P3 Midia

P3 Midia

Crato (CE): Falta de água atinge comunidades rurais

De acordo com a planilha da Coordenadoria de Defesa Civil (CEDEC) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, atualizada até o último dia 16, o Crato não está entre os municípios que recebem o fornecimento de água tratada por caminhão do tipo pipa, denominada Operação Carro-Pipa (OCP). Por conta disso, o prefeito Zé Ailton (PP) se reuniu recentemente com as lideranças comunitárias, que cobraram soluções.

A CEDEC atende o contingente populacional com demanda reprimida de água potável, residente em áreas urbanas ou rurais de municípios em reconhecida situação de emergência decorrente de seca. No caso de Crato, em média, 1.287 cisternas são supridas por meio de cinco tanques. O secretário de Agricultura, Zilcélio Alves Ferreira, explica que o programa foi suspenso devido à defasagem na tabela de preços cobrada pelos pipeiros e pela falta de repasse de recurso do Governo Federal. Por conta disso, o prefeito se reuniu com os líderes comunitários, que apresentaram as necessidades.

O secretário afirmou que o carro-pipa oriundo do PAC foi disponibilizado para transportar água às comunidades. “É apenas um carro. Mas, embora seja pouco, vai-se suprindo as necessidades das famílias. Até porque elas estão comprando água por R$ 200 pelo caminhão. Isso tem onerado bastante e pesado nos orçamentos dos rurais. Então, o prefeito se prontificou em fazer uma análise e apresentar algumas alternativas às pessoas que aguardam o retorno do abastecimento feito pelos carros-pipa do Exército”.

Ao todo, 93 comunidades estão sem o abastecimento da OCP. Zilcélio explica que a suspensão não foi só no Crato, mas o pessoal do Exercito já esteve no Município para retomar as visitas e refazer a análise do manancial onde se captura a água. “Provavelmente, será escolhida outra forma de captar a água, já que o Açude Thomaz Osterne não tem mais condição de fornecer sua água. A esperança, por outro lado, é que as cisternas estejam parcialmente abastecidas com as recentes chuvas”.

Fonte: Jornal do Cariri

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis