Crato recebe I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Cariri

O Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA) recebeu, na última sexta-feira (6), o I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Cariri. O objetivo do evento é coletar propostas para o Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos, que pretende estruturar uma série de iniciativas promovidas pelo Governo do Estado do Ceará.

A Solenidade de abertura contou com a presença da Pró-Reitora de Assuntos Estudantis da URCA, Socorro Vieira, representando o Reitor; o Coordenador Especial dos Direitos Humanos do Estado do Ceará, Demitri Cruz, a Secretária de Educação de Crato, Otonite Cortez, e a Coordenadora Edvânia Gonçalves.

O evento foi uma parceria do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos, com a Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará e com a URCA.

Segundo Demitri Cruz, esse encontro, além de fazer parte de uma série de seminários que estão sendo realizados em todo o Ceará, tem entre seus objetivos constituir uma rede de apoio a projetos na área de educação em direitos humanos. “Nós, da Coordenadoria de Direitos Humanos do Gabinete do Governador, entendemos nesse momento histórico de tanta intolerância, tanto ódio, que é essencial o fortalecimento das ferramentas de educação em direitos humanos”, destacou.

Durante o evento aconteceu a investigação temática, com uma mesa composta pelos representantes dos grupos GEPAFRO, Maria Yasmim, GRUNEC, Valéria Carvalho, Juventude, Zé Antônio, Coletivo Camaradas, Alexandre Lucas, e Mulheres Cratenses, Verônica Isidoro. A abordagem esteve relacionada aos Direitos Humanos e Defesa da Democracia.

O segundo momento aconteceu com a tematização, onde houve registro das denúncias para articulação, reforçando o papel do Estado como garantia do direito. Ficou decidido propor uma agenda com ouvidoria, e realizar visitas aos locais onde são identificados violação de direitos humanos durante os meses de maio e junho. O plano é importante, pois serve como instrumento de cobrança para as organizações sociais.

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis