P3 Midia

P3 Midia

Juazeiro do Norte (CE): Aeroporto Regional terá verba para reforma

Este município do Cariri cearense tem se notabilizado como um dos mais prósperos do Estado, graças a sua economia multifacetada, com tentáculos no turismo religioso, indústria e comércio e no polo educacional. Contudo, um importante equipamento facilitador para o intenso fluxo de pessoas que se deslocam à Terrado Padre Cícero, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, estrategicamente localizado entre os grandes centros do Nordeste, carece de reforma.

O local tem sido alvo de reivindicações por parte de empresários que cobraram, através de uma campanha encabeçada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro, liberação de recursos do governo federal para reforma e ampliação.

Nesta semana, no entanto, um importante passo foi dado para revitalização do equipamento aeroportuário. O edital para contratação das obras de recuperação de uma pista de taxiamento foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). A abertura das propostas está prevista para o próximo dia 5. O investimento estimado é de R$ 575 mil, com prazo de execução de três meses após a assinatura da ordem de serviço. O serviço de recuperação tem como objetivo manter os níveis de segurança das operações no terminal cearense e será realizado na taxiway C. A área de taxiamento é o espaço onde são realizadas as manobras de aeronaves. A previsão é que as obras sejam iniciadas até o dia 10de outubro.

Mudanças
A pista que será reformada, inclusive, está atualmente interditada por conta da desagregação da camada asfáltica. Por isso, há uma restrição para as aeronaves Airbus 320 e Boeing 737/800 pois a pista do taxiaway C não suporta mais o peso de aviões de grande porte. O secretário de Turismo de Juazeiro, Roberto Celestino, explica que a pista tem hoje 1.940 metros, sendo 1.800 homologados e940 a homologar. Porém, conforme conta, seriam necessários 2.300 metros.

Quanto ao Pavament Classification Number (PCN), indicativo que determina a resistência do pavimento, Celestino afirmou que a pista do terminal de Juazeiro tem PCC 32, quando o necessário é de 46.Devido a esses problemas, o aeroporto tem perdido voos, deixando de atender à demanda de passageiros. O governador do Estado, Camilo Santana (PT), ressaltou que a reforma, além de evitar a paralisação do aeroporto, "vai garantir o crescimento sustentável do mercado de aviação civil na macrorregião do Cariri".

Prejuízo
Segundo o presidente da CDL de Juazeiro, Michel Araújo, a morosidade na reforma do aeroporto causa prejuízo econômico ao Cariri. Para ele, a indisponibilidade na operação de aeronaves de grande porte afeta muito os passageiros. "Nessas aeronaves, que comportam cerca de 170 pessoas, as companhias só vendem metade dos assentos, e isso acaba deixando o preço das passagens bem mais caras", observou, ao acrescentar que o número de voos diários foi reduzido de 13 para nove. A Latam Airlines Brasil era uma das empresas que possuía voos diários e encerrou as operações aéreas em Juazeiro no início deste mês. Segundo a companhia, a medida é devido "aos ajustes da malha doméstica previstos para 2016".

Cortes
A assinatura do edital ocorre após o governo do presidente interino Michel Temer anunciar cortes no programa de investimentos em aviação regional. Dentre os 270 aeroportos regionais que passariam por obras, apenas 53 deles estão mantidos até 2020. No Ceará, além de Juazeiro do Norte, os aeroportos de Aracati e Jijoca de Jericoacoara estão entre os remanescentes. Já os investimentos para implantação dos aeroportos de Canindé, Itapipoca e Sobral, além das reformas e ampliações dos terminais de Iguatu, Quixadá e Crateús ficam suspensos.

De acordo com o ministro dos Transportes, Aviação Civil e Portos, Maurício Quintella Lessa, até agora, apenas metade dos recursos que estavam previstos inicialmente no plano do governo Dilma está assegurada. Quintella avalia, no entanto, que a nova lista de aeródromos é "bem mais realista" e adequada à situação financeira do governo federal. Para os serviços de melhorias nos 53 aeroportos, serão necessários investimentos na ordem de R$ 2,4 bilhões.

Equipamento pode receber voos comerciais
O Aeroporto da cidade de Juazeiro do Norte é homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para receber operações de aeronaves como o Boeing 737-700 e o A319, estando apto, dessa forma, a receber voos comerciais regulares.

Atualmente, o equipamento conta com uma média de 14 pousos e decolagens comerciais regulares por dia, de três companhias aéreas (Azul, Gol e Avianca).

Os destinos dos voos que partem de Juazeiro do Norte são: Petrolina (PE), Viracopos (SP), Guarulhos (SP), Fortaleza (CE), Recife (PE) e Brasília (DF). Nos últimos três anos, o aeroporto tem apresentado uma crescente na movimentação de passageiros. Em 2013, foram 388mil (entre embarques e desembarques). No ano seguinte, este número saltou para 418,8 mil e, no ano passado, foi registrada a movimentação de 444,4 mil passageiros. Segundo Celestino, este ano, o número de passageiros deve ultrapassar a marca de 500 mil.

ANDRÉ COSTA
COLABORADOR

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ShareThis