P3 Midia

P3 Midia

Verdades e mentiras sobre alguns primeiros socorros

É bem provável que você tenha alguns medicamentos em casa para situações que envolvam dor de cabeça, náusea, cólicas abdominais, resfriados e afins, mas será que você sabe como agir em casos mais sérios de emergência médica?

É lógico que o ideal é sempre procurar ajuda em um hospital, mas, em alguns casos e dependendo de onde você estiver, isso pode demorar um pouco, e é sempre bom que você tenha noção a respeito de alguns procedimentos – principalmente aqueles cujas técnicas milagrosas de cura não passam de crendice popular, como os que você vai ver a seguir:

1 – Envenenamento e intoxicação
Bebeu aquela garrafa de água sanitária achando que fosse água normal? Nesses casos, a primeira coisa que você vai pensar em fazer é a mais óbvia: forçar o vômito e se livrar dessa substância. O problema é que isso pode causar mais estrago, já que muitas substâncias tóxicas ou venenosas são ácidas ou alcalinas por natureza.

Vomitar, nesses casos, seria a pior escolha – seu estômago, que é um ambiente bastante ácido também – provavelmente vai lidar melhor com isso. Vale lembrar que é possível que você se afogue enquanto vomita e acabe respirando a substância corrosiva que está tentando expelir. Pior ainda para o seu pulmão.

O fato é que não há uma receita exata do que fazer em caso de envenenamento e intoxicação, afinal existem muitos tipos diferentes de substâncias, cujos efeitos são tratados de maneiras distintas. Você precisará de ajuda médica e, até que isso aconteça, é sempre bom garantir que não há veneno acumulado na boca de quem foi envenenado – se a pessoa parar de respirar, será preciso fazer massagem cardíaca e respiração boca a boca.

Se você souber o que foi ingerido e tiver acesso à embalagem do produto, vale ler o rótulo, pois ele sempre contém instruções a respeito do melhor procedimento em caso de ingestão por acidente. O fato é: vomitar depois de ser intoxicado só funciona para o James Bond, e isso, claro, só porque ele teve alguma ajuda extra.

2 – Curando a bebedeira
Esta é clássica: alguém bebe demais, não consegue nem ficar em pé, passa vergonha, arruma briga, sai do controle. O que é que quase todo mundo faz com um bêbado desses? Leva para casa e dá um banho gelado, para curar a bebedeira. Mas será que isso funciona mesmo? Sem querer desapontar você, a resposta é: não. Não funciona.

Aceite o fato: chuveiros não possuem propriedades milagrosas – pelo contrário, eles podem causar hipotermia em pessoas bêbadas, o que nunca é uma boa coisa, especialmente em quem consumiu álcool, essa substância que tanto nos engana: parece ser estimulante, mas tem efeito depressor; parece esquentar, mas abaixa a temperatura média do corpo.

Se você espera uma cura milagrosa para a bebedeira, sentimos muito, mas a melhor forma de evitar a ressaca é beber com moderação. Nada de banho gelado, portanto. O negócio é esperar seu corpo dar conta da quantidade absurda de álcool que o pobre do seu fígado precisa processar. E isso leva tempo.

O que vai ajudar você no dia seguinte é manter o corpo hidratado, beber muita água e talvez um analgésico, se a ressaca vier acompanhada de dor de cabeça e do famoso “gosto de guarda-chuva” na boca.

3 – Queimaduras
De uma vez por todas, leitores, entendam: é errado demais passar creme dental sobre uma região queimada. Idem para limão – sim, limão – e até mesmo água gelada. Não pode. E ponto final.

Em primeiro lugar, você tem que tentar ao máximo evitar o problema. Queimaduras com óleo quente são muito mais frequentes do que você imagina. E esses acidentes poderiam, quase que em todos os casos, ser evitados. Quando você quiser fazer algum tipo de fritura em casa, deixe o cabo da panela virado em direção ao centro do fogão e não ao alcance das mãos de uma criança curiosa.

Outra dica, ainda quando o assunto é fritura: não coloque os alimentos no óleo quente com as mãos, mas os apoie em uma escumadeira, para que a distância entre você e a gordura fervendo seja menor — ou seja, da mesma forma que você utiliza a escumadeira para retirar os alimentos da gordura, utilize para colocá-los também. Nunca derrame água sobre óleo quente nem deixe a panela sozinha enquanto vê o capítulo da sua novela favorita.

Ainda assim, se algum acidente acontecer com você ou com alguém da sua família, mantenha a calma e evite colocar a região afetada embaixo da torneira por muito tempo, que é o que muita gente faz. Nada de gelo também, pois já é comprovado que esse último procedimento só piora a situação. Sem contar que o gelo pode causar feridas na pele e, definitivamente, não é isso o que você vai querer causar em uma região queimada.

Para aliviar a dor e a queimação, deixe o lugar afetado sob a água corrente por apenas alguns segundos. É bom cobrir o local com uma gaze esterilizada e tomar algum remédio analgésico. Se o ferimento for muito grave, não deixe de procurar ajuda médica.

Fonte: Mega Curioso (via Cracked)

Curta nossa página no Facebook



ShareThis