Crato (CE): Ronda fecha segunda “Boca de Fumo” em menos de 10 dias e prende jovem recém-saída da Cadeia

Em pouco mais de uma semana, Policiais do Programa Ronda do Quarteirão fecharam a segunda “Boca de Fumo” na cidade do Crato. Na tarde desta quinta-feira, 31, os policiais atenderam uma denúncia anônima informando que um imóvel em construção, localizado na Rua Projetada I, bairro Seminário, era usado como ponto de venda de drogas.

Os policiais passaram a monitorar a residência até flagrar a jovem Francilene Victor da Silva, de 38 anos, com uma bolsa repleta de crack e dinheiro. Ao avistar a viatura policial, a acusada correu e tentou se esconder por detrás de uma pilha de tijolos, não obtendo êxito. Lelinha, como é popularmente conhecida, estava em posse de cinquenta pedras de Crack e quase mil reais em espécie. A jovem tinha saído da cadeia há 30 dias – pelo mesmo crime.

Outra
No último dia 22, policiais prenderam as jovens Valdeir Rodrigues de Souza, de 29, e Valdilene Queiroz da Silva, de 24 anos, moradores da Rua São Francisco, 126 no bairro Pinto Madeira ou do Gesso como é também conhecido. Na residência em que a dupla se encontrava, os militares encontraram vários papelotes de cocaína e certa quantia em dinheiro.

De acordo com o Cabo Erlon do Ronda do Quarteirão, a casa funcionava como “Boca de Fumo”. Valdeir negou que fosse a dona da droga, dizendo apenas ser usuária e que era a dona do bar, não convencendo os policias.

Todas foram levadas para a Delegacia de Crato e autuadas em flagrante por tráfico de drogas.

André Costa

Foto: Chinês / Ag. Miséria

Fonte: Miséria



Ouça a música mais triste do mundo, culpada por pelo menos 100 suicídios

Sabe aquela música triste que você ouve e, antes mesmo de chegar ao refrão, já fica deprimido? Uma música da Hungria, chamada “Gloomy Sunday”, algo como “Domingo Sombrio”, foi tida como responsável por uma série de suicídios em várias partes do mundo.

A canção acabou ficando conhecida como “música húngara suicida” pelo fato de estar relacionada a pelo menos 100 casos de suicídio, incluindo o do próprio compositor, Rezso Seress.

Seress era um compositor que lutava para viver de sua música. Em 1933, ele acabou levando um fora de sua namorada na época, situação que o deixou completamente depressivo. “Gloomy Sunday” foi escrita como uma forma de desabafo. O compositor contou também com a ajuda de amigos artistas para deixar a letra mais poética e a melodia mais triste.

Inspiração
Há rumores de que Seress não teria escrito a respeito de sua namorada, mas da tristeza com a situação social do mundo, das guerras e até mesmo de previsões apocalípticas. Independente do que o tenha inspirado, a tristeza e a melancolia estão garantidas.

Outra angústia para o compositor foi o fato de que sua música não emplacou logo que foi lançada, mas apenas dois anos depois, quando regravada por Pál Kálmar. Logo em seguida, muitos suicídios aconteceram na Hungria – todos relacionados à música. A canção teve, então, sua reprodução proibida.

A censura só aumentou o interesse pela música que, em 1936, já tinha sido traduzida para o inglês e regravada. Em 1941 Billie Holliday regravou a canção, e os EUA nunca chegaram a impedir que o sucesso fosse divulgado, ainda que, um ano antes, a BBC tivesse considerado a música triste demais para ser reproduzida.

História
A música, porém, nunca deixou de estar nos noticiários e é lembrada sempre que algum caso de suicídio é associado com canções depressivas. Na década de 80, “Gloomy Sunday” foi trazida de novo à tona depois que um menino se matou após ouvir “Suicide Solution”, do polêmico Ozzy Osbourne.

Em 1999, a música de Seress foi transformada em roteiro do filme alemão “Ein Lied von Liebe und Tod”, algo como “Domingo sombrio – uma música de amor e morte”. O enredo é baseado em um triângulo amoroso, uma música triste demais e uma corrente de suicídios.

Vida e obra
Se você também está se perguntando a respeito do que aconteceu com Seress, vamos lá: durante a Segunda Guerra Mundial o compositor foi capturado por nazistas e enviado a um campo de concentração, do qual ele conseguiu fugir. Depois, dedicou tempo ao teatro e ao circo, chegando a trabalhar como trapezista. Nenhuma de suas músicas chegou a fazer sucesso novamente.

Depois de se tornar mundialmente conhecido, Seress tentou se reconciliar com a ex-namorada da qual havia se separado quando escreveu a fatídica letra. Logo depois, ele ficou sabendo que ela tinha se matado por envenenamento. Ao lado dela, a letra da música estava escrita em uma folha de papel.

Em 1968 Seress pulou da janela do prédio onde morava em Budapeste. Sobre sua música, ele declarou: “Essa fama fatal me machuca. Eu chorei todas as tristezas de meu coração nessa música e parece que outras pessoas, com sentimentos como os meus, encontraram sua própria dor”.

Confira a música a seguir, na versão de Billie Holliday, com legendas, e depois nos conte o que você achou dela.


Fonte: Mega Curioso


Acusado de vários homicídios pode estar refugiado em Juazeiro após matar um homem e a esposa que o traía

Por determinação da justiça, a polícia do Pernambuco está à procura de um jovem acusado de crimes de pistolagem que estaria refugiado em Juazeiro do Norte. Trata-se do montador Geraldo Jackson Lopes da Silva, de 27 anos, que mora na Avenida João Veríssimo, 322 no município de Custódia (PE). Ele é condenado desde 2007 pela justiça de Santa Cruz do Capibaribe (PE) e fugiu em agosto de 2010 do presídio de Pesqueira (PE) em cuja comarca existe ainda um mandato de prisão preventiva.

Além disso, Jackson é foragido da Penitenciária de Canhotinho (PE), onde cumpria pena por vários homicídios e esfaqueou outro detento. Segundo o Capitão Fradiki Lopes, Comandante da Companhia de São José do Belmonte (PE), desde essa época se refugiou naquela cidade, onde passou a viver com uma jovem do município, provavelmente em um assentamento na zona rural de onde saía apenas para praticar novos assassinatos por encomenda de acordo com o capitão.

A polícia descobriu que uo mesmo teria praticado homicídios nos municípios de Brejo Santo e Juazeiro do Norte e estava investigando o seu paradeiro. No seu vai e vém, ele teria descoberto que sua companheira estaria com um amante e não pensou duas vezes para matar os dois no dia 8 de julho deste ano. Contra o mesmo já são dois mandados de prisão decretados pela justiça pernambucana e as últimas informações recebidas são de que Jackson teria sido visto em Juazeiro.

O Capitão Fradiki Lopes disse mais ter recebido informações sobre o alto volume de acessos do Site Miséria e enviou foto e alguns dados do acusado para tentar ajudar na descoberta do seu paradeiro no Ceará. Segundo declarou, trata-se de um dos assassinos mais perigosos e procurados no Pernambuco. A fuga após o recente duplo homicídio se deu em um veículo Celta de cor prata, mas já foi visto, também, numa Hilux da mesma cor. O militar disponibilizou os seguintes telefones para informações (87) 3884.2915/9931.9972 e 9943.4347.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria



Revelação: você sabia que "666" não é o número da besta?

Você já deve ter ouvido falar e com um pouco de sorte até chegou a ler o Livro do Apocalipse. Com sua autoria relacionada a João, um dos discípulos de Jesus, o último livro do Novo Testamento relata uma série de acontecimentos que tomarão conta da Terra no fim dos tempos.

Entre os relatos das visões devastadoras que teve do fim do mundo, o profeta relata a chegada de duas bestas no capítulo 13. Nesse momento, o discípulo conta que as criaturas obrigam as pessoas a fazerem marcas em suas mãos ou testas – a famosa “marca da besta” –, sem a qual não conseguiriam comprar ou vender nada.

“Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis”, é o que diz uma das traduções do versículo 18, que encerra o capítulo. E a partir de então, crentes e descrentes passaram a associar o número "666" ao diabo e tudo o que está relacionado ao inferno e ao maligno.

Um novo número
Acontece que um fragmento do Livro do Apocalipse, datado do século 3, foi descoberto e analisado em 2005. O pedaço do texto fazia parte de uma série de manuscritos inteligíveis que haviam sido encontrados anteriormente no Egito. Com novas técnicas de fotografia, especialistas em textos clássicos decifraram o conteúdo do texto original e revelaram que o verdadeiro número da besta é “616”.

David Parker, professor de Crítica Textual no Novo Testamento e Paleontologia na Universidade de Birmingham, na Inglaterra, acredita que “616” seja o número correto, mesmo sendo mais difícil de ser lembrado do que “666”.

“Esse é um tipo de guemátria, onde os números são baseados em valores numéricos que equivale a letras dos nomes das pessoas. Cristãos antigos usavam números para escondem a identidade das pessoas que atacavam. 616 é uma referência ao Imperador Calígula”, explicou o especialista.

Os religiosos acreditam que o número, independente de qual seja, serve apenas como uma representação para o que há de maligno. Para outros, o fato dos estudiosos do assunto encontrarem um novo número pode dar mais credibilidade, não a um provável apocalipse, mas a uma crítica política do Império Romano que foi feita através de números e símbolos escondidos para evitar uma resposta do imperador.

E você, o que acha dessa polêmica? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: Mega Curioso


Barbalha (CE): CAPS apresenta projeto sobre redução de danos à saúde

O Centro de Atenção Psicossocial Dr. Paulo Duarte Sampaio (CPS III), promoveu na manhã desta sexta-feira (01), palestra com a participação dos profissionais desta instituição de Saúde mental, de usuários e de familiares, onde foram debatidos assuntos concernentes os danos às pessoas que fumam, ou seja, os usuários que ainda tem o vício de fumar.

O coordenador do CAPS III, Thiago Figueiredo além de receber os usuários, também pôde contar com a presença dos familiares dos pacientes que vieram receber todas as informações técnicas, por parte do enfermeiro Adalberto Cruz Sampaio e da Psiquiatra, a Dra. Juliana de Paula.

Segundo Adalberto Sampaio, a família começou como uma parceira do CAPS, com relação ao projeto que hora inicia que é a redução de danos principalmente no quesito parar de fumar. “Nós precisamos da parceria da família, para que consigamos o objetivo principal que é, permitir que esse usuário consiga parar de fumar na instituição”, disse Adalberto Sampaio.

O enfermeiro Adalberto ainda completou que quando consegue a parceria da família, ela entra como um colaborador a mais, é um ente de confiança que vai ajudar a questão do tabagismo na vida de cada usuário, e isso, todos nós teremos um objetivo alcançado que é fazer com os pacientes parem de fumar.

A Psiquiatra Juliana de Paula, disse que a presença da família nesse “Projeto Redução de Danos” é importante, porque em muitas vezes os familiares e os usuários em casa, vivem nesse ciclo vicioso. A Dra. Juliana de Paula disse se muda a concepção da família em relação ao uso do cigarro, logicamente que o paciente do CAPS que é o grande prejudicado com o uso do cigarro, consiga de repente para de fumar ou ter a consciência que fumar não bem para a saúde.

O Coordenador do CAPS Thiago Figueiredo disse que a palestra não foi importante somente para os usuários do CAPS III, mas também, para os familiares que compareceram e puderam observar o quanto é importante o envolvimentos deles, enquanto família para também, dialogar e manter esse vínculo com seus parentes e amigos que fazem parte do atendimento no CAPS como usuários, e essas informações passadas pelos profissionais da instituição, o enfermeiro Adalberto Sampaio e a Psiquiatra Juliana de Paula foi importante porque trás esse projeto redução de danos, e aborda um assunto importe que é sobre o tabagismo. “Por isso eu classifico como uma palestra que interagiu, usuários e familiares e profissionais da área da secretaria de Saúde, através do CAPS”, finalizou Thiago.

Assessoria de Imprensa / PMB



Ciro chama estudante de ''babaca'', toma e rasga cartaz em manifestação da UECE

De passagem pelo município de Iguatu, a 384,1 km de Fortaleza, na tarde da última sexta feira, 1°, Ciro Gomes, atual secretário da Saúde do Estado, trocou insultos com estudantes da Uece/Fecli e Urca, que realizavam ato no aeroporto da cidade. Depois de se aproximar dos jovens, Ciro tomou o cartaz de uma estudante e o rasgou, chamando o grupo de manifestantes de ''babaca''.

Os professores da Universidade Estadual do Ceará (Uece) deflagraram greve por tempo indeterminado na última terça-feira, 29. O movimento estudantil da Uece/Fecli e Urca de Iguatu realizava o ato para receber o governador do Estado, Cid Gomes, que estava na região para inaugurar policlínica no município de Icó.

Após o atrito, o secretário foi embora. O governador Cid Gomes chegou em seguida, em outro voo, e participou de reunião fechada com representantes do movimento, onde foram tratadas as seguintes pautas: a construção do campus multi-institucional, em Iguatu, o concurso para professor efetivo nas instituições e a greve na Uece.

Entretanto, na reunião, Cid disse que não negociava com grevistas. Sobre a obra da cidade universitária, o governador ficou de debater o tema em uma nova reunião, na próxima visita dele a Iguatu, marcada para dia 14 de novembro.

"Quando não estávamos em greve ele também não negociava. Tentamos por diversas vezes encaminhar as pautas, mas não tivemos resposta", reclama o professor e integrante do Sindicato dos Docentes da Uece, Pedro Silva, que participou da reunião com Cid Gomes. "Essa postura demonstra a atitude intransigente do governo ao diálogo. Demonstra também a forma que o governo vem tratando os professores, e que o ensino superior não é prioridade do governo", diz.

Ainda de acordo com Pedro, o governador explicou a razão para não realizar concurso para professores na UECE. "Cid disse que os professores resolveram aumentar os próprios salários e que, por isso, não tem recursos para a contratação de novos professores".

O professor fala que o objetivo da reunião era abrir um canal de negociação, porém, "a reunião não encaminhou nada".

Por essa razão, ele diz que na próxima quarta-feira, 6, deve ocorrer novo protesto em Fortaleza, saíndo da Praça da Imprensa com destino ao Palácio da Abolição e que terá como objetivo, abrir o canal de negociação com Cid Gomes. O horário ainda será confirmado.

Assista ao vídeo:


Fonte: O Povo


Crato (CE): Intensa a movimentação nos cemitérios no Dia de Finados

Tudo pronto para a tradicional visitação do Dia de Finados nos cemitérios da cidade do Crato. Durante esta semana a Secretaria de Serviços Públicos realizou serviços de limpeza e capinação nos cemitérios. O trabalho teve a finalidade de deixar as áreas totalmente prontas para as visitas. A ação também foi realizada nas ruas que dão  acesso aos cemitérios para um tráfego seguro e tranquilo.

Os cemitérios estarão abertos a partir das 5 horas da manhã, neste dia 2, sábado, e vários serviços serão prestados no cemitério Nossa Senhora da Piedade, como atendimento do Conselho Tutelar, ambulância de plantão atendendo a todos os cemitérios, banheiros químicos, água mineral será servida a todos, em parceria com a empresa Purific e  tendas de apoio no interior do cemitério. Acontecerá também uma ronda ostensiva da Guarda Municipal com plantão de 26 homens, desde ontem, sexta-feira, até 5 horas da manhã, do dia 3, neste domingo.

O Departamento Municipal de Trânsito informa que as ruas Teófilo Siqueira, Leandro Bezerra, Padre Sucupira e Nelson Alencar serão bloqueadas para o trânsito de veículos, facilitando o tráfego de pedestres no acesso ao cemitério, com segurança e tranquilidade.

Informações: Cemitério Nossa Senhora da Piedade – Rua Nelson Alencar – 3521 1066

Assessoria de Imprensa / PMC



Reservatórios em colapso no Interior

O quatro atual dos reservatórios e dos sistemas de abastecimento de águas de cidades e localidades do Interior do Ceará é considerado muito crítico e exige dos moradores uso racional do recurso hídrico. "Em 32 anos de trabalho na Companhia não me lembro de uma crise tão grande como essa que estamos atravessando", revela o diretor de Operações da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Josineto Araújo.

Todas as semanas, técnicos da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), da Superitendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), da Cagece e da Defesa Civil fazem reunião de monitoramento dos dados de volume de açudes e poços, e definem obras a serem executadas para minorar os efeitos da estiagem. "Estamos administrando o quadro e reduzimos os efeitos da seca", diz Araújo.

Em 1993, o Ceará enfrentou escassez de água e foi o Açude Orós, por meio do Canal do Trabalhador, que salvou a Região Metropolitana de Fortaleza de um colapso. Vinte anos depois, a seca voltou com força. Nesse período do ano, o quadro agrava-se, mas a situação dos sistemas de abastecimento já foi pior, na avaliação de Araújo. Em muitas áreas urbanas as torneiras são fechadas em dias alternativos ou é feito o remanejamento de liberação de água entre bairros.

Gerenciamento
A Cagece administra sistemas de abastecimento em 151 cidades cearenses. "Não há como negar que a situação é grave. O nível dos reservatórios está baixando. Neste ano praticamente não houve recarga, mas muitas ações foram concluídas ou estão em conclusão para reduzir os efeitos da seca", observa o diretor de Operações da Cagece.

Em dez cidades, o governo do Estado implanta adutoras emergenciais de engate rápido: nos municípios de Crateús, Tauá, Antonina do Norte, Beberibe, Paracuru, Pecém, Coreaú, Moraújo, Acopiara e Caridade.

Colapso
A cidade de Acopiara, localizada na região Centro-Sul do Estado do Ceará, corre risco de colapso de água. A barragem Quincoê, principal sistema local de abastecimento, secou. A saída foi transferir água de um açude particular, o Raimundo Morais. Operários trabalham para a implantação de uma adutora emergencial que deve ficar pronta em janeiro do próximo ano.

Na cidade de Antonina do Norte, a Cagece e a SRH encontraram uma nova fonte de captação de água, e, assim, o sistema entrou em equilíbrio. Já Beberibe, no Litoral Leste, saiu da situação crítica após a instalação de uma adutora de engate rápido.

Crateús, município situado nos Inhamuns, está com o seu principal açude seco e a alternativa foi transferir água do Açude Flor do Campo, em Novo Oriente, por meio do leito seco do Rio Poty, até o Açude Carnaubal.

A operação foi realizada pela Cogerh e gerou polêmica. O reservatório Flor do Campo só acumula 5% da capacidade. Em Mucambo o açude também secou. Duas adutoras foram implantadas para transferir água do Açude Jaburu, na cidade de Ubajara, que está com volume de quase 50% para os municípios de Graça, Pacujá e Mucambo. Em Caridade, a Cagece mudou a captação para o Açude São Domingos.

Alternativa
Nas cidades de Granja, Pacoti e Palmácia os poços estão secando e os técnicos tentam perfurar outros. No município de Irauçuba, carros-pipas abastecem diariamente a Estação de Tratamento de Água (ETA).

Na cidade de Quiterianópolis, o sistema secou e cinco poços estão sendo perfurados com previsão de conclusão para o próximo dia 10.

Na cidade de Tauá, localizada na região dos Inhamuns, os açudes Trici e Várzea do Boi estão com menos de 2% de volume e a situação é preocupante. Uma adutora do Açude Favelas que acumula 15%, vai amenizar a crise de desabastecimento.

Segundo o diretor de Operações da Cagece, outros municípios cearenses enfrentam quadro crítico considerado médio. São elas: Trairi, Paracuru, Alcântara, Salitre, Lavras da Mangabeira e Ipaumirim.

Neste último, uma adutora em implantação pela Secretaria de Recursos Hídricos deve ser concluída neste mês a partir do Açude Jenipapeiro que vai abastecer além de Ipaumirim, Baixio e Umari. Por enquanto, a saída é perfurar novos poços em busca de água no subsolo. (HB)

Mais informações
Cagece
Av. Dr. Lauro Vieira Chaves, 1.030
Telefones: 0800 275 0195 / (85) 3101. 1826
Fortaleza / CE 

Fonte: Diário do Nordeste



Crato (CE): Secretaria de Serviços Públicos ultima serviços de limpeza no cemitério

A Secretaria de Serviços Públicos continua os serviços de limpeza e capinação nos cemitérios do Crato. O trabalho visa deixar a área totalmente pronta para as visitas no Dia de Finados. A ação também vem sendo realizada nas ruas que de acesso aos cemitérios, proporcionando um tráfego seguro e tranquilo.

Os cemitérios estarão abertos a partir das 5 horas da manhã, neste dia 2, sábado, e vários serviços serão prestados no cemitério Nossa Senhora da Piedade, como atendimento do Conselho Tutelar, ambulância de plantão atendendo a todos os cemitérios, banheiros químicos, água mineral será servida a todos, em parceria com a empresa Purific, tendas de apoio no interior do cemitério, ronda ostensiva da Guarda Municipal, com plantão de 26 homens, a partir do dia 1º, sexta-feira, até 5 horas da manhã, do dia 3, no domingo.

O Departamento Municipal de Trânsito informa que as ruas Teófilo Siqueira, Leandro Bezerra, Padre Sucupira e Nelson Alencar serão bloqueadas para o trânsito de veículos, facilitando o tráfego de pedestres no acesso ao cemitério, com segurança e tranquilidade.

Informações: Cemitério Nossa Senhora da Piedade – Rua Nelson Alencar – 3521 1066

Assessoria de Imprensa / PMC


Em novo recurso, Dirceu diz que quadrilha é imaginária e pede sua absolvição

Condenado a 10 anos e 10 meses de prisão, o ex-ministro José Dirceu enviou um novo recurso ao STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar ser absolvido do crime de formação de quadrilha e escapar de uma pena de prisão no regime inicialmente fechado.

Num recurso de 29 páginas, a defesa do ex-ministro diz que não passa de imaginação a ideia de uma quadrilha atuando para a realização do mensalão. Os advogados ainda alegam que Dirceu não poderia ser chefe de um grupo de pessoas que cometeram mais de 150 crimes quando ele foi condenado apenas por corrupção ativa.

"A denúncia imputa aos demais membros da imaginada instituição criminosa a prática de mais de 150 crimes (...) contraditoriamente, o 'chefe da quadrilha' só foi condenado pela prática de corrupção ativa em continuidade (...) Não é possível vislumbrar traços de estrutura de decisão numa suposta quadrilha na qual o chefe não participa da imensa maioria dos delitos", diz trecho do recurso.

No documento os advogados de Dirceu repetem argumentos dos ministros que absolveram os réus pelo crime de formação de quadrilha, como Ricardo Lewandowski e Rosa Weber.

Eles votaram pela absolvição de Dirceu por entender que uma quadrilha só é configurada quando há união estável e permanente para "o fim de perpetração de uma indeterminada série de crimes". Além disso, para estes ministros, é preciso que os integrantes vivam exclusivamente do fruto dos crimes, o que, na visão da defesa, não é caso de Dirceu e dos demais réus.

Para reforçar este ponto de vista, o recurso cita que Dirceu chegou à chefia da Casa Civil após "décadas de atuação política transparente e sem máculas". Diz que, no posto, ele não cometeu nenhum crime dos possíveis de serem praticados por agentes públicos e teria como única mácula o delito da corrupção.

"Inúmeras provas atestam que exercia o cargo de ministro da Casa Civil de forma correta e sem indícios de irregularidade. A única conduta ilícita reconhecida (...) refere-se à prática de corrupção ativa em continuidade".

Para os advogados, nem mesmo no chamado núcleo politico, formado por Dirceu, pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e pelo ex-presidente da sigla José Genoino seria possível se enquadrar o crime de formação de quadrilha.

A alegação é de que Delúbio foi eleito secretário de finanças do partido pelo voto dos correligionários. Da mesma forma, Genoino tinha total autonomia em sua função.

"[Delúbio] Não assumiu seu posto por determinação de José Dirceu e tampouco lhe devia obediência", diz o recurso.

Redução da pena
Apesar de pedir prioritariamente a absolvição pelo crime de formação de quadrilha, fazendo com que Dirceu ficasse unicamente com a condenação de 7 anos e 11 meses por corrupção, a defesa tenta, no caso de manutenção do crime, a redução da pena.

O argumento usado é que em dois momentos distintos sua pena foi elevada por um mesmo motivo: o fato de ele ter sido dirigente do PT e chefe da Casa Civil. A defesa diz que a duplicação do agravante é ilegal, por isso a condenação precisaria ser menor.

No mesmo sentido diz que, no cálculo da pena, Dirceu teve a condenação agravado por ter "papel proeminente" na quadrilha e por "dar a palavra final", o que, para a defesa, é a mesma coisa.

"No fundo, no fundo, os argumentos são os mesmos", diz.

Caso consiga a reduzir a pena de 2 anos e 11 meses por formação de quadrilha para qualquer uma abaixo de 2 anos, devido ao tempo passado entre a apresentação da denúncia e o julgamento, ela estaria prescrita.

Além de Dirceu, que apresentou nesta quinta-feira seu recurso conhecido como embargos infringentes, outros réus, como Delúbio, Genoino e o operador do esquema Marcos Valério, também têm o direito de apresentá-lo. O prazo vai até o dia 11 de novembro.

A expectativa é que o julgamento deste tipo de recurso aconteça somente no ano que vem.

Fonte: Folha.com



Venci’, diz ex-catadora de latinhas que passou em concurso do TJ

Uma catadora de latinhas do Distrito Federal conseguiu passar em um concurso de nível médio do Tribunal de Justiça estudando apenas 25 dias. Com isso, ela trocou uma renda mensal de R$ 50 por um salário de R$ 7 mil. “Foi muito difícil. Hoje, contar parece que foi fácil, mas eu venci”, afirma. Agora, ela diz que pensa em estudar direito.

Sem dinheiro nem para comprar gás e obrigada a cozinhar com gravetos, Marilene Lopes viu a vida dela e a da família mudar em 2001, depois de ler na capa de um jornal a abertura das inscrições para o concurso do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Ela, que até então ganhava R$ 50 por mês catando latinhas em Brazlândia, a cerca de 30 quilômetros de Brasília, decidiu usar os 25 dias de repouso da cirurgia de correção do lábio leporino para estudar com as irmãs, que tinham a apostila da seleção. Apenas Marilene foi aprovada.

"Minha mãe disse que, se eu fosse operar, ela cuidava dos meninos, então fui para a casa dela. Minha mãe comprou uma apostila para as minhas irmãs, aí dei a ideia de formarmos um grupo de estudo. Íamos de 8h às 12h, 14h às 18h e de 19h às 23h30. Depois eu seguia sozinha até as 2h", explica.

O esforço de quase 12 anos atrás ainda tem lugar especial na memória da família. Na época, eles moravam em uma invasão em Brazlândia.

Marilene já havia sido agente de saúde e doméstica, mas perdeu o emprego por causa das vezes em que faltou para cuidar das crianças. Como os meninos eram impedidos de entrar na creche se estivessem com os pés sujos, ela comprou um carrinho de mão para levá-los e aproveitou para unir o útil ao agradável: na volta, catava as latinhas de alumínio.

Segundo ela, a situação durou um ano e meio, e na época a família passava muita fome. "Nunca tinha nem fruta para comer. Eu me lembro que passei um ano com uma só calcinha. Tomava banho, lavava e dormia sem, até secar, para vestir no outro dia. Roupas, sapato, bicicleta [os filhos puderam ter depois da aprovação no concurso]. Nunca tive uma bicicleta", conta.

Mesmo para se inscrever na prova Marilene, que é técnica em enfermagem e em administração, encontrou dificuldades. Ela lembra ter pedido R$ 5 a cada amigo e ter chegado à agência bancária dez minutos antes do fechamento, no último dia do pagamento. E o resultado foi informado por uma das irmãs, que leu o nome dela no jornal.

"Tinha medo [de não passar] e ao mesmo tempo ficava confiante. Sabia que se me dedicasse bem eu passaria, só precisava de uma vaga", diz. "Dei uma flutuada ao ver o resultado. Pedi até para minha irmã me beliscar."

Ganhando atualmente R$ 7 mil, a técnica judiciária garante que não tem vergonha do passado e que depois de formar os cinco filhos pretende ingressar na faculdade de direito. "Mesmo quando minhas colegas passavam por mim com seus carros e riam ao me ver catando latinhas com o meu carrinho de mão eu não sentia vergonha. E meus filhos têm muito orgulho de mim, da nossa luta. Eles querem seguir meu exemplo."

Marilene já passou pelo Juizado Especial de Competência Geral, 2ª Vara Cível, Órfãos e Sucessões de Sobradinho, 2ª Vara Criminal de Ceilândia, 12ª Vara Cível de Brasília e Contadoria. A trajetória dela inspira os colegas. Por e-mail, o primeiro chefe, o analista Josias D'Olival Junior, é só elogios. "A sua história de vida, a sua garra e o seu caráter nos tocavam e nos inspiravam profundamente."

A técnica afirma ainda que não se arrepende de nada do que passou, nem mesmo de ter tido cinco filhos – como diz terem comentado amigos. "Ainda hoje choro quando me lembro de tudo. Eu não tinha gás e nem comida e não ia falar pra minha mãe. Se falasse, ela me ajudaria, mas achava um abuso. Além de ficar 25 dias na casa dela, comendo e bebendo sem ajudar nas despesas, ainda ia pedir compras  ou o dinheiro para o gás? Ah, não. Então assim, quando passei, foi como se Deus me falasse 'calma, o deserto acabou'."

Da época de catar latinhas, Marilene diz que mantém ainda a qualidade de ser supereconômica. Ela afirma que não junta mais alumínio por não encontrá-los mais na rua. "As pessoas descobriram o valor, descobriram que dá para vender e juntar dinheiro". Já as irmãs com quem estudou, uma se formou em jornalismo em 2011 e outra passou quatro anos depois no concurso do TJ de Minas Gerais, e foi lotada em Paracatu.

Dificuldades
O primeiro problema enfrentado por Marilene veio na posse do concurso. A cerimônia ocorreu três dias após o nascimento do quinto filho, em um parto complicado. A médica não queria liberá-la para a prova, mas só consentiu com a garantia de que ela voltaria até 18h30. Por causa do trânsito, a catadora se atrasou em uma hora.

"A médica chamou a polícia dizendo que eu tinha abandonado meu filho. É que eu estava de alta, mas o bebê não, e ele precisava tomar leite no berçário enquanto eu estivesse fora", lembra. "A enfermeira ligou para a polícia do hospital e explicou a situação e aí pararam de me procurar. A médica me deixou com o problema e foi embora, no término do plantão dela."

Resolvida a situação, Marilene e a família viveram bem até 2003, quando o marido resolveu sair de casa. O homem, que já havia sido preso por porte ilegal de arma, havia "se deslumbrado" com a situação econômica da mulher. A casa e o carro comprados a partir do salário do tribunal precisaram ser divididos.

Atualmente, ela mora com os filhos na casa de um amigo, na Estrutural, enquanto aguarda a entrega de um apartamento de três quartos em Águas Claras. Marilene tem uma moto e, junto com uma das irmãs, está pagando um consórcio para comprar um carro zero.

Fonte: G1



Crato (CE): Minha Casa, Minha Vida irá beneficiar 1.500 famílias

A área de habitação da cidade do Crato será beneficiada com 1.500 moradias, dentro da fase inicial para a construção de casas por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, em parceria com o Município e Governo do Estado. Será beneficiada, principalmente, a população carente. A área será no Barro Branco, e as famílias a serem beneficiadas com o programa passaram por um criterioso processo de escolha, mediante avaliações de cadastro que inclui condições já estabelecidas pelo Governo Federal. As casas serão construídas dentro dos padrões estabelecidos pela Caixa Econômica Federal (CEF), conforme análise e acompanhamento dos técnicos do Banco Mundial, que debateram o projeto, no final da tarde de ontem, em reunião com representantes da administração do Crato.

Toda infraestrutura para construção foi apresentada pela equipe da Secretaria da Cidade do Crato e Secretaria das Cidades do Estado. Segundo o secretário José Muniz, o local terá área de lazer, escola, creche para 200 crianças, posto de saúde, além de segurança. As negociações e andamento do projeto estão sendo debatidos junto aos moradores a serem beneficiados. As casas serão horizontais e terão dois quartos.

Assessoria de Imprensa / PMC



Esporte: Barbalha conhece adversário de jogo decisivo pelo acesso ao Cearense Série B

O Barbalha nem precisou entrar em campo na noite desta quarta-feira, 30, para decidir sua classificação à Semifinal do Cearense Série C. O time caririense enfrentaria o Uruburetama, contudo, passando por problemas financeiros, o adversário da Raposa sequer viajou para o Cariri.

O Uruburetama enviou ofício a Federação Cearense de Futebol informando sua desistência da competição estadual. Desta forma, o Barbalha foi dado com vencedor do jogo por 3x0 como manda os estatutos da FCF.

“Na reta final aconteceu essa resolução da diretoria, a situação não nos dava condições de viajar e o clube parou hoje, amanhã deverá fazer o nosso pagamento e nós vamos para as nossas casas em busca de um novo local de trabalho”, informou o técnico Alencar Mota ao programa Vale Esportes, da Vale FM 99,9.

A Raposa do Cariri encerrou a primeira fase na primeira colocação do Grupo B, e enfrentará o Maguary num único jogo a ser disputado no próximo dia 2 de novembro, em casa no estádio Inaldão. A outra semifinal será entre o América x Itarema.

Robson Roque

Foto: Michel Dantas

Fonte: Miséria


OGX, petroleira de Eike Batista, entra com pedido de recuperação judicial

A petroleira OGX, controlada por Eike Batista, entrou nesta quarta-feira (30) com pedido de recuperação judicial. O pedido foi feito pelo advogado Sergio Bermudes.

A medida já vinha sendo aguardada pelo mercado, com a proximidade do fim do prazo para que a empresa agisse e evitasse um calote formal de sua dívida. O processo de recuperação judicial da petroleira é o maior da história de uma empresa latino-americana, segundo dados da Thomson Reuters.

A recuperação judicial é um instrumento da legislação brasileira que permite que empresas que perderam a capacidade para pagar suas dívidas possam continuar operando enquanto negociam com seus credores, com a mediação da Justiça, para tentar evitar a quebra definitiva.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o pedido deverá chegar na sexta-feira (1º) às mãos do juiz Gilberto Clóvis Farias Matos, da 4ª Vara Empresarial, que será responsável pelo processo.

Se o pedido for aprovado pela Justiça, a OGX tem 60 dias para apresentar o plano de recuperação judicial ao juiz, ou pode ser decretada a falência. Apresentando o plano, o juiz vai divulgá-lo para que os credores se manifestem.  Se não houver oposição, ou seja, se ninguém disser não aceito, o juiz pode dar esse plano por definitivo.

O prazo para que os credores aprovem esse plano é de 180 dias (também contados a partir do despacho do juiz). Se o plano não for aprovado em assembleia, a empresa quebra, e o juiz decreta falência. Aprovado o plano, ele é implementado e precisa ser seguido à risca.

Ações
Em nota divulgada na noite desta quarta, a Bovespa informou que as ações da OGX deixarão de fazer parte dos índices do mercado, mas continuarão a ser negociadas na bolsa.

Comunicado datado de 30 de setembro informa que a negociação de ações deve ser suspensa quando o emissor (a empresa) apresentar pedido de recuperação judicial ou extrajudicial. Até a última atualização desta reportagem, no entanto, a OGX não havia comunicado formalmente à CVM o pedido de recuperação.

Negociação falhou
Na terça-feira, a petroleira afirmou que, após meses de negociação, encerrara sem acordo as negociações com credores. No total, apenas em bônus no mercado internacional, a OGX tem de pagar US$ 3,6 bilhões.

Segundo documento obtido pela Reuters, a petroleira declarou dívida consolidada de R$ 11,2 bilhões no pedido de recuperação judicial e disse que não tem qualquer endividamento bancário nem créditos com garantias reais.

No início de outubro, a OGX havia comunicado ao mercado que não pagaria cerca de US$ 45 milhões das parcelas referentes a juros de dívidas emitidas no exterior, vencidas no dia 1º deste mês.

No comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na ocasião, a OGX informou que "a companhia possuía 30 dias para adotar as medidas necessárias sem que seja caracterizado o vencimento antecipado da dívida" de mais de US$ 1 bilhão.

A agência de classificação de crédito Fitch rebaixou o rating da OGX para "C", de "CCC", apontando que a inadimplência da companhia era iminente ou inevitável.

Sem dinheiro em caixa
Em documento sobre as negociações disponibilizado em sua página na internet, a OGX aponta que poderá ficar sem recursos em caixa na última semana de dezembro. A empresa também informa que precisará de US$ 250 milhões para satisfazer suas obrigações até o final do primeiro trimestre de 2014.

A OGX afirma que a empresa tinha US$ 82 milhões em disponibilidades no fim de setembro e seus assessores financeiros na negociação com os credores externos – Blackstone e Lazard – estimam desembolsos de US$ 89 milhões apenas a fornecedores até o fim do ano, considerando somente pagamentos críticos a prestadores de serviço no campo de Tubarão Martelo, na Bacia de Campos. A expectativa é que Tubarão Martelo inicie produção em meados de novembro, com vendas do petróleo do campo em janeiro.

O valor atribuído à toda OGX, pelo plano, é de US$ 2,7 bilhões – principalmente composto pelo valor presente líquido de Tubarão Martelo (US$ 1,4 bilhão) e do campo Atlanta (US$ 1,1 bilhão).

A derrocada da petroleira
A OGX, a empresa mais emblemática de Eike Batista, foi criada em 2007 quando o então sétimo homem mais rico do mundo se conferiu direitos para explorar 21 áreas petrolíferas no Brasil. A empresa abriu seu capital em junho de 2008 em uma operação que permitiu arrecadar R$ 6,7 bilhões.

As turbulências tiveram início 2012, quando a companhia divulgou que a vazão de óleo nos primeiros poços perfurados pela empresa em um campo na bacia de Campos era de 5 mil barris de óleo equivalente (boe) por dia - apenas um terço do que o mercado esperava. No dia seguinte, as ações da companhia fecharam em queda de 26,04%.

Na época, o empresário afirmou que a empresa estava trabalhando para elevar a produtividade dos poços na Bacia de Campos e garantiu que a OGX era uma empresa sólida, com caixa e viável.

"A OGX é uma empresa muito viável", disse Eike então. "Já descobrimos muito petróleo e realizamos uma campanha muito bem sucedida nos últimos três anos", acrescentou, destacando que a empresa possui US$ 9 bilhões em caixa. "Vamos produzir muito petróleo", afirmou na ocasião. A promessa não foi cumprida.

As sucessivas frustrações com o nível de produção da OGX e a queima de caixa pela petroleira têm motivado forte queda das ações da empresa, contagiando os papéis de outras companhias de Eike listadas na Bovespa.

Em 1º de julho de 2013, as ações da petroleira atingiram novas mínimas, acumulando uma queda de mais de 95% desde a cotação máxima registrada pelos papéis da companhia, em outubro de 2010, segundo levantamento da consultoria Economatica.

Três dias depois, a OGX informou que os poços atualmente em operação no campo de Tubarão Azul não teriam sua produção aumentada e poderiam parar de produzir ao longo de 2014. "A companhia concluiu que não existe, no momento, tecnologia capaz de tornar economicamente viável o desenvolvimento dos campos de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia.

Após o anúncio, as principais agências de classificação de risco passaram a rebaixar a nota de crédito da petrolífera de Eike Batista. A Moody's rebaixou o rating da OGX de B2 para CAA2 com perspectiva negativa. Essa nota indica alto risco de calote, segundo a escala. A Standard & Poor’s (S&P) rebaixou a nota de crédito da petroleira em dois degraus, de 'B-' para 'CCC' – nível considerado como um grau de alto risco de inadimplência segundo a escala.

O desempenho da OGX, aquém do esperado, acabou afetando as outras empresas do grupo EBX, que são, de certa forma, interdependentes. A OSX, por exemplo, forneceria os navios para transportar o petróleo explorado pela OGX. Com isso, diante dos problemas da OGX, a LLX – empresa de logística responsável pela construção do Porto de Açú, no estado do Rio de Janeiro - também sentiria os reflexos dos resultados negativos, porque seu objetivo principal seria o de atender os petroleiros da OSX.

Fonte: G1



Crato (CE): Superintendente do DAE anuncia fim da Obra do Canal do Rio Grangeiro

Finalizada a obra de recuperação do Canal do Rio Grangeiro, nas principais áreas atingidas pelas chuvas. O superintendente do Departamento de Arquitetura e Engenharia do Estado (DAE), Francisco Quintino Vieira, anunciou ontem, após realizar uma visita ao local. Ele disse que foram investidos pelo Governo do Estado na área, cerca de R$ 10 milhões.

Com isso, a Prefeitura Municipal do Crato já licitou a continuidade da recuperação das áreas danificadas nas calçadas e irá começar a realizar os serviços dentro de 10 dias. O projeto de recuperação já foi licitado pelo Município e toda a extensão das calçadas danificadas será recuperada, além de outras áreas do canal. Segundo ele, foram construídas novas pontes e realizada melhoria de áreas de passeio.

Um outro projeto continua sendo pleiteado junto ao Governo Federal, conforme Quintino, no valor de R$ 50 milhões, para a recuperação definitiva do Canal, que desvia 70% das águas, jogando para um túnel subterrâneo e outros canais de redistribuição. A obra do da Encosta do Seminário, que contará com importante projeto de saneamento, áreas de drenagem e microdrenagens, conforme ele, também será importante, porque vai reduzir significativamente a quantidade de água da chuva, dejetos e esgotos, que eram depositados no local, minimizando o risco de enchentes na cidade e proporcionando mais saúde à população.

Assessoria de Imprensa / PMC



Barbalha (CE): Consultores do Bird visitam obra da Av. do Contorno

Na tarde desta quarta-feira (30), técnicos da Secretaria das Cidades e membros da Missão do Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial/Bird), estiveram em Barbalha. A comitiva, liderada pela consultora Alessandra Campanaro, visitou a obra da Avenida do Contorno aqui na cidade de Barbalha.

Na comitiva, estava o Secretário das Cidades Mário Fracalossi; secretário adjunto, Magno Silva Coelho, engenheiros, consultores e o prefeito Zé Leite. A visita técnica na obra em execução em Barbalha faz parte do Programa Cidades do Ceará - Cariri Central (Cidades I) e está em fase bem avançada.

A consultora do BIRD Alessandra Campanaro disse que as obras que estão sendo executadas aqui na Região do Cariri, no último ano elas tiveram um ritmo mais acelerado. Ela classificou como positivo os trabalhos na Avenida do Contorno.

A obra de desenvolvimento urbana em Barbalha vem trazer a cidade, uma mobilidade melhor e mais segura para o trânsito, principalmente para os veículos pesados que deixarão de trafegar por dentro do Centro Histórico. Todo espaço receberá também, uma requalificada urbana.

A obra vem mexendo com uma parte da cidade pela importância que representa para a melhoria da cidade, e assim como acontece as visitas dos técnicos da Secretaria das Cidades do Estado e dos Consultores do BIRD, a prefeitura tem acompanhado. O prefeito Zé Leite disse ter ficado satisfeito com a visita dos representantes do Governo do Estado e do Banco Mundial, porque eles viram que a obra está bem acelerada.

O investimento é de R$ 2 milhões. A previsão é de que a avenida seja entregue até o início de 2014. A via terá 2,6 quilômetros de extensão e conta com serviços de drenagem, pavimentação asfáltica, bem como requalificação de todo o trecho que tem inicio na rotatória da CE-060, entre as avenidas Virgílio Torres e Costa Cavalcante, até a CE-293 que liga o município de Barbalha a Missão Velha.

Assessoria de Imprensa / PMB



Avião decola, mas retorna ao aeroporto para expulsar funkeiro

O funkeiro MC Lon arrumou problemas com a companhia aérea TAM. A confusão começou quando ele e sua equipe estavam em um voo para São Paulo depois de um show em Belo Horizonte.

Não se sabe ao certo o que aconteceu, mas, ao que tudo indica, o cantor e sua equipe fizeram algum tipo de brincadeira que não foi bem visto pelos comissários de bordo.

O avião, que saiu da capital mineira às 10h30, acabou retornando ao aeroporto às 10h50, para “devolver” o funkeiro e seus parceiros. “Visando sempre a segurança do voo, eles foram desembarcados e conduzidos à Polícia Federal do aeroporto”, disse a nota divulgada pela companhia.

A aeronave decolou novamente às 11h48 e chegou a São Paulo às 12h42. A assessoria de MC Lon explicou que não foi registrado boletim de ocorrência.

Fonte: UOL


Crato (CE): Apenas parte dos alunos da Urca decidem apoiar greve dos professores

Embora centenas de alunos tenham reivindicado apoio dos colegas à causa dos professores, que decidiram pelo indicativo de greve na noite de ontem, não houve consenso entre os universitários que estiveram presentes a assembleia realizada no campus do Pimenta, em Crato, na tarde desta quarta-feira (30).

Por volta das 15h30 os alunos começaram a se colocar no pátio de acesso à reitoria. Utilizando uma caixa de som, manifestantes tentavam explicar aos colegas como seria o processo de votação que decidiria pelo apoio ao movimento iniciado pelos professores. Minutos após as primeiras informações, um segundo grupo de universitários, a maioria do curso de Direito, chegou ao local apresentando interesse em reivindicar melhorias à instituição sem que, no entanto, houvesse apoiamento ao indicativo de paralisação pelos docentes.

Houve princípio de desentendimento entre os estudantes. Durante quase duas horas os alunos apresentaram teses distintas em relação ao caso. Esgotado o prazo para apresentação das argumentações a votação foi iniciada. O resultado da votação gerou insatisfações e muitas dúvidas em relação há necessidade da deflagração da greve. Metade dos alunos votaram pelo apoio aos docentes enquanto que os outros 50% decidiu não apoiar o movimento grevista.

A greve dos professores, caso realmente ocorra, resulta numa série de reivindicações da categoria, dentre elas: a convocação e a nomeação dos professores aprovados no último concurso, realização de concurso para professor efetivo, regulamentação do Plano de Cargos, carreira e Vencimentos (PCCV); equiparação salarial dos professores substitutos com os efetivos, além de outras questões.

Os alunos também possuem reivindicações. Eles cobram melhorias na infraestrutura dos campi da universidade que, conforme dizem, não possuem quaisquer condições para que aulas sejam ministradas. Alguns, inclusive, afirmam que há falta de energia em alguns locais e, até mesmo no restaurante universitário, os problemas se acumulam.

A universitária Eudiane Pinheiro, aluna do segundo período do curso de Educação Física, avalia que a situação não é das melhores. Segundo afirma, na semana passada ela e os colegas foram expulsos das dependências do Crato Tênis Clube onde algumas disciplinas do curso eram ministradas por causa no atraso de alugueis devidos pela instituição educacional.

“O semestre inteiro foi convidado a se retirar do clube. Uma coisa absurda”, avalia. A acadêmica ainda informa que não há bloco para realização do ensino da disciplina. O curso de Educação Física estaria sendo ministrado no mesmo local onde funcionam as aulas do curso de Pedagogia. “Se por acaso transferirem o curso para o período noturno ninguém mais terá como estudar. Não haverá local. O curso de Educação Física não possuí infraestrutura alguma para funcionamento”, garante a estudante.

Integrante do Centro Acadêmico do curso de enfermagem, a universitária Elka Miranda, diz que já houve casos de colegas levados ao Hospital Regional do Cariri (HRC) devido a falta de infraestrutura nas salas de aula onde o curso funciona. “Teve colega nosso no curso que precisou ser levado as pressas ao HRC porque estava passando mal devido o calor na sala. Não existe refrigeração nas salas do curso de enfermagem. O calor que a gente enfrenta é insuportável”, afirma.

Após a contagem de votos, cujo resultado não garante apoio ao professorado, os universitários decidiram acampar na sala de acesso ao gabinete da reitora e do vice reitor da universidade. Pelo menos cinquenta alunos pernoitarão no local. Amanhã, por volta das 8 horas, haverá uma nova assembleia onde os que apoiam a greve do professorado irão procurar convencer os dissidentes ao mesmo propósito.

ROBERTO CRISPIM
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste



Sua saúde: Câncer é a doença mais temida por cearenses

Seja pela tristeza de receber o diagnóstico, o drama do doloroso tratamento ou a incerteza dos resultados, o câncer se tornou a doença que mais preocupa brasileiros e, especificamente, cearenses. Uma pesquisa do Instituto Datafolha, em parceria com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ), concluída no último mês de junho, revelou que, no Ceará, a enfermidade é mais temida que doenças ainda incuráveis, como Aids e diabetes. Cerca de 75% dos cearenses declararam se assustar com a possibilidade de adquirir algum tipo de câncer.

A Aids fica em segundo lugar no ranking, causando receio em 51% da população no Estado, enquanto a diabetes preocupa 24%. Embora, em muitos casos, sejam reversíveis por meio de terapias, os cânceres são mais temidos que doenças contagiosas e adquiridas pois fogem do controle de prevenção, explica Marcus Vinicius Andrade, diretor executivo do ICTQ.

Segundo ele, apesar de poder estar relacionada a aspectos como alimentação e estilo de vida, é difícil evitar a doença com métodos de precaução, o que acarreta maior apreensão.

Além disso, Andrade aponta que o tratamento sofrido e a forma como a enfermidade é esteticamente mais visível também são fatores que deixam as pessoas aflitas. "Quando alguém está fazendo quimioterapia, isso fica evidente, porque a aparência se altera com a queda de cabelo e outras mudanças", afirma o diretor executivo.

Para Reginaldo Costa, superintendente clínico do Instituto do Câncer do Ceará (ICC), o estigma que a doença ainda possui também pode ter influência sobre o receio da população. Segundo ele, a falta de informação e o acesso a conteúdos distorcidos ajudaram a formar um preconceito em torno da enfermidade, que não condiz com os avanços obtidos em termos de diagnóstico e tratamentos.

"Se nós fizermos uma comparação, o câncer está, hoje, no inconsciente da população, como esteve a lepra e a tuberculose em outros momentos históricos. Nos últimos tempos, esse tabu foi diminuindo, mas ainda existe temor porque continua se falando muito sobre isso e a doença ficou mais próxima de todas famílias", afirma Costa.

Conforme a pesquisa, o grau de preocupação muda conforme gênero, faixa etária e classe social. Nos Estados em geral, as mulheres a partir de 35 anos são as mais receosas. Isso porque, de acordo com Marcus Vinicius Andrade, é nesse período que começam a crescer as chances de desenvolver cânceres de mama, ovário e outros tipos. Aproximadamente 79% do grupo feminino no País afirma temer a doença, e, na faixa etária entre 35 e 44 anos, o medo chega a atingir 82% dos brasileiros.

Campanhas
Ele explica, ainda, que as campanhas de prevenção contra câncer geralmente são destinadas a mulheres de meia-idade, o que pode afetar a percepção que elas têm sobre a enfermidade. "Os homens se preocupam menos do que as mulheres porque não existem tantas campanhas de alarde", destaca o diretor executivo do ICTQ.

Reginaldo Costa também ressalta que o grande acesso à informação pode ter aspectos negativos. "Por um lado, é benéfico porque as pessoas ficam mais conscientes, mas se essas informações forem divulgadas de maneira distorcida, isso causará mais preocupação", aponta.

No que diz respeito à classe social, ao contrário do que se pensa, as pessoas que possuem maior poder aquisitivo são as que mais temem o câncer. De acordo com os dados, 83% da classe A se preocupa com a doença, enquanto nas classes B e C, o número cai para 77%.

"Aqueles com renda menor tendem a se preocupar com outros tipos de doença mais fáceis de contrair, como a dengue, por exemplo. Quem tem melhor situação financeira sabe que pode controlar essas enfermidades, mas teme o câncer porque ele foge do controle", destaca Marcus Vinicius Andrade.

Casos
Neste ano, são esperados 30 mil novos casos de câncer no Estado - 1.800 da mama, 850 de colo de útero, 410 da tireoide, 400 do estômago, 370 do aparelho respiratório e 310 do intestino.

O diretor do ICC destaca a necessidade de transformar o receio em incentivo para buscar assistência médica. "Se esse temor se refletir em uma procura mais precoce por atendimento e prevenção, poderemos ver a redução de casos no futuro", diz.

VANESSA MADEIRA
REPÓRTER 

Fonte: Diário do Nordeste



Crato (CE): Obra da Encosta do Seminário, no valor de R$ 19 milhões, será iniciada na próxima semana

A obra da Encosta do Seminário, uma das mais importantes na área de infraestrutura e saneamento do Município do Crato, terá ordem de serviço para início na próxima segunda-feira. A definição da data ocorreu no início da noite de ontem, quando foi apresentado o cronograma de execução, em reunião, no hotel Encosta da Serra, na cidade do Crato. Estavam presentes representantes do Governo do Estado, o prefeito do Crato, Ronaldo Sampaio Gomes de Mattos, e técnicos do Banco Mundial. Na ocasião também foi debatido o projeto do Minha Casa, Minha Vida, para início da construção de 1.500 habitações.

A obra da Encosta do Seminário terá um investimento de R$ 19 milhões e será financiada por meio de empréstimo do Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial/Bird), em parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura do Crato, que irá dar suporte à obra e possibilitar condições de moradia para os 134 moradores que serão realocados da área, para a construção.

Na ocasião, o secretário da Cidade, José Muniz, apresentou o projeto das 80 casas que serão destinadas aos moradores da área da encosta que serão transferidos. Ele disse que as moradias deverão estar prontas em 90 dias. Já os outros moradores, serão beneficiados com um auxílio para providenciarem alocação de novas casas, até o final da obra. Os custos aprovados são de R$ 300 a R$ 800 reais, dependendo da avaliação feita das condições de moradia de cada família. Todo o trabalho vem sendo acompanhado, desde o princípio, por uma equipe da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social. Outro grupo permanecerá de plantão na área durante a realização da obra, em uma casa já alugada pelo Município, para prestarem assistência social.

O cronograma da obra foi apresentado pelo superintendente do Departamento de Arquitetura e Engenharia do Estado (DAE), Francisco Quintino Vieira. Ele também anunciou o começo da obra na próxima semana, mas a assinatura oficial da ordem de serviço acontece com a vinda do Governador do Estado, Cid Gomes, em data ainda a ser marcada. Ele disse que, de acordo com o cronograma, a obra será feita em 18 meses. Mas destacou o período de chuvas na cidade, previsto para dezembro até o mês de maio, que poderá alterar esse calendário. Segundo o superintendente, ontem a última licença para o início da obra foi dada, por meio da Superintendência de Meio Ambiente do Estado (Semace).

A empresa responsável pela execução do projeto da Encosta será a Coral. Os diretores da empresa começam a montar o canteiro de obras ainda esta semana, na área do campo do Esporte. O local foi alocado, mediante contrato. Os moradores também serão informados das datas das desocupações e ainda irão fazer uma visita ao local das novas casas, no Muriti, onde a maioria irá morar. Todo o trabalho está sendo acompanhado, e a obra será monitorada pelo Governo do Estado, com duas câmeras a serem instaladas no canteiro de obras.

Ainda participaram da reunião o Secretário Adjunto das Cidades, Mário Fracalossi, e técnicos da secretaria, além de secretários e representantes da procuradoria do Município, Sociedade Anônima de Água e Esgotos (SAAEC), e chefia de gabinete da Prefeitura do Crato.

Assessoria de Imprensa / PMC



Várzea Alegre (CE): Cidade protesta contra a falta de juiz

Advogados, representantes de entidades de classe, clubes de serviço, moradores e alunos realizaram na manhã de ontem manifestação no centro desta cidade, na região Centro-Sul do Ceará.

O ato é contra a falta de juiz de Direito titular na Comarca. O protesto reuniu cerca de três mil pessoas. Sem juiz titular há quatro anos, mais de 3600 processos estão acumulados no Fórum de Justiça.

Um documento com as reivindicações básicas dos advogados e do representante local do Ministério Público do Estado (MPE) foi encaminhado ao Tribunal de Justiça do Estado. O objetivo do ato público é lançar a campanha em favor da designação de um juiz titular para a comarca local.

Cinco outdoors foram espalhados pela cidade com a frase que é tema da campanha: "Ô Várzea Alegre boa, só falta juiz titular". Inicialmente, o grupo esteve reunido na praça em frente à Igreja Matriz de São Raimundo Nonato e depois saiu em caminhada, conduzindo cartazes e faixas com as reivindicações.

Um trio elétrico foi contratado para chamar a atenção dos moradores. Os advogados reclamam do atraso no julgamento e paralisação dos processos judiciais. Ao final da manifestação, houve concentração em frente ao Fórum de Justiça.

O advogado Elmo Menezes disse que a falta de um juiz titular há quatro anos traz enormes transtornos para a população, em particular para aqueles que buscam aposentadoria. "São cerca de quatro mil processos paralisados na comarca", explicou. "Só há um juiz que responde pela comarca uma vez por semana". É o juiz Eduardo Mota Girão, que responde pela 2ª Vara da Comarca de Iguatu.

Por sugestão do promotor de Justiça, André Luiz Simões Jácome, foi encaminhado um documento ao Tribunal de Justiça do Estado com três pontos básicos reivindicatórios: lançamento de editais de promoção para entrância intermediária referente às duas comarcas da cidade; solicitação de uma força tarefa para julgamento dos processos que se acumulam no Fórum de Justiça e a designação de um juiz titular. O advogado Víctor Luciano Pierre, um dos coordenadores do movimento, disse que a situação na comarca local está insustentável, pois os processos não são julgados e todos os setores da sociedade são prejudicados com a quase paralisação da justiça. "Chegamos a um ponto que não dá mais para continuar", disse. "É preciso uma solução efetiva e urgente".

O presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Iguatu, Marco Antonio Sobreira, disse que a instituição já encaminhou relatório para o Tribunal de Justiça do Ceará sobre a deficiência e a falta de juízes em municípios da região Centro-Sul (Quixelô, Iguatu, Icó e Várzea Alegre). "As comarcas passam por dificuldades, sem juízes para julgar os processos, e defendemos de imediato a realização de um mutirão de magistrados", disse.

Mais informações
Subseção da OAB em Iguatu
Telefone: (88) 3581.0908

OAB em Fortaleza
Telefone: (85) 3216-1600

HONÓRIO BARBOSA
REPORTER

Fonte: Diário do Nordeste



Campos Sales (CE): Topiqueiro é morto a tiros ao parar na estrada a fim de acolher suposto passageiro

O topiqueiro José Adriano Ferreira Lima, de 41 anos, que residia no município de Saboeiro, foi assassinado com três tiros de revólver por volta das 10h30min desta quarta-feira na rodovia estadual que liga os municípios de Campos Sales e Saboeiro à altura do Bar da Catapora. Ele foi alvejado dentro do seu microônibus e ainda tentou correr caindo ao lado do veículo. Estiveram no local sua esposa e um filho surpresos e a única informação conseguida pela polícia foi de que o autor dos disparos trata-se de um homem moreno e baixo.

Segundo testemunhas, essa pessoa se encontrava às margens da CE-371 a uma distância de 9 Km para o centro de Campos Sales quando estendeu a mão como se fora passageiro que viajaria para Saboeiro. Quando Adriano parou o carro, o suposto passageiro sacou rapidamente um revólver e passou a efetuar os disparos à queima roupa atingindo o motorista duas vezes na cabeça e outra nas costas causando sua morte imediata ao lado do veículo.

Depois, o assassino fugiu a pé por dentro do matagal às margens da rodovia levando consigo a arma do crime. Já há algum tempo que a vítima faz o transporte de passageiros entre Saboeiro e Campos Sales e vice-versa, sendo uma pessoa bastante conhecida e querida. Segundo o Soldado Alves da Companhia de Campos Sales, foram feitas diligências sem o êxito de localizar o acusado. O crime está envolto em mistério e a polícia ainda não sabe se Adriano era um homem ameaçado de morte ou tinha algum conflito.

Demontier Tenório

Foto: Blog do Ely

Fonte: Miséria



Crato (CE): Estudantes e professores ocupam reitoria da Urca

Estudantes, professores e funcionários da Universidade Regional do Cariri (Urca), no município de Crato, no sul do Ceará, ocuparam a reitoria da universidade nesta quarta-feira (30). O grupo, que defende a paralisação das atividades da Urca, reclama de problemas de infraestrutura e da falta de professores. "Eu quero uma universidade melhor. A Urca está sucateada, com carência enorme de professores efetivos", diz o estudante Artur Morais.

Apesar de reconhecer os problemas, parte dos alunos e servidores é contra a paralisação. O estudante Gonçalo Rodrigues tem consciência das necessidades, mas acredita que a greve não é o momento mais adequado. "A gente é contra porque [a greve] não foi comunicada a todos os professores e o pessoal da Anel [Associação Nacional do Estudantes Livres], que está organizando o movimento, não deixa quem é contra falar", relata.

A reitora da Urca,  Antônia Otonite de Oliveira Cortez, disse que só vai falar sobre o assunto após uma reunião com representantes do Sindicato dos Professores. A reunião deve ocorrer nesta quarta-feira. A paralisação ou não das atividades deverá ser decidida em assembleia geral com a participação de alunos, professores e servidores da Urca.

Parte dos alunos da Urca pararam de frequentar as aulas desde a sexta-feira da semana passada, em protesto por melhorias na unidade. Os alunos reivindicam principalmente a contratação de mais professores. Segundo o grupo que aderiu à greve estudantil, há necessidade de pelo menos 350 novos professores.

“Todos os campi da Urca estão precarizados. O campus do triângulo tem problemas na questão da eletricidade, da refeição, tudo bagunçado. O pessoal do direito diz que seis vezes por dia caiu a energia, tiveram até aula sem luz”, diz o estudante Fernando Teixeira, coordenador da greve.

Fonte: G1



Tentam destruir meu ministério, diz Valdemiro Santiago


Em discurso emocionado, o apóstolo Valdemiro Santiago, que vai deixar a Rede 21, UHF, que pertence à Band, afirmou que "estão tentando destruir" seu ministério. Ele se referia à Igreja Universal, que tomou seu espaço não só no canal 21, mas também nas madrugadas da Band.

A igreja de Valdemiro, a Mundial, teria atrasado vários pagamentos do contrato de locação do canal 21 e da Band. A Universal fez uma proposta rentável à Band e tirou seu espaço. Valdemiro ainda deverá ficar alguns dias no ar, conforme reza o contrato com a emissora da família Saad.

"Não é a primeira vez (que tentam me destruir). Lembro que eu estava feliz numa rádio. Um dia chegou a polícia e confiscou tudo. Disseram: o senhor está preso. Fecharam a rádio, mas o dono mesmo da rádio nada sofreu. Eu perguntei, 'mas por quê?' E um policial me disse: 'O senhor é a bola da vez'".

"Não vão apagar minha luz", afirmou Santiago, principal inimigo da Igreja Universal de Edir Macedo. "Ninguém vai destruir esta obra".

Santiago está tentando comprar a extinta MTV, do grupo Abril, que hoje exibe a TV Ideal, um canal corporativo. Há rumores de que também estaria tentando adquirir uma parte das ações da RedeTV! A emissora nega.

A Mundial vem sofrendo com problemas financeiros há pelo menos um ano, supostamente devido a uma estratégia errada de crescimento. Santiago vinha tentando superar a Universal em número de templos e em tempo de TV. No ano passado, a Record, emissora de Edir Macedo fez várias denúncias contra a Igreja Mundial --inclusive sobre o desvio do dinheiro de fiéis para compra de propriedades. Valdemiro Santiago nega, mas teve de vender propriedades após inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo.

Durante o sermão, Santiago chorou várias vezes ao mostrar supostos milagres ocorridos em sua igreja.

Ricardo Feltrin

Fonte: UOL



Addthis