Escolas da rede estadual iniciam ano letivo nesta segunda-feira (1º)

A rede pública estadual de ensino do Ceará se prepara para iniciar o ano letivo de 2021 a partir da próxima segunda-feira, 1º de fevereiro. De acordo com a Portaria N º 57/2021, o retorno às aulas ocorrerá de forma híbrida ou remota, observando-se as condições sanitárias existentes.

A adoção do modelo híbrido, que oferta atividades presenciais e remotas, ocorrerá por adesão das unidades de ensino. Cada escola, em conjunto com a comunidade e o Comitê Escolar, decidirá se voltará às atividades presenciais. Neste sentido, ficará garantido aos professores e alunos a possibilidade de optarem pela permanência das atividades exclusivamente remotas. Para docentes, estudantes e funcionários que se enquadram no grupo de risco as atividades continuarão de forma remota.

A volta ao presencial será gradual, por série. A quantidade de alunos em sala de aula respeitará o percentual de 35% determinado pelos decretos governamentais para cada região de saúde e etapa de ensino. Continuam autorizadas ou ampliadas na rede pública estadual de ensino, as seguintes atividades educacionais presenciais: Educação de Jovens e Adultos (EJA) e 3ª série do Ensino Médio (inclusive a integrada com ensino profissional). Cada escola enviará, com antecedência, o cronograma das atividades presenciais aos estudantes.

As salas de aula serão preparadas para acolher a quantidade adequada de estudantes a cada dia, seguindo os protocolos de segurança sanitária e regras de distanciamento. As escolas seguirão os Protocolos Geral e Setorial 18 estabelecidos no Decreto Estadual nº 33.904, de 21 de janeiro de 2021, e suas alterações posteriores.

Para os alunos em atividade remota, serão ofertadas atividades com o uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), meios impressos, especialmente o livro didático, e outros canais de comunicação, a exemplo da transmissão de videoaulas nas redes de televisão e em rádios.

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação, distribuiu chips para 338 mil alunos da rede estadual e entregará tablets para os estudantes que ingressarem na 1ª série do Ensino Médio. Essas medidas visam garantir o acesso dos estudantes às atividades online e melhorar a qualidade da educação.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter 

Nenhum comentário:

Postar um comentário