P3 Midia

P3 Midia

É ansioso? Saiba como controlar um dos males do século

A ansiedade é um dos males desse século. A pressão e cobrança diárias em diferentes esferas da vida, aliadas a um excesso de informação, colaboram para que haja uma sobrecarga da mente, que reflete também na saúde física. Segundo a psicoterapeuta e líder coach, Maura de Albanesi, a pessoa ansiosa sofre pelo o que vai acontecer e não vive o momento. “É preciso saber que isso não é algo relacionado à personalidade, na verdade, se trata de um hábito e, portanto, há como controlar a ansiedade”, esclarece.

Como controlar a ansiedade?
A especialista explica que o que mais caracteriza a doença é o medo de viver o presente e a necessidade de controlar tudo o que acontece. “Essas pessoas não querem se surpreender com nada, elas têm esse medo de viver, e a vida é uma surpresa diariamente. Para os ansiosos, tudo tem de estar pré-definido. Como nem sempre é possível essa programação, os ansiosos sofrem com a indefinição dos fatos e a impossibilidade de controlar o que pode ocorrer“, explica.

O grande problema disso é o fato da pessoa não focar no presente, o que pode prejudicar, inclusive, relacionamentos e a vida profissional. “O ansioso foca apenas no que ele quer alcançar no futuro, e então, a pessoa não consegue se organizar com o que precisa ser feito no presente. Tudo isso gera mais ansiedade. Ela vê que o tempo está passando e as coisas não estão acontecendo”, destaca.

Além disso, a ansiedade ainda ocasiona danos à saúde física, podendo gerar elevação da pressão arterial, um descompasso cardíaco, e comprometer os processos respiratórios. “Esses sintomas surgem devido ao estresse que essa pessoa sente. O ansioso vive sempre cheio de adrenalina e emite um comando/ordem para a mente, numa pressão constante”, explica Maura. Essa aceleração da mente gera um estresse e um cansaço que afetam a energia psíquica da pessoa.

Aos primeiros sinais de crises de ansiedade, a melhor atitude a se tomar é procurar um psicoterapeuta. Isso porque, através do processo de autoconhecimento e autodesenvolvimento, é possível identificar e combater a causa-raiz do problema. Já quando a doença alcança níveis mais altos, a ajuda de um psiquiatra pode ser necessária. “É melhor procurar esse tipo de ajuda profissional quando o ansioso percebe que mal consegue dormir e não produz, pelo fato de haver um turbilhão de informações em sua mente. Assim, o psiquiatra e pode receitar um medicamento”, afirma.

Dicas para o dia-a-dia
Para quem está sofrendo de ansiedade e não sabe como lidar com o problema, Maura de Albanesi dá três dicas que podem ajudar quando a crise surgir. Anote:

1 – Atenção quanto à respiração
“Na prática, a respiração coloca a pessoa em contato com ela mesma e em contato com o presente. É importante respirar bem fundo – de forma lenta – inspirando e expirando, isso tudo acalma”.

2 – Crie listas
“A pessoa pode anotar as questões que precisa priorizar, mas é essencial cumpri-las passo a passo, sem pular etapas [ansiosos tendem a fazer isso]. O segredo é ter planejamento, pois o ansioso tem uma tendência a se desorganizar. Quando a pessoa coloca esse futuro no papel, ela o traz para o presente e isso flui bem”, declara.

3 – Faça meditação
“Meditar e realizar exercícios de foco e atenção são ações muito úteis para ajudar na redução das ondas vibracionais mentais que estão a todo vapor dentro de uma pessoa ansiosa”, afirma. A meditação, por exemplo, ajuda a acalmar e diminui o estresse. Vários estudos comprovam sua eficácia quanto ao controle da ansiedade, além de questões como pânico – ou mesmo – depressão”.

Fonte: Doutíssima

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis