Óculos de camelô provoca problemas nos olhos? Quais os riscos?

Quem nunca comprou óculos de sol na praia, farmácia ou de um vendedor ambulante no metrô? O preço é atraente e, muitas vezes para sair bem na foto, muitas pessoas recorrem ao acessório barato. Eu mesma já comprei um par de óculos por 20 reais, mas a experiência foi a pior possível: fiquei cerca de uma hora com ele e depois senti uma dor de cabeça muito forte e pensei que poderia ter relação. 

Estava certa. Um dos principais sintomas de quem usa óculos impróprio pode ser a dor de cabeça. Embora seja muito difícil identificar se a peça tem proteção UV, a falta dela a longo prazo pode gerar diversos problemas. 

Isso porque quando usamos óculos sem proteção, o raio UV entra diretamente na retina. Como ela não foi feita para receber essa radiação, o contato causa uma série de lesões, que podem distorcer a formação de imagens, causar visão dupla, tontura, ardência e, se o uso for prolongado, aumenta o risco de catarata.

E se você estiver se perguntando se não é melhor usar os óculos piratas do que sair sem nenhum, saiba que na verdade as opções de camelô pioram o problema. Isso porque nossas pupilas se fecham automaticamente quando estamos expostos a luzes muito fortes, justamente como defesa contra os raios UV. Como os óculos tem um filtro escuro, as pupilas acabam se dilatando como se estivessem expostas a menos radiação do que realmente estão, o que aumenta à exposição dos olhos.

O recomendado é comprar em lojas que tenham certificados e garantam selo de qualidade e proteção UV ao consumidor. Os óculos "piratas" não passam por testes que comprovem sua eficácia. 

Em alguns estabelecimentos ou óticas é possível achar aparelhos que imitam a passagem de raio ultravioleta, no qual a lente reflete o raio e não deixa passar, mas não é algo simples de encontrar. Na dúvida, não compre ou use qualquer tipo de óculos que seja de origem duvidosa. 

Fonte consultada: Cristiano Caixeta, oftalmologista e membro da diretoria do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO)

Fonte: Viva Bem/UOL

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis