Rádio Cariri FM fará cobertura total da Festa de Santo de Antônio 2019

A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, começa hoje (1º), com a popular "Noite das Solteironas". Desde as primeiras horas da manhã deste domingo (2), a rádio Cariri FM irá cobrir todo o evento da festa Pau da Bandeira, com uma grande equipe de profissionais: Fernanda Alves, Joselio Araújo, Francisco Ericsson, Francismar Gonçalves, Nivaldo Porfírio (Gonzagão), Darlan Sá, Clodoaldo Amaro e Netinho Santos. Você pode sintonizá-la no seu rádio através do dial 96,7 Mhz ou pelo aplicativo RadiosNet no link  https://bit.ly/2HPbnrG.

Ao longo dos 13 dias de festa, diversos artistas se apresentam, gratuitamente, no largo do Rosário e no Parque da Cidade. O festival também tem programação desenvolvida para animar a Rua da Matriz de Santo Antônio. Já na antiga estação, por exemplo, haverá um palco para a apresentação de mais de 50 grupos da própria cidade, além de festival de quadrilhas e manifestações populares.

Curta nossa página no Facebook

Festa do Pau da Bandeira, em Barbalha, deve atrair 600 mil pessoas

Reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, em 2015, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, começa hoje (1º), com a popular "Noite das Solteironas". Até o dia 13 de junho, data na qual o padroeiro da cidade é celebrado, devem circular entre 500 mil a 600 mil pessoas. Só no próximo domingo (2), quando o mastro é carregado pelo Centro Histórico, são esperadas 350 mil pessoas na terra dos "Verdes Canaviais".

Há 15 dias, um angico de 26 metros de comprimento, pesando cerca de duas toneladas, foi cortado para erguer a bandeira do "santo casamenteiro". A tradição de transportar o mastro no ombro, a pé, acontece desde 1928, antecedendo os festejos do Dia de Santo Antônio de Pádua. Cerca de 200 carregadores participam do cortejo. Antes disso, pela manhã, dezenas de folguedos populares, como reisado, lapinha, capoeira, maracatu são apresentados pelas principais ruas da cidade.

Duas décadas
Em 2019, a "Noite das Solteironas" completa 20 anos. A festividade é realizada sempre no sábado que antecede o hasteamento do pau da bandeira. A manifestação popular ficou conhecida por unir diversas simpatias voltadas ao Santo para as mulheres conseguirem um casamento.

Tem a pinga Xô Caritó, o pó Cata-Marido e um kit com a casca da madeira do angico, uma oração e uma fitinha com os dizeres "Santo Antônio, tende piedade de nós, as solteironas". Da casca é feito um chá e servido gratuitamente para quem quer subir ao altar. A criadora da tradição é a advogada Socorro Luna, 65, conhecida como a "solteirona mais famosa do Brasil".

"Barbalha está movimentada. Neste ano, o bolo das fitas será feito por chefes de cozinha do Cariri. Também trouxemos o doce 'o meu casou', uma brincadeira com o 'bem casado'. É muita fé no chá, nas orações", diz Socorro.

Comércio aquecido
As vendas na terra dos Verdes Canaviais aumentam, principalmente, no período que antecede a festa. Segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Barbalha, Alcides Marcelo Barbosa, nas últimas semanas melhorou muito o comércio de alimentos, bebidas e roupas.

Apresentações
Ao longo dos 13 dias de festa, diversos artistas se apresentam, gratuitamente, no largo do Rosário e no Parque da Cidade. O festival também tem programação desenvolvida para animar a Rua da Matriz de Santo Antônio. Já na antiga estação, por exemplo, haverá um palco para a apresentação de mais de 50 grupos da própria cidade, além de festival de quadrilhas e manifestações populares.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

01 de junho

  987 – Hugo Capeto é eleito rei da França.
1944 – Segunda Guerra Mundial: a BBC transmite uma mensagem codificada (a primeira linha de um poema de Paul Verlaine) para a resistência francesa, avisando da invasão iminente da Europa pelas forças aliadas.
1946 – O primeiro-ministro romeno Ion Antonescu é executado por ligações à Alemanha Nazi.

Nasceram neste dia…
1780 – Carl von Clausewitz, militar prussiano, autor de Da Guerra. (m. 1831).
1926 – Marilyn Monroe (foto), atriz estado-unidense (m. 1962).
1947 – Ron Wood, músico inglês, integrante dos The Rolling Stones.

Morreram neste dia…
1616 – Tokugawa Ieyasu, xogum japonês (n. 1543).
1890 – Camilo Castelo Branco, escritor português (n. 1825).
1962 – Adolf Eichmann, militar alemão, executado em Israel por crimes de guerra (n. 1906).

Fonte: Wikipédia

Crato: Projeto do novo mercado Walter Peixoto é apresentado

Com quase 34 anos de sua inauguração, o Mercado Walter Peixoto ganhou um novo projeto da gestão municipal. Mais moderno, mais bonito e mais acessível, com a reforma, o equipamento oferecerá também mais conforto aos consumidores, visitantes e vendedores.

Na tarde da última quarta-feira (29), a proposta passou pelo crivo das pessoas que vivem diariamente no local: os permissionários. Para isso, o novo projeto foi apresentado pelo prefeito Zé Ailton Brasil e pelo Secretário de Infraestrutura, José Muniz, aos permissionários.

Conforme apresentou o Chefe do Executivo, o espaço será redimensionado, reorganizado por área e atenderá a todas as exigências de acessibilidade e segurança. Ganhará ainda uma nova fachada e mais vagas de estacionamento. Será delimitado área de carga e descarga. E a área de alimentação será deslocada para um piso superior, com projeto semelhante ao do Shopping Popular do Crato, como uma praça.

“Queremos atrair os cratenses e os visitantes para conhecer o Mercado e assim melhorar a venda de cada um de vocês, ser mais atrativo para a população, garantindo limpeza e conforto para todos. Todos que estão lá têm a garantia que vão permanecer. Outro compromisso assumido é que não vamos diminuir os boxes, mas vamos padronizar”, afirmou o prefeito.

O novo Mercado Walter Peixoto causou uma boa impressão nos vendedores que compareceram à apresentação. Raimundo Elói da Cruz está no local há quase 33 anos e disse que a espera valeu a pena. “Gostei demais. Eles ajudam a gente e a gente ajuda eles. Vou inteirar 33 anos de mercado, criei meus filhos de lá e a reforma vai melhorar mais a nossa venda”, comentou.

Essa foi a primeira reunião acerca do novo mercado para apresentar a proposta arquitetônica aos permissionários. Agora, a gestão municipal vai fechar o levantamento da quantidade de boxes por cada área (hortifrúti, mercearia, carnes e alimentação) e seguir com a parte técnica. Todo o entorno do local também passará pelo reordenamento e todos os feirantes devem ficar apenas dentro do novo espaço, uma reivindicação antiga dos permissionários.

Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

STF confirma proibição de trabalho insalubre de gestantes e lactantes

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou nesta quarta-feira (29), inconstitucional o trecho da reforma trabalhista que abriu a possibilidade de gestantes e lactantes trabalharem em atividades insalubres. Por 10 votos 1, a Corte confirmou liminar proferida em maio pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, suspendendo a norma.

Com a decisão, segundo Moraes, fica valendo a regra anterior. Com o texto antigo da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), antes da reforma aprovada em 2017, a gestante deverá ser afastada de atividades e locais insalubres, devendo ser realocada em outro tipo de serviço. Não sendo possível, a empregada será afastada e terá direito a receber salário-maternidade.

Em seu voto, Moraes confirmou sua liminar e afirmou que a alteração na CLT permitiu que gestantes e lactantes continuem trabalhando em atividades insalubres e ainda previu que o afastamento só pode ocorrer após a apresentação de atestado médico.

Segundo Moraes, nesse ponto, a reforma trabalhista é inconstitucional por não proteger mulheres grávidas e lactantes. "Quem de nós gostaria que nossas filhas, irmãs, netas, grávidas ou lactantes, continuassem a trabalhar em ambientes insalubres?, questionou.

Pelo texto antigo da CLT, o Artigo 394-A definiu que a empregada gestante ou lactante será afastada de qualquer tipo de serviço e locais insalubres. Com a mudança, o mesmo dispositivo vetou o trabalho nas atividades perigosas, mediante apresentação de um atestado médico para que o afastamento seja realizado.

O voto de Moraes foi acompanhado pelos ministro Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e o presidente, Dias Toffoli. Marco Aurélio foi o único a divergir.

O caso chegou ao STF por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada pela Confederação Nacional de Trabalhadores Metalúrgicos. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também opinou pela concessão da liminar. Para Dodge, a exigência de atestado médico para o afastamento da gestante, conforme previsto na reforma trabalhista, transformava “em regra a exposição ao risco”.

Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook

30 de maio

1416 - Jerônimo de Praga é condenado à morte na fogueira por heresia, pelo Concílio de Constança, realizado na cidade de Constança, na Alemanha.
1431 - Em Ruão, França, Joana d'Arc é queimada na fogueira aos 19 anos por bruxaria.
1834 - Joaquim António de Aguiar, apelidado de O Mata-Frades, promulga uma lei, em Portugal, pela qual declarou extintos todos os bens religiosos.

Nasceram neste dia…
1469 - Rei D. Manuel I de Portugal (m. 1521).
1814 - Mikhail Bakunin, escritor russo (m. 1876).
1934 - Aleksei Leonov, cosmonauta russo.

Morreram neste dia…
1640 - Peter Paul Rubens, pintor flamengo (n. 1577).
1770 - François Boucher, pintor francês (n. 1703).
1778 - Voltaire (foto), filósofo e poeta francês (n. 1694).

Fonte: Wikipédia

Plantio de arroz no Crato se mantém apenas para consumo familiar

Pela abundância de água que corria nos rios, o Crato sempre teve o arroz como uma das principais produções. Há 10 anos, ainda que pequena em relação as outras plantações, o cultivo do cereal ocupava 500 hectares do Município, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A diminuição de chuvas e o baixo volume dos mananciais, entretanto, foi tornando extinto o cultivo.

A mandioca, que por muito tempo ficou esquecida na Chapada do Araripe, ultrapassou a plantação do grão com ocupação de 135 hectares, contra, apenas, 80 hectares do arroz.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos (SMDARH) estima que, em todo Crato, existam apenas 30 produtores. "Hoje, está em extinção não no só no Crato, mas em todo Cariri, a agricultura familiar de uma forma geral. O homem do campo que trabalhava em 10 tarefas, hoje trabalha em duas", afirma Zilcélio Alves, titular da SMDARH. O secretário lembra que, há 30 anos, o município era um grande produtor de arroz e a produção era altamente comercializada. Cada comunidade, inclusive, tinha suas máquinas para beneficiar o produto. "Hoje, só têm duas ou três, em todo o município. Os que cultivam, estão com dificuldade", lamenta.

Consumo familiar
No sítio Malhada, a 22 quilômetros da sede do Município, cerca de seis agricultores mantém a plantação de arroz no vale do Rio Carás. O grupo cultiva três espécies: vermelho, dourado e mitica. Como as chuvas deste ano a expectativa do grupo é ultrapassar 13 toneladas.

O agricultor José Humberto Sebastião Agostinho, de 54 anos, e seus irmãos cresceram plantando o cereal. Depois de ver sua família ir embora, foi o único que continuou. "Diz que o agricultor tem fé, mas não é fé. É obrigação. Eu mesmo não estudei, então o que a gente sabe fazer é isso aqui", enfatiza. Além do arroz, o agricultor planta feijão, milho, amendoim e fava. "Hoje ainda vendo por aqui mesmo, já que a maioria não produz", explica.

Praticamente todos os moradores da comunidade da Malhada trabalhavam com arroz e largaram pela diminuição do volume do Rio Carás. O aposentado José Monteiro foi um deles, que saiu do Crato para morar em São Paulo e tentar uma nova vida como operador de máquinas. "Quando saí daqui em 1974, o rio tinha muita água, muito peixe. Todo mundo plantava", recorda.

Antônio Joaquim Monteiro, 51, irmão de José, não abandonou a cultura mesmo com a escassez de chuvas. "O serviço meu é esse. Meu pai que ensinou pra gente. Na época, esse baixio era completo de arroz. Hoje, da Ponta da Serra pra cá, só tem plantação em três lugares", descreve. Com o elevado custo da produção, ele se mostra pessimista com o futuro. "Não tem que compre e quem quer ainda pede para vender 60 quilos por R$ 60. Futuramente vai acabar isso aqui", opina.

Incentivo
A SMDARH tem utilizado políticas públicas para tentar resgatar a produção de arroz no Município. Uma delas foi a criação do Programa de Aração de Terras dos Agricultores Familiares (Proara), que beneficiou 2 mil pessoas com a preparação da terra para a plantação, destes 33 agricultores no Sítio Malhada.

Outras políticas de incentivo que poderão contemplar os produtores de arroz a partir do ano que vem é o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Porém, a compra desta produção para a merenda nas escolas e equipamentos públicos ainda esbarra no uso de agrotóxicos de parte dos agricultores. "Se tornou uma coisa cultural o uso do veneno. Mas uma orientação nossa é acabar com a total utilização. Só podemos levar se não tiver o uso", reforça Zilcélio.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Governador Camilo Santana reúne bancada estadual e secretariado para debater ações prioritárias para o Ceará

O governador Camilo Santana reuniu nesta segunda-feira (27), no Palácio da Abolição, 39 deputados estaduais da base e os secretários de Estado. No encontro, o chefe do Executivo apresentou a situação fiscal do Governo e falou sobre os investimentos prioritários que serão realizados ao longo do ano no Ceará. Entre as principais ações, estão obras de infraestrutura hídrica e mobilidade urbana, além de melhorias para segurança pública, saúde e educação. 

“Essa reunião tem o objetivo de aproximar o poder Executivo do Legislativo, manter uma relação de respeito e independência, mas de aproximação e cooperação. Foi um momento também que tivemos a oportunidade de apresentar toda a equipe do Governo aos parlamentares presentes, os números do Estado e os bons resultados que temos tido nos últimos anos, mas também a preocupação com o cenário futuro”, explicou o governador, que revelou preocupação com o momento de incertezas na economia brasileira.

O encontro serviu também para que os deputados pudessem apresentar demandas das regiões que representam. “Sou um governo de diálogo. Quando você coloca à mesa todo seu secretariado e convida todos os parlamentares é exatamente para mostrar o compromisso e o respeito que nós temos com o Parlamento cearense”. Para o governador, esse encontro é importante, inclusive, quando o Executivo manda uma lei para a Assembleia e ela é pactuada e dialogada, facilitando a sua aprovação. “O Parlamento tem um papel muito importante na construção das políticas públicas do Governo e é essa aproximação que nós queremos cada vez mais”, destacou.

Um dos encaminhamentos da reunião foi realizar reuniões com cada setor do Governo. “Já houve com a Segurança Pública, Administração Penitenciária e Recursos Hídricos. A próxima será com a Secretaria de Saúde para ouvir qual é o planejamento e os números do Estado para poder dar sugestões. Essa aproximação é muito importante para a gente poder aperfeiçoar os serviços que o Estado oferece à população cearense”, avaliou Camilo Santana.

Pacto de Cooperação Federativa
Segundo o assessor especial de Relações Institucionais, Nelson Martins, o volume de recursos para o Pacto de Cooperação Federativa (PCF) tem sido significativo nos últimos quatro anos e deve permanecer, com um levantamento das prioridades, para que a população não saia prejudicada.

Na ocasião, o governador informou aos deputados que está organizando o caixa e buscando recursos para o Estado, para poder governar nestes quatro anos, apesar de um cenário nacional imprevisível. “Sugeri que a gente pudesse formar uma comissão de deputados para discutir com a área econômica do Governo de que forma podemos desburocratizar mais. É claro que estamos no limite de gastos este ano com relação a investimentos, então precisam ser definidas as prioridades e um volume de recursos liberados mensalmente para atender as emendas dos parlamentares”, declarou.

Cenário econômico
Durante o encontro, o secretário do Planejamento, Mauro Filho, apresentou a composição de gastos em 2018, e a sequência de execução, de 2015 a 2018, como o Estado que mais investiu no País. “Fez mais escolas, investiu. Isso puxa gastos com custeio”, disse, acrescentando que os concursos, investimentos na área de segurança renderam ao Estado 42% dos gastos com pessoal, um limite prudencial. “Muita cautela pela incerteza que beira a economia brasileira. Há perspectiva de redução ainda mais acentuada do PIB (Produto Interno Bruto – no Brasil)”, destacou.

Camilo acrescentou que, como o cenário não é muito positivo em âmbito nacional, com uma retração da economia brasileira, o maior esforço é manter o crescimento do Estado e gerar emprego. “O último resultado foi positivo no Ceará com relação a empregos com carteira assinada, mas há uma preocupação enorme de nossa parte desse desaquecimento da economia brasileira com reflexos aqui no Ceará”.

O governador citou que já vem mantendo regularmente reuniões no sentido de buscar redução de gastos sem prejudicar os serviços à população cearense e a ampliação de receitas, tentado diminuir a sonegação. “Isso tem feito o Ceará o estado com maior volume de investimento público nos últimos anos, um Estado transparente, que tem alcançado indicadores importantes na educação, saúde, na própria segurança”, avaliou.

Ele acrescenta que tem buscado alternativas para construir caminhos que possam garantir maior arrecadação para o Estado e dar mais eficiência aos serviços. “Desde o ano passado, inclusive, a Assembleia votou a reforma administrativa, onde cortei quase mil cargos comissionados – uma economia de R$ 22 milhões só para este ano de 2019”.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

O que é a gripe H1N1: sintomas, diagnóstico, vacina e tratamento

O H1N1 ficou famoso há uma década, quando uma epidemia desse subtipo do vírus da gripe provocou 2 mil mortes no Brasil. Em 2018, ele foi responsável por 65% dos óbitos decorrentes dessa doença. E ainda preocupa em 2019, porque já registrou vítimas fatais – especialmente no Amazonas, que inclusive antecipou sua campanha de vacinação para conter o surto.

O H1N1 causa os mesmos sintomas das outras versões do vírus influenza: febre alta, mal-estar, dor de cabeça, espirros e tosse. A diferença estaria no risco de complicações.

“Ele é um pouco mais virulento. Ou seja, multiplica-se rapidamente no organismo e provoca mais casos graves em jovens, asmáticos e gestantes”, comenta Rosana Richtmann, infectologista do Instituto Emílio Ribas, de São Paulo.

O H1N1 integra o time dos vírus influenza tipo A, do qual o H3N2 também faz parte. Esse agente infeccioso, aliás, parece ser mais perigoso para os idosos.

A outra família de influenza, do tipo B, geralmente se manifesta de maneira mais branda, segundo Hélio Bacha, infectologista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Os especialistas alertam, porém, que as diferenças de agressividade entre os subtipos da gripe são tênues, até porque dependem das constantes mutações que esses vírus sofrem. Em resumo, todos preocupam.

“Temos uma concepção de que o risco é maior quando se trata do H1N1, mas a gripe é uma ameaça sempre, principalmente quando há outras doenças presentes”, reforça Bacha. “Até o tipo B pode ser perigoso”, completa.

O que é diferente no H1N1
Basicamente, a estrutura do vírus, que possui algumas proteínas diferentes. Além disso, assim como todos os membros da família, o H1N1 sofre mutações frequentes – daí a necessidade de tomar a vacina anualmente, principalmente nas campanhas nacionais. O imunizante é atualizado de acordo com as variedades que estão circulando pelo mundo.

A boa notícia é que as mutações mais impactantes, com potencial extra para fazer estragos, são esporádicas. “A cada seis ou sete anos, temos mudanças mais significativas. Aí costumamos ter epidemias maiores, porque o sistema imune da população não conhece aquele agente, como ocorreu no Brasil anos atrás”, explica Bacha.

Diagnóstico e tratamento
Quando os sintomas aparecem, o ideal é procurar o médico. Em determinados casos de H1N1, pode haver dificuldade para respirar ou falta de ar – um sintoma que também surge em indivíduos acometidos com outros tipos de gripe, aliás.

No outono e inverno, quando a incidência da enfermidade é mais alta, nem sempre os médicos solicitam exames que façam essa diferenciação. Até porque o tratamento costuma ser igual.

“O importante é desconfiar do vírus influenza em geral e iniciar o tratamento nas primeiras 48 horas. Os remédios antivirais combatem qualquer um dos subtipos”, destaca Rosana Richtmann.

Mas atenção: esses fármacos (lembra do Tamiflu?) são prescritos nas situações com maior risco de complicações e morte. Diabéticos e idosos, por exemplo, são candidatos por possuírem um déficit no sistema imunológico.

Em casos mais simples, geralmente os médicos apenas manejam os sintomas. Eles oferecem antitérmicos para baixar a febre, analgésicos para controlar a dor, e por aí vai. Enquanto isso, o próprio organismo produz anticorpos para debelar a infecção – para ajudá-lo, repouse e se hidrate.

Como prevenir
Todos os subtipos da gripe são transmitidos da mesma maneira: pelo contato com gotículas da saliva e com secreções respiratórias de pessoas infectadas.

O vírus presente nessas partículas pode ficar ativo por horas em maçanetas, roupas, portas e outros objetos. Basta tocar em um deles e depois colocar a mão na boca ou nos olhos. Daí por que os especialistas pedem tanto para a gente lavar as mãos com frequência.

Para evitar a gripe, o ideal é se vacinar, especialmente se fizer parte dos grupos prioritários – crianças de até 6 anos incompletos, idosos, gestantes, indivíduos imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas…

“Tomar as doses anuais é a principal forma de prevenção”, crava Rosana. Como se fosse pouco, o imunizante diminui o risco de agravamento da doença.

No mais, vale tomar medidas básicas de proteção contra doenças no geral. Além de higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, mantenha os ambientes arejados e tape o nariz e a boca na hora de espirrar.

Indiretamente, adotar um estilo de vida saudável ajuda, porque reforça as defesas naturais do corpo. Durma bem, faça exercício e coma de maneira equilibrada.

Fonte: Saúde!

Curta nossa página no Facebook

Aumento de gastos com pessoal fazem Governo do Estado suspender concursos públicos temporariamente

O titular da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Mauro Filho, anunciou a suspensão temporária de todos os concursos públicos. A medida afetará as homologações e os chamamentos de concursos anunciados e em andamento em todas as áreas. A decisão foi divulgada nesta tarde durante coletiva sobre o plano de cortes do executivo estadual.

De acordo com o secretário, a justificativa é de que os gastos com pessoal entre janeiro e abril subiram 9,71% em relação a igual período do ano passado. "Foi um aumento de folha muito significativo; o maior aumento do Brasil", afirma Mauro Filho. O secretário pontua que em setembro a medida será reavaliada para saber se surtiu o efeito desejado.

Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em todo o ano de 2018, os custos com pessoal no Ceará cresceram 10,6% em relação a 2017. A variação foi a maior entre os estados brasileiros. O segundo colocado, o Pará, apresentou elevação de 8%.

Nos cálculos do Governo do Estado, o aumento dos gastos com folha de pagamento foi ainda um pouco maior do que registrou o Ipea, chegando a 11,6%. Em valores, a folha de pagamento deixou de custar aos cofres públicos R$9,12 bilhões em 2017 para custar R$10,2 bilhões no ano passado.

A Seplag ainda revelou que os gastos com pessoal representaram 42% de toda a composição de gastos do Poder Executivo em 2018, detendo a maior parcela de recursos originados em todas as fontes.

Protesto
Concomitante ao anúncio das medidas, servidores públicos realizam protesto na porta da sala de coletiva. A reinvindicação é respeito ao servidor e reajsute salarial de 20%.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Gabriel Diniz faria show na festa de Santo Antônio em Barbalha e na Expocrato

O cantor Gabriel Diniz, conhecido pelo hit “Jenifer”, que morreu nesta segunda-feira (27), aos 28 anos, na queda de um avião de pequeno porte no povoado Porto do Mato, em Estância, na região sul de Sergipe, tinha dois shows agendados no Cariri. No próximo dia 5, dentro da programação dos Festejos de Santo Antônio, o cantor se apresentaria no Parque da Cidade, em Barbalha.

Já no dia 18 de julho, Gabriel Diniz teria novo reencontro com os fãs do Cariri, desta vez, se apresentando no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante, dentro da programação artística da Expocrato 2019.

O acidente
O cantor Gabriel Diniz, de 28 anos, que morreu em um acidente com um avião de pequeno porte, na tarde desta segunda-feira (27), em Sergipe, teve o corpo reconhecido por amigos que estiveram no local da queda.

O avião de pequeno porte com três pessoas a bordo caiu de bico em um mangue localizado no povoado Porto do Mato, em Estância. Parte da aeronave ficou soterrada no local, segundo o Corpo de Bombeiros. Antes da confirmação da morte, documentos do cantor, incluindo um passaporte, foram encontrados próximos aos destroços da aeronave.

Além de Gabriel Diniz, foram identificadas as outras duas vítimas Linaldo Xavier e Abraão Farias, diretores do Aeroclube de Alagoas.

Curta nossa página no Facebook

MPCE investigará possíveis fraudes no concurso público de Juazeiro do Norte

Após o tumulto no primeiro dia de seleção do concurso público para a Prefeitura de Juazeiro do Norte, alguns candidatos procuraram o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), nesta segunda-feira (27), para prestar esclarecimentos. O órgão está investigando possíveis irregularidades no certame. As provas que seriam aplicadas, no último domingo (26), para cinco cargos foram adiadas para o dia 9 de junho.

A confusão começou na manhã de ontem, no campus Pimenta, da Universidade Regional do Cariri (URCA), em Crato, local cedido para a aplicação das provas. Lá, mais 2 mil candidatos eram aguardados. Porém, a abertura dos portões atrasou em mais de uma hora, gerando desconfiança e insatisfação. Por isso, a seleção para Enfermeiro ESF, Engenheiro Ambiental e Engenheiro Elétrico foi adiada.

Já em outro local, em Juazeiro do Norte, as provas para os cargos de Contador e Educador Físico foram adiadas devido problemas com o lacre de um dos pacotes com as avaliações impressas.

O promotor Silderlândio do Nascimento confirmou que vários candidatos procuraram o MPCE nesta segunda-feira. “Estamos coletando informações. Apurando, especialmente, o que aconteceu no Crato. O que levou os candidatos a saírem de suas salas com as provas. Estamos fazendo diligências, mas não podemos detalhar”, explica.

Junto dele, os promotores Alessandra Magna Ribeiro e Flávio Côrte, todos da comarca de Juazeiro do Norte, participam da apuração. “Estamos procurando ver se outras provas de conhecimentos gerais foram replicadas pela manhã, para saber se a medida de anular só aquelas provas foi suficiente. A tarde não houve problema”, antecipa Silderlândio.

Caso seja encontrado alguma irregularidade, o MPCE deverá judicializar. “O que aconteceu foi algo grave. É um município que não tem concurso há mais de 10 anos. A gente lamenta, pois, os candidatos investiram tempo, dinheiro, tudo para tentar ter acesso ao cargo público”, completa o promotor.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

28 de maio

1358 - Tem início a Jacquerie, uma revolta popular em França.
1588 - A Invencível Armada, com 130 navios e 30 000 homens, começa a levantar âncora de Lisboa rumo ao Canal da Mancha.
1926 - Em Portugal, um golpe de Estado leva à queda da I República e abre caminho à implantação do Estado Novo.

Nasceram neste dia…
1908 - Ian Fleming, escritor britânico (m. 1964).
1923 - György Ligeti, compositor húngaro (m. 2006).
1959 - Bernardinho (foto), treinador e ex-jogador brasileiro de voleibol.

Morreram neste dia…
1357 - D. Afonso IV de Portugal (n. 1291).
1787 - Leopold Mozart, compositor e violinista austríaco (n. 1719).
1972 - Eduardo VIII do Reino Unido (n. 1894).

Fonte: Wikipédia

'Jenifer' fala sobre acidente com avião de Gabriel Diniz

Protagonista do clipe da música "Jenifer", a atriz global Mariana Xavier comentou sobre o acidente envolvendo o avião do cantor Gabriel Diniz, de 28 anos, ocorrido nesta segunda-feira (27). Diniz estava a bordo da aeronave, segundo sua assessoria.

"Estou em choque. Vim para Nova York, nos Estados Unidos, comemorar o meu aniversário e agora recebi as informações de que rolou a queda do avião do Gabriel. Recebi a notícia de maneira muito truncada. Estou sem acreditar no que aconteceu", disse Mariana em entrevista a QUEM.

O avião bimotor caiu em um mangue localizado no povoado Porto do Mato, em Estância, na região Sul de Sergipe, no início da tarde desta segunda-feira (27). O corpo de Gabriel Diniz foi reconhecido por amigos que estiveram no local do acidente.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Gratuito e sem propaganda, como o WhatsApp ganha dinheiro?

Não cobra assinatura. Não cobra para fazer o download. Não tem anúncios. Não tem compras dentro do aplicativo. Mas, então, como o WhatsApp ganha dinheiro? Ou melhor, que tipo de magia fez o Facebook decidir comprar o app por R$ 19 bilhões, em 2014?

Quando fundado em 2009 por Brian Action e Jan Koum, ex-funcionários do Yahoo!, o WhatsApp cobrava US$ 1 por instalação em alguns países. Em outros, a empresa cobrava US$ 1 por ano como forma simbólica de assinatura. E em alguns outros, o app era completamente gratuito --era o caso do Brasil.

Em agosto de 2014, ano da compra pelo Facebook, cerca de 600 milhões de pessoas usavam o aplicativo de mensagens, de acordo com o site Statista. Até setembro do mesmo ano, os relatórios financeiros do Facebook apontavam que o faturamento da empresa não ultrapassava a casa do US$ 1,3 milhão, menos de um centésimo do valor da compra.

Se você pensou "então o WhatsApp não dá dinheiro", isso faz algum sentido. O que levou o Facebook a gastar tanto, então?

Especialistas apontam o "big data" --campo da tecnologia que lida com grandes volumes de dados digitais-- como impulsionador da compra. Com mais informações, a empresa de Zuckerberg pode analisar melhor o comportamento dos usuários.

Em agosto de 2016, o WhatsApp começou a compartilhar dados com o Facebook. O objetivo? Fomentar relações entre as bases de Facebook, WhatsApp e Instagram -sugerir amizades em uma rede baseado em contatos da outra, por exemplo-- mas, principalmente, otimizar a recomendação de publicidade. Afinal, é aí que está o maior volume de faturamento do Facebook atualmente.

Além disso, em outubro do ano passado o então executivo-chefe do WhatsApp, Jan Koum, anunciou o WhatsApp Business. A versão para negócios já está funcionando no Brasil e tem recursos como:
  • Respostas automáticas para perguntas frequentes;
  • Marcadores para organizar contatos e bate-papos;
  • Filtragem de listas de bate-papo.
  • Mensagens para apresentar a empresa aos clientes
  • Informações sobre os horários que a empresa está disponível para contato
  • Estatísticas sobre as interações no perfil empresarial, como número de mensagens enviadas, recebidas e lidas.
A cobrança por estes recursos finalmente está gerando receita consistente para a empresa. Brasil, Alemanha, Indonésia, Índia, México, Reino Unido e Estados Unidos são alguns dos países que o adotaram. As mensagens serão cobradas a uma taxa fixa para entrega, variando de US$ 0,05 a US$ 0,09 por mensagem, dependendo do país.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Morre Gabriel Diniz, cantor do hit "Jenifer"


O cantor Gabriel Diniz, de 28 anos, morreu em um acidente com um avião de pequeno porte, na tarde desta segunda-feira (27), em Sergipe. O corpo do artista foi reconhecido por amigos dele que estiveram no local da queda.

O avião de pequeno porte com três pessoas a bordo caiu de bico em um mangue localizado no povoado Porto do Mato, em Estância. Parte da aeronave ficou soterrada no local, segundo o Corpo de Bombeiros. Antes da confirmação da morte, documentos do cantor, incluindo um passaporte, foram encontrados próximos aos destroços da aeronave.

Além de Gabriel Diniz, foram identificadas as outras duas vítimas Linaldo Xavier e Abraão Farias, diretores do Aeroclube de Alagoas.

Conhecido pelo hit 'Jenifer', o cantor havia feito um show em Feira de Santana (BA), na noite deste domingo (26).

De acordo com o G1 Sergipe, uma moradora da região disse que o avião passou por cima da casa dela e caiu em seguida. Foi ouvido um estrondo no local.



Gabriel Diniz gravou vídeo antes de aeronave cair


Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

8 combinações de alimentos para emagrecer (e seis combinações que é melhor evitar)

Combinar alimentos não só deixa os mais pratos mais saborosos, mas também pode ajudar a perder peso de uma forma muito mais saudável. Vários estudos mostram que a combinação faz com que a capacidade de engordar seja reduzida.

Sugerimos que você experimente estas oito combinações para ajudá-lo a perder peso e apresenta as seis que é melhor evitar.

Lembre-se sempre: para garantir uma boa saúde e uma perda de peso eficiente, procure a ajuda de um profissional.

1. Legumes + ovo cozido
De acordo com um estudo, os ovos favorecem a absorção de carotenoides, pigmentos que dão cor aos vegetais e são um grande aliado nas dietas de perda de peso. Assim, a partir de agora, o ovo cozido pode ser um ingrediente a mais em todas as suas saladas.

2. Atum + gengibre
O gengibre aumenta o esvaziamento gástrico e bloqueia as enzimas que promovem a inflamação, enquanto o atum contém Ômega-3, que impede o armazenamento de gordura no abdômen. É uma combinação perfeita, se você quiser se livrar de quilos extras.

3. Espinafre + óleo de abacate
Estes dois super alimentos são seus novos aliados para apaziguar a fome: óleo de abacate, que também ajuda a melhorar os níveis de colesterol e contém vitaminas B e E, além de potássio e espinafre, que produz a sensação de saciedade e fornece muito poucas calorias.

4. Milho + legumes
De acordo com um estudo, uma dieta que inclui vegetais uma vez por semana é mais eficaz para a perda de peso do que uma com as mesmas calorias, mas sem eles. Segundo a mesma pesquisa, adicionar milho aumenta o efeito de emagrecimento — o grão contém um amido resistente, que faz com que o corpo não seja capaz de absorver o máximo de suas próprias calorias e glicose.

5. Melão + uvas vermelhas
O melão é um diurético natural, que ajuda a evitar a retenção de líquidos e as uvas contêm um antioxidante que ajuda a reduzir o acúmulo de gordura. Uma combinação ideal para acabar com o inchaço.

6. Frango + pimenta Caiena
O frango, sendo um alimento rico em proteínas, ajuda você a ficar saciado por mais tempo e faz você ingerir menos calorias nas refeições seguintes. A pimenta Caiena, por sua vez, acelera a queima de gordura e tira o apetite.

7. Batatas + pimenta  
De acordo com um estudo, as batatas dão mais sensação de saciedade do que os cereais integrais e ainda são ricas em potássio — embora tenham muito carboidrato de fácil digestão. Se você quer perder peso, deve comê-las com moderação, cozidas ou assadas e sem molhos ou manteiga. Em vez disso, tempere-as com pimenta, uma vez que esta tem a capacidade de interferir na formação de novas células de gordura.

8. Café + canela
A canela contém poderosos antioxidantes que reduzem a flacidez da barriga, enquanto o café diminui o apetite. Então, se você está tentando perder alguns quilos, nada melhor do que começar o dia com um magnífico café com canela.

Agora que você sabe qual combinação de alimentos vai ajudar você a perder peso, saiba quais combinações deve evitar:
  • As proteínas e os carboidratos, como os hambúrgueres
  • Dois tipos diferentes de proteínas, como bacon e ovos
  • Proteínas e carboidratos, como frango e massas
  • Carboidratos e açúcares, como batatas e ketchup
  • Açúcar e gordura, como sorvete ou produtos de padaria
  • Frutas com outros alimentos, como morangos com sorvete (que contém gordura e açúcar)

Fonte: Incrível

Curta nossa página no Facebook

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Queiroz pagou cirurgia em hospital com R$ 133 mil em dinheiro vivo

Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), pagou R$ 133,5 mil em espécie por uma cirurgia no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

A informação foi publicada pelo jornal "O Globo". Inicialmente, foi divulgado que Queiroz pagou R$ 64,5 mil em dinheiro para a unidade particular de saúde. Mais tarde, outra informação foi confirmada, a de que mais R$ 69 mil, também em espécie, foram pagos à equipe médica que atuou na cirurgia para a retirada de um câncer no cólon.

O advogado Paulo Klein, que defende Queiroz, confirmou as informações e disse que ele não cometeu qualquer crime. O hospital informou que não comenta pagamento de pacientes.

O pagamento ao hospital foi feito em 14 de fevereiro. Na nota fiscal eletrônica obtida pela TV Globo e pela GloboNews, o valor da despesa é de R$ 86 mil. Nela consta um desconto de R$ 16 mil — o equivalente a 20% do custo. O total ficou em R$ 70 mil.

Os outros R$ 5.420 foram quitados por meio de cartão de crédito, como disse o advogado dele à TV Globo.

O defensor afirmou ainda que o dinheiro estava guardado para quitar negócios imobiliários e que vê com naturalidade o fato de o Ministério Público investigar a origem dos recursos.

Segundo o advogado, a comprovação dos pagamentos com recursos próprios e dentro da capacidade econômica de seu cliente reforçam que Queiroz não cometeu crime.

Na nota fiscal, dá para ver que Queiroz ficou internado de 30 de dezembro de 2018 a 8 de janeiro de 2019.

No final de dezembro, ele faltou um depoimento do Ministério Público em razão de problemas de saúde. O MP afirma que há indícios da existência de uma organização criminosa, formada por dezenas de integrantes do gabinete do ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro.

Os dois tiveram os sigilos bancários e fiscal quebrados com autorização da Justiça, assim como oito deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

A investigação começou depois que o MP recebeu um relatório de inteligência financeira do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

O documento revelou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz entre janeiro de 2016 e o mesmo mês do ano seguinte, incluindo depósitos e saques.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Você tem direito a restituição de ICMS pago em contas de luz: veja como pedir seu dinheiro de volta

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
As contas de energia pagas pelos consumidores de todo o País têm, na composição do valor, a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O problema é que ele é calculado em cima de itens que vão além daqueles previstos em lei, sendo, consequentemente, ilegais. Assim, os valores pagos indevidamente podem ser ressarcidos se reclamados em juízo, mesmo que o assunto ainda aguarde uma decisão definitiva do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O secretário-geral da Comissão de Direito Tributário da OAB-CE, Victor Maia, explica como se dá essa possibilidade de reembolso e como proceder para requerê-lo.

Por que esse reembolso é possível? As cobranças eram ilegais?
A transmissão da energia elétrica, no Brasil, está sujeita à cobrança do ICMS, imposto estadual, cobrado do consumidor através da conta de energia enviada pela Concessionária.

Ocorre que, historicamente, o cálculo desse imposto tem incluído tarifas referentes à distribuição – TUSD – e à transmissão – TUST – da energia elétrica, que não se confundem com o valor pago pela energia efetivamente consumida.

A lei não prevê a tributação dessas tarifas pelo ICMS, logo, os cálculos realizados mensalmente nos últimos anos têm ocasionado uma cobrança maior e ilegal do imposto, razão pela qual esse valor indevido poderá vir a ser reembolsado pelo contribuinte.

Quem pode pedir o reembolso?
Qualquer pessoa física ou jurídica que tenha consumido energia elétrica nos últimos cinco anos esteve sujeito a essa cobrança a maior do imposto poderá buscar reaver o valor indevidamente desembolsado.

Como proceder para pedir o ressarcimento?
O pedido de ressarcimento deverá ser feito junto à Justiça Estadual e aguardará o julgamento do Superior Tribunal de Justiça sobre a matéria, que terá aplicação obrigatória nos casos em andamento.

É possível pedir o ressarcimento mês a mês dos últimos 5 anos?
Sim, toda pessoa física ou jurídica consumidora de energia elétrica poderá solicitar o ressarcimento do ICMS indevido recolhido nos últimos cinco anos. Para comprovar o pagamento a maior, basta juntar os comprovantes de quitação das contas de energia elétrica desse período.

Como calculá-lo?
Para calcular o valor a receber e ajuizar o pedido de restituição, recomenda-se procurar um advogado especializado em direito tributário, que terá, com mais segurança, condições de viabilizar esses procedimentos.

Além disso, hoje, diversas entidades de defesa do consumidor disponibilizam na internet calculadoras intuitivas que estimam, de forma bastante precisa, o valor passível de ser reembolsado.

[Acesse a calculadora de restituição do ICMS da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste.]

O STF também se pronunciará sobre o assunto? Se for decidido que a cobrança é legal, esse valor poderá ser cobrado novamente?
Hoje, a matéria está para ser julgada definitivamente pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). As probabilidades se mostram favoráveis ao contribuinte, pois esse mesmo Tribunal Superior tem se manifestado, nos últimos anos, no sentido da ilegalidade da cobrança.

Após o posicionamento do STJ, dificilmente a matéria seguirá para apreciação do Supremo Tribunal Federal, que já entendeu, em algumas decisões passadas, não ser competente para julgar a matéria, por não se tratar de afronta à Constituição.

Por fim, os contribuintes que já conseguiram o ressarcimento não poderão ser cobrados novamente desses valores, em caso de decisão desfavorável do Superior Tribunal de Justiça, pois estarão protegidos pela decisão judicial já definitivamente julgada que garantiu a restituição obtida.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Inscrições para vestibular das Faculdades e Centros Técnicos do Centec se encerram nesta quinta-feira (30)

As inscrições para o vestibular e processo seletivo 2019.2 das Faculdades e Centros Técnicos do Centec vão somente até a próxima quinta-feira, dia 30 de maio. Estão abertas, ao todo 580 vagas para dois cursos superiores tecnológicos e oito cursos técnicos nas Faculdades de Tecnologia Centec (Fatec), em Juazeiro do Norte e Quixeramobim; e nos Centros Vocacionais Técnicos (CVTEC) em Crato e São Gonçalo do Amarante. As inscrições estão disponíveis aqui.

Na Fatec Sertão Central, estão sendo ofertados os cursos superiores de tecnologia em Alimentos e Gestão do Agronegócio; e o curso técnico em Panificação. Na Fatec Cariri, os participantes podem escolher entre os cursos técnicos em Eletrotécnica, Eletroeletrônica, Mecânica e Meio Ambiente. Já no CVTEC Crato há vagas para o curso técnico em Cozinha; e no CVTEC São Gonçalo do Amarante é possível escolher entre Eletromecânica, Metalurgia ou Meio Ambiente. Todos cursos são gratuitos e contam com a parceria da Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Este ano, o Centec conta o exemplo do professor Ciswal Santos, ex-aluno do curso de Eletroeletrônica da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec), no Cariri, que conquistou uma vaga na concorrida Universidade de Harvard (EUA), com um projeto sustentável para casas do semiárido nordestino. “A Fatec e o Centec plantaram em mim uma semente de desenvolvimento tecnológico e inovador. Eu cheguei na faculdade e vi laboratórios, salas de aula, professores amigos e tudo pertinho de mim, na minha cidade. Então, quem tiver vontade de crescer, aprender e mudar o Brasil, não pode perder a oportunidade de estudar na Fatec”, convida Ciswal direto de Cambridge, cidade onde fica Harvard, no estado de Massachusetts, Estados Unidos.

Cerca de 50% das vagas são destinadas a candidatos que cursaram todo o Ensino Médio em escolas públicas; e 3% são reservadas para pessoas com necessidades especiais. A taxa de inscrição custa 25 reais e é possível solicitar isenção do pagamento. A prova será dia 9 de junho das 9h às 13h; e as aulas estão previstas para iniciar no dia 5 de agosto. Confira abaixo a distribuição de vagas por turno e unidade. 
  • Acesse aqui o edital do Vestibular 2019.2 (Cursos superiores)
  • Acesse aqui o edital do Processo Seletivo 2019.2 (Cursos técnicos)
  • INSCREVA-SE AQUI!
Serviço:
O quê: Vestibular e Processo Seletivo 2019.2 do Instituto Centec
Quando: Inscrições de 15 de abril a 30 de maio
Onde: www.centec.org.br

Curta nossa página no Facebook

Com novo 'Minha Casa, Minha Vida', mais pobres não serão mais proprietários dos imóveis

No novo programa Minha Casa Minha Vida, que deve ser anunciado pela administração Jair Bolsonaro no início de julho, os beneficiários mais pobres terão de alugar imóveis do governo por um valor simbólico em vez de pleitearem um financiamento para aquisição da casa própria. Essa é uma das mudanças que estão sendo pensadas para o principal programa de habitação do País, que será remodelado e ganhará novo nome, afirmou ao Estado o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

O programa terá mudanças significativas nas regras, mas as alterações serão feitas somente nas linhas destinadas a atender aos mais pobres, que acessam o Minha Casa Minha Vida por meio das chamadas “faixa 1” (para famílias com renda até R$ 1,8 mil) e “faixa 1,5” (com renda até R$ 2,6 mil), explicou o ministro. Na faixa 1, onde entram os subsídios mais pesados para a aquisição do imóvel (o governo chega a bancar mais de 90% do valor), foi identificada a maior parte das falhas do programa, de acordo com Canuto.

Um dos principais problemas é a comercialização irregular de casas. O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que faz a gestão do programa, identificou que, em alguns casos, as famílias que se habilitam ao faixa 1, cujas parcelas de empréstimo variam de R$ 80 a R$ 270, acabam vendendo os imóveis a terceiros para ganhar algum dinheiro e voltam, assim, à condição de vulnerabilidade.

O plano de “locação social” pensado pelo ministério surgiu para atacar essa falha. Uma vez construído o condomínio do Minha Casa, a família poderá morar no imóvel, mas sem o direito de posse. No papel, a unidade seguirá pertencendo ao Estado. “Você presta o serviço de moradia, coloca um valor de aluguel compatível com as condições familiares, mesmo que ele seja muito baixo, mas não será esse recurso que vai financiar o imóvel e manter a administração do condomínio”, disse Canuto.

Para ter direito ao aluguel, os beneficiários terão de frequentar ações sociais do próprio governo, como programas de capacitação. A ideia, inspirada num programa habitacional francês, é que as moradias no faixa 1 sejam apenas de “transição” e, com o tempo, a família possa aumentar de renda e se habilitar a um financiamento imobiliário – da faixa 1,5 ou até da faixa 2 do programa (famílias com renda de até R$ 4 mil). “Quando às pessoas é dada a chance para que se capacitem, com o tempo elas buscam melhorar de vida, é o caminho natural”, disse.

No limite, explicou Canuto, a família poderá optar por fazer um empréstimo para a aquisição da casa que estava alugando do Estado. Independentemente do imóvel escolhido, os beneficiários terão prioridade para acessar os financiamentos das faixas superiores do Minha Casa.

Ainda está em análise a criação de prazo máximo para a permanência da família no imóvel alugado. Canuto disse que, “em um caso ou outro”, pode-se definir um limite.

Exceções para a posse do imóvel   
Haverá exceções para o modelo de aluguel em três casos: quando a família for removida de área de risco, vítima de calamidade ou reassentada por causa de uma obra do governo. As famílias nessas situações terão a posse do imóvel.  “Entendemos que, nesses casos, há necessidade de usar o faixa 1 da forma como conhecemos hoje: o governo constrói o imóvel e repassa a propriedade para aquela pessoa que foi selecionada de forma especial. A prioridade aqui, em muitos casos, será a preservação da vida”, disse o ministro.

Na faixa 1,5, a preocupação do governo é evitar a inadimplência e a tomada de casas pela Caixa, que administra os repasses do programa. Para isso, está em análise estabelecer regras mais duras para o acesso, que não considerem apenas a renda máxima para acessar a linha de financiamento, mas também uma renda mínima. “Vimos que há famílias que se programam para pagar a prestação, mas não para bancar outros custos, como água e luz e acabam não conseguindo pagar as parcelas”, disse.

Os novos condomínios do Minha Casa também devem ter um limite no número de unidades. A ideia é vetar que sejam erguidos “megaempreendimentos”, evitando situações de conflito social e aumento da ocorrência de crimes. “O que está na nossa cabeça são 500 unidades. Em condomínios desse porte, parece que não há tanto conflito, mas o número ainda será definido.

De acordo com Canuto, tanto o teto para construção de casas num mesmo empreendimento como as demais regras do novo Minha Casa serão definidas em conjunto com a equipe econômica e com a Caixa.

A proposta do MDR já foi enviada ao Ministério da Economia, mas as conversas seguem. Canuto disse ainda que nada será fechado antes de o governo ouvir os empresários do setor e conselhos habitacionais dos Estados. O plano é que tudo esteja definido no mês que vem para que, no início de julho, um projeto de lei seja enviado ao Congresso em regime de urgência.

Sem mudanças nas faixas mais altas 
Na faixa 2 e na faixa 3 (renda familiar até R$ 9 mil) não haverá modificações, a princípio. Segundo Canuto, houve grande sucesso na faixa 2, que é a linha que mais entregou unidades e atraiu construtoras.  “Das faixas do programa, essa é a mais exitosa, não só pelos números absolutos, mas porque inadimplência é muito baixa, a qualidade dos conjuntos é muito bom. As falhas que identificamos são mínimas e não mudaremos. Está rodando bem.” Na faixa 3, na qual o subsídio do governo é “residual”, também não serão feitas alterações, disse o ministro.

União doará terrenos para o Minha Casa
A forma como o governo vai subsidiar a construção dos empreendimentos no Minha Casa Minha Vida também vai mudar. A proposta do MDR é que terrenos e imóveis que pertençam a prefeituras, Estados e União sejam doados a construtoras que, em contrapartida, irão se comprometer a erguer condomínios do programa.

“Para uma empresa, pode ser interessante ficar com um prédio do governo que está abandonado no centro do Rio de Janeiro, reformá-lo, alugar salas e ganhar um dinheirão. E, em contrapartida, construir para nós um conjunto habitacional no Complexo do Alemão”, exemplificou o ministro Gustavo Canuto.

A gestão do empreendimento, que terá casas alugadas a famílias de baixa renda, ficará a cargo da iniciativa privada. E a concessão desse serviço será incentivada também pela doação de terrenos. 

Uma empresa interessada num imóvel do governo terá de se comprometer a bancar a administração condominial de um Minha Casa Minha Vida por 20 ou 30 anos.

“Problemas de conflito social, falta de segurança, ordenamento territorial: isso só se revolve com administração de condomínio. Tem de ter administração profissional garanta segurança, ordem e impeça esses conflitos”, disse o ministro.

Um novo condomínio do programa só sairá se os dois contratos – de construção e administração - estiverem fechados com o setor privado, afirmou Canuto. 

Ao negociar ativos da União e de outros entes federativos, a ideia é reduzir os subsídios do programa. Em alguns casos, porém, será preciso investir recursos diretamente para que o condomínio seja viabilizado, afirmou o ministro.

”Tenho R$ 4 bilhões para investir no Minha Casa Minha Vida em 2019. Se isso representar 40% do meu investimento de capital, terei 60% a mais. Aí depende do caso. Tem regiões em que a disponibilidade para fazer uma compensação de capital vai ser maior, em outras será menor”, explicou.

Segundo o ministro, “é provável” que o ritmo de construção de unidades dentro do programa se reduza, mas o governo conseguirá chegar a regiões que hoje estão desatendidas.

“Teremos um olhar muito mais detido. Vamos construir em locais mais difíceis de ficar pronto e atingir o País de forma mais igualitária. A ênfase será nas regiões Norte e Nordeste. Queremos atacar regiões que mais precisam e não as que são mais fáceis construir, como hoje acontece”, disse Canuto.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Senadores analisam tirar Bolsonaro do cargo sem a necessidade de impeachment

Senadores e deputados analisam tocar um tipo de reforma política específica que tem o potencial de reduzir o tempo do ocupante do Palácio do Planalto, com a aprovação de um "recall" para o mandato de presidente e o fim da reeleição para cargos executivos. 

Convencidos de que a incerteza política pode agravar a crise, senadores analisam colocar na pauta do colégio de líderes proposta de emenda à Constituição que cria a possibilidade de revogação, pelos próprios eleitores, do mandato de presidente da República. A proposta, relatada pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), está pronta e tem a simpatia do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e de senadores do MDB, do PP e do PSDB.

Na prática, o texto cria um gatilho para tirar o presidente da República do cargo sem a necessidade de impeachment. Para isso, seriam necessárias assinaturas de, no mínimo, 10% dos eleitores que compareceram à eleição presidencial mais recente. Se aprovado, o Congresso convocaria um referendo popular para discutir se revoga ou não o mandato do presidente.

O projeto está pronto para ir a votação no plenário do Senado. Depois, precisa passar pela Câmara. Caso aprovado nas duas Casas, caberá à Mesa do Congresso, formada por deputados e senadores, promulgar a medida. Como se trata de uma emenda constitucional, Bolsonaro não tem poder de veto, diferentemente do que ocorre com projetos de lei ordinários. Apenas uma decisão do Supremo apontando alguma inconstitucionalidade poderia anular o ato que levaria ao referendo.

Centrão
Essa não é a única reação. Na Câmara, líderes do Centrão - grupo de partidos capitaneado por PP, PL (ex-PR), PRB, DEM e Solidariedade que está à frente de uma série de derrotas ao governo - voltaram a discutir o fim da reeleição para cargos executivos, como presidente e governadores. A avaliação é a de que a pauta teria de ser "engolida" por Bolsonaro, que já defendeu, inclusive, durante a campanha, o fim da reeleição.

Há, contudo, entre deputados e senadores, os que afirmam que qualquer medida assim "pareceria oportunismo" e aumentaria os movimentos de jogar a população contra o Congresso. A possibilidade de estimular ainda mais os ataques à classe política preocupa o presidente do Senado, Alcolumbre, e o da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que se esforçam para reduzir a tensão na relação com o Planalto.

Em reunião com a cúpula do DEM, na terça-feira passada, eles avaliaram que, caso os protestos se virem, de fato, contra o Congresso e contra o Supremo Tribunal Federal, o governo poderá sofrer novas derrotas no Parlamento.

Coube a Maia iniciar um trabalho interno para acalmar os ânimos, chamando o Centrão para discutir uma trégua na votação da medida provisória da reestruturação ministerial. Para Alcolumbre foi dada a missão de buscar um gesto de reciprocidade do Planalto. A articulação foi concretizada na quarta-feira, com a ida do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), ao Senado para encontro com os presidentes do Legislativo e líderes partidários.

Fonte: Terra

Curta nossa página no Facebook

Provas para cinco cargos do concurso para prefeitura de Juazeiro do Norte são canceladas

As provas de seleção para cinco cargos do concurso público para a Prefeitura de Juazeiro do Norte, que seriam aplicadas neste domingo (26), foram canceladas para garantir a lisura do processo, conforme o coordenador do exame, José Sobreira Dantas. A medida foi tomada após o registro de tumulto na Universidade Regional do Cariri (Urca), em Crato, que cedeu o espaço para a realização do certame.

Conforme o coordenador, serão cancelados os exames de seleção para Enfermeiro ESF, Engenheiro Ambiental e Engenheiro Elétrico, por conta de pessoas que saíram do local de prova no tumulto em Crato, enquanto os cargos de Contador e Educador Físico foram adiados devido aos problemas com o lacre de um dos pacotes de provas, em outro ponto não divulgado. O planejamento é que a seleção destes cargos seja repetida no dia 9 de junho, ainda segundo o coordenador.

José Dantas nega os boatos de fraude que circulam através de redes sociais e diz que ninguém teve acesso às provas antes da distribuição feita pela organização. “O que aconteceu, por causa do tumulto, alguns candidatos resolveram sair de sala de aula levando a prova. Por causa desse detalhe foi que nós tomamos a atitude de cancelar estes cargos”, destaca.

Sobre a seleção para outros cargos, o coordenador informou que não houve nenhum problema na realização do teste desta manhã e que as provas programadas para a tarde de hoje devem acontecer normalmente. Conforme a Secretaria de Administração (Sead), pela manhã, 17.857 pessoas estavam inscritas para realizar as provas do concurso. Já no turno da tarde, 18.995 candidatos devem comparecer aos locais de prova.

Promotores do Ministério Público do Ceará (MPCE) estiveram presentes nos locais de prova para averiguar o andamento da seleção e as reclamações dos candidatos. “Já estamos cientes desses problemas que ocorreram. A gente vai se inteirar pra saber o que realmente aconteceu para poder tomar a melhor providência em relação a esse concurso público”, declarou o promotor Sildernânio do Nascimento.

Tumulto na realização do concurso
A aplicação do certame pela Prefeitura de Juazeiro do Norte, no campus Pimenta da Universidade Regional do Cariri (Urca), em Crato, estava programada para ter início às 8h de hoje (26), mas atrasou por volta de uma hora. O atraso gerou tumulto no local de prova, candidatos gritaram pedindo o cancelamento do concurso e alguns deixaram o local sem fazer a prova.

Segundo o delegado plantonista da Delegacia Regional do Crato, Tenório Brito, cerca de mil candidatos compareceram ao local para registrar boletim de ocorrência. 

Sobre o atraso, o Ministério Público do Ceará (MPCE) informou que houve dificuldades na logística de distribuição das provas. À frente do processo seletivo, o Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede), da Universidade Federal do Ceará (UFC) enviou uma equipe técnica para elaborar parecer sobre o ocorrido.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

27 de maio

1703 - O Czar Pedro, o Grande funda a cidade de São Petersburgo.
1905 - Guerra Russo-Japonesa: tem início a Batalha de Tsushima.
1999 - O Tribunal Internacional de Crimes de Guerra, em Haia, acusa formalmente Slobodan Milošević por crimes de guerra cometidos em Kosovo.

Nasceram neste dia…
1332 - Ibn Khaldun, polímata árabe (m. 1406).
1923 - Henry Kissinger, político norte-americano.
1972 - Ivete Sangalo (foto), cantora brasileira.

Morreram neste dia…
1564 - João Calvino, teólogo francês (n. 1509).
1797 - François-Noël Babeuf, jornalista e ativista francês (n. 1760).
1910 - Robert Koch, médico, patologista e bacteriologista alemão (n. 1843).

Fonte: Wikipédia

Addthis