Juazeiro do Norte registra primeira morte por Covid-19

A Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, confirmou neste sábado (2) a primeira morte por Covid-19 de um morador do município. O paciente, um senhor de 85 anos, que estava internado no Hospital Regional do Cariri, sofria de problemas cardíacos e morreu no último dia 29 de abril. Porém, o resultado do exame só saiu neste fim de semana. Outras duas mortes estão sob investigação na terra do Padre Cícero.

Maior município do interior do Estado, com 270 mil habitantes, Juazeiro do Norte registrou, até agora, 9 casos confirmados, enquanto 9 pacientes já se recuperaram e 17 pessoas aguardam o resultado do exame. Por outro lado, outros 122 casos já foram descartados.

O secretário de Saúde de Juazeiro do Norte, Lucimilton Macêdo, após confirmar a primeira morte, reforçou que a população permaneça em isolamento social. “A gente tem percebido que as pessoas não têm cumprido. Estão começando a voltar a querer ir no comércio. Com esse primeiro óbito, pedimos que continuem em casa, só saiam se for extremamente necessário e usem máscara”, pediu.

Em Juazeiro do Norte, além do Hospital Regional do Cariri (HRC), que é referência para outras 44 municípios, há 30 leitos exclusivos para pacientes em tratamento para Covid-19 no Hospital Maternidade São Lucas. A Secretaria Municipal de Saúde está equipando o prédio da Unidade de Pronto Atendimento do bairro Lagoa Seca para abrir mais 30 leitos. Outros 128 leitos estarão disponíveis no hospital de campanha, que será instalado no Centro Multiuso.

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará recebe mais 30 respiradores para equipar novos leitos de UTI

Desembarcou na tarde deste sábado (2), em Fortaleza, um lote de 30 respiradores mecânicos (Luft 3 A/C), enviados pelo Ministério da Saúde para o Governo do Ceará. Essa ação já é resultado da última reunião que o governador Camilo Santana teve com o ministro Nelson Teich, no qual pediu atenção ao Ceará devido ao avanço da contaminação do coronavírus, e da necessidade da habilitação de novos leitos criados pelo Governo em UTIs.

“Com mais 30 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde poderemos equipar novas UTIs públicas exclusivas para pacientes com Covid-19. Será uma importante ajuda para salvar vidas neste grave momento. Agradeço ao Governo Federal”, agradeceu o governador. O Ceará já habilitou mais de 1 mil novos leitos em todo o estado, destas, já ultrapassou de 400 os leitos equipados com UTI.

Mais respiradores
Na transmissão pela internet na última quinta-feira (30), Camilo Santana já havia confirmado que um avião da China chegará até a próxima quarta-feira (6) com mais 300 respiradores comprados pelo Consórcio Nordeste, sendo que 30 deles virão para o Ceará. “Mais uma medida que reafirma a importância da união dos estados do Nordeste no combate à essa pandemia, e que chegarão para ampliar a rede de leitos com UTI no nosso Estado”, afirmou na ocasião Camilo.

Além destes, o Governo do Ceará, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, já ganhou na Justiça Federal, através do Ministério Público do Ceará (MPCE) e o Ministério Público Federal (MPF), o direito de receberem outros 94 respiradores, que estão de posse da União. A empresa, que tem sede em Cotia (SP), deixou de entregar os respiradores destinados a equipar unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) em território cearense. De acordo com a Intermed, as máquinas teriam sido retidas pelo Ministério da Saúde. “Essa decisão foi uma grande vitória para o Ceará, e vai nos possibilitar abrir mais 94 leitos aqui em Fortaleza”, celebrou Camilo Santana.

Curta nossa página no Facebook

Veja 12 dicas para equilibrar vida profissional e pessoal

Uma das perguntas da vida moderna é: seria possível equilibrar o sucesso no trabalho com o da vida pessoal?

Segundo Larissa Barber, professora assistente de psicologia na Northern Illinois University, o equilíbrio é muitas vezes usado como uma palavra para se “conseguir tudo o que você quer”.

Ao site Health.com, a profissional afirma que é preciso pensar cuidadosamente sobre os próprios valores e necessidades em ambos os lados.

A conselheira de carreira Erica Ravich reforça que é preciso saber se dividir com cuidados entre as duas coisas sem sacrificar a própria sanidade. Para isso, veja 12 dicas listadas pelo site.

Trabalhe de forma inteligente

1. Sincronize seus calendários
Envie seus compromissos pessoais para o mesmo calendário que contém as responsabilidades profissionais. “Dessa forma, você não vai se esquecer e vai trabalhar de forma mais eficiente ao longo do dia”, explica Ravich. Trate os dois calendários da mesma forma e lembre-se de sair da mesa na hora de se divertir.

2. Bloqueie seu tempo
Chegou uma tarefa em cima da hora? Adicione no calendário e ignores todas as outras distrações adicionais. “Desta forma, me dou limite e mantenho o foco”, diz Ravich. Não deixe que interrupções atrapalhem o fluxo de trabalho.

3. Esqueça os alertas
Um telefone apitando pode ser uma distração a mais, e você pode se tornar um viciado. Você também não precisa ficar conferindo todas aquelas atualizações do Facebook o tempo todo. “Se você tem que checar o telefone, faça em horários específicos”, indica Ravich, ressaltando que quem é mais focado é mais produtivo.

4. Aposte nas listas
Adicione até as tarefas mais simples na lista do que fazer ao longo do dia. Se você tem algo grande para fazer, quebre em pequenos pedaços para que você possa ver exatamente o que precisa para concluir. Psicólogos afirmam que este tipo de planejamento liberta a mente para que possa se concentrar no “aqui e agora”.

Mantenha-se em forma

5. Malhe
Segundo Ravich, a atividade física é uma forma de se manter energizado, focado e motivado. Tire o tempo que você merece para isso todos os dias. Isso demonstra respeito por si próprio e, consequentemente, autoestima mais elevada.

6. Exercite-se de manhã
Movimentar-se logo cedo garante energia e endorfinas antes do trabalho, e também previne o excesso de adrenalina antes da hora de se deitar.

7. Aproveite ao máximo o seu exercício
“Você realmente só precisa de 30 minutos, se ficar valer cada minuto”, indica Ravich. Ela recomenda exercícios que mexem com o corpo inteiro, como agachamentos, além de exercícios com o próprio peso corporal.

Proteja o seu tempo para a vida pessoal

8. Defina suas metas
Barber relaciona o equilíbrio da vida profissional e pessoal à vida financeira. Assim como o dinheiro, você tem uma quantidade limitada de tempo. “Conheça os seus valores, defina metas em relação a estes valores”, recomenda. Entenda como as responsabilidades individuais contribuem ou desviam você de seus objetivos.

9. Administre expectativas
Mesmo que você desligue o computador, pode sentir e-mails caindo na sua caixa de entrada. Barber recomenda uma conversa com seus parceiros de trabalho sobre as horas que você deve estar disponível e o quanto eles podem esperar de você. O mesmo serve para a família: certifique-se de quando realmente os seus filhos podem te interromper em um momento de trabalho.

10. Aprenda a dizer não
Dizer não significa impor limites, segundo Barber. Se uma atividade simplesmente não cabe na sua agenda, é hora de negar. Mesmo que você encontre tempo, é bom considerar se alguns compromissos estão de acordo com seus objetivos e valores.

Durma o suficiente

11. Prepare-se para o dia seguinte
Antes de pegar no sono, deixe pronto tudo o que vai precisar para o dia seguinte – lanches saudáveis, bolsa da academia, etc. Estar preparado pode te ajudar a relaxar mais rapidamente.

12. Esteja pronto para se deitar
Programe o alarme para sete ou oito horas antes de acordar, para que se lembre o quanto tempo tem para dormir. Tente também praticar algo relaxante, como ioga antes de se deitar, para que o corpo entenda que já  é hora de dormir.

Fonte: Terra

Curta nossa página no Facebook

Covid-19: Crescimento da doença em Nova Olinda pede rigor na prevenção

Com pouco mais de 14 mil habitantes, o município de Nova Olinda, no Cariri cearense, chamou atenção pelo grande número de casos confirmados da Covid-19 proporcionalmente à sua população: sete pessoas estão doentes e outras duas com suspeita. Para se ter ideia, Barbalha, na mesma região, com população quatro vezes maior, 60 mil habitantes, tem o mesmo número de casos confirmados do novo coronavírus. E Crato, com população quase dez vezes maior, 130 mil habitantes, registrou 13 casos confirmados. A desproporção preocupa os órgãos de saúde e o Ministério Público do Estado (MPCE), que tem adotado medidas mais rígidas de fiscalização.

Na última terça-feira (28), por exemplo, entrou em vigor um decreto municipal que estabelece multa para os moradores que saírem de casa sem máscara de proteção facial. Aqueles que realizarem atividades coletivas também serão multados. A medida orienta ainda sobre a higienização dos estabelecimentos que estão funcionando, além da obrigação da utilização de máscaras pelos funcionários e a organização das filas. O valor da infração é entre R$ 100 e R$ 2 mil para pessoa física e R$ 2 mil a R$ 10 mil para pessoa jurídica.

Também estão sujeitos à advertência os habitantes que descumprirem notificação de isolamento ou quarentena definida pela equipe da Vigilância Sanitária ou pela Comissão Gestora do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do Coronavírus, instituída por Decreto Municipal. Além disso, poderão ser multadas as pessoas oriundas de outros municípios com registro de casos confirmados de Covid-19 que não se submeterem ao isolamento social domiciliar por, no mínimo, sete dias e, no caso de apresentar sintomas da doença, pelo menos 14 dias.

Transmissão
E foi justamente por pessoas oriundas de outros municípios que a doença chegou à Nova Olinda, segundo o coordenador da Vigilância Sanitária, Roberto Salviano. Um casal que viajou para Fortaleza, incluindo um empresário dono de uma pedreira, retornou ao município e, sem saber que estava infectado, continuou exercendo suas atividades profissionais - a mineração é permitida durante o isolamento social. Dos sete casos, seis são da cadeia de transmissão do empresário.

"No contato com os trabalhadores, houve a disseminação, assim como no convívio com as pessoas da família", conta Salviano. O outro morador infectado retornou do Rio de Janeiro e mora na zona rural. Os demais estão espalhados por diferentes localidades, mas trabalham na pedreira. "Todos são acompanhados e estão em isolamento domiciliar", garantiu o coordenador da Vigilância Sanitária do Município.

O caso do empresário está sendo investigado pela Promotoria de Justiça de Nova Olinda, pois, mesmo com suspeita de Covid-19, ele teria realizado uma festa de aniversário para a filha de cinco anos. Em nota, o MPCE disse que está aguardando diligencias iniciais, como a identificação das pessoas que estiveram na festa, e oitiva delas. Foi instaurado um Procedimento Investigatório Criminal.

O nome do empresário e da empresa permanece em sigilo. "Não posso adiantar muito porque estão sendo identificadas e notificadas eventuais pessoas presentes", enfatizou o promotor Daniel Lira.

Daniel reforçou que a continuação das atividades profissionais do empresário, amparado pelo Decreto Estadual, art.1°, VIII, causou a contaminação de seus familiares e encarregados imediatos. Por isso, o MPCE expediu recomendação à Vigilância Sanitária para o embargo da pedreira por 15 dias e a busca de funcionários que tiveram contato com o dono da mineradora. "Para evitar a disseminação na pedreira pelo uso compartilhado de equipamentos, ferramentas e veículos", justifica o promotor .

A secretária de Saúde de Nova Olinda, Kaline Cavalcante, informou que, após receber a recomendação, os agentes da vigilância foram até a pedreira, nessa quinta-feira (30), informar ao empresário. "Como se trata de uma recomendação, a gente informou, mas nosso intuito é deixar todos os funcionários em isolamento por 15 dias. Cabe a ele decidir ou recorrer", pontuou.

Transporte clandestino
Outra preocupação seria o suposto transporte ilegal de passageiros, vindos principalmente de São Paulo. Um morador, que não quis se identificar, conta que presenciou a chegada de um ônibus clandestino desembarcando de madrugada, o que também estaria acontecendo na zona rural. Além disso, um motorista do próprio Município teria trazido em uma van pessoas que estavam na capital paulista.

A Polícia Militar confirmou que houve a primeira denúncia mas, após realizar diligências, não encontrou o ônibus clandestino. Já o segundo caso está sob investigação do próprio Ministério Público.

"Este transporte ilegal interestadual de passageiros teria acontecido na última semana com pessoas egressas de São Paulo. O condutor foi identificado, devidamente notificado e testado para Covi-19, o qual ainda aguardamos o resultado. O Ministério continua acompanhando e eventualmente promoverá medidas de caráter criminal se isso se afigurar necessárias", enfatizou Daniel.

A Secretaria de Saúde de Nova Olinda tem adotado medidas de prevenção, como as barreiras sanitárias que foram instaladas desde o último dia 17 nas entradas da cidade. "Todos os carros são parados. O intuito é evitar mais contaminações e orientar as pessoas como devem usar máscara, lavar as mãos. Além disso, é feito um questionário, perguntando 'de onde vem?', 'para onde vai?', 'qual o motivo da viagem?', entre outros", explica Roberto Salviano.

Aglomerações
No Centro da cidade, a casa lotérica é o principal ponto de aglomeração, já que é o único local onde se pode sacar dinheiro. Desde julho de 2017, após ser alvo de explosão, a única agência do Banco do Brasil do Município não funciona para saques e depósitos.

A Secretaria Municipal de Assistência Social instalou tendas e cadeiras, na frente da lotérica, com distanciamento mínimo de 1,5m entre os usuários. "Estamos fazendo controle, higienização e distribuição de senhas para evitar a contaminação, além de disponibilizar banheiros", explica a assistente social Ereni Gomes.

Preocupação
Os crescentes casos em Nova Olinda também preocuparam os gestores de municípios vizinhos, como Santana do Cariri, que fica a apenas 13 quilômetros, e ainda não teve nenhum caso confirmado da Covid-19. Em decreto municipal, restringiu o acesso à cidade, assim como a circulação de veículos nas ruas. Quem for flagrado trafegando sem necessidade está sujeito a pagar multa de R$ 200 por cada passageiro que estiver sendo transportado.

Pelo Decreto, a barreira sanitária, instalada na entrada da cidade, funciona das 7h às 18h, e proíbe a entrada de pessoas que não residem no Município. Só é permitido o acesso aos residentes, às pessoas que trabalham nas instituições ou estabelecimentos cujas atividades sejam essenciais ao Município, ao transporte de mercadorias e aos casos de urgência e emergência médica.

A saída dos moradores da cidade fica restrita a assistência médica/hospitalar bem como para outros fins de extrema necessidade a serem avaliados pela equipe da barreira sanitária. A medida surgiu a partir da preocupação com o fluxo de pessoas para cidades vizinhas que já têm casos confirmados, como Crato, Nova Olinda e Campos Sales. "Entendemos que deveria limitar", justifica.

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Cerveja pode ser mais eficaz que paracetamol no alívio da dor

“Beber para curar os males” pode finalmente ter sua explicação científica. De acordo com estudo publicado recentemente no periódico científico Journal of Pain, beber dois pints de cerveja (um pint equivale a um copo de pouco mais de meio litro), é mais eficaz no alívio de dores do que tomar analgésicos, como o paracetamol.

Depois de analisarem dezoito estudos, pesquisadores da Universidade de Greenwich, no Reino Unido, descobriram que duas canecas de cerveja podem diminuir as dores em 25%. Ao elevar o nível de álcool no sangue, em aproximadamente 0,08%, o corpo reduz o limiar de intensidade da dor.

Poder do álcool
“A descoberta sugere que o álcool é um analgésico efetivo que oferece reduções clinicamente revelantes dos níveis de intensidade da dor, o que pode explicar o abuso de bebidas alcoólicas entre aqueles com dores constantes, apesar das possíveis e graves consequências a longo prazo”, explicaram os pesquisadores, em resumo.

Ainda não está claro se o álcool reduz a sensação de dor porque realmente afeta os receptores do cérebro ou apenas porque diminui o nível de ansiedade, o que faz com que a dor não seja tão ruim. “O álcool pode ser comparado a drogas opioides, como a codeína, e seu efeito é ainda mais poderoso que o do paracetamol”, disse Trevor Thompson, principal autor da pesquisa, ao tabloide britânico The Sun. “Se pudermos desenvolver uma droga sem os prejudiciais efeitos colaterais [do álcool], então teremos algo potencialmente melhor do que existe atualmente.”

Piores efeitos colaterais
Apesar dos resultados, os especialistas ressaltam que o consumo de álcool não faz bem à saúde e o estudo não é um incentivo ao aumento da ingestão da bebida. “O consumo excessivo do álcool pode causar muito mais problemas a longo prazo. Se você sente dores, o melhor a fazer é consultar seu médico”, disse Rosanna O’Connor, responsável sobre estudos de álcool e drogas do Serviço de Saúde Pública da Inglaterra.

Fonte: Veja.com

Curta nossa página no Facebook

Profissionais de saúde com Covid-19 passarão a receber auxílio do Governo do Ceará

Os profissionais de saúde do Ceará agora passarão a contar com o Fundo Estadual de Saúde (FUNDES), iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa). Os valores serão destinados ao pagamento de auxílios a profissionais de saúde contaminados pela doença e seguro em caso de morte causada pelo coronavírus.

Fonte específica de recursos provenientes do Programa Estadual de Incentivo às Doações, o FUNDES beneficiará os trabalhadores que atuam na linha de frente do enfrentamento à pandemia da Covid-19. Na última quinta-feira (30), foi publicado decreto que regulamenta o Programa Estadual de Incentivo às Doações para a Saúde. Aprovado pela Assembleia Legislativa e criado por lei no dia 23 de abril, o Programa incentiva a população e a iniciativa privada a contribuir para fortalecer a rede estadual de saúde e auxiliar profissionais da área que atuam no enfrentamento à pandemia de coronavírus.

Conforme o decreto, o Fundo Estadual de Saúde passa a contar com uma fonte específica de recursos provenientes do Programa Estadual de Incentivo às Doações. O auxílio será pago a profissionais autônomos ou cooperados infectados por Covid-19 e afastados do trabalho por até 30 dias.

O pagamento será referente a um salário mínimo para técnico de enfermagem e profissional de nível médio; três salários mínimos para profissionais de nível superior (não médico), e quatro salários mínimos para médico.

Se o período de afastamento for inferior a 30 dias, o pagamento do auxílio será proporcional aos dias em que o profissional esteve ausente do trabalho. Em caso de morte por Covid-19, serão pagos 10 salários mínimos à família, cônjuge, dependentes ou pais do profissional.

Após o fim da situação de emergência em saúde no Estado, eventuais saldos do Programa serão transferidos para a conta geral do FUNDES e revertidos para a implementação das ações do Plano Estadual de Saúde, em benefício dos usuários do SUS.

Transparência
O IntegraSUS, plataforma oficial da Secretaria da Saúde do Ceará, disponibilizará informações como a relação dos beneficiários com as doações e valores pagos, além da lista de doadores e dos respectivos valores doados, caso a divulgação das informações seja autorizada.

Curta nossa página no Facebook

Justiça do Ceará nega pedido de liminar para estabelecer 'lockdown' no estado

A Justiça do Ceará negou, nesta sexta-feira (1°), pedido de limitar para estabelecer o sistema de "lockdown" no estado, ou seja, o bloqueio total das divisas e o aprofundamento do isolamento social. De acordo com o pedido, as medidas de restrição adotadas pelo governo estadual não obtiveram sucesso esperado no combate à Covid-19. A decisão judicial, no entanto, afirma que o bloqueio requer análise conjunta de uma série de variáveis que envolvem as condições da saúde pública.

A recusa da liminar acontece no mesmo dia do anúncio do governador Camilo Santana de prorrogação do decreto que proíbe o funcionamento das empresas de produtos e serviços não essenciais no Ceará. O estado registra, até esta sexta, 8 mil casos de Covid-19 e 539 mortes, segundo dados da Secretaria da Saúde (Sesa).

Segundo o pedido de liminar, que partiu da ação do advogado Tibério Maciel Carvalho, o "Poder Executivo estaria com dificuldade para, com precisão científica, definir na Capital o momento exato a aplicação de medidas mais rígidas de isolamento social".

Na visão do juiz Alisson do Valle Simeao, que negou a solicitação, é o governo do Ceará que deve avaliar a dimensão econômica, orçamentária, tributária, do mercado de trabalho e organização da segurança pública para, assim, provocar a Justiça com essa finalidade.

Governo avalia medidas mais rígidas
Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, Camilo Santana afirmou que discutirá internamente, neste fim de semana, saídas para endurecer ainda mais o isolamento social, principalmente em Fortaleza. No entanto, não adiantou se irá pedir na Justiça o "lockdown".

"Com certeza estamos discutindo medidas de endurecimento aqui pra capital e não descarto nenhum tipo de medida. Mas ainda estamos avaliando, a partir de orientações científicas, com relatórios, que medidas serão essas que o Estado e a Prefeitura irão tomar pra endurecer mais ainda e restringir a capital”, disse Camilo.

"Não há a menor possibilidade de qualquer flexibilização [das regras de distanciamento social] em Fortaleza", acrescentou o governador.

O Maranhão foi o primeiro estado brasileiro a adotar o "lockdown". A Justiça resolveu suspender as atividades não essenciais, com exceção de serviços de alimentação, farmácias, portos e indústrias que trabalham em turnos de 24 horas.

Também foi proibida a entrada e saída de veículos por dez dias, com exceção para caminhões, ambulâncias, veículos transportando pessoas para atendimento de saúde e atividades de segurança.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Camilo Santana anuncia que vai prorrogar isolamento social

Em coletiva de imprensa realizada no Palácio da Abolição na noite desta sexta-feira (1º), o governador Camilo Santana revelou a preocupação com a velocidade com que o vírus Covid-19 tem se propagado no Estado e, principalmente, na capital cearense. Diante desse cenário antecipou que o decreto de isolamento social será prorrogado por tempo ainda a ser anunciado, e falou do reforço na estrutura de atendimento. Também participaram da coletiva o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e os secretários de Saúde do Estado e do município, Dr. Cabeto e Joana Maciel, respectivamente.

Camilo Santana mais uma vez apelou para que a população respeite o isolamento. “É importante o apelo que fazemos à sociedade sobre o isolamento social. Temos visto muitos descumprirem o decreto de distanciamento social e acompanhando o agravamento e aumento dos números em todo o estado. Com certeza faremos a prorrogação do decreto que vence na próxima terça-feira (5) e estamos avaliando a necessidade de endurecermos as medidas em Fortaleza”.

O governador informou que durante todo o final de semana haverá reuniões onde serão tomadas decisões importantes. “São decisões como a que tomamos hoje. Temos uma meta de até o final da próxima semana implantar mais 100 leitos de UTI na capital. Para isso, toda a nossa equipe tem trabalhado e vai trabalhar nos próximos dias. A situação é grave e se continuar da forma que está, não vamos ter condição de atender a toda a população. Estamos chegando perto do limite, mesmo com o esforço diário do Estado e Prefeitura ampliando os nossos leitos”. Essa ampliação, de acordo com o governador, envolverá a estrutura do Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza. “Vamos aproveitar o Centro de Formação Olímpica para ampliar a rede de atendimento em Fortaleza nos próximos dias para garantir atendimento aos casos menos graves”.

Secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto avaliou que se o Estado não tivesse feito tudo o que já foi feito, o cenário seria muito mais crítico. “Isso é uma prospecção em cima de uma realidade que pode ser mudada. O que estamos falando é do esforço que as pessoas têm feito para dar a maior qualidade no atendimento, para fazer isso com a maior responsabilidade, obedecendo critérios técnicos e científicos e tentando passar o que é verdadeiro, de maneira transparente, disponibilizando dados no Integrasus. De um dia para o outro pode mudar, depende de todos nós, do setor produtivo, da sociedade civil, das organizações, da academia e de nós governo. Temos tentando ultrapassar aquilo o que a gente é capaz”.

Curta nossa página no Facebook

02 de maio

1900 - Óscar II, rei da Suécia, declara apoio ao Reino Unido na Segunda Guerra dos Bôeres.
1968 - Iniciam-se as manifestações estudantis de maio de 1968 em França.
1982 - Guerra das Malvinas: o submarino nuclear britânico HMS Conqueror afunda o cruzador argentino General Belgrano.

Nasceram neste dia…
1458 - Leonor de Avis, Rainha de Portugal (m. 1525).
1660 – Alessandro Scarlatti, compositor italiano (m. 1725).
1909 - Ataulfo Alves, compositor brasileiro (m. 1969).

Morreram neste dia…
1519 - Leonardo da Vinci, polímata italiano (n. 1452).
1997 - Paulo Freire (foto), pedagogo brasileiro (n. 1921).
1999 - Oliver Reed, actor britânico (n. 1938).

Fonte: Wikipédia

Governo do Ceará lança portal para facilitar comercialização de produtos da agricultura familiar

Os tempos mudaram. Modos criativos e eficientes de comercializar são mais do que bem-vindos enquanto a saúde de todos estiver em primeiro lugar. Nesta perspectiva a Secretara do Desenvolvimento Agrário do Governo do Ceará resolveu dar um passo para estimular que agricultores familiares de todo o estado possam ganhar um aliado na venda de seus produtos. Está no ar o Portal dos Produtos da Agricultura Familiar, um espaço de interação entre oferta e demanda, produtor e comprador.

Agricultores dos 184 municípios poderão cadastrar seus produtos e contatos no sistema abrigado no sítio da SDA (www.sda.ce.gov.br), mais protegido da ação de atravessadores. Quem desejar inserir seus dados ou atualizar informações poderá entrar em contato com o escritório local da Ematerce ou a sede da cooperativa com acesso ao Sistema Estadual de Cadastro de Agricultores Familiares, Empreendedores Individuais e Empreendimentos Representativos (Secaf).

Esta iniciativa é fruto de uma ação conjunta debatida pelo Fórum de Gestores da Agricultura Familiar do Nordeste.

“O portal é consiste numa ferramenta capaz de fortalecer a agricultura familiar, diminuir a vulnerabilidade e criar a perspectiva da renda, através da segurança alimentar, mesmo neste período de pandemia”, destaca o secretário cearense Francisco De Assis Diniz, presidente do Fórum.

Pelo espaço de pesquisa da nova plataforma compradores podem procurar pelo produto, região ou cidade de preferência e até mesmo a cooperativa responsável pelo gênero. Assim ofertar alimentos como frutas, hortaliças e verduras de maneira dinâmica pode ajudar ainda na movimentação da economia.

Desde o início da crise provocada pela COVID-19 a Cooperativa Agroecológica da Agricultura Familiar do Caminho de Assis (Cooperfam) é exemplo de comércio alternativo ao atender pedidos pela rede social WhatsApp para a entrega de polpa de frutas e outros alimentos com preços abaixo do que é praticado em grandes supermercados.

Segundo De Assis, é preciso criatividade para manter-se seguro e garantir renda no campo. “As vidas são mais importantes neste momento, embora saibamos que a economia também é abalada. E quem mais sofre são os mais humildes”.

Curta nossa página no Facebook

Vereador reclama de falta de transparência da prefeitura de Barbalha no trato com o dinheiro público

Vereador Dorivan Amaro (PT)
(Foto: Reprodução/Facebook)
Em live nas redes sociais nesta terça-feira (28), o vereador e líder da oposição Dorivan Amaro (PT), mostrou documentos que comprovam que a prefeitura de Barbalha, administrada por Argemiro Sampaio (PSDB), recebeu 12 milhões de reais somente para serem aplicados na saúde do município. Destes,  R$ 5.922.703,83 somente para a prevenção e tratamento do Covid-19.

Além deste valor, a prefeitura recebeu quase 6 milhões de emendas da bancada federal, que se destina também a melhorias na saúde do município. 

Diante dos fatos, o edil enviou ofício (leia abaixo) ao prefeito, solicitando transparência de como está sendo aplicada essa verba. 


“Afinal de contas, onde está o dinheiro que a prefeitura recebeu? Qual o plano da gestão no combate e tratamento ao coronavírus? Quais ações estão sendo desenvolvidas? Onde esta verba está sendo aplicada? Por quê ainda não prestou contas com a Câmara Municipal e a população?”, indaga Dorivan.


Curta nossa página no Facebook

Lojas mantêm portas abertas no interior do CE de maneira irregular

Apesar de os decretos estaduais determinarem que apenas serviços essenciais, como bancos, farmácias e supermercados, podem funcionar durante o período de isolamento social, e com o uso obrigatório de máscaras pelos trabalhadores destes estabelecimentos, no interior do Estado há lojas de outros setores que insistem em permanecer abertas.

Outra questão são as entregas em domicílio. Se em alguns municípios existe um maior rigor na fiscalização dos chamados deliverys, em outros não existe qualquer acompanhamento.

Irregularidade
O município de Caririaçu, no Sul do Estado, tem aproximadamente 27 mil habitantes. Nossa equipe de reportagem flagrou diversas lojas funcionando na última quarta-feira (22). Algumas, para disfarçar, deixam os portões semiabertos, outras, totalmente escancarados. Tabacaria, lanchonetes, rouparia. Os funcionários estavam lá dentro, sem qualquer proteção, e mantinham a rotina de um dia qualquer de trabalho. A secretária de Saúde do Município, Maysa Kelly Leite, garante que todos os dias a equipe da pasta tem visitado o comércio, pedindo que as pessoas obedeçam ao decreto. "Nosso papel é orientar", enfatiza, reforçando que os estabelecimentos que possuem permissão para funcionar têm sido visitados pela Vigilância Sanitária. "A gente dá as orientações e acha que seguem. Mas oficialmente não chegou nenhuma reclamação", pondera Maysa Kelly.

O promotor Rafael Couto, da Comarca de Caririaçu, aponta que até agora não recebeu nenhuma denúncia sobre lojas funcionando. "De certa forma soubemos, através de boatos. Mas isso não é só um problema de Caririaçu", acredita. Em paralelo a isso, reforça que o Ministério Público do Estado do Ceará tem conversado com a Polícia Militar para visitar as ruas e verificar se concretamente isso está acontecendo. "Faremos uma investigação para saber se as empresas estão abertas. A sociedade está passando por um momento difícil, tanto na saúde quanto na economia. É uma balança difícil de regular", admite.

A situação de Caririaçu é semelhante à de Iguatu, na região Centro-Sul do Estado, onde os lojistas permanecem com as portas semiabertas, permitindo a entrada de clientes. "É uma tentativa de burlar a lei e estamos fiscalizando e fechando as lojas", disse o secretário de Meio Ambiente do Município, Marcos Ageu Medeiros. "As pessoas têm de compreender a importância do isolamento social nesse momento crítico que estamos vivenciando", pede.

Pressão
Há uma pressão no interior para a reabertura das lojas de varejo e de prestação de serviços. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Iguatu, José Mota Luciano, disse que, após reunião com diretores da entidade, do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) e do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon), solicitou ao prefeito, Ednaldo Lavor, a volta do funcionamento de alguns setores.

"Entendemos que as óticas, a retomada da construção civil, oficinas de conserto de eletroeletrônicos, a venda de móveis e de eletrodomésticos deveriam ser reabertas, mediante todos os cuidados de higiene pessoal", defendeu José Mota Luciano. "A crise financeira vem se agravando e há legalidade para que o município possa mudar o decreto", completou o presidente da CDL.

Neste fim de semana, Iguatu intensificou a fiscalização contra abertura do comércio e presença de vendedores ambulantes nas ruas do Centro da cidade. "Já são 37 dias, com o comércio fechado", observou o presidente do Sindilojas, Tadeu Rolim. "O nosso objetivo é encontrar uma saída para os comerciantes, que cobram uma alternativa para voltar a vender os seus produtos", reforça.

Mediante o pedido dos empresários, a promotora de Justiça da comarca de Iguatu, Helga Barreto, expediu recomendação ao prefeito Ednaldo Lavor para que se mantenha o cumprimento dos decretos estadual e municipal.

"Sabemos as dificuldades dos empresários, mas o município não pode descumprir as determinações legais, o decreto do Governo do Estado", pontuou. "Os prefeitos podem ampliar as medidas em defesa da saúde pública, mas não reduzir", destacou a promotora.

Para enfrentar a crise, a empresária Elizete Rabelo negociou com suas funcionárias. "Entrei em acordo, concedi férias, pois não posso pagá-las sem vender nada", justificou. O vendedor ambulante, Júnior Félix, tentou armar uma banca no Centro de Iguatu, mas foi proibido pela fiscalização. "A minha situação financeira está ruim porque dependo das vendas. Tenho contas para pagar, e por isso tenho de correr atrás".

O presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Nilson Diniz, destacou que não há como reabrir as lojas de varejo e prestação de serviços agora. "Estamos em um momento crítico, de curva crescente de novos casos e de óbitos", frisou.

Delivery
Enquanto alguns municípios sofrem para manter fechados os estabelecimentos irregulares, no Crato, a Vigilância Sanitária atua para que os serviços de delivery adotem medidas sanitárias para evitar a contaminação pelo coronavírus. Nesta semana, restaurantes e farmácias estão sendo visitados. Além disso, clientes e empresários recebem material informativo com orientações de higiene e boas práticas para serem adotadas tanto no pagamento quanto no recebimento de mercadorias. "É feito um termo de responsabilidade onde os estabelecimentos que trabalham com delivery assinam", explica a gerente da Célula da Vigilância Sanitária e Ambiental do Crato, Ana Lígia Aquino.

Entre as recomendações estão a limpeza das caixas térmicas, higienização dos punhos de motos ou volantes dos carros, assim como das maquinetas de cartão, uso de máscara e camisas de mangas compridas pelos entregadores, disponibilização de álcool 70%, distância mínima de 1,5m dos clientes, entre outros. "A gente estava focando nas aglomerações, agora vamos focar nos serviços que podem funcionar. Para acompanhar os deliverys, teremos equipe à noite", explica.

Ana Lígia confessa que, mesmo com trabalho de educação, a maior parte da população ainda não compreendeu a gravidade do problema. No Crato, as denúncias mais comuns ainda são sobre comércios abertos irregularmente e aglomeração de pessoas em ruas e praças.

"Nas áreas públicas, orientamos a população, falamos sobre os riscos. Nos estabelecimentos, a gente também tem orientado sobre o distanciamento e proteção. Em serviços de alimentação, reforçamos as práticas rigorosas de higiene e enfatizamos que o funcionamento só acontece na entrega. Não pode haver consumo dentro daquele ambiente", completa.

As denuncias de irregularidades podem ser feitas à Secretaria de Saúde do Crato pelo telefone (88) 3586-8000. Outra opção é o 153, serviço 24h que direciona as demandas de acordo com cada tipo de denúncia.

Por Antonio Rodrigues/Honório Barbosa

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Metade dos inscritos tem direito de receber auxílio emergencial de R$ 600 da Caixa

Metade dos beneficiários inscritos em algum cadastro federal terá direito de receber o auxílio emergencial de R$ 600, pago pela Caixa Econômica Federal em três parcelas, em virtude da pandemia do coronavírus.

Os dados são da Dataprev. Dos 92,8 milhões de CPFs analisados até agora pelo órgão, 50,3 milhões (54,20%) são elegíveis para ter o valor. O percentual envolve trabalhadores que se inscreveram via aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br, cidadãos que fazem parte do Cadastro Único do governo federal e beneficiários do Bolsa Família.

A Dataprev recebeu 98 milhões de CPFs para fazer a análise. Faltam ser analisados 5,2 milhões de inscritos via site e app. No caso de quem faz parte do Bolsa Família e do CadÚnico, a análise de 100% dos dados já foi concluída e todos os que tinha direito foram identificados.

No entanto, nem todo mundo recebeu a grana. O pagamento segue sendo feito para os beneficiários do Bolsa Família, que recebem de acordo com o calendário habitual do programa, e para os trabalhadores que vão sacar o dinheiro nas agências da Caixa ou nas lotéricas.

Além disso, informais, MEIs e contribuintes individuais do INSS que fizeram o cadastro no aplicativo na última semana ainda terão os dados analisados e, caso tenham direito, a grana será liberada. Segundo a Caixa, 44,3 milhões de pessoas já receberam.

Do total de 92,8 de análises, 28,97 milhões não se enquadram nas regas do programa e não vão receber o auxílio. Ao todo, são três em cada dez com a grana negada. É possível recorrer.

Pagamento começou nos bancos e lotérias
A Caixa iniciou o pagamento dos valores no dia 9 de abril. A grana chega ao segurado de diversas formas. Para quem já estava no CadÚnico e tinha conta na Caixa e no Banco do Brasil, a grana cai nesta conta. Beneficiários do Bolsa Família recebem na conta habitual do programa. Inscritos via app e site recebem os valores na conta informada na hora ou na poupança da Caixa.

Já quem não tem conta em banco recebe via poupança digital social da Caixa, aberta para este pagamento. Neste caso, é possível transferir os valores para outros bancos ou sacar nas agências da Caixa e nas lotéricas. No entanto, há um calendário de liberação, conforme a data de nascimento do beneficiário.

Confira abaixo o calendário de saques:
  • Segunda-feira (27) – beneficiários nascidos em janeiro e fevereiro
  • Terça-feira (28) – beneficiários nascidos em março e abril
  • Quarta-feira (29) – beneficiários nascidos em maio e junho
  • Quinta-feira (30) – beneficiários nascidos julho e agosto
  • Segunda-feira (4) – beneficiários nascidos em setembro e outubro
  • Terça-feira (5) - beneficiários nascidos em novembro e dezembro
Os trabalhadores não devem ir na Caixa fora da data marcada para liberação os valores, pois não vão conseguir fazer o saque. Nesta segunda (27), dependendo da região da cidade, os beneficiários enfrentaram filas de até cinco horas para receber. Veja o que pode ajudar a ter o auxílio mais rápido.

Informais podem se inscrever até 2 de julho
Os trabalhadores que se encaixam nas regras e têm direito aos valores podem se inscrever até o dia 2 de julho. Se tiver direito, eles vão receber a grana atrasada. A Caixa pagará atrasados de até R$ 1.800, podendo chegar a R$ 3.600 em alguns casos.

De acordo com a lei, pode receber o auxílio quem cumprir as seguintes condições, acumuladamente:
  • É maior de 18 anos
  • Não tem emprego formal
  • Não receba benefício assistencial ou do INSS, não ganhe seguro-desemprego ou faça parte de qualquer outro programa de transferência de renda do governo, com exceção do Bolsa Família
  • Tenha renda familiar, por pessoa, de até meio salário mínimo, o que dá R$ 522,50 hoje, ou renda mensal familiar de até três salários mínimos (R$ 3.135)
  • No ano de 2018, recebeu renda tributável menor do que R$ 28.559,70
O futuro beneficiário deverá ainda cumprir pelo menos uma dessas condições:
  • Exercer atividade como MEI (microempreendedor individual)
  • Ser contribuinte individual ou facultativo da Previdência, no plano simplificado ou no de 5%
  • Trabalhar como informal empregado, desempregado, autônomo ou intermitente, inscrito no CadÚnico até 20 de março deste ano ou que faça autodeclaração e entregue ao governo
Calendário da segunda parcela ainda não saiu
Sem grana para pagar a primeira parcela do auxílio, dado o alto número de inscritos e beneficiários com direito, o governo ainda não tem data para pagar a segunda parcela. A intenção é fazer o pagamento ainda no mês de mais, mas as datas ainda serão divulgadas.

Fonte: Agora

Curta nossa página no Facebook

Distribuição de vale-alimentação a estudantes começa nesta quarta-feira (29), diz Camilo

O governador do Ceará anunciou, na noite desta terça-feira (28) que começa nesta quarta (29) a distribuição de vale-alimentação de R$ 80 para estudantes da rede pública do Estado. A medida - mais uma de apoio à população durante o período de combate ao coronavírus - foi anunciada no último dia 9 por Camilo Santana. Serão distribuídos 423 mil cartões.

O auxílio será de R$ 80 por aluno e tem o objetivo de contribuir para a segurança alimentar dos alunos durante o período de suspensão das atividades presenciais nas escolas da rede pública estadual.

O anúncio de Camilo foi feito durante nova transmissão pelas redes sociais.


Os cronogramas de entrega do vale serão detalhados aos estudantes pelas escolas. Para receber o benefício alunos e familiares deverão seguir as orientações da instituições de ensino. Segundo o governador, as escolas informarão a data e o horário de entrega.

"Peço que os alunos não procurem as regionais. Peço que esperem a convocação das escolas para evitar aglomerações. A Seduc está preparada para começar essa distribuição nesta quarta de forma precisa", disse Camilo.

Benefício
Os cartões entregues aos estudantes serão personalizados com os dados de cada beneficiário. Depois de receber o vale, o aluno já terá direito à primeira parcela do vale, no valor de R$ 40.

A segunda parcela deverá ser paga posteriormente, seguindo as recomendações das escolas e da Secretaria da Educação do Estado (Seduc).

O Estado também deverá enviar uma carta com recomendações aos alunos sobre o uso do benefício. A compra de bebidas alcóolicas não será permitida, por exemplo.

Camilo ainda disse que a medida deverá impulsionar a economia local, injetando dinheiro em mercadinhos, padarias, açougues e outros estabelecimentos.

"Essa é mais uma ação de acolhimento da população mais vulnerável do nosso Estado. Temos discutido todas as ações para garantir o atendimento à população. Não tem sido fácil, mas estamos focados e vamos superar esse momento", afirmou.

Respiradores
O governador ainda destacou a dificuldade para comprar respiradores e garantir o atendimento de pacientes no Ceará com os sintomas graves da covid-19. Ele afirmou que o Governo Federal tem controlado a venda dos equipamentos fabricados por empresas brasileiras e que há muita competição no mercado internacional.

"Entramos na justiça para garantir uma compra de 50 respiradores com uma empresa brasileira, mas o Governo Federal determinou que todas as compras de respiradores de empresas nacionais têm de passar pelo Ministério de Saúde", disse Camilo.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro sobre recorde de mortes: 'E daí? Lamento, quer que faça o quê?'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lamentou nesta noite que o Brasil tenha batido hoje o recorde diário de mortes registradas pelo novo coronavírus, mas disse que não tinha como fazer milagres diante da pandemia. O presidente ainda usou o próprio nome - Jair Messias - para fazer um trocadilho com a situação.

"E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre", reagiu ele à pergunta de um repórter em frente ao Palácio do Alvorada, em Brasília, e referindo-se ao personagem bíblico. A resposta arrancou risos de apoiadores do presidente que estavam na grade montada diariamente na residência oficial.

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde anunciou que subiu para 5.017 o número total de mortes provocadas pela doença no país, 474 delas registradas nas últimas 24 horas. Com os dados atualizados, o Brasil ultrapassou a China, que registra oficialmente 4.643 mortes por conta da covid-19.

No total, o Brasil já registrou 71.886 casos oficiais no país, segundo os dados mais recentes do Ministério, com 5.385 novos diagnósticos de ontem para hoje. Segundo a pasta, ao menos 34.325 pacientes estão em acompanhamento e mais de 32.544 já se recuperaram. 1.156 óbitos seguem em investigação.

A taxa de letalidade — que compara os casos totais pelos números de óbitos confirmados — no Brasil é de 7%, segundo a atualização do governo.

Na entrevista, Bolonaro voltou a se dizer solidário aos parentes de pessoas mortas pela covid-19, mas disse que a maioria são idosos e que não há o que fazer. Afirmou ainda que um dia ele também morrerá.

Questionado novamente sobre o recorde de hoje, Bolsonaro afirmou que que os números deveriam ser tratados pelo ministro da Saúde, Nelson Teich, e não por ele.

Em abril, o presidente colocou Teich no lugar de Luiz Henrique Mandetta por não concordar com as orientações sobre isolamento social do então ministro, que seguia as determinações da OMS (Organização Mundial da Saúde).

No início da pandemia, o presidente chegou a chamar a covid-19 de "gripezinha".

"Vão querer saber se eu sou virgem"
Ainda durante a entrevista improvisada, Bolsonaro foi questionado sobre uma ação movida pelo jornal "O Estado de S. Paulo". A juíza Ana Lúcia Petri Betto deu o prazo de 48 horas (sob pena de multa de R$ 5 mil) para que Bolsonaro forneça "o laudo de todos os exames" que fez para diagnosticar covid-19.

Apesar de dizer publicamente que testou negativo para o novo coronavírus, Bolsonaro se nega a apresentar o resultado e classifica o exame como "sigiloso". Ele chegou inclusive a dizer, durante participação no "Brasil Urgente", da TV Bandeirantes, que a sua palavra vale mais do que um papel.

"Daqui a pouco vão querer saber se eu sou virgem ou não. Dá positivo ou não? Se nós dois [presidente e o repórter] estivermos com Aids, a lei nos garante o anonimato. Da minha parte, não tem problema nenhum em mostrar, mas quero ter o direito de não mostrar", afirmou.

A Advocacia-Geral da União informou que irá recorrer.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

29 de abril

  711 - Conquista islâmica da Hispânia: as tropas mouras lideradas por Tariq ibn Ziyad desembarcam em Gibraltar dando início a sua invasão da Península Ibérica (Al-Andalus).
1938 - O presidente brasileiro Getúlio Vargas cria o Conselho Nacional do Petróleo.
2011 - O Príncipe William de Gales se casa com Catherine Middleton na Abadia de Westminster.

Nasceram neste dia…
1884 - Jaime Cortesão, médico e historiador português (m. 1960).
1901 - Hirohito, imperador do Japão (m. 1989).
1947 - Olavo de Carvalho, filósofo, jornalista, astrólogo, conferencista e ensaísta brasileiro.

Morreram neste dia…
1980 - Alfred Hitchcock, cineasta britânico (n. 1899).
1991 - Gonzaguinha (foto), cantor e compositor brasileiro (n. 1945).
2002 - Fernando Pessa, jornalista português (n. 1902).

Fonte: Wikipédia

Empresa de ônibus é condenada por negar gratuidade a idoso em Juazeiro do Norte

O Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio da 7ª Promotoria de Justiça de Juazeiro do Norte, conseguiu a condenação da empresa “Auto Viação Metropolitana” por negar a gratuidade no transporte urbano a idoso que apresentou cópia autenticada de documento de identidade. A Promotoria de Justiça apontou na Ação Civil Pública (ACP), ajuizada em fevereiro de 2014, que o Estatuto do Idoso garante a gratuidade aos idosos em transportes coletivos públicos urbanos e semi-urbanos, com a apresentação de qualquer documento pessoal que faça prova de sua idade.

Na decisão exarada pelo juiz Renato Velloso, na última quarta-feira (22/04), foi citado que o réu, em sua contestação, “não negou o fato, ao contrário, afirmou que a ‘política da empresa’ é cumprir a lei, autorizando que o idoso ingresse gratuitamente no transporte quando portanto documento de identidade. Reconhece o réu, por via indireta, que não outorga a gratuidade quando o idoso porta cópia autenticada de documento de identidade, negando, portanto, validade à autenticidade reconhecida pelo Poder Judiciário, por meio de serventia extrajudicial”, informa o magistrado.

A empresa foi, então, condenada a conceder gratuidade aos idosos maiores de 65 anos munidos com documentação com foto (original ou cópia autenticada em Cartório), em transporte coletivo urbano, semiurbano ou intermunicipal nas linhas de ônibus Juazeiro/Crato via São Benedito; Juazeiro/Crato via São Pedro; Juazeiro/Barbalha e Juazeiro/Missão Velha, sob pena de multa diária de 500 reais em caso de descumprimento e posterior apuração de eventual responsabilização criminal.

Curta nossa página no Facebook

Celular lento? Esgote recursos do smartphone antes de apelar para a troca

Ao longo do tempo, os smartphones tendem a ficar lentos. Não é impressão, paranoia ou mero impulso consumista --aquele diabinho dizendo que você deve comprar um novo. A quantidade de dados, imagens, vídeos, áudios e aplicativos retidos no aparelho podem causar lentidão e travamentos.

Existem muitas maneiras de acelerar o seu smartphone, das simples às complexas. Comece mantendo o sistema operacional atualizado e diminuindo a quantidade de itens na tela principal de seu dispositivo. Um display cheio de aplicativos reduz a velocidade. Mantenha apenas os mais adequados ao seu perfil.

Depois, observe a sua coleção de aplicativos e pense se eles são realmente importantes. Muitos apps ficam subutilizados ou esquecidos, principalmente os que você baixou apenas para testar ou aqueles que já foram úteis um dia, mas agora ficam juntando poeira. Eles continuam carregando a memória de seu celular.

Se você já tentou reduzir a quantidade de aplicativos, excluir arquivos e manter o sistema operacional atualizado, conheça abaixo outras dicas para aumentar a velocidade sem a necessidade de acesso ao root --processo que gera permissões de administrador. Ao realizar um processo desse tipo, você correr o risco de perder a garantia do fabricante.

1. Imagens 
Imagens são grandes vilãs. Já parou para pensar na quantidade de conteúdo multimídia que é enviado a você por meio do WhatsApp, por exemplo? Pois bem, elas ficam armazenadas e, geralmente, esquecidas. Para se prevenir desse tipo de acúmulo, entre no WhatsApp em "Configurações" / "Conversas e chamadas" / "Download automático" / "Quando utilizar rede de dados" e desabilite todas as opções. Ao fazer isso, apenas os arquivos que você desejar serão salvos.

2. Jogos 
Não mantenha muitos jogos ao mesmo tempo. Deixe apenas aqueles que esteja jogando no momento. Desapegue e desinstale o restante. Além de o game ocupar espaço, arquivos como jogos salvos tomam conta de uma parcela de memória.

3. Cartão de memória e arquivos em nuvem 
Escolha um bom cartão SD. Um cartão de memória pode mudar a velocidade de seu smartphone. Armazene nele fotos, vídeos e áudios que quiser guardar e se livre do restante. Colocar arquivos na nuvem, como no Google Drive ou no OneDrive, também é uma boa opção para conservar conteúdo multimídia e acessá-los em qualquer lugar e em outras plataformas.

4. APPs para limpeza 
Nem sempre é fácil controlar os arquivos que permanecem em seu smartphone. Alguns aplicativos são dedicados a limpar a memória de seu dispositivo e deixá-lo mais rápido. A limpeza melhora o desempenho de seu dispositivo. Escolha um aplicativo e se livre das inutilidades.

O CCleaner, conhecido software para limpar o disco rígido de computadores, também possui uma versão para smartphones. O aplicativo é completo e fácil de usar. Sem apagar arquivos sem a sua permissão, ele remove cache, apaga pastas de downloads, mensagens de SMS, imagens e áudios e histórico de navegação.

Se o seu smartphone fica mais rápido quando reinicia, Fast Reboot pode ser uma solução. O aplicativo simula o reinício de seu aparelho liberando memória, mas sem passar pelas telas de desligar e iniciar, que consomem tempo.

Desenvolvido pela AVG, outra empresa conhecida pelos softwares de limpeza de computadores, o AVG Cleaner tem know-how no assunto, uma interface intuitiva e funcionalidades claras. Mesmo quem nunca usou um aplicativo desse gênero não terá dificuldade em aproveitar todos os recursos disponíveis.

5. Formatação 
Para quem perdeu a esperança de reconquistar a velocidade que o smartphone tinha quando saiu da loja, a formatação de fábrica pode deixá-lo novo em folha. Nas configurações, escolha a opção "Fazer backup e redefinir". Salve seus arquivos antes de restaurar os dados de fábrica ou irá perdê-los. Quando reiniciar, atualize o sistema. Você notará que o smartphone ficou mais rápido e os travamentos diminuíram.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

PGR pode investigar pensão pedida por Moro a Bolsonaro

Na sexta-feira (24), ao se despedir do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro afirmou que a única condição que impusera ao presidente Jair Bolsonaro para entrar no governo foi uma pensão para sua família caso ele morresse no trabalho.

Nesse domingo (26), o ex-ministro afirmou ao Estado que o pedido foi "genérico" e que uma pensão deste tipo precisaria ser criada por meio de uma lei.

"Foi uma solicitação genérica de pensão para a minha família caso fosse assassinado no combate ao crime organizado, a concessão dependeria de lei nova", disse Moro. Segundo ele, o benefício seria similar ao que é pago para ex-combatentes e só valeria caso fosse assassinado por organizações criminosas.

O pedido do ex-juiz da Lava Jato foi interpretado como uma ilegalidade na opinião pública. O deputado federal Rui Falcão (PT-BA) pediu sábado à Procuradoria Geral da República (PGR) que investigue uma possível solicitação de vantagem indevida por Moro.

"Pedi apenas que, já que nós íamos ser firmes contra a criminalidade, que se algo me acontecesse, pedi que a minha família não ficasse desamparada sem uma pensão. Foi a única condição que eu coloquei para assumir essa posição específica no Ministério da Justiça", afirmou o ex-juiz da Lava Jato na sexta-feira.

Ao Estado, ele explicou que também estava preocupado com a perda de 22 anos de contribuição previdenciária a que tinha direito por ter sido juiz federal.

Questionado, o Ministério da Justiça não respondeu se a proposta de criar uma pensão para quem combate o crime organizado foi adiante. Também procurada, a Presidência da República não se pronunciou.

Apuração
Após as explicações de Moro, advogados disseram que o pedido que ele fez a Bolsonaro ainda pode ser alvo de apuração por ferir o princípio da impessoalidade, que define que gestores públicos devem atuar de maneira imparcial, sem se beneficiar de suas próprias decisões.

"Quero entender que benefícios pessoais foram prometidos como condicionante ao aceite do cargo de ministro (por Moro). Ou se aceita a nomeação ou não. Não existe lei que dê base a isso", afirmou o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz.

Presidente do Sindicato dos Advogados de São Paulo, Fábio Gaspar disse que as denúncias "precisam ser apuradas" antes de se emitir um parecer.

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook

Em Missão Velha, Câmara de Vereadores recua e retira de votação projeto enviado pelo prefeito de quase 700 mil reais

Após reação da oposição e da população, o presidente da Câmara de Vereadores de Missão Velha, José Nairton (PT), recua e retira da pauta a votação para o projeto encaminhado pelo executivo que dispõe sobre a implantação da base do SAMU, que foi inaugurada recentemente.

O projeto foi retirado da pauta na sessão, realizada via videoconferência, na última quarta-feira (22), a pedido da bancada da oposição. Segundo o executivo, o projeto de aporte de 682 mil reais para implantação, manutenção e gerenciamento do Serviço Médico de Urgência (SAMU), seria para contratação, material de consumo, aluguel do imóvel, obrigações patronais, equipamentos e material permanente, ente outros serviços.

A oposição junto com a opinião pública criticou o teor e a forma apressada pelo prefeito Diego Feitosa, do projeto de quase 700 mil reais que sairia dos cofres do município. O valor exorbitante causou estranheza na população e foi alvo de manifestação nas redes sociais. Este projeto teria passado despercebido se não fosse a ação de mobilização dos vereadores da base de oposição.

Na implantação do Samu Ceará (192), o Governo do Ceará, através da Secretaria da Saúde, responde pela operacionalização do serviço, desde o treinamento dos profissionais, passando pelo pagamento dos salários até a gestão do serviço. O Ministério da Saúde participa com a liberação das ambulâncias e os municípios cedem o prédio ou instalações para o funcionamento do Samu Ceará 192.

Vale lembrar que a sede do SAMU, em Missão Velha, está bem estruturada, incluindo cerca elétrica, infraestrutura adequada e equipada.

A matéria será pauta na sessão da Câmara na próxima quarta-feira (29).

Curta nossa página no Facebook

A corrida acelerada por uma vacina contra o coronavírus

O surto começou na China. O patógeno responsável pela doença veio da grande família viral denominada coronavírus (CoV). Em poucos meses, dezenas de países somaram milhares de infectados, com mortes se sucedendo. Criou-se, então, uma demanda global por uma vacina. O quadro lhe soou familiar? Seguramente. Mas eis o dado desconcertante: não, as palavras acima não dizem respeito à atual pandemia que varre o planeta. A referência é ao que ocorreu em 2002 a partir da província de Guangdong, onde surgiu a Sars (sigla em inglês para síndrome respiratória aguda grave). Ela contaminou 8 000 pessoas e matou cerca de 800. No entanto, como foi controlada, os esforços para a produção de uma vacina cessaram. Em 2012 aconteceria algo semelhante com o Mers-CoV, causador da síndrome respiratória do Oriente Médio. Diante de tais antecedentes, é incontornável perguntar: haverá vacina contra o novo coronavírus, o Sars-CoV-2? Se sim, quando afinal?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem atualmente setenta vacinas em desenvolvimento contra a Covid-19. Contudo, poucas estão sendo testadas em humanos. Há duas nos Estados Unidos, uma na Alemanha e outra feita pela empresa CanSino Biologics, de Hong Kong, junto com o Instituto de Biotecnologia de Pequim. No Reino Unido, a Universidade de Oxford planeja testar uma nova vacina em 500 pessoas já no mês de maio. Os pesquisadores ingleses são os que têm a previsão mais otimista entre seus pares mundo afora: eles imaginam que a vacina contra o novo coronavírus estará aprovada já no próximo mês de setembro. Os demais cientistas falam em fins de 2021, pelo menos.

O entusiasmo dos ingleses tem uma explicação: o ritmo acelerado das pesquisas. Um dos protótipos americanos, por exemplo, pulou o teste em cobaias, uma das etapas que, em ocasiões normais, seria indispensável (veja o quadro abaixo). Os órgãos reguladores costumam exigir provas de que um imunizante é seguro quando aplicado em animais de laboratório antes de liberar o teste em humanos. A justificativa para a ausência dessa fase no caso americano é que a vacina não se vale de um “vírus enfraquecido”, como o usual, e sim de um fragmento de seu material genético. A ideia, ainda não comprovada, é que isso basta para convocar uma resposta imunológica robusta do organismo — e sem tanto risco.

Outra etapa que poderá ser rifada se encontra exatamente em uma das fases de testes em humanos. O protocolo de segurança de vacinas exige que, antes de sua liberação, haja a inoculação em grande número de indivíduos durante um período extenso — no mínimo um ano. Entretanto, já se acredita nos meios científicos que a vacina ficará disponível tão logo seja provado que não provoca grandes efeitos colaterais em pessoas dos grupos de risco, eliminando-se a testagem em massa. Com isso, ganha-se uma redução de ao menos seis meses no processo. “O atalho regulatório é muito atípico e reflete a urgência de desenvolver vacinas para conter a Covid-19”, diz o imunologista gaúcho Jorge Kalil, diretor do Laboratório de Imunologia do Incor, responsável por uma das pesquisas em tal frente em andamento no Brasil.

Há, todavia, um temor recorrente em todos esses trabalhos: o da mutação do vírus. À medida que o microrganismo se reproduz, ele pode gerar “erros” em seu genoma que são transferidos para suas futuras cópias. Nesse ponto, porém, existe um aspecto positivo. Em um artigo publicado na revista americana Science, Andrew Rambaut, biólogo molecular da Universidade de Edimburgo, na Escócia, explica que o Sars-CoV-2 acumula, em média, uma ou duas mutações por mês. Esse ritmo é de duas a quatro vezes menor que o do vírus da gripe comum — que exige uma nova imunização a cada ano.

No passado, quando as vacinas não existiam, a Terra era um lugar bem mais perigoso para viver. Coincidentemente, a China foi o primeiro país a descobrir uma forma rudimentar de vacinação, ainda no século X: a prática da “variolação” consistia em expor indivíduos saudáveis a tecidos das feridas causadas pelas doenças para aumentar a imunidade das populações. Oito séculos mais tarde, o médico britânico Edward Jenner fez um experimento com um menino de 8 anos chamado James Phipps: inseriu pus de uma ferida de varíola bovina no garoto, que teve sintomas leves e ficou imune à varíola humana. Em 1798, os resultados foram publicados, e a palavra vacina — vaccine, em inglês, originária do latim vaccinus, que significa “de vaca” — foi cunhada. Desde então, cada vez mais pessoas, milhões delas, deixaram de morrer vítimas de um sem-número de vírus. Há motivos, sim, para acreditar que esse será o antecedente histórico que se repetirá com a Covid-19.

Fonte: Veja

Curta nossa página no Facebook

Desembarca carga de quase 90 toneladas de insumos comprados pelo Governo do Ceará para combater a Covid-19

Aterrissou no Aeroporto de Fortaleza, na tarde deste domingo (26), o avião fretado pelo Governo do Ceará com carga de quase 90 toneladas de insumos comprados diretamente da China. O material, adquirido com recursos do Estado, chegou em uma aeronave da Ethiopian Airlines e era composto de equipamentos de proteção individual (EPIs) e testes para detecção da Covid-19. É o mesmo que já está sendo utilizado no Brasil e no mundo, com qualidade garantida.

Ao todo o Governo do Ceará adquiriu mais de 270 toneladas de insumos, o que significa que logo outros aviões estarão aterrissando em terras cearenses trazendo mais equipamentos importantes nesse momento de pandemia. “No Brasil e no mundo esse material tem sido fundamental para garantir a segurança dos profissionais de saúde e minimizar os efeitos dessa pandemia para a população. Novos carregamentos estão previstos para chegar em breve. Não mediremos esforços em medidas que visam proteger nossa população”, disse o governador do Ceará, Camilo Santana.

O secretário estadual da Saúde dr. Cabeto acompanhou a chegada dos insumos. Sobre o transporte, explicou que a melhor proposta foi da Ethiopian Airlines, com tempo muito relativo de vôo e que toda a logística foi feita da melhor maneira. “O pouso aconteceu na capital da Etiópia e depois no Togo, tudo muito rápido, só para abastecimento, sem exposição da carga, para que a gente tivesse a garantia de que chegasse no menor tempo possível”, explicou o secretário Cabeto.

Ainda de acordo com Cabeto, o aporte está dentro do planejamento do Estado. “Inclusive de auxílio aos municípios para que a gente possa ampliar e garantir segurança a todos os profissionais da saúde”. O secretário ressaltou que este é um problema enfrentado no mundo todo.

“É uma carga substancial e estamos negociando para que os próximos voos sejam com respiradores. O Ceará tem mostrado resposta, mas nós sabemos das dificuldades e, principalmente, temos que atender aqueles que estão atendendo. Em resposta a isso, está aqui esta carga de 90 toneladas, que foi planejada para três meses, porque nunca se faz um planejamento desse para curto prazo. Quase nenhum Estado conseguiu trazer um carregamento com essa dimensão”, avaliou.

Protocolo
O secretário da Saúde afirmou também que testes serão enviados aos municípios. “Vamos centralizar primeiro nos hospitais, profissionais de segurança e casos suspeitos. Vamos disponibilizar nas Upas para aqueles que tenham mais de cinco dias de sintomas. Agora, vale ressaltar que esses testes vão se juntar a outros 120 mil que serão feitos inclusive com drive thru”.

Curta nossa página no Facebook