SAMU 192 Ceará recebe 28 novas ambulâncias

Vinte e oito novas ambulâncias para atender a população cearense com mais agilidade e segurança. A renovação da frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 Ceará) foi anunciada hoje pelo Governo do Ceará, durante a entrega dos veículos na manhã deste sábado (30), no bairro Moura Brasil, em Fortaleza. “A gente investe por ano no custeio e pagamento de pessoal do SAMU 192 Ceará cerca de R$ 100 milhões anuais e a renovação da frota foi um reconhecimento ao trabalho de qualidade e eficiente que o SAMU Ceará realiza. São verdadeiros anjos de azul até com aeromédico, já atendemos inclusive outros estados quando fomos demandados”, afirmou o governador Camilo Santana durante a solenidade, que também contou com a presença do secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, entre outras autoridades.

As novas Unidades de Suporte Básico (USB) contemplam 25 municípios: Capistrano, Eusébio (2), Guaiuba, Itapipoca (2), Maracanaú (2), Maranguape, Paracuru, Pentecoste, Redenção, São Gonçalo, Cascavel, General Sampaio, Icapuí, Itapajé, Ocara, Pacatuba, Paraipaba, Horizonte, Pacajus, Aracati, Aracoiaba, Baturité, Beberibe, Caucaia, Chorozinho.

Mulheres no SAMU
Cerca de 70% dos profissionais do SAMU são mulheres. Elas estão em todas as funções, inclusive naquelas em que os homens ainda são maioria. Claudevânia da Silva (28 anos), Savanna Façanha (25 anos) e Gisele Veras (36 anos) conduzem veículos que levam o socorro aos cearenses de Pacajus e de Caucaia.

Claudevânia e Savanna integram a equipe de cinco condutores de ambulâncias em Pacajus. “É extraordinário porque, quando a gente salva vidas, tudo é muito gratificante”, diz Savanna. Além de correrem contra o tempo para prestar atendimento de urgência, elas também lutam juntas contra eventuais situações de preconceito. Quando são chamadas para os atendimentos, mostram que as mulheres podem exercer qualquer trabalho. “A gente vai, veste a blusa do SAMU e é para confiar”, ressalta Savanna.

Gisele Veras, técnica de enfermagem e graduanda de enfermagem, chega primeiro às emergências. Ela guia uma motolância do SAMU 192 Ceará em Caucaia e começa os procedimentos de socorro enquanto a ambulância chega. São minutos que podem ser fundamentais, como no caso de uma criança de dois anos com convulsão que ela atendeu neste ano. A motolância chegou oito minutos após o chamado. A criança foi atendida imediatamente. Sete minutos depois, a ambulância do SAMU 192 Ceará levou a criança ao hospital. Em Caucaia, há seis condutores que se revezam no atendimento com duas motolâncias.

Ampliação da cobertura
“Nossa meta é universalizar o atendimento do SAMU para os 184 municípios cearenses. É um desafio diante do momento em que o Brasil vive, mas enquanto há estados diminuindo os serviços de saúde o Ceará está ampliando”, destacou o governador.

Atualmente, o SAMU 192 Ceará dá cobertura a 136 municípios de 18 regiões de Saúde, com 13 bases regionais e 52 bases descentralizadas. A cada turno uma equipe de 225 profissionais (26 médicos, 30 enfermeiros, 89 técnicos de enfermagem e 80 condutores) garantem o atendimento de uma população equivalente a 5,6 milhões de habitantes no Estado.

A frota atual é de 100 veículos: 19 Unidades de Suporte Avançado (USA, UTI móvel), duas Unidades de Suporte Intermediário (USI), 54 Unidades de Suporte Básico (USB), 21 USB 4×4, duas motolâncias e dois aeromédicos. Este ano, até 31 de maio, as duas Centrais de Regulação das Urgências (CRU), no Eusébio e em Juazeiro do Norte, registraram 28.351 atendimentos. Em todo o ano passado, foram realizados 63.209 atendimentos nos 136 municípios atendidos.

Atendimento
Em dez anos, o SAMU 192 Ceará realizou 309.056 atendimentos de janeiro de 2008 a maio de 2018. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes multiprofissionais de saúde, formada por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas, que prestam o socorro em qualquer lugar, seja ele privado (residências, locais de trabalho etc.) ou público (vias públicas), após chamada gratuita, feita através do 192.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Veja vagas abertas no Sine/IDT para Crato, Juazeiro e Barbalha

O Sine/IDT entra começa o mês de julho ofertando mais de 500 vagas em Fortaleza e em outras 27 cidades. As vagas são para diversos cargos e também há postos exclusivos para pessoas com deficiência. Os interessados devem dirigir-se a uma unidade do órgão. Confira as vagas em Crato, Juazeiro e Barbalha:

CRATO 
Rua Monsenhor Esmeraldo, 686 - Centro

(88) 3102.1240

Cozinheiro de restaurante 1 vaga

Empregado doméstico nos serviços gerais 1 vaga

Técnico eletrônico 1 vaga

Técnico em manutenção de equipamentos de informática 1 vaga

JUAZEIRO DO NORTE
Rua Interventor Francisco Erivano Cruz, 120 - Centro

(88) 3572.4744

Ajudante de pintor 1 vaga

Auxiliar administrativo (pessoa com deficiência) 1 vaga

Auxiliar de biblioteca (pessoa com deficiência) 1 vaga

Auxiliar técnico em obras de infra-estrutura de estradas 1 vaga

Balanceador 1 vaga

Cobrador externo 1 vaga

Corretor de imóveis 30 vagas

Cortador de roupas 1 vaga

Costureiro de roupas (confecção em série) 2 vagas

Gerente administrativo 1 vaga

Manicure 3 vagas

Montador de artefatos de couro (exceto roupas e calçados) 6 vagas

Operador de lavadora de tapetes 1 vaga

Preparador de massas alimentícias - na fabricação 2 vagas

Professor de ensino fundamental nas quatro primeiras séries 2 vagas

Projetista de móveis 1 vaga

Supervisor de montagem 1 vaga

Vendedor pracista 15 vagas

Vidraceiro 1 vaga

BARBALHA
Rua Carius, 12 – Centro

(88) 3102.1195

Vendedor pracista 2 vagas

Curta nossa página no Facebook

Aneel anuncia que bandeira tarifária seguirá no patamar mais caro em julho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (29) que manterá no mês de julho a bandeira tarifária no patamar 2 da cor vermelha, o mais alto do sistema. Isso significa que, para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos, haverá uma cobrança extra de R$ 5 nas contas de luz.

Será o segundo mês seguido com a bandeira tarifária no patamar mais caro. A cobrança extra de R$ 5 para cada 100 kWh começou em junho. Em maio, a bandeira tarifária estava na cor amarela, que tem cobrança extra de R$ 1 para cada 100 kWh.

Segundo a agência, a bandeira se manteve no nível mais caro devido a condições hidrológicas desfavoráveis, ou seja, falta de chuva. Isso leva à redução no volume de água armazenada nos reservatórios das principais hidrelétricas do pais e, consequentemente, ao aumento do uso de usinas termelétricas, que produzem energia mais cara.

A Aneel explicou que, por essas condições, o preço da energia elétrica no mercado de curto prazo (PLD) aumentou. Além disso, houve redução da geração hidrelétrica e aumento do risco hidrológico (GSF). O GSF e o PLD são variáveis que influenciam na cor da bandeira tarifária.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Gilmar Mendes manda arquivar inquérito que apurava envolvimento de Aécio no caso Furnas

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou arquivamento de inquérito aberto para investigar o envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em supostas irregularidades cometidas em Furnas, subsidiária da Eletrobras em Minas Gerais que gera energia elétrica.

A Procuradoria Geral da República havia pedido o envio do caso para a primeira instância, mas o ministro Gilmar Mendes decidiu pelo arquivamento do caso.

A investigação sobre o parlamentar tucano era um desdobramento da Operação Lava Jato. Aécio foi considerado suspeito de ter recebido propinas, por intermédio do ex-diretor de Furnas Dimas Toledo a partir de dinheiro desviado em contratos com empresas terceirizadas.

Em sua delação premiada, o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS) contou ao Ministério Público que Aécio foi beneficiário de um "grande esquema de corrupção" na estatal Furnas.

Esse esquema, segundo Delcício, era operacionalizado por Dimas Toledo, ex-diretor de Engenharia da empresa que teria “vínculo muito forte” com Aécio.

Na decisão, o ministro Gilmar Mendes informou que a Polícia Federal pediu arquivamento do caso "em vista da falta de prova da existência dos delitos". Segundo ele, a Procuradoria ficou por dois meses com o caso para análise, e devolveu "sem manifestação conclusiva". Provocada a dizer o que deveria ser feito com o inquérito, diz o ministro, a PGR pediu prorrogação do inquérito.

Gilmar Mendes informou que concedeu mais prazo e, depois disso, a Procuradoria pediu a remessa do caso para a primeira instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro.

Para o ministro, o regimento do STF prevê que relator determine o arquivamneto do inquérito "quando verificar a ausência de indícios mínimos de autoria" ou quando os prazos forem descumpridos.

"A pendência de investigação, por prazo irrazoável, sem amparo em suspeita contundente, ofende o direito à razoável duração do processo e a dignidade da pessoa humana", disse Mendes.

O ministro também afirmou que a decisão de arquivamento após pedido da PGR para envio para primeira instância já foi tomada em outros casos desdobramentos da Lava Jato pelos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

"A declinação da competência em uma investigação que deveria estar concluída representaria apenas protelar a solução, violando o direito à duração razoável do processo e à dignidade da pessoa humana", afirmou Gilmar Mendes.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Fósseis do Cariri serão repatriados da Colômbia

Na semana passada, a agência de notícias France Presse divulgou a imagem de sete fósseis que foram atribuídos à Formação Santana - formação geológica localizada na base da Chapada do Araripe, no Ceará. As peças foram apreendidas na cidade colombiana de Cúcuta, que faz fronteira com Brasil e Venezuela, com um contrabandista. Esta apreensão teria acontecido no ano passado. No entanto, o governo da Colômbia informou que o material já foi devolvido ao Brasil.

Segundo o paleontólogo Álamo Feitosa, que lidera o Laboratório de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri (Urca), as peças são da subdivisão da Formação Santana: membro Romualdo. Todos de origem marinha. São seis fósseis de peixes ósseos, três Vinctifer comptoni, três Tharrhias araripis e um fóssil de pinheiro Brachyphyllum obesum. "Vamos pedir que esse material seja depositado em um museu da região. Nunca deveriam ter saído daqui", afirma.

O procurador do Ministério Público Federal (MPF), Rafael Rayol, disse que ainda não foi informado sobre o repatriamento destes fósseis, mas que irá trabalhar para devolvê-los ao Cariri. Ele explica que todo esse processo depende de tratados internacionais celebrados individualmente com cada país ou de forma coletiva. "Para cada caso, instauramos um procedimento na Procuradoria da República, em Juazeiro do Norte, para coletar os dados necessários, confirmar a origem do material, e iniciar as tratativas com as autoridades correspondentes do país para fins de repatriação", completa.

Mesmo assim, por ser um procedimento bastante formal e exigir as traduções nas comunicações oficiais, de ida e volta, há uma demora para que as peças retornem à região. "Eventualmente, os países podem solicitar algumas diligências e documentos adicionais para completar o procedimento", acrescenta.

Quatro processos
Atualmente, há quatro procedimentos no MPF de Juazeiro do Norte, na Alemanha, França, Itália e Japão. Os dois primeiros são os mais próximos de ter êxito. Ambos, são exemplares de pterossauros e, no caso francês, ainda há outros mil exemplares diversos. Além disso, a Urca trava uma batalha judicial para resgatar 1.992 peças que estão na Universidade de São Paulo (USP). Este material foi encontrado em Minas Gerais, em 2014, e seria contrabandeado para fora do território brasileiro, provavelmente, para os Estados Unidos. Dentre eles, há um esqueleto de pterossauro completo. "O juiz deu guarda à USP alegando não ter capacidade técnica. O que não é verdade. Há desconfiança por falta de conhecimento", conta Sérgio Vilaça, diretor executivo do Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, que fica em Santana do Cariri.

Desde que assumiu a gestão do equipamento, em março do ano passado, Sérgio conta que ainda não recebeu nenhuma peça repatriada, mas que o Museu tem capacidade para receber todo esse material. "Se a gente ganhar essas causas, o local mais adequado é aqui, disponibilizando para pesquisa ou exposição", garante. Lá, se trabalha em duas frentes. A parte de pesquisa conta com três paleontólogos, quatro bolsistas da Urca e mais dez de escolas públicas de Santana do Cariri. Já a museologia conta com uma equipe de três pessoas.

O Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens passou por recente reforma para abrigar um número maior de peças e ter mais interatividade. São cerca de 7 mil itens na área de exposições, além da reserva técnica, reunindo importante material do período Cretáceo, de mais de 110 milhões de anos. "Agora, os visitantes sabem que uma parte é temporária e a tendência é que retornem para ver as novidades", acrescenta.

Contrabando
A prática de contrabando de fósseis é comum no Cariri. O professor Álamo Feitosa acredita que isso começou na década de 1980, reduziu, mas está sendo retomada nos últimos anos. Para ele, há uma "cadeia" deste tipo de tráfico. Tudo começa em Santana do Cariri e Nova Olinda. Para complicar, cada nação possui legislação diferente, que permite, inclusive, a posse particular. No Brasil, a comercialização de fósseis é proibida, pois, são propriedade da União.

"A maioria (de Santana do Cariri) trabalha por produção e criaram a cultura de achar fóssil", conta. As peças são trocadas até por mercadorias, como alimentos e roupas, já que o trabalho da mineração é feito por moradores mais pobres, próximo das minas Pedra Branca e Conceição Preta.

A fiscalização cabe ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), que está em processo de substituição, pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Há um escritório regional do DNPM no Crato, que possui dois técnicos responsáveis por fiscalizar uma área de aproximadamente 12 mil km². O Diário do Nordeste tentou contato telefônico, mas as chamadas não foram atendidas.

"É uma luta desleal. Infelizmente sobra para nós do Cariri corrermos atrás do prejuízo e travarmos batalhas desgastantes para recuperar o que por direito e por razão pertence a uma área de Geopark, reconhecida pela Unesco", lamenta Álamo.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

STF libera uso de armas para guardas municipais de todas as cidades do Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou em decisão liminar o uso de armas por guardas municipais em cidades com qualquer número de habitantes. A determinação foi assinada nesta sexta-feira, 29.

Atendendo a pedido do DEM apresentado em maio, Moraes derrubou cautelarmente trechos do Estatuto do Desarmamento que proíbem o porte de arma de fogo no Brasil para guarda municipal em munícipios com menos de 500 mil habitantes.

A lei prevê que integrantes das guardas das cidades com mais de 50 mil e menos de 500 mil só podem usar arma quando estão em serviço, e barra qualquer uso para cidades com menos de 50 mil moradores.

Para o ministro, a lei não é razoável, porque não cabe restringir o porte de arma de fogo em função do número de moradores da cidade. “As variações demográficas não levam automaticamente ao aumento ou à diminuição do número de ocorrências policiais ou dos índices de violência”, afirma o ministro.

Moraes destaca dados estatísticos que “confirmam” que a população de um município não é um critério decisivo para medir a necessidade de maior proteção da segurança pública. "Seja pelos critérios técnico-racional relação com o efetivo exercício das atividades de segurança pública, número e gravidade de ocorrências policiais, seja pelo critério aleatório adotado pelo Estatuto do Desarmamento número de habitantes do Município, a restrição proposta não guarda qualquer razoabilidade”, concluiu o ministro.

Ao fazer o pedido ao STF, o DEM afirma que o Estatuto do Desarmamento aplicou tratamento desigual e discriminatório entre os municípios brasileiros.

Cautelar
Moraes, ao justificar dar uma decisão cautelar em ação que trata sobre constitucionalidade, destacou que uma outra ação que trata do tema está liberada para votação do plenário desde março de 2016, sem, no entanto, ser pautada. O processo por meio do qual decidiu sobre o armamento dos guardas também foi liberado por Moraes para julgamento no plenário em fevereiro deste ano.

O ministro destacou o volume de processos esperando pela deliberação do colegiado, o que invoca a necessidade de o tema ser decidido liminarmente, de forma individual, como fez Moraes. 

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Secretaria da Cultura divulga edital de concurso da Secult com 102 vagas

O concurso público da Secretaria de Cultura do Ceará vai disponibilizar 102 vagas, com salários que variam de R$ 2.413,45 a R$ 5.531,76, conforme divulgado nesta sexta-feira (29) no Diário Oficial do Estado. Um segundo edital, com mais 30 vagas, será lançado ainda em 2018; totalizando 132 vagas.

A inscrição do concurso é de R$ 130 e pode ser feita online, no site da Uece, 15 dias úteis após a publicação no Diário Oficial. O período de inscrição será de 30 dias.


Há vagas para analista de cultura, nas áreas artes cênicas/teatro, dança, artes plásticas/visuais, cinema e audiovisual, letras, música, pedagogia, arquitetura, conservação/restauração e engenharia civil.

Também há oportunidades para antropólogo, arquivista, bibliotecário, historiador, museólogo e sociólogo. A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais.

A contratação "objetiva tornar a máquina administrativa mais ágil e compatível com as demandas e interesses da coletividade, mas também impor um esforço contínuo de adequação de modelos estruturais às políticas e estratégias da ação governamental", conforme a Secretaria da Cultura.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

30 de junho

1911 - É apresentada oficialmente a Bandeira de Portugal, sendo aprovada pela Assembleia Nacional Constituinte de 1911.
1997 - O Reino Unido transfere o poder sobre Hong Kong, sob domínio britânico desde 1945, para a República Popular da China.
2002 - A Seleção Brasileira de Futebol vence a Copa do Mundo de Futebol de 2002, tornando-se na primeira seleção a conquistar o pentacampeonato.

Nasceram neste dia…
1921 - Omar Cardoso, astrólogo e sociólogo brasileiro (m. 1978).
1966 - Mike Tyson, pugilista estado-unidense.
1975 - Ralf Schumacher, piloto alemão.

Morreram neste dia…
1785 - James Oglethorpe, militar britânico (n. 1696).
1961 - Lee De Forest, inventor estado-unidense (n. 1873).
2002 - Chico Xavier (foto), médium e escritor brasileiro (n. 1910).

Fonte: Wikipédia

Marca lança camiseta com Bolsonaro “palhaço”

A eleição ainda está distante alguns meses, mas as polêmicas em torno dos pré-candidatos declarados já começaram faz tempo.

A mais nova confusão veio da marca de roupas Cavalera, que criou uma camiseta com o político Jair Bolsonaro.

A estampa da peça traz Bolsonaro como um palhaço (o palhaço Bozo, mais especificamente) e o número eleitoral 66.666.

Um vídeo mostrando a roupa em um shopping de São Paulo viralizou, criando a polêmica nas redes sociais.

À revista Marie Claire, a marca Cavalera disse que as peças já tinham se esgotado no estoque, ao preço de R$ 159,90.

Segundo a marca, outras sátiras ainda estavam para sair na coleção.

Veja:


Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Lula: ‘O Brasil voltará a ser dos brasileiros’

Em carta exclusiva ao Jornal do Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou que é pré-candidato ao Palácio do Planalto e anunciou que, voltando ao governo, vai “reverter tudo que estão fazendo contra nossa gente, contra os trabalhadores e contra o país”. Segundo ele, o Brasil vai eleger um governo democrático, “com legitimidade para reverter a agenda do entreguismo, do ultraliberalismo, que só interessa ao mercado e não ao país”.

Com fortes críticas ao governo Michel Temer, que chama de golpista, e ao PSDB, Lula mostra preocupação com o projeto de cessão onerosa dos campos de pré-sal. Além de questionar o preço, ele diz que “as chances de achar petróleo nesse campos são praticamente totais, porque já mapeamos as áreas”. Conclui: “Para as petroleiras, é como comprar um bilhete premiado da loteria. Para o Brasil, é como vender a galinha da fábula, que botava ovos de ouro”.

O ex-presidente da Petrobras, Pedro Parente, como representante do PSDB, mereceu especial atenção. Parente, segundo ele, iniciou a privatização de atividades estratégicas. E mais grave ainda: “Em outra manobra criminosa, reduziu em até 30% a produção de combustíveis nas refinarias brasileiras. Deixamos de produzir aqui, em reais, para importar em dólares.

A carta ao JB também ataca a política externa do governo Temer, que hoje tem o PSDB à frente. “Ao longo de dois anos, os golpistas e os entreguistas do PSDB submeteram o Brasil aos interesses geopolíticos dos Estados Unidos e não apenas na Petrobras. “Mas o tempo deles acaba em outubro”, adverte Lula. O novo governo,  prevê, vai acabar com “a farra das privatizações e da entrega do patrimônio nacional”.

‘O Brasil voltará a ser dos brasileiros’

Enquanto o país prestava atenção à Copa do Mundo, a Câmara dos Deputados aprovou, em regime de urgência, uma das leis mais vergonhosas de sua história. Por maioria simples de 217 votos, decidiram vender aos estrangeiros 70% dos imensos campos do pré-sal que a Petrobras recebeu diretamente do governo em 2010. Foi mais um passo do governo golpista e de seus aliados para entregar nossas riquezas e destruir a maior empresa do povo brasileiro.

O projeto de lei aprovado semana passada é um crime contra a pátria, que exige reação firme da sociedade para ser detido no Senado, antes que seja tarde demais. É uma decisão que entrega de mão beijada campos do pré-sal com potencial de conter cerca de 20 bilhões de barris de petróleo e gás, burlando a lei que garante o pré-sal para os brasileiros.

Para entender a gravidade desse crime, é preciso voltar ao ano de 2009, quando a Petrobras precisava investir para explorar o recém-descoberto pré-sal. Apresentamos então um projeto de lei em que a União (a quem pertencem as reservas de petróleo, não se esqueçam) vendeu à estatal, em troca de títulos, o direito de explorar até 5 bilhões de barris de petróleo em campos do pré-sal. Foi a chamada Cessão Onerosa.

Assim, a empresa se valorizou, fez a maior operação de capitalização da história e tornou-se capaz de investir. O resultado é que, em tempo recorde, o pré-sal já produz 1,7 milhão de barris/dia, mais da metade da produção nacional. Como era uma operação especial, para defender interesses estratégicos do país, definimos na Lei 12.276/10, que a Cessão Onerosa “é intransferível”. 

Fora dessa área, o pré-sal só pode ser explorado pelo regime de partilha, por meio de uma legislação que garante a soberania do país e direciona essa riqueza para investimentos em educação, saúde, ciência e tecnologia, o nosso passaporte para o futuro.

Já circulam estudos indicando que o petróleo dos campos de Cessão Onerosa será vendido a preços entre US$ 6 e US$ 8 o barril, que é o custo de exploração, quando o preço internacional do barril oscila entre U$ 70 e US$ 80. As chances de achar petróleo nesses campos são praticamente totais, porque nós, brasileiros, já mapeamos as áreas. Para as petroleiras, é como comprar um bilhete premiado da loteria. Para o Brasil, é como vender a galinha da fábula, que botava ovos de ouro.

De posse desses campos, os estrangeiros vão comprar sondas e plataformas lá fora, sem gerar um só emprego na indústria brasileira. Vão contratar engenheiros e técnicos lá fora; vão controlar diretamente toda a inteligência de pesquisa e exploração em nosso pré-sal, o que também é um ataque à nossa soberania.

Esse ataque vem acontecendo desde o início do governo golpista, quando aprovaram a chamada Lei Serra, que excluiu a participação obrigatória da Petrobras em todos os campos do pré-sal. Foi mais um golpe na indústria naval brasileira, que se somou à decisão de reduzir para 50% a obrigação de a Petrobras de comprar máquinas e equipamentos no Brasil, o chamado conteúdo local.

Na presidência da Petrobras, Pedro Parente, representante do PSDB, iniciou a privatização de atividades estratégicas, como a produção de biocombustíveis, distribuição de gás de cozinha, produção de fertilizantes e participações na petroquímica. Pôs à venda a Liquigás, a BR Distribuidora, a fábrica de nitrogenados de Três Lagoas e o gasoduto do Sudeste (NTS). 

Em outra manobra criminosa, reduziu em até 30% a produção de combustíveis nas refinarias brasileiras. Deixamos de produzir aqui, em reais, para importar em dólares. Fez reajustes quase diários dos combustíveis, acima dos preços internacionais, o que aumentou os lucros dos estrangeiros. A importação de óleo diesel dos Estados Unidos mais que dobrou.

Não podemos esquecer que os primeiros a sofrer com a nova política de preços da Petrobras foram os mais pobres, que passaram a usar lenha e o perigosíssimo álcool para cozinhar, por causa do brutal aumento do botijão de gás.

Essa desastrosa política provocou, em maio, a paralisação dos transportes terrestres que tantos prejuízos provocou ao país. O Ipea acaba de informar que a produção industrial caiu 13,4% naquele mês. Não houve queda igual nem mesmo no primeiro mês da crise financeira global de 2008, quando o recuo foi de 11,2% (e cabe lembrar que superamos rapidamente aquela crise). 

Em dois anos foram mais de 200 mil demissões de trabalhadores da Petrobras e de empresas contratadas por ela, além de mais de 60 mil demissões na indústria naval. A indústria de máquinas e equipamentos calcula uma perda de 1 milhão de empregos na cadeia de petróleo e gás, em decorrência dessa operação suicida.

A desvalorização do patrimônio da Petrobras, com a venda de empresas controladas, a perda de mercado no Brasil, a opção por se tornar mera exportadora de óleo cru, entre outras ações danosas de Parente, é dezenas de vezes maior que os alegados R$ 6 bilhões que teriam sido desviados nos casos investigados pela Lava Jato.

A votação da semana passada na Câmara, em regime de urgência, sem nenhum debate com a sociedade, mostrou que o governo golpista tem uma pressa desesperada para entregar o patrimônio nacional e destruir nossa maior empresa.

A verdade é que o tempo deles está acabando. Correm para entregar o que prometeram aos patrocinadores do golpe do impeachment em 2016: nosso petróleo, nossas riquezas, as empresas do povo, a Petrobras, a Eletrobras e os bancos públicos. Foi para isso, e para revogar direitos dos trabalhadores, que eles derrubaram a honesta presidenta Dilma Rousseff. 

Ao longo de dois anos, os golpistas e os entreguistas do PSDB submeteram o Brasil aos interesses geopolíticos dos Estados Unidos e não apenas na Petrobras. A política externa dos chanceleres tucanos voltou a ser ditada pelo Departamento de Estado dos EUA, num retorno vergonhoso ao complexo de vira-latas que tínhamos superado em nosso governo.

Mas o tempo deles acaba em outubro, quando o Brasil vai eleger um governo democrático, com legitimidade para reverter a agenda do entreguismo, do ultraliberalismo, que só interessa ao mercado e não ao país ou ao nosso povo. Quando o Brasil eleger um governo que vai acabar com a farra das privatizações e da entrega do patrimônio nacional.

Podem ter certeza: voltando ao governo com a força do povo e a legitimidade do voto democrático, vamos reverter tudo que estão fazendo contra nossa gente, contra os trabalhadores e contra o país. E o Brasil vai voltar a ser dos brasileiros.

Luiz Inácio Lula da Silva

Ex-presidente e pré-candidato do PT à Presidência da República

Fonte: Jornal do Brasil

Curta nossa página no Facebook

Conta de luz não poderá mais ser paga em lotéricas

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
A partir do dia 5 de agosto, as casas lotéricas não receberão mais pagamentos de contas da Enel (antiga Coelce). A medida é motivada pelo encerramento do contrato de arrecadação da Caixa Econômica Federal com a Enel, devido ao reajuste de cerca de 40% proposto pela Caixa na tarifa cobrada para receber as faturas nas lotéricas.

Como alternativa às lotéricas no Ceará, que contavam com cerca de 377 pontos, a Enel está disponibilizando mais de 2 mil agentes arrecadadores no Estado para pagamento das contas de luz, como supermercados, farmácias ou grandes comércios, por exemplo.

A lista completa dos 2.190 pontos de arrecadação disponíveis no Ceará está disponível no site da distribuidora.

Os clientes de bancos conveniados (Banco do Brasil, Santander, Bradesco e Caixa Econômica Federal) têm a possibilidade de cadastrar suas contas em débito automático pelo site da companhia, pela Central de Atendimento (0800 285 01 96) ou em uma das lojas de atendimento da distribuidora.

É possível também realizar o cadastro pelos canais de atendimento (Internet Banking, app ou agência) dos próprios bancos.  

O debito automático é uma comodidade oferecida pela distribuidora e conta com, aproximadamente, 90 mil clientes em todo o estado.

O cliente que optar por não cadastrar em débito automático também pode pagar a fatura por meio do serviço de Internet Banking e canais de autoatendimento (caixa eletrônico) dos bancos conveniados, desde que seja correntista. A companhia reforça que a Caixa Econômica continua recebendo pagamento das contas de luz de correntistas do banco em seus canais eletrônicos – o contrato só está sendo encerrado apenas para arrecadação nas casas lotéricas.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Comitê Deliberativo do Ceará Pacífico de Juazeiro do Norte analisa primeiras ações do Pacto no município

O Comitê Deliberativo do Pacto por um Ceará Pacífico de Juazeiro do Norte realizou a 2a reunião para debater e planejar políticas intersetoriais entre os órgãos de Segurança do Estado e do Sistema de Justiça. O encontro entre as instituições membros da estrutura de governança do Pacto no município foi realizada nesta quinta-feira (28) no Sebrae Cariri, em Juazeiro do Norte.

Comandado pela vice-governadora Izolda Cela e pelo prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, o Comitê analisou as primeiras ações tomadas desde a implantação do Pacto por um Ceará Pacífico no município.

De acordo com a vice-governadora do Ceará, o sucesso do Pacto por um Ceará Pacífico se deve, principalmente, ao fortalecimento da intersetorialidade e da articulação das entidades como base fundamental. "Nessa segunda reunião já vemos a estruturação das pautas e das agendas. Nós temos uma expectativa muito positiva aqui de que essa articulação resulte em boas ações e na possibilidade dos problemas do município serem resolvidos, não em um passe de mágica, mas com mais  efetividade e sistemática e pouco a pouco as dificuldades serão vencidas", explica Izolda Cela.

Na reunião, também foram definidos os objetivos, estratégias, funções e responsabilidades de cada instituição participante. Também foi discutido as propostas de intervenção nas áreas urbanas, com a construção e recuperação de áreas  e equipamentos, intervenções setoriais, intersetoriais e interinstitucionais com melhoria, integração e articulação dos serviços públicos. 

Para o prefeito Arnon Bezerra, as ações de prevenção podem gerar novas perspectivas para a sociedade. "Eu sei que temos uma missão árdua, mas estamos encontrando resultados satisfatórios e estamos apenas começando, estamos com a motivação de agregar toda a sociedade civil nesse projeto. Juntos, executivo, legislativo e judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública todos estamos com essa missão. Cada vez que impomos, positivamente, a cultura, a educação, o esporte e o lazer, o cuidado com a cidade, vemos novas perspectivas. Nós queremos fazer que a violência desapareça e possamos despertar o talento que existe nos moradores de Juazeiro para que possamos criar prosperidade e que o município continue a trilhar o caminho do seu desenvolvimento", destaca Arnon Bezerra.

O Comitê também analisou as ações de mobilização, participação popular e fortalecimento das redes de solidariedade, além de ações culturais como o fortalecimento e a reconstrução do patrimônio imaterial (identidade, valores, hábitos, vínculos com a cidade e entre as pessoas, cidadania), de entretenimento e formação cultural do município.

Comitê Deliberativo
Instituído em abril deste ano, o Comitê do Ceará Pacífico é coordenado pelo chefe do executivo municipal, os outros membros efetivos do Pacto no município são: Vice-Governadoria, o Conselho Municipal de Segurança Pública, Ministério Público, Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Esportes e Juventude, Presidência da Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Cultura, Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Comando das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Forense, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e do Trabalho, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, Defensoria Pública e Poder Judiciário.

Ceará Pacífico em Juazeiro
Com a instalação do Pacto por um Ceará Pacífico, o município recebeu um pacote de investimentos em segurança e ações sociais que marca os territórios do Pacto. Além disso, Juazeiro do Norte recebeu um reforço de policiamento ostensivo e comunitário com a criação de uma Unidade Integrada de Segurança (Uniseg), em parceria do Governo do Ceará e Prefeitura de Juazeiro do Norte.

Curta nossa página no Facebook

População do Crato é beneficiada com sistema de videomonitoramento

A vice-governadora Izolda Cela inaugurou, nesta quinta-feira (28), o sistema de videomonitoramento da cidade do Crato, no Cariri. Já beneficiado com as equipes exclusivas do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), o município está integrado, agora, ao sistema de câmeras da segurança pública. Estiveram presentes no evento o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, o vice-prefeito do município, André Barreto, o secretário chefe de gabinete da Vice-Governadoria, Fernando Oliveira, o secretário adjunto da Casa Civil, Quintino Vieira, vereadores e secretários municipais.

Representando o governador Camilo Santana, a vice-governadora Izolda Cela comandou a cerimônia de instalação do sistema de câmeras de videomonitoramento. "O governador tem empreendido muitos esforços, em diversas frentes, para nós sermos capazes de enfrentar esse desafio tão complexo que é o problema da violência. Esse desafio que ultrapassa as fronteiras do Estado e do país, exige muito de todos e cada um deve fazer a parte que lhe cabe. Hoje, no Crato, foi uma destas ações, dentro de um conjunto amplo para melhorar as condições de prevenção de crime e delitos, que o sistema de videomonitoramento. É um recurso aprovado por aquelas cidades que já tem a violência sob controle, pois usam fartamente esse recurso e isso vem para melhorar, trazer mais segurança, para desencorajar a prática de delito de ambientes da cidade e a expectativa é que possa ser expandido, com parceria, contemplando a cidade e garantindo uma boa prevenção", destacou a vice-governadora Izolda Cela.

O Crato é a 23ª cidade com população acima de 50 mil habitantes a contar com o sistema de videomonitoramento integrado. Serão 17 câmeras dispostas pela cidade – entre as com giro 360 graus, as com tecnologia para ler placas de veículos, além de uma câmera interna na sala de videomonitoramento. O investimento total do Governo do Ceará na disposição das câmeras e operação do serviço é da ordem de R$ 20 milhões por ano para as cerca de 700 câmeras dispostas por 38 municípios cearenses contemplados.

De acordo com prefeito do município, Zé Ailton Brasil, com a implantação das câmeras, o Governo do Ceará atende o desejo da população. "Hoje o Crato recebe um grande presente que são as câmeras de segurança. Nós estamos contribuindo, para que os cidadãos tenham mais segurança, que hoje é uma das maiores reclamações do povo, que possam andar nas ruas  com mais facilidade e segurança. É isso que o Governo do Estado, em convênio com a prefeitura, está ofertando a cada cidadão cratense", diz Zé Ailton.

Educação como forma de prevenção
Esse sistema de monitoramento é de grande importância e vem auxiliar a segurança pública. Temos um município que não é tão violento, mas os índices são crescentes. E como a vice-governadora colocou, nós temos que investir na educação como forma de prevenção, para assim reverter a situação da segurança. Sabemos que é um problema nacional, mas com a educação podemos melhorar cada vez mais as ações de prevenção e o monitoramento chega também para agregar essas ações", destaca a servidora pública Karine Feitosa.

Municípios beneficiados
Os municípios contemplados com o sistema de videomonitoramento são: Maracanaú, Maranguape, Eusébio, Acaraú, Crato, Caucaia, Aracati, Morada Nova, Quixadá, Itapajé, Limoeiro do Norte, Quixeramobim, Baturité, Russas, Iguatu, Juazeiro do Norte, Barbalha, Icó, Aquiraz, Beberibe, Cascavel, Horizonte, Pacajus, Pacatuba, Itapipoca, Sobral, Camocim, Canindé, Granja, São Benedito, Viçosa do Ceará, Tianguá, Trairi, Crateús, Acopiara, Boa Viagem, São Gonçalo do Amarante e Tauá.

Curta nossa página no Facebook

Fachin libera para julgamento recurso de Lula para suspender prisão

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu liberar para julgamento o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para suspender os efeitos de sua condenação. Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril.

Caberá agora à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, definir a data do julgamento. A última sessão plenária do Supremo deste semestre, antes do recesso, ocorrerá nesta sexta-feira, 29.

Fachin decidiu nesta segunda-feira, 25, submeter ao plenário da Corte um recurso da defesa de Lula para que o pedido de liberdade do petista seja analisado pelo tribunal. O caso seria inicialmente liberado para julgamento somente após o recebimento de uma manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Lula tem 33%, Bolsonaro, 15%, Marina, 7%, e Ciro, 4%, diz Ibope

Pesquisa Ibope (registro BR-02265/2018 no Tribunal Superior Eleitoral) divulgada nesta quinta-feira (28) com índices de intenção de voto para o primeiro turno da eleição revela que o ex-presidente Lula continua na frente das intenções de voto, com 33%, seguido por Bolsonaro, que registra 15%. 

Confira o cenário que considera o ex-presidente Lula:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 33%

Jair Bolsonaro (PSL): 15%

Marina Silva (Rede): 7%

Ciro Gomes (PDT): 4%

Geraldo Alckmin (PSDB): 4%

Álvaro Dias (Podemos): 2%

Manuela D'Ávila (PC do B): 1%

Fernando Collor de Mello (PTC): 1%

Flávio Rocha (PRB): 1%

Levy Fidelix (PRTB): 1%

João Goulart Filho: 0

Outro com menos de 1%: 2%

Branco/nulo: 22%

Não sabe/não respondeu: 6%

Cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva:

Jair Bolsonaro (PSL): 17%

Marina Silva (Rede): 13%

Ciro Gomes (PDT): 8%

Geraldo Alckmin (PSDB): 6%

Álvaro Dias (Podemos): 3%

Fernando Collor de Mello (PTC): 2%

Fernando Haddad (PT): 2%

Flávio Rocha (PRB): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Henrique Meirelles (MDB): 1%

Levy Fidelix (PRTB): 1%

Manuela D' Ávila (PC do B): 1%

Rodrigo Maia (DEM): 1%

João Goulart Filho: 1%

Outro com menos de 1%: 1%

Branco/nulo: 33%

Não sabe/não respondeu: 8%

Intenção de voto espontânea (quando não é apresentada uma lista de candidatos):

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 21%

Jair Bolsonaro (PSL): 11%

Marina Silva (Rede): 2%

Ciro Gomes (PDT): 2%

Álvaro Dias (Podemos): 1%

Geraldo Alckmin (PSDB): 1%

João Amôedo (Novo): 1%

Outro com menos de 1%: 3%

Branco/nulo: 31%

Não sabe/não respondeu: 28%

Rejeição de voto para presidente da República:

Fernando Collor de Mello (PTC): 32%

Jair Bolsonaro (PSL): 32%

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 31%

Geraldo Alckmin (PSDB): 22%

Ciro Gomes (PDT): 18%

Marina Silva (Rede): 18%

Rodrigo Maia (DEM): 13%

Fernando Haddad (PT): 12%

Henrique Meirelles (MDB): 11%

Levy Fidelix (PRTB): 10%

Aldo Rebelo (SD): 9%

Álvaro Dias (Podemos): 9%

Flávio Rocha (PRB): 9%

Guilherme Boulos (PSOL): 9%

João Gourlart Filho (PPL): 9%

Manuela D'Ávila (PCdoB): 9%

João Amôedo (Novo): 8%

Guilherme Afif: 8%

Paulo Rabello (PSC): 8%

Valéria Monteiro (PMN): 8%

Poderia votar em todos: 2%

Não sabe/não respondeu: 11%

Fonte: Jornal do Brasil

Curta nossa página no Facebook

Reprovação a Temer sobe e tem pior índice para um presidente em 32 anos

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB):
  • Ótimo/bom: 4%
  • Regular: 16%
  • Ruim/péssimo: 79%
  • Não sabe/não respondeu: 1%
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em abril, 72% consideravam o governo "ruim/péssimo"; 21%, "regular"; e 5% avaliavam como "bom/ótimo".

O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 21 e 24 de junho e ouviu 2 mil pessoas em 128 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Maneira de governar
A pesquisa também avaliou a opinião dos entrevistados sobre a maneira de governar do presidente da República:

Aprovam: 7%
Desaprovam: 90%
Não souberam ou não responderam: 3%

No levantamento divulgado em abril, 9% aprovavam e 87% desaprovavam a maneira de governo de Temer.

Aprovação por áreas
Outro tópico da pesquisa foi a avaliação dos entrevistados sobre áreas de atuação do governo:

Segurança Pública
Aprovam: 14%
Desaprovam: 83%

Educação
Aprovam: 15%
Desaprovam: 83%

Saúde
Aprovam: 11%
Desaprovam: 88%

Taxa de juros
Aprovam: 8%
Desaprovam: 89%

Combate ao desemprego
Aprovam: 11%
Desaprovam: 87%

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

STF manda soltar José Dirceu; ex-ministro poderá aguardar em liberdade a análise dos recursos

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta terça (26), conceder liminar em habeas corpus para que o ex-ministro José Dirceu aguarde em liberdade o esgotamento da análise de seus recursos nas cortes superiores - o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o STF.

A defesa do petista, liderada pelo advogado Roberto Podval, apresentou reclamação à corte argumentando que ele não poderia ficar preso já que sua condenação não tinha transitado em julgado.

Além disso, a detenção, ordenada pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), teria ocorrido baseada em uma súmula daquele tribunal que diz que a prisão depois de condenação em segunda instância, como ocorre com Dirceu, deve ser automática.

Os advogados afirmam que, ao contrário do que diz a súmula, a prisão, mesmo depois de segundo grau, deve ser fundamentada.

A maioria dos ministros concordou com os argumentos. De acordo com entendimento da 2ª Turma, a prisão só pode ocorrer nessa etapa se houver fundamentos para isso.

O ministro Edson Fachin tentou adiar a decisão pedindo vista do processo. O ministro Dias Toffoli, no entanto, concedeu a liminar. Foi seguido por Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

Pílula especial pode substituir injeção de insulina, diz estudo

Quem tem diabetes tipo 1 precisa administrar insulina todos os dias para diminuir os níveis de glicose no sangue. Esse controle, contudo, deve ser feito via injeção ou por meio da chamada bomba de insulina (aparelho que envia pequenas quantidades do composto por 24 horas).

E por que não dá para simplesmente tomar a insulina? Cientistas explicam que o composto não se dá bem com a composição ácida do estômago e acaba por não ser absorvido pelo organismo.

Para superar esse desafio, pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, conseguiram envolver a insulina em uma cápsula resistente ao ácido estomacal. O feito foi publicado nesta segunda-feira (25) no "Proceedings of the National Academy of Sciences".

Os pesquisadores da Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas (SEAS) John A. Paulson, de Harvard, explicam que a formulação é biocompatível, fácil de fabricar e pode ser armazenada por até dois meses em temperatura ambiente sem degradação.

Cientistas acreditam que o novo medicamento deve melhorar o controle da glicemia e a qualidade de vida de pacientes com diabetes tipo 1.

"O controle glicêmico inadequado pode levar a complicações graves de saúde", continua Samir Mitragotri (Harvard).

Mitragotri comparou a nova pílula a um canivete suíço. "Uma vez ingerida, a insulina precisa passar por uma difícil pista de obstáculos antes que possa ser efetivamente absorvida pela corrente sanguínea", disse Mitragotri.

Os obstáculos superados pela pílula
  • O primeiro obstáculo é a superação do "colapso da pílula" pelo ácido gástrico;
  • Depois, o polímero resistente ao ácido se dissolve no intestino delgado;
  • Ainda, ácido que envolve à insulina resiste à camada de muco que reveste o intestino;
  • A pílula também resiste às camadas estreitas da fase final do intestino;
  • Por fim, todo o material que reveste a insulina é dissolvido e o composto é liberado.
Cientistas acreditam que é possível produzir a pílula em escala industrial a custos relativamente baixos. Eles também apostam que o composto tem o potencial para substituir a injeção em alguns anos.

Fonte: Bem Estar/G1

Curta nossa página no Facebook

Comissão aprova relatório que muda legislação sobre uso de agrotóxicos

Após discussão de mais de quatro horas, a comissão especial que analisa novas regras para a regulação de agrotóxicos no país aprovou nesta segunda-feira (25) relatório do deputado Luiz Nishimori (PR-PR), favorável à mudança na legislação. Foram 18 votos favoráveis e nove votos contrários.

Para entrar em vigor, o texto precisa passar primeiro pelo plenário da Câmara. Depois, por ter sido modificado, volta ao Senado, onde foi aprovado em 2002. O projeto original é de autoria do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Depois, ainda tem que seguir para sanção presidencial. 

É pouco provável que todas estas etapas sejam cumpridas ainda neste ano, já que há resistências dos próprios parlamentares para votar projetos polêmicos em ano eleitoral.

O relatório derruba restrições à aprovação e uso de agrotóxicos no Brasil, incluindo os mais perigosos, que tenham características teratogênicas ---causadoras de anomalias no útero e malformação no feto---, cancerígenas ou mutagênicas.

Também altera toda a legislação relativa a agrotóxicos, criando um rito bem mais sumário para a aprovação de novos produtos.

O relator fez uma série de mudanças no relatório na semana passada. Entre elas, está a inclusão de uma nova nomenclatura para os agrotóxicos, que passariam a ser tratados na lei como “pesticidas”. Segundo o deputado, a medida visa adequar o termo ao usado por países da OCDE.

Proposta anterior, porém, previa que a nomenclatura adotada fosse de “produtos fitossanitários” --o que gerou protestos de ambientalistas e entidades na saúde.

O relator também propôs novos prazos para registros de novos produtos.

Pelas atuais regras, órgãos dos ministérios da Agricultura, Saúde e Meio Ambiente são responsáveis por análises dos novos agrotóxicos, trabalho que normalmente leva mais de cinco anos.

A nova versão do texto, no entanto, prevê que esse prazo não seja maior de dois anos, período após o qual os produtos podem ganhar registro automaticamente. Versão anterior do relatório previa que esse prazo fosse de até um ano.

O relatório, porém, manteve outros prazos, como o de 30 dias para concessão de registro especial temporário e de um ano para produtos formulados, por exemplo.

Em outra alteração, o relatório afirma que, nos casos em que organizações internacionais alertarem para riscos ou desaconselharem o uso do pesticida, autoridade competente deve fazer a reanálise de riscos “considerando aspectos econômicos-fitossanitários e a possibilidade de uso de produtos substitutos”.

O texto, porém, manteve outros pontos polêmicos, como o que prevê mudanças nas atribuições de cada órgão hoje responsável pela análise dos agrotóxicos.

Embora o projeto mantenha a participação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e Ibama nas avaliações, a proposta aumenta o poder do Ministério da Agricultura no processo.

Para ambientalistas, a alteração restringe o poder da agência de vetar produtos perigosos para a saúde.

Já os membros da bancada ruralista dizem que a legislação atual está defasada e não permite que os produtos mais modernos e seguros cheguem às lavouras nacionais.

De acordo com eles, a centralização na Agricultura não visa retirar poder dos órgãos de saúde, mas dar celeridade ao processo.

Bate-boca e protestos
A discussão chegou a ser iniciada em maio, mas a votação acabou adiada para esta segunda-feira (25) em meio ao embate em torno do tema. 

A sessão foi marcada por protestos com cartazes de grupos contra e a favor do projeto e bate-boca entre parlamentares. 

No início do debate no colegiado, deputados da oposição pediram o adiamento da votação devido à divulgação de nova versão do relatório com menos de 24h para análise. O pedido foi negado.

Como a oposição é minoria na comissão, a estratégia adotada pelos parlamentares de partidos como PSOL, PT e PSB foi a de protelar ao máximo a tramitação na comissão.

Por isso, deputados também fizeram tentativas de obstruir a votação, com requerimentos para realização de audiências públicas e retirada do projeto da pauta. Como a bancada ruralista tem maioria no órgão, os pedidos não foram aprovados.

Na semana passada, a chef e apresentadora de TV Bela Gil acompanhou uma das sessões com cartazes que diziam que o projeto “pode colocar mais tóxicos em sua comida”. A bancada ruralista respondeu com cartazes a favor do projeto, por meio de frases como "+alimentos" e "+ciência".

“A lei atual é de 1989, de 30 anos atrás. Os defensivos agrícolas que usavam naquele tempo eram o DDT, malathion, graças a Deus proibidos. Queremos modernizar o setor”, afirmou na sessão do dia 19 de junho o relator Luiz Nishimori.

A presidente da comissão criticou a oposição, que acusou de querer induzir a população a erro ao chamar de "PL do veneno" a matéria. "Não é verdade, ou vocês não leram ou vocês querem induzir as pessoas a erro", afirmou Tereza Cristina. 

Já os deputados da oposição criticam o projeto. O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), criticou o trecho do texto que permite que registro automático de produtos. "Ah, mas causa câncer? Não importa, pode usar. Se em dois anos não for apreciado, pode usar. Isso é uma aberração", afirmou. 

"Qual é o pulo do gato? O Ministério da Agricultura fica com poder total e absoluto para conceder os registros e autorizações de pesticidas", disse o líder do PSOL, Chico Alencar (RJ). "O projeto de lei é limitador dos direitos da população a um alimento saudável. O interesse econômico está sobrepujando o interesse social." 

Em outro episódio, na quarta-feira (20), foi colocada uma maleta com um alarme, uma espécie de "falsa bomba" segundo a Polícia Legislativa, no fundo do plenário da comissão. O Greenpeace assumiu ter colocado o objeto.

A presidente da comissão, Tereza Cristina (DEM-MS), que é também presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, determinou que a sessão desta segunda fosse fechada a parlamentares, servidores da comissão e jornalistas. Seguranças isolaram o corredor de comissões e revistavam as bolsas daqueles que entravam no plenário. 

Após protestos dos parlamentares, foi permitida a entrada de assessores dos deputados. 

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Não jogue fora: 12 utilidades para aquele seu celular velho e parado

Sabe aquele celular que você deixou de canto na sua casa depois que trocou por um modelo mais novo? Então, que tal tirar ele do armário e botar o aparelho para funcionar, em vez de apenas servir para acumular pó? Nós te damos mais abaixo várias alternativas para você colocar em uso esse celular parado.

É claro que é preciso checar antes as condições em que o antigo smartphone está. Por motivos óbvios de economia, muitos brasileiros só trocam de celular quando o atual está esgotado. Mas alguma função básica da lista abaixo deve funcionar no seu aparelho antigo.

Os celulares modernos são maravilhosos por reunirem diversos gadgets em um só (videogame, iPod, etc), mas muitas vezes o espaço de um smartphone não é suficiente para executarmos tudo o que queremos. Por isso, por que não voltarmos para o passado e dividirmos algumas tarefas entre outros dispositivos parados?

12 usos para aquele seu celular que está parado

Câmera de segurança
Essa é uma alternativa até já conhecida, mas não muito usada. Alguns apps são capazes de transformar seu antigo telefone em uma câmera de segurança que você pode acompanhar de longe por meio de um notebook. É possível monitorar toda a sua casa dessa forma. Entre os apps que podem te ajudar, estão o Manything (iOS) e o IP Webcam (Android)

Saúde e fitness
Celulares viraram importantes aliados para exercícios físicos. Com diferentes capacidades, o uso de um antigo aparelho em prol de sua saúde vai depender do nível de sofisticação do celular antigo. Mesmo os smartphones mais básicos, contudo, possuem GPS e, por isso, são capazes de rodar apps como o Runtastic (iOS e Android), que monitoram seu deslocamento de acordo com o tipo de exercício e calculam a quantidade de calorias gastas.

Videogame
Celulares antigos podem ter um desempenho inferior aos atuais, mas ainda assim podem servir para jogar alguns games. Isso pode aliviar espaço e faria com que seu velho celular funcionasse como os antigos game boys. É claro que jogos mais modernos e pesados podem não rodar no seu smartphone parado, mas por que não tentar básicos como os famosos Candy Crush, Angry Birds, Temple Run?

Controle remoto e de mídias
Seu celular parado pode servir também como um controle remoto universal que você pode configurar. Há apps do tipo tanto na App Store quanto na Play Store, como o Remoto Inteligente. E, é claro, o celular pode ser usado como controle para comandar aplicativos da SmartTV, como Netflix e YouTube via Wi-Fi, e também produtos como o Chromecast.

Câmera ou porta-retrato digital
Seu celular antigo tem uma câmera ainda poderosa? Então, que tal usar ele só para essa função? Isso com certeza eliminaria muito espaço do seu novo celular -- apesar de que, claro, aproveitar a provavelmente mais moderna câmera do seu smartphone mais atual é algo bom, então pode fazer mais sentido usar o Google Fotos para armazenas as imagens na nuvem. O seu celular antigo, ainda assim, pode servir como um porta-retrato digital em sua casa com a exibição de quantas fotos você quiser. Basta para isso utilizar o app Dayframe no Android ou colocar o celular no modo Apresentação na galeria do iPhone.

Relógio e despertador
É certo que para praticamente todo mundo o celular já substituiu os antigos despertadores e rádio-relógios. Mas, se você é um saudosista fã dos relógios à beira da cama, seu smartphone antigo pode cumprir essa função. Basta baixar um app que faça essa função e que cubra o display com o horário. Na Play Store e na App Store, há vários aplicativos capazes dessa função -- uma opção para Android é o Digital Clock Live Wallpaper 7.

Tocador de música
É, a gente sabe que uma das principais funções do celular é ter 1001 utilidades e não fazer com que necessitemos, por exemplo, de MP3 Players. Mas se o seu celular tem pouca capacidade de armazenamento será bem difícil guardar músicas baixadas ou fazer o download de várias playlists do Spotify para ouvir offline. A solução pode ser usar aquele velho celular só para ouvir músicas.

GPS e ajudante de viagens
Todo mundo sabe que GPS leva a bateria do celular embora rapidinho. Então que tal manter um celular velho apenas como GPS quando for viajar? É possível baixar mapas para ver offline no Google Maps, assim como uma solução é compartilhar a conexão do seu celular principal para o usado como GPS durante a viagem. Dessa forma, você economiza bastante bateria de seu celular principal. Em viagens ao exterior, seu smartphone ainda pode servir como um guia ou um segundo celular para instalar um chip local, por exemplo.

Diversão para crianças ou monitor de bebês
Essa solução já é usada por muitos pais por aí, né? Muitos celulares velhos acabam parando nas mãos de crianças, que aproveitam para jogarem games e assistirem a desenhos no smartphone. É possível impor vários limites ao aparelho para que a criança não faça mau uso dele -- e, claro, é bom não deixar elas todo o tempo vidradas na telinha. Uma outra boa solução para pais é usar o celular como um monitor de bebês -- há vários apps por aí que ajudam nisso, como o Dormi - Baby Monitor.

Televisão alternativa
Se seu smartphone tiver uma tela grande, que tal aproveitar isso em cômodos da sua casa onde você não tem uma televisão posicionada? Ele pode ser colocado no banheiro ou, melhor ainda, na cozinha. Assim é possível ver séries e filmes no aparelho enquanto passa horas preparando uma receita por ali.

Transforme em um livro infinito
Livros digitais estão na moda -- apesar de muita gente ainda preferir os físicos. Seu antigo telefone pode funcionar como um e-reader, com o uso de apps como a Google Play Books ou o Kindle, da Amazon. Assim, você pode poupar dinheiro com os e-readers físicos e específicos para a função de leitura.

Peso de porta
Nada disso serve para seu celular velho? Então, meu amigo, é hora de usar ele como peso para evitar que aquela porta chata continue batendo. É claro que é uma brincadeira: o melhor é doar, passar adiante ou então reciclar seus componentes -- nunca jogue diretamente no lixo comum, por favor. 

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

ShareThis