Juazeiro do Norte (CE): Acusado do tráfico de drogas é preso pela terceira vez armado com revólver

O jovem Cosmo Diego da Silva Correia, de 22 anos, foi preso pela terceira vez nos últimos oito meses armado com um revólver. Ele já responde por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e, por volta das 16 horas desta quarta-feira, a polícia foi até a Vila Isaac (Bairro Timbaúbas) em Juazeiro do Norte, a partir de denúncias anônimas apontando se tratar de uma “boca de fumo”. Duas mulheres avisaram aos PMs que estavam pulando muro de suas residências quando estes chegaram.

Todo um cerco foi feito por militares do Ronda do Quarteirão, Força Tática de Apoio (FTA) e o auxílio da aeronave da CIOPAER sobrevoando a área. Diego foi preso e um comparsa seu - não identificado pela polícia - conseguiu fugir. No interior da casa onde o rapaz estava os PMs encontraram um revólver calibre 38 com seis cartuchos intactos e uma moto Honda Twister de cor preta e placa HWN-0655 a qual é de uma moto Honda CG 150 Titan ES de cor preta, ano 2004, inscrição do Ceará.

Além disso, dois capacetes, a metade de um saco de dindim com 64 gramas de cocaína, uma trouxa de maconha prensada pesando 84 gramas, um cachimbo para uso de crack e mais R$ 654,00 em dinheiro, três celulares, dois relógios e documentos em nome de Cícero Lemos Pereira da Silva e Diego Vieira Ferreira.

Histórico
Diego já é bem conhecido da polícia. No último dia 6 de junho, ele foi preso por equipes da FTA e Ronda do Quarteirão sob a acusação de trafegar armado em uma moto praticando assaltos. O mesmo estava sentado à porta de um imóvel no cruzamento das ruas Tenente José Dias e Assis Sobreira (Timbaúbas) e correu ao ver os PMs, deixando a moto Yamaha YBR Factor 125 K de cor preta e placa OCP-2354. A polícia o perseguiu prendendo-o com um revólver calibre 32 e dois cartuchos intactos.

Já no dia 14 de janeiro deste ano, a polícia voltou a prendê-lo juntamente com dois comparsas. Novamente, o jovem estava com um revólver calibre 38 tendo capacidade para seis cartuchos no imóvel número 414 da Rua Sebastião Regis (Aeroporto). Ele e Josualdo Cícero dos Santos, de 29, além de um menor de 17 anos apelidado por Léo, foram acusados de lesionarem o adolescente Warley Rufino dos Santos, de 16 anos, que tinha acabado de dar entrada no Hospital Regional do Cariri com um ferimento à bala no pé.

Demontier Tenório

Foto: Chinês / Ag. Miséria

Fonte: Miséria



Addthis