Globo desiste e Band fecha acordo para transmitir a Fórmula 1

A Band é a nova casa da Fórmula 1 no Brasil a partir de 2021. A Liberty Media, proprietária dos direitos de transmissão, já está em fase final de negociação com a emissora paulista, de acordo com a revista Meio & Mensagem. O anúncio deve ocorrer a qualquer momento.

O plano comercial até já começou a circular no mercado publicitário. O acordo seria multiplaforma e compreende a exibição de todas as provas da temporada deste ano e a de 2022 nas emissoras de televisão e rádios do grupo.

Os direitos da F1 vinham em um imbróglio desde o ano passado, quando a Globo decidiu não renovar a parceria em razão dos valores cobrados pela Liberty Media.

Procurada pela reportagem, a Band emitiu o seguinte comunicado: "A Band afirma que, a exemplo de outras emissoras, também está mantendo contato com a Fórmula 1, mas não há nenhum contrato assinado por enquanto. As negociações estão acontecendo. Caso haja um acordo, a emissora emitirá um comunicado oficial".

A situação da Fórmula 1 no Brasil
Com o desacordo, a Fórmula 1 estava ameaçada de ficar sem casa na televisão. O SBT e até a TV Cultura entraram no páreo, mas as conversas não foram adiante.

No final do ano passado, o presidente da Cultura, José Roberto Maluf, havia admitido ao R7 que o canal "tinha chances muito boas" de fechar os direitos pela Fórmula 1, o que marcaria um novo capítulo na história da emissora.

Em agosto do ano passado, a Globo confirmou que deixaria de transmitir a Fórmula 1. Em nota enviada ao NaTelinha, a rede informou que optou por não renovar os direitos de exibição da competição automobilística em 2021.

"Como parte da revisão de seu portfólio de direitos, um dos maiores entre emissoras de TV do mundo, a Globo optou por não renovar os direitos de transmissão da Fórmula 1 a partir de 2021", afirmou o canal, que também reavaliou os direitos da Copa do Mundo e da Copa Libertadores da América.

Apesar disso, sem uma definição, a Globo acabou voltar a negociar com a Liberty Media, mas não chegou a um acordo bom financeiramente.

A emissora ressaltou que, apesar do fim das transmissões nas TVs aberta e paga, não deixará de enviar repórteres para as corridas: "Mesmo sem a transmissão das corridas, a Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas diversas plataformas". O esporte estreou na emissora carioca em 1972 e, desde 1981, exibe as provas continuamente e com exclusividade na TV aberta.

Fonte: NaTelinha

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário