Golpe no WhatsApp oferece chamada em vídeo para usuários

Um novo golpe no WhatsApp está dando muita dor de cabeça em alguns usuários do serviço de chat. Em mensagens enviadas pelo aplicativo e em anúncios publicados em sites e redes sociais, os cibercriminosos oferecem o download de um suposto novo recurso do aplicativo que iria possibilitar a realização de chamadas em vídeo.

O recurso, na verdade, é uma fraude que faz com que o interessado se inscreva em diferentes serviços pagos, geralmente para o recebimento de mensagens SMS. A “instalação” só é concluída quando os usuários encaminham a novidade para outros contatos. Dessa forma, a disseminação do esquema acontece pelas próprias vítimas.

Ao encaminhar a mensagem, a vítima é informada de que o sistema operacional do celular em questão está desatualizado e que a "nova função" só está presente nas versões mais atuais. O golpe, então, sugere a atualização e solicita o preenchimento do número de telefone do usuário. Assim, o cadastro nos serviços pagos é realizado.

De acordo com a ESET, empresa que informou sobre o golpe e que trabalha na detecção de ameaças, esse tipo de fraude se tornou frequente nos últimos anos e o principal alvo é o usuário desavisado. “É importante que existe uma conscientização sobre os cuidados de acessar links suspeitos para evitar cair em golpes como esses”, explica o presidente da ESET Brasil, Camillo Di Jorge.

Fonte: Olhar Digital

Curta nossa página no Facebook



5 provas que dizer f*da-se é fundamental

Já se sabe que perder as estribeiras de vez em quando é algo que, além de ser absolutamente normal, tem comprovação científica de ser saudável também. Tão bom quanto dizer alguns palavrões é também dizer o bom e velho “f$%a-se!” diante de uma situação estressante.

Não estamos falando sobre dizer isso diretamente a uma pessoa, que fique claro, mas sim naqueles momentos em que as coisas dão errado e você se torna uma espécie de bomba-relógio, engolindo sentimentos e ficando cada vez mais estressado. Como você já deve ter percebido, o corpo humano responde fisiologicamente ao estresse, e aí a coisa fica feia: mandíbula acirrada, hipertensão arterial, tensão muscular e abalo emocional são alguns contrapontos de uma vida estressada demais.

Sam Negrin fala a respeito justamente desses momentos de extremo estresse e, em sua publicação no Pick the Brain, lista alguns fatores positivos de dizer um bom “f*#a-se” em determinados momentos da vida. Não significa deixar de se importar com os outros ou com qualquer aspecto da sua vida, mas sim se colocar em primeiro lugar e sair de uma situação de extremo estresse.

Negrin nos ensina a reconhecer o tipo de situação que merece um “f*$da-se”: “Isso não importa agora. Isso não está contribuindo com o meu atual estado mental de nenhuma maneira positiva. Essa situação está aumentando, e os resultados desse diálogo não serão construtivos. Não vale a pena lidar com isso. Preciso pensar sobre isso e responder mais tarde” são alguns exemplos dados no texto. A seguir, veja cinco razões para que você aperte a tecla do “f%$a-se” com mais frequência:

1 – Essa é uma forma de viver menos estressado
Quem é que não vive ocupado hoje em dia? São tantas as tarefas e os compromissos que, se houver uma maneira de você evitar estresse e ansiedade, simplesmente faça isso. Retirar-se emocional e fisicamente de uma situação negativa é uma forma maravilhosa de se colocar em primeiro lugar e, consequentemente, ter amor próprio e ser uma pessoa mais plena.

2 – Dessa forma você pode estar salvando alguma pessoa do estresse também
Mesmo que a outra pessoa seja seu melhor amigo ou a sua namorada de anos, dificilmente você saberá com exatidão o que se passa na cabeça dela, então aqui o “f%*a-se” – dito para você mesmo, apenas, não esqueça – pode significar que você vai evitar uma briga ou uma discussão desnecessária e trocar farpas em momentos em que está com a cabeça quente.

3 – Você vai ter mais tempo para pensar de forma construtiva
Muitas coisas podem atrapalhar sua vida, seus relacionamentos, seu ambiente de trabalho, e, por mais difícil que pareça, o jeito é dizer o “f*$a-se” mental, respirar fundo e não ter uma reação imediata, pois ela possivelmente não seria a melhor e mais ideal. A questão não é deixar de ficar bravo e com raiva, mas ter um tempo para processar tudo isso antes de decidir alguma coisa e tomar uma atitude. Depois, sua reação vai ser muito mais verdadeira.

4 – Talvez, depois desse tempo, você perceba que nem se importa
Na hora da raiva, nosso raciocínio lógico não funciona direito, e tomar decisões quando o sangue está fervendo é sempre uma péssima ideia. De repente, você perde a vaga de estacionamento que estava querendo e vê que não há mais onde parar o carro. Aprender a mentalizar aquele “f*$a-se” nesses momentos é fundamental, afinal, depois de um dia inteiro de trabalho, de algumas risadas com os amigos, você nem vai se lembrar mais da maldita vaga perdida no estacionamento.

5 – A vida é isso mesmo, sabe?
Quanto mais cedo entendermos que a vida é cheia de altos e baixos, de alegrias e tristezas, de momentos de extrema felicidade e de momentos não tão bons assim, melhor. Para ter uma vida melhor, tenha em mente sempre que a única coisa capaz de mudar uma situação, seja ela qual for, é a sua reação diante dela. Reaja, portanto, com moderação e inteligência e pense sempre que muitas coisas não merecem a sua preocupação. Pense sempre, mentalmente, que “f*#a-se”.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook



7 atitudes para tornar a sua dieta mais empolgante

Fazer uma reeducação alimentar costuma gerar uma sensação de privação para aqueles que seguem a dieta e as orientações do nutricionista à risca. Porém, a mudança de hábitos deve ser gradual, o que implica escolher melhor as refeições e não abdicar dos pequenos prazeres à mesa, só que tudo na quantidade certa. Mas a motivação também é essencial para atingir os resultados da dieta.

Segundo uma pesquisa da Carnegie Mellon University publicada na revista Science, pessoas que se imaginam comendo algum alimento, como o chocolate, acabam ingerindo uma menor quantidade dele na hora de consumi-lo. Esses resultados comprovam que utilizar a imaginação ou a criatividade na hora de comer faz com que a dieta fique mais divertida, e as metas, por sua vez, mais fáceis de serem atingidas.

Além disso, ao tornar o regime mais agradável, o comprometimento com a perda de peso aumenta e o objetivo é alcançado com maior facilidade. Saiba sete maneiras criativas para tornar a sua dieta ainda mais eficaz.

1. Programar um timer
Se você "engole" toda a sua refeição em cinco minutos uma boa solução é contar com a ajuda de um timer (um contador de tempo). Marque 25 minutos no aparelho e se esforce para comer mais devagar, mastigando várias vezes e aproveitando o momento do café da manhã, almoço e jantar para saborear a comida, lembrar o quanto cada alimento é gostoso e, de quebra, favorecer a digestão.

Além do timer, a nutricionista Daniela Cyrulin dá as seguintes dicas: conte as mastigadas, mastigue 20 vezes cada garfada. Procure comer acompanhando as outras pessoas da sua mesa. "Normalmente, quando comemos sozinho, comemos mais rápido para acabar logo", diz ela. Apoie os talheres na mesa após cada garfada. Só prepare a próxima garfada depois que já engoliu a anterior. Na hora da refeição, desligue a televisão e o computador ou qualquer aparelho que possa tirar a sua concentração.

2. Explorar novos sabores
Temperos, frutas exóticas, pratos novos. Experimente de tudo! Isso faz com que a dieta saia da rotina e continue fácil de segui-la. De acordo com a nutricionista chefe do Dieta e Saúde, Roberta Stella, em vez de pensar no que você não poderá comer, você deve pensar no que poderá! Novos sabores, texturas e muitos novos alimentos que não fazem parte da sua rotina alimentar poderão ser provados. A especialista afirma que dessa forma o seu paladar será estimulado, testado e você poderá contar sempre com novos alimentos para variar as suas refeições.

3. Criar recompensas
O sistema de recompensas é como um jogo no qual, quando você atinge o seu objetivo, o seu esforço é valorizado. Com o regime, deve funcionar igual: você estipula várias metas, desde as mais simples e fáceis de alcançar até aquelas mais complicadas que requerem mais esforço e tempo, e ao atingir cada meta você estipula um tipo de recompensa para si mesmo. Um exemplo: quando você perde três quilos, você tem direito a fazer uma massagem corporal ou se dar de presente um jeans novo de tamanho menor. Só lembre-se de escolher presentinhos possíveis e que não vão estourar seu orçamento. "O sistema de recompensas é saudável, mas não recompensas ligadas à comida, senão você corre o risco de colocar tudo a perder", explica a nutricionista Daniela Cyrulin. O ideal é encaixar na dieta um pouco de tudo. Se você é chocólatra, por exemplo, permita-se um pedaço de chocolate ou de uma sobremesa para matar a vontade.

4. Escolher pratos e copos bonitos e reduzir o tamanho deles
Na hora de escolher pratos e copos muita gente acredita que tanto faz o modelo e que o importante é a durabilidade das louças. Entretanto, ao comprar um modelo mais bonito com alguma cor ou estampa da sua preferência, você torna a refeição mais agradável. Além disso, ao utilizar um prato de sobremesa em vez do de tamanho normal ou um copo menor para almoçar ou jantar, você diminui a ingestão de calorias e acaba comendo menos. Ao mesmo tempo, o prato vai aparentar estar cheio e o copo também, isso trará uma grande satisfação e até saciedade, mesmo com uma menor ingestão de alimentos e líquidos.

5. Tirar fotos do antes e depois
Sabia que as fotos podem ser grandes aliadas na perda de peso? Muitas pessoas costumam se motivar a iniciar uma reeducação alimentar ao se verem fora de forma em fotografias. E, a cada 15 dias, tirar uma foto e ver como anda a transformação do seu corpo pode te motivar ainda mais a continuar com a dieta e com os exercícios físicos. Mas, lembre-se: se você ficar tirando foto todos os dias o efeito pode ser negativo, e você vai sentir que não está perdendo peso. O espaço de 15 dias entre cada foto é fundamental para que você possa observar as mudanças no seu corpo a cada período. Uma boa tática que a especialista Daniela Cyrulin recomenda é: se você já pesou menos algum dia, espalhe pela casa, na porta da geladeira, dos armários da despensa, aquela sua foto com o corpo, que você adora.

6. Criar um diário alimentar ou blog
Escrever o que você anda fazendo e comendo no dia a dia diminui a ansiedade e traz resultados muito positivos para a dieta. No programa alimentar do Dieta e Saúde, comandado pela nutricionista Roberta Stella, os assinantes são estimulados a criarem blogs para compartilhar os desafios e sucessos da sua perda de peso. "Isso cria uma rede de relacionamentos de pessoas que estão focadas em um mesmo objetivo: perde peso, mudar os hábitos e tornar-se uma pessoa mais saudável", explica Roberta.

Um comenta no blog do outro, estimulando, alertando e ajudando os seus companheiros de dieta na sua meta, fazendo do emagrecimento um processo mais estimulante. "Além disso, ao escrever sobre o que você consome ou quanto você malha, dá para verificar onde é que você está errando ou exagerando, contribuindo para uma perda de peso mais rápida", diz a nutricionista.

7. Organizar a cozinha de maneira criativa e prática
Arrumar a cozinha pode ser divertido e beneficiar (e muito!) a dieta, pois você pode escolher o que deixar à mão - os alimentos saudáveis - e esconder as tentações. Segundo a nutricionista Daniela Cyrulin, o primeiro passo é não ter em casa aquilo que você sabe que é difícil de resistir. E se tiver filhos ou morar com outras pessoas, peça para que guardem esses alimentos num local mais escondido, longe de seu campo de visão. Organize sua despensa e geladeira e deixe em seu campo de visão, os alimentos mais favoráveis a sua dieta. E o mais importante: tenha sempre ingredientes básicos à mão: nozes, frutas secas, frutas, queijos magros, iogurtes, barrinhas, adoçante, leite desnatado, carnes magras, atum em lata (light), arroz integral, grãos e cereais integrais.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook



Oposição perde votos e não tem mais número para impeachment

A oposição deixou de contar com ao menos dois votos a favor da abertura de processo de impeachment na tarde de ontem. Grávida de 36 semanas, a deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ) solicitou nesta sexta-feira, 15, o início de sua licença-maternidade. Com o afastamento, a deputada não participará da votação, no próximo domingo, 17, sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara.

Sua ausência beneficia Dilma, uma vez que ela já havia se posicionado a favor da saída da presidente.

No final da tarde, o vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), anunciou que mudaria seu voto de pró para contra o impeachment.

Para que o processo seja encaminhado ao Senado, são necessários 342 favoráveis ao impedimento -independentemente da quantidade de deputados presentes no plenário no momento da votação.

Em levantamento realizado pelo jornal Folha de S.Paulo com os 513 deputados federais, 340 deles se declaravam favoráveis ao impedimento de Dilma até o final da noite desta sexta-feira, 15.

Com a ausência da deputada e a mudança de Maranhão, o número de votos pró-impeachment declarados não é mais, neste momento, suficiente para abertura do processo.

Aliado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara, Maranhão (PP-MA) anunciou que irá votar contra a destituição da petista.

A assessoria do deputado confirmou a informação. À reportagem o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), disse que Waldir Maranhão atendeu a um apelo político pessoal seu. Dino e o deputado são adversários no Estado da família Sarney, que teria aderido nos últimos dias ao impeachment.

“Ele deve levar uns dez votos do PP para a posição contrária ao impeachment”, afirmou Dino, que está em Brasília e se encontrou nesta sexta com Dilma.

Segundo o governador, a presidente está confiante que entre sábado e domingo irá reverter para a posição anti-impeachment a “onda” contrária dos últimos dias, que faz o governo temer o “efeito manada” a favor da sua destituição.

Segundo a assessoria de Clarissa Garotinho, a deputada gostaria muito de participar da votação, mas foi proibida por seu obstetra de viajar do Rio de Janeiro para Brasília devido ao estágio avançado da gravidez.

A licença-maternidade tem duração de 120 dias.

Segundo o regimento da Câmara, o suplente só assume a cadeira quando o afastamento do titular é superior a isso. Dessa forma, a vaga de Clarissa na votação de domingo não será ocupada por ninguém. A votação está marcada para a tarde este domingo, 17.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Abidoral Jamacaru se apresenta no “Música ao Pôr do Sol”

Neste sábado (16), o Sesc realiza mais uma edição do projeto Música ao Pôr do Sol, no Crato. A programação acontece a partir das 17h30, na Pracinha do Cruzeiro, com show de Abidoral Jamacaru. O acesso é gratuito.

O artista caririense apresenta composições do seu CD Dádiva – Amigos e Canções de Abidoral Jamacaru. O trabalho reúne 13 canções do compositor interpretadas por outros artistas cearenses. São músicas cantadas em solos, duos ou grupos, em um coletivo de artistas amigos e admiradores.

Durante o show do Música ao Pôr do Sol, Abidoral reúne alguns sucessos do álbum e recebe convidados que participaram do CD.

Realizado uma vez por mês, com o objetivo de possibilitar a interação e o contato do público, o projeto Música ao Pôr do Sol apresenta os mais variados estilos, ritmos e concepções musicais da região do Cariri. A proposta é formar plateias e estimular a consciência crítica, por meio de música.

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Governo propõe salário mínimo de R$ 946 em 2017

O governo federal propôs que o salário mínimo, que serve de referência para mais de 48 milhões de pessoas no Brasil, suba dos atuais R$ 880 para R$ 946 a partir de janeiro de 2017, com pagamento em fevereiro do próximo ano.

O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta, será de 7,5%. Se confirmado, esse índice deverá cobrir apenas a inflação do período, ou seja, não haverá aumento real do mínimo.

A informação consta na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) divulgada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. O documento vai ser enviado ao Congresso Nacional nesta sexta-feira (15).

Para 2018 e 2019, respectivamente, o governo estimou que o salário minímo seja de R$ 1.002 e  de R$ 1.067, levando em consideração o sistema de correção que está em vigor.

Formato de correção
Hoje, para chegar ao percentual de correção do salário mínimo, soma-se a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano ano anterior, calculado pelo IBGE, e o resultado do PIB de dois anos antes. O objetivo é proporcionar ganhos reais – acima da inflação – aos assalariados, mas somente se o PIB tiver crescimento.

Essa fórmula tinha validade até o ano passado, mas o governo enviou uma Medida Provisória ao Congresso - depois aprovada - estendendo este formato de correção até 2019.

Como o Produto Interno Bruto (PIB) teve uma forte contração de 3,8% em 2015 - ano que serve de parâmetro para o salário mínimo em 2017 - a correção do mínimo no ano que vem levará em conta, pela fórmula adotada, somente o valor da inflação deste ano. Com isso, não haverá alta real (acima da inflação) do salário mínimo no ano que vem.

Valor ainda pode mudar
Esse valor proposto para o salário mínimo em 2017 pelo governo federal, entretanto, ainda pode ser alterado no futuro, com base nos parâmetros estabelecidos para sua correção (crescimento do PIB do ano de 2015 e da inflação, medida pelo INPC, deste ano).

No ano passado, o PIB teve forte contração de 3,8% (a maior em 25 anos) e, para a inflação medida pelo INPC, a última previsão do mercado financeiro, feita na semana passada, é de uma alta de 7,27%.

Salário mínimo necessário
Segundo cálculo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) o salário mínimo necessário para suprir as despesas de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência deveria ser de R$ 3.736,26 em março deste ano.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Mujica diz que impeachment é 'jogo irresponsável' que 'paralisa o Brasil'

O ex-presidente do Uruguai José Mujica classificou o processo de impeachment que corre na Câmara dos Deputados contra a presidente Dilma Rousseff como "jogo irresponsável" em um vídeo publicado nesta sexta-feira (15) pelo Palácio do Planalto. A crise no país, diz Mujica, tem paralisado o Brasil e as nações vizinhas.

Segundo o uruguaio, as pessoas que pedem o afastamento da presidenta não perceberam o problema a que estão expondo o Brasil e toda a América Latina. "Que estejam conscientes do mal em que está metido o Brasil e das consequências não só para o Brasil, mas para todos os latino-americanos", afirmou. "Parecem que não se dão contam de esse é um jogo, um jogo irresponsável que paralisa o Brasil e paralisa todos os vizinhos, porque o Brasil é muito importante no continente."

Na madrugada desta sexta-feira (15), o Supremo Tribunal Federal rejeitou as ações da Advocacia-Geral da União e do deputado federal Paulo Teixeira (PT) e manteve a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara dos Deputados para este domingo (17). As ações pediam a anulação do parecer do relator da Comissão de Impeachment, Jovair Arantes (PDT) e, como consequência, a suspensão do processo contra Dilma.

Os defensores do impeachment consideram que Dilma cometeu crime de responsabilidade ao autorizar supostas manobras contábeis, as tais pedaladas fiscais, e a acusam de não ter tomado medidas mais duras contra a corrupção na Petrobras quando fazia parte do conselho da estatal.

Já quem é contra o impedimento da presidente diz que as pedaladas não configuram crime, uma vez que o orçamento foi aprovado pelo Congresso e o atraso do repasse de dinheiro a bancos públicos, por exemplo, é prática comum em todas as esferas do Poder Executivo. Assim, defendem que o processo em curso seria um "golpe".

Além de Mujica, outros líderes latino-americanos também já se posicionaram sobre o impeachment de Dilma. Em março o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu a criação de uma frente internacional unida em defesa de Dilma Rousseff, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Já Evo Morales, governante da da Bolívia, pediu ao colega Tabaré Vázquez, do Uruguai, país que exerce a presidência temporária da Unasul, que convoque uma reunião de cúpula de emergência no Brasil, para defender a presidente e Lula.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, e a presidente do Chile, Michelle Bachelet, por sua vez, disseram acreditar que o Brasil tem uma democracia forte.  "Eu acredito que ela é uma mulher séria, honesta e responsável, e está fazendo seu melhor para o Brasil", afirmou Bachelet.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



EUA recomendam uso diário de aspirina para prevenir doenças

Pessoas com mais de 50 anos devem tomar uma dose de aspirina por dia para prevenir ataques cardíacos, acidente vascular cerebral (AVC) e câncer colorretal. De acordo com Força Tarefa de Serviços Preventivos dos Estados Unidos (USPSTF, sigla em inglês), um painel de especialistas com apoio federal, a recomendação é válida para adultos com idades entre 50 a 69 anos que tenham risco aumentado de problemas cardiovasculares. A orientação foi publicada nesta terça-feira no Annals of Internal Medicine.

Esta é a primeira vez que o grupo de especialistas recomenda a aspirina como forma de prevenir doenças cardiovasculares e câncer do cólon. No entanto, a nova orientação aplica-se apenas a pessoas que não tenham risco aumentado para sangramento gastrointestinal e com pelo menos 10 anos de expectativa de vida. Se enquadram no perfil também aqueles que têm, há mais de uma década, uma probabilidade 10% ou maior de risco de ataque cardíaco ou AVC.

"Antes de começar a tomar aspirina para a prevenção, as pessoas com idades entre 50 e 69 devem conversar com o médico para compreender o risco de doença cardiovascular e risco de hemorragia", ressalta Kirsten Bibbins-Domingo, presidente da força-tarefa e professora de medicina e de epidemiologia e bioestatística na Universidade da Califórnia, San Francisco.

De acordo com os especialistas, uma dose baixa de aspirina (81mg) por dia seria mais benéfica para pessoas com idades entre 50 e 59 anos. Já aquelas na faixa-etária entre 60 e 69 anos devem conversar com o médico sobre qual seria a dosagem mais indicada, já que o medicamento pode aumentar o risco de hemorragia e estas pessoas já correm maior perigo devido à idade.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook



Goste do governo ou não, fato é que Cardozo fez discurso memorável à Câmara

Goste você do governo ou não. Goste você do papel do ministro da Advocacia-Geral da União ou não. Terá de reconhecer que José Eduardo Cardozo foi muito competente em seu discurso de defesa na manhã desta sexta-feira na Câmara dos deputados. Falou com eloquência, sem perder o equilíbrio. Falou com emoção, sem perder o raciocínio.

Já na quinta-feira, quase madrugada, ao pedir a palavra para proceder a sua sustentação oral no STF (Supremo Tribunal Federal), não foi atendido por força de regulamentação, mas todos os ministros que se manifestaram disseram que, embora ele não pudesse apresentar sua defesa oral, sentiam pelo fato de terem de se privar da sua oratória.

Sua fala nesta sexta-feira era esperada com ansiedade, tanto pelos governistas quanto pela oposição. Sabiam que, além dos argumentos pensados, medidos e ensaiados, teriam a oportunidade de observar um orador competente. Talvez até para servir de modelo àqueles que o sucederiam na tribuna da Câmara.

Suas palavras saíam, em determinado momento, com a força de uma cachoeira, quando os argumentos eram mais contundentes. Para, logo a seguir, serem proferidas como um riacho manso, para estabelecer o equilíbrio, acalmar o ambiente e convidar os ouvintes a continuar acompanhando seu raciocínio. As pausas, todas medidas e expressivas.

De maneira pensada, repetiu em diversos momentos os argumentos mais relevantes. Eram aqueles pontos que precisava neutralizar, já que constituíam a essência das acusações. Não foram poucas as vezes em que alinhavou seus argumentos numa sequência planejada, deixando para o final os que considerava os mais importantes. Para isso, aumentava gradativamente o volume da voz, dando ênfase e reforçando a importância de cada um deles até concluir o pensamento.

Os gestos funcionaram em perfeita harmonia com a inflexão da voz e a mensagem. Nos momentos de maior contundência, os braços se levantavam acima da cabeça, com o dedo em riste, mostrando a cada movimento a importância da mensagem. Nos instantes mais calmos, os gestos eram também mais tranquilos, acompanhando, de forma serena, a tranquilidade da mensagem.

Não apresentou nada novo. Tenho acompanhado seus pronunciamentos no papel de advogado de Dilma, ocupando as mais diferentes tribunas. Assim como tenho observado com atenção as suas entrevistas nas diversas emissoras de rádio e televisão. Repetiu a maior parte dos argumentos que tem utilizado nos últimos tempos. Por isso estava afiado, seguro e competente.

As apresentações anteriores serviram como espécie de laboratório para que não hesitasse em momento tão importante. Tenho certeza de que, se tiver de fazer outros pronunciamentos, o que certamente ocorrerá, seu desempenho de hoje servirá como mais um ensaio para que se saia ainda melhor. Há tempos não via um desempenho oratório com essa qualidade.

Independentemente do que venha a ocorrer com o destino da presidente, o desempenho de José Eduardo Cardozo será lembrado pelos governistas e pelos partidos oposicionistas com admiração e respeito. Não há dúvida de que sua capacidade oratória o credenciará para papéis importantes na história do país.

Por: Reinaldo Polito, autor dos livros: "29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante, e "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas", "As Melhores Decisões não Seguem a Maioria" e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Impeachment: assista a transmissão em tempo real


Uma luz contra a enxaqueca

"A língua inglesa, que pode expressar os pensamentos de Hamlet e a tragédia do Rei Lear, não tem palavras para o calafrio ou a dor de cabeça (...). A mais simples estudante quando se apaixona tem Shakespeare ou Keats para exprimir seus pensamentos, mas peça a um sofredor que tente explicar sua dor de cabeça a um médico e a linguagem imediatamente emudece." Essa pérola foi produzida pela escritora inglesa Virginia Woolf (1882-1941) em "Sobre estar doente", de 1926, ensaio de cunho autobiográfico embebido de prolongadas crises de enxaqueca. Na contramão da dor indizível, ao menos em português foi possível traduzir a sensação de alívio promovida por remédios. Para João Cabral de Melo Neto (1920-1999), alvo da doença cruel, a aspirina era "o mais prático dos sóis, (...) compacto de sol na lápide sucinta". A convivência com a enxaqueca é uma condição humana inescapável, tão demasiadamente humana que transformá-la em prosa e poesia foi o caminho para domá-la, como tantas outras dores da alma.

Hoje, em todo o mundo, pelo menos 300 milhões de pessoas sofrem de enxaqueca. No Brasil, são 30 milhões. A doença é incurável e extremamente sofrida. Para quem supõe que as vítimas desse mal reclamam demais, basta saber que a Organização das Nações Unidas classificou a doença entre as cinco mais incapacitantes, ao lado de tetraplegia, depressão, psicose e demência. A boa-­nova: pela primeira vez na história da medicina há um sol afeito a prevenir as dores lancinantes. Estudos conduzidos por quatro empresas farmacêuticas, publicados recentemente no periódico The Lancet, revelaram um promissor mecanismo de ação específico contra um alvo que deflagra a doença.

A droga em fase final de investigação - as pesquisas deverão ser concluídas no próximo ano - é um anticorpo monoclonal, uma molécula produzida em laboratório capaz de chegar a seu destino sem provocar efeitos secundários no organismo. O medicamento bloqueia um composto químico cerebral, o CGRP. A substância é liberada pelo nervo trigêmeo, estrutura que se estende por quase toda a cabeça. Com efeito vasodilatador e inflamatório, o CGRP é produzido como uma forma de defesa do organismo diante de variados estímulos externos, como longos períodos de jejum e stress. Uma chave genética faz com que o cérebro do portador da enxaqueca seja hipersensível a tais estímulos e, por isso, as quantidades de CGRP liberadas são mais elevadas. Níveis inflamatórios altos e vasodilatação exacerbada deflagram a enxaqueca. Os doentes sentem enjoo, intolerância a barulho, luz e sons. Em alguns casos, têm a visão distorcida - era o que acontecia com o criador de Alice no País das Maravilhas, Lewis Carroll, que fez das transformações físicas de sua grande personagem um retrato de seu próprio desconforto.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Vapt-Vupt passa a contar com atendimentos do INSS

Com o objetivo de “levar a previdência mais próxima da população e promover a agilidade dos serviços”, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) fará parte da rede de atendimento do Vapt-Vutp, neste município, a partir da próxima semana.

O equipamento, instalado em Juazeiro há quase dois anos, funciona como uma central de serviços do Governo do Estado e atende, em média, 2.500 pessoas por dia no local que reúne serviços como Cagece, Coelce, emissão de documentação básica, de carteira de habilitação, entre outros.

Agora, o local oferecerá também serviços previdenciários. A população poderá emitir declaração de regularidade com a Previdência, receber informações sobre os benefícios ofertados pelo INSS, ter acesso a extrato de imposto de renda, dentre outros serviços.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



WhatsApp libera compartilhamento de documentos do Office

O WhatsApp começou a liberar nesta quinta-feira (14) o compartilhamento de documentos do Pacote Office --Word, Excel e PowerPoint. Embora a empresa ainda não tenha feito o anúncio oficial, a novidade já está disponível para muitos usuários do Android e do iOS.

O recurso de compartilhamento de dados foi incluído na plataforma no início de março, antes restrito a arquivos no formato PDF. A opção pode ser encontrada no ícone de anexo ao lado de outros tipos de compartilhamento, como foto, vídeo, contatos e localização, por exemplo.

É possível selecionar documentos tanto armazenados nos dispositivos como em nuvem, incluindo o Google Drive, Dropbox e iCloud Drive. Vale lembrar, no entanto, que para conseguir abrir os documentos dos formatos Office em seu smartphone é preciso ter aplicativos específicos.

A novidade não foi disponibilizada na versão web do aplicativo, que só permite o compartilhamento de vídeos e fotos.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Ejaculação frequente reduz o risco de câncer de próstata

Ejacular com frequência reduz o risco de câncer de próstata. De acordo com um estudo publicado recentemente na versão online da revista científica European Urology, homens que ejaculam pelo menos 21 vezes por mês têm um risco 20% menor de desenvolver este tipo de tumor.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, acompanhou cerca de 32 mil homens ao longo de 18 anos. Durante este período, 3.839 participantes foram diagnosticados com câncer de próstata, dos quais 384 foram fatais.

Em um questionário preenchido no início do estudo, os participantes relataram a sua frequência média de ejaculação por mês em três períodos de suas vidas: entre 20 e 29 anos, de 40 a 49 anos e no ano anterior ao início do estudo.

Os resultados mostraram que, em geral, os homens que ejaculavam pelo menos 21 meses por mês corriam um risco 20% menor de desenvolver câncer de próstata, em comparação com aqueles que tinham entre quatro e sete ejaculações mensais. Embora uma maior frequência de ejaculação tenha sido associada a um risco menor, mesmo homens que reportaram um número menor de ejaculações por mês - de 8 a 12 - conseguiram reduzir o risco em 10%.

"Esse grande estudo prospectivo fornece uma evidência forte do papel benéfico da ejaculação na prevenção do câncer de próstata. Não devemos enfatizar o número exato de ejaculações, mas o fato que uma atividade sexual segura é benéfica para a saúde da próstata.", disse Jennifer Rider, líder do estudo.

Uma das explicações para a associação estaria na liberação de substâncias, como os hormônios ocitocina e DHEA durante a ejaculação. Os compostos teriam um efeito benéfico para a saúde.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook



Cunha recebeu propina de R$ 52 mi em 36 vezes, diz delator

Em delação premiada à Procuradoria-Geral da República, na Operação Lava Jato, o empresário Ricardo Pernambuco Júnior, da Carioca Engenharia, entregou aos investigadores uma tabela que aponta 22 depósitos somando US$ 4.680.297,05 em propinas supostamente pagas ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entre 10 de agosto de 2011 e 19 de setembro de 2014.

Segundo o empreiteiro, empresas relacionadas às obras do Porto Maravilha, no Rio, deveriam pagar R$ 52 milhões ou 1,5% do valor total dos Certificados de Potencial de Área Construtiva (Cepac) a Eduardo Cunha. A parte que caberia à Carioca era de R$ 13 milhões.

O maior repasse ocorreu em 26 de agosto de 2013 no valor de US$ 391 mil depositados em conta do peemedebista no banco suíço Julius Baer. Em 2011 foram quatro depósitos, somando US$ 1,12 milhão.

Em 2012, Eduardo Cunha recebeu só dessa fonte outros US$ 1,34 milhão divididos em seis depósitos. A tabela revela que em 2013 o deputado - que ainda não exercia a presidência da Casa -, foi contemplado com mais seis depósitos, totalizando US$ 1,409 milhão.

Já em 2014, Eduardo Cunha recebeu outros seis depósitos que somaram US$ 804 mil.

A tabela com o caminho das propinas é dividida em duas partes.

"Em relação a primeira tabela, que totaliza US$ 3.984.297,05 tem certeza de que foram destinadas a contas apontadas pela deputado Eduardo Cunha; que em relação a segunda tabela, no valor total de US$ 696 mil, é altíssima a probabilidade de que também eram valores destinados a contas indicadas por Eduardo Cunha, por todo o trabalho investigativo que fizeram, em especial porque não fizeram pagamentos deste tipo a outras pessoas e, também, pelo valor das transferências", afirmou o empresário.

"Em nenhum momento Eduardo Cunha lhe disse que as contas eram de titularidade dele, mas tem certeza de que todas estas contas foram indicadas pela deputado Eduardo Cunha; que tampouco o depoente chegou a perguntar a Eduardo Cunha sobre o titular das referidas contas."

Em 14 páginas, o empresário Raul Pernambuco Júnior narra com detalhes encontro com o presidente da Câmara para combinar como seriam realizados pagamentos no exterior.

Raul Pernambuco Júnior descreveu uma reunião no Hotel Sofitel, em Copacabana, no Rio, que, segundo ele, teria ocorrido entre junho e julho de 2011, época da aquisição das Cepac's pelo Fundo de Investimento do FGTS.

"O depoente não estava presente, mas seu pai e um executivo da Carioca de nome Marcelo Macedo estiveram presentes a esta reunião; que após esta reunião, o depoente foi chamado pelo seu pai; que seu pai lhe comunicou que Léo Pinheiro, da OAS, e Benedicto Junior, da Odebrecht, na reunião do Hotel Sofitel, comunicaram que havia uma solicitação e um 'compromisso' com o deputado Eduardo Cunha, em razão da aquisição, pela FI-FGTS, da totalidade das CEPAC's", declarou.

O empreiteiro detalhou. "Que o valor destinado a Eduardo Cunha seria de 1,5% do valor total das Cepac's, o que daria em tomo de R$ 52 milhões devidos pelo consórcio, sendo R$ 13 milhões a cota parte da Carioca; que este valor deveria ser pago a Eduardo Cunha em 36 parcelas mensais; que seu pai disse ao depoente que cada uma das empresas "assumiria" a sua parte diretamente com Eduardo Cunha."

À Procuradoria, o delator contou que o primeiro pagamento no Israel Discount Bank para Eduardo Cunha ocorreu em 10 de agosto de 2011, no valor de US$ 220.777,00. Raul Pernambuco Júnior relatou que houve uma dificuldade do Banco de seu pai para efetuar a transferência, em razão do banco destinatário.

Segundo o delator, Marcelo Macedo não participou especificamente desta conversa entre ele, seu pai e os representantes da OAS e da Odebrecht.

Raul Pernambuco Junior disse que a Carioca, na época não tinha contato com Eduardo Cunha. O empreiteiro afirmou que ele e seu pai foram apenas "comunicados" pela Odebrecht e pela OAS sobre o "compromisso".

"Como cada empresa deveria acertar os valores diretamente com Eduardo Cunha, o pai do depoente pediu que este procurasse referido parlamentar para acertar os pagamentos; que o contato telefônico de Eduardo Cunha foi repassado ao depoente por Benedicto Junior, a pedido do depoente; que foi passado ao depoente um numero de rádio Nextel", afirmou.

O delator contou aos procuradores da Lava Jato que entrou em contato com Eduardo Cunha e marcaram uma primeira reunião.

Raul Pernambuco Júnior disse não se recordar se o encontro se deu no escritório político do deputado, no centro do Rio, ou na Câmara, em Brasilia, 'mas acredita que tenha sido no escritório político'. O empresário afirmou acreditar que a reunião tenha ocorrido no início de agosto de 2011.

"Indagado sobre a descrição do escritório político de Eduardo Cunha, respondeu que se trata de um escritório com decoração mais antiga, que tem uma antessala, com uma recepcionista; que, além disso, havia dois sofás, em seguida um corredor, com duas salas; que nestas salas havia uma secretária mais alta e um assessor do deputado; que este assessor era uma pessoa mais velha, com cerca de 60 anos, acreditando que fosse um pouco calvo, possuindo cabelo lateral; que nunca conversou, porém, nenhum assunto com tais pessoas; que mais à esquerda tinha a sala do deputado Eduardo Cunha, com uma mesa antiga, de madeira maciça, com muitos papeis em cima; que acredita que o escritório fique no 32° andar."

De acordo com Raul Pernambuco Júnior, durante a reunião, ele perguntou 'sobre o "compromisso" estabelecido e, inclusive, o valor, o que foi confirmado por Eduardo Cunha'. O empresário disse que ele e o pai não queriam que o dinheiro passasse "por dentro da empresa", para ser o mais reservado possível. O delator contou que questionou Eduardo Cunha 'sobre a possibilidade de estes pagamentos serem feitos em contas no exterior'.

"Eduardo Cunha disse que não haveria problema nenhum e, neste momento, ele indicou a primeira conta em que deveria ser efetivado o pagamento", relatou Raul Pernambuco Júnior.

"Eduardo Cunha passou a conta em um papel, com os dados já digitados; que se lembra bem deste primeiro pagamento, porque o Banco indicado por Eduardo Cunha era denominado Israel Discount Bank; que não sabia se este banco era realmente em Israel; que já ficou estabelecido, inclusive, o valor do primeiro pagamento; que, dividindo o valor total devido pelo número de parcelas, o valor de cada parcela era de cerca de R$ 360 mil."

O empreiteiro disse que a reunião deve ter durado cerca de 30 minutos, 'oportunidade em que se conheceram melhor'. Raul Pernambuco Júnior afirmou que 'até então não se conheciam ou ao menos não se recorda de tê-lo conhecido pessoalmente'.

"O depoente disse nessa reunião a Eduardo Cunha que seria impossível fazer depósitos mensais; que o depoente disse a Eduardo Cunha que fariam depósitos com periodicidade irregular; que esta impossibilidade de realizar depósitos mensais decorria da precaução que seu pai tinha em dar as ordens bancárias para o exterior; que o pai do depoente normalmente dava tais ordens aos gerentes das contas no exterior pessoalmente, seja em viagens que seu genitor fazia ao exterior ou, ainda, quando o gerente vinha ao Brasil; que não sabe se seu pai enviava ordens por outro meio de comunicação à distância, como fax ou e-mail."

O delator continuou. "A pedido de seu genitor, o depoente solicitou uma reunião com Eduardo Cunha, por meio da secretária do depoente; que a secretária do depoente, de nome Sheila Oliveira, entrou em contato com a secretária do deputado Eduardo Cunha e, em seguida, enviou um e-mail para o depoente, questionando qual seria a "pauta para a reunião"; que o depoente respondeu o e-mail afirmando que "Ele está a par. Só avisa q sou eu"", declarou. Segundo o delator, este e-mail é datado de 16 de agosto de 2011.

Raul Pernambuco Júnior disse que a reunião 'foi efetivamente marcada e realizada, não se recordando ao certo onde'.

"Nesta reunião, ocorrida provavelmente entre final de agosto e início de setembro, perguntou a Eduardo Cunha se haveria a possibilidade de mudar o banco e indicar uma conta na própria Suíça; que Eduardo Cunha concordou e disse não haver problemas; que Eduardo Cunha, no mesmo ato, já indicou a conta Esteban Garcia, no banco Merryl Lynch Bank, na Suíça; que a partir daí todos os depósitos para Eduardo Cunha foram na Suíça", declarou. "Se estabeleceu que se houvesse necessidade de alteração do banco, isto deveria partir do deputado Eduardo Cunha; que, de qualquer forma, em toda oportunidade em que iriam fazer os pagamentos, o depoente ligava ou se encontrava com Eduardo Cunha para perguntar se "mantínhamos o mesmo endereço"."

O delator narrou ainda que por uma ou duas vezes, as contas no exterior eram enviadas por Eduardo Cunha para ele, em envelopes lacrados e sigilosos, para a filial da Carioca em São Paulo, 'contendo os dados da conta e códigos de transferência'.

A defesa de Eduardo Cunha foi procurada pela reportagem nesta quinta-feira, 14, mas ainda não se manifestou. O espaço está aberto para o presidente da Câmara.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook


Crato (CE): Polícia prende foragido da Justiça com cerca de 1 kg de cocaína

Após muitas idas e vindas à procura de um foragido da Justiça, inspetores da Polícia Civil de Crato conseguiram prender Keno Fernandes Batista, de 31 anos, que estava residindo no bairro Frei Damião em Juazeiro do Norte. O mesmo foi encontrado por volta das 11 horas desta quinta-feira na Avenida Duque de Caxias no Centro de Crato dirigindo um Fiat Uno de cor prata e placas NQQ-8006, inscrição de Juazeiro. Os policiais interceptaram o carro e o abordaram com o apoio de militares do RAIO.

Ele se fazia acompanhar de uma garota a qual disse aos investigadores que apenas tinha pedido carona. Os policiais apresentaram dois mandados de prisões preventivas em aberto, sendo um deles remanescente da Operação Medellín que investiga o tráfico de drogas em Crato e já cumpriu vários mandados de busca e apreensão sob a coordenação do Delegado Regional de Polícia Civil, Giuliano Vieira Siena. Keno tinha sido preso pela primeira vez no dia 29 de fevereiro de 2012 para responder por tráfico de drogas.

Após ser preso esta manhã os policiais manifestaram o desejo de ir até a residência do acusado em Juazeiro para buscas e apreensões. No imóvel apreenderam cerca de 1 kg de cocaína, balança de precisão, forma para preparar crack, blocos com diversas anotações que serão averiguadas e material para embalar drogas. Nas investidas anteriores, Keno não tinha sido preso e o seu paradeiro era investigado. Numa delas já este ano, a polícia foi recebida à bala e revidou.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Dilma sanciona lei que libera 'pílula do câncer'

Apesar de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ver com preocupação a liberação sem garantia de eficácia e segurança, a presidente Dilma Rousseff (PT) sancionou a lei que autoriza o uso da substância fosfoetanolamina sintética, apelidada de "pílula do câncer", por pacientes diagnosticados com tumores malignos.

A sanção da lei número 13.269, de 13 de abril de 2016, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (14). O artigo 1º destaca que "esta Lei autoriza o uso da substância fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com neoplasia maligna".

O artigo 2º ressalta, porém, que só "poderão fazer uso da fosfoetanolamina sintética, por livre escolha", os pacientes que apresentarem "laudo médico que comprove o diagnóstico" e "assinatura de termo de consentimento e responsabilidade pelo paciente ou seu representante legal".

Distribuída pela Universidade de São Paulo em São Carlos até suspensão determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a fosfoetanolamina é alardeada como cura para diversos tipos de câncer, mas não passou por testes em humanos e, por isso, não é considerada um remédio. Ela não tem registro na Anvisa e seus efeitos nos pacientes são desconhecidos.

Os primeiros relatórios sobre as pesquisas financiadas pelo governo federal apontaram que as cápsulas têm uma concentração de fosfoetanolamina menor do que era esperado e que somente um dos componentes da cápsula – a monoetanolamina – apresentou atividade citotóxica e antiproliferativa, ou seja, capacidade de destruir células tumorais e inibir seu crescimento.

Críticas à liberação
A Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), que reúne 56 laboratórios que são responsáveis por 82% dos medicamentos de referência disponíveis no mercado, criticou duramente a sanção da lei:

"O Brasil, a partir de hoje, entra na história da ciência mundial e da indústria farmacêutica como o primeiro país a legalizar a irresponsabilidade, anular a importância da ciência e a igualar o remédio com o não remédio. Uma decisão tão sem sentido que informa que a droga, que não foi testada nem aprovada pela Anvisa, só pode ser produzida por quem tem autorização para fabricação de medicamentos pela mesma Anvisa."

A agência de vigilância divulgou uma nota dizendo que vê a liberação da substância com "uma preocupação profunda". "Cria-se uma situação de exceção em que pessoas poderão estar expostas a diversos riscos sanitários", afirmou o órgão.

Aprovação no Congresso
A lei sancionada pela presidente foi aprovada pelo Senado no dia 22 de março, em votação simbólica. Como não houve alterações ao texto aprovado pela Câmara dos Deputados, o projeto seguiu para a sanção presidencial.

“Ficam permitidas a produção e manufatura, importação, distribuição e prescrição, dispensação, posse ou uso da fosfoetanolamina sintética, direcionadas aos usos de que trata esta lei, independentemente de registro sanitário, em caráter excepcional, enquanto estiverem em curso estudos clínicos acerca dessa substância”, diz o texto da lei.

O projeto ressalva, porém, que a produção da “pílula do câncer” só pode ser feita por “agentes regularmente autorizados e licenciados pela autoridade sanitária competente”.

Surgimento da pílula
A fosfoetanolamina sintética começou a ser estudada no Instituto de Química da USP em São Carlos, pelo pesquisador Gilberto Chierice, hoje aposentado. Apesar de não ter sido testada cientificamente em seres humanos, as cápsulas foram entregues de graça a pacientes com câncer por mais de 20 anos.

Em junho do ano passado, a USP interrompeu a distribuição e os pacientes começaram a recorrer da decisão na Justiça. Em outubro deste ano, a briga foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a produção e distribuição do produto.

Mas, desde novembro, por causa de uma nova decisão judicial, a distribuição da substância estava proibida. A polícia chegou a fechar um laboratório em Conchal (SP), que estava produzindo ilegalmente a substância.

A USP tinha fechado no dia 1º de abril o laboratório de São Carlos que produzia a fosfoetanolamina sintética.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Ex-presidente da Câmara Municipal será transferido para PIRC

O ex-presidente da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, José Duarte Pereira Júnior, conhecido como Zé de Amélia, preso há quase cinco meses pela Polícia Federal no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins, será transferido da Delegacia de Capturas, na capital cearense, para a Penitenciária Agroindustrial Regional do Cariri (Pirc), em Juazeiro. O pedido foi realizado pelo Ministério Público e atendido pela justiça.

Prisão
A Polícia Federal prendeu neste sábado (28), o ex-presidente da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, José Duarte Pereira Júnior, conhecido como Zé de Amélia e sua esposa, a ex-vereadora Mirantércia Rodrigues Castelo Branco Sampaio. O casal era considerado foragido há quase um ano.

Ambos foram presos no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins, no momento em que embarcavam a filha em um vôo. Eles ficarão detidos na sede da Polícia na capital cearense e posteriormente serão encaminhados para Juazeiro no Norte. Os dois tinham prisão preventiva decretada pela Justiça. Zé de Amélia é suspeito de envolvimento em um desvio milionário de dinheiro dos cofres da Câmara Municipal, durante os anos em que presidiu a casa.

Habeas Corpus negado
Em 05 de janeiro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, no exercício do plantão da Corte, negou pedido de liminar solicitando a revogação da prisão preventiva do vereador . Segundo a decisão do ministro, proferida no Habeas Corpus, não estão presentes os requisitos para a concessão de liminar, que, em HC, se dá de modo excepcional.

Ao indeferir a liminar, o ministro Lewandowski citou trechos da decisão do STJ no sentido de que o decreto prisional se encontra devidamente fundamentado na periculosidade do denunciado, não somente em razão da gravidade do crime, mas principalmente em virtude do modus operandi da conduta. Para Lewandowski, “a concessão de medida liminar em habeas corpus exige a presença da plausibilidade jurídica do pedido e do risco da demora (…) tenho por ausentes tais requisitos”.

Entenda
O ex-vereador afastado de suas atividades em abril de 2014 teve prisão decretada em dezembro daquele mesmo ano, acusado de envolvimento em vários crimes que, juntos, somam fraude de quase R$ 4 milhões. Ao todo, Zé de Amelia Júnior, e sua esposa, Mirantércia Rodrigues, são suspeitos de participação em 10 casos de fraude na Câmara de Juazeiro do Norte. Dentre os crimes apurados, estão falsidade ideológica, peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Segundo a investigação criminal, o vereador é apontado como líder de uma organização criminosa que realizava empréstimos consignados fraudulentos, e, para alcançar esse objetivo, outras práticas ilícitas eram necessárias que causaram grande abalo à situação econômica do município. Ainda segundo o acórdão do STJ, consta também no decreto de prisão que Zé de Amélia estaria manipulando as testemunhas visando obstruir a investigação criminal.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Fique atento aos sintomas da doença de Chagas

Descrita pela primeira vez em 1909 pelo médico brasileiro Carlos Chagas, do qual herdou o nome, a doença de Chagas ainda é responsável por um surpreendente número de mortes no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, ela chega a ocasionar cerca de seis mil óbitos por ano, especialmente na região da Amazônia.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de um milhão de brasileiros foram infectados em 2015. Ocasionada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, a enfermidade é classificada como uma doença tropical parasitária, comum em países da América do Sul, América Central e no México.

Sintomas da doença de Chagas
Para entender como a doença de Chagas se manifesta, é importante identificar que há diferentes formas de contrair a infecção. A mais comum é por meio do contato com as fezes do inseto conhecido popularmente como barbeiro. Se uma pessoa contaminada doar sangue ou órgãos, quem os receber também pode ser infectado.

Há ainda outro vetor de transmissão que provocou um surto da doença de Chagas em 2015: a ingestão de alimentos contaminados com fezes do barbeiro. Foi o que aconteceu há exatamente um ano, no período de maior consumo do caldo de cana em engenhos no Rio Grande do Norte.

No período, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) confirmou 14 casos da doença em que os infectados consumiram o caldo. Um indício de que a contaminação ocorreu por conta da planta, que provavelmente foi contaminada com as fezes do parasita durante a moagem.

Independente da forma de contaminação, o mais importante é saber identificar os sintomas da doença de Chagas. Eles variam de acordo com a fase em que ela se encontra. Na aguda, as manifestações mais frequentes são febre, mal-estar, inchaço nos olhos, inflamação, vermelhidão e dor nos gânglios (na região da garganta).

Já na fase crônica, os sintomas podem ocorrer tardiamente. Isso significa que é possível que a pessoa só descubra a patologia 20 ou 30 anos depois da infecção. Neste caso, as manifestações aparecem, com maior frequência, por meio de problema grave no coração – em 30% dos casos – ou no sistema digestivo – em 10% das situações.

Outros indícios que aparecem na fase crônica são desmaios, dores no peito, palpitações, inchaço dos membros inferiores, constipação, dificuldade para engolir e dores abdominais. Mas nem sempre todos eles aparecem ao mesmo tempo ou de forma muito evidente, o que pode levar o paciente a confundir o quadro com um simples mal-estar.

Tanto é que cerca de 90% das pessoas infectadas não sabem que convivem com a doença de Chagas. Por isso, diante de qualquer suspeita, o ideal é procurar atendimento médico. Quanto mais rápido o diagnóstico, melhores a chances de um tratamento para evitar complicações futuras.

Doença de chagas tem cura?
A doença de Chagas tem cura. Tudo depende, porém, do diagnóstico precoce e do tratamento. Embora não exista vacina, no caso da infecção aguda as chances de cura por meio do uso dos medicamentos benznidazol ou nifurtimox é próxima de 100%.

A situação é mais complicada no caso de infecções crônicas. Neste cenário, o tratamento tem pouca efetividade, pois o corpo continuará gerando anticorpos, já que o parasita não está mais no sangue e sim alojado nos órgãos. Por isso, os remédios são direcionados ao alívio dos sintomas e não à doença em si.

Fonte: Doutíssima

Curta nossa página no Facebook



STF pode barrar votação do impeachment na Câmara no domingo

A presidente Dilma Rousseff protocolou nesta quinta-feira (14), por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a Corte conceda uma liminar (decisão provisória) determinando que seja suspensa a votação, marcada para este domingo (17), do processo de impeachment no plenário da Câmara.

No mandado de segurança, a AGU aponta “lesões ao devido processo legal e ao direito de defesa” durante a análise das denúncias contra a petista na comissão especial, que aprovou um relatório favorável à abertura do processo na última segunda (11).

A ação argumenta que a Câmara incluiu “matérias estranhas” ao processo, como a delação do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) e atos praticados por Dilma no exercício do primeiro mandato, fatos que não haviam sido aceitos por Cunha ao aceitar a denúncia.

