Decreto de isolamento social rígido é prorrogado em todo o Ceará até o dia 28 de março, anuncia Camilo

O governador Camilo Santana prorrogou o decreto de isolamento social rígido até o dia 28 de março em todo o estado do Ceará. O anúncio foi realizado nesta sexta-feira (19) por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais. Apenas os serviços essenciais têm autorização para funcionar durante o período.

Com a decisão, todas as medidas atuais continuam valendo por mais uma semana. O novo decreto entra em vigor na próxima segunda-feira (22), um dia após o fim do atual decreto, que acaba no domingo (21).

Vacina Sputinik V
Durante a transmissão, Camilo anunciou que o Ceará assinou o contrato de compras diretas da vacina russa Sputinik V.

"Para apoiarmos e darmos mais velocidade ao Plano Nacional de Imunização, hoje o Ceará assinou o contrato de compras diretas de vacina da Sputinik V, vacina com uma das maiores eficácias entre as que estão apresentadas no mundo inteiro", disse.

Aumento de mortes por Covid-19
O número de mortes por Covid-19 continua crescendo de forma acelerada no Ceará. Nos primeiros 18 dias de março, a doença fez 958 vítimas. O número já supera o total dos 28 dias de fevereiro, quando 939 pessoas morreram com Covid-19 no estado.

Os dados da Secretaria da Saúde mostram também que as mortes pela Covid seguem em crescimento pelo quarto mês seguido. O mês mais letal da pandemia foi maio, quando quase quatro mil pessoas morreram na pandemia.

As mortes por Covid-19 no desaceleraram entre maio e novembro, mas voltaram a crescer em dezembro e seguiram acelerando nos dois meses seguintes. Em dezembro, o governador Camilo Santana havia afirmado que as aglomerações ocasionadas em festejos de fim de ano haviam influenciado no aumento de casos e mortes pela doença.

Fila de espera para UTIs
No Ceará, há 481 pacientes aguardando leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) voltada à Covid-19 em todo o estado. Além desse número, 365 pessoas com suspeita ou confirmação da doença aguardam vagas em leitos de enfermaria.

O Ceará vem passando por uma segunda onda de casos e óbitos provocados pelo coronavírus. A taxa de ocupação de leitos de UTI de hospitais públicos em Fortaleza, nesta sexta, está em 95%, enquanto as enfermarias estão com lotação de 89%.

Poucas vacinas
Na quarta-feira (17), o Ceará recebeu o 9º lote de vacinas contra a Covid-19. A carga contém 187.400 doses da CoronaVac, imunizante produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Até o meio dia desta quinta-feira (19), o Ceará já tinha aplicado 634.354 doses de vacinas contra a Covid-19 em todo o estado. A informação foi divulgada no Vacinômetro da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Dessas, 451.041 doses foram destinadas para a aplicação da primeira dose do imunizante em pessoas que fazem parte da primeira fase dos grupos prioritários, o que equivale a 81,49% das doses distribuídas para a primeira aplicação.

Além disso, 183.313 pessoas foram imunizadas com as duas doses da vacina contra o novo coronavírus e são consideradas imunes contra casos graves da doença, o que equivale a cerca de 2% da população cearense.

Fonte: G1 CE

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis