Governo do Ceará entrega ciclovia que une os municípios de Crato, Juazeiro e Barbalha

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
O governador do Ceará, Camilo Santana, participou, neste sábado (19), do percurso de inauguração da ciclovia Crajubar, que liga os municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, no Cariri. Junto a centenas de moradores da região, o chefe do Executivo pedalou os cerca de 17 km do equipamento que une as três cidades. A extensão da ciclovia é a maior do interior do Ceará e a segunda maior do Estado, ficando atrás somente de equipamentos de Fortaleza.

"Já existia a ciclofaixa (no mesmo trecho) aos domingos. Ela vai continuar. A ciclovia é mais um espaço de mobilidade para a população do Cariri", argumentou Camilo Santana. "É um equipamento para crianças, jovens, idosos; para todas as idades. A população vai poder pedalar com mais segurança", continuou.

A ciclovia possui faixas nos dois sentidos: são sete quilômetros ao longo da Avenida Padre Cícero (Crato - Juazeiro) e dez quilômetros pela avenida Leão Sampaio (Juazeiro - Barbalha). O corredor, reivindicação de mais de 14 movimentos de ciclistas da região, teve investimento da ordem de R$ 3 milhões e vai beneficiar mais de 457 mil caririenses.

O governador enfatiza, ainda, que a ciclovia não é somente para lazer. "Trabalhadores que quiserem se deslocar para outras cidades poderão, agora, utilizar as bicicletas. E vai servir de estímulo para (a prática de) atividade saudável", disse.

Para o titular da Secretaria das Cidades, pasta responsável pela obra, Jesualdo Farias, a ciclovia representa modernidade, "no ponto de vista de uma melhor mobilidade urbana". "Temos percebido que tem se intensificado o uso da bicicleta como veículo para o cotidiano e para o uso esportivo. E este empreendimento vem atender a essas duas vertentes", concluiu.

Agilidade e segurança
Pedalando com frequência há mais de um ano, a agente administrativa Nágila Sampaio, 38, afirmou que o equipamento é "uma das melhores obras para a região, principalmente para os esportistas". "Com a ciclovia, ficou perfeito. Rapidinho a gente chega no Crato, em Barbalha", enfatizou Nágila, que pedala às quartas-feiras na companhia de cerca de outros 40 ciclistas.  

O agente de endemias Adrião Carvalho, de 50 anos, participa de um dos movimentos que reivindicaram o corredor para ciclistas. Utilizando a ciclovia na inauguração, ele conta que o equipamento "foi um investimento correto para a região". "Foi uma luta, a gente pedindo, reivindicando. O Governo do Ceará realmente viu essa necessidade", sorriu o juazeirense. "Além de melhorar a saúde, podemos andar com segurança", acrescentou.

No fim do percurso, o governandor Camilo Santana sorteou sete bicicletas para os moradores da região. Armando Silva, de 20 anos, foi um dos ganhadores. Estudante de uma unidade de Ensino para Jovens e Adultos, em Juazeiro do Norte, ele não conteve as lágrimas ao receber o equipamento. "Eu pedia uma bicicleta emprestada para fazer as trilhas, junto com outros ciclistas. Estou com muita alegria", emocionou-se.    

Participaram do momento de entrega, também, os prefeitos Arnon Bezerra (Juazeiro) e José Ailton Brasil (Crato).

Curta nossa página no Facebook

3 coisas que todos pensavam estar na Bíblia, mas não estão

Todo mundo conhece a Bíblia — afinal, ela é o livro mais famoso da História, assim como o vendido e o mais roubado no mundo, e existem traduções dela em mais de 2,4 mil línguas. No entanto, são poucos os que realmente conhecem a Bíblia e o seu conteúdo profundamente.

Tanto que não faltam mal-entendidos com respeito aos textos e às suas interpretações, e, como você verá a seguir, inúmeras coisas que muita gente pensa estar nas Sagradas Escrituras não estão!

1 – O Purgatório
Basicamente, a ideia é de que os bons vão para o céu, os maus para o inferno e os “mais ou menos” vão passar uma temporada no Purgatório para purificar suas almas — ou não — antes de serem despachados para o “andar de cima” ou para o “de baixo”. No entanto, embora esse lugarzinho sombrio seja pra lá de popular entre os seguidores do catolicismo, na Bíblia não existe nenhuma descrição literal sobre ele.

Na realidade, a existência do purgatório foi introduzida no século 15 pelo Concílio de Florença e foi sugerida como forma de explicar aos fiéis o que acontece com aqueles que morrem e não se qualificam imediatamente para ir para o paraíso — ou para o inferno — porque, apesar de terem sido boas pessoas, eles precisam ser submetidos a um período de punição para se livrar de todos os pecados que cometeram em vida.

Além disso, a Bíblia não trata da questão de para onde foram as almas das pessoas bondosas que perderam suas vidas antes de Cristo, nem do que acontece com os bebês que falecem antes do batismo. Nesse caso, existe ainda o conceito de Limbo, que seria o lugar que abriga essas almas “perdidas” — e ele também surgiu após a Bíblia ser escrita.

2 – Maria Madalena como prostituta
Quem nunca ouviu a história de Maria Madalena, a prostituta que encontrou Jesus e, após se arrepender de seus pecados, pediu perdão e se tornou uma de suas mais fiéis seguidoras? Ela é um dos mais famosos personagens bíblicos e, segundo muitos acreditam (especialmente os que leram “O Código Da Vinci” de Dan Brown), Maria Madalena foi o único apóstolo mulher e favorita de Cristo — e inclusive existem rumores de que eles teriam se casado e até tido filhos juntos.

Entretanto, apesar de Maria Madalena aparecer na Bíblia como sendo uma discípula — disso não restam duvidas, o nome dela está lá! —, em nenhum lugar está escrito que ela foi a única, muito menos que era prostituta. Aparentemente, essa história surgiu depois que a pobre mulher começou a ser confundida com outras personagens bíblicas que também se chamavam Maria. E, como você deve saber, não faltam Marias nas Sagradas Escrituras!

Uma das teorias é que, por conta de tantos personagens com o mesmo nome — sem falar das muitas mulheres não identificadas que aparecem na Bíblia —, Maria acabou se transformando em um emaranhado de todas elas. E, para complicar ainda mais a situação, o Papa Gregório I declarou que Maria Madalena era a mesma mulher que todas as demais chamadas Maria que aparecem nas sagradas escrituras, exceto pela mãe de Jesus.

Revendo as evidências da Bíblia, fica claro que Maria Madalena é identificada como pecadora — mas os textos não especificam que, com “pecadora”, se referem a ela como prostituta. Foram os fiéis quem fizeram essa dedução. E por que a Igreja teria deixado que ela ficasse conhecida dessa forma? Alguns estudiosos acreditam que isso ocorreu porque a instituição queria usar as poucas e confusas “sugestões” sobre Maria Madalena para manter as mulheres fora do clero.

3 – Os Sete Pecados Capitais
Gula, avareza, luxúria, ira, inveja, preguiça e soberba. Todo mundo já ouviu falar a respeito dos sete pecados capitais, ou seja, as piores transgressões que podemos cometer. No entanto, apesar de eles serem superfamosos — e tão conhecidos como os Dez Mandamentos —, em sua forma atual, eles não se encontram na Bíblia. Pode procurar, se você quiser!

Se você parar para pensar, os sete pecados consistem em condições humanas bem comuns — e difíceis de evitar —, e essa classificação de “vícios” (por assim dizer), surgiu antes do cristianismo. A listinha foi tomada emprestada pela Igreja Católica durante a Idade Média e levemente reformulada para que ela pudesse ser utilizada com o objetivo de proteger, educar e controlar os fiéis.

Assim, primeiro, no século 4, o teólogo e monge grego Evágrio do Ponto apresentou uma lista contendo oito pecados (gula, avareza, luxúria, ira, melancolia, preguiça, orgulho e vanglória) e, mais tarde, no século 6, o Papa Gregório I definiu uma nova classificação, que consistia em sete crimes — orgulho, inveja, ira, indolência, avareza, gula e luxúria.

Depois, no século 13, Tomás de Aquino propôs que a transgressão da melancolia fosse substituída pela preguiça, e foi então que a lista tomou a forma como conhecemos hoje em dia. Mas os sete pecados só foram se tornar famosos pra valer depois da publicação da “Divina Comédia” de Dante, que divide o inferno em sete círculos que correspondem aos crimes capitais.

Vale mencionar ainda que o Papa Bento XVI sugeriu a inclusão de sete pecados modernos, que seriam: a pressa, a manipulação genética, ser muito rico, usar drogas, causar injustiça social, interferir no meio ambiente e causar a pobreza.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Receita caseira promete tratar a chikungunya

Ainda não existe tratamento antiviral específico e eficiente para a chikungunya, uma arbovirose causada pelo vírus chikungunya (CHIKV), transmitida pela picada de fêmeas dos mosquitos Aedes aegypti, para muitos com certeza a doença mais incômoda da última década, podendo causar até mesmo a morte. Por esses motivos os remédios caseiros e fitoterápicos estão sendo cada vez mais procurados por quem, além da febre, de início aguda, enfrenta cefaleia, náusea, fadiga e exantema e dores articulares e musculares.

Impacientes com a demora no tratamento convencional, moradores de Boa Viagem, uma cidade do Sertão Central distante 200Km de Fortaleza, passaram a buscar na medicina caseira, e nos fototerápicos, como são conhecidos cientificamente esses medicamentos, uma solução para o problema. Principalmente os mais idosos não aguentavam mais as dores nas articulações das mãos, dos braços e das pernas, que podem se estender por meses e até anos. Estavam se sentindo como zumbis quando caminhavam pelas ruas.

Foi quando começou a circular pela cidade a receita do vinho com marimbondo. No começo houve até brincadeira e trocadilho do nome do pequeno inseto voador, parente das abelhas e das formigas, com "moribundo", quem está à beira da morte, como a maioria dos doentes se sentem. Mas como quem se curou é considerado sério, a dica do novo remédio contra a chikungunya ganhou respeito e está se espalhando pela cidade.

Quem descobriu a curiosa fórmula medicinal foi uma moradora do bairro Tibiquari, a aposentada Francisca Mendes de Sousa, 71 anos, conhecida como "Fransquinha". Não demorou muito para os vizinhos saberem da novidade e também arriscarem na dica. Antônio Francisco de Sousa, conhecido como "Antônio Inácio", foi um deles.

"Há mais de ano não conseguia mexer os braços e nem as pernas. Agora está mais aliviado e acrescenta apenas faltar coragem para o tratamento definitivo. "Ouvi falar que quem foi picado pelos maribondos se curou em definitivo".

Agora, todos os dias, eles e outros moradores de Boa Viagem afetados pela chikungunya tomam diariamente uma dose de vinho tinto misturados com alguns maribondos. "A cada dia aumenta o número de pessoas à procura do tratamento. Não são apenas os mais humildes a acreditarem na receita. Pessoas muito esclarecidas estão elogiando o medicamento caseiro, mas não deixam de consultar o médico e tirar dúvidas com profissionais farmacêuticos", comenta o radialista Erialdo Costa.

Entretanto, Fransquinha e Antônio Inácio recomendam a outras pessoas com os mesmos sintomas, principalmente com dores nas juntas ósseas a procurarem orientação médica. Embora esteja dando resultado, estão tomando o "vinho de maribondo" por conta e riscos próprios. Mesmo assim, ambos estão satisfeitos.

Ela, que não conseguia sequer pentear os cabelos, voltou até a apanhar água no chafariz próximo da sua casa. Ele não tem mais dificuldade em caminhar até as casas dos amigos.

Antônio Inácio gosta de remédios caseiros e naturais, e também de receitas para prevenção de doenças, dentre elas, uma garrafa de babosa com mel de abelha italiana, muito boa para câncer de próstata; também um chá de Quebra Pedra, muito bom para os rins e outro chá é o de macena, para quem tem problema no fígado. A lista de medicamentos é enorme, só das plantas, e tem ainda a dos animais.

Popularidade
O secretário de Saúde de Boa Viagem, Willames Vaz, confirma a popularidade do vinho com maribondo na cidade, todavia, após conseguirem reduzir os índices de infestação predial do Aedes aegypti, aconselha os pacientes, por mais positivos que sejam os resultados, provavelmente mais por questões psicológicas, a procurarem as unidades de saúde da família, onde podem ser examinados e receber orientação médica, vez que, além de não existirem estudos, os efeitos benéficos são apenas placebos.

As receitas caseiras realmente são esquisitas, mas eficazes. Um exemplo é a gordura de cururu, um animal anfíbio escasso nesses tempos de estiagem prolongada no sertão do Ceará. Mas quando o sapo aparece em abundância ainda há quem capture o bicho, faça um corte na barriga, extraia a gordura, em seguida o suture e o solte novamente. A substância untuosa extraída, transformada em óleo, é utilizada no tratamento de inflamação na garganta. Quem usa diz ser eficaz.

Na avaliação do farmacêutico Micael Nobre, coordenador da Assistência Farmacêutica dos municípios de Aracoiaba e Guaramiranga, no Maciço de Batutité, devemos respeitar a "medicina popular" em razão da sua cultura e também da eficácia de algumas receitas.

Todavia essa história de se não fizer o bem, o mal não faz, deve ser observada com cuidado. Somente o profissional da área, com formação acadêmica, tem conhecimento para orientar corretamente o paciente. Ele alerta que o excesso pode causar intoxicação e outros males. O mesmo ocorre com os fitoterápicos, medicamentos feitos à base de vegetais.

O farmacêutico cita como exemplo a babosa. Houve um boom apontando ser o melhor medicamento para o tratamento dos rins, todavia, quando foram concluídos estudos científicos os pesquisadores constataram que o consumo fitoterápico é responsável pela formação de cristais e ainda piora os sintomas de quem tem gastrite. Hoje, o óleo e o gel natural são aconselhados apenas para uso externo.

Opinião do especialista

Uso deve ser com parcimônia
"Estamos inseridos numa cultura milenar onde utiliza-se remédios caseiros, muitos deles à base de plantas medicinais para tratar várias enfermidades. A vasta opção de espécies que temos em nosso estado bem como os diversos estudos que são realizados por várias entidades sérias e comprometidas nos mostram que essa prática, quando feita de maneira responsável, tem muito a agregar à saúde e bem-estar da população. Contudo, erroneamente, muitas pessoas têm a convicção que aquilo que é natural não faz mal, e diante disto utilizam diversas formas e insumos para tratar doenças. Como farmacêuticos, nós devemos estar atentos a este tipo de situação e orientar a população, já que muitos produtos utilizados para a fabricação desses remédios caseiros não têm qualquer evidência de eficácia e cultivo seguro gerando um risco à saúde, quando também muitas pessoas desistem dos tratamentos convencionais e passam a utilizar somente esses remédios sem qualquer tipo de orientação. As dificuldades ao acesso à consulta médica, medicamentos e às orientações farmacêuticas fazem com que muitas pessoas busquem outras alternativas, pondo-se em risco ao utilizarem esses remédios inadequadamente.

Quando usado com parcimônia, o vinho tem várias propriedades benéficas para a nossa vida, todavia, seu uso irracional pode trazer malefícios à saúde. Não existe qualquer associação na literatura e nenhuma descrição nos órgãos de controle sobre a associação do marimbondo, seja pela ingestão do inseto, bem como pela utilização de sua picada, ao vinho para o tratamento da Chikungunya. É importante salientar quanto aos riscos desta prática, já que através da picada do inseto são desencadeados diversos efeitos tóxicos e imunológicos sérios.

A população em geral deve ficar sempre atenta a tratamentos revolucionários, e não colocar sua saúde em risco. É importante que antes de iniciar qualquer tratamento, procure conversar com seu médico e seu farmacêutico evitando algum evento inesperado ou agravamento do seu quadro de saúde.

Juliana Pinheiro
Farmacêutica Clínica e especialista em Oncologia

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Buscar ajuda é o segredo de como se livrar da depressão

Caracterizado por uma sensação de profunda tristeza, cansaço, melancolia e falta de motivação para realizar atividades diárias, o transtorno depressivo é apontado por especialistas como o mal do século 21. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ele já atinge mais de 350 milhões de pessoas no mundo. Mas como se livrar da depressão?

A resposta não é tão simples. Afinal, existem grandes diferenças entre a doença, caracterizada como um disfunção mental, em que a vida perde o significado para o paciente, e um simples desânimo passageiro.

Trata-se de um problema com causas variadas, que vão desde um desequilíbrio químico do cérebro até acontecimentos traumáticos. Independente de qual seja, é importante ir em busca de ajuda.

Como se livrar da depressão e retomar a rotina?

Se você anda se sentindo desmotivado, sem interesse em realizar suas atividades, está com dificuldades para dormir ou dorme mais do que o ideal e sente-se muito mal consigo mesmo, pode estar com depressão. Outro indício inclui ainda pensamentos recorrentes de machucar a si mesmo.

Embora tudo possa parecer difícil demais para lidar, saiba que é possível voltar a enxergar a vida mais colorida. A depressão tem cura. O primeiro passo é buscar um profissional especializado, capaz de confirmar o diagnóstico e dar início ao tratamento.

Por isso, quando perceber que os sentimentos negativos estão dominando a sua vida e que sozinho você não consegue dar conta de se recuperar, é hora de buscar ajuda e estar aberto às opções.

Segundo estimativas da OMS, apenas 37% dos depressivos graves recebem algum tipo de tratamento. Isso pode acarretar prejuízos importantes na vida do paciente, tanto de ordem física e emocional quanto nos aspectos sociais. Para recuperar sua autoestima e se sentir mais feliz, veja algumas dicas de como se livrar da depressão:

Terapia
O primeiro passo para curar a depressão é identificar a doença e suas possíveis causas. A recomendação é procurar auxílio médico, capaz de indicar as melhores alternativas. Através da terapia, por exemplo, você poderá se abrir e investigar os possíveis fatores por trás da depressão.

Medicação
Conforme já foi mencionado, a depressão envolve não somente fatores sociais e ambientais, mas também causas genéticas e neuroquímicas, relacionadas ao mau funcionamento dos neurotransmissores.

Neste caso, o médico poderá indicar remédios que agem sobre a noradrenalina e serotonina, substâncias diretamente relacionadas ao mecanismo da doença. Embora seja importante controlar  o número de medicamentos, eles costumam ser parte importante da recuperação.

Atividades físicas
É comum que os médicos recomendem, durante o tratamento da depressão, a prática de atividades físicas. Principalmente porque a ciência já comprovou que dois hormônios liberados durante os exercícios, a endorfina e a dopamina, têm influência positiva sobre o humor e as emoções, provocando a sensação de bem-estar. Que tal começar?

Alimentação equilibrada
Sua própria dieta pode auxiliar no controle da depressão. Procure manter uma alimentação balanceada, que forneça substâncias como magnésio, cálcio, ferro e vitaminas para o seu corpo. Elas auxiliam no controle da serotonina, o que permite que o cérebro funcione melhor, aliviando os sintomas do transtorno depressivo.

Depressão x tristeza

Se você desconfia que algum familiar ou amigo está com depressão, o primeiro passo é não julgar a pessoa. Há quem ainda acredite e reproduza que a doença não passa de uma tristeza passageira e que basta um pouco de empenho para superar o momento. Para ajudar, deixe de lado estereótipos como esses.

Segundo estimativas da OMS, o transtorno será a maior causa de incapacitação nos países em desenvolvimento até 2020 e a doença mais comum do mundo até 2030. Ou seja, está mais do que na hora abandonar o preconceito.

Diante de um amigo deprimido, esteja disponível para ouvir, ofereça apoio através de pequenos gestos e jamais minimize a dor que ele está sentindo – ela é real. Seja paciente e incentive a busca de apoio especializado.

Quando não tratada, a depressão pode levar a outros problemas, como o transtorno de ansiedade, a bipolaridade e o transtorno obsessivo compulsivo (TOC). Ela também pode induzir o indivíduo ao consumo de álcool e drogas. O diagnóstico é importante para que o paciente recupere a qualidade de vida.

Fonte: Doutíssima

Curta nossa página no Facebook

Aposentado já pode consultar 1ª parcela do 13º salário

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começou a liberar nesta sexta-feira (18) a consulta ao extrato das aposentadorias e pensões de agosto, incluindo a primeira parcela do 13º salário.

O dinheiro cairá na conta dos beneficiários a partir de 25 de agosto. Os pagamentos seguem até o dia 8 de setembro, conforme o número do final do benefício.

Segundo a Secretaria de Previdência, a maioria dos segurados conseguirá fazer a consulta ao extrato a partir de amanhã, mas os dados devem estar disponíveis para todos os 29,4 milhões de beneficiários até o dia 25 deste mês, quando começam os pagamentos.

Neste ano, a consulta ao extrato na internet é feita pelo portal Meu INSS. Será preciso cadastrar uma senha para acessar o novo sistema de serviços do órgão.

Outras formas de consulta
O cadastro é totalmente on-line, se o segurado acertar todas as perguntas feitas pelo INSS sobre seus empregos antigos e contribuições previdenciárias.

Se tiver dificuldades, o segurado pode ir até uma agência da Previdência Social ou telefonar para a Central 135.

A consulta ao extrato ainda pode ser feita no banco onde o benefício é recebido e no posto do INSS, sem a necessidade de agendamento.

O adiantamento da primeira metade do abono de Natal foi confirmado pelo governo em decreto publicado no fim de julho, no "Diário Oficial da União". A antecipação é feita há mais de dez anos, por acordo fechado entre governo e centrais sindicais.

Benefícios que já estavam sendo pagos em janeiro deste ano têm direito ao adiantamento de 50% do abono. Quem passou a receber a grana depois terá um adiantamento proporcional.

A primeira parcela não tem desconto do Imposto de Renda. O tributo só é descontado na segunda parcela, em novembro. Quem teve o benefício liberado após o dia 12 de agosto receberá o 13º em uma parcela, também em novembro.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

Instalação de energia solar avança no Interior do CE

Na região Centro-Sul do Ceará, avança a instalação de placas fotovoltaicas de geração de energia solar em unidades industriais, lojas e residências. Essa é a tendência para os próximos anos no Interior do Estado, segundo técnicos e especialistas do setor. O mercado está aquecido. A possibilidade de redução de despesas com o pagamento mensal da tradicional matriz de energia elétrica, aliada às linhas de financiamento, atraem os interessados em micro geração de energia renovável.

O Ceará é pioneiro em instalação de fontes renováveis de energia eólica e solar. Ocupa a segunda posição em implantação de painéis fotovoltaicos, no Brasil. Nesta cidade, o Colégio Polos instalou 365 módulos para geração de energia solar. A iniciativa busca a geração de uma energia renovável, limpa, redução de custos e contribuição com a preservação ambiental. "A nossa iniciativa atende o interesse econômico em diminuir despesas e demonstrar a nossa preocupação com a questão ecológica", frisou a diretora da unidade, Virgínia Montenegro.

O projeto implantado na escola dá garantia de pelo menos 25 anos de geração de energia e o pagamento mensal de prestação de financiamento é equivalente ao custo anterior com o consumo de energia elétrica oriunda da matriz tradicional (hidrelétrica). Após a liquidação das parcelas do empréstimo, em dez anos, a unidade vai se beneficiar com o sistema de compensação entre a energia fornecida para a rede e o que consome, que deve ser equivalente, ou seja, a partir de um determinado período não haverá mais custos.

A empresa responsável pela instalação do sistema, Fênix Solar, tem experiência na implantação de projetos na Capital em empreendimentos privados, no Lar Torres de Melo e em órgãos públicos. Além de elaboração do projeto, faz montagem das placas, dá manutenção e assistência técnica, com monitoramento por meio de uma sala em Fortaleza que acompanha de forma ininterrupta o funcionamento do sistema.

"A instalação de energia solar vem se expandindo muito no Interior do Ceará, pois somente traz vantagens econômicas e ambientais", observou Clayton Medeiros, diretor da Fênix Solar. "A intenção de adquirir o sistema é grande por parte de empresários e consumidores residenciais, pois as pessoas sabem que há retorno, que o sistema vai se pagar a médio prazo".

No Ceará, o índice de propostas de adesão ao sistema de energia solar é em torno de 25%, portanto superior à média nacional que é de 3%. "Há uma vantagem no Interior do Ceará em comparação com a Capital, que tem prédios mais elevados, mais áreas de sombreamento", pontuou Medeiros. Outro quesito favorável apresentado por Medeiros é a possibilidade financiamento do projeto por meio de linhas de crédito FNE Sol ofertada pelo Banco do Nordeste, com valor decrescente de pagamento das parcelas, taxas de juros e prazos satisfatórios, para pessoas jurídicas ou produtor rural.

Conforme os engenheiros e empresários do setor, o mercado está aquecido e crescendo a cada mês, apesar da crise econômica nacional que perdura no Brasil. No Interior, há projetos de energia solar instalados nas regiões Centro-Sul, Cariri e Vale do Jaguaribe, que estão em expansão.

Elevação
O representante comercial da empresa Energo Engenharia, Hildernando Oliveira, observa que há uma crise de energia, com constante elevação do preço de tarifa que atinge todos as classes de consumidores. "A crise econômica traz dificuldades, mas o elevado custo da energia tradicional impulsiona a busca de alternativas. Há três anos, havia receio por ser uma tecnologia inovadora para a região, mas agora não há mais esse temor".

O setor reclama da falta de financiamento para pessoas físicas. "Infelizmente, não há incentivo, linha de crédito em bancos oficiais para o consumidor doméstico e isso coloca o Brasil na contramão da história", enfatizou Hildernando Oliveira. "Essa é uma dificuldade e a ausência desse tipo de política pública é inadmissível".

Clayton Medeiros também reclama de demora por parte da Enel Distribuição Ceará para análise do projeto, vistoria e mudança do quadro de medidor, que poderia acontecer em menor tempo. "Deveria ser feito em 30 dias no máximo, conforme estabelece legislação, mas em média perdura 45 dias", frisou.

A diretora do Colégio Polos, Virgínia Montenegro, disse que o sistema já está instalado, mas que ainda aguarda a vinda de técnicos da Enel para mudança de medidor bidirecional e início do modelo de compensação. "Os técnicos já deveriam ter vindo", observou. "A gente acompanha a geração diária de energia pelo computador e pelo celular que, em média, é de 400kw, mas já chegamos a pico de 500kw; por isso, acho que vai valer à pena o nosso investimento".

A engenheira em energia renovável, Stefany Carneiro, diretora da Energo Engenharia, confirma que o mercado é promissor, mediante a alta da tarifa e até a implantação da chamada 'bandeira vermelha', que eleva custo do consumo em média de R$ 3,00 a cada 100kw/h. "A energia solar leva o consumidor a fugir dessa conta mensal, cujo valor é crescente a cada ano", observou. "A boa notícia é que houve redução de preços nos equipamentos".

A demanda por projetos de energia solar é dividida entre consumidores residenciais, estabelecimentos comerciais e industriais, em taxas quase iguais. Stefany Carneiro também lamenta a falta de política pública de incentivo aos consumidores residenciais, que precisam dispor de capital próprio ou financiamento em bancos privados.

Mediante o crescimento do mercado de energia solar, Stefany Carneiro chama a atenção para o surgimento de empresas sem a devida qualificação. "Estamos tratando de sistemas elétricos, que exigem conhecimentos técnicos, treinamento, capacitação e as empresas ou pessoas que forem contratar esses serviços precisam observar a qualidade dos elaboradores e implantadores dos projetos".

Em Iguatu, há três anos, uma empresa industrial implantou uma unidade de geração de um megawatt de energia solar. Um empresário local, José de Sá Vilarouca, já contratou projeto para atender a 25 lojas da rede de franquia de O Boticário. "Outras empresas estão de olho na fonte alternativa, solicitando plantas e estudo de viabilidade econômica", reafirmou Hildernando Oliveira. "Quanto maior o consumo, maior será a compensação financeira".

Condomínio solar
Na cidade de Tabuleiro do Norte, o condomínio solar construído pela Enel, por meio da Enel Soluções, fornece energia para farmácias da rede Pague Menos no Ceará. O empreendimento é o primeiro condomínio solar do Brasil em geração distribuída. Com 3.420 placas fotovoltaicas, a planta tem potência total instalada de 1.060 kWp, o suficiente para abastecer cerca de 900 residências todos os meses. Foram investidos R$ 7 milhões na elaboração e na construção do projeto. No total, 40 lojas da rede de farmácias Pague Menos recebem energia gerada pelo condomínio. A unidade ocupa uma área de 35 mil m².

A Enel Soluções desenvolveu também o primeiro estacionamento gerador de energia solar do Ceará. A obra foi construída para a Mavi Papelaria, em Limoeiro do Norte. Ao todo, foram instalados 27 módulos fotovoltaicos com potência de 7,02 kWp, que devem render 12.253 kWh por ano - cerca de 95% da energia consumida pelo estabelecimento. O investimento girou em torno de R$ 50 mil. A estimativa é que, nos 25 anos de vida útil do sistema, a economia gire em torno de R$ 215 mil.

Números
O Ceará é pioneiro em implantação de novas matrizes energéticas limpas - eólica e solar. É o segundo em instalação de sistemas de energia solar com cerca de 480 unidades geradoras. No Brasil, há aproximadamente 10 mil conexões de minigeração a partir de painéis fotovoltaicos.

No País, os números são crescentes referentes à instalação de sistemas de energia solar. Em 2015, eram cerca de 2000. Em 2016, triplicou e a previsão para 2017 é chegar a 12 mil unidades geradoras. Em termos de unidades geradoras de energia solar, aliás, o modelo residencial lidera o ranking, mas perde em potência gerada. "No Ceará, a tendência atual é mais para empresas até porque eles dispõem de linha de financiamento", observa Clayton Medeiros. "Para residências, o tempo de retorno no investimento é mais rápido, em média de cinco anos".

Os empresários do setor reafirmam que há muitos aspectos a serem melhorados para a ampliação da energia solar e destacam a necessidade de incentivos a partir da abertura de linhas de crédito para pessoa física, redução de impostos, dentre eles o IPTU e Imposto de Renda. A energia oriunda de matriz hidrelétrica é mais cara, cria uma série de problemas ecológicos, agride o meio ambiente, ocasiona desmatamento, perda de áreas agricultáveis, e estabelece dependência com o ciclo de chuvas.

Em comparação com outros países, o Brasil tem uma posição ínfima na geração de energia solar, apesar de dispor em seu território de incidência do sol ao longo do ano, em particular nas regiões Nordeste e Norte.

De acordo com previsão do Ministério de Minas e Energia, o Brasil, em 2018, deve integrar o ranking dos 20 maiores produtores de energia solar. Os cinco maiores países com potência instalada são: China, Estados Unidos, Alemanha, Japão e Itália.

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

19 de agosto

293 a.C. - O mais antigo templo romano dedicado a Vénus é fundado no monte Esquilino.
1692 - Julgamento das Bruxas de Salém: cinco mulheres e um clérigo são executados após terem sido acusados de bruxaria.
1969 - É fundada a empresa brasileira de aviação Embraer.

Nasceram neste dia…
1883 - Coco Chanel, estilista francesa (m. 1971).
1897 - Roman Vishniac, fotógrafo e microbiologista russo-norte-americano (m. 1990).
1946 - Bill Clinton, político norte-americano.

Morreram neste dia…
1662 - Blaise Pascal, filósofo, físico e matemático francês (n. 1623).
1994 - Linus Pauling, químico norte-americano (n. 1901).
2003 - Sérgio Vieira de Mello (foto), diplomata brasileiro (n. 1948).

Fonte: Wikipédia

20 informações curiosas sobre frutas

1 – Uvas explodem se esquentadas no micro-ondas.

2 – Maçãs, pêssegos e framboesas são membros da família das rosas.

3 – Quando listamos alimentos ricos em vitamina C, as laranjas não estão entre os 10 mais ricos nessa substância.

4 – A fruta mais popular no mundo todo é o tomate.

5 – Grãos de café são considerados sementes de fruta.

6 – Bananas são levemente radioativas.

7 – Os japoneses desenvolveram melancias quadradas para que elas sejam mais facilmente armazenadas.

8 – Pepinos também são frutas.

9 – O estudo das frutas se chama Pomologia.

10 – O coco-do-mar é a maior fruta do mundo, chegando a pesar 42 kg – suas sementes sozinhas pesam até 17 kg.

11 – Existe uma árvore chamada "Salada de Frutas", que produz entre três e sete tipos diferentes de frutas.

12 – Vegetais e frutas não só não morrem quando são colhidos, como ainda continuam a se desenvolver durante dias.

13 – Tomates têm mais genes do que seres humanos.

14 – Aliás, os seres humanos dividem metade de seu DNA com as bananas.

15 – Morangos têm mais vitamina C do que laranjas.

16 – Aqueles adesivos pequenos e redondos que são colados em algumas frutas são comestíveis.

17 – Milhões de mortes prematuras seriam evitadas se as pessoas comessem dez porções de frutas e vegetais por dia.

18 – Há alguns séculos, abacaxis custavam tão caro nos EUA que as pessoas alugavam um abacaxi para expor durante uma festa e mostrar sua riqueza.

19 – Falando em abacaxi, uma forma de reduzir o sabor ácido dessa fruta é adicionar uma pitadinha de sal a ela.

20 – Melancias têm um componente chamado citrulina, que funciona como o Viagra.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Maconha pode deixar espermatozoides preguiçosos

A maconha, ilegal no Brasil, há anos é objeto de estudo no mundo inteiro e alvo de polêmicas.

Pois, agora, um novo trabalho revela que a droga tem impacto na fertilidade masculina. De acordo com estudo recente da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, ela pode influenciar negativamente não só na contagem de esperma, como também na função espermática das células reprodutivas masculinas.

Aparentemente, a droga faz com que eles nadem em círculos – ao invés de atingirem seu principal objetivo.

O mesmo efeito relaxante que a maconha tem sobre o corpo também teria nos espermatozoides. De acordo com Victor Chow, professor clínico da universidade, o consumo da erva afeta sua mobilidade espermática. Uma das razões pelas quais há um efeito tão imediato na fertilidade masculina, Chow explicou, é porque “o esperma é uma célula que gira muito rapidamente”. Isso significa que, enquanto as mulheres nascem com todos os ovos, os homens produzem novos espermatozoides todos os dias.

De acordo com ele, é improvável que o consumo ocasional da erva cause muito mal, mas alertou que “definitivamente afetará a qualidade do esperma”.

Já Armand Zini, médico e professor associado de urologia na Universidade McGill, também canadense, e especialista em fertilidade masculina, admitiu que “a ciência ainda não é muito forte”. Ele explicou que não houve muitos estudos e a maioria dos que existem observa o efeito da cannabis nos espermatozoides em animais.

Pesquisas anteriores já mostraram que o uso regular da erva pode reduzir a contagens de espermatozoides em até um terço.

Mas os problemas de fertilidade não são o único perigo de fumar maconha. A droga pode aumentar a frequência cardíaca e afetar a pressão arterial. Também foi revelado recentemente que a maconha pode afetar a forma como os joelhos, os cotovelos e os ombros de um fumante se movem quando estão caminhando.

Novos estudos são necessários para obter mais detalhes sobre o efeito da erva na fertilidade.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook

Ciclovia do Cariri, a segunda maior do Estado, será entregue neste sábado (19) pelo governador Camilo Santana

Foto: Agência Cariri Ceará
O governador Camilo Santana inaugura, neste sábado (19), a Ciclovia do Cariri. A via liga as cidades de Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato. Situada no canteiro central da CE 060 e da CE 292, a ciclovia possui uma extensão de 17 quilômetros, com pavimento asfáltico, sinalização vertical e horizontal. O valor da obra é de R$ 2.925.429,43.

Na ocasião será realizado um passeio ciclístico por toda a extensão da ciclovia, com a participação do governador Camilo Santana.

Serviço:
Largada: Barbalha – início da Av. Leão Sampaio (CE-060), sentido Juazeiro
Parada: Juazeiro do Norte – Giradouro do CRAJUBAR, Praça Feijó de Sá
Chegada: Crato – Entroncamento da Av. Padre Cícero com Av. Perimetral Dom Francisco.
Data: 19 de agosto de 2017 (sábado)
Horário: 7h30

Curta nossa página no Facebook

7 segredos sobre a aviação comercial que eles não querem que você saiba

Companhias aéreas e profissionais aeronautas trabalham para manter as viagens de avião sempre seguras e confortáveis para os passageiros. E isso envolve manter alguns detalhes sobre os aviões e tripulantes em segredo.

O principal objetivo desses segredos “velados” é fazer com que os passageiros não se preocupem durante a viagem de avião e, principalmente, para evitar pânico a bordo da aeronave e também sobre o mercado da aviação comercial.

Não que esses mistérios representem ameaças, seja ao voo ou aos passageiros, mas alguns pontos realmente podem surpreender, principalmente quem é novato em viagens de avião. Já outros detalhes das operações e especialmente o treinamento de comissários são mantidos em sigilo do grande público para manter o “elemento surpresa”, como veremos a seguir:

Comissários “bons de briga”
A função de um comissário de bordo vai muito além de servir refeições aos passageiros e realizar os tradicionais “speeches”. Também chamados de “técnicos de segurança de voo”, esses profissionais passam por diversos treinamentos, que vão desde lições de etiqueta, formas de combater incêndios e, acredite, aulas de artes marciais.

A técnica de defesa pessoal mais praticada por comissários é o Krav Maga. Esse tipo de luta, desenvolvido pelo exército de Israel, envolve técnicas de torções de membros, defesa contra armas de fogo, bastões, facas, agarramentos e golpeamentos. O foco dos golpes nesse estilo é sempre em áreas sensíveis do agressor, como genitais, olhos, mandíbula, garganta e joelhos.

No caso de incidentes com “passageiros indisciplinados”, comissários de bordo podem ser obrigados a usar seus conhecimentos “combativos”. Contida a ameaça a bordo, o passageiro descontrolado pode ser algemado (sim, o avião também leva algemas) e amarrado no assento.

Piloto todo poderoso
O comandante é a autoridade máxima em um avião, mesmo que a bordo da aeronave viaje um presidente ou um rei. O piloto–chefe pode mandar prender passageiros, aplicar multas e até mesmo registrar o testamento de um passageiro que esteja morrendo durante um voo.

E essa autoridade também vale quando o avião está em solo: o piloto principal pode impedir a entrada de passageiros que estiverem causando problemas na aeronave, antes mesmo da decolagem. Se alguma eventualidade acontecer com o comandante, o poder é repassado ao co-piloto.

Alarme de incêndio “bonitinho”
Se por acaso um incêndio começar no toalete de um avião comercial, em vez de um sirene escandalosa, o que se escuta é um discreto alarme em baixo volume. Os passageiros podem nem perceber o alerta, mas é o suficiente para fazer os comissários correrem pelos corredores da aeronave com as ferramentas de combate ao fogo.

O som do alarme de incêndio dos toaletes de aviões não é encontrado na internet e as empresas aéreas também não o revelam. Quem ouviu, diz que o ruído do alarme é até “bonitinho”. A discrição desse alerta serve para não causar pânico entre os passageiros, situação que pode acabar dificultando ainda mais o combate ao fogo.

Machados a bordo
Todo avião comercial possui machados escondidos (dos passageiros) pela cabine. Dependendo do tamanho da aeronave, podem haver até três dessas ferramentas a bordo. O equipamento pode ser utilizado no combate a incêndios na cabine ou para arrombar a porta do toalete, no caso de algum passageiro tentar obstruir a porta, seja por indisciplina ou durante uma emergência.

As companhias aéreas também fazem de tudo para manter essa informação distante de seus clientes. Vale destacar que o machado é utilizado apenas em situações de emergência e jamais deve ser utilizado como uma arma dos comissários para conter passageiros indisciplinados.

Luzes suavizadas durante o pouso
Em voos noturnos, algumas companhias aéreas ainda insistem em dizer que as luzes da cabine são reduzidas durante o pouso “para economia de energia”. Pura balela. Esse procedimento é uma espécie de preparação para uma possível emergência.

Ao diminuir a intensidade da iluminação a bordo, os olhos dos passageiros se ajustam a baixa luminosidade. Se algo der errado durante o pouso, os ocupantes terão melhores chances de enxergar no escuro e assim evacuar a aeronave de forma mais rápida e segura.

Refeições diferentes para os pilotos
Em longos voos, geralmente viagens internacionais, se o comandante pedir uma macarronada com molho bolonhesa no jantar, o co-piloto será obrigado a pedir arroz com frango. Ou vice-versa. Equipes de pilotos que voam longos trechos nunca comem a mesma refeição.

Essa medida serve para evitar que o piloto e co-piloto sofram intoxicações alimentares simultâneas. Se o comandante ingerir algo contaminado, o co-piloto, que comeu outro prato e passa bem, pode assumir o comando da aeronave.

Trava secreta dos toaletes
Você não tem 100% de privacidade no avião, nem na primeira classe e nem no toalete. Mesmo trancada por dentro, é possível abrir a porta do banheiro de um avião facilmente por fora.

Uma pequena placa de metal na porta, logo acima do aviso sobre a disponibilidade do toalete, esconde a “trava secreta”. Quando viajar de avião preste atenção: antes do pouso os comissários vão aos toaletes e discretamente travam todas as portas.

As portas dos toaletes são trancadas antes do pouso também como medida de segurança. Essa ação evita que passageiros em pânico entrem nos banheiros em caso de incêndio na cabine, o que seria ainda mais perigoso.

Fonte: Airway

Curta nossa página no Facebook

Ajuste fiscal põe Ceará entre os três melhores estados do País

O Ceará foi um dos três estados do País que cumpriram com todos os compromissos de ajuste nas contas que foram negociados com a União em troca da divisão dos recursos obtidos com a multa do programa de repatriação de dinheiro enviado ilegalmente ao exterior.

O balanço consta de boletim sobre as finanças estaduais divulgado ontem (17), pelo Tesouro Nacional. O repasse total da repatriação foi de R$ 8 bilhões, sendo metade desse valor relativo à multa.

Ceará, Piauí e Rio de Janeiro executaram todas as etapas do Pacto da austeridade fiscal pelo crescimento, documento em que é proposta a elevação da contribuição previdenciária dos servidores para 14%, além da implementação de um teto de gastos e a redução de renúncias fiscais por meio da criação do Fundo de Estabilização Fiscal (FEF), que recolheria no mínimo 10% dos benefícios concedidos. Os estados inicialmente não tinham direito ao valor da multa, ou seja, o repasse da repatriação para eles ficaria em cerca de R$ 4 bilhões apenas. Mas, diante das dificuldades financeiras, os governadores pressionaram a equipe econômica e o presidente Michel Temer para repartir os valores. A divisão da repatriação entrou na conta dos estados ainda em 2016.

Para o secretário do Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag), Maia Júnior, a situação fiscal do Estado indica que as contas estão organizadas. "Nós estamos acompanhando de perto a gestão das receitas, que em 2016 tiveram um crescimento extraordinário, por conta, principalmente da repatriação. Mesmo assim, as receitas deste ano não vão se repetir como no ano passado. Nós estamos trabalhando no esforço de arrecadação para cumprir a meta".

Segundo ele, o governo estadual trabalha com um controle dos custos com muito rigor e "com muita austeridade para que possamos fechar este ano. Nós estamos preocupados é com o governo federal em função dos cortes pelo lado da receita, o que reduz os repasses para os estados. Estamos monitorando isso. Neste mês de agosto o repasse do FPE, da parcela paga em 10 de agosto, teve uma queda de 6%", comenta o secretário.

Em relação aos investimentos públicos, Maia Júnior afirma que o objetivo para 2017 é repetir 2016, quando o Estado investiu 10% da receita. "Estamos segurando para ter o mesmo nível do ano passado". Outra preocupação para o Ceará é em relação ao déficit previdenciário, que em 2016, de acordo com o documento do Tesouro Nacional, cresceu 8% e chegou a R$ 1,43 bilhão. "O que tem nos preocupado é a situação do nível do déficit da Previdência. Nós estamos cumprindo os pagamentos, procurando fazer ajustes, com auditoria, com a melhoria do cálculo atuarial, mas está tudo sob controle", pondera. "Nós estamos estudando e aprofundando o que vamos fazer, mas dependemos do governo federal", comenta Maia Júnior, ao se referir à aprovação da reforma da Previdência pelo Congresso. Segundo ele, a partir das mudanças no âmbito federal é que o Ceará vai promover ajustes na previdência estadual.

A situação do Ceará não é muito diferente dos demais estados brasileiros. De acordo com o documento do Tesouro, o déficit previdenciário cresceu 10% no ano passado. O documento mostra que o resultado negativo passou de R$ 76,672 bilhões em 2015 para R$ 84,463 bilhões em 2016.O pior resultado do País é de São Paulo, cujo déficit alcançou quase R$ 17 bilhões.

Equilíbrio
Para o economista Ricardo Eleutério, as economias, sejam elas nacionais ou regionais, não possuem sobrevida a longo prazo se não tiverem uma situação de equilíbrio fiscal. "Se há desequilíbrio das contas, o estado vai se endividar, criando, assim, a longo prazo, uma deterioração macroeconômica", analisa.

Eleutério afirma ainda que para conseguir realizar os investimentos necessários, os estados normalmente elevam a carga tributária. "Nas regiões mais deprimidas, como o Nordeste, o investimento público é bastante importante para gerar capacidade de crescimento. Então, o estado fazendo muito investimento se traduz em um estado com carga tributária elevada", explica.

Segundo o economista, a notícia de que o Ceará tem conseguido manter as contas em dia, a exemplo do Pacto de austeridade fiscal, é boa, diante do quadro nacional de desequilíbrio fiscal. "Os estados que têm atuado com responsabilidade fiscal geram oportunidades de investimentos", completa.

Situação
O documento do Tesouro Nacional trouxe um resumo da situação fiscal dos estados. O Ceará, por exemplo, viu em 2016 um aumento de 18% na receita líquida, totalizando R$ 18,5 bilhões. Cerca de R$ 8,5 bilhões são referentes ao recursos transferidos ao Estado no ano passado, uma alta de 15% em relação a 2015.

Já os recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) aumentaram 13% em 2016, totalizando R$ 6,3 bilhões. No que se refere à arrecadação própria, o Ceará teve receitas de quase R$ 13 bilhões, montante 17% acima do que foi arrecadado em 2015. Levando em consideração apenas a arrecadação através do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Estado obteve em 2016 recursos da ordem de R$ 10,3 bilhões, um crescimento de 6% na comparação com 2015.

Os gastos com pessoal e outras despesas também aumentaram no ano passado. Segundo o documento do Tesouro Nacional, o Ceará gastou quase R$ 18 bilhões em 2016, valor 8% maior que em 2015. Apesar disso, os investimentos no Estado caíram 10% no ano passado. Em 2015, o Ceará gastou cerca de R$ 2,2 bilhões, enquanto que em 2016 foram R$ 2,02 bilhões.

Demais estados
Outros 12 estados implementaram apenas parte das medidas propostas no Pacto da austeridade fiscal. O Acre ficou devendo a criação do teto de gastos, enquanto Goiás ainda não implementou o FEF. Em Mato Grosso do Sul, a única iniciativa já adotada foi o limite para as despesas. Em Rondônia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a providência tomada foi apenas a elevação da alíquota previdenciária.

O FEF, por sua vez, figurou como medida única em Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe. No Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Maranhão, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Paraná e Roraima nenhuma das medidas foi adotada.

HUGO RENAN DO NASCIMENTO
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Crato (CE): Município recebe veículos para a Operação Carro Pipa

A Prefeitura do Crato, através da Defesa Civil, continua trabalhando em prol do bem-estar e da qualidade vida para a comunidade. Na manhã da última quinta-feira, 17 de agosto, no Centro Administrativo, o município recebeu oito carros pipa que, em parceria com o Exército, abastecerão localidades da zona rural. 

Os veículos foram recebidos pelo Secretário Municipal de Segurança Pública, Coronel Jarbas Freire, no ato representando o prefeito José Ailton Brasil; pela Coordenadora da Defesa Civil do Crato, Josimere Melo; e pelos representantes do Exército.

Na ocasião, o Coronel Jarbas ressaltou a importância deste trabalho, onde, segundo ele, é preciso promover ações para assistir de maneira melhor possível a população cratense. O secretário informou que o recurso para o serviço é federal, com a contrapartida do município a partir da operacionalização, através da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

A Coordenadora da Defesa Civil do Crato Josimere Melo, informou que a operação carro pipa foi iniciada no dia 20 de julho, e que com a chegada destes veículos, a cobertura será ampliada. “Atualmente, são oito rotas no nosso município, onde são atendidas 87 localidades, com um chamado apontador em cada uma delas” Explica. 

Josimere informou também como se dá o processo para que as famílias possam receber a água. “Primeiro, a pessoa vai ao setor da defesa civil do município, faz um cadastro. Após feito o cadastro, a coordenadora, juntamente com um guia que conhece toda aquela localidade, vai até o local verificar a quantidade de água que será preciso, após isso, a solicitação é enviada para o Exército, onde o mesmo registrará” conclui.

Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook


18 de agosto

1877 - Asaph Hall descobre Fobos, um satélite natural do planeta Marte.
1964 - A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo Comité Olímpico Internacional por não renunciar ao regime de apartheid.
1991 - Colapso da União Soviética: o Secretário-Geral do Partido Comunista da União Soviética, Mikhail Gorbachev, é colocado sob prisão domiciliar durante suas férias na Crimeia.

Nasceram neste dia…
1830 - Francisco José I da Áustria, Imperador Austro-Húngaro (m. 1916)
1933 - Roman Polanski , cineasta franco-polaco.
1936 - Robert Redford (foto), ator e diretor estado-unidense.

Morreram neste dia…
1227 - Genghis Khan, líder mongol (n. ca. 1162).
1503 - Papa Alexandre VI (n. 1431).
1850 - Honoré de Balzac, escritor francês (n. 1799).

Fonte: Wikipédia


Cariri é responsável por 84% das apreensões de drogas no interior sul do Estado

Ações de combate do tráfico de drogas realizadas pelos órgãos de segurança na Região do Cariri apresentou resultados positivos durante o último mês. Desde que assumiu o comando do 2º BPM em meados julho, o Tenente-Coronel Cícero Nelson Cordeiro de Brito, tem envidado esforços no sentido de integrar as ações da Polícia Militar aos demais órgãos de segurança que atuam no combate à criminalidade na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19).

Segundo dados estatísticos divulgados pela Secretaria da Defesa Pública e Defesa Social (SSPDS), durante o mês de julho foi apreendido um total de 43,9 kg de entorpecentes na AIS 19, ou seja, na Região do Cariri. A maior apreensão foi de maconha, sendo registrado um total de 38,9 kg. Registrou-se ainda, as apreensão de 2,8 kg de cocaína e 2,19 kg de crack.

Além da AIS 19, o interior sul do Estado ainda possui mais quatro áreas, sendo que a AIS 18 abrange municípios da região de Russas, a AIS 20 abrange cidades da região de Quixadá, a AIS 21 é responsável por municípios da região de Iguatu e a AIS 22 abrange a região de Tauá. Em julho de 2017, o interior sul contabilizou a apreensão de 51,9 kg de entorpecentes. Dessa forma, a Região do Cariri contribuiu com 84% das apreensões de drogas nesse período.

De acordo com o Comandante do 2º BPM, Tenente-Coronel Cícero Nelson Cordeiro de Brito, a Polícia Militar tem desarticulado diversos pontos de venda de drogas em toda a Região do Cariri, bem como tem intensificado as ações de repressão ao tráfico de entorpecentes, através da parceria com a sociedade que contribui com o trabalho policial ao realizar denúncias anônimas através do telefone 190.

Curta nossa página no Facebook

8 formas de identificar vigarices em produtos que prometem melhorar a saúde

Quem nunca se deparou com tônicos maravilhosos que prometem nos tornar mais ativos e cheios de energia ou com um mix — de sabe-se lá o quê — que pode nos fazer emagrecer dezenas de quilos facilmente e em tempo recorde? Pior! E aquelas fórmulas espantosas capazes de curar doenças graves ou aliviar condições sérias de saúde?

O problema é que muita gente acaba acreditando nas alegações apresentadas pelos fabricantes desses itens — e existe uma indústria bilionária por trás desses produtos que se apoia na boa fé do público. Pois, segundo o pessoal da Universidade de Berkeley, nos EUA, quando algo é bom demais para ser verdade, o melhor a fazer é ficar de orelha em pé e desconfiar. Sempre! Aliás, veja 8 sinais de vigarice em produtos que prometem melhorar a saúde:

1 – O fabricante se apoia na alegação de que os médicos não receitam o produto para não perder dinheiro;

2 – Seus benefícios estão baseados em testemunhos e relatos de pessoas que já usaram o produto — e não em estudos científicos devidamente conduzidos e documentados;

3 – O produto vem acompanhado de informações que levam os consumidores a acreditar que eles sofrem de algum problema de saúde — que o item evidentemente é capaz de sanar;

4 – No caso de planos alimentares, fuja dos que garantem o emagrecimento de (por exemplo) “5 quilos em 10 dias” — uma vez que, para perder tanto peso em tão pouco tempo, a dieta certamente é rigorosa demais e, portanto, pouco saudável;

5 – Ainda sobre produtos focados no emagrecimento, duvide dos que prometem a redução de peso e medidas sem esforço;

6 – Desconfie de produtos que são comercializados através do “marketing multinível” ou “marketing de rede”, isto é, aquele modelo de venda que recruta os usuários e os transforma em promotores e vendedores;

7 – Nunca, jamais, acredite em fórmulas e remédios milagrosos que prometem a cura para condições como câncer, artrite ou AIDS;

8 – Não acredite em produtos que garantem curar uma  variedade de males — já que quem muito promete nada cumpre!

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

IFCE Crato e UFCA ofertam curso de extensão em permacultura

Estão abertas até o dia 27 de agosto as inscrições para o curso de extensão “Círculo de Aprendizagem em Permacultura – PDC do Cariri”, ofertado pelo campus do IFCE no Crato e pela Universidade Federal do Cariri (UFCA). Gratuitas, as inscrições podem ser realizadas pela Plataforma Forms da UFCA. São 30 vagas no total.

Podem se inscrever maiores de 16 anos que tenham interesse e disponibilidade de oito horas semanais para participar do curso. No formulário de inscrição, o candidato deve anexar uma carta de intenção. O curso, que será ministrado às quintas-feiras, tem início no dia 31 de agosto e se encerra no dia 7 de dezembro, em um total de 72 horas/aula. As atividades ocorrem no IFCE Crato, na UFCA e em espaços que já aplicam ou que planejam aplicar os princípios da permacultura.

Permacultura
A permacultura é uma ferramenta que trata do uso responsável dos recursos naturais e da redução do impacto da atividade humana no planeta. É um sistema que pode ser aplicado em atividades como a agropecuária, hortas urbanas e até a construção de prédios. Baseado nos princípios éticos de cuidar da vida, cuidar das pessoas e compartilhar os excedentes, esse modo de vida envolve, entre outros pontos, o manejo da terra e da natureza, a economia solidária, saúde e bem-estar espiritual e cultura e educação.

Segundo a professora do IFCE Brisa Cabral, uma das coordenadoras do curso, a aplicação da permacultura é uma forma de preservar o meio ambiente e manter o ser humano em harmonia com a natureza: “O objetivo do curso é que os participantes entendam a importância da permacultura no atual cenário de uso dos recursos ambientais e que sejam propagadores das ideais e dos conceitos, porque é a única esperança para que a gente dê um freio na exaustão de recursos naturais, do planeta”.

Brisa destaca que o curso é uma oportunidade para os estudantes da área: “É importante para eles atuarem no mercado de trabalho já com essa visão sistêmica do que acontece na natureza quando se produz alimento de forma predatória e inadequada. Eles podem levar essas ideias para o campo e otimizar os recursos naturais”.

PDC Cariri
PDC é a sigla em inglês para Curso de Design em Permacultura, capacitação que certifica os participantes para o planejamento de qualquer área dentro dos moldes da permacultura. O curso de extensão “Círculo de Aprendizagem em Permacultura” tem reconhecimento da comunidade internacional da área e será ministrado por permacultores da região do Cariri. Serão abordados temas como bioconstrução, agroecologia e manejo da terra e da água.

Serviço:
Curso de extensão “Círculo de Aprendizagem em Permacultura – PDC do Cariri”
Inscrições até 27/08, pelo formulário: forms.ufca.edu.br
Mais informações: eduardo.cunha@ufca.edu.br

Curta nossa página no Facebook

9 coisas que você precisa saber sobre a obesisade

1. Uma combinação de fatores
A rigor, a obesidade nada mais é do que um desequilíbrio entre a quantidade de calorias consumidas e gastas por um corpo. Ou seja, ao mesmo tempo que aumenta a ingestão de alimentos com altos índices calóricos, cresce o número de pessoas cujos estilos de vida impedem que essas calorias sejam queimadas.

2. Dois pesos, duas medidas                               
Estima-se que, no mundo todo, 925 milhões de indivíduos estejam sofrendo com a desnutrição e a escassez de alimentos; por outro lado, existem 1,5 bilhão de pessoas — quase a população inteira da China — com sobrepeso ou obesidade.

3. Distribuição geográfica dos obesos no mundo
Os maiores índices de obesidade são verificados nos países com maior índice de desenvolvimento humano do planeta, com destaque para os Estados Unidos. Lá, 40% das mulheres e 35% dos homens são considerados obesos. Apenas para efeito de comparação: no Brasil, a obesidade atinge 18,2% das mulheres e 17,9% dos homens, conforme apontou estudo da Vigitel.

4. A ligação entre obesidade e fertilidade
De acordo com uma pesquisa feita pelos Institutos Nacionais de Saúde (National Institutes of Health, NIH), o excesso de peso reduz as chances de uma mulher engravidar. O estudo relacionou a obesidade a um aumento no número de norte-americanas com menos de 25 anos com problemas de fertilidade.

5. Mortes em decorrência do excesso de peso
 Em um relatório divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), a obesidade figura como a quinta causa que mais leva pessoas a óbito no planeta. Para a entidade, 2,8 milhões de adultos morrem anualmente em decorrência de complicações provocadas pela doença.

6. A falta de sono contribui para a obesidade infantil
Em um estudo publicado no periódico Pediatrics, crianças que dormem pouco nos primeiros 5 anos de vida têm mais chances de, a partir dos 7 anos de idade, acumular gordura na região abdominal.

7. Siga à risca o ditado “Coma o café da manhã como um rei”
Depois de ficar uma noite inteira sem ingerir uma caloria sequer, o seu corpo precisa de energia para despertar. Se você deixar de tomar o café da manhã, seu nível de glicose no sangue vai ficar muito baixo, e um órgão específico será fortemente afetado: o cérebro.

8. Alguns cálculos difíceis de lidar
Para queimar as calorias provenientes de um generoso combo com hambúrguer, batatas fritas e refrigerante, você teria que se lançar em uma caminhada com, no mínimo, 7 horas de duração.

9. E como fazer para mudar velhos hábitos?
Começar uma dieta aliada à prática de exercícios físicos pode parecer difícil no começo, mas, com determinação e acompanhamento de um nutricionista, você vai ver que é a melhor escolha que você poderia ter feito.

Se a vergonha de ir para a academia falar mais alto, procure lugares onde o público seja mais a sua cara ou pesquise os horários menos badalados. Você vai ver que as mudanças vão aparecer não apenas no seu reflexo no espelho, mas também na maneira como você encara a sua vida. 

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Castanhão chega a menor volume de água de sua história

Maior açude público de usos múltiplos do Brasil, o Castanhão, no Ceará, chegou esta semana ao volume mais baixo de toda a sua história. Atualmente, o reservatório mantém 4,46% de toda a sua capacidade de 6,7 bilhões de metros cúbicos (m³). Uma marca semelhante a essa só havia sido atingida em 2004, quando era recém-inaugurado e estava pegando os primeiros aportes de água.

Pelos cálculos da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do estado (Cogerh), essa quantidade de água deve ser suficiente para manter os usos do açude, que já estão reduzidos, até por volta de janeiro de 2018. Após essa data a situação será reavaliada considerando os prognósticos do período chuvoso do Ceará, que começa em fevereiro e se estende até maio. O volume total disponível atualmente é de 298,5 milhões de m³. Desses, 75 milhões de m³ correspondem ao chamado volume morto.

O gigante cearense é um dos principais responsáveis pelo abastecimento da Região Metropolitana de Fortaleza, onde vive quase metade da população do estado. No entanto, hoje ele  responde somente por 10% da água que chega às casas da capital. Cerca de 7 metros cúbicos por segundo (m³/s) viajam por 250 quilômetros, via Eixão das Águas, para complementar os outros 90%, que são oriundos de reservatórios localizados na própria região. Ano passado, a lógica era contrária: o Castanhão contribuía com 70% da água consumida na Grande Fortaleza.

“O Castanhão é o mais emblemático dos açudes do Ceará. Ele é o maior e teve aportes muito pequenos. Há seis anos que ele não recebe quantidade suficiente de água”, relata o diretor de planejamento da Cogerh, Ubirajara Patrício. Neste ano, quando o estado registrou precipitações dentro da média histórica, o reservatório captou 121 milhões de m³, mas em 2016 o aporte foi de apenas 75 milhões de m³.

A queda do volume do Castanhão vem desde 2012, quando começou o longo ciclo de seca no Ceará que permanece até hoje. Mesmo ficando dentro da média histórica, as precipitações da chamada quadra chuvosa (entre fevereiro e maio) ocorreram de forma irregular e localizada. Com isso, os maiores açudes do estado, Orós e Banabuiú, a exemplo do Castanhão, não conseguiram se recuperar das perdas acumuladas.

Poucas chuvas e evaporação são dois dos fatores climáticos mais sensíveis nos açudes do semiárido cearense. Por outro lado, os usos da água também afetam essa equação. “Em tese, o consumo de água é crescente. Há mais produção, mais áreas irrigadas, as cidades crescem. Buscamos alternativas para fazer o balanço entre oferta e demanda”, explica Patrício.

Os perímetros irrigados públicos de Jaguaribe-Apodi e de Tabuleiro de Russas, que usam as águas do Castanhão para suas atividades, estão com restrição de pelo menos 70% de água, segundo a Cogerh. Além disso, ainda conforme o órgão, não há nenhuma permissão para irrigação usando a água do açude no percurso do Eixão das Águas. Os criadouros de tilápia também foram drasticamente reduzidos. Com pouca água, há pouco oxigênio, o que inviabiliza a criação.

Com essas restrições, as águas do Castanhão atualmente abastecem oito cidades ao longo de um trecho de 100 quilômetros do rio Jaguaribe, que foi perenizado pela obra do açude, além dos municípios que ficam ao longo do Eixão das Águas e do antigo Canal do Trabalhador.

Alternativas
Ainda sem perspectiva concreta da quadra invernosa de 2018, uma vez que o comportamento dos sistemas meteorológicos que influenciam o regime de precipitações do Ceará só começa a ficar mais claro no fim do ano, o governo do estado busca meios de produzir água de outras formas além da captação pela chuva.

Na Grande Fortaleza, por exemplo, foram feitas obras de perfuração de poços e de aproveitamento das águas de outros rios, como o Maranguapinho. Além disso, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) estabelece metas de consumo para a população da região metropolitana desde dezembro de 2015. O governo estima em cerca de R$ 1 bilhão os valores investidos em obras de segurança hídrica e possui uma meta de perfurar 1,8 mil poços em todo o estado.

Os cearenses também aguardam a finalização do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, cuja obra foi paralisada em setembro depois que a empresa responsável pela obra tornou-se alvo da Operação Lava Jato e foi afastada. Após licitação, a nova ordem de serviço foi assinada em junho deste ano e a perspectiva é de que as águas do rio cheguem ao Ceará em dezembro.

Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook

ShareThis