Mestre da Cultura mantém viva tradição dos ladrilhos hidráulicos

Cimento branco, pó de pedra, areia grossa, areia fina, cimento comum e o pigmento. Como uma "receita de bolo", é assim que Jaime Arnaldo Rodrigues, 76, mais conhecido como Seu Jaime, classifica a fabricação de ladrilhos hidráulicos que enfeitam casas, fazendas, praças e igrejas. O artesão ou construtor, natural de Barbalha, passou mais de 40 anos produzindo o mosaico e sua oficina permanece de pé, na ativa. Ano passado, por causa do seu trabalho, foi reconhecido como Tesouro Vivo da Cultura Cearense.

Com origem no fim do século XIX na Europa, o ladrilho hidráulico é um tipo de revestimento artesanal feito à base de cimento, cuja utilização era comum em pisos e paredes de praças e casas. Diferentemente da telha e do tijolo que são levados ao forno, a peça, depois de preparada, descansa por 24 horas e é submergida na água por mais oito horas, até ficar armazenada por mais alguns dias na sombra. Um trabalho manual, cansativo.

Este ofício, Jaime carrega desde os 17 anos quando saiu do sítio Venhaver, na zona rural de Barbalha, e começou a trabalhar na pequena fábrica de mosaicos fundada em 1956. Inicialmente, foi registrado como "prensista". "Eu era servente por seis meses, depois fui aprender", lembra. Na época, os ladrilhos viviam seu auge. A procura era grande. "Era um rojão danado. Muito serviço. Mas o cara novo tem que ter muita disposição. Aguentei lá, porque eu morava no sítio e era pior".

A crescente procura por ladrilhos hidráulicos acontecia, pois estes seguiam uma nova tendência: a utilização de cores. As formas, que criam imagens nos chãos e paredes, foram fabricadas por um metalúrgico francês e trazidas de São Paulo. O sucesso fez o empresário João Gonçalves abrir uma nova filial em Brejo Santo, em 1963, que atenderia aos municípios vizinhos e também aos clientes da Paraíba e de Pernambuco. "Fui pra lá com mais oito rapazes e cinco prensas", recorda Jaime. O empreendimento durou pouco tempo, pois, parte do prédio acabou desabando no ano seguinte.

A chegada da cerâmica prejudicou as vendas de mosaico, principalmente, por ser comprado por um preço menor. "Foi ela que derrubou o negócio. Chegou barata, bonita. Caíram em cima", lembra. A fábrica de ladrilhos de João fechou em 1979. Foi aí que Jaime largou o cimento e foi trabalhar como vendedor crediarista de roupas. "Saía vendendo roupa aqui nos sítios. Me danava com a mercadoria nas costas e saía a pé", lembra.

Em 1982, as pessoas voltaram a procurar Jaime para recuperar os pisos de ladrilhos feitos há mais de 40 anos. Todas as antigas fábricas haviam fechado. "Uma mulher, de Sousa (PB), chegou aqui e pediu pra eu fazer. Não queria. Aí começou a chorar", conta. A comoção trouxe o construtor de volta ao mosaico. "Daí pra frente, apareceu foi gente. Quando souberam que eu estava fazendo, veio gente até de Belém do Pará", completa.

Seu Jaime comprou terreno, as prensas e os moldes de seu antigo patrão e montou sua própria fábrica. Suas peças estão presentes em Brasília (DF) e em estados como Paraíba, Pará, Alagoas, Piauí e Rio Grande do Norte. Pai de 11 filhos, foi assim que conseguiu manter toda a família. Contudo, apenas o quinto deles, Cícero José Rodrigues, 48, conhecido com Vando, herdou o gosto pela produção do piso artesanal.

Herança
Apesar de fazer outros serviços como pintor e servente de pedreiro, foi pelo ladrilho que Vando criou gosto e começou a trabalhar, efetivamente, em 1994, na oficina do pai, construída no quintal de sua casa. "Pra mim, não é difícil. Hoje, eu faço todas as peças. Nem todos fazem tudo. A tinta, o mosaico, o material. Não posso deixar acabar. Sempre tem uma pessoa pra levar o negócio", explica.

O filho herdou de Jaime a "receita" secreta para a produção das tintas e da "pedra" como chama o próprio artesão. Os "ingredientes" ele revela, mas a forma de fazer mantém em sigilo. Vando continua recebendo encomendas enquanto seu pai, aposentado, se mantém longe do cimento para preservar sua saúde.

Dependendo do modelo da peça, podem ser feitas até 150 por dia. As mais complexas, apenas quatro, porque possuem muitos detalhes. Recentemente, a Fábrica de Ladrilhos de Barbalha recebeu pedidos de uma igreja em Sousa (PB), de uma casa na Lagoa Seca, em Juazeiro do Norte, e do próprio projeto do Teleférico do Caldas, com mais de 320 metros quadrados.

Reconhecimento
A casa de Jaime foi escolhida pela Fundação Casa Grande e pelo Sesc-CE para receber uns dos 16 museus orgânicos que serão instalados pelo Cariri. Dois deles já foram inaugurados em Potengi: o Museu Orgânico do Mestre Antônio Luiz, líder do reisado dos Caretas de Couro; e o Museu Orgânico do Mestre Françuli, que fabrica aviões com folhas de flandre e zinco. Até este mês de maio, o terceiro, em Juazeiro do Norte, que homenageia o Mestre Nena, líder do grupo Bacamarteiros da Paz, será entregue. No entanto, ainda não há prazo para a inauguração do Museu dos Ladrilhos.

A ideia é tornar a fábrica de mosaicos um espaço de visitação, valorizando seu cotidiano. "Já é uma coisa natural vir ao Cariri para conhecer a cultura popular", afirma Alemberg Quindins, presidente da Fundação Casa Grande. Nestes espaços, os visitantes têm contato com o mestre da cultura, sua família e sua memória.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Apague o cigarro da sua vida. Veja algumas dicas

Nunca é tarde para parar de fumar. Caso largue o cigarro aos 60 anos, você pode adicionar três anos à sua vida. E deve viver com boa saúde. Pare de fumar e reduza a chance de estreitamento das artérias e de obstrução dos vasos sanguíneos, assim como a probabilidade de ter doenças cardíacas, AVC e demência. Talvez tanto a tosse quanto o catarro desapareçam. A aparência da pele também será melhor, menos pálida e menos suscetível a rugas.

Como fazer
Sim, há uma enorme barreira a ultrapassar, porém muita ajuda disponível: pergunte ao médico sobre os serviços de assistência a quem quer parar de fumar. Fumantes idosos são mais propensos a deixar de fumar para sempre do que os jovens. Nem todos abandonam o cigarro da mesma forma. Aqui estão algumas dicas que funcionaram:

1. Escolha o dia
Fixe uma data para deixar de fumar e insista nela.

2. Obtenha apoio
Conte a todos o que está fazendo. Assim, os amigos vão incentivá-lo quando sentir que está cedendo à pressão.

3. Mude a rotina
Fique longe de lugares e situações em que você se sinta tentado a fumar. Livre-se de qualquer coisa que o faça se lembrar de tabaco, e lave quaisquer roupas que cheirem a cigarro.

4. Beba muita água
É importante não apenas para uma boa hidratação, mas para neutralizar o problema de boca seca.

5. Adote um novo hobby
Escolha um que envolva o uso das mãos de modo a lhes dar algo a fazer diferente de segurar um cigarro.

6. Dê um passo de cada vez
“Recompense” a si mesmo por cada dia que conseguir se manter longe do tabaco.

Para minimizar os sintomas de abstinência, a terapia de reposição nicotínica (TRN) propicia uma dose diária de nicotina adaptada à quantidade de tabaco que você vinha consumindo. É uma terapia sob a forma de adesivos, chicletes, pastilhas, microcomprimidos, sprays nasais ou inalantes. Já as drogas bupropiona e vareniclina atenuam o desejo de fumar. Preparados fitoterápicos, cigarros falsos (com efeito placebo), enxaguantes bucais, assim como a hipnoterapia e a acupuntura, são abordagens alternativas.

Fonte: Seleções

Curta nossa página no Facebook

Em Juazeiro do Norte, pai é estrangulado por filho em discussão por R$ 50

Um filho matou o pai em discussão por R$ 50 no bairro Antônio Vieira, em Juazeiro do Norte, interior do Ceará, na madrugada deste sábado (4). O suspeito fugiu após o homicídio, mas foi encontrado horas depois. Segundo José Maria de Sousa, tio do agressor, o responsável pela morte, identificado como Alexandro Avelino do Nascimento, de 37 anos, queria o valor para comprar drogas.    

A vítima foi morta por estrangulamento, confirmado pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que esteve no local.  

Ainda conforme o tio, a família passava por discussões constantemente. "Era direto as brigas e eu vinha para apartar”.  

Dinheiro para drogas
Sousa informou também que estava no trabalho na noite anterior ao crime (3), quando foi procurado pelo suspeito. "Eu paguei 50 reais a ele. Ele veio à minha oficina, era umas 22h30. Depois trocou o dinheiro e saiu para comprar drogas. Quando voltou para casa, ele disse à mãe que a nota que eu dei era falsa, por isso precisava que ela desse mais R$ 50. Foi aí que começou a discussão dentro de casa", afirmou.

A vítima, identificada por Antônio Wilson do Nascimento, era autônomo e tinha 52 anos. 

Conforme o tenente Ronaldo Silva, da Polícia Militar, depoimentos de familiares e conhecidos foram ouvidos “Nós conversamos com a mãe dele, alguns populares e pegamos informações. Ele já veio de Fortaleza para cá porque estava jurado de morte. Lá ele já responde por crimes de homicídio, roubo e furtos, além de ser usuário de drogas, o que culminou na discussão entre pai e filho", complementou 

Equipes da polícia foram em campo à procura do suspeito, que fugiu. Pouco tempo após o início das buscas, ele foi encontrado. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

9 sinais de que você pode estar com depressão

Todo mundo conhece alguém que tem ou teve depressão. Não sem razão. A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que 350 milhões de pessoas sofram do problema em todo o mundo. Além disso, a depressão é considerada a doença mais incapacitante, ou seja, que impede a pessoa de fazer qualquer outra atividade. Aqui no Brasil, só no ano passado, quase 22 mil pessoas passaram a receber auxílio-doença por causa do transtorno depressivo recorrente, segundo dados do Ministério da Previdência Social.

A doença pode ainda, na pior das hipóteses, levar ao suicídio. Segundo levantamento divulgado no ano passado, em 16 anos, as mortes causadas pela depressão cresceram 705% no Brasil, estando incluídos nessa estatística casos de suicídio e outras mortes motivadas por problemas de saúde decorrentes de episódios depressivos.

Essa desordem mental tão comum tem uma série de sinais e sintomas, que vão desde alterações físicas até quadros emocionais. O professor associado do Departamento de Psiquiatria da USP (Universidade de São Paulo), o psiquiatra Cássio Bottino, separou alguns dos aspectos mais importantes da doença. Se houver identificação com os principais sintomas, a indicação é sempre procurar um psiquiatra. O acompanhamento feito com psicoterapia e medicação é eficaz para a maioria dos casos.

Nove sinais de que você pode estar com depressão

Passar muito tempo remoendo situações difíceis
É normal ficar triste depois de um acontecimento negativo, como uma separação conjugal ou a perda do emprego. Mas, a tendência de supervalorizar esses acontecimentos pode ser um sinal que merece atenção.

Atividades que antes eram prazerosas perdem a graça
Pessoas depressivas têm a capacidade de sentir prazer reduzida. Além disso, elas tendem a se enxergar como alguém sem valor, indesejável ou inadequado, que se irrita com facilidade e tem crises inexplicáveis de choro.

A redução do prazer atinge a libido
Muitos pacientes com depressão se queixam de redução do interesse pelo sexo e do prazer sexual. Muitas vezes, isso resulta da própria apatia em que a pessoa se encontra, tomada pela fadiga e pela sensação de perda de energia.

Diminuição do aproveitamento profissional
Lentidão de raciocínio, e até de movimentos, fazem parte dos sintomas da depressão. Pode haver dificuldades de memorização e de concentração.

Insônia ou muito sono e cansaço
Os sinais físicos da depressão também incluem alterações no sono. Alguns pacientes se queixam de falta de sono, já outros, reclamam que, mesmo dormindo por várias horas, se sentem cansados, apáticos e sem energia.

Falta de apetite ou apetite exagerado
Alterações do apetite fazem parte dos sintomas fisiológicos da depressão. No geral, se percebe uma perda no apetite, mas alguns pacientes podem apresentar aumento da fome.

Casos de depressão na família
A hereditariedade é um dos vários fatores e origens da depressão. Filhos de pais com depressão têm um risco maior de desenvolver a doença.

Ter diagnóstico positivo para doenças que causam incapacidade e dor crônica
Há uma relação direta entre processos inflamatórios e a depressão. Tanto os doentes crônicos ficam mais deprimidos como os indivíduos deprimidos tendem a ser mais propensos a doenças infecciosas. Alguns medicamentos também podem desencadear quadros depressivos.

Passar muito tempo de luto pela morte de um ente querido
Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, da APA (Associação Americana de Psiquiatria), a tristeza decorrente do luto pode indicar transtorno depressivo quando se prolonga por mais de duas semanas. Muitos profissionais brasileiros, contudo, consideram normal um período de luto de até seis meses.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

MEC contraria discurso e congela verba da educação básica, além das faculdades

O Ministério da Educação (MEC) congelou mais recursos da educação básica do que das universidades federais. Apesar do discurso do governo federal de dar prioridade à base do ensino público, ao menos R$ 2,4 bilhões que estavam previstos para investimentos em programas da educação infantil ao ensino médio foram bloqueados. As universidades federais estão sem R$ 2,2 bilhões.

O contingenciamento vai na contramão do que defende o presidente Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha eleitoral: o aumento de investimento para a educação básica em detrimento do ensino superior. Anteontem, o presidente, em entrevista ao SBT, reafirmou a prioridade de seu governo: "A gente não vai cortar recurso por cortar. A ideia é pegar e investir na educação básica". Dois dias antes, o ministro Abraham Weintraub publicou um vídeo no Twitter também defendendo a mudança de prioridades. "Para cada aluno de graduação que eu coloco na faculdade eu poderia trazer mais dez crianças para uma creche."

Levantamento feito a pedido do jornal O Estado de S. Paulo pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes), com dados públicos do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento do Ministério da Economia, mostra que os bloqueios na pasta não pouparam nenhuma das etapas da educação. O MEC bloqueou, por exemplo, R$ 146 milhões, dos R$ 265 milhões previstos inicialmente, para construção ou obra em unidades do ensino básico. O valor poderia, por exemplo, ser destinado aos municípios para construírem creches.

Foram retidos recursos até mesmo para modalidades defendidas pelo presidente e pela equipe que comanda o ministério, como o ensino técnico e a educação a distância. Todo o recurso previsto para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec), R$ 100,45 milhões, está bloqueado. O Mediotec, ação para que alunos façam ao mesmo tempo o ensino médio e técnico, tem retidos R$ 144 milhões dos R$ 148 milhões previstos inicialmente.

Foram bloqueados ainda recursos para a compra de mobiliário e equipamentos para as escolas, capacitação de servidores, educação de jovens e adultos (EJA) e ensino em período integral. Também houve pequena contenção em programas importantes de permanência das crianças de baixa renda nas escolas, como merenda (corte de R$ 150,7 mil) e transporte escolar (R$ 19,7 milhões).

Mônica Gardelli, superintendente do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação e Cultura (Cenpec), diz que a "fragmentação" criada pelo ministro entre o ensino básico e superior é ruim para a educação pública.

"Nossa maior defesa é por mais recursos para a educação básica, mas não queremos que sejam retirados das universidades. A educação tem de ser pensada de maneira integrada. Para onde vai esse menino do ensino médio de hoje, se não houver universidade nos próximos anos? Ou onde vamos encontrar bons professores sem o investimento nas graduações?"

O contingenciamento atingiu a única e mais antiga instituição federal de ensino básico do País, o Colégio Pedro II, no Rio. Os diretores divulgaram uma nota, apontando para o risco de "implicações devastadoras" à instituição, a partir do congelamento de 36,37% do orçamento de custeio. A escola, uma das mais tradicionais do Brasil, teve o bloqueio de R$ 18,57 milhões.

Questionado sobre a educação básica, o MEC disse que está cumprindo com o contingenciamento estabelecido pelo governo federal. Para garantir que cumprirá a meta fiscal, a equipe econômica estabeleceu que cerca de R$ 30 bilhões dos gastos previstos ficarão congelados. Desse total, determinou inicialmente que R$ 5,8 bilhões viriam do MEC - anteontem aumentou em R$ 1,6 bilhão o bloqueio da pasta. "O ministério estuda a melhor forma de cumprir a determinação", informou a pasta.

Acusação
Nesta segunda, Weintraub disse ao jornal O Estado de S. Paulo que iria penalizar com bloqueio de recursos especificamente universidades que haviam promovido "balbúrdia" em seus câmpus. Ele disse que iria cortar a verba de três instituições. No entanto, no mesmo dia, segundo o levantamento da Andifes, já havia feito parte do bloqueio para outras universidades e institutos federais, hospitais universitários, para o programa de Financiamento Estudantil (Fies) e para diversas ações da educação básica. 

Fonte: UOL  (Com Estadão Conteúdo)

Curta nossa página no Facebook

Após saída da Avianca, Gol retomará voos entre Fortaleza e Juazeiro do Norte

A companhia aérea Gol anunciou que vai ser a responsável pela retomada dos voos que ligam Fortaleza e Juazeiro do Norte, depois da saída da Avianca no Ceará. De acordo com a Gol, serão quatro voos semanais entre as cidades, entretanto ainda não há prazo definido sobre essas operações.  

A Gol aguarda liberação do Boeing 737 Max, que ficou suspenso pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), depois de uma série de problemas técnicos no modelo, para então fazer a organização da malha viária.  

Um ano de conexões
O pronunciamento da Gol foi realizado no evento de celebração de um ano de operações do hub Gol/Air France-KLM em Fortaleza. Em um ano, as três empresas aéreas conduziram mais de 2,5 milhões de viajantes entre voos domésticos e internacionais, em mais de 17 mil voos operadores pela parceria.  

O diretor geral Air France-KLM para a América do Sul, Jean-Marc Puchol, afirmou que a celebração representa, "a concretização de um projeto que reforça a importância das regiões Norte e Nordeste para as companhias". 

Na celebração, o secretário do Turismo do Estado do Ceará anunciou que a empresa aérea Latam também irá operar uma rota ligando a cidade de Juazeiro do Norte, mas para Brasília (DF). Porém, não há data para o início desta operação. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Dia “D” contra a gripe: saiba onde se vacinar em Crato

A Secretaria Municipal de Saúde do Crato, realiza todo o dia de hoje (4) o Dia “D” de Vacinação contra a Gripe.

As salas de vacinação de todas as Unidades Básicas de Saúde funcionarão das 8h às 17h (zona urbana) e das 8h às 14h (zona rural). 

Outros quatro postos volantes serão montados nos conjuntos habitacionais Monsenhor Montenegro e Filemon Lima Verde, Mirandão (8h às 17h) e Praça Siqueira Campos (8h as 14h).

A meta esse ano é imunizar pelo menos 90% de cada grupo prioritário. 

A vacinação é uma das medidas mais efetivas para prevenção de casos graves e mortes pelas doenças, por esse motivo é importante que a população alvo participe e seja imunizada. A campanha continua até o dia 31 de maio.


Com informações da Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

Governador Camilo Santana entrega estrada e areninha em Várzea Alegre neste sábado (4)

Areninha do Crato, a primeira do interior cearense
(Foto: Samuel Pinheiro)
O município de Várzea Alegre recebe, neste sábado (4), mais investimentos em infraestrutura, esporte e lazer do Governo do Ceará. A partir das 17h, o governador Camilo Santana entrega, juntamente com autoridades locais, a restauração da estrada do Riacho Verde, trecho entroncamento da BR-230 (Várzea Alegre) – Riacho Verde e ainda da Areninha Antônio Félix de Araújo.

Nova estrada
A restauração do trecho de 6,77 km faz parte do Ceará de Ponta a Ponta, o Programa de Logística e Estradas do estado. A obra foi executada pelo Departamento Estadual de Rodovias (DER), vinculado à Secretaria da Infraestrutura.

A rodovia, em melhores condições de tráfego, trará benefícios diretos para a população do município de Várzea Alegre, e demais distritos da região. O trecho recebeu serviços de movimentação de terra, drenagem, pavimentação, obras d’arte correntes, sinalização horizontal e vertical, além de proteção ambiental. O investimento foi de R$ 1.895.556,18, do Tesouro do Estado.

Mais uma areninha
A nova Areninha da Região do Cariri foi construída pela Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) e pelo Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE). O equipamento tem uma de área intervenção de 1.200m², com investimento de R$ 262.995,95 e conta com alambrados, campo de gramado sintético, iluminação, vestiários, e urbanização. O terreno foi cedido pela prefeitura.

Serviço:
Inauguração da Restauração da Estrada do Riacho Verde
Data: 4 de maio de 2019 (sábado)
Hora: 17h
Local: Vila Riacho Verde, Distrito Riacho Verde, Várzea Alegre – CE

Inauguração da Areninha Antônio Félix de Araújo
Data: 4 de maio de 2019 (sábado)
Hora: 18h
Local: Vila Confiança, Bairro Juremal, Várzea Alegre – CE

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Governo Bolsonaro corta verba da UFCA; universidade pode fechar

O reitor da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Ricardo Luiz Lange Ness, emocionou-se ao comentar o corte de 30% no orçamento de todas as universidades federais proposto pelo Ministério da Educação. "Se esses bloqueios de fato se efetivarem e essa situação não vier a ser revertida, a situação não só da UFCA mas de todas as universidades do Brasil vai ficar inviável". Ele se emocionou ao comentar a realização do primeiro aluno cego da instituição: "O papel da universidade é transformar a realidade, das pequenas realidades dos indivíduos à realidade da região".

Ricardo concedeu entrevista à rádio CBN Cariri, que também contou com a presença do vice-reitor e pró-reitor de planejamento, Juscelino Silva, e do pró-reitor de administração, Silverio Freitas. Os três explicaram como fica a situação financeira da UFCA após o bloqueio de 30% do orçamento, que foi anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Segundo o reitor, a universidade já tinha emendas parlamentares bloqueadas dentro do orçamento que chegavam a quase R$ 10 milhões. "Esse bloqueio ocorrido agora no último dia 30 atingiu R$ 8,6 milhões, o que corresponde a 29,4%, os 30% anunciados na mídia", explanou Ricardo.

Somando os dois valores, do que já foi bloqueado da Lei Orçamentária Anual (LOA) com o novo bloqueio, 47% do orçamento total da UFCA foi bloqueado, o que equivale a quase R$ 19 milhões.

"A única boa notícia é que os recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) não foram bloqueados. Assistência estudantil que garante auxílios, bolsas para o estudantes carentes que caem dentro do critério do Pnaes, que são aqueles estudantes que vêm de escola pública e possuem renda familiar per capta abaixo de 1,5 salário mínimo, esses não serão atingidos", considerou. O reitor afirmou que cerca de 80% dos alunos vêm de perfil de renda per capta abaixo de R$ 800, mas nem todos recebem auxílios ou bolsas.

Ricardo considerou que a situação se tornou crítica com o novo bloqueio. "A gente vêm desde 2014 convivendo com bloqueios e cortes, mas até agora foram todos administráveis. A gente conseguiu, de fato, avançar apesar dos cortes e bloqueios. Mas, se esses bloqueios de fato se efetivarem e essa situação não vier a ser revertida, a situação não só da UFCA mas de todas as universidades do Brasil vai ficar inviável", afirmou o reitor.

Durante a entrevista, Ricardo Lange Ness comentou as atividades exercidas pela UFCA na região do Cariri, reforçando a importância da instituição. Enquanto falava sobre um vídeo, recebido por ele pouco antes do início da entrevista e que mostrava o primeiro aluno cego da UFCA, do curso de Música, tocando uma partitura em braille, Ricardo ficou com a voz embargada, devido à emoção. "O papel da universidade é transformar a realidade, das pequenas realidades dos indivíduos à realidade da região", pontuou.

"Hoje, o que está posto na mídia é uma desqualificação daquilo que a universidade pública federal tem feito. Não fossem as universidade públicas federais, o nosso país não teria atingido o patamar de hoje ser respeitado na comunidade científica nacional. É o 13º país em número de publicações científicas, produz pesquisas de altíssimo nível. 90% das pesquisas mais importantes no país são feitas nas universidade federais", afirmou ele.

Para o reitor, apesar de existir somente à 6 anos e não ter conseguido dar uma contribuição significativa na área de pesquisas, a UFCA tem transformado as pessoas e a comunidade que alcança. "O tamanho da universidade, embora nova, não é pequeno. A expansão pode ser comprometida com esses cortes. Com isso, a gente conclama a sociedade à se unir conosco nessa luta em defesa da universidade pública, pois o trabalho é feito com muita responsabilidade, feito para a região, para o desenvolvimento do nosso Cariri, pensando em cada cidadão do nosso Ceará e do nosso país", disse.

Confira nota divulgada pela reitoria da universidade:

"Informamos à comunidade acadêmica e externa da Universidade Federal do Cariri (UFCA) que no último dia 30 de abril, sofremos um bloqueio de crédito no orçamento para despesas discricionárias, ou seja, aquelas destinadas a capital e custeio, pelo Ministério da Educação (MEC). 

O bloqueio – da ordem de R$ 8.863.621,00 (oito milhões, oitocentos e sessenta e três mil, seiscentos e vinte e um reais) – foi constatado no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI). O orçamento que o MEC  destinou à UFCA, para despesas discricionárias, totalizou R$ 30.134.292,00 (trinta milhões, centro e trinta e quatro mil, duzentos e noventa e dois reais). Assim, apenas o bloqueio do último dia 30 de abril corresponde a 29,4%, ou seja: a aproximadamente 30% de cortes no orçamento das universidades federais divulgados na imprensa.

Cabe destacar, no entanto, que - há pouco mais de um mês - já havia ocorrido um primeiro bloqueio de recursos destinados à UFCA, por meio de emendas de bancada. Esse valor corresponde a R$ 9.983.363,00 (nove milhões, novecentos e oitenta e três mil, trezentos e sessenta e três reais), bloqueados por determinação do Decreto 9.741/19. A Lei Orçamentária Anual de 2019 (Lei 13.808/19), por sua vez, especificamente para despesas discricionárias, designou para a  UFCA R$ 40.117.655,00 (quarenta milhões, cento e dezessete mil, seiscentos e cinquenta e cinco).

A soma dos dois valores  bloqueados chegou aos R$ 18.846.948,00 (dezoito milhões, oitocentos e quarenta e seis mil, novecentos e quarenta e oito reais), ou seja, 47% do orçamento previsto na LOA para despesas discricionárias. Torna-se importante assinalar que os recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) não sofreram bloqueio.

Para uma universidade nova, que em pleno processo de implantação, chegando aos seis anos de existência, já conta com 23 cursos de Graduação, 14 cursos de Pós-Graduação (cinco mestrados e nove especializações) e 3.292 estudantes em cinco campi, um bloqueio de 47% no orçamento, se não for revertido, inviabilizará o funcionamento do grande patrimônio do Cariri que se tornou a UFCA.

Para debater esse novo cenário orçamentário, a Reitoria convoca a comunidade acadêmica para participar de Assembleia Geral Universitária, marcada para o próximo dia 7 de maio de 2019, às 16h30, no pátio do campus Juazeiro do Norte.

A Reitoria."

Fonte: O Povo

Curta nossa página no Facebook

04 de maio

1814 – Napoleão Bonaparte chega a Portoferraio, na ilha de Elba, onde tem início o seu exílio.
1942 – Segunda Guerra Mundial: começa a Batalha do Mar de Coral, no oceano Pacífico.
1979 – Margaret Thatcher é a primeira mulher eleita como chefe do governo britânico.

Nasceram neste dia…
1796 – William Hickling Prescott, historiador norte-americano (m. 1859).
1825 – Thomas Henry Huxley, biólogo inglês (m. 1895).
1929 – Audrey Hepburn (foto), atriz belga (m. 1993).

Morreram neste dia…
1677 – Isaac Barrow, matemático inglês (n. 1630).
1858 – Aimé Bonpland, médico, explorador e botânico francês (n. 1773).
1961 – Maurice Merleau-Ponty, filósofo francês (n. 1908).

Fonte: Wikipédia

15 coisas que você precisa saber sobre pressão alta

A pesquisa médica avançou muito nas últimas décadas, mas ainda há controvérsias sobre o valor ideal, os melhores tratamentos e até como aferir a pressão. No entanto, ninguém tem dúvidas de que a pressão alta pode provocar infarto, acidente vascular cerebral (AVC), problemas de visão e até demência. Conheça 15 fatos que podem salvar a sua vida:

1. A pressão arterial aumenta com a idade
Aos 76 anos, a Dra. Suzanne Oparil ainda tem ótima pressão arterial: “É a sorte de ter bons genes”, conta ela, professora de Medicina da Universidade do Alabama. Como a médica, há pessoas que talvez jamais tenham pressão alta. Mas, na maioria das vezes, a pressão sistólica, que é o número maior, começa a subir por volta dos 40 anos. A hipertensão arterial é definida como uma pressão sistêmica igual ou maior que 140/90 mmHg.

2. A pressão alta costuma ser assintomática
Sua pressão pode estar alta e a única maneira de saber disso será aferindo-a. Mas é preciso aprender como obter uma leitura confiável. A pressão arterial pode variar de 30 a 40 pontos durante o dia, segundo a Dra. Oparil; em geral, ela cai à noite e sobe pela manhã. “Ela também pode disparar até quando é aferida, um fenômeno conhecido como ‘hipertensão do jaleco branco’.”

O melhor jeito de medir é fazendo um exame de 24 horas, com aferições três a quatro vezes por hora durante o dia e de 30 em 30 minutos à noite.

3. Cuidado com o número mais alto depois dos 50 anos
O número mais alto mede a pressão sistólica, que é a força despendida no momento em que o coração bombeia o sangue pelo corpo. O número mais baixo (pressão diastólica) mede a pressão entre os batimentos, quando o coração está em repouso. “O número mais alto é o que importa, porque a pressão sistólica é a força máxima assimilada por artérias e órgãos vitais a cada batimento”, explica a Dra. Sheila Sahni, da Universidade da Califórnia. “Quando sobe, a pressão pode prejudicar rins, olhos, o cérebro e até o revestimento dos vasos sanguíneos.” A pressão diastólica costuma ter um pico por volta dos 55 anos e depois cai.

4. Ainda não há consenso sobre o número ideal
Os pesquisadores ainda debatem sobre qual é a pressão arterial ideal para quem tem mais de 50 anos. Até recentemente, os indícios mostravam que a pressão sistólica abaixo de 140 mm de mercúrio ou abaixo de 150 para quem tem mais de 60 anos seria um bom alvo. Em setembro de 2015, novas descobertas do Estudo de Intervenção em Pressão Arterial Sistólica (SPRINT, na sigla em inglês) derrubaram essa orientação.

No estudo randomizado com mais de 9.300 participantes cardiopatas ou com risco elevado de cardiopatia, dos quais quase 30% tinham 75 anos ou mais, os pesquisadores compararam um grupo de voluntários cujo alvo era reduzir agressivamente a pressão sistólica para menos de 120 mmHg com outro grupo cujo alvo era uma pressão sistólica abaixo de 140 mmHg. Pessoas do primeiro grupo tiveram probabilidade 25% menor de sofrer um AVC ou ter uma doença cardiovascular durante os três anos da pesquisa.

5. O nível ideal varia de pessoa para pessoa
As diretrizes oficiais são só orientações, não leis. “Cada paciente é diferente”, diz o Dr. Townsend, especialista em hipertensão arterial dos Estados Unidos. Em pacientes com baixo risco cardiovascular, um valor sistólico mais alto pode ser aceitável. Isso também ocorre com alguns pacientes de alto risco que não toleram a terapia agressiva por causa dos efeitos colaterais. “É preciso ter cuidado com uma pessoa de 69 anos que toma quatro medicamentos para manter a pressão em 135 mmHg; talvez não valha a pena acrescentar mais um remédio”, pondera o Dr. Townsend. Pergunte ao médico o que é melhor para você.

6. Mudanças no estilo de vida podem surtir efeito
Reduzir o consumo de sal e comer frutas, legumes e verduras pode diminuir a pressão arterial em 5 pontos. Em 2016, pesquisadores suecos também constataram que a atividade física reduz a pressão sistólica de pessoas com hipertensão arterial em uma média de 11 pontos. “Para quem tem hipertensão de baixa a moderada, as mudanças saudáveis podem eliminar a necessidade de medicação”, diz o Dr. Glenn M. Chertow, professor da Universidade de Stanford.

7. O café eleva a pressão, mas não se assuste
Os pesquisadores sabem que uma xícara média de café forte faz a pressão subir. Em um artigo de 2011 publicado na revista The American Journal of Clinical Nutrition, os pesquisadores concluíram que 200 mg a 300 mg de cafeína (ou de 7 a 14 cafezinhos) aumentaram a pressão sistólica em 8 pontos em média. O pico dura cerca de três horas, mas parece não haver efeito a longo prazo.

8. Medicamentos podem fazer subir a pressão
“Muitos remédios para resfriados contêm pseudoefedrina, que contrai os vasos sanguíneos e eleva a pressão”, diz a Dra. Sahni. Os anti-inflamatórios não esteroides como ibuprofeno também podem elevar a pressão em 3 a 6 pontos. Isso é suficiente para aumentar o risco cardiovascular caso você os tome regularmente.

9. Fique de olho no sal à medida que você envelhece
A recomendação de reduzir a ingestão de sal é controversa. Um dos motivos é que nem todo mundo é sensível ao sal. Mas, com a idade, muitas pessoas tendem a aumentar o consumo porque o paladar fica menos eficaz. As diretrizes da Organização Mundial da Saúde orientam o consumo máximo de 5 g de sal por dia para adultos saudáveis.

Mas, atenção, a maior parte do sal está escondida nos alimentos industrializados; confira os rótulos e escolha produtos com pouco sódio.

10. Novos remédios não são necessariamente melhores
Em geral, os médicos começam a tratar a pressão alta com diuréticos, que estão entre os medicamentos mais antigos no combate à hipertensão. Eles funcionam ao remover do corpo o excesso de água e sódio. Medicamentos mais recentes, os chamados inibidores de ECA (enzima conversora de angiotensina), impedem que o organismo produza um hormônio que faz a pressão subir. Os bloqueadores do receptor de angiotensina II (BRAs) barram a ação do mesmo hormônio. Mas pesquisas mostram que os medicamentos mais recentes talvez não sejam mais eficazes do que os diuréticos, embora possam ter menos efeitos colaterais.

11. Exercícios simples para as mãos podem ajudar
Em um importante relatório sobre modos alternativos de baixar a pressão, publicado em 2013 na revista Hypertension, os pesquisadores confirmaram que exercícios para as mãos podem reduzir a pressão cerca de 10%. Aparelhos simples vendidos na internet e em lojas de produtos esportivos são eficazes. Mantenha o aparelho apertado durante 2 minutos por vez, em um total de 12 a 15 minutos, três vezes por semana.

12. Para muita gente, um só remédio não basta
Se sua pressão for moderadamente alta, talvez seja necessário tomar apenas um comprimido para baixá-la, Mas muita gente precisa de vários. “Cada medicamento diminui apenas alguns pontos”, explica o Dr. Chertow. “Dependendo do paciente, combinamos vários tipos de medicação para obter um efeito ótimo.”

13. A pressão arterial pode cair demais
O perigo é maior quando as pessoas se levantam e a pressão não é suficiente para bombear o sangue até o cérebro, fenômeno chamado de hipotensão ortostática. Os mais velhos correm mais risco de quedas capazes de provocar fraturas. Se você toma remédios e sente tontura, converse com o médico.

14. Respire fundo para diminuir a pressão
Já foi comprovado que respirar fundo 6 vezes em 30 segundos baixa a pressão sistólica em cerca de 3 pontos (temporariamente). Um aparelho portátil chamado RESPeRATE, aprovado pelo órgão de controle americano FDA, emite sons para guiar as sessões de respiração profunda.

15. Respeitar o tratamento é fundamental
Combinar a medicação com mudanças do estilo de vida costuma bastar para tirar o paciente da zona de risco. Mas, depois de atingir o alvo, é essencial dar continuidade ao tratamento. “Muitas pessoas se esquecem de tomar os remédios. Ou interrompem a medicação quando acham que têm efeitos colaterais”, diz a Dra. Sahni. Se você abandonar o tratamento, ela voltará a subir. Como a pressão sistólica aumenta com a idade, a maioria dos indivíduos que têm hipertensão arterial precisa ajustar a medicação periodicamente.

Fonte: Seleções

Curta nossa página no Facebook

Vizinhos da fábrica de fogos que explodiu em Juazeiro do Norte sabiam que local era ilegal

Os vizinhos da fábrica de fogos de artifício clandestina que explodiu na manhã desta quinta-feira (2), no Bairro Frei Damião, em Juazeiro do Norte, sabiam o local era destinado à atividade ilegal há muitos anos. 

Uma das moradoras diz que os responsáveis pela fábrica eram "bons vizinhos" e, por isso, não denunciava: “Nós tudo aqui sabia. Mas a gente não vai denunciar uma pessoa que é vizinho e é um bom vizinho. A gente não podia pra não arrumar inimizade", afirmou Francisca Vieira.

A aposentada mora na casa exatamente ao lado da fábrica clandestina, e também teve o imóvel atingido. Ela conta que estava com a mãe e o filho na residência quando ocorreu a explosão.  

“Tá tudo aí destruído. Foi um sufoco tão grande, eu tava na minha área, minha mãe no quartinho dela, e tinha esse rapaz, filho meu, que tinha acordado naquele instante. Ele que arrastou ela (a mãe) pro quintal. Tive muito medo, ainda tentei passar, mas as coisas caindo por cima dos cabelos, ainda me ralei”, relata a senhora. 

O aposentado José Adelson Osmar não estava em casa no momento do acidente, mas ouviu a explosão de longe: “Só ouvi um estrondo e corri pra cá. Já sabia [que era perto da casa dele] porque tá com muitos anos desse negócio aí, mas ninguém nunca denunciou, a gente nunca quis problema." 

José Maciel da Silva vivia em uma casa aos fundos de uma das três residências mais danificadas com a explosão. O imóvel também foi danificado, mas ele não estava em casa. “Derrubou o muro, tá toda rachada lá. Não pode ficar lá não.”  

O homem vai precisar procurar um novo lugar para passar a noite.  

O carroceiro José Marques, que passava pelo local, conta que parou pra ajudar as vítimas. Ele viu pelo menos um homem tentar escapar do fogo pelo muro. “O homem tava todo queimado. Ia chegando e vi o homem no muro. Tava só de cueca, a roupa, o short queimou tudo, tava gemendo de dor”, relembra. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Prefeitura do Crato realiza doação de leite apreendido

A Prefeitura do Crato, por meio da Vigilância Sanitária, realizou na manhã da última segunda-feira, 29, a doação de 99 litros de leite ao Projeto Menino Jesus, Pastoral do Menor e Creche São Miguel. 

O leite doado fez parte da fiscalização realizada pela VISA nos últimos dias, onde o produto foi apreendido por não possuir o selo de inspeção estadual e estava sendo vendido no município do Crato, mas está apto ao consumo. 

A Gerente de Célula da Vigilância Sanitária e Ambiental, Ana Lígia Aquino, reforça a importância das fiscalizações para a saúde da população. “Ações educativas e de fiscalização estão sendo aplicadas constantemente no município, onde, através delas asseguramos que os estabelecimentos estão trabalhando dentro das normas preconizadas pela Anvisa”, disse Ana Lígia.

A coordenadora acrescenta que a equipe da VISA trabalha inicialmente de forma educativa, com orientações aos donos ou responsáveis pelos estabelecimentos. Caso os mesmos não se adequem e sanem as não conformidades encontradas, são abertos processos administrativos, multa ou até mesmo a interdição cautelar do estabelecimento.

Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

O poder do alho: Controlar a pressão, baixar o colesterol, afastar tumores...

Desde a época dos faraós egípcios já se conhecia bem o alho por suas propriedades medicinais. De lá pra cá, seus dentes ficaram famosos mesmo pelo sabor forte e ardido que imprime às receitas e pelo odor impregnado na boca. Sorte que a ciência não se esqueceu dos escritos deixados pelos antigos e, cada vez mais, leva o alho à mesa... do laboratório. Conheça os benefícios comprovados recentemente.

Coração
Na Universidade de Hong Kong, na China, pesquisadores recrutaram 125 pacientes que haviam sofrido um derrame e investigaram sua rotina alimentar, dando atenção especial aos vegetais da família Allium, da qual fazem parte o alho, a cebola, a cebolinha e o alho-poró. Foi aí que perceberam um coincidência, que de mera não tem nada: quem comia alho diariamente apresentava uma melhor função endotelial. Isso significa que os vasos sanguíneos teriam  maior facilidade para dilatar. “Esse trabalho identifica um dos possíveis mecanismos para explicar como o alho provoca uma redução na pressão arterial”, elucida a nutricionista Marcia Gowdak, diretora do Departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp). Tal efeito, nunca é demais frisar, contribui para a prevenção de um infarto ou de um derrame.

Pressão
A derrocada da pressão apareceu de forma mais cristalina em um artigo publicado recentemente no The Journal of Clinical Hypertension. Os autores, da Universidade Soochow, também na China, revisaram 17 estudos sobre o tema e concluíram: em comparação com pílulas placebo, suplementos à base de alho propiciaram um queda média de 3,75 mmHg na pressão sistólica e de 3,39 mmHg na diastólica. Em outras palavras, uma pessoa com a pressão 14 por 9 talvez chegue à casa dos 13 por 9. Ao ajustar ainda mais os resultados, os experts descobriram que a pressão sistólica caiu pra valer nos hipertensos, ou seja, aqueles que mais precisavam tirar as artérias do sufoco. Enquanto os cientistas racham a cabeça para descrever em detalhes como o alho combate a hipertensão, é importante observar que nessa revisão chinesa a ingestão do vegetal ocorreu em forma de cápsulas. Calma: não precisa desanimar. “Podemos usufruir desses benefícios ao consumirmos o alimento in natura”, garante Laís Bhering, mestre em ciências dos alimentos pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Colesterol
Num trabalho da Universidade Ewha Womans, na Coreia do Sul, os experts analisaram mais de 80 estudos sobre a relação entre o vegetal triturado e os fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Entre os desfechos, registra-se que o alho em pó – facilmente encontrado no mercado, caso a ideia lhe apeteça – não só controla a pressão como contribui para a diminuição do colesterol LDL, aquele infeliz que entope as artérias. Como? É provável que ele breque sua formação lá no fígado. De novo, o que se tem são boas teorias.

Câncer
Pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, se debruçaram sobre 17 estudos – no total, havia 8 621  pessoas com câncer de estômago e 14 889 livres da doença – e constataram que qualquer vestígio do vegetal bulboso na dieta reduzia a probabilidade de encarar esse tipo de tumor. Quem o ingeria com mais frequência contava com blindagem ainda maior. O câncer de pulmão é outro que estaria na mira do ilustre representante da família Allium. De 2003 a 2010, cientistas chineses analisaram 1 424 indivíduos com a doença e 4 543 sem ela. Depois de afinar os dados, eles perceberam que comer o vegetal cru pelo menos duas vezes por semana derrubaria o risco de ter esse tumor em 44% – claro que não adianta ingerir e fumar, né? – Segundo a nutricionista Ana Carolina Cantelli, do A.C. Camargo Cancer Center, na capital paulista, existem também sólidas evidências de que o câncer de mama seria afugentado quando o alho entra na rotina.

Fonte: Saúde é Vital

Curta nossa página no Facebook

Seis ficam feridos em explosão de fábrica clandestina de fogos em Juazeiro do Norte

Uma explosão em uma fábrica de fogos de artifício clandestina deixou pelo menos seis pessoas feridas em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, na manhã desta quinta-feira (2). 

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma das vítimas é uma mulher identificada como Cleisla Pereira Leite, de 21 anos, moradora de uma casa vizinha, atingida pela explosão. Ela foi atendida por agentes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhada para o Hospital Regional em Juazeiro do Norte.

Um segundo ferido foi identificado. É um pedreiro e trabalhava em uma obra em um residência do lado do local da explosão. Ele também foi atendido e levado para o Hospital Regional em Juazeiro do Norte. Ainda não há informações sobre os outros quatro feridos.

Fábrica destruída
O local onde funcionava a fábrica ficou totalmente destruído. De acordo tenente Eno, do Corpo de Bombeiros, uma equipe realiza o rescaldo na área com o objetivo de encontrar possíveis vítimas sob os escombros. 

Ainda de acordo com os Bombeiros, foram atingidas duas residências com a força da explosão no Bairro Frei Damião. Os imóveis tiveram paredes e telhados danificados.  

“Segundo informações de populares, [no local] funcionava uma casa clandestina de fogos de artificio. Houve a explosão e uma vítima já chegou no Hospital Regional. Estamos esperando a equipe terminar de fazer o rescaldo para ver se existe alguma vítima debaixo dos escombros”, disse o tenente Eno.

A enfermeira Ivanécia Sampaio afirmou para o Sistema Verdes Mares que, cinco pessoas, com idades entre 21 e 31 anos, ficaram feridas. "Um das vítimas teve queimaduras extensas e os demais estão estáveis. A ambulância vai remover as vítimas e deve vir outra para atender outras possíveis vítimas", informou enfermeira.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, foi ao local e falou que a situação está sendo avaliada, O gestor disse ainda que medidas para reparar os danos já estão em análise. "Isso nos remete à uma reflexão. Eu entendo que as pessoas, na dificuldade de trabalho, se submetem ao perigo pela necessidade".

Entre as ações, Arnon Bezerra diz que já está avaliando as casas afetadas, trabalhando para realocar as famílias afetadas e disponibilizar aluguel social.

As causas da explosão ainda não foram confirmadas. O responsável pelo local também não foi identificado.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

‘Caminhada da Fraternidade’, entre Crato e Juazeiro do Norte, reúne cerca de 8 mil pessoas

O 1º de maio, Dia do Trabalhador, é celebrado no Cariri com uma caminhada que já ficou tradicional. Há 29 anos, nas primeiras horas da manhã, milhares de pessoas percorrem cerca de 15 km entre a Igreja de São Francisco, em Crato, e o Santuário dos Franciscanos, em Juazeiro do Norte. A Caminhada da Fraternidade conta com homens e mulheres de várias idades que, em comunhão, andam entre os dois municípios cantando e orando. A organização estima que reuniu cerca de 8 mil participantes.

A concentração começou por volta das 3h30, quando os primeiros fiéis chegaram a paróquia, no bairro Pinto Madeira. Uma hora depois, após uma oração, o grupo começou a caminhada de quase quatro horas de duração. Na medida que a multidão avançava na Avenida Padre Cícero (CE-292), outras pessoas se juntavam.

Alguns participantes carregavam faixas e cartazes lembrando a Campanha da Fraternidade 2019, que traz como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”. A Igreja Católica busca chamar atenção para as políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir os direitos previsto na Constituição Federal.

Por isso, de acordo com o padre José Ricardo Sales, um dos organizadores do evento, a caminhada é um momento de confraternização, amizade, mas também de lutar pela dignidade do trabalho. “O povo do Cariri é um povo muito resistente. É um momento para darmos as mãos”, acredita.

O casal de agricultores Humberto Gomes e Maria Cirlânia Gomes participaram da caminhada pela primeira vez. “Há alguns anos a gente queria vir, esse ano deu certo”, conta Huberto. “A gente foi dormir cedo, nove horas, para estar aqui”, completa Maria. Já a secretária Maria Denise Batista foi de Juazeiro do Norte até o Crato para realizar o trajeto desde o início. Por causa de promessa, cumpre a jornada descalça. “Nossa Senhora de Fátima me deu uma graça, por isso, não importa onde eu esteja, sempre estarei aqui pra cumprir”, garante.

No Santuário dos Franciscanos, em Juazeiro do Norte, os participantes foram recepcionados com um café da manhã oferecido por voluntários da comunidade católica local. Ao todo, foram ofertados, aproximadamente, 2 mil pães, 300 litros de leite, 100 litros de café e 75 litros de chá. Mesmo debaixo de sol, filas se formaram para receber o alimento.

O Frei Raimundo Barbosa, sacerdote do Santuário de São Francisco, que realizou a tradicional “bênção do trabalhador”, explica que a caminhada, em sua origem, além de ter um “fundo evangélico” busca exaltar a figura do trabalhador. “As paradas acontecem para refletir. Hoje, no nosso País, sabemos que as leis trabalhistas foram modificadas e alguns direitos aniquilados. A caminhada é de valorizar a pessoa”, explica.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Em 4 anos, Brasil reduz investimento em educação em 56%; com Bolsonaro cortes aumentam

O investimento em educação no Brasil caiu 56% nos últimos quatro anos. Entre 2014 e 2018, diminuiu de R$ 11,3 bilhões para R$ 4,9 bilhões. A projeção da Lei Orçamentária deste ano é que o valor seja ainda menor e fique em R$ 4,2 bilhões.

A situação orçamentária da pasta é delicada. Nesta semana, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que cortará em 30% os recursos de todas as universidades federais do país. Ao jornal O Estado de S. Paulo, havia dito antes que o MEC havia bloqueado 30% dos recursos de três universidades federais, UnB (Universidade de Brasília), UFBA (Universidade Federal da Bahia) e UFF (Universidade Federal Fluminense).

A informação sobre a redução no investimento consta em um informativo técnico da Câmara dos Deputados. O estudo identificou que caiu o valor gasto nos três níveis de ensino: básico, técnico e superior. O levantamento foi feito com base nos orçamentos efetivamente realizados entre 2014 e 2018 e corrigidos pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

A execução do orçamento nestes anos esteve a cargo dos presidentes Dilma Rousseff (PT), entre 2014 e 2016, e Michel Temer (MDB), entre 2016 e 2018.

O dinheiro, porém, não é o único problema da pasta atualmente. Weintraub assumiu o MEC após o ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez causar instabilidade no órgão com trocas de cargos de chefia. Outra crítica à condução de Vélez se deu a uma série de polêmicas: desde a orientação para escolas filmarem alunos cantando o hino até revisão de livros didáticos. Programas-chaves ficaram parados.

Como um todo, o orçamento da pasta dirigida por Weintraub teve redução de 11,7% entre 2014 e 2018: de R$ 117,3 bilhões para R$ 103,5 bilhões. Ensino superior, educação básica e ensino profissional sofreram "maior redução".

O estudo da Câmara observou, em diferentes recortes, o total gasto em cada ano. Assim, as despesas por "nível de ensino" e por "grupo" dizem respeito a um mesmo orçamento praticado, mas analisado sob formas diferentes.

A reportagem extraiu do estudo (clique aqui para ler a íntegra) os dados específicos sobre os níveis de ensino. Por isso não foram apresentados valores destinados como "assistência hospitalar e ambulatorial", "benefícios ao trabalhador e atenção básica" e "Previdência".

Na análise sobre grupo de despesas também foram apresentados os recortes específicos sobre duas áreas: gasto com pessoal e investimentos. Não foram consideradas as despesas correntes (obrigatórias e discricionárias).

Despesa com níveis de ensino

Ensino Superior

2014 - R$ 39,2 bilhões
2018 - R$ 33,4 bilhões
Queda de: 15%

Educação Básica

2014 - R$ 36,2 bilhões
2018 - R$ 29,3 bilhões
Queda de: 19%

Ensino Profissional

2014 - R$ 16,4 bilhões
2018 - R$ 11,9 bilhões
Queda de: 27%

Fonte: Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal). Despesas primárias pagas no exercício, inclusive restos a pagar; valores corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo)

Gasto com pessoal
No entanto a maior parte do recurso que estava disponível foi usada para custear a estrutura, com pessoal e encargos sociais.

Nesse período, esse gasto cresceu 11,4%, de R$ 48,8 bilhões para R$ 54,4 bilhões. Se for considerado o orçamento de 2018, na prática, de cada R$ 100, o governo gastou R$ 4,70 com investimentos e R$ 52,50 com funcionários e manutenção. O valor restante (R$ 42,80 a cada R$ 100) foi utilizado para pagar despesas correntes (obrigatórias e discricionárias). Ou seja, os gastos como custeio e alguns serviços para manter as estruturas (serviços de limpeza, material didático, contas de água e luz, etc).

Despesa por grupo

Pessoal e encargos sociais

2014 - R$ 48,8 bilhões
2018 - R$ 54,4 bilhões

Investimento:

2014 - R$ 11,3 bilhões
2018 - R$ 4,9 bilhões

Fonte: Siafi

O informativo da Câmara foi feito com base nas despesas realizadas pelo Ministério da Educação, considerando o teto de gastos (Emenda Constitucional nº 95/2016), que definiu limites ao Poder Executivo, segundo o qual, "os dados consideram as despesas primárias do orçamento vigente e de restos a pagar de orçamentos anteriores, pagas no exercício financeiro, corrigidas a cada exercício pelo IPCA para o período de 12 meses encerrado em junho do exercício anterior a que se refere a lei orçamentária", diz o documento.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Ação Civil Pública pede a interdição de lixão em Caririaçu

Foto meramente ilustrativa
Uma Ação Civil Pública ingressada pelo Ministério Público do Ceará pediu nesta terça-feira (30) a interdição do lixão da cidade de Caririaçu. De acordo com a Promotoria, o espaço está sendo utilizado como descarga de resíduos sólidos a céu aberto, ocasionando danos ambientais nas áreas onde é feito o descarte dos materiais.

Segundo investigação feita pela Promotoria, o lixo é depositado a céu aberto há mais de dez anos no local, em condições inadequadas. Além disso, os moradores encontram-se expostos a diversas doenças e o meio ambiente sofre uma degradação que poderá ser irreversível no futuro. 

Negociações 
O  promotor de Justiça Rafael Couto informou que desde 2010 é feita a tentativa de uma solução extrajudicial com a prefeitura da cidade, mas sem sucesso. Reiteradas vezes a gestão municipal informava que a atividade poluidora seria encerrada assim que um aterro sanitário fosse instalado e uma empresa fosse contratada para destinar os resíduos, porém, posteriormente, foi constatado que não há empresas com licenças para receberem o lixo da cidade na região.

“Observa-se a ausência de atos efetivos do município para reverter o ciclo de poluição, não havendo outro caminho que não manusear procedimento judicial para fazer cessar a atividade poluidora no local”, declarou o representante do MPCE.

Definição de prazos
O Ministério Público pediu à Justiça o deferimento de uma liminar que determine que o Municiípio providencie a abertura de valas sépticas no lugar onde o lixo está sendo depositado ou em outro local eventualmente indicado pelo órgão ambiental no prazo de até dez dias.

Também requer que seja implantado, em até 90 dias, um sistema de coleta seletiva, além da determinação de indenização por danos materiais e morais causados ao meio ambiente, a restauração das condições primitivas da área e a construção e implantação do aterro sanitário em localidade apropriada no prazo de 180 dias.

O Sistema Verdes Mares tentou entrar em contato com a assessoria do prefeito de Caririaçu para pedir um posicionamento da gestão municipal sobre a ação movida pelo MPCE, mas não teve retorno até a publicação da matéria.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

02 de maio

1900 - Óscar II, rei da Suécia, declara apoio ao Reino Unido na Segunda Guerra dos Bôeres.
1968 - Iniciam-se as manifestações estudantis de maio de 1968 em França.
1982 - Guerra das Malvinas: o submarino nuclear britânico HMS Conqueror afunda o cruzador argentino General Belgrano.

Nasceram neste dia…
1458 - Leonor de Avis, Rainha de Portugal (m. 1525).
1660 – Alessandro Scarlatti, compositor italiano (m. 1725).
1909 - Ataulfo Alves, compositor brasileiro (m. 1969).

Morreram neste dia…
1519 - Leonardo da Vinci, polímata italiano (n. 1452).
1997 - Paulo Freire (foto), pedagogo brasileiro (n. 1921).
1999 - Oliver Reed, actor britânico (n. 1938).

Fonte: Wikipédia

Beth Carvalho, a Madrinha do Samba, morre no Rio aos 72 anos

A cantora e compositora Beth Carvalho, conhecida como a Madrinha do Samba e um dos maiores da história do gênero, morreu no Rio, nesta terça-feira (30), aos 72 anos. Ela estava internada no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Zona Sul da cidade, desde o início de 2019. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Com mais de 50 anos de carreira e dezenas de discos gravados, Beth Carvalho é um dos maiores nomes do samba e considerada madrinha de artistas como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão – daí o apelido "Madrinha do Samba".

Um problema na coluna já afligia a cantora havia algum tempo. Em 2009, Beth Carvalho chegou a cancelar sua apresentação no show de réveillon, na Praia de Copacabana, por causa de fortes dores. Em 2012, a cantora se submeteu a uma cirurgia na coluna. No ano seguinte, Beth foi homenageada pela escola de samba Acadêmicos do Tatuapé, no carnaval de São Paulo, mas não participou do desfile já por motivos de saúde. Lu Carvalho, sobrinha de Beth, foi quem representou a tia na ocasião.

Show histórico
Em 2018, com a mobilidade cada vez mais reduzida pelos efeitos do problema na coluna, Beth fez um show histórico. Ao lado do grupo fundo de Quintal, ela mostrou sua força ao cantar deitada seus sucessos no show “Beth Carvalho encontra Fundo de Quintal – 40 anos de pé no chão”.

Durante sua internação no início de 2019, Beth teve que reduzir a quantidade de visitas. A informação foi compartilhada por sua filha, Luana, após um vídeo mostrar a cantora debilitada cantando deitada na cama do hospital.

Vida e obra
Elizabeth Santos Leal de Carvalho nasceu no Rio, em 5 de maio de 1946. De acordo com o site oficial da artista, seu contato com a música foi incentivado pela família, ainda na infância. Aos 8 anos, apareceram o gosto pela dança e o primeiro violão, que ela ganhou dos avós. Após a prisão do pai no período da ditadura, em 1964, Beth passou a ministrar aulas de música.

Em 1965, gravou o seu primeiro compacto simples, com a música “Por quem morreu de amor”, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli. Seu grande sucesso, “Andança”, é o título de seu primeiro LP, lançado em 1969.

Beth participou de quase todos os festivais de música da época. Em 1968, conquistou a terceira posição no Festival Internacional da Canção (FIC), justamente com “Andança”.

A partir de 1973, passou a lançar um disco por ano e emplacou vários sucessos como “1.800 Colinas”, “Saco de Feijão”, “Olho por Olho”, “Coisinha do Pai”, “Firme e Forte” e “Vou Festejar”. Também gravou composições de Cartola, como “As rosas não falam”, e “Folhas Secas”, de Nelson Cavaquinho.

A cantora era apaixonada pela Mangueira, sua escola de samba do coração, e pelo bloco Cacique de Ramos, onde conheceu muitos de seus apadrinhados.

“Beth é inquieta. Não espera que as coisas lhe cheguem, vai mesmo buscar. Pagodeira, ela conhece a fertilidade dos compositores do povo e, mais do que isso, conhece os lugares onde estão, onde vivem, onde cantam, como cantam e como tocam”, diz a biografia publicada em seu site oficial.

Em 1979, Beth se casou com o jogador de futebol Edson de Souza Barbosa e, dois anos depois, deu à luz sua única filha, Luana Carvalho.

A cantora já fez inúmeras apresentações em cidades ao redor do mundo, subiu ao palco do Carnegie Hall, em Nova York, e até teve sua música representada no espaço sideral. Em 97, “Coisinha do pai” foi programada pela engenheira brasileira da NASA, Jacqueline Lyra, para “despertar” um robô em Marte.

Em junho de 2002, recebeu das mãos de Dona Zica, viúva de Cartola, o Troféu Eletrobrás de Música Popular Brasileira, no Teatro Rival do Rio de Janeiro. Seu 26º disco, “Pagode de mesa 2” (2000), concorreu ao Grammy Latino na categoria melhor disco de samba.

Em 2004, ela gravou seu primeiro DVD, “Beth Carvalho, a Madrinha do Samba”, que lhe rendeu um DVD de Platina. O CD, que teve lançamento simultâneo ao DVD, recebeu Disco de Ouro e foi também indicado ao Grammy Latino de 2005, na categoria “Melhor Álbum de Samba”.

Beth Carvalho foi homenageada na edição 2009 do Grammy Latino, em Las Vegas. Na ocasião, a cantora foi a primeira sambista a receber um dos reconhecimentos mais importantes do Grammy, o prêmio Lifetime Achievement Awards.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Crato recebe a V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará

Com o objetivo de democratizar o acesso à cultura por meio de produções audiovisuais, a V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará, uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, segue sua programação em 2019. Um caminhão transformado em sala de cinema pega a estrada com destino a cidades do interior do estado levando sessões gratuitas de filmes ao ar livre, entre os meses de maio e junho. 

A programação pode ser conferida na página oficial do evento no Facebook e para obter mais informações acesse o site da Secult. A iniciativa nasceu da necessidade de proporcionar a experiência do cinema para a parcela da população que não tem acesso às salas comerciais. Durante a programação, serão exibidos filmes de curta e longa-metragem, produzidos por diretores cearenses, com classificação indicativa livre.

A realização da V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará é da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), com apoio da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), parceria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em convênio com o Ministério da Cidadania, e apoio cultural do Banco do Nordeste e com produção executiva do Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (ISACC).

As produções selecionadas são: o longa “Padre Cícero: Os Milagres de Juazeiro”, obra de Helder Martins, e seis curtas e médias metragem que contemplam os gêneros consagrados na linguagem cinematográfica: os documentários “Becco do Cotovelo”, de Pedro Cela e Eduardo Cunha, “Couro Tecido”, de Adriana Barbalho, e “Negro lá, negro cá”, de Eduardo Cunha de Souza, as ficções “Céu Limpo” de Marcley de Aquino e Duarte Dias, e “Doce de Coco”, de Allan Deberton, e a animação “Esaú, o contador de história”, de André Dias.

A curadoria é de Duarte Dias, coordenador de audiovisual da Secult e curador de cinema do Cineteatro São Luiz. “Essas são, a nosso ver, as obras que, delimitadas num curto espaço de exibição, representarão os anseios de uma política cultural voltada para o audiovisual que não se resume apenas ao entretenimento, mas à reflexão e pensamento que a sétima arte é capaz de proporcionar”, esclarece.

Além das exibições, também faz parte da programação oficinas que propõem a prática de fazer cinema para crianças e adolescentes da rede pública de ensino. Serão realizadas as oficinas “Cineclubismo”, ministrada pelo realizador Henrique Dídimo, e “Cinema de Animação”, ministrada pelo realizador André Dias.

A Mostra segue até o mês de junho e passa pelas cidades de Pindoretama, Barreira, Redenção, Guaiúba, Pentecoste, Forquilha, Hidrolândia, Ipaporanga, Monsenhor Tabosa, Ibicuitinga, Quixadá, Banabuiú, Iguatu, Tarrafas, Potengi, Altaneira, Caririaçu, Crato, Jati, Jardim, Abaiara e Barbalha.

A V Mostra Itinerante de Cinema do Ceará é realizada pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e pela Secretaria de Educação (Seduc) com parceria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em convênio com o Ministério do Desenvolvimento. A produção executiva é do Instituto Social de Arte e Cultura do Ceará (Isaac) e apoio cultural do Banco do Nordeste. A programação completa pode ser conferida na página oficial do evento no Facebook e para obter mais informações acesse o site da Secult.

Curta nossa página no Facebook

ShareThis