Camilo Santana faz balanço da segurança pública em 2019

O Governo do Ceará divulgou na manhã desta terça-feira (7) o balanço da segurança pública em 2019. O Estado conseguiu reduzir importantes índices, o que leva consequentemente mais tranquilidade à população. Comparado a 2018, a redução dos homicídios dolosos/feminicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte foi de 50%. Em sua conversa semanal com a população cearense, o governador Camilo Santana comentou os resultados obtidos pelo trabalho das Forças de Segurança estaduais.

“Esse é o nosso melhor resultado nos últimos dez anos. É um esforço permanente que o Ceará tem enfrentado, seja pelas tomadas de decisão no sistema prisional, seja com o reforço operacional das nossas polícias, no investimento em inteligência, tecnologia, aeronaves, armamentos”, comentou o governador.

O Ceará também registrou queda nos crimes violentos contra o patrimônio. Os roubos a pessoas e de documentos, entre outros, tiveram diminuição de 18,8%. Já os roubos de cargas, residências, veículos e bancos caíram 44,9%. Os furtos também regrediram quase um por cento.

Camilo fez questão de deixar claro que o planejamento do Estado é continuar buscando melhorias para a área da segurança pública nos próximos anos. “Essa é uma ação que a gente vai continuar firme e fazendo investimentos. Em breve, vou anunciar mais um novo pacote em melhorias para os profissionais de segurança. Todos os municípios cearenses no meu governo receberam viaturas novas, mais policiais, mais armamentos. Quero agora, já no início do ano, começar a inaugurar as novas bases do Raio nos municípios de 30 mil a 50 mil habitantes”, declarou.

Para o chefe do Executivo cearense, esses resultados são fruto do bom trabalho das tropas do Estado em parceria com outros agentes públicos. “Quero agradecer o esforço dos nossos policiais, a integração com os outros órgãos como a Polícia Federal, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça. Todos têm contribuído nesse trabalho coletivo para reduzir e melhorar os indicadores do Ceará. Esse é um trabalho permanente e que nos exige 24 horas alertas”, pontuou.

Assessoria de Imprensa/Governo do Estado

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis