Pesquisa da Fatec Cariri sobre pequi é publicada em revista acadêmica

Um artigo científico do Grupo de Pesquisa em Biotecnologia de Produtos Naturais (BPN), do curso superior de Tecnologia em Alimentos da Fatec Cariri, foi publicado na edição de setembro da Agrotec, uma revista agropecuária técnica. Assinam a publicação, os professores Erlânio Oliveira, Cícera Gomes, Leyna Bezerra e Isana Brito, a laboratorista do Centec Karine Barreto e a aluna bolsista Cícera Vicente. O artigo foi publicado como matéria de capa da revista.

A divulgação científica propõe a elaboração de biscoitos “tipo cookies” enriquecidos com a torta da amêndoa do pequi. “Geralmente essas amêndoas são utilizadas para extração de óleos e gera uma torta residual que é descartada no meio ambiente. O nosso objetivo foi de dar um novo direcionamento para esses resíduos, criando produtos alimentícios com valor nutricional significativo e, assim, amenizar a perda de uma matéria prima que contém nutrientes que são fundamentais para nossa saúde”, explica o professor Erlânio.

Sobre o BPN
Em atividades desde 2018, o Grupo é liderado pelos Prof. Dr. Erlânio Oliveira e Drª. Cícera Gomes e agrega alunos, pesquisadores e colaboradores do Cariri que se interessam pelo estudo e divulgação de temas relacionados a caracterização nutricional de produtos vegetais in natura e processados e o reaproveitamento de subprodutos para uso em desenvolvimento de novos produtos alimentícios.

Sobre a Fatec
O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) mantém – por meio de contrato de gestão com a Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) – duas Faculdades de Tecnologia (Fatec): uma em Juazeiro do Norte (Fatec Cariri) e outra em Quixeramobim (Fatec Sertão Central). Elas são credenciadas no Ministério da Educação e oferecem cursos técnicos de nível médio, cursos superiores de tecnologia e pós-graduação Latu Sensu.

Curta nossa página no Facebook

WhatsApp vai mudar! Veja 5 novidades do aplicativo que entraram em testes

O WhatsApp está preparando mudanças importantes no aplicativo. Apenas neste mês de setembro já entraram em testes ao menos quatro novidades no aplicativo - a lista preparada por Tilt ainda traz uma extra aguardada no app e que apareceu no fim de agosto.

Entre as novidades que surgiram neste mês em testes no aplicativo estão a volta do mais que aguardado Modo Férias - que ajudará muita gente a esconder chats no app -, mudanças na edição de imagens e até novos fundos de tela divertidos do mensageiro.

Confira abaixo mais sobre esses recursos em teste, que ainda não têm previsão de chegada a todos os usuários:

"Modo férias"
A funcionalidade deixará que o usuário arquive conversas com contatos ou grupos sem que elas voltem a aparecer na lista geral de chats quando alguém manda uma nova mensagem —ou seja, permite ao usuário esconder conversas da janela principal do app.

A mudança havia aparecido pela primeira vez em testes em 2018. Em 2019, foi modificada em novos testes, mas nunca mais reapareceu, o que fez muitos usuários suspeitarem de que o recurso havia sido abandonado pelo aplicativo.

O novo teste do WhatsApp, notado pelo site WaBetaInfo, mostra que os chats arquivados vão aparecer diretamente no topo dos chats dos usuários no aplicativo, como mostra a imagem abaixo.

Ao clicar nesta seção, haverá um novo botão chamado "notificações". Lá você poderá escolher algumas configurações relativas às conversas e grupos arquivados.

Uma dessas escolhas é se você quer ou não receber notificação das conversas arquivadas. Atualmente, o usuário não tem escolha: ao arquivar uma conversa, ela voltará para a lista de chats principais sempre que houver novas mensagens —o arquivamento, na maioria das vezes, só serve para grupos que você não faz mais parte.

Outra função interessante das notificações é um recurso que arquivará uma conversa ou grupo automaticamente se não houver nenhuma interação nova no período de seis meses.

Edição de imagens
Também notada em testes pelo WaBetaInfo, uma mudança pode melhorar a edição de imagens diretamente no mensageiro. Novos recursos vão deixar a edição com elementos vistos nos Stories do Instagram - outra rede social do Facebook.

A novidade permitirá que você alinhe melhor elementos como texto, figurinhas e emojis ao editar, por exemplo, uma foto adicionando elementos visuais. Aparecerá na foto linhas mostrando onde está exatamente o alinhamento para você se guiar.

É um recurso bem parecido com o do Instagram - ao editar um story adicionando elementos, linhas coloridas aparecem na tela para você saber onde centralizar as edições.

WhatsApp mais colorido
Atualmente o WhatsApp já permite que você personalize o aplicativo com diversos temas. Dentro das configurações, existe uma opção em que você pode mexer na cor do fundo de tela das conversas com uma grande gama de variedade, mas isso está para mudar.

O novo recurso é chamado de "Doodle" do WhatsApp. Ao ativar esse recurso, o mensageiro projetará nesse fundo de tela pré-definido com cores vários rabiscos e desenhos discretos, deixando o fundo de tela menos sisudo.

Essa novidade já foi vista em testes pelo WaBetaInfo tanto na versão Android quanto na versão web do aplicativo.

Catálogo de negócios e ligação
Há ainda uma outra funcionalidade em testes, mas essa voltada para negócios. O WhatsApp planeja adicionar um botão de catálogo que leve para os itens vendidos por determinada conta comercial no mensageiro.

Esse ícone será colocado na barra superior do aplicativo, ao lado do botão de fazer ligações. Sendo assim, o WhatsApp passaria a se assemelhar cada vez mais com outros apps de vendas que mostram catálogos de produtos, como o iFood.

Dentro disso ainda rolará uma modificação do ícone de ligações. Ele passaria a ser único, representado por um desenho de telefone e um "+". Ao clicar nele, o usuário poderá escolher se gostaria de fazer uma ligação em vídeo ou áudio - não teria mais um ícone para a chamada em vídeo e outro para a de telefone

Inicialmente, essa mudança notada pelo WaBetaInfo foi vista somente na página de negócios, mas pode ser levada também para o aplicativo geral.

Extra: armazenamento
Essa função deixará bem mais fácil liberar espaço do WhatsApp no celular. Inicialmente, os testes apontavam que essa ferramenta contaria com filtros para você distinguir os arquivos baixados no WhatsApp como por tamanho, por itens encaminhados e por aí vai. No entanto, como mostra a imagem abaixo, o novo recurso vai além.

A primeira coisa que dá para notar é a barra que mostra o uso de armazenamento do app —e o quanto as mídias recebidas e enviadas tomam desse armazenamento. É um elemento visual bem parecido ao que iPhones e celulares Android já contam nas configurações.

Além disso, o próprio aplicativo passará a dar sugestões de limpeza para eliminar arquivos desnecessários e, assim, ganhar mais espaço no celular. É uma solução semelhante ao que o iOS, por exemplo, faz.

Um dos itens indicados é "arquivos encaminhados". Outro mostra diretamente os maiores arquivos baixados no WhatsApp e que o usuário pode optar por limpar. Mais abaixo, o usuário já poderá ver os chats em ordem dos que ocupam mais espaço no aplicativo, como já ocorre atualmente.

Tudo isso deve mudar radicalmente a interface para usuários eliminarem arquivos do celular —e, ainda, tornar o processo menos complicado.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Ceará registra saldo positivo de 38 mil novas empresas em 2020

O saldo de empresas registradas no Ceará, de janeiro a agosto deste ano, foi positivo segundo os dados da Junta Comercial do Estado do Ceará, Autarquia vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet). Ao todo, foram 56.528 novos negócios abertos no estado, enquanto que os fechamentos totalizaram 18.124 registros, o que corresponde ao saldo de 38.404 empresas.

O cenário também apresenta dados positivos se compararmos os meses de agosto deste ano e o de 2019, com aumento de 16,30% na abertura de empresas. No mês passado, foram constituídos 8.965 novos negócios, contra 7.708 empresas abertas em agosto de 2019.

O setor de Serviços tem se destacado com o maior número de novas empresas, tendo em vista que, de janeiro a agosto, somou 30.149 registros. Já o comércio obteve 20.877 aberturas no período, além de 5.502 novas indústrias.

De acordo com o Secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior, esse é mais um resultado do esforço da equipe do Governo em recuperar a economia cearense. “Fechamos a semana com mais esse resultado com saldo positivo na abertura de empresas no Ceará. Isso significa mais empregos gerados, que é o nosso principal desafio!”, ressaltou Maia Júnior.

Para a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, os dados nos mostram a retomada da economia no estado. “Ao analisarmos os números de abertura de empresas desde o início do ano até hoje, percebemos o crescimento do quantitativo de novos negócios o que é fruto do trabalho que vem sendo conduzido pelo Governo do Estado do Ceará e da Sedet, alinhada às ações de simplificação implementadas pela Junta Comercial que possibilitou celeridade e a digitalização do processo de abertura de empresas no estado”.

Curta nossa página no Facebook

INSS reabre agências na segunda com horário marcado; veja regras

Depois de meses fechadas por conta da pandemia, as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a reabrir para atendimento presencial na próxima segunda-feira (14). Para a reabertura, uma portaria publicada nesta sexta-feira (11) no Diário Oficial da União estabelece as medidas de prevenção que deverão ser adotadas.

Em um primeiro momento, o atendimento será retomado 'pouco mais de 500' das 1,5 mil agências do país. O instituto optou por reabrir as maiores agências, que respondem por cerca de 70% da demanda. O horário de funcionamento será das 7h às 13h.

Só será atendido quem agendar antes o atendimento. O objetivo é evitar aglomerações dentro e fora das agências. O agendamento deve ser feito pelo Meu INSS ou pelo telefone 135. O INSS também pede que os segurados não cheguem com muita antecipação ao horário marcado, para evitar aglomerações.

Ao realizar o agendamento, o segurado será orientado em relação à agência onde será atendido.

Quem for às agências deverá usar máscaras e será terá sua temperatura medida antes de entrar no local.

Se a temperatura estiver dentro da normalidade (menor que 37,5°C), o funcionário deverá orientar o segurado sobre:

• a necessidade do uso de álcool em gel para higienização das mãos;
• importância de manter o distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas; e
• a obrigatoriedade o uso de máscara durante todo o período em que permanecer nas dependências do INSS. Se o segurado estiver usando máscara úmida, suja ou rasgada, deverá receber uma máscara descartável.

Os servidores, empregados públicos, contratados temporários, estagiários, terceirizados e colaboradores deverão usar Equipamentos de Proteção Individual para realização das suas atividades.

Se a temperatura se mantiver indicativa de febre (mais que 37,5°C), o acesso do segurado será negado e ele será orientado a procurar uma unidade de saúde ou um médico. O funcionário deverá ainda orientar o cidadão a realizar o reagendamento do serviço pelos canais remotos.

Reabertura terá restrição de serviços
Segundo o INSS, estarão disponíveis para atendimento presencial os serviços de:

• perícia médica;
• avaliação social;
• cumprimento de exigência;
• justificação administrativa ou judicial; e
• reabilitação profissional.

Solicitações de aposentadoria, pensão, salário maternidade, continuarão sendo feitos remotamente.

De acordo com o INSS, o atendimento presencial está sendo retomado devido a uma forte demanda relativa a cumprimento de exigências por parte do segurado. Esses pedidos são aqueles em que é verificada a necessidade de outros documentos para concessão do benefício.

"A principal atividade nessa retomada é o cumprimento de exigências", disse o presidente do INSS Leonardo Rolim. Embora essa entrega possa ser feita pelo Meu INSS, "grande maioria das pessoas não conseguiu utilizar esses instrumentos. Vai conseguir entregar esses documentos na agência", explicou.

O INSS tem hoje 906 mil requerimentos em exigência, aqueles que dependem de informação complementar.

Protocolos de abertura
De acordo com o INSS, as agências que reabrirem atenderão todos os protocolos de segurança contra a Covid-19. Os locais de perícia passarão ainda por verificações periódicas, o que pode fazer com que varie o número de locais com atendimento presencial.

"Somente abrirão as agências com 100% dos protocolos atendidos", afirmou o secretário especial da Previdência do Ministério da Economia, Bruno Bianco.

Ele informou ainda que o site do INSS deverá informar a cada dia as agências que estarão abertas.

"Ao longo dos dias estaremos passando à população quais agências estarão abertas ou não, quais terão perícia. A partir de segunda retomaremos as inspeções", disse Bianco.

Demora na reabertura
A reabertura estava prevista inicialmente para 13 de julho, e uma primeira prorrogação determinava a retomada gradual do atendimento presencial a partir de 3 de agosto. Depois, o governo passou para 24 de agosto. No último adiamento, a data para retomada foi estabelecida para 14 de setembro.

No país, existem 1.525 agências da Previdência Social. Segundo o INSS, antes da reabertura, cada unidade irá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

Segundo o INSS, as unidades que não reunirem as condições necessárias para atender ao cidadão de forma segura continuarão em regime de plantão reduzido e será disponibilizado um painel eletrônico contendo informações sobre o funcionamento das agências da Previdência Social, os serviços oferecidos e o horário de funcionamento.

Prova de vida segue suspensa
Segue suspensa, até 30 de setembro, a exigência de recadastramento anual de aposentados e pensionistas, a chamada prova de vida, de acordo com instrução normativa do Ministério da Economia. A partir de 1º de outubro, os segurados deverão buscar a agência onde recebem o benefício para atender à exigência. Veja mais no vídeo abaixo:

Central de atendimento
O INSS esclarece que os serviços que não estarão disponíveis de forma presencial neste primeiro momento continuam pelos canais remotos, o Meu INSS (pelo site e aplicativo) e telefone 135.

O INSS disponibiliza em seu site um guia para ajudar aqueles que têm alguma dúvida de como acessar o Meu INSS. Para saber como gerar sua senha, além de aprender a solicitar serviços e benefícios, acesse https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/meu-inss/.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Crato e Barbalha tem candidaturas definidas; cenário em Juazeiro é de indefinições

Um cenário tão movimentado quanto indefinido marca as articulações para a corrida eleitoral no maior município do interior do Estado e o terceiro maior colégio eleitoral do Ceará. Em Juazeiro do Norte, ao menos nove pré-candidaturas estão no jogo, e enquanto o prefeito Arnon Bezerra (PTB) não define a chapa para tentar a reeleição, opositores firmam alianças para tentar desbancá-lo nas urnas. 

Com convenção marcada para a noite de domingo (13), Arnon Bezerra tem conversado com aliados do senador Cid Gomes (PDT) e do governador Camilo Santana (PT), grupo que está compromissado com a reeleição do prefeito, e do qual deve sair a indicação do candidato a vice. 

Mesmo com resistência da Executiva Nacional do PTB, de Roberto Jefferson, um cenário provável é que a chapa seja composta com o PT, que tem como pré-candidato Gabriel Santana, filho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Manoel Santana. Jefferson não quer aliança com o PT, mas no cenário as lideranças políticas é que dão o tom da disputa. No entanto, a aliança com a legenda petista também enfrenta resistência entre membros do partido, que defendem um cabeça de chapa para consolidar candidatos a vereador.

Todavia, as duas agremiações marcaram convenções para o mesmo dia – amanhã (13) –, o que aumenta as especulações sobre a aliança. Nos bastidores, alguns dizem que foi o próprio prefeito Arnon que propôs o enlace.

Outra possibilidade de vice é Maricelle Macedo (MDB), esposa do ex-prefeito Raimundão. Caso a aliança de Arnon com o PT se confirme, o grupo emedebista deve se unir à candidatura do deputado estadual Nelinho de Freitas (PSDB), com quem Raimundo Macedo e aliados também têm conversado.

Fator importante dentro das negociações é o tempo de rádio e TV das legendas, em lista liderada pelo PT, com 10,7% do horário gratuito, e que tem, entre os partidos com pré-candidaturas anunciadas, o MDB e o PSD com 6,6%, o PSB com 6,2%, o PSDB, com 5,7%, o PDT com 5,5%, o Podemos, com 2,1%, o PTB e o Psol, com 1,9%, o PCdoB, com 1,7%. 

Nesse cenário, o vereador Glêdson Bezerra (Podemos) conseguiu apoio importante durante a semana. Rompido com Arnon durante mais da metade do mandato, o atual vice-prefeito, Giovanni Sampaio (PSD), teve carta branca do presidente estadual do seu partido, Domingos Filho, para ser vice na chapa encabeçada por Glêdson. 

Sampaio havia anunciado apoio à pré-candidatura do segundo colocado nas últimas eleições, Gilmar Bender (PDT), mas o empresário, mesmo com o aval do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, não teve a candidatura viabilizada pelo comando estadual pedetista, aliado de Arnon. Nos bastidores, é apontado que Cid Gomes já tinha dado a sua palavra sobre o apoio ao prefeito, o que inviabilizou o nome de Bender. 

Mesmo de maneira informal, Bender também sinaliza compor com a candidatura de Glêdson. Porém, ele pode até atuar em favor do nome do Podemos, mas a decisão para integrar a chapa cabe ao PDT, o que não deve se concretizar.

Outros pré-candidatos já anunciados são a ex-deputada estadual Ana Paula Cruz (PSB), aliada do governador Camilo Santana que deve compor chapa com Andrea Landim (Rede), o jornalista Demontieux Fernandes e o colega de partido Fanco Duarte como postulantes a prefeito e vice pelo Psol, o professor Aurélio Matias (PCdoB) e o médico Maurício Sampaio (PV).

Crato
No Crato, o cenário é menos nebuloso do que em Juazeiro. Lá, a aliança PT-PDT na disputa majoritária já é garantida. Isso porque o atual prefeito Zé Ailton Brasil deixou o PP, partido pelo qual foi eleito em 2016, para se filiar ao PT em março deste ano de olho no pleito. A mudança não foi à toa diante de proximidade dele com o governador e do interesse de lideranças da legenda pelo seu nome. 

A chapa de Zé Ailton deve ser a mesma de 2016, com o seu vice André Barreto (PDT), atraindo vários aliados. No município, um dos adversários já está confirmado: a professora da universitária Zuleide Queiroz (Psol). O nome dela foi oficializado ontem pelo partido junto com o do candidato a vice-prefeito, professor Juciel Lima (Psol).

Outros nomes que devem ser confirmados nos próximos dias como candidatos da oposição são o ex-prefeito José Adega (PSD) e do médico Aloísio Brasil (Pros).

Barbalha
Já no terceiro município que compõe o Crajubar, há menos pré-candidatos sendo apresentados. Em Barbalha, o prefeito Agemiro Sampaio Neto (PSDB) deve ter como adversário o médico Guilherme Saraiva (PDT), que tende a compor a chapa da sigla com o vereador Vevé Siqueira (PT). 

A disputa entre as chapas tucana e pedetista deve ser acirrada na região, aos moldes do que foi a competição no pleito de 2016 entre o atual prefeito e o deputado Fernando Santna (PT), que perdeu por uma diferença de apenas 0,53% dos votos na cidade.

Por Flávio Rovere e Luana Barros

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

53% da população ficou descontente com novo valor do auxílio emergencial, revela pesquisa

A maioria dos brasileiros ficou insatisfeita com a redução do auxílio emergencial de 600 para 300 reais. De acordo com pesquisa inédita Exame/Ideia, 53% das pessoas ouvidas tiveram uma reação negativa ao corte no benefício. Apenas 31% acharam a redução positiva.

Mas, apesar da diferença que o auxílio emergencial de 600 reais fez na vida de muita gente, a redução no valor do benefício não pegou de surpresa a maioria da população. Um terço dos brasileiros não esperava sequer a continuidade do pagamento e 23% tinham consciência que haveria alguma redução no valor.

“A maioria tinha uma visão realista sobre a questão, levando-se em conta a crise econômica provocada pelo coronavírus”, diz Mauricio Moura, fundador do Ideia. Isso não quer dizer, no entanto, que a população tenha ficado satisfeita com o corte pela metade no valor do benefício – 39% acreditavam que o auxílio de 600 reais seria prorrogado.

Mesmo assim, a aprovação do governo segue em alta, com 40% dos brasileiros apoiando a atual gestão, o maior índice desde fevereiro deste ano. “Os efeitos positivos do auxílio de 600 reais ajudaram a puxar a popularidade do presidente”, diz Moura.

A pesquisa foi realizada com 1.200 pessoas, por telefone, em todas as regiões do país, entre os dias 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A maioria das famílias (38%) utilizou o benefício para a compra de insumos básicos, como alimentos e produtos de higiene e limpeza, e o pagamento de contas. Outros 28% também conseguiram pagar dívidas e sair do vermelho.

O patamar relativamente alto do auxílio, que fez diferença inclusive para as famílias poderem colocar comida no prato e limpa a casa, tornou mais difícil uma aceitação de uma redução considerável do valor recebido, segundo Moura.

Quando perguntados sobre a hipótese de continuar a receber o auxílio em 2021, a maioria (72%) revelou uma percepção bastante pragmática, dizendo não acreditar que o benefício seria estendido até o ano que vem. Apenas 16% mantém a esperança de continuidade do auxílio, enquanto 12% não souberam responder.

Os pesquisadores também perguntaram qual foi o impacto da pandemia no trabalho e na renda dos brasileiros – 36% conseguiram manter o trabalho, mas enfrentaram uma queda nos rendimentos, seguidos por aqueles (35%) que foram capazes de manter sua atividade profissional e uma situação econômica estável.

“Nesse grupo, estão principalmente os funcionários públicos e trabalhadores de setores menos afetados pela crise, como o agronegócio, mercado financeiro, TI e varejo de alimentação”, diz Moura.

Para um quinto da população, no entanto, os efeitos da pandemia foram brutais. O levantamento mostra que 17% dos brasileiros perderam o trabalho e a renda. Apenas 3% conseguiram um trabalho novo durante a pandemia.

“As famílias mais afetadas ficaram tão vulneráveis que para elas faz muita diferença receber 50 ou 70 reais a mais em relação aos 300 reais do novo valor do auxílio ou do Renda Brasil”, afirma Moura. “No contexto socioeconômico brasileiro, aumentar o valor do benefício é o tipo da ação que pode render ganhos políticos para o presidente”. A tentação em furar o teto dos gastos e manter o Renda Brasil em 300 reais, ou mais, está posta. Resta saber o que o governo irá decidir.

Fonte: Exame

Curta nossa página no Facebook

Cariri entra na 4ª e última fase do Plano de Retomada Econômica

Praça Siqueira Campos, em Crato
(Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri)
O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou o novo decreto estadual, nesta sexta-feira (11) após reunião virtual com o comitê formado por profissionais de Saúde, presidentes do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, e Ministério Público Estadual e Federal.

Dentre as definições, a partir da próxima segunda-feira (14) fica autorizado a realização de eventos com até 100 pessoas, mas seguindo todos os protocolos sanitários; enquanto a Macrorregião do Cariri entra na 4ª Fase no Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais.

Camilo Santana informou que, com a entrada do Cariri, todas as regiões do Ceará estarão na 4ª e última fase do Plano de Retomada Econômica, e aproveitou para falar também sobre os setores que ainda não retomaram suas atividades.

“Quanto aos setores que ainda não retornaram, como as escolas com aulas presenciais, ficou definido que serão realizadas reuniões a partir do começo da semana para nova avaliação do cenário e protocolos, de forma a haver uma definição de quando deverá ocorrer esse retorno. Relatórios de nossas equipes de saúde apontam queda contínua de casos e óbitos no Ceará, mas não podemos relaxar, para que não haja aumento dos indicadores. O alerta continua”, finalizou o governador do Ceará.

Curta nossa página no Facebook

12 de setembro

1939 - Estréia o filme em Technicolor The Wizard of Oz, de Victor Fleming, pioneiro do cinema colorido.
1943 - Segunda Guerra Mundial: Benito Mussolini é resgatado por pára-quedistas alemães comandados pelo austríaco Otto Skorzeny.
2002 - Sérgio Vieira de Mello é nomeado alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Nasceram neste dia…
1902 - Juscelino Kubitschek, político brasileiro (m. 1976).
1913 - Jesse Owens, atleta norte-americano (m. 1980).
1972 - Jason Statham (foto), ator britânico.

Morreram neste dia…
1957 - José Lins do Rego, escritor brasileiro (n. 1901).
1996 - Ernesto Geisel, 32.º presidente do Brasil (n. 1908).
2003 - Johnny Cash, músico estadunidense (n.1932).

Fonte: Wikipédia

Ceará registra redução de 87,9% no número de casos da Covid-19

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulga o 41º boletim epidemiológico de Covid-19 nesta sexta-feira (4). A publicação destaca a redução de 87,9% no número de casos confirmados de coronavírus no Estado e na quantidade óbitos, que tiveram redução de 57,1% entre os dias 15 e 29 de agosto.

Ainda de acordo com o informativo, Fortaleza registrou diminuição de 24,4% dos casos e de 34,8% no número de óbitos. No interior do Estado, apesar de a incidência da doença variar nas Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS), também houve redução de 16,5% da quantidade de pessoas infectadas e de 17,2% dos óbitos.

“Lembrando que a pandemia ainda não acabou e é de fundamental importância que a população respeite as medidas de prevenção à Covid-19. O cumprimento das orientações da Sesa é necessário para evitar o surgimento de novos casos da doença e a sobrecarga das unidades de saúde”, reforça a coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Prevenção, Ricristhi Gonçalves.

A taxa de reprodução efetiva do vírus é outro ponto de destaque no boletim. Em 29 de agosto, o dado apresentado foi de 0,67, indicando que cada caso confirmado está transmitindo, em média, para menos de uma pessoa. O índice pode significar cadeias de transmissão interrompidas.

Notificação
Além do perfil epidemiológico no Estado, o boletim apresenta também orientações sobre a notificação de casos que não se enquadram nas definições de suspeita ou confirmação de síndrome gripal (SG) ou síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por Covid-19. O documento foi criado devido a ampliação de testes realizados no Estado.

“Devem ser registradas no novo formulário notificações de pessoas assintomáticas com teste rápido e RT-PCR negativos; que foram testadas como triagem; que estão realizando RT-PCR para coronavírus como requisito pré-operatório; pacientes que serão submetidos a transplante, doadores e receptores e profissionais da saúde, educação e segurança pública que estão sendo testados como triagem para continuidade de suas atividades laborais”, explica a coordenadora.

Curta nossa página no Facebook

7 mortes terríveis de pessoas que não desgrudavam de seus smartphones

1. Queda de penhasco
No Natal de 2015, Joshua Burwell foi ao penhasco Sunset, em San Diego (EUA), para ver o pôr do sol. Até aí, tudo normal, já que o local atrai muitos moradores e turistas em busca da selfie perfeita. Em determinado momento, entretanto, Burwell caminhava em direção ao abismo enquanto escrevia uma mensagem em seu smartphone, e não deu outra: ele ultrapassou o limite de segurança e, sem querer, caiu de uma altura de 18 metros, morrendo na hora.

2. Caçando o próprio assassinato
Em Birmingham (EUA), um jovem de 23 anos teve o seu iPhone roubado, em fevereiro deste ano, e se lembrou que era possível rastrear o aparelho através da internet. Ele descobriu que o celular estava em um subúrbio da cidade e resolveu ir sozinho procurá-lo. O GPS o mandou até o estacionamento de uma igreja, e o rapaz ligou para seu número até ouvi-lo dentro de um carro. Ao caminhar na direção do veículo, ele acabou dando de cara com o ladrão, que o matou a tiros.

3. Engavetamento escolar
Dirigir enquanto mexe no celular não é uma boa combinação. Nunca foi. Nunca será. Em 2012, um rapaz de 19 anos estava digitando mensagens em seu celular quando causou um engavetamento entre quatro veículos – sendo que dois deles eram ônibus escolares repletos de crianças. Um dos motoristas e um dos estudantes morreram na hora, e outras 38 pessoas ficaram gravemente feridas. O acidente aconteceu no estado norte-americano do Missouri.

4. Maçã da morte
A jovem chinesa Ma Ailun, de 23 anos, teve uma morte instantânea ao ser eletrocutada quando atendeu uma ligação em seu iPhone que estava conectado à tomada de energia. Sua irmã presenciou a cena e explicou às autoridades que tanto o aparelho quanto o cabo eram originais. A Apple enviou condolências e prometeu investigar o caso, que nunca foi resolvido. A tragédia aconteceu em 2013.

5. Pingue-pongue chinês
Trânsito e celular não combinam, nem mesmo se você for um pedestre. O que custa dar uma paradinha para responder a uma mensagem importante? Para uma chinesa, custou a vida. Em 2015, ela atravessava uma rua em Zhongshan mexendo no celular quando foi atingida por um caminhão que a arremessou até o outro lado da pista, onde foi esmagada por outro caminhão semelhante que não conseguiu parar ou desviar.

6. Sob pressão
Sabe quando você deixa seu celular cair no chão e quase tem um ataque do coração nos segundos intermináveis até descobrir se houve alguma rachadura? Em 2013, o norte-americano Roger Mirro passou por algo mais extremo ao derrubar o seu aparelho no compartimento de lixo de seu prédio. Ele conseguiu acesso ao local para tentar recuperar o seu smartphone, mas jamais retornou: tanto Mirro quanto o celular foram esmagados no compactador de resíduos.

7. Selfie chocante
A busca da selfie perfeita tem levado algumas pessoas a loucuras. Anna Ursu, de 18 anos, moradora de Bucareste, na Romênia, estava em um pátio ferroviário com uma colega fazendo registros de seus rostos quando teve a brilhante ideia de subir em um vagão. Lá em cima, ela se desequilibrou e tentou se segurar em um fio de alta-tensão. Anna levou um choque tão forte que seu corpo inteiro pegou fogo na hora.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Sancionada pelo governador Camilo Santana, Lei Aldir Blanc injetará R$ 138 milhões na cultura cearense

O governador Camilo Santana sancionou nesta sexta-feira (4), durante transmissão nas redes sociais, a Lei Aldir Blanc, que prevê investimento de R$ 138,6 milhões para apoio e fomento à cultura cearense. Aprovada ontem pela Assembleia Legislativa, o documento é uma adequação do Ceará à Lei Federal 14.017 e destinará R$ 71 milhões ao Estado e R$ 67 milhões aos municípios.

"Cumprimento a todos que fazem a cultura no Ceará ao sancionar agora a Lei Aldir Blanc, um movimento para ajudar de forma emergencial, em tempos de pandemia, aos artistas que fazem a cultura no país. Aprovado pelo Governo Federal, serão destinados R$ 71 milhões ao Estado, e R$ 67 milhões aos municípios. Para utilizar os valores e a aplicação dos recursos, a Secult elaborou um plano, seguido de uma plataforma para atender as demandas dos profissionais", explicou Camilo Santana.

A Lei Federal 14.017 beneficiará diretamente 16 mil pessoas que trabalham na área da cultura do Ceará. Entre os editais, serão 736 projetos culturais apoiados e 2.500 pessoas atendidas em ações de formação em todo o estado.

Para o secretário da Cultura, Fabiano Piúba, é um dia histórico para a cultura do Ceará. "Somos o primeiro Estado a sancionar a lei e falo em nome de todos os artistas cearenses. Estamos trabalhando em um plano integrado e articulado com os municípios e sociedade civil. Todo nosso plano de ação foi discutido com o Conselho Estadual de Cultura, com os fóruns de linguagem artística e segmentos culturais. Tivemos reuniões com o pessoal do teatro, música, cinema, povos indígenas, e as várias vertentes da cultura, pois essa Lei tem uma característica de construção social e coletiva", celebrou o secretário.

Dos recursos ao Estado, R$ 71 milhões serão destinados para ações de transferência de renda para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura; realização dos editais, prêmios, chamadas públicas e aquisição de bens e serviços com vistas ao fomento das artes e da cultura no Ceará. Enquanto os outros R$ 67 milhões serão voltados para execução dos municípios cearenses para ações de subsídios aos espaços culturais e artísticos, como também realização de editais.

A Lei
A Lei é um marco importante para o Ceará que garante auxílio financeiro aos agentes culturais e aos espaços (equipamentos culturais, pequenas empresas, associações e coletivos mantidos por pessoas e instituições da sociedade) que tiveram suas atividades interrompidas devido à pandemia da Covid-19.

O Projeto de Lei Complementar aprovado, além de implementar as ações emergenciais ao setor cultural no âmbito da Lei Aldir Blanc (Lei Federal n.º 14.017/2020), propõe também alterações na Lei do Sistema Estadual de Cultura – SIEC (Lei 13.811/2006). Com o acréscimo desse dispositivo, os recursos federais deverão integrar o FEC, através de uma subfonte com conta específica que irá recepcionar os recursos programados para execução da Lei Aldir Blanc no Ceará.

Curta nossa página no Facebook

Em Crato, líder comunitário vítima da Covid-19 deixa débito de R$ 13 mil e 250 pessoas ficam sem água

Cerca de 238 famílias de quatro comunidades rurais do município de Crato, no Cariri cearense, tiveram o abastecimento de água interrompido, nesta semana, por inadimplência junto à Enel. Segundo os moradores, mesmo com o pagamento regular pelo Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar), o bombeamento no poço profundo no Sítio Baixio dos Robertos foi interrompido, por falta de energia elétrica.

Segundo moradores, a água foi cortada na última terça-feira (1º). O presidente da associação comunitária, responsável pelo recolhimento do dinheiro e pelos vencimentos, morreu há um mês após complicações da Covid-19. A família não sabe o que aconteceu com os cerca de R$ 13 mil arrecadados.

O mecânico Ramon Amorim, um dos prejudicados, explica que a comunidade tem todos os comprovantes de pagamento, onde estão incluídos os serviços de abastecimento e energia elétrica da bomba. “De uma hora pra outra foi cortada. Fomos surpreendidos”, afirma. O morador garante que a comunidade não sabia que o Sisar fazia o repasse do valor recolhido ao presidente da associação de moradores, Francieldo Caetano, que faleceu em 14 de julho. 

“A gente tinha contato constantemente. Ele tirava os vazamentos, fechava a fatura. A população acredita que é uma forma de sonegar. A gente fazia o pagamento e terceirizava para uma pessoa física. Alguma coisa errada tem”, acredita Ramon.

Sisar
Por outro lado, a gerente Social do Sisar, Marília Queiroz Santana, explica que o gerenciamento é feito junto com as associações de forma compartilhada.

Segundo ela, o Sistema oferece apoio técnico, comercial e social para as comunidades filiadas. Já a associação local fica responsável por deliberar sobre a gestão do sistema. “Entre as atribuições da Associação, encontra-se receber do Sisar o arrecadado de taxa administrativa, ajuda de custo do operador e valor da energia. O presidente da entidade deve destinar corretamente cada um destes valores”, detalha.  

Santana explica que o presidente da Associação do Baixio dos Robertos - no caso, Francieldo, deveria pagar as contas de energia do sistema de abastecimento. O repasse é feito, preferencialmente, na conta bancária da entidade, mas, quando não há, pode ser depositado na conta pessoal do presidente, com assinatura dos diretores. Todos os documentos precisam ser autenticados em cartório.

Porém, de fevereiro a junho deste ano, nenhum boleto da Enel foi pago. “Ficamos surpresos. A comunidade é filiada ao Sisar desde 2007 e nunca tivemos problemas”, conta Marília.  

“Quando identificamos, em março, entramos em contato com ele, que ficou de resolver, mas logo em seguida teve Covid-19. Ele pediu um tempo, se afastou e logo ficou hospitalizado. Até que veio a óbito”, narra Marília. O Sisar entrou em contato com a família de Francieldo sobre os valores. Uma irmã do presidente da associação, que tinha acesso a conta, mostrou que o dinheiro havia sido sacado. “Eles ficaram de entregar o extrato e depois se negaram”, lamenta. 

Valores
Ao todo, entre fevereiro e junho, foram arrecadados e depositados na conta de Francieldo R$ 13 mil, mas o débito junto a Enel é de R$ 8.922,56. Para resolver a situação, o Sisar propôs pagar uma entrada de 30% e o restante ser dividido pelas famílias que são abastecidas. Sem apoio, ficaria em torno de R$ 58,50, diluídos em nove parcelas de R$ 6,50. Com o apoio do órgão, ficaria abaixo de R$ 3, mas isso não inclui os júros e multa.

A comunidade não aceitou. “A gente não aceita, porque já pagamos”, justifica Ramon.  

A reportagem entrou em contato com um familiar do ex-presidente da associação, que pediu para não ser identificado. Ele disse que antes de falecer, Francieldo não havia informado nada à família e que eles mesmos encontraram várias contas da Enel em aberto. “A gente ficou preocupado e informou. Aí eles pediram para dar um jeito de entrar na conta e ver se esse dinheiro estava lá, mas não estava”, conta.

“Ele era muito fechado, na dele, não passou nada pra gente”, completa.  

A própria família de Francieldo também foi prejudicada com a falta d’água na comunidade. “Tem pessoas aqui com caixa, mas para quem não tem fica difícil. Tem que ficar pedindo aos vizinhos”, conta. “A gente está sem água pra tomar banho, lavar roupa e para higienizar, ainda mais em tempos de pandemia. Tem que pedir água para beber, cozinha”, completa Ramon.  

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Novo estudo comprova que o bom humor traz vantagens até no trabalho

Depois de seis meses da pandemia do novo coronavírus, e do número terrível de pessoas contaminadas ou mortas pela doença, promover a ideia de uma boa gargalhada pode passar a interpretação equivocada sobre o que tem sido o ano de 2020. De fato, ele trouxe muito desalento, mas sorrir não faz mal a ninguém. Muito pelo contrário. Na foto ao lado, que escancara uma aglomeração não recomendada em tempos de distanciamento social, sem máscaras a cobrir os rostos, a combinação entre alegria, diversão e sorrisos largos é, sob diversos aspectos, um alento: boas risadas trazem, sim, a lembrança de que a vida pode ser bela. O que parece ser apenas uma constatação do senso comum começou a despertar a curiosidade dos cientistas. Pesquisadores de universidades na Alemanha, Suíça e Estados Unidos decidiram investigar se a característica brincalhona que existe naturalmente em algumas pessoas poderia ser estimulada e desenvolvida por qualquer um. A partir disso, os especialistas olharam para os efeitos desse traço nos indivíduos e a influência que exerceria nas suas emoções. O resultado não pode ser mais otimista: o bom humor é um santo remédio para o bem-estar pessoal e profissional.

Na vida adulta, quando a passagem dos anos é marcada pelo acúmulo de responsabilidades, compromissos, contas a pagar (os famosos boletos), problemas no trabalho etc., etc., a seriedade define o comportamento das pessoas. Para uma entrevista de primeiro emprego, por exemplo, o recomendado é ter uma apresentação dentro de um padrão considerado respeitável na forma de se vestir e de se portar. O critério costuma ser a base de referência para as decisões relevantes na vida, e os adultos com frequência se esquecem do potencial benéfico que as brincadeiras podem trazer para a rotina, inclusive no ambiente corporativo. Essa foi a principal conclusão do estudo estrangeiro. Ao longo de uma semana, os participantes da pesquisa fizeram exercícios para estimular a capacidade de brincar — os resultados mostraram os inequívocos benefícios de manter o bom humor mesmo em situações difíceis.

O psicólogo da universidade alemã Martinho Lutero de Halle-Vitemberga, René Proyer, um dos autores do estudo, diz que estratégias simples podem deixar as pessoas mais satisfeitas com a vida. “Os brincalhões têm aversão ao tédio”, afirma. “Eles conseguem transformar praticamente qualquer situação diária em uma experiência divertida ou pessoalmente envolvente.” Essa habilidade se estende a tarefas de trabalho e do cotidiano. O inovador foi identificar que se trata, literalmente, de uma habilidade, e não somente uma característica relacionada à personalidade de cada um. Conforme revelado pela pesquisa, com o devido estímulo e treinamento, toda pessoa pode incluir a brincadeira no dia a dia e deixar a rotina menos pesarosa.

Ao mesmo tempo que é um campo a ser desvendado pela ciência, há quem tenha a diversão como filosofia de vida. Para o ator, palhaço e empreendedor social Wellington Nogueira, fundador da organização Doutores da Alegria, que leva a palhaçada para o ambiente hospitalar, o ato de brincar é a chave para se adaptar a um mundo em constantes transformações. No caso da organização, não há dúvidas de que a brincadeira é bastante séria: desde 1991, mais de 1,7 milhão de intervenções foram feitas junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde. Atualmente, Nogueira conduz um curso na escola The School of Life, em que ensina sobre a necessidade de mais brincadeiras na vida adulta. “Enquanto brincamos, exploramos novas possibilidades”, diz. “A diferença é que será sem traumas, de forma leve e da maneira como fazíamos quando crianças: correr, cair, levantar, seguir em frente e encontrar outro experimento faz parte do jogo.”

Assim como dentro de um hospital, onde o humor pode ser o melhor remédio para esquecer, mesmo que por poucos minutos, aquilo que assombra e atormenta, o sorriso é também uma válvula de escape para lidar com situações adversas. Na política, o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill (1874-1965) ficou conhecido pela sagaz ironia e os trejeitos típicos do humor inglês. Em reuniões do governo, não raro Churchill ria de si próprio, ou lançava mão de tiradas que desmontavam até os espíritos mais severos. Não à toa, Churchill foi um dos líderes mais respeitáveis da história, tendo papel decisivo na derrota da Alemanha de Hitler na II Guerra. É curioso também observar como registros históricos mostram que os sorrisos fartos estavam presentes até nos escombros das guerras. Uma das fotos que ilustram esta reportagem é exemplo disso: soldados ingleses entrincheirados em 1940 gargalham mesmo em um ambiente que remete à morte e à destruição. Não seria o caso de, em uma tragédia como a pandemia do coronavírus, usar o mesmo artifício?

Para o palhaço e palestrante Marcio Ballas, o riso e a brincadeira são mecanismos que ajudam a ter algum alívio em meio à dureza da vida. “A questão é aprender a dar risada de si, em primeiro lugar”, afirma. “Dentro de casa, se você colocou a máscara e percebeu que ela está ao contrário, tenha a liberdade para se divertir com isso.” Ele também destaca o aspecto científico da boa risada: quando ela vem, há o relaxamento de músculos e a liberação de hormônios da felicidade, como a serotonina. Depois disso, em geral é possível lidar melhor com situações difíceis.

Enquanto estiver no campo de práticas saudáveis e do respeito com as pessoas, não há mal nenhum em se divertir com a rotina, em permanente toada lúdica. A imagem mais conhecida do físico alemão Albert Einstein (1879-1955), um dos grandes ícones da ciência, não é uma cena de laboratório ou em algum outro ambiente notável. Einstein foi eternizado pela pose com a língua de fora, e isso nem de longe afetou a sua reputação de gênio. Ele era um pesquisador sério e inovador, mas não precisou ser sisudo para conceber as suas teorias.

Não é de hoje que a ciência se debruça sobre o assunto. Diversos estudos já mostraram que as angústias do indivíduo mal-humorado liberam hormônios como a adrenalina, o que causa palpitação, arritmia cardíaca, dor de cabeça e dificuldades na digestão. Evidentemente, não está se sugerindo aqui que as pessoas riam de tudo e de todos, especialmente se a situação exigir certa sobriedade. A questão é diferente. Ser rabugento é um estorvo para si próprio e para os outros. Ou seja: aproveite a vida e, quando possível, não hesite em dar uma bela gargalhada. Mesmo agora.

Fonte: Veja

Curta nossa página no Facebook

Cariri não avança e permanece na fase 3 do Plano de Retomada da Economia

Após reunião virtual com o Comitê formado por profissionais de Saúde, presidentes do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, e Ministério Público Estadual e Federal, o governador do Ceará, Camilo Santana divulgou um novo decreto estadual, válido a partir da próxima segunda-feira (7). Dentre as definições, fica autorizado o retorno das atividades presenciais dos músicos e humoristas cearenses a partir da próxima segunda-feira (7), para os municípios que estão na fase 4 do Plano de Retomada e seguindo todos protocolos sanitários.

Conforme a avaliação do cenário da pandemia do coronavírus no Ceará e todas as ações que vêm sendo tomadas, o próximo decreto manterá as macrorregiões de Saúde nas atuais fases. Sendo assim, Grande Fortaleza segue na Fase 4, assim como as Macrorregiões de Sobral, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe, que entram na segunda semana da Fase 4; enquanto a Macrorregião do Cariri entra na segunda semana da Fase 3.

Camilo Santana lembrou que a prioridade absoluta será sempre proteger vidas, e que é fundamental que todos colaborem, sempre usando máscara e evitando aglomerações. “Outras demandas continuarão sendo avaliadas pelo comitê, sempre de forma criteriosa e responsável. Juntos iremos superar esse desafio”, finalizou.

Curta nossa página no Facebook

06 de setembro

Aconteceu na História...
1522 – Juan Sebastián Elcano chega a Sanlúcar de Barrameda (Cádiz) com apenas um navio e 18 homens, depois de dar a primeira volta ao mundo.
1620 – O navio Mayflower parte do porto de Southampton com destino ao Novo Mundo.
1991 – A cidade de Leningrado volta a se chamar São Petesburgo, e a União Soviética reconhece a independência da Letônia, da Estônia e da Lituânia.

Nasceram neste dia...
1809 – Bruno Bauer, filósofo e teólogo alemão (m.1882).
1913 – Leônidas da Silva (foto), futebolista brasileiro (m. 2004).
1957 – José Sócrates, ex-primeiro-ministro de Portugal.

Morreram neste dia...
1907 – Sully Prudhomme, escritor francês (n. 1839).
1969 – Arthur Friedenreich, futebolista brasileiro (n. 1892).
1998 – Akira Kurosawa, cineasta japonês (n. 1910).

Fonte: Wikipédia