P3 Midia

P3 Midia

Você sempre acorda cansado e com sono? Veja 4 possíveis motivos para isso

Pela lógica, depois de uma longa noite dormindo, deveríamos acordar cheios de disposição, certo? Seguindo o mesmo raciocínio, não faz muito sentido que tenhamos sono logo pela manhã, mas não é isso o que acontece com muita gente. A pergunta é: por quê?

1 – Primeiro, falemos sobre neurobiologia
Durante a maior parte do tempo em que você dorme, seu cérebro fica em estado REM, sonhando e consumindo bastante energia – especialmente a do tipo adenosina.

O problema é que existe uma relação direta entre os altos níveis dessa substância no cérebro e a sensação de sonolência. Isso acontece porque a adenosina é um neurotransmissor que desativa as atividades dos neurônios responsáveis por deixar uma pessoa atenta e em alerta. Acordamos sonolentos, portanto, muito por causa dos vestígios de adenosina acumulados em nosso cérebro ao longo da noite.

2 – Agora responda: você divide a cama com alguém?
A Ciência tem más notícias para quem dorme com o mozão: mulheres não dormem bem quando estão acompanhadas, e o sono delas melhora, mas pouco, quando fazem sexo antes de dormir.

Os homens, por outro lado, não têm seu sono prejudicado quando dormem acompanhados, independente de terem ou não feito sexo antes. Ou seja: se você é mulher e acorda sempre com sono, a culpa pode ser do fato de que você divide a cama com outra pessoa.

3 – O que você come à noite também afeta a maneira como você acorda, sabia?
Se você comeu uma sobremesa depois do jantar, suas chances de ficar sonolento no dia seguinte crescem bastante. Isso acontece porque o aumento de açúcar na corrente sanguínea “dá corda” à atividade dos neurônios que nos fazem sentir sono – isso também pode ser a explicação do nosso sono depois de bater aquela pratada de comida na hora do almoço.

4 – E você dorme o suficiente?
Seres humanos precisam dormir entre 6 e 8 horas todas as noites, e a privação de sono é uma grande vilã da nossa memória e, inclusive, dos pensamentos que permearão nossa mente no dia seguinte – dormir pouco aumenta os pensamentos negativos.

Quando dormimos menos tempo do que o necessário, ficamos com dificuldades de concentração e, em casos mais extremos, acabamos não conseguindo tomar decisões da forma correta e podemos ter alucinações visuais.

A privação crônica de sono já foi também relacionada ao desenvolvimento de doenças metabólicas, de depressão e, inclusive, de alguns tipos de câncer. Quando dormimos, nosso cérebro passa por uma espécie de limpeza, e se passamos muito pouco tempo no mundo dos sonhos, é mais do que normal que nosso corpo fique nos lembrando disso no dia seguinte. Como? Fazendo com que sintamos sono. Simples assim.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis