Cunha e oposição estudam driblar decisão do STF sobre impeachment

Com a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de invalidar o rito adotado até agora pela Câmara, o presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e as siglas de oposição buscam formas de driblar pontos e adiar a votação do impeachment para um momento "mais adequado".

Nenhuma votação ocorrerá na segunda e na terça-feira (21 e 22), os dois últimos dias antes das férias parlamentares. A definição do novo calendário ocorrerá só a partir de fevereiro, quando começa novo ano legislativo.

Uma primeira ação discutida entre a oposição e Cunha é aprovar um projeto de resolução, já apresentado pelo DEM, incluindo no regimento interno da Câmara a possibilidade de chapas avulsas para compor comissões.

Um dos pontos barrados pelo STF foi justamente esse: o fato de a comissão do impeachment ser formada por uma chapa concorrente à indicada por líderes partidários. "O plenário não pode ser cerceado de optar", diz o líder do DEM, Mendonça Filho (PE), autor do projeto.

Técnicos da Câmara, porém, dizem avaliar que, mesmo com a aprovação do projeto, a eventual eleição de uma chapa avulsa poderá ser derrubada novamente pelo STF.

A estratégia de Cunha é reiniciar o processo de impeachment apenas em março, quando a perspectiva dele e da oposição é de uma piora nos cenários político e econômico.

Para tardar o trâmite, ele pretende ingressar com embargo de declaração no Supremo para esclarecer brecha na decisão da corte: o que deve ser feito caso a chapa à comissão especial for rejeitada pelo plenário da Câmara.

O objetivo é também ganhar tempo até a eleição, marcada para fevereiro, do novo líder do PMDB na Casa, que será responsável pela indicação dos peemedebistas para o colegiado.

Em articulação com o vice-presidente, Michel Temer, Cunha pretende restituir o posto a Leonardo Quintão (MG), que colocaria na comissão do impeachment nomes favoráveis ao afastamento de Dilma.

Até março, aliados de Cunha defendem que ele paralise projetos de interesse do governo na Câmara para gerar um "cenário de caos" que agrave o quadro de crise, contribuindo para a queda da aprovação do governo e o fortalecimento de movimentos de rua pró-impeachment.

No período, no entanto, o peemedebista tentará evitar colocar suas digitais nas articulações. O receio é que qualquer manobra possa ser interpretada pelo STF como uma tentativa de utilizar o cargo em interesse próprio, o que pode induzir a seu afastamento.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



7 hábitos matinais que todo profissional deveria ter

As primeiras horas do dia são nobres. Se você souber empregá-las de forma inteligente, os ganhos em bem-estar e produtividade podem ser surpreendentes.

Em artigo para o Medium, o consultor de carreira norte-americano Benjamin Hardy reuniu alguns hábitos matinais típicos dos profissionais de sucesso.

De exercícios físicos a banhos frios, as dicas do especialista pressupõem um fator essencial: uma noite de sono de 7 horas, pelo menos. Nenhuma atitude positiva pela manhã funcionará se você não tiver dormido o suficiente, alerta o consultor.

Navegue conosco para ver as orientações de Hardy para quem quer começar o dia com leveza e disposição.

Faça um exercício de introspecção
Antes de começar um novo dia de trabalho, bombardeado por informações e tarefas, guarde um momento de silêncio para você mesmo, diz o consultor de carreira norte-americano Benjamin Hardy.

Você pode rezar, meditar ou fazer qualquer outro exercício de introspecção que esteja de acordo com as suas preferências.

O importante é esvaziar-se momentaneamente das preocupações e visualizar tudo que há de positivo à sua volta. Segundo Hardy, o sentimento de gratidão é um dos segredos para levar uma vida pacífica e bem-sucedida.

Tome um banho frio
O efeito dos banhos frios para a saúde ainda não foi totalmente desvendado pela ciência - mas a ideia tem seus adeptos. O famoso coach norte-americano Tony Robbins, por exemplo, tem o costume de entrar numa piscina gelada todas as manhãs.

Você não precisa fazer o mesmo, mas pode perceber alguns benefícios surpreendentes se reduzir um pouco a temperatura da ducha, segundo Hardy. "Pessoalmente, eu me sinto mais disposto, criativo e inspirado, e minhas ideias começam a fluir", escreve o consultor.

Consuma pelo menos 30 gramas de proteína
Em entrevista à revista Men's Health, Donald Layman, docente da Universidade de Illinois, recomenda o consumo de pelo menos 30 gramas de proteína por refeição, inclusive no café da manhã.

Segundo o professor, o consumo equilibrado do nutriente ajuda a prevenir obesidade, diabetes e até doenças cardíacas. Além disso, seu consumo adequado reduz os picos de fome - que podem causar mal-estar e mesmo atrapalhar a sua concentração no trabalho.

Faça exercícios físicos
Andar, correr ou apostar em qualquer outra atividade física é um ingrediente básico na rotina de pessoas saudáveis e produtivas. "Qualquer que seja a sua preferência, apenas mexa o seu corpo", diz Hardy.

Para ele, o começo do dia é um dos melhores momentos para se dedicar a isso. "Fazer exercícios nas primeiras horas da manhã gera um fluxo intenso de inspiração e clareza", escreve o consultor.

Leia
De acordo com Hardy, a leitura é um dos segredos para abrir a sua mente e se destacar de outros profissionais. Afinal, educação e cultura não fazem mal a ninguém.

"Dedicar de 15 a 30 minutos, toda manhã, à leitura de conteúdos inspiradores ou instrutivos é algo que muda qualquer um", escreve o consultor.

O contato com os livros traz benefícios de longo prazo: além de adquirir bagagem cultural, você ganhará novas perspectivas sobre o mundo e fará mais conexões entre diversas áreas de conhecimento.

Repasse mentalmente seus objetivos a longo prazo
Antes de ir para o trabalho e se preocupar com tarefas e perspectivas de curto prazo, vale a pena dedicar alguns minutos para olhar mais ao longe.

Repasse mentalmente os seus principais objetivos de carreira e, se quiser, transforme suas ideias em anotações.

A vantagem de escrever as suas metas numa folha de papel, diz Hardy, está na facilidade de consultá-las e revisá-las toda manhã.

Faça algo para atingir um objetivo de longo prazo
Ter clareza mental quanto aos seus objetivos de carreira é importante, mas não basta. Para não deixar as suas intenções desaparecerem de vista, faça um pequeno movimento na direção de concretizá-las todos os dias.

A ação pode ser tão singela quanto mandar um e-mail para um contato estratégico ou se inscrever num curso interessante. O importante é tomar alguma atitude - e, de preferência, pela manhã.

Se não agir logo cedo, alerta Hardy, você acabará encontrando outras "prioridades". "No fim do dia, você estará exausto e haverá um milhão de razões para começar amanhã, o que significa nunca", diz ele.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook



Será que produtos detox realmente funcionam?


Você não precisa ir muito longe para encontrar a palavra “detox” em produtos nas prateleiras do supermercado ou em cardápios de restaurantes naturais. A ideia por trás desse nome tem a ver com saúde e desintoxicação, mas será que os produtos detox realmente cumprem esse papel de limpar nosso organismo?

Essa foi a pergunta-base de uma publicação do The Guardian, e a conclusão não mediu palavras: “[o detox] é um conceito pseudo-médico projetado para vender coisas”. Pois é, essa doeu.

De acordo com Edzard Ernst, professor de medicina da Universidade de Exeter, na Inglaterra, existem dois tipos de desintoxicação: um que funciona e o outro, que não. O que funciona, segundo Ernst, é aquele realizado em pessoas que têm algum tipo de vício em drogas e que correm risco de morte.

“O outro é a palavra que está sendo invadida por empresários, curandeiros e charlatães que querem vender um tratamento falso que supostamente desintoxica seu corpo de toxinas que você deve ter acumulado”, explica o médico, referindo-se, é claro, aos produtos que carregam a denominação “detox” em suas embalagens.

Ernst diz, ainda, que se o corpo de uma pessoa acumulasse tanta toxina de modo que ela não consegue eliminar esse excesso, essa pessoa estaria morta ou precisando de uma intervenção médica radical. O professor explica que, no corpo de uma pessoa saudável, os órgãos funcionam bem e não há como melhorar o funcionamento de algo que já está dando certo.

Nesse sentido, vale lembrar que as embalagens dos produtos falam em toxinas que precisam ser eliminadas, mas não especificam que toxinas são essas, de modo que não é possível medir a real eficiência desse tipo de produto. Um teste realizado em 2009 no Reino Unido buscou avaliar a eficácia de 15 produtos detox. O resultado? Nenhum dos fabricantes conseguiu definir que tipo de desintoxicação cada produto oferecia, assim como não conseguiram nem mesmo explicar o que é desintoxicação.

Ainda assim, o número de produtos que prometem desintoxicar consumidores só aumenta: comprimidos, tinturas, chás, sucos, máscaras faciais, sais de banho, xampus, cremes corporais e por aí vai.

Além desse tipo de produto, há os tratamentos estéticos e medicinais que também prometem uma desintoxicação, como é o caso da irrigação do cólon. Esse procedimento é feito para eliminar vestígios de fezes que ficam nas paredes do intestino. A técnica e consiste em “lavar” o intestino por meio da inserção de uma “mangueira” com água. Muitos médicos alertam que esse tipo de técnica é invasiva demais e pode perfurar o intestino.

A receita ideal para uma saúde em dia? Praticar atividades físicas, ter uma alimentação equilibrada e não fumar. Além disso, é preciso ter em mente, sempre, que esses produtos movimentam grandes quantidades de dinheiro, mas que, no fundo, não cumprem os benefícios que prometem.

Fonte: Mega Curioso (Via The Guardian)

Curta nossa página no Facebook



Em mensagem, Cunha cita repasse de R$ 5 milhões a Michel Temer

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reuniu indícios de que o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), recebeu R$ 5 milhões do dono da OAS, José Adelmário Pinheiro, o Leo Pinheiro, um dos empreiteiros condenados em decorrência do escândalo da Petrobras.

A informação sobre o suposto pagamento a Temer está em uma das manifestações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, que fundamentou as buscas da Operação Catilinárias, deflagrada na última terça-feira (15).

A menção ao pagamento está em uma troca de mensagens entre Pinheiro e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em que o deputado reclama que o empreiteiro pagou a Temer e deixou "inadvertidamente adiado" o repasse a outros líderes peemedebistas.

"Eduardo Cunha cobrou Leo Pinheiro por ter pago, de uma vez, para Michel Temer a quantia de R$ 5 milhões, tendo adiado os compromissos com a 'turma'", afirmou Janot, conforme a reprodução feita no documento assinado por Teori.

Na sequência da troca de mensagens, via Whatsapp, Pinheiro pediu a Cunha "cuidado com a análise para não mostrar a quantidade de pagamentos dos amigos".

A conversa estava armazenada no celular do dono da OAS, apreendido em 2014.

Em resposta à Folha, o vice-presidente enviou extrato de cinco doações da OAS ao PMDB declaradas à Justiça Eleitoral entre maio e setembro de 2014, totalizando valor semelhante ao citado por Pinheiro, ou R$ 5,2 milhões (leia abaixo).

A troca de mensagens entre Cunha e o empreiteiro, contudo, indica que os R$ 5 milhões foram repassados de uma só vez.

As circunstâncias do pagamento –se foi doação oficial ao partido, caixa dois ou propina –e a data da troca de mensagens são mantidas em segredo pela PGR.

No documento que está nos autos da Cantilinárias, que corre em segredo de Justiça, Cunha é descrito como uma espécie de despachante dos interesses da OAS junto ao governo federal, a bancos estatais e a fundos de pensão, mantendo uma relação estreita com Pinheiro, à época o principal executivo da empreiteira.

O documento não diz expressamente que o suposto pagamento de R$ 5 milhões a Temer era propina, mas a menção ao vice-presidente aparece em um contexto geral de pagamento de suborno a peemedebistas.

Em trecho adiante, quando menciona uma operação financeira de compra de títulos lançados pela OAS por bancos públicos, a Procuradoria aponta ingerência de Cunha para favorecer a empreiteira, "mediante o pagamento de vantagem indevida aos responsáveis pelas indicações políticas, inclusive mediante doações oficiais".

A Folha apurou que membros da PGR consideram suspeita a citação aos R$ 5 milhões por Cunha e avaliam haver indícios de ser propina.

'A turma'
A Catilinárias atingiu a cúpula do PMDB nesta semana com policiais federais fazendo buscas nas casas de Cunha e de aliados do presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), entre outros.

Na interpretação do procurador-geral da República, a "turma" mencionada por Cunha incluía alguns expoentes do PMDB da Câmara, como Henrique Alves, que já presidiu a Casa e hoje é ministro, e o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA).

Geddel foi derrotado na disputa baiana para o Senado em 2014. Foi substituído na Câmara por seu irmão Lúcio Vieira Lima –hoje, um dos mais próximos aliados de Temer e um dos vetores da bancada peemedebista favorável ao impeachment de Dilma Rousseff.

Alves, ministro do Turismo, também foi alvo das buscas da Polícia Federal na última terça (15).

Preso preventivamente em 2014, Pinheiro foi condenado a 16 anos e quatro meses de prisão em primeira instância, por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Cabe ainda recurso à decisão judicial.

Outro lado
O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), negou nesta sexta-feira (18) ter se beneficiado com o recebimento de qualquer recurso de origem ilícita.

Segundo sua assessoria de imprensa, o diretório nacional do PMDB recebeu, em 2014, um montante total de R$ 5,2 milhões da construtora OAS.

O valor é parecido ao citado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e reproduzido pelo ministro do Supremo Teori Zavascki na manifestação que embasou a Operação Catilinárias.

A assessoria do vice-presidente destacou que o montante foi declarado nas prestações de contas do partido enviadas ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e não houve nenhuma ilegalidade na operação.

"Não há nenhum problema em relação a isso e tudo ocorreu com absoluta transparência", diz a assessoria de imprensa.

As doações foram feitas em cinco parcelas pagas entre os meses de maio e setembro de 2014, conforme documento enviado pela assessoria do vice-presidente.

Procurado pela reportagem, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, não quis se manifestar. A Folha não conseguiu falar com os advogados dele.

A defesa de Leo Pinheiro também não quis fazer comentários.

Questionado sobre a referência a seu nome como parte da "turma" do PMDB para a qual teriam sido cobrados pagamentos de Leo Pinheiro, o ministro Henrique Eduardo Alves (Turismo) se limitou a dizer que "a OAS foi uma das colaboradoras oficiais da campanha do PMDB em 2014".

Outro citado, o ex-ministro e ex-deputado Geddel Vieira Lima disse que nunca precisou de Eduardo Cunha "ou quem quer que fosse" para intermediar doações de campanha" para ele.

"Sempre mantive relação com o empresariado baiano. O Leo Pinheiro, como o Marcelo Odebrecht, são meus amigos. Não ia precisar de intermediário", disse Geddel, que disputou o Senado pela Bahia em 2014.

A PGR (Procuradoria-Geral da República) se recusou a fazer comentários sobre as mensagens que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) trocou com Pinheiro.

A procuradoria também não respondeu se abriu ou não inquérito contra Michel Temer em razão da citação de seu nome na conversa entre o empreiteiro e o presidente da Câmara.

A assessoria de Janot afirma que ele não vai se manifestar porque os autos da Operação Catilinárias correm em segredo de Justiça.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Confira as vagas de emprego disponíveis no Sine-IDT de Crato e Juazeiro do Norte

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e o Sine-IDT estão com vagas abertas de emprego nas cidades de Crato e Juazeiro do Norte.

Os interessados devem se dirigir a uma Unidade de Atendimento do Sine-IDT mais próximo de sua residência.

O atendimento acontece de segunda a sexta, de 08:00 às 17:00h.

Em Crato, na Rua Monsenhor Esmeraldo, nº 686

Em Juazeiro do Norte, na Rua Interventor Francisco Erivano Cruz, 120 (Centro Multiuso de Juazeiro – Vapt Vupt).

Confira as vagas:

Crato

Alimentador de linha de produção (pessoa com deficiência)    2 vagas
Auxiliar de padeiro    1 vaga
Mecânico de manutenção de máquina industrial    1 vaga
Padeiro    2 vagas
Pedreiro    1 vaga
Supervisor de vendas comercial    1 vaga
Telefonista (pessoa com deficiência)    1 vaga
Vendedor pracista    3 vagas

Juazeiro do Norte

Agente fiscal de qualidade (pessoa com deficiência)    1 vaga
Arte-finalista    1 vaga
Assistente administrativo (pessoa com deficiência)    3 vagas
Atendente balconista    1 vaga
Atendente de balcão (pessoa com deficiência)    1 vaga
Auxiliar administrativo    1 vaga
Auxiliar de crédito (pessoa com deficiência)    1 vaga
Auxiliar de limpeza    1 vaga
Cabeleireiro    3 vagas
Cortador de roupas    1 vaga
Costureira em geral    2 vagas
Empregado doméstico nos serviços gerais    1 vaga
Manicure    2 vagas vaga
Mecânico de manutenção de máquinas em geral    1 vaga
Montador de acessórios    1 vaga
Motorista de empilhadeira    1 vaga
Padeiro    1 vaga
Recepcionista atendente    1 vaga
Recepcionista de crediário (pessoa com deficiência)    1 vaga
Representante comercial autônomo    2 vagas
Serralheiro    1 vaga
Técnico de refrigeração (instalação)    2 vagas
Técnico em saúde bucal    2 vagas
Vendedor pracista    3 vagas



Riquezas do Estado são concentradas em cinco cidades

A concentração de riquezas é uma realidade no Ceará. Apenas cinco municípios são responsáveis por mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, isto é, pela soma das riquezas da região. Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Sobral e Juazeiro do Norte possuem as melhores participações, somando, juntos, 61,73% do PIB cearense, como mostra a publicação PIB dos Municípios 2013, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em contraponto, Granjeiro, Baixio, Potiretama, Pacujá e Senador Sá tiveram as piores participações, os cinco estados acumulam apenas 0,14% do PIB. No País, Fortaleza registrou uma participação no Produto Interno Bruto Nacional de 0,9% em 2013, estando entre os 20 municípios que tiveram o índice acima de 0,5%.

O economista Allisson Martins esclarece que a concentração de riqueza em poucos municípios no Estado, ocorre devido a dinâmica econômica do Ceará, onde o setor de serviços possui cerca de 75% de peso da economia, sendo representado basicamente pelo comércio, pela atividade imobiliária e pelos profissionais liberais.

"Esses setores em essência necessitam de maior interação entre os atores econômicos, o que resulta na aproximação e concentração nos municípios mais dinâmicos", afirma.

Para diminuir a desigualdade econômica entre os municípios, Martins sugere que sejam feitas políticas desenvolvimentistas que priorizem a desconcentração de riquezas, sobretudo aquelas relacionadas a educação, promovendo a difusão do conhecimento que darão assim suporte a um crescimento sustentável, bem como a indução de setores produtivos estratégicos, que possam catalisar o processo de desenvolvimento local.

Mais rico e mais carente
Fortaleza, foi a responsável pela maior participação no PIB do Estado, com 45,72%. A riqueza da cidade equivale a R$ 49.745.920 em preços correntes. Já o PIB per capita de Fortaleza, somou R$ 19.494. O indicador é calculado a partir da divisão do PIB pelo número de habitantes da região.

Enquanto isso, o município mais carente do Estado, de acordo com a pesquisa do IBGE, é Granjeiro, localizado na Região Metropolitana do Cariri. O Interior apresenta apenas 0,02% do PIB do Ceará, somando R$ 24.639 em preços correntes e R$ 5.392 em PIB per capita.

A participação das capitais brasileiras na formação do PIB caiu 1,5 ponto percentual em três anos. De acordo com a publicação divulgada IBGE, a participação das 27 capitais passou de 34,3% em 2010, para 32,8% no ano do levantamento.

Fortaleza apresentou uma participação de apenas 0,9% no Produto Interno Bruto Nacional de 2013. O economista Allisson Martins justifica a baixa representatividade da Capital cearense devido a replicação do modelo de desenvolvimento econômico brasileiro, onde concentram-se em apenas sete municípios cerca de 25% do PIB do País. "Infelizmente a baixa participação de Fortaleza no PIB nacional não é de se estranhar, haja vista que o PIB do Ceará é de apenas 2% do Brasil. Penso que estratégias dinamizadoras do crescimento, a exemplo de incentivos as atividades de natureza tecnológica, turismo, saúde e serviços financeiros, podem colocar a cidade em uma trajetória de crescimento sustentável no longo prazo", esclarece.

Os dados confirmam a desigualdade e concentração de renda no País. Um quarto da renda e 13,8% da população brasileira se concentram em apenas sete dos 5.570 municípios do País: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Manaus e Campo dos Goytacazes. Juntos, eles respondiam por aproximadamente 25% do PIB, a soma de todas as riquezas produzidas no Brasil.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



STF devolve impeachment à estaca zero e Senado decidirá sobre afastamento de Dilma


O processo do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) voltou praticamente à estaca zero na Câmara. O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira que a votação feita pelos deputados para escolher a comissão especial do impeachment, atualmente com composição hostil ao Governo, foi irregular e terá de ser repetida. A definição da mais alta corte do Judiciário brasileiro pode ser considerada uma importante vitória para a frágil gestão Rousseff, ainda mais levando em conta que os ministros deram ao Senado, onde a presidenta tem base parlamentar mais sólida, o poder de barrar o impedimento mesmo que deputados aprovem a abertura do processo. Se a oposição conseguir dois terços dos votos a favor da admissão do processo na Câmara, o Senado ainda precisará analisar o assunto e só com a concordância dos senadores é que a mandatária poderia ser afastada temporariamente do cargo por 180 dias.

No julgamento que durou pouco mais de cinco horas, os ministros decidiram ainda que os votos para a escolha da comissão especial do impeachment deve ocorrer de maneira aberta, e não secreta como foi, e que não era admitida a inscrição de uma chapa alternativa, como ocorreu. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, reagiu e disse que as determinações do Supremo sobre as votações não estão claras e  podem inviabilizar a escolha, de fato, da instância. Ele considera recorrer delas por meio dos chamados embargos, instrumento para questionar decisões da corte superior.

A história do julgamento começou a ser definida quando o ministro Luis Roberto Barroso leu seu voto com grandes divergências em relação à argumentação do relator Luiz Fachin, apresentado na quarta-feira. Fachin causou preocupação no Planalto ao praticamente validar todo o processo em curso na Câmara, o que seria uma vantagem para Cunha, desafeto aberto de Rousseff. Foi Barroso, no entanto, que acabou obtendo o apoio da maioria de seus colegas.

“A Câmara dá uma autorização ao Senado, e não uma determinação”, afirmou o ministro Roberto Barroso, que apresentou divergências com relação ao voto do relator Luiz Fachin apresentado na quarta-feira e acabou obtendo o apoio da maioria de seus colegas.

A questão pode ser determinante porque, no Senado, a gestão Rousseff tem uma base mais confortável do que na Câmara e costuma ter maior facilidade em aprovar os projetos de seu interesse. E se a maioria simples dos senadores não concordarem com a abertura do processo, o impeachment nem chega a ser julgado. Ao menos dois ministros do STF (Gilmar Mendes e Dias Toffoli) ressaltaram, porém, que, se o Governo não conseguir os 171 votos para impedir o avanço do processo, ele demonstra que não tem a mínima condição de governar. “Ninguém vai ser salvo de impeachment por cautelar ou por interferência do Judiciário. Se não tiver 171 votos não resiste”, ressaltou Mendes durante o julgamento.

