Ministério da Saúde não renova convênio e UTI pediátrica para Covid-19 é encerrada em Barbalha

Foto meramente ilustrativa
Em abril, eram abertos dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica para atender crianças com Covid-19, no Hospital Santo Antônio (HSA), em Barbalha. Porém, com o fim do convênio com o Ministério da Saúde, o serviço foi encerrado na última segunda-feira (13). As vagas atendiam pacientes com idade entre 29 dias e 13 anos.  

O encerramento destes leitos se dá em um dos momentos em que mais crescem o número de pessoas infectadas pelo coronavírus na macrorregião do Cariri, que é composta por 45 municípios e uma população estimada de 1,5 milhão de pessoas. 

Nas últimas duas semanas, o crescimento dos casos nas regiões Sul e Centro Sul é de 7,2%, enquanto a média do estado é de 3,2% neste mesmo período. De acordo com a plataforma IntegraSus, da Secretaria da Saúde do Estado, a macrorregião do Cariri já tem 15.232​ casos confirmados.

O novo setor foi montado com investimentos próprios do hospital e, através do convênio, recebeu recursos dos governos federal e estadual para sua manutenção. O Ministério da Saúde repassa a maior parte da verba, enquanto o Estado complementa. 

A unidade de saúde permanece com 10 leitos de UTI adulto. No entanto, todas as vagas estão preenchidas. O convênio desta é até o mês de agosto. Na macrorregião como um todo, a taxa de ocupação deste setor de emergência adulto é de 84,48%.  

Cenário
A situação na UTI pediátrica na macrorregião do Cariri é mais confortável já que a taxa de ocupação está em 18,75%. A médica infectologista Erica Ferreira explica que as crianças tem sido menos infectadas por serem menos receptoras do vírus. “A chave para entrar nas células, a enzima conversora de angiotensina (ECA), foi feito um estudo que mostrou que elas têm bem menos. Os casos são mais leves, mas, até agora, ninguém sabe explicar exatamente o porquê”, afirma.

A reportagem do Sistema Verdes Mares questionou ao Ministério da Saúde sobre o fim do convênio com o Hospital Santo Antônio e se outros também não serão renovados, mas até a publicação desta matéria não tivemos resposta.

Já a Secretaria da Saúde do Estado disse que já foi solicitado ao Ministério da Saúde a prorrogação de habilitação dos leitos de UTI, tendo como base o critério epidemiológico e a ocupação dos leitos.

Por Antonio Rodrigues

Fonte: Diário do Nordeste

Curta nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário