Haddad diz ser contra liberar porte de armas e defende rigor no controle de empresas estatais

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, participou de compromissos nesta sexta-feira (19), no Rio de Janeiro. Ele falou sobre educação, porte de armas e controle sobre estatais.

Haddad chegou ao Clube de Engenharia acompanhado da mulher, Ana Estela.

Ele se encontrou com representantes de universidades federais, escolas de ensino técnico, pesquisadores e associação dos engenheiros da Petrobras.

O candidato do PT recebeu pedidos de mais investimento na área de ciência e tecnologia e para que a Petrobras seja a única operadora do pré-sal.

O Clube de Engenharia entregou um documento com 18 sugestões. Entre elas, estava a realização de um plebiscito sobre a revogação ou não do teto de gastos públicos e a não privatização da Eletrobras.

Educação
Em discurso, Haddad falou sobre Educação. Disse que pretende ampliar as oportunidades para os jovens.

"Quando se fala em reserva de vagas, em bolsa permanência, em instituto federal que é de ensino médio também, e de educação superior, nós estamos falando também de jovens brasileiros que antes do começo desse século não tinham nenhuma oportunidade, nenhum horizonte", afirmou.

"E hoje, o filho do pedreiro, que era um clamor da minha geração de estudantes, pode efetivamente virar engenheiro porque as oportunidades existem e precisam ser ampliadas."

O candidato afirmou que está numa cruzada para conquistar votos até o dia da eleição.

"Nós temos muita coisa pra reconstruir nesse país. Nós não vamos abdicar de defender o Brasil desse entreguismo que está tomando conta, desse projeto anti-nacional e antissocial que não se apresenta porque é covarde."

Corrupção em estatais
Depois do discurso, Haddad participou de uma entrevista coletiva. Ele disse o que pretende fazer para evitar casos de corupção em empresas como a Petrobras.

"Levamos controles internos pra dentro das estatais. Porque de fato você não tem garantias de que os diretores vão se comportar adequadamente sem os controles internos serem reforçados, como aconteceu nos ministérios."

Porte de armas
Sobre combate à violência, Haddad reafirmou ser contrário à liberação do porte de arma.

"As pessoas não tão preparadas pra se defender. O Estado que tem que fazer. Se não está fazendo bem, vamos construir o sistema único de segurança pública. Eu, se for presidente da República, vou assumir responsabilidade pela segurança pública. Coisa que não é atribuição do presidente da República, mas eu penso que deva ser, diante do caos que tá criado no país, com mais de 60 mil mortes."

Fonte: G1

Curta nossa página no Facebook

Novo trecho do Anel Viário ligará entroncamento de Juazeiro e Crato

Iniciadas em abril, as obras da 3ª etapa do Anel Viário do Cariri estão avançando nos últimos meses com o início da pavimentação. A rodovia, que ligará o entroncamento de Juazeiro e Crato, pela CE-292 até a CE-060, em Barbalha, tem como objetivo melhorar o fluxo de veículos na região do Cariri, encurtar a distância para municípios, universidades e órgãos públicos.

Ao todo, são 6,74 km na construção de pista dupla nos dois sentidos que formará a Avenida do Contorno. O investimento neste trecho é de R$ 34.774.846,08, com recursos do Governo do Ceará e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Atendendo uma área estratégica, a nova etapa do Anel Viário começa a partir do viaduto já existente na Avenida Padre Cícero, se estendendo até a Avenida Leão Sampaio, que dá acesso a Barbalha. A rodovia será ligada à Avenida Maria Letícia Pereira, que dá acesso às principais universidades da Região, como a Universidade Federal do Cariri (UFCA), o Instituto Federal do Ceará (IFCE) e a Unileão.

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Mulheres fazem novo ato contra Bolsonaro em todo o Brasil

O grupo Mulheres contra Bolsonaro, que se opõe ao candidato à presidência pelo PSL, programa atos de protesto pelo em 46 cidades brasileiras neste sábado (20). A ideia é repetir o movimento #EleNão, que saiu da internet e tomou conta das ruas no último dia 29. 

Segundo nota divulgada pelo grupo, o candidato apresenta "risco à democracia e ao Estado Democrático de Direito", além da retirada de direitos trabalhistas e sociais com caráter autoritário".

"Este ato não representa apenas a continuidade da luta das mulheres iniciada no dia 29 de setembro, mas também vem ao encontro das recentes manifestações de preocupação por parte da imprensa internacional, de diversas entidades de defesa dos direitos civis e humanos e de juristas, advogados e intelectuais com o que uma eventual vitória de Bolsonaro representa para nossa democracia", afirma o comunicado. Em São Paulo, o ato está previsto para as 15h no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo.

Os protestos do dia 29 de setembro aconteceram em cerca de 140 cidades. Em São Paulo, no Largo da Batata, 500 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores. A polícia não costuma estimar público presente em manifestações assim. Elas marcharam para a Avenida Paulista. Lá, a cantora Elza Soares se apresentou. 

Uma das organizadoras teve seu celular hackeado no dia anterior ao evento.

Na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, mais de 200 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores. O protesto tomou proporções gigantescas e é um dos maiores que já aconteceu na cidade. Elas rumaram em volta de um caminhão de som para a Praça XV, onde aconteceram shows da percussionista Lan Lanh com a atriz Nanda Costa e a sambista Tereza Cristina.

Organizadores avaliaram o evento como "um dia histórico". Todos os protestos aconteceram de maneira pacífica, sem confrontos. Celebridades também se uniram pela causa e postaram fotos se posicionando. No Rio de Janeiro, muitas atrizes estiveram no ato e se declararam contra o candidato. Também aconteceram atos a favor do candidato do PSL em São Paulo e no Rio.

Fonte: Universa/UOL

Curta nossa página no Facebook

Em Fortaleza, Haddad chama Bolsonaro de 'aberração' e 'soldadinho de araque' que não tem coragem para o debate

Durante ato de campanha no Centro de Fortaleza na manhã deste sábado (20),o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, chamou o concorrente do PSL, Jair Bolsonaro, de "aberração" e de "soldadinho de araque" ao citar denúncia de empresas envolvidas em supostos disparos em massa de mensagens com fake news. O petista também disse que o militar reformado não tem coragem para enfrentá-lo nos debates.

As declarações foram dadas em palanque montado na Praça do Ferreira, na presença do governador Camilo Santana (PT), da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, do candidato à Presidência derrotado no primeiro turno, Guilherme Boulos (PSOL), e de lideranças locais, além de milhares de apoiadores. O discurso do petista foi marcado por tom duro contra Bolsonaro.

"A chapa Haddad e Manuela tem compromisso com a democracia, com as liberdades, com os direitos sociais e civis, e não essa essa aberração que eles inventaram. A elite ficou dois anos procurando um candidato para representá-la. Acharam o que tem de pior no Congresso Nacional. Uma aberração que só fala em violência, só ofende, ofende os nordestinos, as mulheres, o negros", disse Haddad.

Soldadinho de araque
O professor também citou o caso de empresas supostamente envolvidas em esquema de disparo em massa de notícias falsas contra a chapa. "Eles montaram uma organização criminosa para botar dinheiro sujo no Whatsapp. O TSE e o MPE abriram inquérito para investigar", afirmou.

"Faz 28 anos que (Bolsonaro) está no Congresso e só vomita barbaridades, mas não me enfrenta porque não tem coragem de falar na minha cara o que falou no Whatsapp dele falou durante uma campanha inteira. Vem falar da minha família na minha cara, vem falar dos meus bens na minha cara, vem me enfrentar, seu soldadinho de araque", emendou.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Roger Waters: "Bolsonaro é louco, vingativo e insano"

O músico inglês Roger Waters, 75, está no meio de sua turnê pelo Brasil. Seu show espetacular, que reúne alguns dos maiores hits do Pink Floyd, banda que liderou dos anos 1960 ao início da década de 1980, agora segue sob o espectro do confronto do artista com parte de sua plateia.

Ao exibir #EleNão no telão do gigantesco palco montado no Allianz Parque, em São Paulo, no último dia 9, na estreia da turnê no país, ele recebeu mais vaias do que aplausos e inseriu sua figura na discussão polarizada do segundo turno da eleição presidencial.

Com um show de caráter político, seu posicionamento contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) é mostrado em um contexto de imagens destinadas a condenar o avanço, em escala global, do que Waters chama de neofascismo.

Os espetáculos seguintes, sem exibição da hashtag, receberam reações diversas. Na segunda noite paulistana, no dia 10, houve protestos do público, com faixas ofensivas abertas na arquibancada. Em Brasília, no dia 13, novamente uma plateia dividida, alternando vaias e aplausos.

Em Salvador, na última quarta (17), Waters teve sua recepção mais positiva. Exibiu no telão imagem do mestre de capoeira Moa do Katendê, morto no dia 7 deste mês, após uma discussão sobre política partidária. 

No show deste domingo (21) no Rio de Janeiro, é esperada uma homenagem a Marielle Franco, vereadora assassinada a tiros na cidade no dia 14 de março, junto com o motorista Anderson Gomes, em crime ainda não solucionado.

Na sexta (19), a Folha entrevistou Roger Waters. Encontrou o músico solitário no bar do hotel em que está hospedado em São Paulo, tocando piano enquanto aguardava o início da conversa.

Nos intervalos dos shows em sete cidades brasileiras, ele cumpre agenda de encontros, muitos relacionados a seu ativismo na campanha BDS (Boicote, Desinvestimento e Sanções), que ele defende desde 2006, apoiando boicote econômico, cultural e político a Israel —uma tentativa de pressão pelo fim da ocupação de territórios palestinos.

Na conversa, Waters disse que a reação barulhenta em São Paulo foi importante ao chamar atenção para o debate político proposto em sua turnê. Agradeceu ao público paulistano e sustentou suas pesadas críticas a Bolsonaro.

Leia a entrevista completa AQUI

Fonte: Folha.com

Curta nossa página no Facebook

Confira a agenda de Fernando Haddad em Juazeiro do Norte e Crato neste sábado (20)

O candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, realiza atividades de campanha no Ceará neste sábado (20). O petista fará caminhada em Fortaleza e na Região do Cariri.

Agenda do candidato a Presidente Fernando Haddad

Juazeiro do Norte(CE)

13h - Visita ao Horto
Local: Casarão do Padre Cícero - Colina do Horto, s/n.
Atendimento à imprensa no local

Crato (CE)

15h - Caminhada
Local: Praça Siqueira Campos - Centro, Crato, CE

Curta nossa página no Facebook

Água: propriedades, quantidade ideal e benefícios

O consumo regular de água durante o dia ajuda o corpo a funcionar melhor, previne problemas de saúde e pode, inclusive, melhorar a qualidade da pele. Isso porque a água compõe 70% do organismo humano e participa de praticamente todas as funções do nosso metabolismo.

Seu consumo é essencial a todos os tecidos corporais e é fundamental no transporte e diluição de diversas substâncias, além de macro e micronutrientes. Auxilia também no processo de digestão e excreção, favorecendo a eliminação de toxinas e filtragem renal.

Tipos de água
Você já deve ter reparado que existem diversos tipos de água divulgadas pela internet, que prometem emagrecer, desinchar mais o corpo, entre outros. Para os nutricionistas, essas variedades trazem benefícios sim, mas passam longe do milagre prometido. "A água natural ainda é a melhor opção para hidratar. Essas águas com sabor podem ser interessantes para quem não tem o hábito de beber água", diz a nutricionista Patrícia Pinesi, da clínica Maria Fernanda Barca.

A seguir, veja as características dos principais tipos de água:

Água potável: A água potável é essencial para o emagrecimento e manutenção da saúde. "A partir do momento em que começamos a entrar em um processo de desidratação, as pessoas podem confundir sede com fome e acabam comendo mais", explica a nutricionista Patrícia Pinesi, da clínica Maria Fernanda Barca.

Além disso, todas as reações do nosso organismo acontecem na presença de água, inclusive a quebra de gordura. A hidratação correta ainda mantém a saúde e contribui para a eliminação de toxinas e o transporte de nutrientes para as células de uma forma mais adequada.

A recomendação é ingerir entre 30 a 35 ml de água por kg de peso corporal, o que em média fica em torno de 2 litros por dia.

Água de berinjela: A água de berinjela é feita da seguinte forma: o vegetal é cortado em cubos e colocado de molho na água potável, após algumas horas ele é retirado e a pessoa bebe a água onde a berinjela estava. A crença popular é de que esta água seria rica em nutrientes e por isso contribuiria para a perda de peso.

Porém, até o momento nenhuma pesquisa conseguiu comprovar qualquer benefício da água de berinjela. "Até pode ser que uma ou outra substância seja liberada, mas é pouco. O ideal é consumir a berinjela em uma refeição, pode ser refogada ou grelhada", diz Patrícia.

A berinjela proporciona uma série de benefícios para saúde, ajuda a diminuir o colesterol, reduzir a ação das gorduras sobre o fígado e é boa para quem tem artrite, gota, reumatismo, diabetes e inflamações da pele em geral. Por ser rica em fibras, ela é boa para quem tem prisão de ventre e também contribui para a perda de peso saudável

Água de gengibre: Esta água pode contribuir para o emagrecimento saudável desde que seja ingerida da maneira correta e, claro, que faça parte de uma dieta balanceada. "O ideal é consumir o gengibre ralado ou espremido, não em rodelas. Ele tem que soltar seu líquido, o melhor é consumi-lo na salada, mas se quiser ralar na água e tomar, também pode", conta Patrícia.

O gengibre ajuda na perda de peso porque tem ação termogênica. "Por isso, auxilia no processo de queima de gordura e aceleração metabólica, mas ele não é responsável pelo processo de emagrecimento de fato. Ele ajuda sim, mas uma boa alimentação e atividade física diária é muito mais efetivo e saudável", destaca a nutricionista Vivian Ragasso, do Instituto Cohen de Ortopedia.

Pessoas com taquicardia devem consumir a água com moderação e evitar consumir o gengibre, pois ele possui efeito termogênico e em excesso pode elevar os batimentos cardíacos.

Água com limão: Não há comprovações científicas de que a água com limão de fato contribua para a perda de peso. "Entretanto, o poder alcalinizante do limão pode auxiliar nos processos de desintoxicação facilitando a perda de peso, desde que dentro de um conjunto de mudanças para adoção de hábitos saudáveis de alimentação", observa a nutricionista Hannah Médici. Pessoas com gastrite, úlcera no estômago e intestino ou outros problemas no trato gastrointestinal devem evitar essa prática.

Água Sass: A água Sass foi criada pela nutricionista americana Cynthia Sass e conta com gengibre ralado ou espremido, fatias de limão, pepino e folha de hortelã. Todos esses alimentos ficam de molho na água por 12 horas e depois ela é consumida. Por conter o gengibre ralado ou espremido, esta água pode contribuir um pouco para o emagrecimento saudável desde que aliada a uma dieta balanceada. "É uma fórmula muito boa pra ajudar no processo de detox sim, mas não é efetiva no emagrecimento. O melhor seria bater todos esses ingredientes e consumir após isso", diz Vivian.

Água com gás: No caso da água com gás, muitos acreditam que seu consumo esteja relacionado ao ganho de peso. "Não há comprovações científicas sobre manutenção, ganho ou perda de peso em relação ao consumo de água com gás", afirma Hannah. A água com gás só não deve ser muito consumida por quem tem problemas de gases e também não é interessante consumi-la junto com as refeições.

Água de coco: A água de coco apresenta uma associação de substâncias que a tornam especial mesmo quando comparada com bebidas industrializadas. Ela é rica em vitaminas, minerais, aminoácidos, carboidratos, antioxidantes, enzimas e outros fitonutrientes que ajudam o corpo a funcionar com mais eficiência.

Quantidade ideal de água por dia
Quem consome água de forma regular durante o dia ajuda o corpo a funcionar melhor, previne problemas de saúde, entre outros benefícios. "A água tem um papel regulador de muitas funções de nosso organismo. a quantidade de água que consumimos tem um papel fundamental desde o controle da temperatura até o bom funcionamento do sistema circulatório", explica o fisiologista Raul Santo de Oliveira.

Para saber a quantidade certa de água para consumir, basta multiplicar o seu peso corporal por 0,03. Assim, uma pessoa com 70 quilos, por exemplo, deve tomar aproximadamente 2,1 litros de líquido por dia. "É importante lembrar que esse cálculo é feito de maneira geral, mas a necessidade de água varia de pessoa para pessoa. Uma atleta de alto rendimento, por exemplo, pode perder um litro de água por hora, e por isso precisa de uma maior ingestão", diz o fisiologista Raul.

Benefícios do consumo da Água
Controlar a pressão sanguínea: Um estudo feito pela Vanderbilt University Medical Center, nos Estados Unidos, mostrou que a água sem nenhum aditivo pode ter um papel importante para regular a pressão sanguínea. "A água tem grande influência no controle da pressão, já que a sua presença determina a densidade do sangue. É por isso que em alguns aparelhos medidores, a pressão é medida em porcentagem de água no sangue", explica Raul Santo.

Previne cãibras: As cãibras aparecem quando há um desequilíbrio hidroelétrico em nossos músculos, causando uma contração involuntária da musculatura. "Beber água regularmente ajuda manter o equilíbrio hidroelétrico e o bom funcionamento das células musculares", diz o fisiologista.

Protege o coração: Um estudo feito pela Loma Linda University, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que bebem mais de cinco copos, o que equivale em média a dois litros, de água diariamente, têm menos chances de sofrer ataques cardíacos ou outras doenças do coração do que aqueles que bebem menos do que isso. "Com o sangue mais diluído, ele flui com mais facilidade pelos vasos sanguíneos, diminuindo as chances de infartos e derrames", explica o fisiologista.

Melhora o funcionamento do intestino: Quando o intestino não está funcionando muito bem, uma boa dica é comer mais fibras e ingerir mais água também. Aliás, ingerir muitas fibras e pouca água provoca o efeito reverso: intestino preso. Isso mesmo, a água auxilia na lubrificação das paredes intestinais e na movimentação do bolo fecal, evitando constipação e a formação de gases.

Protege contra pedra nos rins: Beber muita água é a principal maneira de se proteger da formação de um cálculo no rim. Quanto mais água bebermos, mais o nosso sangue circula e ficará diluído, facilitando o trabalho dos rins na hora de excretar nutrientes que não são mais necessários em nosso organismo. "A ingestão contínua de água faz com que nossos rins trabalhem constantemente devido ao maior volume de sangue. E isso acontece sem sobrecarregar os rins, mantendo sua função de 'limpar' o sangue eficiente", diz o urologista Roberto Maluf, do Hospital Santa Cruz.

Transporte de nutrientes: A água também é fundamental para que ocorra um bom transporte de nutrientes em nosso organismo. Segundo o fisiologista Raul Sano, sem ela, o sangue fica mais denso e, consequentemente, menos capaz de transportar nutrientes como vitaminas e minerais para nossas células. "A parte líquida do sangue, chamada de plasma, deve corresponder a 55% do sangue. Se essa proporção diminui pela falta de água, as células não recebem todos os nutrientes que deveriam".

Aumenta a resistência física: Durante exercícios físicos, a perda de água pelo suor faz com que nosso desempenho piore. Esse processo pode ser observado também longe do treino. De acordo com o especialista, algumas profissões exigem um esforço muito grande do corpo, e consequentemente, há uma perda maior de água pela transpiração. Além da hidratação, a água ajuda a controlar a temperatura do corpo, e assim melhora o rendimento em alguns esportes.

Ajuda a emagrecer: Por aumentar a atividade no sistema nervoso, e assim elevar o nível de energia gasto, o hábito de beber água constantemente também promove a perda de peso. De acordo com cientistas do Vanderbilt University Medical Center, uma pessoa que beba três copos de água por dia pode perder três quilos em um ano, sem mudar em mais nada sua rotina. Isso não resolve o problema de excesso de peso, mas ajuda quem quer emagrecer a entender como o sistema nervoso funciona. De acordo com a endocrinologista Alessandra Rascovski, se ingerirmos bastante líquido durante o dia, conseguiremos manter o estômago relativamente preenchido. Isso significa maior saciedade e, por sua vez, menor comida ingerida.

Protege os olhos: Manter o organismo hidratado é essencial para que os olhos fiquem protegidos de lesões. "Os olhos são órgãos muitos sensíveis a desidratação. Por isso, manter o organismo com níveis de água elevados, protege os olhos de ressecamento, causador de problemas oculares como inflamações e infecções", diz Raul Santo.

Absorção de vitaminas: As vitaminas C e do complexo B são hidrossolúveis, ou seja, só são absorvidas pelo organismo com a presença de água. "Ao contrário das vitaminas lipossolúveis, que ficam armazenadas no tecido adiposo, as vitaminas hidrossolúveis precisam ser consumidas regularmente, assim como a água, já que são eliminadas pela urina", diz Raul Santo.

Manter a pele jovem: Um dos primeiros sinais da falta de água (desidratação) se dá na pele e nas mucosas. "Entre as células, temos um líquido intersticial que ajuda na sustentação da pele, entre outras funções. A falta de ingestão de água deixa a pele flácida e sem viço", explica a dermatologista Daniela Taniguchi. A pele perde o turgor, demorando para voltar ao seu estado natural, quando sofre uma distorção. Por exemplo, quando beliscamos a pele, ela logo deve voltar ao seu estado normal ao soltarmos. Se isso demora para acontecer, é sinal de que está desidratada e flácida. Além de deixar a pele hidratada e firme, beber água também favorece a excreção de toxinas, substâncias que prejudicam a pele.

Limpa o organismo: De acordo com a nutricionista Márcia Curzio, o consumo de água é vital para o bom funcionamento do organismo, já que quando não nos hidratamos corretamente, substâncias tóxicas e prejudiciais ficam retidas no organismo, abrindo o caminho para o aparecimento de algumas doenças. "A cada 500 gramas de gordura que o organismo metaboliza, são produzidos e despejados no organismo cerca de 550 gramas de um mix de água e resíduos que tende a se acumular cada vez mais. Para que sejam eliminados, só há um meio: botar mais água para circular no corpo, o que proporciona uma espécie de faxina interna, garantindo o equilíbrio hídrico do organismo", explica Márcia Curzio.

Riscos da desidratação
Sabia que 70% do corpo humano é formado por água? No entanto, ao longo do dia, parte dela é eliminada por meio do suor ou da urina. Exatamente por esse motivo que, para manter a saúde em dia, é preciso caprichar na ingestão de líquidos.

"Quando não nos hidratamos corretamente, substâncias tóxicas e prejudiciais ficam retidas no organismo, abrindo caminho para o aparecimento de algumas doenças", explica a nutricionista Márcia Curzio.

A desidratação pode comprometer diversas atividades metabólicas vitais, entre elas o transporte de nutrientes pelo sangue, o bom funcionamento dos rins, intestinos, além da produção de hormônios e enzimas. "Todas essas reações só podem ocorrer em meio aquoso", esclarece Solange Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região (CRN3).

Dicas para tomar mais água:
  • Use a tecnologia a seu favor: nem sempre a memória dá conta de lembrar que é necessário beber água. Quando isso acontece, é possível recorrer à tecnologia. Uma forma é colocar um aviso no seu celular a cada meia hora por exemplo, ou utilizar aplicativos que te lembrem de ingerir água
  • Tenha sempre uma garrafinha de água com você: como não é sempre que estamos perto de um bebedouro ou de um filtro de água, é importante ter sempre à mão uma garrafinha d'água. Esse hábito ajuda a manter sempre em mente que é necessário beber água regularmente e também ajuda a trazer saciedade ao organismo, pois mantém o estômago relativamente preenchido. Além disso, também é possível estipular momentos para beber água ao longo do dia, como antes de almoçar, em jejum, nos intervalos entre as refeições e antes de dormir
  • Consuma alimentos ricos em água: a alimentação também é uma forma de contribuir para a hidratação do organismo. Alimentos como pepino, melão, melancia, morango, abobrinha e tomate. Vale ressaltar que apenas o consumo desses alimentos não é suficiente para suprir a quantidade de água que necessitamos diariamente. Lembra do cálculo que fizemos lá em cima? Por isso é importante equilibrar o consumo de água com a alimentação
  • Adicione frutas à água: Que tal acrescentar textura ao seu copo d'água? A nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional, em São Paulo, afirma que você pode acrescentar frutas fatiadas, amassadas ou mesmo cascas à bebida, que ganha o sabor da fruta de maneira bem leve e até parte das vitaminas. "Pode ser adicionado abacaxi picado, cascas de laranja ou limão, maçã picada, uvas, carambola ou mesmo ervas como capim cidreira, hortelã, canela em pau e cravo", afirma
  • Dê um sabor com suco concentrado: para quem reclama que a água não tem gosto, a dica é acrescentar suco concentrado de frutas. "Opte sempre pelas opções sem açúcar e não exagere nas quantidades, pois é só para dar um leve sabor e facilitar a digestão", afirma a nutricionista Roseli. A proporção ideal é um litro de água para 200ml do suco
  • Prepare um chá refrescante: nada como tomar um chá bem gelado para aliviar o calor. "Os chás são excelentes, porque além de hidratarem, têm funções que beneficiam a saúde", afirma a nutricionista Roseli. As ervas em infusões podem ser usadas dependendo da necessidade individual, como hortelã e alecrim para digestão, ou chá verde e de hibisco para efeito termogênico.

Fonte: Minha Vida

Curta nossa página no Facebook

TSE aceita pedido do PT para apurar difusão de notícias falsas pela campanha de Bolsonaro

A Polícia Federal vai abrir investigação para apurar a disseminação de notícias falsas pelas redes sociais na campanha presidencial. Serão duas frentes de apuração.

Na primeira, aberta por determinação do ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a PF analisará se o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) cometeu crimes eleitorais. A investigação foi solicitada pelo PT. Na outra frente, a pedido da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), a PF vai investigar a disseminação de notícias falsas na campanha presidencial contra ambos candidatos. O pedido da PGE cita reportagens do Globo, da BBC e do jornal “Folha de S.Paulo".

A partir de agora, a Justiça Eleitoral deverá encaminhar com mais rapidez à Polícia Federal os pedidos de investigação sobre “fake news”. A decisão de apressar as apurações criminais foi acertada numa reunião ontem entre a presidente do TSE, Rosa Weber, com representantes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Também na próxima semana, existe a possibilidade de o plenário do TSE analisar uma ação contra a divulgação de “fake news" pelo Whatsapp. Ministros da corte já deram decisões divergentes sobre isso, mas o plenário, composto por sete integrantes, ainda não deliberou a respeito. Se o fizer, poderá criar um parâmetro para julgamentos futuros. Na prática, porém, isso terá pouco efeito na eleição deste ano, uma vez que o primeiro turno já passou e o segundo está marcado para o dia 28 de outubro.

No TSE, o pedido de investigação, aceito ontem pelo ministro Mussi, foi feito pelo PT. O partido se baseou em reportagem do jornal “Folha de S.Paulo", segundo a qual empresas — que foram proibidas de fazer doações eleitorais — estariam favorecendo a campanha do candidato do PSL ao comprar pacotes de divulgação em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp.

No pedido da PGR, é citada reportagem do Globo na qual o consultor de marketing digital da campanha presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB), Marcelo Vitorino, disse ter participado de reunião em que uma empresa ofereceu ao partido a entrega de disparo de mensagens por WhatsApp para até 80 milhões de pessoas, usando cadastro de terceiros, o que é proibido por lei. Os tucanos não aceitaram a proposta.

O PT também pediu ao TSE que as empresas acusadas de comprar os pacotes e o Whatsapp fossem investigados. Mas Mussi lembrou que as sanções de inelegibilidade e cassação de registro ou diploma não podem ser aplicadas a pessoas jurídicas. Assim, a investigação se fixará em Bolsonaro, no seu vice, o general reformado Hamilton Mourão, e em mais 11 empresários, entre eles Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, e dez sócios das empresas de mídia digital acusadas de irregularidades. Foi dado um prazo de cinco dias para que eles apresentem sua defesa. Hang nega as acusações.

Mussi negou liminar em alguns pedidos do PT, como o de prender Hang e de decretar busca e apreensão de documentos na sua residência ou na sede da Havan. “Observo que toda a argumentação desenvolvida está lastreada em matérias jornalísticas, cujos elementos não ostentam aptidão para, em princípio, demonstrar a plausibilidade da tese em que se fundam os pedidos”, afirmou o ministro.

Mussi também negou pedido para obrigar o empresário a repassar toda a documentação contábil, financeira, administrativa e de gestão relativo aos gastos com a campanha de Bolsonaro, e para fazer o Whatsapp elaborar um plano de contingência capaz de suspender o disparo em massa de mensagens ofensivas a Haddad.

Na investigação da PGR, o inquérito deve apurar a disseminação de mensagens em redes sociais tanto em relação a Bolsonaro, quanto a Haddad. A investigação foi solicitada por meio de ofício enviado ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a quem a PF é subordinada.

A procuradora Raquel Dodge afirmou que o uso de recursos tecnológicos para espalhar informações falsas é “uma nova realidade mundial que exige investigação".

Bolsonaro negou qualquer envolvimento com a disseminação de fake news por meio de empresas que apoiam sua candidatura. “Eu não tenho relação nenhuma com empresários nesse sentido. Nós estamos derrotando o PT com verdades. Nós não precisamos mentir sobre o sr. Haddad. Eles estão desesperados", afirmou o candidato do PSL.

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook

Governo do Ceará celebra parceria da CIPP S.A. com o Porto de Roterdã

Um dos principais polos movimentadores da economia cearense, a Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém S/A,vai atuar junto de um dos maiores portos do mundo, impulsionando o comércio e o desenvolvimento. Nesta sexta-feira (19), em solenidade no Palácio da Abolição, o Governo do Ceará celebrou a parceria com o Porto de Roterdã, da Holanda. A participação holandesa no complexo envolve investimento de 30% nas ações da CIPP S.A., no valor de R$ 323 milhões, atuando também no conjunto das decisões estratégicas.

O governador Camilo Santana comemorou a parceria e destacou o empenho para selar o acordo. “Estou bastante otimista, me lembro quando nos reunimos pela primeira vez, em 2015, e contratamos uma consultoria para viabilizar essa parceria. As coisas precisam ser feitas por etapas para garantir segurança, viabilidade. Mas o mais importante é que estamos fechando com o maior porto da Europa, um dos maiores do mundo, que vai abrir as portas do Porto do Pecém para empresas internacionais. Não tenho dúvida que vai beneficiar o povo cearense, criando oportunidades de emprego, de renda. Quero agradecer todo o esforço das equipes técnicas que se dedicaram ao longo desses anos. Sei que será uma parceria longa e trará benefícios para ambos os lados”.

O Porto de Roterdã também terá posições na Diretoria Executiva, no Conselho Fiscal e no nível gerencial das operações, sendo o Estado do Ceará o acionista majoritário na CIPP S.A. A operação não envolve venda ativos e o Estado manterá o controle e propriedade ou posse de todos os seus ativos.

Allard Castelein, CEO do Porto de Roterdã, disse que os países têm muitas afinidades. “É um prazer estar aqui hoje. Holanda, Países Baixos, Brasil, temos muito mais em comum do que vocês pensam. Somos nações que amam comércio exterior e futebol. Agora surge uma oportunidade entre os dois portos de trazer o mundo para o Ceará. Os portos de 2018 exigem segurança, perfeita estrutura, plataformas digitais, visão de longo prazo. O Porto de Roterdã vem se desenvolvendo há 500 anos e é responsável por um PIB do nosso país de cerca de 6%. Através dessa parceria queremos aumentar o comércio e potencializar o desenvolvimento. Fiquei impressionado com a visão do governador e espero que essa parceria continue até um futuro longo”.

O embaixador dos Países Baixos no Brasil, Kees Van Rij, destacou as relações históricas do Ceará com outros países beneficiados de maneira direta ou indireta com a parceria, frisando que os laços holandeses com o Ceará vêm desde o século XVII. “O Ceará é cinco vezes maior que o nosso país. O Porto de Roterdã é o mais importante da Europa e o Porto do Pecém tem uma posição estratégica, fica próximo do México, do canal do Panamá. Contribui para o desenvolvimento e vamos celebrar o novo comércio entre o Ceará e os Países Baixos. Importante garantir boas conexões com o interior e fornecer cargas para o exterior. Essa parceria veio para coroar nossas relações comerciais de séculos”.

O presidente da CIPP S.A., Danilo Serpa, afirma que o complexo teve sua estrutura totalmente ampliada e adequada para esta nova fase. “Quero agradecer e coroar essa parceria, que vem para alavancar ainda mais nosso complexo portuário. Ele está pronto para receber qualquer indústria, qualquer empresa. O governador está entregando a sua segunda ampliação, que no total, ele mais do que dobrou de tamanho desde 2002. Essa parceria vai facilitar as relações com as maiores empresas e todo o entusiasmo do nosso governador Camilo Santana visa turbinar os nossos investimentos”.

Estiveram também na solenidade a vice-governadora Izolda Cela; o Diretor Internacional do Porto de Roterdã, René Van de Plas; o presidente do Senado, Eunício Oliveira; o secretário Chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista; o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro; o secretário do Planejamento, Maia Júnior; o vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque; o CEO da Angola Cables, Antonio Nunes; o diretor-geral da Air France-KLM na América do Sul, Jean-Marc Pouchol; entre outras autoridades.

Histórico
Em outubro de 2015, a Cearáportos, então administradora do Porto de Pecém, contratou um consultor estratégico – o Porto de Roterdã– com o objetivo de identificar todo o potencial do Porto do Pecém a se desenvolver como um porto industrial. Por reconhecer o grande potencial do Porto do Pecém, houve manifestação de interesse da empresa Port of Rotterdam em se tornar parceiro do Estado do Ceará para realizar o desenvolvimento da expansão e exploração do potencial comercial do complexo, identificando grandes oportunidades de negócios para o Ceará.

Após a assinatura do Memorando de Entendimento entre as duas partes, em março, de 2017, na Holanda, iniciaram as tratativas para formação do modelo de negócio envolvendo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e Cearáportos; que posteriormente, nesse contexto, tornou-se CIPP S.A.

Nesse processo, o Estado fez adequações na sua legislação e estrutura administrativa. Modernizou a legislação referente ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém e sua então administradora Cearáportos, ampliando seu objeto social, alterando sua vinculação administrativa e tornando a Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-CE) sua subsidiária.

Com isso, a denominação social da Cearáportos também foi modificada, passando a ser Complexo Industrial e Portuário do Pecém S.A (CIPP S.A) para dar maior abrangência à sua atuação e passou a atuar vinculada administrativamente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Além disso, também realizou a cessão de bens imóveis de posse e propriedade do Estado à CIPP S.A.

Porto do Pecém
O Terminal Portuário do Pecém funciona nos turnos diário e noturno, empregando cerca de 1.500 pessoas na parte administrativa, logística e de transporte. O movimento de caminhões é constante, chegando a passar pelo local três mil veículos por dia. Devido ao grande tráfego, uma nova ponte, que liga o pátio de armazenagem do complexo aos píeres, está sendo construída, com previsão de conclusão ainda este ano. Atualmente, oito berços recebem os navios que carregam as mais variadas cargas. Um nono espaço está em fase de conclusão.

O primeiro píer, com dois berços, serve para receber o carvão mineral que funciona de combustível para a Termelétrica e a Companhia Siderúrgica do Pecém. Lá também é descarregado o minério de ferro utilizado na CSP. O segundo píer funciona exclusivamente para o recebimento e distribuição de gás, também com capacidade para dois navios. Logo em diante, está o maior espaço do Porto, chamado de terminal multiuso (TMUT), onde as mais variadas cargas são carregadas e descarregadas. Ele tem capacidade para receber até quatro navios ao mesmo tempo. O nono berço funcionará neste local.

Para o transporte do carvão mineral e do minério de ferro o Porto possui duas correias transportadoras, que seguem as adequações indicadas pelos órgãos ambientais para não agredir o meio ambiente. No Pátio de Armazenagem os produtos ficam separados de acordo com sua destinação final. Seis balanças fazem a pesagem de tudo que entra e sai do local. Além disso, as cargas são escaneadas.

O local é uma das saídas mais utilizadas para a exportação de frutas. Boa parte do granito enviado para fora do Brasil passou a sair pelo terminal. Antigamente, ele era transportado de caminhão para o Espírito Santo e de lá era exportado. Pás eólicas produzidas no Ceará também são enviadas para o mercado nacional e internacional via Porto do Pecém, assim como as placas de aço produzidas pela CSP.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Morador encontra 20 cães mortos enquanto fazia caminhada em Juazeiro do Norte

Um morador de Campo Alegre, em Juazeiro do Norte, encontrou restos mortais de cerca de 20 cachorros, e de pelo menos um gato, queimados, em um terreno baldio da região, nesta sexta-feira (19). Parte dos cães estava com coleiras. 

Marcos Alan caminhava com a mãe e a sobrinha, nas proximidades do terreno, quando se deparou com os animais. Ele denunciou a situação pelas redes sociais.

“Não só me chocou, como também chocou minha mãe, que tem 76 anos e nunca tinha se deparado com uma cena como essa, de tanta crueldade”, lamenta.

A polícia ambiental do Cariri afirmou à reportagem que recebeu denúncia do caso, fez uma varredura na região, mas não encontrou o local. A reportagem da TV Verdes Mares esteve no local com o morador e também viu os animais mortos.

O morador acredita que o local foi usado como “desova”. “Até acredito, pela forma como eles foram encontrados espalhados, que tenham sido incendiados vivos. Foi o que me veio logo na cabeça, pela forma em que eles estão”, detalhou.

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

20 de outubro

1097 - Os cruzados chegam à cidade de Antioquia, na actual Turquia, aquando da Primeira Cruzada.
1959 - A RTP (Rádio e Televisão de Portugal) torna-se membro da União Europeia de Radiodifusão.
1990 - Criada a MTV Brasil.
1991 - Ayrton Senna (foto), vence em Suzuka, no Japão, o seu terceiro campeonato mundial de Fórmula 1.
2011 - O grupo terrorista basco Euskadi Ta Askatasuna (ETA), anuncia o fim de sua atividade terrorista.

Nasceram neste dia…
1819 - Báb Siyyid 'Ali-Muhammad, profeta persa fundador da Fé Babí (m. 1850).
1928 - Daniel Nathans, microbiologista estado-unidense (m. 1999).
1942 - Christiane Nüsslein-Volhard, bióloga alemã.
1945 - Calane da Silva, jornalista moçambicano.

Morreram neste dia…
1187 - Papa Urbano III (n. 1130).
1980 - Robert Whittaker, zoólogo estado-unidense (n. 1920).
1984 - Paul Dirac, matemático e físico britânico (n. 1902).
2011 - Muammar al-Gaddafi, político líbio (n. 1942).

Fonte: Wikipédia

Partido de Ciro pede ao TSE investigação de Bolsonaro e anulação da eleição

O PDT, partido do candidato derrotado à Presidência Ciro Gomes, apresentou uma ação nesta sexta-feira (19) ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na qual pede que seja investigado o suposto esquema de financiamento ilegal de campanha por meio de empresários que teriam contratado o disparo de mensagens via WhatsApp como forma de favorecer o candidato Jair Bolsonaro (PSL).

Na ação, o PDT acusa a campanha de Bolsonaro de disseminar fake news (notícias falsas, em inglês) com o objetivo de prejudicar os adversários na campanha e defende que os votos dados a Bolsonaro no primeiro turno sejam anulados, com a convocação de novas eleições.

"A robustez das provas, ora apresentadas, são patentemente aptas a caracterizar a ocorrência do abuso de poder econômico, em especial, porque a ação tomou como parâmetro fatos notórios, que foram amplamente divulgados nos veículos de comunicação, sendo de conhecimento comum a prática reiterada de disseminação de fakenews (fato, inclusive, admitido pelo próprio TSE) e a polêmica notícia que indica a contratação por pessoa jurídica de impulsionamento conteúdo (via whatsapp), durante o pleito", escrevem os advogados do partido na ação.

O processo, uma Aije (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), foi movido como repercussão à reportagem da Folha de S.Paulo, que na quinta-feira (18) apontou que empresas privadas estariam comprando pacotes de disparo em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp, com contratos de até R$ 12 milhões.

A campanha do candidato do PT, Fernando Haddad, que disputa o segundo turno contra Bolsonaro, também entrou no TSE pedindo investigação e a cassação do mandato caso Bolsonaro seja eleito.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), se reuniu nesta sexta-feira com a presidente do TSE, ministra Rosa Weber. Após a reunião, o advogado do partido, Eugênio Aragão, afirmou que a ministra prometeu uma resposta ainda hoje na ação apresentada pelo PT. O processo será julgado pelo corregedor do tribunal, ministro Jorge Mussi.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

WhatsApp decide remover contas suspeitas de difundir notícias falsas

A rede social WhatsApp está tomando medidas contra empresas que atuam com envio em massa de mensagens com conteúdos falsos ou enganosos. A decisão ocorre um dia após o jornal "Folha de S. Paulo" publicar reportagem segundo a qual empresas de marketing digital custeadas por empresários estariam disseminando conteúdo em milhares de grupos do aplicativo.

De acordo com a nota da empresa, o WhatsApp está “tomando medidas legais imediatas para impedir empresas de enviar mensagens em massa via WhatsApp”. A companhia também informou que baniu contas associadas a estas empresas.

No comunicado, a assessoria da empresa informou que foram canceladas também “centenas de milhares de contas durante o período das eleições no Brasil”. “Temos tecnologia de ponta para detecção de spam que identifica contas com comportamento anormal para que não possam ser usadas para espalhar spam ou desinformação”, acrescentou a nota.

A reportagem da "Folha de S. Paulo" apontou uma rede de empresas de marketing digital contratadas para efetuar os disparos em massa. Os contratos, que chegariam até R$ 12 milhões, seriam bancados por empresários próximos ao candidato.

Reações
Ontem (18), o PT entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cobrando apuração do ocorrido. Além de investigação dos empresários e de seu vínculo com a candidatura Bolsonaro, o partido requereu que a Justiça Eleitoral dê ao WhatsApp 24 horas para promover um plano de contingência que bloqueie o envio das mensagens em massa pelas firmas de comunicação digital citadas na reportagem.

O fenômeno das notícias falsas vem marcando as eleições deste ano. A missão internacional da Organização dos Estados Americanos (OEA) manifestou preocupação com o fenômeno da desinformação durante o 1º turno. No balanço da votação do 1º turno, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, também alertou para o problema, em especial vídeos e mensagens colocando em dúvida a lisura do processo eleitoral.

WhatsApp tem sido o foco de maior preocupação. Estudo de professores da USP e UFMG e Agência Lupa em 347 grupos na plataforma encontrou entre as imagens mais compartilhadas um índice de apenas 8% de caráter verdadeiro. A empresa também disse que usa tecnologia de ponta para detectar contas com comportamento anormal para que elas não possam ser usadas para espalhar mensagens de spam.

Fonte: Agência Brasil e Folhapress

Curta nossa página no Facebook

Cortar gorduras não é a melhor dieta para perder peso

Dietas de baixa gordura não são tão eficazes como as de baixo carboidrato ou as dietas mediterrâneas para perder peso, de acordo com um novo estudo que também concluiu que não há dietas que funcionem realmente bem no longo prazo.

De acordo com o “Guardian”, a gordura tornou-se a grande inimiga décadas atrás — culpada por doença cardíaca e, em seguida, pelo constante aumento da obesidade. A lógica de uma dieta de baixa gordura foi a de que ela deveria trabalhar mais rápido, já que a gordura contém o dobro de calorias por grama de carboidratos.

A mania do baixo teor de gordura levou à formulação de milhares de produtos, desde iogurtes até refeições prontas. No entanto, invariavelmente, o açúcar — agora cada vez mais culpado pela obesidade — foi utilizado para encorpar esses produtos e melhorar o sabor.

55 anos de estudos
Uma análise publicada na revista “Lancet Diabetes and Endocrinology”, que compara 53 estudos de longo prazo realizados desde 1960 sobre dietas — envolvendo mais de 68.000 pessoas — diz que o velho conselho de cortar gordura estava errado.

“Não há boas evidências para recomendar dietas de baixa gordura”, disse a autora Dra. Deirdre Tobias do Brigham and Women’s Hospital e da escola de medicina de Harvard, em Boston.

“Por trás de aconselhamento dietético atual para cortar a gordura, que contém mais do dobro das calorias por grama de carboidratos e proteínas, o pensamento é que simplesmente reduzir a ingestão de gordura levará naturalmente a perda de peso. Mas a nossa forte evidência sugere claramente o contrário”, afirmou a pesquisadora.

Partidários de dietas de alto teor de gordura e baixo carboidrato, como a dieta de Atkins, podem sentir algum conforto diante da pesquisa, que foi financiada pelos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA e pela American Diabetes Association.

Falta de persistência
Embora essas dietas tenham funcionado melhor do que dietas de baixa gordura, os pesquisadores descobriram que dietas em geral não funcionaram particularmente bem a longo prazo, período definido como mais de um ano. A perda de peso é sustentada por seis meses, mas, em seguida, muitas pessoas param de perder peso e até mesmo o recuperam, caso desistam da dieta. Nos testes, as pessoas em dietas de baixo carboidrato só perderam 1kg a mais, em média, do que aqueles em dietas de baixa gordura. A perda de peso média geral após um ano nos testes foi de 3,75kg.

Em um comentário publicado na revista, Keith Hall, do Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais em Bethesda, nos EUA, disse que uma das principais razões pelas quais as pessoas não conseguiram perder mais peso foi, provavelmente, que tinham desistido da dieta bem antes de se passar um ano. É necessário muito mais pesquisas sobre como ajudar as pessoas a perder peso e a manter essa situação, escreveu.

Fonte: O Globo

Curta nossa página no Facebook

Concurso da Seduc para professor acontece neste domingo (21)

Neste domingo (21), das 9h às 13h, os 55.238 candidatos inscritos no Concurso para Professor da Rede Pública Estadual farão as provas objetivas que correspondem à primeira etapa desse certame, constituído de três etapas. São ofertadas 2.500 vagas, distribuídas nas 13 disciplinas do Ensino Médio, além de Libras, a Língua Brasileira de Sinais. O Concurso é uma realização do Governo do Ceará, por meio das Secretarias da Educação (Seduc) e do Planejamento e Gestão (Seplag). A Instituição Organizadora do Concurso é a Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), por meio da Comissão Executiva do Vestibular (CEV).

As provas objetivas terão duração de quatro horas (9h às 13h). Os candidatos que necessitarem de algum tipo de condição especial serão atendidos conforme as regras do edital. As provas vão abranger os temas: Administração Pública, Educação Brasileira: Temas Educacionais e Pedagógicos, Conhecimentos Básicos da Língua Portuguesa e a Disciplina específica da área da Habilitação, totalizando 80 questões. As disciplinas com os maiores números de inscritos são Língua Portuguesa (10.053), História (7.289), Matemática (7.209) e Biologia (6.792).

Conforme o secretário da Educação, Rogers Mendes, a admissão de professores oriundos dos concursos públicos realizados pela administração pública está entre as ações diferenciadas trabalhadas pela atual gestão para os profissionais da educação. “O objetivo é valorizar a carreira do magistério da rede pública estadual e assegurar a qualidade do ensino e da aprendizagem”, destaca o gestor.

O cartão de informação do candidato contendo os locais e endereços da prova já está disponível no site da organizadora do Concurso, a Funece (www.uece.br/cev). Além dos locais de prova na capital, os candidatos serão atendidos nas cidades cearenses de Acaraú, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Crateús, Crato, Horizonte, Icó, Iguatu, Itapipoca, Jaguaribe, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Quixadá, Russas, Sobral, Tauá, Tianguá e Senador Pompeu.

O presidente da Comissão Executiva do Vestibular da Uece, Fábio Perdigão, informa aos candidatos, que cheguem aos locais de prova, com uma hora de antecedência, isto é, às 8h, munidos de caneta esferográfica de tinta nas cores preta ou azul, fabricada em material transparente, e do documento de identidade original, segundo o especificado no edital.

Os aprovados no Concurso vão ocupar o cargo de professor, nível A, cuja remuneração inicial é de R$ 3.588,27, mais auxílio-alimentação no valor de R$ 15,00 por dia útil trabalhado para 40 horas semanais. Para assumir o cargo de professor, o candidato deverá ter grau superior em nível de licenciatura plena.

Na próxima etapa, haverá uma prova prática (aula) na disciplina em que o candidato está concorrendo, enquanto a terceira compreenderá o exame de títulos. As duas primeiras são de caráter eliminatório e classificatório, enquanto a última é somente de caráter classificatório. A rede pública estadual de ensino atende a 540 mil alunos, em 724 escolas. A matrícula no Ensino Médio corresponde a 382 mil estudantes, que nesse nível de ensino têm um currículo composto pelas seguintes disciplinas: Arte-Educação; Biologia; Educação Física; Filosofia; Física; Geografia; História; Libras; Língua Espanhola; Língua Inglesa; Língua Portuguesa; Matemática, Química e Sociologia.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Ceará passa a ter terceira maior frota policial de aeronaves do Brasil

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) recebeu do Governo do Ceará dois novos helicópteros nesta sexta-feira (19). Os equipamentos reforçarão a atuação policial em resgates, missões, combate a incêndios e monitoramento do meio ambiente na Capital e no Interior. Agora, o Ceará passa a ter a terceira maior frota policial do Brasil, considerando todos os tipos de aeronave, e a maior em aeronaves biturbina e em voo por instrumentos, o que resulta em autonomia de sobrevoo a qualquer hora e em qualquer ponto do Estado, diminuindo o tempo médio de resposta para ocorrências a 30 minutos.

Os helicópteros foram entregues pela Helibras, única fabricante brasileira de helicópteros e subsidiária da Airbus, líder mundial nos segmentos aeroespacial e de serviços relacionadas à defesa. Atualmente a Ciopaer dispõe de dez aeronaves em operação, nas bases de Fortaleza, Sobral, Juazeiro do Norte e Quixadá, sendo nove helicópteros e um avião. São seis os helicópteros da Airbus, dois AS350 e quatro biturbinas (EC135 e EC145).

O evento de apresentação das aeronaves foi realizado no hangar da sede do Ciopaer. O governador Camilo Santana participou da solenidade, acompanhado do presidente da Helibras e Head of Country da Airbus no país, Richard Marelli, e do diretor do Centro de Entregas da Airbus na Alemanha, Amaury Bastos. Também estiveram presentes na ocasião lideranças políticas, membros do secretariado estadual e autoridades policiais.

Camilo Santana destacou que o investimento para reforçar a estrutura e os equipamentos na área da Segurança Pública faz parte de planejamento prioritário do Governo do Ceará. “Essas aeronaves estão entre as mais modernas do mundo, e agora se agregam aos trabalhos da Ciopaer. Consideramos que vamos levar o serviço para mais próximo da população. A ideia é que toda a aeronave esteja no máximo a 30 minutos do município do qual receber a demanda para atender o mais rápido possível. Com essa estrutura conseguiremos dar respostas mais rápidas e garantir a segurança do povo cearense”, explicou o chefe do Executivo.

Cada aeronave custou R$ 40 milhões, via Projeto de Modernização Tecnológica (Promotec), da Secretaria da Ciência, Tecnologia, e Educação Superior (Secitece). O valor inclui, além dos veículos, todo o aparato que será utilizado para as atividades a serem desenvolvidas.

Durante o seu discurso, o governador revelou ainda que o Governo do Ceará deve adquirir futuramente mais um helicóptero dentro dos padrões dos recém-apresentados para continuar melhorando os serviços de operações aéreas. “A gente quer ver se fecha esse ano para que, no mais tardar no final de 2019 ou início de 2020, já seja possível receber mais uma nova aeronave para a frota do Ceará”.

Compromisso e qualidade
As duas aeronaves são do modelo Airbus Helicopters Deutschland H135 Helionix, as primeiras no mundo em configuração policial. Elas contam com sistema inovador que oferece maior flexibilidade e mais segurança nas operações. Com uma interface homem-máquina (HMI) muito mais moderna, o sistema Helionix possui piloto automático de quatro eixos e exibe todos os parâmetros de voo, bem como os dados de gerenciamento da aeronave, em uma única tela. A função Part Time Display apresenta resumidamente esses mesmos parâmetros, permitindo ao piloto avaliar rapidamente a situação, o que reduz a carga de trabalho a bordo e aumenta a concentração na missão. Mais de 200 helicópteros da família de H135 estão em serviço em missões policiais no mundo. A frota global de H135 com mais de 1.270 helicópteros em operação, já atingiu cerca de 5 milhões de horas de voo.

Para vir ao Ceará, foram meses de análises, estudos e reuniões entre Governo, representantes da Segurança Pública e desenvolvedores. Coordenador da Ciopaer, delegado Aristóteles Tavares Leite afirmou que o Estado fez a melhor escolha com profissionalismo e planejamento voltado a assegurar o que há de melhor para operações aéreas. “Tivemos a grata satisfação de receber esses dois helicópteros, que representam na linguagem da engenharia aeronáutica o verdadeiro estado da arte. Reúnem tecnologia suficiente para proporcionar missões seguras, eficientes e exitosas num custo-benefício bastante satisfatório para o operador.”

O diretor do Centro de Entregas da Airbus na Alemanha, Amaury Bastos, elogiou a qualidade dos profissionais que estão a serviço da segurança do Estado do Ceará e disse que sente orgulho de fazer parte dessa parceria. “É uma alegria muito grande estar na casa da Ciopaer. Para esses helicópteros estarem aqui hoje, foram vários meses de intensas reuniões para discutir as configurações das aeronaves, os planos de acompanhamento de produção, as definições dos treinamentos, dentre outros temas. Depois, mais outros meses para receber a equipe da Ciopaer na Alemanha. Como brasileiro, eu me senti muito orgulhoso pelo nível de profissionalismo, competência e conhecimento desta equipe, que surpreendeu e desafiou, positivamente, os engenheiros alemães”, testemunhou.

Dentro do acordo para aquisição das aeronaves, o Estado também conta com o suporte local da Helibras com a presença de um assistente técnico, além do apoio de uma oficina parceira, em Fortaleza.

Atendimento médico
As novas aeronaves da Ciopaer, batizadas como “Fênix 08” e “Fênix 09”, também atuarão nas missões de apoio de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Ceará (Samu), em qualquer horário, mesmo com condições atmosféricas desfavoráveis. Um dos helicópteros ficará na base da Coordenadoria instalada em Quixadá, inaugurada em julho deste ano, enquanto a outra será baseada em Fortaleza.

Números da Ciopaer
De janeiro a setembro de 2018, a Coordenadoria já registrou 529 atendimentos, entre acidentes automobilísticos, afogamentos, remoções aeromédicas, apoio a operações policiais, fuga de presos, roubo a banco e cerco policial, entre outros. Os trabalhos compreendem as quatro bases da Ciopaer no Estado. As três bases no Interior do Estado – Sobral, Juazeiro e a recém-inaugurada Quixadá – foram entregues pelo governador Camilo Santana.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Fernando Haddad participa de atividades de campanha no Cariri neste sábado (20)

O candidato a presidente pelo PT, Fernando Haddad, realiza atividades de campanha no Ceará neste sábado (20). O petista fará caminhada em Fortaleza e na Região do Cariri e, em seguida, participará de evento no Estado do Piauí. 

Fernando Haddad iniciará sua atividade de campanha, em Fortaleza, a partir das  8 horas, na Praça da Bandeira. Em seguida, ele fará um ato político na Praça do Ferreira, principal ponto de encontro do Centro da Capital. No período da tarde, o petista estará participando de caminhada no Município do Crato, na Região do Cariri.

A candidata a vice Manuela D´Ávila (PCdoB) e o presidenciável derrotado no primeiro turno, Guilherme Boulos (PSOL), também participarão das atividades de campanha. É aguardada ainda a participação do governador Camilo Santana (PT), que nos últimos dias tem aumentado a atuação em prol da candidatura do correligionário. No fim da tarde, Fernando Haddad parte do Ceará rumo ao Piauí, onde continuará agenda pelo Nordeste brasileiro. 

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Hospital Regional do Sertão Central é referência no tratamento de AVC

Com entusiasmo, a agricultora Tereza Cristina Pinto, de 52 anos, moradora do município de Solonópole, comemora a sua recuperação após ter sofrido um AVC isquêmico no último dia 3. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 Ceará), levada para o hospital do município e rapidamente transferida para o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim. O HRSC é o terceiro hospital construído pelo Governo do Ceará no interior, com atendimento especializado e pioneiro no tratamento do AVC agudo na região.

“O atendimento aqui é ótimo. É mil por cento mesmo. Eu tinha medo de ficar arrastando perna, ficar com a mão torta, mas estou perfeita, graças a Deus, a cada dia melhor. Me sinto muito bem aqui, não vou nem pedir para ir embora, só vou quando mandarem”, diz Tereza. “Aqui é tudo bom demais. Todo mundo é muito atencioso, desde os médicos, enfermeiros, técnicos, até o pessoal da limpeza”, afirma.

O serviço de atendimento em Acidente Vascular Cerebral no HRSC tem 10 leitos de internação para prestar assistência nas primeiras 72 horas ao paciente diagnosticado com AVC. Implantado em julho deste ano, o Hospital Regional do Sertão Central já realizou 89 atendimentos na unidade de AVC. Os pacientes são encaminhados para o HRSC pela Central de Regulação de Leitos do Ceará.

“É de suma importância a identificação precoce dos sinais e sintomas do AVC, tanto por parte do paciente, familiar e/ou primeiro atendimento, para que esse paciente possa ser beneficiado pelo tratamento mais adequado em unidade de referência, pois a urgência no atendimento é crucial, visando reduzir a chance de sequelas graves e incapacitantes”, ressalta a coordenadora de enfermagem do serviço, Anna Karuza Feitosa.

No mundo, a cada seis segundos uma pessoa morre em decorrência do AVC e de suas complicações. A unidade de AVC agudo tem papel muito importante na redução dessa estimativa, como também reintroduzir a pessoa afetada às suas atividades diárias, autonomia e qualidade de vida. Tereza Pinto estava em casa, mostrando umas fotos para a mãe dela, quando de repente caiu da cadeira e, de repente, passou a não sentir alguns movimentos do corpo.

Situação semelhante viveu a agricultora Luzimar Alexandre de Oliveira, moradora do Distrito de Uruquê, na zona rural de Quixeramobim, que deu entrada no HRSC na última terça-feira, 9, também diagnosticada com a mesma enfermidade. “Eu já tinha sentido uma vez, mas nem liguei em procurar um médico. Não sabia o que era. E dessa vez agora, eu estava lavando roupa e comecei a sentir dormência na perna e no braço. O remédio da pressão eu só tomava quando queria e lembrava”, fala Luzimar. “Agora estou bem e já estou até com previsão de alta”, comemora sorrindo.

O rápido atendimento é essencial para evitar sequelas. “A criação da Unidade de AVC é um marco no que se refere à assistência em saúde na região. O foco da nossa unidade é voltado principalmente ao tratamento do AVC isquêmico, que representa 85% dos AVCs em geral. Através dela, conseguimos oferecer um cuidado rápido, especializado e multidisciplinar aos pacientes acometidos por esta enfermidade, principal causa clínica de morte e incapacidade no nosso estado”, destaca Alan Cidrão, coordenador médico da unidade de AVC do Hospital Regional do Sertão Central.

Assessoria de Comunicação/Governo do Estado do Ceará

Curta nossa página no Facebook

Economistas lançam manifesto pró-Haddad; Prêmio Nobel está na lista

Um grupo de economistas lançou nesta quinta-feira (17) um manifesto de apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais.

Entre os signatários está o americano George Akerlof, vencedor do Prêmio Nobel em Economia em 2001 e marido de Janet Yellen, ex-presidente do banco central americano, o Federal Reserve.

“Os signatários desse manifesto têm posições distintas sobre economia; alguns são, inclusive, críticos contundentes de políticas econômicas adotadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT). O que está em jogo agora, contudo, é o regime democrático brasileiro e as instituições do Estado de direito”, diz o texto.

Eles destacam que alguns valores são “inegociáveis”, como as liberdades individuais e o enfrentamento das desigualdades, e prometem postura “crítica e vigilante” a quem quer que seja o eleito.

Também estão na lista Yanis Varoufakis, ex-ministro da Economia da Grécia, e o turco-americano Dani Rodrik, professor em Harvard, que explicou seu posicionamento em e-mail para EXAME:

“A principal razão pela qual assinei é porque acredito que Jair Bolsonaro representa uma linhagem muito perigosa de política, uma virada que eu realmente espero que o Brasil não tome. Sua marca de autoritarismo nativista não está fazendo muito bem para a Turquia, para a Hungria, ou nesse sentido mesmo para os EUA. E não será boa para o Brasil tampouco”.

A lista também conta com o americano James Galbraith e com o inglês John Williamson, que criou em 1989 o termo “Consenso de Washington”.

Ele reunia as 10 medidas de liberalização econômica então recomendadas pelas instituições sediadas na cidade, como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional, para promover o desenvolvimento econômico dos países da América Latina.

Entre os economistas brasileiros se destaca José Roberto Afonso, do Ibre/FGV, e Naercio Menezes Filho, especialista em educação e professor do Insper.

Outro nome presente é o de Bernard Appy, que participou do primeiro governo Lula e hoje dirige o Centro de Cidadania Fiscal.

Ele é o principal arquiteto da proposta de reforma tributária baseada no Imposto de Valor Agregado (IVA), encampada por grande parte dos candidatos no primeiro turno.

Appy também foi signatário do manifesto Democracia Sim e escreveu recentemente um artigo para o Estadão em que explica os motivos para seu posicionamento.

A lista também conta com economistas ligados a campanhas do primeiro turno como Nelson Marconi, professor da FGV e um dos coordenadores econômicos da campanha de Ciro Gomes, e Laura Carvalho, que colaborou com a campanha de Guilherme Boulos no PSOL.

Também assinam Luiz Carlos Bresser Pereira, ex-ministro dos governos Fernando Henrique Cardoso e Sarney, e João Sayad, secretário municipal e estadual em gestões petistas e tucanas.

Entre outros nomes próximos ao PT estão Luciano Coutinho, presidente do BNDES entre 2007 e 2016, e Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, consultor econômico do ex-presidente Lula.

Leia a íntegra do documento:

“Manifesto dos Economistas pela Democracia Brasileira

Os signatários desse manifesto têm posições distintas sobre economia; alguns são, inclusive, críticos contundentes de políticas econômicas adotadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT). O que está em jogo agora, contudo, é o regime democrático brasileiro e as instituições do Estado de direito.

Consideramos que a democracia, a busca pela paz, as liberdades individuais, a pluralidade de opiniões, o combate ao preconceito e o enfrentamento das desigualdades (de renda, de riqueza, regionais, raciais e de gênero) são valores inegociáveis e essenciais.

Portanto, é imprescindível nos posicionarmos quanto à escolha do próximo presidente do Brasil. Fernando Haddad é, neste segundo turno, a melhor alternativa para garantir tais valores.

Assim, abaixo-assinamos este manifesto em apoio à sua candidatura, em prol da estabilidade política e econômica, do desenvolvimento ambientalmente sustentável, da inclusão social e do combate à corrupção. Para esses mesmos fins democráticos, manteremos uma postura crítica e vigilante ao governo que vier a ser eleito no Brasil em 2018.

Declaration of Economists in Support of Brazilian Democracy

The signatories of this declaration have varying positions on economics; some, in fact, are outright critics of the economic policy adopted by the Workers’ Party (PT) administrations. That said, what is at stake now is Brazilian democracy and the institutions of the Rule of Law.

We believe that democracy, search for peace, individual freedoms, plurality of opinions, tackling prejudice and inequalities (of income, race, regional and gender) are non-negotiable and essential values.

Therefore, it is imperative to have a position regarding the choice of the next Brazilian President. Fernando Haddad is, in this second round, the best alternative to ensure respect for these values.

We accordingly sign this declaration in support of his candidacy for political and economic stability, environmentally-sustainable development, social inclusion, and the fight against corruption. To ensure these democratic ends, we will maintain a critical and vigilant stance towards the elected government of Brazil in 2018.

Economistas que atuam no Brasil – Adesões iniciais

André M. Cunha
André Nassif
Adriana Amado
André Chagas
André Roncaglia
Antônio Correa de Lacerda
Arthur Amorim Bragança
Bernard Appy
Carlos Eduardo Carvalho
Carmen Feijó
Cristina Fróes de Borja Reis
Daniel Cerqueira
Daniela Magalhães Prates
Dante Aldrighi
Darlene Dias
David Kupfer
Eduardo Correia de Souza
Eliane Cristina Araújo
Esther Dweck
Eustáquio Reis
Fernanda G. Cardoso
Frederico Gonzaga Jayme Jr.
Geraldo Biasoto Jr.
Gilberto Tadeu Lima
Hedibert Freitas Lopes
Joaquim P. Andrade
João Sayad
José Heleno Faro
José Luis Oreiro
José Roberto Afonso
Júlio Sergio Gomes de Almeida
Laura Carvalho
Leda Maria Paulani
Lena Lavinas
Leonardo Weller
Lucia Helena Salgado
Luciano Coutinho
Luiz Carlos Bresser Pereira
Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo
Luiz Fernando de Paula
Manoel Carlos de Castro Pires
Marcia Bezerra
Marcio Favilla Lucca de Paula
Maria Luiza Falcão
Maria Sylvia Saes
Marta Castilho
Mauro Boianovsky
Monica Viegas
Naercio Aquino Menezes Filho
Nelson Marconi
Nelson Henrique Barbosa Filho
Paulo Furquim de Azevedo
Paulo Nogueira Batista Jr.
Ramon Garcia Fernandez
Reynaldo Fernandes
Ricardo Carneiro
Rudinei Toneto Jr
Sérgio Gobetti
Thiago Fonseca Morello

Economistas que atuam no Brasil

Aderbal Oliveira Damasceno
Adhemar Mineiro
Adriana Nunes Ferreira
Adroaldo Quintela
Afrânio Garcia Jr.
Alberto Di Sabbato
Alain Herscovici
Alexis Toríbio Dantas
Aline Souza Magalhães
Amanda de Albuquerque
Ana Célia Castro
AnaCecília Milagres
Ana Flávia Machado
Ana Maria Hermeto C. de Oliveira
Ana Urraca Ruiz
André Martins Biancarelli
André de Melo Modenesi
André Mourthe de Oliveira
André Nassif
Andréa Simone Rente Leão
Andrés Ferrari Haines
Anna Mortara
Beatriz Macchione Saes
Bernardo P. Campolina Diniz
Betty Nogueira Rocha
Biancca Castro
Bruno M. de Conti
Camila Kimie Ugino
Carolina T. Baltar
Carlos A. Medeiros
Carlos Gadelha
Carlos Henrique Lopes Rodrigues
Carlos Mielitz
Cássio Garcia Ribeiro
Clélio Campolina Diniz
Cristiane Garcez
Cristina Lemos
Daniele da Rocha Faria
Débora Freire
Denis Maracci Gimenez
Denise Gentil
Ebenézer Pereira Couto
Edison Rodrigues Barreto Jr
Eduardo Costa Pinto
Elena Soihet
Eliana Ribeiro da Silva
Enéas G. de Carvalho
Ernani Torres
Fabio Sá Earp
Fábio Terra
Fabricio Missio
Flávio Azevedo Marques de Saes
Fernando Amorim Teixeira
Francisco de Assis Costa
Francisco Luiz C. Lopreato
Frederico Mazzucchelli
Gabriela Freitas da Cruz
George Flexor
Gilberto de Assis Libânio
Guilherme Delgado
Guilherme Grandi
Gustavo Britto
Helena Lastres
Henrique Tahan Novaes
Hugo Eduardo A. da G. Cerqueira
Igor Briguiet
Ilmar Ferreira Silva
Isabela Nogueira
Jennifer Hermann
João Hallak Neto
João Romero
João Saboia
José Carlos Braga
José Celso Cardoso Jr
José Eduardo Cassiolato
Jose Gabriel Porcile Meirelles
José Jorge Gebara
José Sergio Leite Lopes
Kaio Vital da Costa
Karina Kato
Laura Schiavon
Lauro Mattei
Leon Santiago Mendes Suhett
Leonardo Marco Muls
Lilian Nogueira Rolim
Lourival Batista de Oliveira Júnior
Luiz Antônio Elias
Luiz Martins de Melo
Mauro Boianovsky
Marcos Antônio Macedo Cintra
Marcelo Miterhof
Márcio Wohlers
Margarita Silvia Olivera
Margarida Batista
Maria Antonieta Del Tedesco Lins
Maria Carolina Capistrano
Maria Cristina Penido de Freitas
Maria de Lourdes Rollemberg Mollo
Maria Luiza Falcão Silva
Maria Luiza Levi
Mariana Ribeiro Jansen Ferreira
Marina Sequetto Pereira
Mario Marcos Sampaio Rodarte
Maryse Farhi
Mateus Girafa Lachtermacher
Mauricio Borges Lemos
Mauricio Muniz
Mauro Arruda
Mauro Osório
Miguel Bruno
Milena Fernandes de Oliveira
Nathalia Crissia Posena
Niemeyer Almeida Filho
Nilson Maciel de Paula
Nina Quintanilha Araújo
Norberto Montani Martins
Paula Alexandra Nazareth
Paulo Baltar
Paulo Guimarães
Paulo Sérgio Fracalanza
Pedro Amaral
Peter May
Raquel A. Ramos
Renata Lèbre La Rovere
Renata Lins
René de Carvalho
Ricardo Henriques
Ricardo Machado Ruiz
Ricardo Meilman Cohn
Ricardo Schaeffer
Roberto Vermulm
Rogério Gomes
Sandro Augusto Viégas Leão
Simone Deos
Thiago Mandarino
Ulisses Pereira dos Santos
Vitor Pereira
Walter Tadahiro Shima
Wilnês Henrique
Zina Angélica Cáceres Benavides

Economistas que atuam no exterior

George Akerlof, USA – Prêmio Nobel em Economia, 2001
Adam Aboobaker , USA
Agnès Labrousse, França
Ajit Zacharias, USA
Alan Cibils, Argentina
Alberto Botta, UK
Alessandro Caiani, Itália
Alexander Guschanski, UK
Alfredo Saad Filho, UK
Amit Bhaduri, Índia
Amitava Krishna Dutt, USA
Andrea Califano , Itália
Andrea Roventini, Itália
Angel Vilariño Sanz, Espanha
Anne Eydoux, França
Annina Kaltenbunner, UK
Antoine Mandel, França
Antonella Stirati, Itália
Avinash Persaud, UK
Barbara Fritz , Alemanha
Bernhard Leubolt, Bélgica
Bhola Khan, Nigéria
Bill Black, USA
Brittany Nicole McGhee, Alemanha
Bruno Bonizzi, UK
Bruno Thèret, França
Byasdeb Dasgupta, Índia
C.P. Chandrasekhar, India
Carlo D’Ippoliti, Itália
Carlos A. Carrasco, Mexico
Carlos Mielitz, Itália
Carmen Diana Deere, USA
Christian Gehrke, Áustria
Claire Pignol, França
Dani Rodrik, USA
Daria Pignalosa, Itália
Dominique Plihon
Edwin Le Heron, França
Eric Berr, França
Eugenio Caverzasi, Itália
Federico Tamagni, Itália
Fiona Tregenna, África do Sul
Francisco Louçã, Portugal
Fred Mosseley, UK
Frido Wenten, UK
Gary Dymski, UK
Gennaro Zezza, Itália
Giorgio Fagiolo, Itália
Giovanni Villavicencio, México
Ha-Joon Chang, UK
Hee-Young Shin, USA
Hulya Dagdeviren, UK
Heinz D. Kurz, Áustria
Ilhan Dögüs, Alemanha
Ilias Alami, Holanda
Imko Meyenburg, UK
Ingo Schmidt, Canadá
Isabel Ortiz, USA
Iván Velásquez, USA
Jaime Marques Pereira
Jaime Ros, México
James Galbraith, USA
Jan Kregel, USA
Jan Priewe, Alemanha
Jayati Ghosh, Índia
Jean-François Ponsot, França
Jeff Madrick, USA
Jessica Sklair, UK
John Hall, USA
John Williamson, USA
John Willoughby, USA
Jonathan Marie, França
Jorge Buzaglo, Suécia
Jorge Garcia-Arias, Espanha
Jorim Gerrard, França
Jose Gabriel Palma, UK
Juan Grigera, Argentina
Julimar Bichara, Espanha
Kevin Costa, França
Lance Taylor, USA
Leonardo E. Stanley, Argentina
Leslie Carnoye, França
Lionello Franco Punzo, Itália
Louison Cahen-Fourot, Áustria
Luana Ladu, Alemanha
Luca Zamparelli, Itália
Luis Bertola, Uruguay
Machiko Nissanke, UK
Manfred Max-Nee, Chile
Marco Mazzoli, Itália
Marco Missaglia, Itália
Marco Valente, Itália
Margarida Antunes, Portugal
Maria Cristina Barbieri Góes, Itália
Maria Cristina Marcuzzo, Itália
Maria Savona, UK
Marianna Mazzucato, UK
Mario Cassetti, Itália
Mario Tonveronachi, Itália
Mark Setterfield, USA
Mark Weisbrot, USA
Mary C. King, USA
Martha Carro Fernández, Espanha
Mathieu Beraud, França
Matías Vernengo, USA
Matteo Deleidi, Itália
Matthieu Montalban, França
Maurin Masselin, França
Mauro gallegati, Itália
Mauro Napoletano, França
Mauro Virgino de Sena e Silva, Inglaterra
Megan Ward, Alemanha
Michel Heinrich, Alemanha
Michael Lipton, UK
Michael Meeropol, USA
Michael Roberts, UK
Mogens Ove Madsen, Dinamarca
Monika Meireles, Mexico
Mritiunjoy Mohanty, Índia
Murat Yildizoglu, França
Natalya Naqvi, UK
Nathalie Coutinet, França
Nicolas Piluso, França
Nicolette Cattaneo, África do Sul
Nikolaos Karagiannis, USA
Noemi Levy Orlik, Mexico
Oscar Ugarteche, México
Ozlem Onaran, UK
Patricia E.  Perkins, Canadá
Patrick Bond, África do Sul
Paul Hudson, USA
Paul Mason, UK
Peter Dorman, USA
Philip Arestis, UK
Philippe Légé, França
Pierre Salama, França
Stephany Griffith-Jones, UK
Richard Parker, USA
Robert A. Blecker, USA
Roberto Frenkel, Argentina
Robert Guttmann, França
Roberto Veneziani, UK
Robin Hahnel, USA
Robin King , USA
Rodrigo Adão, USA
Sebastian Gechert, Alemanha
Sergio Cesaratto, Itália
Steven Fazzari , USA
Sunanda Sen, Índia
Susanne Soederberg, Canadá
Terry McKinley, UK
Thierry Kirat, França
Thomas Palley, USA
Thorvaldur Gylfason, Islândia
Torsten Niechoj, Alemanha
Valpy FitzGerald, UK
Venkatesh Athreya, Índia
Victor Manuel Isidro Luna, México
Yanis Varoufakis, Grécia
Yilmaz Akyüz, Suiça”

Fonte: Exame.com

Curta nossa página no Facebook

ShareThis