Alunos da Fatec Cariri participam de feira sobre robótica no México

Os alunos do curso de Irrigação e Drenagem da Fatec Cariri, Alisson Maciel e Allyson da Cruz, participaram, nos dias 12 e 13 de setembro, da Fepro 2019, uma feira da Faculdade de Computação da Universidade Autônoma Benemérita de Puebla, no México. O evento deseja promover talentos nas áreas de Tecnologia da Informação e contribuir para o desenvolvimento de habilidades técnicas e inovação em estudantes. 

Projetos estudantis de vários países competiram em quatro categorias: aplicativos básicos, aplicativos avançados, computação gráfica, hardware e robótica. Ao final do evento, o projeto dos alunos da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, o Chip Sarf, foi premiado com o 5º Lugar na categoria Hardware e Robótica.

Sarf é uma sigla para “Sistema Anti Roubo e Furto”, logo, o projeto desenvolvido na Fatec é uma ferramenta da área de segurança, para proteção de veículos. O sistema funciona por presença com dois chips. O primeiro fica com o proprietário e o segundo é instalado no veículo. Ao distanciá-los cerca de 200 metros, o chip 01 deixa de emitir ondas de radiofrequência para o chip 02, o que resulta no corte de todas as partes elétricas do veículo, impossibilitando assim, sua locomoção.

Segundo o professor pesquisador Héctor Báez Medina, do Instituto Politécnico Nacional do México, os alunos brasileiros “têm um grande diferencial sobre a maioria dos projetos apresentados na FEPRO 2019, pois a inovação tecnológica apresentada deixa de ser apenas uma ideia no papel para se tornar em algo papável”, disse. O professor se comprometeu, ainda, a negociar a realização de um intercâmbio entre a Fatec e o Instituto Politécnico para contribuir com o desenvolvimento educacional dos dois alunos no último semestre.

Curta nossa página no Facebook

Décima edição do Artefatos da Cultura Negra começa na próxima segunda-feira (23)

Começa, na próxima segunda-feira (23), a décima edição do Artefatos da Cultura Negra: evento anual que objetiva fortalecer a construção de uma educação antirracista. A iniciativa é uma realização da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em parceria com a Universidade Regional do Cariri (Urca), com o Instituto Federal de Educação do Ceará em Juazeiro do Norte (IFCE), com o Grupo de Valorização Negra do Cariri (Grunec), com o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação, Gênero e Relações Étnico-Raciais (Negrer) e com o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro e Indígena (Neabi). O objetivo é ampliar a compreensão e a participação da presença negra e das africanidades na história e na cultura brasileiras.

A programação iniciará com o show de lançamento "Nossos passos vêm de longe", com apresentação da cantora Fatinha Gomes, dos grupos "Contemple" e "Sol na Macambira", além da participação de convidados. O show será no Teatro Patativa do Assaré, no Sesc Juazeiro do Norte, na noite de segunda-feira.

No dia seguinte, começa a programação na UFCA. Estão previstas, para a manhã de quarta-feira (24), no campus Juazeiro do Norte, a mesa de abertura do evento e a palestra "A branquitude acadêmica, a invisibilização da produção científica negra, o brancopesquisador e a salvação de si", com o professor da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Lourenço Cardoso.

Até o sábado (28), o Artefatos de Cultura Negra promoverá oficinas, cine-debates, rodas de conversa, minucursos, palestras, mesas redondas e atividades culturais - todos com a temática da negritude e das africanidades. Reunindo ativistas do movimento social negro, pesquisadores, professores e estudantes, em diversos espaços culturais do Cariri, o Artefatos busca colocar em prática o combate ao racismo, criando um território de trocas de saberes entre academia, escolas, movimentos sociais, mestras e mestres da cultura, artistas e comunidades tradicionais.

Racismo no Brasil
A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) - realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) - divulgou, no fim do ano passado, dados que evidenciam o racismo no Brasil. Mesmo negros e pardos representando 54% da população brasileira, sua participação no grupo do 1% mais rico do país é de apenas 17,8%. Já no grupo dos 10% mais pobres, o índice de participação negra/parda sobe para 75%.

Isso demonstra a menor penetração da população negra/parda nas esferas capazes de proporcionar maior renda. A Pnad Contínua de 2017 apontou, por exemplo, que a média de anos de estudo para pessoas de 15 anos ou mais é de 8,7 anos para pretos e pardos: quase dois anos menos que a média da população branca (10,3). Ainda segundo a Pnad 2017, o percentual de negros e pardos com 25 anos ou mais que concluíram o Ensino Superior é de 9,3%, contra 22,9% da população branca.

A física e professora paulista Sônia Guimarães, atualmente docente do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), comentou sobre a escolaridade da população não branca durante estada, no Cariri, para participação no Artefatos da Cultura Negra do ano passado, quando proferiu a palestra "O que eu faço contra o racismo?". Segundo a pesquisadora, “as (universidades) federais têm de 10% a 20% de estudantes negros e as estaduais, de 5% a 10%.

*Com informações de Exame

Curta nossa página no Facebook

Estudantes implantam sistema de aquaponia em comunidade de Barbalha

Cultivar peixes e hortaliças no mesmo sistema, de forma que uma produção alimente a outra: esse é o objetivo da aquaponia, uma forma de cultivo que está sendo implantada por estudantes do campus de Crato do IFCE na comunidade do Sítio Barro Vermelho, em Barbalha. Eles fazem parte da equipe Enactus da instituição, formada para incentivar o empoderamento e o empreendedorismo social em comunidades.

Na aquaponia, as produções são interligadas por uma bomba de água. Ricos em nutrientes, os dejetos produzidos pelos peixes alimentam as plantas, que filtram a água utilizada no cultivo dos peixes. "O projeto se encaixa nos três pilares da sustentabilidade: social, econômico e ambiental. Vai ser um ciclo totalmente reciclado, com a economia de água e de adubo para as hortaliças", explica Fabiana Costa, uma das integrantes do projeto.

Além de evitar o desperdício de água, a forma de cultivo é de fácil manejo e pode ajudar a gerar renda para os produtores, entre outros benefícios, como explica a estudante: "As pessoas envolvidas no projeto podem fazer economia, trocando a carne pelo peixe que produzirem. A aquaponia também facilita o acesso a hortaliças, que contribuem para uma alimentação saudável. Quando a produção aumentar, eles poderão ter uma renda extra".

Segundo Fabiana, onze famílias estão sendo beneficiadas pelo projeto, que já promoveu capacitações sobre o manejo da produção e construiu a estrutura de um sistema comunitário. Agora, o momento é de colocar em prática o que foi aprendido durante os cursos. O objetivo é que, no futuro, a aquaponia implantada no Sítio Barro Vermelho contribua para a instalação do sistema em outras comunidades.

Curta nossa página no Facebook

20ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão discute a importância de Políticas Públicas

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
Neste domingo (22), as Pastorais Sociais da Diocese de Crato realizam a 20ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão do beato José Lourenço. O evento acontece a partir das 7h30 com acolhida aos romeiros, e logo depois, às 8h, será realizada a Santa Missa, celebrada pelo Coordenador Diocesano de Pastoral da Diocese de Crato, padre Vileci Basílio Vidal, juntamente com demais sacerdotes vindos de diversas paróquias e cidades circunvizinhas.

A temática ‘O Caldeirão da Santa Cruz e as Políticas Públicas’, segue as diretrizes da Campanha da Fraternidade deste ano, na qual discutirá a defesa do Caldeirão como patrimônio público, além de estimular a participação da população em relação aos seus direitos e as necessidades básicas, sobre a luz da doutrina social da igreja para fortalecer a cidadania, como uma forma de caridade na busca do bem comum.

Nesta edição, a tradicional romaria antecede dois eventos que ocorrerem simultaneamente. Na sexta-feira (20) e no sábado (21) acontece o II Círculo de Debates sobre os Campos de Concentração do Ceará e o Caldeirão, na Universidade Regional do Cariri (Urca) e o Encontro da Rede de Juventude do Ceará, na comunidade do Assentamento 10 de abril, ambos acontecem no município de Crato.

Sobre o Caldeirão
A comunidade do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto foi uma organização social autossustentável, que tinha como líder religioso o beato José Lourenço - fiel seguidor do Padre Cícero - responsável por acolher aqueles que buscavam uma vida digna, pautada na oração e no trabalho. A experiência de reforma agrária popular durou dez anos (1926-1936), e nos faz acreditar que somos capazes de desdobrar a fé em ações concretas a serviço da igualdade social, sem preconceitos e discriminação, assim como foram as primeiras comunidades cristãs.

Programação:

II Círculo de Debates sobre os Campos de Concentração do Ceará e o Caldeirão

Data: 20 de setembro de 2019 (sexta-feira) - Horário: 18h | 21 de setembro de 2019 (sábado) - Horário: manhã e tarde  

Local: Universidade Regional do Cariri (URCA) - Crato/CE

Encontro da Rede de Juventude do Ceará

Data: 20 de setembro de 2019 (sexta-feira) - Horário: 19h | 21 de setembro de 2019 (sábado) - Horário: manhã e tarde  

Local: Assentamento 10 de Abril - Crato/CE

20ª Romaria da Santa Cruz do Deserto no Caldeirão

Data: 22 de setembro de 2019 (domingo) - Horário: 7h30 (acolhida) | 8h (Santa Missa)

Local: Sítio Caldeirão da Santa Cruz do Deserto - Crato/CE (situado entre os distritos de Monte Alverne e Dom Quintino)

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará convoca 192 novos agentes penitenciários

O governador Camilo Santana anunciou, no final desta quinta-feira (19), que mais 192 aprovados no concurso realizado pelo Governo do Ceará para o cargo de agente penitenciário deverão se apresentar dia 31 de outubro na Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). A iniciativa vai reforçar a atuação do Estado no sistema penitenciário, que, agora, passará a contar com 3.768 agentes. Antes do processo seletivo esse número era de 2.136. Desde a primeira turma convocada do atual certame, o Estado já ampliou em 76,4% a quantidade de agentes penitenciários.

Camilo Santana explicou que os novos servidores serão lotados em novos presídios estaduais. “Os 192 novos agentes penitenciários serão nomeados e chamados de acordo com a abertura das novas unidades prisionais que estão previstas para o mês de outubro. Esses novos agentes irão trabalhar nas novas unidades que serão inauguradas ainda esse ano no Estado”, afirmou o governador, que trabalha para transformar o sistema prisional do Estado em destaque nacional.

“Esse tem sido um dos trabalhos feito pelo Governo do Ceará no fortalecimento do sistema prisional do nosso Estado. Primeiramente, aumentamos as vagas no sistema prisional. Já inaugurei três mil novas vagas e agora vamos inaugurar mais duas mil, inclusive o primeiro presídio segurança máxima, que a perspectiva é agora em outubro. Lembrando que reestruturei o sistema, criei uma secretaria, que é a SAP (Administração Penitenciária), e hoje os resultados aparecem juntamente com os da segurança pública, com a redução de todos os indicadores. O Ceará caminha para ser um exemplo na área penitenciária no país”, destacou Camilo Santana.

Os novos servidores foram aprovados no concurso público iniciado ainda em 2017 pelo Governo do Ceará. O Estado convocou, na época, dois mil candidatos para o curso de formação de agentes penitenciários, mas somente 1.695 atenderam ao chamamento e cumpriram os requisitos obrigatórios ao longo das demais etapas de avaliação (física, de saúde e psicológica). Desse total, mil assumiram seus empregos em meados de 2018. Outros 440 foram convocados para reforçar o sistema penitenciário estadual no início desse ano. Para assumir o cargo os aprovados assistiram aulas sobre administração penitenciária, integração social, valorização humana, ética profissional, legislação e segurança penitenciária.

Investimentos
O sistema penitenciário do Ceará vem recebendo uma série de investimentos. Só nesse ano, a área já ganhou o reforço de 70 novas viaturas – outras 15 chegarão até o final de outubro próximo para renovar a frota da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). De todas as viaturas, 15 foram adquiridas com recurso federal, através do Fundo Penitenciário (Funpen), e 70 são alugadas com recursos estaduais.

Para a compra, o investimento foi de R$ 2,9 milhões. Já o custo anual com o aluguel dos veículos é de R$ 3,4 milhões, já incluso manutenção, o que gera uma grande economia para o Estado, já que somente em consertos com carros a SAP gastava em média R$ 6 milhões anuais. Através também do Funpen, o Estado adquiriu cinco ambulâncias penitenciárias, cujo investimento foi na ordem de R$ 870 mil.

O Governo do Ceará criou em 2017 o Fundo Penitenciário do Ceará, mecanismo necessário para receber verbas diversas, entre elas do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). O Estado recebeu o montante de R$ 74,3 milhões para investimento no sistema penitenciário cearense. A SAP já recebeu 300 pistolas, o que significa investimento de R$ 1,2 milhão. Já foram adquiridos coletes (R$ 679 mil) e ambulâncias. O montante também está sendo aplicado ainda na construção de uma unidade de segurança máxima com capacidade para 168 internos; reforma de unidades prisionais; compra de algemas, armamentos, veículos, capacitação de agentes penitenciários e aquisição de munições diversas.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Economia do Ceará cresceu mais que o dobro do País no 2º trimestre de 2019

A economia do Ceará cresceu o dobro da economia do Brasil no segundo trimestre de 2019. O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará, entre abril e junho deste ano, fechou em 2,08% em relação a igual período de 2018. Já com relação ao trimestre imediatamente anterior, o índice atingiu 0,52%. No acumulado do ano (primeiro semestre) a alta totalizou 1,31%. O acumulado nos últimos quatro trimestres foi de 1,33%. Em todos os cenários, o PIB cearense superou os resultados do nacional, de respectivamente, 1,0% no segundo trimestre deste ano; 0,4% na comparação com o primeiro trimestre; 0,7% no acumulado este ano e no acumulado nos últimos quatro trimestres: 1,0%.

“Quando a Economia cresce gera mais emprego, gera mais oportunidades, que é esse esforço que a gente tem feito nessas nossas viagens internacionais, nas viagens que tenho feito dentro do Brasil, em buscar empreendimentos e investimentos que possam gerar emprego para as pessoas do nosso querido Ceará”, explica o governador Camilo Santana.

Três setores compõem o PIB – Agropecuária, Indústria e Serviços. Os dados do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) mostram que o setor da Indústria foi o que mais cresceu no período: crescimento de 4,68%, em relação a igual período do ano anterior.

Já o setor Serviços apresentou, no segundo trimestre de 2019, o segundo melhor resultado, com 1,64%, isso em relação a igual período de 2018. A Agropecuária fechou com índice de 0,95% em relação ao segundo trimestre do ano passado. Os três resultados por setores no Ceará superaram os índices do País, que foram, respectivamente, de 0,3% (indústria); 1,2% Serviços e 0,4% Agropecuária.

Dentre as atividades que compõe o setor Indústria no Ceará, os melhores resultados foram verificados na Transformação, com 7,70% de crescimento no segundo trimestre deste ano, e na Construção Civil, com 5,64%. No setor Serviços, o Comércio apresentou melhor resultado, com índice de 5,29%, seguido por Transportes, com 2,60%, e Intermediação Financeira, com 2,13%.

O PIB é um indicador que mostra a tendência do desempenho da economia no curto prazo. Além do Ceará, mais sete estados brasileiros realizam o cálculo de sua economia trimestralmente: Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo, que utilizam a mesma ponderação das Contas Regionais.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

20 de setembro

1378 - É eleito o Antipapa Clemente VII, em oposição a Urbano VI, dando início ao Grande Cisma do Ocidente.
1519 - Fernão de Magalhães inicia a partir de Sevilha aquela que seria a primeira viagem de circum-navegação do mundo.
1835 - Inicia-se a Guerra dos Farrapos, com a invasão de Porto Alegre pelos farroupilhas.

Nasceram neste dia…
1900 - Castelo Branco, antigo presidente do Brasil (m. 1967).
1934 - Sophia Loren (foto), atriz italiana.
1975 - Juan Pablo Montoya, piloto colombiano.

Morreram neste dia…
1819 - Abade Faria, cientista luso-goês (n. 1746).
1957 - Jean Sibelius, compositor finlandês (n. 1865).
2005 - Simon Wiesenthal, arquiteto e "caçador" de nazistas austríaco (n. 1908).

Fonte: Wikipédia

Corpo de Bombeiros receberá três veículos especiais de salvamento e combate a incêndios

O governador Camilo Santana esteve nesta terça-feira (17) reunido com o presidente da Empresa Magirus-Deutz, Marc Diening, na cidade de Ulm, na Alemanha, onde fechou a aquisição de três viaturas do tipo Autoescada articulada para reforçar a atuação dos Bombeiros nas ocorrências de salvamento e combate a incêndios em todo o estado. Os três equipamentos estão sendo comprados pelo Governo do Ceará por 4,5 milhões de Euros. Dois dos veículos possuem escadas com 42 metros de comprimento, sendo os maiores do mundo nesse tipo de equipamento, usados em edificações elevadas e ocorrências de alta complexidade.

A Magirus é referência mundial na fabricação desse tipo de veículo e de outros equipamentos usados no combate a incêndios. Atualmente o Ceará possui duas Autoescadas, que ficam na Sede dos Bombeiros, em Fortaleza. Com as três novas aquisições, a corporação deverá atuar de forma mais efetiva em todo o estado.

“Assim como fizemos na Ciopaer, quando ampliamos as bases com helicópteros em várias regiões do Ceará, faremos o mesmo com os veículos de combate a incêndios e salvamentos. Deveremos enviar um desses equipamentos para a Região Norte, em Sobral, outro para a Região do Cariri, em Juazeiro, e o terceiro para reforçar a atuação dos Bombeiros em Fortaleza e Região Metropolitana”, afirmou Camilo Santana.

Com a ida do governador à Alemanha, um dos veículos será entregue de imediato e deve chegar ao Ceará nas próximas semanas. Os outros dois deverão chegar no próximo ano. Na oportunidade, Camilo Santana ainda conheceu outros equipamentos de salvamento e combate a incêndios, que deverão reforçar os trabalhos dos Bombeiros do Ceará.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Conheça e evite sete hábitos que te fazem gastar mais do que ganha

O que leva alguém a ficar endividado, a nunca conseguir guardar dinheiro? A resposta é simples: gastar mais do que ganha. Mas quais são os motivos que levam a esse descontrole financeiro?

Segundo o educador financeiro Reinaldo Domingos, presidente da Dsop Educação Financeira, são sete os fatores que impedem as pessoas de cumprirem a eterna promessa de colocar as contas em ordem. São eles:

1) Falta de planejamento
Não saber quanto ganha e quanto gasta é o principal fator de descontrole financeiro. "As pessoas não percebem que o descontrole acontece por conta dos pequenos gastos, e não das grandes despesas", diz Domingos. Para corrigir isso, é preciso começar pelo orçamento doméstico.

2) Falta de educação financeira
É raro que alguém tenha aprendido a lidar com o dinheiro desde a infância. Normalmente, o assunto dinheiro é tratado em família quando acontece algum problema, como desemprego. Nesse caso, vira um assunto tabu, que ninguém gosta de tratar. Segundo Domingos, é importante que a família toda participe das decisões a respeito do uso do dinheiro e que as crianças sejam ensinadas desde pequenas a lidar com ele, por meio da mesada.

3) Crédito fácil
O descontrole também pode chegar no abuso do crédito fácil, como cheque especial e cartão de crédito e também os créditos para endividados. Essas linhas de créditos têm os juros mais altos do mercado. O ideal é evitar. Caso já esteja endividado, procure linhas de crédito mais baratas ou até mesmo venda algum bem. "Também é interessante não ter limite de cheque especial e evitar os empréstimos e crediários", diz.

4) Parcelamentos
O parcelamento é uma das maneiras mais perigosas de perder o controle das finanças, porque as pessoas não percebem que já estão se endividando. O parcelamento é uma forma de crédito, pois você está usando um dinheiro que não possui para comprar um produto.

"Se a soma das suas parcelas, inclusive prestações do cartão de crédito, superarem 30% da sua renda líquida, você já está no caminho do superendividamento", diz Domingos. Caso o parcelamento seja necessário, ele deve constar do orçamento mensal e, assim que receber os rendimentos, já deve separar o valor para pagar a dívida. Tenha também uma reserva de emergência para arcar com despesas imprevistas.

5) Falta de objetivo
Quem não tem um objetivo para o uso do dinheiro é mais propenso a gastar de forma irresponsável. "Isso decorre pela falta de capacidade das pessoas de sonhar, vivendo apenas o presente".

Para escapar disso, Domingos sugere fazer o seguinte exercício. Pense sobre quais são seus sonhos para o futuro. Depois, dê um prazo para que eles aconteçam. Esse prazo deve ser realista, levando em conta o orçamento. Tendo isso estabelecido, poupe para esse fim.

"Assim que realizar um sonho, já planeje outro", diz. O ideal é ter três objetivos: um de curto prazo (até um ano); um de médio (entre um e 10 anos) e um de longo prazo (acima de 10 anos).

6) Comprar por impulso
O incentivo a comprar e gastar é diário, por meio das ações publicitárias. "As mensagens são muitas, e as pessoas passam a acreditar que parte do que é oferecido é realmente necessário", diz Domingos.

O caminho para evitar isso é não comprar por impulso. Questionar se realmente precisa do produto. Outra dica é deixar para comprar em outro dia, quando terá tempo para refletir se realmente precisa dele.

7) Necessidade de status
Achar que consumir é importante para ser aceito na sociedade faz com que se compre sem ter condições. "É importante que se viva dentro do seu padrão, sem querer aparecer para os outros", diz Domingos. Se quiser comprar algum bem, estabeleça como irá poupar para isso e em que prazo. "Endividar-se para consumir não é aconselhável", diz.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Em entrevista, Temer chama impeachment de Dilma de "golpe"

O ex-presidente Michel Temer usou a palavra "golpe" ao se referir ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) numa entrevista concedida nesta segunda-feira (17) ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

“O pessoal dizia 'o Temer é golpista' e que eu teria apoiado o golpe. Diferente disso, eu jamais apoiei ou fiz empenho pelo golpe”, afirmou Temer. 

Temer disse ainda que não esperava chegar à presidência por meio de um impeachment e negou que tenha ajudado a prejudicar politicamente Dilma Rousseff.  

“Não imaginava que viraria presidente por essas vias. Reitero que não houve conspiração”, afirmou após ser perguntado por um jornalista se “não havia conspirado nem um pouquinho?”.

Durante a entrevista, Temer afirmou também que, se Lula fosse nomeado ministro da Casa Civil de Dilma em 2015, o impeachment poderia não ter acontecido. “Ele (Lula) tinha bom contato com o Congresso”, reforçou.  A nomeação de Lula foi barrada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) após o então juiz Sergio Moro divulgar uma ligação entre o petista e Dilma.  No telefonema, Lula e Dilma tratavam sobre o termo de posse para o cargo. 

Jair Bolsonaro
Michel Temer também falou sobre o atual presidente Jair Bolsonaro. Temer fez questão de ressaltar que a chegada de Bolsonaro ao poder não tem nenhuma relação com a saída de Dilma, por meio do impeachment.  

“No Brasil, de tempos em tempos as pessoas querem mudar tudo. Foi assim na eleição do Lula. Eu não faço exatamente essa conexão (entre o afastamento de Dilma e ascensão de Bolsonaro”. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Ministério da Agricultura libera mais 63 agrotóxicos; já são 325 registros neste ano

O Ministério da Agricultura registrou nesta terça-feira (17) mais 63 agrotóxicos. Desse total, 2 são princípios ativos (que servirão de base para produtos inéditos) e 5 são novos produtos que estarão à venda. Os demais 56 são genéricos de pesticidas que já existem no mercado. As autorizações foram publicadas no Diário Oficial da União.


Com os novos registros, o total de agrotóxicos liberados chega a 325, superando o volume do mesmo período de 2018, quando houve 309 registros.

Assim, o ritmo de liberação deste ano segue sendo o mais alto da série histórica do ministério, iniciada em 2005.

Segundo o o governo, do total de produtos registrados em 2019, 310 são produtos genéricos e 15 são à base de ingredientes ativos novos.

Do total de produtos registrados em 2019, 185 são produtos técnicos, ou seja, destinados exclusivamente para o uso industrial.

Outros 140 são produtos formulados, aqueles que já estão prontos para serem adquiridos pelos produtores rurais mediante a recomendação de um engenheiro agrônomo. Destes, 14 são produtos biológicos e orgânicos.

Novas substâncias
Entre as novidades estão os princípios ativos fluopiram, que é usado para matar fungos, e o dinotefuram, um inseticida. Eles serão usados pela indústria, que poderá desenvolver produtos a partir dessas substâncias para o agricultor (o chamado produto formulado).

No caso do fluopiram, ao mesmo tempo já foi liberado um registro de produto formulado, para utilização nas lavouras.

O dinotefuram é utilizado no controle de insetos sugadores, como percevejos. Ele poderá ser aplicado em 16 atividades: arroz, aveia, batata, café, cana-de-açúcar, centeio, cevada, citros, feijão, milheto, milho, pastagem, soja, tomate, trigo e triticale.

Ele é considerado medianamente tóxico pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O pesticida não tem registro para uso agrícola na União Europeia (apenas doméstico) e está em reavaliação nos Estados Unidos, onde é utilizado desde 1985.

Já o fungicida fluopiram é um produto indicado para combater parasitas que atacam a raízes das plantas (nematoides) e terá autorização para 7 culturas: algodão, batata, café, cana-de-açúcar, feijão, milho e soja.

O Ministério da Agricultura afirmou que o produto estava na fila para registro no Brasil havia 10 anos. Ele possui registro na União Europeia e está em análise nos EUA desde 2012.

Novos produtos à venda
O governo liberou 5 agrotóxicos inéditos para os produtores rurais, baseados nos seguintes princípios ativos: são 3 à base da mistura de sulfoxaflor e lambda-cialotrina, 1 formulado a partir de fluopiram e 1 com base no fluorpiauxifen-benzil.

Todos são considerados medianamente tóxicos pela Anvisa.

Desses pesticidas, os mais polêmicos são os que têm como base o sulfoxaflor, que é relacionado à redução de enxames de abelhas e está em estudo no exterior.

Genéricos
O Ministério da Agricultura também autorizou 56 novos produtos genéricos, sendo 47 para quebra de patentes para a indústria (produto técnico equivalente) e 9 para utilização dos produtores rurais (produto formulado equivalente).

Liberação acelerada
Segundo o governo, a maior velocidade na liberação de agrotóxicos se deve a medidas de desburocratização que foram adotadas desde 2015 na fila de registros.

O objetivo, de acordo com o ministério, é aprovar novas moléculas, menos tóxicas e ambientalmente mais corretas para substituir produtos antigos. Isso porque as empresas que desenvolvem agrotóxicos só podem registrar itens de ação parecida se eles tiverem um risco à saúde menor ou igual do que os que já estão no mercado.

A associação que representa as fabricantes de agrotóxicos (Andef) afirma que a fila do Brasil é mais lenta em comparação com a da União Europeia e dos Estados Unidos. Segundo as empresas, o desenvolvimento de um princípio ativo inédito para agrotóxico leva de 10 a 11 anos e custa em torno de US$ 286 milhões.

Agrônomos dizem que é melhor ter mais produtos registrados do que correr o risco de que os produtores recorram a agrotóxicos "piratas", mas alertam que, quanto maior o uso, mais resistência as pragas têm ao veneno.

Para ambientalistas, no entanto, a aceleração do ritmo de aprovações é uma forma de o governo colocar em prática tópicos do polêmico projeto de lei 6.299/02, que ficou conhecido como "pacote do veneno", que ainda está em discussão na Câmara dos Deputados.

Para produtores rurais, o registro de novos produtos, especialmente os genéricos, é uma forma de baixar os custos de produção. Em Mato Grosso, maior estado produtor, os agrotóxicos equivalem a 21% dos gastos nas lavouras de soja.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Justiça rejeita denúncia contra Lula e o irmão por corrupção

A 7ª Vara Federal Criminal em São Paulo-SP rejeitou nesta segunda-feira (16) denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) por meio da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e seu irmão, José Ferreira da Silva, o Frei Chico. Eles foram acusados de corrupção passiva na segunda-feira (9). A Lava Jato em SP diz que vai recorrer.

A denúncia também foi rejeitada em relação a outros três executivos da Odebrecht, por suposta prática de corrupção ativa. São eles o delator e ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar, Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, e Emilio Odebrecht.

Para o juiz federal Ali Mazloum, os fatos da denúncia não possuem todos os elementos legais exigidos para a configuração do delito, não havendo pressuposto processual e nem justa causa para a abertura da ação penal.

"A denúncia é inepta. Não seria preciso ter aguçado senso de justiça, bastando de um pouco de bom senso para perceber que a acusação está lastreada em interpretações e um amontoado de suposições", diz a decisão do juiz Ali Mazloum.

"Nada, absolutamente nada existe nos autos no sentido de que Lula, a partir de outubro de 2002 pós-eleição foi consultado, pediu, acenou, insinuou, ou de qualquer forma anuiu ou teve ciência dos subsequentes pagamentos feitos a seu irmão em forma de “mesada” - a denúncia não descreve nem mesmo alguma conduta humana praticada pelo agente público passível de subsunção ao tipo penal."

Além disso, o juiz afirma que os crimes estariam prescritos porque já se passaram mais de oito anos.

A denúncia
De acordo com a denúncia, Lula sugeriu que a Odebrecht contratasse Frei Chico para intermediar um diálogo entre a construtora e trabalhadores. Ao final do contrato, em 2002, quando Lula elegeu se presidente, Frei Chico teria passado a receber uma mesada para manter uma relação favorável aos interesses da companhia.

Em abril de 2017, o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar disse em delação premiada que Frei Chico recebeu mesadas da empreiteira por 13 anos. O pagamento era feito em dinheiro vivo.

Na ocasião, Lula afirmou: "Eu nunca dei R$ 1 pro meu irmão Frei Chico, porque ele nunca precisou, nunca pediu pra mim. Olha, se a Odebrecht resolveu dar R$ 5 mil pro meu irmão, é problema da Odebrecht. Por que é que tem que colocar o meu nome nisso?".

Também em 2017, após a delação de Alencar, a defesa de Frei Chico afirmou que ele não havia recebido nenhuma mesada.

Júlio César Fernandes Neves, advogado de defesa do Frei Chico, disse que “é uma aberração essa denúncia contra o Frei Chico, é uma clara perseguição contra o ex-presidente Lula. Frei Chico prestava serviço para a Odebrecht desde o tempo do governo FHC. Nenhuma testemunha de defesa do Frei Chico foi ouvida pelo inquérito da PF até agora. É notória a perseguição ao presidente Lula, agora usando um familiar. O delator mente descaradamente para ser absolvido de outros crimes que cometeu.”

Em nota divulgada na segunda (9), a defesa de Lula diz que a nova denúncia oferece "as mesmas e descabidas acusações já apresentadas em outras ações penais contra o ex-presidente".

"Lula jamais ofereceu ao Grupo Odebrecht qualquer 'pacote de vantagens indevidas', tanto é que a denúncia não descreve e muito menos comprova qualquer ato ilegal praticado pelo ex-presidente", diz o comunicado.

Em nota, o grupo empresarial afirmou: "A Odebrecht tem colaborado com as autoridades de forma permanente e eficaz, em busca do pleno esclarecimento de fatos do passado".

Força-tarefa vai recorrer
Em nota, a força-tarefa da Lava Jato em SP disse que ainda não foi intimada sobre a decisão, mas que vai recorrer da decisão. Segundo o MPF, a decisão "contém erros graves". Veja íntegra abaixo:

"A Força Tarefa da Lava Jato em São Paulo ainda não foi intimada da decisão da 7ª Vara Federal Criminal que rejeitou denúncia contra o ex-presidente Lula, seu irmão Frei Chico, e executivos da Odebrecht. Contudo, pelo que foi noticiado, a decisão contém erros graves, e por isso o MPF adianta, desde logo, que vai recorrer ao TRF-3, confiando que a rejeição será revertida e o processo aberto pela Justiça Federal Paulista".

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Na Alemanha, governador Camilo Santana negocia aquisição de mais dois helicópteros para reforço da frota

O governador Camilo Santana se reuniu nesta segunda-feira (16), na Alemanha, com a direção da multinacional Airbus para tratar sobre a aquisição de mais dois helicópteros. As aeronaves vão reforçar a frota da segurança pública do Estado, que já é uma das maiores e mais modernas do país. O encontro foi realizado na sede da empresa na Alemanha, na cidade de Donauwörth, região da Baviera.

“Tenho um compromisso de reforçar cada vez mais nossas forças de segurança para combater a criminalidade e proteger nossa população. Nossos helicópteros da Ciopaer, além do combate diário ao crime, ajudam a salvar vidas, através do transporte aeromédico em todo o estado. Vamos ampliar nossas bases da Ciopaer, hoje já presentes em Fortaleza, Sobral, Juazeiro e Quixadá, para chegar cada vez mais rápido em qualquer lugar do Ceará”, citou o governador, reforçando que a próxima base será no município de Crateús.

Atualmente, o Ceará tem a terceira maior frota policial do Brasil, considerando todos os tipos de aeronave, e a maior em aeronaves biturbina e em voo por instrumentos, o que resulta em autonomia de sobrevoo a qualquer hora e em qualquer ponto do Estado, diminuindo o tempo médio de resposta para ocorrências. Ao todo, são nove helicópteros, sendo seis biturbina, e um avião modelo Cessna 210.

“Essas aeronaves estão entre as mais modernas do mundo. Com as bases da Ciopaer, vamos levar o serviço para mais próximo da população. A ideia é que toda a aeronave esteja em qualquer ponto do estado o mais rápido possível. Com essa estrutura conseguiremos dar respostas mais rápidas e garantir a segurança do povo cearense”, explicou Camilo Santana.

Ciopaer
Criada há 25 anos, a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) é referência nacional na área. Quando o assunto é tecnologia e qualidade, as aeronaves das forças de segurança cearenses são consideradas as melhores do País. A Ciopaer possui quatro bases fixas espalhadas estrategicamente pelo estado nos municípios de Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral e Quixadá, onde 166 profissionais de segurança pública se dividem entre pilotos, tripulantes operacionais, mecânicos e apoio solo. Outros 22 profissionais de saúde do Samu Ceará também atuam em conjunto.

A atuação da Coordenadoria vai além da questão policial. O trabalho feito envolve operações policiais, patrulhamento aéreo, resgates, transportes aeromédicos, transporte de pessoal, apoio às ações de defesa civil, transporte de órgãos e tecidos humanos para transplante, monitoramento ambiental e de recursos hídricos, geração de imagens para fins de segurança pública e institucionais, entre outras.

Atuação
Nos primeiros seis meses de 2019, das 781 missões da Coordenadoria, 85 foram voltadas para o atendimento aeromédico. Em tempo, as missões totalizaram 1.058 horas voadas. O serviço fica atrás apenas da atuação da Ciopaer em trabalhos de patrulhamento (236) e em operações policiais (89). Também se destacam os 29 voos de resgates e os 19 onde os profissionais atuaram na busca por pessoas ou embarcações. Em todo ano de 2018, as aeronaves participaram de 1.357 missões.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

17 de setembro

1787 - É assinada a Constituição dos Estados Unidos da América.
1944 - Início da Operação Market Garden, considerada a maior operação aerotransportada feita pelos aliados durante a Segunda Guerra Mundial e o último êxito da Wehrmacht.
1978 - O presidente egípcio Anwar Sadat e o primeiro-ministro israelita Menachem Begin assinam o acordo de paz de Camp David.

Nasceram neste dia…
1850 - Guerra Junqueiro, alto funcionário administrativo, político, deputado, jornalista, escritor e poeta português (m. 1923).
1922 - Agostinho Neto, político e escritor angolano (m. 1979).
1928 - Roddy McDowall (foto), ator britânico (m. 1998).

Morreram neste dia…
1665 - Rei Filipe IV de Espanha, III de Portugal (n. 1605).
1897 - Manuel José Gonçalves Couto, missionário pedâneo, autor da Missão Abreviada (n. 1819).
1994 - Karl Popper, filósofo da ciência britânico de origem austríaca (n. 1902).

Fonte: Wikipédia

Addthis