Ceará é o quarto estado que mais mata gays, travestis e transexuais

Dandara dos Santos, 42, foi espancada e morta a
tiros em agressão gravada no Ceará (Foto: Arquivo Pessoal)
No Ceará, 30 pessoas da comunidade LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais - foram assassinadas – em crimes motivados pela homofobia em 2017. Com esse número, o Ceará ocupa o quarto lugar do país nesse tipo de violência, perdendo para os estados de São Paulo (59), seguido de Minas Gerais (43) e Bahia (35). Em todo o país foram 445 assassinatos, o que representa uma morte a cada 19 horas.

As informações fazem parte de levantamento realizado pelo Grupo Gay da Bahia com base em notícias veiculadas pelos meios de comunicação o que possivelmente pode ser um número abaixo da realidade. O monitoramento começou a ser elaborado há 38 anos.

“Tais números alarmantes são apenas a ponta de um iceberg de violência e sangue, pois não havendo estatísticas governamentais sobre crimes de ódio, tais mortes são sempre subnotificadas já que o banco de dados do GGB se baseia em notícias publicadas na mídia, internet e informações pessoais”, comenta Luiz Mott, fundador do Grupo Gay da Bahia.

Dandara
Um dos crimes citados no relatório foi o assassinato da travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, em Fortaleza. O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro, no Bairro Bom Jardim, e ganhou repercussão nas redes sociais após o compartilhamento de um vídeo que mostra a travesti sendo agredida por um grupo no meio da rua.

O vídeo, gravado por uma pessoa que está com o grupo de agressores, mostra parte da violência. A gravação tem 1 minuto e 20 segundos e termina quando os suspeitos colocam a vítima no carrinho de mão, após agressões com chutes, chineladas, pedaços de madeira, e descem a rua.

A mãe de Dandara, Francisca Ferreira, falou do momento de desespero. “Fiquei muito desesperada. Chorando e perguntado para Deus o que tinha acontecido. O que foi que esse menino fez meu Deus? Fiquei assim feito uma maluca sem saber acreditar. Se houve briga ou não”, disse emocionada.

Relatório
De acordo com o levantamento, mata-se mais homossexuais no Brasil do que em 13 países do Oriente Médio e da África, onde há pena de morte para lésbicas, gays, bissexuais e travestis. Os números de 2017 representam um aumento de 30% no número de assassinatos em relação ao ano anterior. Em 2000 foram registrados 130 homicídios; 260 em 2010 e 445 mortes em 2017.

O relatório mostra que, do total de assassinatos registrados no ano passado, 194 eram gays, 191 transexuais, 43 eram lésbicas e cinco eram bissexuais. Na maioria dos casos, as mortes se deram com extrema violência: com armas de fogo, armas brancas, espancamento e asfixia. Há ainda registro de apedrejamento, degolamento e desfiguração do rosto.

O relatório mostra, também, que 56% dos casos ocorreram na rua e 37% dentro da casa da vítima. Os crimes contra essas minorias sexuais geralmente são cometidos no período da noite ou madrugada, em lugares ermos ou no interior da casa da vítima, dificultando a identificação e prisão dos autores.

Dos 445 casos, cinco foram assassinados por familiares. É o caso de Gabryel Magalhães, de 16 anos, de Tianguá, no norte do Ceará. A morte do adolescente foi denunciada por uma parente - Aurelidia Ramos nas redes sociais. “Gabryel morreu apanhando até desmaiar. Meu coração está estraçalhado com tanta barbaridade, agressão física e psicológica”, publicou.

Em relação ao ranking brasileiro, a região Nordeste caiu em 2017 para o terceiro lugar na média de vítimas por milhão de habitantes, com 2,58. Por outro lado, aumentou o índice se comparado com os índices da região no ano anterior, que era de 1,79.

O estudo mostra que o Ceará ocupa a terceira posição no Nordeste, com 3,33 assassinatos por grupo de mil habitantes, atrás apenas de Alagoas (6,81) e Paraíba (3,48).

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Aprenda a transferir créditos de um celular pré-pago para outro

Muitos usuários de celulares pré-pagos desconhecem um serviço que pode ser a salvação em momentos de urgência: a transferência de créditos entre chips. A função consiste em passar um valor determinado do saldo de recarga para outro número, como numa transação bancária, com a facilidade de ser imediata. No Brasil, duas das quatro principais companhias de telefonia móvel – Vivo e Claro – oferecem o serviço. Os procedimentos variam e, por isso, este tutorial do TechTudo ensina o passo a passo que pode facilitar a vida dos clientes de cada uma delas.

Vivo
Na Vivo, para fazer a transferência de créditos entre duas contas, é preciso ser cliente pré-pago ou de plano controle, com ambas as linhas da Vivo e do mesmo estado. Só é permitido transferir saldo de recarga, o que significa que bônus e SMS não são contemplados pelo serviço.

Os valores disponíveis para transação são de R$ 3 (válidos por três dias), R$ 6 (dez dias) e R$ 12 (30 dias). Este último corresponde ao limite diário, sendo que, a cada mês, as transferências não podem passar de R$ 100. O usuário que recebe os créditos é taxado em R$ 0,10 por operação. O procedimento para solicitar a transação é o seguinte:

Passo 1. Do aparelho que doará os créditos, ligue para *7000 + DDD (sem o zero) + número para o qual serão transferidos os créditos + valor a ser transferido (com 2 dígitos). Exemplo: se você quer passar R$ 6 para o número 99999-9999, registrado no Rio de Janeiro, teria que fazer ligação para *70002199999999906;

Passo 2. Aguarde a confirmação de que a operação foi concluída;

Passo 3. Ao encerrar a ligação, as duas linhas envolvidas receberão SMS confirmando a transação.

Claro
O serviço Claro Transferência está habilitado para clientes com mesmo DDD. As condições são as mesmas da Vivo, inclusive a cobrança de R$ 0,10 ao recebedor dos créditos. A diferença fica por conta dos valores, prazos de validade e áreas de abrangência.

A transferência de R$ 8 está disponível em todo Brasil, exceto no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Acre, Rondônia, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Já a de R$ 10 é possível nas localidades que não apresentam a oferta de R$ 8. Em ambas as transações, os créditos têm validade de dez dias. A opção de transferir R$ 13 em créditos, válidos por 30 dias, é oferecida em todo território nacional.

Para fazer a transferência, siga as instruções abaixo:

Passo 1. Do número que possui créditos a serem doados, envie SMS para o *543 com a palavra “Claro”;

Passo 2. Você receberá, instantes depois, uma mensagem de confirmação. Responda-a com o número Claro (cartão ou controle) para o qual deseja transferir os créditos, incluindo o código de área sem o zero (exemplo: 21999999999);

Passo 3. Você receberá uma nova mensagem, tendo que responder com o valor a ser transferido. É preciso digitar apenas os números, sem “R$” (exemplo: 10);

Passo 4. A operadora enviará mensagem para os dois celulares informando a conclusão da operação.

Pronto! Agora você já sabe a solução para aqueles momentos em que precisa fazer uma ligação, mas não tem créditos no celular.

Fonte: Techtudo

Curta nossa página no Facebook

Collor anuncia que é pré-candidato à Presidência da República

O senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) anunciou nesta sexta-feira, 19, que pretende se candidatar novamente à Presidência da República nas eleições gerais deste ano.

“Digo a vocês que esse é um dos momentos mais importantes da minha vida pessoal. Hoje, a minha decisão está tomada: sou, sim, pré-candidato à Presidência da República”, afirmou o senador alagoano, que participou de um evento na cidade de Arapiraca com a prefeita Célia Rocha (PTB).

Apelidado de ‘caçador de marajás’, Collor venceu em 1989 a primeira eleição direta após a redemocratização do País, derrotando vários candidatos, entre eles Leonel Brizola (PDT), Ulysses Guimarães (PMDB) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com quem disputou o segundo turno.

Ele comandou o País entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment, por suspeita de corrupção.

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

Governador Camilo Santana lança programa Hora de Plantar e entrega toneladas de sementes a agricultores familiares

O agricutor Jurandir Nogueira, que é do município de Morada Nova, na região do Jaguaribe, não escondia a felicidade desde cedo, dançando e cantando em meio aos colegas. “Hoje o dia é só de alegria. Normalmente a gente sofre tanto com a falta de chuva, mas receber assim material para a gente cultivar, é de uma felicidade muito grande. O bom que essa animação vai para dentro de casa, para o campo, para as ruas. Estamos muito agradecidos”, disse.

Exercer o trabalho e garantir o próprio sustento, mesmo no período de estiagem, é o desejo de agricultores familiares de todo o Estado, que não esconderam os sorrisos na manhã desta quinta-feira (18) ao receber toneladas de sementes e mudas. O governador Camilo Santana lançou oficialmente, em Morada Nova, a 31ª edição do programa Hora de Plantar, com investimento de mais de R$ 17 milhões, beneficiando cerca de 150 mil trabalhadores em 182 municípios, ficando de fora apenas Fortaleza e Eusébio, que não dispõem de zona rural. Na ocasião, também foram assinados os termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018.

“Tenho um carinho muito grande por esse programa Hora de Plantar, que está completando quase 32 anos. Quem criou foi meu pai, Eudoro Santana. Tive a honra de, 22 anos depois, ser secretário do Desenvolvimento Agrário e dobramos o alcance do programa. Estamos investindo em torno de R$ 18 milhões não só em sementes, mas mudas frutíferas para gerar fonte de renda. Outro programa, o Garantia Safra, antes tínhamos apenas 120 vagas. Hoje, são cerca de 350 mil, é o estado com maior número de vagas do Brasil. Graças a políticas públicas importantes como essas, damos oportunidade para que as pessoas possam superar dificuldades no período de seca. Essas foram conquistas de vocês, homens e mulheres do campo, que lutaram por isso”, disse o governador do Ceará.

Nesta edição do Hora de Plantar, serão entregues 3.030 toneladas de sementes, 6,5 milhões de raquetes de palma forrageira, 400 mil mudas de cajueiro anão precoce, 170 mil mudas de essências florestais nativas, exóticas e nativas e 5 mil m3 de maniva de mandioca. Um dos destaques de 2018 é a distribuição de mudas frutíferas (acerola, cajá, umbu cajá, goiaba e manga). O investimento é do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

As sementes já se encontram nos 11 armazéns regionais, para serem distribuídas aos escritórios locais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematerce). A entrega segue a probabilidade de chuvas e acontece em fevereiro na Ibiapaba, Sertão Central, Sertões de Canindé, Baixo Jaguaribe, Maciço de Baturité, Metropolitana e Norte. A distribuição foi concluída na semana passada na região do Cariri e, nesta semana, serão realizadas as entregas no Centro Sul e sertões dos Inhamuns/Crateús.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, destacou algumas ações da Pasta para a convivência com a seca. “A SDA foi talvez um dos maiores benefícios criados pelo Governo do Ceará nos últimos 10 anos. Camilo foi o primeiro secretário e eu tenho a honra de estar dando continuidade a alguns projetos que ele mesmo criou. Só em janeiro entregamos mais de 16 mil títulos de terra. Estamos fazendo revolução em pequenos projetos produtivos. Estamos fortalecendo informações para a Funceme comprando antenas meteorológicas de alta tecnologia. Isso é visão de futuro! Quero parabenizar a todos vocês pelo programa Hora de Plantar”.

O agricultor Valdir da Silva veio de Russas para receber as sementes e mudas em Morada Nova. O tempo é visível na fisionomia, mas com o espírito renovado pela esperança. “Estou velho, cansado. É dura a vida de depender da chuva para viver e há muito tempo que não chove aqui. Mas hoje estamos recebendo o que precisamos, não de mão beijada, mas para a gente trabalhar. Isso é um reconhecimento do que a gente faz, mostra que o Governo do Ceará preza pelo futuro dos agricultores familiares”.

Estiveram também presentes na solenidade o secretário da Casa Civil, Nelson Martins; o secretário da Fazenda, Mauro Filho; o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Bahlmann; os deputados federais Odorico Monteiro, José Guimarães e José Airton Cirilo; o presidente da Assembleia do Ceará, Zezinho Albuquerque; os deputados estaduais Moisés Braz, Walter Cavalcante, Antônio Granja, Lucilvio Girão, Dra. Silvana, Osmar Baquit e Leonardo Pinheiro; o presidente da Fetraece, Raimundo Martins; o prefeito de Morada Nova, Wanderley Nogueira; entre outras autoridades.

Garantia-Safra
No evento, foram assinados os 180 termos de adesão do Garantia-Safra 2017-2018 com prefeitos de todo Estado. Nesta edição, o Ceará ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, estando 227.051 agricultores inscritos no programa do Governo Federal. O seguro dispõe de R$ 850 para cada agricultor selecionado que tiver comprovada perda de safra igual ou superior a 50%.

Ao final da solenidade, o governador Camilo Santana visitou a residência do agricultor Júlio Lagoa. Ao lado da esposa Ana e do filho Jardel, o agricultor conversou com o chefe do Executivo sobre os avanços e as dificuldades da produção rural da região.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

20 de janeiro

1265 - No Palácio de Westminster, o primeiro parlamento inglês realiza a sua primeira reunião.
1920 - Termina a Conferência de Paz de Paris.
1942 - Acontece a Conferência de Wannsee em Berlim.

Nasceram neste dia…
1554 - D. Sebastião de Portugal (m. 1578).
1930 - Edwin Aldrin, astronauta norte-americano.
1952 - Paul Stanley (foto), guitarrista e vocalista da Banda Kiss.

Morreram neste dia…
1720 - Giovanni Maria Lancisi, médico e cientista italiano (n. 1654).
1936 - Jorge V do Reino Unido (n. 1865).
1964 - Aníbal Machado, escritor e crítico brasileiro (n. 1894).

Fonte: Wikipédia

Crato (CE): Prefeito Zé Ailton promove a primeira mudança de secretariado na sua gestão

Foto: Samuel Pinheiro/Blog Cariri
Em comunicado extensivo à toda imprensa, o Prefeito do Crato Zé Ailton Brasil,  comunica a imprensa e à sociedade cratense que está implementando mudanças no secretariado municipal e em cargos do primeiro escalão.

Luis Carlos Saraiva assume a Coordenação do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável. 

Águeda Duarte, até então titular da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), assume a Secretaria Municipal de Administração. 

No ensejo, o Chefe do Executivo agradece a Venâncio Saraiva pelo trabalho realizado a frente do Conselho, ao passo que reitera o seu empenho em trabalhar pelo desenvolvimento da cidade.

Com informações da Assessoria de Comunicação/PMC

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte (CE): Vagas em home center geram longa fila no Vapt Vupt


Centenas de pessoas procuraram o Vapt Vupt de Juazeiro do Norte, na manhã desta sexta-feira (19). A oferta de vagas em uma empresa que está sendo instalada na cidade gerou, em plena sexta-feira, uma fila bem mais longa que o comum em busca do atendimento do Sine/IDT, que funciona na unidade. A empresa é um grande centro comercial especializado na venda de material de construção. 

A gerente do Sine-IDT em Juazeiro do Norte, Conceição Araújo, acredita que 2018 será um ano melhor para emprego. "2018 dá sinais de boas novas, de reveladoras perspectivas no que refere-se à empregabilidade na Região do Cariri. A equipe do Sine/IDT de Juazeiro hoje disponibiliza no seu banco de vagas, mais de 250 vagas, como por exemplo, vagas operacionais, técnicas e de gestão. São vagas para os setores de comércio e serviços. Todos nós que fazemos o Sine/IDT de Juazeiro, acreditamos num ano de sustentáveis resultados", disse Conceição Araújo, gerente do órgão em Juazeiro do Norte.

No Brasil, cerca de uma em cada dez pessoas está desempregada. Entre jovens, pelo menos, um em cada quatro está desocupado.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Governo Temer quer elevar a idade para idoso pobre se aposentar

O governo Michel Temer planeja elevar a idade mínima para idosos pobres receberem benefício assistencial, caso consiga aprovar a reforma da Previdência neste ano, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pela política.

O secretário-executivo da pasta e ministro em exercício, Alberto Beltrame, disse à reportagem que a ideia é aumentar para 68 anos a idade mínima do BPC (Benefício de Prestação Continuada), que hoje está em 65 anos.

"A idade do BPC, em aprovada a mudança da idade da Previdência, tem que subir um pouco", afirmou. "O que estamos falando aqui é de colocar em torno de 68 anos."

A explicação para a mudança, segundo Beltrame, é que manter a idade do BPC em 65 anos "pode ser desestimulante à contribuição" à Previdência.

Diferente de uma aposentadoria, o BPC é assistencial e não exige contribuição anterior ao INSS.

O benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 954), é pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. Para receber, é necessário que a renda familiar por pessoa seja inferior, hoje, a R$ 238,50.

Da forma como está hoje, a reforma acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição e estabelece idade mínima de 65 (homem) e 62 (mulher) na área urbana.

Na versão original, o texto trazia grandes alterações no BPC: aumentava a idade mínima para 70 anos, no caso dos idosos, e desvinculava o benefício do salário mínimo.

Alterado pelo Congresso, o texto aprovado em comissão especial estabelecia a idade de 68 anos para o BPC.

A versão mais recente, contudo, tirou essas mudanças no benefício assistencial -ou seja, valem os atuais 65 anos.

O movimento de retirar alterações no BPC e na aposentadoria rural foi feito em acordo do governo com o relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA), para fortalecer o discurso de que a reforma acaba com privilégios.

O próprio Temer destacou a decisão em discurso em dezembro: "Hoje, quando se pergunta: 'Por que você não vota na Previdência? É porque prejudica os trabalhadores rurais?', Não, porque foram excluídos. 'É porque prejudica os idosos pobres que chegam aos 65 e, se não têm contribuição, podem receber um salário mínimo?' Também não, porque foram excluídos."

Suave
Beltrame afirmou que, se houver alteração na idade do benefício assistencial, o aumento será gradual.

"A ideia é ir aumentando gradativamente a idade. Suavemente", disse.

A idade, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, subiria um ano a cada dois anos. Nesse cenário, a mudança de 65 para 68 anos levaria seis anos.

Beltrame disse que as pessoas que já recebem o benefício não seriam afetadas.

A mudança na idade mínima do BPC pode ser feita por meio de uma alteração na lei, sem necessidade de mexer na Constituição.

Caso a reforma da Previdência passe em fevereiro, Beltrame disse que a ideia é que a proposta de alteração no BPC saia ainda neste ano.

"Se aprovada a outra [65 na Previdência], achamos que isso [68 anos no BPC] é adequado, é uma coisa que tem lógica e tem razoabilidade. Agora, se não mudar a idade da Previdência, não mudará também a do BPC."  

Fonte: Notícias ao Minuto (Com informações da Folhapress)

Curta nossa página no Facebook

Sete alimentos que atuam na prevenção do câncer

Para muitas pessoas, ter ou não um câncer é uma questão de destino. Será? Um estudo publicado na edição de dezembro de 2011 do British Journal of Cancer apontou que 45% dos casos de câncer em homens e 40% dos casos de câncer em mulheres poderiam ser evitados com a adoção de hábitos de vida saudáveis. Dentre esses hábitos, um que se destaca é a alimentação. De acordo com a nutricionista Priscila Cheung, do Centro Paulista de Oncologia (CPO), uma dieta equilibrada previne não só o desenvolvimento de um câncer, mas de outras inúmeras enfermidades. "Alguns alimentos, entretanto, apresentam destaque quando o assunto é combater a multiplicação de células doentes", afirma. Confira quais são eles:

Brócolis
Um estudo publicado na revista Molecular Nutrition & Food Research já comprovou a atuação dos brócolis na prevenção do câncer. "Graças a diversos compostos, como o fitoquímico sulforafano, eles têm a capacidade de destruir células cancerígenas e deixar as demais intactas", explica a nutróloga Tarama Mazaracki, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Na pesquisa, homens com câncer de próstata que consumiram o vegetal apresentaram inibição de determinada enzima que também é alvo de medicamentos para tratamento da doença. Resultados similares também puderam ser vistos em mulheres com câncer de mama, em estudo divulgado na reunião anual da American Association for Cancer Research.

Chá verde
Queridinho de quem está de dieta, o chá verde não ganha destaque somente por acelerar o metabolismo e evitar a formação de coágulos nas artérias. "A bebida também é rica em antioxidantes, que atuam na prevenção do câncer", explica o nutrólogo Roberto Navarro, da ABRAN. Isso é o que mostra um estudo divulgado pela Cancer Prevention Research que acompanhou a progressão do câncer de próstata em homens que passaram a tomar cápsulas de uma substância encontrada no chá. Outra pesquisa, da Chun Shan Medical University, em Taiwan, ainda destacou importante atuação do chá verde contra o câncer de pulmão. Segundo ela, uma única xícara por dia reduz em 13 vezes o risco de fumantes desenvolverem a doença.

Alho e cebola
"Alho e cebola pertencem a um mesmo gênero de alimentos que são fonte de determinado fitoquímico envolvido na capacidade de excreção de compostos carcinogênicos", aponta a nutricionista Priscila. Em outras palavras, esses alimentos auxiliam na eliminação de toxinas que favorecem o desenvolvimento de doenças degenerativas, como o câncer. Um estudo publicado no International Journal of Cancer aponta para redução do risco de câncer de intestino, enquanto que uma pesquisa divulgada pelo Epidemiology Biomarkers & Prevention relacionou o consumo dos alimentos a menor probabilidade de câncer de pâncreas.

Tomate
Muitas pessoas associam o tomate à prevenção do câncer de próstata. Não é à toa: o alimento é fonte de licopeno, carotenoide que confere alto grau de proteção contra a oxidação celular, explica a nutricionista Priscila. Segundo ela, é preferível comer o tomate após o aquecimento e acompanhado de uma gordura, como o azeite, para facilitar a absorção da substância pelo organismo. Molho de tomate, portanto, é a melhor escolha para obter o nutriente. Tais benefícios foram comprovados por inúmeros estudos. Entre eles, um publicado no British Journal of Nutrition e conduzido por especialistas da University of Portsmouth, no Reino Unido.

Cenoura
"A cenoura contém uma substância chamada carotenoide, atuante no combate a radicais livres que, quando em excesso, levam a mutações celulares capazes de originar um câncer", explica o nutrólogo Roberto. Tal ação se mostra eficaz principalmente na prevenção do câncer de mama, como mostra um estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute que acompanhou mais de 6 mil mulheres. Acerola, abóbora e manga são outras boas fontes desse nutriente.

Uva
Fonte de polifenois, a casca e a semente da uva são outros bons aliados no combate aos efeitos dos radicais livres, aponta a nutróloga Tamara. Para prevenção do câncer, entretanto, não é recomendado obter o nutriente bebendo vinho, pois o álcool pode anular os efeitos anticancerígenos do alimento. Um estudo publicado no Cancer Prevention Research descobriu que o resveratrol aumenta a produção de uma enzima que destrói compostos orgânicos de estrogênio perigosos. Como esse tipo de câncer é hormono-dependente, o controle dos níveis de estrogênio é fundamental para impedir sua evolução.

Frutas vermelhas
Frutas vermelhas, como a framboesa e a amora, são ricas em antocianinas, fitonutrientes que retardam o crescimento de células pré-malignas e evitam a formação de novos vasos sanguíneos que poderiam estimular o crescimento de um tumor. Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry mostrou que o consumo desses alimentos reduzir o risco de desenvolver câncer de boca, câncer de mama, câncer de cólon e câncer de próstata.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook

Juazeiro do Norte (CE): Aeroporto tem aumento de 1,34% em passageiros, em 2017

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) divulgou, nesta quarta-feira (17), que movimentação de passageiros no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, subiu de 534,7 mil, em 2016, para 541,89 mil, ano passado. Isso mostra um aumento de 1,34% nos embarques e desembarques. Além disso, no porão das aeronaves, foi movimentada 1,6 tonelada de cargas em 2017, um crescimento de 62% em relação à registrada em 2016, de 994,3 kg.

Os números indicam um aumento na taxa de ocupação dos aviões, já que a média diária de movimentação de aeronaves comerciais caiu de 22, em 2016, para 16, no ano passado. Para o superintendente do terminal, Rodrigo Siebra, isso demonstra o potencial da região do Cariri. “Aqui tem polo de educação bem forte e de negócios. Empresários vêm e vão. Além, claro, do turismo religioso”, acredita.

O equipamento apresenta este crescimento pelo quarto ano seguido, “mesmo com o cenário econômico um pouco adverso. A gente não foi tão impactado”, pontua Rodrigo Siebra. A expectativa é que, em 2018, os números sejam ainda melhores, porque deve haver a troca de aviões por algumas empresas, ofertando um número maior de assentos. Por outro lado, a quantidade de voos diários não deve aumentar como neste mês de janeiro, que opera com quatro movimentações a mais, graças ao período de férias.

Com 63 anos, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes tem capacidade para atender 800 mil passageiros por ano e conta com voos diretos para Petrolina e Recife (PE), Fortaleza (CE), Campinas e Guarulhos (SP) e Brasília (DF). Três companhias operam no aeroporto: Azul, Gol e Avianca. Pela localização centralizada de Juazeiro do Norte, quase equidistante para seis capitais, o terminal recebe, também, passageiros do interior de Pernambuco, Paraíba e Piauí.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

O que você precisa saber sobre a febre amarela

A febre amarela é uma doença endêmica na região Norte do País, principalmente no Amazonas, com sua monumental floresta. Isto é, a doença ocorre com muita frequência naquela área, independentemente do número de pessoas atingidas. Mas, desde 2016, o Brasil enfrenta um grande surto da doença, atingindo os estados da região Sudeste: Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. O surto, que se caracteriza pelo aumento repentino do número de casos, preocupa muito as autoridades sanitárias, mas a boa notícia é que existe vacina contra a doença e, até o momento, os casos notificados estão concentrados nas áreas rurais, ainda longe dos aglomerados urbanos.

Transmissão
Transmitida ao homem somente pela picada de mosquitos infectados (não é contagiosa), as pessoas contaminadas pelo vírus apresentam febre baixa, dores musculares em todo o corpo, principalmente nas costas, dor de cabeça e nas articulações, náuseas, vômitos e fraqueza. Em média, o tempo de incubação da doença, período que antecede a aparição dos sintomas, oscila entre 3 e 6 dias, podendo chegar até 10 dias.

Especialistas alertam que a maioria das pessoas infectadas melhora após os sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% desenvolvem uma forma mais grave da doença. Nesses casos, o paciente pode apresentar quadro de febre alta, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos), hemorragia (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina) e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos.

Cuidados especiais
Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento é apenas sintomático, com cuidadosa assistência ao paciente. O importante é controlar os sintomas e prevenir as complicações. É recomendado fazer repouso, ingestão abundante de água e boa alimentação.

Nas formas graves da doença, o ministério orienta que o paciente deve ser atendido em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para reduzir as complicações e o risco de óbito. Medicamentos como AAS (Aspirina) devem ser evitados, já que o uso pode favorecer o aparecimento de manifestações hemorrágicas.

Proteção por toda a vida
A principal forma de prevenção da febre amarela é por meio da vacinação. Indicada a partir dos 9 meses de idade, é aplicada em uma única dose, que protege por toda a vida. Este ano, diante do repentino aparecimento de casos na região Sudeste, o Ministério da Saúde, a fim de ampliar o suprimento de vacinas e proteger o maior número possível de pessoas, decidiu pelo uso de doses fracionadas, conforme orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS) em casos de surtos.

A população deve procurar as unidades básicas de saúde perto de sua residência para se vacinar. Casos de contraindicação serão esclarecidos no local. A partir de fevereiro, o Ministério da Saúde promoverá campanhas pontuais, como as realizadas contra a poliomielite

Viagens internacionais
Apenas as pessoas com viagens internacionais marcadas receberão a dose padrão, exigência do Regulamento Sanitário Internacional. Portanto, deverá ser apresentado no ato da vacinação, comprovante de viagem (boleto de passagem área ou hotel, convite para participação em eventos internacionais, entre outros) para países que exijam o certificado de vacinação para entrada no país.

Fonte: Seleções

Curta nossa página no Facebook

TRE alerta para o encerramento da biometria em Aurora

Apesar de considerar o trabalho avançado, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) alerta que, no próximo dia 31 de janeiro, encerrarão as revisões biométricas naquele Município. A população deverá procurar o cartório eleitoral, que fica na Rua Coronel José Leite, S/N, no bairro Araçá, e evitar o cancelamento de seu título. O agendamento também pode ser feito através do site. Dos 21.143 eleitores aurorenses, 17 mil (80,4%) já se recadastraram.

De acordo com o cronograma estabelecido pelo TRE-CE, nas Eleições de 2018, 129 dos 184 municípios cearenses terão 100% dos seus eleitores revisados com biometria. A meta é recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado até 9 de maio de 2018 e atingir 100% em 2020.

Para o ciclo 2017-2018, 67 municípios passarão pelo processo de revisão biométrica. Deste total, 55 municípios já encerraram os trabalhos de revisão com biometria em 2017, restando ainda os 12 municípios que finalizarão os trabalhos em 2018. Além de Aurora, Icó e Jaguaribe encerra no dia 31 de janeiro. Enquanto Cedro, Aracoiaba, Mauriti, Lavras da Mangabeira, Paracuru, Pedra Branca, Madalena, Boa Viagem e Caucaia concluirão o recadastramento biométrico no dia 28 de fevereiro.

Impedimentos
Nos municípios onde a biometria é obrigatória para as eleições de 2018, quem não fizer o recadastramento terá o título cancelado. E são muitos os prejuízos para os eleitores em débito com a Justiça Eleitoral. Além de não poder votar nas próximas eleições, ficam impedidos de requerer passaporte ou carteira de identidade; receber salário e benefícios sociais de entidades públicas ou assistidas pelo governo; fazer parte de concorrência pública ou administrativa em qualquer instituição da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal.

Além disso, não poderão solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo; inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos; renovar matrícula em qualquer instituição de ensino pública ou fiscalizada pelo governo; requerer qualquer documento que necessite da quitação eleitoral.

Documentação
Os eleitores precisam dos seguintes documentos para tirar o título e realizar a coleta dos dados biométricos: RG ou qualquer outro documento oficial com foto; comprovante de residência; alistamento militar para os homens que forem fazer o título pela primeira vez.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Ceará recebe R$ 40 milhões para construção de novas escolas em tempo integral

O Ceará vai receber um investimento de quase R$ 40 milhões para a criação de novas escolas em tempo integral. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (17) pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, em cerimônia com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

O total distribuído pelo Governo Federal entre os estados foi de R$ 406 milhões, o que significa que o Ceará vai receber quase 10% de toda a verba para o investimento na educação em tempo integral. Conforme o Governo do Ceará, o tamanho do investimento se dá pelos resultados positivos alcançados pela unidade federativa na educação.

Pelo segundo ano consecutivo, o Ceará foi destaque no número de escolas com este modelo implantadas, e por isso será o estado que mais vai receber novas instituições de ensino. O Ceará conta, atualmente, com 117 escolas profissionalizantes de tempo integral. O objetivo é que em 2018 esse número suba para 228 instituições educacionais do tipo.

O governador Camilo Santana esteve presente na cerimônia e discursou, representando os 27 gestores dos estados brasileiros. Ele afirmou que em 2018 pretende que cerca da metade das escolas públicas estaduais do Ceará sejam em tempo integral.

"A proposta da escola em tempo integral é garantir proteção a essa juventude do país, mantê-la em aprendizado, com oportunidades e longe do crime. O Ceará foi o que alcançou o maior número de implantação de escolas em tempo integral. Esse ano são mais de 40 escolas a serem implantadas. Vamos passar para quase 33% da rede de Ensino Médio do Estado em escolas em tempo integral.", disse Camilo Santana.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, ressaltou os resultados obtidos pelo Ceará nos investimentos da área. "É belíssimo o trabalho feito no Ceará e devemos replicar em todo o Brasil. Onde estiver o bom exemplo para Educação precisamos exaltar, destacar e dizer o quanto é importante esse pacto por mais escolas em tempo integral", colocou.

No total, o Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral pretende aumentar, em todo o Brasil, de 516 escolas financiadas pelo Ministério da Educação em 2017, para 967 em 2018. Serão 500 mil matrículas em instituições de ensino do tipo em todo o país.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

Lula diz que não será mais Lulinha Paz e Amor: "dei amor, só tomei porrada"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou nesta quinta-feira (18) de um ato com artistas e intelectuais na Casa de Portugal, no bairro da Liberdade, em São Paulo. No evento, o petista disse estar "mais maduro" e avisou que não será mais o "Lulinha paz e amor", apelido que ganhou em 2002 quando teve sua imagem suavizada na campanha eleitoral da qual saiu vencedora.

"A minha tranquilidade é infernizar a vida deles", disse o ex-presidente, sem dizer a quem estaria se referindo. "O Lula tá mais consciente, tá mais maduro, e vai fazer as coisas que ele não conseguiu fazer", afirmou, citando a si mesmo em terceira pessoa. "Eu não posso ser mais radical. Mas eu também não posso mais ser o Lulinha Paz e Amor. Eu dei amor pra cacete e só tomei porrada. Eu quero é provar pra eles que não tem jeito de consertar esse país se o povo pobre não estiver incluído na economia desse país".

Entre os presentes estavam a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do PT, o ex-ministro Celso Amorim (PT-RJ), o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro Fernando Haddad, e juristas como Fábio Konder Comparato.

Participaram ainda o ator Aílton Graça, o grupo As Bahias e Cozinha Mineira, o guitarrista Edgard Scandurra (Ira), os cantores Ana Canas, Leci Brandão e Odair José, o escritor Raduan Nassar, a cineasta Laís Bodansky, o rapper Thaíde e o comediante Gustavo Mendes, entre outros artistas.

 É o segundo encontro de Lula com intelectuais e militantes de esquerda nesta semana. Na terça-feira (16), ele participou de ato semelhante no Rio de Janeiro. Hoje pode ter sido ainda o último evento público do ex-presidente antes de seu julgamento em segunda instância no dia 24 de janeiro, no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), pelo caso do tríplex no Guarujá (SP). Sua presença em Porto Alegre, no dia da sessão no tribunal ou mesmo nos dias que a antecedem, é incerta. Ele deve participar de um ato em sua defesa em São Paulo, logo após o fim do julgamento.

"Eu duvido que os juízes que já me julgaram e os que ainda vão me julgar estejam com a tranquilidade que eu estou. Com a tranquilidade dos justos. A tranquilidade dos inocentes", afirmou Lula, mais uma vez reiterando sua inocência. "A única garantia que eu dou para vocês é que eu sou inocente (...). Eu jamais colocaria vocês numa luta dessa se eu estivesse escondendo alguma coisa de vocês".

Dirigindo-se à presidente do partido, Lula pediu mais uma vez para ser o candidato à Presidência da República pelo PT, nas eleições de 2018, "aconteça o que acontecer". "Mesmo se acontecer a condenação, vocês vão ver que a minha tranquilidade vai continuar, e eu vou andar por esse país (...). Eu, companheira Gleisi, quero te comunicar que eu quero ser indicado pelo PT para ser o candidato a presidente", disse.

O julgamento do dia 24 será crucial para o futuro de Lula. Se condenado, o ex-presidente --que lidera as pesquisas de intenção de voto-- pode ficar inelegível e até mesmo ter sua prisão ordenada.

Na primeira instância, o juiz Sergio Moro condenou Lula a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Sua defesa afirma que não há provas dos crimes e que evidências de sua inocência foram ignoradas.

"Oligarquia com medo"
O jurista Fábio Konder Comparato afirmou que Lula está sendo processado, na sua opinião, porque "a oligarquia está com medo".

Para o coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), Guilherme Boulos, o ex-presidente tem sido alvo de perseguição no Judiciário.

"[Os juízes] estão fazendo política de forma escancarada decidindo quem pode e quem não pode disputar eleições", disse o líder, para quem uma ditadura não veste só "farda, mas pode vestir toga também".

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Estado intensifica fiscalização do uso da água no Ceará

Nas reuniões de alocação de água dos Comitês de Bacias Hidrográficas há denúncias sobre desvio de água liberada nos leitos dos rios por produtores rurais. Mediante o quadro de longa estiagem e escassez do recurso hídrico enfrentado pelo Ceará, o governo intensificou o combate às irregularidades e em 2017 o número de ações fiscalizadoras aumentou 27,5% em relação a 2016.

Os dados são da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A região do Jaguaribe, onde está localizado o Açude Castanhão, foi uma das áreas onde a presença dos fiscais foi mais intensa. Em comparação ao número de ações realizadas em 2016, o vale jaguaribano recebeu cerca de 300 contra 260 realizadas anteriormente.

A coordenadora do núcleo de fiscalização da Cogerh, Nice Cavalcante, explicou que o baixo nível dos reservatórios foi um dos motivos para ampliar a fiscalização no uso da água. "Diante do quadro de seca severa, nós tivemos que ser enérgicos, pois o uso prioritário é para o abastecimento humano", pontuou. "Ali na região do Jaguaribe ainda há muitas comunidades que utilizam a água direto do rio".

Ações
Ao todo, 818 ações de fiscalização foram realizadas no ano passado em todo o Estado. Em 2016, esse número chegou a 641. Só na região jaguaribana, foram lacrados 96 equipamentos irregulares, como bombas e outras estruturas. Além disso, 67 relatórios de vistoria, instrumento de controle dos recursos hídricos, foram emitidos pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

O trabalho de fiscalização é realizado em conjunto pela Cogerh, Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) e Batalhão de Polícia Ambiental (BPMA). Ele é norteado pelas premissas definidas nos Comitês de Bacia Hidrográfica do Estado. "Se detectarmos alguém utilizando a água para irrigação, quando esse uso tiver sido vetado pelo Comitê, por exemplo, nós autuamos o infrator. A água é um bem público e aquilo definido pelo Comitê deve ser cumprido", complementou Nice.

Educação
Segundo a Cogerh, a equipe de fiscalização atua de forma educativa, transmitindo informações aos comitês e promovendo campanhas de fiscalização em todo o Estado. "Durante o trabalho de campo, os agentes fiscalizadores também trabalham no sentido de educar. A Lei de Recursos Hídricos permite essa flexibilidade", pontuou Nice Cavalcante. A fiscalização é realizada com base na Lei Estadual de Recursos Hídricos.

O integrante do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe, Paulo Landim, é um dos que reclamam do uso irregular de água ao longo do leito do Rio Jaguaribe por produtores rurais, criadores de camarão.

"Muitas vezes, a liberação de água não atende à demanda do médio e baixo Jaguaribe porque há desvio", disse Landim. "Esperamos que as ações de fiscalização sejam intensificadas ainda mais", reforçou Landim.

O Açude Orós, localizado no Alto Jaguaribe, acumula atualmente apenas 5,8% e quem está em seu entorno luta para que não se retire toda a água.

"A Cogerh sempre alega que é preciso liberar cada vez mais para atender à demanda do médio e baixo Jaguaribe, mas sabemos que há desvio e, por isso, a água não chega ao ponto programado", reforçou Landim.

HONÓRIO BARBOSA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

309 mil tiram zero na redação do Enem e só 53 participantes obtêm nota máxima

As notas individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram divulgadas nesta manhã de quarta-feira, 18. Ao mesmo tempo, o Ministério da Educação (MEC) lançou dados dos participantes de todo o Brasil. Foram 309.157 mil notas zero e apenas 53 notas máximas na redação. No ano anterior, a quantidade de anulações foi bem menor, de 84.236. De acordo com Mendonça Filho, ministro da Educação, a edição de 2017 do Enem foi a mais bem-sucedida da história.

O principal motivo para a anulação da redação dos alunos foi a fuga do tema. Neste ano, os participantes escreveram sobre educação de surdos. Maria Inês Fini, presidente Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), afirma que em comparação com 2016, o número de candidatos que fugiu do tema da redação cresceu 5%. Entretanto, ela considera uma variação normal, pois são “grupos diferentes de estudantes”. As notas máximas também diminuíram, em 2016 foram 77 estudantes com nota mil. 

Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado, ferir os direitos humanos no texto da prova não acarreta nota zero. Apesar disso, a falha ainda configura perda de pontos aos participantes. Nesta edição, 205 pessoas desrespeitaram os direitos humanos. Para recorrer, os alunos deverão esperar os “espelhos das redações”, que serão divulgados no dia 19 de março.

Fonte: O Povo

Curta nossa página no Facebook

Diocese do Crato divulga imagens de livro onde está o registro de nascimento de Padre Cícero

O padre Francisco Roserlândio de Souza divulgou nesta semana imagens do livro onde está o registro de nascimento de Padre Cícero. Souza é diretor do Departamento Histórico Diocesano Padre Gomes, da Diocese do Crato, e organiza o processo de digitalização de importantes documentos sobre o santo popular pertencentes ao acervo. O acesso ao livro, considerado secreto, é restrito.

O registros de nascimento de Cícero Romão Batista foi escrito em letra cursiva por um padre no século XIX. O numeral 'vinte e três', data de aniversário do sacerdote, é legível, embora exija um pouco de esforço para vizualizá-lo.

O padre afirma que esse registro, especificamente, já tinha sido digitalizado por meio de uma parceria entre a Diocese do Crato e a Sociedade Genealógica de Utah, ligada à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Foi nesse material digitalizado pela instituição mórmon e acessível na internet no endereço www.familysearch.org que os pesquisadores Daniel Walker e Renato Casimiro identificaram a data correta de nascimento do Padre Cícero.

A informação sanou uma dúvida de mais de um século. Livros já haviam mencionado que o sacerdote poderia ter nascido um dia antes, mas preferiria celebrar em 24 de março pela proximidade com a data de Anunciação do Senhor, quando os cristãos celebram o dia em o Anjo Gabriel apareceu à Maria e anunciou a gravidez de Jesus.

O 24 de março, então data de aniversário do sacerdote, é até feriado municipal em Juazeiro do Norte, cidade que ele fundou e foi o primeiro prefeito. A prefeitura ainda não decidiu se muda o dia ou não.

O registro de nascimento de Maria, uma das duas irmãs de Cícero, também está no livro. Maria nasceu em 24 de agosto de 1842. A outra irmã se chamava Angélica. Ambas, mais velhas que Cícero.

O pesquisador Daniel Walker explica que, à época, no Brasil imperial, todo registro de casamento, nascimento e morte era feito pela Igreja Católica.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook

19 de janeiro

1817 – Um exército comandado pelo General José de San Martín parte da Argentina e atravessa os Andes para libertar o Chile e depois o Peru do domínio espanhol.
1880 – O Congresso espanhol vota a abolição da escravatura em Cuba.
1983 – O criminoso de guerra nazista Klaus Barbie é preso na Bolívia.

Nasceram neste dia…
1798 – Auguste Comte, filósofo francês (m. 1857).
1931 – Ítalo Rossi, ator brasileiro (m. 2011)
1942 – Nara Leão (foto), cantora brasileira (m. 1989).

Morreram neste dia…
1958 – Cândido Rondon, sertanista brasileiro (n. 1865).
1982 – Elis Regina, cantora popular brasileira (n. 1945)
2007 – Fiama Hasse Pais Brandão, poetisa portuguesa (n. 1938).

Fonte: Wikipédia

Dicas para economizar a bateria do seu smartphone

A cada dia que passa, os celulares assumem mais e mais funções em nosso cotidiano. Telefonamos, enviamos e-mails, assistimos a vídeos, fazemos videoconferências, vemos fotos, acessamos a internet, enviamos mensagens e utilizamos diversos aplicativos - e com isso haja bateria! Quem nunca precisou fazer algo importante com o celular e percebeu que a bateria estava prestes a acabar? Para evitar situações assim, elaboramos este tutorial para auxiliá-lo a economizar a energia do seu smartphone ou tablet e assim não precisar passar por sufoco - ou pelo incômodo de ter que carregar o celular toda hora.

Diminua o nível do brilho da tela
O brilho da tela parece ser um item inofensivo, mas é o maior consumidor de energia de seu smartphone. Sempre que possível, reduza-o. Em ambientes fechados com boa iluminação, o nível do brilho pode ficar bem baixo; reduza-o sempre que possível e perceba a redução significativa do consumo de bateria do aparelho.

Desligue conexões de rede, Bluetooth, 3G e afins
As conexões consomem bastante energia, por isso fique atento sempre que não estiver utilizando esses recursos. Às vezes compartilhamos a internet do smartphone com outros dispositivos móveis, mas esquecemos de desabilitá-la depois do uso, isso faz com que a bateria se esvaia rapidamente. Isso também vale para conexões wi-fi, 3G Bluetooth, GPS e similares - é simples: se você não vai usar, não precisa estar ativado.

Não utilize papel de parede animado
Se você tem um celular com sistema operacional Android, com certeza já deve ter visto um papel de parede animado, também conhecido como papel de parede dinâmico. São realmente muito bonitos e produzem diversos efeitos interessantes no aparelho, mas infelizmente consomem muita energia. Para poupar a bateria do seu celular, substitua-os por wallpapers estáticos.

Utilize aplicativos para gerenciamento de bateria
Existem diversas opções de aplicativos e recursos para gerenciamento de bateria nos smartphones. Entre os apps mais usados do gênero podemos citar Juice Defender, Energizer, Battery Doctor, Battery Defender, ShutApp e GreenPower. O que estes e outros programas similares fazem é facilitar o gerenciamento de aplicativos e funções do seu celular ou tablet. Através deles, é mais fácil fechar programas, desabilitar conexões e alterar padrões de funcionamento que influenciam no consumo.

Mantenha a sincronização automática de notificações desativada
Atualmente é muito raro usuários de smartphone não terem acesso a pelo menos uma rede social, e a função de sincronização automática de mensagens e notificações foi pensada para que os usuários fiquem sempre atualizados, em tempo real, de interações e alertas dessas redes sem ter que abrir os aplicativos. O problema é que essa função é uma das principais vilãs no quesito consumo de bateria. Desativando ela, você poupa muita energia e prolonga a duração da bateria do seu celular - desligando a sincronização automática, você deve verificar seu e-mail e suas redes sociais abrindo os aplicativos em questão para ver se há novidades e mensagens.

Elimine os aplicativos inativos
Não esqueça de desinstalar aplicativos que você deixou de usar ou que ficam obsoletos por algum motivo. Muitas vezes mantemos muitos apps com funções similares entre si, que ocupam espaço e consomem baterias quando ativos (dependendo do aplicativo, pode ser que ele fique ativo em segundo plano no sistema e você nem perceba).

Seja precavido
Se você não tem condições de andar com o carregador do celular em sua bolsa, carregue consigo pelo menos um cabo USB, pois quando conectado a um computador ele poderá carregar o seu aparelho. Vale ressaltar que nesse caso o carregamento será mais lento do que quando feito pelo carregador original, mas já quebra um galho - e quando for utilizar cabos USB para carregar o aparelho pelo computador, priorize portas com USB 3.0, já que elas são bem mais rápidas do que as 2.0.

Por fim, você pode comprar um carregador adaptado ao acendedor de cigarros do carro. Assim você pode dar uma carga extra no seu aparelho enquanto vai de um lugar a outro.

Fonte: Zigg/UOL

Curta nossa página no Facebook

Resultado do Enem é antecipado e já pode ser consultado pelo candidato

Os candidatos que fizeram a prova do Enem em 2017 já podem consultar os resultados individuais na Página do Participante. A divulgação foi antecipada para esta quinta-feira (18), um dia antes do previsto no calendário inicial.

Para fazer a consulta, o estudante deverá informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição. Aqueles que prestaram o exame como treineiro, no entanto, terão o resultado liberado após 60 dias do prazo regular, assim como os espelhos de correção das redações.

Com a nota do Enem, os candidatos poderão se inscrever no Sisu entre 29 de janeiro e 1º de fevereiro. O sistema seleciona, a partir da nota do Enem, candidatos para instituições de ensino superior. No ano passado, foram ofertadas 238.397 em 131 instituições no primeiro semestre.

O resultado do Enem também pode ser usado para conseguir bolsas de estudo em instituições privadas, pelo ProUni (Programa Universidade para Todos, e para obter financiamento pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Segundo anúncio do ministro da Educação, Mendonça Filho, 309.157 candidatos tiraram nota zero na redação e apenas 53 alunos atingiram a nota máxima de 1.000 pontos. Porém, houve aumento na média da nota da redação com relação a edição de 2016, passando de 541,9 para 558.

No Enem de 2016, só um em cada dez colégios com as maiores médias por escolas eram públicos - quase todos federais, técnicos ou de aplicação.

Fonte: Folhapress

Curta nossa página no Facebook

Como uma mentira ganha asas na internet

Para muitas pessoas, não há diferença entre um meme de origem duvidosa, uma denúncia anônima no WhatsApp e um esforço hercúleo de reportagem. Quando um conteúdo vai ao encontro do que elas acreditam, não se importam se é mentira ou não. Abraçam o argumento e compartilham-no.

Uma parte desse conteúdo serve como munição para uma guerra suja virtual por corações e mentes –você pode não ver, mas ela está aí e, por vezes, já é mais forte que o jornalismo de qualidade. Monstro que foi estupidamente alimentado por PSDB e PT durante as últimas eleições presidenciais, mas que está presente em todo o mundo.

O jornal "Edição do Brasil", de Minas Gerais, estampou em sua manchete do dia 30 de janeiro uma declaração atribuída a mim, mas que nunca dei –a de que aposentados são inúteis.

Nas páginas internas, uma entrevista, que também nunca concedi, trazia barbaridades contra os idosos. Ao que tudo indica, alguém pegou o conteúdo de meu blog no UOL, inverteu o sentido e o transformou em entrevista.

Isso desencadeou um show de horrores. Aposentados desejaram-me dor e sofrimento. Redes de ódio na internet apropriaram-se do material e afirmaram que eu havia sido pago para declarar aquilo. Ameaças de morte e agressão foram veiculadas, dizendo que eu deveria "ser caçado e morto por faca" ou que balas deveriam ser disparadas em minha testa.

Mesmo após o próprio jornal reconhecer e informar que a suposta entrevista nunca existira, o linchamento manteve-se. A essa altura, o conteúdo original não mais importava, nem o desmentido. Era apenas raiva, que fluía.

Estou tomando medidas judiciais cabíveis, o que inclui as páginas que incitaram o ódio, e o Ministério Público Federal foi informado. Todavia, esses casos têm cauda longa, duram anos, arrastando-se pela internet e sobrevivendo por meio de incautos que, no limite, resolvem fazer justiça com as próprias mãos.

Sei disso por experiência própria, pois esta não é a primeira onda de difamação que enfrento.

Vi muita gente que cotidianamente discorda de meu ponto de vista sair em minha defesa, alertando para o perigo de utilizar informação falsa nas disputas de ideias. Um exemplo de que não importa a nossa matriz de interpretação do mundo, precisamos respeitar limites éticos, sob o risco de perdermos todos.

Talvez seja este um dos maiores desafios que teremos nos próximos anos: fomentar o sentimento de responsabilidade em um mundo no qual todos possuem acesso a ferramentas de comunicação em massa, mas nunca refletem se o conteúdo que curtem e compartilham foi coletado e produzido com um mínimo de cuidado.

Se o debate público fosse mais qualificado, quem usa material falso como subsídio de argumentação nem seria ouvido. Contudo, hoje esse tipo de conteúdo faz sucesso.

Portanto, quem não gosta de manter-se informado para poder filtrar conteúdo e acha que senso crítico é uma bobagem, mas adora repassar tudo o que vê pela frente, deveria dedicar-se apenas a gifs com gatos, por favor. A divulgação de uma informação errada causa um impacto negativo que nunca poderá ser corrigido.

Por: Leonardo Sakamoto, pesquisador visitante da New School for Social Research, conselheiro da ONU para trabalho escravo e blogueiro do UOL.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Um dos maiores cineastas do mundo assina petição para que Lula possa disputar eleição

Uma petição defendendo a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva às eleições presidenciais no Brasil recebeu mais de 170.000 assinaturas, inclusive a de Oliver Stone e de quatro ex-presidentes sul-americanos, à medida que se aproxima o julgamento que pode impedi-lo de se candidatar.

A petição intitulada "Uma eleição sem Lula seria fraudulenta" foi assassinada pela argentina Cristina Kirchner, o uruguaio José Mujica, o equatoriano Rafael Correa e o colombiano Ernesto Samper.

Liderando as intenções de voto para as eleições de outubro, Lula foi condenado a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção, mas será julgado em apelação no dia 24 de janeiro.

"A tentativa de fixar para 24 de janeiro, em tempo recorde, a data do julgamento em apelação de Lula não é legal. Trata-se de um puro ato de perseguição política do líder mais popular do país", denuncia a petição, traduzida para sete idiomas.

Além do cineasta americano Oliver Stone, outras personalidades assinaram o texto, como o ator Wagner Moura e o psicanalista francês Michel Plon.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Gasolina tem 3ª alta e ultrapassa 5 reais

A Petrobras anunciou mais um aumento no preço da gasolina. O reajuste, de 1,4% nas refinarias, passa a valer a partir de hoje. O diesel também foi reajustado em 0,7%. A nova política e revisão de preços da estatal tem alterado quase que diariamente o preço dos combustíveis, elevando os valores Brasil afora. No ano, o País já soma três altas (acumulado de 3,53%) e quatro reduções (acumulado de - 4,14%) nos preços, o que representa diferença de -0,74% em relação ao valor médio verificado em 31 de dezembro de 2017.

Contudo, de acordo com levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), três estados do País já registram preço acima da casa dos cinco reais.

No Brasil, o preço médio da gasolina está em R$ 4,151, conforme o levantamento da Agência Nacional, realizado entre os dias 31 de dezembro e 6 de janeiro. A ANP identificou, ainda, que o preço mínimo do combustível está em R$ 3,499 e o preço máximo atingiu o valor de R$ 5,150, especificamente, na cidade do Rio de Janeiro.

A gasolina já ultrapassou a casa dos R$ 5 nas regiões Norte (R$ 5,150) e Sudeste (R$ 5,099). Os Estados que superaram a marca foram Acre (R$ 5,150), Rio de Janeiro (R$ 5,099) e Pará (R$ 5,040). Dentre as capitais do País, apenas a fluminense ultrapassou a faixa dos cinco reais.

Nordeste
Na região Nordeste, o Ceará ostenta a terceira gasolina mais cara, com média de R$ 4,129, atrás apenas dos estados de Sergipe (R$ 4,187) e Alagoas (R$ 4,136). O preço máximo encontrado pela ANP nos postos de combustíveis do Ceará foi R$ 4,620, no Município de Crato. Fortaleza tem média de R$ 4,084 e o maior preço notado pela Agência, que pesquisou 72 postos na Capital, foi R$ 4,180.

Política
A nova política de revisão de preços dos combustíveis do País foi divulgada pela Petrobras no dia 30 de junho de 2017, alegando a petroleira estatal que "espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores".

Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. Assim, em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.

Valor no exterior
Contudo, o cenário que se vê no exterior é um tanto curioso. Nos Estados Unidos, por exemplo, o preço médio do litro da gasolina é de US$ 0,73 (cerca de R$ 2,36) e o maior custo, US$ 0,75 (próximo a R$ 2,42).

Os números são do portal Global Petrol Price, que avaliou os preços entre 2 de outubro de 2017 e 8 de janeiro deste ano, com base em dados de fontes oficiais do governo, de entidades reguladoras e de companhias de petróleo.

Os preços da gasolina estão em queda nos Estados Unidos desde novembro, chegando ao menor valor (US$ 0,72) entre o Natal e o Réveillon. Houve aumento de US$ 0,01 da primeira para a segunda semana deste ano, em contrapartida aos dois meses de queda contínua.

Em todo o mundo, no entanto, o valor médio do litro da gasolina está em US$ 1,47 (aproximadamente R$ 4,75). Ainda segundo o site, a gasolina mais cara do mundo é encontrada em Hong Kong, a US$ 2,02 (cerca de R$ 6,52) o litro.

Alinhamento
Para o consultor da área de petróleo e gás, Bruno Iughetti, é preciso questionar a cadeia de combustíveis, uma vez que não parece alinhada quanto às práticas de variação de preço.

"Desde 2002, os preços são livres no Brasil. Portanto, toda a cadeia de combustíveis, desde a produção, refino, distribuição e revenda, é livre para praticar os preços que julgar oportunos e necessários. Agora, espera-se que haja a consciência e a cultura de que realmente não só sejam reajustados os preços (nos postos de combustíveis) quando aumentam, mas é preciso que toda a cadeia de distribuidoras e postos obedeçam também quando há queda no preço do produto, que é pouco visível ao consumidor. Quando a Petrobras anuncia alta, imediatamente os preços se fazem sentir com elevação nas bombas. Quando é o contrário, demora-se ou não se pratica o efeito".

O especialista crê que o que falta é costume ao mercado para saber lidar com a novidade. "É uma questão de cultura. Não tínhamos essa prática, e acredito que isso deverá entrar em uma rotina, sem abusos, evidentemente, em pouco tempo. O consumidor vai estar acostumado a essa flutuação e os postos também, e as distribuidoras deverão, igualmente, não fazer um colchão para represamento, mas também praticar as variações diárias apontadas pelas refinarias", pontuou.

Novos aumentos
No curto-médio prazo, Iughetti aposta em mais aumentos nos preços. "No caso da Petrobras, o mecanismo de reajuste de preço se dá pela fórmula adotada, que é a mesma existente nos EUA, e em países europeus. A regulamentação é de acordo com o preço do petróleo internacional e variações cambiais. Como o petróleo está beirando os 70 dólares (o barril), a expectativa é de novas altas. Hoje (ontem), já tivemos novo aumento", disse.

Posicionamento
De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado (Sindipostos-CE), praticamente a metade do valor dos combustíveis (47%) é composta de impostos federais e estaduais.

Conforme a entidade, 29% diz respeito ao estadual ICMS; e 18% aos federais Cide, Pis e Cofins. Além disso, outros 26% do total do valor são pagos à refinaria e 12% vem do custo do etanol anidro. Os 15% restantes são para cobrir os custos de transporte e servem de lucro para distribuidora e postos.

A reportagem tentou contato por telefone, ontem, com o Sindicato, para comentar os reajustes dos combustíveis. Contudo, até o fechamento desta edição, as ligações não foram atendidas e ninguém foi localizado na sede da instituição para se pronunciar a respeito.

LEVI DE FREITAS
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Addthis