nova placa de identificação para veículos:

Quando começa a valer a nova placa?
  • 1ª etapa começa em 1º de setembro de 2018;
  • Será válida para modelos zero quilômetro, veículos que passarem por processo de transferência de município ou propriedade, ou quando houver a necessidade de substituição das placas;
  • Os veículos usados terão até 31 de dezembro de 2023 para mudar.
Comprei carro agora, ele já terá a placa do Mercosul?
Ainda não. Os departamentos de trânsito de cada estado terão até 1º de setembro de 2018 para começar a emplacar com o padrão Mercosul.

Qual será o preço?
Ainda não existe uma definição de quais serão os valores de novas placas, que serão pagas pelos proprietários dos veículos, como é atualmente.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a nova resolução padroniza a produção das placas nacionalmente, o que pode diminuir seu custo.

Atualmente, os preços das placas variam de estado para estado. Em São Paulo, o par de placas sai por R$ 128,68, por exemplo, enquanto no Paraná o valor é de R$ 128,49.

Além disso, existem as taxas de vistoria e licenciamento que são definidas pelo Departamento de Trânsito (Detran) de cada estado.

E se o carro trocar de município ou dono?
Nesse caso, a partir de 1º de setembro, todas as trocas de cidade ou de dono no documento do veículo já serão com a introdução da nova placa. A placa do Mercosul será colocada no veículo também caso o proprietário precise trocar de placa por algum outro motivo.

Placa terá chip e QR Code
A nova placa vai ter uma tarja azul, bandeira do Brasil e outra configuração de letras e números. Além disso, contará com um chip e um código do tipo QR Code para facilitar a identificação dos veículos roubados ou clonados nos países do Mercosul.

Segundo o Denatran, também será possível o compartilhamento de dados com sistemas de cancelas e portões, que poderão ser utilizados em pedágios e estacionamentos.

Fim do lacre
Com as novas tecnologias empregadas para evitar falsificações, o Denatran informou que as novas placas não utilizarão mais o lacre. Em muitos casos, o lacre se rompia e devia ser reposto para o motorista ão ser multado. No Paraná, por exemplo, o lacre custa R$ 23,22.

Posso antecipar a troca?
De acordo com o (Denatran), fica facultativo ao proprietário antecipar a substituição da placa antes de 2023.

O que muda no visual da placa?

1- Mais letras e menos números
Em vez de 3 letras e 4 números, como é hoje, as novas placas terão 4 letras e 3 números, e poderão estar embaralhados, assim como na Europa;

2- Cores nas letras e números
Ao contrário do que acontece atualmente, em que a cor de fundo da placa muda conforme o tipo de veículo (comercial, diplomático, etc), nas novas placas a cor do fundo será sempre branca. As cores estarão nas letras e nos números.

Para veículos de passeio, cor preta, para veículos comerciais, vermelha, carros oficiais, azul, em teste, verde, diplomáticos, dourado e de colecionadores, prateado - ou seja, é o fim da famosa placa preta.

3- Estado e cidade com nome e brasão
O nome do país estará na parte superior da patente, sobre uma barra azul. Nome da cidade e do estado estarão na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões;

4- Tamanho
A placa terá as mesmas medidas das já utilizadas no Brasil (40 cm de comprimento por 13 cm de largura);

5- Contra falsificações
Marcas d'água com o nome do país e do Mercosul estarão grafadas na diagonal ao longo das placas, com o objetivo de dificultar falsificações. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. A tira é uma maneira de evitar falsificação.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

10 comportamentos típicos de pessoas que não têm sucesso na vida

1 – Procrastinar
Empurrar sempre com a barriga aquilo que precisa ser feito e deixar para amanhã, para depois de amanhã, para o mês que vem é um péssimo negócio. Pessoas bem-sucedidas sabem o que querem e por isso planejam seus passos com cautela e cumprem prazos e metas.

Uma das maiores causas da procrastinação é o fato de que as pessoas se sentem sobrecarregadas de alguma maneira e, por isso, acabam deixando de cumprir o que haviam prometido. Como resolver? Quebrando cada tarefa em pequenos deveres mais fáceis de ser resolvidos. A regra é simples e básica: uma coisa de cada vez. O que não pode é continuar adiando seus compromissos.

2 – Culpar os outros
Nem sempre conseguimos o que desejamos, e pessoas malsucedidas seguem um padrão nesse sentido: elas acham outras pessoas em quem colocar a culpa. No fundo, essa é uma maneira de não aceitar as responsabilidades de seus próprios atos nem arcar com as consequências das próprias escolhas. Lógico que é mais fácil culpar outra pessoa, mas é também uma forma de se provar irresponsável e sem o controle da própria vida.

Pessoas de sucesso costumam assumir os próprios erros – e não para por aí: elas buscam formas de reparar o estrago que causaram e aproveitam os erros cometidos para aprender com eles.

3 – Viver fazendo suposições
Nosso cérebro tem a tendência natural de supor coisas quando não tem toda a informação necessária para entender determinados acontecimentos. O problema é que, na maioria das vezes, essas suposições estão equivocadas e, também na maioria das vezes, acabamos acreditando nelas e tomando decisões com base em coisas que sequer existem.

Em termos de sucesso pessoal e profissional, acreditar em suposições é um jeito traiçoeiro de nos fazer perder oportunidades. Em vez de supor, pergunte, demonstre interesse, comunique-se.

4 – Falar mais do que ouvir
Você raramente vai conhecer um empresário bem-sucedido que conseguiu chegar à determinada posição sem prestar atenção no que as pessoas da sua área e do seu convívio profissional tinham a dizer. Não é à toa que pessoas malsucedidas são aquelas que adoram falar sobre si e seus feitos, mas que não conseguem ouvir nada do que os outros têm a dizer.

Isso acontece por arrogância e prepotência: são pessoas que se acham tão certas e tão donas da verdade que, para elas, nada do que os outros digam é importante. Vale lembrar, no entanto, do que diz um dos grandes nomes em liderança e empreendedorismo social, Bryant McGill. Para ele, saber ouvir é uma das mais sinceras formas de respeitar alguém.

5 – Evitar riscos
O medo de assumir riscos e abraçar novos desafios é um grande ladrão de oportunidades. Permanecer a vida inteira na sua zona de conforto é uma forma de nunca ter sucesso, afinal as coisas acontecem de verdade quando você cria coragem e se arrisca. Pode não dar certo de primeira, mas continuar tentando é também outro segredinho relacionado a enfrentar riscos.

6 – Temer a demissão
Em tempos difíceis, ninguém quer ser demitido, realmente, mas é preciso ter em mente que demissões acontecem e que, a partir do momento em que isso acontecer na sua vida, o que você pode fazer é se organizar para criar novas estratégias e, assim, procurar novas oportunidades. Pessoas que não têm sucesso em suas vidas profissionais são aquelas que, diante de um cenário de demissão, se desesperam e paralisam. Por mais difícil que seja, não faça isso. Aja, se reinvente, mostre a cara.

7 – Inveja
Perder tempo invejando uma pessoa é um péssimo negócio e, definitivamente, é um comportamento típico de pessoas que pensam pequeno e que não têm nem terão sucesso em termos profissionais. O tempo que você perde invejando o sucesso de uma pessoa poderia – e deveria – ser utilizado para que você planejasse seu próprio sucesso. É ou não é algo mais inteligente?

8 – Falando em perder tempo...
Assim como invejar o sucesso de alguém é perder tempo, outras atitudes comuns comem a areia da sua ampulheta sem que você se dê conta e, de quebra, atrapalham a sua vida. Entre as maiores fontes de distração e perda de tempo estão a televisão e a internet – pessoas de sucesso não gastam a maior parte do tempo de que dispõem vendo filmes, programas bobos de televisão, jogando etc.

Não significa que você precise deixar tudo isso de lado – lógico que não! A questão mesmo é saber aproveitar melhor seu tempo com esses meios. Se internet é seu grande vício, procure conteúdos que possam ser úteis de alguma forma e não se permita ficar horas a fio, todo santo dia, assistindo aos vídeos daquele grupo de comédia americano que você adora.

9 – Desejar que os outros se ferrem
Pessoas de sucesso são aquelas que torcem pelo sucesso de seus colegas também – aquelas criaturas que vivem desejando que os outros se deem mal são os que geralmente se dão mal. Isso de torcer pelo fracasso alheio tem muito a ver com insegurança e falta de espírito de equipe, afinal se seus companheiros de trabalho estão bem, a empresa fica bem e, por consequência, você também.

10 – Concentrar-se nas coisas erradas
Ou você se concentra em ter e dividir ideias com pessoas que possam impulsionar a realização dos seus objetivos, ou você se concentra em seus adversários e fica pensando a respeito das atitudes que poderia tomar para que eles se deem mal. Pessoas malsucedidas costumam concentrar suas energias para si mesmas e não para o trabalho em equipe, não para o coletivo.

Já as pessoas de sucesso olham para si, mas como uma forma de buscar crescimento. Depois, olham para a própria equipe e buscam alcançar resultados positivos para todos. Agora é só perceber em qual desses perfis você se encaixa – se for no de pessoas malsucedidas, lembre-se de que sempre há tempo de mudar e melhorar. É só uma questão de boa vontade e treino.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Dilma diz que empreiteiros mentem em acusações sobre Belo Monte

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) avalia como "absolutamente fantasiosa" a versão de Emílio Odebrecht, patriarca do grupo Odebrecht, e de Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, de que a petista seria a cabeça de um esquema de fraudes envolvendo obras da usina hidrelétrica de Belo Monte. "Em toda a sua vida pública, jamais houve o envolvimento de Dilma Rousseff em qualquer ilícito ou malfeito. A verdade será reparada na Justiça", diz, em nota divulgada pela assessoria da petista. Belo Monte foi alvo da 49ª fase da Operação Lava Jato, realizada na sexta-feira (9).

Segundo Odebrecht, o governo obteve informações confidenciais de preços a partir de estatais como a Eletrobras e Eletronorte e entregou os dados sigilosos para um grupo concorrente, "o que caracterizou claro direcionamento do resultado do leilão por parte do governo, liderado pela então ministra Dilma Rousseff".

"Os dois delatores mentem, como tem sido a praxe desde que ambos passaram a ser investigados. Mentem na tentativa de reduzir suas responsabilidades no envolvimento dos crimes praticados contra a administração pública", afirma a nota.

A petista afirma não ter tido qualquer tipo de conversa com representantes das empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez enquanto era ministra-chefe da Casa Civil no governo de Luiz Inácio Lula da Silva para tratar de fraude em concorrência pública.

"Os delatores terão de fazer mais do que 'apontar o dedo' para Dilma Rousseff. Ambos terão de mostrar as provas do envolvimento direto dela em quaisquer irregularidades em disputas, concorrências ou licitações públicas. É um despautério que não tem qualquer amparo na realidade. A mentira será desmascarada", diz a equipe de Dilma.

Esquema
O ex-ministro Antonio Palocci (ex-PT) seria o "porta-voz do governo" para direcionar pedidos de propina às empreiteiras do consórcio Norte Energia durante a construção da usina, segundo a força-tarefa da Lava Jato.

Indícios de que o consórcio de empreiteiras que venceu a leilão para construir Belo Monte foi favorecido por agentes do governo federal são investigados pela operação. O leilão ocorreu em 2010, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "O governo federal, ao convidar empresas para participar do empreendimento, solicitou, por intermédio de Antonio Palocci, propina para o PT e para o MDB", disse o procurador Athayde Ribeiro Costa durante entrevista coletiva na sexta-feira (9).

Segundo o Ministério Público Federal, foram identificados o pagamento de R$ 135 milhões em propinas, sendo R$ 60 milhões para cada um dos partidos e outros R$ 15 milhões para o ex-ministro da Fazenda e ex-deputado federal Antônio Delfim Netto. "A investigação apurou que os valores giram em torno deste número para os partidos [R$ 60 milhões para cada um]. O valor da propina seria de 1% do contrato, sendo que 45% disso ia para o PT, 45% para o PMDB, atualmente MDB, e 10% para o ex-ministro Delfim Netto", afirmou Athayde.

Delfim Netto, 89, foi o principal alvo da 49ª fase da Lava Jato, deflagrada nesta sexta. Batizada de "Buona Fortuna", a etapa mira em pagamento de propina a agentes públicos e políticos pelo consórcio de empreiteiras envolvido na construção de Belo Monte, considerada a terceira maior hidrelétrica do mundo.

Do total de R$ 15 milhões que seriam destinados a Delfim Netto, a investigação já rastreou R$ 4 milhões pagos pelas empresas Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS e J. Malucelli, todas integrantes do Consórcio Construtor de Belo Monte, em favor de pessoas jurídicas relacionadas a Delfim Netto, por meio de contratos fictícios de consultoria.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Crato (CE): Prefeitura divulga resultado de processo seletivo


A Prefeitura Municipal do Crato, torna público, para conhecimento dos interessados, o RESULTADO PRELIMINAR da Análise Curricular, Etapa única do EDITAL do PSS N° 02/2018 – DIVERSAS SECRETARIAS, de 20 de fevereiro de 2018.

Clique AQUI

Curta nossa página no Facebook

08 de março

1618 - Johannes Kepler formula a terceira lei de movimento dos planetas.
1808 - Desembarca na cidade do Rio de Janeiro a Família Real Portuguesa e a sua corte, vinda de Lisboa.
1917 - Revolução Russa: greve de tecelãs e manifestações alusivas ao Dia da Mulher marcam o início da Revolução de Fevereiro, em São Petersburgo.

Nasceram neste dia…
1714 - Carl Philipp Emanuel Bach, compositor alemão (m. 1788).
1879 - Otto Hahn, químico alemão (m. 1968).
1929 - Hebe Camargo (foto), cantora e apresentadora brasileira (m. 2012).

Morreram neste dia…
1917 - Ferdinand von Zeppelin, construtor aeronáutico alemão (n. 1838).
1935 - Hachiko, cão japonês lembrado por sua lealdade. (n. 1923).
2005 - César Lattes, físico brasileiro (n. 1924).

Fonte: Wikipédia

Instituto dos Advogados diz que STJ negou a Lula ‘prevalência da garantia constitucional’

O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) manifestou, em nota pública, ‘preocupação’ com a decisão unânime da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça, na sessão de terça-feira, 6, que negou pedido de habeas corpus preventivo a Lula, condenado a 12 anos e um mês de prisão na Operação Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

“O STJ negou a prevalência da garantia constitucional e processual penal, que assegura a todos os brasileiros e estrangeiros, aqui residentes, o direito de somente terem executadas as penas que virtualmente lhes sejam impostas, após o trânsito em julgado da sentença penal condenatória”, sustenta IAB, em nota subscrita por seu presidente, Técio Lins e Silva, divulgada nesta quarta-feira, 7.

A defesa de Lula trava uma importante batalha judicial para evitar a provável execução da pena imposta em janeiro ao petista pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), o Tribunal da Lava Jato, no processo do triplex do Guarujá.

Os ministros do STJ decidiram que cabe o cumprimento do decreto de prisão esgotados os recursos cabíveis no âmbito do TRF-4, o que deverá ocorrer em breve. A decisão do STJ põe Lula perto da prisão.

O IAB atua como amicus curiae na Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) 44, proposta para que o Supremo Tribunal Federal declare a constitucionalidade do artigo 283 do Código de Processo Penal, segundo o qual ‘ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado’.

Na nota, o Instituto dos Advogados Brasileiros ressalta que o julgamento da questão depende de a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, incluir na pauta as ADCs 43 e 44, que foram liberadas pelo relator, ministro Marco Aurélio, para a apreciação pelo Plenário da Corte.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DO IAB

“O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB Nacional) manifesta sua preocupação com recente decisão do Egrégio Superior Tribunal de Justiça, no sentido de negar a prevalência da garantia constitucional e processual penal, que assegura a todos os brasileiros e estrangeiros, aqui residentes, o direito de somente terem executadas as penas que virtualmente lhes sejam impostas, após o trânsito em julgado da sentença penal condenatória.”

“Uma das basilares finalidades do IAB, a mais antiga congregação de juristas das Américas, é a defesa do estado de direito e seus princípios fundamentais.”

“O julgamento dessa questão está em curso perante o Supremo Tribunal Federal (STF), dependendo que sua presidente, Ministra Cármen Lúcia, também integrante deste Instituto, inclua na pauta as Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs) nºs 43 e 44, de relatoria do Ministro Marco Aurélio, já liberadas por ele para a apreciação final da Corte.”

“O IAB atua ali como amicus curiae e já se manifestou na Tribuna da Corte, por seu presidente, na ocasião da apreciação da medida cautelar, bastando a revisão da interpretação restritiva conferida ao artigo 5º, inciso LVII, da Constituição Federal e do artigo 283 do Código de Processo Penal, negada em caráter liminar pela escassa maioria de um voto, pelo que se espera faça valer a garantia individual que assegura a todos a presunção de não culpabilidade, até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória, deferindo-se as ADCs 43 e 44.”

Rio de Janeiro, 7 de fevereiro de 2018.

Técio Lins e Silva
Presidente Nacional do IAB

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Ministro confirma Centro de Inteligência do Nordeste no Ceará

O Ceará será sede do Centro de Inteligência do Nordeste que será implantado pelo Governo Federal na região. A confirmação partiu do ministro da Segurança Pública, Raul Jungman, em encontro com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), e o governador Camilo Santana (PT).

A escolha do Ceará para receber a estrutura recebeu, nesta terça-feira, 6, o apoio dos governadores de outros estados do Nordeste. A opção pelo Estado se deve à localização geográfica estratégica. "Quem conquistar o Ceará conquista o Nordeste", afirmou o ministro da Justiça, Torquato Jardim, no mês passado.

O convênio entre o Ceará e o Ministério da Segurança Pública foi assinado na presença do presidente Michel Temer. A parceria, que reunirá todos os órgãos de segurança federais e estaduais no Ceará, conforme Jungman, é uma reivindicação do Estado “pelas dificuldades que vêm enfrentando”.

“Mas isso foi devidamente legitimado em um acordo de todos os governadores reunidos recentemente no Piauí, que concordaram que o Ceará deve receber o primeiro Centro Integrado de Inteligência voltado para o combate ao crime organizado, à segurança e à redução da violência”, explica.

Crise  
Anúncio vem após sucessivas crises na segurança do Ceará. No final do mês de janeiro, em menos de três dias 24 pessoas foram mortas em duas chacinas. Na madrugada do dia 27, um sábado, 14 pessoas foram assassinadas no ‘Forró do Gago”, nas Cajazeiras. O crime foi considerado a maior chacina da história do Estado. As vítimas teriam sido escolhidas aleatoriamente e a área onde ocorreu o crime seria dominada por uma facção rival a dos atiradores.

Na manhã do dia 29 de janeiro, na segunda-feira, novo massacre foi registrado na Cadeia Pública de Itapajé, a 124,2 km de Fortaleza. Detentos de facções rivais entraram em confronto, resultando em dez homens mortos e outros oito feridos.

Após os massacres que aprofundaram o colapso das forças de Segurança do Estado, dois chefes do Primeiro Comando Capital (PCC) foram mortos em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Rogério Jeremias de Simone, conhecido como Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, chamado de Paca, foram mortos a tiros em emboscada no dia 15 de fevereiro. Investigação aponta que os dois foram mortos por integrantes da própria facção.

Na manhã desta quarta-feira, 7, pelo menos dois detentos foram mortos e nove saíram feridos na cadeia Pública de Pentecoste, de acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). Conforme o órgão, os internos começaram uma briga entre grupos rivais. As causas do conflito, no entanto, ainda estão sendo apuradas pela delegacia de Pentecoste. 

Fonte: O Povo

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte (CE): Centec oferece curso de extensão “Ovos de Páscoa de Colher”

A Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, unidade do Instituto Centec localizada em Juazeiro do Norte, está com inscrições abertas para o curso de extensão “Ovos de Páscoa de Colher”. As aulas acontecerão nos dias 13 e 14 de março, das 13h30 às 17h30 (8h/a), no laboratório de Tecnologia de Alimentos da faculdade.

A capacitação oferece conhecimentos para fabricação e decoração de ovos de páscoa, respeitando as normas de higiene, qualidade e segurança e as técnicas corretas para o manuseio do chocolate. O curso será ministrado pela professora Leyna Bezerra, coordenadora do eixo tecnológico de Produção Alimentícia da Fatec Cariri.

São apenas 20 vagas disponíveis e as inscrições custam 110 reais. Confira o conteúdo completo da formação: noções de higiene; ingredientes e equipamentos; noções de fabricação de ovos de Páscoa; fabricação de ovos recheados nos sabores: nutella, ganache ao leite, brigadeiro, doce de leite, ovomaltine e beijinho.

Serviço:

O quê: Curso de extensão “Ovos de Páscoa de Colher”
Quando: 13 e 14 de março, das 13h30 às 17h30
Onde: Fatec Cariri (Rua Amália Xavier de Oliveira, s/nº, Triângulo - próximo ao Hospital Regional)
Inscrições: R$ 110,00 à vista ou R$ 119,10 em 2x
Mais informações: (88) 3566-4048/3566-4053

Curta nossa página no Facebook

Banco do Brasil abre concurso com 60 vagas para nível médio

O Banco do Brasil lançou edital de concurso público para nível médio. São 60 vagas no total, sendo 30 vagas para convocação imediata e 30 para formação de cadastro de reserva. Todas as vagas são para o cargo de escrituário e o salário inicial é de R$ 2.718,73 para jornada de 30 horas semanais.

As vagas são para Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. O candidato, ao ser classificado, poderá ser convocado para qualquer uma das três cidades, a critério exclusivo do Banco do Brasil.

Os interessados podem se inscrever no período de 8 a 27 de março no site da Fundação Cesgranrio. A taxa de inscrição é de R$ 48. As provas do concurso serão realizadas no dia 13 de maio, nas cidades de Belém, Fortaleza, Recife, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Campinas, São Paulo, Porto Alegre e Curitiba.

As provas serão compostas por questões de conhecimentos básicos em língua portuguesa, língua inglesa, matemática e atualidades do mercado financeiro, e de conhecimentos específicos em probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e conhecimentos de informática. Além disso, haverá ainda prova de redação.

A seleção tem validade de um ano, a contar da data de publicação dos resultados finais, podendo ser prorrogada, uma única vez, por mais um ano.

O último concurso do Banco do Brasil foi realizado em 2015 para o total de 860 vagas - 95 imediatas e 765 para formação de cadastro de reserva.

Para mais informações acesse o edital do concurso.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Saiba reconhecer o golpe da pirâmide financeira

A promessa é sempre a mesma: ganhar dinheiro fácil e rápido com a venda de um produto ou serviço. Quanto mais pessoas você levar ao grupo, mais dinheiro ganhará – mas, para isso, deve pagar uma taxa de adesão e uma mensalidade.

Foi o que ouviu um consultor de seguros de São Paulo quando recebeu uma proposta de amigos para vender rastreadores de veículos. “A rede fazia saltar os olhos. Via todos eles ganhando dinheiro e até carro. Entrei e levei dez amigos comigo”, conta.

Na esperança de ganhar uma renda extra sem muito esforço, o consultor investiu 3 mil reais, até que o Ministério Público interrompeu a operação da empresa fictícia por crimes de estelionato e fraude – e ele saiu sem nem sequer reaver o valor investido. “Não adianta se iludir. Não existe dinheiro fácil”, diz.

Golpe antigo, as pirâmides financeiras são falsas empresas que nem sempre vendem produtos ou prestam serviços. O que movimenta seus negócios é a adesão de participantes a um grupo, cuja única finalidade é arrecadar dinheiro para seus líderes.

Esse tipo de operação é ilegal e pode fazer você ficar no prejuízo, mas ainda é comum e faz brilhar os olhos de muita gente em tempos de desemprego alto.

“É muito difícil combater essas pirâmides, porque elas se reinventam a todo momento. Durante a crise, é ainda mais fácil acreditar na falsa promessa de ter uma renda extra informal de um jeito fácil e rápido”, explica o pesquisador Renato Araújo, da associação de consumidores Proteste. 

Como funciona
Tudo começa com um convite para fazer parte de uma rede que vende produtos ou serviços, para ganhar uma remuneração alta. Muitas vezes, a apresentação desse grupo acontece por meio do boca a boca, em eventos fechados, onde os líderes da rede captam novos integrantes de forma insistente.

Para fazer parte do grupo, você deve pagar uma taxa de adesão e uma mensalidade. Quanto mais pessoas levar, mais dinheiro receberá em troca. Você recebe por cada integrante que que conseguir captar e pelos convidados dele, daí o conceito de pirâmide. Quem está na parte de baixo trabalha para aumentar os ganhos de quem está no topo.

“As pirâmides envolvem produtos ou serviços de baixo valor e de difícil entendimento, sem regras claras de remuneração, e exigem que você invista dinheiro antecipadamente. Elas não se sustentam a longo prazo, porque, para isso, precisariam envolver todas as pessoas do planeta”, explica a economista Ione Amorim, do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Pirâmides financeiras X Marketing multinível
Muitas pirâmides financeiras ilegais se apresentam como empresas de marketing multinível. No entanto, esses grupos reais e legalizados vendem produtos com grande demanda no mercado e efetivamente úteis. Os vendedores são remunerados, sobretudo com base nas vendas, embora também possam receber uma comissão sobre a entrada de novos integrantes.

Já as pirâmides garantem rendimentos rápidos e acima da média para vendedores de produtos baratos ou serviços de pouca utilidade. Além disso, cobram taxa de adesão e mensalidade para fazer parte da rede.

Por isso, desconfie de negócios tentadores, mas que exigem algum pagamento antecipado. Suspeite da insistência exagerada para fazer parte de uma “equipe” e de encontros de empresas que não têm uma atividade muito clara. Vale também fazer uma busca na internet para conferir se a empresa tem Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

“Desconfie de tudo que oferece um ganho muito vantajoso além dos ativos do mercado tradicional”, orienta Ione. É muito difícil recuperar o dinheiro que você pagou para o grupo, pois a Justiça pode considerar você cúmplice do negócio.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Crato (CE): Prefeito Zé Ailton e Secretário das Cidades Jesualdo Farias visitam obra do Camelódromo

Na companhia do prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, o Secretário das Cidades do Estado, Jesualdo Farias, visitou na manhã da última terça-feira (6), a obra do Camelódromo.

Na oportunidade, o secretário observou o andamento da obra, que está em fase de conclusão. Em conversa com o Chefe do Executivo cratense, Jesualdo relatou os detalhes do equipamento, que segundo Zé Ailton, possui contrapartida da Prefeitura com a elaboração do projeto, terreno e organização da associação dos permissionários.

Segundo o Coordenador de Projetos Estruturantes da Prefeitura, José Muniz, o equipamento terá 179 boxes; parte administrativa; praça de alimentação; quatro banheiros, sendo dois masculinos e dois femininos, adaptados para deficientes; setor de confecção; plantas medicinais; variedades; temperos; frutas e verduras; artesanato; chaveiro; ferragem; e calçados.

José Muniz explica também que foram atendidas todas as normas de segurança, no combate a incêndios. A previsão para conclusão da obra é para este mês.

A obra do Camelódromo é uma parceria entre Governo do Estado, através da Secretaria das Cidades, Prefeitura do Crato, e contou também com o auxílio de emendas parlamentares, sendo uma do então deputado estadual Zé Ailton Brasil, no ano de 2015.

Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

Addthis