Além disso, o mandado de segurança protocolado pela AGU aponta que, durante os trabalhos da comissão especial, o advogado-geral da União substituto, Fernando Albuquerque, foi impedido de se manifestar para defender a presidente da República.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



URGENTE: Lula consegue deputados suficientes para barrar impeachment

Articulada diretamente pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma frente parlamentar com 185 assinaturas de deputados federais, número suficiente para barrar o impeachment, será lançada nesta quinta-feira (14) na Câmara.

O ex-presidente articulou, do quarto do hotel em que montou um QG anti-impeachment, em Brasília, o lançamento de um manifesto em defesa da democracia com o objetivo de comprometer deputados com o voto contrário ao impeachment no domingo (17).

Apesar disso, o ex-presidente admitiu com aliados que estiveram com ele que a atual situação do governo é difícil, principalmente pelo efeito manada gerado pelos recentes desembarques de partidos como PP e PSD. Tanto ele como o Palácio do Planalto entendem que, se houver vitória, será por uma margem apertada.

Segundo a Folha apurou, Lula disse a deputados do PT e do PC do B, envolvidos pessoalmente na construção do que chamam de frente pela democracia, que era necessário mais de 172 assinaturas para publicar o documento (confira a atual divisão de votos na Câmara).

Caso contrário, era melhor deixar a ideia de lado. Isso porque 172 é o número de votos (ou abstenções) que o governo precisa ter no plenário da Câmara dos Deputados no domingo para barrar o impeachment de Dilma Rousseff.

Até o início da noite de quarta, Lula e os aliados ainda costuravam a lista. Na manhã desta quinta, dirigentes do PC do B avisaram ao ex-presidente que haviam superado a marca exigida por ele.

A presidente do PC do B, deputada Luciana Santos (PE), anunciou que vai protocolar ainda nesta quinta, na Câmara, o que chamaram de Frente Mista em Defesa da Democracia, com assinaturas de 185 deputados e 30 senadores.

Segundo o documento, a frente se propõe a atuar "na defesa da democracia como princípio, dado o momento de grande complexidade no cenário da política brasileira, onde as instituições e a legitimidade do voto estão sendo postos em cheque".

Lula e os aliados acreditam que, dessa forma, os parlamentares se comprometem com o voto em favor ao governo, mas o ex-presidente ainda tem se mostrado preocupado com o placar apertado e diz que é necessário "trabalhar até o último minuto de domingo", principalmente entre os deputados indecisos.

Os deputados do PCdoB têm se reunido frequentemente com Lula. A própria Luciana Santos esteve no hotel na quarta-feira. Nesta quinta, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) já conversou com Lula pela manhã.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



14 fatos interessantes sobre o autismo

1 – De acordo com a ONU, a estimativa é de que 70 milhões de pessoas em todo o mundo sejam autistas;

2 – Nos EUA, 1 em cada 42 meninos são diagnosticados com autismo; e 1 em 189 meninas também;

3 – Em comparação com as mulheres, os homens têm cinco vezes mais chances de serem autistas;

4 – Andrew Wakefield era médico quando tentou provar que havia uma relação entre casos de autismo e vacinação. Para isso, ele falsificou uma série de documentos. Quando foi descoberto, perdeu sua licença médica;

5 – Ainda assim, mais de 20% das pessoas dos EUA acreditam ainda que algumas vacinas “causam” autismo;

6 – O estudo neurocientífico “Intense World Theory of Autism” sugere que autistas se fecham em seu próprio mundo porque sentem e experimentam tudo com muita intensidade;

7 – Quanto mais severo for o grau de autismo de uma pessoa, menos ela vai ser contagiada por bocejos;

8 – Anatomicamente falando, não há diferenças entre os cérebros de um autista e de uma pessoa sem a condição;

9 – Baixos índices de vitamina D durante a gestação são um fator que já foi relacionado ao autismo;

10 – Olha só que legal: nos EUA, há mais de 250 salas de cinema ideais para autistas. Nelas, o volume é mais baixo, assim como a iluminação é menos intensa. Além disso, as pessoas podem levar as próprias comidas e bebidas, se quiserem;

11 – O Dia Mundial do Autismo foi comemorado em 2 de abril;

12 – No Brasil, existem pelo menos 2 milhões de pessoas autistas;

13 – O autismo pode ser apresentado em três graus, e não há exame clínico para detectar se uma pessoa é autista ou não, por isso a avaliação psicológica e psicopedagógica é fundamental;

14 – Autistas são pessoas absolutamente normais, mas que têm uma forma de interação social diferente da mais comum. O respeito é fundamental.

Fonte: Mega Curioso 

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): IFCE monta grupo de trabalho para realizar cadastro gratuito de imóveis rurais

O campus Crato do Instituto Federal do Ceará realiza o cadastro gratuito de posseiros e pequenos proprietários rurais no Cadastro Ambiental Rural (CAR), um registro eletrônico obrigatório criado pela Lei 12.651/2012 (Código Florestal Brasileiro). A partir de quinta-feira (14), um grupo de alunos atende os interessados, no laboratório de Topografia, das 11h às 20h, de terça a quinta.

O objetivo do CAR é montar uma base de dados integrada com as informações ambientais sobre a área rural de todo o Brasil, para controlar, monitorar e combater desmatamentos. O registro também deve ajudar na regularização ambiental dos imóveis rurais, além de subsidiar seu planejamento econômico. É preciso informar, por exemplo, se há áreas com mata e desmatada, nascentes, riachos ou morros, no imóvel, dentre outras.

O coordenador do projeto no campus é o professor Luis Clodoaldo Alves Lopes, que ministra a disciplina de topografia. Ele explica que os produtores rurais serão beneficiados com o cadastro. Quem se registrar no CAR terá a oportunidade de regularizar as áreas de preservação permanente, uso restrito e reserva legal do imóvel sem nenhuma sanção. A obtenção de crédito agrícola e de linhas de financiamento também é facilitada para quem tem o cadastro, e as multas aplicadas até 2008 a agricultores que cometeram crimes ambientais, como o desmatamento em áreas proibidas, poderão ser suspensas.

Para Lopes, a iniciativa faz parte do papel social do instituto. “Qualquer cadastro que a gente fizer aqui, gratuitamente, é um serviço que o Instituto está prestando àqueles que estão ao nosso redor, que são os pais, os familiares dos nossos alunos, os servidores dessa instituição e a comunidade em geral”. O foco, ele explica, são posseiros e proprietários rurais com até 4 módulos fiscais (104 ha ou 340 tarefas).

Estudantes dos cursos técnicos de Agropecuária e do curso superior de Zootecnia foram selecionados para fazer parte do grupo de trabalho. Eles passaram por um treinamento prático intensivo para aprender a realizar o cadastramento. O grupo deve funcionar até maio, prazo final para o cadastro dos imóveis.

O projeto de extensão é chamado de Projeto 'pulando a cerca' para fazer o CAR de pequenos posseiros e proprietários de imóvel rural. “O nome é grande, mas é isso mesmo”, brinca o professor Luis Clodoaldo. Ele explica que o objetivo é que o IFCE saia dos próprios limites e atenda às necessidades dos pequenos produtores rurais da região.

Cadastro
Para realizar o cadastro, os interessados devem agendar previamente por telefone ou comparecer ao campus do IFCE Crato. No ato do cadastro é necessário levar toda a documentação do imóvel, comprovante de endereço, CPF e RG dos proprietários/posseiros. O endereço do campus é Rodovia CE 292, KM 15, Gisélia Pinheiro. Mais informações pelo telefone: (88) 3586 8103.

Curta nossa página no Facebook



ShareThis