Polícia Civil incinera mais de duas toneladas de drogas apreendidas no Ceará

A Polícia Civil do Ceará, por meio da Delegacia de Narcóticos (Denarc), realizou, na manhã desta sexta-feira (28), uma incineração de mais de duas toneladas de drogas apreendidas em ações policiais de 2018 até este ano. A queima do material ocorreu em uma cerâmica, situada no município de Aquiraz. Essa é a segunda incineração de materiais ilícitos coordenada pela Denarc, este ano, em que resultou em mais de três toneladas de drogas queimadas.

No total, foram mais de 1,5 tonelada de maconha, mais de 82 quilos de crack, 295 quilos de cocaína, mais de 10 quilos de pó branco, 35 garrafas de loló que resulta em 61 quilos, 193 gramas de haxixe, um pote de creatina, 39 unidades de LSD, dez unidades de ecstasy, 1.604 unidades de artane e 69 unidades de comprimidos.

Os entorpecentes, que foram incinerados após autorização judicial, fazem parte de 702 inquéritos policiais instaurados entre os anos de 2018 e 2024. O material ilícito foi apreendido a partir de ações ocorridas em Aquiraz, Boa Viagem, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Itarema, Iguatu, Jaguaretama, Jucás, Pacajus, São Gonçalo do Amarante, Tianguá e Viçosa do Ceará.

Incineradas em 2024
A primeira incineração de drogas realizada pela Polícia Civil do Ceará, em 2024, ocorreu no dia 26 de abril. Na ocasião, foram queimados mais de uma tonelada de entorpecentes. O material havia sido apreendido em ações policiais entre os anos de 2021 e 2023. Só este ano, foram incinerados mais de três toneladas de drogas. O montante ultrapassa o total de drogas incineradas em 2023, onde foram realizadas queimas de mais de 2,7 toneladas durante todo o ano.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário