Usa o FaceApp? Já tem gente se aproveitando do aplicativo que envelhece as pessoas para dar golpe

Como se não bastassem as questões de privacidade do FaceApp que vieram à tona esta semana, o aplicativo foi mencionado em mais uma acusação sobre os riscos da brincadeira de envelhecer imagens. Apesar de o app russo desta vez não ter culpa, sua popularidade tem sido aproveitada por outros desenvolvedores mal-intencionados.

A empresa russa de cibersegurança Kaspersky identificou um aplicativo falso que imita o FaceApp, mas que tem como objetivo infectar dispositivos com um adware chamado MobiDash. Após o app ser instalado, ele simula uma falha e acaba sendo removido. No entanto, um módulo malicioso permanece instalado no aparelho, sem que o usuário perceba, e fica exibindo anúncios.

Segundo a Kaspersky, o Brasil é o terceiro país mais infectado pelo MobiDash, atrás da Rússia e Índia. A empresa de cibersegurança estima que cerca de 500 usuários foram afetados pelo adware, sendo que as primeiras detecções apareceram em 7 de julho.

Para evitar cair nesses tipos de armadilha, a Kaspersky recomenda que os usuários tomem alguns cuidados básicos, como: baixar aplicativos que estejam nas lojas oficiais, ler os termos de privacidade dos apps, não utilizar o reconhecimento facial de forma imprudente, sempre verificar quais permissões são solicitadas (como login associado a uma conta existente em uma rede social), além de instalar soluções de segurança nos dispositivos.

Em resumo, os dados da Kaspersky reforçam que entrar na onda dos virais nos torna mais vulneráveis e, nessas horas, todo cuidado é pouco.

Fonte: Gizmodo

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis