Bolsonaro demite Mandetta, anuncia Teich na Saúde e avisa: 'Temos que reabrir emprego'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou hoje, durante pronunciamento, a escolha do oncologista Nelson Teich para substituir Luiz Henrique Mandetta, demitido agora há pouco do Ministério da Saúde.

No discurso, o presidente revelou que um dos pontos principais de sua conversa com Teich foi a preocupação em retomar o comércio e as atividades nas cidades, para evitar o desemprego em massa e aumentar a renda das famílias.

"O que conversei com o oncologista dr. Nelson foi fazer com que ele entendesse a situação como um todo, sem apontar a manutenção da vida, sem esquecer que tínhamos outros problemas ao lado disso, que é o desemprego. Junto com o vírus, veio uma máquina de moer emprego. As pessoas mais humildes começaram a sentir primeiro. Não podem ficar em casa muito tempo. Não poderíamos prejudicar os mais necessitados. Não tem como ficar em casa por muito tempo sem buscar alimento", disse Bolsonaro.

O que conversei com o dr. Nelson é que temos que abrir o emprego no Brasil gradativamente. Essa massa de humildes não tem como ficar preso em casa. E pior, quando voltar, não tem emprego
Jair Bolsonaro (sem partido)

No pronunciamento, em que novamente atacou prefeitos e governadores por aplicarem medidas de isolamento social das quais discorda, Bolsonaro afirmou que o governo federal não dará conta por muito tempo de pagar auxílio emergencial aos trabalhadores informais que teve início na semana passada.

"O governo não tem como manter o auxilio emergencial ou outras ações por muito tempo. Já se gastou R$ 600 bilhões e podemos chegar a R$ 1 trilhão. A vida não tem preço, mas a economia, o emprego tem que voltar a normalidade, não o mais rápido possível, mas tem que se flexibilizar para que não venhamos a sofrer mais com isso", disse ele.

Nós todos, Executivo, Legislativo, Judiciário, temos que ter prudência. O governo não é uma fonte de socorro eterna
Bolsonaro

Os primeiros que sofreram foram os informais. Os empregos de carteira assinada, como temos conversado com toda sociedade, estão sendo destruídos. Se chegar a um nível tal, a volta da normalidade, além de demorar muito, outros problemas aparecerão. Nos preocupamos para que a volta a normalidade chege o mais breve possível. Antes de outras providências, tomamos varias medidas, o auxílio emergencial, o mais importante. O governo não abandonou em momento nenhum os mais necessitados.

Ao lado do presidente, Teich agradeceu pela oportunidade e garantiu não haverá nenhuma determinação "brusca" sobre as políticas de isolamento social, defendida por órgãos de saúde internacional como cruciais para o combate ao novo coronavírus.

A exoneração de Mandetta, segundo Bolsonaro, deve sair nas próximas horas e foi decidida "em comum acordo", após uma reunião de aproximadamente meia hora entre ambos.

"Foi uma conversa bastante produtiva, muito cordial. Ele [Mandetta] se prontificou a participar de uma transição o mais tranquila possível. Em comum acordo, apesar de esse não ser o termo técnico, eu o exonero do ministério nas próximas horas. Foi um divórcio consensual", disse o presidente.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Nova espécie de réptil fóssil é descoberto com participação de pesquisador cearense

Um estudo publicado no último dia 8, apresenta uma nova espécie de réptil fóssil brasileiro, encontrado na Formação Sanga do Cabral, localizada na Bacia do Paraná, no Rio Grande do Sul. Batizado de Elessaurus gondwanoccidens, o animal pertenceu ao período Triássico inferior, data 20 milhões de anos antes do surgimento dos primeiros dinossauros. A pesquisa foi liderada pela paleontóloga Tiane de Olivera, com participação do paleontólogo cearense Felipe Pinheiro.  

O fóssil foi encontrado há 10 anos. Na época, os pesquisadores desenterraram parte de uma perna, o começo da cauda e a cintura pélvica. “Este achado passou muito tempo engavetado. Foi levado a laboratório, limpo, e só depois desse processo, que a gente chama de preparação, pôde ser estudado. Há três anos iniciamos a pesquisa”, explica Felipe.  

Com afinidade com répteis, incluindo o grupo tanistrofeídeos da qual a nova espécie pertence, Felipe foi convidado a orientar Tiane nesta pesquisa. “Essa espécie é de um grupo muito pouco conhecido, principalmente no nosso continente. São animais muito conhecidos na Europa, mas não tinha registro seguro na América do Sul”, ressalta. 

Importância 
A descoberta do Elessaurus gondwanoccidens, traz um contexto muito interessante, segundo Felipe, que além da extinção em massa dos dinossauros, houve uma ainda maior, há 250 milhões de anos, que praticamente dizimou toda a vida na Terra. “Esse animal e tantos outros mostram como foi a recuperação da fauna, que deu origem a uma série de animais, como dinossauros, mamíferos. Ele faz parte da recuperação pós-destruição, tendo um panorama completo de como foi a extinção”, justifica.  

Trajetória 
Nascido em Fortaleza, Felipe, 31, é formado em Biologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), tem mestrado e doutorado em Geociências - Paleontologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) e é professor de Paleontologia na Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Porém, sua trajetória com este campo de pesquisa começou no Sul do Ceará, na Chapada do Araripe.  

Sua paixão por dinossauros começou ainda criança, quando assistiu, pela primeira vez, Jurassic Park (1993), no cinema. “Eu decidi desde criança ser paleontólogo. Fui ao Araripe aos seis anos. Desde aquele tempo”, conta. Aos 21, mudou-se para o Rio Grande do Sul, onde fez seu mestrado e doutorado estudando pterossauros da Bacia do Araripe. “Até hoje vou ao Cariri com frequência. Vou uma vez por ano e passo um bom tempo. É meu lugar favorito no mundo. A região tem uma riqueza que extrapola a paleontologia”, acredita.  

Em 2019, ele liderou junto com o paleontólogo Gustavo Prado uma pesquisa que encontrou uma molécula de melanina na crista de um fóssil de pterossauro de 110 milhões de anos, na Chapada do Araripe. “Normalmente, essas moléculas biológicas se degradam com rapidez. Lá, é comum ver tecidos moles preservados. É um exemplo de preservação excepcional. Prova que o Cariri é um dos melhores lugares do mundo em preservação”, exalta. 

Em comparação a Formação onde foi encontrada o Elessaurus gondwanoccidens, Felipe detalha que é comum encontrar apenas os ossos. “Aqueles com potencial de ficar preservado por um tempo muito maior. Isso é o que encontra aqui e na maior partes das regiões do mundo”, explica. Na Bacia Sedimentar do Araripe, para o pesquisador, é diferente, pois, em poucos minutos é fácil de encontrar vários fósseis de peixes, insetos. “É muito melhor por conta dos tecidos moles. Se a gente comparar a preservação dos fósseis do Rio Grande do Sul, o Araripe dá de dez a zero”, compara o paleontólogo.

Por outro lado, o pesquisador lamenta que no Ceará não tenha uma fiscalização mais rigorosa em cima do seu patrimônio arqueológico como próprio território gaúcho. “É uma coisa que agrava é a precarização da região do Araripe. Até melhorou bastante nos últimos 10 anos, mas sempre foi muito saqueado pelo tráfico de fósseis. Tem que pensar isso como um patrimônio nosso”, finaliza. 

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Agência bancária é multada em R$ 50 mil por descumprir decreto de isolamento social, em Crato

Seis dias após a Prefeitura do Crato, na região do Cariri, assinar decreto prevendo multa para quem descumprisse as medidas de isolamento social, uma agência bancária do Município foi autuada por não inibir a criação de filas. Segundo Renan Xenofonte, procurador do Crato, aglomerações em frente ao banco eram constantes.

O banco foi multado em R$ 50 mil. "A agência já havia sido notificada. A irregularidade se manteve e, agora, aplicamos a multa", detalha Xenofonte. Segundo ele, a instituição financeira pode recorrer e apresentar defesa "que será apreciada pelo Município".

O procudor ressalta ainda que a intenção do decreto municipal não é onerar pessoas físicas ou júridicas, "mas resguardar a saúde de todos" diante da atual pandemia. Esta foi a primeira penalização imposta pelo Município. 

A reportagem do Diário do Nordeste tentou contato com o banco, no entanto, não obtivemos resposta. Um funcionário da agência, no entanto, jusitificou "que as irregularidades apontadas já teriam sido corrigidas". Ele pediu para não ter sua identidade revelada. 

Multa
A multa para os casos de pessoas físicas é de R$ 200; aos microempreendedores individuais, microempresas e empresários individuais, multa de R$ 500; outras pessoas jurídicas, instituições bancárias e financeiras: R$ 50 mil.

De acordo com o documento, as penalidades incidirão em dobro, a cada reincidência, ficando limitada ao montante máximo de R$ 800 mil.

Por André Costa e Toni Sousa

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Covid-19: Governo do Ceará disponibiliza serviço de telemedicina para médicos de UTI e UPA

A partir desta quinta-feira (16), médicos que atuam no enfrentamento à Covid-19 em unidades da rede estadual terão acesso ao serviço de telemedicina. O projeto é uma iniciativa do Governo do Ceará, realizada em parceria entre a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e a Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE).

O serviço funcionará de segunda a sábado, das 8h às 17h, pelo número (85) 98439-0220. Infectologistas, pneumologistas e intensivistas estarão à frente do atendimento, que é voltado para médicos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). O número estará disponível para ligações e em aplicativos de troca de mensagem.

“O serviço vai dar suporte ao profissional médico que precisa da segunda opinião de especialista para discussão de casos de Covid-19”, explica o assessor de Desenvolvimento Institucional da ESP/CE, Francisco José Fontenele Bezerra.

O que é a telemedicina
A telemedicina é um segmento da Medicina que utiliza Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para, a distância, oferecer atendimento a pacientes e orientação a profissionais da área da saúde.

Atendimento à população
Desde março, a população cearense conta com o TeleSaúde, central de atendimento telefônico gratuita para esclarecer dúvidas sobre o coronavírus. O serviço funciona por 24 horas e já recebeu mais de 75 mil chamadas. Em 26% das ligações, as pessoas foram orientadas a buscar uma unidade de saúde. Para entrar em contato, basta ligar 0800 275 1475.

Curta nossa página no Facebook

Paróquia de Santo Antônio, em Barbalha, confirma festa do padroeiro para junho

Igreja Matriz de Santo Antônio
(Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri)
Ao contrário do que divulgou o prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB) nesta terça-feira (14), a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, continua com a tradição e acontece no mês de junho, tendo início no dia 31 de maio, com o hasteamento do mastro, realizado desde 1928 nesta data. A informação passada pelo prefeito dava conta que a festa teria sido adiada para o mês de outubro em comum acordo com a paróquia, por causa da pandemia do novo coronavírus. O pároco Leandro Cavalcanti, da Igreja Matriz, tratou de desmentir rumores nas redes sociais ainda nesta quarta-feira (15).



Para o vereador e líder da oposição Dorivan Amaro (PT), não justifica a prefeitura fazer uma micareta no mês de outubro, já que a festa se realizará no meio do ano, como sempre aconteceu. Afinal, o dia de Santo Antônio é dia 13 de junho. “As missas serão transmitidas nas redes sociais da paróquia, sem aglomeração de pessoas, segundo nota emitida. Isso contradiz uma fala do prefeito, dizendo que a mudança da festa foi em comum acordo entre a administração e a igreja matriz. O padre jamais iria interferir na festa social. Até porque a responsabilidade da igreja é a parte religiosa”, ressaltou.

“Deveria haver sensibilidade por parte do prefeito num momento de crise como esse devido ao novo coronavírus, onde essa pandemia vem se alastrando no Brasil, comprometendo a saúde e a economia de muitas famílias. Temos que evitar gastos e ter compaixão com o ser humano. Esse não é o momento de pensar em festa. Devemos pensar em políticas que visem melhorar a vida das pessoas, como doação de cestas básicas. Eu proponho que, no lugar do gestor fazer essa grande festa social, ele pegue todo esse recurso que seria usado no evento, compre 10 mil cestas básicas e doe para as famílias carentes do nosso município, que estão em quarentena sem poder trabalhar e sem ter como levar o seu alimento para suas casas”, finaliza.

Tradição
Reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, em 2015, pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio tem como momento marcante o carregamento de uma árvore que serve como mastro da bandeira do padroeiro. Ano passado, aproximadamente 250 homens carregaram nos ombros um angico de 26 metros, pensando cerca de duas toneladas, por mais de três quilômetros, do sítio Roncador até o Centro da cidade, na Igreja Matriz de Santo Antônio.

A passagem do Pau da Bandeira pela Rua do Vidéo, que concentra o maior número de visitantes, é um dos momentos mais inesquecíveis da festa. Milhares de pessoas se espremem, enquanto a árvore é transportada. Com o cansaço do percurso, os homens soltam o tronco no chão. É neste momento que dezenas de pessoas rompem o cordão de isolamento e lutam para tocar no pau da bandeira. A fé popular acredita que tem toca o símbolo poderá conseguir um casamento.

Por Samuel Pinheiro

Curta nossa página no Facebook

Justiça suspende exigência de regularização do CPF para pessoa receber auxílio de R$ 600

O juiz federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), suspendeu nesta quarta-feira (15) a exigência de regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para que a pessoa possa receber o auxílio emergencial de R$ 600.

A regularização do CPF é uma das exigências da Receita Federal para a pessoa receber o pagamento.

O magistrado tomou a decisão ao analisar uma ação apresentada pelo governo do Pará. Procurada, a Advocacia Geral da União (AGU) informou que ainda não foi notificada da decisão.

"Defiro o pedido [...] para determinar a suspensão imediata, em todo o território nacional, da exigência da regularização de CPF junto à Receita Federal, para fins de recebimento do auxílio emergencial", escreveu o juiz na decisão.

"Comunique-se, via e-mail, ao sr. presidente da Caixa Econômica Federal e ao sr. secretário da Receita Federal, para fins de ciência e cumprimento desta decisão, adotando-se as medidas necessárias para essa finalidade, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, sob pena de multa pecuniária, no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), por dia de atraso", acrescentou.

Questionada sobre a decisão, a Receita Federal informou que o decreto que regulamentou o pagamento do auxílio emergencial estabeleceu a obrigatoriedade do CPF. "À Receita Federal cabe a gestão cadastral do CPF e não a definição dos requisitos exigidos para a inscrição no programa do auxílio emergencial", completou.

Procurada, a Caixa Econômica não se manifestou sobre a decisão judicial até a última atualização desta reportagem.

Aglomerações
A dificuldade das pessoas de regularizar o CPF tem provocado filas em todo o país.

Na decisão, o magistrado afirmou que a formação de fila provoca aglomerações e este tipo de situação representa "manifesta contrariedade" às medidas de distanciamento social, recomendadas pelas autoridades de saúde, entre as quais o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

"As aglomerações, com sérios e graves riscos à saúde pública, continuam a se realizar, o que tem o condão de provocar o crescimento exponencial e acelerado da curva epidêmica, para atender à finalidade exigida pelo decreto regulamentar: de que sejam regularizadas as indigitadas pendências alusivas aos CPFs dos beneficiários junto à Receita Federal", escreveu.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Apenas quatro municípios do Cariri têm estrutura para atender casos graves da Covid-19, aponta estudo

Diante do aumento no número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, os serviços de saúde, públicos e privados, se movimentam para atender a demanda crescente no número de infectados. Os casos graves da doença requerem maior atenção, já que necessitam de equipamentos importantes, mas nem sempre disponíveis.

Apesar dos esforços para preencher as lacunas, um levantamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado neste mês, aponta que apenas oito municípios cearenses contam com estrutura suficiente para atender casos graves da doença. Somente Crato, Crateús, Barbalha, Juazeiro, Iguatu, Brejo Santo, Fortaleza e Sobral apresentam a quantidade mínima dos equipamentos considerados necessários pela Fiocruz.

O levantamento foi realizado em fevereiro, tido como o marco-zero para avaliar as medidas adotadas nos meses seguintes. O estudo considera os municípios que possuem Unidades de Pronto Atendimento (UTIs) e respiradores ou ventiladores, monitores de ECG, desfibriladores, bombas de infusão e tomógrafos. "É preciso um pacote. Há, por exemplo, pacientes que não vão para o leito de UTI, mas que precisam ter uma estabilização", avalia Margareth Portela, pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz.

O critério para a maioria dos equipamentos foi ter ao menos um para cada 10 mil habitantes. Se o município possui 20 mil pessoas, por exemplo, e apenas um equipamento, ele não está apto. "No caso dos tomógrafos e leitos de UTI, que normalmente nós já temos bem menos, assumimos que teria que ser uma taxa maior que zero, ou seja, pelo menos um na cidade", detalha a pesquisadora. O conjunto dos insumos é considerado essencial na qualidade do atendimento ao paciente.



Por conta do critério adotado, os municípios de Quixeramobim e Maracanaú, que possuem exemplares de todos os equipamentos citados pela Fiocruz, não entraram na lista. Por sua vez, todos os outros 170 municípios apresentavam, em fevereiro, a falta de pelo menos um dos insumos.

O coordenador médico da emergência adulta do Hospital Regional Norte, em Sobral, ressalta que cada situação precisa ser vista de forma pontual. "A história e o exame do paciente, associados a exames de laboratório e tomografia de tórax, podem ajudar no diagnóstico e melhor tratamento do paciente", ressalta Alan Muniz, destacando a importância de cada um dos equipamentos. As análises realizadas pela Fiocruz tiveram como base dados obtidos por meio do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), consultados em fevereiro.

Redes de Saúde
O conjunto dos equipamentos listados pela Fiocruz é necessário para a estabilização e manutenção da vida ou diagnóstico preciso dos pacientes. "O perfil de uso que temos observado é de um atendimento mais duradouro, com mais tempo hospitalar, por isso é preciso uma estrutura na rede. Mas não existe mágica. Nesse momento, é preciso estruturar lugares que já contam com o mínimo", destaca Margareth.

Por conta da limitação do sistema, centros de referência vem sendo utilizados como solução viável, porém, o transporte para fazer a ponte entre os pequenos municípios e a unidade central precisa eficiente. "Teoricamente, não precisamos ter recursos mais complexos em todos os equipamentos. A ideia da regionalização é exatamente no sentido de organizar alguns municípios e ter algum centro de maior complexidade em uma cidade, que sirva de referência", ressalta.

A presidente Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems), Sayonara Cidade, reconhece que as cidades listadas já atuam como rede de referência assistencial. "Estão recebendo investimentos, construindo hospitais de campanha e ampliando suas estruturas para não sobrecarregar a rede de Fortaleza", destaca. Os municípios estão em processo de organização local, com a reformulação dos Planos de Contingência com base no Plano Estadual.

Regional
No Hospital Regional do Cariri, por exemplo, referência para 45 municípios e população estimada de 1,5 milhão, 15 pacientes estão internados em estado grave, todos ainda aguardando o resultado para Covid-19. A diretora geral da unidade, Demostênia Coelho Rodrigues, explica que, neste momento, a prioridade é ampliar os leitos de UTI. Antes da pandemia, haviam 50 leitos de UTI, mas o HRC tem passado por adaptações dentro de sua estrutura e criou mais 35. O número deve, ainda, saltar de 35 para 60 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. "Os demais com retaguarda para outras patologias. Havendo necessidade, vamos tentar nos readaptar. Pode ser que o número cresça, que transforme leitos de enfermaria em UTI", antecipa a gestora.

Quanto aos equipamentos, segundo a diretora, tudo que foi solicitado ao Estado, até agora, tem sido entregue, inclusive os itens de proteção aos seus profissionais.

Além da unidade do Cariri, o governo anunciou, nesta semana, a ampliação de leitos e aquisição de insumos para outras unidades do interior. O objetivo é minimizar os impactos e dar suporte ao atendimento a casos moderados e graves da doença. O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, receberá mais 20 leitos de UTI, que se somarão aos 40 já existentes. O hospital atende cerca de 631 mil habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central. "A nossa expectativa é que possamos dobrar o número de leitos de UTI nos hospitais públicos do Estado e também naqueles que fazemos parcerias, filantrópicos ou municipais durante esse enfrentamento", garantiu o governador do Ceará, Camilo Santana, na última segunda-feira (13).

No Hospital Regional Norte, em Sobral, serão construídos mais 36 leitos de UTI para tratamento de casos de Covid-19. O hospital já conta com 50 leitos e atende 55 municípios. Em nota, o HRN informou que "a ampliação já está sendo operacionalizada na proporção da chegada dos equipamentos, insumos e composição dos recursos humanos".

Atualmente, mais de 60 municípios já confirmaram casos da doença. Segundo o governador, algumas das cidades que receberão estes leitos são Maracanaú, Caucaia, Itapipoca, Icó e Crateús. Além disso, Camilo ressaltou a importância de equipamentos adquiridos na China que ajudarão na assistência. "Não é só querer ampliar os leitos, precisamos ter o equipamento mais importante que é o respirador, porque esse vírus causa graves problemas respiratórios".

A reportagem entrou em contato com a Secretaria da Saúde do Ceará para saber quais cidades receberão os insumos, dentre eles, equipamentos citados pela Fiocruz, mas não obteve resposta.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

16 de abril

1520 – Habitantes de Toledo, no Reino de Castela, iniciam uma revolta como protesto às pretensões do governo de Carlos I de retirar poderes às comunidades locais.
1917 – Vladimir Lenin regressa a Petrogrado do exílio na Suíça.
1922 – É assinado o Tratado de Rapallo, no qual a Alemanha e a União Soviética restabelem relações diplomáticas.

Nasceram neste dia…
1889 – Charlie Chaplin (foto), ator e produtor cinematográfico britânico (m. 1977).
1908 – António Lopes Ribeiro, cineasta português (m. 1995).
1927 – Papa Bento XVI, líder católico.

Morreram neste dia…
1859 – Alexis de Tocqueville, historiador e cientista político francês (n. 1805).
1972 – Yasunari Kawabata, escritor japonês (n. 1899).
2007 – Maria Lenk, nadadora brasileira (n. 1915).

Fonte: Wikipédia

Ceará tem 137 profissionais da saúde afastados por suspeita de coronavírus; 4 morreram

Pelo menos 137 profissionais da área da saúde foram afastados das funções por suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus, até esta quarta-feira (15). De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), 28 deles já tiveram os testes positivos para Covid-19. Além disso, quatro profissionais morreram em decorrência da doença, mas a Secretaria da Saúde não forneceu informações sobre os casos específicos.

O Ceará superou a marca de 2 mil casos de Covid-19. Ao todo, foram confirmados 2.146 registros e 111 mortes, até esta quarta-feira.

Entre os profissionais que atuam diretamente no trabalho com pacientes diagnosticados com Covid-19, médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos ou auxiliares em enfermagem são os mais atingidos pelo vírus. Os números são de um levantamento feito pela Sesa, com base em dados da Secretaria Executiva de Planejamento e Gestão Interna.

Os profissionais da saúde que já tiveram os exames confirmados para coronavírus são das seguintes funções:
  • 8 técnicos, auxiliares ou assistentes de enfermagem
  • 5 médicos
  • 3 três enfermeiros
  • 1 dentista
  • 1 atendente de consultório dentário
  • 1 técnico de laboratório
  • 9 profissionais ligados em outras atividades da saúde

A Sesa também divulgou que outros 109 profissionais estão com suspeita da doença no estado. Na lista estão assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, farmacêuticos, técnicos de laboratórios e técnicos de radiologia.

Mortes por Covid-19
Entre as quatro mortes de profissionais da saúde ligados ao enfrentamento da Covid-19 está a de um maqueiro de 51 anos de idade, que trabalhava como prestador de serviços no Instituto Dr. José Frota (IJF). A morte foi confirmada nesta terça-feira pela própria unidade hospitalar.

Outro caso confirmado pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren-CE), nesta terça-feira, foi a morte de uma técnica de enfermagem ligada à rede estadual de saúde. Ela estava internada no Hospital São José, em Fortaleza, e faleceu em decorrência de complicações ocasionadas pelo coronavírus.

No dia 10 de abril, uma médica morreu na cidade de Iguatu, interior do Ceará, conforme a Secretaria Municipal de Saúde. Ela ficou internada na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital São Camilo por mais de dez dias. A médica chegou a ser entubada, mas não resistiu à infecção pulmonar.

Já o Sindicato dos Médicos do Ceará (Sindimed-CE) confirmou no dia 2 de abril a morte de um médico radiologista de 43 anos em decorrência da Covid-19. O profissional morreu em decorrência de encefalite viral provocada pela infecção pelo coronavírus.

A Secretaria da Saúde do Ceará informou que não detalha mais casos específicos sobre as mortes em decorrência do coronavírus.

O médico Edmar Fernandes, presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará (Sindimed-CE), analisa os dados com receio.

“Está caindo os soldados que estão lutando nessa guerra. São os grandes protagonistas nessa luta. É por eles que saem os diagnósticos e também a intubação de pacientes mais graves. Por isso a nossa luta pelos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Como no mundo, a expectativa é que 20% dos profissionais sejam atingidos”, explica o presidente.

Outras ações estão sendo tomadas pelo Sindimed-CE. Diante do aumento preocupante de casos de Covid-19 e a constante exposição a agentes insalubres biológicos, junto a pacientes e objetos hospitalares infectados pelo vírus SARS-CoV-2, a entidade, através da de assessoria jurídica, ajuizou, na semana passada, Ação Coletiva com Pedido de Tutela de Urgência, em face do Município de Fortaleza e do Instituto Doutor José Frota (IJF).

A classe solicitou o reconhecimento e majoração dos adicionais de insalubridade para o grau máximo, de 40%, em virtude do estado de exposição permanente dos médicos.

Na percepção de Ana Paula Brandão, presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE), os números dos profissionais afastados são preocupantes.

“Os enfermeiros, técnicos e auxiliares são os primeiros a receber esses pacientes. A redução desses profissionais pela doença vai diminuir o poder de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Ana Paula Brandão conta ainda que a entidade tem uma grande preocupação com a atenção primária na capital cearense. “É onde detém o maior numero de casos e denúncias. O profissional de enfermagem que está trabalhando na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está atuando todos os itens necessários, mas quem está na atenção básica não vem recebendo os devidos cuidados”.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Como evitar a gripe?

Atire o primeiro lenço sujo quem nunca sentiu os sintomas de uma gripe: calafrios, dor do corpo, nariz entupido, febre, cansaço, sono… Em pouco tempo, esse monte de problemas derruba qualquer um. Daí, é preciso ficar de cama mesmo e tomar uma série de comprimidos para aliviar esses incômodos. Mas será que é possível evitar a doença e passar pelo outono/inverno sem sofrer com essas chateações?

Sim, existem maneiras cientificamente comprovadas de reduzir a probabilidade de ser infectado pelo vírus influenza, o causador da enfermidade. A primeira é tomar uma dose anual da vacina, disponível nos postos de saúde para alguns públicos, como as gestantes, as crianças, os professores e os profissionais da saúde (veja a lista completa aqui). O objetivo da vacinação é proteger populações mais vulneráveis e, assim, abreviar o impacto da gripe em toda a sociedade.

“Para os grupos com imunização indicada, tomar a vacina não é apenas uma questão individual, de proteger a si próprio, mas passa também por cumprir o papel de cidadão, pois contribui para baixar a taxa de circulação do vírus em toda a comunidade”, chama a atenção a pediatra Flávia Bravo, gerente médica do Centro Brasileiro de Medicina do Viajante.

Outros jeitos de evitar a gripe
Vale a pena ainda colocar outras atitudes em prática. Uma delas é lavar as mãos com regularidade, principalmente ao chegar em casa, no trabalho ou na escola. Imagine em quantos lugares você passa a mão ao longo do dia: maçanetas, barras do ônibus e do metrô, corrimões, botões de elevadores… Quem garante que um sujeito gripado não passou ali antes e espalhou um monte de vírus nessas superfícies?

Nossos dedos são um dos grandes veículos de infecção pelo influenza. Se eles estão sujos, acabam levando à boca, ao nariz e aos olhos um monte de agentes infecciosos, que atacam as células dessas regiões de nosso corpo. Portanto, é bom ficar atento e, se possível, restringir o número de vezes que você leva as mãos até a face para coçar ou cutucar a pele.

Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca de preferência com o antebraço. Desse modo, você impede que aquelas pequenas gotículas de saliva (outra forma relevante de contágio) fiquem suspensas no ar e entrem no sistema respiratório de um indivíduo que dê o azar de passar por ali nesse mesmo momento. E por que não usar as mãos? Ora, você a usa muito mais do que o antebraço para cumprimentar pessoas, apoiar-se no ônibus…

Outra dica esperta é manter os ambientes bem arejados: deixe as portas e janelas de sua casa abertas pelo maior tempo possível. Nos meses mais frios do ano, tendemos a nos manter enclausurados e próximos de outras pessoas, o que eleva o perigo de contrair uma gripe. Ao permitir que o ar circule no quarto, na cozinha e na sala, o risco de o vírus ser transmitido de um sujeito para o outro cai consideravelmente.

Células de defesa em forma
E como manter o sistema imunológico de prontidão para rebater qualquer invasão microscópica? Não há muito segredo por aqui: basta ter uma alimentação variada e equilibrada e uma rotina ativa, com a prática regular de atividade física.

Compostos específicos, como a vitamina C dos frutos cítricos e o selênio da castanha-do-pará, até ajudam e são importantes dentro do contexto de uma dieta saudável. Mas que fique claro: eles não fazem milagres como se divulga por aí.

Se, apesar de todas essas medidas, você ficar gripado, é bom permanecer em casa mesmo. O repouso é essencial para se recuperar com rapidez. Além disso, ao ficar de cama, você não vai passar o vírus para os colegas de trabalho ou da escola. Se a situação piorar, com aumento de febre, mudança na coloração do catarro e fortes dores pelo corpo, chegou a hora de procurar o pronto-socorro e, assim, iniciar um tratamento específico.

Fonte: Saúde é Vital!

Curta nossa página no Facebook

Ônibus clandestino que partiu de São Paulo é interceptado em Icó

Um ônibus clandestino que partiu do estado de São Paulo foi interceptado pela Polícia Militar no município de Icó, no Ceará, na noite desta terça-feira (14). Um decreto estadual proibiu o transporte intermunicipal e metropolitano no Ceará e estabeleceu barreiras sanitárias nas divisas do estado, para prevenir o contágio da Covid-19.

Equipes da PM, do Conselho Nacional de Trânsito (COTRAN), da Guarda Municipal de Icó e da Vigilância Sanitária foram deslocadas após denúncia anônima sobre a chegada do ônibus no distrito de Cascudo.

Segundo o COTRAN, o veículo foi retido pois não tem autorização para circular. O motorista foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Icó, onde foi realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência por desobediência (TCO).

Três pessoas, dois adultos e uma criança, desembarcaram no Centro de Icó e foram cadastrados pela vigilância sanitária. Eles não apresentaram sintomas aos primeiros testes e devem ser acompanhados pela secretaria de saúde municipal.

De acordo com o motorista, outros sete passageiros desembarcaram no distrito de Cascudo, antes do ônibus ser interceptado. Não há informação sobre o destino desses passageiros.

Até o último dia 8, pelo menos 75 veículos clandestinos foram interceptados, de acordo com o Detran.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Mandetta avisa equipe que será demitido e que Bolsonaro procura substituto

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, avisou sua equipe na noite desta terça-feira (14) que Jair Bolsonaro já procura um nome para o seu lugar e que deve ser demitido ainda nesta semana.

Ele conversou com integrantes da pasta em clima de despedida após a entrevista coletiva da qual participou no Palácio do Planalto.

De acordo com relatos, Mandetta avisou que combinou de esperar a escolha do substituto e de ficar até a exoneração de fato ocorrer. Alguns membros da equipe sugeriram que ele pedisse demissão imediatamente, mas a ideia foi rejeitada pelo ministro.

Antes da coletiva, Mandetta esteve presente na reunião do conselho, com Bolsonaro e os demais ministros. Segundo relatos, o chefe da Saúde ficou em silêncio durante todo o encontro.

Desde que a guerra fria envolvendo os dois teve início, Bolsonaro já ameaçou algumas vezes demitir o ministro, mas até agora não concretizou o plano.

Como mostrou a Folha de S.Paulo, o apoio que Mandetta (Saúde) tinha no núcleo militar do Palácio do Planalto para continuar no cargo perdeu força na noite de domingo (13), após a entrevista dada por ele no Fantástico. O tom adotado foi avaliado pela cúpula fardada como uma provocação desnecessária.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

Coronavírus: Camilo ampliará o isolamento em mais uma semana, no mínimo

A coluna do Egídio Serpa, no jornal Diário do Nordeste, apurou nesta quarta-feira (15), junto a uma fonte do Palácio da Abolição que o governador Camilo Santana prorrogará por mais uma semana, no mínimo, a validade do seu decreto que impôs o isolamento social – todos em casa – e proibiu atividades econômicas, com exceção das consideradas essenciais.

O isolamento social está previsto para terminar na próxima segunda-feira, dia 20, segunda-feira.

Ontem à noite, falando por vídeo conferência com diretores do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon), o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, anunciou que a pandemia do coronavírus chegará ao pico no vindouro mês de maio, quando o número de óbitos, somente em Fortaleza, chegará a 250 por dia.

Esta revelação do secretário da Saúde assustou os empresários da construção civil - que imaginavam reabrir seus canteiros de obra na próxima semana - e deverá embasar a decisão do governador de ampliar por até mais 15 dias o isolamento social.

A fonte do Palácio da Abolição, com acesso direto ao governador, explicou que o isolamento social tem dificuldade de ser cumprido na periferia da capital e em cidades do interior do Estado.

Mas, em Fortaleza, já se uniram a Guarda Municipal e a Polícia Militar, que estão desde hoje percorrendo os bairros da cidade, instruindo a população a evitar aglomerações e a permanecer em casa.

O isolamento tem o claro e correto objetivo de evitar a propagação do coronavírus, ao mesmo tempo em que o governo investe na melhora da estrutura de saúde pública, principalmente a hospitalar.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Justiça interdita empresa de calçados em Juazeiro do Norte

A 3a Vara Cível da Comarca de Juazeiro do Norte determinou, na última segunda-feira (13), a interdição imediata da empresa “Inbop Indústria de Borracha e Polímeros LTDA”. Segundo o pedido da 9a Promotoria de Justiça da Comarca de Juazeiro do Norte, o empreendimento já atua desde 2011 sem licença ambiental e vem causando efetivo dano ao meio ambiente. Foi determinada, ainda, uma multa diária no valor de cinco mil reais em caso de descumprimento da liminar.

Segundo a promotora de Justiça Efigênia Coelho, “é imperiosa a imediata interrupção das atividades, até que a empresa se adeque aos padrões exigidos pelo órgão ambiental e obtenha licença de operação, bem como a efetiva reparação do dano já causado. A coletividade e o meio ambiente não podem sucumbir face às irregularidades existentes”, pondera a representante do Ministério Público do Ceará (MPCE).  

Após provocação da Promotoria, foi verificado que a empresa já responde por dois processos administrativos junto à Autarquia Municipal de Meio Ambiente (Amaju), um de 2015 e outro de 2016, que constatou a falta de licenciamento e solicitou a regularização ambiental do empreendimento. Técnicos do Ministério Público verificaram, ainda, a disposição inadequada dos resíduos produzidos pela fábrica.

"Constata-se que a requerida vem demonstrando inequívoco descaso pelas leis ambientais e mostra-se contumaz em praticar infrações administrativas que reverberam em danos ao meio ambiente, além de haver incorrido nos tipos penais contidos no art. 60 da Lei 9.605/98 e o art. 66 do Decreto Federal 6.514/0”, aponta a 9a Promotoria de Justiça de Juazeiro do Norte na Ação Civil Pública (ACP) apresentada à Justiça no dia 2 de abril.

Na ACP, o MPCE requereu liminarmente a interrupção do funcionamento da empresa enquanto não possuir licença ambiental de operação e se adequar aos padrões de emissão de efluentes líquidos fixados pelo órgão ambiental competente; e a condenação do réu para reparação de todos os danos ambientais, materiais, morais e coletivos.

Curta nossa página no Facebook

Bolsonaro 1º, Rei de Banânia, é pior do mundo na opinião do Washington Post

Durante a campanha eleitoral e nos primeiros meses do governo, o presidente Jair Bolsonaro alimentava a fantasia de que o mundo reconheceria que o Brasil, finalmente, teria conseguido eleger um presidente à altura de sua grandeza. E prometia alçar o país a altitudes inéditas. Pois é... Bolsonaro conseguiu, finalmente, ser considerado o primeiro num ranking definido pelo jornal americano The Washington Post.

O jornal publicou nesta terça um editorial já bastante eloquente deste o título: "Líderes põem vidas em risco ao minimizar coronavírus. Bolsonaro é o pior".

Entenderam? O jornal, que pertence a uma empresa da holding controlada por Jeff Bezos — o homem da Amazon, o que implica o alcance global de suas formulações —, considera que Bolsonaro é hoje, no mundo, o governante que mais põe vidas em risco em razão do trato que dispensa à pandemia.

De fato, o planeta reconhece a particularidade do líder brasuca. Como ele anteviu que aconteceria. O presidente brasileiro também é personagem de um texto da revista inglesa The Economist desta semana intitulado "Jair Bolsonaro isolou a si mesmo. E do lado errado". Lê-se lá: "Boa parte do governo o trata como aquele parente difícil, que exibe sinais de insanidade".

O editorial do Washington Post, note-se, traz vários pontos de coincidência com o texto da Economist, o que não surpreende. Veículos que têm influência global acabam por plasmar leituras sobre personagens da vida pública mundo afora que não se desfazem com facilidade. Estamos falando daquela que é considerada a mais importante revista do mundo e de um dos mais influentes jornais dos EUA e do planeta.

Não é pouca coisa. A conclusão inafastável é uma só: Bolsonaro também faz mal à reputação do Brasil no mundo, e isso, acreditem, tem um preço. Antes do coronavírus, os investimentos estrangeiros já estavam fugindo do Brasil, e dinheiro novo não chegava. Pesava a falta de credibilidade do governo. Quando esse desastre passar, vamos constatar que, no curso da pandemia, a imagem do país terá se deteriorado ainda mais.

Vai ver a isso o presidente brasileiro chamava um "governo sem viés ideológico". Sem viés ideológico e que, na visão do Post, "põe vidas em risco". Quem, com alguma seriedade, vai querer investir num país que tem um líder com esse perfil?

O jornal abre seu editorial afirmando que a pandemia está servindo como uma espécie de teste para avaliar a qualidade da governança. E cita países que se distinguem positivamente: Alemanha, Nova Zelândia, Coréia do Sul e Taiwan. Mas, afirma, o "fundo do barril" — por aqui, diríamos "o fundo do poço" — também é evidente: Belarus, Turcomenistão, Nicarágua e Brasil.

Depois de citar exotismos dos líderes dos outros três países, vem a afirmação que cria uma mácula global no Brasil: "De longe, o caso mais grave de malefício é o do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro". E o post, então, passa a listar as suas ações e declarações sobre a pandemia:

- chamou a Covid-19 de "gripezinha";
- disse que a questão tinha de ser enfrentada como "homem, porra!, não como moleque";
- tentou minar as medidas adotadas pelos 27 governadores contra a disseminação do vírus;
- isentou igrejas e casas lotéricas das medidas de distanciamento social;
- lançou a campanha "O Brasil não pode parar", suspensa pela Justiça.

O jornal chega a afirmar que Bolsonaro emitiu um decreto contra o isolamento social, que teria sido derrubado depois pela Justiça. Isso não aconteceu. Houve apenas a ameaça. Ocorre que, a partir de determinado ponto, tudo passa a ser crível.

O Post lembra que os governadores e o próprio ministro da Saúde exortaram a população a ignorar o presidente, destacando dados da pesquisa Datafolha, segundo a qual 76% aprovam o isolamento social. O Post entende, no entanto, que a fala de Bolsonaro produz efeito negativo. A evidência estaria no fato de que, segundo dados de celulares, apenas metade da população da cidade de São Paulo optou por ficar em casa no domingo de Páscoa.

O jornal destaca os números do coronavírus no Brasil, apontando que, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o país ocupa o 14º lugar no ranking da contaminação. Emenda que o pico de casos ainda está por vir e atribui o crescimento certo da contaminação e da doença ao comportamento de Bolsonaro.

A conclusão do editorial traz uma ironia. Observa que os EUA estão longe de ser um exemplo no combate ao coronavírus, mas destaca que Donald Trump abandonou a sua posição negacionista e passou a apoiar as medidas restritivas recomendadas pelos profissionais de saúde. Então, escreve o jornal, Trump "poderia fazer um grande favor ao Brasil telefonando para Bolsonaro, um aliado político seu, exortando-o a fazer o mesmo".

É bem verdade que o texto foi redigido nesta terça-feira, quando o presidente americano voltou a falar bobagens pelos sete buracos daquela cabeça coberta por um cabelo impossível.

Como se nota, Bolsonaro cumpre a promessa. Disse que iria assombrar o mundo. E assombra mesmo!

Por Reinaldo Azevedo

Curta nossa página no Facebook

Festa de Santo Antônio, em Barbalha, é adiada pela primeira vez na história

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha, foi adiada para o mês de outubro, por causa da pandemia da Covid-19. Uma reunião, na tarde desta terça-feira (14), entre o prefeito Argemiro Sampaio, o líder dos carregadores e o pároco Leandro Cavalcanti, da Igreja Matriz, definiu pelo adiamento do evento. Ainda não há data definida, O hasteamento do mastro, um dos momentos mais marcantes, previsto para o dia 31 de maio, é realizado desde 1928.  

O mês de outubro foi escolhido pois é o período de celebração da co-padroeira do Município, Nossa Senhora do Rosário, tendo como data da festa o dia 7. No entanto, o calendário só será escolhida após definição sobre o período das eleições municipais — até agora incerto. 

O corte da árvore que serviria de mastro estava previsto para acontecer daqui a três semanas. Como costuma reunir dezenas de pessoas, incluindo carregadores e curiosos, já havia uma expectativa de que não fosse realizado. “Não existe a menor condição”, antecipou ontem a secretária de Saúde de Barbalha, Pollyanna Callou.  

Segundo o prefeito Argemiro Sampaio, o dinheiro que seria destinado às contratações de grandes shows, será utilizado no combate à Covid-19. A festa deve acontecer valorizando os grupos de tradição popular, as atividades religiosas e as quermesses. “Serão todos artistas de nossa região para evitar gasto valorizá-los”, enfatizou.   

Tradição  
Reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, em 2015, pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio tem como momento marcante o carregamento de uma árvore que serve como mastro da bandeira do padroeiro. Ano passado, aproximadamente 250 homens carregaram nos ombros um angico de 26 metros, pensando cerca de duas toneladas, por mais de três quilômetros, do sítio Roncador até o Centro da cidade, na Igreja Matriz de Santo Antônio.  

A passagem do Pau da Bandeira pela Rua do Vidéo, que concentra o maior número de visitantes, é um dos momentos mais inesquecíveis da festa. Milhares de pessoas se espremem, enquanto a árvore é transportada. Com o cansaço do percurso, os homens soltam o tronco no chão. É neste momento que dezenas de pessoas rompem o cordão de isolamento e lutam para tocar no pau da bandeira. A fé popular acredita que tem toca o símbolo poderá conseguir um casamento. 

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

15 de abril

1450 - Guerra dos Cem Anos: tem lugar a Batalha de Formigny entre a França e a Inglaterra.
1912 - O RMS Titanic naufraga no Atlântico Norte após a colisão com um iceberg.
1945 - Tropas britânicas libertam o campo de concentração nazi de Bergen-Belsen.

Nasceram neste dia…
1452 - Leonardo da Vinci, artista e cientista italiano (m. 1519).
1684 - Czarina Catarina I da Rússia (m. 1727).
1809 - Hermann Grassmann, matemático alemão (m. 1877).

Morreram neste dia…
1828 - Francisco Goya, pintor espanhol (n. 1746).
1865 - Abraham Lincoln, político norte-americano (n. 1809).
1990 - Greta Garbo (foto), atriz sueca (n. 1905).

Fonte: Wikipédia