Camilo Santana anuncia novo concurso para Polícia Civil

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou, na manhã desta quinta-feira (22), durante entrevista ao programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares AM, que, ainda em 2018, haverá um novo concurso para a Polícia Civil. Data específica e quantitativo de vagas não foram divulgados.

Camilo adiantou que o certame deve acontecer independente da possibilidade de poder convocar mais aprovados do último concurso, realizado no ano de 2014. No último dia 31, já havia sido publicado no Diário Oficial do Estado a liberação de crédito suplementar para o futuro concurso.

"Quando contratei o Fórum de Segurança Pública Nacional perguntei o que era preciso para tornar a Polícia Civil do Ceará na melhor Polícia Civil do País. Uma das coisas que vamos ter que fazer é chamar mais profissionais. De forma planejada, vamos fortalecer a Polícia Civil do Ceará", garantiu Camilo Santana.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Quer perder peso? Confira 15 frutas que podem ajudar

Enquanto algumas frutas oferecem altos níveis de açúcar natural ao serem consumidas em excesso, outras podem ajudar na perda de peso quando ingeridas em quantidades adequadas, cerca de duas porções por dia. Confira 15 opções benéficas na luta contra a balança, listadas pela Fitness Republic e divulgadas pelo jornal Daily Mail:

1– Abacate
Além de ser repleto de gorduras boas, aumenta a taxa metabólica, bem como a produção de testosterona, o hormônio responsável pela perda de peso em homens e mulheres.

2– Pera
O alto conteúdo de fibra ajuda a se sentir satisfeito, o que contribuir para perder peso . Consuma a casca, que é onde a fibra se esconde.

3– Maçã
Contém altos níveis de fibra, que aumentam a taxa metabólica e permitem que se sinta satisfeito por mais tempo. Ingira a casca também.

4– Mirtilo (blueberry)
A elevada quantidade de antioxidantes do mirtilo livra o corpo de toxinas que levam ao ganho de peso.

5– Banana
Repleta de fibra solúvel que inibe a vontade de petiscar. Ingira uma banana no café da manhã para melhorar a cintura e seu sistema imunológico.

6– Frutas secas
As frutas secas são eficazes na queima do excesso de gordura e redução do colesterol.

7– Coco
Consumir a fruta faz com que se sinta satisfeito por mais tempo. Também aumenta a taxa de metabolismo do fígado em até 30%.

8- Limão
Limão é excelente para desintoxicação do fígado. Beba um copo de suco de limão e água como a primeira coisa na parte da manhã para evitar o acúmulo de gordura.

9– Romã
Cheia de antioxidantes que permitem que o corpo se livre de toxinas indesejadas. Também ajuda a diminuir o apetite.

10- Laranja
Comer laranja corta uma quantidade considerável de calorias de sua dieta e também mantém o corpo bem hidratado.

11- Mamão
Papaína, uma enzima encontrada no mamão, promove o trânsito mais rápido do alimento no intestino, o que ajuda quando se está em uma dieta de perda de peso.

12- Tomate
Tem vitamina C e licopeno, que estimula a produção de carnitina, um aminoácido que acelera o processo de queima de gordura do corpo.

13– Melão cantalupo
Uma xícara de melão, que contém apenas 60 calorias, é suficiente para mantê-lo satisfeito por um longo tempo.

14– Pêssego
Ideal para uma dieta de baixa caloria. Boa fonte de antioxidantes e ajuda a eliminar as toxinas do corpo.

15– Toranja
A alta quantidade de água ajuda a aumentar a sensação de saciedade, enquanto oferece baixas calorias.

Fonte: Terra

Curta nossa página no Facebook

Barragem do Rosário, em Milagres, registra cheia nesta quinta-feira (22)

A chuva de 27 milímetros registrada, entre esta quarta-feira e quinta-feira (22), neste Município no Cariri cearense, a maior da região, fez a barragem do distrito Rosário sangrar. A lâmina de água na ponte do Riacho dos Porcos chegou a 30 cm de altura, enquanto no fim dela, chega a 50 cm. O local fica a cerca de 3 km da sede do Município. Com a cheia, pescadores aproveitaram para pescar com suas tradicionais tarrafas.

Como uma das entradas do Município, a ponte, por enquanto, tem recebido carros de pequeno porte. Por causa das chuvas, o trecho possui marcações laterais de ferros de 1 metro de altura. No entanto, caso as chuvas se intensifiquem, para a segurança dos motoristas é importante que os veículos menores entrem ou deixem a cidade pela BR-116.

O volume de água no Riacho dos Porcos aumentou com as chuvas entre 7h de segunda-feira e às 7h da última terça-feira (20), no qual foram registrados 148 milímetros no Sítio Serra Brava, 88 milímetros no Sítio Saco e 37,5 milímetros na sede de Milagres. Com elas, muita lama se formou na cidade, algumas comunidades ficaram ilhadas e uma van afundou em um buraco formado em uma avenida, ao lado do Hospital Municipal.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ailton Crisóstomo, ele está indo, pessoalmente, visitar a barragem e ver se apresenta algum problema em sua estrutura. Ele adverte que com o volume aumentando, só veículos maiores, como caminhões e ônibus, conseguem trafegar sobre a ponte.

“Geralmente, fica o pessoal do Demutran avisando durante o dia, mas como não pode fazer o controle sempre, principalmente de madrugada, é recomendado que os veículos voltem pela BR-116”, pontua o titular da Pasta.

Com seu curso inteiro na região do Cariri, o Riacho do Porcos é um dos afluentes do Rio Salgado, desaguando no distrito de Ingazeiras, em Aurora. Com sua água, ele contribui com o aumento da vazão até chegar ao Rio Jaguaribe, em Icó, que abastece o Açude Castanhão.

Previsão
Para esta sexta-feira (23), a expectativa é de nebulosidade variável ao longo do dia, com eventos de chuva em todas as regiões do Estado. A mesma projeção é feita para o próximo sábado (24).

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

88,2% dos alunos da rede pública do CE finalizaram o 2º ano alfabetizados

O governador Camilo Santana divulgou, na manhã desta quinta-feira (22), os dados do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). A análise dos resultados de 2017 aponta o crescimento nos níveis de alfabetização no Estado. O Spaece avaliou 100% das crianças que estão no 2º ano do Ensino Fundamental. Os dados apontam o melhor desempenho de aprendizagem dos últimos dez anos.

Conforme a Secretaria da Educação do Estado do Ceará (Seduc), há 10 anos, o índice era de 39,9%. No ano passado, apenas 4,7% dos estudantes encontravam-se no padrão "não alfabetizado". Ao todo, participaram da pesquisa 303.4 mil alunos de 4.347 instituições de ensino. As avaliações com os estudantes foram realizadas de 28 a 30 de novembro de 2017. A pesquisa também avaliou o desempenho de alunos do 5º ano e 9º nas disciplinas de português e matemática. 

O levantamento também destaca que subiu de 45 para 84 municípios os melhores padrões em português no 5º ano; 182 cidades estão no melhor padrão de desempenho em alfabetização; o resultado do 9º ano cresceu em português e matemática e reduziu de 13 para seis municípios no padrão crítico em matemática no 5ª ano.

O desempenho dos jovens do 5º ano do Ensino Fundamental na rede pública apresentou um aumento de 49,3%, enquanto em 2008, o percentual era de 6,9%. Já em matemática o número foi de 36%, quando em 2008 se registrava 3,6%.

Confira gráfico de alfabetização:


Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro atingiu o máximo das intenções de voto que seu discurso permite – e não tem mais como crescer

A pré-candidatura à presidência do deputado federal Jair Bolsonaro parece ter atingido um teto de cerca de 20% nas intenções de voto nas eleições de 2018, segundo a análise de cientistas políticos.

Esse é o ponto máximo a que Bolsonaro chega, de acordo com a última pesquisa Datafolha, mesmo nos cenários em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não aparece.

A diferença é pouca em relação aos 16% a 18% que Bolsonaro tem quando disputa com o candidato do PT.

Essa variação tímida indica que, sem seu rival declarado, Bolsonaro tem pouco potencial de angariar mais votos com base apenas no próprio carisma – e que, talvez, o apoio ao deputado tenha atingido um teto.

Para Adriano Oliveira, cientista político da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a situação vai além disso: “Bolsonaro é uma bolha eleitoral”, afirma.

“A candidatura de Bolsonaro é construída em torno do antipetismo. Assim que o discurso ‘anti-PT’ dos outros candidatos também chegar à população, o apoio a ele vai declinar”, diz Oliveira.

Mais do que o anti-petismo, Bolsonaro ainda encarna o ideal de “anti-político”, de acordo com Hilton Cesário Fernandes, professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

Fernandes acredita, assim como Oliveira, que é necessário esperar uma consolidação das outras candidaturas, que hoje ainda estão no campo da especulação, para prever o impacto mais abrangente que elas terão sobre o apoio a Bolsonaro – mas que há boas chances de candidatos centristas desidratarem a candidatura do deputado, se souberem se apropriar de seu discurso de moralização e renovação da política.

Até porque, se por um lado o ponto de vista radical de Bolsonaro encontra eco entre parte dos eleitores, em um contexto de péssima avaliação do governo atual e descrença com a política tradicional, por outro lado as eleições majoritárias quase sempre resultam em uma vitória do centro, pontua Rafael Cortez, da Tendências Consultoria.

“O eleitor ainda não está ativamente pensando em quem votar, está reagindo a nomes que são oferecidos. O cenário todo vai ser importante, é preciso esperar esse cenário se montar. Uma fragmentação muito grande do centro poderia levar Bolsonaro ao segundo turno”, opina.

Encruzilhada
Além de tudo, Bolsonaro tem pela frente um desafio narrativo: se por um lado seu discurso radical cria uma base de eleitores muito fiel, por outro espanta qualquer possibilidade de torná-lo um candidato majoritário.

Para Hilton Cesário Fernandes, professor da FESPSP, ele tem poucas chances de crescer mais nas pesquisas.

“Não é por falta de visibilidade, não é por falta de conhecimento das propostas, é pela forma como ele se apresenta; dificilmente ele vai ter mais apelo do que agora”, opina.

Para Fernandes, existem três “tipos” de eleitores de Bolsonaro: um que busca a ordem na política, que acha que é preciso moralizar “tudo o que está aí”, e esse eleitor provavelmente vai mudar de candidato quando aparecer outro político que abrace essa causa, mas com um discurso mais moderado.

O segundo tipo de eleitor do Bolsonaro é o religioso conservador, que pode votar no candidato porque ele representa os valores tradicionais da família, pela ideia de moralidade. Esse eleitor também pode debandar quando outro candidato  — como Marina Silva (Rede), por exemplo — assumir esse papel.

Por fim, existe o eleitor linha-dura de Bolsonaro: são os apoiadores mais fervorosos, que não aceitam debates e devem ficar ao lado do candidato até o fim.

Essa é a verdadeira base do deputado, e ela funciona muito bem nas eleições proporcionais (como as do Legislativo), nas quais são necessários muitos votos, mas não a maioria.

“Para uma eleição presidencial, que é majoritária, não funciona. E, se ele suavizar o discurso, vai perder essa base já formada”, explica Fernandes.

Adriano Oliveira, da UFPE, concorda com Fernandes: “ele não tem condição de mudar o discurso sem risco de perder capital eleitoral; para mim, é um movimento arriscado”.

Um novo Donald Trump?
Para Fernandes, da FESPSP, a possibilidade de Bolsonaro ser um Donald Trump à brasileira é remota devido a um fator decisivo: Trump encarnava o “anti-estabilishment” contando com todo o apoio, infraestrutura e financiamento do partido Republicano.

Aqui, Bolsonaro deve sair candidato pelo Patriota, ex-PSL, um partido minúsculo com apenas três deputados na Câmara, pouco financiamento público e ainda menos tempo de televisão.

“Se ele não fechar apoios, se não fizer alianças partidárias com siglas que tenham inserção política nas cidades para acompanhar os comícios, ele não vai ter chance de chegar ao segundo turno”, diz Fernandes.

Segundo o professor, pode acontecer com Bolsonaro o mesmo que já aconteceu com vários candidatos ao longo da corrida eleitoral: começar bem posicionado nas pesquisas, devido à boa visibilidade, mas depois murchar e, no fim da linha, não chegar sequer ao segundo turno.

Ele cita como exemplo o caso de Celso Russomanno, que em dois pleitos seguidos apareceu liderando as pesquisas de intenção de votos para a prefeitura de São Paulo, mas perdeu espaço ao longo dos meses para outros candidatos.

Segundo o professor da FESPSP, Bolsonaro teve sorte até agora de estar no ringue com poucos adversários. “Existem muitos candidatos em potencial, mas poucos pré-candidatos de fato”.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Milagres é surpreendida por chuvarada

Em Milagres, na Região Sul do Estado, a 435 quilômetros de distância de Fortaleza, a chuva na madrugada dessa segunda para terça-feira (20) surpreendeu os moradores, sobretudo do Sítio Serra Brava, onde foi registrado índice de 148 milímetros. Na estrada, se formou vários buracos, enquanto a ponte que dá acesso à comunidade inundou com água chegando a um metro de altura, deixando a localidade ilhada.

Água na cintura
Segundo o frentista Pedro David Martins, quando ele saiu para trabalhar, por volta de 7h30, a água estava na cintura. "Derrubou o canavial inteiro. Tive que botar a bicicleta no ombro para não ser arrastado. Mas nem sempre é assim. É que ontem a chuva foi forte", descreve.

Na zona urbana, um buraco se formou em plena avenida. Reformada no fim do ano passado, a cratera engoliu uma van que faz linha para Aurora. Além disso, muita lama se formou, principalmente no Centro da cidade.

No entanto, o secretário de Infraestrutura, Meio Ambiente e Recursos Hídrico, Ailton Crisóstomo, afirmou que uma equipe efetiva de funcionários está trabalhando para minimizar os estragos das chuvas, mas serão contratadas 10 pessoas para ampliar a força-tarefa.

Ele admite que, desde a segunda-feira (19), surgiram vários problemas, inclusive, com prédios municipais apresentando rachaduras. Ailton acredita que isso aconteça pela idade das edificações.

"Na zona rural, a questão é a estrada que apresenta buracos. Foi feita uma manutenção ano passado, mas já estamos fazendo um levantamento", adiantou o titular da Pasta.

Ruas alagadas
Os estragos das precipitações também atingiram cidades que apresentaram menores volumes de chuva na Região Sul, como Barbalha, que teve 51 milímetros, mas deixou várias ruas alagadas. A água chegou a altura de 30 centímetros em algumas casas, em pleno Centro da cidade, como, por exemplo, na Rua Edmundo de Sá Sampaio.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Empresa congela corpos para despertarem no futuro

Você gostaria de viver para sempre? A Alcor, uma instalação criogênica no Estado Americano do Arizona, acredita que tem o segredo da eternidade.

Ali, cadáveres são preservados na esperança de que a tecnologia evolua e traga-os de volta à vida

Mas o preço é alto: cerca de US$ 200 mil (R$ 660 mil) para armazenar os corpos em nitrogênio líquido a -200°C. Para aqueles que não querem gastar muito, no entanto, há uma opção mais barata: congelar apenas a cabeça.

Mas não trabalham apenas com corpos humos. A empresa afirma que também é possível congelar animais de estimação.

Se funciona?
Neurocientistas não estão muito certos disso. “Não há evidência de que a substância penetre em todos os pequenos poros e filamentos do cérebro e proteja o órgão dos efeitos nocivos do congelamento”, disse Clive Coen, um dos pesquisadores do Kings College.

A Alcor, por outro lado, diz estar otimista com a eficiência da técnica.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook

Currículo tradicional vai sumir. Veja modelo que será mais usado

As transformações em curso no mercado de trabalho chegam – com certo atraso diriam recrutadores “moderninhos” – a um dos documentos mais tradicionais das seleções de emprego: o currículo

Sem passar por grandes mudanças há décadas no Brasil, a versão clássica do currículo vai ganhar novos dados profissionais e deixar de lado algumas informações.

Candidatos a estágio e trainee são os primeiros a entrar em contato e a adotar a novas formas de apresentação. Vídeos, links para redes sociais e outras plataformas digitais não são novidade nas principais seleções de jovens no mercado brasileiro.

Ficar de olho no que aconteceu na última e no que vem por aí na próxima temporada de trainees, por exemplo, pode trazer bons insights sobre o que deve ocorrer em outros níveis hierárquicos, segundo Lucas Oggiam, consultor da Page Personnel. Pesquisar as seleções em mercados internacionais, também.

“O currículo é um reflexo do que o entrevistador quer ver. Por isso é um jeito no Brasil, nos Estados Unidos é de outro, na Europa e na Ásia também”, diz Oggiam.

Confira o que vai entrar e o que vai sair no novo modelo de currículo:

1. Sem informações pessoais nem nome da universidade
Você já ouviu falar em currículo cego? É uma tendência mundial de mercado que elimina do currículo detalhes de gênero, raça, idade, nacionalidade, endereço.

Iniciais substituem o nome e até o endereço de email é adaptado para que não “denuncie” nenhuma informação pessoal do candidato.

Por aqui, esse tipo de ajuste no currículo para evitar interferência de preconceito no julgamento que um recrutador faz de um candidato, é raro, mas existe.

No Nubank por exemplo, uma parte da seleção é feita às cegas. “Empresas que estão pensando à frente consideram isso um avanço natural, mas ainda depende da mentalidade do gestor da vaga em si”, diz Oggiam.

Mudar a cultura da chefia no Brasil vai levar tempo, mas é caminho sem volta. Na França por exemplo, empresas com mais 50 funcionários são obrigadas por lei a usar o currículo cego. Na Holanda e no Reino Unido essa política também já ganhou força.

2. Sem fotos
Há quase uma década no mercado brasileiro de recrutamento, Oggiam ainda recebe currículos com foto. O espaço da imagem deve, desde já, ser substituído por links para redes sociais, como o LinkedIn, por exemplo.

“Não me recordo de nenhum recrutador, que hoje em dia tenha contratado alguém sem fazer uma pesquisa sobre o candidato no LinkedIn ou em outra rede social”, diz o consultor da Page Personnel.

3. Menos atribuições e mais resultados
Nas seleções tem importado menos a descrição das tarefas diárias de um profissional e mais os resultados atingidos por ele.

A tendência de o currículo destacar o que o profissional atingiu em vez de meramente descrever sua função na empresa começou nos Estados Unidos.

No Brasil, é algo que começou a se intensificar após a crise dos últimos anos, segundo Oggiam. “De uns dois a três anos para cá, as empresas têm buscado saber sobre os resultados que a pessoa teve ao longo da carreira”, diz.

4. Vídeos
Na seleção de jovens profissionais apresentações em vídeo já são uma realidade. E em quase todos os níveis hierárquicos, entrevistas por teleconferência são rotineiras em seleções de emprego.

Preparar material em vídeo como complemento para o seu currículo é uma estratégia que precisa começar a ser considerada com mais atenção pelos candidatos.

Embora Oggiam diga que não significam o fim do documento por escrito, arquivos em vídeo conseguem mostrar importantes diferenciais competitivos como a habilidade em comunicação, algo que salta aos olhos de qualquer recrutador.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Fevereiro deve ser o mais chuvoso dos últimos 11 anos

Rio Salgado, numa passagem molhada em Missão Velha;
o manancial apresentou ontem uma lâmina de sangria
de 17 centímetros (Foto: Edileudo Lopes) 
A seguir a intensidade de chuvas verificadas nos últimos 10 dias no Ceará, este mês de fevereiro deverá ser o mais chuvoso desde 2011, quando foram observados 169.6mm. Até ontem, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou 155,4 mm neste mês. Entretanto, os dados são ainda parciais, pois resta uma semana para a conclusão do mês. A maior precipitação na atual quadra invernosa, de 148mm, foi registrada ontem na localidade de Serra Brava, zona rural de Milagres. A previsão é de mais eventos chuvosos para os próximos dias.

O Açude Caldeirões, que localiza-se na região Jaguaribana e abastece o Município de Saboeiro, foi o primeiro dos mananciais monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) a sangrar nesta quadra chuvosa. Desde ontem, suas águas descem pelo Rio Jaguaribe alimentando seis barragens menores até chegar ao Orós.

Entre as 19 horas dessa segunda-feira (19) e 7 horas da manhã dessa terça-feira (20) choveu em 115 municípios e as cinco maiores, além de Milagres, foram observadas em Barro (122.4mm); Mauriti (82mm); Pentecoste (70mm); Brejo Santo (58mm) e Barbalha (51mm). Desta vez, a região do Cariri foi a mais beneficiada com elevada pluviometria.

Para hoje e amanhã, a Funceme prevê nebulosidade variável com possibilidade de chuva em todas as regiões do Estado. As últimas precipitações decorrem da aproximação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é uma imensa massa de nuvens - o principal sistema que traz chuvas para o sertão cearense durante a quadra invernosa (fevereiro a maio).

As chuvas que banham a região do Cariri cearense são importantes para a recarga do Açude Castanhão, o maior reservatório do Estado, que acumula apenas 2,1% de sua capacidade. O Castanhão é responsável pelo abastecimento de municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), além e dos municípios das bacias do Médio e Baixo Jaguaribe. O Rio Salgado, que é um dos afluentes do Rio Jaguaribe, é quem recebe as águas de outros rios e riachos, na região do Cariri.

As chuvas observadas em Crato, Missão Velha, Brejo Santo, Milagres, Barro, Abaiara, Aurora, Várzea Alegre, Lavras da Mangabeira, Granjeiro, Cedro e Icó seguem para o leito do Salgado, que deságua no Jaguaribe e segue em direção ao Castanhão.

Na manhã de ontem, o Rio Salgado, em Lavras da Mangabeira, registrava uma cheia ainda maior que na última sexta-feira. Na passagem molhada - um dos acessos ao centro urbano - a lâmina de sangria era de 17 cm, com tendência de aumentar devido às últimas chuvas observadas no Cariri.

Este mês de fevereiro tende a ser o mais chuvoso dos últimos oito anos. Para o período, a média é de 118.6mm. Em 2011, foram observados 169.6mm, ou seja, 43% acima do esperado, e durante a quadra invernosa houve uma boa distribuição pluviométrica totalizando 658mm em média no Ceará.

Em 2017, também tivemos um fevereiro chuvoso, com 159.9mm. Esse índice deve ser superado nos próximos dois dias. Na série histórica dos últimos 11 anos, o recorde para fevereiro foi observado em 2007, quando a Funceme registrou em média 246.5mm, mas no total da quadra chuvosa foram observados 570mm, um índice abaixo da média estadual.

No atual mês, as cinco maiores chuvas, além do que foi observado ontem em Milagres, foram registradas em Morrinhos, 132mm (13/2); São Luís do Curu, 131mm (15/2); Morada Nova, 128mm (14/2); Viçosa do Ceará, 127.8mm (8/2) e Barreiras, 121mm (17/2).

No último dia, segundo levantamento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) houve aporte em pelo menos 69 açudes. Nos últimos oito dias, são 98 reservatórios que registram aumento no volume de água. Entretanto, ainda são reduzidos os aportes.

O Açude Araras, em Varjota, responsável pelo abastecimento de várias cidades e da adutora que leva água até Cariús, teve um aumento em seu volume de 0,16% nos últimos dois dias. O Orós, o segundo maior do Estado, registrou, nos últimos seis dias, aporte de 0,16% e o Trussu, estratégico para o abastecimento de Iguatu, subiu apenas 0,2%.

Considerando a estimativa de volume evaporado, a vazão e água nova que chegou aos 69 reservatórios, no último dia, o volume total de aporte é de 8,2 milhões de metros cúbicos.

Afluentes
O presidente da Cogerh, João Lúcio, observou que as chuvas até o momento favorecem que o solo fique úmido, ocorram cheias em riachos e em pequenos açudes. "A nossa esperança é de continuidade das chuvas e maior recarga dos reservatórios", observou. Ele explicou que é preciso ocorrer cheias nos principais afluentes e nos rios Salgado, Jaguaribe Banabuiú para que ocorra recarga em açudes estratégicos como Banabuiú, Orós e Castanhão.

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Projeto de lei acaba com 'Vossa Excelência' e 'doutor' para chamar autoridades

"Vossa Excelência, por favor, me esqueça." A frase que foi dita por Ricardo Lewandowski, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), em uma discussão em novembro de 2016, ao colega Gilmar Mendes, pode não se repetir, se o Projeto de Lei do Senado (PLS) 332/2017 for aprovado.

A proposta acaba com tratamentos pomposos a autoridades e estabelece que elas devem ser chamadas de "senhor" ou "senhora". "Verifica-se incabíveis em uma democracia a continuidade de tratamento protocolar herdado da monarquia, derrubada que foi há mais de 120 anos", diz o autor do PLS, senador Roberto Requião (PMDB-PR).

A mudança no tratamento afetaria presidente e vice-presidente da República, ministros de Estado, governadores e vice-governadores, generais das Forças Armadas, embaixadores, coronéis de polícia ou corpo de bombeiros, delegados, deputados federais e senadores, entre outros cargos.

No Judiciário, os pronomes seriam substituídos para ministros dos tribunais superiores, desembargadores e juízes. A mudança também afetaria membros de ministérios públicos e de defensorias.

Advogados são rotineiramente chamados de "doutor", mesmo os que têm apenas bacharelado e não o título de doutorado. A previsão está na Lei do Império de 11 de agosto de 1827, outorgada por Dom Pedro I. e nunca revogada.

Segundo a proposta em tramitação no Senado, qualquer cidadão está autorizado a usar "você" ou "tu" quando dirigir-se a qualquer ocupante de cargo público.

Na justificativa, Requião afirma que "o conceito de povo revestes-se, no estado democrático, de uma autoridade superior à do próprio governante". Por esse motivo, todos deveriam ter o mesmo tratamento.

O senador argumenta que a forma de chamar as autoridades "deve demonstrar a quebra das distâncias interpessoais que configuravam o paradigma monárquico, onde o rei concedia títulos nobiliárquicos a seus bajuladores".

De acordo com o texto, magistrados e parlamentares são servidores públicos e têm obrigação de prestar um serviço de qualidade ao povo. "E, em suas funções, não têm o direito de reivindicar do povo um tratamento majestoso", completa Requião.

Exigências expressas ou veladas no sentido contrário seriam entendidas como crime de injúria discriminatória, punível com reclusão de um a três anos e multa.

Querida procuradora
Ao final da justificativa, Requião cita episódio em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou a procuradora da República Isabel Vieira de "querida" em depoimento ao juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, em setembro de 2017.

Na ocasião, Isabel pediu que "o senhor ex-presidente se referisse ao membro do Ministério Público pelo tratamento protocolar devido". Lula então rebatou: "É, como é que seria? Doutora?".

Em seguida, Moro interveio. "Sei que evidentemente o senhor ex-presidente não tem nenhuma intenção negativa em utilizar esse termo 'querida', mas peço que não utilize, tá? Pode chamar de doutora, senhora procuradora, perfeito?"

Para Requião, Lula deu um "bom exemplo de cordialidade e respeito que deveriam permear as relações humanas" que não foi bem recebido. "É possível, porém, que ela não fosse do tipo de desejasse ser 'querida', mas que fosse do tipo aue prefere ser chamada de excelência. Vaidade das vaidades", diz o senador.

Apresentada em setembro de 2017, o PLS 332/2017 aguarda designação de relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Lá, receberá decisão terminativa, ou seja, poderá seguir para a Câmara dos Deputados se for aprovado e não houver recurso para que seja votado pelo plenário do Senado.

Na consulta pública no site do Senado, a proposta tem 6.275 apoios e 712 votos contra.

Fonte: Huffpost Brasil

Curta nossa página no Facebook

Por que evitar o teste do Facebook que muda foto para gênero oposto

Você já deve ter visto - ou feito - o teste do Facebook que mostra como seu rosto seria se fosse do sexo oposto. O aplicativo -- desenvolvido pela startup russa FaceApp e compartilhado por sites como Kueez e Viralemon -- pede que os usuários façam login com a conta do Facebook para transformar a foto do perfil: ele usa um algoritmo para fazer mudanças no rosto, como corte de cabelo e traços, entre outros detalhes. Pode parecer uma brincadeira inocente, mas ela está sendo usada pela empresa por trás do app para obter dados pessoais dos usuários da rede social.

Segundo apurou a reportagem, o aplicativo russo, chamado FaceApp, coleta muitos outros dados além da foto do perfil: entre eles estão o e-mail, lista de amigos e outras fotos. Além disso, as informações sobre os sites de internet que você visita também são coletadas e analisadas pela empresa.

A política de privacidade do FaceApp, porém, não detalha de que forma esses dados são usados pela empresa e com quais outras empresas são compartilhados. "Podemos compartilhar suas informações com empresas do mesmo grupo do FaceApp e também com empresas que nos ajudam a prestar o serviço, além de parceiros de publicidade", afirma a FaceApp, em sua política de privacidade, sem especificar o nome das empresas com quem os dados são compartilhados.

Para Eduardo Magrani, coordenador do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS-Rio), o problema é que os usuários brasileiros não têm o hábito de ler os termos de uso antes de autorizar a captação de seus dados.

"Muitos acham que essas empresas coletam apenas os dados como e-mail, mas por trás disso eles têm acessos a muito mais informações que são vendidas ou compartilhadas para outras empresas", diz.

E agora?
Quem já participou da brincadeira e se arrependeu é possível excluir todas as permissões concedidas ao aplicativo pelas "Configurações de aplicativos" do Facebook. Mas isso não garante que a empresa já tenha armazenado suas informações em um bando de dados.

"A dificuldade é que o Brasil não tem uma lei de proteção de dados e isso nos dá pouca segurança em relação a proteção da nossa própria privacidade na internet. Se tal legislação existisse, inibiria empresas com o único desejo de captar dados pessoais dos usuários", diz Magrani ao afirmar que mesmo estando fora do Brasil a empresa pode ser processada no País por oferecer serviços aos brasileiros.

Frequência
Não é a primeira vez que um aplicativo semelhante circula na rede social. No ano passado, uma outra versão virou febre depois de permitir aos usuários testarem como seria sua aparência quando criança ou sorrindo.

O aumento da frequência desse tipo de jogos cria um alerta para proteção de dados pessoais. "As pessoas precisam ter consciência que a maioria desses jogos serve, principalmente, para coletar dados muito valiosos. Em paralelo, é preciso pressionar para que essas companhias deixem seus termos de uso e privacidade mais simples e informativos. Assim, o usuário poderia controlar seus próprios dados e excluí-los se assim quiser", diz Magrani.

Em nota, o Facebook disse que existem regras para os aplicativos serem usados na plataforma, entre elas normas sobre o uso de dados dos usuários.

"A privacidade das pessoas no Facebook é nossa prioridade. Qualquer aplicativo compatível com o Facebook precisa seguir nossas políticas da plataforma, que estabelecem uma série de regras para garantir que as pessoas tenham controle da experiência", disse um porta-voz da rede social.

Fonte: Diário de Pernambuco

Curta nossa página no Facebook

Camilo anuncia reajuste para servidores estaduais; impacto de R$ 717 mi na folha

O reajuste de 3% para todos os servidores do Estado do Ceará, anunciado no início da tarde de ontem (20) pelo governador Camilo Santana, terá impacto de R$ 717.057.368 na folha de pagamento do governo cearense no ano de 2018. O montante, segundo explicou o secretário Maia Júnior (Orçamento e Gestão), deve-se, além do acréscimo sobre os salários, "a concursos públicos e obrigações que foram respeitadas pelo governador no ano passado".

"Depois de muita discussão com a minha equipe financeira, nós decidimos e vamos honrar o reajuste dentro da inflação do período. Foi abaixo de 3%, mas estou arredondando, e o projeto será encaminhado ainda esta semana para a Assembleia Legislativa. O reajuste será para todos os servidores do Ceará e em breve estaremos anunciando outras medidas importantes", declarou Camilo em transmissão ao vivo no Facebook.

A margem "arredondada" a que o governador se refere diz respeito à inflação do período medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que foi de 2,95%. O chefe do Executivo estadual, então, destacou o 0,05% de ganho real concedido e garantiu que o percentual de aumento sobre os salários dos servidores será retroativo a janeiro.

Horizontal
Serão beneficiados com a medida cerca de 56 mil servidores ativos e mais 80 mil, entre inativos e pensionistas, pelos cálculos da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Neste ano, segundo reforçou Maia Júnior, o governo decidiu por um reajuste horizontal, fazendo com que "todos os funcionários públicos, civis e militares, aposentados e pensionistas, tenham este aumento de 3%".

No ano passado, Camilo Santana optou por conceder duas faixas de reajustes para os servidores, diferenciando quem tinha o salário na remuneração mínima do Estado (hoje, em R$ 985) e aos demais, que ganhavam mensalmente valores-base maiores que este estabelecido por lei estadual.

A decisão foi alvo de duras críticas pelos sindicatos dos servidores estaduais na época, por diferenciar as categorias dos servidores do Estado.

No entanto, o projeto foi encaminhado à Assembleia Legislativa e aprovado sem que esta regra fosse alterada, confirmando a intenção do Estado em estabelecer duas faixas de reajustes para 2017.

Rombo na Previdência
No entanto, o aumento que será concedido aos servidores terá impactos significativos na Previdência do Estado, segundo observou o secretário de Planejamento e Gestão. A partir da aprovação da medida pelos deputados estaduais, o rombo na Previdência do Ceará saltará de R$ 1.658.835.606,72 para R$ 1.701.689.396,47, de acordo com a Seplag.

Promessa de novidades
Ao término do anúncio do reajuste, o governador Camilo Santana afirmou que, "em breve, estaremos anunciando outras medidas importantes também para os servidores do Estado". No entanto, não adiantou sobre quais categorias ou temas específicos tratarão "as novidades".

Perguntado, o secretário de Planejamento e Gestão conteve-se a dizer que o anúncio será feito em um momento oportuno pelo próprio Camilo, mas adiantou que, dentre as informações trazidas no anúncio estão novidades sobre a Reforma da Previdência estadual.

O tema vem sendo alvo constante de estudo pelo Estado, que diz se desdobrar para dar conta do déficit registrado anualmente, mas a solução, até esta data, ainda não foi encontrada. Nos últimos anos, inclusive, um aumento gradual na contribuição dos servidores foi aprovado para amenizar o impacto sobre os cofres públicos. A alternativa mais provável é que um projeto de lei deve ser formulado por Camilo e sua equipe, capitaneada por Maia Júnior, visando reformar a Previdência do Estado.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

"Vou fazer da Polícia Civil do Ceará a melhor desse País", afirma Camilo Santana

Passados diversos episódios recentes que mostraram a fragilidade da Segurança Pública do Ceará e fizeram com que o Estado recebesse ajuda da Força Nacional, o governador Camilo Santana afirmou, nesta terça-feira (20), em bate-papo ao vivo em sua Fanpage no Facebook, que sua intenção é "fazer da Polícia Civil do Ceará a melhor Polícia Civil desse País".

Ao ser lembrado por um cearense que os crimes, incluindo as três chacinas registradas no último mês de janeiro, devem ser elucidados, Camilo Santana contou que sua meta é fortalecer a área investigativa do Estado e, para isso, 733 policiais civis foram convocados.

Durante a live, o governador destacou que o maior problema da Segurança Pública no Brasil é o tráfico de drogas. Camilo Santana reiterou que o problema extrapolou as fronteiras do Estado e precisa ser solucionado com auxílio direto da União.

"A gente precisa integrar os serviços de Segurança da União com o Estado e com o próprio município. É um esforço que precisa ser coletivo. Não é momento de discurso fácil. Não vamos medir esforços", garantiu o chefe do Executivo do Ceará.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Saboeiro (CE): Açude Caldeirões sangra após 127 milímetros de chuva no mês

O açude Caldeirões, na cidade de Saboeiro, atingiu 100% da sua capacidade nesta terça-feira (20). Este foi o primeiro dos 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh) a sangrar neste ano.

O reservatório sangrou após o acúmulo de 127 milímetros de chuvas ocorridas em Saboeiro desde o início de fevereiro, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Ainda segundo a Funceme, choveu nesta terça-feira 115 cidades com precipitações de até 148 milímetros, no município de Milagres. Em Barro e Mauriti a chuva foi de mais de 80 milímetros.

A previsão da Funceme para quarta e quinta-feira (21 e 22 de fevereiro) é de tempo nublado com possibilidade de chuvas em todas as regiões do estado.

Principais açudes ainda secos
Mesmo com as chuvas, os maiores açudes do Ceará seguem quase totalmente secos. O Castanhão, maior reservatório do país, tem atualmente 2,1% da sua capacidade, conforme a Cogerh; e o Orós, segundo maior do estado, 5,83%. Isso deve ocorrer com o aumento do volume de água nas bacias que recarregam o reservatório.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Brasil libera quantidade até 5.000 vezes maior de agrotóxicos do que Europa

O debate sobre o uso de agrotóxicos ganhou um novo capítulo, e ele não é bom para o Brasil. Estudo inédito revelou o abismo que existe entre a legislação brasileira e a da União Europeia sobre o limite aceitável de resíduos na água e nos alimentos.

A contaminação da água é o que mais chama a atenção, com a lei brasileira permitindo limite 5.000 vezes superior ao máximo que é permitido na água potável da Europa.

No caso do feijão e da soja, a lei brasileira permite, respectivamente, o uso no cultivo de quantidade 400 e 200 vezes superior ao permitido na Europa.

Esses são os resultados do estudo "Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia", da pesquisadora Larissa Mies Bombardi, do Laboratório de Geografia Agrária da USP (Universidade de São Paulo).

"Infelizmente, ainda não é possível banir os agrotóxicos. Por isso, é importante questionar por que o governo brasileiro não usa parâmetros observados no exterior", afirma Bombardi, para quem a permissividade em relação à água "é uma barbárie".

Enquanto a União Europeia limita a quantidade máxima que pode ser encontrada do herbicida glifosato na água potável em 0,1 miligramas por litro, o Brasil permite até 500 vezes mais. O Brasil tem, segundo o estudo, 504 agrotóxicos de uso permitido. Desses, 30% são proibidos na União Europeia --alguns há mais de uma década.

Esses mesmos itens vetados estão no ranking dos mais vendidos. O acefato, tipo de inseticida usado para plantações de cítricos, é o terceiro da lista. 

Uma nota técnica da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) citada no estudo de Lombardi mostra que o acefato causa a chamada "síndrome intermediária". Entre os danos à saúde estão fraqueza muscular dos pulmões e do pescoço. Em crianças, o risco é mais acentuado. "A nossa legislação é frouxa no que diz respeito aos resíduos e à quantidade permitidos na União Europeia", diz Bombardi.

Para Brian Garvey, da Universidade de Strathclyde, da Escócia, e orientador de Bombardi na pesquisa, as autoridades brasileiras "lavam as mãos da toxidade".

Como resultado, o mapa aponta ainda que oito brasileiros são contaminados por dia, se levarmos em conta os números oficiais, que são subnotificados.

O estudo confirma a informação de que os trabalhadores rurais são as principais vítimas de contaminação, seguidos por quem vive em regiões próximas às plantações, sendo as áreas pulverizadas as mais suscetíveis. No Estado de São Paulo, 75% da área é pulverizada. O último elo da cadeia revela as consequências da contaminação por quem consome. "O agrotóxico não tem público-alvo", afirma Lombardi.

Uma pesquisa da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) estima que, para cada caso registrado, 50 não o foram. O que significa que, entre 2007 e 2014, mais de 1 milhão de brasileiros foram intoxicados por agrotóxico --um quinto das vítimas é criança ou adolescente.

Para piorar, em 2015, o governo deixou de publicar os casos de intoxicação por agrotóxicos. Desde então, ficou mais difícil estudar os casos de vítimas intoxicados dentro e fora do trabalho, como nos casos de pessoas que moram em áreas pulverizadas.

Bombardi se refere aos casos de intoxicação como a "ponta do iceberg". "A intoxicação representa 2% do total de problemas de saúde que podem acometer a sociedade. As doenças crônicas não são estudadas como deveriam."

Procurada desde sábado (25), a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde apenas respondeu que recebeu as dúvidas da reportagem na segunda-feira (27) e que até o final deste dia mandaria esclarecimentos.

A Anvisa, por e-mail, informou que "realiza a avaliação toxicológica dos agrotóxicos, antes de os mesmos serem registrados pelo Ministério da Agricultura" e que há uma série de restrições para registros de agrotóxicos no país, como nos casos que não haja antídoto ou tratamento eficaz no Brasil (leia a íntegra da nota ao final do texto).

Em relação à quantidade de resíduos presentes, a Anvisa afirmou que uma análise feita entre 2013 e 2015 mostrou que quase 99% das amostras de alimentos analisadas "estão livres de resíduos de agrotóxicos que representam risco agudo para a saúde". 

Consumo de agrotóxicos aumentou 194% em 15 anos
Desde 2008, o Brasil é o país campeão em uso de agrotóxicos. Consumimos 20% do que é comercializado mundialmente. Não bastasse, o manuseio não parou de crescer. Entre 2000 e 2014, o Brasil saltou de cerca de 170 mil toneladas para 500 mil, aumento de 194% em 15 anos.

Segundo o estudo, nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Mato Grosso, o consumo do herbicida glifosato fica entre 9 kg e 19 kg por hectare. Análises feitas com animais mostraram que a exposição ao produto causou câncer de mama, necrose de células e reduziu o tempo de vida dos bichos.

Em setembro deste ano, a França anunciou que banirá o glifosato até 2022. "O primeiro-ministro [Edouard Philippe] decidiu que este produto será proibido na França --assim como todos os que se pareçam com ele e que ameaçam a saúde dos franceses", disse o porta-voz Christophe Castaner em entrevista a um canal de televisão. 

Mesmo em casos em que o agrotóxico é permitido lá e cá, a quantidade usada é menor, como é hoje o caso do glifosato, o líder brasileiro de vendas. Enquanto na Europa é permitido usar até 2 kg de glifosato por hectare, a média brasileira fica entre 5 kg e 9 kg. Entre 2009 e 2014, o consumo subiu 64%, de 118 mil toneladas para 194 mil. Em 2014, o Mato Grosso liderou as compras, seguido por Paraná e Rio Grande do Sul.

Lombardi aponta ainda que o aumento do uso de agrotóxicos não aumentou a produção de alimentos por hectare no Brasil. O crescimento do consumo do produto aconteceu em paralelo a um outro movimento: o aumento da concentração de terras e da plantação de produtos que usam grandes quantidades de herbicidas.

Em 2003, as fazendas declaradas com área superior a 100 mil hectares ocupavam 2% de todo o território destinado a imóveis rurais no país, em 2015, o número saltou para 18%. Em 13 anos, a área cultivada de soja aumentou 79% no Brasil.

O aumento da produção rural também ajuda a entender esse crescimento no consumo de agrotóxicos. Em 2014, os produtos básicos assumiram a liderança das exportações, com 48% do total. Dos dez produtos mais vendidos pelo Brasil no exterior, sete vêm do campo.

A pesquisadora aponta ainda a política de incentivos às empresas produtoras de agrotóxicos, que têm 60% de desconto no imposto relativo à circulação de mercadorias no Brasil, dentre outros benefícios. 

De quem é a culpa?
Embora a lei brasileira seja permissiva, as autoridades tendem a jogar no produtor rural a culpa pelos casos de contaminação. Em audiência pública realizada na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados, em agosto de 2017, tanto o governo quanto a Anvisa atribuíram a contaminação por agrotóxicos à utilização inadequada.

O mesmo argumento foi usado pela coordenadora do Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes do ministério, Rosana Vasconcelos, em reportagem da Agência Câmara: "Quando se depara com o problema de uma praga, de uma doença na sua cultura, ele [produtor] não quer saber se é permitido para o mamão, ele quer saber se mata aquela praga para ele não perder a produção", afirmou.

Na mesma reportagem, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa que "o uso de agrotóxicos no Brasil está dentro dos padrões internacionais, mas reconheceu que há uma utilização equivocada que pode levar à contaminação". Procurado, o Mapa pediu para enviar os questionamentos à Anvisa. 

Leia a íntegra da nota da Anvisa:

"A Anvisa realiza a avaliação toxicológica dos agrotóxicos, antes de os mesmos serem registrados pelo Ministério da Agricultura. No Brasil, é  proibido o registro de agrotóxicos, seus componentes e afins:

- Para os quais no Brasil não se disponha de métodos para desativação de seus componentes, de modo a impedir que os seus resíduos remanescentes provoquem riscos ao meio ambiente e à saúde pública.

- Para os quais não haja antídoto ou tratamento eficaz no Brasil.

- Considerados teratogênicos, que apresentem evidências suficientes nesse sentido, a partir de observações na espécie humana ou de estudos em animais de experimentação.

- Considerados carcinogênicos, que apresentem evidências suficientes nesse sentido, a partir de observações na espécie humana ou de estudos em animais de experimentação.

- Considerados mutagênicos, capazes de induzir mutações observadas em, no mínimo, dois testes, um deles para detectar mutações gênicas, realizado, inclusive, com uso de ativação metabólica, e o outro para detectar mutações cromossômicas.

- Que provoquem distúrbios hormonais, danos ao aparelho reprodutor, de acordo com procedimentos e experiências atualizadas na comunidade científica.

- Que se revelem mais perigosos para o homem do que os testes de laboratório, com animais, tenham podido demonstrar, segundo critérios técnicos e científicos atualizados.

- Cujas características causem danos ao meio ambiente.

No que se refere ao monitoramento dos resíduos de agrotóxicos, favor olhar o link na Anvisa".

Fonte: UOL (Com Repórter Brasil)

Curta nossa página no Facebook

PGE-CE inicia seleção para estagiário em Direito

A Procuradoria-Geral do Estado do Ceará – PGE-CE, por meio do Centro de Estudo e Treinamento – Cetrei, inicia as inscrições para o Processo Seletivo de Estagiários 2018, com vagas destinadas aos estudantes de Direito das instituições conveniadas com o Governo do Estado.

As inscrições acontecem a partir do dia  05 de março a 05 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12 e das 14h às 18h, na sede da Procuradoria-Geral do Estado, no Cetrei, localizado na rua Dr. José Martins Rodrigues, 150, Bairro Edson Queiroz.

A seleção terá apenas um etapa com duas provas, uma objetiva e uma discursiva, com duração de 4h30min, em data e local a ser divulgado pela comissão organizadora. Ao todo são 70 vagas para alunos do Curso de Direito das faculdades conveniadas ao Centro de Estudos e Treinamentos da PGE-CE – Cetrei, destas, 10% (dez por cento) serão oferecidas aos candidatos portadores de deficiência física.

Os gabaritos oficiais e qualquer informação a ser divulgada pela Comissão Organizadora do Processo Seletivo de Estagiários 2018 serão afixados na sede da Procuradoria-Geral do Estado PGE-CE e divulgado no site, pelo endereço eletrônico http://www.pge.ce.gov.br.    

O estagiário vai atuar junto aos Procuradores do Estado, executando as atividades de pesquisa bibliográfica, consulta a livros, periódicos, súmulas e jurisprudências, voltadas para a elaboração de peças jurídicas, acompanhamento de processos judiciais e administrativos, bem como outras atribuições que estejam relacionadas à Advocacia Pública.

Os selecionados receberão bolsa de estágio mensal no valor de R$ 892,59 (oitocentos e noventa e dois reais e cinquenta e nove centavos) e auxílio-transporte. A jornada de atividade em estágio será de 20 (vinte) horas semanais. Só podem se inscrever alunos que tenham cursado, no mínimo, 40% dos créditos que se exige para a conclusão do respectivo curso.

O pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30,00, pode ser feito em casa lotérica, direto no caixa do banco ou transferência eletrônica. Não serão aceitos pagamentos feitos em depósito nos caixas eletrônicos (deposito em envelope).


Curta nossa página no Facebook

“Operação Ressaca” prende cinco pessoas no Cariri

A “Operação Ressaca”, iniciada na última quinta-feira (15), logo após o carnaval, se estendeu até o último domingo (18), com diversas ações de segurança realizadas pela Polícia Militar. As abordagens e saturações nas principais vias do Município resultaram na apreensão de duas armas de fogo, na recuperação de quatro veículos roubados, duas prisões por embriaguez ao volante, duas prisões por roubo e uma prisão por tráfico de drogas.

Durante a operação foram retirados de circulação um revólver calibre 32, apreendido durante uma abordagem realizada no bairro Lagoa Seca, e um rifle de calibre 22, apreendido durante uma averiguação de denúncia de ameaça no bairro Franciscanos.

Além disso, cerca de 0,320kg de entorpecentes foram apreendidos no bairro Pedrinhas juntamente com outros objetos como balança de precisão, um aparelho celular, embalagens para acondicionamento de drogas e dinheiro. A ação decorreu de uma denúncia de tráfico de drogas resultando na prisão de Anderson Silva Alencar, 25 anos, conhecido como ‘Ganso’. O mesmo foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Juazeiro do Norte.

Carnaval
Durante o feriado prolongado, a região do Cariri apresentou mais um número positivo em relação ao mesmo período do ano passado. Este ano, apenas um homicídio foi registrado, enquanto em 2017, seis foram contabilizados nas 25 cidades da Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19).

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte (CE): Aeroporto receberá obras no pátio

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
O Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri do Ceará passará por obras. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) o objetivo da reforma é garantir o nível de segurança das operações. Os trabalhos envolverão a reconstrução dos pavimentos rígido e flexível do pátio de estacionamento de aeronaves.

A ordem de serviço foi assinada nesta segunda-feira (19), no Ceará, em cerimônia que contou com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, além de representantes da Infraero.

Obras em março
Com investimento de R$ 2,6 milhões, as obras devem começar no mês que vem, com previsão de duração de aproximadamente seis meses, e serão de responsabilidade do Consórcio Souza Reis/AGC.

Localizado na região do Cariri, a apenas seis quilômetros do centro da cidade e a oito da rodoviária, o aeroporto tem capacidade para atender a até 800 mil passageiros por ano, sendo um dos maiores e mais movimentados do interior nordestino.

Foto: Infraero/Divulgação
Turismo religioso
Um dos principais destaques do terminal é o turismo religioso. Durante todo o ano, fiéis do padre Cícero Romão Batista procedentes de diversas regiões do país desembarcam no aeroporto para as romarias.

Na sala de embarque, os passageiros podem apreciar a imagem de Padim Ciço, como é conhecido na devoção popular. O ecoturismo também é um grande atrativo, principalmente pela Floresta Nacional do Araripe, primeira reserva ecológica do Brasil, datada de 1946, onde estão abrigados fósseis de dinossauros e peixes.

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Petrolina e Recife (PE), Campinas e Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Brasília (DF). São 18 operações diárias, entre pousos e decolagens.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Governo prepara pacote de projetos econômicos após naufrágio da reforma da Previdência

Após ver a reforma da Previdência naufragar de vez e retirar a matéria da pauta, o governo decidiu focar em pacote de projetos voltados à área econômica e de segurança pública. Ao chegar para a sessão de votação do decreto da intervenção federal assinado por Michel Temer na última sexta-feira (16), prevista para a noite desta segunda-feira (19), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que uma lista de pelo menos 15 projetos sejam analisados pela casa após os projetos de segurança pública sejam deliberados na Casa.

“Nós temos uma pauta de 15 ou 16 itens que estamos discutindo com a equipe econômica e que deve ser apresentado hoje ou amanhã para a imprensa”, afirmou Maia a jornalistas.

O presidente da Câmara afirmou que os projetos deverão dar um “bom caminho” para que a Casa continue votando projetos da área econômica, mas sem o impacto da reforma previdenciária.

Entre os projetos citados por Maia estão a privatização da Eletrobras; o cadastro positivo; a regulamentação das agências reguladoras; mudanças na Lei das Licitações; as regras sobre distrato; um projeto que poderá autorizar o Banco Central a remunerar depósitos sem necessidade de lastro de título público; e a autonomia do Banco Central, que passou a integrar a lista após pedido do presidente do BC, Ilan Goldfajn.


“Tem muitas matérias que podem ajudar a economia em 2018 além da Previdência. Tem muita coisa que pode ser feita para ajudar a estimular a economia esse ano”, declarou o deputado.

Segundo Maia, a expectativa é que a economia brasileira cresça mais de 3% e a arrecadação também seja acima do que é esperado pela equipe econômica. “Temos a possibilidade de ter um ano de 2018 independente da Previdência muito positivo”, acrescentou Maia.

Segurança
Segundo Maia, há pedidos para que projetos de segurança pública sejam votados a partir desta semana na Casa. Ele também afirmou que, após a reunião do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, em São Paulo, o projeto de endurecimento das leis será apresentado. “Acho que nos próximos 10 dias nós vamos ter um bom projeto de endurecimento na lei de combate ao tráfico de drogas e de armas somado ao sistema único de segurança”, vislumbrou.

Segundo Maia, o projeto que unifica os sistemas de segurança no Brasil está terminando de ser elaborado, e a expectativa é de que as lideranças discutam um esboço do texto já amanhã à tarde (terça, 20). Maia também afirmou que alguns projetos sob o guarda-chuva do tema da segurança pública já sejam votados a partir de amanhã.

Fonte: Congresso em Foco 

Curta nossa página no Facebook

Chuva intensa atinge a região do Cariri nas últimas 24 horas e causa estragos; Milagres registra 148 mm

Após chover em mais de 120 municípios cearenses nesta segunda-feira (19), a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) voltou a registrar precipitações em diversas regiões do Ceará nas últimas 24 horas, especialmente no Sul do Estado. No Cariri, por exemplo, duas cidades tiveram volume de chuva acima de 120 mm no período das 7h de segunda às 7h desta terça-feira (20).

A maior chuva das últimas 24 horas foi registrada no município de Milagres, onde a Funceme constatou um volume de 148 mm. Outra cidade do Cariri que apresentou forte precipitação no período foi Barro, com 122.4 mm. Ao todo, até às 9h40 desta terça-feira, pelo menos 96 municípios cearenses já haviam registrado chuvas no período analisado pela Funceme.

Além de Milagres e Barro, o Cariri também apresentou chuvas acima de 50 mm em outros dois municípios da região: Brejo Santo (58 mm) e Barbalha (51 mm). Outra precipitação significativa registrada no Estado nas últimas 24 horas aconteceu em Pentecoste, no Litoral do Pecém, onde o volume atingiu 70 mm.

Na Capital cearense, a Funceme não registrou precipitações no período analisado. Ainda na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Maracanaú e Caucaia foram os município que concentraram o maior volume de chuva no período, com 24.4 mm e 24 mm, respectivamente.

Para esta quarta-feira (21), a expectativa é de nebulosidade variável ao longo do dia, com eventos de chuva em todas as regiões do Estado. A mesma projeção é feita para a próxima quinta-feira (22).

As maiores chuvas registradas nesta terça-feira (20):



Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

ShareThis