Angola proíbe operação de igrejas evangélicas do Brasil

O governo de Angola baniu a maioria das igrejas evangélicas brasileiras do país.

Segundo o governo, elas praticam "propaganda enganosa" e "se aproveitam das fragilidades do povo angolano", além de não terem reconhecimento do Estado.

"O que mais existe aqui em Angola são igrejas de origem brasileira, e isso é um problema, elas brincam com as fragilidades do povo angolano e fazem propaganda enganosa", disse à Folha Rui Falcão, secretário do birô político do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) e porta-voz do partido, que está no poder desde a independência de Angola, em 1975. Cerca de 15% da população angolana é evangélica, fatia que tem crescido, segundo o governo.

Em 31 de dezembro do ano passado, morreram 16 pessoas por asfixia e esmagamento durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda. O culto reuniu 150 mil pessoas, muito acima da lotação permitida no estádio da Cidadela.

O mote do culto era "O Dia do Fim", e a igreja conclamava os fiéis a dar "um fim a todos os problemas que estão na sua vida: doença, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, problemas na família, separação, dívidas."

O governo abriu uma investigação. Em fevereiro, a Universal e outras igrejas evangélicas brasileiras no país -- Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém-- foram fechadas.

No dia 31 de março deste ano, o governo levantou a interdição da Universal, única reconhecida pelo Estado. Mas a igreja só pode funcionar com fiscalização dos ministérios do Interior, Cultura, Direitos Humanos e Procuradoria Geral da Justiça. As outras igrejas brasileiras continuam proibidas por "falta de reconhecimento oficial do Estado angolano". Antes, elas funcionavam com autorização provisória.

As igrejas aguardam um reconhecimento para voltar a funcionar, mas muitas podem não recebê-lo. "Essas igrejas não obterão reconhecimento do Estado, principalmente as que são dissidências, e vão continuar impedidas de funcionar no país", disse Falcão. "Elas são apenas um negócio."

Segundo Falcão, a força das igrejas evangélicas brasileiras em Angola desperta preocupação. "Elas ficam a enganar as pessoas, é um negócio, isto está mais do que óbvio, ficam a vender milagres." Em relação à Universal, a principal preocupação é a segurança, disse Falcão.

Fonte: Folha.com



Plantão Infotech: Saiba como desativar perfil de usuário do Facebook que morreu

Com o crescimento da popularidade das redes sociais e a migração de muito das vidas das pessoas para esses sites, surgem também formas de preparar essas páginas pessoais para quando elas morrem.

O Facebook por exemplo, permite que a página seja excluída ou transformada em memorial, em homenagem ao usuário que morreu. É o que tentou a mãe da jornalista Juliana Ribeiro Campos, 24 anos, que morreu em maio de 2012 após complicações por conta de uma endoscopia. Ela disse ao G1 que tentou diversas vezes desativar o perfil na rede social.

Remoção com e-mail e senha do usuário
O Facebook permite que em caso de morte de um parente ou amigo, o perfil do usuário em questão seja removido. Uma das alternativas, caso a pessoa tenha dados deste usuário como e-mail e a senha - e que o dono da conta tenha autorizado este acesso - para acessar a rede social, é remover o perfil.

Para isso, após entrar na conta da pessoa que morreu, vá nas configurações, clicando no ícone de engrenagem que aparece no topo superior à direita da página. Em seguida, clique em "Segurança" e, na parte inferior da página, clique em "Desativar sua conta". Preencha o formulário e clique em "Confirmar".

O Facebook disse ao G1 que não divulga o número de memoriais que existem na rede social, que possui mais de 1 bilhão de usuários ativos.

O G1 ensina como remover contas de usuários do Facebook que morreram ou a transformar esta página pessoal em um memorial.

Remoção sem e-mail e senha do usuário
Para remover uma conta do Facebook de um usuário que morreu sem ter nome de usuário e senha, é necessário preencher um formulário, chamado de "Solicitação especial para a conta da pessoa falecida" (clique aqui para acessar).

Nesta página, é necessário preencher um formulário. O Facebook pode exigir documentos que provem o grau de parentesco com a pessoa que morreu.

Como transformar a conta em um memorial
Na mesma página em que você preenche um formulário chamado "Solicitação especial para a conta da pessoa falecida" (clique aqui para acessar). Há uma opção, chamada "Como podemos ajudá-lo" e o usuário precisa clicar em "Please memoralize this account" (por favor, crie um memorial com esta conta, em tradução).

Em uma conta memorial, nenhuma pessoa poderá se conectar a esta conta e novos amigos não poderão ser adicionados. Além disso, dependendo das configurações da conta da pessoa falecida, amigos poderão compartilhar recordações na linha do tempo da conta transformada em memorial, de acordo com o Facebook.

Qualquer pessoa poderá enviar mensagens privadas à conta da pessoa falecida e o conteúdo compartilhado pela pessoa falecida como fotos e publicações permanecará no Facebook e ficará visível ao público. Linhas do tempo transformadas em memorial não aparecem no recurso "Pessoas que você talvez conheça" e em outras sugestões. Para maiores dúvidas, o Facebook possui uma página especial (clique aqui para acessar).

Serviço permite publicar mensagem depois da morte
Existem diversos serviços que permitem ao usuário publicar mensagens depois da morte. Um deles é o "DeadSocial" (clique aqui para acessar). Ele permite agendar a publicação de mensagens no Facebook, no Twitter e até na rede social profissional Linkedin.

O serviço é grátis publica mensagens de texto, de voz ou de vídeo na página pessoal e permite ainda agendar a publicação de mais comunicados no futuro. Assim, por exemplo, mesmo que o usuário tenha morrido, é possível enviar um texto de feliz aniversário para um parente.

Outro serviço é o "If I Die" (clique aqui para acessar), que tem a mesma proposta do "DeadSocial". Nele, o usuário deixa sua mensagem para os amigos e familiares, mas elas só serão publicadas quando mais de três pessoas escolhidas pela pessoa durante o cadastro alertarem o serviço sobre o falecimento.

Fonte: G1



Carta de desfiliação dirigida ao PT Crato

Caríssimas companheiras e companheiros
Prezada direção do PT

Eu, Sandro Valério Leonel Tavares, filiado ao Partido dos Trabalhadores, com o título de eleitor com o número 030366020*** e RG 95029201***, venho solicitar minha desfiliação deste partido por não concordar com os rumos e as práticas ao qual o mesmo vem seguindo há anos, as quais divergem nitidamente dos que me levaram a militar por grande parte de minha existência.

Compreendo ser “a prática o critério da verdade” e não posso enquanto militante de esquerda silenciar-me e corroborar com novas formas autoritárias de dominação e nem tão pouco me acovardar em ver o PT do Crato continuar tendo atitudes no mínimo suspeitas perante companheiros históricos de Partido. Não se necessita ir muito longe, basta lembrar 2008 quando de maneira traiçoeira a executiva passou por cima de Valdetário Brito, atitudes, que só os salteadores mais maquiavélicos fazem, recentemente nos depararam com uma manobra mais nefasta que foi a de impedir o debate interno, quando o companheiro Roberto Oliveira de maneira truculenta foi impedido de registrar uma pré-candidatura.

Se não bastasse o mandato que o PT tinha no legislativo municipal foi no mínimo conivente com o trem da alegria que existia por lá. Basta a executiva do partido observar, o Portal da Transparência e notar que o referido legislativo tinha no ano de 2012 trinta e quatro pessoas com cargo comissionado um deles era filiado do partido e foi candidato a vereador, em uma câmara que tem onze vereadores, se olharmos em 2011 pior ainda, havia trinta e seis e  o mesmo filiado do partido com duas funções, nossa representante não teve coragem de questionar tal fato, muito pelo contrário foi conluiada com tudo que ocorreu por lá.

O Partido dos Trabalhadores em Crato, há tempos, deixou de ser um espaço de debate político, democrático, transparente e de representar os interesses da militância, por tempos era conhecido na cidade do Crato como o PAM (Partido do Amadeu e da Mara), agora tem nas atitudes stalinistas um rumo carregado de soberba, passando assim a ter um “líder” ou “dono sei lá” que não respeita e desconfia dos militantes, ou seja, alguns servem outros não são confiáveis. Atitude companheirada de Déspota, que sempre é alardeado de criaturas que no mínimo beiram a escória social, pois vivem de futricas políticas.

Para não me alongar tanto veio por último essa doação de terras imoral feita pela prefeitura de Campos Sales a uma ONG ligada ao “companheiro de vocês” o vice na chapa do Marcos Cunha na eleição de 2012 o senhor Pedro Lobo. Pior é a executiva não fazer nada e nem se manifestar com uma atitude tão espúria de um ser que  diz ser militante de uma sigla que a muito não representa mais os anseios da sociedade.

Enfim, o Partido dos Trabalhadores do Crato perdeu o bonde da história, a capacidade de direção e se paralisou em sua presunção. Isto pode ser visto, nos exemplos citados acima. Por fim declaro a minha não convivência com inferências diárias que excluem a pluralidade, permite a trapaça, convivência com a prevaricação, entre outras coisas.

Saudações!!!

Sandro Valério Leonel Tavares



Juazeiro do Norte (CE): Vereadores aprovam três meses de recesso por ano

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte aprovou o aumento do período de recesso para os vereadores dos atuais 60 para 90 dias. A emenda constitucional 50, aprovada em 2006, assegurou autonomia para os poderes legislativos estaduais e municipais estipularem o período de recesso, desde que não ultrapassassem o máximo de 55 dias.

A folga maior foi aprovada na última quinta-feira, 25, pelos vereadores do Município, distante 493 quilômetros de Fortaleza, por 16 votos a dois. Houve ainda uma abstenção.

Como estarão de férias durante três dos 12 meses - um quarto do ano - ao final dos quatro anos de mandato, os vereadores do maior município da região do Cariri, no Sul do Ceará, terão trabalhado durante apenas três anos e cinco dias. Serão 360 dias de folga durante a legislatura.

No ano passado, os parlamentares já haviam aprovado o aumento dos próprios salários de R$ 6,2 mil para R$ 10,012 mi, além de verbas extras.

Atenção ás bases
A iniciativa partiu dos vereadores Ronnas Motos (PMDB) e Claudionor Mota (PMN). Como justificativa para aumentar em 50% o período de férias no ano, apontaram a necessidade de os vereadores atenderem às demandas dos redutos eleitorais.

O vereador Tarso Magno (PR), que preferiu abster-se na votação, explicou ao O POVO que o recesso ampliado será “diluído” nos meses de janeiro, fevereiro, julho e dezembro. No total, deverão os parlamentares deverão ter 30 dias de descanso no meio do ano e 60 dias entre o fim do ano e o início do seguinte.

O POVO tentou entrar em contato com os vereadores Ronnas Motos e Claudionor Mota, mas as ligações feitas para os números de telefones celulares obtidos pela reportagem não foram atendidas até o fechamento desta matéria.

Foto: Agência Miséria

Fonte: O Povo



Técnica inovadora ameniza efeitos da epilepsia no Cariri

Realizadas no Cariri cirurgias inéditas de implante de estimulador do nervo vago (VNS), para pacientes com crises epilepsia de difícil controle. As cirurgias aconteceram no último dia 3 e 24 de abril, com pacientes da própria região que decidiram se submeter ao tratamento inovador, por serem as primeiras do gênero no Nordeste e as únicas no Interior do Estado do Ceará.

O implante do aparelho foi realizado no Hospital São Vicente de Paulo, em Barbalha, pelo médico neurologista Cícero Job Maciel. A luta agora é para que a cirurgia, considerada de alto custo, seja custeada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), conforme o médico.

Ele pretende implementar no Cariri um centro de referência no tratamento da epilepsia nos próximos anos. Mesmo não sendo um procedimento novo no Brasil, que há cerca de dez anos já realiza as cirurgias, o VNS é implantado desde 1997 nos Estados Unidos, de onde o Brasil importa esses pequenos aparelhos que mais parecem com um chip minúsculo, feito com material siliconado, e que passa até despercebido pelo paciente.

Bons resultados
Os efeitos positivos do tratamento chegam a até 70% de reduções das crises, conforme análise com alguns grupos avaliados. Segundo o médico, a primeira paciente a realizar o procedimento é uma auxiliar de enfermagem da cidade de Juazeiro do Norte, de 25 anos, que sofria crises sucessivas. "No momento em que fazia os exames finais para realizar o implante, ela chegou a passar por duas no consultório", diz Cícero Job.

Ele comemora o resultado do acompanhamento com a paciente, que em oito dias não teve crises. "É um ganho importante, sobretudo para a qualidade de vida das pessoas", ressalta.

Sintomas
A epilepsia, conforme o médico, causa uma alteração no ritmo de funcionamento do cérebro, por algum tipo de estímulo externo, como uma cisticercose, ou um outro parasita, uma noite mal dormida por excesso de café, stress, mas o grande peso é herança familiar, a hereditariedade. A estimativa de pessoas no mundo com o problema chega a ser de 1% a 2%, isso em países mais avançados.

No Brasil, de acordo com Cícero Job, é mais preocupante, atingindo até 4% da população. Pelo menos 20% dessas pessoas tem epilepsia de difícil controle. Mas, apenas uma parte poderá receber o aparelho. Um dos aspectos positivos relacionados ao implante é a cirurgia relativamente simples e menos invasiva.

O VNS, conforme Cícero Job, tem um trajeto na região do pescoço onde é implantado dois eletrodos, que estimulam o nervo vago. O tratamento veio depois de uma descoberta de que, com o estímulo, ocorre a liberação de várias substâncias, dentre elas a serotonina e a noradrenalina. Em consequência disso, há a redução das crises.

Custo
O investimento para esse tipo de cirurgia é de R$ 50 mil a R$ 100 mil. Essa realidade poderá estar distante para grande parte das pessoas que sofrem com as crises, mas a própria direção do Hospital São Vicente já disponibilizou leitos de UTI e estrutura necessária para a efetivação desse serviço, incluindo no tratamento de crianças. "Infelizmente, se esbarra na questão política, que ainda não ter força suficiente para trazer a cirurgia. Muitas pessoas seriam beneficiadas", lamenta.

Para Cícero Job, pode até não haver tanto a redução na quantidade das crises, mas a intensidade delas tem uma queda significativa. "Relativamente, na medida em que a gente vai aumentando o estímulo, diminuem as crises", constata.

Mesmo com os altos custos, ele afirma que em menos de dois anos esse tratamento poderá compensar em relação à quantidade de medicamentos que o paciente toma. A auxiliar de enfermagem estava sendo medicada com quatro tipos de remédios.

O segundo paciente a se submeter ao tratamento, de 26 anos, está em avaliação. Mesmo após uma cirurgia para a retirada de um tumor, as crises não cessaram e veio a alternativa do implante. A juazeirense desde a infância convivia com as crises, de difícil controle. Mesmo com os medicamentos, não estava conseguindo ter uma melhora do quadro. Uma pequena quantidade de estímulos do aparelho estava sendo liberada pelo médico, desde o último dia 3, data da cirurgia, e com bons resultados. Agora, a cada quinzena esse trabalho será feito de forma mais intensa.

Outras intervenções
Mas há outras cirurgias voltadas para a epilepsia. Pelos menos umas oito a nove para o tratamento. A mais utilizada no Brasil é a retirada do lobo temporal, que não precisa inserção de aparelho. "A gente encontra o foco da crise nesse local, e retira o hipocampo", explica.

Essa é a cirurgia mais comum para os casos de epilepsia, e de baixo custo, mas é a mais agressiva e o paciente está exposto a riscos maiores, podendo ter problemas de fala, por exemplo. "Mas, quando é bem indicada, os resultados são muito bons e o paciente pode ter cura", diz.

Para o paciente realizar uma cirurgia de implante do VNS, deve suportar uma anestesia geral, ter crises de difícil controle e vários focos de origem das crises no cérebro. Segundo Job, o estimulador nesse caso passa a ser bem indicado.

Mais informações
Cícero Job (neurologista)
Clínica Med Sono
Rua Santa Rosa, 609
Centro - Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 3512.3468

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste



Juazeiro do Norte (CE): Aeroporto terá R$ 11,9 mi da Infraero

A desapropriação da área do entorno do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes terá aporte de cerca de R$ 11,9 milhões da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O anúncio do investimento destinado à área que servirá de espaço para futura expansão do equipamento foi dado pelo superintendente da regional da Infraero no Nordeste, Fernando Nicácio da Cunha Filho. A área atual de 1.288,740m² terá uma incorporação de 486 mil m².

De acordo com o superintendente, no próximo dia 30, deverá estar sendo autorizada a obra dos Módulos Operacionais Provisórios (MOPs), com investimentos de R$ 2,1 milhões. Serão novas áreas de embarque e desembarque e melhor infraestrutura de atendimento. O contrato da nova empresa licitada, a Life Construtora, de Salvador (BA) foi assinado na última terça-feira. A previsão é que a obra seja entregue em 100 dias, possivelmente no dia 22 de julho, data de aniversário da cidade.

A reunião contou com a presença superintendência local do aeroporto, e do prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo. Ele disse que irá mobilizar instâncias responsáveis da administração para iniciar o processo de desapropriação o mais breve possível. Fernando Nicácio fez recente apresentação do relatório sobre o levantamento total na área a ser desapropriada.

Patrimônio
Uma comissão formada por técnicos da própria Infraero vai acompanhar o andamento do processo de desapropriação, segundo o superintendente regional, para que tudo ocorra da melhor forma. Com o novo espaço, haverá condições de melhorias relacionadas à segurança, área de manobra, pista de táxi, entre outras alternativas, proporcionando melhor infraestrtura aeroportuária. As áreas desapropriadas serão incorporadas ao patrimônio da União, adequando o sítio aeroportuário à nova concepção do plano diretor que contemplará as futuras expansões da infraestrutura para atender as demandas de longo prazo.

O processo de desapropriação ficará sob a responsabilidade da Procuradoria Geral do Município. Todos os terrenos adquiridos devem ser pagos até o final do ano. O levantamento da área já tinha sido feito pela Caixa Econômica Federal e entregue ao prefeito. Quanto à melhoria de acesso ao local, Raimundo Macedo admitiu que o município está concluindo licitação no valor de R$ 6 milhões para reurbanizar as avenidas Castelo Branco e Manoel Coelho, entre o Cariri Garden Shopping e o aeroporto, para ver tudo inaugurado no dia 22 de julho.

Na quarta-feira, representantes da Avianca estiveram em Juazeiro. Eles vão anunciar a renovação da frota e mais voos numa ligação direta Juazeiro/Fortaleza. Já a empresa Azul terá, a partir de segunda-feira, vôos pela parceira Trip Aérea.

Fonte: Diário do Nordeste



Plantão Infotech: Facebook mostra vídeo de mulher sendo decapitada e não o retira do ar

Um vídeo de uma mulher sendo decapitada no Facebook tem causado polêmica na rede social. Embora a imagem publicada por um usuário seja explícita, o site afirma que não pode retirar o conteúdo do ar porque ele "não viola os padrões de comunidade do Facebook".

De acordo com o Facebook, as pessoas que comentam e compartilham o vídeo estão fazendo isso "para condená-lo" e que, por isso, não pode removê-lo. "Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas", diz a empresa.

"Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem".

O vídeo publicado por um usuário da rede social, aparentemente mexicano, mostra uma mulher sendo decapitada por supostos integrantes de uma gangue mexicana. Até a publicação da reportagem, o conteúdo foi compartilhado por mais de 5,6 mil usuários do Facebook, teve quase 3,9 mil comentários e mais de 1,4 mil "Curtir".

O que pode e o que não pode
Segundo os termos de direito e responsabilidades do Facebook, a rede social está autorizada a remover qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais de alguém. Os usuários estão proibidos ainda de publicar conteúdo que "contenha discurso de ódio, seja ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência gráfica ou desnecessária".

É vedado também aos usuários publicarem conteúdo que "infrinja ou viole os direitos alheios ou a lei", informações financeiras confidenciais de ninguém no Facebook e que contenham quaisquer atos ilegais, equivocados, maliciosos ou discriminatórios.

Leitora chocada
O G1 foi alertado sobre a existência do vídeo pela estudante Jéssica Souza. A leitora conta que soube do vídeo por uma amiga. “Ela recebeu porque um amigo comentou, e apareceu na Timeline dela. Pelo comentário que ele fez, xingando, ela foi ver por curiosidade. [Depois de assistir], ela me mandou mensagem dizendo que estava se sentindo mal”, relata. “Ela ficou bem chocada, assustada porque nunca tinha visto algo assim real”, relata.

Jéssica conta que, inicialmente, pensou que o vídeo fosse uma montagem. “Assisti até o final. Achei que não parece ser falso, mas ainda assim não acredito que alguém seja capaz de filmar isso e colocar numa rede social”, aponta.

Leia a seguir a íntegra da nota enviada pelo Facebook: "As pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas. Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem".

Fonte: G1



Você saberia dizer quanto dinheiro existe no nosso planeta?

Se você fizer uma simples busca na internet, certamente vai encontrar inúmeras listas de pessoas incrivelmente ricas, como a dos atletas mais bem pagos, dos empresários de maior sucesso e até dos personagens fictícios mais prósperos do mundo. Mas, se juntarmos todo o dinheiro que existe no nosso planeta, qual será afinal o valor total? Bem...

Existem várias formas de responder a essa questão, e nenhuma delas é tão simples quanto se imagina, mesmo porque a flutuação é muito grande. No entanto, uma forma de simplificar esse cálculo para que possamos ter uma ideia do montante seria descobrir quantos dólares americanos existem no mundo. Além de facilitar o cálculo, vale lembrar que essa também é a moeda estrangeira de maior circulação.

A partir dessa definição, o pessoal do site how stuff works e do Vsauce fizeram uma série de continhas, considerando as variáveis M0, M1, M2 e M3. A primeira delas (a M0) diz respeito a todas as moedas e cédulas em circulação, que podem ser facilmente liquidadas. Esse dinheiro inclui o que as pessoas carregam nos bolsos— ou guardam debaixo do colchão — e o que está disponível nos cofres dos bancos, assim como todos os depósitos dos bancos de reserva.

Nesse caso, o montante (em 2010) foi estimado em aproximadamente US$ 5 trilhões. Contudo, as moedinhas que carregamos na carteira e nos bolsos ou o que os bancos têm nos caixas obviamente não somam todo o dinheiro que existe no mundo. Assim, passamos para a próxima variável, a M1, que representa o montante considerado para a M0 mais todo o dinheiro guardado em contas correntes e cheques de viagem, somando um valor de US$ 25 trilhões.

Calma... Tem mais!
Porém, mais uma vez, esse não é o montante total, pois ainda não consideramos as demais variáveis. Assim, a próxima da lista, a M2, representa todo o valor da soma entre M0 e M1 mais o dinheiro guardado em aplicações, poupanças, fundos de investimento e pequenos CDBs (certificados de depósito bancário), ou seja, todo o dinheiro que não está prontamente disponível. Nesse caso, a soma gira em torno dos US$ 60 trilhões em todo o mundo.

Mas calma... Isso ainda não é tudo! A última variável da lista, a M3, engloba todas as demais variáveis, além dos grandes CDBs e aplicações de longo prazo, somando um montante estimado em US$ 75 trilhões! E, se você quer saber quanto desse dinheiro pertence a você, existe um site que calcula qual é a sua riqueza com relação às outras pessoas do mundo.

Você pode conferir o vídeo abaixo — produzido pelo pessoal do Vsauce e que serviu como fonte para as estimativas acima — para saber um pouco mais sobre o processo de cálculo. Infelizmente, o filme está em inglês, e as legendas em português (que você pode ativar no menu) não estão perfeitas, mas são suficientes para que você tenha uma ideia geral sobre o tema:


PIB e ativos financeiros
Outras maneiras de se calcular quanto dinheiro existe no planeta, propostas pelo pessoal da Galileu, estão baseadas na soma do PIB de todos os países e na soma de todos os ativos existentes no mundo. As estimativas, neste caso, são bem diferentes da proposta acima.

O PIB reflete a economia real de um determinado país, e é calculado a partir de números como os investimentos empresariais, gastos governamentais, saldo da balança comercial e o consumo das famílias. Assim, uma das formas de realizar essa conta seria somar o PIB de todos os países do mundo, o que, neste caso, resulta em um valor estimado em US$ 50 trilhões.

O segundo cálculo envolve a soma de todos os ativos financeiros do mundo — que, neste caso, engloba o valor de todos os depósitos bancários, de todos os títulos públicos e privados e o valor atual de todas as ações disponíveis no mercado —, o que resulta em um valor estimado em US$ 170 trilhões. Agora, leitor, você decide qual das estimativas acima reflete melhor a realidade.

Fonte: Mega Curioso



Juazeiro do Norte (CE): Casal rouba R$ 27 mil de uma jovem no centro após sacar o dinheiro no banco

A maior quantia em dinheiro roubada nos últimos meses nas ruas de Juazeiro do Norte se deu em uma ocorrência por volta do meio dia desta quinta-feira e só agora chegada ao conhecimento da Imprensa. Aparentemente, não foi difícil para um casal tomar a bolsa de uma jovem contendo R$ 27 mil que a mesma tinha acabado de sacar de uma agência bancária próxima.

A garota de 24 anos, residente no bairro Franciscanos, disse à polícia ter saído do banco no Centro quando um homem loiro passou à sua frente deixando cair um cartão de crédito no que foi avisado por ela. Pouco depois, no cruzamento das ruas Floro Bartolomeu e São Paulo, uma mulher morena usando aparelho ortodôntico juntou-se a ele que sacou um revólver e anunciou o assalto tomando a bolsa com o dinheiro. A polícia foi avisada e várias viaturas mobilizadas sem o êxito de localizar o casal.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria



Santana do Cariri (CE): Acervo de fósseis será ampliado

O maior número de fósseis doados registrado na história do Cariri, de uma só vez, parte de um projeto de conscientização e educação, desenvolvido por meio de jovens estudantes de escolas públicas de Santana do Cariri. O projeto Jovens Paleontólogos é responsável pelo trabalho de aquisição de cerca de 500 peças fossilizadas, entre peixes, animais, plantas e vértebras de pterossauros. E nesse montante de material doado, um dos mineradores se destaca por ter reunido 381 fósseis e repassado ao Museu de Paleontologia de Santana do Cariri. O material fará parte de uma exposição, a partir do dia 30, denominada Talhado, que ficará à mostra por cerca de duas semanas na região.

Uma solenidade para entrega da Geocomenda intitulada Jovens Paleontólogos pelo Geopark Araripe, em reconhecimento ao trabalho de preservação ao patrimônio fossilífero do Araripe aos maiores doadores, será realizada no dia 30, às 17 horas, na Câmara Municipal de Santana do Cariri, com a transmissão do cargo de jovem paleontólogo para os próximos integrantes da equipe. Dessa vez, mais dois jovens passarão a compor a equipe de trabalho de conscientização, segundo o coordenador das atividades de campo, Ypsilon Félix.

Ele afirma que foram percorridas, durante esse período, as maiores minas de Santana do Cariri e Nova Olinda e mapeadas 30 delas. "Dessa vez vamos ampliar as atividades para 50 minas", afirma ele.

Bolsistas
A possibilidade é que mais fósseis sejam doados, durante mais um ano de atividades. Cada bolsista recebe R$ 100 mensais de incentivo para realização das atividades. Pelo menos duas vezes por semana, eles vão a campo para o contato direto com os mineiros, além das outras atividades em laboratório.

O trabalho para conscientiza-ção dos mineradores e famílias das duas cidades onde há maior número de minas para extração de peças de calcário, Nova Olinda e Santana do Cariri, foi iniciado há cerca de um ano. E nesse período, os três jovens bolsistas do CNPq, desenvolveram trabalhos relacionados às atividades de um profissional da Paleontologia, todos orientados pelo coordenador geral do projeto e do Geopark Araripe, professor Idalécio Freitas.

A estudante Francisca Eliamara Freire integrou a equipe dos jovens paleontólogos. Ela destaca a oportunidade de aprendizado e a receptividade dos mineradores. "Eles reuniam as peças e quando a gente chegava, iam repassando. Já conheciam a gente", diz ela. Para a estudante, o grande objetivo do trabalho foi atingido, de conhecer e fazer conhecer a realidade da ciência e como isso se dá no campo, com a coleta de um material que servirá para saber mais sobre a terra. "Eles compreenderam a mensagem", afirma.

Segundo Ypsilon Félix, o Projeto Jovens Paleontólogos vem sendo desenvolvido por meio da Universidade Regional do Cariri (Urca), e Geopark Araripe. Ele destaca o bom resultado do trabalho, que envolveu não apenas os mineradores, mas as famílias dos doadores. João Neto, de 30 anos, será premiado o maior doador de fósseis do Cariri. Conforme Félix, talvez até do Brasil.

"Se o projeto não tivesse recolhido para o museu, este material seria perdido, jogado fora, vendido. Enfim, a partir deste diagnóstico conseguimos ter uma ideia da quantidade de material existente na Bacia do Araripe", diz o coordenador. Ele considera extremamente positivo o resultado do trabalho, principalmente pelo número expressivo da peças doadas, e não apenas pelo volume, mas da nova realidade que se configura em relação ao nível de conscientização dos operários das minas.

Participação
Os filhos do maior doador, por exemplo, ajudavam o pai a reunir as peças, que estavam distribuídas em vários espaços de sua casa. "Até mesmo no banheiro ele disse que guardava os fósseis", ressalta Ypsilon. João Neto mora dentro de uma mineradora da cidade de Nova Olinda. Além da comenda, ele receberá um brinde pela sua participação exemplar no projeto.

O material ainda está sendo preparado para a exposição, na próxima semana. Todos os fósseis foram examinados e preparados pelos próprios jovens paleontólogos, e colocados num espaço destinado à reserva técnica, no Museu de Paleontologia.

Acervo
500 fósseis, em média, foram doados por meio do trabalho de conscientização dos jovens paleontólogos nas áreas de exploração de calcário no Cariri.

Mais informações
Museu de Paleontologia de Santana do Cariri
Rua José Augusto, S/N
Região do Cariri
Telefone: (88) 3545.1212

ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER 

Fonte: Diário do Nordeste



Crato (CE): Coelce é condenada a pagar R$ 34 mil para vítima de acidente com cabo de baixa tensão

A 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) condenou na última quarta-feira, 24, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) a pagar R$ 34 mil para um homem envolvido em acidente com cabo de baixa tensão.

A vítima foi atingida no pescoço por um fio de aço, quando passava de motocicleta pela avenida Padre Cícero, no município de Crato, a 525 km de Fortaleza. Ele perdeu o controle da moto e caiu.

Alegando danos materiais, morais e estéticos, entrou com ação na Justiça contra a Coelce e Max Trafo, empresa terceirizada de prestação de serviços. Disse que funcionários das duas empresas estavam trabalhando no local, mas não havia qualquer isolamento, aviso ou sinalização. Ressaltou o risco de ter a cabeça decepada pelo cabo, que estava a um metro e meio do solo, no meio da via pública. Declarou ainda que foi auxiliado por populares, pois a companhia energética não prestou socorro.

A Coelce contestou, alegando culpa exclusiva da vítima. Argumentou ainda não haver provas de sérios danos estéticos ou à saúde do motociclista. Já a Max Trafo disse ter tomado os cuidados necessários à realização dos serviços.

Em março de 2006, a 1ª Vara Cível da Comarca do Crato entendeu que houve responsabilidade conjunta das empresas e condenou a Coelce e a prestadora de serviços a pagar, cada uma, 70 salários mínimos por danos morais e estéticos. O dano material não foi comprovado.

A Coelce interpôs apelação no TJCE. Alegou ausência de culpa, responsabilizando a Max Trafo pelo acidente. Também questionou o valor da indenização. A empresa terceirizada não recorreu.

Ao analisar a apelação, a 6ª Câmara Cível reduziu para R$ 34 mil o valor da indenização a ser paga pela Coelce.

Assessoria de Imprensa TJ-CE 



Falhas causam transtornos aos clientes TIM e Oi

As operadoras de telefonia móvel TIM e Oi apresentaram problemas de instabilidade nos serviços na região Nordeste, durante o dia de ontem. Os clientes tiveram dificuldade para efetuar ligações e acessar a Internet, nos períodos da manhã e da tarde. A Oi informou, por meio da assessoria de imprensa, que os serviços nos estados do Ceará e Maranhão foi afetado parcialmente devido a dois rompimentos de cabos da companhia nas cidades de Teresina, Monsenhor e Campo Maior, todas no Piauí. Os estados do Pará e Paraíba também foram afetados.

A TIM, por sua vez, disse em nota que “alguns de seus clientes em Fortaleza encontram dificuldades para utilizar os serviços de telefonia móvel” no dia de ontem “devido falha de equipamento”. E que “equipes técnicas trabalham para o breve restabelecimento dos serviços na cidade”.

A estudante de Comunicação Edilane Pereira foi uma das clientes que sofreram com a instabilidade. Ela tentou efetuar ligações profissionais por meio das duas operadoras, tanto no período da manhã, quanto no da tarde. Mas, segundo ela, que trabalha em duas assessorias, todas as tentativas foram frustradas. “Ou chamava, chamava e ninguém atendia, ou dizia que o celular estava desligado”, disse.

O músico Renato Mesquita, 25, que também utiliza o telefone celular profissionalmente disse que não recebia nem conseguia fazer chamadas durante a maior parte do dia. O serviço de internet, segundo o músico, também estava fora do ar. “Só no final da tarde voltou a funcionar”, disse ele, que é cliente da operadora Oi. “Eu trabalho com música e meu telefone é o contado da minha banda. Normalmente, a gente recebe muitas ligações com pedido de orçamento”.

Ontem, Renato não recebeu qualquer chamada. “A gente fica completamente limitado, e não sei se alguém tentou me ligar”. Mesmo no período da noite, a reportagem também enfrentou dificuldades para entrar em contato com Renato. A chamada para seu número Oi, só foi completada após várias tentativas.

Procurada por volta das 20h para dar esclarecimentos sobre o problema, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou, por meio da assessoria de imprensa, que apenas a área técnica do órgão poderia dar informações sobre as falhas, mas que este setor só funciona até às 18h.

Serviço
Reclamações e denúncias contra operadoras
Anatel
Telefone: 1331
Horário: de 8h às 20h (seg à sex)

Fonte: O Povo



Leia a bula! Conheça 7 efeitos colaterais absurdos

De repente a vida parece ser um filme de ficção científica, aquele remedinho que você tomou para a dor na tíbia faz surgir alguns sintomas estranhos e você se sente como o resultado de uma experiência (que não deu certo) de laboratório: sua pele começa a descamar, seus olhos lacrimejam sem pausa e seu xixi fica azul. O site Life’s Little Mysteries listou alguns efeitos colaterais absurdos. Veja quais são eles:

1 – Perda das impressões digitais
Sim, isso é possível e um caso foi registrado há alguns anos, quando um homem de Singapura ficou horas retido na imigração dos EUA por não apresentar impressões digitais. Depois, ficou comprovado que o homem estava fazendo tratamento quimioterápico com base em uma droga conhecida como Xeloda. O fato é que esse tipo de medicamento causa descamação da pele e, eventualmente, as impressões digitais podem desaparecer nesse processo.

2 – Esquecimento
Eis outro efeito colateral de alguns medicamentos, especialmente os calmantes e os remédios para dormir. Em casos de falta de memória, é sempre bom procurar um médico.

3 – Perda do olfato
Você já ouviu falar de anosmia? Pois é assim que a Medicina chama a falta parcial ou total da sensibilidade olfativa. Essa característica é tida como efeito colateral de alguns medicamentos que tratam da hepatite, leucemia e esclerose múltipla.

4 – Apostas e sexo
Parece que o tratamento para a síndrome das pernas inquietas pode acarretar em um aumento significativo pelo desejo de fazer apostas e sexo.

5 – Fome noturna
O Zolpidem, remédio que ajuda àqueles com problemas de sono, parece fazer com que alguns pacientes sintam uma fome além do normal à noite. E por fome à noite você pode entender que indivíduos já foram flagrados cozinhando e comendo enquanto dormiam. Sim, isso mesmo. Trata-se de uma forma diferente e esfomeada de sonambulismo.

6 – Alucinações
Aparentemente o medicamento Mefloquina, usado no tratamento da malária, é responsável por casos de alucinações e problemas de origem psiquiátrica.

7 – Xixi azul
A cor azul é raramente produzida pela natureza, então é de se espantar muito que algumas pessoas possam fazer xixi azul. Remédios como antidepressivos, analgésicos e anestésicos podem fazer com que a sua urina fique dessa cor, já que a cor do xixi pode vir da cor de algum desses comprimidos.

Fonte: Mega Curioso



Número de raios em 2013 no CE já supera estatísticas de todo o ano de 2010 e de 2011

Mais de 138 mil raios já foram registrados neste ano, no Ceará. O número, calculado de janeiro até esta quarta-feira, 24, já representa mais que o dobro das descargas captadas durante todo o ano de 2011 (aproximadamente 65 mil raios) e 2010 (cerca de 45 mil raios).

As estatísticas partem do Sistema de Monitoramento de Raios da Companhia Energética do Ceará (Coelce), existente desde 2008 e único no Estado, de acordo com o responsável pela operação técnica da Companhia, Eduardo Gomes. Ele destaca que a ausência de um comparativo com 2012 deve-se a um defeito no equipamento que computou, parcialmente, o registro de 18 mil raios nas estatísticas cearenses do ano passado. De acordo com a Coelce, só em Fortaleza, neste ano, foram 122 descargas elétricas captadas pelo Sistema. As cidades com maior número de incidência de raios são Santa Quitéria, com 10359, Hidrolândia, 3929, e Tamboril, 3515 raios.

O setor de Meteorologia da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) informou ao O POVO, no início desta noite de quarta, 24, que seria necessário um estudo mais aprofundado sobre o comparativo apresentado pela Coelce e comprometeu-se a investigar nos próximos dias o porquê da grande incidência de raios de 2013 em relação aos anos anteriores.

Necessidade de aperfeiçoamento do Sistema de Monitoramento deve ser avaliado por especialista 
Nesta quinta-feira, 25, o professor doutor do Departamento de Ciências Atmosféricas do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP,chega a Fortaleza para averiguar o Sistema. Ele deve ficar até a próxima quinta-feira, 26, para reuniões com a Coelce com o propósito principal de conversar com especialistas da empresa sobre o aperfeiçoamento do Sistema.

Cuidados em casa durante chuvas com raios
Eduardo Gomes, da Coelce, diz que alguns cuidados dentro de casa podem ser tomados a fim de se evitar choques e defeitos em equipamentos eletroeletrônicos, durante as chuvas com raios."Um raio é, em poucas palavras, a passagem de corrente elétrica. Ainda que haja isolamento, isso só é possível até um determinado nível de tensão. Dessa forma, a descarga muito elevada que vem do raio que cai distante da sua casa pode ser trafegada pela rede elétrica e danificar equipamentos dentro de casa", explica Eduardo.

Ele dá dicas de como evitar choques e aparelhos eletroeletrônicos "queimados" dentro de casa, durante tempestades:
  • Evitar o uso de ferro de engomar e tirar da tomada geladeira, televisão, mocroondas e afins, além de telefone sem fio ou carregadores de celulares. 
  • Ficar longe de cercas elétricas, arames farpados e antenas. 
  • Como a descarga elétrica dos raios escoa pelo solo, evitar também banhos em lagoas, açudes e piscinas. 
  • Se estiver em área descampada, tentar manter-se agachado até que as descargas diminuam. 
  • Jamais proteger-se debaixo de árvores altas e isoladas.
  • Preferir ficar em casa a sair, durante as chuvas. 
Saiba mais
O Centro de Controle do Sistema (CCS), da Coelce, monitora as descargas atmosféricas no Ceará. A atividade tem o objetivo de acompanhar o sistema, prever tempestades e orientar as equipes de manutenção da Companhia sobre ocorrências na rede elétrica provocadas por descargas atmosféricas, em todo Estado, além de minimizar o tempo de atendimento.

A iniciativa é fruto de um projeto de Pesquisa & Desenvolvimento financiado pela Coelce, com participação técnica dos engenheiros da empresa e realização de pesquisas de estudiosos da USP e da Uece.

Fonte: O Povo



Barbalha (CE): Grande público prestigia palestra do Prof. Celso Antunes

A Editora IMEPH trouxe a cidade de Barbalha, o professor e mestre Celso Antunes. O professor versou sobre “Escola e Desafios da Atualidade”, para professores da rede pública do município, Estado e escolas privadas.

A palestra aconteceu na manhã desta quinta-feira (25), no Auditório da UFC – Faculdade de Medicina do Cariri em Barbalha e ficou literalmente tomado pelo público que se deleitou com as boas histórias do professor.

A Editora IMEPH foi responsável pela presença do professor Celso e, o evento recebeu o apoio da Secretaria de Educação através do Governo Municipal.

Sobre o tema e avaliação do momento, o Professor Celso Antunes no final disse que, em toda a profissão é essencial que, o profissional se adapte as mudanças. “Nós vivemos uma época onde as mudanças ocorrem com uma “violência” que já mais antes ocorreu, e hoje em dia, ser um garçom, um pedreiro, um sapateiro precisa se atualizar por novas idéias e novos produtos, mais ainda o professor precisa se atualizar para esse processo de mudança”.

O professor Celso acrescentou ainda que, encontros não são apenas importantes, eles são imprescindíveis, são as ferramentas que fazem com que ele possa caminhar pra frente, porque o diploma de professor não é um diploma reavaliado de tempos em tempos então, se ele não se reavalia, se ele não se atualizar, ele não aprende; e consequentemente, ele compromete o trabalho pedagógico e o trabalho futuro dos alunos.

A professora, escritora e coordenadora pedagógica e representante da Editora Imeph disse ficar emocionada em Barbalha em poder ouvir o professor Celso Antunes, afirmou que viu por parte dos professores barbalhenses, uma acolhida sobre a fala do professor Celso.“Uma platéia atenta, percebemos em seus olhares o entusiasmo de ver e ouvir de perto a palestra do professor Celso Antunes e, que, foi uma palestra que valorizou os gestores, professores e técnicos da secretaria de Educação presentes”.

A representante da Editora Imeph disse que, percebeu o empenho da Secretaria de Educação de Barbalha, porque buscou junto a Editora Imeph que o professor Celso estivesse em Barbalha, porque assim, se valoriza os professores, disse.

A vice-prefeita, a professora Maria Betilde Sampaio Correia disse que, a presença do professor Celso Antunes foi um momento enriquecedor, porque em cada palestra sua ele adéqua suas histórias ao público e foi isso que aconteceu aqui em Barbalha.

“Fo muito importante o que ele nos repassou: “A máquina é importante, mas, nada é mais importante do que a pessoa”, saber lhe dá com as pessoas, com as crianças e com as diferenças, então isso foi enriquecedor e, cada professor que esteve presente na palestra soube aproveitar e saiu enriquecido, disse.

A secretária de Educação Isabel Cristina Cruz, disse que, ficou satisfeita em poder ver os gestores, professores e técnicos da Educação do município, participando desse encontro com o professor Celso Antunes, assim como, professores de escolas particulares e da rede estadual, o momento foi enriquecedor para nossa Educação, finalizou.

Quem é Celso Antunes
Formado em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP), Mestre em Ciências Humanas e especialista em inteligência e cognição. Membro consultor da Associação Internacional pelos Direitos da Criança Brincar, reconhecido pela UNESCO. É autor de cento e oitenta livros e consultor de diversas revistas. Ministrou palestras e cursos em todos os Estados do país e em mais de 500 municípios, além de ter proferido palestras e cursos na Argentina, Uruguai, Peru, México e outros países.

Confira fotos do evento (clique no play):



Com informações da Assessoria de Imprensa / PMB

Fotos: SAMUEL PINHEIRO


6 fatos curiosos sobre o corpo humano

Se você é bastante curioso sobre tudo o que acontece em seu corpo, vai adorar ler algumas das curiosidades que separamos neste artigo. Aqui, você vai descobrir o que faz com que seu nariz escorra no frio, além de entender o motivo de tantas dores no primeiro dia de academia. Preparado para a lista?

É impossível fazer cócegas em si mesmo
Simplesmente não funciona. O seu cérebro antecipa as coisas, monitora seus movimentos e consegue diferenciar sensações esperadas de inesperadas. Isso faz com que o corpo descarte totalmente as sensações já aguardadas, enquanto presta mais atenção a situações inusitadas.

Então, basicamente, seu cérebro antecipa as sensações de toque feitas por você mesmo e, com isso, deixa de lado aquilo que considera não ser importante. Algo semelhante acontece enquanto você está digitando, por exemplo. Seus dedos estão trabalhando, mas é algo tão automático que você nem mesmo se lembra da sensação dos toques no teclado.

O oposto acontece quando outra pessoa toca em seu corpo: o cérebro volta toda a atenção para aquilo, já que você mesmo não consegue prever aqueles movimentos. Isso gera a sensação de estranhamento e, automaticamente, as cócegas.

A causa das dores musculares depois de exercícios
Desde o começo do século 20, pesquisadores acreditam que a causa das dores musculares estava ligada ao ácido láctico despejado nos músculos durante os exercícios, mas pesquisas recentes demonstram que isso definitivamente não é a causa das dores — ao contrário, o ácido láctico pode até mesmo servir como combustível quando os níveis de oxigênio são diminuídos.

Estudos comprovam que as dores musculares tardias acontecem por microfraturas nas células musculares. Isso acontece quando você faz alguma atividade que seus músculos não fazem com frequência, de uma forma muito mais intensa do que aquilo que você está acostumado a fazer.

Isso explica o motivo de algumas dores aparecerem quando você faz algum tipo de exercício especifico, mas param quando você repete aquele mesmo movimento ou ação. Se você continuar fazendo o mesmo exercício de forma regular, seu corpo se adapta à atividade e as dores param.

85% das pessoas expiram com apenas uma narina – e isso afeta todo o corpo
Você possivelmente ficaria surpreso se soubesse que possivelmente só está expirando com uma narina. Mas saiba que, se isso acontece mesmo, você não está sozinho. O fato é experimentado por cerca de 85% da população.

Mas o mais interessante talvez não seja o fato de que você pode estar liberando o ar por apenas um dos lados do nariz, mas sim saber que a mudança de narinas acontece em ciclos de aproximadamente quatro horas.

Esse tempo pode variar e muda conforme a posição do corpo e algumas congestões nasais. Normalmente, essas mudanças ocorrem com base em um tecido erétil dentro de seu nariz. Enquanto em um lado esse tecido se estica, do outro ele encolhe, permitindo a passagem de ar em apenas um lado.

Estudos publicados em 1988 comprovaram que a mudança pode afetar o seu corpo das mais variadas formas. Respirar pela narina direita, por exemplo, pode aumentar significativamente os níveis de glicose no sangue, enquanto respirar apenas pela narina esquerda tem o efeito oposto.

Outra pesquisa, feita em 1993, alerta que, ao usar sua narina direita, você estará usando muito mais oxigênio do que ao utilizar a narina esquerda. Mas o mais interessante de tudo foi descoberto no ano seguinte: o uso da narina na respiração é inverso ao lado do cérebro que está mais ativo. Ao respirar pelo lado esquerdo, por exemplo, o hemisfério direito de seu cérebro mostra uma atividade maior.

O intestino humano contém cerca de 100 trilhões de bactérias – e isso é 10 vezes mais do que as células no seu corpo!
Se você tem transtorno obsessivo-compulsivo com limpeza e sofre ao pensar em bactérias pelo seu corpo, é melhor parar a leitura por aqui. Pesquisas apontam que um intestino humano carrega cerca de 100 trilhões de bactérias, e pasme: esse número é 10 vezes superior à quantidade de células existentes em todo o seu corpo. Ou seja, a maior parte do que você carrega todos os dias por aí é formada por bactérias.

Em estudos recentes, um conjunto de pesquisadores de sete países se reuniu para analisar um intestino humano comum e descobriu ali mais de  mil espécies de bactérias e, dentro dessas espécies, encontraram mais de 3,3 milhões de genes distintos.

Mas não se desespere: essas bactérias não estão ali por acaso. Elas nos ajudam a digerir a comida, absorver vitaminas e ainda auxiliam a nos protegermos contra doenças e microrganismos patógenos.

A língua não tem zonas diferentes para os sabores
Se você aprendeu isso na escola, já pode esquecer: sua língua não tem zonas distintas de sensibilidade. A confusão começou quando Edwin G. Boring, psicólogo de Harvard, traduziu um artigo do cientista alemão D. P. Hanig, o que tornou a teoria famosa.

Hanig afirmava que existiam quatro tipos de sabores básicos (atualmente, sabemos que existem cinco) que o corpo humano conseguia distinguir. Ele então fez um mapeamento de espaços na língua em que ele conseguia perceber melhor cada tipo de sabor.

No entanto, qualquer papila gustativa sem danos é capaz de perceber o gosto de qualquer um dos cinco sabores conhecidos atualmente; então, o “mapeamento” de zonas da língua depende, na verdade, da densidade e localização das papilas gustativas saudáveis na boca de um indivíduo – e isso muda de pessoa para pessoa e também pode variar conforme a idade.

Na década de 70, cientistas resolveram confrontar a teoria, já que ela não parecia funcionar conforme a experiência de, digamos, todas as pessoas existentes no planeta. Embora isso seja considerado um mito há mais de 40 anos, nem todos sabem que o mapeamento da língua simplesmente não existe.

Por que seu nariz escorre no inverno
Em um dia normal, o nariz de uma pessoa produz pouco menos de um litro de muco (eca!), e grande parte disso passa pela sua garganta e é absorvida pelo seu corpo sem que você note. No entanto, quando você está respirando ar frio, a produção de fluido aumenta significativamente e o excesso disso sai pelo seu nariz.

O que acontece é que, com o frio, a quantidade de sangue responsável por aquecer o seu nariz aumenta como uma resposta ao clima frio e, com isso, algumas veias se dilatam, permitindo a passagem deste maior fluxo de sangue.

Isso ajuda a manter o nariz mais quente enquanto você respira, além de aquecer o próprio ar que entra por ele, antes que passe por todo o sistema respiratório. No entanto, é esse mesmo sangue que invade as glândulas responsáveis pela produção do muco, o que faz com que seu corpo trabalhe mais ainda para produzir fluidos.

Ao entrar em um ambiente quente, todo o processo se reverte: o sangue em seu nariz volta ao normal, a produção de fluidos também e você para de sentir o muco excessivo escorrendo de forma inconveniente na ponta do nariz.

Fonte: Mega Curioso



Juazeiro do Norte (CE): Adolescente é apreendido ao tentar abastecer veículo pagando com dinheiro de brinquedo

A brincadeira do adolescente V.F.T., 17, terminou na delegacia. O jovem foi apreendido na noite da última quarta-feira (24) em Juazeiro do Norte, no Cariri Cearense, dirigindo um carro sem habilitação e tentando pagar gasolina no posto de combustível com dinheiro de brinquedo.

O adolescente guiava um veículo Gol com placas São José do Rio Preto/SP e, ao abastecer o veículo em um posto de combustível, tentou pagar usando uma cédula de R$ 20 de brinquedo.

Além do dinheiro falso, a polícia apreendeu em poder do jovem uma carteira de identidade de uma mulher, um CPF e 3 cartões de crédito de terceiros. O caso foi registrado no bairro Novo Juazeiro, por volta das 21h30. O adolescente foi encaminhado à autoridade policial competente, segundo informações do 2º Batalhão da Polícia Militar de Juazeiro do Norte.

Foto meramente ilustrativa

Fonte: Diário do Nordeste



EXCLUSIVO! Veja fotos do corpo do suspeito do atentado em Boston


Uma foto do corpo do suspeito do atentado na Maratona de Boston, Tamerlan Tsarnaev, surgiu na internet e fontes policiais disseram ao site TMZ que é 100% autêntica.

A imagem mostra o corpo sem vida de Tamerlan deitado em uma mesa.  O corpo tem vários ferimentos de bala, bem como um corte gigantesco ao longo de seu peito.  O corpo está coberto de sangue, especialmente na região da face . Na foto, a boca e os olhos de Tamerlan estão abertos.


Um porta-voz disse que a foto "não foi roubada durante os procedimentos médicos ou quando a equipe médica fez o resgate do corpo." As autoridades estão investigando para descobrir quem vazou a imagem.


Incrível! Mulher vive 37 anos com lâmina de faca dentro do corpo

A empregada doméstica Rosmari Aparecida Rosa de Almeida já estava cansada de tomar remédios para amenizar a dor que sentia nas costas quando descobriu a verdadeira fonte do problema.

O que parecia uma simples dor muscular era, na verdade, a lâmina de uma faca. Durante 37 anos, o objeto ficou no corpo da mulher, que mora em Sorocaba (a 98 km de São Paulo), sem que nenhum médico percebesse.

Rosmari, que tem 53 anos, foi esfaqueada no alto das costas por um ex-namorado durante uma crise de ciúme. Uma parte de cinco centímetros da lâmina se quebrou dentro do corpo da doméstica, mas os médicos não notaram.

A mulher foi liberada, o ferimento cicatrizou e as dores começaram. "Nem imaginava que poderia ter isso dentro de mim, por isso nunca comentei com os médicos o que tinha acontecido", diz.

Ela disse que acreditava se tratar de dores musculares, já que a lâmina estava na altura do ombro esquerdo. Por conta disso, o tratamento durante quase quatro décadas foi à base de analgésicos em comprimido e injetáveis. Até mesmo uma simples caminhada era um desafio para a mulher.

A história mudou quando Rosmari procurou mais um ortopedista, que decidiu fazer uma busca mais detalhada para encontrar a origem da dor. Depois de uma simples radiografia, a surpresa do profissional: o pedaço de metal era o motivo do incômodo. Foi aí que a mulher se lembrou do que houve no passado.

Uma pequena cirurgia foi agendada, e o problema, resolvido. Agora, a sorocabana já consegue viver a rotina de trabalho sem dor e sem precisar de remédios. Ela disse que espera conseguir costurar, um hábito que precisou abandonar por não conseguir se sentar sem sofrer com a dor nas costas.

Fonte: UOL



Dois suspeitos são presos em SP com fósseis da Chapada do Araripe

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira (24) dois homens suspeitos de comercializar fósseis na Grande São Paulo. As prisões fazem parte da “Operação Cardume”, que tenta impedir o comércio das peças.

Na casa de um dos presos foram encontrados diversos fósseis, a maioria deles de peixes. Segundo a PF, os materiais são originários da Chapada do Araripe, um importante sítio arqueológico no Ceará.

A operação começou depois de uma denúncia, feita na semana passada, de que haveria comércio de fósseis em Embu das Artes. A PF esteve no local e encontrou fósseis numa loja de artesanato. Na ocasião, o proprietário da loja foi preso em flagrante. As investigações levaram até a casa de um homem em Guarulhos, que seria o fornecedor das peças.

Fósseis são considerados propriedade do Estado por terem importância científica e cultural. Os presos vão responder pelos crimes de receptação qualificada, com penas de três a oito anos de prisão, e por usurpação de bem da União, cuja pena pode variar de um a cinco anos.

Fonte: G1



Estiagem na região do Semiárido é a pior nos últimos 50 anos

Mesmo com a súplica do sertanejo por chuva, a estiagem na região do Semiárido não dá trégua. É a pior registrada nos últimos 50 anos. De acordo com o governo federal, 1.415 municípios sofrem com a, que afeta a vida de quase 22 milhões de brasileiros. A falta de chuva atinge mais de 90% dos municípios do Semiárido e ultrapassou a extensão das 1.135 cidades que o compõem.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil já decretou situação de emergência e estado de calamidade pública em 1.046 municípios. A área mais atingida pela seca, o Semiárido brasileiro, estende-se por oito estados da Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), além do norte de Minas Gerais, totalizando uma extensão territorial de mais de 980 quilômetros quadrados.

O agricultor José Alírio de Macedo, de 61 anos, morador da zona rural de Petrolina (PE) conta que até o momento choveu apenas 28 milímetros (mm) na região onde vive. O período chuvoso no município, que tem início em dezembro e pode se estender até maio, tem em média 530 mm. Apesar da estiagem atual, o agricultor cultiva feijão, milho e sorgo para alimentar seu pequeno rebanho.

“A situação já é feia. Se Deus não tiver compaixão, ninguém vai ficar com nada. E o período mais crítico ainda não começou, que é de agosto para a frente. Ano passado não plantei nada por causa da seca. Nunca vi dois anos diretos sem chuva, como já está acontecendo”.

Com os frequentes problemas causados pela seca, Macedo passou 14 anos trabalhando em São Paulo. Os seis filhos resistiram e ficaram na cidade, mas o agricultor e a mulher voltaram para o sertão. “O cidadão fica velho e quer estar perto das suas origens”.

A gravidade da situação levou o governo federal a investir R$ 32 bilhões nas chamadas obras estruturantes, que garantem o abastecimento de água de forma definitiva, como barragens, canais, adutoras e estações elevatórias. Além disso, anunciou no início deste mês mais R$ 9 bilhões em ações de enfrentamento à estiagem.

A previsão é que cada município atingido pela seca receba uma retroescavadeira, uma motoniveladora, dois caminhões (um caçamba e um pipa) e uma pá carregadeira. O governo também vai distribuir 340 mil toneladas de milho até o fim do mês de maio para serem vendidas aos produtores a preço subsidiado.

Para o coordenador-geral da Organização não Governamental Caatinga, Giovanne Xenofonte, a realidade do Semiárido é atenuada com os programas de transferência de renda do governo federal, como o Bolsa Família e o Garantia Safra.

“É tanto que, mesmo sendo a maior seca dos últimos 50 anos, a gente não está vendo o que tradicionalmente ocorria nas secas passadas: saques e invasões das famílias na região. Então, esse é o panorama. Se por um lado a gente tem um ambiente muito mais vulnerável, por outro a gente tem algumas ações governamentais que amenizam a situação”.

O coordenador cita a crise da economia local como uma das consequências da estiagem prolongada. Além da alta nos preços dos alimentos na região devido a queda na produção, os animais que sobrevivem à estiagem perderam seu valor de mercado e podem ser vendidos por até metade do preço.

“As famílias agricultoras estão descapitalizadas, elas perderam sua poupança [o rebanho]. Elas tiveram que vender [esses animais] por causa da seca e [cobraram] um preço bem abaixo do que normalmente é comercializado”.

Segundo Xenofonte, isso tudo tem um impacto forte no comércio, porque estamos numa região eminentemente agrícola. “E quando tem uma seca dessa, que afeta as famílias agricultoras, todo comércio sente. A gente nota uma paralisação, uma desaceleração na economia. O que tem mantido de fato são as rendas dos programas governamentais”, argumenta.

O engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Semiárido, Pedro Gama, destaca que a seca é um fenômeno recorrente e cíclico da região do Semiárido, mas que o país ainda não está suficientemente preparado para enfrentar. “A seca, como esse fenômeno de estiagem que é recorrente, é muito comum . A população sabe [disso], [faz parte do semiárido].

“Mas isso que estamos vivendo, essa estiagem prolongada, é uma crise climática e ocorre a cada 40, 50 anos. Houveram avanços, mas ainda é pouco. Precisa de muito investimento em pesquisas, políticas públicas para que estejamos preparados para enfrentar crise desse tipo”.

Gama também ressalta que as políticas de transferências de renda do governo federal amenizam os efeitos da seca, mas não impedem de desencadear outros três impactos: social, de produção e climático.

“O que ocorre com a seca é que ela sempre leva a uma crise de produção. Ou seja, não se produzem alimentos [suficientes] para a população e para os animais. A outra [crise] é o problema da segurança alimentar, que se chama abastecimento de água. Esgotam-se os mananciais e [isso] passa a ser um grande limitante, não só de produção, como para a população”.

Segundo Gama, há também a crise social, que aparecia fortemente nas secas anteriores e provocava os fenômenos migratórios. Ele lembrou que hoje não se vê isso, porque de alguma forma, os programas de subvenção social atuam como um amortecedor dos impactos sociais. “De certa forma, eles protegem essa população pobre dos impactos de uma seca desse tipo”.

Para o pesquisador o aumento do valor dos alimentos, com o agravamento da seca, gera uma segunda etapa na “crise climática” com a corrosão do apoio social das políticas de transferência. “Esse impacto todo pode ser atenuado pela área irrigada, não há crise próxima de uma fonte de água. Onde existe um dinamismo levado por essa cultura irrigada, muda totalmente no entorno”, diz.

Fonte: Agência Brasil



CCBNB e MinC apresentam o VIII Festival da Música Instrumental

A música instrumental nordestina contemporânea terá lugar garantido no VIII Festival da Música Instrumental, apresentado pelo Ministério da Cultura e o Centro Cultural Banco do Nordeste. Durante seis dias, dez grupos e artistas irão se apresentar, traçando um verdadeiro panorama da produção instrumental do País. O Festival acontecerá nos Centros Culturais do Banco do Nordeste em Sousa (PB) e Juazeiro do Norte (CE) - de 30 de abril a 04 de maio - e em Fortaleza, no Theatro José de Alencar, de 02 a 05 de maio de 2013.

A programação musical será composta por nove bandas/artistas que representarão cada qual um estado do Nordeste e mais um convidado especial, o guitarrista e bandolinista baiano Armandinho. O artista promete um grande show, acompanhado por sua banda completa, e também participa de um bate-papo no CCBNB de Juazeiro do Norte, no dia 01/05, às 17h.

Dentre as atrações, vários instrumentos e estilos dialogam. O grupo A La Sax Quarteto, de Alagoas, mostra que é possível inventar bastante ao som de quatro tipos do instrumento de sopro. Já o Viola de Arame (BA) explora um instrumento pouco comum na construção de melodias: a viola de 10 cordas. A programação diversificada contempla novos músicos e grupos - Thiago Almeida Trio (CE) e Rivotrill (PE) – além de consagrados instrumentistas, como Xisto Medeiros (PB) e Chiquinho França (MA).

A mistura de linguagens, influências, referências, tradições e novidades deixa clara a efervescência que vem acontecendo nessa frente da música brasileira. Em sua oitava edição, o Festival dá visibilidade e fortalece a cena musical instrumental do Nordeste. As atrações circulam em todas as cidades-palco do festival, fazendo, cada uma, três shows, para deixar que os sons ressoem sem fronteiras e cheguem ao maior público possível, favorecendo contatos e parcerias, sempre em prol do acesso à diversidade cultural.

Há tempos, instrumentistas e compositores das mais diversas influências vêm provando que o leque de opções sonoras é bem mais amplo do que se pode supor a partir dos meios convencionais de circulação da música. Acreditando no potencial dos grupos dessa região, o VIII Festival da Música Instrumental surge com o intuito de expandir novas sonoridades e linguagens que se fundem e se constroem a partir da rica diversidade rítmica do território brasileiro e nordestino, calcado no folclore e em danças típicas (coco, bumba meu boi, maracatu etc.).

O VIII Festival da Música Instrumental é apresentado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e pelo Centro Cultural Banco do Nordeste, com patrocínio do Banco do Nordeste do Brasil, em parceria com o Theatro José de Alencar e Governo do Estado do Ceará, e realizado pela Sociedade Cearense de Jornalismo Científico e Cultural e Ministério da Cultura, Governo Federal.

PROGRAMAÇÃO

Caninga Trio (RN)
Sousa (CCBNB): 01/05, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 02/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 04/05, às 17h;

Formado em 2006, o Caninga Trio surge com a proposta de desenvolver um repertório instrumental voltado para uma formação pouco comum. O sax de Heleno Feitosa (Costinha), a guitarra de Manoca Barreto e o baixo de Mário Cavalcanti “Primata” executam temas autorais e arranjos próprios da música popular e instrumental.

Thiago Almeida Trio (CE)
Juazeiro do Norte (CCBNB): 30/04, às 18h30; Sousa (CCBNB): 02/05, às 19h; Fortaleza (TJA): 05/05, às 19h40;

Pianista, compositor, arranjador. Músico autodidata, Thiago Almeida integra o quarteto cearense Marimbanda e já tocou ao lado de Raimundo Fagner (CE), Arthur Maia (RJ) e Breculê (CE). Promete o seu primeiro disco solo para 2013, intitulado Forró Real. No show, é acompanhado pelos músicos Miquéias dos Santos (baixo) e Wladimir Catunda (bateria).

À La Sax Quarteto (AL)
Sousa (CCBNB): 01/05, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 02/05, às 19h50; Fortaleza (TJA): 04/05, às 18h20.

No repertório, Pixinguinha e Tchaikovsky, entre outros gênios da música. Idealizado pelo professor e maestro Almir Medeiros. Além do próprio, o grupo é composto pelos instrumentistas alagoanos Aldo Nicolau, no sax alto e flauta, Elizaubo Wandemberguer, no sax tenor e clarinete, e Elizio Goethe, no sax barítono.

Chiquinho França (MA)
Fortaleza (TJA): 02/05, às 18h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 03/05, às 18h30; Sousa (CCBNB): 04/05, às 19h.

Chiquinho França é o que se pode chamar de “um artista completo”. Canta, compõe, produz e toca virtuosamente. No show, é acompanhado pelos músicos Luiz Jr (violão) e Carlos Pial (percussão). Seu último trabalho, o DVD Chiquinho França, intitulado “Solos”, foi gravado ao vivo no Teatro Arthur Azevedo, na sua terra natal.

Quarteto Bumba Trio (PI)
Fortaleza (TJA): 02/05, às 19h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 03/05, às19h50;  Sousa (CCBNB): 04/05, às 20h20.

O forte sotaque jazzístico possui intenção de retratar, por meio de sonoridades, a diversidade cultural que há em nosso País. O grupo existe desde 2004 e já participou dos mais importantes festivais de música instrumental do Nordeste. É formado pelos músicos Flaubert Viana (Sax); Rafael Viana (Bateria) e Thiago Cabral (Piano) e Valdir Coyote (Contrabaixo).

Xisto Medeiros (PB)
Sousa (CCBNB): 30/04, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, 19h50; Fortaleza (TJA): 03/05, às 21h.

Natural de Patos (PB), é da terceira geração de músicos da família Medeiros. Contrabaixista, arranjador, compositor e produtor, iniciou seus estudos musicais sob a orientação do seu tio João Linhares e do professor Hector Rossi. No show considerado dinâmico e divertido, é acompanhado por seus irmãos Hélio Medeiros (teclado/piano) e Hermes Medeiros (bateria/percussão).

Café Pequeno (SE)
Souza (CCBNB): 02/05, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 04/05, às 19h50; Fortaleza (TJA): 05/05, às 17h.

O terceto surgiu em 2005. É composto pelos músicos Pedrinho Mendonça (Percussão), Júlio Rêgo (Gaita) e Guga Montalvão (Violão). Os sergipanos têm o repertório marcado por músicas da MPB e do choro instrumental, além de composições próprias. Atualmente o grupo está em estúdio preparando seu mais novo álbum.

Rivotrill (PE)
Sousa (CCBNB): 30/04, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 03/05, às 18h.

O trio formado por Júnior Crato (flauta, saxofone, teclado), Lucas dos Prazeres (percussão) e Rafael Duarte (contrabaixo) tem mostrado criatividade e inovação em suas composições, estabelecendo sua posição como um dos talentos excepcionais da música instrumental brasileira. Em suas performances, despertam um olhar diferenciado sobre a música.

Viola de Arame (BA)
Sousa (CCBNB): 03/05, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 04/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 05/05, às 18h20.

O grupo formado pelos músicos Júlio Caldas, Cássio Nobre e Ricardo Hardmann faz um show de um gênero musical que pode ser classificado ao mesmo tempo como “regional” e “universal”. Nele, a viola de 10 cordas - também chamada “viola caipira” ou “viola de arame” - é a principal atração.

Armandinho (BA – Convidado especial)
Juazeiro do Norte (CCBNB): 30/04, às 19h50; Sousa (CCBNB): 03/05, às 20h20; Fortaleza (TJA): 04/05, às 19h40.

Bate-papo em Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, às 17h.
Filho de Osmar Macêdo, músico e idealizador do trio elétrico, e integrante do grupo A Cor do Som. Já se apresentou ao lado de músicos como Raphael Rabello, Moraes Moreira, Yamandú Costa, entre outros. No show, além de tocar sua guitarra baiana e bandolim, é acompanhado pelos músicos Júlio Leony (baixo), Yacoce Costa (teclado), Márcio Diniz (bateria) e Magno Stanchi (percussão).

Serviço
VIII Festival da Música Instrumental
De 30 de abril a 04 de maio nos Centros Culturais do Banco do Nordeste em Sousa (PB) e Juazeiro do Norte (CE).

E de 02 a 05 de maio em Fortaleza, no Theatro José de Alencar

Assessoria de Imprensa / BNB



ShareThis