P3 Midia

P3 Midia

Polícia Federal assume investigação sobre contrabando de cigarros em Assaré

Agentes da Polícia Federal estiveram na delegacia de Polícia Civil do Município, na manhã desta sexta-feira (10), para assumirem as investigações no crime de contrabando internacional de cigarros. A prisão de uma quadrilha e apreensão de 80 caixas do material, vindos do Maranhão, realizada na última quarta-feira (08), pela Polícia Militar local motivou a ampliação  do caso por poder ter sido cometido em âmbito Federal

O flagrante
Na última quarta-feira, a Polícia Militar prendeu quatro integrantes de uma quadrilha que contrabandeava cigarros fabricados no Paraguai. Os policiais encontraram o material, com valor aproximado de R$ 75 mil, no fundo falso de um caminhão. Quatro pessoas foram detidas, duas delas do Ceará e duas do Maranhão. A operação aconteceu por volta das 23 horas.

Segundo o depoimento dos suspeitos, a carga vinha de Imperatriz, no Maranhão, e teria sido enviada por uma pessoa identificada como “Alexandre”, dono do caminhão baú. Antes de chegar em Assaré, os acusados teriam entregado parte dos cigarros em Tauá e Antonina do Norte.

A Polícia Militar encontrou o material enquanto realizava ronda ostensiva e preventiva no Município, quando se deparou com o veículo, que parecia perdido nas ruas da cidade. Durante a abordagem, o motorista e o passageiro indicaram que estaria buscando uma “mudança”. Em seguida, um carro de modelo Fiat Uno, com dois ocupantes, foi até o encontro do caminhão.

Toda a ação levantou a suspeita dos policiais, que averiguaram o veículo e encontraram 80 caixas de cigarros produzidos no Paraguai no fundo falso do caminhão. Eles estavam escondidos atrás de caixas de plástico. A Polícia prendeu em flagrante Jair Raimundo Filho e Lucival Rodrigues de Moura, naturais de Caxias (MA), e também Francisco Dias Alcântara Filho, que seria o comprador da mercadoria, e Leonardo Ferreira Leite. Os dois últimos são moradores de Assaré.  

(Colaborou Amaury Alencar)

ANTONIO RODRIGUES
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis