P3 Midia

P3 Midia

5 tipos de pessoas com as quais você não deve mais desperdiçar seu tempo

1 – Aquela que confunde você com um terapeuta
Todo mundo conhece uma pessoa que fala demais, certo? Você conta sobre um encontro com sua melhor amiga e a criatura logo emenda algo como: “Ah, eu também adoro encontrar minha melhor amiga, inclusive nós nos vemos todo dia, todo dia mesmo, tipo... segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado, domingo. Se bem que não. Às vezes a gente não se vê aos domingos porque costumo visitar minha família nesse dia e ela também. Ela também visita a família dela”. E você não sabe se dorme ou foge. Dica: fuja.

2 – Aquele que vive pedindo “um favorzinho”
A criatura mal fala com você, mas, quando fala, está sempre pedindo alguma coisa. Geralmente ela sabe que é chata e já começa suas sentenças com “odeio pedir mais um favor, mas”. Independente do que seja: uma xícara de café, um troco para pagar o lanchinho da tarde, ir buscar a roupa seca na lavanderia... Se existe uma pessoa que vive pedindo a você esse tipo de “favorzinho”, e que nunca está interessada em saber da sua vida ou em convidar você para um programa realmente legal, já sabe: “poxa, hoje não vai dar. Amanhã também não”.

3 – Aquele que adora criticar a sua vida
Não somos contra críticas, obviamente, até porque, quando feitas na hora certa e do jeito certo, tendem a ser bastante construtivas. A questão é que aqui estamos falando daquela pessoa que vive olhando você dos pés à cabeça e fazendo comentários com a intenção única de, de alguma maneira, agredir seu estado psicológico, prejudicar a relação que você tem com sua própria imagem.

Infelizmente, muitas pessoas assim fazem parte de nossas vidas, seja como amigos, colegas de trabalho, familiares e afins. O jeito é não perder muito tempo com quem vive vendo o lado ruim de tudo – e isso vale inclusive para aqueles que vivem falando mal de si mesmos. Ninguém curte gente reclamando o tempo todo.

4 – O MacGyver
Esse cara sabe tudo sobre tudo. É o professor de Deus, o que entende de Medicina, de automóveis, de cavalos, de agricultura, esportes, viagens, História, economia, jogos de tabuleiro, produtos de maquiagem e braile. Achando que está causando uma boa impressão com tanta sabedoria, essa criatura só consegue mesmo é ser chata.

Geralmente é aquele que faz monólogos nas reuniões com os amigos. Ele fala sobre caça, sobre a legislação da Suazilândia, inteligência artificial, buracos negros e células-tronco, geralmente interrompendo qualquer pessoa que possa saber minimamente sobre o assunto e cometa o erro de tentar fazer algum comentário.

Fuja com todas as forças dessas pessoas, até mesmo porque esse tipo de comportamento esconde insegurança e problemas sérios de autoestima. Se você não tiver como ajudar nesses dois aspectos especificamente, não tem a menor obrigação de aturar os discursos longos todo santo dia.

5 – O fazedor de promessas
“Deixa comigo que na segunda-feira eu trago o relatório pronto”. Só que a segunda-feira dessa criatura parece existir em um calendário paralelo, que não faz parte do nosso mundinho mortal. É a pessoa que promete tudo e não faz nada. Poxa... É aquela coisa, gente: se não for para fazer, se não houver a verdadeira intenção de fazer, não há por que dizer qualquer coisa.

Em ambientes de trabalho, esse cara é pior ainda, afinal um comportamento desses pode colocar muitas coisas a perder e envolver mais pessoas da área empresarial – isso não é nada legal. No trabalho e na vida, a regra é simples: tempo é algo precioso demais para se perder com quem tem mais lábia do que atitude. Ponto final.

Fonte: Mega Curioso

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis