Alunos da rede pública do Ceará batem recorde de aprovação no ensino superior em 2023

No Ceará, 22.531 estudantes da rede estadual ingressaram em instituições públicas e privadas de Ensino Superior em 2023. Os números, que demonstram aprovação recorde, foram apresentados pelo governador Elmano de Freitas nesta quinta-feira (6), no lançamento do Enem Chego Junto, Chego Bem 2024, no Centro de Formação e Desenvolvimento para Profissionais da Educação (FormaCE), em Fortaleza. 

O índice de aprovados tem apresentado um salto nos últimos anos. Em 2022, por exemplo, o número de aprovados foi de 18.529. O recorde anterior de aprovados tinha sido 21.217 em 2019.

“O sonho que esses estudantes têm [de ingressar no Ensino Superior] é também dos pais e dos amigos. Mas também é dos professores, dos gestores. Quando esses estudantes ingressam na universidade, também realizam o nosso sonho. Eu nasci em Baturité, tive que sair de casa aos 15 anos para estudar em Fortaleza, para cursar Direito na Universidade Federal do Ceará. Por isso, temos muito orgulho de acompanhar os passos dos nossos estudantes”, declarou Elmano de Freitas, reafirmando o compromisso com a universalização do ensino em tempo integral na rede estadual.

Um exemplo dos aprovados em 2023 é Karla Emanuelly Lima, de 17 anos, que hoje cursa o primeiro semestre em Medicina na Universidade Federal do Ceará (UFC). Karla é egressa do curso de Informática na Escola Estadual de Educação Profissional José Vidal Alves, em Canindé.

“A minha dedicação vem desde que eu era criança. Eu acredito que a constância foi o meu diferencial. Um pouquinho sempre, mas sempre estava estudando”, ressalta. A recompensa, então, veio logo após o primeiro Enem. “Eu fui aluna do Enem Mix, usei a plataforma, fui uma das ganhadoras do concurso de redação Enem Chego Junto, Chego a Mil em 2023. E no final consegui ser aprovada no curso que eu desejava desde que eu me entendo por gente”, conta Karla.

Enem Chego Junto, Chego Bem
Nesta quinta, também foi lançado o Enem Chego Junto, Chego Bem 2024. A iniciativa, desenvolvida desde 2012, mobiliza e prepara os estudantes da 3ª série do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) para o Enem, cujas provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro de 2024.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Com precipitações irregulares e mais concentradas no norte do Estado, quadra chuvosa termina acima da média

A quadra chuvosa do Ceará, que compreende o período entre fevereiro e maio, terminou acima da média em 2024. Com acumulado de 764 milímetros no estado como um todo, o desvio positivo foi de 25,4%, considerando que a normal climatológica para o quadrimestre é de 609,2 mm.

Os dados positivos têm relação direta com as precipitações entre fevereiro e março, principalmente. Nestes meses, os acumulados foram mais expressivos, puxando o acumulado final para cima. Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o primeiro apresentou um desvio de quase 100%, já o segundo, de 13%.

Nesta quadra, apesar de chuvas acima da normalidade, a porção central do estado, como a macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, apresentou relativa escassez. Diferentemente do Litoral de Fortaleza, por exemplo, que acumulou 1.253,2 mm (51,2% acima da média), aquela teve 583 mm.

As precipitações do quadrimestre tiveram influência, principalmente e como de costume, da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) que esteve próxima à costa norte do Nordeste devido a águas mais quentes no oceano Atlântico Tropical, colaborando para acumulados expressivos.

“Neste ano, a gente teve essa condição totalmente atípica, excepcional e anômala, que nunca tinha sido observada no Atlântico e isso acabou influenciando na ocorrência das chuvas no estado”, reforça Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme.

Em janeiro, a Funceme havia apresentado maior chance de precipitações abaixo da normalidade. Mesmo considerando que o prognóstico indica todas as possibilidades, havia maior expectativa para acumulados menores, principalmente devido à força do El Niño, que historicamente costuma interferir relativamente nas chuvas no Ceará.

“E por que as previsões não refletiram isso? É importante destacar que elas são desenvolvidas a partir do conhecimento prévio de os modelos numéricos têm sobre clima, atmosfera, oceanos e como isto afeta as condições futuras, porém, esse padrão observado em 2024 não tinha sido visto ainda (águas do Atlântico superaquecidas). Os modelos não estavam prontos para perceber como isso poderia suplantar o El Niño que estava presente. Todos os modelos, em sua unanimidade, deram indicativos de chuvas abaixo da média’, explica Sakamoto.

Irregularidade
Com as chuvas mais concentradas no norte do estado e no início da quadra, os meses de abril e maio apresentaram acumulados menos expressivos, tendo áreas do Ceará com precipitações abaixo da normalidade. No último mês da quadra, somente os litorais de Fortaleza e do Pecém apresentaram chuvas acima da normalidade, ficando Jaguaribana, Cariri e Sertão Central e Inhamuns com acumulados pouco expressivos.

Açudes
O aporte hídrico foi positivo também. O Ceará tem, neste momento, 44 açudes sangrando e 37 com volumes acima dos 90%. Os reservatórios com os melhores índices estão localizados nas bacias Metropolitana, Curu e Litoral.

O Castanhão, principal açude do estado, começou a quadra deste ano com cerca de 24% do seu volume total e hoje está com 36%.

Mesmo com a boa perspectiva, é necessário prudência, visto que o Ceará fica em uma região semiárida.

“Nem sempre chuva resulta em aportes. As chuvas, mesmo na média ou até acima da média, carecem de constância e precisam cair no lugar certo para gerar escoamento e, consequentemente, aportes”, diz Yuri Castro, presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Dentro da política de Recursos Hídricos, o estado, através da Cogerh, planeja a operação dos seus reservatórios de acordo com os volumes registrados ao fim da quadra chuvosa. Para isso, são feitas reuniões com os colegiados dos Comitês de Bacias e realizadas simulações dos cenários de uso da água em cada região do Ceará, são as chamadas alocações negociadas de águas, realizadas de forma participativa com representações da sociedade.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Vacina contra a dengue será enviada para mais 23 municípios do Ceará; saiba quais

O Ceará recebeu, nesta quinta-feira (6), um total de 11.349 doses da vacina contra a dengue, destinadas a 23 municípios. A entrega faz parte da segunda etapa da campanha de vacinação contra a doença e, conforme anunciado pelo governador Elmano de Freitas (PT), as doses devem ser aplicadas ainda em junho.

Em comunicado divulgado nas redes sociais, Elmano explicou que os municípios contemplados estão localizados na Região de Saúde do Cariri, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde. "As novas doses correspondem a 25% da meta de crianças e adolescentes cearenses com idades entre 10 e 14 anos. O imunizante será disponibilizado logo após o treinamento dos profissionais de saúde nos municípios, que ocorrerá ainda neste mês de junho", detalhou Elmano.

Elmano de Freitas destacou a importância da vacinação para a saúde pública, afirmando que "a vacinação é muito importante para a redução do número de casos da doença".

O governador também alertou a população para a necessidade de manter os cuidados preventivos contra o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue. Ele enfatizou a importância de eliminar possíveis focos do mosquito para evitar a proliferação da doença.

As doses da vacina serão distribuídas entre os seguintes municípios:

    1. Acopiara
    2. Altaneira
    3. Antonina do Norte
    4. Araripe
    5. Assaré
    6. Campos Sales
    7. Cariús
    8. Catarina
    9. Crato
    10. Deputado Irapuan Pinheiro
    11. Farias Brito
    12. Iguatu
    13. Jucás
    14. Mombaça
    15. Nova Olinda
    16. Piquet Carneiro
    17. Potengi
    18. Quixelô
    19. Salitre
    20. Santana do Cariri
    21. Saboeiro
    22. Tarrafas
    23. Várzea Alegre

Por Nicolas Uchoa

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Instituto Centec abre inscrições para vestibular e processo seletivo das Fatecs e CVTecs

Estão abertas as inscrições para o vestibular e processo seletivo dos cursos técnicos e superiores de Tecnologia ofertados pelas unidades do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) e mantidos pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Ao todo, são ofertadas 385 vagas, com aulas presenciais. Os cursos superiores de Tecnologia serão realizados na Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Sertão Central. São 90 vagas distribuídas entre os cursos de Tecnologia em Alimentos e em Gestão do Agronegócio.

Já os cursos técnicos de nível médio acontecem nas Fatecs Cariri e Sertão Central e nos Centros Vocacionais Técnicos (CVTecs) Barbalha, Crato e São Gonçalo do Amarante. As 295 vagas estão distribuídas entre os cursos técnicos em Eletrotécnica; Mecânica; Panificação; Alimentos com Ênfase em Leite e Derivados; Gastronomia; Meio Ambiente; Eletromecânica e Metalurgia.

As inscrições são gratuitas e exclusivamente online no site. O prazo final é dia 21 de junho. Os editais estão disponíveis no site com todas as informações sobre os cursos, as unidades e os requisitos necessários para a inscrição.

Para ingresso nos cursos técnicos, o critério utilizado será a análise do histórico escolar do Ensino Fundamental (se o aluno for cursar os Ensinos Médio e Técnico ao mesmo tempo – modalidade concomitante) ou do histórico escolar do Ensino Médio (para alunos que já têm o Ensino Médio completo ou estão concluindo o 3º ano do Ensino Médio – modalidade subsequente).

Já para os cursos superiores de Tecnologia, os candidatos realizarão prova com questões de múltipla escolha e redação, que será aplicada no dia 30 de junho.

Serviço:

Vestibular e processo seletivo para os cursos técnicos e superiores de Tecnologia das Fatecs Cariri e Sertão Central e dos CVTecs Barbalha, Crato e São Gonçalo do Amarante
Inscrições até 21 de junho pelo site
 
Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Dia D nacional de vacinação contra poliomielite ocorre neste sábado (8), no Ceará

No próximo sábado (8), ocorre o Dia D nacional de vacinação contra poliomielite em todo o País. No Ceará, as ações estratégicas realizadas entre a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e municípios visam alcançar no mínimo 95% do público-alvo: crianças menores de cinco anos de idade. Os imunizantes estão disponíveis em mais de 2.500 salas de vacinação no território estadual.

“As doses da vacina contra a paralisia infantil já estão disponíveis nos postos de saúde desde 25 de maio. O Dia D tem o objetivo de alcançar o máximo de pessoas em um curto intervalo de tempo. É fundamental que mães e pais levem os filhos para se vacinar, basta conferir a programação do seu município e verificar o local de vacinação mais próximo da sua residência”, destaca a  titular da Coordenadoria de Imunização (Coimu) da Secretaria da Saúde do Ceará, Ana Karine Borges.

Karine ressalta ainda a importância de levar as crianças aos postos de saúde, mesmo que os responsáveis acreditem que elas já tenham o esquema vacinal completo. “Porque os profissionais de saúde irão fazer uma checagem para dar o reforço da vacina, caso seja necessário, e também conferir se as demais vacinas do calendário estão em dia”, pontua.

PNI no combate a Poliomielite
O Programa Nacional de Imunização Brasileiro (PNI), criado em 1975, é referência mundial e pioneiro na incorporação de diversas vacinas no calendário do Sistema Único de Saúde (SUS). O Brasil é um dos poucos países que oferecem de maneira universal um rol extenso e abrangente de imunobiológicos.

As doses da vacina contra a paralisia infantil já estão disponíveis nos postos de saúde desde 25 de maio

A poliomielite, doença imunoprevenível de grande importância em saúde pública, está incluída no calendário nacional pelas sequelas permanentes, como a paralisia dos membros inferiores, e risco de morte. Ela é causada pelos poliovírus 1, 2 e 3. A proteção vacinal contra o vírus está disponível nos 184 municípios cearenses.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Centro Cultural do Cariri lança edital para seleção de apresentações artísticas

O Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo abriu inscrições, nesta quarta-feira (5), para o II Edital de Apresentações Artísticas. A iniciativa busca promover uma programação cultural aberta, diversa, democrática, acessível e gratuita.

Em sua segunda edição, a chamada pública acontece em consonância com o aditivo do contrato de gestão do equipamento e as propostas selecionadas se apresentarão entre os meses de julho e outubro, período de vigência do contrato. Através da convocatória, serão selecionadas 22 propostas do campo das artes cênicas e da música, para compor a programação do Centro Cultural.

Podem participar artistas, grupos e coletivos nascidos e/ou residentes no Ceará, sendo obrigatório ser pessoa jurídica e ter um representante legal acima de 18 anos. Cada proponente poderá inscrever até duas propostas, mas apenas uma será selecionada.

As propostas podem ser das seguintes linguagens e formatos: nas artes cênicas, incluem teatro infantil e adulto, teatro de rua, teatro de bonecos, circo, dança, performances, intervenções e outros formatos adaptados a espaços alternativos; na música, incluem shows, recitais e instrumental solo, duo ou trio.

A inscrição deve ser realizada por meio de uma ficha online na plataforma do Mapa Cultural do Ceará, até às 23h59 do dia 24 de junho. Na avaliação serão considerados critérios como a diversidade de gêneros, estilos e movimentos artísticos, avaliando também se a proposta inscrita está de acordo com os objetivos e todas as exigências do edital.

A banca de avaliação será composta por profissionais do Instituto Mirante de Cultura e Arte e do Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo, especialistas em suas áreas de formação e produção artística, através das gerências de Ação Cultural, Teatro e Direção Executiva da Instituição.

O resultado final com a lista de proponentes classificados será publicado nas redes oficiais do Instituto Mirante de Cultura e Arte e do Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo no dia 3 de julho.

Cronograma do edital

05 de junho: Lançamento do edital
05 a 24 de junho: Período de inscrições
26 de junho a 01 de julho: Análise e seleção das propostas
08 de julho: Publicação do resultado final
03 e 04 de julho: Recursos
05 e 06 de julho: Análise dos recursos
02 de julho de 2024: Publicação do resultado preliminar

Serviço:

II Edital Apresentações Artísticas do Centro Cultural do Cariri
Período de inscrições: 05 a 24 de junho
Link para inscrições e edital: https://mapacultural.secult.ce.gov.br

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7); saiba como se inscrever

Termina nesta sexta-feira (7), o prazo para as inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024. A data também é o limite para os candidatos solicitarem atendimento por nome social e especializado. As provas estão agendadas para os dias 3 e 10 de novembro.

Os participantes que não obtiveram isenção deverão pagar a taxa de inscrição de R$ 85. O boleto está disponível na Página do Participante e pode ser quitado via Pix, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança, dependendo do banco. O prazo final para o pagamento é 12 de junho. Para pagar por Pix, os candidatos devem escanear o QR code presente no boleto.

O Enem é a principal via de acesso ao ensino superior no Brasil. A nota do exame permite a candidatura a vagas em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em instituições privadas. Além disso, os resultados do Enem podem ser utilizados para participar do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o Enem também é uma opção para quem deseja estudar no exterior. “Convênios firmados entre o Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e instituições portuguesas garantem acesso facilitado às notas dos interessados em cursar a educação superior em Portugal”, informou a pasta.

Rio Grande do Sul tem prazo extra devido às enchentes
Os moradores do Rio Grande do Sul, afetados pelas recentes enchentes, terão um prazo adicional para se inscrever no Enem. Segundo o Ministério da Educação, será estabelecido um novo calendário para esses candidatos, que também terão isenção da taxa de inscrição garantida, inclusive nos casos de justificativa de ausência reprovada na edição de 2023.

Para os demais candidatos, os resultados dos recursos sobre a isenção da taxa foram divulgados em 24 de maio, mesma data em que foram liberados os resultados dos recursos referentes às justificativas de ausência no Enem 2023 para candidatos que estavam isentos da taxa.

Programa Pé-de-meia incentiva participação dos alunos
Os estudantes do terceiro ano que participam do programa Pé-de-meia e comparecerem aos dois dias de prova do Enem receberão um bônus de R$ 200. O valor será depositado na conta-poupança onde os alunos já recebem os benefícios do programa.

Datas e horários das provas
Nos dias de aplicação do Enem, os portões abrirão às 12h e fecharão às 13h, conforme o horário de Brasília. As provas começarão às 13h30.

No primeiro dia, os candidatos responderão às questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação, e ciências humanas e suas tecnologias, com término às 19h. No segundo dia, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias, com encerramento às 18h30.

O gabarito oficial será divulgado em 20 de novembro, e o resultado final do Enem 2024 está previsto para 13 de janeiro de 2025.
 
Por Heloísa Mendelshon

Fonte: Revista Cariri

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

07 de junho

1494 - Os reinos de Portugal e de Castela assinam o Tratado de Tordesilhas dividindo entre si o Novo Mundo.
1929 - A Cidade do Vaticano torna-se um Estado soberano com a assinatura do Tratado de Latrão.
1991 - O Monte Pinatubo entra em erupção, originando uma coluna de 7 km de cinzas.

Nasceram neste dia…
1491 - Jacques Cartier, explorador francês (m. 1557).
1848 - Paul Gauguin, pintor francês (m. 1903).
1981 - Anna Kournikova (foto), ex-tenista russa.

Morreram neste dia…
1329 - Roberto I, rei da Escócia (n. 1274).
1954 - Alan Turing, matemático britânico (n. 1912).
1989 - Paulo Leminski, poeta brasileiro (n. 1944).

Fonte: Wikipédia

Com 5,6 mil novos empregos em abril, Ceará mantém tendência de crescimento

Em abril, pelo quarto mês consecutivo, o Ceará registrou um saldo positivo na geração de postos de trabalho formal – uma ótima notícia para a economia cearense. O estado foi responsável por 5.678 novos empregos, sendo o segundo maior resultado do Nordeste, atrás somente da Bahia (10.649). No acumulado de 2024, são 16.780 novos empregos.

O nível de ocupação formal atingiu o total de 1.370.114 empregos com carteira assinada no Ceará. “Saldo positivo de criação de empregos é motivo de alegria, mostrando que estamos no caminho certo de gerar emprego e renda. Porque é o trabalho que dignifica as pessoas, que dá as condições de pagar suas contas, criar sua família com o suor do seu rosto. É nisso que acredito”, comentou o governador Elmano de Freitas na sua live semanal.

Os números foram gerados, principalmente, pelo setor de serviços (2.940). Contudo, os setores da indústria (1.084), construção civil (953) e comércio (775) também registraram saldos positivos.

Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados nesta quarta-feira (29). O saldo positivo é proveniente da relação entre o número de contratações com carteira assinada (50.529), que superou o de demissões (44.851) em abril.

“No Ceará, o setor de serviços é um importante empregador, tendo registrado saldos positivos em todos os meses de 2024. Importante destacar ainda que os próximos meses tendem a manter essa trajetória de ampliação, uma vez que o ritmo de crescimento econômico é ainda mais satisfatório no segundo semestre do ano, o que proporciona a maior geração de postos de trabalho”, analisa o secretário do Trabalho, Vladyson Viana.

Quando são considerados os salários médios de admissão para abril, o Ceará apresenta valor de R$ 1.872,95, acima da média nordestina (R$ 1.840,03).

“Apesar de a maior parte dos novos empregos, em abril, terem sido para homens (58,8%), no acumulado do ano as mulheres ainda são maioria (8.652), embora a diferença esteja diminuindo em relação aos homens (8.128). Vale destacar ainda que, em abril, as novas vagas foram ocupadas principalmente por jovens de 18 a 24 anos (4.063) com ensino médio completo (4.445)”, analisa o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Raimundo Angelo.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Arroz importado chegará em até 40 dias, estima ministro da Agricultura

A primeira leva de arroz importado com o objetivo de evitar alta de preços no mercado interno deve chegar às gôndolas dos supermercados nos próximos 30 ou 40 dias, vinda da Tailândia. Segundo o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, o produto foi adquirido antes da redução de tributos anunciada pelo governo, mas ajudará na estratégia de retomada dos preços anteriores à especulação que, em decorrência das chuvas no Rio Grande do Sul, chegou a aumentar em até 40% o preço do alimento.

Durante o programa Bom Dia, Ministro, Fávaro disse que está prevista, ainda para esta quarta-feira (29), a publicação do edital que estipula um prazo de 90 dias para a primeira compra de arroz sem os tributos de importação que chegam, segundo ele, a 12% – o que garantirá melhores preços, bem como o abastecimento do produto.

Esse arroz sem tributos de importação terá uma embalagem diferenciada, por ser subsidiado pelo governo federal. “Ele estará identificado com o preço máximo de R$ 20 para o pacote de 5 quilos de arroz agulhinha tipo 1. É o arroz do paladar do brasileiro, do gosto do brasileiro. É o que a imensa da maioria da população consome”, disse o ministro ao ressaltar que o governo vai gradativamente controlando compras a fim de manter o preço “a níveis razoáveis para a população”.

“Com relação à importação de arroz, precisamos olhar o problema de uma forma holística, levando em conta as consequências que a tragédia no Rio Grande do Sul terá para a população brasileira. O estado concentra 70% do arroz produzido no Brasil. Outros 15% são produzidos em Santa Catarina; e os outros 15% pelo restante do Brasil”, disse.

Especulação em meio à tragédia
A tragédia, segundo o ministro, acabou estimulando a ganância de alguns especuladores que tinham o produto estocado. “Vivo repetindo essa frase: o inferno vai ser pequeno porque não vai caber tanta gente maldosa que criou um movimento especulativo em cima da tragédia. Nos últimos 30 dias, o arroz subiu de 30% a 40%”, disse.

A alta preocupou o governo, que acabou por editar uma medida provisória autorizando a compra de arroz no mercado externo. “Estamos combatendo essa especulação. Sabemos que o Rio Grande do Sul tem um estoque suficiente para abastecer o Brasil, independentemente da tragédia que aconteceu”, acrescentou ao garantir que, com o aumento de oferta, não haverá qualquer necessidade de racionamento ou controle da venda nos supermercados.

“Não temos riscos de nenhum tipo de desabastecimento, nem do arroz. O estoque é suficiente. O problema é a conjuntura momentânea, mas em hipótese alguma [teremos desabastecimento]. O Brasil é um grande player produtor de soja, milho, arroz, feijão, trigo, carnes, algodão. Somos primeiro do mundo, e estamos, apesar das dificuldades, com uma safra muito boa”, acrescentou.

Durante a entrevista, Fávaro disse que o governo tentou, em um primeiro momento, comprar 100 mil toneladas de arroz, “mas o mercado foi mais agressivo e subiu ainda mais o preço". "Agora vamos mostrar que estamos dispostos a comprar 1 milhão de toneladas. Talvez nem seja preciso comprar tudo isso”, completou.

O ministro explicou que a chegada desse arroz ao mercado nacional pode ser mais ou menos demorada, dependendo de quem seja o vendedor. “Se comprarmos da Ásia, demora um pouquinho mais para chegar”, disse.

Ele lembrou que foi feita uma tentativa inicial de compra a partir dos países do Mercosul “Ficamos muito chateados nessa primeira tentativa de compra com o Mercosul, que é muito mais competitivo porque não tem tributos para vendas ao Brasil. Lançamos um edital de 100 mil toneladas, mas aí a especulação veio e, com quatro dias de leilão, o volume de recurso disponível para comprar 100 mil toneladas dava para comprar apenas 70 mil.”

“Ficou 30% mais caro. Aí o governo parou e suspendeu aquele leilão. Agora, o leilão estará aberto para todo mundo. Para quem quiser vender para o Brasil”, acrescentou.

Produção descentralizada
Uma outra estratégia a ser adotada pelo governo é a de descentralizar a produção de alguns alimentos considerados essenciais para o consumidor brasileiro, de forma a evitar que quebras de safra ou tragédias em decorrência das mudanças climáticas coloquem em risco o abastecimento no país.

Um passo nesse sentido será dado em breve, com o anúncio do novo Plano Safra, a ser lançado até o final de junho, e que, segundo Fávaro, será o maior da história.

“As mudanças climáticas nos levam a evitar essa concentração [de determinados produtos em algumas regiões]. Por isso, queremos estimular a produção de, pelo menos, cinco produtos essenciais do consumo brasileiro: o milho, que, além de servir de alimento, se transforma também em rações e carnes; o trigo; o arroz; o feijão e a mandioca”, explicou o ministro.

Para tanto, segundo ele, haverá “estímulos e contratos de opções” voltados a produtores de todas as regiões do país. A ideia é, por meio dessa descentralização de produções, evitar produções limitadas a algumas regiões.

Caso isso resulte em excesso de produção, a solução será sua destinação ao mercado externo. “O Brasil já é um grande player de todos os esses produtos. Poderemos, portanto, exportar e ganhar dinheiro com o excesso, trazendo mais divisas para o Brasil.”
 
Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Já enviou? Prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda acaba hoje

Depois de dois meses e meio, termina nesta sexta-feira (31) o prazo para os contribuintes acertarem as contas com o Leão. Acaba, às 23h59min59s a entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2024 (ano-base 2023).

Neste ano, a Receita Federal espera receber 43 milhões de declarações, número superior ao recorde de 41,1 milhões entregues no ano passado. Quem perder o prazo pagará multa de 1% sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74, ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

Quem declarou mais cedo e entrou nas listas de prioridades receberá, também hoje, o primeiro lote de restituição. O Fisco paga R$ 9,5 bilhões a 5.562.065 contribuintes. 

Novo prazo
Até 2019, o prazo de entrega da declaração começava no primeiro dia útil de março e ia até o último dia útil de abril. A partir da pandemia de covid-19, a entrega passou a ocorrer entre março e ia até 31 de maio. Desde 2023, passou a vigorar o prazo mais tardio, com o início do envio em 15 de março, o que dá mais tempo aos contribuintes para prepararem a declaração desde o fim de fevereiro, quando chegam os informes de rendimentos.

Outro fator que impulsionou o recorde foi a antecipação do download do programa gerador da declaração. Inicialmente previsto para ser liberado a partir de 15 de março, o programa teve a liberação antecipada para 12 de março.

Rio Grande do Sul
Em função da tragédia climática que atingiu o Rio Grande do Sul, que está sob estado de calamidade pública, a Receita Federal adiou o prazo de entrega da declaração do IRPF 2024 dos contribuintes gaúchos de 31 de maio para 31 de agosto.

Novidades
Neste ano, a declaração teve algumas mudanças, das quais a principal é o aumento do limite de rendimentos que obriga o envio do documento por causa da mudança na faixa de isenção. O limite de rendimentos tributáveis que obriga o contribuinte a declarar subiu de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90.

Em maio do ano passado, o governo elevou a faixa de isenção para R$ 2.640, o equivalente a dois salários mínimos na época. A mudança não corrigiu as demais faixas da tabela, apenas elevou o limite até o qual o contribuinte é isento.

Mesmo com as faixas superiores da tabela não sendo corrigidas, a mudança ocasionou uma sequência de efeitos em cascata que se refletirão sobre a obrigatoriedade da declaração e os valores de dedução. Além disso, a Lei 14.663/2023 elevou o limite de rendimentos isentos e não tributáveis e de patrimônio mínimo para declarar Imposto de Renda.
 
Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Taxa de desemprego fica em 7,5%, a menor para o trimestre desde 2014

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em abril ficou em 7,5%, o menor para o período desde 2014. O índice é considerado estável em relação ao trimestre móvel terminado em janeiro de 2024 (7,6%) e 1 ponto percentual (p.p) abaixo do apurado no mesmo período de 2023 (8,5%).

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgada nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A Pnad apura todas as formas de ocupação de pessoas a partir de 14 anos de idade, seja emprego com ou sem carteira assinada, temporário e por conta própria, por exemplo.

A população desocupada, ou seja, quem não trabalhava e estava à procura de alguma ocupação, ficou em 8,2 milhões, sem variação significativa em relação ao trimestre móvel encerrado em janeiro de 2024, porém 9,7% menor que o apontado no mesmo período de 2023. Isso representa menos 882 mil desocupados.

O número de trabalhadores ocupados chegou a 100,8 milhões, considerado estável em relação ao trimestre terminado em janeiro de 2024. Em relação a 12 meses atrás, houve acréscimo de 2,8%, o que representa mais 2,8 milhões de pessoas com trabalho.

De acordo com a coordenadora de Pesquisas Domiciliares do IBGE, Adriana Beringuy, o cenário do emprego no país vem apresentando resultados positivos. “É um mercado de trabalho que segue com redução na taxa de desocupação e expansão no número de trabalhadores”, afirma.

Ela cita dois elementos sazonais no trimestre encerrado em abril que explicam a estabilidade na desocupação em 2024: a redução das perdas de emprego no comércio e a volta da contratação de trabalhadores do setor público nas áreas de saúde e educação, notadamente no ensino fundamental.

“Já na comparação com o ano passado, o cenário é de manutenção de ganhos da população ocupada, trabalho com carteira assinada e rendimento do trabalhador”.

Carteira assinada
O número de trabalhadores com carteira assinada chegou a 38,188 milhões, um recorde da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012. O contingente de trabalhadores sem carteira também foi recorde, chegando a 13,5 milhões.

A taxa de informalidade ficou em 38,7% da população ocupada, o que significa 39 milhões de trabalhadores informais, patamar próximo ao do trimestre móvel encerrado em abril de 2023 (38,9%).

“A informalidade é muito significativa na composição da nossa população ocupada, mas, nos últimos trimestres, tem ficado relativamente estável”.

Rendimento
O rendimento médio do trabalhador ficou em R$ 3.151, alta de 4,7% em 12 meses. Com isso, a massa de rendimentos, que é a soma das remunerações de todos os trabalhadores do país, dinheiro que serve para dinamizar a economia, chegou a R$ 313,1 bilhões, recorde da série histórica e 7,9% acima do mesmo período de 2023.

Entre os motivos para esses números positivos, a pesquisadora do IBGE elenca o crescimento do emprego formal, caracterizado por ter melhores rendimentos, e a  volta da contratação no serviço público em atividades ligadas ao ensino fundamental.
 
Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Parque da Cidade de Barbalha é entregue requalificado para fortalecer a cultura e o lazer no Cariri

O Parque da Cidade de Barbalha, palco de importantes eventos populares do município e do Cariri, foi entregue pelo governador Elmano de Freitas nesta quarta-feira (29). A entrega ocorreu após obras de requalificação e ampliação, e marcou o início da tradicional Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, reconhecida como patrimônio imaterial brasileiro. Os festejos acontecem no município até 13 de junho, com expectativa de receber 500 mil pessoas.

Palco da cultura e do bem-estar comunitário
O Governo do Ceará investiu mais de R$ 17 milhões para deixar o Parque da Cidade de Barbalha moderno e com mais espaços para atividades culturais, esportivas e de lazer. As obras foram executadas pela Superintendência de Obras Públicas (SOP).

Moradores e visitantes agora têm novos quiosques, quadra poliesportiva coberta e com arquibancadas, uma areninha, ciclovia, quadra de areia, brinquedopraça, pistas de skate e de salto, vestiários e sanitários reformados.

O governador reforçou o apoio para alavancar o potencial de Barbalha para o turismo religioso e cultural do Cariri. “A população merece um local bonito para ir se encontrar, praticar esportes, celebrar suas festas bonitas, como a de Santo Antônio. As pessoas trabalham muito e têm o direito ao lazer, à alegria. Um Parque como esse faz diferença na vida da cidade e no desenvolvimento da região. Nós fazemos obras para cuidar das pessoas”, destacou Elmano de Freitas.

No Parque, também foram realizados serviços de urbanização e paisagismo no espaço, com a revitalização de áreas verdes, nova iluminação e áreas de estacionamento. A área total é de 76.259,30 metros quadrados.

Onélia Santana, secretária da Proteção Social, falou que o espaço tem equipamentos do Mais Infância Ceará, programa desenvolvido pela SPS, para reforçar a convivência das famílias e o desenvolvimento das crianças. “É dever do Estado garantir saúde, educação e lazer. Portanto, o Parque é um espaço para a convivência, oportunidade e desenvolvimento”, garantiu.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado; veja nova data

O prazo para adesão ao Desenrola Fies, que permite a renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), foi estendido por três meses até o dia 31 de agosto. O período para que estudantes tivessem condições especiais para quitar ou estender o prazo de parcelamento das dívidas terminaria nesta sexta-feira (31).

Em nota, o Comitê Gestor do Fies informou, em Brasília, nesta quarta-feira (29), que a baixa adesão e a situação de calamidade pública no Rio Grande do Sul definiram a dilatação do prazo.

De acordo com o colegiado, apenas 22,8% das estimativas de adesão foram efetivadas. No estado impactado pelo extremo climático, com muitas chuvas, as adesões esperadas chegaram a 26,8%. “Pedidos de prorrogação foram apresentados por estudantes que perderam seus documentos e bens devido ao alagamento de suas casas”, informou o comitê.

Mudança de prazo
A resolução com a mudança do prazo foi publicada nesta quarta-feira (29), no Diário Oficial da União. As regras para a negociação permanecem as mesmas. O contrato de financiamento precisa ter sido celebrado até o ano de 2017 com débito ainda vigente em 30 de junho de 2023.

Criado em 2001, o Fies tem como meta viabilizar a permanência e conclusão de estudantes de baixa renda familiar no ensino superior, por meio do financiamento dos cursos de graduação em instituições privadas. Desde 2018, o Fies possibilita juros zero aos estudantes com menor renda familiar e uma escala de financiamento para estudantes de famílias de até três salários mínimos.

Para se inscrever, é necessário ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010, com média de notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, além de não ter zerado a redação.

Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Crato recebe a 64ª edição da Feirart; evento acontece no Centro Cultural do Cariri

O Centro Cultural do Cariri, em Crato, será palco da 64ª edição da Feirart. Durante três dias, os visitantes terão acesso a produtos de 80 artesãos cearenses, representados por grupos produtivos e entidades artesanais, além de artesãos individuais, de diferentes técnicas artesanais típicas das diversas regiões do Estado. O evento tem início na próxima quinta-feira (6 de junho) e segue até sábado (8 de junho). As atividades começam a partir das 16h.

A tradicional feira de artesanato é promovida pela Secretaria da Proteção Social (SPS), por meio da Central de Artesanato do Ceará (CeArt), e acontece com o objetivo de valorizar e apoiar a comercialização da produção artesanal cearense. Para a coordenadora de desenvolvimento do artesanato da SPS, Germana Mourão, neste ano o evento ocupa novos espaços e visa divulgar o artesanato local, em uma ação interligada do artesanato e da cultura.

“A feira vai acontecer em uma época super festiva, com várias festas culturais relacionadas à cultura do local”, ressalta a coordenadora. Ela explica, ainda, que o evento reunirá peças de todo o Estado, mas cerca de 80% dos artesãos que vão participar da feira são da região do Cariri. “É uma super valorização do artesanato da região. O objetivo é gerar renda para os artesãos e, também, divulgar a região em vários aspectos: culturais, turísticos e muito mais. Vamos ter um espaço gastronômico, oficinas”, completa.

A secretária da Proteção Social, Onélia Santana, reforça que a realização da feira em outra região faz parte de um trabalho de regionalização das políticas públicas. “Com a feira, estamos ao mesmo tempo valorizando a cultura daquela região, promovendo um intercâmbio de saberes e movimentando recursos na economia local”, pontua. 

A titular da SPS acrescenta que durante a feira, um grupo de lojistas do eixo Rio-São Paulo vai ao Cariri conhecer de perto o artesanato e seus artistas. “Essa é uma ação de fortalecimento do mercado. Convidamos esses compradores para que eles conheçam não só nossos produtos, mas também os artesãos, suas histórias e influências. Tudo isso também faz parte da peça que está sendo comprada”, destaca.

A estimativa é que 3.500 pessoas participem do evento diariamente. A feira reunirá peças em diferentes tipologias, entre elas estão couro, fios e tecidos, fibra vegetal e argila. Os saberes e tradições serão compartilhados com o público por meio da programação de oficinas artesanais de argila (modelagem); fios e tecidos (bordado à mão); e madeira (pintura). A Feirart contará, ainda, com programação musical e área de alimentação.

Exposição Racar
A edição contará com um espaço em homenagem ao artesão caririense Raimundo Caetano Rodrigues, popularmente conhecido como mestre Racar. A exposição reunirá algumas de suas produções, em memória do artesão que faleceu em 2024. 

“Racar é um grande artista popular do Centro de Cultura Popular Mestre Noza, que é a maior associação de artistas populares que temos no Cariri e no Ceará. Ele morreu aos 58 anos, e é um dos artesãos que a CeArt levou para Paris, onde aconteceu a primeira exposição da arte popular cearense, no Carrossel do Museu do Louvre”, ressalta a coordenadora de desenvolvimento do artesanato da SPS.

Sua produção representava, através do entalhamento na madeira, elementos do folclore do Sertão do Cariri, como lendas populares, religiosidade e o cenário urbano de seu cotidiano.

Programação

Quinta-feira (6 de junho)

16h - Abertura da Feira e Cadastro feirantes
17h - Cerimônia de Abertura
18h - 1ª Oficina da Noite
20h - Apresentação Musical - CeArt
21h - Encerramento

Sexta-feira (7 de junho)

16h - Abertura da Feira e Cadastro feirantes
18h - 1ª Oficina da Noite
20h - Apresentação Musical - CeArt
21h - Encerramento

Sábado (8 de junho)

16h - Abertura da Feira e Cadastro feirantes
18h - 1ª Oficina da Noite
20h - Apresentação Musical - CeArt
21h - Encerramento

Serviço: 

O quê: 64ª Feirart — Edição Cariri
Quando: 6 a 8 de junho, de 16h às 22h
Onde: Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo
Endereço: Av. Joaquim Pinheiro Bezerra de Menezes, 1, Gizélia Pinheiro (Batateiras), Crato — CE

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Ceará lidera ranking nacional de crianças alfabetizadas na idade certa, mostra relatório do MEC

O Ceará é o único estado brasileiro a ter mais de 80% das crianças alfabetizadas na idade certa, ou seja, sabendo ler e escrever ao final do 2º ano do ensino fundamental. É o que aponta o primeiro relatório do novo indicador apresentado pelo Ministério da Educação, nesta terça-feira (28), durante reunião do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, em Brasília. O momento contou com as presenças do presidente Lula, do ministro Camilo Santana, e de governadores, incluindo o governador Elmano de Freitas.

“Esses dados mostram que estamos no caminho certo. Mas ainda temos muito a avançar. O Governo do Ceará não tem medido esforços e nem recursos para fazer a nossa educação crescer cada vez mais. Investir em educação é a garantia de um estado mais justo, humano e igualitário”, citou o governador do Ceará, Elmano de Freitas.

Ainda segundo o relatório, 56% das crianças brasileiras alcançaram o patamar de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para o 2° ano do ensino fundamental. Com o resultado, o Brasil recuperou o desempenho de alfabetização anterior à pandemia de Covid-19.

De acordo com o MEC, o indicador, que integra o Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, foi calculado a partir do alinhamento nacional dos dados consolidados pelas avaliações aplicadas nos estados em 2023. O Compromisso foi lançado pelo MEC no ano passado, com o intuito de garantir o direito à alfabetização de todas as crianças do Brasil.

Para o presidente Lula, a união de todos pela educação brasileira é fundamental para alcançar 100% das crianças alfabetizadas na idade certa. “Vamos acompanhar estados e municípios, com informações, para orientar e discutir melhorias e divulgar as boas práticas. Eu acho pouco 80%, mas é muito se a gente imaginar o histórico do ensino fundamental deste país. Quando a gente melhorar a qualidade da educação, a pessoa de classe média vai preferir colocar seu filho na escola pública em vez da escola particular. A experiência do Ceará é muito rica para quem quer resolver o problema da educação deste país”, citou.

O Compromisso contou com R$ 1 bilhão em investimento para apoiar estados, municípios, a fim de assegurar que todos os estudantes brasileiros estejam alfabetizados ao final do 2° ano do ensino fundamental, além de recompor as aprendizagens, com ênfase na alfabetização de todas as crianças matriculadas no 3°, 4° e 5° ano afetadas pela pandemia.

“Retomamos o patamar que era em 2019 [antes da pandemia da Covid]. Todos os estados melhoraram de 2021 para 2023”, ressaltou o ministro Camilo Santana, explicando que o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021 revelou que esse índice nacional era de 36%.

Avaliação como estratégia
Para continuar avançando no Compromisso, o MEC estabeleceu o monitoramento dos resultados como uma estratégia. Para isso, definiu um sistema de avaliação censitária que será realizada anualmente e padronizada em todo o País. Além disso, os professores têm acesso a uma plataforma para que as avaliações periódicas sejam introduzidas na rotina das escolas e dos educadores.

Anteriormente, foi realizada a Pesquisa Alfabetiza Brasil, por meio do Inep, para determinar o ponto de corte que indica a alfabetização de uma criança ao final do 2º ano do ensino fundamental. O padrão nacional foi estabelecido em 743 pontos na escala do Saeb.

Ao detalhar outras ações da política, o ministro da Educação destacou que a política se pauta no regime de colaboração entre União, estados, Distrito Federal e municípios. Ainda segundo ele, o Compromisso é inspirado na experiência exitosa iniciada no Ceará, em 2007.

“Ficamos felizes com a adesão de 100% dos estados e 98,8% dos municípios. Nós só acreditamos em qualquer política pública da educação básica por meio de um pacto federativo. O protagonismo tem que ser dos estados e municípios, das redes, dos professores”, defendeu Camilo Santana, que parabenizou os gestores estaduais e municipais pelos programas desenvolvidos.

O MEC estabeleceu metas progressivas para os próximos anos, seguindo o padrão nacional de desempenho da criança alfabetizada. A meta é que, em 2030, todas as redes estejam no nível 5 de alfabetização, posição que o Ceará já ocupa atualmente.

Política exitosa
No Ceará, 97% das crianças matriculadas no 2º ano do Ensino Fundamental concluíram o ano letivo em 2023 alfabetizadas. Os dados são do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Estado do Ceará (Spaece) aplicado em 2023, e divulgado nessa segunda-feira (27) pela Secretaria da Educação. Contudo, o trabalho, em 2023, teve início com uma avaliação formativa, denominada Avalie CE, realizada em parceria com os municípios.

Os bons resultados do Ceará reforçam o compromisso com a educação de qualidade e a parceria fortalecida pelo Programa Aprendizagem na Idade Certa, atualmente Paic Integral. “Só no Ceará são R$ 51 milhões [de recursos federais] para colaborar com o processo educacional. Essa colaboração nos faz avançar cada vez mais. O desafio do Ceará é não se acomodar, é dizer que nós temos que chegar em 100% das nossas crianças alfabetizadas no 2° ano”, afirmou Elmano de Freitas.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

31 de maio

1850 – Fundação de Juiz de Fora, em Minas Gerais, Brasil.
1962 – A Federação das Índias Ocidentais deixa de existir.
2009 – Airbus A330 do voo Air France 447, entre o Rio de Janeiro e Paris, cai no Oceano Atlântico.

Nasceram neste dia…
1491 – Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus (m. 1556).
1656 – Marin Marais, gambista e compositor barroco francês (m. 1728).
1965 – Brooke Shields (foto), atriz e modelo norte-americana.

Morreram neste dia…
1832 – Évariste Galois, matemático francês (n. 1811).
1960 – Boris Pasternak, poeta e romancista russo (n. 1890).
2009 – Millvina Dean, última sobrevivente do naufrágio do Titanic (n. 1912).

Fonte: Wikipédia

Meu Celular: primeiros celulares recuperados através do programa são entregues

“Eu tinha muita esperança que isso acontecesse. Foi uma surpresa muito agradável ter recebido a notificação [do Meu Celular]”. Foi o que disse o psicólogo Clauberson Rios, de 46 anos, ao receber de volta o celular furtado em novembro de 2023. A primeira entrega de celulares recuperados pelo Programa Meu Celular, do Governo do Ceará, ocorreu nesta quarta-feira (22), no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Fortaleza.

Clauberson relatou que logo após o furto, que aconteceu na saída de um jantar em família, na Praia de Iracema, ele fez questão de registrar o Boletim de Ocorrência. Quando soube do Meu Celular, que foi lançado em abril deste ano, a esperança do psicólogo aumentou.

“Tinha só 20 dias que eu tinha comprado o celular, fiquei muito decepcionado e frustrado, porque você trabalha para ter um bem. Até fiz um seguro, mas não cobriu o tipo de furto que sofri. Tem que fazer o que é certo e acreditar realmente na efetividade da ação da Polícia Civil”, pontuou Clauberson.

O governador Elmano de Freitas reforçou que os celulares devem estar com seus donos. Na oportunidade, parabenizou o trabalho das Forças de Segurança. “Essa ação é do Governo do Ceará, por meio dos servidores e profissionais da Segurança Pública, do Poder Judiciário e do Ministério Público. Estou muito feliz neste momento, é para isso que a gente trabalha”, afirmou Elmano de Freitas.

Até o momento, mais de 500 celulares já foram recuperados, e cerca de 300 devem ser entregues na Capital somente nesta primeira entrega, iniciada nesta quarta. Em Fortaleza, os aparelhos serão devolvidos na sede da Polícia Civil, no Cisp. O comparecimento só deve ser feito após notificação.

Meu Celular
O Meu Celular, desenvolvido pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), tem o objetivo de auxiliar as Forças de Segurança do Ceará na recuperação de celulares ou tablets roubados, furtados ou perdidos. O programa engloba uma plataforma e operações da Polícia Civil do Ceará (PCCE).

A plataforma Meu Celular já soma 12.317 usuários cadastrados, com um total de 5.690 dispositivos registrados na base de dados, sendo que 5.097 estão sem alertas de perda, furto ou roubo e outros 579 possuem alerta.

As pessoas que estavam em posse desses aparelhos (furtados, roubados ou perdidos) foram intimadas e devolveram os aparelhos para a PCCE. “O povo cearense é tão correto que essas centenas de celulares foram entregues”, completou o governador.

O secretário da SSPDS, Samuel Elânio, explicou que a estratégia será permanente para desestimular a prática de crimes relacionados, incluindo a receptação. “A ideia é desmotivar as pessoas que venham a praticar esse tipo de crime no Ceará. Também identificar pessoas que façam comércio fruto de objetos de roubo ou outros crimes. Com isso, reduzir os índices de assaltos e furtos”, garantiu.

Operações da PCCE no Interior
Até o momento, 155 celulares foram apreendidos durante operação em Jijoca de Jericoacoara, no dia 15 de abril. Em Juazeiro do Norte, no Cariri, 53 celulares foram apreendidos no mês de abril.

Vale destacar que nem todos esses aparelhos foram cadastrados na ferramenta Meu Celular, mas com o cruzamento de dados dos Boletins de Ocorrência e das operadoras de telefonia, a Polícia Civil tem buscado identificar os proprietários.

Devolução dos aparelhos para as Forças de Segurança
Caso receba a notificação para a devolução de um celular ou tablet, o procedimento deve ser feito somente no endereço: Rua do Rosário, 199, Centro, Fortaleza-CE.

O delegado-geral da PCCE, Márcio Gutiérrez, falou sobre a ação: “Primeiro, a Polícia intima, aguarda a resposta da pessoa. Caso ela informe que não vai devolver, ou se mostre resistente, a gente toma outras medidas, como intimar pessoalmente”, explicou.

Em caso de dúvida, o cidadão pode encaminhar um email para: meucelular@sspds.ce.gov.br.

Cadastre-se
Para fazer o cadastro na plataforma Meu Celular, o usuário deve criar um perfil no endereço: meucelular.sspds.ce.gov.br, informando seus dados pessoais, a marca, modelo, IMEI e nota fiscal (caso ainda tenha) do aparelho comprado ou já utilizado.

Caso seja roubado, furtado ou tenha o aparelho extraviado, o usuário entra no endereço da plataforma e protocola a ocorrência, clicando em um alerta que sinaliza a restrição. O alerta fica pré-ativado, inicialmente, por 72 horas, simbolizado pela cor laranja. O usuário deve formalizar um Boletim de Ocorrência (BO) com o IMEI, permitindo que o alerta seja convertido para a cor vermelha e assim permaneça até que seja recuperado.

Em qualquer abordagem realizada pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), caso o alerta esteja ativado, a composição conseguirá identificar a restrição, por meio de um aplicativo cadastrado em smartphones utilizados nas viaturas. O celular será apreendido e a situação será conduzida à Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) para os trâmites necessários (prisão, apreensão ou registro de Termo Circunstanciado de Ocorrência, a depender da situação).

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Brasileirão recomeça no primeiro fim de semana de junho, anuncia CBF

A Confederação Brasileira de Futebol anunciou na noite desta terça-feira (21) a data de retomada das partidas da Série A do Campeonato Brasileiro de futebol masculino, que foi interrompido por causa das consequências das fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o dia 26 de abril. A competição será reiniciada no dia 1º de junho.

“A CBF informa que a retomada da competição se dará a partir da 7ª rodada, que será disputada em 1 e 2 de junho, datas originalmente reservadas para a 9ª rodada, preservando-se, assim, o planejamento técnico que embasou a elaboração da tabela”, diz o comunicado.

Já os confrontos da 8ª rodada, a outra adiada pela entidade máxima do futebol brasileiro, serão realizados nos dias 12 e 13 de junho.

A CBF anunciou a suspensão de duas rodadas do Brasileiro da Série A no dia 15 de maio após a entidade receber pedido de 15 dos 20 times que participam da competição e da Federação Gaúcha de Futebol.

Os clubes que apresentaram a solicitação foram: Atlético Goianiense, Atlético Mineiro, Athletico Paranaense, Criciúma, Cruzeiro, Cuiabá, Bahia, Juventude, Vitória, Fluminense, Fortaleza, Grêmio, Botafogo, Sport Club e Vasco da Gama.

Segundo a entidade, cinco clubes foram contra a paralisação da Série A nas rodadas 7 e 8: Flamengo, Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Bragantino.

Boletim divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul nesta terça-feira informa que há 161 mortes confirmadas no estado em consequência do maior evento climático já registrado na localidade. Além disso, seguem desaparecidas 85 pessoas e 806 ficaram feridas.

Ao menos 654,19 mil gaúchos ainda estão fora das residências, sendo 581.633 desalojados - aqueles que tiveram de sair de seus lares e estão acolhidos em casas de familiares, amigos ou conhecidos - e outras 72.561 pessoas estão morando temporariamente em um dos 839 abrigos cadastrados pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul.
 
Fonte: Agência Brasil

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Nova vacina: grupos prioritários e crianças devem atualizar imunização contra Covid-19

Desde segunda-feira (20), os municípios cearenses estão disponibilizando para a população a nova vacina contra Covid-19. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) distribuiu, na última sexta-feira (17), 108.800 doses para os 184 municípios do Estado. O imunizante foi atualizado devido à necessidade de proteção para as novas variantes da doença.

A vacinação é realizada nos postos de saúde de todo o Ceará, de acordo com o calendário vacinal de cada município.

A vacina monovalente do laboratório Moderna traz a subvariante ômicron XBB 1.5, para a utilização em todas as faixas etárias acima de seis meses. Pessoas de 5 anos ou mais que não fazem parte dos grupos prioritários e nunca foram vacinadas terão a oportunidade de receber uma dose da vacina XBB no esquema primário.

“A subvariante XBB 1.5 possui mais de quarenta mutações em comparação ao vírus original. Por isso, a vacina Covid monovalente atualizada está indicada, em razão desse cenário de novas variantes”, destaca a titular da Coordenadoria de Imunização (Coimu) da Sesa, Ana Karine Borges.

O objetivo é completar o esquema vacinal das crianças de 6 meses a 4 anos de idade e atualizar a proteção para os grupos prioritários. Mesmo com esquema completo e doses de reforço, desde que a última dose tenha sido administrada há mais de três meses, a população acima de 5 anos dos grupos prioritários deve buscar uma unidade de saúde para realizar essa atualização.

Crianças de 6 meses a 4 anos receberão uma ou duas vacinas, a depender do esquema vacinal anterior, obedecendo o intervalo recomendado pelo Ministério da Saúde. Por isso, para esse grupo de crianças, recomenda-se comparecer à unidade de saúde para a avaliação do profissional da sala de vacina.


Os imunizantes podem ser administrados simultaneamente ou a qualquer momento antes ou depois de outras vacinas para adultos, adolescentes e crianças. “A única vacina que precisa de um intervalo para ser administrada depois que a pessoa receber a dose de imunizante contra a Covid-19 é a da dengue, que precisa de um intervalo de 24 horas”, explica.

A imunização, neste momento, acontecerá mediante disponibilidade de estoques da vacina atualizada. Na próxima semana, uma nova remessa foi programada para chegar ao estado, com mais 43.200 doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

A doença ainda tem altas taxas de mortalidade. Por isso, medidas para mitigar os riscos, como a vacinação, são de extrema importância. “As vacinas da Covid-19 evitaram muitas mortes e internações no Brasil desde a sua introdução e continuam efetivas contra as formas graves da doença. O esquema vacinal completo, incluindo as doses de reforço, é essencial para que se possa dar continuidade às ações de prevenção”, ressalta.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

AddThis