Major Olimpio sugere que Bolsonaro interne Carlos em clínica psiquiátrica

A troca de provocações entre o senador Major Olimpio (PSL-SP) e o vereador carioca Carlos Bolsonaro teve continuidade hoje. Em declaração publicada pelo site da revista "Época", o senador sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro internar o filho em uma clínica psiquiátrica.

"O presidente precisava providenciar a internação psiquiátrica para ele. Não tem outra medida. Mas isso é questão de família", disse.

Na mesma entrevista publicada pela Época, Major Olímpio ainda ameaçou processar Carlos Bolsonaro caso as ofensas continuem.

"Quando as ofensas chegarem ao ponto de eu judicializar, eu o farei. São molecagens irresponsáveis que já derrubaram ministro, arrebentaram com fiéis aliados de Bolsonaro. Um péssimo exemplo para o país. Mas comigo o papo vai ser outro. Eu não vou me intimidar por se tratar de filho do presidente. Que se dane", disse.

Olimpio x filhos de Bolsonaro
Em entrevista ao UOL na última semana, Olimpio acusou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Bolsonaro, de participar de uma "conspiração" para minar o PSL e assumir o controle da legenda. Os dois travam uma disputa particular pelo comando do partido em São Paulo.

Na noite de sexta, Eduardo respondeu dizendo que "roupa suja se lava em casa" e que Bolsonaro o advertiria se estivesse causando problemas.

"No momento em que eu estiver atrapalhando, acho que é o próprio presidente que vai puxar minha orelha", afirmou.

Líder do PSL no Senado, Major Olimpio também defendeu que seu colega de bancada e outro filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), deixe o partido. Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, teve movimentações atípicas milionárias em sua conta quando trabalhava no gabinete de Flávio quando este era deputado estadual no Rio.

Já no domingo, o bate-boca foi com Carlos Bolsonaro, que chamou Major Olimpio (PSL-SP) de "bobo da corte" pelo Twitter. Na sequência, Olimpio respondeu e voltou a chamar os filhos do presidente de "príncipes".

Carlos Bolsonaro já havia feito uma crítica pública a Major Olimpio na terça-feira (8), quando o senador declarou que uma eventual saída de Bolsonaro do PSL seria como "morar sozinho e fugir de casa".

"Com todo respeito ao Major Olímpio. Lembro exatamente como foi sua campanha para senador e dos detalhes no hospital, mas que fazem parte da vida pública. Fico estarrecido da maneira como este senhor trata o presidente hoje! Ninguém é imune a críticas, mas meu Deus! É surreal", escreveu o vereador no Twitter.

Fonte: UOL

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Addthis