Desempenho eleitoral do PSDB é o pior desde 1994

A multiplicação de candidatos de centro e de direita na corrida presidencial travou o crescimento de Geraldo Alckmin e levou o PSDB a começar o ano eleitoral com seu pior desempenho em 24 anos.

Fatias do eleitorado tradicionalmente identificadas com os tucanos (renda mais alta, maior escolaridade e concentração na região centro-sul) foram ocupadas, até agora, por rivais como Jair Bolsonaro (PSC), Alvaro Dias (Podemos) e Marina Silva (Rede).

Alckmin apresentou resultados tímidos nesses segmentos e ficou estagnado em uma faixa de 6% a 11% das intenções de voto totais na pesquisa do Datafolha divulgada na última quarta-feira (31).

Os números representam a pior estreia do PSDB na corrida presidencial desde 1994, quando Fernando Henrique Cardoso apareceu nas primeiras pesquisas do ano no patamar de 8% a 10%. Nas eleições seguintes, os candidatos tucanos estrearam com percentuais maiores --o mais baixo deles foi o de Aécio Neves, em 2014 (14% a 17%).

A estagnação de Alckmin é motivada pela divisão entre vários candidatos do eleitorado que os tucanos pretendem conquistar nessa campanha.

Uma das principais dificuldades apontadas pela equipe do governador paulista é o desempenho do senador Alvaro Dias (Podemos). Ex-tucano, ele bateu 5% das intenções de voto e chega a 16% na região Sul --onde Alckmin tem seu pior desempenho regional (5%).

Para aliados do governador paulista, Dias dominou um eleitorado que votou no PSDB em eleições anteriores e poderia turbinar, desde já, o crescimento de Alckmin nas pesquisas.

O tucano também é superado por Jair Bolsonaro em grupos onde esperava obter apoio, como o eleitorado com curso superior e renda mais alta. Nesses segmentos, o desempenho do deputado do PSC fica acima da média e a rejeição a Alckmin sobe.

Entre eleitores com ensino superior, 35% dizem que não votariam no tucano "de jeito nenhum". Esse percentual é menor nos grupos que concluíram o ensino fundamental (23%) ou o ensino médio (24%).

Tucanos acreditam que esses números são resultado de um desconhecimento do nome de Alckmin entre eleitores com menos anos de escolaridade, mas admitem que o bom desempenho de Bolsonaro nesses segmentos atrapalha o governador paulista.

Alckmin ainda disputa uma parte do eleitorado com Marina Silva, principalmente em grupos de menor renda e de municípios do interior. Auxiliares do tucano acreditam que o governador pode disputar votos com a ex-senadora entre eleitores religiosos que têm posição conservadora em alguns aspectos morais.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Candidata morre durante teste físico de concurso para Polícia Militar

Uma candidata a soldado da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) morreu nesta terça-feira, 30, enquanto fazia o Teste de Aptidão Física (TAF) na segunda fase do concurso público para a PM. 

Daniele Nunes Silva, de 25 anos, que trabalhava como escrivã na Delegacia de Barra do Corda passou mal e morreu por esforço excessivo durante a realização das atividades físicas.

O TAF, etapa essencial para aprovação dos novos militares, estava sendo realizado no câmpus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). 

Daniele foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Bacanga, mas já chegou morta ao local. A informação da equipe médica é que ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) provocado por esforço físico excessivo.

A Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep) manifesta profundo pesar pelo falecimento da candidata do Concurso da PMMA, Daniele Nunes da Silva e solidariza-se com familiares e amigos.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Conselho de Turismo do Cariri poderá ser criado em breve

Luís Carlos Saraiva, Coordenador do Conselho de
 Desenvolvimento Econômico Sustentável do Crato e
Júnior Feitosa, Secretário de Turismo e
Romaria de Juazeiro do Norte 
O Coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável do Crato Luís Carlos Saraiva, esteve reunido na tarde desta quarta-feira (31) com o Secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte Júnior Feitosa, para tratar da criação do Conselho de Turismo do Cariri que consiste em desenvolver uma programação conjunta entre os municípios da região. Desta feita, cada uma dessas cidades destacaria seus pontos turísticos para os visitantes elevando cada vez mais o potencial do Sul do Ceará.

Romeiros
Em parceira com a Secretaria de Cultura do Crato, o Conselho de Desenvolvimento Econômico está trazendo romeiros que chegam de todo Brasil à Juazeiro do Norte para conhecer outros pontos religiosos da cidade: Catedral da Sé, Estátua de Nossa Senhora de Fátima, Igreja de São Francisco, Seminário São José, dentre outros. O translado é feito em ônibus, gratuitamente.




Luís Carlos ressalta que essa visitação irá fomentar a economia no município, uma vez que o turista adquire produtos e como é bem recebido, volta mais vezes.

SAMUEL PINHEIRO
REPORTAGEM

Curta nossa página no Facebook

9 dicas dos médicos para permanecer bem e saudável

Você chega ao hospital ou consultório e o médico está lá de branco, por vezes cansado das horas trabalhadas, mas saudável. Cercado por pessoas espirrando, tossindo, com os mais diversos tipos de dores ou ferimentos, mas parece que nada o afeta. Por que isso acontece? Os médicos, além de terem estudado como o corpo humano funciona e formas de evitar - quando possível - que ele fique doente, também têm os seus truques. Confira:

Atentar para a higiene
Pode parecer óbvio, mas é verdade que os hábitos de higiene fazem toda a diferença para a manutenção da saúde. "O hábito de lavar as mãos assim que se chega no destino, antes de manipular alimentos, antes de se alimentar, depois de ir ao banheiro etc. é muito importante para a prevenção de doenças, principalmente as virais. Assim como cobrir o nariz e a boca quando se tosse para não propagar o vírus e lavar as mãos após isso. Tomar banho todos os dias, trocar de roupa, deixar o ambiente arejado, usar vestimentas, roupas de cama e de banho limpas. Na praia é bom tomar cuidado com as cadeiras, colocar uma toalha limpa sobre ela quando for sentar para evitar a transmissão de sarna. Lavar alimentos crus, tomar cuidado com o que comemos e bebemos também são cuidados essenciais", diz Ligia Pierrotti, infectologista do Delboni Medicina Diagnóstica.

Beber bastante água
Cerca de 70% do corpo humano é composto por água, logo, ela é fundamental do ponto de vista fisiológico. "Todas as células do nosso organismo precisam de água. Ela não tem energia, não produz calorias, mas é essencial para o funcionamento do corpo. E quando digo que é importante beber água quero dizer exatamente isso, e não líquidos no geral. Suco é fruta no estado líquido, isso não é água", diz Andrea Bottoni, especialista em nutrologia e medicina do esporte do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Se alimentar adequadamente
"Para a população saudável em geral, não existe o alimento mágico nem o ruim. Nós podemos comer de tudo e não existe algo que em termos absolutos faça mal ao nosso organismo. O que pode fazer mal ao longo do tempo é a manutenção de hábitos não saudáveis, como comer todos os dias como se fosse uma data comemorativa", diz o nutrólogo Bottoni. A dica do especialista é deixar o prato colorido, não exagerar nos alimentos de origem animal, adicionar bastante fibras e vegetais, ingerir de tudo um pouco, mas comer devagar.

E o zinco e os suplementos?
"Suplementos só são indicados quando a pessoa tem uma necessidade superior ao que é normal, como quando há alguma doença, deficiência de algum nutriente ou está gastando muito, como no caso dos atletas. Para um adulto saudável não há esta necessidade", diz o nutrólogo. Quando se come de maneira equilibrada e cuida da saúde, no geral, eles não são necessários e devem sempre ser recomendados por um profissional de saúde. "Já o zinco é um micronutriente, o que significa que o nosso organismo precisa em pequenas quantidades, mas é absolutamente importante para, entre muitas outras funções, fortalecer o sistema imune, melhorar a percepção de olfato, diminuir a queda de cabelo e otimizar a cicatrização", diz o especialista. São vários os alimentos ricos em zinco, muitos de origem animal, como as ostras, camarão, boi, frango, mas também as oleaginosas como amêndoa e amendoim.

Dormir bem e tirar alguns cochilos
Dormir profundamente, descansar mesmo, é muito importante tanto para a parte física, o corpo em si, quanto para a mente. "Quando temos uma noite de sono ruim, não atingimos a fase do sono REM, que é o período do sono restaurador, acordamos cansados, fadigados, indispostos e de mau humor", diz Giulliano Accetta, clínico geral do dr. consulta. Cochilos também podem ajudar a melhorar a disposição, mas atenção, "assim como a quantidade de sono que alguém precisa para ficar bem é variável, a soneca pode deixar algumas pessoas mais atentas, dispostas, rendendo mais em suas atividades e outras acabam ficando mais sonolentas, rendendo menos, depende da pessoa", completa. Para saber mais dicas para dormir melhor esta noite clique aqui.

Cuide das dores de cabeça
Existem diversos tipos e causas de dor de cabeça, muitas delas podem indicar problemas graves de saúde. Então, no caso de dores de cabeça que estejam se tornando frequentes ou fortes demais, é importante procurar um médico. Uma automassagem na lateral da cabeça (têmpora), feita de forma suave, "pode ajudar algumas pessoas com dores de cabeça não relacionadas a nenhuma doença, assim como tirar um cochilo em um ambiente tranquilo e calmo e, se está em jejum, se alimentar. Medicamentos sintomáticos podem ajudar quando essas tentativas já foram feitas e não tiveram sucesso, mas lembrando que apenas quando se tem certeza que o sintoma não está relacionado a nenhuma doença", diz o clínico Accetta.

Ter tempo para você mesmo
'Eu não tenho tempo' está se tornando uma frase cada vez mais normal, o que não é nada bom para a sua saúde. O nutrólogo Bottoni ressalta que neste tempo se inclui aquilo que precisa para poder cuidar da própria saúde. Fazer exercícios físicos, ir às consultas médicas de rotina, realizar os exames que o médico pedir, escolher o que e quando comer, tomar vacinas, meditar e muitas outras atividades fazem diferença para o seu bem-estar físico e mental. "Ter tempo para nós mesmos, para cuidarmos de nós mesmos em tudo, é muito importante. A gente encontra tempo para trabalhar, então tem que encontrar tempo para se cuidar também", orienta. Para saber mais sobre as vacinas que os adultos precisam tomar clique aqui.

Não se automedicar
Mesmo os médicos consultam especialistas para verificar os seus problemas de saúde, o que é extremamente importante para manter a saúde como um todo. Eles são os responsáveis por analisar o quadro do paciente, seu histórico clínico, outras medicações que faz uso e mais informações que são muito valiosas na escolha de um medicamento. "A automedicação é prejudicial à saúde pois os medicamentos podem apresentar efeitos colaterais e reações adversas, além de poder desencadear outros sintomas", diz Accetta. Além disso, a automedicação pode mascarar sintomas importantes para a detecção de doenças, fazendo com que elas só sejam diagnosticadas quando o problema está mais avançado.

Ter momentos de lazer
Todos os especialistas concordam que tão importante quando as demais dicas é que a pessoa tenha momentos de lazer para permanecer bem e saudável. Trabalhar com o que gosta é muito bom, fazer exercícios também, dormir é maravilhoso, mas ter uma atividade que gosta, que seja feita exclusivamente por prazer, lazer, é fundamental. Pode ser aproveitar de momentos agradáveis com a família, amigos, relaxar, ler, dançar, correr, conversar, pintar... a atividade você escolhe, mas como o nosso corpo trabalha por recompensas, vale investir nos seus momentos de lazer.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook

Após pesquisa em que lidera todos os cenários, Lula decide antecipar lançamento de pré-candidatura

Após divulgação da pesquisa Datafolha, o PT decidiu marcar para a semana que vem o lançamento da pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dirigentes do PT de Minas estão organizando às pressas ato de pré-lançamento. O lançamento deverá acontecer em Belo Horizonte.

Um dos responsáveis pela organização, o secretário-geral do PT, Romênio Pereira, afirma que será um ato em defesa da democracia e do direito de Lula concorrer.

Acrescentando não haver impedimento legal à sua realização, Romênio ressalta que a pesquisa Datafolha mostra a ausência de substitutos de Lula para a disputa presidencial.

Segundo Romênio, entre os nomes postos "não há um único capaz de levantar o dedo para Lula". "Se alguém se eleger sem Lula na disputa, vai ficar com a pecha de ilegítimo", disse Romênio.

A intenção é evitar que o feriado do Carnaval quebre o ritmo adotado por Lula desde o início das caravanas que protagonizou pelo Nordeste e Sudeste.

Minas é o único Estado do Sudeste administrado por um petista. Na noite desta terça-feira (30), dirigentes do partido chegaram a sugerir que Lula lançasse sua pré-candidatura no Nordeste, onde lidera com folga as pesquisas.

Mas prevaleceu o argumento de que estaria se refugiando em uma zona de conforto.

Segundo o Datafolha, Lula mantém liderança nas pesquisas mesmo após sua condenação pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

O petista lidera o primeiro turno em todos os cenários em que seu nome é colocado, com percentuais que variam de 34% a 37%. No segundo turno, venceria Alckmin (49% a 30%) e Marina (47% a 32%), além de Bolsonaro.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Crato monitorado: Câmeras de segurança estão por toda parte

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
Visando combater de forma eficaz a criminalidade no município, o Governo do Crato, em parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), iniciou, na última semana, a instalação das câmeras de vigilância no Crato. As referidas câmeras estão sendo colocadas em lugares estratégicos, nos qual a movimentação é maior.

O objetivo da instalação é aprimorar a segurança pública dentro do município, além de colaborar com o trabalho dos militares que terão maior acesso às ações dos indivíduos, objetivando o combate à criminalidade. Todos os municípios contemplados com os equipamentos possuem população acima de 50 mil habitantes, também receberão reforço do BPRaio, com uma central de monitoramento para acompanhar as câmeras em tempo real.

Estão sendo instaladas no município do Crato, 16 câmeras de vídeo monitoramento. Porém, em virtude da necessidade de cobertura do grande espaço geográfico urbano da cidade, e de ser o município que faz fronteira com o Estado do Pernambuco, o Governo Municipal solicitou mais 14 câmeras, totalizando 30 equipamentos.

Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

Temer tem aprovação de apenas 6%, segundo pesquisa

O governo de Michel Temer é ruim ou péssimo para 70% da população brasileira. O índice, registrado pela pesquisa Datafolha realizada nos dias 29 e 30 deste mês, mostra que sua reprovação se manteve estável nos últimos dois meses, oscilando apenas em um ponto percentual em comparação com o registrado no fim de novembro.

Em todo o país, apenas 6% dos entrevistados consideram seu governo bom ou ótimo —em novembro, eram 5%—, e 22% o classificam como regular.

A reprovação do presidente estava em ascensão desde o início do seu governo, e em, setembro passado, atingiu os 73% (contra 31% em julho de 2016), índice mais alto já registrado pelo Datafolha desde o início da redemocratização no país. Em novembro, o índice registrado foi de 71% —alteração prevista na margem de erro.

Com um ano e oito meses de governo, Temer tem uma avaliação pior entre as mulheres (75%) e entre os trabalhadores que ganham menos de dois salários mínimos (73%). No Nordeste, 80% dos entrevistados consideraram seu governo ruim ou péssimo.

A percepção se dá num momento em que Temer enfrenta dificuldades para garantir a posse de sua indicada ao Ministério do Trabalho e para fazer avançar a reforma da Previdência no Congresso.

Temer tem declarado que vai trabalhar para melhorar sua imagem. Nos últimos três dias, o presidente fez um périplo por programas populares na TV –foi entrevistado pelo apresentador Ratinho e por Silvio Santos, no SBT, e por Amaury Jr., na Band– para defender sua gestão e pedir apoio à reforma da Previdência.

Nem mesmo a queda da inflação e o freio da taxa de desemprego deram o impulso que Temer precisava para sair dos mais de dois terços de desaprovação.

Entre os entrevistados na última pesquisa, 43% deram nota zero para o desempenho do presidente, numa escala até dez. Apenas 2% deram a nota máxima a Temer.

Sua média, de 2,6, foi levemente maior que a registrada em novembro (2,3), mas ainda assim bem menor que os 4,5 que o presidente teve após dois meses de governo, em julho de 2016.

No panorama eleitoral, a pesquisa mostrou que a impopularidade de Temer se refletiria nas urnas se o emedebista decidisse se candidatar. Segundo o Datafolha, o presidente aparece com apenas 1% das intenções de voto num cenário em que disputasse com Lula (PT), Jair Bolsonaro (PSC), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT).

O levantamento foi feito com 2.826 pessoas em 174 municípios brasileiros. Tem margem de erro de dois pontos percentuais e nível de confiança de 95%.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Grupo Globo surpreende o SBT e adquire Chaves e Chapolin

O Grupo Globo, por meio da Globosat, acaba de firmar uma parceria com a Televisa, que tem ligação com a emissora de Silvio Santos, e com o Grupo Chespirito, na compra dos direitos de exibição das séries Chaves e Chapolin. A informação é do jornalista Paulo Pacheco

De acordo com a publicação, a estreia poderá acontecer no canal pago Multishow. A Globosat convidou os fãs das séries para a sua sede, no Rio de Janeiro, e apresentou o projeto em um evento. O público, é claro, ficou surpreso com a novidade, que havia sido noticiada em primeira mão pelo Fórum Chaves.

As duas séries, que fazem parte da história do SBT, foram registradas na Ancine (Agência Nacional do Cinema), norma obrigatória para exibição na TV, e o site da agência confirmou que a empresa comprou 273 episódios de Chaves e 250 de Chapolin, além de alguns inéditos no Brasil.

Foram registrados como “First Run” 117 episódios de Chaves e 127 de Chapolin. O Multishow ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto e o SBT se mostrou surpreso com a informação, já que, até então, era uma das únicas empresas no Brasil detentora dos direitos.

Na TV Paga, Chaves e Chapolin já foram exibidas no TLN, canal da Televisa, e na Turner, que levava ao ar nos canais Boomerang e TBS. Atualmente, apenas o SBT exibe Chaves, que retornou à grade de programação nas manhãs de sábado.

Fonte: TV Foco

Curta nossa página no Facebook

Advogado cratense preso de forma ilegal deve receber R$ 50 mil de indenização por danos morais

A 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve decisão que condenou o Estado a pagar R$ 50 mil de indenização a advogado preso de forma ilegal. A decisão foi proferida nessa segunda-feira (29/01) e teve a relatoria do desembargador Francisco de Assis Filgueira Mendes. “O autor, de fato, poderia ter se recusado ao cumprimento do chamado alvará de soltura emitido pela autoridade policial, pois a ninguém é dado ser obrigado a cumprir ordem manifestamente ilegal promanada de autoridade claramente incompetente para o exercício daquela atribuição”, disse o relator no voto.

Segundo o processo, o advogado era assessor jurídico da Cadeia Pública de Crato, quando em 27 de maio de 2008 recebeu dois alvarás de soltura para cumprimento imediato. Como não tinha competência, deixou de obedecer à medida, motivo pelo qual foi algemado e preso por ordem de um delegado. Sentindo-se prejudicado, ajuizou ação na Justiça requerendo indenização por danos morais.

Na contestação, o Estado alegou que não teve qualquer ilegalidade, uma vez que o caso ocorreu no exercício regular do direito. Em tais hipóteses, para viabilizar uma reparação, seria imprescindível comprovar a má-fé do agente público, o que não houve.

O Juízo da 8ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza determinou o pagamento de R$ 50 mil em indenização por danos morais. Inconformado, o ente público apelou (nº 0005749-25.2009.8.06.0071) ao TJCE. Argumentou não ter responsabilidade pelo ocorrido, pois o delegado praticou o ato no exercício regular de direito. Além disso, pediu a redução do valor, sob alegação de haver enriquecimento ilícito.

Ao julgar o caso, a 3ª Câmara de Direito Público negou provimento ao recurso por unanimidade. “O acervo fático probatório demonstra a conduta ilícita do agente estatal, o nexo de causalidade e o resultado lesivo”, disse o relator. Ainda conforme o desembargador, “comprovado o nexo causal entre a conduta do ente estatal, por seu agente, e o dano advindo do injustificado abuso de força na prisão do autor (uso de algemas) e sua exposição à execração pública, resta configurado o dever de indenizar da parte ora recorrente”.

Assessoria de Imprensa/TJCE

Curta nossa página no Facebook

Datafolha: No segundo turno, Lula venceria Bolsonaro, Marina e Alckmin

A condenação por corrupção e lavagem de dinheiro em segunda instância pelo TRF-4, no último dia 24, não parece ter sido suficiente para convencer o eleitorado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a abandoná-lo na corrida eleitoral. Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo mostra o petista à frente em todos os cenários em que seu nome aparece, com até 37% das intenções de voto.

Na sondagem em que Lula disputaria o primeiro turno com Jair Bolsonaro (PSC), Marina Silva (Rede), Luciano Huck (sem partido), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), o petista aparece com 34% da preferência do eleitorado; o deputado, com 16%; a ex-senadora, com 8%; e os outros três ficam empatados, com 6% cada um. Os demais candidatos sondados somam 8%; os votos brancos ou nulos, 14% e 2% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa, realizado na segunda (29) e na terça-feira (30), também mostra que Lula venceria as disputas de segundo turno: contra Geraldo Alckmin, por 49% a 30%; contra Marina Silva, por 47% a 32%, contra Jair Bolsonaro, por 49% a 32%. Na última sondagem realizada pelo Datafolha, nos dias 29 e 30 de novembro do ano passado, Lula venceria Bolsonaro no segundo turno por 51% a 33%.

Sem Lula
O ex-presidente foi lançado pré-candidato pelo PT mesmo após a manutenção de sua condenação pelos desembargadores do TRF-4 pelo escândalo do triplex no Guarujá, com aumento da pena, de 9 anos e 6 meses (sentença do juiz Sergio Moro) para 12 anos e um mês de prisão. Ele pode se tornar inelegível, mas ainda passará por julgamento no TSE em setembro.

Diante desse cenário, o Datafolha realizou sondagens em que o petista não aparece. A saída de Lula impulsionaria principalmente Marina e Ciro Gomes. Na comparação de cenários com e sem a participação do ex-presidente, Marina passa de 8% para 13%, enquanto Ciro cresce de 6% para 10%. Outros candidatos também crescem, mas com menos intensidade: tanto Alckmin quanto Huck sobem de 6% para 8%. Nesse cenário, Bolsonaro aparece em primeiro lugar, com 18%.

Apesar do favoritismo, Bolsonaro parou de crescer. Ele oscilou negativamente em todos os quadros apresentados na pesquisa, em comparação com o levantamento de novembro.

Favorito para se candidatar à Presidência pelo PSDB, Alckmin patina em todos os cenários, com variação de 6% a 11% das intenções de voto. No segundo turno, o tucano seria derrotado por Lula e aparece tecnicamente empatado em uma disputa com Ciro Gomes. Nesta segunda simulação, quase um terço dos eleitores diz que votaria em branco ou nulo.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), outra alternativa dos tucanos para a corrida, também não decolou: aparece com, no máximo, 5% das intenções de voto.

O Datafolha fez 2.826 entrevistas em 174 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 05351/2018.

Fonte: El País

Curta nossa página no Facebook

Rombo do governo em 2017 é o 2º pior desde 1997

Com a contenção de gastos e a recuperação da arrecadação no final do ano, as contas do governo fecharam 2017 com um deficit primário de R$ 124,4 bilhões, resultado negativo R$ 34,6 bilhões abaixo da meta para o ano, de R$ 159 bilhões.

O rombo ficaria abaixo inclusive da meta anterior de deficit, de R$ 139 bilhões, que foi ampliada em agosto do ano passado.

O resultado negativo, anunciado nesta segunda-feira (29) pelo Tesouro, foi o segundo pior da série histórica, iniciada em 1997, já que em 2016 o rombo foi de R$ 161,3 bilhões.

A receita líquida somou R$ 1,154 trilhão no ano passado, alta de 2,5% em relação a 2016, e as despesas totalizaram R$ 1,279 trilhão, queda de 1% na comparação com o ano retrasado.

O Tesouro ressaltou que, entre agosto e dezembro, as receitas vieram R$ 11,4 bilhões acima do esperado, enquanto que as despesas foram R$ 6,4 bilhões abaixo da expectativa.

O desempenho das contas vem sendo influenciado pelo resultado da Previdência Social.

No ano passado, o deficit do Regime Geral de Previdência Social somou R$ 182,4 bilhões, montante 18% maior do que o registrado em 2016.

No mesmo período, o Tesouro Nacional e o Banco Central tiveram um superavit de R$ 58 bilhões, melhor resultado desde 2013.

Em dezembro, o deficit foi de R$ 21,1 bilhões, bem abaixo do registrado no último mês do ano retrasado, quando o rombo ficou em R$ 62,4 bilhões.

"Estamos falando de um deficit muito acentuado. Não há o que comemorar com um resultado de R$ 124 bilhões de deficit", afirmou a secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi, ao ser questionada sobre a diferença entre a meta e o resultado verificado. "Deveríamos estar falando de algum superavit para estabilizar nossa relação dívida PIB".

Vescovi frisou que o resultado negativo foi equivalente a 1,9% do PIB (Produto Interno Bruto), e que, com isso, o país voltou ao cenário de 2015.

A secretária afirmou que o resultado abaixo da meta foi possível principalmente graças a despesas menores e salientou a diferença de comportamento das contas públicas nos períodos de janeiro a julho e de agosto até o final do ano.

"Entre janeiro e julho, houve uma frustração de receitas de R$ 48,6 bilhões, e o risco de receitas extraordinárias, como os leilões de hidrelétricas, não acontecerem era grande. A partir de agosto,os leilões aconteceram e houve recuperação de receitas. Além disso, todos os órgãos fizeram um esforço para contenção de gastos e houve revisão de cadastros do governo, o que reduziu os gastos".

Como ocorre todos os anos, disse Vescovi, há uma reserva no Orçamento feita para despesas que só impactarão o Orçamento do ano seguinte.

"Isso ocorre todos os anos, mas como houve melhora da receita mais concentrada no final do ano, e a execução depende de projetos que levam tempo, isso leva a um compasso mais gradual de execução", disse. "Houve uma defasagem entre as programações financeiras e a própria execução".

O Tesouro destacou que o Brasil é o país com a maior rigidez orçamentária da América Latina, com 93% do total de gastos de execução obrigatória.

"É a maior rigidez da América Latina e muito provavelmente do mundo. Essa é uma agenda que vamos precisar discutir nos próximos anos", disse a secretária.

Investimentos e custeio
As despesas com investimento e custeio da máquina pública foram, no ano passado, as menores desde pelo menos 2010, segundo os dados apresentados pelo Tesouro.

Os investimentos totalizaram R$ 117,5 bilhões no ano passado, enquanto que os gastos com custeio somaram R$ 70,1 bilhões.

De acordo com os números, o teto de gastos, medida que limita as despesas à inflação do ano anterior, foi cumprido, com gastos equivalentes a 96,21% do limite máximo estipulado.

A secretária frisou que, com a redução de despesas, os gastos sujeitos à regra do teto de gastos foram R$ 50 bilhões menores do que o esperado.

Como neste ano o teto estabelece um limite na comparação com 2017, essa é uma boa notícia para a limitação de despesas neste ano, segundo Vescovi.

Regra de ouro
O Tesouro informou ainda que elevou o descompasso esperado para a regra de ouro em 2018 de R$ 184 bilhões para R$ 208 bilhões, devido à revisão de índices de preços usados para o cálculo da dívida.

A norma proíbe o governo de emitir dívida em volume superior às suas despesas correntes.

Apesar desse aumento da diferença prevista para este ano, o órgão declarou que a regra será cumprida devido à devolução de R$ 130 bilhões do BNDES, à reclassificação de restos a pagar de anos anteriores que ainda não foram processados e à extinção do Fundo Soberano (e consequente liberação de recursos a ele vinculados).

No ano passado, também devido à devolução de recursos do BNDES, a regra foi cumprida com folga de R$ 28,8 bilhões, montante que será poderá ser usado para cumprir a norma neste ano. 

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Ministério Público investiga golpe milionário envolvendo imobiliárias de Juazeiro do Norte

Foto meramente ilustrativa
Visando à reparação de danos morais e materiais sofridos por centenas de pessoas em Juazeiro do Norte, na região do Cariri, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) com pedido de Medida Liminar contra algumas imobiliárias do município, que teriam aplicado um golpe milionário na região. Segundo o órgão, os consumidores firmaram contratos de promessa de compra e venda de lotes e imóveis residenciais construídos no loteamento Conviver Juazeiro VII, algo que nunca foi concretizado.

Segundo a ação do MPCE, ajuizada por meio da 1ª Promotoria de Justiça do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte e da 1ª Unidade Descentralizada do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), o golpe teria sido aplicado pelas empresas AG Imobiliária Ltda, FP Construções e Empreendimentos Imobiliários Ltda e uma pessoa identificada como Julierme Teles Alves, que teriam criado um negócio jurídico sem previsão legal que teoricamente se assemelhou a uma 'venda em pirâmide'.

"A AG Imobiliária Ltda alienava lotes a pessoas físicas ou jurídicas denominadas 'clientes construtores', que, por sua vez, os revendia a terceiro de boa-fé com a promessa de construir nos lotes imóveis residenciais. Ocorre que a construção das referidas casas dependia dos pretensos sinais, em dinheiro, fornecidos pelos consumidores lesados. Embora os consumidores tenham efetuado a entrega dos pretensos sinais, as residências não foram construídas, bem como existia lote com mais de um promitente comprador", informou o MPCE.

Antes de ajuizar a ACP, o MPCE instaurou um Inquérito Civil Público (ICP) para apurar a prática ilegal, tendo realizado, inclusive, uma audiência pública em que levantou a possibilidade de firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre as partes. Como não foi possível um acordo, a Ação Civil Pública foi ajuizada.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Em nova pesquisa Datafolha, Lula lidera com folga em todos os cenários

Após ter a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve os índices de intenção de voto na corrida presidencial que tinha em dezembro, segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na madrugada desta quarta-feira, 31, pelo jornal Folha de S. Paulo.

O petista lidera os cinco cenários em que é incluído, com 34% a 37% da preferência do eleitorado - mesma faixa do levantamento de dezembro. O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vem em segundo lugar, com 15% a 18% das intenções de voto - no mês passado, o parlamentar tinha entre 17% e 18%. A pesquisa foi feita na segunda-feira, 29, e na terça-feira, 30 - após, portanto, o julgamento no TRF-4, que ocorreu na quarta-feira, 24, e que pode tirar Lula da disputa por causa da Lei da Ficha Limpa.

Nos cinco cenários que incluem Lula, o terceiro lugar apresenta empate técnico. Na primeira simulação, Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) têm 7% e Joaquim Barbosa (sem partido), 5%. No segundo cenário, Alckmin e Ciro mantêm os 7%, e Alvaro Dias (Podemos) tem 4%.

Na terceira simulação, Marina Silva (Rede) aparece com 8% e Luciano Huck (sem partido) tem 6% - mesmo porcentual de Alckmin e Ciro. Numa quarta hipótese, Marina tem 10%, Ciro, 7%, Dias, 4%, e João Doria (PSDB), 4%.

Um quinto cenário apresenta Marina com 7%, Alckmin e Ciro com 6%, Huck com 5%, Barbosa e Dias com 3% - neste caso, o presidente Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ficam com 1% cada. No segundo turno, Lula venceria Alckmin (49% a 30%) e Marina (47% a 32%) e Bolsonaro (49% a 32%).

Entre os nove cenários traçados pelo levantamento, há um em que aparecem quase todos os pré-candidatos - exceto Doria e Barbosa - cujas posições são: Lula com 16%, Marina 8%, Huck com 6%, Alckmin 6%, Ciro 6%, Dias 3%, e Collor, Manuela D'Avila (PCdoB), Meirelles, João Amoêdo (Partido Novo) e Paulo Rabello de Castro (PSC) dividem a lanterna com 1%.

Fonte: Estadão

Curta nossa página no Facebook

Presidenciáveis que defendem legado de Temer não passam dos 2%, mostra pesquisa

Os possíveis candidatos à Presidência da República dispostos a defender a agenda de reformas econômicas de Michel Temer (MDB) nas eleições de outubro ainda não decolaram nas pesquisas de intenção de voto.

Pesquisa do Datafolha revela mostra que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o próprio Temer não conseguem ultrapassar 2% da preferência do eleitorado. O levantamento foi feito nos dias 29 e 30 de janeiro.

Entre os três, quem consegue o melhor desempenho no cenário mais favorável é Henrique Meirelles, com 2%, em um quadro sem a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ainda excluindo Marina Silva (Rede), João Doria (PSDB), Joaquim Barbosa (sem partido) e Luciano Huck (sem partido) da corrida presidencial.

O ministro da Fazenda, que estipulou um prazo até o final de março ou começo de abril para decidir se será candidato, foi testado em outros três cenários pelo Datafolha. Com Lula candidato, Meirelles tem 1% das intenções de voto em duas simulações.

Rodrigo Maia, que condiciona sua candidatura ao sucesso da reforma da Previdência na Câmara e ao aumento de seu desempenho nas sondagens eleitorais, e o presidente Michel Temer, que tem sua candidatura à reeleição cogitada pelo Palácio do Planalto e pela cúpula do MDB, aparecem com 1% no único cenário em que são incluídos - com Lula no páreo.

Outros dois prováveis candidatos que defendem abertamente uma agenda liberal para a economia, João Amoêdo (Novo) e Paulo Rabello de Castro (PSC), também não passam de 1% das intenções de voto. O fundador do Partido Novo e o atual presidente do BNDES foram testados nos nove cenários apresentados pelo instituto de pesquisa. Em todos eles, os dois têm 1% das intenções de voto, com exceção do quadro em que Temer, Meirelles e Maia também são candidatos. Neste caso, Amoêdo e Rabello de Castro não chegam a pontuar.

O presidente Michel Temer lidera a taxa de rejeição no levantamento do Datafolha, com 60% dos eleitores dizendo que não votariam nele "de jeito nenhum". Além disso, o presidente é o cabo eleitoral mais impopular nos cenários apresentados: 87% afirmam que não votariam no candidato que tiver seu apoio, em um levantamento sobre o poder de transferência dos votos. 

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Aplicativo promete mostrar quem viu seu perfil no WhatsApp

Uma série de aplicativos espiões disponíveis para Android dizem que podem mostrar quem visitou seu perfil no WhatsApp. Entretanto, nenhum deles efetivamente funciona ou sequer é reconhecido pelo WhatsApp.

O aplicativo Profile Stalkers For WhatsApp, por exemplo, é um dos mais populares. Ele é grátis, mas exibe anúncios o tempo todo. Para removê-los, o preço é de 12,99 reais pelo app. Quem quiser, pode também comprar um pacote de adesivos mal formatados por 6,49 reais.

O problema é que ele não cumpre o que promete.

Ele apenas mostra alguns contatos da sua agenda (e pede permissão para fazer isso logo que é instalado). Diversas avaliações negativas de usuários informam que o aplicativo é fraudulento. O mesmo acontece com vários outros: “Who Viewed My WhatsApp Profile”, “Profile Visitors for WhatsApp”, “Who Visit My Profile” e “Whats Track – Who Visited My WhatsApp Profile”.

Em nota, o WhatsApp informou o seguinte: “O WhatsApp não reconhece nenhum desses aplicativos. Os únicos oficiais são o do próprio WhatsApp e do WhatsApp Business“.

O que o Google diz sobre isso
A redação também entrou em contato com o Google, responsável pela loja de aplicativos para smartphones com sistema Android, para comentar o caso, mas recebeu apenas uma resposta genérica sobre como funciona o processo de aprovação de apps.

Os novos aplicativos da Google Play Store são avaliados automaticamente para detectar código malicioso, bem como desenvolvedores que tentam promover spam com seus apps. Fora isso, a empresa diz ter implementado recentemente uma análise proativa de aplicativos para identificar aqueles que não estão de acordo com a política da sua loja virtual.

A companhia admite que ainda depende das denúncias de usuários para manter a Google Play Store segura enquanto aperfeiçoa o processo de aprovação de publicação de novos aplicativos.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Médico retira verme de 1,7m de comprimento de homem que comia sashimi diariamente

Um homem chega ao setor de emergência do hospital e diz que está morrendo. Ele carrega uma bolsa e, dentro dela, enrolada em rolo de papel higiênico, está o que o paciente acredita ser parte de seu intestino. Não, não era. Ao examinar com cuidado, o médico percebe que se trata de um verme de 1,7m de comprimento. Na sequência, ele diz que o verme pode ter se desenvolvido no corpo do paciente porque ele consome sashimi diariamente. A história viralizou na semana passada, com imagem do animal e depoimento do próprio médico que atendeu o paciente. O caso levanta a questão: será que há mesmo riscos em comer peixe cru?

O caso aconteceu na Califórnia, nos Estados Unidos, e foi divulgado pelo médico Kenny Banh, que gravou e publicou o vídeo na internet para mostrar o tamanho da infestação de vermes que estava no intestino do paciente.

A complicação teria sido causada por uma série de parasitas (do gênero tênia), que tinha se desenvolvido no seu intestino. Esses vermes de corpo achatado normalmente são transmitidos pela ingestão de carne bovina ou suína, e, nesse caso, o hospedeiro teria sido o pescado usado na preparação do sushi. Mas será que essa história é verdadeira?

Para os especialistas ouvidos, casos como esse podem sim ocorrer, mesmo que a ideia não agrade os amantes da comida japonesa. "Os peixes podem ser acometidos por diversos agentes causadores de doenças, tanto de origem bacteriana, como virótica, fúngica e parasitária, que podem colocar em risco a saúde do próprio ser humano, já que algumas delas, especialmente as parasitárias, são zoonoses", diz Simone Cohen, pesquisadora da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). 

Segundo Cohen, o aumento da incidência de doenças parasitárias está associado ao consumo da carne de peixe cru ou insuficientemente cozido. "A melhor recomendação preventiva seria o tratamento térmico: a cocção, por exemplo, capaz de eliminar a atividade parasitária tanto na forma adulta quanto larval, e o congelamento a -20ºC pelo período de sete dias, ou a -35ºC por período não inferior a quinze horas, também é descrito como eficaz na eliminação desses agentes parasitários", diz.

Um estudo publicado em 2017 na revista científica British Medical Journal Case Reports reforça a relação entre a crescente popularidade de alimentos como sushi e sashimi no Ocidente e o aumento das infecções parasitárias. No artigo, os médicos descrevem o caso de um homem de 32 anos de Lisboa que tinha uma grande quantidade de parasitas em seu intestino. A infestação causou dor de estômago, vômitos e febre por uma semana.

Mais sushi, menos churrasco
Segundo dados de 2017 da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) só em São Paulo são 600 restaurantes japoneses, o que coloca esse tipo de gastronomia à frente de dois concorrentes de peso: são 350 hamburguerias e 500 churrascarias na cidade.

O problema, segundo a engenheira de alimentos Bernadette Matos Alcântara, é que o boom de crescimento desse tipo de gastronomia no Brasil (que chegou a 30% ao ano em algumas capitais) não foi acompanhado de normas e fiscalização específicas, o que aumenta os riscos para o consumidor.

Em sua pesquisa de mestrado na UECE (Universidade Estadual do Ceará), Alcântara coletou amostras de sushi e sashimi servidos em restaurantes e supermercados de Fortaleza. O resultado é que em 90% dos casos esses produtos não eram mantidos nas temperaturas adequadas. "Isso favorece muito a proliferação de bactérias", diz. Além desse, foram encontrados outros erros relacionados à manipulação desse tipo de alimento, como falta de higiene adequada e o compartilhamento de utensílios de cozinha.

Na Universidade Federal da Paraíba, Thiago Flor pesquisou amostras de sushi durante três meses em restaurantes de João Pessoa em 2014. Os resultados indicaram a presença de micro-organismos que causavam danos à saúde humana, entre eles a Salmonella. "Eles podem causar diarreias, náuseas, vômitos, dores de estômago e outros problemas gastrointestinais. Algumas intoxicações podem até mesmo levar a óbito", diz o bacharel em agroindústria.

Outro problema é que, no Brasil, nem todo produto é feito com o salmão de verdade, o que também contribuiria para reduzir os riscos. "Salmão é um peixe de águas marinhas profundas ou criado em cativeiro, está menos exposto à contaminação do que outras espécies comuns no Brasil", diz Alcântara.

A Anvisa diz que, quando industrializados, as normas para esses alimentos são as mesmas de outros produtos, como rotulagem, transporte e armazenamento. Nos restaurantes valem as mesmas regras gerais de higiene. Não há, porém, uma legislação específica no país para a produção dessas iguarias. 

Para reduzir os riscos, confira alguns cuidados antes de pedir seu sashimi:
  • Evite consumir produtos expostos na vitrine: em sua pesquisa, Alcântara detectou que esses produtos não eram resfriados na temperatura adequada, de até 4ºC, o que favorece a proliferação de bactérias nesses locais. "O melhor é pedir que a comida seja feita na hora", diz.
  • Esqueça as barcas de madeira de sushi e sashimi: "Em geral, elas são feitas de madeira, material que não isola a temperatura e é poroso, o que favorece a retenção de bactérias", diz.
  • Verifique se há um local isolado para a preparação desses produtos: Como são feitos a partir de carne fresca, o ideal é que exista um espaço separado no restaurante, com utensílios próprios para o seu manuseio. "Atum e salmão, por exemplo, têm floras bacterianas diferentes, que carregam do seu habitat, e não devem ter contato entre eles, especialmente quando a carne não vai ser aquecida", diz Alcântara.
  • Observe as condições de higiene: há um local específico para o sushiman lavar as mãos? O local é limpo? Essas são algumas perguntas que podem guiar a escolha do restaurante.
  • Evite o delivery: Pintou aquela preguiça de sair de casa? Alcântara diz que sushi e sashimi não são uma boa opção de pedido, por conta da temperatura a que ficam expostos durante o transporte. "A melhor opção é consumir logo após o preparo", diz.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

MEC divulga lista dos aprovados no Sisu

O MEC (Ministério da Educação) liberou às 9h desta segunda-feira (29) a lista dos aprovados no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) de 2018, que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior para candidatos que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) do ano passado. Para saber se foi aprovado, o candidato deve entrar no site do Sisu, de posse da sua senha de acesso.

Cinco minutos depois de publicados os resultados, o site do MEC apresentou falhas. Na página do Sisu, o MEC informava que o sistema estava em manutenção e agradecia pela compreensão.

O UOL entrou em contato com o MEC para saber o que causou o problema e quando o site será normalizado e aguarda resposta. 

Na edição deste ano, estão sendo oferecidas 239.601 vagas em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia, além de instituições estaduais de ensino superior.

As matrículas da chamada regular terão início nesta terça-feira (30) e vão até o dia 7 de fevereiro. O candidato que não entrou na chamada regular, pode participar da fila de espera também até o dia 7 de fevereiro. A convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições de ensino vai acontecer no dia 9 de fevereiro.

Confira o cronograma completo da primeira edição deste ano do Sisu:
  • 29/01 a 07/02 - prazo para participar da lista de espera
  • 30/01 a 07/02 - matrícula da chamada regular
  • 09/02 - início da convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições de ensino

O Sisu é aberto duas vezes ao ano: uma no início do primeiro semestre e outra no início do segundo. O sistema é gerenciado pelo MEC (Ministério da Educação), mas os critérios de seleção para cada curso são determinados pelas próprias instituições de ensino.

Após ser convocado para matrícula, o estudante deve procurar a relação de documentos necessários exigidos por cada instituição de ensino. Essa lista pode ser encontrada no site institucional da universidade em que o aluno foi aprovado.

Já quem não foi aprovado na chamada regular, ainda pode participar da lista de espera para as vagas que eventualmente não forem preenchidas na primeira convocação. Podem entrar na lista todos os candidatos que não tiverem sido selecionados para nenhuma vaga ou que tenham sido escolhidos apenas na segunda opção - mesmo que já tenham feito matrícula.

A participação na lista de espera, no entanto, não é automática, ou seja, o candidato deve demonstrar interesse no site do Sisu.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Um terço do NE tem 'estiagem máxima' e número de reservatórios secos é recorde

O Nordeste brasileiro fechou 2017, seu sétimo ano seguido de estiagem, com um terço de seu território no grau mais elevado de seca, segundo dados da ANA (Agência Nacional das Águas). Outro dado mostra outro efeito do resultado da seca: o sistema Olho N'água, do órgão federal Insa (Instituto Nacional do Semiárido), indica apenas 11,4% da capacidade total de água acumuladas em barragens e açudes – trata-se do menor índice já registrado na região.  

Segundo mapa do Monitor de Secas do Nordeste, da ANA, 33,6% do território nordestino apresentava, em dezembro,  seca nível 4, o mais alto da escala e classificado como seca excepcional. Em 2015, esse índice chegou a 47% e, em 2016, a 65%. Em 2014, ano com maior volume de chuva desde 2012, só 6% do território teve seca excepcional.

Também no ano passado, 29% do território nordestino registraram nível 3, de seca extrema.

De acordo com o boletim da ANA, o mês de dezembro não registrou chuvas como se esperava. "O que se verificou foi que as chuvas de dezembro ficaram, predominantemente, abaixo do normal, sobretudo naquelas áreas em que se esperava acumulados significativos [centro-sul e oeste dos Estados do Maranhão, Piauí e Bahia]", informa o boletim.

No semiárido não há uma época chuvosa uniforme e cada área tem sua especificidade. Ao norte do Nordeste, os meses de dezembro e janeiro são considerados pré-estação chuvosa –de fevereiro a maio. As faixas centro-sul e oeste do Nordeste estão em seu período chuvoso, de dezembro a fevereiro. No lado leste (onde as chuvas geralmente vão de maio a agosto), não há previsão de chuva intensa para agora.  

Deficit hídrico
Mesmo com mais chuvas em 2017 do que nos anos anteriores, os índices seguiram abaixo da média e não foi possível sanar o problema da falta de água --o que levou dezenas de cidades ao colapso e a serem abastecidas apenas por carros-pipa.

O sistema Olho N'água, que monitora 452 reservatórios do semiárido brasileiro (Nordeste e norte de Minas Gerais), aponta a gravidade da situação: 62% dos reservatórios estão com índices abaixo de 10% do total. Em maio, o número de reservatórios nessa condição ficava em 50,5%. 

Hoje no semiárido, apenas 15 reservatórios (menos de 4%) têm mais de 75% de seu volume total. Já 17% deles ficam com valores entre 10% e 25%.  

Reservas secando
Sem água, as reservas estão secando pelos Estados. No início deste ano, a maior barragem do Rio Grande do Norte, a Armando Ribeiro Gonçalves, em Açu, atingiu seu volume morto (reserva d'água mais profunda, que só pode ser extraída com uso de bombas). Caso não chova até fevereiro, pode não haver mais água para abastecer cerca de 40 municípios. 

Segundo o Instituto de Gestão das Águas do Estado, no dia 26 de dezembro as reservas hídricas do Rio Grande do Norte estavam "no seu menor nível pelo monitoramento realizado nos últimos seis anos, com apenas 11,5% da capacidade total de armazenamento no Estado".

No Ceará, o maior açude --o Castanhão, em Alto Santo, que abastece Fortaleza-- também entrou no volume morto em novembro de 2017. Na última medição do governo do Estado, dia 4 de janeiro, o nível do reservatório estava em 2,38% do total. Os 155 reservatórios estavam com apenas 6,8% do total acumulado de água.

Em Pernambuco, a barragem de Jucazinho, em Surubim --que deveria abastecer cidades do agreste do Estado--, está em colapso há um ano e quatro meses. A barragem foi feita para resolver um histórico problema de abastecimento da região, o que não aconteceu.

Na Paraíba, o açude de Boqueirão estava em volume morto até julho. A saída, porém, só ocorreu com a inauguração do eixo leste da transposição do rio São Francisco. 

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Temer diz que não vai admitir mais que o chamem de "trambiqueiro"

O presidente Michel Temer (MDB) disse em entrevista à rádio Bandeirantes, de São Paulo, ter "aproveitado bem a sua impopularidade e ter feito o que o Brasil precisa". Ele afirmou que pretende fazer uma reforma tributária depois de aprovar a da Previdência, neste ano.

"Ninguém terá coragem de acabar com reforma trabalhista", acredita.

Temer afirmou que não vai admitir "mais que se diga impunemente que o presidente é trambiqueiro". "Meus detratores estão na cadeia ou desmoralizados", disse.

Para ele, "um membro do Ministério Público foi jogando denúncias em cima do presidente", o que levou, entre outros, à não aprovação da reforma da Previdência até o momento. Era uma referência ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que no ano passado denunciou Temer por corrupção passiva, obstrução da Justiça e formação de organização criminosa.

"O MP tem hoje os poderes que tem porque eu, na Constituinte, trabalhei por isso", disse o emedebista.

Lembrança
Para Temer, as pretensões eleitorais do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSB), não atrapalharam até o momento o seu governo. "Maia e Meirelles trabalham normalmente", disse.

Questionado sobre qual seria seu candidato à sucessão, ele disse que só falaria poderia responder sobre isso no fim de maio.

O presidente afirmou que quer ser lembrado após o seu governo como alguém que "produziu um legado positivo para o Brasil"."Quero ter um reconhecimento histórico", afirmou.

Fonte: Valor

Curta nossa página no Facebook

ShareThis