Houve uma série de divergências nos debates entre os ministros. O placar dos principais pontos foi o seguinte. No quesito sobre a votação aberta para a formação da comissão especial foram 6 votos a favor e 5 contra. Com relação a formação de uma chapa avulsa para esta comissão, foram 7 votos contrários e 4 favoráveis. Já no caso do Senado, o resultado foi 8 a 3, para que os senadores se manifestassem antes da pronúncia.

O governo petista não obteve apenas vitórias na análise do Supremo sobre uma ação movida pelo aliado PCdoB. Os ministros entenderam que a presidenta não precisava apresentar sua defesa prévia antes da votação na Câmara. O STF decidiu que a lei do impeachment (1.079/50) e a Constituição Federal apontam que a defesa só ocorrerá depois de aberto o procedimento.

Novo cronograma e reações
Agora, o processo só poderá ser reaberto depois da publicação do acórdão no Diário da Justiça, o que deverá ocorrer apenas entre janeiro e fevereiro. Neste período, tanto o Legislativo quanto o Judiciário estarão em recesso. Os trabalhos só deverão retornar na primeira semana de fevereiro e, dessa maneira, o processo do impeachment de Dilma deverá ser prorrogado até meados de abril, ao menos. Isso porque será necessário novamente compor a comissão especial do impeachment, conceder dez sessões para a presidenta se defender, outras cinco sessões para este colegiado elaborar o seu relatório e mais dois dias para o relatório seguir para a votação do plenário da Câmara.

Para opositores ao Governo Rousseff, a decisão foi uma afronta à própria Câmara. “O STF minimizou a importância da Câmara e de três quartos da população brasileira que se veem representadas nela. Tudo o que ela disser vai depender do Senado”, afirmou o líder da minoria, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE). A não aceitação da concorrência com chapas avulsas também foi questionada por Araújo. “Respeitamos a decisão, mas agora ficaremos presos à ditadura dos líderes partidários, que só eles poderão escolher os membros da comissão”, afirmou.

O deputado Rubens Pereira Júnior, um dos autores da ação pelo PCdoB, disse que a decisão do STF restabelece a ordem ao Congresso Nacional. “Estavam tentando dar um golpe com uma eleição irregular. Agora, temos um rito bem definido e vamos para o enfrentamento político. Neste campo não temos problema em debater, mas desde que as regras sejam claras”, afirmou ao fim da sessão do Supremo.

Apesar de todos os ministros já terem votado, a proclamação oficial do resultado só ocorrerá na manhã de sexta-feira para adequações nos termos que serão levados para a publicação.

Fonte: El País

Curta nossa página no Facebook



Desembargador de São Paulo determina desbloqueio de WhatsApp em todo o Brasil


O desembargador Xavier de Souza, da 11a. Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo, acaba de determinar o desbloqueio do WhatsApp em todo o Brasil.

Xavier já tinha precedente favorável ao desbloqueio em outras duas decisões envolvendo impugnação de quebra de sigilo, exatamente o que foi pedido hoje para o WhatsApp.

Fonte: Blog do Lauro Jardim/O Globo

Curta nossa página no Facebook



Ministro do STF deixa para fevereiro análise de afastamento de Cunha

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki decidiu deixar para fevereiro a análise do pedido de afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo e do comando da Casa, feito pela Procuradoria-Geral da República.

Cunha é alvo de investigação no Supremo por suposta ligação com o esquema de corrupção da Petrobras e acusado de usar o cargo indevidamente.

A solicitação da Procuradoria foi entregue no fim da tarde desta quarta (16) no Supremo e, como o Judiciário entra em recesso a partir da próxima semana, Teori avaliou que não teria tempo hábil para analisar as questões técnicas apresentadas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, até esta sexta.

O Supremo retoma as atividades a partir do dia 1 de fevereiro. Relator da Lava Jato no Supremo, Teori pode avaliar individualmente o pedido de afastamento de Cunha, mas a tendência é de que ele submeta o caso ao plenário.

A Folha apurou que Teori foi comunicado da decisão de Janot no início da tarde desta quarta, ao chegar para a sessão do Supremo. O relator da Lava Jato procurou o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, para repassar a decisão do procurador.

No Supremo, a forma como Janot colocou a questão provocou mal-estar e foi alvo de críticas dos ministros nos bastidores. Integrantes do STF dizem que o tema é delicado e que, diante da gravidade e com a proximidade do recesso, a Procuradoria colocou a corte numa situação delicada.

O pedido de afastamento do procurador tem 190 páginas e sustenta que Cunha usava aliados para achacar empresários e cita 11 situações em que o peemedebista teria usado o cargo indevidamente.

Para a Procuradoria, Cunha tem utilizado seu mandato de deputado e o cargo de presidente "para constranger e intimidar testemunhas, colaboradores, advogados e agentes públicos" e para dificultar a investigação contra si.

A operação da Polícia Federal realizada na terça (15) e que atingiu políticos do PMDB, inclusive Cunha, deu novos elementos para o pedido, mas parte do embasamento é baseada em fatos já conhecidos.

Cunha é investigado em três inquéritos que investigam suspeitas de envolvimento dele em esquemas de corrupção revelados pela Operação Lava Jato. Um deles já virou denúncia ao STF.

No pedido, o procurador cita conversa obtida no celular apreendido de Cunha com o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, na qual ele, na avaliação de Janot, negocia um projeto de interesse do empreiteiro e pede propina. "Alguns dias depois Cunha cobrou o pagamento de valores, que, pelo teor das conversas anteriores, era em duas partes: R$ 1,5 milhão e R$ 400 mil".

Também aponta conversa com o então presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, na qual Cunha acerta emendas de seu interesse. Por isso, Janot diz que Cunha transformou a Câmara em "balcão de negócios".

Foram encontrados ainda na busca feita pela PF na terça-feira nas residências de Cunha documentos referentes às suas contas na Suíça, dossiê da CPI da Petrobras, além de documentos sobre requerimentos e emendas de deputados aliados.

A peça também usa como argumento as manobras de Cunha para evitar a abertura de seu processo de cassação no Conselho de Ética, citando inclusive a entrevista do ex-relator do processo Fausto Pinato à Folha publicada na semana passada, na qual ele disse ter recebido oferta de propina, e ameaças ao colega. Foi localizado ainda um boletim de ocorrência referente a Pinato no bolso de um paletó de Cunha.

Cunha foi eleito presidente da Câmara em fevereiro deste ano contra a vontade do governo, que apoiou a candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP). Apesar de pertencer ao principal partido ligado ao PT na coalizão de Dilma Rousseff, o PMDB, Cunha sempre foi um aliado incômodo e nunca escondeu a insatisfação pela negativa de apoio do Planalto à sua candidatura ao comando da Casa.

Ao vencer a disputa em primeiro turno, o peemedebista liderou uma série de derrotas legislativas aplicadas ao governo Dilma, entre elas a aprovação de uma série de projetos com impacto bilionário aos cofres públicos.

Mesmo enfraquecido após seu nome ser vinculado com força no esquema de corrupção da Petrobras, Cunha continuou dando as cartas. Há poucos dias, em acordo com a oposição, conseguiu emplacar uma chapa majoritariamente anti-Dilma na comissão que irá analisar o impeachment.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Sete estratégias para se proteger contra o mosquito da dengue

As doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti estão sendo consideradas como principais problemas de saúde pública: dengue, zika vírus e febre chikungunya. Dados do Ministério da Saúde apontam que entre janeiro e novembro de 2015 foram registrados mais de 1,5 milhão de casos de dengue. Um aumento de 176% em relação ao mesmo período de 2014 com 555,4 mil novos casos da doença. Já o zika vírus está totalmente relacionado ao zurto de microcefalia no país, enquanto que entre 2010 e 2014 foram registrados um total de 781 casos em todo país, durante o ano de 2015 já foram registrados 1.761 casos de microcefalia em 422 municípios do Brasil, segundo boletim epidemiológico divulgado no dia 08 de dezembro.

A melhor maneira de combater esse mal é impedindo a reprodução do mosquito. Por isso, o conversamos com especialistas para saber as melhores formas de proteção.

Evite o acúmulo de água
"O Aedes aegytpi coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável", explica o pesquisador Rafael Freitas, do Laboratório de Transmissores de Hematozoários do Instituto Oswaldo Cruz. Por isso, jogue fora pneus velhos, vire garrafas com a boca para baixo e, caso seu quintal seja propenso à formação de poças, realize a drenagem do terreno. Não se esqueça também de lavar a vasilha de água do seu bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d'água e cisternas.

Use repelente
O uso de repelentes, principalmente em viagens ou em locais com muitos mosquitos, é um método eficaz para se proteger contra a dengue. Recomenda-se, porém, o uso de produtos industrializados. Uma pesquisa realizada pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) revelou que repelentes caseiros, como andiroba, cravo-da-índia, citronela e óleo de soja, não possuem grau de repelência forte o suficiente para manter o mosquito longe por muito tempo. Mas eles podem ser usados junto com o industrializado, uma vez que o cheiro forte pode gerar confusão de odores no Aedes aegypti, que é atraído pelo gás carbônico e pela amônia liberada pelo nosso organismo.

Coloque areia nos vasos de plantas
O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. "A areia conserva a umidade e ao mesmo tempo evita que e o prato se torne um criadouro de mosquitos", aponta o pesquisador Rafael Freitas.

Coloque desinfetante nos ralos
Ralos pequenos de cozinhas e banheiros raramente tornam-se foco de dengue devido ao constante uso de produtos químicos, como xampu, sabão e água sanitária. "Entretanto, alguns ralos são rasos e conservam água estagnada em seu interior", alerta o pesquisador Rafael. Nesse caso, o ideal é que ele seja fechado com uma tela ou que seja higienizado com desinfetante regularmente.

Limpe as calhas
"Pesquisas realizadas em campo mostram que os grandes reservatórios, como caixas d'água, são os criadouros mais produtivos de dengue, mas as larvas do mosquito podem ser encontradas em pequenas quantidades de água também", afirma o pesquisador Rafael. Para evitar até essas pequenas poças, calhas e canos devem ser checados todos os meses, pois um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

Coloque tela nas janelas
Embora não seja tão importante, colocar telas em portas e janelas pode ajudar a proteger sua família contra o mosquito da dengue. "O problema é quando o criadouro está localizado dentro da residência. Nesse caso, a estratégia não será bem sucedida", contrapõe o pesquisador Rafael Freitas. Por isso, não se esqueça de que a eliminação dos focos da doença é a maneira mais eficaz de proteção.

Lagos caseiros e aquários
Assim como as piscinas, a possibilidade de laguinhos caseiros e aquários se tornarem foco de dengue deixou muitas pessoas preocupadas. Mas fique tranquilo. De acordo com o especialista Rafael Freitas, peixes são grandes predadores de formas aquáticas de mosquitos. "Pesquisas realizadas no Ceará, mostraram que um único exemplar de peixe Betta splendes pode consumir cerca de 500 larvas de mosquito por dia", conta. O cuidado maior deve ser dado, portanto, às piscinas que não são limpas com frequência.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook



Previsão da Funceme aponta chuva para o Cariri nos próximos dias

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) aponta previsão de chuva para os próximos dias na região do Cariri. De acordo com o meteorologista Raul Fritz, há nuvens sobre o Ceará que estão associadas à atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis. Ele explica que esse posicionamento favorável é “típico dessa época do ano”. O meteorologista acrescentou ainda que a incidência de chuva deverá ocorrer, além do Sul do Estado, em outras regiões.

O órgão não apontou quais regiões terão maior probabilidade de chuva, no entanto, é comum que na faixa litorânea ocorra no período da manhã, enquanto na região Centro-Sul e Cariri, a pluviosidade incida no fim da tarde e noite. Fritz ressalta, porém, que as chuvas não devem ser de grande intensidade. Este fenômeno comum na pré-estação chuvosa, que se inicia este mês, deve durar até fevereiro, tendo seu ápice em janeiro.

Até as 8 horas desta quinta-feira (17), a Funceme havia registrado chuva em 23 municípios cearenses. O maior volume ocorreu em Palmácia (31.8 mm), seguido por Paraipaba (18 mm), São Gonçalo do Amarante (16.6 mm) e Tianguá (15.4 mm). A região da Ibiapaba teve o maior número de cidades com registro de precipitação, enquanto o Cariri foi a única região sem chuva.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Zuckerberg lamenta bloqueio do WhatsApp no Brasil

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, usou a rede social para lamentar o bloqueio do aplicativo WhatsApp no Brasil, desde as 0h desta quinta-feira.

Na publicação, ele disse que a rede social está “trabalhando duro para reverter essa situação” e que hoje “é um dia triste para o país”, já que o Brasil sempre foi um bom aliado para a criação da internet.

Zuckerberg disse que está chocado que os esforços em proteger informações pessoais “poderiam resultar na punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz”.

Por fim, o fundador do Facebook, atual dono do WhatsApp, pediu para o povo brasileiro fazer “sua voz ser ouvida” e ajudar o governo a refletir a vontade de todos.

O criador do WhatsApp também usou as redes sociais para lamentar o ocorrido. Jan Koum disse que está decepcionado com a decisão. "É ver o Brasil se isolar do resto do mundo", escreveu no Facebook.

Entenda o caso
A Justiça determinou o bloqueio por 48 horas em todo o território nacional, a partir das 0h desta quinta-feira, do aplicativo de mensagens WhatsApp, um dos mais populares atualmente. As operadoras de telefonia informaram, por meio do Sinditelebrasil (Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal), que irão cumprir a determinação judicial.

A decisão foi tomada porque o WhatsApp não atendeu reiteradas determinações judiciais desde julho deste ano.

A medida foi determinada pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo em um processo que corre em segredo de justiça.

Fonte: Band

Curta nossa página no Facebook



6 ideias que você pode adotar esta semana para ser mais feliz

Se pensarmos em nossos sonhos e objetivos é provável que cheguemos, pelo menos em última instância, a um intuito em comum: ser feliz. Seja financeiramente, emocionalmente, no trabalho, nos estudos ou de várias outras formas, ser feliz é uma das maiores buscas do ser humano. A definição de felicidade, é claro, vai mudar de pessoa para pessoa e também pode sofrer mutações ao longo da vida de cada uma. Contudo, conforme os anos vão passando, as obrigações aumentando, a rotina deixando tudo mais monótono, parece que a felicidade que tanto almejamos está cada vez mais distante. Mas não precisa ser assim! Pequenas atitudes podem deixar cada dia desta semana melhor, é sério. Experimente:

Que o seu primeiro pensamento seja positivo
Acordar reclamando, pensando nos problemas ou em coisas desagradáveis no geral pode não ser uma boa forma de começar o dia. "É fundamental ter cuidado com os pensamentos, pois todo planejamento começa na mente. O que você fará durante seu dia começa com suas ideias, estratégias para ação e a própria realização. Mas mais do que positivo, é importante que os seus pensamentos e planejamentos sejam coerentes com a sua realidade. Sonhar alto é maravilhoso para quem sabe dividir as ações para a concretização dos sonhos", diz a psicóloga Adriana de Araújo.

Identificar pensamentos negativos e "fugir" deles
Barrar ideias e pensamentos negativos ou autodestrutivos é essencial para conseguir alcançar os seus objetivos e para ser feliz. Segundo a psicóloga Adriana, "isso se faz literalmente afastando a ideia ruim, distraindo a mente conversando com alguém sobre outro assunto, escrevendo sobre outras ideias, dedicando-se a algo que demande total atenção, lendo um livro ou ouvindo uma música e se concentrando nela. Meditação e hipnose também podem ser uteis para este objetivo". Outra dica importante é questionar cada sensação negativa, literalmente perguntar "por quê?" estou pensando nisso. Racionalizar esses sentimentos pode ajudar a dissipá-los.

Sorrir para alguém
Pode até parecer simples demais, mas sorrir para alguém pode fazer toda a diferença no seu dia e no desta pessoa também. "Sorrir nos traz sensações agradáveis e a tendência é que nos sintamos melhor, mais aliviados ou menos tensos, mas estamos falando aqui de um sorriso, verdadeiro, daquele que se sente por dentro e se externa no rosto", explica a psicóloga Raquel Baldo Vidigal. "Quando sorrimos para alguém a nossa mente nos recorda de uma sensação de bem-estar, e também há a tendência de que esta outra pessoa nos retorne o sorriso, ou que tenha uma atitude agradável conosco, e é por isso que sorrimos - para recebermos de volta. É por isso que ficamos com a sensação de que o dia ficou melhor após sorrir, pois ficou mesmo, ao menos internamente e por alguns segundos", completa.

Não levar a vida tão a sério
"Tudo em excesso não faz bem. Ter equilíbrio entre os momentos sérios e de diversão faz toda a diferença no sucesso e felicidade individual", diz Adriana. Ter uma atividade de lazer com aquilo que se gosta, seja um exercício físico, esporte, algum jogo ou brincadeira, todos podem ajudar. No dia a dia, quando se depara com uma atividade que não gosta, a psicóloga dá a dica: "é preciso entender exatamente do que não se gosta, por exemplo, 'por que eu não gosto da academia?', 'porque tenho que me exercitar sozinha', 'e se eu tiver um personal trainer?', 'ai acredito que posso gostar'. Então o ponto não é a academia, mas sim algo ali que tem solução e pode ser mudado", explica.

Abraçar mais
'O melhor lugar no mundo é dentro de um abraço', diz o pessoal da banda Jota Quest em uma música, e eles têm razão. Isso porque "o abraço tem a função de tocar e se deixar ser tocado e o tato é um dos sentidos mais intensos que possuímos, pois através dele percebemos e transmitimos muitas informações intimas - como calor, batimentos cardíacos, respiração, delicadeza ou força. Ele é muito importante para comunicar carinho, afeto e segurança", afirma Raquel. Mas, atenção, o abraço deve ser da vontade de ambos para ter esse efeito. Além disso, "há o risco dos abraços se tornarem movimentos técnicos, então cuidado, pois abraçar por protocolo ou porque acha que deve fazer isso elimina o valor do gesto e o torna frio, incômodo e até invasivo", diz a psicóloga.

Ser mais grato
A gratidão é muito mais do que reconhecer algo de bom que alguém tenha feito para você com palavras ou gestos formais, ela também pode ser mostrada nas pequenas ações e gestos. "Gratidão é um sentimento que acontece por reconhecimento a algo bom que tenha ocorrido na sua vida, seja naquele momento ou muito tempo antes. Gratidão é uma memória que nos ajuda com a motivação, com a construção e com o desejo de retornar algo bom ao meio que pertencemos, através de um gesto, uma palavra ou por pensamentos e sensações. Logo, a gratidão está ligada diretamente à felicidade, pois somos gratos pela sensação e experiência boa que tivemos, portanto já estamos (ou estivemos) felizes, quando somos gratos", explica Raquel.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook



WhatsApp é bloqueado em todo o país

À meia-noite desta quinta-feira (17) o WhatsApp foi bloqueado por decisão da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, a decisão foi tomada em um procedimento criminal, que corre em segredo de justiça. O pedido é de suspensão por 48 horas. O Facebook diz que não responde pelo WhatsApp, e a assessoria internacional do app não retornou a demanda do UOL.

O bloqueio será pelo endereço do WhatsApp na rede mundial de internet, impedindo o acesso a brasileiros. Por isso, tanto pelas conexões móveis quando pelo Wi-Fi, não é possível usar o aplicativo. Você pode instalar outros apps de mensagem instantânea como Skype, Telegram e Viber. As operadoras móveis começaram a impedir o envio de mensagens um pouco antes da meia-noite, logo depois os usuários de banda larga fixa também ficaram impedidos de usar o app.

No Twitter, WhatsApp já é a hashtag mais comentada no mundo e os memes tomam as redes. Algumas pessoas disseram ter conseguido burlar o bloqueio usando aplicativos VPN, que enganam o servidor e mostram seu acesso como vindo de outro país.

Jan Koum, cofundador e presidente-executivo do WhatsApp, disse em seu Facebook: "Nós estamos desapontados com a decisão míope de cortar o acesso ao WhatsApp, uma ferramenta de comunicação que tantos brasileiros vieram a depender, e triste de ver o Brasil isolando-se do resto do mundo".

Entenda
O pedido foi feito pela  1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo  porque o WhatsApp não teria atendido a uma determinação judicial de 23 de julho de 2015. Como em 7 de agosto de 2015, a empresa teria sido novamente notificada sem resposta, o Ministério Público requereu o bloqueio dos serviços pelo prazo de 48 horas, com base na lei do Marco Civil da internet, o que foi deferido pela juíza Sandra Regina Nostre Marques.

As prestadoras de serviços de telefonia móvel, representadas pelo SindiTelebrasil, informaram que receberam na tarde desta quarta-feira (16) a intimação judicial e dizem que cumprirão a determinação da Justiça para bloquear o aplicativo WhatsApp, em todo o território nacional, de acordo com as possibilidades técnicas e operacionais. O SindiTelebrasil esclarece ainda que as prestadoras não são autoras e não fazem parte da ação que resultou na ordem judicial.

Caso parecido em fevereiro
Em fevereiro de 2015, a Justiça de Teresina, no Piauí, também determinou a suspensão do WhatsApp por não cumprir decisões judiciais. Mas as operadoras recorreram e o aplicativo não teve seu funcionamento suspenso.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Janot pede afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou na tarde desta quarta-feira (16) ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de afastamento cautelar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do cargo de deputado federal e de presidente da Câmara. Para a PGR, a saída é necessária para preservar as investigações contra o parlamentar.

A Procuradoria destacou ao STF que os documentos apreendidos nesta terça-feira (15) nas buscas realizadas pela Operação Lava Jato nas casas e nos escritórios do parlamentar do Rio reforçaram as provas que já haviam sido reunidas pelos procuradores da República.

O pedido foi encaminhado ao ministro Teori Zavascki, relator do processo da Lava Jato no Supremo. A Zavascki, caberá acolher, rejeitar ou passar a decisão para o plenário da corte. Por se tratar de presidente de um poder, o pedido de Cunha não pode ser analisado por uma das turmas do STF.

O último dia de trabalho do Supremo neste ano é na próxima sexta (18). A a partir de sábado (19), a corte, então, entrará em recesso. Se não houver decisão até sexta, o STF só decidirá sobre Cunha no ano que vem.

Em entrevista coletiva concedida na Câmara após a divulgação do pedido de afastamento, Eduardo Cunha afirmou que ação da PGR é uma "cortina de fumaça" e que o procurador-geral da República tenta "tirar o foco" do julgamento do rito de impeachment na Suprema Corte.

A iniciativa de Janot tem como objetivo assegurar a continuidade das investigações criminais contra Eduardo Cunha e a instrução dos processos. Para o chefe do Ministério Público, é preciso evitar que o peedemebista use o cargo para "destruir provas, pressionar testemunhas, intimidar vítimas ou, de obstruir as investigações de qualquer modo".

Em nota, a assessoria da PGR esclareceu que o afastamento do peemedebista do Legislativo é necessário para garantir a ordem pública, a regularidade de procedimentos contra ele no STF, mas também a normalidade das investigações no Conselho de Ética, onde Cunha é alvo de processo por quebra de decoro parlamentar.

Rodrigo Janot ressaltou no pedido enviado à Suprema Corte que Cunha pode vir a perder o mandato, por via judicial ou política, tanto por ele ser suspeito de ter cometido corrupção e lavagem de dinheiro, quanto por ter mantido dinheiro no exterior sem declarar à Receita.

"Graves fatos, concretos e recentes, impõem o afastamento de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara dos Deputados, visto que vem utilizando essa relevante função em benefício próprio e de seu grupo criminoso com a finalidade de obstruir e tumultuar as investigações criminais existentes contra si", afirma Janot no pedido.

Motivos
O procurador listou 11 fatos que, segundo ele, comprovam que o presidente da Câmara usa seu mandato de deputado e o comando da Casa para constranger e intimidar parlamentares, réus colaboradores, advogados e agentes públicos.

Entre os fatos, Janot faz referência a requerimentos supostamente ordenados pelo deputado para fiscalizar a empresa Mitsui, que teriam por objetivo pressionar o empresário Julio Camargo a retomar pagamento de propina a ele. Cunha já negou estar por trás dos pedidos.

A PGR também aponta o mesmo tipo de procedimento para pressionar o grupo Schahin, cujos sócios já admitiram pagamento de propina a partir de desvios da Petrobras. Os requerimentos foram assinados por aliados do deputado, registra a PGR.

Além disso, Janot também menciona a convocação, pela CPI da Petrobras, da advogada Beatriz Catta Preta, que defendia e negociava delações na Lava Jato. Para a PGR, Cunha "valeu-se de seus aliados para constranger e intimidar quem ousou contrariar seus interesses". Ao Jornal Nacional, a advogada declarou que se sentia intimidada e constrangida na sua atuação, o que a levou a deixar a profissão.

Outro motivo é a contratação da empresa Kroll, que realiza investigação financeira, para auxiliar os trabalhos da CPI. Para a PGR, o objetivo não foi apurar crimes contra a Petrobras, mas descobrir algo que pudesse comprometer as colaborações com a Operação Lava Jato.

O quinto motivo alegado foi a convocação, também pela CPI, de sócios do grupo Schahin e do doleiro Alberto Youssef, colaborador das investigações, com quebra de sigilos fiscal, telefônico e telemático de seus familiares.

Dinheiro do FGTS
Dois delatores da operação Lava-Jato ouvidos pela Procuradoria Geral da República prestaram depoimento na semana passada e disseram que o presidente da Câmara cobrava propina para a liberação de dinheiro do FGTS, de um fundo destinado a empresas.

Os delatores contaram que montaram uma rede de contas bancárias na Suíça e em Israel para receber o dinheiro. As informações foram publicadas nesta quarta-feira pela revista "Época".

Segundo a procuradoria, nesse esquema era fundamental a participação de Fábio Cleto, ex-vice presidente da Caixa. O G1 não conseguiu contato com Cleto.

A revista trouxe o seguinte trecho: “O procurador-geral da república indica que elementos supervenientes corroboram o envolvimento de Fábio Ferreira Cleto no suposto pagamento de propina para Eduardo Cunha justamente para liberação de verbas do FI-FGTS.”

A Procuradoria Geral da República afirma que já conseguiu identificar o pagamento de R$ 52 milhões em propina divididas ao longo de 36 depósitos que foram feitos até setembro de 2014, quando a Lava Jato já tinha seis meses.

Nos documentos divulgados, a revista mostra que um dos delatores manda uma mensagem para outro falando o seguinte: “questionado sobre e-mail datado de 26 de abril de 2012, em que o depoente informa à pessoa cujo nome de usuário é Rico, sobre o envio 'do nosso amigo' de um livro de 181 páginas sobre túneis 'suissos', e que seria conveniente confirmar se recebeu o livro e se gostou das fotos”.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook


Dieta do limão pode contribuir para perda de peso

A dieta do limão tem atraído diversos adeptos nos últimos anos. De fato, o método pode proporcionar certos benefícios para a saúde, entre eles o emagrecimento saudável. Porém, é essencial ter alguns cuidados. A seguir, entenda como é a dieta do limão, quais os cuidados ao realizá-la e os riscos que pode causar para a saúde:

Como é a dieta
Existem diversos tipos de dietas do limão. Há algumas mais simples que envolvem consumir um limão espremido na água logo após acordar em jejum. Outros consistem em ingerir o alimento espremido na água antes de cada uma das refeições principais. Alguns métodos orientam que a água em que o limão será espremido esteja morna.

Também há versões mais radicais da dieta do limão em que a proposta é aumentar a cada dia a quantidade do suco desta fruta ingerido no jejum, ao ponto de no 15º dia da dieta a pessoa chegar a consumir 15 limões!

Além do limão, um ponto em comum entre todas essas dietas é prezar por uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras, proteínas magras e carboidratos complexos e redução na quantidade de calorias ingeridas.

Benefícios do método
Mas será que esses métodos contribuem para a perda de peso? A nutricionista Rita de Cassia Novais explica que ingerir o limão de manhã em jejum é realmente bom. "Fazer isso 10 a 20 minutos antes do café-da-manhã descongestiona e desintoxica o organismo, além de combater a gripe comum. É também uma fonte de potássio que estimula as funções nervosas e cerebrais, além de controlar a pressão arterial", explica.

O limão ainda ajuda a reduzir a ansiedade e a fome por impulso devido à pectina presente nele. Esta fruta também diminui a acidez do organismo. "O limão ajuda a melhorar o metabolismo, contribui para a digestão, principalmente das gorduras, e a água com limão também auxilia na redução da vontade de comer doces", observa a nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reedução Alimentar.

A água morna com o limão também pode proporcionar algumas melhorias na saúde. No momento em que é ingerida, aumenta a temperatura corpórea, para equilibrar a temperatura, organismo precisa trabalhar, o que faz com que a queima de calorias seja acelerada.

O recomendado é ingerir o limão não apenas antes do café da manhã, mas antes das refeições principais no geral é bom para a digestão, pois ajuda na produção de saliva e ácido clorídrico, além de estimular a vesícula a produzir a bile que participa da digestão das gorduras, o limão também auxilia na limpeza do organismo ajudando a eliminar toxinas. A fruta ainda é rica em vitamina C, grande aliada da imunidade.

Cuidados ao realizar esta dieta
O primeiro ponto é ter consciência de que o limão não faz milagres. Então, não é por que você ingeriu água com limão de manhã que poderá devorar um bolo ou uma alguma fritura. A alimentação balanceada é essencial para o sucesso de qualquer dieta. "Procure sempre seguir uma dieta rica em nutrientes e equilibrada, pois sozinho o limão não vai trazer benefícios algum", constata Talitta Maciel.

Também é importante conversar com um nutricionista ou médico nutrólogo antes de iniciar o processo de emagrecimento. Portanto, não abuse da quantidade de limão. Ingerir uma unidade por dia é o ideal, mas a pessoa pode consumir até três diariamente sem complicações para a saúde.

Riscos da dieta do limão
Saiba que o consumo em excesso de limão não irá aumentar seus benefícios, mas sim prejudicar a saúde. "A pessoa pode ter problemas estomacais, gastrites e pode chegar até a uma úlcera com o uso excessivo e repetitivo desta fruta", alerta Talitta Maciel. Por isso, versões da dieta do limão que envolvem aumentar gradualmente o consumo do fruto ao ponto de ingerir diariamente quantidades iguais ou maiores do que quatro limões por dia não são orientadas.

Seguir uma dieta somente baseada em consumo de limão, pode levar a uma deficiência de nutrientes, fraqueza e até um ganho de peso a longo prazo. Da mesma forma é possível que ocorram problemas cardíacos, renais por deficiência de vitaminas e minerais.

A dieta do limão deve estar sempre associada a alimentação saudável, com introdução de alimentos integrais, pobres em gorduras ruins, sem adição de açúcares, e sempre com acompanhamento de um nutricionista para estabelecer quantidades seguras para ingerir da fruta.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook



Justiça condena Azeredo a 20 anos de prisão por mensalão tucano

O ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB) foi condenado, em primeira instância, a 20 anos e 10 meses de prisão, em regime inicialmente fechado, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (16) pela juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Melissa Pinheiro Costa Lage. Da decisão cabe recurso e ele pode recorrer em liberdade.

Azeredo foi condenado por crimes cometidos durante a campanha eleitoral pela sua reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998. O político disse à reportagem da TV Globo Minas que não estava sabendo da condenação. O G1 tentou contato com o advogado do Azeredo, mas ele não foi encontrado.

Eduardo Azeredo, que também já foi senador e governador de Minas, foi condenado por sete crimes de peculato – que é o desvio de bens praticado contra a administração pública por servidor público– e seis crimes de lavagem de dinheiro. Ele também foi condenado ao pagamento de 1.904 dias-multa cujo valor, segundo o Fórum Lafayette, de Belo Horizonte, foi fixado em um salário mínimo vigente em 1998. Em sua sentença, a juíza declarou ter considerado o patrimônio declarado de R$ 1,5 milhão pelo político no seu registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2010 para estabelecer o valor da multa.

Eleito deputado federal em 2011, Azeredo renunciou ao mandato em fevereiro de 2014, e o plenário do STF decidiu, por maioria de votos (oito a um), enviar a ação penal contra ele para a primeira instância da Justiça de Minas. Hoje, aos 67 anos, o político ocupa o cargo de consultor internacional da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Por meio de nota o PSDB afirmou que “a decisão de primeira instância em relação a Eduardo Azeredo surpreendeu a todo" o partido. O PSDB disse ainda que está confiante “de que nas instâncias superiores o ex-senador possa apresentar as razões de sua inocência e haja reavaliação da decisão”.

Mensalão tucano
Eleito governador de Minas Gerais em 1994, Eduardo Azeredo concorria à reeleição em 1998, com Clésio Andrade, à epoca filiado ao PFL e atualmente Democratas, como vice. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Azeredo foi o principal beneficiário do esquema de desvio de verbas de estatais para a campanha eleitoral.

A fraude funcionava por meio de repasses estatais para o suposto patrocínio de eventos esportivos. As empresas, de acordo com a denúncia, repassavam a verba à empresa SMP&B, de Marcos Valério. O Banco Rural também consta no processo. Ele forneceria empréstimos às agências sem apresentação de garantias. Esses recursos abasteciam a campanha.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig) teriam repassado, cada uma, R$ 1,5 milhão à SMP&B, de Marcos Valério. Do Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) teriam saído outros R$ 500 mil para o suposto esquema.

Em 2010, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) aceitou denúncia contra 11 denunciados. Fernando Moreira Soares morreu e o processo contra ele foi extinto. Walfrido dos Mares Guia e Cláudio Mourão tiveram o crime prescrito ao completarem 70 anos.

Outros processos do mensalão tucano
Oito réus ainda aguardam a sentença em três processos distintos. São eles o secretário de Estado de Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, o ex-senador Clésio Andrade, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Eduardo Pereira Guedes Neto, Lauro Wilson de Lima Filho e Renato Caporalli. Todos os acusados têm negado ligação com o caso.

O secretário de Estado de Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, foi interrogado nesta quarta-feira pela juíza Melissa Lage. Ele é julgado em segunda instância e sua sentença será proferida por desembargadores. A última testemunha do processo também foi ouvida.

De acordo com o Ministério Público Federal, o Iron Biker recebeu, através da SMP&B Comunicação, de Marcos Valério, R$ 500 mil em cinco cheques através de cinco braços do Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), o Bemge S/A Administradora Geral, a Financeira Bemge S/A, o Bemge Administradora de Cartões de Crédito Ltda, o Bemge Seguradora S/A e o Bemge Distribuidora de Valores Mobiliários S/A.

Bicalho, que à época dos crimes era dirigente do Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), declarou que autorizou somente uma cota de patrocínio de R$ 100 mil através da Bemge Distribuidora. Bicalho disse não ter dado autorização para os outros R$ 400 mil apontados pelo MPF. O patrocínio dos R$ 100 mil, segundo o ex-dirigente, estava dentro do escopo da nova estratégia de comunicação do banco e que, por isso, foi autorizado por ele.

O ex-senador Clésio Andrade também é julgado separadamente. Em julho deste ano, uma audiência de instrução foi realizada na 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte e apenas duas testemunhas foram ouvidas, já que a terceira não foi intimada. Segundo a assessoria do fórum, ainda não há previsão para esta oitiva. Clésio Andrade responde pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato – “ambos absolutamente improcedentes”, de acordo com Oliveira.

A Justiça também informou que houve o retorno de uma carta precatória relativa ao depoimento de uma testemunha que deveria ser ouvida em Esmeraldas, mas não confirma se o depoimento, de fato, ocorreu. Já o advogado do réu, Eugênio Pacelli de Oliveira, disse que a testemunha foi ouvida.

Já o terceiro processo tem seis réus: Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Eduardo Pereira Guedes Neto, Lauro Wilson de Lima Filho e Renato Caporalli. No processo em que há seis acusados, o próximo passo é o interrogatório dos réus.

O Fórum Lafayette afirma que os processos, embora nunca tenham ficado parados, têm peculiaridades, como complexidade, extenso número de réus, advogados e testemunhas. Alega também que tem garantir todos recursos da defesa e se assegurar para que não seja alegada nenhuma nulidade processual.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook



5 maneiras cientificamente comprovadas de viver por mais de 100 anos

Envelhecer bem é o sonho de consumo da maioria das pessoas. É por isso que academias estão lotadas sempre e que tanta batata-doce é vendida nesse mundo, afinal já temos consciência de que mexer o corpo e ter uma boa alimentação são duas das práticas fundamentais para quem quer ter uma vida longa.

Agora, uma pergunta: por quantos anos você gostaria de viver? Se a resposta tiver mais de três dígitos, isso é ótimo, mas você já se perguntou qual é o segredo das pessoas centenárias? O Metro publicou uma série de dicas com bases científicas para quem busca uma vida realmente longa – e, sinceramente, não são dicas tão difíceis de seguir. Confira:

1 – O estresse
Quem é que não fica estressado de vez em quando? A questão não é não se estressar, mas sim a forma como se lida com o estresse. Pessoas centenárias costumam enfrentar situações de extremo nervosismo e ansiedade de uma jeito melhor, justamente porque têm altos níveis de inteligência emocional.

2 – O peso
Infelizmente, o sobrepeso não é um indicativo de vida longa. Pessoas acima dos 100 anos geralmente são magras, então é importante controlar o seu peso, se você acha que deve.

3 – O cigarro
Não é exatamente uma novidade, mas fumar é um hábito que, diariamente, diminui suas chances de ter uma vida longa. Se é de um choque que você precisa para pensar em largar o vício de vez, confira aqui a diferença entre os pulmões de uma pessoa fumante e a de uma não fumante.

4 – A saúde mental
Pessoas que ultrapassam os 100 anos geralmente não têm problemas relacionados à saúde mental. Em alguns casos, é claro, não se pode evitar o aparecimento de algumas doenças, como a de Alzheimer, mas é possível, sim, mudar alguns hábitos em prol de uma boa saúde mental – aprenda mais aqui.

5 – A maternidade
Pois é, rapazes, aqui a dica é só para as mulheres mesmo. Para a Ciência, ter filhos depois dos 40 é um sinal de que a mulher está envelhecendo bem e lentamente, ou seja: é um ótimo indicativo de amadurecimento.

Fonte: Mega Curioso (Via Metro)

Curta nossa página no Facebook



ShareThis