Café pode melhorar a capacidade da memória, sugere pesquisa

Um estudo americano sugere que o café, além de servir como estimulante, ajuda a melhorar a memória. O estudo, publicado na revista especializada Nature Neuroscience, testou a memória de 160 pessoas durante 24 horas. Os pesquisadores observaram que pessoas que tomaram comprimidos de cafeína tiveram um desempenho melhor em testes de memória do que as que ingeriram placebos.

O estudo, da Universidade Johns Hopkins, envolveu pessoas que não bebiam ou consumiam produtos com cafeína regularmente. Os pesquisadores recolheram amostras de saliva dos voluntários para verificar os níveis de cafeína e os submeteram a um teste em que tiveram que olhar para uma série de imagens. Cinco minutos depois, parte deles recebeu um comprimido de 200 miligramas de cafeína, o equivalente à cafeína presente em uma xícara grande de café segundo os pesquisadores, ou então um placebo.

Os cientistas então recolheram outra amostra de saliva 24 horas depois. No dia seguinte, os dois grupos foram avaliados para ver a capacidade de reconhecer as imagens vistas no dia anterior. Os voluntários foram expostos a uma mistura de algumas das imagens vistas no primeiro dia com algumas imagens novas e também algumas imagens sutilmente diferentes.

Ser capaz de diferenciar entre os itens semelhantes, mas não idênticos, é chamado de padrão de separação e indica um nível mais profundo de retenção na memória. Entre os voluntários que consumiram cafeína, o número de pessoas capazes de identificar corretamente imagens "semelhantes" era maior que o que repondia - de forma errada - que eram as mesmas imagens.

"Se tivéssemos usado uma tarefa padrão de reconhecimento pela memória, sem estes itens semelhantes e enganadores, não teríamos descoberto o efeito da cafeína", disse Michael Yassa, que liderou o estudo. "Mas, estes itens exigem que o cérebro faça uma discriminação mais difícil, o que chamamos de padrão de separação, que parece ser o processo que é melhorado pela cafeína em nosso caso", acrescentou.

O período de apenas 24 horas pode parecer curto, mas não é este o caso para os estudos sobre a memória. A maior parte do esquecimento ocorre nas primeiras horas depois que a pessoa aprende algo.

Poucos efeitos
A equipe agora quer analisar o que acontece no hipocampo, o "centro de memória" do cérebro, para compreender o efeito da cafeína. Apesar dos resultados promissores, Michael Yassa afirmou que as pessoas não devem beber muito café ou tomar comprimidos de cafeína.

"Tudo com moderação. Nosso estudo sugere que 200 miligramas de café beneficiam aqueles não ingerem cafeína regularmente", disse Yassa. O cientista afirmou que pode haver um outro tipo de resposta o que "sugere que doses mais altas (de cafeína) podem não ser tão benéficas".

"Tenha em mente que, se você é um consumidor regular de cafeína, esta quantidade pode mudar", acrescentou. "E, claro, é preciso lembrar dos riscos para a saúde. Cafeína pode ter efeitos colaterais como nervosismo e ansiedade em algumas pessoas. Os benefícios precisam ser medidos em comparação com os riscos."

Para Anders Sandberg, do Instituto Futuro da Humanidade da Universidade de Oxford, o estudo demonstrou que tomar cafeína logo depois de ver as imagens "melhora o reconhecimento delas 24 horas depois, dando apoio à ideia de que ajuda o cérebro a consolidar o aprendizado".

"Mas, não houve melhora direta na memória de reconhecimento graças à cafeína. Ao invés disso, o efeito foi uma pequena melhora na habilidade de distinguir entre as novas imagens que pareciam com as antigas das que eram realmente as antigas." Para Sandberg, a cafeína pode ajudar uma pessoa a prestar mais atenção, mas a melhor forma de consolidar o aprendizado é dormir, o que pode ser um problema com o consumo de café.

Fonte: Terra

Curta nossa página no Facebook



Juazeiro do Norte (CE): Secretaria de Educação tem caixa eletrônico arrombado

Foto meramente ilustrativa
Um grupo formado por três homens rendeu vigilantes e arrombou um caixa eletrônico dentro da Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte, a 491 quilômetros de Fortaleza. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (14).

De acordo com a Polícia Militar, os três homens armados de pistolas renderam os vigilantes. Os vigilantes ficaram amarrados, enquanto os bandidos cometiam o crime. Ninguém ficou ferido.

Ainda de acordo com a PM, o grupo usou um maçarico para arrombar o caixa. Os assaltantes levaram todo o dinheiro do equipamento eletrônico. A Polícia Federal investiga o caso. Até a tarde deste sábado, ninguém foi preso.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook



Anonymous expõe dados de Gilberto Kassab em protesto contra limites de internet


Gilberto Kassab pode ter voltado atrás no que disse sobre os limites da internet fixa, mas isso não aplacou a revolta popular contra a medida. O grupo de ativistas hackers Anonymous do Brasil decidiu expor informações sensíveis do ministro como forma de pressioná-lo contra as franquias da banda larga.

Os dados em questão são bastante pessoais, incluindo endereço, números telefônicos, informações bancárias. A página do Facebook diz que a ação foi tomada para demonstrar o que são “capazes de fazer contra um governo que parece ter perdido o medo do povo”.

Além de divulgar as informações, o grupo ainda convoca seus seguidores a tomarem ações de protesto contra o ministro, aproveitando os dados. Entre as ações recomendadas estão o cancelamento da internet na casa de Kassab, a entrega de 30 caçambas de entulho ao redor de sua residência e a contratação de serviços como Netflix, Spotify em seu nome.

O Anonymous também aproveitou para divulgar a estrutura de banco de dados da Anatel, embora não tenha apresentado nenhum arquivo comprometedor sobre a agência.

Fonte: Olhar Digital

Curta nossa página no Facebook



Conheça 6 doenças horríveis transmitidas por água e alimentos

Provavelmente você já deve ter passado por uma intoxicação alimentar, uma virose e até uma infecção por um parasita alguma vez na vida. Apesar de causarem muito mal-estar, vômitos e diarreias, muitas dessas doenças são curadas rapidamente com uma dieta leve e hidratação adequada.

No entanto, existem alguns parasitas e bactérias patogênicas que podem causar efeitos “catastróficos” no seu organismo. O que há de comum em todos eles é que são transmitidos por água ou alimentos contaminados.

Por isso é tão importante termos o máximo de cautela com o que comemos e bebemos. Se você já era um tanto cuidadoso nessa questão, os itens abaixo podem te deixar um pouquinho mais atento, o que pode ser ótimo para a sua saúde. Confira.

6 – Amebíase: detona seus intestinos
A amebíase é semelhante a uma “diarreia de viajante” (que é bacteriana, sendo muito comum em turistas que visitam países como a Índia e a Indonésia). Porém, a amebíase é muito pior. Assim como a diarreia, você adquire a amebíase comendo ou bebendo algo contaminado com material fecal.

Essa doença é causada por uma ameba chamada E. histolytica, que entra no seu trato digestivo como um minúsculo ovo. A passagem pelo ambiente ácido do estômago induz a sua transformação já no intestino numa forma amébica que rapidamente divide-se em oito trofozoítos, também amébicos. Neste ponto, eles atacam a mucosa que reveste os órgãos e podem chegar a “cavar” a parede intestinal, onde começam a secretar enzimas que quebram as proteínas do tecido.

Uma vez que a parede intestinal é suficientemente dissolvida, as amebas se alimentam do muco resultante e começam a reprodução, espalhando o mal cada vez mais. A doença pode ser branda ou extremamente dolorosa quando o quadro se complica, sendo responsável por cerca de 100 mil mortes no mundo inteiro. A patologia é tratada com antibióticos.

5 – Ciguatera: o mal que vem dos peixes
A ciguatera é uma forma de intoxicação alimentar causada pelo consumo de peixes que tenham bioacumulado a ciguatoxina. Essa substância é produzida por um tipo de plâncton chamado de dinoflagelado, que serve de alimento para outros seres marinhos e para os peixes consequentemente.

Depois de comer um peixe contaminado, a toxina já começa a fazer efeito após duas horas, quando náuseas e cólicas começam a aparecer. Algumas vezes, a intoxicação não passa disso e a pessoa se recupera rápido. Porém, se o contaminado tiver um organismo mais suscetível, a toxina pode migrar para o sistema nervoso, causando tonturas, formigamento e falta de ar.

Taquicardia também pode acontecer, além da falha geral dos processos neurológicos. Um dos exemplos de sintomas mais estranhos que essa doença causa é uma reversão de sua percepção de quente e frio. O que é gelado vai parecer que está queimando e vice-versa.

4 – Criptosporidiose: corrói os intestinos
A criptosporidiose é uma infecção parasitária geralmente transmitida por água contaminada e alimentos não higienizados corretamente. A doença é causada pelo protozoário do filo Apicomplexa, gênero Cryptosporidium, e se aloja no sistema digestivo. Os protozoários entram no corpo como cistos microscópicos que depois eclodem nos intestinos.

Lá, eles se instalam entre as vilosidades — que são como uma “floresta” de pequenos tentáculos, semelhantes a dedos, que revestem o interior do intestino e absorvem os nutrientes dos alimentos. A partir desse “alojamento”, os protozoários começam a corroer esse tecido, que acaba ficando “liso”, causando diarreia intensa e perda das enzimas digestivas.

Em pessoas com a imunidade normal a doença pode ter efeito brando, se manifestando como uma gastroenterite com vômitos e diarreia, e a cura ocorre de modo espontâneo. O problema é quando a doença ataca pessoas com a imunidade baixa, como os portadores do vírus da AIDS. Nesses indivíduos, a infecção é bem mais violenta e pode levar à morte.

3 – Salmonela: pode até destruir seus ossos
Quem nunca comeu uma maionese suspeita e depois ficou com medo de adquirir uma bela intoxicação por salmonela? Essa é uma das bactérias patogênicas mais conhecidas do mundo, sendo frequente em alimentos mal cozidos e ovos. Geralmente, ela acomete o sistema digestivo, causando dores, vômitos e diarreias, sintomas que duram alguns dias, mas depois ocorre a cura espontânea com o tratamento adequado.

O problema maior é quando a salmonela quer dar uma passeada pelo seu corpo, saindo do sistema digestivo e migrando para a medula e para os ossos, causando osteomielite. Geralmente, as bactérias se direcionam para os ossos da perna, que têm um suprimento bom de sangue.

Uma vez nos ossos, uma onda de glóbulos brancos chega para expulsar a ameaça e começa a liberar enzimas que quebram as células, transformando-as em fluido. O resultado são bolsos grossos de pus onde antes havia osso. A partir desse efeito, a salmonela não sobrevive mais nesse meio e morre, mas deixa um rastro de estrago.

2 – Criptococose: fungos em seu cérebro
Se você já precisava de um motivo para lavar as frutas e legumes antes de comê-los, aqui está mais um. O Cryptococcus neoformans é um fungo encontrado no mundo inteiro na própria terra, mas também é bem conhecido como o fungo do pombo, que é um transmissor em potencial.

O fungo entra no seu corpo através do sistema respiratório, enviando uma nuvem de basidiósporos em seus pulmões e vias nasais. A doença começa a se manifestar com uma tosse seca, seguida de febre e algumas das dores de cabeça mais intensas de sua vida. O fungo se espalha e libera toxinas na corrente sanguínea.

Depois de um tempo, o fungo se espalha para o sistema nervoso central, criando leveduras ao longo da medula espinhal que tecem seu caminho até o tronco cerebral. Ali, o fungo se propaga ao longo suas meninges, as finas camada de tecido que recobrem o cérebro. Com isso, a infecção afeta os processos neurológicos, produzindo alucinações, fotofobia, náuseas e encefalite.

1 – Triquinose: podem “fixar residência” na sua língua
Causada pelo parasita nematódeo Trichinella, que vive mais comumente nos porcos, a doença é transmitida por carne suína crua ou mal cozida. Depois de se alojarem nos intestinos, as larvas desse parasita vão para a corrente sanguínea e gostam de “fixar residência” em células musculares estriadas, como as existentes na musculatura da língua humana, onde elas formam colônias.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook



Municípios cearenses longe do que determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos

A matéria-prima utilizada por Paulinho Cariri, os resíduos sólidos, não deveria ser facilmente encontrada como ocorre atualmente. Em agosto de 2010, foi sancionada a Lei Nº 12.305 (Política Nacional de Resíduos Sólidos), que determina, entre outros pontos, que a destinação final daquilo que não puder ser reutilizado ou reciclado deve ser o aterro sanitário.

Entretanto, mesmo após o adiamento do prazo de 2014 para total eliminação de lixões a céu aberto para 2018 para cidades médias e grandes, e até 2020 para cidades pequenas, a maioria dos municípios ainda está distante de se adequar, como o caso das maiores cidades do Cariri: Crato, Juazeiro e Barbalha.

As três ainda possuem lixões a céu aberto. Em Juazeiro, são mais de 240 toneladas depositadas diariamente num espaço impróprio. Em Barbalha, no fim do ano passado, o Diário do Nordeste noticiou as frequentes queimadas no lixão, causando intensas nuvens de fumaça. O problema, segundo a população, já se arrasta há quase uma década. Um relatório do Núcleo de Apoio Especializado do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) constatou que o lixão não mantém uma distância mínima de 20m a partir da rodovia CE-293, não se situa a mais de 200m de vertentes, olhos d'água e outros recursos hídricos e está a menos de 700m da primeira residência, quando a lei preconiza distância mínima de 2.000m.

Alguns projetos, no entanto, chegaram a ser apresentados no ano passado. Em Barbalha, o então prefeito Zé Leite (PT) prometeu a construção e entrega de um aterro sanitário até o primeiro semestre deste ano. Em entrevista ao Diário do Nordeste, ele afirmou que deixaria a Prefeitura com dinheiro em caixa para contemplar tal obra, orçada em R$ 1,45 milhões (primeira etapa).

Em Juazeiro, a promessa era a instalação de pontos de coleta seletiva paralelamente ao processo de mudança do lixão para um espaço apropriado, o que deveria ter sido realizado, segundo a Autarquia Municipal de Meio Ambiente (Amaju) de Juazeiro do Norte, até o ano passado. Nenhum ponto foi instalado.

Na contramão, Brejo Santo e Mauriti se destacam na região do Cariri de forma positiva. Em 2013 e 2014, respectivamente, foi iniciada o processo de migração para aterros sanitários em conformidade com a lei.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Artesãos de cinco municípios da Região do Cariri recebem capacitação da Ceart

Mais de 150 artesãos, de sete entidades artesanais, serão capacitados pelo Governo do Ceará, através da Central de Artesanato do Ceará (Ceart), de 16 a 25 de janeiro nas cidades de Barbalha, Juazeiro do Norte, Várzea Alegre, Jardim e Campos Sales. A formação também está prevista para a cidade do Crato, que acontecerá até o primeiro trimestre de 2017.

De acordo com a primeira-dama do Estado, Onélia Leite de Santana, essas capacitações são fundamentais para o desenvolvimento do segmento artesanal do Estado. “O foco nesse momento é o desenvolvimento de novas coleções de produtos artesanais visando à melhoria da qualidade da produção artesanal e ampliação de canais de comercialização tendo como pano de fundo o Selo Ceart (Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses)”, disse a primeira-dama.

Em cada capacitação são beneficiados em torno de 20 a 25 artesãos. “É um processo de elaboração e confecção de produtos artesanais na prática. Então, não pode ser um número grande de artesãos porque compromete o processo de aprendizagem”, ressaltou a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado, Amanaci Diógenes. Segundo ela, todos os artesãos que vão participar dos cursos já são cadastrados no Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado, o que assegura para todos o benefício da isenção fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na hora da comercialização do produto, garantido pelo governador Camilo Santana em setembro de 2015.

Os artesãos que participarão dos cursos trabalham com as tipologias de fibras vegetais e fios e tecidos. As técnicas utilizadas na tipologia de fibras vegetais serão trançados em palha taboa, cipó e palha carnaúba. Já na tipologia de fios e tecidos serão as técnicas para produtos em crochê, bordado à mão e também bordado à máquina.

Selo Ceart
Amanaci ainda destacou que a certificação é um diferencial da gestão do governador Camilo Santana em relação ao artesanato cearense. “Desde o lançamento do sistema de certificação em 2015 que a gente tem focado e direcionado as ações levando em conta os critérios para certificar a produção artesanal. Desde a elaboração do projeto por parte do designer para propor a coleção de produtos que a gente vincula esse projeto aos critérios da certificação”.

O Selo Ceart é uma certificação voluntária para o artesão com o objetivo de estimular a melhoria dos processos produtivos, elevar o padrão de qualidade e a busca pela excelência dos produtos. É mais um serviço prestado aos artesãos cearenses para aumentar a competitividade dos produtos artesanais e ainda o reconhecimento das obras de arte popular, a partir da observação dos requisitos que garantam autenticidade, especialmente sua identidade cultural e excelência.

Curta nossa página no Facebook



Nutella é retirada de supermercados por ser potencialmente cancerígeno

A venda creme de avelã Nutella, que conta com uma legião de fãs no mundo todo, está ameaçada. Alguns estabelecimentos comerciais da Itália estão até boicotando o creme após alerta da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos sobre a presença de um ingrediente potencialmente cancerígeno no preparo do produto, o óleo de palma refinado.

Como informou o site inglês Independent, redes de supermercado, como a líder de mercado Coop, estão deixando de vender Nutella como forma de prevenção. Segundo o alerta da Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar, dado em maio de 2016, o óleo de palma pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer se refinado a temperaturas acima de 200ºC.

O nível de risco ainda não foi definido com exatidão e, por isso, qualquer quantidade é considerada perigosa, especialmente para as crianças. Ou seja, é perigoso mesmo que consumido em quantidades moderadas. “Existem provas suficientes de que o glicidol é genotóxico e pode causar cancro”, explica Helle Knutsen, presidente da autoridade europeia.

Resposta
A empresa Ferrero, responsável pela fabricação da Nutella, contestou a autoridade. A saúde e segurança dos consumidores é a maior prioridade da Ferrero e nós confirmamos que os produtos da Ferrero são seguros", assegurou a companhia. “Fazer Nutella sem óleo de palma poderia produzir um produto inferior, seria um passo atrás”, considera Vincenzo Tapella, diretor de vendas da Ferrero, à agência Reuters. Segundo ele, o produto é responsável por dar ao creme a consistência que ele tem.

O óleo de palma poderia ser trocado por girassol ou colza, no entanto, esta mudança poderia custar até 20 milhões de euros por ano. As marcas Nestlé, Ben & Jerry’s, Cadbury e Clover também utilizam óleo de palma em seus produtos.

Fonte: NE10/UOL

Curta nossa página no Facebook



Matt Simons - Catch & Release (Deepend remix) - Lyrics Video



Assista o clipe original AQUI


Projeto de lei federal quer isenção de Imposto de Renda para professores

Um projeto de lei que isenta professores de pagarem o Imposto de Renda está tramitando no Senado Federal. A proposta concede a isenção sobre a remuneração dos profissionais em exercício na educação infantil, fundamental, média e superior.

Numa publicação realizada no perfil oficial do Senado no Facebook, no último dia 10 de janeiro, o tema gerou atenção e debate entre os internautas. Em poucos dias, já havia mais de 46 mil compartilhamentos no Facebook, 36 mil reações e mais de 5 mil comentários.

Em entrevista à rádio Tribuna Bandnews FM, o presidente do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura dos Estados e dos Municípios do Ceará, Anízio Melo, afirmou que a proposta é louvável, mas não o suficiente. Ele defende que o país amplie o debate sobre a reforma tributária.

“Entendemos que em primeiro lugar é necessário garantir a mudança na regulamentação da cobrança de impostos no Brasil. O salário é muito tributado no país, enquanto outros produtos supérfluos não são taxados. Então, é preciso fazer uma reforma fiscal no país que garanta que: quem tem mais pague, mais e quem tem menos, pague menos. E os professores ganham menos”, destacou.

No entendimento do autor do projeto de lei, o senador Sérgio Petecão, do PSC do Acre, a isenção de IR aumentaria o reconhecimento dos professores e seria um incentivo para que mais profissionais integrem o magistério, contribuindo para suprir uma carência no sistema educacional do país.

De acordo com a pós-doutora em Direito Tributário, Denise Lucena Cavalcante, a medida não é o ideal para valorizar a categoria. “Os professores estão ganhando muito mal, isso é verdade. A categoria mais mal paga do país é professor. Mas a solução desse pagamento rum não pode ser um equívoco tributário fiscal”, afirma a professa.

Ainda segundo ela, o projeto de lei é inconstitucional porque fere o princípio da isonomia. “O artigo 150, pra ser mais claro, diz que é proibido instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontram em situação equivalente, ou seja, seriam todas as pessoas do país. Em seguida, ele afirma que é proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional. Então, por que somente os professores não pagaram imposto de renda?”, conclui.

O projeto de lei que isenta a cobrança do Imposto de Renda a professores vai ser analisado em decisão terminativa pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, mas a Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou parecer pela rejeição do texto.

Entre os argumentos estão que a isenção provocaria redução da receita tributária dos estados e municípios e ainda poderia causar prejuízo aos professores que ganham menos.

Fonte: Tribuna do Ceará

Curta nossa página no Facebook



Seguro-desemprego sofre reajuste; saiba qual o novo valor do teto

O valor máximo da parcela do seguro-desemprego subiu R$ 101,48, para R$ 1.643,72, informou o Ministério do Trabalho. Em 2016, o valor máximo era de R$ 1.542,24.

O reajuste entrou em vigor nesta quarta-feira (11) com base na variação do Índica Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulada até dezembro de 2016.

Recebem a parcela máximo do benefício desempregados cuja média dos três últimos salários recebidos seja superior a R$ 2.417,29.

As demais faixas de seguro-desemprego não foram reajustadas. Assim, para quem recebia uma média de salário inferior a R$ 1.450,23, o benefício continua a equivaler a 80% do rendimento.

O cálculo para a faixa intermediária (médias salariais entre R$ 1.450,24 e R$ 2.417,29) também não foi alterado. Quem se enquadrar nesse caso deve calcular 50% do montante que exceder R$ 1.450,23 e a esse valor somar R$ 1.160,18.

O seguro-desemprego pode ser solicitado por profissionais demitidos sem justa causa ou com contrato de trabalho suspenso (lay off), pescadores artesanais em período de defeso e trabalhadores resgatados em condições análogas à de escravo.

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Artista vive, produz e se manifesta no Lixão

Cada brasileiro produz, em média, um quilo de resíduos sólidos por dia. Neste município, no cariri cearense, com quase 130 mil habitantes, são coletados mensalmente cerca de 117 mil toneladas de dejetos. Diante de tanto material descartado sem destinação correta, devido à ausência de aterros sanitários na região, um homem enxergou a possibilidade de externar sua criatividade, transformando o lixo em arte.

O nome dele é Paulo Pereira da Silva, mais como Paulinho Cariri. Natural de Fortaleza, cresceu em Aracati e há quase um ano reside no lixão do Crato. "Sou morador no mundo", adverte o homem, que se autointitula artesão, catador, decorador exótico, artista plástico, pintor nômade, voluntário, tecelão e poeta. Da poesia, inclusive, surge sua melhor definição, proclamada por ele próprio.

"Luta contra o preconceito, todos olham para seu jeito, no traje do dia a dia. É uma figura exótica, de barba grande bem fina, se uma mão alisar ela, parece um monge chinês. Seu bigode, bem tratado, na cabeça, um pano amarrado, tudo para ele combina. Já morou dentro do lixo, sem luz, no escuro, um breu. Do claro da lamparina, remexendo o que é seu. De dia, quente igual brasa, lutando fez uma casa, com paredes de pneus".

Arte
O talento do "catador nômade" impressiona e vai além da poesia. Quase tudo que é descartado se transforma em arte em suas mãos. São milhares de peças criadas a partir do lixo, com temáticas diferentes, que vão desde a religião ao meio ambiente. Com todo esse acervo, Paulinho criou o "Museu do Lixo", instalado em paralelo ao lixão da cidade. Na entrada principal da galeria, ou do "ateliê", como gosta de chamar, um tapete feito com peças de roupas velhas dá o tom do que está por vir.

São pinturas, esculturas, desenhos, colagens e uma infinidade de obras que transformaram a paisagem típica do lixão em espaço de pura contemplação. O Museu é divido por temática, conforme explica. "Na entrada, está o gueto e o cemitério da arte. Mas à frente, a biblioteca, e depois a arteoteca. No meio de tudo isso, um local para contemplar as obras pintadas e esculturas", fala Paulinho, como se toda palavra que saísse da sua boca fosse em tom de rima.

Todas as peças, garante o artista, foram feitas exclusivamente com materiais pinçados a dedo no lixo. O resto de tinta e o pincel velho, por exemplo, fizeram surgir um quadro. Já as esculturas são livres para interpretação, tanto do artista quanto para quem as contempla. "Aqui tem de tudo. Quando morrer, aos 130 anos, é isso que vou deixar de legado", brinca.

Apenas com talento e sem nenhum dinheiro, Paulinho Cariri conseguiu transformar um local degradante em espaço de beleza e riqueza singulares. O Crato, entretanto, não é a primeira cidade a ter parte do lixão transformado. Ele já passou por cidades como Mossoró (RN), Aracati e Juazeiro do Norte, fazendo trabalhos similares. Em Fortaleza, ministrou algumas oficinas pela Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci).

Valores
Nas vésperas de completar 51 anos, o catador sobrevive do que encontra no lixão. Apesar de ter uma renda baixa e não fixa, ele rechaça qualquer hipótese de vender suas obras. "Sem chance. Nunca vendo uma peça, mas se vendesse, teria comprado muita coisa, estaria rico", brinca.

Paulinho não comercializa, mas faz questão de presentear aqueles que contemplam suas criações. Foi a forma que ele encontrou para compartilhar seu trabalho.

"Não tenho o objetivo de ganhar dinheiro. Minha missão é transformar as paisagens que encontro ao longo da minha vida", pontua. Antes de encerrar a entrevista e voltar à pintura de uma tela, Paulinho faz questão de externar como se sente bem com a vida que leva.

Para o futuro, o poeta já tem novos planos. "Quero seguir estrada. Sou nômade, sou um artista do mundo", diz. Antes, porém, ele luta para conseguir expor seu trabalho em alguma galeria de arte da cidade. "Tenho vontade que todos vejam meu trabalho. Aqui no lixão, quando for embora, tudo se acaba. Os outros catadores tacam fogo, ou a chuva destrói. Na cidade seria diferente", almeja o homem alegre e vaidoso, que não se permite ser fotografado sem antes vestir um paletó e ajeitar sua longa barba.

"Sou feliz com o que eu faço. Apesar de morar aqui, não trocaria essa vida por nenhuma outra. Me orgulho de ser lixeiro, me orgulho de ser artista do lixo. Estou aqui diante de tamanha mazela, mas posso mudar essa paisagem com meu dom. E é assim que tem sido. Uns me chamam de maluco, e eu até sou. Mas quem são realmente as pessoas sãs deste mundo?".

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Nova Olinda (CE): Pesquisadores da URCA realizam primeira escavação controlada na Formação Crato

Pesquisadores da Universidade Regional do Cariri (URCA) realizam desde a semana passada a primeira escavação paleontológica controlada já realizada na Formação Crato, em calcário laminado, localizado na cidade de Nova Olinda. A escavação é parte do projeto de pesquisa “Análise quanti-qualitativa dos fósseis do calcário laminado da Formação Crato” e é financiada pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).

A equipe, liderada pelo chefe do Laboratório de Paleontologia da URCA (LPU), professor Álamo Feitosa, composta de 05 pesquisadores e 12 alunos, trabalha na descoberta de níveis fossilíferos, de novas espécies de animais e plantas para serem estudados, além de novos espécimes que serão expostos no Museu de Paleontologia da URCA, em Santana do Cariri, e ficarão à disposição da comunidade científica.

O objetivo desse trabalho, de acordo com o professor Álamo, é divulgar a Paleontologia do local e criar o sentido da preservação do patrimônio natural da região. Segundo ele, a pesquisa procura ainda encontrar marcos estratigráficos dentro do pacote de calcário laminado da Formação Crato. Níveis estratigráficos são superfícies que tenham ou não mortandades e que podem identificar a temperatura ambiental, a qualidade da água da época dessa mortandade, para comparar com o ambiente atual.

No calcário laminado, conhecido popularmente como “pedra cariri”, já foram encontrados fósseis de pterossauros, tartarugas, lagartos, peixes, insetos e plantas de 120 milhões de anos, muitos deles expostos no Museu de Paleontologia da URCA.

Um novo olhar
Essa escavação tem uma peculiaridade: ela está sendo aberta ao público. Desde que começou, já recebeu alunos de escolas do Ensino Médio e Fundamental do Cariri e curiosos. Interessados em conhecer o trabalho dos paleontólogos e os fósseis devem entrar em contato pelo telefone (88) 9 9625.7916 para agendar uma visita.

Assessoria de Comunicação/URCA

Curta nossa página no Facebook



A picada dessa mosca te deixará em sono profundo

A mordida de uma mosca tsé-tsé é uma experiência extremamente desagradável. Não é como a de um mosquito, que pode inserir sua fina língua diretamente no sangue, muitas vezes sem o alvo perceber: a boca dela tem minúsculas serrilhas que rompem a pele para poder sugar o sangue.

Para piorar a situação, várias espécies de mosca podem transmitir doenças. Uma das mais perigosas é causada por um parasita: a doença do sono ou Tripanossomíase Humana Africana (THA), para dar o nome oficial. Sem tratamento, ela é normalmente fatal.

Como tantas doenças tropicais, a doença do sono tem sido muitas vezes negligenciada pelos pesquisadores farmacêuticos. No entanto, investigadores têm se esforçado há tempos para compreender como ela engana os mecanismos de defesa do nosso corpo.

Algumas de suas descobertas podem agora ajudar a eliminar a enfermidade completamente.

Há dois parasitas unicelulares que causam o sono mortal: Trypanosoma brucei rhodesiense e T. b. Gambiana.

Este último é mais predominante: é responsável por até 95% dos casos, principalmente na África Ocidental. Ele leva vários anos para matar uma pessoa, enquanto o T. b. rhodesiense pode causar a morte em poucos meses. Existem ainda outras formas que infectam o gado.

Após a mordida inicial, os sintomas da doença do sono muitas vezes começam com febre, dores de cabeça e dores musculares. À medida que ela avança, os infectados ficam cada vez mais cansados - é de onde a doença recebe seu nome.

Alterações de personalidade, confusão mental grave e má coordenação também podem acontecer.

Embora a medicação ajude, alguns tratamentos são tóxicos e podem ser letais, especialmente se ministrados depois que o mal alcançou o cérebro.

Controle?
É interessante notar que a doença do sono não é tão mortal como antes.

No início do século 20, várias centenas de milhares de pessoas eram infectadas por ano.

Na década de 1960, a doença foi considerada "sob controle" e registrou números muito baixos, tornando sua propagação mais difícil. Mas nos anos 70 houve outra grande epidemia, que demorou 20 anos para ser controlada.

Desde então, programas melhores de rastreio e intervenções antecipadas têm reduzido o número de casos dramaticamente.

Em 2009, foram contados menos de 10 mil deles pela primeira vez desde que os registros começaram, e em 2015 esse número caiu para menos de 3 mil, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde. A OMS espera que a doença seja completamente eliminada até 2020.

Mas enquanto o declínio parece positivo, podem haver muitos mais casos não registrados na zona rural da África. Para eliminar o problema completamente, as infecções têm de ser acompanhadas de perto.

Uma série de novos estudos tem mostrado que o parasita é mais complicado do que se imaginava.

A doença do sono sempre foi considerada - e diagnosticada - como uma doença de sangue, pois o T. brucei pode ser facilmente detectado no sangue de suas vítimas. Num estudo publicado em setembro de 2016, porém, pesquisadores revelaram ter descoberto que o parasita também pode residir na pele e na gordura.

Pode até haver uma maior densidade de parasitas na pele do que no sangue, diz a coautora do estudo, Annette MacLeod, da Universidade de Glasgow, no Reino Unido.

O fato de a mosca tsé-tsé beber o sangue de uma pessoa pode fazê-la "pegar os parasitas da pele junto com o sangue".

Isso significa que uma pessoa pode não ter sintomas, mas ainda abrigar a doença e espalhá-la.

"Achamos que a pele é, portanto, um reservatório escondido da infecção", diz MacLeod.

Pessoas que transportam a infecção em sua pele não seriam tratadas como aquelas com níveis detectáveis de parasitas no sangue. A descoberta poderia explicar a misteriosa epidemia de 1970, e por que a doença pode ressurgir em áreas que previamente tinham zerado os casos.

"Tivemos uma pessoa de Serra Leoa, que não registrou a doença por 29 anos e depois apareceu em estágio avançado da doença do sono", diz MacLeod. "Você pode abrigar estes parasitas por um longo tempo e ficar bem."

'Corrida armamentista'
Essa não é a única razão pela qual os parasitas podem iludir nosso sistema imunológico.

Em 2014, Etienne Pays, da Universidade de Bruxelas, na Bélgica, descreveu a história da doença do sono como uma "corrida armamentista" entre os humanos e o parasita.

Nessa batalha, nossa principal arma é uma proteína chamada apolipoproteína L1, que é resistente a uma forma anterior de T. brucei.

Essa proteína foi "eficiente em matar o parasita no sangue", diz Pays. "Pelo que sabemos, ela só estava lá para matá-lo."

Infelizmente, ao longo do tempo o parasita encontrou uma maneira de burlar a proteção da proteína. Enquanto apolipoproteína L1 ainda pode matar a variante que infecta o gado, não é mais eficaz contra as duas estirpes do T. brucei que infectam os seres humanos. Essas duas "conseguiram escapar", diz Pays.

Mas ele e sua equipe conseguiram ajustar a proteína em seu laboratório para torná-la resistente ao T. b. rhodesiense, a forma rara, mas mais letal.

O que eles não perceberam é que há pessoas na África que já têm um sistema de defesa semelhante. Graças a uma mutação na mesma proteína, elas têm imunidade natural contra o T. b. rhodesiense.

Pays agora suspeita que algumas pessoas sejam resistentes a todas as formas do parasita.

Essa imunidade natural infelizmente tem um custo. Ninguém ainda sabe por que, mas ela tem sido associada a doenças renais em idade mais avançada.

O desafio é fazer uma variante sem efeitos colaterais. A equipe de Pays produziu outra proteína capaz de matar ambas as formas, mas, quando eles a testaram em camundongos, os animais morreram.

O pesquisador ainda está aprimorando a proteína em seu laboratório, na esperança de que ela irá fornecer uma cura eficaz.

"Nós criamos outra, que estamos testando atualmente", disse.

As fases
Se Pays atingir seu objetivo, os médicos simplesmente precisarão injetar a proteína em uma pessoa infectada. Em seguida, ela irá matar o parasita e desaparecer. Isso é promissor, mas há um desafio adicional.

A razão pela qual a doença do sono é tão mortal é que ela pode entrar no cérebro. Instalada lá, causa sintomas mais graves, como confusão, alucinações e má coordenação. Uma vez no cérebro, ela se torna mais difícil de tratar e, portanto, mais fatal.

Médicos pensam nisso como um segundo estágio da doença, sendo a primeira quando o parasita infecta o sangue.

Para atingir o cérebro, o parasita deve atravessar a barreira sangue-cérebro, que bloqueia a maior parte das doenças e toxinas. A questão-chave é como ele atravessa - ao que parece, estamos olhando para o lado errado do problema.

Um estudo publicado em outubro de 2016 propõe que a doença do sono tem três fases distintas, não duas como se pensava anteriormente.

A primeira é a picada da mosca tsé-tsé, após a qual o parasita infecta o sangue da pessoa. Na segunda etapa, que não foi identificada anteriormente, o parasita aparece no líquido cefalorraquidiano e em três membranas que envolvem o cérebro, conhecidas como meninges.

Na terceira fase, as fronteiras de proteção do cérebro quebram e uma "invasão em massa" de tripanossomas atravessa a barreira sangue-cérebro, atacando-o.

Michael Duszenko, da Universidade de Tubingen, na Alemanha, e seus colegas descobriram o segundo estágio em camundongos.

Eles também encontraram uma razão para que a terceira fase leve meses e às vezes anos para ocorrer: acontece que o parasita se mantém no segundo estágio, ativamente atrasando o progresso da doença.

Para conseguir isso, ele libera um composto chamado prostaglandina D2, que faz duas coisas.

Em primeiro lugar, induz o sono no paciente, tornando-o mais vulnerável à picada de uma mosca tsé-tsé. Em segundo lugar, faz com que algumas das células de parasitas iniciem um processo chamado apoptose, ou "morte celular".

Em outras palavras, o tripanossoma propositadamente destrói algumas das suas próprias células.

Matar suas próprias células pode soar como uma má ideia, mas fazê-lo "reduz a carga do anfitrião e aumenta a chance de parasitas serem transmitidos para a mosca tsé-tsé", diz Duszenko.

O conceito é manter o hospedeiro vivo, de modo que o parasita tenha mais tempo para infectar outras pessoas. Se a concentração de parasitas subir muito rapidamente, o anfitrião morreria antes de o parasita se espalhar.

Essa descoberta pode ajudar a explicar por que algumas pessoas vivem com níveis crônicos da doença por anos. Livros didáticos devem agora ser reescritos em conformidade com essas pesquisas, diz Duszenko.

Adversário difícil
Apesar desses avanços, ainda há o problema de que o T. brucei é muito bom em se manter um passo à frente da defesa dos seus anfitriões.

O parasita é particularmente hábil em "variação antigênica": tem mais de 1 mil versões de uma proteína em sua superfície exterior, mas exibe apenas uma versão de cada vez, de modo que o sistema imunológico do hospedeiro só produz anticorpos contra a proteína que está à mostra.

Nesse meio tempo, alguns dos parasitas mudam para outra versão, que não podem ser atacadas por esses anticorpos.

Toda vez que o anfitrião produz anticorpos contra uma nova onda de parasitas, alguns tripanossomas mudam para uma nova camada.

"A resposta imune está sempre tentando recuperar o atraso com os parasitas", diz Martin Taylor, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres.

Em parte por isso, não houve novas drogas durante décadas. Um dos medicamentos recomendados é a pentamidina, que trata a primeira fase do T. b. Gambiana - ela foi desenvolvida em 1940. O melarsoprol, que trata a fase final, foi desenvolvido em 1949 - é tóxico e causa a morte em cerca de 5% dos casos.

Outra questão é que as empresas farmacêuticas não têm investido muito dinheiro em pesquisas sobre a doença do sono: ela é uma das chamadas doenças negligenciadas.

"A razão pela qual elas são chamadas de doenças negligenciadas é porque elas foram negligenciadas", diz Taylor.

"Porque são doenças das pessoas mais pobres dos países em desenvolvimento, e, uma vez que leva milhões de dólares para desenvolver uma droga para o mercado, não há o incentivo econômico para criar novos medicamentos."

Isso parece ter mudado um pouco nos últimos anos. Algumas empresas farmacêuticas até fizeram parcerias com organizações sem fins-lucrativos que pressionam por novos remédios.

MacLeod diz que há duas novas drogas "em vias de desenvolvimento", que estão passando por testes.

"Recentemente, tem havido um esforço para encontrar drogas para essas doenças negligenciadas", afirma.

A doença do sono certamente continuará presente nos próximos anos. Mas, ao revelar mais segredos do parasita, um dia poderemos ser capazes de colocá-la para dormir de vez.

Fonte: BBC Brasil

Curta nossa página no Facebook



"Banda larga continuará ilimitada", diz presidente da Anatel

O presidente da Anatel, Juarez Quadros
Nove meses depois de proibir as operadoras de limitarem o acesso de seus clientes ao sinal de banda larga fixa, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) diz não ter intenção de reabrir o debate sobre a chamada franquia nos planos de internet. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (13) ao G1 pelo presidente da agência, Juarez Quadros.

“Não há por parte do Ministério e também da Anatel nenhuma intenção de reabrir a questão”, disse Quadros.

Ele destacou que a decisão cautelar que impediu o limite de acesso à banda larga fixa, tomada em abril e que continua em vigor, não tem prazo de validade. O presidente disse ainda que a agência reguladora não pensa em alterá-la.

Quadros fez as afirmações um dia depois de o site "Poder 360" publicar uma entrevista com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab. Na entrevista, Kassab afirmou que a Anatel e o governo deveriam tomar uma decisão sobre a franquia nos planos de internet até o segundo semestre de 2017 e que os pacotes de acesso limitado voltariam a ser liberados.

Após a decisão de impedir o limite da banda larga fixa, a Anatel abriu uma consulta pública para tratar do assunto. A partir dela, deve definir uma regulamentação para a prestação do serviço.

Equívoco
O presidente da Anatel disse que Kassab afirmou a ele ter cometido um "equívoco" na declaração feita ao site.

Ainda na quinta-feira (12), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações divulgou nota em que afirma que “o governo federal vai atuar para que o direito do consumidor seja respeitado e para que não haja essa alteração em observância do Código de Defesa do Consumidor.”

“O MCTIC aproveita para esclarecer também que os estudos, quando finalizados, podem indicar que o melhor modelo é o ilimitado, com isso governo federal deverá mantê-lo”, informou o ministério.

Polêmica
Quadros enfatizou que, apesar da discussão sobre limite para banda larga fixa ser tema de uma pré-consulta pública da Anatel, não há nenhuma previsão ou plano para que a agência volte a discutir o assunto.

No início de 2016, o anúncio da VIVO de que adotaria um limite para download no serviço de banda larga fixa deu início à polêmica. O ex-presidente da Anatel João Rezende chegou a anunciar que a era da banda larga sem limite estaria no fim, mas, após repercussão negativa, a agência mudou de atitude e decidiu proibir as empresas de determinarem limites para o serviço.

Atualmente, esse serviço é cobrado de acordo com a velocidade de navegação contratada, sem teto de uso da internet. O sistema que limita a quantidade de dados baixados, ou seja, que fixa uma franquia, já funciona na internet móvel, dos celulares.

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook




Filhotes de onça são encontrados na Chapada do Araripe; um é capturado com vida

Um filhote de uma onça suçuarana foi capturado nesta terça-feira, dia 11, pelo Batalhão de Policia de Meio Ambiente (BPMA), nas proximidades da Floresta Nacional do Araripe, que fica na divisa entre os estados do Ceará e Pernambuco. Moradores acionarem os agentes de segurança após encontrarem dois filhotes bastante debilitados devido escassez de comida e água. Quanto os militares chegaram ao local, um deles já havia morrido.

A onça sobrevivente foi levada pelos policiais para a cidade de Juazeiro do Norte, onde recebeu atendimentos veterinários. A onça foi entregue, na tarde desta quarta-feira (11), para biólogos do Centro de Reabilitação de Grandes Felinos, da Agência Estadual do Meio Ambiente do estado do Pernambuco. Após receber os cuidados necessários, o filhote será devolvido ao seu habitat natural.

A onça suçuarana figura na lista oficial do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de espécies ameaçadas de extinção.

Onça Suçuarana
A onça suçuarana, também conhecida como puma ou onça-parda, é o segundo maior felídeo das Américas, ponde atingir até 155 cm de comprimento, sem a cauda, e pesar mais de 72 kg. Eles também possuem as mais longas patas traseiras dentre os felinos.

Seu nome decorre da sua tonalidade. Possui coloração variando do cinzento ao marrom-avermelhado, com a ponta da cauda de cor preta, áreas laterais do focinho e ventre de cor brancas. Os filhotes nascem com manchas escuras na pelagem, que geralmente persistem até 14 semanas de idade. Essa espécie vive em média, entre 7,5 e 9 anos de idade, e se alimentam predominantemente de cervídeos.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Secretário de Esportes se aproxima da comunidade desportista

No intuito de promover uma gestão participativa, o Secretário de Esportes do município do Crato Wilemar Pereira Xavier Lima (Lamar) esteve reunido na última quarta-feira, dia 11, no auditório do Centro Cultural do Araripe no Largo da RRFSA. Na ocasião estiveram presentes representantes de instituições que usam a Quadra Bicentenário, como por exemplo: escolas públicas e privadas, projetos que trabalham com crianças e esportes em geral.

Segundo o secretário Lamar a reunião que objetivou uma maior aproximação dos desportistas cratenses foi muito proveitosa e contou com um diálogo participativo “Algumas regras foram estabelecidas, definidas prioridades, reorganizados horários, bem como foi enfatizada a responsabilidade na preservação dos espaços públicos” comentou.

Posteriormente, o responsável pela pasta dos Esportes no Crato, fez uma visita ao Projeto Encosta Saudável, no bairro Seminário. O Projeto, apoiado pelo Governo Municipal atende cerca de 400 pessoas e promove orientação para melhoria da qualidade de vida por meio de atividades físicas.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



Candidato em 2018, Lula fala em "tirar o país da lama"


Em tom de campanha, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta quinta-feira (12) que vai "tirar o país da lama", em um seminário de educação em Brasília.

"Quem é que vai tirar o país da lama que ele ficou?", fez a pergunta retórica a uma plateia de simpatizantes, que respondeu "Lula!". O petista participou do 33º congresso da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

Lula afirmou que o governo do presidente Michel Temer é responsável por "quebrar" o Brasil. "Esse país não merece [o que está passando]. Eu não imaginei voltar a ver crianças pedindo esmolas nas ruas", exemplificou. O ex-presidente também disse que os pobres voltaram a passar fome e criticou a taxa de juros Selic.

Ele voltou a acusar Temer de ter cometido um golpe, mencionando o impeachment de Dilma Rousseff. "Não deram um golpe para fazer melhor do que nós, e sim para destruir o que fizemos. Estão destruindo o país que nós começamos a construir."

A fala do ex-presidente do evento foi acompanhada de gritos de "Volta, Lula". Pela segunda vez nesta semana, o petista usou a expressão "se preparem", em referência a possível candidatura dele à Presidência da República em 2018. "Porque se eu voltar, eu voltar para fazer muito mais", disse.

Antes de mencionar que deve se candidatar ao Planalto, Lula afirmou que o país precisa de alguém com "credibilidade". "Não existe possibilidade de ter credibilidade alguém que não tenha voto. Alguém que conte uma mentira desvairada para ser presidente. Se quiser ser presidente, vai pedir voto para o povo. Quer ser presidente, vai disputar eleição."

"Direito de candidatura" 
Este é o segundo pronunciamento de Lula neste ano. Na quarta-feira (11), o petista defendeu o "direito de candidatura" à Presidência durante o 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador. Réu em cinco ações penais, ele voltou a afirmar que poderá disputar novamente o Palácio do Planalto.
"Se o (presidente Michel) Temer quer ser, ótimo, se o (ministro José) Serra quer ser, ótimo, se o (juiz Sergio) Moro quer ser, ótimo, se os delegados (da Polícia Federal) querem ser... Todo mudo que quer ser candidato tem direito, entre num partido e vá para as ruas", afirmou.

O PT pretende lançar a candidatura de Lula a um terceiro mandato presidencial para, no máximo, até maio deste ano. A antecipação tem por objetivo aproveitar a baixa popularidade do governo Michel Temer e reforçar a defesa jurídica do ex-presidente, réu em cinco ações penais, duas delas diretamente no âmbito da Operação Lava Jato. Nenhum dos processos foi julgado até agora. Caso seja condenado em segunda instância, por órgão colegiado, Lula ficaria inelegível com base na Lei Ficha Limpa.

Antes da chegada de Lula, todos os discursos pediam a saída do presidente Michel Temer, tratavam o impeachment de Dilma Rousseff como "golpe" e pregavam a volta do PT ao poder.

O presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, disse que 2017 será marcado por um ano de lutas contra Temer. "Nós não reconhecemos esse governo golpista e nossa função é derrubá-lo, o quanto antes possível. Precisamos fazer eleições diretas ainda em 2017 para o Brasil voltar a crescer", afirmou ele.

Vagner pregou uma greve geral para "acabar com o governo", derrotando Temer no Congresso. "Não há entendimento nem acordo com golpista. Querem nos enfrentar de maneira a nos destruir e nos aniquilar. O Temer não quer reforma da Previdência; quer vender a Previdência como ativo para os bancos privados."

Fonte: UOL (Com informações do Estadão Conteúdo)

Curta nossa página no Facebook



Detran-CE aguarda autorização para edital com mais de 400 vagas

Para cobrir a defasagem no quadro atual de funcionários, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) encaminhou solicitação de concurso público para mais de 400 vagas para níveis Superior e Médio com previsão de salário inicial de até R$ 3 mil.

O edital, se autorizado, prevê oportunidades para duas funções, entre elas a de Analista de Trânsito e Transporte para candidatos de nível Superior.

O pedido está em análise na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e aguarda previsão orçamentária do Governo do Estado para este ano.

Sem confirmação, nem previsão de data
“Ainda não há confirmação, nem previsão (…) Apenas há o pedido”, afirma Paulo Ernesto Serpa, gerente de Comunicação do Detran-CE.

O último concurso público realizado para o órgão ocorreu em 2006 para 200 vagas nos cargos de Agente de Trânsito e Fiscal de Transportes. A organizadora do certame foi a Fundação José Pelúcio Ferreira (PFPF).

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



"Anonymous" ameaça governo caso limite de internet seja aprovado


A decisão do Governo de limitar a internet banda larga ainda em 2017 não foi bem recebida por células brasileiras da "Anonymous" - grupo hacktivista internacional, formado por membros anônimos. Na manhã desta sexta-feira, 13, a página do "Anonymous Brasil" publicou mensagem no Facebook, afirmando que vai agir contra a aprovação da medida.

“Acabou a novela. Ministro diz que haverá, sim, limite na internet fixa no Brasil. Chegou a hora da internet dizer aos novos governantes quem é que manda nessa p****! Não se atrevam. Com amor, o povo”, diz a publicação.

A ameaça é uma resposta às declarações do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao Portal 360.

Na entrevista, o ministro confirmou que a partir do segundo semestre de 2017 a banda larga será limitada. O anúncio pegou usuários de surpresa, já que no final de 2016, o presidente da Anatel negou que isso fosse acontecer.

"O nosso objetivo é beneficiar o usuário. O ministério trabalha para que o usuário seja beneficiado com melhores serviços. Esperamos que esse serviço seja o mais elástico possível, mas que tenha um ponto de equilíbrio, pois as empresas têm os seus limites", afirmou Kassab.

Fonte: O Povo

Curta nossa página no Facebook



Definido novo piso salarial do professor. Reajuste foi de 7,64%

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (12) um reajuste de 7,64% no piso salarial dos professores do país. Com o aumento, o menor valor a ser pago a esses profissionais deve passar dos atuais R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. A implementação do novo valor, porém, vai depender de cada Estado.

Um levantamento feito em 2016 pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) mostrou que mais da metade dos Estados brasileiros não pagam o piso.

O reajuste deste ano ficou 1,35 ponto percentual acima do índice da inflação do ano passado, que foi de 6,29%. Em 2016, ainda sob a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, o salário teve um reajuste de 11,36%, passando de R$ 1.917,78, em 2015, para R$ 2.135,64. A inflação acumulada no período foi de 10,67% (ganho real de 0,69 ponto percentual).

O reajuste vai representar um gasto adicional de pelo menos R$ 5,083 bilhões aos municípios brasileiros em 2017, segundo cálculos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O aumento ocorre justamente em meio às dificuldades enfrentadas por prefeitos para equacionar as contas diante da crise econômica.

Questionado sobre isso, o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que cumprir o piso é obrigação nacional. "As redes municipais e estaduais têm obrigação de cumprir a legislação federal. Sabemos que o contexto atual é de dificuldade financeira, mas governo federal tem empreendido esforços para passar recursos que ajudem na receita para a área da educação dos Estados e municípios", declarou.
Em entrevista coletiva, Mendonça Filho reforçou que o governo federal antecipou, no fim do ano passado, R$ 1,5 bilhão do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Estados não pagam o piso
Contrariando o que diz o levantamento do CNTE, o presidente do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação), Frederico Amâncio, afirmou que quase a totalidade dos Estados cumpre sim o piso nacional. "Eu diria que praticamente todos Estados cumprem esse valor mínimo. Agora, outra discussão é se eles estão aplicando o percentual de reajuste do piso como reajuste salarial [das demais faixas]", disse.

Já o presidente da CNTE, Roberto Leão, disse que o tema é bastante controverso. "Os Estados declaram [ao MEC] que cumprem com o piso. Mas se a gente for pesquisar direitinho, se for avaliar Estado a Estado, vamos ver que os dados são divergentes e controversos, porque a Lei do Piso não fala apenas do mínimo a ser pago, mas da jornada de trabalho, do percentual para cumprimento da hora/atividade, entre outras questões", afirmou.

Segundo a tabela divulgada pela CNTE, Alagoas, Goiás, Maranhão, Paraíba, Paraná, São Paulo, Tocantins e Rio Grande do Sul não cumpriam o valor do piso apenas para os professores com formação de nível médio, mas aqueles com formação superior recebiam o valor atualizado.

Já Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Rondônia e Pernambuco não pagavam o valor no vencimento, como estipula a lei, mas cumprem o valor na remuneração, ou seja, acrescentando gratificações e complementações. Espírito Santo não cumpria o valor estipulado para 2016 nem mesmo na remuneração.

Piso é reajustado com base em lei
O piso é pago para profissionais com formação de nível médio, em início de carreira, que têm carga horária de 40 horas semanais.

O reajuste é anual e acontece sempre em janeiro, de acordo com a Lei do Piso, de 2008. A legislação assegura que o piso deve ser reajustado seguindo a variação no valor anual mínimo nacional investido por aluno da educação básica, que no ano passado foi de R$ 2.739,77. Esse valor é definido pelo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação).

Quando a lei foi criada, o salário inicial do professor foi fixado em R$ 950,00, que considerando a inflação acumulada de julho de 2008 até dezembro de 2016 seria R$ 1.602,49 nos dias de hoje. Pela lei, os demais níveis de carreira dos professores têm o aumento negociado em cada ente federativo.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook



Crato (CE): Secretário André Barreto realiza primeiro encontro com o Conselho Municipal de Saúde

Na manhã desta quarta-feira, 11, o Secretário de Saúde do Crato, André Barreto esteve reunido com o Conselho Municipal de Saúde a fim de estreitar laços e iniciar um planejamento estratégico de ação conjunta. O Conselho é composto, atualmente, por 36 membros, representantes dos profissionais de saúde, prestadores de serviço, usuários e do Governo.

Visando melhorias na área para a população cratense, o Conselho Municipal de Saúde tem a função de fiscalizar as atividades da secretaria. Seu caráter é deliberativo, podendo assim, interferir diretamente nas decisões. O conselho se reúne a cada primeira quarta-feira do mês, podendo ou não haver reuniões extraordinárias.

Para o conselheiro Pedro Ferreira Gomes, representante dos usuários, “A expectativa com o início dessa nova gestão é positiva, e o Conselho reafirma seu compromisso com os cratenses, sempre em busca de melhorias”.

O Secretário André Barreto, parabenizou o trabalho que tem sido realizado pelo Conselho e ratificou o desejo de uma gestão participativa “Ficaremos sempre atentos quanto a melhor utilização do dinheiro público, viabilizando avanços na saúde do nosso município sempre ouvindo os questionamentos e anseios do Conselho, bem como de toda a população do Crato” disse.

Assessoria de Imprensa/PMC

Curta nossa página no Facebook



O fim de uma era! Governo Temer vai acabar com a internet ilimitada até o fim de 2017

Sabe aquela história de limite de dados na banda larga fixa? Pois é, a novela voltou e a cobrança de planos baseados em franquias deve mesmo acontecer em 2017. E, mesmo que a Anatel tenha dito o contrário no final do ano passado, a confirmação agora veio do próprio ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Em entrevista ao Poder360, Gilberto Kassab garantiu a regulamentação da venda de pacote de dados e o fim da internet ilimitada na banda larga fixa para o segundo semestre de 2017. Ele argumentou que a prática será benéfica para o setor. "O nosso objetivo é beneficiar o usuário. O Ministério trabalha pra que o usuário seja cada vez melhor beneficiado com melhores serviços", explica.

Segundo Kassab, haverá um período de adaptação em que os assinantes já terão um limite no pacote de consumo, já que o choque inicial com a alteração na cobrança pode ser grande. Para ele, a ideia é que "esse serviço seja o mais elástico possível, mas tenha um ponto de equilíbrio, porque as empresas têm seus limites".

Confira a resposta completa:


Ponto de equilíbrio
Questionado sobre os problemas que seriam originados por essa imposição de limite na conexão dos brasileiros, o ministro esquivou. "O governo vai estar sempre ao lado do usuário, vai ficar muito claro isso. O problema não é a redução, o problema é ponto de equilíbrio", conclui.

Vale lembrar que o TecMundo já explicou em um artigo especial como seria o cenário de uma internet fixa limitada no país. Clique aqui, confira e prepare-se.

Fonte: Tecmundo (Via Poder360)

Curta nossa página no Facebook



ShareThis