O que é o 5G e como ele vai mudar a sua vida

A Ericsson anunciou que irá fazer testes com rede 5G no Brasil a partir de 2016. Mas o que exatamente é o 5G e como ele pode mudar a sua vida?

Apesar dos testes, a rede 5G ainda deve demorar um pouco para se tornar realidade—a previsão é que isso aconteça lá para 2020. O 4G, diga-se de passagem, chegou a pouco tempo no Brasil. Mesmo mundialmente, a tecnologia não é tão antiga assim.

Veja a seguir um guia explicando os detalhes da rede e os impactos que deve causar.

O que é 5G?
O 5G será a próxima geração de conexão móvel sem fio—será a quinta geração, por isso o nome 5G. A rede poderá ser usada para troca de dados, assim como usamos hoje, em maior parte, o 3G e o 4G.

A evolução permitirá atingir uma velocidade maior em dispositivos pessoais como tablets e smartphones. Mas as grandes promessas sobre o 5G vão além desse tipo de uso.

A expectativa é que o 5G traga a estrutura necessária para que a internet das coisas seja uma realidade no mundo.

Esse conceito prevê dispositivos conectados se comunicando entre si—como uma geladeira que avisa quando estiver sem comida ou um sistema inteligente de casa que prevê quando a pessoa estiver voltando do trabalho.

O que muda em relação ao 4G?
A próxima geração deve trazer algumas mudanças em relação ao 4G. As melhoras são técnicas, mas importantes. As pesquisas na área têm como objetivo atingir três patamares.

Maior velocidade: Em teoria, a rede 4G é capaz de atingir velocidade de um gigabit por segundo—não que você chegue perto disso quando usa a conexão no seu celular. Com o 5G, o objetivo é atingir velocidade máxima dez vezes maior, chegando a 10 Gbps.

Menor latência: Latência é o tempo necessário entre a estimulação e o funcionamento real da rede. A meta é atingir uma latência de apenas 1 milissegundo com o 5G—a rede 4G tem latência de 50 milissegundos.

Maior eficiência: As pesquisas visam atingir um nível de eficiência energética mais alta. Isso é importante dentro da ideia de internet das coisas. Bateria de objetos não podem ser substituídas ou recarregadas com frequência em alguns casos. Aparentemente, a rede será 90% mais eficiente do que a 4G.

O que o 5G possibilitará?
Além de permitir navegação em alta velocidade na rede, com vídeos de alta qualidade (até com resolução 4K) carregando quase instantaneamente, a rede 5G traz outras mudanças importantes.

Ela fará com que a internet das coisas seja possível. A chegada de dispositivos conectados criará demanda por rede de alta capacidade. Estima-se que o 5G permita a conexão de 7 trilhões de dispositivos—assim, cada pessoa no mundo poderá ter mil objetos conectados.

A partir daqui, veremos grandes inovações ao longo dos próximos anos. Com a internet das coisas veremos novidades como carros conectados (e até autônomos) e casas inteligentes.

Ambientes urbanos devem mudar bastante ao longo da próxima década. Soluções conectadas ajudarão na análise de tráfego, fornecimento de água, além de outras inúmeras possibilidades.

Em linhas gerais, a rede 5G trará inovações muito além das telecomunicações. “Ao conectar pessoas, máquinas e coisas em escala maciça se facilita a entrega de cuidados de saúde personalizados, se otimiza transporte e logística, se melhora acesso a cultura e educação e talvez se revolucione serviços públicos”, escreveu a União Europeia em um documento sobre o assunto.

O 5G estaria disponível não somente para smartphones e tablets, mas também para carros, hospitais, casas, entre outros.

Quando o 5G chega?
Como dito, o 5G não deve chegar tão cedo assim até os usuários. Tradicionalmente, as gerações de dados em telecom mudam a cada dez anos. Especialistas acreditam que o 5G deve começar a tomar corpo na sociedade lá por 2020.

No momento, entidades, empresas e órgão internacionais estão debatendo e definido padrões para o 5G. Definidos os padrões, governos ao redor do mundo deve trabalhar para que seja possível implementar a rede.

Depois disso, empresas devem começar a oferecer o serviço e também produtos preparados para o 5G. Enfim, é uma evolução de longo prazo.

Vai custar caro?
Bem, nenhuma tecnologia nova é lá muito barata. Mas tem sido consenso entre empresas que o valor cobrado pelo 5G não pode ser astronômico. A ideia é que ele fique perto do que é cobrado por um plano 4G.

Publicamos recentemente uma entrevista com o CIO da Ericsson, Anders Thulin, uma das empresas envolvidas no desenvolvimento do 5G. Na leitura dele, é importante que a tecnologia seja acessível e tenha uma boa cobertura, para que seja um sucesso.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook



Nova dieta para obesos chega ao Brasil

Estima-se que 50 milhões de brasileiros estejam travando uma dura batalha contra a balança neste momento. Somente 2% dos que chegarem ao peso ideal conseguirão manter a silhueta por mais de dois anos. Enquanto isso, no universo do emagrecimento, surgem receitas e mais receitas com a promessa de garantir resultados fáceis e milagrosos para perder os quilos extras. Agora, um novo método de emagrecimento, com respaldo científico, começa a ganhar popularidade no país.

Criado na Espanha com o nome de Pronokal, o novo regime foi desenhado para ser utilizado por obesos. A dieta foi desenvolvida a partir da tese do pesquisador George L. Blackburn, da Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Em 1973, ele descobriu que a ingestão de uma quatidade específica de proteínas de alto valor biológico faz com que o organismo transforme a gordura armazenada em energia.

Presente em 15 países, como Espanha, Inglaterra, Suíça, Bélgica, Canadá e México, o método já foi seguido por mais de 350 000 pacientes no mundo, sendo 4 000 no Brasil. A dieta é ancorada em três etapas: emagrecimento (baseada na restrição calórica), reeducação alimentar e manutenção do novo peso. "A Pronokal só pode ser prescrita por um médico habilitado. O paciente deve fazer acompanhamento a cada 15 dias, além de tomar alguns cuidados específicos como manter uma reposição adequada de água e fazer suplementação de vitaminas", explica a endocrinologista Isabela Bussade, responsável pelo método país.

O cuidado redobrado deve-se a uma alimentação extremamente restritiva. Na primeira etapa, o paciente ingere 800 calorias por dia, divididas igualmente em seis refeições -- o que corresponde a uma média de 133 calorias cada uma. Nesse período, os alimentos convencionais são substituídos por sachês que atendem às necessidades recomendadas de vitaminas, sais minerais, micronutrientes, ácidos graxos e proteínas. Diluídas em água, as porções em pó se transformam em salgados, como panqueca e omelete, doce (mousse de chocolate e brownie, por exemplo), e até bedidas, como café e suco de frutas. O paciente pode complementar a dieta com salada.

Corpo cetônico
De acordo com a endocrinologista Isabela, a composição balanceada faz com que o processo de emagrecimento não seja tão difícil. Por mais paradoxal que pareça, trata-se de um mecanismo bioquímico. Na privação alimentar, o organismo fabrica um produto químico chamado corpo cetônico. Esse composto tem duas funções primordiais. Uma delas é dar energia ao coração e ao cérebro ante a carência alimentar. A outra é inibir a ação do hipotálamo, região cerebral controladora da fome, causando saciedade. Cardápios com um patamar inferior a 800 calorias também estimulam a produção de corpos cetônicos, mas em proporções altas demais. Nesse caso, há risco de enjoos e dor de cabeça.

O objetivo é que o paciente perca 80% do sobrepeso no processo de cetose. A restrição calórica, em conjunto com o baixíssimo consumo de carboidratos (50 gramas dipor dia) faz com que se perca de 7 a 10 quilos por mês. Ou seja, se o desejo é perder 18 quilos, a primeira etapa terá, no máximo, dois meses de duração.

O outro lado
Para Walmir Coutinho, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), a dieta de drástica restrição calórica é uma ferramenta comprovadamente eficaz em programas para gerenciamento de peso, indicada para pacientes com obesidade grave. Mas há ressalvas, claro. "A grande limitação deste tipo de dieta é a adesão ao longo prazo. Como é muito restritiva, os pacientes não conseguem nem devem segui-la por muito tempo. Por isso os principais beneficiários são pacientes que precisam de um resultado de curto prazo. Além disso, durante a dieta o acompanhamento médico é essencial, já que ela pode trazer complicações como alterações eletrolíticas de potássio e de outros elementos, trazendo um potencial risco para o organismo. O ideal é, com o passar do tempo, substitui-la por uma dieta balanceada de baixa caloria", afirmou. Mais: o método é contraindicado para pacientes com doenças hepáticas, renais, cardiovasculares ou transtorno de comportamento alimentar.

A segunda etapa da Pronokal, e talvez a mais importante, consiste na reeducação alimentar. Nessa fase, o paciente irá perder os 20% restantes para atingir o peso ideal, mas o emagrecimento será mais lento. Aqui serão incorporados, progressivamente, todos os grupos alimentares, de forma escalonada, conforme as refeições prontas são retiradas. Por fim, após alcançar o peso ideal traçado no começo do programa, começa a etapa de manutenção. O novo peso deverá ser mantido seguindo apenas uma dieta saudável e com exercícios físicos.

Nos dois anos seguintes, os pacientes recebem assessoria nutricional, suporte para elaboração de treinos e coaching emocional. Esse acompanhamento multidisciplinar é realizado por telefone ou online. "O tratamento tem duração de dois anos porque esse é o tempo necessário para o organismo reconhecer o novo peso e conseguir mantê-lo", conta a endrocrinologista.

O custo é alto: o valor do tratamento completo (aproximadamente 6 meses) fica em torno de R$ 1.900 no primeiro mês e R$. 1.400 no segundo. A partir daí o custo cai de 50% a 75%, já que os suplementos vão sendo retirados e substituídos por alimentos tradicionais.

Outras dietas
A nova dieta segue a linha dos regimes rigorosos da moda, que devem ser acompanhadas de perto por profissionais. A mais célebre nesse cenário é a Ravenna. Ancorada nos princípios da restrição calórica aliado à prática de atividade física, a Ravenna é um método de emagrecimento criado pelo médico argentino Máximo Ravenna. Um dos pilares é limitar em 800 a 900 as calorias diárias.

O cálculo calórico da dieta portenha é só o começo. O paciente é submetido a um rigoroso acompanhamento de profissionais de saúde. Ele passa a frequentar os centros Ravenna (são cerca de duas dezenas em cinco países - três delas no Brasil), onde participa de grupos de autoajuda, recebe orientações médicas, nutricionais e pratica atividades físicas. Outro aspecto importante da abordagem é abolir o hábito de petiscar ao longo do dia: a regra é comer apenas quatro vezes por dia. Com isso, a promessa de Ravenna é a redução de 5% a 10% do peso por mês de tratamento. Recentemtne, Dilma Roussef perdeu cerca de 15 quilos com a Ravaenna.

A pioneira das dietas radicais de sucesso foi a Atkins. Criada na década de 70 pelo cardiologista americano Robert Atkins, ela condenou os carboidratos e enalteceu as proteínas (leia-se comidas gordurosas) como aliadas dos corpos esbeltos. Depois dela, vieram os programas de Beverly Hills e seu cardápio à base de abacaxi. Esses regimes, diferentemente dos novos métodos, não pregam o acompanhamento médico -- o ideal para a saúde.

Fonte: Veja

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte (CE): SENAI oferta mais de 200 vagas em cursos profissionalizantes

O SENAI/CE está ofertando 208 vagas em cursos profissionalizantes presenciais em Juazeiro do Norte nos meses de outubro e novembro. Serão abertas 13 turmas e as qualificações são pagas. Os interessados (pessoas físicas e jurídicas) já podem reservar suas vagas nos cursos pelo telefone (88) 3102-5750 ou pelo endereço eletrônico http://www.senai-ce.org.br no link “Cursos para Você”.

Os valores variam de acordo com a área escolhida e a carga horária. As qualificações são nas áreas de Eletroeletrônica; Energia; Gestão; Segurança do Trabalho; Tecnologia da Informação; Telecomunicações; Têxtil e Vestuário. Os cursos acontecem na unidade do SENAI em Juazeiro do Norte, nos turnos manhã, tarde e noite.

SENAI
O SENAI é a maior escola de Educação Profissional da América Latina. No Ceará, atua há mais de 70 anos, tendo grande credibilidade junto ao mercado, a sociedade e as entidades governamentais. Um aluno que conclui um curso em umas das escolas do SENAI CE tem o seu certificado de conclusão reconhecido nacionalmente, tanto pela qualidade como pela credibilidade que a instituição SENAI consolidou em toda sua história.

No Ceará, por exemplo, 56% dos alunos egressos dos cursos de Habilitação Técnica de Nível Médio estão no mercado de trabalho após um ano de conclusão dos cursos, com média salarial de 2,55 salários mínimos. As informações são de pesquisa de acompanhamento de egressos realizada pelo próprio SENAI para avaliar o impacto da educação profissional na sua empregabilidade.

Ainda de acordo com o levantamento, as empresas cearenses consideram alto o nível dos técnicos formados pelo SENAI, com nota 9,5 para os ex-alunos dos cursos de Habilitação Técnica. Além disso, 100% das empresas pesquisadas no Ceará preferem alunos do SENAI.

Confira a lista semanal dos cursos do SENAI/CE em Juazeiro do Norte:

Corte e Costura em Tecido Plano
Início: 26/10/2015
Turno: Noite

Atendimento ao Cliente
Início: 19/10/2015
Turno: Noite

Comandos Elétricos
Início: 03/11/2015
Turno: Noite

Corte de Peças Intimas e Moda Praia
Início: 23/11/2015
Turno: Noite

Cronometragem e Cronoanálise
Início: 03/11/2015
Turno: Noite

Desenho Assistido por Computador – CAD 2D
Início: 19/10/2015
Turno: Noite

Eletricidade Básica
Início: 26/10/2015
Turno: Noite

Excel Avançado
Início: 19/10/2015
Turno: Noite

Informática Básica
Início: 19/10/2015
Turno: Noite

Interpretação da Norma
NBR ISO 9001
Início: 19/10/2015
Turno: Noite

Montagem de Estrutura e Chapas Dry Wall
Início: 16/11/2015
Turno: Noite

Negociação e Vendas
Início: 23/11/2015
Turno: Noite



FHC foi alertado de escândalo da Petrobras em 1996

Dezoito anos antes do início das investigações da Operação Lava Jato, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) chegou a ser alertado de que a Petrobras era palco de um escândalo de corrupção.

A informação é revelada pelo próprio ex-presidente da República no livro “Diários da Presidência - volume 1", que será lançado no próximo dia 29.

Segundo o relato, narrado pelo jornal O Globo, a informação foi repassada a FHC por Benjamin Steinbruch, dono da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), no dia 16 de outubro de 1996 – portanto, 18 anos antes da deflagração da primeira fase da Lava Jato, que descobriu o esquema de corrupção na estatal.

“Eu queria ouvi-lo sobre a Petrobras. Ele me disse que a Petrobras é um escândalo”, afirma o ex-presidente no livro, feito com base em gravações feitas pelo tucano à época.

No texto, FHC sugere que o Orlando Galvão Filho, que foi presidente da BR Distribuidora e diretor-financeiro da Petrobras, era quem “manobrava” o esquema.

"Acho que é preciso intervir na Petrobras. O problema é que eu não quero mexer antes da aprovação da lei de regulamentação do petróleo pelo Congresso, e também tenho que ter pessoas competentes para botar lá", afirmou.

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco - um dos principais delatores do esquema -  afirmou que começou a receber propina em 1997 ou 1998 quando ocupava o cargo de gerente de tecnologia de instalações na diretoria de Exploração e Produção na Petrobras.

Segundo ele, o pagamento se tornou sistemático entre 2000 e 2003. Durante este período, a propina era paga mensalmente e os valores variavam de US$ 25 mil a US$ 50 mil por mês. No total, ele calcula ter recebido cerca de 22 milhões de dólares em pagamentos de propina da empresa holandesa SBM.

Sem papas na língua 
Em outro trecho do livro, FHC relata que recusou um pedido para que o hoje presidente da Câmara, Eduardo Cunha,  fosse nomeado diretor comercial da Petrobras, de acordo com excerto publicado pela Revista Piauí.

"Imagina!" E alegou: "O Eduardo Cunha foi presidente da Telerj, nós o tiramos de lá no tempo de Itamar (Franco, ex-presidente da República) porque ele tinha trapalhadas, ele veio da época do Collor. Eu fiz sentir que conhecia a pessoa e que sabia que havia resistência, que eles estavam atribuindo ao Eduardo Jorge; eu disse que não era ele e que há, sim, problemas com esse nome. Enfim, não cedemos à nomeação."

O presidente da Câmara nega a versão.

O ex-presidente também conta que o hoje vice-presidente da República, Michel Temer, pediu ajuda para nomear o afilhado, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo. O pedido teria sido feito depois que o peemedebista, então deputado federal, apoiou uma reforma administrativa protagonizada pelo governo. Veja:

"O Luís Carlos Santos me disse no caminho do Planalto para o Alvorada que o Temer precisa de um acerto pessoal, quer indicar alguém para a Portus (...) É sempre assim. Temer é dos mais discretos, mas eles não escapam. Todos têm, naturalmente, seus interesses."

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook



U2 - Every Breaking Wave




Luz pode subir até 15% em 2016 com novas fontes de pressão

Vilão da inflação em 2015, com alta de 47,74% de janeiro a setembro, o custo da energia deve voltar a ser fator de preocupação no próximo ano. As incertezas quanto ao resultado do leilão para relicitar hidrelétricas antigas, marcado para 6 de novembro, a alta do dólar, os efeitos do socorro às distribuidoras e até mesmo o impacto do fenômeno El Niño sobre o regime de chuvas são algumas das fontes de pressão sobre as tarifas em 2016. Com base nestes itens, cálculo da consultoria Safira Energia indica que o reajuste anual médio no próximo ano deve ficar entre 10% e 15%.

O leilão de usinas antigas é um dos desafios. Ele representará um custo de geração de energia maior porque, pelos critérios definidos pelo governo para arrecadar R$ 17 bilhões em bônus de assinatura até 2016, o preço da energia passará a ser maior do que os cerca de R$ 37 por Megawatt-hora (Mwh) que o consumidor paga atualmente. Segundo o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, se o leilão das 29 usinas sair pelo preço-teto definido no edital, os preços de geração da energia ficariam acima de R$ 37.

— Aponta na direção de pressionar a tarifa, mas não é nada tão expressivo, porque isso está diluído nas concessionárias — disse Rufino.

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook



Altas temperaturas no Interior castiga a população

As temperaturas acima dos 38 graus e a baixa umidade relativa do ar têm acelerado a evaporação dos reservatórios do Estado, os quais atingiram o pior nível nas últimas duas décadas, com apenas 14,8% da capacidade total, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Em contrapartida, o calor tem favorecido o comércio local. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Juazeiro), as vendas de equipamentos que amenizam o calor cresceram até 50%.

O meteorologista Raul Fritz explica que a baixa umidade do ar, somado aos ventos mais intensos, facilita a evaporação dos açudes, ocasionando percas significativas de água.

O profissional avalia que o ideal seria que os açudes do Nordeste fossem mais profundos e com menor espelho de água. "Se os açudes fossem mais profundos, a água conservaria por mais tempo, minimizando a evaporação".

A engenheira Débora Rios, diretora de Operações da Cogerh, ressalta que as medidas para minimizar a evaporação dos reservatórios dependem, sobretudo, da geografia da região. "Temos o Açude Orós como exemplo. Ele é bem encaixado, com mais profundidade e com isso, a evaporação é menor".

Ainda de acordo com a Diretora, os meses de setembro, outubro e novembro são aqueles com maior perca de água por evaporação, muito embora, os números deste anos estejam dentro da médias dos anos anteriores.

Três cidades do Cariri figuraram entre as dez mais quentes desta quarta-feira (21) no Ceará, segundo dados Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Os termômetros do órgão apontaram 38.8º graus em Campos Sales e 38º em Barbalha - mesma temperatura registrada em Juazeiro do Norte. Temperatura bastante superior à registrada na Capital cearense: 32,3º.

Apesar do pico de calor, registrado às 16 horas desta quarta-feira, ter sido de 38.1º, a sensação térmica ultrapassou casa dos 45º em Juazeiro. Em alguns termômetros instalados em bairros distintos da cidade, a temperatura marcada foi de 41º. Entretanto, o meteorologista da Funceme Leandro Valente, adverte que "essas marcações podem não condizer com a realidade". O profissional explica que diferentes "variáveis modificam a temperatura marcada nestes termômetros".

Acima da média
No que pese a diferença entre um termômetro e outro, Valente afirma que as temperaturas estão acima da média histórica para este período do ano, que é de 34º. "O fenômeno El Niño é o responsável pelo forte calor. Um sistema de alta pressão atmosférica atua no Nordeste brasileiro inibindo a formação de nuvens, causando variações climáticas, com fortes chuvas no Sul do País e calor intenso no Nordeste", detalha Leandro. De acordo com o órgão, o cenário para as próximas semanas não deve sofrer alteração: forte calor.

A sensação desagradável de calor deve-se não apenas a essas altas temperaturas, mas à redução, em geral, da velocidade dos ventos que retiram calor da nossa pele, fenômeno comum nesta época do ano, conforme explicou Fritz. "Aliado a isso, tem-se, ainda, umidades do ar elevadas que dificultam a transpiração. A falta de chuvas mais regulares não tem permitido uma redução nesse quadro de calor. Se estivesse chovendo mais regularmente, as temperaturas no período noturno, por exemplo, poderiam alcançar cerca de 4 graus abaixo do que está se verificando atualmente, diminuindo, assim, a sensação térmica elevada", finaliza.

O clima seco criou condições propícias para os incêndios ambientais na região. De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade de Juazeiro do Norte, responsável por outras 14 cidades da região, nesta época do ano são registrados, em média, cinco ocorrências por dia. Para atender à demanda, o Corpo de Bombeiros dispõe de efetivo de cerca de 100 homens.

Conforme o Soldado Braga, "o número está um pouco acima do registrado no ano passado". Ele lembra que os principais motivos para os incêndios - além das condições climáticas que os favorecem - são o manejo errado do próprio ser humano.

Vendas
Por um lado, as altas temperaturas aceleram a evaporação dos açudes e aumentam a incidência de focos de incêndio; por outro, o comércio se beneficia. A procura por centrais de ar está 10% maior, enquanto os climatizadores tiveram aumento de 15% nas vendas. No entanto, os campeões de vendas neste mês, conforme relata o gerente de vendas Francisco dos Santos, foram os ventiladores.

A corrida para amenizar os efeitos do calor começou ainda no mês passado, o que têm exigido dos lojistas estoque sempre renovado. "Nós abastecemos o estoque quase semanalmente, para não corrermos o risco de perder venda por falta do produto", expõe o gerente. Com ampla concorrência, a loja apostou na variedades de produtos. "A concorrência é grande, portanto, resolvemos diversificar os modelos e preços, para atender todos os públicos e dar mais opções ao cliente", acrescenta Francisco.

O Presidente da CDL, Michel Araújo, lembra que "os lojistas saem ganhando com as altas temperaturas", mas ressalta que é preciso "desenvolver ações para atrair a atenção do cliente, fazer promoções e investir no estoque". Araújo ilustra que "até mesmo o ar-condicionado, que poderia ser chamado de artigo de luxo antigamente, hoje é item necessário".

Procura
Contudo, a crise financeira, com a retração na economia e redução do poder de compra da maioria dos clientes, também influencia no momento da compra, o que explica a alta procura pelos ventiladores, cujo aumento foi de 50%, se comparado com os meses de agosto e setembro.

"As centrais de ar amenizam mais o calor, porém consomem mais energia; então o consumidor acaba optando por itens mais em conta e que não impactem tanto ao fim do mês na conta de energia", explica Dos Santos. Ainda de acordo com Michel Araújo, a tendência é que as "vendas para este setor continuem em alta nos próximos meses", conclui Michel Araújo.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



6 sinais de que você está perto da estafa

Se você tem tido dificuldades para lidar com tarefas das quais sempre deu conta e está se sentindo esgotado física e emocionalmente, fique de olho. Pode ser estafa.

Também conhecida como fadiga, a estafa é um desgaste do organismo que compromete nosso desempenho em diversas atividades rotineiras, sejam elas físicas ou intelectuais.

“É um sinal de que a pessoa está sem condições de lidar com o excesso de pressão e demandas do momento. A cobrança é superior à habilidade da pessoa de corresponder a ela”, explica a doutora Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association.

A repetição dessa sobrecarga pode desencadear sintomas como dor de cabeça, ansiedade e uma série de doenças como hipertensão, e fobias.

Sem identificar o problema, as pessoas acabam recorrendo a medicamentos e drogas como o álcool, em vez de melhorar alguns de seus hábitos.

“Os indicadores da estafa são parecidos em todas as pessoas. E a melhor maneira de combatê-la é mudando nosso estilo de vida”, ressalta o médico Marcelo Dratcu, especialista em clínica médica e medicina preventiva.

Segundo os especialistas, é possível identificar que a pessoa está próxima da fadiga por suas mudanças de comportamento no trabalho. Veja a seguir alguns desses sinais:

1. Seus hábitos alimentares pioraram
A ansiedade causada pela pressão no ambiente de trabalho pode afetar o seu apetite e enfraquecer seu paladar, fazendo com que você coma alimentos mais condimentados para compensar a falta de sabor.

“A pessoa sente menos o gosto e acaba consumindo produtos mais calóricos e gordurosos”, explica Ana Maria.

Entre as consequências dessa nova dieta, podem estar a mudança repentina de peso e distúrbios gastrointestinais, como a azia, o refluxo e a prisão de ventre.

2. Você está mais agressivo
Se cada comentário ou atitude de seus colegas de trabalho tem lhe causado irritação, cuidado. Pode ser uma reação à sobrecarga mental.

“A agressividade aumenta e a pessoa explode por razões inócuas”, aponta Ana Maria. Segundo ela, essa falta de paciência acaba desencadeando conflitos desnecessários no ambiente de trabalho.

3. Você trabalha, mas não produz
A estafa no trabalho traz uma conhecida e inconveniente consequência tanto para os funcionários quanto para a empresa: o presenteísmo. “A produtividade da pessoa cai, mesmo com ela presente no ambiente de trabalho”, explica Dratcu.

Porém, a dispersão emocional raramente leva a faltas, o que dificulta o diagnóstico do problema. Diante da própria ineficiência, a pessoa começa a procrastinar. “Ela fica mais ansiosa e passa a adiar e furar prazos”, afirma Ana Maria.

4. Você acabou de chegar, mas já quer ir embora
Se você gostava de seu trabalho, mas passou a perder prazer e motivação para executá-lo, pode ser um sinal da estafa. “A pessoa fica depressiva, cansada e desanimada”, ressalta Dratcu.

A perda de prazer pelo ofício também compromete a produtividade. "A pessoa perde inspiração e energia para levar à frente seus projetos".

5. Você tem dormido mal
Você têm passado noites inteiras se revirando na cama com assuntos profissionais na cabeça? A insônia pode ser um sinal de que o excesso de trabalho foi com você para casa depois do expediente.

“Observamos que os distúrbios de sono têm aumentado entre os empresários, que não estão conseguindo lidar com a demanda atribuída a eles”, destaca Ana Maria.

6. Sua memória está falhando
Você costumava ser atento e bem planejado, mas tem errado muito e esquecido de prazos? Esse comportamento pode ser um sinal da estafa.

O esgotamento mental também traz dificuldades cognitivas. “A pessoa encontra problemas na hora de se comunicar porque está com a capacidade de raciocínio prejudicada”, explica Dratcu.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook



Barbalha (CE): “Já é a greve mais longa do Brasil”, afirmam sindicalistas paralisados há seis meses

Servidores municipais da área da Saúde completaram, nesta quinta-feira (22), seis meses de paralisação. De acordo com a presidente do Sindicato, Jaqueline Ferreira, “já é a greve mais longa registrada do país na área da saúde”. Em alusão à data, os servidores se reuniram em volta de um bolo decorado ironicamente com os dizerem “180 dias de greve”.

Os profissionais reivindicam reajuste salarial, concurso público, melhores condições de trabalho, além de uma lei municipal para legalizar o repasse de incentivo do Programa de Melhorias do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB), hoje repassado através de decreto.

Segundo a direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barbalha (Sindmub), apenas 17 médicos, todos do Programa Mais Médicos, continuam atendendo; já entre enfermeiros e dentistas apenas cinco, dos 34 continuam trabalhando. Jaqueline Ferreira, lembrou que a população mais carente tem sofrido com a falta de atendimento e ressalta que mesmo diante do apelo público o “gestor municipal Zé Leite não toma nenhuma postura, tampouco responde nossos pedidos de diálogo”.

A greve em Barbalha já atinge 120 profissionais, entre Médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O atendimento está comprometido em todos os 22 Postos de Saúde, nas unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no Centro Materno Infantil e no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

Ao Ministério Público, o prefeito José Leite Gonçalves Cruz firmou compromisso de “abrir negociações com as categorias com a finalidade de repor as perdas inflacionária do ano de 2015”. O gestou compromete-se, ainda, a “conversar com os servidores a fim de que a greve da saúde seja encerrada”.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



"Ou a gente faz isso ou quebra de vez", diz Lula sobre cortes e crise

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a política econômica do governo federal nesta quarta-feira (20), em discurso em Teresina. Lula citou também a crise econômica enfrentada pelo país e disse que o Brasil não é "uma ilha no meio de deserto" para evitar impactos da crise mundial.

"Será que alguém já comparou com a crise da Itália, da Espanha, da França, de tantos outros países? E que a presidente Dilma entrou em 2015 com esse país tendo 4,8% de desemprego, o menor que todos os países europeus do mundo?", completou o ex-presidente que recebeu a condecoração de cidadão piauiense na Assembleia Legislativa do Piauí.

O ex-presidente defendeu as medidas adotadas pelo governo Dilma Rousseff. "Nós também estamos sofrendo, e a presidente tomou atitude para tentar melhorar. Isso a gente faz na casa da gente. Se você gastou um pouco demais, perdeu a conta, você tem que brecar, é tirar o sapato novo do filho, é não dar o tênis, é não deixar ir a pizzaria, é cortar o sorvete. Ou gente faz isso ou a gente quebra de vez", afirmou.

O discurso vai em direção oposta às críticas que o ex-presidente fez em reunião com a bancada de deputados do PT na semana passada, quando defendeu a troca do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Por fim, Lula ainda atacou a oposição ao comparar a situação econômica e social atual com a deixada por Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 2002. "Por acaso, em algum momento, eles fizeram o país melhor que hoje? Esqueceram de como pegamos esse país, de quanto estava o desemprego? Esquecem quanto estava o salário mínimo? Que pobre não entrava na universidade? Esquecem que o Pronatec formou 8 milhões de trabalhadores? Que acabamos de aprovar o plano nacional de educação?", questionou.

Ainda alfinetou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que na campanha eleitoral de 2010 usou imagens ao lado do ex-presidente. "Essa gente que está contra nós, em 2010, o candidato deles começou a campanha deles colocando na foto como meu melhor amigo. Não podemos ficar nervosos, temos que ficar tranquilo", finalizou.

Na mesma cerimônia, Lula se defendeu das acusações dos delatores investigados pela operação Lava Jato, dizendo ter a "consciência tranquila".

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Unidade móvel de atendimento a mulher chegará a zona rural

O Centro de Referência da Mulher (CRM) do Crato, equipamento da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social SMTDS, será parceiro de uma ação promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Crato e do Governo do Estado do Ceará. Uma das Unidades Móveis de Enfrentamento a Violência Contra a Mulher do Campo da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, vai estacionar nos distritos de Ponta da Serra e Dona Quintino, zona Rural do Crato, nos próximos dias 27 e 29 de outubro.

O ônibus equipado para levar serviços especializados da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência ao campo, floresta e águas, ofertará atendimentos psicossociais e jurídicos, além de encaminhamentos. Para o momento também foram pensadas ações educativa, com a promoção de palestras e esclarecimentos sobre a Lei Maria da Penha e sua aplicação. A equipe técnica do CRM, formada por psicólogas, assistentes sociais, advogada e educadoras sociais, estará inteiramente à disposição da mulher que pretende denunciar alguma situação de violência, ou quer apenas ser orientada.

A Secretaria de Saúde do Crato também estará presente realizando testes de glicemia e HIV, verificação de pressão arterial, e orientações diversas de saúde.

No Distrito de Ponta da Serra o ônibus ficará estacionado em frente ao CRAS Polo, no dia 27 das 7:30 as 14hs. No dia 29, toda a equipe segue para Santa Fé.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook


Firefox é eleito o browser mais confiável pelo 3º ano seguido

Em pesquisa feita pela Naked Security com usuários de navegadores de internet para ver qual deles é mais confiável, o Firefox, da Mozilla, foi o primeiro colocado pelo terceiro ano seguido. O navegador recebeu 41% dos votos.

A segunda posição é ocupada pelo Chrome, do Google, que foi escolhido por 21% dos participantes da pesquisa. Vale ressaltar que o navegador conquistou essa posição mesmo o Google estando envolvido em questões relacionadas a dados dos usuários sendo rastreados.

O terceiro lugar ficou com o Opera, que teve 16% dos votos e passou para trás navegadores mais famosos como o Safari (que foi a opção de 9% dos usuários) e o Internet Explorer (que conseguiu apenas 3% dos votos.

Um ponto curioso da pesqueisa é que as pessoas nem sempre escolheram o navegador que usam como o mais confiável. Isso pode ser observado no fato de que mais de 40% dos usuários responderam as perguntas usando o Chrome, mas cerca de metade destes usuários acabaram votando em outros browsers.

Fonte: Olhar Digital

Curta nossa página no Facebook



Cientistas dão passo importante para vacina contra leishmaniose

Pesquisadores de cinco países se uniram para realizar uma tarefa que até hoje é um desafio para a Ciência: a busca por uma vacina para a leishmaniose. Eles ainda não chegaram à vacina, mas encontraram um antígeno no parasita causador da doença que pode se tornar a base para uma vacina para humanos e animais no futuro. A pesquisa foi publicada nesta quarta-feira (21) na publicação científica Science Translational Medicine.

A leishmaniose é uma doença infecciosa causada pelo protozoário Leishmania. É transmitida pela mosca Lutzomyia, conhecida popularmente por mosquito-palha ou birigui. Existem dois tipos de leishmaniose, a cutânea - que causa lesões na pele e nas vias nasais - e a visceral - que causa febre, fraqueza, anemia e comprometimento de vários órgãos do corpo, podendo levar à morte. Entre as doenças parasitárias, a leishmaniose é a segunda maior causa de morte no mundo, atrás apenas da malária.

Camundongos usados no estudo tiveram a resposta imunológica de proteção ativada quando em contato com o antígeno. Ao mesmo tempo, os pacientes que se recuperam da infecção do parasita geralmente se tornam imunes a uma nova infecção, o que sugere que o desenvolvimento de uma vacina é possível.

Como foi o estudo?
Usando técnicas de estudo das proteínas (proteômica) e de imunologia, Zhirong Mou, da Universidade de Manitoba, no Canadá, e seus colegas, identificaram um antígeno chamado de PEPCK, existente em todas as espécies do protozoário Leishmania. Esse antígeno ativa uma forte resposta das células T, responsáveis por desenvolver a chamada "memória imunológica".

A infecção parasitária em camundongos fez com que células T específicas contra o PEPCK aumentassem no sangue, no baço e nos linfonodos. Também produziu citocinas, moléculas sinalizadoras conhecidas por lutarem contra a infecção da doença. A vacinação com o antígeno teve uma proteção duradoura contra duas espécies de Leishmania em camundongos.

O resultado da pesquisa sugere que o PEPCK pode ser um candidato promissor para o desenvolvimento de uma vacina para essa doença. Experimentos anteriores com vacinas haviam conseguido apenas uma proteção de curto prazo.

Para ler o estudo clique aqui (em inglês)

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Professor da Educação Infantil conquista prêmio Nacional

O professor Adairton de Sousa Lira, conhecido como Messias, da Creche Professora Maria Luiza Dantas, sagrou-se vencedor do V Prêmio Ação Destaque 2015 promovido pelo Sistema Educacional Família e Escola (SEFE) de Curitiba (PR). Ele concorreu com o projeto “Identidade e Autonomia: Quem sou eu?” na categoria SEFE Indica.

O professor da rede de educação infantil do município concorreu com outros 300 trabalhos de todo o Brasil e a iniciativa se dá junto à sua turma de crianças do Infantil V matinal daquela creche. O projeto trata da integração das famílias e recebe o apoio do setor da Educação Infantil da Secretaria de Educação de Juazeiro. O SEFE é uma empresa que, há 20 anos, atua em diversos estados diante da meta de contribuir com o ensino público no país e definiu a ideia do professor Messias como uma experiência educativa de qualidade.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Conselho de ética quer legalizar sexo entre pais e filhos e entre irmãos

Em 2010, a lei de incesto causou a maior polêmica na Alemanha quando Patrick Phil, um morador de Karlsruhe, no Sul do país, foi preso por manter relações e ter quatro filhos (dois deficientes) com sua irmã, Susan. De acordo com a Constituição alemã, condenação por incesto entre irmãos é crime e resulta em pena de prisão de até três anos. Mesmo assim, na época o advogado do réu afirmava que a prisão do seu cliente era "uma violação dos direitos fundamentais e uma relíquia histórica". Patrick, além de ter cumprido quase três anos de prisão, foi obrigado a se separar de Susan e perdeu a guarda de três dos quatros filhos.

Agora, esse quadro parece mudar: no que depender do Conselho de Ética do governo alemão, a lei de incesto vai deixar de existir. A gente explica: em assembleia feita recentemente, o Conselho afirmou que “o direito de irmãos adultos à autodeterminação sexual é mais importante do que a ideia abstrata de proteção à família”, antes de acrescentar que "o direito penal não é o meio adequado para preservar um tabu social, já que as chances das crianças nascerem deficientes são uma grande punição”. Mesmo assim, o partido CDU, da chanceler Angela Merkel, já deixou claro que não tem intenção de permitir que o incesto seja legalizado, alegando que tal atitude “iria completamente contra a obrigação de fazer de tudo pra que as crianças nasçam saudáveis”. O assunto, como era de se esperar, é o novo tabu na Alemanha. E você, o que pensa a respeito?
   
Fonte: Glamour

Curta nossa página no Facebook



5 mortes bizarras que permanecem sem explicações

Mesmo com todos os avanços na investigação forense, alguns crimes continuam sem explicações. Em alguns casos, inclusive, pessoas inocentes são condenadas e passam anos atrás das grades até conseguirem provar que não possuem nenhuma relação com os acontecimentos.

Quando nem mesmo inocentes são apontados como culpados, o crime fica sem solução – e, nesses casos, alimenta algumas teorias malucas sobre o que teria acontecido com as vítimas das histórias. É isso o que você vai notar nos casos abaixo, relatados pelo site Cracked. São 5 histórias bizarras de mortes que permanecem como grandes enigmas até hoje.

1. Albert Dekker
Você já ouviu falar na perigosa prática de asfixiofilia? Ela também é conhecida por asfixia autoerótica, na qual o praticante tem o intuito de aumentar o orgasmo através da falta de oxigenação no cérebro. Só que, em casos extremos, isso pode levar a pessoa à morte. Alguns famosos, como o ator David Carradine e o vocalista do INXS Michael Hutchence, supostamente partiram desta para a melhor depois de tentarem se masturbar dessa maneira.

Outro ator, Albert Dekker, também teve sua morte atribuída à prática. Mas as circunstâncias são bem mais complexas. Enquanto em muitos casos o corpo da pessoa é encontrado enforcado com um cinto amarrado a uma maçaneta, Dekker, além disso, também tinha os olhos vendados, estava amordaçado e com os pés e mãos amarrados.

Essa posição, até bastante comum no sexo mais hardcore, é praticamente impossível de ser conseguida sem a ajuda de outra pessoa. Além disso, ele tinha uma agulha enfiada em cada braço, o desenho de uma vagina em sua barriga e mensagens escritas com batom em seu corpo – sendo que a maioria era palavrão.

Só que, para a coisa toda ficar ainda mais sinistra, Dekker estava no banheiro com a porta trancada por dentro – algo que apenas ele poderia ter feito. Mesmo assim, US$ 70 mil em dinheiro sumiram de dentro do apartamento. Até hoje essa história permanece sem conclusão, mesmo tendo acontecida em 1968!

2. Zigmund Adamski
Em 1980, Zigmund Adamski, de 56 anos, saiu para fazer compras e nunca mais voltou. Ele morava na Inglaterra e era mineiro. Seu corpo foi achado cinco dias após o sumiço e a causa da sua morte foi dita como sendo ataque cardíaco. Mas será que foi isso mesmo?

Analise as circunstâncias: apesar de cinco dias sumido, ele parecia bem nutrido e com a barba feita. Seu corpo foi achado no período da tarde sobre uma pilha de carvão distante mais de 30 km de onde ele sumiu – só que não havia nem pegadas na mina de carvão nem mesmo sujeira no corpo. É como se ele tivesse simplesmente “caído do céu” sobre a pilha.

Alguns alegam que ele foi assassinado por alienígenas. Essa tese é reforçada por aparentes queimaduras inexplicáveis em sua cabeça, pescoço e ombros. Sobre essas marcas, havia uma espécie de gel que as autoridades nunca souberam explicar o que era. Bizarro, hein?

3. Gilbert Bogle e Margaret Chandler
Na Austrália, um caso de adultério movimentou os noticiários quando a polícia não conseguiu identificar a causa da morte de um casal. Tudo começou no réveillon de 1962, quando o físico Gilbert Bogle deu uma escapadinha com Margaret Chandler – ambos eram casados e foram encontrados mortos na manhã seguinte.

Quem seriam os principais suspeitos? Os traídos, é claro. Porém, além de ambos terem álibis incontestáveis, não se conseguiu determinar o que causou a morte do casal adúltero. Não havia marcas de violência nos corpos, mas no local do crime foram encontrados restos de vômito e fezes de Gilbert e Margaret – é como se, subitamente, ambos tivessem ficado doente. Poderia se tratar de um caso de envenenamento, mas a autópsia não conseguiu encontrar nada no sangue que caracterizasse isso.

Um filme de 2006 remonta a história e traz a teoria de que ambos foram intoxicados por gás sulfídrico que exalava do rio Lane Cover – foi em uma de suas margens que o casal foi encontrado. Porém, essa é apenas uma hipótese estranha, já que ninguém mais da região sofreu efeito algum com o suposto gás.

4. Leroy Carter
Em fevereiro de 1981, a polícia de San Francisco, nos EUA, foi chamada para acordar um cara que “cochilava” em um saco de dormir no parque Golden Gate. Porém, quando os oficiais chegaram ao local, eles encontraram um cenário macabro: a cabeça do homem havia sido arrancada e substituída por uma asa de frango e dois grãos de milho.

Achou bizarro? Ainda piora! Através da digital, descobriu-se que o homem era Leroy Carter, que possuía uma extensa lista criminal. Os investigadores recorreram aos serviços de Sandi Gallant, especialista em crimes com características de envolver o ocultismo. Ele sugeriu que Carter havia sido assassinado por algum praticante da seita Santeria.

Nessa crença, a cabeça da vítima seria devolvida no mesmo lugar do corpo 42 dias depois do assassinato. Como ninguém deu muita bola para a teoria maluca de Gallant, não havia nenhum oficial no parque no dia em que supostamente a cabeça seria devolvida. E não é que ele estava certo? A cabeça apareceu, o assassino fugiu e nunca foi descoberto quais motivações levaram Carter a ser assassinado.

5. Philip Shue
Em 2003, o coronel da aeronáutica dos EUA Philip Shue saiu normalmente para trabalhar. Tudo mudou duas horas depois, quando em um aparente surto ele supostamente chocou seu carro violentamente contra uma árvore, morrendo na hora. Até aí, um caso típico de suicídio, certo?

Só que muita coisa permanece inexplicada na história: antes de morrer, Shue teve os dois mamilos, os dois lóbulos auriculares e alguns dedos extraídos. Ele também possuía um corte que ia do peito até o umbigo. Algumas teorias apontam que ele foi torturado, conseguiu fugir do cativeiro e se acidentou – tudo isso no prazo de duas horas.

Outras pessoas apontam que ele próprio havia feito as mutilações em si mesmo, devido à grande quantidade de anestésico encontrada em seu sangue. Porém, os punhos de Shue estavam atados com fita adesiva – e suas digitais não estavam nela. Muitos garantem que a ex-esposa de Sue estaria envolvida em sua morte, já que isso renderia um seguro no valor de US$ 1 milhão, mas a investigação não conseguiu provas desse envolvimento.

Fonte: Mega Curioso (Via Cracked)

Curta nossa página no Facebook



Os iPhones 6s devem chegar ao Brasil em novembro. Saiba quanto vão custar

Mantendo a tradição de final de ano, a Apple deve começar a vender os iPhone 6s no Brasil ainda em novembro, segundo reporta o MacMagazine. Os aparelhos já estão homologados pela Anatel e — continuando a tradição — devem chegar bem caros.

A fonte do MacMagazine diz que os aparelhos (iPhones 6s e 6s Plus) vão variar entre R$ 3.999 e R$ 4.899. A pré-venda dos smartphones deve começar no dia 6 de novembro. Após uma semana, no dia 13 de novembro, os dispositivos estarão disponíveis nas lojas.
  • iPhones 6s: 16 GB (R$ 3.999), 64 GB (R$ 4.299) e 128 GB (R$ 4.599)
  • iPhones 6s Plus: 16 GB (R$ 4.299), 64 GB (R$ 4.599) e 128 GB (R4 4.899)
Os smartphones da Apple (olha só!) poderão ser parcelados em até 12 vezes. Quem pagar à vista terá um desconto de 10%.

No que diz respeito às cores, os novos modelos devem vir com as opções tradicionais e nas versões dourada e ouro rosé. Com a chegada dos novos iPhones, a versão anterior continuará à venda nas versões de 16 GB e 64 GB.

Questionada sobre o lançamento, a Apple disse que ainda não está falando sobre o assunto.

Como novidade, os novos iPhone 6s vêm com uma câmera traseira de 12 megapixels e o recurso 3D touch, que consiste em uma tela sensível à pressão que possibilita a operação de comandos

O negócio é aguardar, mas não tem muito erro. A empresa sempre lança no Brasil em novembro ou dezembro o que é apresentado nos Estados Unidos em setembro.

Fonte: Gizmodo (Via MacMagazine)

Curta nossa página no Facebook



O sentimento de raiva aumenta o risco de morte precoce, diz estudo

Homens que ficam nervosos e com raiva frequentemente correm um risco 1,7 vezes maior de morrer precocemente, em comparação com aqueles que têm temperamento mais calmo, de acordo com nova pesquisa. Publicado recentemente na revista científica Social Science & Medicine, o estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos.

Para chegar aos resultados, os cientistas coletaram dados de 1 307 homens ao longo de quase 40 anos. Os níveis de raiva foram mensurados anualmente por meio da pergunta: "Você fica com raiva facilmente?". A frequência das respostas positivas à questão foi relacionada com o aumento do risco de morte prematura.

De acordo com os autores, essa correlação se manteve mesmo após outros fatores que afetam a mortalidade prematura serem considerados, como renda, estado civil e tabagismo. A idade média dos homens no início do estudo foi de 30 anos, mas os efeitos do sentimento de raiva no aumento do risco de morte foram encontrados até 35 anos mais tarde.

O estudo também revelou que traços da personalidade que costumam proteger uma pessoa contra morte prematura, como elevada capacidade cognitiva, por exemplo, não foram capazes de reduzir o risco de morte entre os mais irritados.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, uma possível explicação para os resultados encontrados está no fato de que a irritação aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial. Dessa forma, sentir raiva constantemente pode prejudicar o coração. "Este estudo não lidou com pessoas que sentem raiva de vez em quando. Elas eram constantemente irritadas. Não há problema em ter uma tarde ou um ano mais estressante, por exemplo. A questão tratada aqui não é uma raiva passageira, mas uma predisposição à ira.", disse Amelia Karraker, principal autora do estudo, ao jornal britânico.

Fonte: Veja

Curta nossa página no Facebook



Dilma recebe apoio de prefeitos para recriar CPMF com alíquota de 0,38%

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira (22) representantes da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), que manifestaram apoio à proposta do governo de recriar a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), desde que a alíquota seja de 0,38% e partilhada entre União, Estados e municípios.

A proposta do governo, enviada ao Congresso Nacional em setembro, prevê a volta do tributo com alíquota de 0,20%, com destinação dos recursos para cobrir o déficit da Previdência Social. Governadores e prefeitos condicionam apoio à proposição desde que mantida a alíquota de 0,38%, com 0,20% para União e o restante da arrecadação dividido entre estados e municípios.

Além da partilha, o 2º vice-presidente da CNM, Luiz Sorvos, disse que a ideia é que o dinheiro do tributo possa também ser usado para financiamento da saúde e educação e não apenas da Previdência, como consta da proposta original.

"Defender imposto é sempre constrangedor, principalmente na situação que vivemos, mas não temos alternativas. Precisamos nos unir, porque o Estado está precisando desse imposto. As prefeituras precisam desse imposto. Nós, prefeitos, defendemos a CPMF, desde que ela seja compartilhada com os municípios. Não do jeito que foi encaminhada para o Congresso", afirmou após a reunião com Dilma.

O ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, reconheceu que o governo trabalha com a possibilidade de alíquota de 0,38%. Adiantou que espera a colaboração dos prefeitos para pressionar os parlamentares e aprovar a volta do tributo. A proposta está na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aguardando relator.

"Essa é a possibilidade. É o que está sendo articulado por prefeitos e governadores, de forma a assegurar um adicional de financiamento do orçamento para todos os entes da Federação. A votação depende do Congresso, mas contamos com essa articulação para que possamos ter um processo mais rápido, que assegure, o mais cedo possível, esse recurso para os orçamentos dos municípios, estados e da União".

Segundo Berzoini, a elevação da alíquota da nova CPMF, de 0,20% para 0,38%, não deve dificultar a votação, porque é um patamar "possível de assimilar pela economia", além de ser um tributo de fácil arrecadação e aplicação direta.

Eduardo Cunha
O ministro, que comanda a articulação entre o Palácio do Planalto e o Congresso, também comentou a tensão política entre o governo e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acirrada nos últimos dias, após declarações da presidenta Dilma sobre o envolvimento do parlamentar em esquema de corrupção.

Conforme Ricardo Berzoini, a relação do governo com Cunha é "republicana e transparente", de modo a garantir o diálogo institucional na negociação de projetos de interesse do país.

"Tratamos essas questões de maneira republicana e transparente, tanto com o presidente da Câmara quanto com o do Senado. Vamos continuar o diálogo. É um diálogo institucional, que não tem nenhuma conexão com as situações que cada um dos dirigentes vive em relação a qualquer outra situação. O importante é que haja respeito a esse diálogo institucional e que possamos fazer a conversa com todas as bancadas de maneira transparente, realista e sem qualquer tipo de tergiversação."

Fonte: Agência Brasil 

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Acusado de assaltar malotes caiu nas “garras da patrulha”

Um jovem que disse trabalhar como representante de vendas foi preso por volta das 6 horas desta quinta-feira no João Cabral em Juazeiro do Norte sob a acusação de roubos de malotes. Sueliton Alencar Costa, de 24 anos, é apelidado por “Negão” e mora na Rua Perpetua Carneiro da Cunha naquele bairro, onde militares da Força Tática de Apoio (FTA) encontraram um revólver calibre 38 com três cartuchos intactos, duas armas brancas e parte dos produtos do roubo junto a um funcionário da empresa Souza Cruz.

Por volta das 14h30min desta quarta-feira, na Avenida Aílton Gomes (Pirajá), um homem de 36 anos, residente no bairro Triângulo, informou que estava descarregando uma Topic Ducato da empresa Souza Cruz, quando foi abordado por dois homens. Eles chegaram armados em uma moto Honda CG 150 de cor vermelha anunciando um assalto quando levaram R$ 20,00 em moedas e um pacote de cigarros. Policiais do Serviço de Inteligência deram início aos levantamentos para descobrir o paradeiro dos acusados.

Sueliton já responde por vários processos na Comarca de Juazeiro dentre os quais por ameaça e lesão corporal contra um casal no dia 3 de abril de 2013 e outro por porte de arma de fogo em maio deste ano. Segundo a polícia, é suspeito de envolvimento no roubo do malote do Posto São João crime ocorrido no dia 4 de outubro em frente à agência da Caixa Econômica Federal na Rua da Conceição no Centro de Juazeiro quando uma mulher que passava no local foi atingida por uma bala perdida na perna.

Demontier Tenório

Fonte: Miséria

Curta nossa página no Facebook



Câmara aprova cobrança em pós-graduações públicas

A Câmara dos Deputados Federais aprovou em primeiro turno o projeto de emenda constitucional 395/14 que permite que as universidades públicas possam cobrar pelo ensino oferecido na pós-graduação. A medida valeria para cursos de extensão, aperfeiçoamento, especialização e mestrado profissional. Já os cursos de graduação, mestrado acadêmico e doutorado permanecem gratuitos. A votação contou com 318 deputados a favor do projeto, 129 contra e 4 abstenções. Para uma emenda constitucional ser aprovada é necessário que 3/4 dos votantes aprovem a alteração.

— O que me fez apresentar esta emenda é aquilo que a universidade pública precisa. E mais do que isso: é aquilo que ela já faz. O que está acontecendo? Alunos entram na Justiça falando que a universidade não pode cobrar. Se não aprovarmos essa matéria, as universidades vão deixar de ofertar cursos porque não vão poder cobrar —afirmou o deputado Alex Canziani.

Porém, a questão da gratuidade no mestrado profissional pode ser revista. Uma outra votação foi requerida para dar destaque a este curso e votar a sua gratuidade. A discussão no plenário foi dividida até mesmo dentro dos próprios partidos. Deputados do Partido dos Trabalhadores, por exemplo, se expressaram de maneira diferente durante a sessão. Ao final, Sibá Machado, o líder do partido na Câmara, fez um apelo.

— Para fazer inovação temos que colocar as universidades em contato com as empresas.

O texto do projeto afirma que, para abrir espaço para a entrada de parcerias entre empresas e universidades na pós-graduação, é necessário "esclarecer a questão no próprio texto constitucional" para que se possa cobrar pelos cursos de pós-graduação.

Aprovado, o projeto passará para o Senado para votação. A discussão, entretanto, já chegou nas instituições de ensino superior. O reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Leher, se posicionou, em nota, contra a aprovação.

"A aprovação da PEC enterra o princípio republicano da igualdade de todos na rede pública, visto que, com sua aprovação, terão prioridade no acesso à educação pública os clientes que podem pagar pelo que deveria ser um direito universal. A PEC transformará a educação em um serviço, deixando de ser um dever do Estado", afirmou o reitor.

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): VISA participa de mesa redonda sobre Proteção Social e Agricultura

A Coordenação da Vigilância Sanitária e Ambiental da Secretaria de Saúde do Crato, participará no próximo dia 30, no Sesc Crato, de uma mesa redonda com o tema "Proteção Social e Agricultura: quebrando o ciclo da pobreza rural”. Essa temática foi escolhida pela FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, para o Dia Mundial da Alimentação 2015, comemorado dia 16 de outubro.

De acordo com a Coordenadora da Visa Crato, Arlene Sampaio, na  ocasião a equipe da vigilância sanitária irá falar sobre fiscalização e controle da vigilância sanitária nos mercados públicos e bancas de hortifrutigranjeiros.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



CENTEC publica edital com 2 vagas de até R$ 1.800; veja edital

O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec), no Ceará, inscreve até o dia 28 de outubro para o concurso público que visa preencher duas vagas.

As oportunidades são para Analista de Projetos e Gestor Técnico para atuar nos Credes/Sefor, da Secretaria da Educação do Estado do Ceará (Seduc).

A remuneração é de R$ 1.350,00 para Analista de Projetos e de R$ 1.800,00 para Gestor Técnico. O regime de trabalho é de 200 horas mensais. Há ainda o benefício de auxílio alimentação de R$ 14,00 por dia útil trabalhado.

Nesta quinta (22), a organizadora retificou o edital alterando os requisitos exigidos para candidatos do cargo de Analista de Projetos. Os interessados devem se inscrever através do site da organizadora mediante pagamento da taxa de participação de R$ 50,00.

CENTEC
Vagas: 02
Remuneração: até R$ 1800,00
Cargo: Analista de Projetos e Gestor Técnico
Nível: superior
Inscrição: online
Edital: acesse

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Cortar Bolsa Família é atentar contra 50 milhões de brasileiros, diz Dilma

O Palácio do Planalto não vai aceitar o corte de R$ 10 bilhões no programa Bolsa Família proposto pelo relator do Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR). Nesta quarta-feira, 21, a presidente Dilma Rousseff usou as redes sociais para criticar a iniciativa e classificou o programa como "prioridade máxima" do seu governo e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Não podemos permitir que isso aconteça. Estou certa que o bom senso prevalecerá na destinação de recursos ao programa", disse Dilma em sua conta do Twitter.

A presidente afirmou ainda que "cortar o Bolsa Família significa atentar contra 50 milhões de brasileiros que hoje têm uma vida melhor por causa do programa".

Preocupada com a decisão do relator, Dilma escalou os ministros Jaques Wagner (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) para conversarem com Barros e tentassem demovê-lo da ideia de diminuir os repasses para o principal programa social do governo. Nesta quarta, os três já se encontraram, mas negam que tenham tocado no assunto.

Na avaliação do Palácio do Planalto, o relator estaria usando o Bolsa Família como uma "moeda de troca" para conseguir emplacar outras propostas orçamentárias que também encontram resistências no governo.

Mesmo prestes a anunciar um rombo nas contas públicas que pode chegar a R$ 70 bilhões, a presidente não aceita mexer naquela que é uma das principais bandeiras das gestões petistas. Ao falar sobre a necessidade de cortar despesas, Dilma sempre destacou que o governo não mediria esforços para preservar os programas sociais.

Nesta quarta-feira, diversas lideranças do PT e de outros partidos criticaram a ideia de diminuir os recursos do Bolsa Família. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que o ajuste era importante, mas que não se poderia "cobrar a conta de quem não pode pagá-la".

Na terça-feira, dia em que o programa completou 12 anos, a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, já havia saído em defesa do pagamento benefício. Em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", ela afirmou que qualquer corte no programa terá impacto no aumento da extrema pobreza.

Um dos argumentos de Barros ao propor a diminuição de recursos para o Bolsa Família é que como o projeto da nova CPMF tem poucas chances de ser aprovado ainda este ano, não há outra alternativa senão passar a tesoura em programas sociais.

O relator cita ainda outros motivos para justificar o corte no pagamento do benefício: há fraudes no cadastramento e 72% dos beneficiários trabalham e poderiam eventualmente abrir mão da renda extra. Ele também defende que não sejam incluídas novas famílias no cadastro do programa de transferência de renda.

Nesta quarta, mesmo diante das resistências, Barros disse que não pretende voltar atrás. Ele afirmou que, se o governo quiser, terá de apresentar outra fonte de receita no valor de R$ 10 bilhões para compensar um corte orçamentário no programa. "Eu vou cortar propor o corte dos R$ 10 bilhões do Bolsa Família e, quem for contra, terá de fazer em plenário o destaque para indicar de onde tira, é simples", disse.

O corte proposto pelo deputado corresponde a cerca de 35% do total previsto para o programa em 2016, de R$ 28,8 bilhões.

Fonte: Estadão Conteúdo

Curta nossa página no Facebook



ShareThis