Síndrome de Burnout: saiba o que é e como evitar a doença

Você sabe o que é a síndrome de Burnout ou síndrome do esgotamento profissional? Esta doença, já classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é um estado físico, emocional e mental de exaustão extrema, resultado do acúmulo excessivo de trabalho.

Apesar de não mostrar sinais visíveis, é possível identificar os sintomas da síndrome de Burnout. A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho.

O transtorno é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes. A doença costuma acometer médicos, enfermeiros, professores, policiais, jornalistas, entre outros.

A síndrome de Burnout envolve nervosismo, sofrimentos psicológicos e problemas físicos, como dor de barriga, cansaço excessivo e tonturas. O estresse e a falta de vontade de sair da cama ou de casa, quando constantes, podem indicar o início da doença.

Além disso, segundo o Ministério da Saúde, outros sintomas podem aparecer, como:
  • dor de cabeça frequente;
  • alterações no apetite;
  • insônia;
  • falta de concentração;
  • sentimentos de fracasso e insegurança;
  • alterações repentinas de humor;
  • isolamento;
  • pressão alta;
  • dores musculares;
  • problemas gastrointestinais;
  • alteração nos batimentos cardíacos.
Saiba como tratar a síndrome de Burnout

De acordo com o Ministério da Saúde, o tratamento da síndrome de Burnout deve ser feito por um psicoterapeuta. No entanto, o uso de medicamentos (antidepressivos ou ansiolíticos) também pode ser indicado.

O tratamento tem uma duração média de um a três meses, podendo durar mais tempo, conforme o caso. Mudanças nas condições de trabalho e, principalmente, nos hábitos e estilos de vida ajudam a controlar os sintomas da doença.

Após o diagnóstico médico, o Ministério da Saúde recomenda férias e atividades de lazer com pessoas próximas. Caso o tratamento não seja feito de forma adequada, no entanto, os sintomas podem se agravar, evoluindo até para uma depressão.

Síndrome de Burnout: saiba como evitar!

Tenha objetivos
Defina pequenos objetivos na vida profissional e pessoal.

Divirta-se
Participe de atividades de lazer com amigos e familiares.

Saia da rotina
Faça atividades fora da rotina, como andar de bicicleta, jantar fora ou ir ao cinema, por exemplo.

Afaste-se de pessoas negativas
Evite o contato com pessoas negativas, principalmente as que reclamam do trabalho.

Fale sobre a doença
Converse com alguém em quem confie sobre o que está sentindo.

Faça exercícios
Faça atividades físicas regulares. Os exercícios físicos ajudam a melhorar a saúde e combatem o estresse.

Descanse!
Procure descansar adequadamente, com uma boa noite de sono. É fundamental manter o equilíbrio entre o trabalho, o lazer e a família.

Fonte: Seleções

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis